PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 14 DE JULHO DE 2020 POR G1

Por G1

 

violência policial em SP atinge um recorde. Técnicos dizem em carta que há ‘estrutura paralela, nos moldes militares’ no Inpe. Sai o resultado do Sisu. O Assunto discute a imunidade de rebanho: o que é e qual o custo? Quase 73 mil mortos no Brasil por causa do coronavírus. O Auxílio Emergencial: mais um lote para sacar ou transferir. Números do saneamento básico no país. E as aulas online animadas por cães ou pelos filhos dos professores.

Violência policial

Letalidade policial no estado de SP nos últimos anos — Foto: Arte / G1

Letalidade policial no estado de SP nos últimos anos 

O número de mortos pela PM em 2020 é recorde em São Paulo, mostra levantamento. De janeiro a maio deste ano, 442 pessoas foram mortas por policiais militares no estado, maior número para o período desde o início da série histórica, em 2001. Também houve aumento de 34% no número de mortos em batalhões da capital paulista. Para especialista, o aumento reforça que não são ‘casos isolados’.;

Inpe ‘militar?’

Técnicos do Inpe dizem em carta que há ‘estrutura paralela’ no órgão. Segundo carta, órgão segue ‘moldes de estruturas militares’. Ministério da Ciência e Tecnologia disse que comentará assunto nesta terça, quando explicará ‘nova estrutura do Inpe’.

 

Sisu

O Ministério da Educação (MEC) vai divulgar o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020 do 2º semestre, que seleciona alunos alunos e alunas para vagas em universidades públicas. Para ver a classificação é preciso acessar o boletim no site do Sisu.

O Assunto

Imunidade de rebanho: o que é e qual o custo? Renata Lo Prete conversa sobre o tema com o biólogo Fernando Reinach e o infectologista Julio Croda.

Quase 73 mil mortos

O Brasil registrou 770 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 72.921 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no país na última semana foi de 1.052 por dia, uma variação de 7% em relação aos óbitos registrados em 14 dias. Em casos confirmados foram 21.783 registrados no último dia, com o total de 1.887.959 de brasileiros infectados pelo novo coronavírus.

Ajuda de R$ 600

A Caixa Econômica Federal libera os saques e transferências da 1ª parcela do Auxílio Emergencial para os aprovados do terceiro lote e que aniversariam entre outubro e dezembro.

Saneamento básico

Levantamento mostra que 2 em cada 3 projetos no setor de saneamento básico anunciados nos últimos anos estão paralisados, e que a maioria são iniciativas de municípios. O estudo, obtido com exclusividade pelo G1, identificou 68 projetos em andamento no país e 146 paralisados.

Educação online

Como os professores de cursinho estão se virando para dar aulas virtuais na quarentena?

Como os professores de cursinho estão se virando para dar aulas virtuais na quarentena?

Na pandemia, professores de cursinho dançam, cantam e mostram até cães ou os filhos para chamar atenção de alunos em aulas virtuais. Confira no vídeo acima.

Fonte G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 14 DE JULHO DE 2020 POR G1

PONTO DE VISTA: GILMAR MENDES SE AFOGA NA SUA PRÓPRIA IGNORÂNCIA

Caro(a) leitor(a),

Infelizmente o energúmeno do Gilmar Mendes não alcança o gesto e o simbolismo da resposta do General Fernando Azevedo e Silva, Ministro da Defesa, que foi tal qual um tapa com luva de pelica. Uma resposta talvez só comparável com a milenar lição que nos foi dada por Jesus Cristo quando disse: “Ao que te bate numa face, oferece-lhe igualmente a outra” e que pouca gente entendeu. Isso prova o quão preparados e maduros estão os nossos dirigentes militares. Em breve, muito breve a justiça chegará para ímpios como Gilmar Mendes. Talvez não a justiça dos homens, mas com total certeza a justiça cósmica da lei da atração e de causa e efeito. AH, ESSA NÃO FALHA NÃO!

Gilmar, em comentário político, ataca o governo e o Exército e recebe imediata resposta de ministro da defesa (veja o vídeo)

Fotomontagem: Gilmar Mendes e General Fernando Azevedo e Silva

Definitivamente, os ministros do Supremo Tribunal Federal podem tudo… Inclusive, fazer comentários eminentemente políticos, sem qualquer propósito, extremamente graves e absolutamente injustos.

O ministro Gilmar Mendes, em transmissão da revista IstoÉ, afirmou no sábado (11) que há um vazio de comando no Ministério da Saúde. Também disse que se o objetivo de manter à frente da pasta o general Eduardo Pazuello é reduzir o desgaste do governo federal na crise, “o Exército está se associando a esse genocídio”. A fala do ministro do STF foi extremamente mal recebida pelo Ministério da Defesa e pelos demais comandantes das Forças Armadas.

A avaliação é que o ministro do STF até poderia não concordar com a atual interinidade do general Eduardo Pazuello no comando no ministério da Saúde. “Daí a falar em genocídio e ainda associar um crime gravíssimo desse ao Exército é um absurdo.”

A resposta do ministro da defesa, general Fernando Azevedo e Silva, absolutamente técnica e sem mencionar o nome de Gilmar, veio em seguida.

A análise do texto do general, tomando como base fatos, números e ações, derruba completamente a afirmação maldosa do magistrado.

Eis a íntegra:

“O Ministério da Defesa (MD) informa que as Forças Armadas atuam diretamente no combate ao novo coronavirus, por meio da Operação Covid-19. Desde o início da pandemia, vem atuando sempre para o bem-estar de todos os brasileiros. São empregados, diariamente, 34 mil militares, efetivo maior do que o da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Segunda Guerra Mundial, com 25.800 homens. O MD tem o compromisso com a saúde e com o bem–estar de todos os brasileiros de norte ao sul do País. A mobilização desta Pasta começou no dia 5 de fevereiro, quando foi deflagrada a Operação Regresso à Pátria Amada Brasil. Na ocasião, foram resgatados 34 brasileiros de Wuhan, na China, antes mesmo de aparecer o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil, em 26 de fevereiro.

A Operação Covid-19, criada em 19 de março de 2020, estabeleceu 10 comandos conjuntos espalhados por todo o Brasil, além do Comando Aeroespacial (COMAE). Os resultados mostram que a operação está atingindo os objetivos a que se propõe. De lá para cá, foram descontaminados 3.348 locais públicos; realizadas 2.139 campanhas de conscientização junto à população, 3.249 ações em barreiras sanitárias e 21.026 doações de sangue; distribuídos 728.842 cestas básicas; produzidos 20.315 litros de álcool em gel e capacitadas 9.945 pessoas para realizar ações de descontaminação.

É ainda importante destacar que já foram transportadas 17.554 toneladas de pessoal e equipamentos médicos via terrestre, 471 toneladas de pessoal e equipamentos médicos via transporte aéreo, voadas 1.334 horas, o equivalente a 14,5 voltas ao mundo.

As Forças Armadas realizam permanentemente atividades subsidiárias para cooperar com o desenvolvimento nacional e defesa civil. Este ano, em face à pandemia causada pelo novo coronavírus, os Ministérios da Defesa e da Saúde, em ação conjunta, intensificaram a assistência à saúde prestada a indígenas em diversas localidades carentes e isoladas do país. As mais de 200 missões em aldeias indígenas somente na Amazonia Ocidental realizam atendimentos de saúde, promovem cuidados básicos de saúde e orientam sobre a prevenção de doenças, sempre respeitando os aspectos socioculturais, condizentes com a realidade de cada etnia.”

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: GILMAR MENDES SE AFOGA NA SUA PRÓPRIA IGNORÂNCIA

POLÍTICA: MINISTROS MILITARES DECIDIRAM EVITAR EMBATE PÚBLICO COM O MINISTRO GILMAR MENDES

Nota do Ministério da Defesa sobre Gilmar é o bastante, diz Heleno

Ministros militares decidiram evitar embate público com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal

Por CNN – Publicado em 13/07/2020 às 08:44

Embora irritados nos bastidores, ministros militares decidiram evitar embate público com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que, no fim de semana, afirmou que o Exército “está se associando a genocídio” durante a pandemia.

“O Ministério da Defesa já publicou uma nota a respeito, sem citar nomes. A nota é muito esclarecedora”, afirmou à CNN o titular do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno. “A nota é o bastante”, emendou, após insistência da coluna.

A mesma postura foi adotada por interlocutores do ministro-chefe da Casa Civil, general Braga Netto, e pelo vice-presidente, Hamilton Mourão. “O Ministério da Defesa já se pronunciou”, limitou-se a responder Mourão à CNN na manhã desta segunda-feira (13).

A nota mencionada por Heleno e Mourão foi divulgada no sábado (11) pelo ministério. Nela, a pasta diz que as Forças Armadas vêm “atuando sempre para o bem-estar de todos os brasileiros” e elenca medidas tomadas pelos militares, como barreiras sanitárias e ações de descontaminação.

Segundo o âncora da CNN Caio Junqueira, nos bastidores, militares avaliaram a primeira nota como muito branda e uma segunda nota, citando nominalmente Gilmar Mendes, passou a ser exigida do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.

O comunicado chegou a ficar pronto, mas o debate passou a ser sobre a viabilidade política de publicá-lo. A avaliação foi de que ele voltaria a acirrar os ânimos entre o STF e o Planalto em um momento em que o presidente Jair Bolsonaro busca distensionar a relação com os demais poderes.

Continuar lendo POLÍTICA: MINISTROS MILITARES DECIDIRAM EVITAR EMBATE PÚBLICO COM O MINISTRO GILMAR MENDES

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO 13 DE JULHO DE 2020 POR G1

Por G1

 

O avanço da Covid-19 em nove estados e no Distrito Federal com país passando das 72 mil mortes e com quase 1,9 milhão de infectados. Cidade de São Paulo reabre mais setores do comércio com restrições. Mundo registra novo recorde de infecções pelo coronavírus. Os efeitos da pandemia na migração é tema do podcast O Assunto. Os concursos com inscrições abertas que oferecem mais de 10 mil vagas. E a comemoração do Dia Mundial do Rock com uma live pesada.

Coronavírus no Brasil

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da epidemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste domingo (12).

O país registrou 659 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 72.151 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil na última semana foi de 1.036 por dia, uma variação de 4% em relação aos óbitos registrados em 14 dias.

Um dos óbitos foi o do ex-deputado federal Nelson Meurer, primeiro condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Operação Lava Jato, morreu, aos 77 anos, na manhã deste domingo (12). Ele estava internado após testar positivo para Covid-19.

Em casos confirmados foram 25.364 registrados no último dia, com o total de 1.866.176 de brasileiros infectados pelo novo coronavírus.

No total, 9 estados mais o Distrito Federal apresentaram alta de mortes: PR, RS, SC, MG, DF, GO, MS, MT, TO e PB. Em relação a sábado (11), Roraima deixou a lista — na ocasião, eram 10 estados mais o Distrito Federal.

Evolução dos casos de coronavírus

Reabertura em São Paulo

Academias de ginástica voltam a funcionar nesta segunda-feira (13) na cidade de São Paulo — Foto: Reprodução/TV GloboAcademias de ginástica voltam a funcionar nesta segunda-feira (13) 

Academias, parques, agências de pesquisa e estúdios de tatuagem voltam a funcionar, com restrições, durante quarentena na cidade de São Paulo nesta segunda-feira (13), após 111 dias de interdição por causa do combate ao coronavírus.

A quarentena começou no dia 24 de março e, em 1º de junho, o governo do estado iniciou o chamado Plano São Paulo para a retomada gradual das atividades em fases.

No dia 3 de julho, a capital superou as fases vermelha e laranja, e alcançou a Fase 3-Amarela, que autorizou a reabertura de diversos setores, mediante um período de estabilidade e a assinatura de protocolos de segurança pelas autoridades municipais.

Covid-19 no mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou neste domingo (12) um recorde de casos globais da Covid-19. Em 24 horas, foram 230.370 notificações.

Os maiores aumentos foram registrados por Estados Unidos, Brasil, Índia e África do Sul, de acordo com o relatório diário da organização. O recorde anterior da OMS para novos casos foi de 228.102, registrado na sexta-feira (10).

As mortes permanecem estáveis em cerca de 5 mil por dia. Os casos globais da doença, segundo a OMS, passam de 12,5 milhões neste domingo. A doença já mantou mais 560 mil pessoas em sete meses.

GloboNews

Ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich discutem pandemia e saúde no Brasil

Ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich discutem pandemia e saúde no Brasil

Os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, a epidemiologista Maria Amélia Veras, a pneumologista Margareth Dalcolmo e o biólogo Atila Iamarino participaram neste domingo (12) de um debate na GloboNews sobre a pandemia do coronavírus.

Questionado sobre os estágios da pandemia, Mandetta declarou que mantém as previsões que indicam diferentes fases da epidemia pelo país, com uma melhora em setembro.

Sucessor de Mandetta, Teich voltou a abordar a falta de informações precisas para traçar as estratégias de enfrentamento à Covid-19

A epidemiologista Maria Amélia Veras também destacou a importância do uso da inteligência para analisar os dados sobre a Covid-19 e definir as ações a serem adotadas.

A pneumologista Margareth Dalcolmo foi questionada sobre o negaciosismo à gravidade do novo coronavírus. Sem citar a hidroxicloroquina, a especialista declarou que o Brasil ainda gasta “energia” em discussões sem “o menor sentido”, enquanto as atenções deveriam estar na tentativa de conter a epidemia em zonas mais pobres, por exemplo.

O biólogo Atila Iamarino apontou a dificuldade para alinhar o discurso das autoridades de estados, municípios e União, bem como a falta de uma estratégia unificada das medidas de distanciamento social e de retomada das atividades econômicas. Segundo ele, o Brasil ainda discute tratamento sem eficácia comprovada.

Nise Yamaguchi

Nise Yamaguchi pede desculpas por declaração em que comparava coronavírus com nazismo

Nise Yamaguchi pede desculpas por declaração em que comparava coronavírus com nazismo

A médica oncologista e imunologista Nise Yamaguchi afastada pelo Hospital Israelita Albert Einstein após declaração sobre nazismo em uma entrevista à TV Brasil, do governo federal, pediu desculpas “por expressões outras e interpretações errôneas sobre assuntos sensíveis ao grande sofrimento judaico” e afirma ser “solidária à dor dessa ilustre comunidade como a maior das atrocidades de nossa história ocidental”.

Neste sábado (11), o Hospital Albert Einstein informou que afastou a médica do corpo clínico médico da entidade para averiguar uma suposta “manifestação insólita” cometida por ela durante a entrevista. Nise Yamaguchi comparou que o medo provocado pela pandemia do coronavírus no Brasil à postura das vítimas do Holocausto nazista.

O Assunto

As crises econômica e sanitária estão levando de volta para o Nordeste milhares de brasileiros que haviam deixado a terra natal em busca de uma vida melhor no eixo Sul-Sudeste. É o caso da agricultora Maria Assunção Araújo, 40, que um ano atrás saiu de Ingazeira, no sertão de Pernambuco, rumo à favela de Paraisópolis, na capital paulista.

Na conversa com Renata Lo Prete, Maria relata dificuldades que culminaram quando ela e o marido se viram sem trabalho, e ele, com os sintomas do novo coronavírus. De volta a Ingazeira, ela reconhece que a recessão bate também em sua cidade, mas ainda assim não tem dúvidas: “Quando cheguei, ajoelhei no pé da porta, beijei o batente e disse: quanta vida eu tiver, não volto mais pra São Paulo”.

Participa também do episódio José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia que trabalhou no IBGE por 17 anos. Ele explica o fenômeno da migração de retorno. Ouça abaixo

Concursos

Concurso público — Foto: DivulgaçãoConcurso público

Pelo menos 90 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (13) e reúnem 10,4 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 19.199,06 no Instituto Rio Branco.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso. Veja a lista completa de concursos

Entre os principais concursos federais abertos estão:

  • Aeronáutica, que inscreve para 180 vagas;
  • Exército, com 255 vagas em três editais: um para 41 vagas, outro para 116 e outro para 98;
  • Instituto Rio Branco, com 25 vagas para diplomatas.

Dia Mundial do Rock

A banda Raimundos se apresenta com o Planet Hemp para comemorar o Dia Mundial do Rock — Foto: DivulgaçãoA banda Raimundos se apresenta com o Planet Hemp para comemorar o Dia Mundial do Rock

Planet Hemp e Raimundos. As duas bandas se reúnem pela primeira vez para apresentarem uma live, transmitida pelo canal Festival Planeta Brasil, a partir das 20h.

“É a nossa primeira apresentação desde que começou a pandemia, com todos juntos, tocando. Vai ser como a galera se reencontrando depois de muito tempo e levando um som. E a gente vai lá para tocar com vontade mesmo, como se tivéssemos tocando para 100 mil pessoas, como é em um festival tradicional”, conta Digão, vocalista do Raimundos.

Para a live, que vai arrecadar doações que serão destinadas aos profissionais que atuam nos bastidores de eventos, Marcelo D2, vocalista do Planet Hemp, já adianta o que os fãs podem esperar. Sem contar um disco novo, que está a caminho.

Neto de Elvis

Benjamin Keough em foto de janeiro de 2010 — Foto: Mark Humphrey/Arquivo APBenjamin Keough

O neto do cantor Elvis Presley, Benjamin Keough, morreu aos 27 anos em Calabasas, no estado da Califórnia, informou a mídia americana.

Roger Widynowski, representante da mãe dele, Lisa Marie Presley, anunciou a morte do jovem no domingo (12), embora ele não tenha dado mais detalhes sobre as circunstâncias ou a data em que a morte ocorreu.

O site TMZ ressalta que o neto do Rei do Rock pode ter aparentemente se suicidado, atirando na própria cabeça, algo que a polícia está investigando.

Kelly Preston

 Kelly Preston em foto de maio de 2018 — Foto: Eric Gaillard/Arquivo ReutersKelly Preston

A atriz Kelly Preston, mulher de John Travolta e conhecida por seus papéis em filmes como “Twins” e “Jerry Maguire”, morreu neste domingo (12) de complicações por um câncer de mama, informou a edição online da revista People. Ela tinha 57 anos

Preston e Travolta têm dois filhos: Ella, 20, e Benjamin, 9 anos. Em janeiro de 2009, eles sofreram a perda de seu filho Jett, aos 16 anos.

Curtas e rápidas

Exclusivo:detalhes do inquérito que investiga assassinato envolvendo Queiroz e Adriano

Exclusivo:detalhes do inquérito que investiga assassinato envolvendo Queiroz e Adriano

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO 13 DE JULHO DE 2020 POR G1

ANÁLISE POLÍTICA: GILMAR, EXÉRCITO E GENOCÍDIO

Nesta segunda-feira temos o comentário do irreverente José Nêumanne Pinto na nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA. Entre outras coisas ele comenta sobre a acusação do ministro do STF Gilmar Mendes de chamar o Exército de genocida ao assumir de maneira imprópria no Ministério da Sáúde a tarefa capital de coordenar os esforços dos Estados e municípios no insano combate à covid-19. Outro assunto é o pedido de explicações encaminhado pelo ministro do TCU Vital do Rego à Secom pelo uso de dinheiro público para bancar publicidade do governo em canais infantis, em russo e até da contravenção do jogo do bicho. Então assista ao vídeo completo a seguir, se atualize, analise e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: GILMAR, EXÉRCITO E GENOCÍDIO

RESUMO DA SEMANA: BOLSONARO COM CORONAVÍRUS, AÇÃO DO FACEBOOK, QUEIROZ NA PRISÃO DOMICILIAR

Neste domingo você vai ficar em dia com os fatos políticos da semana aqui na coluna RESUMO DA SEMANA. Aqui você vai ver BOLSONARO COM CORONAVÍRUS, AÇÃO DO FACEBOOK, QUEIROZ NA PRISÃO DOMICILIAR e muito mais, sob o comando de Vitor Brown da Jovem Pan.

Fonte:

Continuar lendo RESUMO DA SEMANA: BOLSONARO COM CORONAVÍRUS, AÇÃO DO FACEBOOK, QUEIROZ NA PRISÃO DOMICILIAR

SEGUNDO IRMÃ DE KIM JONG-UN, NOVA CUPULA COM OS EUA SERIA ÚTIL, MAS É IMPROVÁVEL, EMBORA POSSA ACONTECER SURPRESAS

Irmã de Kim Jong-un diz que nova cupula com os EUA é improvável

Kim Yo Jong não acredita em encontro do líder norte-coreano com Trump neste ano. No entanto, afirmou que algo ‘surpreendente pode acontecer’

INTERNACIONAL

por Reuters
Kim Yo Jong diz que nova cúpula é improvável, mas pode acontecer 'surpresa'Kim Yo Jong diz que nova cúpula é improvável, mas pode acontecer ‘surpresa’

Kim Yo Jong, a irmã do líder da Coreia do Norte, disse que uma nova cúpula com os Estados Unidos seria útil somente para Washington a esta altura, acrescentando que o país não tem intenção de “ameaçar os EUA”, de acordo com a mídia estatal.

Ela disse que, em sua opinião, é improvável haver outra cúpula entre o líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente norte-americano, Donald Trump, neste ano, mas que “uma coisa surpreendente ainda pode acontecer”, relatou a agência de notícias KCNA nesta sexta-feira (10)

Na quinta-feira (9), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse estar “muito esperançoso” com a retomada das conversas de desnuclearização com a Coreia do Norte e pareceu deixar aberta a possibilidade de outra cúpula entre os líderes dos dois países.

Os comentários de Kim Yo Jong vieram um dia depois de Stephen Biegun, vice-secretário de Estado norte-americano a cargo da Coreia do Norte, finalizar três dias de reuniões em Seul, onde rejeitou as especulações segundo as quais estaria tentando se reunir com autoridades norte-coreanas durante sua visita, mas disse que sua nação está disposta a conversar.

Comunicados norte-coreanos recentes refutaram a ideia de novas conversas, e Kim reiterou as objeções de Pyongyan ao que vê como políticas hostis e oportunistas dos EUA.

“Gostaríamos de deixar claro que isso não significa necessariamente que a desnuclearização não é possível”, disse Kim Yo Jong. “Mas o que queremos dizer é que não é possível nesta altura”.

Pyongyang Press Corps / Pool via EFE – 18.9.2018

Seus comentários adotaram um tom algo mais suave do que declarações anteriores, e ela até observou que recebeu uma permissão especial para ver gravações das comemorações recentes do Dia da Independência de 4 de julho nos EUA.

“Não temos a menor intenção de representar uma ameaça aos EUA… Tudo correrá tranquilamente se eles nos deixarem em paz e não nos provocarem”, acrescentou.

Kim disse que não ficou claro se mensagens conflitantes de engajamento e pressão de Trump e seus assessores são “um esquema intencional ou um resultado do controle frouxo do presidente sobre o poder”.

Ela disse que seu irmão a instruiu a transmitir cumprimentos a Trump e lhe desejar sucesso no trabalho.

Mas mesmo que o relacionamento entre os líderes seja bom, Washington voltará a ser hostil, e a Coreia do Norte precisa formular suas políticas se preparando para outros líderes que não Trump, disse Kim.

Fonte: R7

Continuar lendo SEGUNDO IRMÃ DE KIM JONG-UN, NOVA CUPULA COM OS EUA SERIA ÚTIL, MAS É IMPROVÁVEL, EMBORA POSSA ACONTECER SURPRESAS

É HORA DE UM VERDADEIRO PACTO NACIONAL PELA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO, DIZ NOVO MINISTRO MILTON RIBEIRO

Educação é ideal que deve nos unir, diz novo ministro Milton Ribeiro

Anna Satie, da CNN em São Paulo

10 de julho de 2020 às 21:57

O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Educação, Milton RibeiroO presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Educação, Milton Ribeiro

novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, fez uma publicação no Facebook na noite desta sexta-feira (10) em que diz que a qualidade da educação deve ser ideal para unir toda a sociedade.

“É hora de um verdadeiro pacto nacional pela qualidade da educação em todos os níveis. Precisamos de todos: da classe política, academia, estudantes, suas famílias e da sociedade em geral. Esse ideal deve nos unir”, escreveu.

Com uma foto ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ele anunciou sua indicação ao cargo e disse que trabalhará “incansavelmente para atender às mais altas expectativas e necessidades do nosso grande país”.

Ribeiro falou que sua atuação se dará em conjunto com estados, municípios e seus gestores, e que sabe da responsabilidade de sua missão.

Entre os desafios do novo titular estão a realização do Enem e a volta às aulas em meio à pandemia, assim como a renovação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), que vigora apenas até dezembro —sua prorrogação depende de votação no Congresso.

Pastor presbiteriano, Ribeiro é o quarto nome a passar pelo MEC em pouco mais de um ano e meio de governo Bolsonaro. Antes dele, vieram Ricardo Vélez Rodríguez, Abraham Weintraub e Carlos Alberto Decotelli, que não chegou a ser empossado.

Fonte: CNN

Continuar lendo É HORA DE UM VERDADEIRO PACTO NACIONAL PELA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO, DIZ NOVO MINISTRO MILTON RIBEIRO

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 10 DE JULHO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Os dados mais detalhados da pandemia com o G1 e os telejornais da Globo e da GloboNews. O Facebook expõe o “gabinete do ódio” e “O Assunto” debate o tema. Enquanto empresários pressionam por um freio no ataque ao meio ambiente, línguas e tradições indígenas estão ameaçadas. O índice de inflação de junho será divulgado e mais um lote do Auxílio Emergencial pode ser sacado ou transferido. Encerra hoje o período de inscrição no Sisu. As lives de hoje e a estreia no GloboPlay do documentário sobre Sandy e Junior.

Dados mais detalhados da pandemia

Retrato da Covid-19: JN analisa os dados sobre a pandemia no BrasilRetrato da Covid-19: JN analisa os dados sobre a pandemia no Brasil

G1 e os telejornais da Globo e da GloboNews já divulgam dados mais detalhados sobre a pandemia. Os indicadores vão permitir mostrar onde as mortes causadas pelo novo coronavírus estão aumentando, diminuindo ou estáveis. Entenda como isso funciona e veja os gráficos. Ontem, o Brasil registrou mais 1.199 mortes, elevando o total de óbitos a 69.254. Já são mais de 1,7 milhão de infectados no país.

Facebook expõe o ‘gabinete do ódio’

A derrubada de perfis ligados a figuras próximas a Jair Bolsonaro e filhos escancarou a existência da rede de disseminação de ataques e desinformação contra adversários conhecida como “gabinete do ódio”. A decisão levou o caso para dentro do Palácio do Planalto. “O Assunto” debate o tema com Marcelo Parreira, jornalista da TV Globo em Brasília, e Pablo Ortellado, filósofo e professor da USP.

Ajuda a artistas

O presidente Jair Bolsonaro editou MP que libera R$ 3 bilhões a estados, municípios e ao Distrito Federal para o pagamento de auxílio financeiro ao setor cultural. O projeto havia sido sancionado pelo presidente no dia 29 de junho. A lei ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao compositor e escritor que morreu em maio, vítima do coronavírus.

Rio amplia horário de shoppings

A cidade do Rio entra nessa sexta-feira na segunda etapa da terceira fase de sua reabertura econômica após as medidas contra o novo coronavírus. O shoppings, por exemplo, poderão ficar abertos por mais tempo. Veja outras alterações na flexibilização.

Línguas e tradições indígenas ameaçadas

As mortes de indígenas idosos por Covid-19 colocam em risco línguas e festas tradicionais que não podem ser resgatadas. São mais de 200 línguas indígenas faladas no Brasil, muitas preservadas pelos mais velhos. Guajajaras contam com festas para manter a tradição. Karipunas têm tatuagens históricas que podem se perder.

Empresários pressionam pela Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão se reúne hoje com representantes do grupo de 38 empresários que na terça-feira enviaram carta manifestando preocupação com a política ambiental do governo. Ontem, fundos internacionais divulgaram notas nas quais afirmaram que acompanharão os resultados do Brasil na preservação ambiental, como a redução do desmatamento.

 

Inflação de junho

Será conhecida hoje a inflação de junho. Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, houve deflação de 0,38%.

Auxílio Emergencial

A Caixa Econômica Federal libera a partir desta sexta-feira os saques e transferências da primeira parcela do Auxílio Emergencial para os aprovados inscritos no aplicativo e site dentro do terceiro lote, e que aniversariam em maio.

Fies

Jair Bolsonaro sancionou o projeto que suspende o pagamento de parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até 31 de dezembro. O texto, aprovado pelo Congresso Nacional, prevê a suspensão da cobrança do financiamento pelo tempo que durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia.

Sisu

Encerra nesta sexta, às 23h59, o período de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que reúne milhares de vagas de graduação em universidades públicas brasileiras. Para concorrer, é preciso ter feito o Enem em anos anteriores e não ter tirado zero na redação.

Empresas e benefícios

A pandemia promoveu um impacto direto na cesta de benefícios oferecida pelas empresas. Vale-transporte, locação de carros e custeio a cursos presenciais estão sendo substituídos por vale-alimentação, auxílio à internet e terapia online.

Lives de hoje

Hoje tem Claudia Leitte, Roupa Nova, Chico Cesar, Roberta Campos, Suel e Teresa Cristina. Veja os horários.

Sandy e Junior no Globoplay

Sandy e Junior lançam documentário ‘Sandy e Junior: A História’ nesta sexta (10) — Foto: ReproduçãoSandy e Junior lançam documentário ‘Sandy e Junior: A História’ nesta sexta (10)

Sandy e Junior lançam documentário sobre a carreira. “Sandy e Junior: A História” chega ao Globoplay nesta sexta. Imagens inéditas do começo da carreira até o último show da turnê de 2019 são mostradas nos sete episódios.

“Finalmente a gente pode contar através dos nossos olhos como a gente viveu aquilo. Chance de contar da nossa boca, do viés dos nossos olhos”, diz Sandy.

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 10 DE JULHO DE 2020 POR G1

BIDEN DESAFIA TRUMP AO ANUNCIAR PLANO ECONÔMICO BILIONÁRIO PARA REIMPULSIONAR A ECONOMIA AMERICANA

 

Em desafio a Trump, Biden anuncia planos econômicos nacionalistas

Ambos os partidos, Democrata e Republicano, vêm se afastando da globalização e do livre-comércio para abraçar ideias protecionistas

INTERNACIONAL

Da EFE

Joe Biden discursou em uma fábrica metalúrgica em DunmoreJoe Biden discursou em uma fábrica metalúrgica em Dunmore

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Joe Biden, virtual candidato democrata às eleições de novembro, anunciou nesta quinta-feira um plano econômico de US$ 700 bilhões destinado a reimpulsionar a economia americana com a compra de produtos nacionais.

O plano, chamado “Build Back Better” (“Reconstruir melhor”, em tradução livre do inglês), representa um desafio direto à agenda do atual presidente, o republicano Donald Trump, cujo lema é “America First” (“América em primeiro lugar”).

Em discurso no estado da Pensilvânia, Biden disse que a resposta de Trump à pandemia de covid-19 só serviu para piorar a economia, e prometeu que se ele vencer as eleições de novembro criará cinco milhões de empregos, além de restaurar os perdidos durante esta crise.

O objetivo de Biden é usar a política fiscal para estimular a inovação tecnológica, reduzir a dependência de outros países – como a China – e “reconstruir a classe média” com políticas fiscais que também ajudem as pequenas e médias empresas, não apenas as grandes.

“Quando usamos o dinheiro dos contribuintes, quando o governo federal usa o dinheiro dos contribuintes, ele deve ser usado para comprar produtos americanos e apoiar empregos americanos”, argumentou Biden com uma enorme bandeira nacional ao fundo.

O político democrata também propôs o fortalecimento da regulamentação “Buy American” (“Compre dos EUA”), que exige que o governo federal compre uma variedade de produtos dentro dos Estados Unidos para impulsionar a economia doméstica, algo que no passado gerou reclamações de outros países por desrespeito ao livre-comércio.

As propostas de Biden são mais nacionalistas do que as feitas pelos democratas no passado e mostram a mudança radical na política dos EUA nos últimos anos, com ambos os partidos – Democrata e Republicano – se afastando da globalização e do livre-comércio para abraçar ideias protecionistas.

Campanha eleitoral

Biden discursou em uma fábrica metalúrgica em Dunmore, perto da casa onde cresceu na cidade de Scranton, lugar ao qual o ex-vice-presidente muitas vezes se refere em seus discursos para enfatizar as origens humildes em uma família de classe trabalhadora.

No início desta quinta-feira, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, também fez campanha no estado da Pensilvânia. Pence embarcou em uma viagem de ônibus de Lancaster à Filadélfia que o levou a várias cidades, incluindo Malvern, onde visitou uma empresa de tecnologia, informou a Casa Branca.

As eleições presidenciais serão realizadas em 3 de novembro. As últimas pesquisas de intenção de voto mostram Biden com 49,6%, contra 40,8% de Trump, de acordo com a média calculada pelo portal “Real Clear Politics”.

Fonte: R7

 

Continuar lendo BIDEN DESAFIA TRUMP AO ANUNCIAR PLANO ECONÔMICO BILIONÁRIO PARA REIMPULSIONAR A ECONOMIA AMERICANA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar