Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

ESPECIALISTAS DIZEM QUE EM DUAS DÉCADAS DE CHAVISMO NO PODER CRISE AMBIENTAL SE INSTALOU NA VENEZUELA

Venezuela: era chavista causou crise ambiental, dizem especialistas

Nicolás Maduro promoveu a exploração dos grandes recursos naturais do território para financiar os custos do país

Nicolás Maduro, o atual presidente da Venezuela

RAYNER PEÑA R./EFE

Em duas décadas de chavismo no poder — primeiro com Hugo Chávez e depois com Nicolás Maduro —, uma crise ambiental se instalou na Venezuela, segundo especialistas. Isso, apesar do fato de que o país, que conta com as maiores reservas de petróleo do mundo, produz muito menos petróleo atualmente. As informações são do portal Infobae.

De acordo com Cristina Burelli, fundadora do SOS Orinoco, grupo que busca proteger a Amazônia, em entrevista ao jornal americano Financial Times, houve na Venezuela, ao longo desse período, “um sistema de desmantelamento das instituições ambientais”.

Outro especialista, Francisco Dallmier, diretor do Centro de Conservação e Sustentabilidade do Instituto de Biologia e Conservação do Smithsonian, em Washington, descreveu o que está acontecendo no país como um “ecocídio”.

Um dos principais problemas ambientais que assolam a Venezuela é que, à medida que a economia implodiu e as receitas do petróleo dimunuíram significativamente, o regime de Maduro buscou outras vias de financiamento, entre elas, a exploração dos grandes recursos naturais que o país detém.

O ditador promoveu a mineração em setores da Amazônia. Principalmente em ouro, mas também diamante, coltan, bauxita, minério de ferro e cobre. Além disso, enquanto a deterioração da infraestrutura petrolífera avança, derramamentos e manchas de óleo estão se tornando mais comuns.

“Temos um dos lugares mais ricos do planeta, alguns recursos naturais fantásticos, temos todo um sistema de áreas protegidas que foi criado para proteger esses recursos, e agora temos o início de uma onda de destruição, e não há indicação de que as coisas vão mudar”, afirmou Dallmier.

Desde que Chávez chegou ao poder, em 1999, cerca de 3.800 km² de cobertura arbórea foram destruídos na Amazônia venezuelana. Ambientalistas locais afirmam que o ritmo está se acelerando e que a mineração representa uma ameaça crescente à biodiversidade do país.

A Rede de Informações Socioambientais Georreferenciadas da Amazônia (RAISG) diz que nas últimas duas décadas a quantidade de terras usadas para mineração ao sul do rio Orinoco triplicou. Em 2016, Maduro estabeleceu um arco de mineração, que vai desde a fronteira da Venezuela com a Colômbia até a fronteira oriental com Guyana, abrangendo 12% do território nacional.

O regime chavista garante que a mineração é bem regulamentada. Mas inúmeros relatórios e ativistas ambientais denunciam que gangues criminosas e guerrilhas colombianas — abrigadas e protegidas pela ditadura — lutam pelo controle dos recursos explorados e saqueados ilegalmente. Grupos ambientalistas advertem, inclusive, que a mineração não se limita apenas ao arco, mas se alastra por parques nacionais, como o de Canaima, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Outra preocupação para grupos ambientalistas é a ameaça do mercúrio usado na mineração de ouro lixiviar na água. A SOS Orinoco estima que até 70% do curso do Caroní — o segundo maior rio da Venezuela e com quase 1.000 km de extensão — possa “estar em risco de contaminação devido ao uso de mercúrio nas operações de extração de ouro”.

Testes realizados pela ONG entre a comunidade indígena Pemón, que se distribui pelo sudeste do estado venezuelano de Bolívar, determinaram que, na maioria dos casos, os níveis de mercúrio “excederam o limite estabelecido pela Organização Mundial da Saúde” como seguro para consumo humano. “As maiores concentrações foram evidenciadas em amostras de menores de 18 anos que não trabalham nas minas.”

Vale ressaltar ainda que a ditadura chavista não só aumentou a exploração dos recursos naturais, mas também a exploração dos trabalhadores nas comunidades mineiras. Um guia turístico do povo Pemón, revelou ao Financial Times, sob condição de anonimato para evitar represálias, as condições de trabalho a que esses trabalhadores estão submetidos nas minas de ouro.

Ele relatou que trabalha em uma equipe de seis pessoas (cinco mineiros e um cozinheiro) e que o grupo recebe 40% dos lucros de todo o ouro encontrado. O resto vai para os donos das minas.

“Eles pagam em ouro. Você pode trocá-lo por dinheiro na hora, mas com uma taxa de câmbio muito ruim (…) Se não, você pode levá-lo para Puerto Ordaz [uma cidade ao norte de Canaima] e mandar derretê-lo e transformá-lo em um pequeno lingote . Então você pode vendê-lo por mais”, afirmou.

“Eles nos observavam atentamente o tempo todo (…) Os proprietários disseram a um mineiro: ‘Eu vou te pagar mais se você vigiar os outros e garantir que eles não roubem’. Mas eles nos contaram tudo. Fomos colocados uns contra os outros”, completou.

Na última cúpula contra as mudanças climáticas, realizada no ano passado em Glasgow, grande parte da comunidade internacional se comprometeu a deter e reverter o desmatamento até 2030. Das nações amazônicas, Brasil, Colômbia, Peru, Equador, Guiana e Suriname assinaram o compromisso. A Venezuela, por outro lado, não.

Continuar lendo ESPECIALISTAS DIZEM QUE EM DUAS DÉCADAS DE CHAVISMO NO PODER CRISE AMBIENTAL SE INSTALOU NA VENEZUELA

MULHER TRANSFORMA VESTIDO EM MÁSCARA PARA PODER SER ATENDIDA EM SORVETERIA NA ARGENTINA

Mulher tira o vestido e usa como máscara em loja na Argentina

Funcionários do local seguiram a norma sanitária que impede a venda de produtos a pessoas sem o item de proteção individual

INTERNACIONAL

Lucas Ferreira, do R7

Atitude da jovem em sorveteria de Mendoza deixou família incrédula

REPRODUÇÃO SITE/CLARÍN

Câmeras de segurança de uma sorveteria em Mendoza, na Argentina, flagraram, no último sábado (1º), o momento em que uma jovem tirou o vestido que usava e o transformou em uma máscara para poder ser atendida.

De acordo com o jornal Clarín, a mulher fazia parte de um grupo de 11 pessoas que tentavam comprar sorvetes, mas todos foram barrados por não estarem usando a máscara de proteção. Por causa da pandemia de Covid-19, clientes sem o equipamento de segurança não podem ser atendidos em estabelecimentos da cidade.

Desconcertados, os funcionários se negaram novamente a atender a moça, desta vez por ela entrar vestindo apenas calcinha e sutiã. “Você não está me pedindo uma máscara? Estou colocando”, teria dito.

Sem saber como agir, o pai, a mãe e suas duas filhas continuaram escolhendo o sabor de sorvete que iriam comer mesmo após a situação constrangedora.

Segundo o jornal local Diario Mendoza, os funcionários aceitaram fazer o atendimento depois de muita insistência e ela conseguiu comprar 11 casquinhas e três tigelas de sorvete usando o vestido para cobrir a boca e o nariz.

Continuar lendo MULHER TRANSFORMA VESTIDO EM MÁSCARA PARA PODER SER ATENDIDA EM SORVETERIA NA ARGENTINA

ANÁLISE POLÍTICA: O MODERADOR, POR ALEXANDRE GARCIA

Na nossa ANÁLISE POLÍTICA desta segunda-feira, como sempre, temos o incomparável Alexandre Garcia, que comenta o seu artigo publicado em 38 jornais ao longo d semana que passou. O tema de hoje é o Poder Moderador, que parte de uma declaração estapafúrdia do Ministro Dias Toffoli do Supremo Tribunal Federal, quando afirmou que: “o STF é o Poder Moderador no Brasil”. Declaração que expõe a verdadeira face da configuração ideológica da atual formação da mais alta corte brasileira. Portanto não deixe de assistir ao vídeo completo a seguir, refletir e tirar as suas conclusões.

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: O MODERADOR, POR ALEXANDRE GARCIA

LULA COMPARA TEMPO DO DITADOR ORTEGA NO PODER COM O DA CHANCELER ANGELA MERKEL

Lula minimiza ditadura na Nicarágua e compara Ortega a Merkel

Em sua fala, ex-presidente comparou o tempo em que o ditador Daniel Ortega e a chanceler alemã Angela Merkel estão no poder

Da CNN

em São Paulo

Em entrevista ao jornal El País, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) minimizou a ditadura de Daniel Ortega na Nicarágua. Na fala, ele comparou o tempo em que o ditador e a chanceler alemã Angela Merkel estão no poder, mas afirmou que Ortega errou se mandou prender opositores.

“Temos que defender a autodeterminação dos povos. Sabe, eu não posso ficar torcendo. Por que que a Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e Daniel Ortega não?”, disse Lula.

“Eu não posso julgar o que aconteceu na Nicarágua. No Brasil eu fui preso”, afirmou o ex-presidente. Ele também ressaltou que Ortega está errado se prendeu opositores para não disputarem a eleição.

O PT divulgou uma nota nesta terça-feira (23) chamando de falso e de má-fé afirmar que Lula teria apoiado ditaduras de esquerda.

Continuar lendo LULA COMPARA TEMPO DO DITADOR ORTEGA NO PODER COM O DA CHANCELER ANGELA MERKEL

AUTOCONHECIMENTO: O SILÊNCIO CONTÉM O PODER QUE SÓ A MEDITAÇÃO PODE LHE PROPORCIONAR

A cada dia tenho mais convicção que o único caminho para se alcançar a sua melhor versão é através da meditação, cujo poder está no silêncio. Não apenas o silêncio exterior, mas principalmente o silêncio interior. Sendo o maior obstáculo para se conseguir esse silêncio essencial a mente inquieta, instável e barulhenta. Por isso convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os meandros dessa caminhada.

O SILÊNCIO CONTÉM O PODER

Existe um nível do Ser onde existe muita Calma.

Mas como acessá-lo? O que nos impede de acessar este lugar sagrado?

O obstáculo, para se chegar à Calma Essencial, é a mente

A mente inquieta, instável e barulhenta, é uma pedra de tropeço para se chegar à mansidão do Mar Azul, dentro. No entanto, existe uma chave para acessar este lugar sagrado. A chave, que abre a porta para este nível do Ser, é o Silêncio, a Contemplação e a Meditação.

O Silêncio é uma dádiva também para ansiosos.

A grande angústia do ansioso é sofrer e lutar contra a desorganização interna, que se reflete como bagunça em seu ambiente externo. A pessoa ansiosa se angustia de ver projetado no seu externo a desordem e a estagnação. Entretanto, no Silêncio e na Meditação existe algo de dinâmico e organizador.

Quando esta dupla entra em ação ela dissolve o torpor mental causado pela ansiedade. Por quê? Algo mágico acontece… a sua respiração muda imediatamente, e você pode agora começar a viver a clareza mental. No Retiro Travessia – de Meditação, Silêncio e Cura Interior – esta prática guiada é muito prazerosa, interessante e fácil de se fazer na exuberante natureza.

Silêncio, Meditação e Contemplação e os 11 extraordinários benefícios

1- Cura do sono.

2- Tranquilidade e disposição ao acordar.

3- Permanência por mais tempo na “Calma Essencial”.

4- Baixa da ansiedade.

5- Melhora da respiração.

6- Mente tranquila e organizada.

7- Memória ativada.

8- Libertação da obsessão dos problemas e conflitos.

9- Resgate da intuição clara e purificada.

10- Presença e conexão.

11- Despertar das capacidades mentais normais e superiores.

 

Os malefícios da falta de silêncio interior

 

“Pensar é algo divino, no entanto, não parar de pensar é algo doentio”.

Pensar compulsivamente é como aquele cachorro que “corre e corre atrás do próprio rabo sem nunca chegar à lugar algum”. O automatismo que criamos vem do nosso “lado” animal fazendo com que a mente fique condicionada à padrões de comportamentos indesejáveis. Esse mecanismo se torna forte, tornando complexo o funcionamento da mente.

Emocionalmente falando, o pensador compulsivo  está sempre aborrecido, insatisfeito e com a alma apertada e apartada de si. Ademais, o ruído mental incessante é um tremendo obstáculo ao autoconhecimento autêntico: a pessoa perde o contato com sua essência, acabando por se sentir “um estranho em sua casa interior”. Tédio, cansaço, ansiedade e respiração alterada compõem o quadro emocional ruim. Parece um paradoxo, mas somente algo simples como a Meditação –  e o silêncio que ela produz – podem tirar a mente de sua complexidade e fazê-la sentir paz e funcionar bem!

Você não é a sua mente e nem o que você pensao pensamento  compulsivo faz com que a pessoa caia na armadilha de se confundir com os próprios pensamentos e de se esquecer quem ela realmente é. O silêncio é a chave para acessar e usar o  potencial ilimitado disponível a todos e a ferramenta por excelência é a Meditação”, lembra sempre o Dr. Toni Luiz a seus pacientes e alunos.

Silêncio, Meditação e Saúde Mental

A Meditação é o remédio natural para quem quer equilíbrio e saúde mental. Quem aprende a silenciar volta ao seu estado natural e será cada vez menos perturbado pelas oscilações da mente. Fazer paradas durante o dia para silenciar e meditar estabiliza a mente porque ajuda a criar “espaço” entre os pensamentos.

Quando isso acontece a pessoa sente uma grande satisfação e já pode comemorar o início da vitória sobre as prisões da mente. Somente silenciando você se torna capaz de transformar o pensamento – colocando de ‘escanteio’ a interferência do ego – e só então determinar o que você quer de fato pensar ou deixar de pensar.

“É muito bom deixar a mente descansando num grande vazio, e pensar somente quando preciso pensar, a prática me ensina a entrar no “modo descanso”.  Isto é uma grande liberdade, uma grande conquista!”, Sarita de Távora Domingues

Se o Silêncio é tão bom assim, por que alguns o temem?

Teme quem desconhece as dádivas do silêncio. A maioria de nós está tão apegada ao sofrimento que esse mecanismo se torna muito forte, a pessoa acaba acreditando que aquela é a sua natureza. Teme o silêncio quem está apegado de forma anormal ao que lhe é “familiar”. Entretanto, somente o que ela teme – o Silêncio – é o que pode libertá-la. O silêncio te ajuda a sair da “ilusão” criada pelos pensamentos caóticos e opressivos. A dinâmica do silêncio coloca ordem em sua casa interior e faz enxergar a realidade com fino discernimento, de forma transformadora.

O Silêncio Meditativo é como uma sala espaçosa, silenciosa e aconchegante, à meia luz,  onde você pode, com tranquilidade, adentrar, tirar seus sapatos e  se permitir descansar. Existe ainda muitas pérolas no silêncio, uma delas é o descanso. Agora que você compreendeu mais sobre o silêncio, eu lhe pergunto: Existe alguma razão para perdê-lo? Sarita de Távora Domingues

Quem consegue aprender sobre o Silêncio?

Quem se interessar por ele,  quem o busca, pratica e o cultiva. Para buscar o Silêncio é necessário um movimento de auto valor e cuidado. Se não fizer isso por si mesmo, por sua mente, ninguém o fará!  A prática requer apenas algum momento do dia e alguns minutos antes de dormir. Impressionantes maravilhas estão reservadas para seus buscadores.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O SILÊNCIO CONTÉM O PODER QUE SÓ A MEDITAÇÃO PODE LHE PROPORCIONAR

REFLEXÃO: O PODER DE VIVENCIAR O HOJE PARA TER UM FUTURO PROMISSOR

A cada dia mais e mais pessoas começam a se conscientizar da importância e do poder do hoje. Pensar, sentir, agir e realizar o hoje é tudo o que precisamos fazer para construir um futuro pleno e promissor em todos os sentidos. Portanto o texto que estamos publicando HOJE, aqui na coluna REFLEXÃO merece a sua total atenção. Então te convido a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Vocação - Província Marista Brasil Centro-Sul

O poder do Hoje.

 

Acredite sempre no melhor, crie através da fé em Deus, um ambiente propício ao grande objetivo que deseja. Confie no que está no campo da imaginação, eliminando qualquer dúvida! Suas emoções neste momento, possuem importância fundamental, exercem a energia propulsora para prosseguir constantemente.

Portanto, tenha coragem e atitudes. Conceda ao universo o que há de melhor em seu coração, bons pensamentos e emoções. Refugie-se em Deus, conecte-se com ele através da fé e das suas orações, consolide essa aliança. Mantenha a positividade, serenidade e a esperança em evidência, tenha coragem para explorar esse momento e sempre avançar. O tempo é implacável e prossegue continuamente o seu ritmo. Ele está dizendo que prosseguir é o melhor a fazer, hoje é uma nova chance para recomeçar seus objetivos.

Assim, erga a cabeça, olhe para o horizonte que descortina, renove suas forças, raciocínios, e atitudes. Caminhe seguro, confiante e entusiasmado com a certeza da superação. Encare as dificuldades, com o forte desejo em vencer, faça o possível e o impossível para isso. Sempre com honestidade, respeito e humildade!

Há uma solução adequada para o seu êxito, assim, aja com sabedoria e inteligência, calma e autoconfiança. Você está no leme das suas ações, e elas redefinem o seu destino a todo instante. Logo, essa é a oportunidade para adentrar em um novo ciclo de vida.

Deus te atribuiu o direito do livre arbítrio, tem a permissão e capacidade para restaurar os rumos do seu destino, fazendo um novo final. Reconstruir é o princípio da vida, e a cada novo dia, Deus te entrega esse poder. Observe o tempo, ele te diz a todo instante, segue-me por que você só tem o AGORA, amanhã será resultado das atitudes, pensamentos e emoções que desenvolver hoje. Este é o princípio do seu progresso, é o sentido da sua evolução. E o ápice é a concretização dos seus objetivos, você foi eleito o arquiteto desses projetos, portanto, batalhe plenamente para materializar seus sonhos!

Autor: Reginaldo Rodrigues
Email: r3.reginaldorodrigues.7@gmail.com

Fonte: Escola do Pensamento

Continuar lendo REFLEXÃO: O PODER DE VIVENCIAR O HOJE PARA TER UM FUTURO PROMISSOR

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ESTAR NA PLENITUDE DO AGORA É ESSÊNCIAL PARA O EQUILÍBRIO PERFEITO CORPO-MENTE-ESPÍRITO

Nesta quinta-feira estamos publicando mais um texto extraordinário sobre o poder do Agora para que você tenha uma melhor noção sobre a importância desse estado de espírito. Estar na plenitude do Agora através da meditação é o melhor, ou talvez, o único caminho para se alcançar o equilíbrio perfeito Corpo-Mente-Espírito. Então, sem mais delongas convido você a ler o texto completo a seguir e expandir a sua consciência.

A Plenitude do Agora

Despertando

O Pão Nosso de Cada dia  

Mantenha-se firme e convicto, fortaleça sua aliança com Deus, e avance confiante da Vitória. Adversidades existem para serem superadas, elas são oportunidades que a vida apresenta, com uma intenção: aprimorar e aflorar potencialidades internas que permaneciam submersas, e com a presença dos obstáculos elas emergem. E te afirmo, você possui muitas a serem exploradas!

Assim, encare-as com otimismo e autoconfiança para desbravar este cenário esplendoroso que surge. Conserve a serenidade e os pensamentos positivos, afirme para si que já é vencedor e prossiga! Elimine as dúvidas e as incertezas, tenha convicção da conquista e faça o seu melhor, exerça a autoridade e a grandiosidade que Deus te concedeu!

Permaneça acompanhado por pessoas perseverantes, afirmativas e otimistas, isso potencializa suas forças! Observe como é em uma colmeia, uma abelha ajudando e incentivando a outra, e assim, obterem um resultado comum, no caso a produção do mel e a manutenção do enxame. Já no caso dos serem humanos, que possuem objetivos particulares, é a concretização dos projetos de cada pessoa, e isto é muito importante, é uma maneira inteligente de se motivarem mutuamente. É a natureza nos ensinando que a união e o incentivo, são fundamentais para a evolução de todos.

Mesmo com suas capacidades, tenha a presença de Deus a frente da sua vida, ele é a essência primeira de tudo, a nascente  das ideias, a fonte de inspiração, a renovação diária, o equilíbrio da serenidade, a paz da harmonia, a voz do seu coração, o caminho para a superação e o pódio da Vitória. Deus é simplesmente tudo em sua vida, ele é quem te sustenta e o impulsiona a prosseguir, portanto, aproveite ao máximo essa chance incrível que recebeu hoje, viva o AGORA em plenitude, hoje é o melhor momento da vida!

Autor: Reginaldo Rodrigues
Email: r3.reginaldorodrigues.7@gmail.com

 

Todas as  poesias e publicações são de autoria de Dom Romani (salvo quando dado o crédito a terceiros). É uma honra e um prazer que republiquem meus poemas, poesias e textos, desde de que com os devidos créditos.

Fonte: Leve Consciência

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ESTAR NA PLENITUDE DO AGORA É ESSÊNCIAL PARA O EQUILÍBRIO PERFEITO CORPO-MENTE-ESPÍRITO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DE FICAR SOZINHO, POR ALBANO

O Poder de ficar sozinho é o vídeo animado desta terça-feira do espetacular Albano para fazer você entender o quão importante são os momentos de solidão na sua vida. Ele alerta para o fato de achar que estar sempre rodeado de pessoas é o melhor caminho a ser seguido. O medo de ficar sozinho nos afasta da possibilidade do AUTOCONHECIMENTO e do DESENVOLVIMENTO PESSOAL, tornando a nossa vida um deserto e nos dando a sensação de vazio. Por isso convido você a assistir ao vídeo completo a seguir e entender o Poder de ficar sozinho!

Fonte: Seja Uma Pessoa Melhor

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DE FICAR SOZINHO, POR ALBANO

AUTOCONHECIMENTO: A CIÊNCIA QUE MUDARÁ O SEU FUTURO, POR DR. BRUCE LIPTON

O vídeo escolhido para REFLEXÃO nesta quinta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é uma aula fantástica baseada nos conhecimentos de física quântica e espiritualidade do Dr. Bruce Lipton que vai transformar totalmente você, seu pensamento e sua vida, de forma que você vai adquirir o poder que jamais sonhou ter. Assista ao vídeo completo a seguir, expanda sua consciência e entenda como funciona toda a vida no universo e, principalmente dentro de você!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A CIÊNCIA QUE MUDARÁ O SEU FUTURO, POR DR. BRUCE LIPTON

REFLEXÃO: O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA

O tema do texto de hoje, aqui na coluna REFLEXÃO é o que gosto mais de discutir e comentar, pois é tudo o que acredito. O poder que nós, seres humanos, temos é infinito e é tão poderoso quanto o de quem nos criou. Ocorre que ainda somos deuses em evolução e por isso ainda não dominamos totalmente essa poderosa máquina chamada Consciência!

Portanto, o segredo está em, antes de mais nada, aprender a dominar e controlar os pensamentos. Ao controlá-los você consegue o controle da sua vida em todos os sentidos e sendo assim passa a vibrar em alta frequência e deixa para trás toda a negatividade, as sombras e a escuridão. Deixa também um ciclo vicioso e embarca num ciclo virtuoso onde nem o céu é o limite!

Você tem este poder!

 em 

 

“A freqüência vibratória do corpo de dor encontra eco na dos pensamentos negativos, assim apenas estes últimos podem alimentá-lo.

O padrão usual de pensamento para criar emoções é revertido no caso do corpo de dor, pelo menos no início. A emoção que parte dele adquire rapidamente o controle do pensamento. E, uma vez que a mente é dominada pelo corpo de dor, o pensamento se torna negativo.

A voz na nossa cabeça começa a contar histórias tristes, cheias de ansiedade e rancor que podem falar sobre nós, nossa vida, outras pessoas, o passado, o futuro ou acontecimentos imaginários. Essa voz será de censura, acusação, queixa, fantasia. E estabeleceremos uma total identificação com qualquer coisa que ela diga, acreditando em todos os seus pensamentos distorcidos.

A essa altura, o vício da infelicidade terá se instalado em nós. Não é que sejamos incapazes de deter o trem dos pensamentos negativos – o mais provável é que nos falte vontade de interromper seu curso.

Isso acontece porque, nesse ponto, o corpo de dor está vivendo por nosso intermédio, fingindo ser nós. E, para ele, a dor é prazer. Ele devora ansiosamente todos os pensamentos negativos.

Na verdade, a voz corrente na nossa cabeça torna-se a voz dele. E ela assume o diálogo interior. Um círculo vicioso se estabelece: todo pensamento nutre o corpo de dor, que, por sua vez, produz mais pensamentos.

Em algum momento, após algumas horas ou até mesmo depois de poucos dias, ele estará realimentado e retornará ao seu estágio latente, deixando para trás um organismo exaurido e um corpo físico muito mais suscetível à doença. Se ele lhe parece um parasita psíquico, você está certo. É exatamente o que ele é. “(Eckhart Tolle -Um Novo Mundo)

Livre-se dele! Você tem este poder!

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA

NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA NO HAITI ASSUME O CARGO EM MEIO A LUTA PELO PODER E GRAVES ACUSAÇÕES

Novo ministro da Justiça assume cargo no Haiti em meio à crise

Liszt Quitel chega ao poder em momento em que premiê é citado como um dos possíveis mentores da morte do presidente haitiano

INTERNACIONAL

por AFP

Liszt Quitel tem como missão encontrar os culpados pelo assassinato de ex-presidenteLiszt Quitel tem como missão encontrar os culpados pelo assassinato de ex-presidente RICHARD PIERRINI/AFP – 16.9.2021

O novo ministro da Justiça, Liszt Quitel, assumiu o cargo no Haiti nesta quinta-feira (16), em meio a uma luta pelo poder e graves acusações contra o primeiro-ministro como parte da investigação sobre o recente assassinato do presidente Jovenel Moise.

Já encarregado do Ministério do Interior desde julho, Quitel reconheceu a complexidade da situação que paralisa o instável país caribenho.

“Estamos vivendo um momento difícil, com necessidades urgentes de justiça e segurança”, declarou o agora ministro da Justiça, que terá que enfrentar as gangues que controlam setores de Porto Príncipe.

Quitel substituiu Rockefeller Vincent, deposto pelo primeiro-ministro Ariel Henry.

Henry também destituiu Bed-Ford Claude, o promotor-chefe de Porto Príncipe, esta semana, que pediu formalmente que o premiê fosse indiciado pelo assassinato de Moise.

Claude disse suspeitar que Henry realizou ligações telefônicas horas após o ataque com um dos principais suspeitos do assassinato do presidente, baleado em sua casa por mercenários armados. Nenhum agente responsável pela proteção de Moise ficou ferido no ataque.

Quitel é o quinto ministro da Justiça nomeado desde 2017, ano em que Jovenel Moise assumiu o poder. Afetado pela instabilidade e pela falta de meios para funcionar, o setor judiciário haitiano opera de forma extremamente lenta, resultando em superlotação nas prisões.LEIA TAMBÉ

De acordo com organizações de direitos humanos, mais de 85% dos detidos hoje nas prisões do país aguardam julgamento, alguns há vários anos.

Enquanto a classe política luta pelo poder, a insegurança cresce em todo o país, especialmente em Porto Príncipe. Gangues de criminosos fortemente armados controlam vários subúrbios da capital, onde realizam sequestros e de onde bloqueiam regularmente todo o acesso aos únicos terminais de petróleo do país.

Fonte: R7

Continuar lendo NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA NO HAITI ASSUME O CARGO EM MEIO A LUTA PELO PODER E GRAVES ACUSAÇÕES

TALIBÃ NO PODER É UM RISCO PARA O PATRIMÔNIO CULTURAL DO AFEGANISTÃO

Patrimônio cultural do Afeganistão corre risco com Talibã no poder

Funcionários do Museu Nacional de Cabul estariam escondendo peças do acervo para evitar que sejam destruídas

INTERNACIONAL

 Fábio Fleury, do R7

Um dos Budas de Bamiyan, destruídos pelo Talibã no início de 2001

FRANÇOISE FOLIOT VIA WIKIMEDIA COMMONS

Após a tomada de Cabul, capital do Afeganistão, pelo grupo islâmico Talibã no último dia 15, as preocupações da comunidade internacional se voltaram não só para os destinos das mulheres e crianças afegãs e dos cidadãos que colaboraram com forças estrangeiras ao longo dos quase 20 anos de ocupação, mas também para o inestimável patrimônio cultural do país.

Na última semana, Audrey Azoulay, diretora-geral da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), fez um apelo aos talibãs, “pela preservação da herança cultural do Afeganistão em sua diversidade, em respeito à lei internacional e protegendo o patrimônio cultural de danos e saques”.O pedido da diretora se justifica pelas atitudes do Talibã durante o período em que o grupo governou o país, de 1996 até 2001, quando foi derrotado pela intervenção dos EUA e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Em março de 2001, eles explodiram duas estátuas gigantes de buda no vale de Bamiyan, que fica a cerca de 180 quilômetros a oeste de Cabul.

 

Com 55 e 38 metros de altura, as duas estátuas escavadas na rocha e o sítio arqueológico ao redor foram considerados patrimônios da humanidade pela Unesco em 2003.  Os arqueólogos estimam que as imagens teriam sido construídas entre o fim do século 6 d.C. e o início do século 7 d.C.

Segundo relatos, o Talibã chegou a debater a destruição das estátuas por se tratarem de representações de divindades do budismo e cogitaram mantê-las intactas, pois não havia praticantes da religião entre a população afegã. No entanto, elas foram destruídas como uma espécie de vingança, segundo uma entrevista do líder talibã, o mulá Mohammed Omar, a um jornal paquistanês em 2004.

“Eu não queria destruir o buda de Bamiyan. Alguns estrangeiros me disseram que queriam fazer reparos na estátua, que tinha sido levemente afetada pelas chuvas. Isso me chocou. Eu pensei, essas pessoas não se importam com milhares de seres humanos, os afegãos que estão morrendo de fome, mas estão preocupados com a estátua. Achei isso deplorável e ordenei sua destruição. Se tivessem vindo para trabalho humanitário, nunca teria ordenado”, afirmou.

Proteção do patrimônio cultural

Criada em paralelo à ONU após a Segunda Guerra Mundial, a Unesco tem o papel de defender a educação, a saúde, os direitos humanos e o patrimônio cultural, segundo a historiadora Aline Vieira de Carvalho, professora de pós-graduação em História e pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam) da Unicamp.

“Quando a gente fala de patrimônio, fala de outras culturas, de diversidade religiosa, é pra isso que serve o patrimônio histórico. Ele nos dá a dimensão de que somos diferentes e essa convivência precisa ser preservada. Então quando você tem um grupo extremista no poder, com essa leitura muito estrita das leis religiosas, o temor é pelo apagamento dessa memória”, explica a historiadora.

No caso específico do Afeganistão, que fica na Ásia Central e pertenceu a um grande número de impérios ao longo da história, do grego, de Alexandre, o Grande, até o britânico, passando por Genghis Khan, entre outros, a herança cultural é algo precioso. Por isso, toda essa preocupação por parte de organizações internacionais e de especialistas. Para Aline, o Minarete de Jam também está em perigo e deveria estar protegido pela Unesco.

“O patrimônio do Afeganistão nos interessa porque é um território que tem uma história de milênios e que de certa forma foi um espaço de trânsitos culturais e de encontros culturais. No caso de Bamiyan há uma clara influência indiana. Por que há também a preocupação com o minarete e os restos arqueológicos de Jam? Porque eles já estão em perigo, estão numa área onde o conflito limpa a cultura e cria uma versão muito singular do passado”, alerta.

Segundo a pesquisadora da Unicamp, tentativas de resgate do patrimônio histórico podem ser observadas antes mesmo da criação da Unesco, quando obras de arte e livros foram salvos dos nazistas na Europa durante a Segunda Guerra. No caso de cidades históricas, como Herat, no Afeganistão, isso não é possível, mas em uma escala menor isso já está acontecendo no país.

“Temos informações que no Museu Nacional de Cabul, onde há mais de 800 mil peças de arte islâmica, todas manifestações de uma herança riquíssima, os funcionários estão retirando algumas obras para preservá-las. Essa estratégia já vinha sendo usada há muito tempo e está incluída na convenção de 1954, que foi criada para proteger o patrimônio cultural e histórico em áreas de conflito”, destaca.

No dia 15, funcionários do Museu Nacional publicaram uma nota no perfil da instituição no Facebook, falando sobre o caos na cidade em meio à invasão do Talibã. “Usando a oportunidade, criminosos saquearam propriedades públicas e privadas. Os funcionários e artefatos do museu ainda estão em segurança, mas essa situação caótica causa grande preocupação. Por isso, pedimos atenção para a segurança dos objetos desta instituição”, diz o texto.

Por tudo isso, o futuro do país, não apenas para seu povo, mas também sua herança cultural, está sob risco. Não apenas para a Unesco como para a comunidade científica.

“Acho que a grande questão do Afeganistão e a preocupação da Unesco é saber que o perigo dessa destruição, desse apagamento da memória, é absolutamente irreparável. Todos estamos muito preocupados também com a situação das pessoas, das crianças, mas também o direito ao território, à memória e ao pertencimento sendo perdidos. Tudo isso é desolador”, lamenta Aline

Continuar lendo TALIBÃ NO PODER É UM RISCO PARA O PATRIMÔNIO CULTURAL DO AFEGANISTÃO

MEDO E ANSIEDADE PERSEGUEM UNIVERSITÁRIAS AFEGÃS

Estudantes afegãs não veem futuro após Talibã chegar ao poder

Universitárias levadas para o Qatar revelam ter sentido medo e ansiedade devido a possível perda de direitos no Afeganistão

Medo e ansiedade perseguem universitárias afegãs

REUTERS/ALEXANDER CORNWELL

Um grupo de mulheres afegãs jovens demais para lembrar do governo Talibã entre 1996 e 2001 está passando pelo mesmo trauma recontado por parentes depois que o grupo islâmico retomou o controle do Afeganistão, levando milhares de pessoas a fugirem do país.

“Estamos voltando à escuridão”, disse uma das estudantes universitárias levadas para o Qatar, que descreveu sentimentos de ansiedade e medo e, como outras, se recusou a fornecer detalhes que pudessem identificá-las ou identificar suas famílias em casa por motivos de segurança.

“São todas histórias que ouvíamos de nossos pais e avós. E naquela época era apenas uma história, mas agora é como se o pesadelo se tornasse realidade”, disse uma segunda mulher.

As quatro que falaram à Reuters estão entre centenas de estudantes afegãs, a maioria mulheres, trazidas para o Estado árabe do Golfo.

Quando chegou ao poder pela última vez, o Talibã impôs de maneira estrita a sua interpretação ultraconservadora do islamismo sunita, que incluía proibir as mulheres de ir à escola ou de trabalhar.

Muitos duvidam das promessas do grupo militante de que desta vez os direitos das mulheres serão protegidos sob a estrutura do Islã.

“Todo mundo sabe como aquela época foi dura e brutal”, disse uma segunda mulher à Reuters em um complexo residencial na capital Doha, onde refugiados, incluindo de outras nacionalidades, são abrigados.

Continuar lendo MEDO E ANSIEDADE PERSEGUEM UNIVERSITÁRIAS AFEGÃS

PONTO DE VISTA: O RESPEITO ENTRE INSTITUIÇÕES E PELO PAÍS SÓ VOLTARÁ COM O IMPEACHMENT DE UM MINISTRO DO STF

Caro(a) leitor(a),

Quem acompanha esta coluna a bastante tempo sabe o que penso de Jair Messias Bolsonaro. Desta forma não vou me deter dando explicações e ir direto ao ponto. Não é novidade pra ninguém nesse país que todos os presidentes que passaram pelo poder nos últimos 33 anos, desde que a nossa jovem e débil Constituição foi promulgada em 1988, foram alvo de pedidos de impeachment. Alguns mais potros menos, mas todos, sem exceção experimentaram isso em algum momento de sua administração. A novidade é que, a partir de 2015 os ministros do STF também começaram a ser alvo de pedidos de impeachment, cujo campeão é de longe o famigerado Gilmar Mendes.

Quando se começa a pedir a cabeça de ministros da Suprema Corte Federal é sinal de que algo realmente não vai muito bem e quando o representante maior de um dos poderes resolve pedir a cabeça de um membro do outro poder, que a princípio deveria ser  o “poder moderador”, a luz vermelha precisa acender rapidamente e o povo brasileiro tomar uma atitude imediata para desviar a trajetória que o país está rumando antes que seja tarde demais. 

Por isso, o ato de protesto do dia 07/09 precisa bombar com muita força, pois talvez seja a nossa última chance de revertermos esse quadro caótico que assola o nosso pobre país.

Então pessoal vamos para as ruas de todo o país exigir o impeachment não apenas de Alexandre de Moraes, mas de Barroso também para mostrarmos quem realmente manda nessa nação e por a casa em ordem. Então peço a você que compartilhe essa publicação com o máximo de pessoas que você conseguir, por um Brasil livre!

Bolsonaro protocola pedido de impeachment contra Alexandre de Moraes

É a primeira vez na história recente que a Presidência da República se dedica a processar integrantes da Suprema Corte.

Bolsonaro

Marcos Corrêa | PR

O Palácio do Planalto protocolou, no final da tarde desta sexta-feira (20), pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), estão fora de Brasília, não houve a entrega formal do documento pelas autoridades.

A peça processual foi elaborada com base no artigo 52 da Constituição. Trata-se do trecho da Carta Magna que transfere ao Senado a competência para julgar crimes de responsabilidade de integrantes do Tribunal.

Qualquer pessoa pode sugerir o impeachment de ministros do STF, no entanto, é a primeira vez que a Presidência da República se dedica a processar pessoalmente os integrantes da Suprema Corte, transferindo uma carga política muito maior aos pedidos.

O Conexão Política explica, a seguir, até onde pode chegar um procedimento desse tipo:

DESPACHO — o presidente do Senado decidirá se o pedido terá andamento ou não. Pode pedir pareceres jurídicos antes de deliberar. Não há prazo para análise, o que significa que os procedimentos podem permanecer engavetados;

COMISSÃO — caso o presidente do Senado dê prosseguimento ao pedido, será criada uma comissão especial com 21 senadores a fim de analisar as argumentações e dar direito de defesa ao ministro. Após isso, é preciso maioria simples para que o texto prossiga à próxima fase;

PLENÁRIO, FASE 1 — aprovado na comissão especial, caberá novamente ao presidente do Senado decidir quando (e se) levará o caso para o plenário. Nesse estágio, é necessária maioria simples em votação para, tecnicamente, abrir o processo;

PLENÁRIO, FASE 2 — havendo maioria simples na votação preliminar, o próximo passo é efetivamente julgar se houve crime de responsabilidade. Para condenação é necessário apoio de pelo menos 2/3 dos parlamentares da Casa, ou seja, 54 dos 81 senadores, em sessão a ser presidida pelo presidente do STF;

CONDENAÇÃO: havendo 2/3 dos votos favoráveis à condenação, o ministro  perde seu cargo e fica inabilitado por 8 anos para funções públicas e/ou políticas.

Vale lembrar que, diferentemente do impeachment contra presidente da República, processos contra ministros do Supremo não passam pela Câmara dos Deputados.

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O RESPEITO ENTRE INSTITUIÇÕES E PELO PAÍS SÓ VOLTARÁ COM O IMPEACHMENT DE UM MINISTRO DO STF

TOM ENTRE AS NAÇÕES OCIDENTAIS SOBRE A RETOMADA DO PODER DO TALIBÃ NO AFEGANISTÃO É DE DESCONFIANÇA

Nações do Ocidente agem com cautela em relação ao Talibã

Grupo que retomou o poder no Afeganistão tem feito promessas de um governo mais tolerante do que no passado

Heloisa Villela, da CNN, em Nova York

Atualizado 17 de agosto de 2021 às 23:57

 

O tom entre as nações ocidentais sobre a retomada do poder do Talibã no Afeganistão é de desconfiança. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, por exemplo, disse que o país receberá ajuda humanitária desde que respeite os direitos humanos.

Já em Washington, o Tesourou congelou bilhões de dólares do governo afegão depositados nos Estados Unidos. É uma estratégia para negociar a retirada de civis do país ou cobrar o cumprimento de promessas feitas pelos líderes que a controlam agora.

Em Nova York, a Organização das Nações Unidas (ONU) exigiu que o Talibã demonstre com atitudes essas falas. Em entrevista coletiva realizada em Cabul, capital do Afeganistão, o porta-voz Zabihullah Mujahid afirmou que não haverá invasões de casas ou discriminação de mulheres.

Além disso, ele ainda reforçou que “ninguém será perseguido”.

Fonte: CNN

Continuar lendo TOM ENTRE AS NAÇÕES OCIDENTAIS SOBRE A RETOMADA DO PODER DO TALIBÃ NO AFEGANISTÃO É DE DESCONFIANÇA

GOVERNO DE ISRAEL ACOMPANHA COM ATENÇÃO A RETOMADA DE PODER DO TALIBÃ NO AFEGANISTÃO

Israel observa com atenção retorno do Talibã ao poder

Especialista em inteligência considera um grande retrocesso a volta do grupo e destaca o perigo de fortalecimento da Al-Qaeda

INTERNACIONAL

Eugenio Goussinsky, do R7

Israel tem acompanhado a situação no Afeganistão

ATEF SAFADI/EFE/15-06-21

O governo de Israel acompanha com atenção a retomada de poder do Talibã no Afeganistão. Ainda não há um comunicado oficial do governo israelense a respeito do tema, mas, mesmo não tendo ligação direta com a guerra local, o governo israelense, se mantém “braço a braço”, segundo um funcionário local, com os Estados Unidos na luta contra o terror.

Para uma das maiores especialistas em questões estratégicas de Israel, Sarit Zahavi, a volta do grupo radical remete a um momento triste da humanidade, no qual o grupo terrorista Al-Qaeda contou com o apoio do regime para realizar atentados pelo mundo, entre eles os de 11 de Setembro de 2001. Praticamente 20 anos depois, o mesmo grupo volta ao comando do país.

“É muito preocupante e incômoda a volta do Talibã, dá a sensação de que nada mudou em 20 anos. O grupo voltou com sua ideologia radical, na qual não se pode argumentar. Tem um pouco de diferença em relação à Al-Qaeda, mas, por outro lado, muitas semelhanças. Ambos interpretam de uma maneira extremista a lei islâmica. Não há como pará-los ou convencê-los do contrário”, destaca Sarit, major do Exército israelense, que serviu por 15 anos na área de inteligência.

Sarit, que é CEO e fundadora da entidade Alma Research and Education Center, ressalta ainda que o mundo, de novo, se depara com a possibilidade de ressurgir um regime que alimente células terroristas contra alvos do Ocidente.

“Sabemos que historicamente eles treinam terroristas, para realizar ataques pelo mundo, como em 11 de setembro. É algo muito preocupante, é uma mensagem de fraqueza para conter a instabilidade no Oriente Médio. Os Estados Unidos investiram muitos esforços para conter o Talibã e agora eles voltam. Um retrocesso”, ressalta.

Segundo ela, as Forças Armadas de Israel, que vêm se deparando com o recrudescimento dos ataques do Hezbollah na fronteira norte, terão de redobrar os esforços para cuidar das fronteiras israelesnes. Isto porque, a própria instabilidade no Líbano, em meio a uma grave crise econômica, serve como pretexto para que o grupo radical direcione a culpa dos problemas libaneses para Israel.

“Nos últimos dois anos, após um período de estabilidade de cerca de 15 anos na fronteira, o Hezbollah e seu patrocinador, o Irã, demonstrar estar buscando instigar uma nova escalada na região. Contra esse tipo de ameaça, que se fortalece com regimes extremistas, o exército tem buscado monitorar as fronteiras e intensificar o uso da tecnologia para detectar qualquer ameaça contra Israel. Temos também de estar atentos, porque um colapso no Líbano intensifica a ameaça do Hezbollah e dos extremistas contra Israel”, destacou.

Neste cenário, o colapso econômico do Líbano poderia transformar o país em uma espécie de Afeganistão, no sentido dele se tornar mais vulnerável e passar a ser, na totalidade, comandado por grupos radicais.

Ela acredita, no entanto, que a situação ainda não chegue a tanto no Líbano por também haver, dentro do país, forças contrárias ao Hezbollah.

Arthur Lenk, um importante diplomata veterano que atuou como embaixador de Israel no Azerbaijão, África do Sul, Esuatini (antiga Suazilândia) e Lesoto, afirmou que o avanço do Talibã foi um sinal, para Israel, de que o país só pode contar consigo mesmo na sua própria proteção.

Ele se referiu ao fato de os Estados Unidos, nos últimos anos, terem retirado suas tropas do Afeganistão, após os bombardeios e a invasão em 2001, feitos em retaliação ao 11 de setembro, que, naquele momento, culminaram com o fim do regime do Talibã.

“Os EUA são nosso aliado mais próximo. Eles estiveram lá por Israel repetidamente ao longo dos anos. Mas os horríveis eventos no Afeganistão devem ser uma lição dura e assustadora sobre mudanças de interesses e cálculos frios e difíceis”, escreveu Lenk, no Twitter.

Israel e Gaza retomam vida normal com início do cessar-fogo na região

Fonte: R7
Continuar lendo GOVERNO DE ISRAEL ACOMPANHA COM ATENÇÃO A RETOMADA DE PODER DO TALIBÃ NO AFEGANISTÃO

ANÁLISE POLÍTICA: A FONTE DO PODER, POR ALEXANDRE GARCIA

Nesta segunda-feira o experiente Alexandre Garcia aborda o fato mais importante da semana, que foi a votação da PEC do voto impresso entre outros assuntos relevantes como a constante violação da Carta Magna por quem deveria defendê-la, o STF. Então não saia dai eassista ao vídeo completo a seguir.

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: A FONTE DO PODER, POR ALEXANDRE GARCIA

DICA DE LIVRO: #UMDIASEMRECLAMAR DE DAVI LAGO & MARCELO GALUPPO

No meu livro “Quando Fala o Coração”, enalteço o sentimento da GRATIDÃO mostrando a sua força e capacidade de transformar vidas. A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é “#umdiasemreclamar, descubra por que a GRATIDÃO pode mudar a sua vida. Uma obra que vem ratificar o que falo no meu livro.

Quantas vezes você reclamou de algo hoje? Já parou pra pensar como é difícil ser grato e como focamos muito mais a nossa atenção nos problemas e não nas soluções?

Este livro lhe propõe o seguinte desafio: passe um dia (24 horas) sem reclamar. Para realizá-lo, você precisará registrar o horário em que iniciará o exercício. E não será preciso registrar quantas vezes você viola seu comando porque, a cada vez que você o fizer, deverá reiniciar a contagem do tempo.

Segundo os autores, a principal função deste exercício é tornar-nos conscientes de que a ingratidão é o padrão natural do ser humano. Além dele, você encontrará aqui mais seis exercícios de gratidão e mudará para sempre a maneira como encara os seus problemas.

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: #UMDIASEMRECLAMAR DE DAVI LAGO & MARCELO GALUPPO

POLÍTICA: DEPUTADO DE SÃO PAULO MANDA DURO RECADO PARA DÓRIA

Deputado solta o verbo e revela porque Doria ainda está no poder em São Paulo (veja o vídeo)

João Doria (Reprodução)João Doria (Reprodução)

O deputado estadual Frederico D’avila, eleito por São Paulo, conhece de perto a realidade do estado e as dificuldades que o povo tem enfrentado por conta das medidas de João Doria. Em entrevista exclusiva à TV JCO, o parlamentar mandou um duro recado ao governador. Depois dessa, a calça apertou mais ainda…

“Doria é muito mentiroso, traidor, na menor oportunidade que ele tem para ferroar alguém pelas costas, ele vai apunhalar. Então ele que volte a fazer as coisas dele no ambiente privado, fazer o sistema ‘pega trouxa’ dele lá no Lide, ganhar dinheiro nas costas dos outros, mas não na população do estado de São Paulo ou mesmo na população brasileira, que a gente não merece isso”, detonou.

D’avila ainda admitiu ter sido enganado por João Doria:

“Eu fiz campanha para ele, pedi voto, por conta da situação que nós estávamos vivendo aqui e infelizmente a gente tem que dar mão à palmatória, se arrepender e dizer que errou, mas também eu não sabia que Doria era tão picareta, tão mau-caráter, tão salafrário como ele se apresentou. Então, infelizmente nós escolhemos o pior”, lamentou.

Por que João Doria ainda está no poder?

Há quem pergunte por que Wilson Witzel, governador do Rio, sofreu impeachment, e João Doria continua à frente do governo de São Paulo. D’avila explicou que isso tem a ver com as finanças do estado:

“O Governo do Estado de São Paulo vem de uma gestão sólida em matéria fiscal, então o caixa do Estado de São Paulo, diferente do Rio, é um caixa robusto. O governador Alckmin deixou o governo em condições financeiras muito boas. E o que Doria fez? Dobrou as verbas publicitárias e inundou imprensa com verbas publicitárias advindas dos cofres do Estado de São Paulo, inclusive, no ano de pandemia, ele teve a pachorra de dobrar os gastos de publicidade, de 90 milhões de reais em 2019, para 170 milhões de reais em 2020”, explicou.

E a distribuição de dinheiro público não para por aí, como revela o deputado:

“Essa distribuição de recursos não ocorre só com a imprensa, mas também aqui na Assembleia Legislativa. A gente vê muitos deputados aqui que se curvam aos interesses do Palácio dos Bandeirantes, e o povo é refém dessa situação”, revelou.

Confira:

Continuar lendo POLÍTICA: DEPUTADO DE SÃO PAULO MANDA DURO RECADO PARA DÓRIA

DICA DE LIVRO: SUPER GENES DE DEEPAK CHOPRA E RUDOLPH E. TANZI

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é SUPER GENES, do renomado Deepak Chopra em parceria com o cientista Rudolph E. Tanzi, co-autores do Best Seller SUPERCÉREBRO.  Durante muito tempo acreditamos que os genes determinassem nosso destino biológico e que fossem imutáveis, mas recentes descobertas no campo da genética mostram que eles são dinâmicos e podem ser influenciados por diversos fatores. Em Supergenes, os autores discorrem sobre como a ciência atual sustenta que nossos genes reagem a tudo o que fazemos, dizemos e pensamos. Oferecendo um cardápio de escolhas para 6 esferas da vida – dieta, estresse, atividade física, meditação, sono e emoções -, em três níveis de dificuldade, os autores também mostram, de forma muito prática, o que devemos fazer no dia a dia para ativar o melhor do nosso código genético pela vida afora. Um livro que você, que é buscador, não pode deixar de ler! 

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: SUPER GENES DE DEEPAK CHOPRA E RUDOLPH E. TANZI

SAIBA QUAIS OS PRÓXIMOS MINISTROS DO STF À SE APOSENTAREM APÓS MARCO AURÉLIO

Após Marco Aurélio, veja quem são os próximos ministros do STF a se aposentar

Ministro indicado por Fernando Collor de Mello permaneceu 31 anos na Suprema Corte

Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo*
Atualizado 12 de julho de 2021 às 09:04
Marco Aurélio Mello Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello
Foto: Rosinei Coutinho / SCO / STF / CP

Marco Aurélio Mello encerra nesta segunda-feira (12) uma carreira de 31 anos como ministro do Supremo Tribunal Federal. Indicado em 1990 pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello, o ministro completa 75 anos neste dia e, por regras do regimento da casa, terá aposentadoria compulsória.

A saída do decano deixa em aberto uma das 11 cadeiras da Suprema Corte, que renova-se com novas indicações feitas pelos presidentes. Em outubro de 2020, o então ministro Celso de Mello deixou o posto pouco antes de completar a idade máxima para exercer a função, e teve como substituto Kássio Nunes Marques, o primeiro indicado de Jair Bolsonaro (sem partido) para o Supremo.

Esta é a última troca de ministros até as Eleições 2022, o que significa que Bolsonaro indicará apenas mais um candidato para o Supremo, ao menos em seu primeiro mandato. O nome aventado para substituir Marco Aurélio é o do atual Advogado-Geral da União André Mendonça, citado por Bolsonaro em uma reunião ministerial como seu escolhido. Para passar a integrar a Corte, Mendonça deve ser sabatinado e aprovado pela maioria do Senado Federal.

A idade de 75 anos como limite para aposentadoria compulsória do serviço público está em vigor desde 2015, na época do governo Dilma Rousseff (PT). Naquela ocasião, com a base governista em avançado processo de esfacelamento, a Câmara dos Deputados, sob liderança do então presidente Eduardo Cunha, aprovou a ampliação de 70 para 75 anos a idade de aposentadoria compulsória.

Na prática, a proposta de Emenda à Constituição retirou de Dilma as chances de nomear mais quatro ministros que se aposentariam até 2018. Entretanto, o tema voltou ser discutido entre parlamentares da base de apoio a Bolsonaro. A deputada Bia Kicis (PSL-DF) apresentou uma nova PEC para revogar a regra em vigor e restabelecer a idade de 70 anos como limite, ampliando o número de indicações que poderiam ser feitas por Bolsonaro.

Além da idade, os ministros também podem ser substituídos se pedirem por aposentadoria antecipada – como ocorreu com Celso de Mello em 2020 e Joaquim Barbosa em 2014 – ou se vierem a óbito, caso do ex-ministro Teori Zavascki, morto em um acidente de avião em 2017.

Próximos ministros do Supremo a se aposentar por critérios de idade

– Ricardo Lewandowski: maio de 2023 (indicado por Lula em 2006)

– Rosa Weber: outubro de 2023 (indicada por Dilma em 2011)

– Luiz Fux: abril de 2028 (indicado por Dilma em 2011)

– Cármen Lúcia: abril de 2029 (indicada por Lula em 2006)

– Gilmar Mendes: dezembro de 2030 (indicado por FHC em 2002)

– Edson Fachin: fevereiro de 2033 (indicado por Dilma em 2015)

– Luís Roberto Barroso: março de 2033 (indicado por Dilma em 2013)

– Dias Toffoli: novembro de 2042 (indicado por Lula em 2009)

– Alexandre de Moraes: dezembro de 2043 (indicado por Temer em 2017)

– Nunes Marques: maio de 2047 (indicado por Bolsonaro em 2020)

*Com informações de Leonardo Lellis, da CNN, em São Paulo

Continuar lendo SAIBA QUAIS OS PRÓXIMOS MINISTROS DO STF À SE APOSENTAREM APÓS MARCO AURÉLIO

AUMENTA A DISPUTA DE PODER ENTRE GRUPOS RIVAIS NO HAITI APÓS ASSASSINATO DO PRESIDENTE

Rivais políticos lutam por poder no Haiti após morte do presidente

Disputa está entre Ariel Henry, nomeado primeiro-ministro por Jovenel Moise na segunda, e pelo interino Claude Joseph

INTERNACIONAL

 por Reuters

Uma disputa por poder está ganhando força no Haiti porque o homem nomeado primeiro-ministro pouco antes do assassinato do presidente do país nesta semana disse que ele — e não o premiê interino — deveria liderar a nação e que está formando um governo para fazê-lo.Ariel Henry, um neurocirurgião que foi nomeado primeiro-ministro pelo presidente Jovenel Moise na segunda-feira (5), dois dias antes de Moise ser assassinado por um esquadrão de homens armados em sua casa na capital, Porto Príncipe, disse que ele agora era a maior autoridade do Haiti, e não o primeiro-ministro interino Claude Joseph.

“Após o assassinato do presidente, eu me tornei a maior autoridade legal porque houve um decreto me nomeando”, disse Henry à Reuters em entrevista por telefone na sexta-feira (9).

Henry ainda não havia tomado posse para substituir Joseph no momento do assassinato, o que criou confusão sobre quem é o legítimo líder de 11 milhões de pessoas no Haiti, que divide a ilha de Hispaniola com a República Dominicana.

O ministro eleitoral Mathias Pierre afirmou que Joseph continuaria no cargo até a realização de novas eleições presidenciais e legislativas em 26 de setembro.

Henry afirmou que o novo governo que ele está formando, no entanto, criaria um novo conselho eleitoral — porque o anterior era considerado muito partidário — e que esse conselho determinaria uma nova data para as eleições.

A Constituição dno caso de Moise — o Parlamento deveria eleger um presidente.

Para complicar ainda mais a situação, o líder da Suprema Corte morreu mês passado após contrair covid-19, em meio a um surto de infecções em um dos poucos países do mundo que ainda não começou uma campanha de vacinação.

Também não há um Parlamento eleito porque as eleições legislativas marcadas para o fim de 2019 foram adiadas por distúrbios políticos.

Fonte: R7

Continuar lendo AUMENTA A DISPUTA DE PODER ENTRE GRUPOS RIVAIS NO HAITI APÓS ASSASSINATO DO PRESIDENTE

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O SILÊNCIO É A CHAVE QUE ABRE A PORTA PARA O NÍVEL SUPERIOR DO SER

O caminho para o DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL passa pela meditação, que é forma de interiorização pessoal, a forma de aprendermos a conversar com o nosso subconsciente, o realizador da nossa realidade e o caminho para o aprendizado da meditação é basicamente o exercício do silêncio, a chave, que abre a porta para o nível superior do Ser. Então convido você a ler o artigo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O SILÊNCIO CONTÉM O PODER

Existe um nível do Ser onde existe muita Calma.

Mas como acessá-lo? O que nos impede de acessar este lugar sagrado?

O obstáculo, para se chegar à Calma Essencial, é a mente

A mente inquieta, instável e barulhenta, é uma pedra de tropeço para se chegar à mansidão do Mar Azul, dentro. No entanto, existe uma chave para acessar este lugar sagrado. A chave, que abre a porta para este nível do Ser, é o Silêncio, a Contemplação e a Meditação.

O Silêncio é uma dádiva também para ansiosos.

A grande angústia do ansioso é sofrer e lutar contra a desorganização interna, que se reflete como bagunça em seu ambiente externo. A pessoa ansiosa se angustia de ver projetado no seu externo a desordem e a estagnação. Entretanto, no Silêncio e na Meditação existe algo de dinâmico e organizador.

Quando esta dupla entra em ação ela dissolve o torpor mental causado pela ansiedade. Por quê? Algo mágico acontece… a sua respiração muda imediatamente, e você pode agora começar a viver a clareza mental. No Retiro Travessia – de Meditação, Silêncio e Cura Interior – esta prática guiada é muito prazerosa, interessante e fácil de se fazer na exuberante natureza.

Silêncio, Meditação e Contemplação e os 11 extraordinários benefícios

1- Cura do sono.

2- Tranquilidade e disposição ao acordar.

3- Permanência por mais tempo na “Calma Essencial”.

4- Baixa da ansiedade.

5- Melhora da respiração.

6- Mente tranquila e organizada.

7- Memória ativada.

8- Libertação da obsessão dos problemas e conflitos.

9- Resgate da intuição clara e purificada.

10- Presença e conexão.

11- Despertar das capacidades mentais normais e superiores.

 

Os malefícios da falta de silêncio interior

 

“Pensar é algo divino, no entanto, não parar de pensar é algo doentio”.

Pensar compulsivamente é como aquele cachorro que “corre e corre atrás do próprio rabo sem nunca chegar à lugar algum”. O automatismo que criamos vem do nosso “lado” animal fazendo com que a mente fique condicionada à padrões de comportamentos indesejáveis. Esse mecanismo se torna forte, tornando complexo o funcionamento da mente.

Emocionalmente falando, o pensador compulsivo  está sempre aborrecido, insatisfeito e com a alma apertada e apartada de si. Ademais, o ruído mental incessante é um tremendo obstáculo ao autoconhecimento autêntico: a pessoa perde o contato com sua essência, acabando por se sentir “um estranho em sua casa interior”. Tédio, cansaço, ansiedade e respiração alterada compõem o quadro emocional ruim. Parece um paradoxo, mas somente algo simples como a Meditação –  e o silêncio que ela produz – podem tirar a mente de sua complexidade e fazê-la sentir paz e funcionar bem!

Você não é a sua mente e nem o que você pensao pensamento  compulsivo faz com que a pessoa caia na armadilha de se confundir com os próprios pensamentos e de se esquecer quem ela realmente é. O silêncio é a chave para acessar e usar o  potencial ilimitado disponível a todos e a ferramenta por excelência é a Meditação”, lembra sempre o Dr. Toni Luiz a seus pacientes e alunos.

Silêncio, Meditação e Saúde Mental

A Meditação é o remédio natural para quem quer equilíbrio e saúde mental. Quem aprende a silenciar volta ao seu estado natural e será cada vez menos perturbado pelas oscilações da mente. Fazer paradas durante o dia para silenciar e meditar estabiliza a mente porque ajuda a criar “espaço” entre os pensamentos.

Quando isso acontece a pessoa sente uma grande satisfação e já pode comemorar o início da vitória sobre as prisões da mente. Somente silenciando você se torna capaz de transformar o pensamento – colocando de ‘escanteio’ a interferência do ego – e só então determinar o que você quer de fato pensar ou deixar de pensar.

“É muito bom deixar a mente descansando num grande vazio, e pensar somente quando preciso pensar, a prática me ensina a entrar no “modo descanso”.  Isto é uma grande liberdade, uma grande conquista!”, Sarita de Távora Domingues

Se o Silêncio é tão bom assim, por que alguns o temem?

Teme quem desconhece as dádivas do silêncio. A maioria de nós está tão apegada ao sofrimento que esse mecanismo se torna muito forte, a pessoa acaba acreditando que aquela é a sua natureza. Teme o silêncio quem está apegado de forma anormal ao que lhe é “familiar”. Entretanto, somente o que ela teme – o Silêncio – é o que pode libertá-la. O silêncio te ajuda a sair da “ilusão” criada pelos pensamentos caóticos e opressivos. A dinâmica do silêncio coloca ordem em sua casa interior e faz enxergar a realidade com fino discernimento, de forma transformadora.

O Silêncio Meditativo é como uma sala espaçosa, silenciosa e aconchegante, à meia luz,  onde você pode, com tranquilidade, adentrar, tirar seus sapatos e  se permitir descansar. Existe ainda muitas pérolas no silêncio, uma delas é o descanso. Agora que você compreendeu mais sobre o silêncio, eu lhe pergunto: Existe alguma razão para perdê-lo? Sarita de Távora Domingues

Quem consegue aprender sobre o Silêncio?

Quem se interessar por ele,  quem o busca, pratica e o cultiva. Para buscar o Silêncio é necessário um movimento de auto valor e cuidado. Se não fizer isso por si mesmo, por sua mente, ninguém o fará!  A prática requer apenas algum momento do dia e alguns minutos antes de dormir. Impressionantes maravilhas estão reservadas para seus buscadores.

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O SILÊNCIO É A CHAVE QUE ABRE A PORTA PARA O NÍVEL SUPERIOR DO SER

LINHAS IMAGINÁRIAS NOS MAPAS SÃO TRANSFORMADAS EM BARREIRAS DE CONCRETO PARA CONTROLAR FLUXO DE PESSOAS E MOSTRAR O PODER

Por que países constroem muros em suas fronteiras?

Linhas nos mapas são transformadas em barreiras de concreto para controlar o fluxo de pessoas e para mostrar poder

INTERNACIONAL

 Giovanna Orlando, do R7

Em algumas partes do mundo, muros dividem países

JOSE LUIS GONZALEZ/ REUTERS – 26.10.2019

As fronteiras entre países são linhas imaginárias traçadas no mapa e, na maior parte do mundo, facilmente atravessáveis. Em outras regiões, entretanto, as fronteiras são reais e aparecem na forma de muros, com arame farpada e guardas.

As barreiras mais emblemáticas foram construídas entre os Estados Unidos e o México; no enclave espanhol de Melilla, no Marrocos, e Ceuta, na Espanha, que separa a Europa da África; na zona desmilitarizada entre as Coreias e na Faixa de Gaza, região em disputa por Israel e Palestina.

 

As justificativas pelos responsáveis por erguer essas estruturas nos limites entre dois países são controlar a entrada de imigrantes, criar zonas de segurança e garantir um cessar-fogo. No entanto, a explicação para construção dessas barreiras é, no fundo, mostrar quem manda na região.

“A materialização do muro expressa o distanciamento e materializa o poder. É a expressão do poder e da opressão, quem controla esse muro tem o poder”, diz a professora de Relações Internacionais da ESPM-POA, Ana Simão.

Controle da imigração ilegal

Os muros construídos na fronteira entre México e os Estados Univos e no reduto espanhol em Melilla e em Ceuta, no norte do Marrocos, surgiram com a premissa de controlar a imigração ilegal. Do lado norte-americano, a obra foi justificada também com uma medida  necessária para combater o tráfico de drogas e a criminalidade.

“A criação das fronteiras não controla o tráfico e nem elimina o terrorismo o muro aumenta a vulnerabilidade das pessoas, das regiões e expressa o poder”, diz a professora da ESPM.

Pessoas que vivem em situação de crise política, econômica ou humanitária deixam suas casas em busca de uma situação de vida melhor e fogem para regiões mais desenvolvidas. Apesar de existir possibilidade de conseguir asilo ao cruzar a fronteira, o volume desses pedidos é grande e o processo lento.

Nos últimos anos, a União Europeia se mostrou mais aberta à entrada de imigrantes, com exceção a Itália, que fechou portos e recusou ajudar navios que circulavam próximo a sua costa. O ultradireitista Matteo Salvini chegou a ser julgado pelo bloqueio de uma dessas embarcações.

“A barreira física é uma demonstração de problemas diplomáticos prévios. Mostra que a questão chegou em um ponto em que as negociações diplomáticas se esgotaram”, diz o coordenador do curso de Relações Internacionais da FAAP, Carlos Gustavo Poggio.

Nos EUA, o ex-presidente Donald Trump foi eleito com um discurso contra a imigração e, durante seu governo endureceu as medidas para asilo e recebeu críticas pelo tratamento dado aos latinos nas dependências de centros da Agência de Imigração e Alfândega (ICE).

Joe Biden chegou à Casa Branca com uma proposta mais flexível em relação aos imigrantes, mas deixou claro que não vai abrir as portas para todos.

A fronteira entre Israel e Palestina é uma zona de guerra e, em maio deste ano, um confronto que durou semanas terminou com 100 mortes no lado árabe do muro.

“Essa é uma região de bastante tensão política. Tem uma questão econômica e política, com elementos religiosos, culturais e históricos”, explica Poggio.

Com a saída de Benjamin Netanyahu do poder no começo de junho, é possível que a situação de fato mude. “É preciso aguardar para ver como ficam as relações com a nova política em Israel”, diz Ana.

A Zona Desmilitarizada entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é uma das regiões mais armadas e vigiadas do mundo. Os dois países ainda estão em guerra, apesar de não trocarem tiros desde os anos 1950, quando a divisão do território foi formalizada.

Ainda assim, nunca houve um tratado de paz e as conversas sobre uma reintegração das Coreias ficam no campo das possibilidades para o futuro. Por hora, o maior perigo na região é o poderio militar da isolada Coreia do Norte, que rejeita as tentativas de diálogo com países do Ocidente e vizinhos.

O território sob o comando de Kim Jong-Un está isolado do restante do mundo desde o fim da guerra e relações principalmente com a China, que também tem um governo comunista. Enquanto isso, a Coreia do Sul cresce no campo da tecnologia, soft power e conta com aliados poderosos na Ásia e é próxima dos Estados Unidos.

Nesse muro não há imigrantes tentando passar para o outro lado. Os dissidentes da Coreia do Norte precisam enfrentar jornadas dificílimas para deixar o país e podem correr o perigo de serem traficados para outras regiões.

Para o professor Poggio, a permanência da proibição de circulação de pessoas entre as Coreias e a presença de outros muros pelo mundo vai contra o que era esperado para o mundo no século 21.

“A criação de todos esses muros é uma negação ao discurso pós-Guerra Fria de que viveríamos em um mundo aberto, globalizado, com trocas globais de comércio”, afirma.

Fonte: R7

Continuar lendo LINHAS IMAGINÁRIAS NOS MAPAS SÃO TRANSFORMADAS EM BARREIRAS DE CONCRETO PARA CONTROLAR FLUXO DE PESSOAS E MOSTRAR O PODER

ANÁLISE POLÍTICA: BOLSONARO QUER UM COFRE PARTIDÁRIO PARA CHAMAR DE SEU, POR FELIPE MOURA BRASIL

O âncora do Salve, Salve BandNews! avalia a nova convenção do Patriota para negociar as mudanças necessárias no estatuto do partido que abrem caminho para a filiação do presidente Jair Bolsonaro, de olho nas eleições de 2022. O encontro, realizado no interior de São Paulo, teve a participação do ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral Admar Gonzaga, que tentou criar a Aliança pelo Brasil, mas não teve sucesso.

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: BOLSONARO QUER UM COFRE PARTIDÁRIO PARA CHAMAR DE SEU, POR FELIPE MOURA BRASIL

AUTOCONHECIMENTO: USANDO DE FORMA POSITIVA A PALAVRA PODER CONSEGUIMOS TRANSFORMAR ENERGIA E ASSIM O MUNDO

A neurolinguística diz que as palavras são poderosas. E se as palavras são poderosas imagine o poder dos pensamentos, que são a fonte, o nascedouro das palavras. Os pensamentos por sua vez são formados ou criados pela consciência que da forma a mudança. Essa sequência lógica nos faz entender todas as possibilidades da palavra poder, quando usada de forma positiva. 

A palavra “poder” usada de forma positiva e a nosso favor

Mulher surpresa segurando um balão de fala
Dean Drobot / Canva

Sandra Ingerman diz que “poder é a habilidade de transformar energia.” Se pensarmos que tudo é energia, conseguimos entender a importância dessa palavra: pelo poder, transformamos dinheiro, saúde física e mental, enfim, tudo. Não é à toa que às vezes a palavra “poder” é usada como sinônimo de Deus (ex.: o poder que criou tudo).

É também nesse sentido que o Deepak Chopra faz uma conexão entre poder e abundância ao dizer que quando nos desconectamos do nosso poder pessoal, achamos que a porta da abundância está fechada.

Chopra fez um ciclo de meditações todinho voltado para empoderamento, e definiu poder como “o lugar onde as possibilidades emergem.” Aqui vai um resumo.

Primeiramente, nos sentimos desempoderados porque nos afastamos da nossa essência, ou seja, o entendimento de quem somos realmente. Se “essência” é uma palavra ainda sem significado para você, aqui vão algumas palavras ligadas a ela para que você possa se familiarizar: conexão, presença, clareza, fluxo, respiração, meditação, amor, aceitação, criatividade, expansão, rendição, unidade, deixar ir.

Silhueta de mãos em sinal de meditação

Chinnapong / Getty Images Pro / Canva

Poder começa com clareza, que é não existir imerso na confusão, na dúvida, no medo e complexos de inferioridade. Como falar é mais fácil do que fazer, eu simplificaria dizendo que poder começa com olhar para essas coisas e saber que elas existem dentro de nós (consciência).

O real propósito do poder deveria ser sentir-se realizado (fulfilled) e inteiro (wholeness). Não tem nada a ver com conseguir as coisas do seu jeito ou poder manipular os outros, o que é uma qualidade do ego.

Por onde começar?

O lugar de poder é o agora, o presente. Olhar para o passado e para o futuro desempodera, cria ressentimento, ansiedade. Passado e futuro não guardam possibilidades, lembra? Possibilidade é uma coisa que somente pode ser criada no presente. O poder que cria a mudança, é a consciência.

Amor, alegria, equanimidade são fontes de poder, enquanto o medo, a tristeza e a desigualdade o minam. Parece óbvio dizer isso, mas é bom nos atentarmos para o que sentimos diante de determinada situação ou pessoa, para fazermos escolhas que nos empoderam.

E, para terminar, algumas práticas para se conectar com seu poder pessoal: busque experiências inspiradoras, arte, leitura, natureza e presença por meio da respiração. E procure tomar sol! Em várias tradições, o Sol é ligado ao chakra do plexo solar, que é o chakra ligado ao poder pessoal.

Que o seu poder traga bons frutos!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: USANDO DE FORMA POSITIVA A PALAVRA PODER CONSEGUIMOS TRANSFORMAR ENERGIA E ASSIM O MUNDO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CUIDANDO DA ALMA – EPISÓDIO #4 – QUAL O PODER DOS NOSSOS PENSAMENTOS?, POR ROSSANDRO KLINJEY

Continuando a série RENASCER – CUIDANDO DA ALMA com o psicólogo Rossandro Kilnjey, você vai refletir sobre “Qual o poder dos nossos pensamentos?”. O quanto os nossos pensamentos comandam a nossa vida, o quanto somos reféns dos nossos pensamentos e o que podemos fazer para nos libertarmos disso? São questionamentos que vão ser respondidos neste vídeo pelo competente psicólogo e vão lhe ajudar a assumir o comando da sua vida!

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CUIDANDO DA ALMA – EPISÓDIO #4 – QUAL O PODER DOS NOSSOS PENSAMENTOS?, POR ROSSANDRO KLINJEY

AUTOCONHECIMENTO: A ARTE NOS LIBERTA DOPESO DA CONSCIÊNCIA E DAS DORES DA EXISTÊNCIA

Nesta segunda-feira você vai ver, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO um texto de autoria de Luiz Lemos sobre “O poder da Arte”. Nele o autor aborda toda a importância da arte nas nossas vidas contextualizando que todos nós, enquanto seres humanos, somos artistas natos. Então não deixe de ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O poder da arte

Mulher em escada pinta cenário claro. As manchas de tinta conceituais se espalham pelo cenário.
Sergey Nivens / 123RF

Gosto muito da frase de Ferreira Gullar que afirma: “A arte existe porque a vida não basta.”. E é isso mesmo, pois “A arte existe porque a vida não basta.”.

Existem momentos em nossas vidas que somente a arte nos liberta do peso da consciência e das dores da existência.

Por exemplo, quando estamos tristes, com saudade de alguém e ouvimos uma música romântica, essa canção geralmente tem o poder de curar a nossa alma.

É interessante dizer que não existe arte melhor ou pior, superior ou inferior, pois toda arte é uma forma de elevação do espírito humano.

Ao escrever uma carta de amor, por exemplo, o escritor se aproxima do amor ausente.

O poeta sintetiza todos os seus sentimentos em rima e em prosa, tornando a vida triste ou alegre, mas sempre romântica.

No olhar dos paisagistas, os campos, os rios, as cidades, o meio rural ou o urbano nunca são os mesmos que o olhar do transeunte desatento.

Pedras, mármores, madeiras etc. ganham vida no martelo do escultor, enquanto os engenheiros e pedreiros constroem belas casas com areia, ferro e cimento. A arte é mesmo um meio de transformação humana!

A dança torna o corpo humano mais saudável. O esporte leva o atleta, o esportista à conquista da medalha olímpica, da obtenção da glória eterna…

Três mulheres dançam em superfície próxima de um lago.

Tim Gouw / Pexels

Por meio da arte, somos capazes de expressar sentimentos que nos aprisionam. Somente a arte nos liberta da prisão da mente, dos sentimentos, dos desejos…

Pela arte, tudo é possível, pois os sonhos se realizam, a justiça acontece, os povos se confraternizam, o amor é praticado…

Vale ressaltar que toda forma de arte é uma forma de libertação humana. Seja pela arte da pesca ou pela oração mais simples.

Por fim, não nos esqueçamos o que disse o poeta maranhense: “A arte existe porque a vida não basta.”. Somente os artistas são livres.

E quem são os artistas? Somos todos nós, homens e mulheres que buscam um mundo melhor, mas fraterno, justo e belo para todos.

A arte, seja ela qual for, torna-nos seres humanos melhores. A arte engrandece a pessoa, faz com que sejamos seres livres.

A arte é tão necessária quanto o ar que respiramos. Sem arte, seriamos um animal qualquer e não seríamos o que somos, homo sapiens.

Não existe sabedoria fora das artes. A arte concentra toda forma de saber humano. Aliás, viver é mesmo a arte das artes.

Ser verdadeiro, sincero, ético, justo, belo significa possuir os autênticos valores da arte humana. Viver bem e em paz é a melhor de todas as artes.

Por isso também tem razão o grupo Titãs, que cantou: “A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”.

Toda forma de arte humana deve servir para libertar o espírito humano do egoísmo e do materialismo.

Enfim, a arte é o meio mais palpável de nos conectarmos com o Transcendente, com o Além, com o Divino, com o Mestre, com Deus…

Luis Lemos
Escrito por Luis Lemos
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A ARTE NOS LIBERTA DOPESO DA CONSCIÊNCIA E DAS DORES DA EXISTÊNCIA

DIREITO-JUSTIÇA: JUIZ DESCONSTRÓI AÇÃO DE ARTISTAS QUE INSISTEM EM SE PENDURAR NAS TETAS DO PODER PÚBLICO

Esquerda e OAB fazem fogo cruzado contra Secretaria de Cultura: Eles querem o dinheiro da Lei Rouanet na marra…

André PorciunculaAndré Porciuncula

No último dia 10 de maio, o Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura André Porciuncula fez uma postagem em seu Twitter com a cópia de uma decisão judicial assinada pelo juiz Itagiba Catta Preta Neto da Justiça Federal da 1ª região, no Distrito Federal, que recusou um pedido de afastamento do cargo.

“Saiu a decisão da Ação que visava me afastar do cargo da Rouanet, movida pelos deputados Túlio (Gadelha – PDT/PE) e Benedita (da Silva – PT/RJ). O senhor juiz, Itagiba Catta Preta, negou o pedido e ainda salientou, nas palavras dele, que o pedido era por motivos ‘ideológicos e ODIOSA DISCRIMINAÇÃO RELIGIOSA’.”, escreveu o secretário, completando em seguida com um trecho da sentença proferido pelo juiz.

“Os autores populares não conseguem esconder que, por trás de toda sua argumentação, está o intuito imediato de afastar do Cargo ou das atribuições em comento, o Secretário, por motivos ideológicos e odiosa discriminação religiosa.”

A ação da esquerdalha para arrancar Porciuncula do cargo, na marra, em defesa de uma casta de artistas que se tornaram ricos em função da Lei Rouanet e que ainda insistem em se pendurar nas tetas do poder público, foi desconstruída pelo juiz, que ainda desvendou artimanhas nada republicanas, senão desonestas e canalhas por parte dos autores da ação, considerando não terem sequer discutido questões técnicas ou de capacidade profissional para exercer a função no pedido de afastamento, mas apenas questões relacionadas à vida particular do secretário.

Nos comentários, André Porciuncula ainda comenta a seriedade do juiz que proferiu a sentença:

“Queria reforçar que a sentença é uma aula de direito e integridade. Parabéns ao senhor juiz Itagiba Catta Preta”!

Mas, no mesmo post, uma resposta da deputada federal Áurea Carolina (PSOL/MG), uma das autoras da ação, mostra que eles não desistiram e já encaminham novo recurso.

“Nossa ação contra a portaria autoritária da Rouanet foi indeferida. O juiz responsável compreendeu que nosso objetivo seria afastar o secretário de fomento do cargo, por motivos ideológicos e odiosa discriminação religiosa. Como não é verdade, vamos recorrer da decisão”.

E por trás de tudo isso, uma outra notícia que passou a circular nesta quarta-feira (12), mostra que há uma verdadeira ação coordenada para fazer pressão sobre o governo, com a finalidade de arrancar o dinheiro da Rouanet, seja como for.

Apenas 24 horas depois da derrota dos deputados na justiça, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) também foi à justiça, na mesma vara do Distrito Federal, com uma ação contra o que chamou de “paralização da Lei Rouanet no governo Bolsonaro”.

A entidade “governada” pelo defensor de esquerdistas e opositores de Jair Bolsonaro, Felipe Santa Cruz alega no texto do documento protocolado na justiça que o governo federal “têm por objetivo declarado o desmonte da cena cultural no país”e alega que “ilegais limitações e indevidas intervenções” na aprovação de projetos submetidos à Lei Rouanet representam ‘evidente dano ao patrimônio público e social’.

Ao afirmar, portanto, que há ilegais limitações e indevidas intervenções, a OAB se refere justamente à secretaria administrada por André Porciuncula, que passa a ser atacada em várias frentes, na esperança de que, em algum momento, a decisão caia no colo de “alguém mais alinhado à ideologia” dos solicitantes.

A ação elaborada pela OAB tem 36 páginas, entretanto, traz uma série de ataques e acusações subjetivas, típicas de quem se apega a narrativas, preferindo ignorar questões administrativas e financeiras que competem somente ao poder executivo.

“Atos omissivos e comissivos de autoridades vinculadas à União Federal têm acarretado incalculáveis danos ao patrimônio público e social na medida em que violam as garantias fundamentais do direito à cultura e ao acesso à cultura, em total desrespeito à ordem jurídica vigente e aos compromissos internacionais assumidos pela Federação”, diz o texto, que ainda acusa Jair Bolsonaro de “travar uma notória guerra contra a cultura desde a campanha presidencial” e ainda de “adotar uma operação tartaruga ao impor uma meta de analisar mensalmente o limite de 120 novas propostas dentro da Lei Rouanet”.

O texto da ação movida pela OAB contém ainda uma frase que, por si só, demonstra a necessidade do setor cultural fazer uma autoanalise e buscar repensar se está, de fato, fazendo o tipo de arte que a população brasileira espera:

“Tal limitação drástica no número de projetos é uma redução gigantesca na produção cultural do país, em absoluta asfixia do setor, que vive quase que exclusivamente do mecenato”.

Ora, se é assim que a OAB e a esquerda enxergam os trabalhadores da cultura no Brasil – pessoas que só sobrevivem a partir do mecenato, há algo errado com a arte por eles praticada, considerando que não conseguem, por si só, conquistar público, audiência e consumidores de sua produção.

O fato é que eles não se conformam que a mamata acabou, e não vai adiantar o fogo cruzado … o povo já autorizou!

Fonte: Jornal da Cidade online

Continuar lendo DIREITO-JUSTIÇA: JUIZ DESCONSTRÓI AÇÃO DE ARTISTAS QUE INSISTEM EM SE PENDURAR NAS TETAS DO PODER PÚBLICO

REFLEXÃO: GRATIDÃO COM AMOR, AQUECE QUEM RECEBE E RECONFORTA QUEM OFERECE

Procurando um belo texto para publicar, aqui na coluna REFLEXÃO desta terça-feira encontrei este sobre “A Gratidão”. Tenho até a impressão que já publiquei este maravilhoso conto, mas creio que foi há muito tempo e peço desculpas aos leitores que possam ter lido da outra vez, mas ao ler este texto outra vez não resisti ao impulso de publicá-lo novamente, pois sei que muitos ainda não leram e não podem ser privados dessa oportunidade e privilégio. Então, sem mais delongas convido você a ler esta pérola, apreciar, refletir e transformar a sua vida!

O PODER TRANSFORMADOR DA GRATIDÃO - YouTube

A Gratidão

O homem, por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrina.

Os olhos da cor do céu brilharam quando viu determinado objeto.

Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesas azuis. “é para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito?”

O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou: “quanto dinheiro você tem?”

Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse: “isto dá, não dá?”

Eram apenas algumas moedas, que ela exibia orgulhosa.

– Sabe, eu quero dar este colar azul para a minha irmã mais velha. Desde que morreu nossa mãe, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversário dela e tenho certeza que ela ficará feliz com o colar que é da cor dos seus olhos.”

O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.

– Tome, leve com cuidado.

Ela saiu feliz, saltitando pela rua abaixo.

Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de longos cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis, adentrou a loja.

Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:

– Este colar foi comprado aqui?

– Sim, senhora.

– E quanto custou?

– Ah, falou o dono da loja, o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o freguês.

A moça continuou: “mas minha irmã tinha somente algumas moedas. O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo!”

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e devolveu à jovem.

– Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar – disse ele.

– Ela deu tudo o que tinha.

O silêncio encheu a pequena loja, e duas lágrimas rolaram pelas faces jovens, enquanto suas mãos tomavam o embrulho e ela retornava ao lar, emocionada.

………………………

Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições. Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura.

E a gratidão é sempre a manifestação dos espíritos que têm riqueza de emoções e altruísmo.

Sê sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém.

Gratidão, como amor, é também dever que não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo “O Colar de Turquesas Azuis”, do livro Remotos Cânticos de Belém, Wallace Leal V. Rodrigues, ed. Clarim.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: GRATIDÃO COM AMOR, AQUECE QUEM RECEBE E RECONFORTA QUEM OFERECE

DICA DE LIVRO: O PODER DA CONSCIÊNCIA DE NEVILLE GODDARD

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é o livro do místico Neville Goddard, O Poder da Consciência. Um excelente livro que irá aumentar o seu nível de consciência sobre a vida e sobre a si mesmo. O poder da Consciência mostra através de argumentos lógicos que os nossos pensamentos formam a nossa realidade. Principalmente, quando focamos a nossa atenção, em nossa imaginação, afim de sermos melhores do que já somos.

“Se você não se imaginar sendo diferente do que você é, então você continuará a ser como você é”.

Este livro vai mudar a sua vida, tenha certeza!

Fonte: imagem da Amazon

Continuar lendo DICA DE LIVRO: O PODER DA CONSCIÊNCIA DE NEVILLE GODDARD

AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL PELA SUA REALIDADE. ESS É O SEU PODER!

Todos os dias  percorro a internet pesquisando novos artigos que possam esclarecer, elucidar e convencer a você leitor sobre o poder da nossa mente, sobre o que, nós seres humanos, somos capazes de materializar nas nossas vidas e tenho encontrado bons artigos e textos capazes de transformar a sua vida. O texto a seguir é curto e de uma enorme simplicidade, mas, para mim, altamente convincente, pois utiliza a lógica metafórica. Então, convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O poder da nossa materialização

Mulher pensativa com a mão no queixo

Povozniuk / Getty Images / Canva

Estava eu outro dia na praia. Na realidade, estava num apartamento com a minha irmã e a minha sobrinha. O dia tinha sido de muito trabalho para mim, já que faço atendimentos online de qualquer maneira. Mas, durante todo o dia, notei que a minha irmã estava reclamando bastante.

Não moramos juntas há muitos anos, então não sei se esse é o modus operandi dela. Mas ela reclamava de absolutamente tudo o que acontecia durante o dia: o Sol estava muito quente, o vizinho estava fumando na varanda, ela estava lavando louça demais e daí por diante.

Decidi não entrar naquela energia e fiquei bem na minha. Lá pelas tantas vírgulas perto das 21h, entra uma barata voadora enorme pela janela. Eu morei lá um ano inteiro, já passei mais feriados lá do que na minha própria casa, e nunca uma barata entrou enquanto eu estava lá.

Eu entendo, estava bastante calor naquele dia. Mas por que em outros dias de calor não acontece essas coisas e naquele dia, com aquele excesso de reclamação, isso aconteceu?

Mulher pensativa com a mão no queixo

SanneBerg / Getty Images Pro / Canva

Temos o poder de materializar as coisas. É o que eu acredito, é o que eu vejo acontecer o tempo todo. Quando eu quero uma resposta do universo, eu peço por borboletas, e eu sempre vejo lindas borboletas respondendo às minhas questões. Agora mesmo, enquanto eu converso com vocês, tem uma enorme na minha lavanderia.

Então por que o excesso de reclamação, o mau humor e o momento ruim de vida não poderiam materializar uma barata? O universo responde àquilo que nós emanamos. Quando emanamos sentimentos negativos recebemos bichos não tão positivos.

Comece a notar quando essas coisas acontecem com você. Possivelmente você criou aquela manifestação na sua vida momentos antes, dias antes ou até mesmo anos antes. O exemplo da barata é uma coisa bem pequena, mas isso pode acontecer também com coisas grandes. Acidentes, assaltos ou encontrar dinheiro na rua. Você cria a sua realidade com tudo o que você pensa e principalmente com aquilo que você fala.

Orai e vigiai, já diria Jesus!

Fonte: Eu Sem Fronteira

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL PELA SUA REALIDADE. ESS É O SEU PODER!

OPINIÃO: O STF E OS GRAVES ERROS JURÍDICOS QUE CONFLITAM COM A CONSTITUIÇÃO

STF e Poder Absoluto: Tempos Imprevisíveis

Fotomontagem: JCO

Neste artigo, fica fácil compreender os graves erros jurídicos que conflitam com a Constituição e com as leis no Caso da Prisão do Deputado Daniel Silveira. Senão vejamos.

Imaginemos a figura de um homicida que executou seus atos com requintes de crueldade. Sem as garantias legais ele é julgado e preso, sem ser interrogado, dado a gravidade de seu crime! Isto é possível?

Vamos refletir, a atitude dele foi repugnante pela sociedade, mas em nome disto podemos desfazer das garantias constitucionais? De verificar as provas efetivas? De verificar se o tipo (delito) mais grave é aplicável ao caso? Se ele pode ser preso pelos requisitos da prisão preventiva? Se as qualificadoras e causas de aumento de pena estão comprovadas?

Pois é, o direito serve pra isso: estabilidade e paz social julgando-se conforme a Constituição e as leis! E neste ponto o juiz é um sujeito imparcial, exatamente para que haja um julgamento justo, mesmo que repugnante a atitude do acusado.

Qualquer ato diverso abre brecha para outras ilegalidades! Ao juiz é dado aplicar a lei e a Constituição.

Vejamos que, o fato em si não pode ser julgado a revelia da forma, caso contrario estaremos diante de uma abusividade, de uma arbitrariedade.

Os Advogados, por exemplo, possuem prerrogativas legais, não é permitido que em uma defesa ou numa exposição oral hajam exageros, mas isso pode ocorrer e nem por isso perdemos nossas prerrogativas, posto que assim determina a lei, para que haja uma paridade entre juiz, Advogado, Promotor, e impossibilite que a parte num processo seja prejudicada por um ataque a sua defesa técnica (O Advogado).

De outra feita, fica claro que não há possibilidade do julgador ser a própria vitima e acusador! Isso por um motivo óbvio, se é vítima, está tomado pela emoção, e não será imparcial, aplicará a “lei de talião” (olho por olho, dente por dente), ou seja não deixará de realizar uma “vingança pessoal”.

A brecha foi aberta! Estamos diante de tempos imprevisíveis! O Poder Judiciário agora tem carta branca para suas decisões, uma vez que os outros poderes se eximiram no dever de velar pela Constituição!

Prestemos atenção no seguinte! No caso em tela, o Deputado poderia ser punido até com a Cassação de seu Mandado, mas pela Casa legislativa. Poderia sofrer processo penal a ser iniciado pelo PGR, de acordo com a opinio delict do titular da ação penal (O Promotor de justiça).

Portanto, não se está defendendo ofensas ou injúrias, mas sim a forma, e o respeito ao sistema do acusatório, a Constituição e as leis penais!

O que foi feito claramente foi num sentido de “vingança pessoal” o que nunca pode partir de um julgador! O que, por conseguinte, foi Referendado pela Câmara, que, como informou a emissora CNN possui 1/3 de deputados investigados pelo STF!!!

O povo está cansado de decisões incompreensíveis do STF, da sua omissão no caso dos processos de EXPURGOS DE POUPANÇA que até hoje não foram julgados, mais de 10 anos parados sem uma decisão enquanto os idosos a que tinham direito a tal ação estão morrendo. Este é apenas um dos exemplos de tantos outros!

E o mais perigoso para o Estado de Direito é a irrecorribilidade das decisões proferidas pela Suprema Corte! Pois a quem podemos recorrer quando a decisão provém do STF, ou a sua omissão?

De fato a prisão foi ilegal posto que está em dissonância da forma, do sistema acusatório, sem as cautelas da lei e da constituição.

O que estava em jogo não era a grosseria, ou a forma repugnante como o Deputado falou, mas a regularidade de termos Poderes com funções definidas, respeitadas e protegidas sem que houvesse a permissão para transgressão a lei e à Constituição.

Por fim, o totalitarismo provém daquele que dita as normas e os demais obedecem, o poder absoluto próprio das Ditaduras deriva da falta de controle e liberdade de opinião.

Neste sentido vemos que a forma com que se deu a Prisão do Deputado foi ditatorial proveniente de sentimentos de “vingança pessoal”, sem observância das competências legais, da forma, do sistema do acusatório, da razoabilidade de respeito a Separação dos Poderes! De fato, nenhum poder pode ser absoluto.

Diante disto o que esperarmos do futuro? Infelizmente nos remete a tempos imprevisíveis, perigosos e sombrios.

Rodrigo Salgado Martins. Presidente do Instituto Nacional de Advocacia (INAD)

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O STF E OS GRAVES ERROS JURÍDICOS QUE CONFLITAM COM A CONSTITUIÇÃO

NA TENTATIVA DE “SAÍDA HONROSA” ALCOLUMBRE QUER ELEGER SUCESSOR NO SENADO

Alcolumbre busca ‘saída honrosa’ tentando eleger sucessor no Senado

 POLÍTICA

Alcolumbre busca 'saída honrosa' tentando eleger sucessor no Senado - Diário do Poder

Abalado pela derrota no Supremo Tribunal Federal (STF), que impediu sua candidatura à reeleição, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre dá sinais de abatimento, segundo aliados, após a eleição para prefeito de Macapá (AP).

Apesar da pose de político mais influente do Estado, Alcolumbre não conseguiu eleger o próprio irmão.

Agora, tenta uma “saída honrosa”: escolher quem será eleito presidente do Senado. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Até para sobreviver politicamente no Amapá, Alcolumbre está aflito para dar uma demonstração de força que, a rigor, ele já não tem.

Demonstração de força seria eleger o mineiro Rodrigo Pacheco (DEM). Espera ajuda do governo para isso, mas o Planalto tem outros planos.

Com o início do recesso nesta quarta, Alcolumbre, tanto quanto Rodrigo Maia na Câmara, perde relevância na briga pela própria sucessão.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo NA TENTATIVA DE “SAÍDA HONROSA” ALCOLUMBRE QUER ELEGER SUCESSOR NO SENADO

SAÚDE DIZ QUE TÉCNICOS CONVIDADOS PARA DAR AVAL A PLANO DE VACINAÇÃO NÃO TÊM PODER DE DECISÃO

Após grupo negar aval a plano, Saúde diz que eles não têm ‘poder de decisão’

CNN, em São Paulo

Atualizado 13 de dezembro de 2020 às 12:44

Após grupo negar aval a plano, Saúde diz que eles não têm 'poder de decisão' | CNN Brasil

Após o Ministério da Saúde ter entregado o plano nacional de vacinação contra Covid-19 do governo federal neste sábado (12), um grupo de cientistas citados como colaboradores no documento disse não ter tido acesso a ele ou o aprovado.

A pasta se manifestou sobre o assunto em nota neste domingo (13), em que diz que os profissionais citados foram convidados para participar de debates “com cunho opinativo e sem qualquer poder de decisão na formalização do Plano de Imunização contra Covid-19”.

“O Ministério da Saúde esclarece que os profissionais citados pelo Executivo no Plano de Imunização contra a Covid-19 são técnicos escolhidos como convidados”, diz o comunicado. “Fazem parte dos convidados representantes do Conass, Conasems, de segmentos do Poder Público, Autarquias, da Comunidade Científica e da própria sociedade, oriundos de instituições públicas e privadas, envolvidos de alguma forma, técnica e cientificamente com alguns dos eixos de discussão do plano de vacinação”.

“Vale destacar que os convidados especiais foram indicados Programa Nacional de Imunizações para participarem de debates, com cunho opinativo e sem qualquer poder de decisão na formalização do Plano de Imunização contra a Covid-19”, continua.

Na tarde do sábado, o grupo técnico do “Eixo Epidemiológico do Plano Operacional Vacinação Covid-19”, publicou uma nota em que diz que “causou surpresa e estranheza que o documento no qual constam os nomes dos pesquisadores deste grupo técnico não nos foi apresentado anteriormente e não obteve nossa anuência”.

Outras controvérsias

O texto também responde a outras controvérsias que surgiram após a divulgação do plano, como a falta de data e de indicação de imunizante. O ministério atribui essas ausências à “inexistência no mercado nacional de um imunobiológico eficaz e seguro aprovado pela Anvisa”.

“O Ministério da Saúde informa que apresentar uma data, especificar um imunobiológico e apresentar informações sem a devida identificação de uma vacina aprovada pela Anvisa, não condiz com as práticas de segurança e eficiência do Programa Nacional de Imunizações da pasta, que não trabalha com fulcro em especulações desprovidas de confirmações técnicas e científicas”, disseram.

Eles também ressaltam que, como “todo plano de vacinação”, eles elencaram um grupo de pessoas mais vulneráveis como prioritário, mas que todos os demais poderão ser imunizados após a primeira fase.

Leia a nota na íntegra:

O Ministério da Saúde esclarece que os profissionais citados pelo Executivo no Plano de Imunização contra a Covid-19 são técnicos escolhidos como convidados. Fazem parte dos convidados representantes do Conass, Conasems, de segmentos do Poder Público, Autarquias, da Comunidade Científica e da própria sociedade, oriundos de instituições públicas e privadas, envolvidos de alguma forma, técnica e cientificamente com alguns dos eixos de discussão do plano de vacinação.

Vale destacar que os convidados especiais foram indicados Programa Nacional de Imunizações para participarem de debates, com cunho opinativo e sem qualquer poder de decisão na formalização do Plano de Imunização contra a Covid-19, conforme previsto na Portaria Gab 28, de 3 de setembro de 2020, que Institui a Câmara Técnica Assessora em Imunização e Doenças Transmissíveis.

O Plano de Imunização contra a Covid-19 traz as diretrizes básicas frente à pandemia que atinge o Brasil e o mundo e, de fato não apresenta data exata para vacinação, ante a inexistência no mercado nacional de um imunobiológico eficaz e seguro, aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Ministério da Saúde informa que apresentar uma data, especificar um imunobiológico e apresentar informações sem a devida identificação de uma vacina aprovada pela Anvisa, não condiz com as práticas de segurança e eficiência do Programa Nacional de Imunizações da pasta, que não trabalha com fulcro em especulações desprovidas de confirmações técnicas e científicas.

Cabe esclarecer ainda, que todo plano de vacinação, não apenas da Covid-19, mas, de qualquer vacina que combata uma doença, elenca um grupo de pessoas mais vulneráveis. No caso da vacinação contra a Covid-19, o PNI contemplou como sendo grupo mais vulnerável na primeira fase de vacinação: os idosos de 75 anos e mais, profissionais de saúde, idosos de 60 ou mais institucionalizados e a população indígena; nas demais fases traz as pessoas de 69 a 74 anos, indivíduos com comorbidades, professores, trabalhadores das forças de segurança e salvamento e os funcionários do sistema prisional, o que totaliza aproximadamente 3.339.352 possíveis imunizados.

Todos os demais poderão ser imunizados após imunização dos grupos especificados como prioritários, que merecem maior atenção diante da maior vulnerabilidade à doença e suas consequências, inclusive de morte.

Vale lembrar que se trata de um plano de vacinação emergencial que necessariamente precisa acompanhar as especificações da vacina que venha a ser aprovada pela Anvisa, ainda não disponível no mercado nacional de imunobiológicos.

Contudo, o Plano de Imunização contra a Covid-19 foi formalizado pelo Programa Nacional de Imunizações, cuja credibilidade das ações desenvolvidas são reconhecidas em todo o mundo, muito respeitado pela sociedade brasileira e por autoridades científicas nacional e internacional, o que sem dúvida, é um esteio e segurança de que o ora apresentado é o mais eficaz e pertinente no atual momento de combate à Covid-19 no Brasil.

Fonte: CNN

Continuar lendo SAÚDE DIZ QUE TÉCNICOS CONVIDADOS PARA DAR AVAL A PLANO DE VACINAÇÃO NÃO TÊM PODER DE DECISÃO

AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

O texto da nosso coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado vem nos convidar a fazer uma REFLEXÃO muito importante. Vem nos lembrar que somos detentores do Poder Criativo dado pelo Criador e que muitas vezes ficamos na posição de vitimas e esquecemos que podemos resgatar esse Poder Criativo. Então lhe convido a ler otexto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de resgatar o teu Poder Criativo

 

PODER DA MENTE | Jornal do Sudoete
Mensagem de 17 de Novembro de 2020

Este tópico de vítima para criador é relevante para quase todos vocês. Isto pode ser uma surpresa, mas praticamente todos vocês escolhem não expressar sua verdade ou seu poder através de sua voz ou através de suas ações em determinados momentos. E assim é para cada um de vocês permitir que este processo de vítima a criador trabalhe com vocês para sentir um empoderamento mais pleno em sua vida diária. Sem medo das repercussões que irão prejudicá-lo ou fazer sua energia encolher. Não, porque com o empoderamento e estando no momento, vocês encontram a maneira correta de expressar sua verdade para que ela seja mais facilmente recebida pelos outros. Mas também daquele lugar de empoderamento, a reação limitada ou negativa dos outros não lhe faz mal. Isso não faz com que sua energia encolha. Ele simplesmente o desafia a encontrar maneiras ainda mais belas de expressar aquilo que você deseja expressar para que os outros possam ouvi-lo e compreendê-lo.

Sim, então perceba que é hora de cada um de vocês reivindicar o poder da criação. Está aí. Ele está fluindo através de vocês momento a momento. Mas quando vocês começam a reivindicá-lo conscientemente, quando começam a pretender com sua comunicação a amar, expressar sua verdade, e expressar sua liberdade e criatividade e sua abundância e seu amor, isto é, empoderamento. Isso é ser um criador inteligente, desperto e alerta. Este é o convite a todos e cada um de vocês

Fonte: trabalhadoresdaluz.altervista.org

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

OPINIÃO: NOSSO FUTURO PODE SER MUDADO NO PRÓXIMO DOMINGO, SÓ DEPENDE DE VOCÊ. VOCÊ É O DONO DO PALCO.

Caro(a) leitor(a),

Hoje é dia de reflexão, antes de qualquer outra coisa que você pense ou possa fazer. Cumprir com o sagrado direito/dever do sufrágio universal é a missão de todo brasileiro são, livre e patriota. Essa é uma oportunidade única que você tem de ser instrumento de mudança para um futuro melhor. Esse é o seu maior poder, o seu maior trunfo, a sua carta na manga. É quando você é dono do palco. Então, valorize isso até a última potência e não desperdice a oportunidade. Faça valer a sua vontade de um mundo mais justo, uma vida mais próspera e mais igual para todos. Essa é a oportunidade que você tem de ser o maestro, o juiz e julgar com sabedoria quem realmente está apto a fazer da sua cidade uma cidade mais limpa, mais ordeira, mais segura, mais moderna, mais saudável para se viver, mais próspera, mais bonita e mais igual para todos os cidadãos. Então reflita bem antes de ir votar e vote certo!

Dia de julgamento: O próximo domingo pode mudar o nosso futuro…

Foto Ilustrativa

Em conversas com os amigos Rey Figueiredo (@ReyFigueiredo) e, Dr. Carlos Leão (@caduleao2) e seu belo texto “Eleições: Hora do Troco”, lembrei que candidatos de esquerda (antes de tomarem o poder) vinham à TV dizer que seus adversários políticos seriam julgados nas eleições.

O tempo passou e de pedra, a esquerda virou vidraça.

Hoje, depois de um ano com político-pandemia, chegou a hora de JULGAR aqueles que exerceram o poder que lhes foi confiado pelo povo, se aproveitaram da manobra canhota no STF e agiram como ditadores.

Como já mostrei em artigo, para relembrar o nonsense da situação, cada eleitor tem o direito de exercer seu julgamento diante da urna eleitoral – semelhante ao impeachment, em que o Senado realiza um julgamento político – cada um de nós, votantes, terá direito a dar uma RESPOSTA aos atuais prefeitos E, note bem, E vereadores – que apoiaram várias sandices.

Domingo será o Dia do Julgamento!

Deveremos julgar nossos representantes nas Casas Municipais de Executivo e Legislativo. Julgar e dar nossa resposta.

Cuidaram de nós ou nos lançaram em um experimento social, sem qualquer comprovação científica? Onde encontraram provas de que colocar dentro de casa, juntas, sem fazer teste algum, pessoas sadias e infectadas iria impedir o avanço da peste vermelha?

Não existe prova! Tanto que Nova York – uma das cidades que mais defendia o lockdown – teve que jogar a toalha. Hoje, cada dia mais médicos e cientistas atestam que houve um grande erro.

E o que fizeram nossos governantes locais, com seus asseclas no legislativo? Destruíram nossos empregos e nossas vidas.

Alguns inclusive proibiram as pessoas de tomarem o único fio de esperança até então: a hidroxicloroquina – alegando que não haviam testes conclusivos sobre a doença.

Pois bem! Hoje, querem fazer o oposto: obrigar, forçar mesmo, as pessoas a tomarem vacinas que TAMBÉM não possuem testes conclusivos. Ora, não é possível diante de realidades idênticas chegarem a conclusões tão opostas. Deve haver algum intere$$e escuso! O próprio contrato ultra-sigiloso com os chineses (vazado pela CNN), deve ser analisado seriamente.

É dia de julgarmos estes comportamentos!

Queremos continuar sendo cobaias de um experimento maligno?

Seu prefeito agiu como um déspota?

Permitiu transporte em ônibus e proibiu os restaurantes de abrir?

Decretou toque de recolher?

Trancou bairros, praias, praças?

Então está na hora de lhe mostrar o caminho de casa.

Continuar lendo OPINIÃO: NOSSO FUTURO PODE SER MUDADO NO PRÓXIMO DOMINGO, SÓ DEPENDE DE VOCÊ. VOCÊ É O DONO DO PALCO.

AUTOCONHECIMENTO: O PODER DO PERDÃO

Tenho a satisfação de trazer até você um artigo publicado na Revista Sexto Sentido sobre “A cura pelo perdão”, através de uma entrevista com o Dr. Fred Luskin, autor do livro O Poder do Perdão, você vai aprender os segredos da arte de perdoar e como obter a cura de suas mazelas praticando essa grande virtude humana!

A cura pelo perdão em 12 passos | Ave Catequese – orações e materiais católicos para Catequese

A CURA PELO PERDÃO

Pesquisas e estudos vêm comprovando os benefícios, tanto mentais quanto físicos, do ato de perdoar. Entrevistamos o Dr. Fred Luskin, autor de O Poder do Perdão, que estuda o assunto há mais de quatro anos.

Camilla Salmazi

Segundo o dicionário (Dicionário Michaelis) a palavra perdão significa “conceder perdão, absorver, remitir (culpa, dívida, pena, etc), desculpar e poupar-se”. Sim! O ato de perdoar envolve tudo isso e ainda muito mais. Pesquisas e estudos vêm sendo desenvolvidos nesses últimos anos para mostra e comprovar o poder e os benefícios do perdão.

Porém, não é justo dizer que somente agora o mundo está se dando conta do poder do perdão. No aspecto científico, talvez, mas crença e religiões já pregam a importância do perdão há muitos e muitos anos, principalmente como um ato importante para a saúde do espírito.

No ano passado, Charlotte Van Oyen Witvliet, professora de psicologia do Hope College, em Michigan, EUA, e seus colega, fizeram uma experiência com 71 voluntários. Nela, foi pedido a eles que se lembrassem de alguma ferida antiga, algo que os tivesse feito sofrer. Nesse instante, foi registrado o aumento da pressão sanguínea, dos batimentos cardíacos e da tensão muscular, reações idênticas às que ocorrem quando as pessoas sentem raiva. E quando foi pedido que eles se imaginasse entendendo e perdoando as pessoas que lhes haviam feito mal, eles se mostraram mais calmos, e com pressão e batimentos menores.

A questão principal, porém, é que o nato de perdoar não é uma das tarefas mais fáceis para nós, seres humanos. Tribos, sociedades, países, famílias e amigos já travaram e ainda travam batalhas, e verdadeiras guerras, por causa de diferenças entre as pessoas, ou devido a algum ato que desagradasse ou prejudicasse, espalhando pelo mundo ainda mais rancor e nem um pouco de paz. Mas o perdão não é impossível, nem mesmo nos casos mais graves, como vem tentando comprovar o Dr. Fred Luskin, autor de O Poder do Perdão e doutor em aconselhamento clínico e psicologia da saúde pela universidade de Stanford.

Após ter sido muito magoado por um grande amigo, Luskin conseguiu, sozinho, achar uma forma de perdoar-lhe, e quis investigar se a sua técnica funcionaria com outras pessoas em casos semelhantes ou em casos mais graves. E desde então, deu início a suas pesquisas.

EM 1999, ELE CRIOU O PROJETO DA UNIVERSIDADE DE STANFORD PARA O PERDÃO, tendo combinado em sua pesquisa dissertativa uma técnica psicoterapêutica, focando e emotividade racional, com alguns estudos sobre o impacto das emoções negativas, como raiva, magoa e ressentimento no sistema cardíaco.

Suas técnicas foram aplicadas em várias experiências, sendo uma delas com dois grupos de pessoas que foram atingidas pelos conflitos entre protestantes e católicos, na Irlanda: um grupo, de mães que tiveram seus filhos mortos; outro, de homens e mulheres que perderam algum parente. Para esse projeto, Luskin contou com a cooperação de Carl Thoreses, PhD em Psicologia, e contou com o apoio de uma militante irlandesa que há trinta anos trabalha pela paz em seu país.

Os participantes foram separados em grupos experimentais e supervisionados, e passaram seis semanas tendo aulas sobre as técnicas de perdão de Luskin. Os primeiros resultados, segundo Thoresen, indicaram que os participantes apresentavam redução do nível de estresse, viam-se menos irados e mais confiantes de que, no futuro, eles perdoariam mais e mais facilmente. Além disso, o estudo mostrou que o perdão pode promover uma melhora na saúde física, pois esse grupo de pessoas apresentou uma diminuição significante em sintomas como dores no peito, na coluna, náuseas, dores de cabeça, insônia e perda de apetite. Luskin e Thoresen afirmam que essa melhora psicológica e física persiste pelo menos por quatro meses; em alguns casos, ao longo desses quatro meses, a melhora continua a progredir.

Luskin descreve o perdão como sendo uma forma de se atingir a calma e a paz, tanto com o outro quanto consigo mesmo. A terapia que ele propõe encoraja as pessoas a terem maior responsabilidade sobre suas emoções e ações, e serem mais realistas sobre os desafios e quedas de suas vidas.

Em O Poder do Perdão, ele explica p processo de formação de uma mágoa e demonstra como tal fato possui um efeito paralisante na vida das pessoas, baseado suas afirmações em suas investigações e pesquisas, principalmente em seu Projeto da Universidade de Stanford para o Perdão. Por meio de nove etapas (ver Box), o autor ensina a sua técnica de perdão.

Nessa entrevista exclusiva para a Sexto sentido, Luskin apresenta suas idéias sobre o ato de perdoar, e tudo o que está envolvido nesse processo.

Como pode ser definido, de fato, o ato de perdoar?

É simples. Perdoar é a arte de fazer as pazes quando algo não acontece como queríamos. Dizermos que é fazer as pazes com a palavra NÃO.

O acúmulo de mágoas pode causar problemas físicos e psicológicos?

Claro… rancor e desesperança são particularmente perigosos para o bem-estar. A vida tem dificuldades freqüentes. Precisamos de um caminho para superá-las e, assim, nos libertarmos… é para isso que existe o perdão.

E o perdão pode ser considerado como uma cura para doença físicas e mentais advindas de problemas emocionais ou psicológicos?

O perdão reduz a agitação que leva a problemas físicos. Perdoar reduz o estresse que vem de pensar em algo doloroso, mas não pode ser mudado. Ele também limita a ruminação que leva a sentimento de impotência que reduzem a capacidade de alguém cuidar de si mesmo. O perdão é uma cura… às vezes. Ajuda? Sim, muitas vezes.

É possível que pessoas possa perdoar alguém, mesmo ainda estando irada ou magoada com ela?

A diminuição da ira e de mágoa vem de se vivenciar o perdão. O perdão é a experiência interior de se recuperar a paz e o bem-estar. Pode acontece de alguém perdoar um dia, e a raiva volta depois, e isso é normal. Dessa forma, o perdão é um processo que deve ser praticado. Se você permanece falando ou pensando com rancor de alguém, então o perdão ainda não aconteceu.

Existe um momento certo para dar início ao processo do perdão?

O momento é logo depois do tempo necessário para vivenciar a perda.

Se a pessoa perdoar, ela pode ficar com a sensação de que a pessoa perdoada estava com a razão, ou com a sensação de que um direito seu foi atingido. Como afastar ou ultrapassar essa idéia?

Às vezes, a pessoa foi realmente prejudicada. O perdão não elimina esse fato; apenas o torna menos importante. O perdão implica que se pode ficar em paz mesmo tendo sofrido um mal. Não podemos escapa de todos os males, faz a pessoa continuar intranqüila porque o problema ainda persiste. O perdão reconhece o mal, mas permite que o prejudicado leve a vida em frente. O perdão pode conviver com a justiça e não impede que se faça as coisas justas ou adequadas. Você apenas não as faz de uma perspectiva rancorosa ou transtornada.

Quando a pessoa se encontra num “processo” de perdoar alguém, pode acontecer dela perceber que ela mesma também tem culpa na situação e pode ter causado algum mal ao outro. Como ela deve agir num caso desses?

Muitas situações são complexas e não se pode simplesmente distinguir nelas uma pessoa boa e uma ruim, mas sim duas pessoas que criaram juntas uma situação difícil. É bom lembrar que o perdão pode ser estendido à própria pessoa e que, ás vezes, o perdão implica em reconciliar um relacionamento, e outras vezes, em abrir mão desse relacionamento.

Como a falta de perdão pode prejudicar as pessoas?

A ausência de perdão causa estresse sempre que se pensa em alguém que nos feriu e com quem não fizemos as pazes. Isso prejudica o corpo e provoca emoções negativas.

Como foi idealizado o Projeto do Perdão?

Eu fui seriamente magoado por um amigo próximo, e tive de encontrar sozinho uma forma de me recuperar. Quando consegui, resolvi verificar se isso funcionava com outras pessoas. Foi o começo do meu primeiro projeto de pesquisa.

Essas descobertas são universais, aplicáveis a todos os grupos de sociedades?

Até o momento, a pesquisa que eu e outros temos conduzido sugere que o perdão tem valor em dificuldades muito variadas; podem envolver esposas ou maridos que enganam maridos ou esposas, crianças que sofreram abuso, sócios fraudulento e até pessoas que tiveram seus filhos assassinados. Também trabalhamos com uma grande variedade de nacionalidade aqui em São Francisco e região e tivermos bons resultados.

Existem outros cientistas no mundo realizando o mesmo tipo de pesquisa?

Existem alguns que pesquisam o ensina do perdão, como nós. Outros pesquisam as características que tornam as pessoas mais propensas ao perdão, e outros tentam entender como o perdão pode ser benéfico à saúde.

OS NOVE PASSOS DO PERDÃO – Segundo o Dr. Fred Luskin

1. Saiba exatamente como você se sente sobre o que ocorreu e seja capaz de expressar o que há de errado na situação. Então, relate a sua experiência a umas duas pessoas de confiança.

2. Compromete-se consigo mesmo a fazer o que for preciso para se sentir melhor. O ato de perdoar é para você e ninguém mais. Ninguém mais precisa saber sua decisão.

3. Entenda seu objetivo. Perdoar não significa necessariamente reconciliar-se com a pessoa que o perturbou, nem se tornar cúmplice dela. O que você procura é paz.

4. Tenha uma perspectiva correta dos acontecimentos. Reconheça que o seu aborrecimento vem dos sentimentos negativos e desconforto físico de que você sofra agora, e não daquilo que o ofendeu ou agrediu dois minutos – ou dez anos – atrás.

5. No momento em que você se sentir aflito, pratique técnicas de controle de estresse para atenuar os mecanismo de seu corpo.

6. Desista de espera, de outras pessoas ou de sua vida, coisa que elas não escolheram dar a você. Reconheça as “regras não cobráveis” que você tem para sua saúde ou para o comportamento seu e dos outros. Lembre a si mesmo que você pode esperar saúde, amizade e prosperidade e se esforçar para consegui-los. Porém você sofrerá se exigir que essa coisa aconteçam quando você não tem o pode de fazê-las acontecer.

7. Coloque sua energia em tenta alcançar seus objetivos positivos por um meio que não seja através de experiência que o feriu. Em vez de reprisar mentalmente sua mágoa, procure outros caminhos para seus fins.

8. Lembre-se de que uma vida bem vivida é a sua melhor vingança. Em vez de se concentrar nas suas mágoas – o que daria poder sobre você à pessoa que o magoou – aprenda a busca o amor, a beleza e a bondade ao seu redor.

9. Modifique a sua história de ressentimento de forma que ela o lembre da escolha heróicas que é perdoar. Passe de vítima a herói na história que você contar.

O Poder do Perdão
Dr. Fred Luskin
W11 Editores
(11) 3812-3812
Site: www.learningtoforgive.com

(Extraído da revista Sexto Sentido 50, páginas 20-24)

 

 Fonte: IPPB

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O PODER DO PERDÃO

DICA DE LIVRO: SUPER CÉREBRO DE DEEPAK CHOPRA

Como expandir o poder transformador da sua mente

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é mais um livro fenomenal deste incrível autor Deepak Chopra, onde levanta vários questionamentos como: Qual a diferença entre mente e cérebro? Como controlar o medo, a ansiedade, a depressão? É possível ensinar o cérebro a deixar de lado nossos instintos primários, agir de acordo com a nossa razão e assim sermos felizes de corpo e alma? Essas são algumas das respostas que o renomado médico e autor Deepak Chopra oferece aos leitores de Supercérebro. Escrito em parceria com o neurocientista Rudolph Tanzi, um dos maiores estudiosos do mal de Alzheimer, o livro explica em termos leigos como o cérebro funciona e de que forma é possível deixa-lo em forma para conquistar boa saúde, ter mais qualidade de vida e simplesmente ser mais feliz.

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: SUPER CÉREBRO DE DEEPAK CHOPRA

DEESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DO SILÊNCIO E SUAS 5 VANTAGENS

Neste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL você vai saber o porquê do silêncio ser tão poderoso! Neste vídeo você vai ver 5 vantagens de ser mais quieto, numa resenha resumo animado do livro as 48 leis do poder de Robert Greene feita pelo talentoso Albano do Seja Uma Pessoa Melhor.

Fonte: 

Continuar lendo DEESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DO SILÊNCIO E SUAS 5 VANTAGENS

OPINIÃO: O STF É O PRÓPRIO PODER XERETA DANDO CAUSA A DESNECESSÁRIAS TENSÕES POLÍTICAS

Caro(a) leitor(a),

É terrível, mas é verdade. Nós não estamos sonhando. O Brasil é o país da real inversão de valores como nunca se viu similar em lugar algum. Um país onde o seu Supremo Tribunal Federal, que deveria proteger os interesses do seu patrão, o povo, está explicitamente e plenamente empenhado em derrubar um governo democraticamente eleito. Que já rasgou a Constituição pelo menos duas dezenas de vezes. E o que é pior, não existe ninguém que pare os desmando e as atrocidades dessa corte. Parece que estamos vivendo um grande pesadelo, mas eu passo as mãos nos olhos, me belisco e vejo que estou acordado e consciente. Então fico desesperado, sem saber o que fazer. Ai me sento aqui e começo a escrever. É tudo que posso fazer. E você, vai fazer o que?

O poder intrometido: O STF é hoje o mais ativo partido político brasileiro

Fotomontagem: JCO

Eu não queria acreditar quando me contaram que sete partidos já recorreram ao STF para que a Corte determine ao presidente da República como deve agir em relação à CoronaVac. Parece uma questão tipicamente judicializável, não?

Os ministros devem saber tudo sobre esse assunto, instruídos em algum curso pós doc…

Em nome do convívio independente e harmônico entre os poderes de Estado, as manifestações do STF em questões do Executivo e do Legislativo deveriam ser raras e muito bem justificadas. É fácil entender que pequenos partidos, ou o bloco minoritário da oposição, sem votos suficientes para impor suas opiniões, recorram ao STF, num claro abuso do direito de peticionar. Mas é difícil entender que os “supremos” se prestem para a instrumentalização do poder que têm.

Malgré tout, nosso STF é o próprio poder xereta, dando causa a desnecessárias tensões políticas. A maioria dos senhores ministros vê o presidente da República com as lentes do partido ao qual devem suas nomeações para o posto que ocupam. Sob essas lentes, Bolsonaro é um tirano que precisa ser contido e, para contê-lo, foi instituída uma informal ditadura do judiciário.

Um caso típico de projeção: projetam em Bolsonaro o que, na prática, eles mesmos se comprazem com ser. Puxe pela memória, leitor, e me diga quando, nas últimas décadas, vivemos período de tanta intromissão do Supremo e de seus ministros na vida nacional?

PT, PCdoB, PSOL PSB e Cidadania querem que o STF impeça o governo de se contrapor a qualquer providência referente a vacinas e vacinações; a Rede quer que o governo apresente um plano de vacinação; o PDT quer que o Supremo reconheça a competência dos estados e municípios para tornar compulsória ou não a vacinação, e o PTB pede que essa possibilidade seja declarada inconstitucional.

A questão de fundo aqui é a seguinte: por que esse surto de judicializações, que não dá sinais de esmorecer, esvaziando o debate político, descaracterizando as funções do parlamento e comprometendo as ações do governo? São três as respostas a essa indagação. Elas interferem cumulativamente para darem causa a esse surto.

• Resposta 1 – o único intuito da oposição é atrapalhar o governo;

• Resposta 2 – o plenário do STF é, hoje, o mais ativo partido político brasileiro;

• Resposta 3 – há notória sintonia entre a oposição e a maioria do STF.

De todos esses pleitos, o único que tem jeito de matéria constitucional é exatamente aquele em que se confrontam os pedidos de PDT e PTB: é legítimo tornar a vacinação obrigatória?

Parece bem nítida, aqui, no pedido do PDT, a afronta a liberdade individual, mormente quando, a cada dia, aumentam as incertezas sobre a segurança dessas vacinas. Sem esquecer, por fim, que a CoronaVac é mercadoria que o Partido Comunista da China põe à venda dizendo que vai imunizar a população contra o vírus que veio de lá.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O STF É O PRÓPRIO PODER XERETA DANDO CAUSA A DESNECESSÁRIAS TENSÕES POLÍTICAS

DICA DE LIVRO: DESBLOQUEIE O PODER DA SUA MENTE DE MICHAEL ARRUDA

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é mais um Best Seller da Editora Gente que vai fazer você viajar até as profundezas do seu subconsciente e desbloquear o poder da sua mente. O autor Michael Arruda já começa lhe questionando: Você passou por diversos livros até encontrar este aqui. Olhou a capa, o título chamou sua atenção, começou a ler a primeira frase e resolveu continuar. No entanto, pergunto: foi você quem decidiu cada um desses passos? Pode ser que você acredite que sim, mas a verdade é que tudo aconteceu tão rápido que suas ações já estavam decididas antes que você pudesse pensar sobre elas, tomadas por uma parte mais profunda de sua mente: o subconsciente, o responsável pelo que somos e fazemos. Por quais outros caminhos você está sendo levado por sua mente sem que ela o consulte? Em seu primeiro livro, Michael Arruda, presidente da OMNI Brasil, irá lhe mostrar como assumir o controle da sua mente e, consequentemente, da sua vida pessoal e profissional. Para isso, ele lhe apresentará o processo que o permite acessar seu subconsciente, identificar as causas de dores e insatisfações e solucioná-las de forma rápida e efetiva: a hipnoterapia.

Fonte:   Michael Arruda – OMNIFINDER

   Micheal Arruda

Continuar lendo DICA DE LIVRO: DESBLOQUEIE O PODER DA SUA MENTE DE MICHAEL ARRUDA

AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

De volta

à luz

O que significa curar-se? Como realizamos essa transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo   pleno e desperto? Cada um de nós pode se tornar alguém que aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros ‘

O QUE SIGNIFICA CURAR-SE?  COMO SE TRANSFORMAR DE UM INDIVÍDUO QUE SOFRE EM UM INDIVÍDUO PLENO? CADA UM DE NÓS PODE SE TORNAR ALGUÉM QUE ATRAVÉS DE UMA DOR PODE SE CURAR E CURAR OS OUTROS, NEM SEMPRE ALGUM TIPO DE SOFRIMENTO É  CASTIGO, MAS OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO E DESPERTAMENTO DO NOSSO POTENCIAL PARA EVOLUÍRMOS.

Arlene Gay Levine*

5 sinais de que você é uma pessoa da luz - TICKKS ERROR 404 - TICKKS

Engatinhando na areia em direção ao mar, uma menininha corta o joelho numa concha. O coração de um adolescente apaixonado se parte quando a pessoa amada recusa um primeiro encontro. Uma depressão profunda se abate   sobre o velho cientista que teve negado seu pedido de subvenção, provavelmente o mais importante, talvez o último. Toda uma nação se angustia com a notícia de uma tragédia de grandes proporções. O que essas situações   dolorosas e milhares de outras têm em comum? Todas elas são feridas, de um tipo ou de outro. Quer seja no corpo físico, emocional, mental ou espiritual, um ferimento ocorreu e agora exige o seu oposto: uma cura

O que significa curar-se? Como realizamos essa   transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo pleno e desperto quanto ao seu eu superior? Em essência, cada um de nós pode se   tornar um xamã, alguém que, através de uma crise pessoal, aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros.

Devemos começar exatamente onde estamos, no agora, no terreno sagrado do presente. Que pensamentos estamos tendo? Eles se tornam a linguagem que usamos para descrever a nós mesmos e o que acreditamos ser a nossa realidade. Esses pensamentos criam nosso caráter e eventualmente escrevem a história de nossa vida, para melhor ou pior. Quando a narrativa depende de informação errônea, é preciso fazer uma edição, uma reestruturação consciente, para permitir que a verdade transpareça.

Como exemplo, vejamos a menininha ferida que, enquanto se divertia na praia, cortou o joelho numa concha. Sangrando e assustada ela começa a chorar. Se sua cuidadora for uma pessoa equilibrada e de bom senso, pegará a criança e a confortará, enxugando o sangue e afastando o medo, com mão suave e expressões confortadoras. Porém, suponhamos que essa pessoa carregue feridas não resolvidas de um passado remoto. Talvez ela segure a criança grosseiramente e brigue com ela. “Como você é descuidada! Olhe o que você fez!” Agora, esse falso pensamento foi plantado na mente da criança e virá à tona da próxima vez que ocorrer um acidente; ela usará esses termos para se referir a si mesma. Formou-se um padrão de autocensura, em vez de um paradigma de compaixão e perdão para com os erros dos outros.

Palavras são ferramentas; elas atuam de maneiras invisíveis para criar resultados visíveis. Felizmente podemos aprender a direcionar esse processo de causa e efeito. Ao nos voltarmos para o nosso Instrutor Interno, que nos conduz para a câmara sagrada do nosso coração, onde todos os opostos são transcendidos, pegamos uma ferramenta que pode ser uma arma e a transformamos num bálsamo. Precisamos examinar e revisar nossos sistemas de crenças. Isso nos ligará tanto com as raízes de nossa resistência para crescer quanto com a energia ilimitada do nosso verdadeiro potencial

O escritor James Moffett acreditava que o objetivo fundamental da educação e da vida é crescimento espiritual. Ele dizia: “Escrever é puxar uma linha comprida das profundezas para descobrir quais as coisas atadas a ela.” Reserve um pouco de tempo e esteja disposto a fazer exatamente isso. Tenha em mãos um caderno e uma caneta. Coloque-se numa posição confortável, feche os olhos e concentre-se com algumas profundas e relaxantes respirações. Quando tiver se conectado com o silencioso local interno, sinta-se transportado, de forma segura, ao lugar aonde sua memória lhe levar.

Passe tanto tempo quanto preciso revisando cenas cheias de cores, sons, odores, sabores e texturas. Quando se sentir pronto, abra os olhos e faça um cartaz com três cabeçalhos: pessoas, locais e coisas. Debaixo de cada categoria comece a listar associações que ocorreram em sua visita ao passado. Continue, sem parar para questionar ou analisar qualquer de suas respostas.

Agora aprecie cada lista como se estivesse garimpando ouro. Quando você tiver coragem de explorar o que anotou, terá respostas intuitivas. Você terá escavado uma pepita de ouro. Escreva-a no centro de um círculo, no meio de uma página limpa, com letras maiúsculas. Você pode fazer mais algumas respirações profundas, como auxílio para penetrar o momento com plena atenção. Concentre-se na pepita, e à medida que as ideias a respeito do que você escreveu forem surgindo, faça uma linha a partir do círculo, deixando cada ideia se ramificar e disparar um novo pensamento ou memória. Não use mais do que poucas palavras para anotar. Retorne à pepita de ouro para cada nova inspiração e repita esse processo até que a página esteja cheia.

Despenda algum tempo para estudar o mapa do tesouro que você criou. Com sorte, sua palavra-pepita terá ajudado a desenterrar muitas conexões que, ao longo dos anos, você esqueceu ou inconscientemente reprimiu. Para você, quando criança, elas podem ter sido dolorosas demais para lidar. Use o mapa como um guia para o que deve ser descartado, recuperado ou revisado na sua vida atual. Se você precisar cavar mais profundamente para essa informação, faça uma “entrevista” com você mesmo(a). Registre suas perguntas e respostas. Revise-as cuidadosamente em busca de indícios sucintos sobre onde a cura ainda precisa ocorrer em sua vida.

É benéfico fazer a Meditação do Mapa do Tesouro várias vezes para obter melhores resultados. A repetição proporcionará uma viagem mais suave ao território onde você está fazendo sua exploração. A cada vez, aproxime-se mais da beleza de quem você realmente é. Revisar a história de sua vida pode mudar você, e o mundo em que você habita, de maneiras poderosas e positivas. Aliás, o tesouro que você descobrirá é o nascimento da luz onde antes havia uma ferida.

O dia começa; não há promessas. Talvez o sol vá brilhar, ou não.

Não se pode ter certeza de quem irá surgir ou de que notícias o próximo telefonema pode trazer

As estações do ano chegam regularmente, mas como elas serão é um mistério. Ainda assim…

Algum dia deixaremos nossos corpos e escorregaremos para o interior da luz; isso nós sabemos

Talvez, para despertar do sono e pôr de lado o medo, possamos viver cada dia como se a luz já fosse nossa.

Escute: o coração ouve uma verdade mais profunda do que a cabeça. Mesmo o ser mais solitário jamais está só na sinuosa jornada para o lar.

Fonte: Revista Sophia,  Ano 18, Edição 86

Continuar lendo AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

DICA DE LIVRO: PENSO E ACONTECE DE BOB PROCTOR E GREG S. REID

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é Penso e Acontece, o poder de transformar suas ideias em realidade, uma obra sobre:

como a mentalidade determina se uma pessoa terá sucesso ou não?

Será que as pessoas bem-sucedidas pensam de um jeito diferente daquelas que nunca desenvolvem seu potencial?

Como podemos mudar nossa maneira de pensar a fim de que cada pensamento nos leve a vencer e não perder?

De autoria de Bob Proctor e Greg S. Reid, eles mergulham fundo na ciência e psicologia do pensamento e exploram a importância vital da forma de pensar para uma vida de significado e sucesso. Em suas entrevistas com neurocientistas, cardiologistas, professores espirituais e líderes empresariais, Proctor e Reid mostram como podemos pensar para viver!

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: PENSO E ACONTECE DE BOB PROCTOR E GREG S. REID

PONTO DE VISTA: É DIFÍCIL DIZER A QUE O HOMEM É MAIS APEGADO, SE AO DINHEIRO OU AO PODER

Caro(a) leitor(a),

Não tem como não acreditar que o real motivo da antecipação, em apenas duas semanas, da aposentadoria do decano Celso de Mello é por causa da real possibilidade de se aposentar por invalidade, devido a cirurgia que fez no quadril ainda neste ano. Neste caso ele passa a receber sua aposentadoria por invalidez integralmente, sem o desconto do Imposto de Renda. É incrivelmente deprimente e altamente decepcionante perceber que esses atores não estão nem ai para o povo brasileiro, mas única e exclusivamente com o seu próprio bem estar. É difícil dizer qual o maior, se o apego ao poder ou ao dinheiro. Então meus amigos, os exemplos da insensibilidade e desrespeito ao cidadão brasileiro é flagrantemente perceptível e sendo assim é praticamente impossível apoiar e proteger aquele que está fora do raio de ação. 

Celso de Mello, do STF, antecipa aposentadoria e deixará cargo em 13 de outubro

Publicad0 em 25.09.2020

O ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), informou à presidência da Corte que vai se aposentar no dia 13 de outubro.

A previsão inicial era de que Celso de Mello optasse pela aposentadoria compulsória em 1º de novembro, quando completa 75 anos.

Entretanto, com a decisão comunicada ao ministro Luiz Fux, presidente do STF, o mais antigo membro da Suprema Corte brasileira deve adiantar sua saída em pouco mais de duas semanas.

No mês passado, Celso completou 31 anos desde a sua indicação, em 1989, pelo então presidente José Sarney.

Antes de deixar o cargo, ele espera participar do julgamento que definirá se o depoimento do presidente Jair Bolsonaro ocorrerá de forma presencial ou por escrito.

O chefe do Executivo será ouvido no âmbito do inquérito que apura uma suposta tentativa de interferência na Polícia Federal (PF).

Marcos Rocha

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: contatomarcosrocha@icloud.com
Continuar lendo PONTO DE VISTA: É DIFÍCIL DIZER A QUE O HOMEM É MAIS APEGADO, SE AO DINHEIRO OU AO PODER

MILITARES ASSUMEM O PODER EM MALI, MAS PROMETEM NOVAS ELEIÇÕES

Continuar lendo MILITARES ASSUMEM O PODER EM MALI, MAS PROMETEM NOVAS ELEIÇÕES

MINISTRO DA DEFESA DE CHAVES FAZ ALERTA A OPOSITORES, ENQUANTO ESTIMULA A PARTICIPAÇÃO NA ELEIÇÃO PARLAMENTAR EM DEZEMBRO

Ministro da Defesa de Maduro alerta opositores de que “nunca poderão exercer o poder político”

Vladimir Padrino ataca Juan Guaidó, enquanto o chavismo estimula a participação na eleição parlamentar de dezembro

FRANCESCO MANETTO

México – 06 JUL 2020 – 12:25 BRT

O ministro da Defesa da Veneuela, Vladimir Padrino, em uma imagem de arquivo.O ministro da Defesa da Veneuela, Vladimir Padrino 

A Venezuela tem um encontro com as urnas no horizonte, as eleições legislativas marcadas para 6 de dezembro, cuja participação o Governo de Nicolás Maduro está estimulando para legitimar uma nova Assembleia Nacional, hoje dominada pela oposição. Essa votação, convocada por uma autoridade eleitoral designada pelo Tribunal Supremo de Justiça, alinhado ao regime, já foi rejeitada por Juan Guaidó e pelos partidos que o apoiam, por entenderem que carece das garantias suficientes. Neste domingo, o ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, veio lhes dar razão. Durante um ato militar pelo 209º aniversário da assinatura da independência nacional, o general advertiu que esses opositores “nunca poderão exercer o poder político”.

“Enquanto existir uma força armada como a que temos hoje, anti-imperialista, revolucionária, bolivariana, nunca poderão exercer o poder político na Venezuela”, clamou Padrino López. “Acredito que seja bom que isso seja entendido por essa facção de meliantes, politiqueiros, que se atreveram a pôr em um comunicado, um despropósito de comunicado, exigir de nós um maior compromisso, quando a Força Armada Nacional Bolivariana já deu demonstrações concretas, à vista de todo o povo da Venezuela, de seu interesse patriótico de defender a integridade de nosso espaço geográfico, que não é uma opção para nós, é um mandato constitucional”, acrescentou.

As palavras do titular da Defesa se emolduram num clima de máxima tensão política e demonstram o que a oposição sempre reprovou em Maduro, e também em seu antecessor, Hugo Chávez. Ou seja, que o chavismo não está disposto a ceder o poder. Por esta razão, a oposição se recusou a participar das últimas convocatórias ― em 2017, quando foi eleita a Assembleia Nacional Constituinte, que, na prática, atua como um braço legislativo às ordens do Executivo. E também em maio de 2018, quando se recusou a disputar uma eleição presidencial que transcorreu sem observação internacional plural e que, portanto, foi considerada fraudulenta pelos opositores de Maduro.

A equipe de Guaidó condenou essas declarações e as qualificou de “insolentes, ditatoriais e contrárias a toda a ordem constitucional”. “O general demonstrou novamente que em nosso país a soberania popular está sequestrada […]. Nicolás Maduro e Vladimir Padrino perverteram ao máximo a nossa instituição militar […]. Declarações deste tipo não podem ser ignoradas e exigem uma expressão de condenação por parte da institucionalidade da Força Armada Nacional e da comunidade internacional”, diz um comunicado divulgado pelo Gabinete de Guaidó, reconhecido como presidente interino por mais de 50 Governos estrangeiros.

A ameaça de Padrino afasta também um hipotético cenário de diálogo. Justamente nesta semana, a União Europeia voltou a apelar a uma solução política negociada à gravíssima crise que o país atravessa. E as eleições parlamentares de dezembro, se as condições permitirem, poderiam ser o primeiro teste para uma aproximação. Guaidó, enquanto isso, busca solucionar também a crise política particular da oposição e suas bases, frustradas por uma confrontação que se eternizou. “Faço um apelo a uma grande aliança por nosso país. Uma aliança sem mesquinharias. A luta definitiva pela liberdade deve encontrar todos nós juntos. Estarmos juntos é a chave neste momento”, manifestou o chefe do Parlamento.

Em termos parecidos se pronunciou Leopoldo López, que reapareceu por videoconferência da residência da Embaixada da Espanha em Caracas em um ato on-line batizado como Congresso da Unidade Nacional. “Saberemos conquistar esta segunda independência”, afirmou. “Hoje, irmãs e irmãos, o desafio é imenso, e só podemos alcançar esse desafio com unidade”, afirmou o dirigente opositor.

O desafio da coesão das forças opositoras ― o chamado G-4, formado pelos partidos Primeiro Justiça, Ação Democrática, Vontade Popular e Um Novo Tempo ― sempre foi árduo por causa de diferenças estratégicas e inclusive ideológicas. Todos cerraram fileiras com Guaidó quando este se pronunciou contra Maduro, em janeiro de 2019, mas com o passar do tempo essa unidade voltou a rachar. O fato de as atividades da oposição se reduzirem a um conjunto de gestos e ações simbólicas, enquanto a rua continua desmobilizada e a pandemia impede a convocação de novas mobilizações, é o que mais mal-estar provocou em alguns setores.

Nesta semana, Henrique Capriles, ganhador das eleições parlamentes de 2015 e ex-adversário eleitoral de Maduro, lançou críticas a Guaidó e a López. “O verdadeiro debate é se lutaremos ou não lutaremos, se faremos algo ou não faremos nada. Não vamos acompanhar ficções e fantasias que só servem para dar mais frustrações aos venezuelanos e destruir mais a oposição, se é que não acabam de destruí-la”, opinou. Capriles, que também rechaça ao menos neste momento a realização de eleições legislativas por causa da crise sanitária da covid-19, defende que em médio prazo será preciso rever a estratégia. “É preciso reconstruir a oposição como é preciso reconstruir a Venezuela.”

Continuar lendo MINISTRO DA DEFESA DE CHAVES FAZ ALERTA A OPOSITORES, ENQUANTO ESTIMULA A PARTICIPAÇÃO NA ELEIÇÃO PARLAMENTAR EM DEZEMBRO

DIREITO E JUSTIÇA: QUEM VIGIA O STF?

Na coluna DIREITO & JUSTIÇA desta quarta-feira temos a análise fria e precisa do economista e ex-ministro do planejamento, Hélio Beltrão, que questiona o poder imoderado e aterrador do STF, já que hoje, tecnicamente, não há nenhum poder público que possa colocar um freio na suas sandices! Vale a pena conferir!

Quem vigia o STF?

Tribunal não sofre controle externo nem pode ter suas determinações revogadas

Nota do Editor: este artigo foi originalmente publicado no jornal Folha de S. Paulo

Segundo muitos juristas, o Supremo Tribunal Federal está há mais de seis meses descumprindo a lei e a própria Constituição Federal no caso do inquérito sobre as fake news.

Indignados com as críticas à corte, o STF, sem ouvir o Ministério Público, tem:

a) censurado a imprensa, caso de O Antagonista e da Crusoé, que noticiaram a ligação entre o presidente do STF e a Odebrecht (o “amigo do amigo do meu pai“);

b) ordenado apreensões de computadores e proibições de uso de redes sociais ao redor do país, inclusive contra um general da reserva;

c) demitido fiscais da Receita Federal que investigavam familiares de ministros do STF;

d) ordenado busca e apreensão no escritório de advocacia do ex-procurador-geral Rodrigo Janot com base em um não-crime ocorrido vários anos antes; e

e) investigado em sigilo um número desconhecido de cidadãos.

Para o ex-ministro do STF Ayres Britto, o Judiciário não pode ser nascente, corrente e foz de um mesmo rio, ou seja, não pode simultaneamente investigar, acusar e julgar, atos que, segundo qualquer ordenamento sério, são competência de órgãos distintos.

O sigilo da investigação agrava o descumprimento do devido processo legal.

Realidade kafkiana e juvenalina

Em “O Processo“, de Franz Kafka, o protagonista é detido, acusado e processado por suposto crime de natureza desconhecida, por uma autoridade inacessível e remota.

No Brasil de hoje, quem houver criticado por redes sociais o STF ou seus ministros pode estar sendo investigado em sigilo.

O STF deveria ser o guardião máximo dos direitos do cidadão e do devido processo legal. No entanto, detém poder monopolista e a última palavra em temas legais. Ademais, não sofre controle externo nem pode ter suas determinações revogadas. Como o nome diz, é supremo.

Que recurso tem então a sociedade quando o STF se torna arbitrário e autoritário? Afinal, quem vigia os vigilantes?

Em poema satírico do século 2º, Juvenal formulou essa exata pergunta em contexto distinto.

Um marido não sabia como lidar com sua esposa adúltera. Amigos sugeriram uma medida extrema: trancá-la em casa sob vigilância. O marido pressupõe que seria inútil, pois ela escaparia da reclusão cometendo adultério com os vigias. E pergunta “quis custodiet ipsos custodes“?

No caso dos vigias, ao menos o marido pode demiti-los e extinguir a função; no entanto, o STF não pode ser extinto nem demitido em bloco.

Não há a quem recorrer

Os expedientes limitadores ao poder do STF são escassos. A nomeação dos ministros é feita pelo Poder Executivo e aprovada pelo Senado. A previsão de impeachment de um determinado ministro pelo Senado jamais ocorreu.

Essa é uma falha do sistema republicano fundado nos três poderes de Montesquieu, que na teoria serviriam de freio e contrapeso mútuos. Na prática, a enaltecida harmonia entre os Poderes em geral se volta contra o cidadão.

Como indica a teoria dos jogos, um equilíbrio de Nash é formado com acordo simbiótico entre os Poderes, que repassam a conta para o cidadão, cujo único poder formal é um “confirma” a cada quatro anos.

Até o julgamento do mensalão em 2012, o brasileiro em geral não se ocupava em acompanhar ou fiscalizar as decisões do STF. A guinada abrupta nas ideias a partir de então derivou de uma alforria mental que dinamitou a inércia e apatia.

Ao que tudo indica — e com o perdão de uma generalização —, o brasileiro não mais aceita delegar seu destino cegamente aos políticos: é menos cordeiro, mais cão vigilante.

Com ajuda das redes sociais, o achincalhado “direito de espernear” passou a ter efeito. O STF contra-ataca o esperneio por meio da censura e intimidação.

Faria melhor se criasse juízo e extinguisse imediatamente esse inquérito kafkiano.

___________________________

Fonte: Mises Brasil

Continuar lendo DIREITO E JUSTIÇA: QUEM VIGIA O STF?

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho