Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

AUTOAJUDA: SORRIA SEMPRE, MESMO QUE NÃO ESTEJA SENDO FILMADO, POIS NÃO MACHUCA E FAZ MUITO BEM A SAÚDE

O ato de sorrir é um gesto simples, não custa nada e só faz bem a você e ao próximo. Sendo assim, rir faz bem a saúde, pois fortalece a imunidade e libera energia positiva. Então sorria sempre, em todo e qualquer lugar, mesmo que não esteja sendo filmado. O texto a seguir esclarece bem os benefícios para a saúde no ato de sorrir. Então, não deixe de ler!

Rir faz bem à saúde

Grupo de quatro amigos rindo ao ar livre.
FabioFormaggio /123RF

Bom humor é essencial para se ter uma melhor qualidade de vida, assim como a música. Sendo que partimos do princípio de tudo: o amor é incondicional. Por isso é preciso crer, ter fé; com alegria em viver. Então construa, erga um templo de paz em seu coração.

Estabeleça um propósito para a sua vida, com calma, paz interior e uma dose cavalar de paciência e outra de tolerância; além de muita tranquilidade. Pois bem, estes são os alicerces para alcançar o bem-estar existencial.

O pensamento tem poder de realizar os nossos sonhos. Acredite, creia; tenha fé na vida, em um futuro bem melhor. Cultive a autoestima, o amor-próprio. Tenha autoconfiança, busque o autoconhecimento.

Saiba que o que realmente importa é ser feliz, encarando o amor como um sentimento que leva a querer o bem; é afeição profunda, carinho, compreensão, tolerância, ternura, companheirismo, amizade. Isso porque o amor é incondicional.

Grupo de cinco amigas rindo na rua
nappy/Pexels

Acredite que o que parece ser impossível pode vir ser a mola propulsora para se atingir o possível. Aliás, o que é extraordinário, de acordo com as leis da natureza, que é mais do que depositar, crença íntima, em objetos de cera, que tendem a desaparecer nas areias do tempo.

Leve consigo, em sua “nécessaire”: uma poção de carisma, de boa vontade, além de coragem para se libertar das amarras que lhe impedem de sorrir. Pois a força vibratória de uma risada, a gargalhada, é poderosa, gera a magia da alegria.

Porque o otimista é aquele que acredita que coisas boas acontecerão. Por isso tem a plena consciência de que a felicidade é a gente que cria, então sorria. Mesmo se não estiver sendo filmado, sorrir não machuca; e faz muito bem à saúde. Isso ocorre porque o bom humor, quando compartilhados pelo riso, propicia intimidade, contribuindo para o espírito de alegria, fazendo bem à saúde, fortalecendo a imunidade, liberando energia positiva.

Carlos Pompeu
Escrito por Carlos Pompeu
Continuar lendo AUTOAJUDA: SORRIA SEMPRE, MESMO QUE NÃO ESTEJA SENDO FILMADO, POIS NÃO MACHUCA E FAZ MUITO BEM A SAÚDE

AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

De volta

à luz

O que significa curar-se? Como realizamos essa transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo   pleno e desperto? Cada um de nós pode se tornar alguém que aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros ‘

O QUE SIGNIFICA CURAR-SE?  COMO SE TRANSFORMAR DE UM INDIVÍDUO QUE SOFRE EM UM INDIVÍDUO PLENO? CADA UM DE NÓS PODE SE TORNAR ALGUÉM QUE ATRAVÉS DE UMA DOR PODE SE CURAR E CURAR OS OUTROS, NEM SEMPRE ALGUM TIPO DE SOFRIMENTO É  CASTIGO, MAS OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO E DESPERTAMENTO DO NOSSO POTENCIAL PARA EVOLUÍRMOS.

Arlene Gay Levine*

5 sinais de que você é uma pessoa da luz - TICKKS ERROR 404 - TICKKS

Engatinhando na areia em direção ao mar, uma menininha corta o joelho numa concha. O coração de um adolescente apaixonado se parte quando a pessoa amada recusa um primeiro encontro. Uma depressão profunda se abate   sobre o velho cientista que teve negado seu pedido de subvenção, provavelmente o mais importante, talvez o último. Toda uma nação se angustia com a notícia de uma tragédia de grandes proporções. O que essas situações   dolorosas e milhares de outras têm em comum? Todas elas são feridas, de um tipo ou de outro. Quer seja no corpo físico, emocional, mental ou espiritual, um ferimento ocorreu e agora exige o seu oposto: uma cura

O que significa curar-se? Como realizamos essa   transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo pleno e desperto quanto ao seu eu superior? Em essência, cada um de nós pode se   tornar um xamã, alguém que, através de uma crise pessoal, aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros.

Devemos começar exatamente onde estamos, no agora, no terreno sagrado do presente. Que pensamentos estamos tendo? Eles se tornam a linguagem que usamos para descrever a nós mesmos e o que acreditamos ser a nossa realidade. Esses pensamentos criam nosso caráter e eventualmente escrevem a história de nossa vida, para melhor ou pior. Quando a narrativa depende de informação errônea, é preciso fazer uma edição, uma reestruturação consciente, para permitir que a verdade transpareça.

Como exemplo, vejamos a menininha ferida que, enquanto se divertia na praia, cortou o joelho numa concha. Sangrando e assustada ela começa a chorar. Se sua cuidadora for uma pessoa equilibrada e de bom senso, pegará a criança e a confortará, enxugando o sangue e afastando o medo, com mão suave e expressões confortadoras. Porém, suponhamos que essa pessoa carregue feridas não resolvidas de um passado remoto. Talvez ela segure a criança grosseiramente e brigue com ela. “Como você é descuidada! Olhe o que você fez!” Agora, esse falso pensamento foi plantado na mente da criança e virá à tona da próxima vez que ocorrer um acidente; ela usará esses termos para se referir a si mesma. Formou-se um padrão de autocensura, em vez de um paradigma de compaixão e perdão para com os erros dos outros.

Palavras são ferramentas; elas atuam de maneiras invisíveis para criar resultados visíveis. Felizmente podemos aprender a direcionar esse processo de causa e efeito. Ao nos voltarmos para o nosso Instrutor Interno, que nos conduz para a câmara sagrada do nosso coração, onde todos os opostos são transcendidos, pegamos uma ferramenta que pode ser uma arma e a transformamos num bálsamo. Precisamos examinar e revisar nossos sistemas de crenças. Isso nos ligará tanto com as raízes de nossa resistência para crescer quanto com a energia ilimitada do nosso verdadeiro potencial

O escritor James Moffett acreditava que o objetivo fundamental da educação e da vida é crescimento espiritual. Ele dizia: “Escrever é puxar uma linha comprida das profundezas para descobrir quais as coisas atadas a ela.” Reserve um pouco de tempo e esteja disposto a fazer exatamente isso. Tenha em mãos um caderno e uma caneta. Coloque-se numa posição confortável, feche os olhos e concentre-se com algumas profundas e relaxantes respirações. Quando tiver se conectado com o silencioso local interno, sinta-se transportado, de forma segura, ao lugar aonde sua memória lhe levar.

Passe tanto tempo quanto preciso revisando cenas cheias de cores, sons, odores, sabores e texturas. Quando se sentir pronto, abra os olhos e faça um cartaz com três cabeçalhos: pessoas, locais e coisas. Debaixo de cada categoria comece a listar associações que ocorreram em sua visita ao passado. Continue, sem parar para questionar ou analisar qualquer de suas respostas.

Agora aprecie cada lista como se estivesse garimpando ouro. Quando você tiver coragem de explorar o que anotou, terá respostas intuitivas. Você terá escavado uma pepita de ouro. Escreva-a no centro de um círculo, no meio de uma página limpa, com letras maiúsculas. Você pode fazer mais algumas respirações profundas, como auxílio para penetrar o momento com plena atenção. Concentre-se na pepita, e à medida que as ideias a respeito do que você escreveu forem surgindo, faça uma linha a partir do círculo, deixando cada ideia se ramificar e disparar um novo pensamento ou memória. Não use mais do que poucas palavras para anotar. Retorne à pepita de ouro para cada nova inspiração e repita esse processo até que a página esteja cheia.

Despenda algum tempo para estudar o mapa do tesouro que você criou. Com sorte, sua palavra-pepita terá ajudado a desenterrar muitas conexões que, ao longo dos anos, você esqueceu ou inconscientemente reprimiu. Para você, quando criança, elas podem ter sido dolorosas demais para lidar. Use o mapa como um guia para o que deve ser descartado, recuperado ou revisado na sua vida atual. Se você precisar cavar mais profundamente para essa informação, faça uma “entrevista” com você mesmo(a). Registre suas perguntas e respostas. Revise-as cuidadosamente em busca de indícios sucintos sobre onde a cura ainda precisa ocorrer em sua vida.

É benéfico fazer a Meditação do Mapa do Tesouro várias vezes para obter melhores resultados. A repetição proporcionará uma viagem mais suave ao território onde você está fazendo sua exploração. A cada vez, aproxime-se mais da beleza de quem você realmente é. Revisar a história de sua vida pode mudar você, e o mundo em que você habita, de maneiras poderosas e positivas. Aliás, o tesouro que você descobrirá é o nascimento da luz onde antes havia uma ferida.

O dia começa; não há promessas. Talvez o sol vá brilhar, ou não.

Não se pode ter certeza de quem irá surgir ou de que notícias o próximo telefonema pode trazer

As estações do ano chegam regularmente, mas como elas serão é um mistério. Ainda assim…

Algum dia deixaremos nossos corpos e escorregaremos para o interior da luz; isso nós sabemos

Talvez, para despertar do sono e pôr de lado o medo, possamos viver cada dia como se a luz já fosse nossa.

Escute: o coração ouve uma verdade mais profunda do que a cabeça. Mesmo o ser mais solitário jamais está só na sinuosa jornada para o lar.

Fonte: Revista Sophia,  Ano 18, Edição 86

Continuar lendo AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

A ESPERANÇA É UMA ORIENTAÇÃO DO CORAÇÃO

A esperança na desesperança

A esperança é uma orientação do coração e está ancorada em algum lugar além do horizonte. Não é a convicção de que algo vai sair bem, mas a certeza de que algo faz sentido, independentemente do que ocorra.”

Margareth Wheatley

A esperança deve enfrentar a desesperança - Artigos - PARACATU.NET

À medida que o mundo mergulha cada vez mais na obscuridade, sinto-me compelida a pensar sobrea esperança. Observo, enquanto o mundo e as pessoas perto de mim experimentam mais dor e sofrimento, enquanto a agressão e a violência deslocam-se para todos os relacionamentos, pessoais e globais, e como as decisões são tomadas a partir da insegurança e do medo. Como é possível se sentir esperançoso, esperar um futuro positivo?

Não faço essa pergunta com tranquilidade. Estou lutando para compreender como eu poderia contribuir para reverter essa descida ao medo e à dor, e o que eu poderia fazer para restaurar a esperança no futuro. No passado era mais fácil acreditar em minha própria eficácia: se eu trabalhasse muito, com bons colegas e boas ideias, poderíamos fazer a diferença. Agora tenho minhas dúvidas. Contudo, sem esperança de que meu trabalho produzirá resultados, como posso continuar? Se eu não confio em que minha visão possa se tornar realidade, onde encontrarei a força para perseverar?

Para responder a essas perguntas, consultei algumas pessoas que   passaram por tempos difíceis. Elas me conduziram a novos questionamentos, numa viagem que tirou o foco da ideia de esperança e me levou a pensar sobre o conceito de desesperança.

Minha viagem começou com um pequeno livro intitulado The  Web of   Hope (A Teia da Esperança), que lista os sinais de desespero e esperança em relação aos problemas mais prementes da Terra. O principal entre   estes é a destruição ambiental que os seres humanos promovem. Contudo, a única coisa que o livro lista como esperançosa é que a Terra trabalha para criar e manter as condições que dão suporte à vida. Nós, seres humanos, seremos aniquilados rapidamente se não mudarmos nossa maneira de agir. O biólogo E. O. Wilson comenta que, com exceção dos animais de estimação e das plantas caseiras, todas as outras espécies do planeta seriam beneficiadas se o ser humano fosse extinto. O Dalai Lama tem afirmado a mesma coisa, em muitos ensinamentos recentes.

Isso não me fez sentir esperança. Mas, no mesmo livro, li uma citação de Rudolf Bahro que de fato ajudou: “Quando as formas de uma velha cultura estão morrendo, uma nova cultura é criada por algumas poucas pessoas que não têm medo de ser inseguras.” Poderia a insegurança – a dúvida de si próprio – ser um dado importante? Acho difícil imaginar como eu poderia trabalhar para o futuro sem me sentir estabelecida na crença de que minhas ações farão diferença. Mas Bahro oferece uma nova perspectiva: a de que se sentir inseguro, mesmo sem base, poderia realmente aumentar minha habilidade para permanecer no trabalho. Li muita coisa a respeito de falta de base, especialmente no Budismo, e experimentei muito disso recentemente. Não gostei, absolutamente. À medida que minha cultura morre, será que eu poderia desistir de buscar uma base sobre a qual me situar?

Vaclav Havel me ajudou no sentido de me tornar mais atraída pela insegurança e o não saber. “A esperança”, afirma ele, “é uma dimensão da alma, uma orientação do espírito, uma orientação do coração. Transcende o mundo que é imediatamente experimentado e está ancorada em algum lugar além do horizonte. Não é a convicção de que algo vai sair bem, mas a certeza de que algo faz sentido, independentemente do que ocorra.”

Havel  parec descrever não a esperança, mas a desesperança: libertar-se dos resultados, desistir das consequências, fazer o que se acha certo e não o que se acha eficaz. Ele me ajudou a recordar um ensinamento budista: a desesperança não é o oposto de esperança; o oposto da esperança é o medo. Esperança e medo são parceiros dos quais não se consegue escapar. Em qualquer momento que esperamos por um certo resultado, e trabalhamos para que ele aconteça, temos também o medo de falhar, o medo da perda. A desesperança é livre de medo e bastante libertadora.

Ouvi outras pessoas descreverem esse estado. Livres de fortes emoções, elas falam de um miraculoso surgimento de clareza e energia.

O místico católico Thomas Merton também falou sobre a jornada rumo à desesperança. Numa carta a um amigo, ele aconselhou: “Não dependa da esperança dos resultados. Você pode ter que enfrentar o fato de que seu trabalho será aparentemente inútil e até mesmo não obter qualquer resultado, ou obter um resultado oposto ao que você espera. À medida que você se acostumar com essa ideia, começará a focar cada vez menos nos resultados, e cada vez mais no valor, na retidão e na verdade do trabalho em si. Gradualmente você lutará cada vez menos por uma ideia e cada vez mais por pessoas específicas. No final, é a realidade do relacionamento pessoal que salva tudo.”

Eu sei que isso é verdade. Estive trabalhando com colegas no Zimbábue quando o país mergulhou na violência e na inanição por causa das ações de um ditador. Contudo, à medida que meus colegas e eu trocávamos e-mails e fazíamos visitas ocasionais, aprendemos que a alegria ainda estava disponível, não a partir das circunstâncias, mas dos nossos relacionamentos. Enquanto estivermos juntos, enquanto sentirmos outras pessoas nos apoiando, nós podemos seguir em frente.

Alguns dos meus melhores instrutores a esse respeito foram jovens líderes. Uma jovem líder, com vinte e poucos anos, disse: “O modo como vamos é importante, e não aonde vamos. Eu quero ir acompanhada e com fé.” Outra jovem disse: “Sinto que estamos de mãos dadas enquanto caminhamos para o interior de bosques profundos e sombrios.” Uma mulher do Zimbábue, num momento muito difícil, escreveu: “Na minha dor eu me vi sendo amparada, todos nós amparando uns aos outros nessa teia amorosa. Dor e amor no mesmo lugar. Senti como se meu coração fosse explodir com todo aquele amparo.”

Thomas Merton estava certo: somos consolados e fortalecidos quando estamos desesperançosos, mas juntos. Não precisamos de resultados; precisamos uns dos outros.

A desesperança me surpreendeu com a chegada da paciência. Quando abandono a busca de eficácia e observo a minha ansiedade desvanecer, a paciência vem. Dois líderes visionários, Moisés e Abrahão, levaram adiante promessas feitas pelo seu Deus, mas tiveram que abandonar a esperança de ver essas promessas se cumprirem enquanto ainda vivessem. Eles lideraram com fé, não com esperança, a partir de um relacionamento com algo além de sua compreensão.

T S. Eliot descreve isto melhor do que ninguém, em Four Quartets: Eu disse à minha alma: fique calma, e espere sem esperança/Pois a esperança seria esperança pela coisa errada; espere sem amor,/Pois o amor seria amor pela coisa errada; ainda há fé/Mas a fé, o amor e a esperança ainda estão todos à espera.”

É assim que eu quero viajar neste tempo de incerteza: sem base, sem esperança, insegura, paciente, com clareza e acompanhada.

“Uma jovem líder, com vinte e poucos anos, disse: ‘O modo como vamos é importante, e não aonde vamos. Eu quero ir acompanhada e com fé’.”

Margareth Wheatley é escritora e consultora na área de comportamento organizacional, teoria da mudança e teoria do caos.

Fonte: Revista Sophia, ano  18 nº 85

Continuar lendo A ESPERANÇA É UMA ORIENTAÇÃO DO CORAÇÃO

AUTOAJUDA: UMA COISA REPETIDA MUITAS VEZES SEJA MENTIROSA OU FALSA ACABA SE TORNANDO VERDADEIRA

Use o poder do seu subconsciente para tornar realidade seus pensamentos, sentimentos e emoções. Isso ocorre através da repetibilidade. Então se você insistir num sorriso que, a princípio, não seja verdadeiro ele vai acabar se tornando verdadeiro. Quem garante isso é o seu subconsciente. Isso é o que pesquisadores da University of South Austrália sugerem: “fingir o sorriso até conseguir torná-lo verdadeiro. Então convido você a lero artigo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Se você não consegue reunir um sorriso verdadeiro, os pesquisadores sugerem que você “finja até conseguir”

‘Finja até conseguir’ é um aforismo que sugere que, imitando a confiança ou uma mentalidade otimista, uma pessoa pode realizar essas qualidades em sua vida real.

Um novo estudo de pesquisadores da University of South Australia confirmou que o próprio ato de sorrir, simplesmente movendo os músculos faciais, pode realmente enganar sua mente para que ela seja mais positiva.

O estudo, publicado na  Experimental Psychology , avaliou o impacto de um sorriso encoberto na percepção das expressões faciais e corporais. Em ambos os cenários, um sorriso foi induzido pelos participantes segurando uma caneta entre os dentes, forçando seus músculos faciais a replicar o movimento de um sorriso.

Os resultados descobriram que a atividade muscular facial gera emoções mais positivas.

O principal pesquisador e especialista em cognição humana e artificial, o Dr. Fernando Marmolejo-Ramos da UniSA, afirma que a descoberta traz informações importantes para a saúde mental.

“Quando seus músculos dizem que você está feliz, é mais provável que você veja o mundo ao seu redor de uma forma positiva”, diz o Dr. Marmolejo-Ramos.

“Em nossa pesquisa, descobrimos que, quando você pratica vigorosamente o sorriso, estimula a amígdala – o centro emocional do cérebro – que libera neurotransmissores para estimular um estado emocionalmente positivo.

“Para a saúde mental, isso tem implicações interessantes. Se pudermos enganar o cérebro para que ele perceba os estímulos como ‘felizes’, então podemos usar esse mecanismo para ajudar a melhorar a saúde mental. ”

O estudo reproduziu as descobertas de um experimento de sorriso “disfarçado” mais antigo, avaliando como as pessoas interpretam uma variedade de expressões faciais (que vão de carrancas a sorrisos) usando o mecanismo de caneta nos dentes. Em seguida, estendeu isso usando imagens de movimento de luz pontual (abrangendo de vídeos de caminhadas tristes a vídeos de caminhadas felizes) como estímulos visuais.

O Dr. Marmolejo-Ramos afirma que existe uma forte ligação entre ação e percepção.

“Em suma, os sistemas perceptivo e motor estão interligados quando processamos estímulos emocionalmente”, diz o Dr. Marmolejo-Ramos.

“Uma abordagem de ‘fingir’ até você conseguir ‘poderia ter mais crédito do que esperamos.”

Crédito: Sarah Jamerson 

Então, que tal? Talvez seja a hora de todos nós, não importa como estejamos nos sentindo, sorrirmos.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo AUTOAJUDA: UMA COISA REPETIDA MUITAS VEZES SEJA MENTIROSA OU FALSA ACABA SE TORNANDO VERDADEIRA

AUTOAJUDA: O USO INTELIGENTE DA ANSIEDADE É A PULSÃO NECESSÁRIA PARA A CONQUISTA

O artigo a seguir é sobre um dos maiores obstáculos no desenvolvimento pessoal e espiritual na atualidade. A ansiedade, que é o destaque desta quinta-feira na coluna AUTOAJUDA deste blog. Por isso lhe convido a ler esse texto esclarecedor, pois pode lhe ajudar e muito a superar dificuldades do dia a dia  que muitas vezes não conseguimos por causa dela: a ansiedade!

A ansiedade é como uma locomotiva que quanto mais acentuada, acrescenta vagões

Mulher deitada na cama, com olheiras e aparência cansada.
123RF/silverkblack

Ansiedade é diferente de medo, mas o medo é o gatilho que a ativa. Ela te traz a sensação de perigo, mesmo sem ter a ameaça por perto; concentra-se em uma ideologia futura, mas sem ações determinadas. Ela é a motivação para a ação.

A ansiedade também é a resposta para traumas que estejam escondidos do consciente, guardados no inconsciente. Por outro lado, podem ser pulsões, ações e reações predestinadas e não realizadas. Essa pendência ativa a ansiedade e armazena as “possíveis realizações”, ou seja, algo que deveria ter sido concluído e não o foi, assim como todos os tipos de pendências.

A ansiedade é a necessidade de realização que ainda não encontrou desfecho. Ela atravessa todos os campos da arquitetura da mente, nasce na memória primitiva, é passada para o inconsciente, joga no inconsciente toda a pendência, chama-nos a atenção no subconsciente e instala-se no consciente.

Ansiedade torna-se sinônimo de pendência

Homem com roupas sociais encostado na parede, com expressão séria, retirando os óculos do rosto.

Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Defino a ansiedade da seguinte maneira: imagine um móvel com milhares de gavetas. Vamos chamar esse armário de armazenador de pendências, de coisas que tenho de fazer e de acontecimentos que me desagradaram e não os resolvi.

Há gavetas de traumas não resolvidos e de vontades e objetivos não realizados. Nesse armário da pendência, as gavetas podem ser abertas de acordo com os acontecimentos da vida.

Cada gaveta pode representar um ponto em meio a nuances de um acontecimento, ou seja, caso aconteça algo no presente que arremeta a um trauma passado, esse trauma resultou em várias gavetas. Cada uma delas é uma consequência diferente para esse trauma. Quanto maior a quantidade de gavetas abertas, maior a ansiedade.

Então imagine que esse trauma do passado foi tão grave, que as nuances das respostas traumáticas cabem em 10 gavetas. Quando acontece algo no presente que arremeta a esse trauma passado, 10 gavetas da ansiedade e das chances traumáticas são abertas.

Se o trauma coube em 3 gavetas por não ter sido tão grave, são 3 gavetas da ansiedade abertas. A potência da ansiedade está relacionada ao número de gavetas neste caso.

Já as gavetas dos pensamentos do que temos de fazer, das realizações que queremos alcançar e ainda não agimos para que fossem realizadas são moldáveis às vivências. Se o medo, a turbulência do dia a dia causa um terremoto em meu quarto e as gavetas desse tipo de ansiedade se abrem (suponhamos 8), temos 8 potências de ansiedade que são abertas em simultâneo.

Quanto maior a quantidade de gavetas, maior o estresse, e isso fará abrir mais gavetas. O acumulado de situações leva a um ponto de confusão mental, e é nesse momento que respiramos, que é a primeira saída para controlar esse terremoto, pois tomamos consciência da situação.

A ansiedade faz parte de nós, tem de existir para que possamos ter reações. Sem a ansiedade, ficaríamos estagnados diante do perigo. Ela nos alerta para que possamos agir. A não ação ou reação resulta em estresse, que, com mais intensidade, pode levar ao pânico. A ansiedade sem reação pode nos levar a um sentimento de tristeza; e, se acumulado e contínuo, a depressão pode ser o resultado final.

O que podemos fazer para amenizar a ansiedade e tirar proveito dela?

Busto de uma pessoa cruzando os braços.

Foto de Tatiana no Pexels

Primeiro faça exercícios de respiração, sempre funciona. Em meio a tantas ideias e pensamentos, o medo de perdê-los pode levar ao estresse, então faça anotações com ordem de prioridade. Use o celular ou caneta e papel (eu prefiro este último, pois incentiva a vencer a preguiça). Falando dela, é o que pode nos impedir de agir. Então, para vencer a preguiça, conte até três e faça logo, pois estará usando a ansiedade para agir e assim ativando ainda mais ansiedade para logo concluir.

Caso a ansiedade tenha levado a um estresse que o tira fora do eixo, busque o equilíbrio em meio a pensamentos positivos e busque a natureza, pois temos uma relação muito íntima com ela, e essa energia poderá ajudar.

Há horas em que vale mais a pena se retirar, descansar, desligar e logo voltar ao normal, afinal, se o que perdeu da memória era tão importante, então uma hora vai voltar.

“O uso inteligente da ansiedade é a pulsão necessária para a conquista.”

Fabiano de Abreu
Escrito por Fabiano de Abreu
Continuar lendo AUTOAJUDA: O USO INTELIGENTE DA ANSIEDADE É A PULSÃO NECESSÁRIA PARA A CONQUISTA

AUTOAJUDA: SE A FELICIDADE PODE SER CONTROLADO, ENTÃO SOMOS 100% RESPONSÁVEIS PELA NOSSA REALIDADE?

Começamos a semana com um artigo muito interessante na nossa coluna AUTOAJUDA desta segunda-feira. Um estudo feito pelo pesquisador Hugo Huyer, Fundador da Tracking Happiness, sobre felicidade constatou que 89% das pessoas pensam que a felicidade pode ser controlada e essas pessoas são 32% mais felizes do que aquelas que não acham que a felicidade pode ser controlada. Visitei o site Tracking Happiness e verifiquei que a pesquisa foi muito bem feita, criteriosa e detalhada e merece toda a nossa atenção e reflexão sobre o assunto. Se pudermos relacionar essa sensação de poder sobre a felicidade com a afirmação de que todos somos 100% responsáveis pela nossa realidade, me parece que, se os dados dessa pesquisa forem precisos estamos realmente passando por um despertar coletivo da consciência humana e isso é um excelente sinal. Por isso convido você a ler o artigo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

89% das pessoas pensam que a felicidade pode  ser controlada – e são muito mais felizes com ela

Até onde pode levá-lo a autoconfiança de que você faz sua própria felicidade, criando condições para uma profecia autorrealizável? Um novo estudo mostra que existe uma correlação feliz.

Uma nova pesquisa com 1.155 entrevistados descobriu que 89% das pessoas pensam que sua felicidade pode ser controlada – e essas pessoas são 32% mais felizes do que aquelas que não acham que a felicidade pode ser controlada.

A classificação média de felicidade dada pelos participantes que pensam que a felicidade é controlável é 7,39. Em contraste, o índice médio de felicidade das pessoas que pensam que a felicidade está fora de seu controle é 5,61.

Mesmo levando em consideração o chamado preconceito de autosserviço, que é o hábito comum de uma pessoa assumir o crédito por eventos ou resultados positivos, mas culpando fatores externos pelos eventos negativos, o autor acredita que a pesquisa é digna de nota.

“Eu não esperava uma diferença tão grande nas avaliações de felicidade entre as pessoas que pensam que a felicidade pode ser controlada e aquelas que não o fazem”, disse Hugo Huyer, o autor do estudo, ao GNN. “Em ciências sociais, muitas correlações são muito menos claras, pois os resultados são frequentemente influenciados por fatores que não podem ser excluídos em um estudo.”

“No entanto, o estudo é consistente com outros da área e indica o fato de que as pessoas mais felizes aprenderam que alguns aspectos de nossas vidas estão sob nosso controle. Ao focar nessas áreas, você fica mais inclinado a se sentir feliz. ”

Pessoas menos felizes eram menos propensas a se sentir no controle da felicidade

Os entrevistados foram questionados: ‘A felicidade é algo que você pode controlar?’ e
‘Se você olhar para o último ano de sua vida, como você classificaria sua felicidade em uma escala de 1 a 10?’

Eles foram agrupados em três categorias com base em quão alto eles classificaram sua felicidade. Pessoas com baixos índices de felicidade (6 ou menos) têm 5 vezes mais probabilidade de sentir que a felicidade está fora de seu controle em comparação com pessoas com altos (9 ou 10) índices de felicidade (20,33% contra 4,29%).

Investigando as questões demográficas, o estudo examinou desde gênero até status de emprego.

Não houve diferença entre os sexos. Os respondentes masculinos e femininos mostraram os mesmos resultados. 89% das pessoas pensam que a felicidade é controlável.

Ed Yourdon, licença CC

 

 

Um autodenominado “viciado em dados” e “ rastreador de felicidade ” por mais de 6 anos, Huyer e sua equipe de pesquisadores na Holanda dizem que seu estudo mostrou que pessoas com maior nível educacional têm maior probabilidade de sentir que a felicidade pode ser controlada. Curiosamente, porém, são os alunos que têm menos probabilidade de sentir que a felicidade pode ser controlada, em comparação com outros status de emprego de nossos entrevistados. O estudo mostra que os funcionários de meio período e período integral têm maior probabilidade de sentir que a felicidade pode ser controlada.

Com base na análise, ao fazer a transição de estudante universitário para empregado, você pode esperar se sentir mais no controle da felicidade (em média, de 75% para 90%).

O controle sobre a felicidade muda conforme você envelhece

A idade parece ter uma influência significativa no respondente médio. A quantidade de controle que temos sobre nossa felicidade diminui na meia-idade e aumenta à medida que envelhecemos novamente.

Uma descoberta interessante é que a idade desempenha um papel significativo. Em estudos bem pesquisados sobre felicidade versus idade, os pesquisadores encontraram uma “curva em U” em nossa felicidade, mostrando que a felicidade diminui a partir dos 18 anos e atinge o pico da infelicidade por volta dos 47 anos. A partir daí, os níveis de felicidade aumentam gradualmente novamente. Isso foi confirmado em todo o mundo.

Semelhante a essa “curva em U” na felicidade, nossos sentimentos de controle sobre a felicidade tendem a atingir um pico negativo durante a meia-idade, de acordo com este estudo. Visto que a felicidade real e o controle sobre a felicidade estão correlacionados, é lógico que nossa meia-idade se alinhe com um sentimento de menor controle sobre a felicidade.

A boa notícia é que a sensação de controle sobre a felicidade aumenta novamente com a idade, portanto, na meia-idade, podemos esperar uma tendência à felicidade no futuro.

Precisa de mais artigos de autoajuda que possam ajudá-lo a se sentir no controle? Confira nossa grande coleção de artigos sobre como ser mais feliz no GNN.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo AUTOAJUDA: SE A FELICIDADE PODE SER CONTROLADO, ENTÃO SOMOS 100% RESPONSÁVEIS PELA NOSSA REALIDADE?

AUTOAJUDA: O SEGREDO DA AUTOACEITAÇÃO POR ROSSANDRO KLINJEY

O renomado psicólogo Rossandro Klinjey é o destaque desta terça-feira na coluna AUTOAJUDA. Numa mini-palestra sobre o Segredo da Autoaceitação ele convida você a descobrir o poder de gostar de si mesmo. Então assista o curto vídeo a seguir, reflita e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo AUTOAJUDA: O SEGREDO DA AUTOACEITAÇÃO POR ROSSANDRO KLINJEY

AUTOAJUDA: MANTENHA-SE MENTALMENTE E FISICAMENTE SAUDÁVEL DURANTE ESSA QUARENTENA

Neste sábado, você que está em quarentena e é leitor do Blog do Saber, veja aqui na coluna AUTOAJUDA o que você pode fazer para manter a sua saúde mental durante esse período tão difícil. São dicas importantes que vão lhe ajudar a manter a calma, o equilíbrio e a sobriedade mantendo a sua saúde mental e consequentemente a física também. Leia amigo(a) o artigo completo a seguir, vença essa guerra contra o coronavírus e saia mais forte e safo disso tudo!

O que fazer na quarentena para manter a sua saúde mental

Mulher abraçando travesseiro de frente para uma mesinha em casa

Desde que o novo coronavírus Covid-19, vem se espalhando rapidamente por diversos países, incluindo o Brasil, o medo e a angústia estão sendo companheiros presentes no dia a dia de muita gente. O número de pessoas contaminadas cresce a cada dia que passa e, como sabemos que o contágio desta doença é incrivelmente rápido, o Ministério da Saúde ordenou isolamento por 14 dias, e quarentena de até 40 dias para frear a pandemia – sendo que no Brasil, até o dia 18 de março de 2020 foram contabilizados 291 casos confirmados do Covid-19.

Diversos estabelecimentos estão sendo fechados no país e algumas capitais estão decretando situação de emergência e mudando completamente a rotina da população para que todos consigam se unir e fazer o necessário para que o contágio da doença seja controlado.

Embora o número de pessoas com este novo vírus venha crescendo desenfreadamente e essa seja a maior preocupação de todos, uma psicóloga de Pernambuco, Taciana Breckenfeld, afirmou que nesta hora é imprescindível manter-se isolado e ao mesmo tempo focar em coisas que fazem bem, tendo de alguma forma a tecnologia e muitas outras coisas que podem ser utilizadas para benefício físico e mental dentro desse sistema atual.

É válido lembrar aqui, que permanecer isolado em casa e acatar a quarentena, são atitudes extremamente responsáveis, pois mesmo não fazendo parte do grupo de risco, se você contrair a doença, poderá transmiti-la para as pessoas que vivem ao seu redor. Não é hora de pensar somente em si mesmo, mas sim ter empatia e se preocupar com um todo – idosos, asmáticos, fumantes, pessoas com doenças cardíacas e diabéticas são o principal grupo de risco.

Mulher passando álcool em gel e com uma máscara no rosto

123RF

Vamos te dar algumas dicas de como manter a saúde mental durante a época de quarentena, mas antes, saiba que se desesperar não te ajudará em nada! A situação atual do mundo é grave, mas irá passar! Tudo o que você precisa fazer é manter-se isolado e cuidar da sua mente.

1. Evite o excesso de informações

Antes de qualquer coisa, não fique conectado o tempo todo procurando por novas notícias sobre o vírus. Estar sempre em volta deste assunto só fará com que você se sinta preocupado e cheio de incertezas sobre tudo. Filtre tudo o que você lê e claro, fique ligado nas fake news. Se você sentir que está ficando mal por tanta informação, dê um tempo dos sites de notícias e vá fazer coisas te fazem bem. Mantenha os cuidados necessários nessa hora e fique calmo!

2. Cuide do seu corpo

Mulher cozinhando comida saudável

123RF

Faça atividades físicas e cuide da sua alimentação. Coma frutas, vegetais, alimentos que fazem bem para o seu sistema imunológico e pratique exercícios. Evite abusar de bebidas alcoólicas e não use drogas, mantenha a sua mente leve para que você consiga manter a calma em todas as situações. Lembre que a prática de exercícios físicos faz com que o cérebro libere endorfina e substâncias químicas que promovem o relaxamento!

3. Faça coisas que te dão prazer

Escute muita música, faça um curso online, entre em contato com amigos que você não fala há um tempo, leia livros, faça maratona de séries (logo abaixo daremos dicas de série para a quarentena), assista vídeos sobre assuntos do seu interesse, faça planos e organize a sua vida durante essa pausa que o mundo inteiro está dando da rotina habitual.

Se você gosta de estudar ou quer usar o seu tempo de uma boa forma para enriquecer o seu conhecimento, veja algumas instituições que têm cursos profissionalizantes online e inteiramente gratuitos:

Pessoa lendo um livro

Blaz/ Unsplash

– Fundação Getúlio Vargas: a FGV disponibilizou 55 cursos online gratuitos. Entre eles estão: Ética Empresarial, Direitos Autorais e Sociedade, Introdução à Administração Estratégica, Recursos Humanos e Conceitos e Pilares do Marketing.

– SENAI: esse programa do sistema S conta com 12 cursos totalmente gratuitos e online, como por exemplo: Desenho Arquitetônico, Finanças Pessoais, Empreendedorismo, Metrologia, Segurança do Trabalho, Lógica de Programação e Noções Básicas de Automotiva.

– Plataforma Udemy: essa plataforma de cursos online disponibilizou mais de 40 cursos na área da tecnologia também gratuitos. Entre eles, Python, HTML5, C e C++, WordPress, HTML, JAvaScript, entre outros.

4. Estabeleça uma rotina

Mulher deitada no sofá digitando no notebook

Mimi Thian/ Unsplash

Tente criar uma rotina de trabalho e de autocuidado, assim o seu dia fluirá mais leve e organizado. Manter a organização faz com que você se sinta bem e sem pendências. Ficar em casa por muitos dias pode te deixar um pouco incomodado com certos detalhes, mas manter a ordem física te proporcionará um bem estar mental muito grande.

5. Não hesite em pedir ajuda

Se por acaso você se sentir ansioso, sobrecarregado ou deprimido, não pense duas vezes antes de pedir ajuda. Ligue para um amigo, um familiar, converse e externe tudo o que você está sentindo. Nesse momento, o isolamento é necessário mas você não precisa esconder o que sente. É normal sentir medo, é normal sentir ansiedade por querer que essa fase ruim passe logo, mas saiba que você não está sozinho! Não se esqueça do Centro de Valorização da Vida que atende no número 188, é só ligar!

6. Faça meditação guiada

Meditação guiada é um tipo de meditação no qual um indivíduo medita sendo conduzido por um professor ou praticante treinado. Este tipo de meditação pode ser feito tanto pessoalmente quanto por um texto, uma gravação de voz, vídeo e até mesmo aplicativos específicos para este tipo de prática. Já que o indicado é não sair de casa, você pode baixar um aplicativo no seu celular. Veja algumas dicas:

– Sattva: disponível para iOS e Android, perfeito para iniciantes na meditação. O app é capaz de monitorar a sua frequência cardíaca e ainda registra o seu humor antes e depois da meditação, para que você possa observar se a prática está surtindo efeito ou não!

mulher fazendo meditação em casa

Jd Mason/ Unsplash

– 5 minutos: esse aplicativo é incrível para quem busca por calmaria durante o dia. Também disponível para iOS e Android, o “5 minutos” tem uma proposta muito simples: você pode agendar ou não uma hora para que o app te faça parar de fazer qualquer coisa por somente cinco minutos, para que o seu humor seja beneficiado. Como eles fazem isso? O app conta com sons agradáveis, orientações capazes de promover a correção postural e também a respiração.

– Insight Timer: esse app possui um grande diferencial: você pode interagir com outras pessoas que usem o aplicativo. O intuito é viabilizar uma maior conexão para que todos possam ajudar e incentivar uns aos outros. Com mais de nove mil meditações guiadas por áudio separadas por tópicos, você ainda pode escolher a opção que mais lhe interessar: se você quiser relaxar para dormir, há a opção de meditação guiada para pegar no sono. Disponível para iOS e Android.

7. Assista vídeos no Youtube

Tela de um computador com youtube aberto
Nordwood/ Unsplash

Todos sabemos que o Youtube é uma plataforma imensa de compartilhamento de vídeos que possui diversos tipos de conteúdo. Você pode procurar por vídeos para fazer exercícios em casa, aprender dança ou a tocar algum instrumento, pode buscar por canais de humor para dar algumas gargalhadas, aprender mais sobre culinária caso você não saiba cozinhar muito bem (rs)  e também assistir a alguns vídeos para fugir das notícias ruins que aparecem na televisão a todo o momento. Veja algumas dicas:

– Para fazer exercícios físicos e dança

Canal Lu Oliveira: a educadora física Lu ensina de forma super didática inúmeros tipos de exercícios para que você fortaleça os músculos em casa, com o uso de acessórios bem simples. Além dos exercícios, ela também dá algumas dicas para que você se alimente bem para manter a forma!

Mulher limpando a casa enquanto dança

123RF

Canal Daniel Saboya: esse é o canal perfeito para te ajudar a queimar algumas calorias dançando! O professor de dança Daniel Saboya ensina várias coreografias de músicas para que você faça na sua sala e aprenda muitos passos e se divirta! Detalhe: ele é bem eclético, então tem coreografia para todos os gostos musicais!

Canal Bloguilates: a influenciadora Cassey Ho é quem comanda este canal fitness que faz muitas pessoas suarem na prática de seus exercícios. O canal é em inglês, porém mesmo assim é muito fácil de acompanhar. Muito criativa, Cassey ensina atividades para serem feitas enquanto você assiste televisão e até com um travesseiro para os dias em que você estiver muito preguiçoso!

– Para dar boas risadas

Canal Castro Brothers: esse canal é ótimo se você está cansado dos canais de comédia stand-up e não quer ouvir nenhuma historinha, apenas piadas. Os brother’s criaram um quadro chamado “UTC”, onde fazem uma batalha de trocadilhos e quem rir primeiro, perde! Você pode anotar algumas ideias e fazer em casa, que tal?

Canal 90: não importa se você nasceu nos anos 90 ou não, esse canal irá te fazer gargalhar por um bom tempo. O Nogy, criador e apresentador do canal, cria vários vídeos sobre as presepadas que aconteceram nos anos 90: comerciais que viraram piada, entrevistas malucas, propagandas enganosas da televisão, brigas entre famosos, entre muitas outras coisas que aconteceram nessa época.

– Para ficar por dentro da vida dos famosos (que atire a primeira pedra quem não gosta)Canal Foquinha: a jornalista Fernanda Catania, mais conhecida como Foquinha, comumente entrevista vários famosos nacionais e internacionais e está sempre por dentro de tudo o que acontece no mundo da música! Com certeza nessa quarentena ela vai dar um pause nas entrevistas, mas tem muito conteúdo super leve e divertido no canal dela que você pode assistir e ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo dos famosos. Inclusive, ela dá dicas de várias séries e também expõe a sua opinião – não se preocupe, ela avisa quando tem spoiler!

Mulher rindo deitada no sofá olhando para a TV

123RF

Canal Na Lata: aqui só tem babado! Apresentado por Lady Fontinelli, o canal é baseado em entrevistas, onde sempre recebe algum famoso que participa de algum assunto polêmico que ocorre no momento e a internet não perdoa! Geral alfineta a vida alheia sim e todo mundo conta as horas para que seus vídeos sejam postados.

Canal Diva Depressão: nesse canal só tem assunto polêmico mas, você entra na vida dos famosos e ainda dá muitas gargalhadas! Comandado por Eduardo Camargo e Filipe Oliveira, o canal é alvo dos internautas que desejam ouvir os hilários comentários dos youtubers sobre vários acontecimentos que rodeiam alguns artistas.

8. Leia e-books

Na internet tem diversos sites de e-books gratuitos sobre todos os assuntos que você imaginar. Ler só te trará benefícios! Veja alguns sites que disponibilizam de forma gratuita esse tipo de produto e facilitam o acesso da população a diversos títulos:

– Amazon Brasil: entre os diversos títulos disponíveis, estão algumas obras de Casimiro de Abreu, Aluísio de Azevedo, José de Alencar, entre outros e também alguns e-books mais recentes como mangás e HQs;

Mesa com um livro e celular ligando em alguma música

Mohamed/Unsplash

– Biblioteca Mundial Digital: o site dessa biblioteca conta com um grande acervo de aproximadamente 20 mil títulos sobre 193 países. Entre as obras disponibilizadas gratuitamente, estão alguns livros raros, diversos documentos históricos e também fotografias;

– Livraria Cultura – você também pode ler muitos e-books gratuitamente no site da livraria cultura! O site disponibiliza desde os clássicos do autor Edgard Allan Poe, até títulos acadêmicos

– Project Gutenberg – site que disponibiliza cerca de 56 mil e-books em diversas línguas, gratuitamente. Entre as obras mais acessadas estão: A Metamorfose, de Franz Kafka e Pride and Prejudice, de Jane Austen.

9. Assista séries com temas leves

Existem muitas séries e filmes com temas pesados, e o que você menos precisa nesse momento é assistir a algo que te deixe apreensivo, concorda? Vamos te dar algumas dicas de séries com conteúdos bem leves para que você se divirta enquanto assiste e tire um pouco o foco dos problemas atuais. Veja:

– Casamento às cegas (Netflix): essa série é uma das mais assistidas desde o seu lançamento (2020). É praticamente um reality onde homens e mulheres conversam através de cabines – não se vêem nem se tocam, apenas escutam a voz um do outro – com o intuito de se casar! Isso mesmo! Depois de um certo tempo de conversa, acontece um pedido de casamento somente pela conexão emocional, nada de contato físico! A partir desse noivado, os pombinhos vão para uma quase pré lua de mel e em seguida, moram juntos por algum tempo até subirem no altar. Acredite se quiser: o tempo entre o pedido e o casamento gira em torno de apenas 30 dias. Vale a pena assistir!

Pai e filho assistindo televisão segurando pipoca

123RF

– The Circle (Netflix): série também estilo reality, onde pessoas confinadas em apartamentos disputam um prêmio em dinheiro. O que precisa para ganhar? Ser o maior influencer de todos! Eles também não se vêem, e não sabem se os participantes são reais ou fakes. É uma boa pedida para se entreter durante a quarentena!

– Grace and Frankie (Netflix): essa série conta a história de duas mulheres que estão na terceira idade e vêem as suas vidas virar de cabeça pra baixo quando os seus maridos pedem o divórcio para casar um com o outro. A partir disso, elas descobrem uma grande amizade regada a muito humor!

10. Fique com a sua família

Na correria da rotina de trabalho e estudos, muitas vezes todo mundo esquece de manter uma maior conexão com os seus familiares, e isso é normal. Aproveite essa época de isolamento para se aproximar e se achegar a sua família. Convide eles para participarem dessas atividades descritas acima, acalme o seu peito e também acalme o peito de cada um que está em casa com você. Trabalhem juntos para que a mente de todos se mantenha saudável e o desespero não faça parte dos dias.

Você também pode gostar

Atenção extra para crianças e idosos

É claro que todos devem ser informados sobre tudo o que está acontecendo, inclusive as crianças e os idosos. Mas, não permita com que eles tenham muito contato com essas notícias pesadas, como já dito anteriormente, o excesso de informação pode causar pânico. No meio de tantas informações, nem sempre todas são verdadeiras e é preciso filtrar tudo o que as crianças e os idosos ouvem ou assistem. Eles precisam de muita proteção! Esses grupos de pessoas não precisam absorver tanta coisa ruim. Tenha consciência social neste momento e preze pelo bem estar de todos, tanto físico quanto mental!

Fonte:
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOAJUDA: MANTENHA-SE MENTALMENTE E FISICAMENTE SAUDÁVEL DURANTE ESSA QUARENTENA

AUTOAJUDA: AMOR PRÓPRIO É CURA, NÃO EGOÍSMO, POR ROSSANDRO KLINJEY

Na coluna AUTOAJUDA desta terça-feira temos mais uma mini-palestra do grande psicólogo Rossandro Klinjey. Desta vez ele aborda o tema “Amor-próprio é cura, não egoísmo”. Não deixe de assistir, principalmente se você está passando por uma fase difícil da sua vida. E ainda pode participar de um curso que o palestrante oferece.

Fonte:

 

Continuar lendo AUTOAJUDA: AMOR PRÓPRIO É CURA, NÃO EGOÍSMO, POR ROSSANDRO KLINJEY

AUTOAJUDA: SUICÍDIO ENTRE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: NÃO NEGLIGENCIE A DOR

No mês dedicado a prevenção ao suicídio trago uma mini-palestra importantíssima, na nossa coluna AUTOAJUDA, do psicólogo Rossandro Klinjey sobre Suicídio entre crianças e adolescentes. Um assunto que merece toda a nossa atenção, pois as pessoas estão morrendo mais por suicídio do que por mortes violentas e isso é altamente preocupante. Assista ao vídeo e ajude a alguém a escapar dessa armadilha!

Fonte:

Continuar lendo AUTOAJUDA: SUICÍDIO ENTRE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: NÃO NEGLIGENCIE A DOR

AUTOCONHECIMENTO: VITIMISMO, POR ROSSANDRO KLINJEY

Na coluna AUTOCONHECIMENTO desta segunda-feira vamos assistir uma mini-palestra muito edificante do psicólogo Rossandro Klinjey sobre VITIMISMO. Você conhece alguém que gosta de ser infeliz e de se fazer de vítima? Veja o comentário do palestrante sobre este assunto e tire suas conclusões!

Fonte:

Publicado em 14 de mai de 2018

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VITIMISMO, POR ROSSANDRO KLINJEY

REFLEXÃO: A FÉ NÃO ADMITE DÚVIDAS, TEM QUE SER 100%

Na coluna REFLEXÃO desta sexta-feira trago uma antiga, mas ao mesmo tempo muito atual parábola acerca de crença, de fé. Quando a fé é verdadeira e total não há como as coisas não darem certo, mas quando não se tem 100% de fé no que se faz a probabilidade de dar certo é quase nula. Então leia o texto a seguir, reflita e tire suas conclusões!

O alpinista | Histórias para reflexão

por: Antonio Júnior

/uploads/posts/O alpinista | Histórias para reflexão

Certa vez, um alpinista muito famoso no mundo todo estava ansioso para ser o primeiro a subir no topo de uma montanha muito alta. Então, ele se preparou por meses, estudou cada centímetro do monte, aumentou a rotina de exercícios físicos para suportar tamanha subida…

Depois de tudo preparado, o alpinista decidiu que escalaria aquela montanha sozinho, pois ele não admitia dividir a glória daquela conquista com nenhum companheiro de sua equipe. Então, ele começou a subir, e mesmo depois de ter escalado quase a metade da montanha em apenas um dia, o alpinista decidiu que não montaria acampamento para descansar durante a noite. Ele queria ganhar tempo e, por isso, escolheu continuar subindo mesmo depois do pôr do sol. Ele ligou o aparelho onde gravava seu dia a dia e falou:

Todos estão esperando que eu chegue ao topo da montanha amanhã à tarde. Mas eu vou surpreender todo o mundo quando anunciar que alcancei o pico antes do raiar do sol. Ficarei ainda mais famoso!

A noite era muito escura naquele ponto da montanha e não era possível enxergar um palmo à sua frente, pois o brilho da lua não conseguia ultrapassar aquelas nuvens tão densas.

Ao seguir por um caminho muito estreito, a pouco menos de 20 metros do topo, o alpinista pisou numa pedra falsa e caiu em uma velocidade muito grande. Naqueles segundos de queda livre, sua vida inteira passou como se fosse um filme em sua cabeça. Mas, quando a morte já era certa, o homem sentiu um forte tranco! Por um milagre, a corda em que ele estava amarrado, se prendeu a uma rocha e o alpinista ficou pendurado em meio àquela escuridão.

Naquele momento de solidão e medo, suspenso no ar, o homem não viu outra saída a não ser pedir socorro a Deus:

_ Senhor, eu sei que O abandonei há muitos anos, mas eu preciso de sua ajuda!

De repente, uma voz vinda do céu, semelhante a um trovão, lhe pergunta:

_ O que você quer que eu faça por você?

_ Quero que me salve. Disse o alpinista.

Deus continuou a perguntar:

_ Você acredita com todo o seu coração que Eu posso te salvar?

_ Sim, eu acredito! Respondeu o homem em meio a tanto desespero.

Então, o Senhor lhe apontou o caminho:

_ Então corte a corda!

Depois de algum tempo de silêncio total, o alpinista ignorou a ordem de Deus e se agarrou ainda mais à corda.

Deus, triste com o que havia visto, perguntou ao homem:

_ Por que você duvida de Mim? Você não disse que acreditava que Eu poderia salvá-lo? Se você crer, verá a minha glória!

Não houve mais nenhuma reposta… No outro dia, uma equipe de resgate encontrou o alpinista morto, congelado e com as duas mãos agarradas à corda. Ele estava a apenas um metro e meio do chão.

Em seu gravador de voz, ele registrou o fim de sua experiência:

_ Aquela voz insistiu para que eu soltasse a corda, mas eu não consegui.

Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, que o segura pela mão direita e lhe diz: Não tema; eu o ajudarei” (Isaías 41:13).

Fonte: Pastor Antônio Junior

Continuar lendo REFLEXÃO: A FÉ NÃO ADMITE DÚVIDAS, TEM QUE SER 100%

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO SER MAIS PRODUTIVO – UM NOVO OLHAR SOBRE PRODUTIVIDADE

Na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta quinta-feira trago mais um vídeo animado de Albano do Seja Uma Pessoa Melhor que vai lhe ajudar a se organizar, ser mais produtivo e eficiente nas suas tarefas diárias e de quebra arranjar um tempo livre para as coisas que você acha que não tem como executá-las. Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Fonte: 

Publicado em 29 de mai de 2019

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO SER MAIS PRODUTIVO – UM NOVO OLHAR SOBRE PRODUTIVIDADE

AUTOAJUDA: RELACIONAMENTOS EXTRACONJUGAIS COM LEANDRO KARNAL

Na sessão AUTOAJUDA temos uma mini-palestra do renomado filósofo Leandro Karnal cujo tema é “Relacionamentos Extraconjugais”. Vale a pena conferir! Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Fonte: 

Publicado em 10 de fev de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: RELACIONAMENTOS EXTRACONJUGAIS COM LEANDRO KARNAL

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PROFESSOR CLOVIS DE BARROS FALA SOBRE AUTOAJUDA

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta sexta-feira temos uma mini-palestra do professor e filósofo Clóvis de Barros fala sobre o papel dos livros de AUTOAJUDA no desenvolvimento consciencial das pessoas nos dias de hoje. Assista ao vídeo e entenda como! 

Fonte: 

Publicado em 29 de dez de 2015

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PROFESSOR CLOVIS DE BARROS FALA SOBRE AUTOAJUDA

REFLEXÃO: OS SONHOS PRECISAM VOAR, DE AUGUSTO CURY

Na sessão REFLEXÃO desta segunda-feira trago um texto publicado por Bete Michepud de autoria de Augusto Cury sobre os nossos sonhos:

Quando, por qualquer razão, bloqueamos o que nos realiza na essência, vamos  nos enterrando num vazio sem fim. Muitas vezes, nem percebemos o quão mergulhados estamos neste vácuo. E, enquanto isso, a vida segue à despeito do torpor que nos acomete. Por isso é preciso um bom abraço, uma boa palavra, às vezes um bom ombro e uma dose de injeção de ânimo para alçarmos voo e nos libertar das amarras que nos limita. Precisamos de nós mesmos e precisamos do outro também. O texto de Augusto Cury nos dá uma prévia de como fazer os sonhos levantarem voo. Espero que gostem.

Os Sonhos precisam voar!

Alguns sonhos são belos, outros poéticos; uns realizáveis, outros difíceis de serem concretizados; uns envolvem uma pessoa, outros, a sociedade; uns possuem rotas claras, outros, curvas imprevisíveis; uns são rapidamente produzidos, outros precisam de anos de maturação.
Há muitos tipos de sonhos. Sonho de se apaixonar por alguém, de gerar filhos ou conquistar amigos. Sonho de fazer um curso, ter uma empresa, ter sucesso financeiro para si e para ajudar os outros. Sonho de ter saúde física e psíquica, de ter paz interior e de viver intensamente cada momento da vida.
Sonho de ser um cientista, um médico, um educador, um empresário, um empreendedor, um profissional que faça a diferença. Sonho de viajar pelo mundo, de pintar quadros, escrever um livro, ser útil ao próximo. Sonho de aprender a tocar um instrumento, praticar esportes, bater recordes.
Muitos enterram os seus sonhos nos escombros dos seus problemas. 
Alguns soldados nunca mais foram motivados para a vida depois de verem os seus colegas morrerem em combate.
Alguns oradores nunca mais recuperaram a sua segurança depois de terem um ataque de pânico em público. Alguns desportistas não conseguiram repetir a sua performance depois de fazerem uma cirurgia corretiva ou serem apanhados no controle antidoping.
Alguns homens e mulheres nunca mais conseguiram entregar–se depois de serem traídos por quem amavam.
Alguns jornalistas enterraram a sua criatividade depois de serem cerceados pelos seus superiores. Alguns jovens bloquearam a sua inteligência depois de terem um péssimo desempenho em provas e concursos.
Pessoas encantadoras bloquearam os seus sonhos ao longo da vida. Mas precisamos desenterrá-los, superando os nossos traumas, conflitos, focos de tensão. Os nossos sonhos precisam de respirar novamente!
O presidente Franklin Roosevelt disse que a única coisa a temer é o medo do medo. É preciso vencer o medo evidente e principalmente o medo sutil, o medo do medo, para fazer os sonhos levantarem voo.”
Um Salve à Vida!
Fonte: Sabedoria Universal
Continuar lendo REFLEXÃO: OS SONHOS PRECISAM VOAR, DE AUGUSTO CURY

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO REAGIR DIANTE DE PROVOCAÇÕES POR IVAN MAIA

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta segunda-feira Ivan Maia ensina “COMO REAGIR DIANTE DE PROVOCAÇÕES”, no relacionamento com as pessoas. Assista ao vídeo e saiba como!

Fonte: 

Publicado em 20 de mar de 2019

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO REAGIR DIANTE DE PROVOCAÇÕES POR IVAN MAIA

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO ECONOMIZAR 1 REAL VAI TE FAZER MILIONÁRIO

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL deste sábado mais uma mini-palestra de Albano do Seja Uma Pessoa Melhor, hoje sobre “Como economizar 1 real vai te fazer milionário”. Assista o vídeo e tire suas conclusões!

Fonte: 

Publicado em 17 de mar de 2019

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO ECONOMIZAR 1 REAL VAI TE FAZER MILIONÁRIO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA NESSA MINI-PALESTRA COM IVAN MAIA O QUE É A LEI DA COMPENSAÇÃO

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOA deste domingo trago mais uma mini-palestra com o consultor Ivan Maia, sobre “A Lei da Compensação. Assista ao vídeo e descubra o que é e como funciona!

Fonte: 

Publicado em 2 de mar de 2019

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA NESSA MINI-PALESTRA COM IVAN MAIA O QUE É A LEI DA COMPENSAÇÃO

AUTOAJUDA: ANNA PATRÍCIA BOGADO FALA SOBRE “A FORÇA QUE VEM DA SUA FRAQUEZA”

Na sessão AUTOAJUDA desta sexta-feira trago mais uma mini-palestra da psicóloga Anna Patrícia Bogado. Desta vez sobre “A força que vem da sua fraqueza”. Sobre como você pode tirar o melhor proveito de um ponto fraco seu. Assista o vídeo e descubra como.

Fonte: 

Publicado em 20 de set de 2017

Continuar lendo AUTOAJUDA: ANNA PATRÍCIA BOGADO FALA SOBRE “A FORÇA QUE VEM DA SUA FRAQUEZA”

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: VEJA AQUI AS 08 VERDADES SOBRE A PRODUTIVIDADE

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL deste sábado mais um resumo animado de livro. Desta vez do livro ” Produtividade para quem quer tempo”, no qual Albano, do Seja Uma Pessoa Melhor fala sobre as 8 verdades sobre a produtividade. Assista ao vídeo e ganhe conhecimento sobre o assunto.

Fonte: 

Publicado em 30 de jan de 2019

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: VEJA AQUI AS 08 VERDADES SOBRE A PRODUTIVIDADE

DICA DE LIVRO: CAMINHOS E ESCOLHAS DE ABÍLIO DINIZ

Na DICA DE LIVRO desta quarta-feira indico um livro de um aprendizado incrível para mim. Caminhos e Escolhas do grande Capitão de Empresas Abílio Diniz que vale a pena ler e aprender muito.

SINOPSE:

Apesar de o autor ser mais conhecido no âmbito pessoal por ser um esportista neste livro ele aborda a qualidade de vida em sua totalidade abrangendo os papéis de pai marido trabalhador cidadão entre outros o que exige equilíbrio e organização. Segundo o autor qualidade de vida exige método e disciplina. Mesmo não se tratando de uma autobiografia Abílio Diniz exemplifica por que e como mudou com fatos de sua vida mostrando- se aos leitores em seu lado mais humano. O livro apresenta fotos tiradas do álbum de família bem como depoimentos de seus filhos de sua namorada e de outras pessoas que se inspiraram com seu exemplo para melhorar sua qualidade de vida. Além disso o livro inclui um prático manual com dicas sobre alimentação esportes espiritualidade etc.

 

Continuar lendo DICA DE LIVRO: CAMINHOS E ESCOLHAS DE ABÍLIO DINIZ

AUTOAJUDA: MELHORE SUA AUTOESTIMA. CONHEÇA 7 MANEIRAS DE MELHORÁ-LA.

Na sessão AUTOAJUDA desta quarta-feira temos um excelente texto sobre 7 maneiras de melhorar sua autoestima, produzido pelo site The Guardian para ajudar as pessoas a elevarem sua autoestima.

Conheça 7 maneiras de melhorar sua autoestima

Felicidade (Thinkstock/Getty Images)

O início do ano é sempre uma época de listar as resoluções mais importantes a serem cumpridas. Para muitos, os principais objetivos para 2019 é perder peso, fazer atividade física e/ou começar uma dieta. Além de estarem diretamente ligados à saúde física, essas metas podem produzir efeitos importantes para a saúde mental, melhorando a autoestima. Para a maioria das pessoas, estar bem consigo mesma as torna mais corajosas, felizes e satisfeitas. No entanto, uma baixa autoestima pode trazer efeitos negativos, aumentando o risco de doenças como ansiedade e depressão.

Por causa disso, o site especializado The Guardian criou uma lista com sete dicas para quem quer uma autoestima mais elevada. Para o indivíduo que desejar segui-las, o principal desafio será desconstruir a imagem que criou a respeito de si e dos outros ao longo dos anos e estar disposto a mudar comportamentos muito comuns. Preparado? Então confira.

1. Defenda-se

De acordo estudo do ano passado publicado no Journal of Personality and Social Psychology, a autoestima começa a se formar ainda na infância, especialmente nos primeiros seis anos de vida. Por isso, o ambiente familiar (educação das crianças, espaço físico e estimulação cognitiva) deve ser favorável para estabelecer uma relação positiva entre o indivíduo e a imagem que ele tem de si mesmo. No caso dos adultos que já possuem uma autoestima fragilizada, seja por terem uma personalidade propensa a pensamentos negativos, por stress do dia a dia ou eventos de vida difíceis ou traumáticos, por exemplo, existem maneiras de superar o problema.

A sugestão do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) é desafiar as crenças negativas que se tem sobre si mesmo. Uma forma de fazer isso é criar uma lista (escrita ou mental) de autocríticas e depois defender-se de cada uma delas através de evidências que mostrem porque elas estão erradas. Ao fazer isso, as pessoas geralmente percebem que não têm apenas defeitos, mas qualidades importantes que precisam ser apresentadas e reconhecidas por elas mesmas.

2. Seja moderado

Todos nós temos metas que desejamos cumprir ao longo da semana, mês ou ano. Mas é preciso lembrar que elas precisam estar dentro da realidade para que possam ser alcançadas. Quando uma pessoa estabelece objetivos muito ambiciosos e não consegue atingi-los, ela se sente fracassada, e essa sensação derruba a autoconfiança.

Por isso, antes de criar uma lista de planos, considere todos os aspectos da sua vida que possibilitam a realização dessas metas. Se elas de fato estiverem ao seu alcance, se esforce e conquiste-as pouco a pouco. Caso não estejam, não se abale, apenas adie para um momento em que, de fato, sejam possíveis.

“Um sentimento de realização é a chave para manter seu orgulho”, comentou a psicóloga Linda Blair ao Guardian. A dica da especialista é sempre procurar estabelecer metas de curto e médio prazo – método que pode facilitar a conquista.

3. Ninguém é igual

A melhor forma de manter a autoestima é não ficar se comparado a outras pessoas; lembre-se: a realidade delas é diferente da sua. Com o crescimento das redes sociais, é muito comum vermos um influenciador digital ou um amigo fazendo algo que gostaríamos de fazer, mas não conseguimos.

No entanto, é preciso lembrar que o que vemos na internet nem sempre corresponde a verdade: muitos indivíduos se escondem atrás das mídias sociais para passar uma falsa imagem de felicidade. Comparar-se a algo que “não existe” não vai trazer nada de bom. “Você está se comparando com uma fantasia, e isso levará a um esforço excessivo ou a um desapontamento”, alertou Linda.

Para a psicóloga, a melhor forma de não prejudicar a autoestima é se concentrar em si mesmo. Não tente agradar ninguém, não pense em estabelecer metas com base no que você acha que os outros esperam de você; isso só vai gerar infelicidade e insatisfação. Você deve ser o seu modelo.

  • Saúde 16 maio 2017 – 18h05

4. Cuide-se

Uma baixa autoestima afeta tanto a mente quanto o corpo. Isso porque para muitas pessoas pode ser difícil sentir vontade de cuidar de si mesmo quando não existe motivação para isso. Para evitar que a sua saúde geral seja prejudicada, procure maneiras de relaxar e evitar o stress – ele coloca muita pressão sobre a sua saúde mental, intensificando sensações negativas.

Outra orientação importante: evite beber e fumar (ou usar drogas), pois apesar de darem a impressão de que fornecem mais coragem, essas substâncias podem prejudicar ainda mais o seu bem-estar, além de aumentar riscos de saúde, como desenvolvimento de câncer. Também vale a pena cuidar da alimentação – para evitar o consumo exagerado ou insuficiente de calorias – e dos hábitos de sono, outro fator que tem impacto sobre a saúde mental.

5. Mexa-se

Estudo de 2016 mostrou que a atividade física, a aptidão física percebida e a imagem corporal desempenham papel importante na autoestima. Portanto, para sentir-se bem é necessário se exercitar – o que também trará vantagens para a saúde física. Não é preciso correr para a academia e passar horas fazendo musculação, é possível escolher atividades prazerosas que tenham mais a ver com o seu estilo, como nadar, fazer hidroginástica, dançar, correr ou andar de bicicleta, por exemplo. O importante é ter em mente que a sensação deixada pela prática esportiva fará bem para a sua autoestima.

  • Saúde 28 nov 2018 – 17h11

6. Jardinagem

Outra atividade que traz benefícios para a saúde mental é a jardinagem, pelo menos é o que garante pesquisa publicada em 2015 no Journal of Public Health. Os resultados mostraram que apenas uma sessão de jardinagem rende melhorias significativas no humor e na autoestima.

7. Desafie-se

A zona de conforto não recebe esse nome à toa. Fugir de mudanças na rotina pode ser a solução para evitar o stress de precisar se adaptar. No entanto, especialistas alertam que apesar de parecer bom, a atitude pode ser prejudicial ao longo do tempo. “A curto prazo, evitar situações desafiadoras e difíceis faz com que você se sinta muito mais seguro, mas ensina a regra inútil de que a única maneira de lidar [com as situações do dia a dia] é evitando as coisas. A longo prazo, isso pode reforça suas dúvidas e medos”, alertou Chris Williams, da Universidade de Glasgow, na Escócia, em nota.

Portanto, de vez em quando tente alterar algo no seu dia a dia, mesmo que seja pequeno. Aos poucos você pode perceber que essas mudanças trazem novos desafios que, quando conquistados, trazem uma sensação de realização que faz muito bem a sua autoestima.

Procure ajuda

Se depois de tentar todas as sugestões, você ainda sentir que a sua autoestima está baixa, não tenha vergonha de pedir ajuda: procure um profissional de saúde capaz de auxiliá-lo na superação de medos e anseios que prejudicam a sua autoconfiança.

Continuar lendo AUTOAJUDA: MELHORE SUA AUTOESTIMA. CONHEÇA 7 MANEIRAS DE MELHORÁ-LA.

AUTOAJUDA: IVAN MAIA EM MINI PALESTRA SOBRE “DEPRESSÃO

Na sessão AUTOAJUDA desta quinta-feira temos um vídeo com mais uma interessante mini-palestra de Ivan Maia. Desta vez sobre “Como sair da Depressão”. Assista e tire suas conclusões.

Fonte: 

Publicado em 2 de abr de 2016

Continuar lendo AUTOAJUDA: IVAN MAIA EM MINI PALESTRA SOBRE “DEPRESSÃO

REFLEXÃO: A LIBERDADE NO PERDÃO

Na sessão REFLEXÃO desta segunda-feira trago um texto iluminado do pensador Emmet Fox para você começar a sua semana com uma nova vida, livre e liberto a partir do PERDÃO. Leia o texto e reflita sobre ele. Vale a pena!

Libertar o outro significa libertar a si mesmo, porque o ressentimento é uma forma de ligação. É uma verdade cósmica que são necessárias duas pessoas para fazer um prisioneiro: o prisioneiro e o carcereiro. Não é possível alguém ser prisioneiro sozinho. Ou seja, o carcereiro é tão prisioneiro quanto o seu aprisionada. Quando você tem ressentimento de alguém, está ligado a esta pessoa por uma cadeia mental. Está amarrado a um nó cósmico ao que odeia.  Talvez a própria pessoa a quem você mais odeia no mundo inteiro seja exatamente aquela a quem você está se ligando por um laço mais forte que o aço. É isto que você quer? É assim que você deseja continuar vivendo? Lembre-se de que você pertence àquilo a que está ligado em pensamento, e que mais cedo ou mais tarde, se a ligação persistir, o objetivo de seu ressentimento será novamente atraído para a sua vida, talvez para causar mais dano. Ninguém deseja isso, de modo que você precisa cortar todas as ligações desse tipo mediante um ato claro de perdão. É preciso libertar a outra pessoa. Pelo perdão você se liberta e salva sua alma. E como a lei do amor funiciona da mesma forma para todos, você ajuda a salvar a alma de outra pessoa também.

Autor: Emmet Fox, Dia a Dia

Continuar lendo REFLEXÃO: A LIBERDADE NO PERDÃO

AUTOAJUDA: IVAN MAIA ENSINA COMO LIDAR COM FAMILIARES RANCOROSOS

Na sessão AUTOAJUDA deste domingo trago mais uma excelente mini-palestra de Ivan Maia sobre “Como Lidar com Familiares Rancorosos. Quem passa por isso deve assistir essa palestra. Assista e tire suas conclusões.

Fonte: 

Publicado em 14 de jul de 2017

Continuar lendo AUTOAJUDA: IVAN MAIA ENSINA COMO LIDAR COM FAMILIARES RANCOROSOS

AUTOCONHECIMENTO: SEGUNDO A PSICOLOGIA, SIGNIFICA O CONHECIMENTO DE UM INDIVÍDUO SOBRE SI MESMO

Na minha busca incessante pelo AUTOCONHECIMENTO descobri que essa atitude é um direito e um dever de todos os humanos. Já nascemos com esse direito e essa obrigação. Infelizmente poucos sabem disso. Por isso a minha insistência em publicar textos sobre o assunto e ter transformado em uma sessão de estudos.

Portanto eu não tenho apenas o direito de querer o melhor para mim. Eu também tenho o dever de querer o melhor para o meu próximo. Essa atitude faz arte da Lei Universal. 

Tenha uma boa leitura!

O autoconhecimento, segundo a psicologia, significa o conhecimento de um indivíduo sobre si mesmo. A prática de se conhecer melhor faz com que uma pessoa tenha controle sobre suas emoções, independente de serem positivas ou não. Tal controle emocional provocado pelo autoconhecimento pode evitar sentimentos de baixa autoestima, inquietude, frustração, ansiedade, instabilidade emocional e outros, atuando como importante exercício de bem-estar e ocasionando resoluções produtivas e conscientes acerca de seus variados problemas.

Toda pessoa possui o refúgio dos seus recursos pessoais, mas esse pode ser acionado de forma a não se desgastar se houver o controle das emoções ou ainda ser utilizado de forma a obter futura recomposição. Ela também consegue permanecer equilibrada em casos de fatores externos como críticas, perda de emprego, término de relacionamento e outros que vulneram o emocional. O conhecimento de si próprio não dá prioridade a opiniões ou respostas e sim estimula seus fatores positivos a detectar os negativos a fim de modificá-los favoravelmente.

Pode-se buscar o autoconhecimento a partir da detecção dos defeitos e qualidades, sendo esses externos (corporais) e internos (emocionais). O equilíbrio entre os fatores internos e externos deve ser buscado para que não haja espaço para manipulação e fragilidade. Também pode haver reflexão de vida, aalisando o comportamento obtido até então e as atitudes tomadas para que se consiga detectar maus atos e comportamentos, a fim de que não mais ocorram.

Por Gabriela Cabral
Fonte: brasilescola.oul

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SEGUNDO A PSICOLOGIA, SIGNIFICA O CONHECIMENTO DE UM INDIVÍDUO SOBRE SI MESMO

AUTOAJUDA: ANNA PATRÍCIA C. BOGADO FALA SOBRE "FRACASSOS"

Na sessão AUTOAJUDA desta quinta-feira vamos assistir mais uma mini-palestra de Anna Patrícia Bogado sobre “Fracassos e Quando tudo da errado”. O que fazer? Assista o vídeo e saiba como!


Fonte: 

Publicado em 16 de jul de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: ANNA PATRÍCIA C. BOGADO FALA SOBRE "FRACASSOS"

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O GUIA BÁSICO E SEM ENROLAÇÃO DA MEDITAÇÃO

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta terça-feira mais uma mini-palestra de Albano do Seja Uma Pessoa Melhor sobre MEDITAÇÃO. Ele faz um guia básico sobre meditação. Então você que ainda não conhece meditação não deixe de assistir este vídeo e entenda porque se fala tanto hoje neste assunto.


Fonte: 

Publicado em 2 de dez de 2018

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O GUIA BÁSICO E SEM ENROLAÇÃO DA MEDITAÇÃO

REFLEXÃO: NO MUNDO ESPIRITUAL A GRATIDÃO NOS CONECTA COM DEUS

Na sessão REFLEXÃO desta terça-feira estou postando um texto de autor desconhecido, porém tive o cuidado de verificar a veracidade do conteúdo do texto e sua origem e conclui que cada palavra está perfeitamente colocada e faz todo sentido. Quem lê esse texto e tem um mínimo de sensibilidade e conhecimento espiritual vai perceber o que estou dizendo. Leia o texto e tire suas conclusões!

 No mundo natural, olha que interessante: a Neurociência explica o poder da gratidão no nosso corpo. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos ativamos o sistema de recompensa do cérebro, localizado numa área chamada Núcleo Accubens. Este sistema é responsável pela sensação de bem-estar e prazer do nosso corpo.
Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu, que fomos bem-sucedidos e que existem coisas na nossa vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, ocorre liberação de dopamina, um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer. ⠀⠀
Por isso, pessoas que manifestam gratidão vivem com níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo. A gratidão deve ser construída pelo nosso pensamento.
Construa o reconhecimento interno pensando em suas conquistas. Por outra via neural, a gratidão estimula as vias cerebrais para a liberação de outro hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranqüilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia. ⠀⠀
Exercitar o sentimento de gratidão dissolve o medo, a angústia e os sentimentos de raiva. Fica mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários. O nosso cérebro não é capaz de sentir ao mesmo tempo gratidão e infelicidade. Você é quem faz a escolha.
Ocupe seu espaço interno e exercite diariamente a gratidão. Para fazer com que seu dia comece de forma positiva, já pela manhã experimente pensar nos diversos motivos que você tem para sentir gratidão. E termine seu dia refletindo sobre as realizações que lhe deram prazer.
GRATIDÃO É O AMOR EM FORMA DE RECONHECIMENTO! CULTIVE A GRATIDÃO EM SEU ❤ E VIVA MAIS E MELHOR!
Continuar lendo REFLEXÃO: NO MUNDO ESPIRITUAL A GRATIDÃO NOS CONECTA COM DEUS

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: APRENDA COMO USAR AS REDES SOCIAIS AO NOSSO FAVOR

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta sexta-feira mais um vídeo animado de Albano do Seja Uma Pessoa Melhor sobre Como usar as Redes Sociais. Ele ensina como ser assertivo de forma a maximizar o seu tempo e ser mais produtivo sabendo utilizar as redes sociais com disciplina e sobriedade.


Fonte:

Publicado em 18 de nov de 2018

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: APRENDA COMO USAR AS REDES SOCIAIS AO NOSSO FAVOR

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: IVAN MAIA ENSINA "COMO APRENDER A PERDOAR", IMPERDÍVEL

Na sessão DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta quinta-feira a MELHOR palestra que já assisti sobre o PERDÃO e também a melhor de todas as mini-palestras que postei aqui de IVAN MAIA. Confesso que me surpreendi e indico a você assistir inteirinha. Você vai ganhar o dia. Show de Bola! 

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: IVAN MAIA ENSINA "COMO APRENDER A PERDOAR", IMPERDÍVEL

FILOSOFIA: CLÓVIS DE BARROS FILHO EM PALESTRA DIZ, "PARA TRÁS NEM PRA DAR IMPULSO"

Na sessão FILOSOFIA desta segunda-feira uma mini-palestra do renomado filósofo Clóvis de Barros Filho sobre VOCAÇÃO. Como ele descobriu a vocação para ser professor! Assista a palestra, é hilariante!


Fonte: 

Publicado em 11 de abr de 2018

Continuar lendo FILOSOFIA: CLÓVIS DE BARROS FILHO EM PALESTRA DIZ, "PARA TRÁS NEM PRA DAR IMPULSO"

DICA DE LIVRO: O PODER DA AÇÃO DE PAULO VIEIRA

Na sessão DICA DE LIVRO desta quarta-feira indico um livro que estou acabando de ler: O PODER DA AÇÃO, de Paulo Vieira. É uma injeção de ânimo e positividade para quem está desanimado e triste com essa crise que ai está.

Acorde para os objetivos que quer conquistar.
Já aconteceu a você de se olhar no espelho e não gostar daqueles quilos a mais? De observar seu momento profissional somente com frustração? De se sentir desconectado dos seus familiares, dos seus amigos? Se você acha que essas são situações normais, pense de novo! Só porque isso acontece com várias pessoas não quer dizer que a vida deva ser assim. Só porque algo se torna comum, não significa que seja normal!
Neste livro, Paulo Vieira lhe convida a quebrar o ciclo vicioso e iniciar um caminho de realização. Para isso, ele apresenta o método responsável por impactar 250 mil pessoas ao longo de sua carreira – e que pode ser a chave para o que você tanto procura. No decorrer destas páginas, o autor lhe entrega uma bússola. E para conseguir se guiar por ela você terá de assumir um compromisso com a mudança. Preparado?
Aproveite todas as provocações e os desafios propostos nesta obra para conseguir, de fato, fazer o check-up completo sobre si mesmo. Acorde, creia, comunique, tenha foco, AJA! Pare de adiar sua vida e seja quem quer ser a partir de agora.
Não existe outra opção. E está em suas mãos reescrever seu futuro.

Fonte: Amazon

Continuar lendo DICA DE LIVRO: O PODER DA AÇÃO DE PAULO VIEIRA

SAÚDE: DEZ DICAS PRECIOSAS PARA AS PESSOAS QUE SOFREM DE INSÔNIA

Na sessão de SAÚDE desta segunda-feira dicas importantíssimas para as pessoas que sofrem de insônia. Aprenda como dormir rápido e driblar a insônia.

10 dicas para dormir rápido quando nada mais funciona

Por Mario Abad, da Runner’s World

Se você tem dificuldade para dormir, você pode sr um dos 30% de adultos que sofrem de insônia. Para te ajudar, separamos 10 dicas para dormir rápido quando nada mais funciona.
Especialista em sono, Michael J. Breus, define insônia quando a pessoa demora mais de 30 minutos para dormir mais de tês vezes por semana, por mais de três semanas por mês e por mais de três meses. Ele chama isso de “a regra dos três”.

Por que não consigo dormir?

Mas primeiro é preciso entender por que você não está conseguindo dormir.
Breus afirma que, frequentemente, as pessoas que têm dificuldade para dormir sofrem de ansiedade e depressão. “Eu estimaria que este é um componente importante em aproximadamente 65% cento dos meus casos.”

Mas de acordo com James A. Rowley, professor de medicina no Wayne State University, outros fatores influenciam, como estresse em casa e/ou no trabalho, um acontecimento estressante, como a morte de um parente, ou uma grande mudança. Outro motivo comum é ter um padrão irregular de sono e vigília, consumo excessivo de álcool e ingerir líquidos com cafeína ou fumar antes de se deitar.

Finalmente, outras condições médicas podem estar ligadas à insônia, incluindo a apneia obstrutiva do sono e a síndrome das pernas inquietas, diz Breus.

Dicas para dormir melhor

1Estabeleça um padrão

Ter um horário regular para dormir e acordar é essencial para ter um horário de sono estável. “Não deve variar mais de 30 minutos no dia a dia”, afirma Rowley.

2Perceba o seu ambiente

Você deve dormir em um espaço escuro, fresco e silencioso. Tente uma cortina blackout ou, até mesmo, uma almofada de refrigeração para conseguir essas condições ideais.

3Exercite-se diariamente – mas não antes de dormir

Se você costuma treinar depois do trabalho, faça isso no máximo até quatro horas antes de dormir. De acordo com pesquisas, o aumento na temperatura corporal causado pelos treinos pode interferir o seu horário natural de sono natural.

4Evite longos cochilos durante o dia

Cochilos mais longos podem fazer com que se sinta meio grogue. Porque você precisa acordar de um sono profundo. Evite também tirar esse cochilo muito tarde, pois isso pode dificuldades o sono à noite.

5Evite cafeína três a quatro horas antes de deitar

Se você toma café, chá, ou outra bebida com cafeína, limite o consumo a uma ou duas xícaras pela manhã. Consumir à tarde ou à noite pode tornar mais difícil pegar no sono. Ou ainda fazer com que você acorde durante à noite.

6Não tome bebida alcoólica antes de deitar

Enquanto o álcool pode te ajudar a pegar no sono rápido, ele também contribui para um sono de pior qualidade. Isso pode interromper o seu ritmo circadiano (ciclo biológico) e bloquear o seu sono REM, que é o mais restaurador. Isso pode fazer com que se sinta grogue e sem foco quando acorda.

7Não veja TV ou olhe seus e-mails antes de deitar

Você pode achar que ver um filme pode te ajudar a dormir, mas o brilho da luz da TV e do computador pode, na verdade, te manter desperto.

8Não tente se forçar a dormir

Se não conseguir dormir em 15 ou 20 minutos, você deve levantar da cama e tentar ler, fazer um chá ou, simplesmente, sentar e relaxar. Volte para cama apenas quando estiver com sono. Porque se forçar a dormir pode aumentar a sua ansiedade e fazer com que o problema piore.

9Tente técnicas de acupressão

De acordo com a National Sleep Foundation, a acupressão ajuda a aliviar a insônia por curtos períodos de tempo. Tente pressionar o polegar na ponte do nariz entre as sobrancelhas por cerca de 20 segundos. Em seguida, pressione o recuo entre o dedão do pé e o segundo dedo do pé.

10Tente alguns exercícios simples de relaxamento

Contraia os músculos faciais com o máximo de força, contando até oito. Depois permita que eles relaxem completamente, contando até oito, lentamente. Continue descendo pelo corpo, tensionando e relaxando os ombros, o estômago, os braços, etc. Ao relaxar os músculos, imagine que as partes do seu corpo são feitas de areia e que você está afundando lentamente no colchão.
Fonte: Runners World

Continuar lendo SAÚDE: DEZ DICAS PRECIOSAS PARA AS PESSOAS QUE SOFREM DE INSÔNIA

FILOSOFIA: UMA POESIA PARA DONA MORTE. PORQUE NENHUM PROBLEMA É MAIOR QUE A VIDA

Na sessão de FILOSOFIA desta quarta-feira, apesar de o mês de setembro já ter acabado trago uma poesia que versa sobre suicídio pelo lado avesso. Muito linda e exalta a vida como nunca vi! 


Fonte: autor desconhecido

Continuar lendo FILOSOFIA: UMA POESIA PARA DONA MORTE. PORQUE NENHUM PROBLEMA É MAIOR QUE A VIDA

AUTOAJUDA: IVAN MAIA E A SÉRIE A HABILIDADE MAIS DESEJADA DO MUNDO – PARTE 1

Caro leitor(a),
Neste post eu inicio a apresentação de uma série de curtas palestras do consultor e especialista em relacionamento humano Ivan Maia chamada: A HABILIDADE MAIS DESEJADA DO MUNDO – PARTE 1.

Fonte: 

Publicado em 7 de set de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: IVAN MAIA E A SÉRIE A HABILIDADE MAIS DESEJADA DO MUNDO – PARTE 1

PSICOLOGIA: COMO AJUDAR UMA PESSOA QUE TEM PENSAMENTOS SUICIDAS

No mês dedicado a luta contra o suicídio vamos fazer o possível para ajudar essas pessoas que pensam em se matar a enxergar beleza na vida e fazê-las voltar a amar a vida. Por isso publico aqui 14 formas de ajudar uma pessoa que tem pensamentos suicidas.

14 FORMAS DE AJUDAR UMA PESSOA QUE TEM PENSAMENTOS SUICIDAS

Por Korin Miller and Charlotte Hilton Andersen – Women’s Health EUA

Pessoa que tem pensamentos suicidas
Foto Shutterstock

Falando sobre sentimentos de desesperança. Recusando-se a fazer planos futuros. Insinuando sobre como poderia tirar sua própria vida. Esses são apenas três sinais de uma pessoa que tem pensamentos suicidas.
É assustador, mas com o suicídio sendo a décima principal causa de morte nos Estados Unidos, de acordo com a American Foundation for Suicide Prevention (ASFP), essa possibilidade não é algo que você pode (ou deveria) ignorar.
“A maioria das pessoas que são suicidas é ambivalente. Mesmo até uma tentativa real, eles têm uma verdadeira mistura de desejos de vida e morte”, diz Michael F. Myers, professor de psiquiatria clínica no SUNY Downstate Medical Center (EUA). “É por isso que acreditamos que qualquer tipo de intervenção pode salvar vidas.”
Algo para ter em mente: há muita coisa que você possa fazer quando alguém que você ama tem pensamentos suicidas. E nunca é exclusivamente sua responsabilidade garantir que eles permaneçam seguros. Contudo, se essa pessoa está desistindo ou fazendo planos para ir embora, há maneiras de tentar ajudar.

14 formas de ajudar uma pessoa que tem pensamentos suicidas

1. Pergunte a eles sobre isso

Um mito da prevenção do suicídio é que falar sobre isso pode aumentar o risco de alguém realmente tirar a própria vida, mas isso não é verdade. “A realidade é que qualquer pessoa com uma depressão significativa tem pensamentos de morte e suicídio em um simples desejo de acabar com sua miséria”, diz a psicóloga clínica Alicia H. Clark (EUA).
Em vez de evitar o assunto, ela recomenda perguntar (com compaixão) se as coisas estão tão ruins que eles pensam sobre a morte ou o fim da vida. Dependendo da resposta, Clark recomenda estar preparado para acompanhar perguntas como o que eles pensaram em fazer e por quê.

2. Diga-lhes o quanto você os ama

“Ser contatado por alguém que se preocupa pode ir muito longe para limitar o isolamento e o desamparo que uma pessoa com depressão suicida pode sentir”, diz Clark. “Permitir que um ente querido saiba o quanto você se importa com ele e oferecer ajuda pode ser uma tábua de salvação importante para mantê-lo seguro”, completa.

3. Tente tirá-los de casa e fazer as coisas

As pessoas que são suicidas geralmente param e deixam de fazer coisas que gostam. É por isso que Mayer recomenda incentivar a pessoa a continuar fazendo coisas que sempre gostou. “Também é uma boa ideia tentar incentivá-la a experimentar novas atividades e experiências, diz Mayer.

4. Incentive-os a procurar ajuda

Você pode pesquisar bons psicólogos ou pedir alguma indicação, além de os acompanhar até algum compromisso. Se eles relutam em procurar ajuda, Mayer diz que não há nada de errado em dizer incentivos como “faça essa avaliação – é uma visita” ou “faça isso para seus amigos e entes queridos”.
Se ele teve uma experiência ruim com o aconselhamento, Mayer diz que é importante encorajá-lo a não desistir. “Isso é crítico, porque muitas vezes um profissional não qualificado que diz a coisa errada ou não oferece qualquer alívio só piora as coisas, porque então a pessoa suicida sente que ninguém pode ajudá-la”, diz Mayer.

5. Leve-os ao hospital

“Se parece que seu ente querido tem um plano, tente levá-lo ao pronto-socorro e espere enquanto ele é avaliado”, diz Myers. “Este é um passo importante para ajudar alguém que está pensando seriamente em tirar a própria vida, diz Clark.

6. Dê-lhes algumas responsabilidades

“Quando um ente querido está deprimido, seu instinto pode ser assumir suas responsabilidades por ele, mas, embora isso possa ser apropriado em algumas circunstâncias – por exemplo, cuidar de seus filhos enquanto vão à terapia – saber que os outros dependem deles pode realmente ajudá-los a resistir a impulsos suicidas”, diz Neeraj Gandotra, psiquiatra instrutora da Johns Hopkins University School of Medicine (EUA).
“Essas responsabilidades devem ser convincentes, mas não esmagadoras”, explica Gandotra. Você pode, por exemplo, pedir a elas que assumam responsabilidades do jantar algumas vezes por semana. “Isso ajudará seu ente querido a ver que você confia neles, que eles acrescentam muitas coisas que valem a pena para sua vida, que eles podem fazer contribuições significativas e que você os aprecia”, acrescenta.

7. Ajude-os a encontrar seu lado espiritual

“Ter um senso de espiritualidade mostrou ser protetor contra pensamentos e impulsos suicidas”, conta Gandotra. O que a espiritualidade significa e como você a pratica parecerá diferente de pessoa para pessoa, então converse sobre o que a faz se sentir bem e conectada a outras pessoas e ao universo. Incentive-os a ir a um culto na igreja, a um retiro ou a algum outro lugar que os faça sentir ligados à humanidade, a Deus ou simplesmente a algo maior que eles mesmos.

8. Faça um plano de vida juntos

Um dos sintomas mais preocupantes da tendência suicida é quando a pessoa amada faz um plano de como se machucaria. “Primeiro, leve este sinal muito a sério e peça ajuda imediatamente”, diz Mayra Mendez, psicoterapeuta licenciada e coordenadora do programa do Centro de Desenvolvimento da Criança e da Família de Providence Saint John (EUA).
“Em seguida, contrarie seu “plano de morte”, ajudando-a a fazer um plano de vida”, orienta. “A única coisa que as pessoas suicidas precisam mais é a esperança. Mostrar o que eles têm para viver pode ajudar a trazer isso de volta.”

9. Jogue o jogo “e se”

É comum as pessoas suicidas dizerem coisas como “todo mundo ficaria melhor se eu fosse embora” ou “eu sou maluco e não há como consertar minha vida”. Argumentar com esses sentimentos pode deixá-lo preso em uma batalha interminável de palavras.
Em vez disso, Gandotra orienta desafiar sua percepção, invertendo-a. “Pergunte a eles: ‘O que você diria para mim ou para uma criança se eu dissesse que não vali nada e que minha vida foi um desastre?’”. Incentive-os a mostrar o mesmo amor e gentileza que eles gostariam de você, de si mesmos também.

10. Não minimize qualquer conversa ou comportamento auto-prejudicial

É compreensível querer menosprezar o comportamento errático ou ofensivo de um ente querido – ninguém quer pensar que ele está mesmo pensando em se suicidar. “Contudo, ignorar as bandeiras vermelhas só piora a situação”, diz Gandotra.
“Não o minimize quando eles falam em se machucar ou você vê evidências de comportamentos de auto-agressão, como corte ou uso de drogas”, ressalta. Isso significa não desdenhar como “você não quer dizer isso”, quando um ente querido sugere que eles podem se machucar.
Em vez disso, Gandotra recomenda que você “fale sobre isso abertamente e deixe que eles saibam que você leva isso muito a sério”.

11. Construa uma equipe de suporte para quando você não estiver por perto

Como ninguém pode assumir sozinha uma tarefa tão gigantesca, Mayer recomenda construir uma rede de amigos e familiares que saiba continuamente onde está o seu ente querido para que ele esteja seguro.
“Para ajudar tanto seu amigo quanto você, recrute outros amigos e familiares para formar uma rede de apoio e amor”, diz Mendez. “Quanto mais pessoas se importarem com elas, melhor”, completa.
“Para evitar que a pessoa sinta que estão fofocando sobre ela pelas costas, faça com que ela participe do processo de conversar com os outros.” Se você não puder se encontrar pessoalmente, poderá fazer uma chamada em conferência, um e-mail ou um texto em grupo. Mas faça o que for, não poste sobre isso nas mídias sociais – isso pode provocar sentimentos de vergonha em um espaço público.

12. Não subestime gritos por atenção

“Todos os humanos precisam de atenção positiva. As pessoas que são suicidas muitas vezes tiveram experiências de vida difíceis ou traumáticas. Portanto, elas podem estar pedindo ajuda da melhor maneira que sabem”, diz Gandotra.
Não os permita tomar decisões erradas ou deixar que eles o manipulem. A melhor coisa a fazer é mostrar que você os ouve e ajudá-los a obter ajuda profissional. Depois, deixe a terapia para os profissionais.

13. Ofereça ser seu contato de emergência

Você sabe a caixa de remédios que tem o nome e número de telefone de uma pessoa que o médico pode contatar em caso de emergência? Coloque suas informações lá nos formulários do seu ente. “Pessoas deprimidas sentem que ninguém se importa com elas e elas não têm a quem recorrer. Esta é uma maneira simples de mostrar a eles que não estão sozinhos”, diz Gandotra.

14. Procure por sinais de que estão se preparando para a partida

Antes de tentar tirar a própria vida, algumas pessoas se prepararão chamando seus entes queridos, entregando seus pertences, escrevendo cartas ou fazendo um testamento.
“Alguns sinais podem ser muito sutis, então fique de olho em qualquer mudança que possa indicar que eles estão se preparando para ir além do estágio de planejamento”, diz Mendez. “Não tenha medo de mencionar os comportamentos que o preocupam e perguntar sobre eles, enquanto expressa seu amor e preocupação”, acrescenta.
Por fim, se você ou alguém que você ama está lutando com pensamentos suicidas, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida através do número 188.
Fonte: Womens Health Brasil

Continuar lendo PSICOLOGIA: COMO AJUDAR UMA PESSOA QUE TEM PENSAMENTOS SUICIDAS

AUTOAJUDA: 5 DICAS INFALÍVEIS PARA ACORDAR CEDO NO SEJA UMA PESSOA MELHOR

Na sessão de AUTOAJUDA deste domingo fique com Albano e as suas cinco dicas infalíveis para acordar cedo no Seja Uma Pessoa Melhor.


Fonte: 

Publicado em 17 de jan de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: 5 DICAS INFALÍVEIS PARA ACORDAR CEDO NO SEJA UMA PESSOA MELHOR

AUTOAJUDA: A MONJA COEN FALA SOBRE AMOR PRÓPRIO

Na sessão de AUTOAJUDA deste sábado mais uma excelente palestra da Monja Coen sobre AUTOESTIMA e/ou AMOR PRÓPRIO. De uma maneira simples, objetiva e prática ela nos explica como encontrá-lo para não mais perdê-lo. 


Fonte: 

Publicado em 4 de jul de 2016

Continuar lendo AUTOAJUDA: A MONJA COEN FALA SOBRE AMOR PRÓPRIO

AUTOAJUDA: RESUMO ANIMADO DO LIVRO PENSA E ENRIQUEÇA

Na sessão de AUTOAJUDA desta segunda-feira mais um vídeo resumo animado de Albano do Seja Uma Pessoa Melhor. Desta vez do livro Pense e Enriqueça. Descubra como crescer e chegar lá.


Fonte:

Publicado em 9 de set de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: RESUMO ANIMADO DO LIVRO PENSA E ENRIQUEÇA

REFLEXÃO: SILENCIAR A MENTE ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO É UMA FORMA DE FICAR NA PRESENÇA

Silenciar a mente é uma forma de ficar na presença

POR LUCIANA KOTAKA

Quando praticamos a atenção plena saímos do fluxo dos pensamentos invasivos e ficamos menos reativos aos conflitos a que somos expostos


Como é difícil entender que a prática do silêncio é um caminho para a cura de muitos de nossas dores, até porque parece algo simples e temos um funcionamento mental que nos induz a confiar e buscar metodologias complexas e caras para resolução de conflitos.
Mas afinal que história é essa de ficar na presença? Que ganho eu vou ter em silenciar a mente? Primeiro é preciso desmistificar a ideia de que é possível silenciar a mente por completo, somente pessoas com anos de prática podem chegar perto de sentirem-se livre dos pensamentos, mas podemos sim ir caminhando na direção de buscar acalmar o fluxo excessivo que invade a nossa mente  a cada minuto minuto.
A prática da meditação é simples, requer de nós a disciplina de praticar todos os dias ou pelo menos alguns dias da semana. Os pensamentos irão chegar o tempo todo, vamos percebendo o quanto acabamos sendo influenciados por situações, crenças, sentimentos e lembranças que acabam se tornando um problema quando na verdade, na grande maioria das vezes são frutos de pensamentos disfuncionais.
O silenciar da mente favorece que o espaço entre um pensamento e outro vá aumentando gradativamente o que leva a experimentarmos uma sensação de tranquilidade, de bem-estar, diminuindo a ansiedade de forma absurda e permitindo que possamos olhar com mais assertividade para tudo o que acontece em sua vida.
Quando nos mantemos na presença desenvolvemos uma maior capacidade de avaliar nossa vida, nos livramos dos pesos que a mente excessivamente compulsiva proporciona. Aprendemos a nos permitir ter calma e escolher a melhor forma de agir nas situações que estamos vivenciando. A clareza na tomada de decisões, comportamentos mais equilibrados, menos reativos, frutos de uma mente mais calma.
Ficar na presença é uma possibilidade real, não demanda nada mais do que disposição para tentar fazer algo diferente, então o que está esperando, experimente e me conte depois como foi para você.
LUCIANA KOTAKA é psicóloga, colunista, blogueira, escritora apaixonada pelo comportamento humano, em busca constante do papel da obesidade e dos transtornos alimentares como sintoma de uma sociedade ansiosa e angustiada.
Fonte: O ESTADÃO

Continuar lendo REFLEXÃO: SILENCIAR A MENTE ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO É UMA FORMA DE FICAR NA PRESENÇA

AUTOAJUDA: RESUMO ANIMADO DO LIVRO O SEGREDO

Na sessão de AUTOAJUDA desta sexta-feira da Independência mais um resumo animado de um beste seller: O Segredo. Sobre a Lei da Atração. Mais um grande projeto de Albano do canal Seja Uma Pessoa Melhor. Aconselho que não deixem de assistir este vídeo, pois a Lei da Atração é a mais pura verdade.


Fonte: Seja Uma Pessoa Melhor

Continuar lendo AUTOAJUDA: RESUMO ANIMADO DO LIVRO O SEGREDO

REFLEXÃO: QUANTO MAIS VAZIA A PESSOA MAIS BARULHO ELA FAZ

Na nossa sessão de REFLEXÃO desta quinta-feira temos uma entrevista com Clovis de Barros Filho sobre O vocabulário empobrecido torna o pensamento empobrecido, ou seja, o encontro com o seu EU também depende do conteúdo intelectual da pessoa. Assista o vídeo e tire suas conclusões.


Fonte:

Publicado em 3 de set de 2018

Continuar lendo REFLEXÃO: QUANTO MAIS VAZIA A PESSOA MAIS BARULHO ELA FAZ

AUTOAJUDA: IVAN MAIA E OS 03 HÁBITOS QUE VÃO MUDAR SUA VIDA PARA MELHOR

Na sessão de AUTOAJUDA desta segunda-feira uma curte palestra de Ivan Maia sobre os 03 hábitos que vão mudar sua vida para melhor parte 1. Assista e tire suas conclusões.


Fonte:

Publicado em 25 de jun de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: IVAN MAIA E OS 03 HÁBITOS QUE VÃO MUDAR SUA VIDA PARA MELHOR

AUTOAJUDA: CURTA UMA PALESTRA DE IVAN MAIA SOBRE O IMENSO PODER DO TEMPO E DO ENTUSIASMO

Na sessão de AUTOAJUDA desse sábado mais uma pequena palestra do especialista em relações humanas Ivan Maia sobre O Imenso Poder do Tempo e do Entusiasmo. Vale a pena. Assista e tire suas conclusões.


Fonte: Ivan Maia Treinamentos

Continuar lendo AUTOAJUDA: CURTA UMA PALESTRA DE IVAN MAIA SOBRE O IMENSO PODER DO TEMPO E DO ENTUSIASMO

AUTOAJUDA: SEIS DICAS DE AYRTON SENNA PARA QUE VOCÊ SEJA UMA PESSOA MELHOR

Na nossa sessão de AUTOAJUDA desta segunda-feira temos mais um resumo animado de Albano no Seja Uma Pessoa Melhor: Seis Dicas de AYRTON SENNA para que você Seja Uma Pessoa melhor. 


Fonte:

Publicado em 26 de ago de 2018

Continuar lendo AUTOAJUDA: SEIS DICAS DE AYRTON SENNA PARA QUE VOCÊ SEJA UMA PESSOA MELHOR

FILOSOFIA: O CONCEITO DE FELICIDADE É MUITO RELATIVO. VEJA PORQUÊ COM LEANDRO KARNAL

Na sessão de FILOSOFIA deste sábado um trecho de uma palestra de Leandro Karnal que define muito bem o que é felicidade. Talvez você seja feliz e não sabe. Assista e descubra o porquê! 

Continuar lendo FILOSOFIA: O CONCEITO DE FELICIDADE É MUITO RELATIVO. VEJA PORQUÊ COM LEANDRO KARNAL

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho