Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: COMO CONVIVER COM A CRENÇA NA CIÊNCIA E NA ESPIRITUALIDADE AO MESMO TEMPO

Antigamente Crença e Ciência não andavam juntas e eram antagônicas, mas atualmente já se sabe que é possível a convivência das duas ao mesmo tempo. O que talvez ainda falte seja popularizar isso e esclarecer os limites de um e de outro para não haver conflito, apesar de ser algo muito pessoal. O artigo a seguir tenta desvendar esses novos paradigmas, Leia, reflita e faça o seu juízo de valor!

É possível crer na ciência e na espiritualidade ao mesmo tempo?

Um homem branco que faz um gesto de dúvida, colocando a mão no queixo. À sua direita, uma ilustração que representa as religiões abraâmicas, à sua direita uma ilustração que representa a ciência.
Andrea Piacquadio / Pexels / Canva / Eu Sem Fronteiras

Se você veio em busca de uma resposta simples para a pergunta do título deste artigo, é “sim”. Sim, é possível crer na ciência e na espiritualidade ao mesmo tempo.

Por muito tempo, e ainda hoje, muita gente acreditou que ciência e espiritualidade eram opostas e rivais, como clubes de futebol que têm torcedores que se odeiam. Mas a verdade é que, apesar de haver pontos de discordância, você pode muito bem crer em uma e crer em outra.

Antes de mais nada, o que é ciência?

Uma mulher morena com um suéter amarelo olhando através de uma lupa.

kroshka__nastya / Freepik

Para deixarmos as coisas bem explicadinhas antes de seguirmos em frente, vale esclarecer esse conceito. O que chamamos de ciência neste artigo é o seguinte: todo conhecimento que explica fenômenos e que foi comprovado por métodos científicos.

Métodos científicos se baseiam em experimentos e observação. Sabemos que determinado remédio combate determinada dor porque diversas substâncias foram testadas para aliviar essa dor e descobriu-se que essa medicação funciona. Essa conclusão foi submetida a mais outra dezena de testes para ser comprovada.

Portanto, ciência é a explicação lógica por trás de uma situação. Ah, e importante: não existe “a” ciência, algo como um instituto que define o que é certo ou errado. O conhecimento científico está sempre se desconstruindo e se modernizando.

E o que é espiritualidade?

Espiritualidade é a busca por explicações que transcendem os nossos sentidos e a nossa capacidade de testar e observar, ou seja, os métodos científicos.

Há pessoas que creem que a meditação harmonize as energias do nosso corpo. Isso é impossível de ser medido, certo? Como medir as tais energias? Assim como há pessoas que acreditam que, ao morrermos, iremos ao céu ou ao inferno; mas como comprovar a existência desses lugares? Impossível.

Uma estátua budista em bronze. Ela cerra as mãos em um gesto de oração.

Dean Moriarty / Pixabay

Assim sendo, espiritualidade é tudo aquilo que tenta explicar ou dar sentido a tudo o que não podemos comprovar ou para o qual não encontramos sentido lógico. A ciência, por exemplo, provavelmente jamais poderá deduzir o sentido da vida. Não há como fazer isso. A espiritualidade, por sua vez, pode fazer isso.

É importante dizer que espiritualidade não é sinônimo de religião. Religiões são conjuntos de crenças estabelecidas que seguem cultos, rituais, regras etc. A espiritualidade é ampla: você pode crer no Deus cristão, no poder da meditação budista e participar de eventos em um terreiro de candomblé. Espiritualidade é individual.

Alguns exemplos simples

Usando alguns exemplos simples e até um pouquinho bobos, vamos mostrar a você que ciência e religião não se excluem. Vamos lá:

Parece absurdo uma pessoa estar esperando a vacina contra o coronavírus, mas, mesmo assim, todos os dias dobrar seus joelhos e pedir a Deus que proteja sua família e sua vida? Não, certo? Pois a ciência está aí, na vacina, e a espiritualidade está aí, em Deus.

Mais um exemplo: é absurdo estar passando por um quadro de transtorno de ansiedade, tomar medicamentos para controlar esse problema, mas praticar meditação todos os dias, com o objetivo de harmonizar energias espirituais? A medicação (ciência) atrapalha a meditação (espiritualidade, neste caso) ou vice-versa?

Uma pessoa com os dedos entrelaçados em um gesto de oração. Ela debruça suas mãos sobre uma provável bíblia.

reenablack / Pixabay

E um último caso ilustrativo: é absurdo uma pessoa combatendo um vício em drogas buscar ajuda psiquiátrica e psicológica, mas, ao mesmo tempo, procurar o conselho e a ajuda espiritual de um imã na mesquita de sua cidade? Não há nada de errado nisso, não é?

Como você pôde ver a partir dos exemplos, a espiritualidade e a religião não atrapalham a crença na ciência e em procedimentos médicos e científicos.

Quando os problemas começam…

Os problemas podem começar quando há conflitos entre a espiritualidade e a ciência, o que pode acontecer. Sim, é possível manter uma harmonia entre os dois e, com sabedoria, isso pode ser feito, mas há pontos inflexíveis que podem gerar situações problemáticas.

Há pessoas, por exemplo, que abrem mão de fazer tratamentos médicos, como quimioterapia, na esperança de que Deus ou qualquer que seja sua crença vá curá-la desse problema de saúde.

Outro exemplo, este ligado a uma religião: aqueles que se consideram testemunhas de Jeová são proibidos por sua crença de fazer transfusão de sangue. Então, caso sofram um acidente ou passem por um quadro em que precisem de doação de sangue, arcarão com as consequências de abrir mão desse tratamento.

Seria leviano e arrogante dizer o que você deve fazer da sua vida, e não estamos aqui para isso, mas recomendamos que você coloque a sua saúde e a saúde dos seus acima das suas crenças quando for possível. Ainda que você tenha certeza a respeito do que crê, nada podemos saber a respeito da espiritualidade, apenas supor.

Uma mulher de blusa branca e calças leggings preta fazendo yoga.

Irina L / Pixabay

Então o recomendado é sempre se precaver e fazer o possível para se cuidar, seja cuidando do seu corpo ou da sua mente, seja fazendo tratamentos psicológicos e psiquiátricos, se forem necessários.

E a pseudociência?

Muitos confundem espiritualidade com pseudociência e, a partir desse preconceito, classificam qualquer crença como anticiência, mas não é bem assim.

A espiritualidade, quando verdadeira, é humilde. O que isso quer dizer? Que cremos naquilo que cremos, mas sabemos, lá no fundo, que não dá para ter certeza de que é verdade. Mesmo assim, cremos. Uma das definições de fé é esta: “crença na existência de alguma coisa”. Veja: crença, não certeza.

A pseudociência, por sua vez, não tem a humildade da espiritualidade. Ela deturpa métodos e conhecimentos científicos para se passar por verdadeira, na maioria das vezes com o intuito de enganar pessoas e, frequentemente, de ganhar dinheiro por causa disso.

Mãos de uma mulher manipulando um baralho de cartas. Sobre uma mesa, uma vela preta acesa e um leque de ferro, além de um globo cinza e também uma caixa acinzentada.

Anastasia Shuraeva / Pexels

Um exemplo de pseudociência. Crer que temos energias espirituais em nosso corpo não é errado. A ciência nunca comprovou a existência ou inexistência delas, e nunca vai fazê-lo, porque isso é tema para a espiritualidade.

Mas quando aparece uma pessoa dizendo que pode manipular as tais energias para que você seja mais feliz, isso é pseudociência. Por quê? Porque manipulação, medicação, entre outros, são conceitos científicos. Se uma prática mistura espiritualidade (energias) e ciência (cura), é uma pseudociência.

Duas dicas simples para diferenciar espiritualidade de pseudociência:

a. A crença promete alguma coisa como certeza (exemplo: uma cura)? Se sim, desconfie, porque nem mesmo as religiões prometem;

b. A crença cobra algum dinheiro de você para oferecer algo que é espiritual e que não pode ser mensurado/avaliado? Desconfie.

Já se foi o tempo em que espiritualidade e ciência eram antagonistas. Na época em que vivemos, sabemos que os dois podem conviver harmonicamente, desde que não nos impeçam de ter cuidados conosco, com a nossa saúde e com a nossa mente, por exemplo. Fora isso, exerça sua espiritualidade como quiser e como se sentir bem!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: COMO CONVIVER COM A CRENÇA NA CIÊNCIA E NA ESPIRITUALIDADE AO MESMO TEMPO

REFLEXÃO: QUANTO PESA ESSE COPO? UMA CURTA HISTÓRIA, POR CAMILA ZEN

Uma história que nos convida a ver os nossos problemas por um ângulo um pouco inusitado. Segurar um problema sem trégua, indefinidamente é o mesmo que segurar um copo com água por um dia inteiro ou até mesmo dias. Quanto mais tempo você passa com ele na mão mais ele parece pesar. E aí, por quanto tempo você tem segurado o copo? Assista ao vídeo de Camila Zen a seguir contando uma curta história que merece a sua REFLEXÃO. Namastê!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: QUANTO PESA ESSE COPO? UMA CURTA HISTÓRIA, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O SEGREDO DA FELICIDADE ESTÁ NA RESPONSABILIDADE QUE ENCARAMOS A VIDA

É normal todos querem saber o Segredo da Felicidade. Afinal todos sonham com isso. Querem ser felizes, mas não fazem ideia do que realmente seja a felicidade. É preciso, muitas vezes, procurarmos essa tão almejada felicidade nas coisas belas do mundo, mas também é comum as pessoas se desiludirem. Então convido você a ler o texto completo a seguir e descobrir qual o segredo da felicidade, pois é algo bem diferente do que a maioria das pessoas acha.

Você vai descobrir agora os 4 maiores segredos da felicidade plena - Instituto i9c

O segredo da felicidade

Há muito tempo, em uma terra muito distante, havia um jovem rapaz, filho de um rico mercador, que buscava obstinadamente o segredo da felicidade.

Já havia viajado por muitos reinos, falado com muitos sábios, sem, no entanto, desvendar tal questão.

Um dia, após longa viagem pelo deserto, chegou a um belo castelo no alto de uma montanha.

Lá vivia um sábio, que o rapaz ansiava conhecer.

Ao entrar em uma sala, viu uma atividade intensa. Mercadores entravam e saíam, pessoas conversavam pelos cantos, uma pequena orquestra tocava melodias suaves.

De longe ele avistou o sábio, que conversava calmamente com todos os que o buscavam.

O jovem precisou esperar duas horas até chegar sua vez de ser atendido.

O sábio ouviu-o com atenção, mas lhe disse com serenidade que naquele momento não poderia explicar-lhe qual era o segredo da felicidade.

Sugeriu que o rapaz desse um passeio pelo palácio e voltasse dali a duas horas.

“Entretanto, quero pedir-lhe um favor.” – completou o sábio, entregando-lhe uma colher de chá, na qual pingou duas gotas de óleo.

“Enquanto estiver caminhando, carregue essa colher sem deixar o óleo derramar.”

O rapaz pôs-se a subir e a descer as escadarias do palácio, mantendo sempre os olhos fixos na colher.

Ao fim de duas horas, retornou à presença do sábio.

“E então?” – perguntou o sábio – “você viu as tapeçarias da pérsia que estão na sala de jantar?

Viu o jardim que levou dez anos para ser cultivado?

Reparou nos belos pergaminhos de minha biblioteca?”

O rapaz, envergonhado, confessou não ter visto nada.

Sua única preocupação havia sido não derramar as gotas de óleo que o sábio lhe havia confiado.

“Pois então volte e tente perceber as belezas que adornam minha casa.” – disse-lhe o sábio.

Já mais tranqüilo, o rapaz pegou a colher com as duas gotas de óleo e voltou a percorrer o palácio, dessa vez reparando em todas as obras de arte.

Viu os jardins, as montanhas ao redor, a delicadeza das flores, atentando a todos os detalhes possíveis.

De volta à presença do sábio, relatou pormenorizadamente tudo o que vira.

“E onde estão as duas gotas de óleo que lhe confiei?” – perguntou o sábio.

Olhando para a colher, o rapaz percebeu que as havia derramado.

“Pois este, meu rapaz, é o único conselho que tenho para lhe dar: – disse o sábio – o segredo da felicidade está em saber admirar as maravilhas do mundo, sem nunca esquecer das duas gotas de óleo na colher.”

Pense nisso!

Vivemos em um mundo repleto de atrativos e de propostas sedutoras.

Há milhares de maneiras de gastarmos nosso tempo, nossa saúde, nossa vida, enfim, com coisas belas e agradáveis, mas que, na verdade, podem nos afastar de nossos reais objetivos.

Cada um de nós carrega na consciência as missões que nos foram confiadas por Deus e as diretrizes para que as cumpramos satisfatoriamente.

É imprescindível alcançarmos o equilíbrio para que possamos viver no mundo, sem nos deixarmos seduzir por ele.

É urgente que tenhamos discernimento para que possamos admirar e aprender através das coisas do mundo, sem que negligenciemos, ou até mesmo abandonemos, nossos verdadeiros e inadiáveis deveres.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no livro como Atirar vacas no precipício, de Alzira Castilho, pp. 58/60.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O SEGREDO DA FELICIDADE ESTÁ NA RESPONSABILIDADE QUE ENCARAMOS A VIDA

DICA DE LIVRO: APRENDENDO A LIDAR COM A RAIVA DE THICH NHAT HANH

Nesta quarta-feira, aqui na coluna DICA DE LIVRO você vai conhecer “Aprendendo a lidar com a raiva” de Thich Nhat Hanh. Este livro tem como tema a raiva, mostrando como esse sentimento é uma emoção extremamente destrutiva e muito presente na nossa civilização. O autor procura ensinar como libertar-se dela, praticando o que ele chama de exercí­cio da ‘Plena Consciência’. Thich Nhat Hanh fornece instruções concretas sobre como transformar o anseio, a raiva e a confusão que existem dentro de nós, para que se torne possível cuidar do sofrimento e alcançar a paz para podermos ajudar outras pessoas.

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: APRENDENDO A LIDAR COM A RAIVA DE THICH NHAT HANH

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O QUE VOCÊ BUSCA ESTÁ TE BUSCANDO, POR IVAN MAIA

Este vídeo é para você que ainda não descobriu o seu PROPÓSITO na vida e precisa urgentemente dar um sentido a sua vida. Nele o competente desenvolvedor de pessoas Ivan Maia lhe ensina como descobrir isso. Então te convido a assistir o vídeo completo a seguir e transformar a sua vida definitivamente! 

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: O QUE VOCÊ BUSCA ESTÁ TE BUSCANDO, POR IVAN MAIA

REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

O texto a seguir que trazemos para REFLEXÃO nesta terça-feira, “Não traia o amor”, nos adverte que precisamos obedecer a Lei de Causa e Efeito, pois não existe castigo, mas apenas a forma como o Universo nos ama e nos proporciona experiências, para o seu aprendizado. Como viemos aqui para aprender a amar, ao trairmos o amor estamos traindo a nossa própria essência. Então convido você a ler esse texto super esclarecedor, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Não traia o amor

 em 

 

Talvez você acredite que aqueles que estão neste planeta para ajudar na sua elevação devam ser pessoas muito especiais, pessoas totalmente puras, amorosas, sábias.

Será que são perfeitas? Reflitamos juntos.

Quando um mergulhador quer ir ao fundo do mar, em geral usa um cinto de chumbo, para que aquele peso o ajude a não ser levado de volta à superfície pelo ar que carrega no peito, certo? Então, todos nós, para estarmos neste planeta, precisamos de certa quantidade de peso, um lastro de escuridão, para conseguirmos adentrar a densidade que aqui imperava e aqui permanecer.

Não há quem aqui esteja e que não possua suas dificuldades, negatividades, medos e emoções densas. Eu ressalto isso porque é importante que você compreenda que não estamos aqui à espera dos salvadores deste planeta. Nós, com todas as nossas imperfeições, somos os salvadores. Eu e você.

Para fazer isso, não precisamos ser perfeitos, mas precisamos nos envolver em dar o nosso melhor. Precisamos ser capazes de ser fiéis ao amor, à vida, à liberdade que nos foi dada a todos por essa inteligência criativa que manifestou tudo o que existe.

Se você trai o amor , está traindo sua própria essência, e isso colocará em andamento uma série de eventos que retornarão a você pela lei de causa e efeito. Isso não é nenhum tipo de castigo. É a forma como o Universo o ama e lhe proporciona experiências, para o seu aprendizado.

Ouça, este planeta está num processo de elevação de sua vibração. Estamos num momento histórico deste Universo. Assim, preste muita atenção nas suas escolhas agora. Não faça escolhas que beneficiem apenas seu ego em detrimento de valores maiores. Não se submeta a nada que vá contra os valores da luz.

Apenas aqueles que servirem à luz serão conduzidos em segurança. Não acredite em mim. Experiente por si mesmo. Faça uma escolha luminosa e observe como isso lhe traz força, paz, confiança. Algo em nós se expande quando nos tornamos guerreiros da luz, pelo simples fato de nos negarmos a trair o amor, o respeito, a liberdade. Não se submeta por medo a nada que seu coração não aprove. Seja forte. Chegou a hora.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

ARTIGOS: AO ASSIMILAR AS NOVAS CRENÇAS O QUE EU POSSO GANHAR COM ISSO? POR WAGNER BRAGA

Como alcançar as 3 bases da liberdade e ter uma vida plena?

Partindo do princípio de que em qualquer atividade da vida estamos sempre galgando uma promoção, seja no esporte, no trabalho ou até mesmo na sociedade como um todo, o mesmo acontece no campo espiritual. Por exemplo, na vida militar existem as patentes, onde o indivíduo começa como soldado, vai a Cabo, depois a sargento e assim por diante até chegar a General. As pessoas passam por toda essa experiência porque, para elas, cada degrau superado significa uma vida melhor, melhor qualidade de vida e consequentemente mais bem estar.  No plano da espiritualidade o ápice é a liberdade e nós começamos como profanos, ascendemos ao plano místico até alcançar a pleni-consciência.

Descartar as crenças limitantes abraçando crenças e paradigmas mais evoluídos significa se desprender das amarras que nos prende a vida terrena em busca da liberdade plena. Aquela liberdade que um dia Jesus Cristo falou: “Conhecereis a Verdade e ela vos libertará. Portanto, jamais seremos livres nesse plano tridimensional, pois nele, estamos submetidos a ilusão, a mentira, a trapaça, as inúmeras máscaras e ao engano. Para conquistarmos a liberdade plena precisamos passar desse plano para a quarta e a quinta dimensão onde a transparência e a verdade imperam e só através dos novos paradigmas alcançaremos essa plenitude.

Continuar lendo ARTIGOS: AO ASSIMILAR AS NOVAS CRENÇAS O QUE EU POSSO GANHAR COM ISSO? POR WAGNER BRAGA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A APOTEOSE DA REDENÇÃO DO HOMEM É O QUERER-SERVIR PLENO

Sempre me emociono ao ler os textos inconfundíveis e de incrível sabedoria do incomparável filósofo Huberto Hohden. Lavai os pés uns dos outros é um desses textos que não tem como não tocar àqueles que o lê, pois trata-se de um compêndio acerca da evolução espiritual do homem. Com muita clareza e vidência o autor consegue nos convencer de que não existe outro caminho senão o da conversão do ter pelo ser. Por isso convido você a ler esse texto consciencial que pode mudar a sua vida!

Lavai os pés uns aos outros" -Por Huberto Rohden

LAVAI OS PÉS UNS AOS OUTROS – por Huberto Rohden

– Por Huberto Rohden –

A tocante cena do lava-pés encerra o mais profundo mistério da verdadeira redenção do homem. O seu sentido último vai muito além da ética da humildade que estamos habituados a ouvir nos sermões comuns das igrejas.

É a apoteose da redenção pelo querer-servir.

A humanidade está dividida em dois grupos nitidamente distintos: os que querem ser servidos – e os que querem servir. A primeira parte é enorme, a segunda é pequena em quantidade, embora grande em qualidade.

Para que um homem passe da doença crônica do querer-ser-servido para a vigorosa sanidade do querer-servir, é necessário que deixe de ser profano e se torne um homem sacro. No homem profano, devido à sua cegueira, predomina o pequeno ego físico-mental – no homem sacro, graça à sua vidência, triunfa o grande Eu espiritual.

O homem profano se sente bem, importante, poderoso, quando está sentado sobre um trono, dando ordens, e muitos de seus semelhantes jazem ao pé do trono, cumprindo ordens. Nisto é que ele vê força, riqueza grandeza – quando, na realidade, tudo isto é sintoma de fraqueza, pobreza, pequenez.

Quem pode alegremente servir mostra que é forte, rico, pleno, exuberante.

Deus não tem necessidade de receber nada, mas dá tudo porque é inesgotável Plenitude.

Quanto mais o homem se aproxima da Divindade doadora, tanto mais gosta de dar e servir e tanto menos se interessa por receber e ser servido.

Em última análise, toda a redenção consiste em que o homem extinga em si todo e qualquer desejo e necessidade de querer-ser-servido e eleve ao máximo a jubilosa vontade de querer-servir; porque aquilo é sinal de egoísmo estreito, ao passo que isto é prova de vasto universalismo e amor. Ora, todo egoísmo é irredenção, como todo amor é centralização unitiva.

No plano do ego personal domina a política de “ter”, e está ausente a filosofia do “ser”. O profano considera reais os objetos que ele tem ou pode ter, e por isso gasta a vida toda a correr atrás desses objetos, que, devido ao seu inerente pendor centrífugo, fogem do homem profano, por ser negativo. Na verdade, porém, nenhum objeto tem realidade intrínseca em si mesmo; todos eles são apenas realizados, isto é, possuem realidade extrínseca, vinda de fora deles. Nenhum objeto tem realidade original, autônoma, mas apenas um reflexo no espelho, heterônomo. Ora, ninguém pode agarrar e possuir solidamente um reflexo no espelho.

É absolutamente impossível que eu tenha hoje o que não tive ontem e não terei amanhã. Um “ter” entre dois “não-teres” é intrinsecamente impossível, porque contraditório em termos. Só tenho de fato o que posso ter para sempre. Esse “ter-para-sempre” porém, não faz parte dos objetos quantitativos, dominados pelas ilusórias categorias de tempo e espaço. O único “ter” verdadeiro é o “ser”. Em última análise, eu só “tenho” o que “sou”; só posso “ter” o meu verdadeiro “ser” com todos os atributos a ele inerentes, como verdade, justiça, amor, benevolência, ou seus contrários.

O profano é um caçador de sombras e sonhador de sonhos; corre sem cessar atrás de grandes e pequenos nadas, como se fossem algo, e, enquanto não se curar dessa estranha alucinação, não será liberto da sua velha escravidão, porque só a verdade é que é libertadora.

É esta ilusão a última razão por que o profano tem a irresistível necessidade de receber e de ser servido, porque isto dá uma força ilusória à sua fraqueza real, assim como álcool, cocaína, maconha e outros estimulantes e entorpecentes geram a sensação de uma força que, de fato, não existe nesses indivíduos viciados. Todo profano é um viciado, porque sedento e ébrio de objetos. Querer receber e ser servido é vício. Só a experiência da verdade é que cura o homem dessa doença crônica e aguda e lhe dá vigorosa saúde.

* * *

Quando Jesus ajoelhou aos pés de seus discípulos para lavá-los e enxugar com uma toalha, prestou-lhes, segundo a opinião humana, serviço de escravo. No Oriente, onde se usam, geralmente, sandálias em vez de sapatos fechados, o viandante entra em casa com os pés cobertos de pó; imediatamente, um dos servos acorre com uma bacia de água, desata o calçado e lava os pés do hóspede, enxugando-os com uma toalha. As sandálias ficam do lado de fora.

Para a humanidade profana dos nossos dias, esse servir é um sinal de inferioridade – assim como o ser-servido é considerado quase universalmente como prova de superioridade. Entre verdadeiros iniciados e homens sacros reina a ordem inversa, porque eles se aproximaram tanto do Servidor Doador Universal que refletem espontaneamente os atributos de mesmo.

“Os príncipes deste mundo – disse Jesus – dominam sobre seus súditos, e por isto são chamados grandes; entre vós, porém, não há de ser assim, mas aquele dentre vós que quiser ser grande seja servidor de todos.”

Aqui está o teste da verdadeira iniciação cósmica; dar e servir em vez de querer receber e ser servido. O verdadeiro iniciado, porém, não vê nesse dar e servir algo como virtude ou heroísmo, mas sim como a expressão da mais simples das verdades e realidades. Ele não é “virtuoso”, no sentido usual do termo, mas é “sábio”, por ser um grande “compreendedor” da suprema verdade.

O Nazareno deu a seus discípulos uma ordem simbólica, mandado que lavassem os pés uns aos outros, quer dizer, que prestassem uns aos outros serviço espontâneo e voluntário, impelidos pelo amor compreensivo, e não compelidos por alguma lei externa.

* * *

Mahatma Gandhi tinha entre seus discípulos uma turma que ia de cidade em cidade, de aldeia em aldeia, fazendo limpeza pública nas ruas e até nas privadas. Certo dia, um viajante encontrou um passageiro de trem a lavar a privada; olhou para o desconhecido e disse: “Você, de certo, é da turma de Mahatma Gandhi”. Sorriu-se o servidor espontâneo e continuou a trabalhar. Era de fato da “turma de Gandhi” – porque era Mahatma Gandhi em pessoa, ele, a “grande alma” da Índia.

Para poder servir espontaneamente, sem perigo de criar complexo de heroísmo ou virtuosidade, deve o homem ser, de fato, uma “mahatma”, uma “grande alma”; porque as almas pequenas só querem ser servidas. Quem não é ainda remido da velha escravidão do seu ego não pode entrar na “gloriosa liberdade dos filhos de Deus”.

Jesus, porém, supõe que seus verdadeiros discípulos sejam grandes almas…

”Lavai os pés uns aos outros”…

“Quem quiser ser grande, seja servidor de todos”…

(Texto extraído do livro “O Triunfo da Vida Sobre a Morte” – Huberto Rohden* – Editora Martin Claret).

Fonte: IPPB

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A APOTEOSE DA REDENÇÃO DO HOMEM É O QUERER-SERVIR PLENO

REFLEXÃO: UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE GRATIDÃO, POR CAMILA ZEN

Nesta sexta-feira de REFLEXÃO com Camila ZEN você vai conhecer uma curta história sobre gratidão como você nunca viu igual, que se você assistir até o fim, isso pode mudar completamente a sua vida e a boa notícia é: para muito melhor. Então não perca tempo e comece logo a assistir ao vídeo completo a seguir e expanda sua consciência!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE GRATIDÃO, POR CAMILA ZEN

DICA DE LIVRO: MUITAS VIDAS, MUITOS MESTRES DE BRIAN L. WEISS

Uma DICA DE LIVRO maravilhosa para você ler e se aprofundar no tema da reencarnação. Com mais de dois milhões de livros vendidos no mundo, 500 mil só no Brasil, Muitas vidas, muitos mestres se tornou um marco ao contar uma história real que mais parece ficção: um médico de renome coloca sua carreira em jogo ao se ver diante de evidências da reencarnação.

Psiquiatra e pesquisador consagrado, o Dr. Brian Weiss viu suas crenças e sua carreira virarem pelo avesso ao tratar de Catherine, uma paciente com fobias e crises de ansiedade. Durante uma sessão de hipnose, ela falou de traumas sofridos em vidas passadas que pareciam ser a origem de seus problemas.

Cético, o Dr. Weiss não acreditou no que estava presenciando até que Catherine começou a narrar fatos da vida dele que ela jamais poderia conhecer e a transmitir mensagens de espíritos altamente desenvolvidos – os Mestres – sobre a vida e a morte.

Transformado por essa experiência, ele surpreendeu a comunidade científica ao publicar este livro demonstrando o potencial curativo da terapia de vidas passadas.

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: MUITAS VIDAS, MUITOS MESTRES DE BRIAN L. WEISS

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: 5 MAUS HÁBITOS QUE VOCÊ DEVE ELIMINAR SE QUISER CONQUISTAR COISAS NA VIDA

Na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL deste feriadão de 7 de setembro você vai saber como eliminar 5 maus hábitos que he impedem de conquistar as coisas que você mais quer. Por isso te convido a assistir ao vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: 5 MAUS HÁBITOS QUE VOCÊ DEVE ELIMINAR SE QUISER CONQUISTAR COISAS NA VIDA

REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

Transmutar significa: Fazer com que fique diferente; ir de um lugar para outro; mudar de uma circunstância para outra; transformar ou transformar-se: a felicidade transmutou-se em tristeza. No caso do desenvolvimento espiritual, transmutar é o mesmo que dar um salto quântico evolutivo e isso ocorre através da prática da GRATIDÃO. Um sentimento que pode ser comparado com o AMOR. O texto a seguir é um verdadeiro compendio acerca da GRATIDÃO. Por isso convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de transmutar

 em 

 

“Gratidão. Palavra interessante essa. Essa é uma palavra na qual eu identifico como amor. Ter gratidão é algo muito mais amplo do que a forma como estamos usando hoje em dia.

Melhor forma de demonstrar amor que não a sendo grato a tudo que acontece? Ter a sabedoria, serenidade e discernimento de entender que tudo que acontece é algo bom para crescimento espiritual, evolução.

Imaginemos um fim de relacionamento que, em muitas vezes, a carga negativa é maior do que tudo que fora vivido antes.

Vivemos o momento do rompimento como se aquilo fosse uma verdade absoluta de toda a trajetória vivida. Podem ter sido meses, anos ou décadas, mas o que fica, parece que o momento final ou o tempo final do relacionamento. Seja por desgaste, por traição, por omissão ou qualquer outro motivo, o que fica no coração por algum tempo é a raiva, a mágoa, o rancor.

Criamos diálogos imaginários em nossa cabeça de que poderia ter feito, falado para mudar aquilo. E normalmente a primeira coisa é: perdi tanto tempo da minha vida!

Somos ingratos naturalmente e para sermos gratos, precisamos parar, respirar, desacelerar e então trabalhar isso. Ainda não vem de dentro e, sim, algo racional. É ótimo, melhor do que nada. E todo início é racional até que se torne orgânico.

Acredito que jogar anos pretéritos pelo momento atual é conceito de ingratidão. Se fôssemos realmente gratos, não nos machucaríamos. Não seríamos tão apegados. Entenderíamos rapidamente que o que o outro fez é dele, pertence apenas a ele. Não temos o poder de machucar ninguém que não seja fisicamente.

Nós nos machucamos porque nos decepcionamos com o que nos é falado ou feito (ou não feito). Nós nos machucamos por aceitarmos aquilo como verdade. Porque uma ferida é exposta e isso nos faz mal. Queremos ser blindados e fazemos justamente o contrário abrimos a guarda ainda mais.

Se alguém, fisicamente, nos der uma pedrada, vai doer. E deveria doer apenas fisicamente. Acontece que dependendo da pessoa e/ou da circunstância, a pedrada dói na alma. Magoamo-nos por monstros nossos, criados por nós mesmos, dentro de nossas cabeças.

A vida nos dará coisas que machucam, mas nunca nos dará algo para sofrermos. Sendo a gratidão algo intrínseco nosso, nada nos ressentiria, pois entenderíamos que cada qual fará algo dentro de suas capacidades.

Focamos no que perdemos e esquecemos o quanto temos a agradecer. Chegaremos lá, todos nós, algum dia. Uns antes, outros depois, mas subiremos todos o mesmo podium, porque a vida não é uma pista de corrida, mas várias trilhas para o mesmo objetivo.

É mais fácil (muitos nem assim sentem a gratidão) estar num lugar lindo e dizer gratidão. O difícil é estarmos em qualquer lugar “ruim” (cada um sabe o que é ruim para si) e termos gratidão. Agradecer a cura, mas não sermos gratos pelo processo da doença. Se estivéssemos abertos ao que a vida nos dá, perceberíamos a cada instante que a vida é um eterno ensinamento. A vida é uma academia de musculação que a cada dia nos fortalece. Mas a decisão de agradecermos ao que passamos de “ruim” é de foro íntimo.

Percebo que quando estou numa fase que dá vontade de desistir, ao fazer exercício da gratidão as coisas se tornam mais leve e me faz olhar em outra direção.

Fico imaginando se isso fosse tão natural quanto respirar, como a vida seria ainda mais colorida. A leveza consiste em aceitarmos. Não significa não fazer nada e sim, compreender, entender e de forma tranquila saber o que será feito para mudar ou a coisa em si ou a direção a seguir.

Compreendendo que o que acontece em nosso externo é projetado do interno, e por isso lemos com frequência que ao mudar o nosso interno, o externo muda ou se queremos paz, temos que ter a paz dentro de nós.

É hora de começarmos a ser proativos e não reativos. Viver o momento presente sempre com gratidão no coração.

Eu, particularmente, não vejo melhor forma do que conseguir essa serenidade que não sendo meditação. Silenciar a mente para ouvir sua própria essência. Técnicas existem inúmeras e cada um tem que saber qual a melhor se adapta. Tudo é remédio ou veneno, depende de como será usado. Tem quem goste de silêncio, tem quem goste de músicas calmas, outros de músicas mais aceleradas. Isso é processo interno.

Silenciando a mente, viveremos o momento presente com gratidão, alegria, serenidade. Calar os diálogos internos que normalmente são verdadeiras discussões internas. Perda de tempo e energia.

É hora de transmutarmos. “

(Fonte: Blog Rashuah)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

ARTIGOS: COMO ASSIMILAR AS NOVAS CRENÇAS AO ME CONVENCER QUE AS ANTIGAS SÃO OBSOLETAS? POR WAGNER BRAGA

Quando nos conscientizamos de que as crenças antigas estão obsoletas fica muito mais fácil de nos libertarmos delas e aderirmos as novas crenças. Por isso dar um salto quântico evolutivo é apenas uma questão de conscientização. O mais difícil é alcançar essa consciência, pois as antigas e limitantes crenças estão enraizadas nas nossas entranhas, ou seja, elas estão cravadas no inconsciente coletivo e passam de geração para geração. É algo tão intimamente impregnado no nosso âmago que acreditamos não ser possível viver sem elas, mas a partir do momento que nos libertamos delas é como se criássemos asas e como eu costumo dizer: “nem o céu é o limite”. Passamos a nos sentir poderosos, sem limites e começamos a acreditar que realmente somos donos do nosso destino.

Foi assim que me senti quando deixei para trás as minhas crenças limitantes e passei a ser dono da minha vida, mudei a minha realidade e assim como foguete não dá ré estou subindo, subindo e subindo para além da estratosfera onde nem o céu é o limite. Quando isso acontece as novas crenças que virão serão assimiladas e as antigas descartadas com muito mais facilidade.

Você não precisa acreditar em mim, apenas fazer o teste, começando a questionar aquelas coisas que você sempre teve vontade, mas não o fazia por medo, por receio ou por acreditar que conhecer o desconhecido é pecado. Deixe isso para trás e mude de atitude. Quando você começar a descortinar a verdade verificando que vivia num mundo de mentiras e ilusões se lembrará das minhas palavras.

Continuar lendo ARTIGOS: COMO ASSIMILAR AS NOVAS CRENÇAS AO ME CONVENCER QUE AS ANTIGAS SÃO OBSOLETAS? POR WAGNER BRAGA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A VIRTUDE DA PACIÊNCIA É A PONTE PARA A SABEDORIA

A nossa REFLEXÃO deste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL, é sobre a virtude da Paciência. Algo que precisa ser exercitado ao longo da vida, como uma lapidação. Virtudes não são propriedade de um determinado espírito, pois compõem a sua própria essência, mas muitas vezes estão adormecidas no âmago do ser. Por isso a necessidade de se lapidar. Por isso te convido a ler esse texto de grande sabedoria!

A virtude da paciência - Diário Itaporã

Ser paciente

É comum ouvir-se dizer que alguém perdeu a paciência.

Sendo a paciência uma virtude, parece estranha a ideia de que possa ser perdida.

Virtudes são conquistas do espírito, que as incorpora em seu modo de ser.

Não se trata de algo exterior, que o homem encontra e vê desaparecer sucessivas vezes.

Quem desenvolve uma virtude passa a ser melhor em determinado aspecto de sua vida imortal.

É possível perder-se apenas o que se possui, mas não o que se é.

Se uma característica nobre foi assimilada por alguém, ela não pode ser perdida.

A criatura genuinamente honesta jamais extravia a própria honestidade.

A pessoa bondosa não é privada repentinamente de sua bondade.

Assim, quando alguém afirma que perdeu a paciência é porque nunca chegou a ser verdadeiramente paciente.

Isso não significa que as virtudes surjam de um momento para o outro.

Elas devem ser paulatinamente elaboradas no íntimo do ser.

No longo processo de aquisição da nobreza interior, trava-se uma autêntica batalha entre os vícios e as virtudes.

É comum que certas quedas ocorram, pois se trata de um processo de transição.

Mas a verdade é que, enquanto a criatura titubeia entre atos nobres e mesquinhos, ela ainda está lutando contra si mesma.

Virtudes não são propriedade de um determinado espírito, pois compõem a sua própria essência.

Tanto é assim que habitualmente se fala que alguém é bondoso, e não que possui bondade.

Enquanto estamos com dificuldade para tolerar certas pessoas ou situações, ainda não somos pacientes.

No máximo, estamos lutando para incorporar essa virtude.

Afinal, é fácil conviver pacificamente com quem pensa igual a nós, ou suportar pequenos inconvenientes.

O teste para nossa fibra moral é suportar com serenidade grandes contrariedades ou provocações.

A verdadeira paciência é sempre exteriorização da alma que já realizou muito amor em si mesma.

Plena de amor, ela distribui os tesouros de seu afeto aos que a rodeiam, mediante a exemplificação.

A alma paciente já consegue considerar todas as criaturas como irmãs, em quaisquer circunstâncias.

Se necessário, ela esclarece a ignorância, mas sempre de modo fraterno.

Paciência é a tolerância esclarecida que revela a iluminação do ser que a manifesta.

Trata-se de uma conquista sublime, somente alcançada a custo de disciplina e esforço.

Para ser paciente é preciso domar os próprios impulsos inferiores.

Quem pretende ser tolerante deve cessar de ver problemas nos elementos externos, sejam pessoas ou circunstâncias.

Precisa compreender que todo o mal que atinge a criatura em evolução vem dela própria, de seu interior carente de renovação.

Quem percebe as suas sequelas morais, sem disfarces ou desculpas, naturalmente tende a olhar o próximo com tolerância.

Mas não basta apenas perceber os próprios problemas.

É necessário corrigi-los, com a adoção de novos padrões de comportamento.

A disciplina antecede a espontaneidade.

Transformar vícios em virtudes pressupõe disciplina e determinação.

Assim, para ser paciente é preciso esforço em tolerar as dificuldades e os defeitos alheios.

Mas também é indispensável trabalho concentrado para vencer os próprios vícios.

Pense nisso.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base na questão 254 do livro ‘O Consolador’, do Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. FEB.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A VIRTUDE DA PACIÊNCIA É A PONTE PARA A SABEDORIA

REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia da coluna REFLEXÃO com Camila Zen. A curta história de hoje é “O Segredo da Felicidade”: Dizem que as crianças nascem sabendo todos os segredos do mundo, mas antes que possam nos contar, elas esquecem. Essa é uma curta história sobre um pai, um filho e o segredo da felicidade. Espero que essa história possa alegrar o seu dia ou o dia de alguém que você ama ❤️ Amor e luz, namastê 🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A HONESTIDADE NÃO TEM PREÇO PARA AS PESSOAS ESPIRITUALMENTE DESENVOLVIDA

Um texto curto, mas brilhante e que diz tudo sobre DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL. A honestidade não tem preço para as pessoas espiritualmente evoluídas ou que já entenderam que esse é o único caminho para a liberdade e consequentemente a felicidade. Portanto eu te convido a ler essa obra prima que vai, tenho certeza, te ensinar coisas maravilhosas e depois reflita para fazer o seu juízo de valor!

Ser honesto não lhe trará muitos amigos, mas… – John Lennon | Portal Desistir Nunca

A honestidade não tem preço

A história é comovente. Fala de uma honestidade a toda prova, contada por Vladimir Petrov, jovem prisioneiro de um campo de concentração no Nordeste da Sibéria.

Vladimir tinha um companheiro de prisão chamado Andrey.

Ambos sabiam que daquele lugar poucos saíam com vida, pois o alimento que se dava aos prisioneiros políticos não tinha por objetivo mantê-los vivos por muito tempo.

A taxa de mortalidade era extremamente alta, graças ao regime de fome e aos trabalhos forçados. E como é natural, os prisioneiros, em sua maioria, roubavam tudo quanto lhes caía nas mãos.

Vladimir tinha, numa pequena caixa, alguns biscoitos, um pouco de manteiga e açúcar – coisas que sua mãe lhe havia mandado clandestinamente, de quase três mil quilômetros de distância.

Guardava aqueles alimentos para quando a fome se tornasse insuportável. E como a caixa não tinha chave, ele a levava sempre consigo.

Certo dia, Vladimir foi despachado para um trabalho temporário em outro campo. E porque não sabia o que fazer com a caixa, Andrey lhe disse: “Deixe-a comigo, que eu a guardo. Pode estar certo de que ficará a salvo comigo.”

No dia seguinte à sua partida, uma tempestade de neve, que durou três dias, tornou intransitáveis todos os caminhos, impossibilitando o transporte de provisões.

Vladimir sabia que no campo de concentração em que ficara Andrey, as coisas deviam andar muito mal.

Só dez dias depois os caminhos foram reabertos e Vladimir retornou ao campo.

Chegou à noite, quando todos já haviam voltado do trabalho, mas não viu Andrey entre os demais.

Dirigiu-se ao capataz e lhe perguntou:

“Onde está Andrey?”

“Enterrado numa cova enorme junto com outros tantos prisioneiros.” – respondeu ele. “Mas antes de morrer pediu-me que guardasse isto para você.”

Vladimir sentiu um forte aperto no coração.

“Nem minha manteiga, nem os biscoitos puderam salvá-lo.” – pensou.

Abriu a caixa e, dentro dela, ao lado dos alimentos intactos, encontrou um bilhete dizendo:

“Prezado Vladimir. Escrevo enquanto ainda posso mexer a mão. Não sei se viverei até você voltar, porque estou horrivelmente debilitado. Se eu morrer, avise a minha mulher e meus filhos. Você sabe o endereço.

Deixo as suas coisas com o capataz. Espero que as receba intactas.

Andrey.”

* * *

Ser honesto é dever que cabe a toda criatura que tem por meta a felicidade.

E a fidelidade é uma das virtudes que liberta o ser e o eleva na direção da luz.

Uma amizade sólida e duradoura só se constrói com fidelidade e honestidade recíprocas.

Somente as pessoas honestas e fiéis possuem a grandeza d’alma dos que já se contam entre os espíritos verdadeiramente livres.

Texto da Redação do Momento Espírita, com base em artigo da Revista Seleções do Readers Digest de janeiro de 1950.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A HONESTIDADE NÃO TEM PREÇO PARA AS PESSOAS ESPIRITUALMENTE DESENVOLVIDA

DICA DE LIVRO: EM BUSCA DE NÓS MESMOS, DE CLÓVIS DE BARROS FILHO

Quarta-feira é dia de DICA DE LIVRO aqui no Blog do Saber e a nossa dica de hoje é uma obra, escrita a quatro mãos, por um filósofo e um neurocientista, Clóvis de Barros Filho e Pedro Calabrez, que faz vários questionamentos, tais como:

Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos?

Perguntas manjadas, é verdade. Mas quem nunca pensou nisso pelo menos uma vez na vida? O questionamento sobre nossa existência, origem e destino tem sido tema de profunda reflexão dos maiores pensadores da humanidade ao longo de três mil anos e, mais recentemente, dos cientistas. As perguntas são as mesmas desde que o homem começou a pensar. As respostas não. Muito pelo contrário.

Filósofos e cientistas de todas as épocas e escolas têm se dedicado também a inquietações bem mais pessoais. O que devo fazer para viver melhor? O que acontece dentro de mim quando me apaixono? As respostas variam. E muito. Em busca de nós mesmos é uma pequena e agradável viagem pela história da evolução do pensamento e do conhecimento humano. O diálogo informal de Clóvis de Barros Filho e Pedro Calabrez apresenta respostas da filosofia (com as ideias de Aristóteles, Platão e Spinoza, entre outros) e das ciências da mente (psicologia e neurociências) ― e instiga o leitor a chegar a suas próprias conclusões. Clóvis e Calabrez aproximam a filosofia da ciência, revelando a complementaridade dessas visões. E aproximam ambas do leitor com um texto descontraído e acessível.

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: EM BUSCA DE NÓS MESMOS, DE CLÓVIS DE BARROS FILHO

REFLEXÃO: A MANIFESTAÇÃO DO EU SUPERIOR DENTRO DE NÓS É O ESTADO DO SER

No nosso momento de REFLEXÃO desta terça-feira o aclamado e renomado Eckhart Tolle aborda o estado do ser como sendo o estado no qual o ser humano consegue se desprender do ego e se libertar dos pensamentos que povoam a nossa mente e corrompem o nosso consciente. Ao alcançar o estado do ser o homem está pronto para alçar um novo voo rumo a libertação.

O estado do Ser

 em 

 

No caso da maioria das pessoas, quase todos os pensamentos costumam ser involuntários, automáticos e repetitivos. Não são mais do que uma espécie de estática mental e não satisfazem nenhum propósito verdadeiro. Num sentido estrito, não pensamos – o pensamento acontece em nós.

A afirmação “Eu penso” implica volição. Ou seja, podemos nos pronunciar sobre o assunto, podemos fazer uma escolha. Mas isso ainda não é percebido pela maior parte das pessoas. “Eu penso” é uma afirmação simplesmente tão falsa quanto “eu faço a digestão” ou “eu faço meu sangue circular”. A digestão acontece, a circulação acontece, o pensamento acontece.

A voz na nossa cabeça tem vida própria. A maioria de nós está à mercê dela; as pessoas vivem possuídas pelo pensamento, pela mente. E, uma vez que a mente é condicionada pelo passado, então somos forçados a reinterpretá-lo sem parar. Quando nos identificamos com essa voz, ignoramos isso.

Se soubéssemos, não seríamos mais possuídos por ela, porque a possessão só acontece de verdade quando confundimos a entidade que nos domina com quem nós somos, isto é, quando nos tornamos essa entidade. Além da agitação do pensamento, embora não inteiramente separada dele, existe outra dimensão do ego: a emoção. Isso não quer dizer que todo pensamento e toda emoção pertençam ao ego.

Esses elementos se convertem no ego apenas quando nos identificamos com eles ou quando eles assumem o controle sobre nós, isto é, quando se tornam o eu. O ego não é apenas a mente não observada, a voz na cabeça que finge ser nós, mas também as emoções não observadas que constituem as reações do corpo ao que essa voz diz. A voz na cabeça conta ao corpo uma história em que ele acredita e à qual reage.

Essas reações são as emoções. Estas últimas, por sua vez, devolvem energia para os pensamentos que as criaram originalmente. Esse é o círculo vicioso entre emoções e pensamentos não questionados que suscita o pensamento emocional e a invenção de histórias emocionais. O componente emocional do ego difere de pessoa para pessoa. Em alguns casos, é maior do que em outros.

Os pensamentos que fazem o corpo disparar reações emocionais algumas vezes aparecem tão rápido que, antes de a mente ter tempo de expressá-los, o corpo reage com uma emoção, e esta é convertida numa reação. Esses pensamentos existem num estágio pré-verbal e podem ser chamados pressupostos não expressos, inconscientes. Eles se originam num condicionamento pessoal do passado, normalmente ocorrido na tenra infância. “Não se pode confiar nas pessoas” seria um exemplo desse pressuposto inconsciente numa pessoa cujos relacionamentos primordiais, isto é, com os pais ou irmãos, não foram de solidariedade e não inspiraram confiança.

Mais alguns deles: “Ninguém me respeita nem me valoriza. Preciso lutar para sobreviver. O dinheiro nunca é suficiente. A vida sempre nos decepciona. Não mereço a prosperidade. Não sou digno do amor.” Essas suposições inconscientes criam emoções no corpo que, por sua vez, geram atividade mental e/ou reações instantâneas. Dessa maneira, elas criam sua realidade pessoal.

A voz do ego perturba continuamente o estado natural de bem-estar do ser. Quase todo corpo humano se encontra sob grande tensão e estresse, mas não porque esteja sendo ameaçado por algum fator externo – a ameaça vem da mente. Há um ego vinculado ao corpo, que não pode fazer nada a não ser reagir a todos os padrões desajustados de pensamento que constituem o ego. Assim, um fluxo de emoções negativas acompanha o fluxo de pensamento incessante e compulsivo.

O que é uma emoção negativa? É aquela que é tóxica para o corpo e interfere no seu equilíbrio e funcionamento harmonioso. Medo, ansiedade, raiva, ressentimento, tristeza, rancor ou desgosto intenso, ciúme, inveja – tudo isso perturba o fluxo da energia pelo corpo, afeta o coração, o sistema imunológico, a digestão, a produção de hormônios, e assim por diante. Até mesmo a medicina tradicional, que ainda sabe muito pouco sobre como o ego funciona, está começando a reconhecer a ligação entre os estados emocionais negativos e as doenças físicas.

Uma emoção que prejudica nosso corpo também contamina as pessoas com quem temos contato e, indiretamente, por um processo de reação em cadeia, um incontável número de indivíduos com quem nunca nos encontramos. Existe um termo genérico para todas as emoções negativas: infelicidade.Será que as emoções positivas têm o efeito oposto sobre o corpo físico? Será que fortalecem o sistema imunológico, revigoram e curam o corpo?

Sim, com certeza, mas precisamos diferenciar as emoções positivas que são produzidas pelo ego das emoções mais profundas que emanam do nosso estado natural de ligação com o Ser. As emoções positivas geradas pelo ego já contêm seu próprio oposto no qual podem rapidamente se converter. Alguns exemplos: o que o ego chama de amor é possessividade e apego dependente, que podem se transformar em ódio em questão de segundos.

A expectativa em relação a um acontecimento, que é a supervalorização do futuro por parte do ego, transforma-se no oposto – abatimento ou decepção – quando aquilo termina ou não satisfaz as expectativas do ego. Sermos elogiados e reconhecidos nos faz sentir vivos e felizes num dia, enquanto sermos criticados ou ignorados nos faz sentir rejeitados e infelizes no dia seguinte.

O prazer de uma festa animada transforma- se em ressaca e em algo desinteressante na manhã seguinte. Não existe bom sem mau, nem alto sem baixo. As emoções produzidas pelo ego decorrem da identificação da mente com fatores externos que são, é claro, instáveis e sujeitos a mudanças a qualquer momento.

As emoções mais profundas não são emoções de maneira nenhuma, e sim estados do Ser. Elas existem dentro do âmbito dos opostos. Os estados do Ser podem ser obscurecidos, porém não têm opostos. Eles emanam de dentro de nós, como o amor, a alegria e a paz, que são aspectos da nossa verdadeira natureza.

(Eckhart Tolle – Um Novo Mundo)

Luz e Paz!!!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A MANIFESTAÇÃO DO EU SUPERIOR DENTRO DE NÓS É O ESTADO DO SER

ARTIGOS: COMO ENXERGAR ALÉM DOS 5 SENTIDOS? POR WAGNER BRAGA

Sistema sensorial - cinco sentidos humanos - Biologia - InfoEscola

A terceira dimensão, a qual vivemos, aqui nessa experiência terrena, onde estamos submetidos pela lei da gravidade a apenas caminhar sobre o solo desse planeta. Nesse plano tridimensional somos limitados a perceber as coisas apenas pelos 5 sentidos , os quais fomos agraciados. Infelizmente não conseguimos enxergar mais de 90% de todas as coisas do universo. Portanto quando refletimos por esse prisma percebemos o quão limitados somos. Ao desenvolvermos a Intuição, percepção sensorial mais conhecida como sexto sentido, conseguimos nos aproximar de dimensões mais elevadas e enxergar ou perceber o que está além desses toscos 5 sentidos. Conseguimos atravessar a barreira da matéria densa e experienciar situações sutis. A intuição, através da meditação abre caminho para essa transição da terceira para a quarta dimensão.

É desta forma que eu, você ou qualquer outra pessoa consciente pode alcançar a sua melhor versão, através da expansão da consciência, passando dessa energia densa para uma energia sutil, leve e literalmente liberta. Comece já a praticar a intuição e a meditação!

Continuar lendo ARTIGOS: COMO ENXERGAR ALÉM DOS 5 SENTIDOS? POR WAGNER BRAGA

REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

A nossa REFLEXÃO desta sexta-feira é com a maravilhosa Camila Zen, que vai lhe contar uma história muito interessante. Você já ouviu dizer que o amor e a loucura andam juntos? Então ouça essa interessante história de como tudo começou!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: DEVEMOS NOS GUIAR PELA INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO E A PERCEPÇÃO SENSORIAL DA INTUIÇÃO

Assim como no meu livro “Quando Fala o Coração” o texto a seguir, de autoria de Johanna Bassols, criadora do Método de Reprogramação da Alma e fundadora da Academia dos Curadores da Luz, também aborda o assunto pelo mesmo ângulo e/ou olhar.NO MEU NOVO FAÇO UM ESTUDO SOBRE A IMPORTÂNCIA DE PENSAR, FALAR, AGIR E SENTIR COM O CORAÇÃO PARA SE ALCANÇAR A VIDA PLENA, JUNTAMENTE COM O DESENVOLVIMENTO DO PODER SENSORIAL DA INTUIÇÃO QUE TODOS TEMOS. A CIÊNCIA JÁ DESCOBRIU QUE 65% DAS CÉLULAS DO CORAÇÃO SÃO CÉLULAS NEURAIS E QUE, AO CONTRÁRIO DO QUE SE PENSA O CORAÇÃO É QUEM ENVIA INFORMAÇÕES 24 HORAS POR DIA PARA O CÉREBRO. NO TEXTO A SEGUIR VOCÊ VAI APRENDER COMO COMEÇAR A “PENSAR” COM O CORAÇÃO. LEIA O TEXTO A SEGUIR, REFLITA E TIRE SUAS CONCLUSÕES!

Como começar a “Pensar” com o coração

coração como começar a pensar com o coração

Durante muito tempo, mas em particular no moderno mundo ocidental, pensamos no coração como simplesmente um mecanismo de bombeamento responsável por levar sangue para os nossos órgãos.

A importância física do coração não deve ser subestimada pois ele suporta a vida enviando o sangue da vida para os membros em forma de árvore pelo nosso sistema vascular – mas essa é uma visão excessivamente simplista do que o coração é capaz de fazer.

pesquisa mais recente de Gregg Braden descreve a antiga técnica de usar o coração como um órgão inteligente.

inteligência do coração foi ignorada durante muito tempo. O que aprendemos sobre a sabedoria do coração, no entanto, e durante os últimos anos através do Instituto HeartMath e de pesquisas de psicólogos, neuro-biólogos e ensinamentos de sabedoria recuperados do nosso passado antigo – deve inspirar todos a olharem para o coração de uma forma completamente nova.

Para aqueles que não estão acostumados a usar a sua inteligência inata – que é a sua intuição – sintonizar o coração em busca de respostas para as questões mais profundas e difíceis que possam surgir pode parecer ridículo. Porquê perguntar ao coração se deve permanecer num relacionamento que é desafiador, ou mesmo se deve fazer um procedimento médico?

Pode parecer ignorante ou até aleatório fazer perguntas como estas ao coração, mas ele tem uma sabedoria que o intelecto não pode igualar. Aqui está o porquê:

O coração não envia informações através dum filtro egóico

O coração conhece o seu passado, o seu presente e o seu futuro. A sua inteligência não se importa com as suas construções egóicas. O coração simplesmente fala dum lugar completamente neutro.

Pode pensar nisso como um amigo próximo que tem o seu melhor interesse em conta e que não se importa em fazer com que pareça bom aos seus olhos.

Hridaya

Existe um termo antigo que não tem uma tradução directa em inglês que descreve essa inteligência do coração. Hridaya é a energia contida no chacra do coração. Este não é apenas o coração físico, mas o coração espiritual. Contém a inteligência de Deus ou a mente transcendental.

A palavra vem da língua sânscrito, e o significado mais próximo do inglês seria algo assim:

Hrid = centro

Ayam = isso

Assim, o coração espiritual leva-o sempre ao seu centro. Ele não se desviará do seu Eu Superior, assumindo sempre uma visão de 360º (e mais além) sobre qualquer situação que enfrente.

O yogi Bhagavan escreveu uma vez sobre isto para explicar este coração espiritual mais detalhadamente:

“ASSIM COMO EXISTE UM CENTRO CÓSMICO DO QUAL O UNIVERSO INTEIRO SURGE, E TEM O SEU SER E FUNÇÕES, COM O PODER OU A ENERGIA DIRECCIONADA QUE DAÍ EMANA, TAMBÉM EXISTE UM CENTRO DENTRO DA ESTRUTURA DO CORPO FÍSICO EM QUE TEMOS O NOSSO SER. ESTE CENTRO, NO CORPO HUMANO, NÃO É DIFERENTE DO CENTRO CÓSMICO. É ESSE CENTRO EM NÓS QUE É CHAMADO DE HRIDAYA, A CASA DA CONSCIÊNCIA PURA, PERCEPCIONADA COMO EXISTÊNCIA, CONHECIMENTO E BENÇÃO. ISSO É REALMENTE AQUILO A QUE CHAMAMOS A PRESENÇA DE DEUS EM NÓS ”.

Por outro lado, a mente-cérebro pensa nas nossas experiências passadas, nas nossas crenças erróneas passadas atribuídas a essas experiências, e faz todo tipo de reviravoltas por meio de uma paisagem conceptual que criamos para nos dar uma resposta “correcta” às questões profundas da vida.

Um zen-budista também pode descrever o que acontece quando pensamos com a cabeça (cérebro) em vez do coração.

Colocamos um nevoeiro – um tipo de cobertura perceptual em cima de uma situação e depois adicionamos um investimento emocional. Nós chamamos a isso de “realidade”, mas isso não poderia estar mais longe da verdade.

No entanto, achamos que temos que obter um siddhi (uma grande realização ou milagre) para obtermos a sabedoria ou inteligência supernormal. Então, continuamos confiando nas falsas percepções da mente-cérebro.

A Neuro-Biologia do Coração

Para além disso, se fôssemos olhar para a simples neuro-biologia do coração existem muito mais fibras desde o coração até ao cérebro do que do cérebro para o coração. Isso significa – como Gregg Braden recentemente apontou numa palestra da Gaia TV – que há muito mais comunicação a ser enviada para o cérebro do que a ser recebida dele.

Como o Instituto HeartMath explica, o coração também começa a bater no feto antes do cérebro ser formado, um processo ao qual os cientistas chamam de autorrítmico.

Nós, seres humanos, também formamos um cérebro emocional muito antes do racional, e o coração tem o seu próprio sistema nervoso complexo e independente, conhecido como “o cérebro do coração”.

O coração também pode criar um nível de coerência no corpo apenas por intermédio do seu ritmo, que regula todos os seus sistemas e corrige até mesmo as células doentes.

E, finalmente, o campo eletromagnético do coração é cerca de 60 vezes maior em amplitude do que o do cérebro, permeando todas as células do corpo. O componente magnético é aproximadamente 5000 vezes mais forte que o campo magnético do cérebro e pode ser detectado a vários metros de distância do corpo com magnetómetros sensíveis.

Como pensar com a sabedoria do coração

Veja o que Braden sugere para nos ajudar a aprender a usar a sabedoria massiva do coração:

  1. Concentre-se no coração (e no chacra do coração). Isso envia um sinal para o coração de que procura a sua inteligência.
  2. Baixe a sua respiração. Isso envia outro sinal para o seu corpo de que procura uma inteligência superior, e não aquela do ego normalmente stressado e assustado. A respiração profunda acalma o sistema nervoso e acalma o cérebro.
  3. Estimule um sentimento de Gratidão, Compaixão ou de Amor. Estes são os sentimentos que desencadeiam uma ativação da energia do coração.
  4. Faça uma pergunta ao seu coração. A questão deve ser breve e objetiva.
  5. Todos experimentarão a inteligência do coração de forma um pouco diferente. Pode sentir borboletas no seu intestino, uma sensação quente em crescendo ao redor do seu corpo ou formigueiro nas pontas dos dedos. Pode não sentir sensações corporais, mas tem uma resposta clara e curta que vem através da sua mente. Saiba que provavelmente não precisará de uma história longa para “justificar” a sua sabedoria. O coração fala direta e claramente. Se não tentar este processo novamente, deixe o seu corpo saber que você busca a inteligência do coração e não a do ego.
  6. A prática leva à perfeição. Quanto mais vezes fizer isso mais fácil será almejar a Consciência pura – o Hridaya.

Por Johanna Bassols, criadora do Método de Reprogramação da Alma e fundadora da Academia dos Curadores da Luz.

Fonte: https://themindunleashed.com/2018/02/how-to-start-thinking-with-the-heart.html

Fonte: Preparem-se para a mudança

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: DEVEMOS NOS GUIAR PELA INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO E A PERCEPÇÃO SENSORIAL DA INTUIÇÃO

DICA DE LIVRO: INDOMÁVEL DE NICK VUJICIC

Você já se perguntou: por que comigo? Este livro o fará perguntar: e por que não comigo? # Os vídeos e palestras de Nick Vujicic já foram assistidas por milhões de pessoas em todo o mundo. “Uma história sobre acreditar e conseguir. Sobre saber a que veio – e ultrapassar seus limites, alcançando a sua melhor versão. Milhares de pessoas já conhecem o rosto sorridente e a mensagem revigorante de Nick Vujicic, o coach motivacional que é, ele mesmo, uma motivação para todo o mundo. Apesar de ter nascido sem braços nem pernas, Vujicic não deixou de desfrutar de grandes aventuras, desenvolver uma carreira excepcionalmente compensadora e viver significativos relacionamentos amorosos. Nick Vujicic consegue superar as provações e dificuldades de sua vida ao conscientizar-se de que nasceu com um propósito único e relevante: transformar vidas! Para ele, não importa o quanto tudo pareça, às vezes, desesperador e difícil, Nick continua a acreditar, porque ele sabe: seu poder é desencadeado quando a fé e a força mental entram em ação. E essa experiência de reprogramação mental e de fé, juntamente com a certeza de que a dificuldade está aí para ser superada, pode ser conquistada por qualquer pessoa que realmente queira ter uma vida inacreditavelmente maravilhosa. As adversidades do mundo moderno como: – Problemas de relacionamento; desafios da carreira e do trabalho; – Preocupações com a saúde; – Pensamentos autodestrutivos e vícios; – Bullying e intolerância; São infortúnios que podem ser descartados. É realmente possível conquistar o desejado equilíbrio entre corpo e mente; coração e espírito. Mas essa é uma conquista que demanda muita disciplina, vontade, determinação e know-how; um conhecimento que Nick Vujicic tem de sobra ― e está disposto a compartilhar. Este é um livro de superação, poder, força e inteligência que você não pode deixar de ler!

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: INDOMÁVEL DE NICK VUJICIC

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CUIDANDO DA ALMA, EPISÓDIO #012 – EM BUSCA DA MATURIDADE EMOCIONAL, POR ROSSANDRO KLINJEY

No 12º episódio da série CUIDANDO DA ALMA do experiente psicólogo Rossandro Klinjey, ele aborda os meandros da “maturidade emocional” em cada um de nós. “Ao contrário das mudanças fisiológicas, que até certo ponto acompanham igualmente cada um de nós ao longo da vida, a maturidade emocional não depende da idade. Em alguns casos, ela se correlaciona harmoniosamente com o desenvolvimento e maturação da personalidade, mas também há pessoas cuja maturidade emocional se forma muito cedo e, em alguns casos, pode permanecer praticamente inalterada ao longo de toda a trajetória de vida de uma pessoa. Então, o que é “maturidade emocional” – uma construção artificial que as pessoas inventaram para descrever a irresponsabilidade de outra pessoa, ou um aspecto importante da formação da personalidade que deve receber atenção especial? Se deduzirmos a definição mais geral e simples, então a maturidade emocional é o nível de desenvolvimento da personalidade com alto grau de racionalidade, autocontrole, responsabilidade, capacidade de reflexão, com necessidade de trabalho e relacionamentos estáveis. Um adulto se esforça para ter lugar na profissão e na família. Vários psicólogos enfatizam a importância dos motivos de afiliação (envolvimento) e realizações. É importante que uma pessoa decida uma posição civil e social, com um modo de vida, com seus princípios e atitudes internas”. 

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CUIDANDO DA ALMA, EPISÓDIO #012 – EM BUSCA DA MATURIDADE EMOCIONAL, POR ROSSANDRO KLINJEY

REFLEXÃO: PESSOAS DESPERTAS VEEM A VIDA COM OS OLHOS DA ALMA

Estamos vivendo uma transição planetária e com ela um despertar de Consciência. Processo pelo qual a maioria da humanidade experimenta neste momento. A pessoa desperta enxerga o que a maioria das pessoas não vê. Ela consegue enxergar os 90% das coisas do universo que essa mesma maioria não enxerga. Por isso a pessoa desperta possui uma força que poucas coisas se comparam. Ao ler o texto completo a seguir você vai entender como essas pessoas vivem e se comportam!

A força de uma pessoa desperta

 em 

 

“Poucas coisas se comparam a força de uma pessoa desperta. Pessoas despertas são indomáveis, intuitivas e possuem a serenidade e a confiança daqueles que aprenderam a ver a vida com os olhos da alma. São pessoas que passaram por situações difíceis, viram sonhos que não se concretizaram, tiveram que se despedir de quem amavam e viram a vida colocar a prova toda confiança em si mesmas e na sua crença no bem.

Ainda assim curaram cada ferida com a sabedoria de quem acolheu a dor como uma sábia conselheira, e optou por guardar os seus ensinamentos ao invés de um acumulado de mágoas e desilusões. Por isso carregam um certo brilho no olhar, uma presença cheia de luz e de carisma e uma aura de aconchego que não passa despercebida.

São pessoas que não seguem o grande coletivo, não tem medo de parecerem ridículas por acreditarem no invisível e cuidam da sua energia, da sua mente, da sua alma e do seu coração como um templo a ser cuidado. Uma pessoa desperta aprendeu a honrar a si mesma, ama quem é, tem orgulho da sua trajetória, já não dá mais poder para as críticas ou julgamentos, assim como tampouco perde seu tempo julgando os demais.

Sabe que todos estamos entre a inconsciência e o despertar e que esse processo é algo sagrado e individual. Todos têm o seu tempo e seus próprios ‘despertadores’. É esse motivo que a pessoa desperta agradece por tudo e todos que passaram por sua jornada: os que a amaram e os que a despertaram. Porque é inevitável. Ninguém pode viver para sempre na dependência, na insegurança ou adormecido de si mesmo.

Às vezes a vida vai mesmo nos chacoalhar, pra que despertemos, para a nossa força, para o nosso poder, para a infinitude que habita em nós. É isso que traz a segurança da pessoa desperta. Não a segurança que menospreza a cautela, mas sim a segurança de quem está bem em ser quem é e que fez de si mesma um lugar de paz para se viver. Uma pessoa desperta, ajuda a despertar o mundo!”(Alexandro Gruber)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: PESSOAS DESPERTAS VEEM A VIDA COM OS OLHOS DA ALMA

ARTIGOS: O QUE É A VERDADE DE FATO? POR WAGNER BRAGA

Reconhecendo a verdade – Satori Rei

Atualmente, no Brasil e no mundo muito se fala em liberdades individuais, liberdade de expressão e fake news. Fake news então virou moda, virou nome de inquérito do STF e a expressão é utilizada em inglês por ministros do STF em seus pareceres oficiais. A justiça para ser feita precisa encontrar a verdade, mas a verdade só poder ser encontrada quando se tem liberdade para investigar. Por isso as duas andam juntas, lado a lado. Não existe verdade sem liberdade e não existe verdade absoluta. A verdade é construída, se renova e se completa dia a dia.

Note que na Idade média a “verdade absoluta” é que a terra era o centro do universo e plana. Quando Galileu Galilei tornou público que a terra é redonda e que é apenas mais um astro num universo infinito foi ameaçado de morrer na fogueira da Santa Inquisição da Igreja Católica. Hoje qualquer criança sabe disso. Com a corrida espacial o homem está se libertando da gravidade da terra rumo a conquista de outros planetas e outras galáxias, graças ao conhecimento e o desenvolvimento de novas tecnologias, que estão renovando e atualizando, a cada dia, a verdade. Assim como quando o nosso celular faz as atualizações dos aplicativos na madrugada, enquanto dormimos.

Portanto, precisamos nos conscientizar que ninguém é dono da verdade, pois o que parece ser toda a verdade hoje, amanhã está desatualizado e, muitas vezes, não faz mais sentido. Então, sejamos humildes, aprendendo a ouvir o outro, ponderando, analisando, pois quem sabe, as palavras do faça sentido e venham a complementar a verdade que você conhece.

Continuar lendo ARTIGOS: O QUE É A VERDADE DE FATO? POR WAGNER BRAGA

REFLEXÃO: A DOR É UMA LEI DE EQUILÍBRIO E EDUCAÇÃO

A realidade da terceira dimensão na qual vivemos nossas experiências é de sofrimento e dor. A maioria das pessoas não questiona o porquê disso. Apenas uma minoria de buscadores se preocupa em questionar e quando isso acontece a resposta aparece. Para esses, os benfeitores espirituais vem nos esclarecer que a dor é uma lei de equilíbrio e educação. Ao ler o texto completo a seguir você compreenderá que a dor é um dos meios de que Deus se utiliza para nos chamar a Si e, ao mesmo tempo, nos tornar mais rapidamente acessíveis à felicidade espiritual, única duradoura.

A dor em nossas vidas

Você já parou para pensar na razão da existência da dor, do sofrimento, em nossas vidas?

Talvez num daqueles momentos de extrema angústia, em que o coração parece apertar forte, você tenha pensado em Deus, na vida, e gritado intimamente: por quê?!

Os benfeitores espirituais vem nos esclarecer que a dor é uma lei de equilíbrio e educação.

Léon Denis, reconhecido escritor francês, em sua obra “O Problema do Ser, do Destino e da Dor”, esclarece que o gênio não é somente o resultado de trabalhos seculares; é também a apoteose, a coroação de sofrimento.

De Homero a Dante, a Camões, a Tasso, a Milton, todos os grandes homens, como eles, têm sofrido.

A dor fez-lhes vibrar a alma, inspirou-lhes a nobreza dos sentimentos, a intensidade da emoção que souberam traduzir com os acentos do gênio, e que os imortalizou.

É na dor que mais sobressaem os cânticos da alma.

Quando ela atinge as profundezas do ser, faz de lá saírem os gritos sinceros, os poderosos apelos que comovem e arrastam as multidões.

Dá-se o mesmo com todos os heróis, com todas as pessoas de grande caráter, com os corações generosos, com os espíritos mais eminentes. Sua elevação mede-se pela soma dos sofrimentos que passaram.

Ante a dor e a morte, a alma do herói e do mártir revela-se em sua beleza comovedora, em sua grandeza trágica que toca, às vezes, o sublime, e o inunda de uma luz inapagável.

A história do mundo não é outra coisa mais que a sagração do espírito pela dor. Sem ela, não pode haver virtude completa, nem glória imperecível.

Se, nas horas da provação, soubéssemos observar o trabalho interno, a ação misteriosa da dor em nós, em nosso “eu”, em nossa consciência, compreenderíamos melhor sua obra sublime de educação e aperfeiçoamento.

A dor é um dos meios de que Deus se utiliza para nos chamar a Si e, ao mesmo tempo, nos tornar mais rapidamente acessíveis à felicidade espiritual, única duradoura.

É, pois, realmente pelo amor que nos tem que Deus envia o sofrimento.

Fere-nos, corrige-nos como a mãe corrige o filho para educá-lo e melhorá-lo; trabalha incessantemente para tornar dóceis, para purificar e embelezar nossas almas, porque elas não podem ser completamente felizes, senão na medida correspondente às suas perfeições.

A todos aqueles que perguntam:

para que serve a dor? A sabedoria divina responde:

para polir a pedra, esculpir o mármore, fundir o vidro, martelar o ferro.

***

A dor física é, em geral, um aviso da natureza, que procura preservar-nos dos excessos. Sem ela, abusaríamos de nossos órgãos até o ponto de os destruirmos antes do tempo.

Quando um mal perigoso se vai insinuando em nós, que aconteceria se não lhes sentíssemos logo os efeitos desagradáveis? Ele nos invadiria cada vez mais, terminando por secar em nós as fontes de vida.

É assim que, em nosso mundo, para o nosso crescimento, a dor ainda se faz necessária.

Momento Espírita, a partir do livro “O Problema do Ser, do Destino e da Dor, Léon Denis, cap XXVI.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: A DOR É UMA LEI DE EQUILÍBRIO E EDUCAÇÃO

ARTIGO: O CONHECIMENTO LIBERTA NA MEDIDA QUE ATUALIZAMOS A VERDADE

O Conhecimento Liberta O Homem - Frases De Clarice Lispector

Seguindo na sequência dos questionamentos da série “Questione-se, expandindo a Consciência”, falamos, aqui na coluna ARTIGOS da semana passada sobre “Liberdade”, ou seja, o que é a tão sonhada liberdade. E dissemos que para se alcançar a liberdade é necessário o conhecimento. Sabemos que o conhecimento liberta. Mas por quê o conhecimento liberta? O conhecimento liberta porque ele nos leva a verdade.

Então o questionamento de hoje seria: Mas o que é a “verdade”?

Bem, antes de mais nada devo dizer que não existe “verdade absoluta”, como muita gente, ou a maior parte da humanidade acredita, principalmente a parte da humanidade que segue algum credo ou religião, visto que, toda religião se baseia em crenças limitantes.

Por exemplo, na Idade Média se pensava com toda convicção que a terra era plana, até que Galileu Galilei descobriu que aterra era redonda e que ao contrário do que se pensava, até então, não éramos o centro do universo, crenças limitantes exaradas pelo Clero da Igreja Católica. Por causa dessa ideia o pobre Galileu Galilei foi obrigado a desdizer a sua afirmação sob pena de ser queimado vivo em fogueira da Santa Inquisição. Mas essa “verdade” prevaleceu e não se discute mais sobre isso.

Portanto a verdade se renova e se atualiza a cada descoberta da ciência, tornando a “verdade” anterior obsoleta. É como ocorre nos computadores, tablets e celulares nas atualizações dos aplicativos, ou seja, a verdade anterior não é desmentida ela apenas atualizada e continua sendo a base ou o fundamento da nova “verdade”.

Então podemos concluir que o conhecimento liberta na medida em que atualizamos a verdade.

Continuar lendo ARTIGO: O CONHECIMENTO LIBERTA NA MEDIDA QUE ATUALIZAMOS A VERDADE

REFLEXÃO: O CAMINHO DO MEIO, UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE BUDA, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de Camila Zen na coluna REFLEXÃO com suas histórias que deixam lições de sabedoria. Desta vez ela narra uma curta história sobre Buda sobre “o caminho do meio”. Quantas vezes nos pegamos querendo encontrar uma resposta 100% certa, um caminho, uma escolha 100% certa? Essa é uma curta história sobre Buda, que nos ensina a viver de uma forma mais leve e tranquila. Do meu coração pro seu, eu espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama. Então assista ao vídeo completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O CAMINHO DO MEIO, UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE BUDA, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A MEDITAÇÃO É O CAMINHO MAIS CURTO PARA EALCANÇAR A SUA MELHOR VERSÃO

O texto de hoje, aqui na coluna  DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL é sobre a meditação e sua importância nesse desenvolvimento  espiritual. A meu ver, o único caminho para se alcançar a sua melhor versão. Portanto convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e formar o seu juízo de valor.

Necessidade da meditação

Você medita?

Caso sua resposta tenha sido não, é sempre tempo de começar.

Através dela o homem adquire o conhecimento de si mesmo, penetrando na sua realidade íntima e descobrindo recursos que nele dormem inexplorados.

Meditar significa reunir os fragmentos da emoção num todo harmonioso que elimina as fobias e ansiedades, liberando os sentimentos que aprisionam o indivíduo, impossibilitando-lhe o avanço para o progresso.

As pressões e excitações do mundo agitado e competitivo, bem como as insatisfações e rebeldias íntimas, geram um campo de conflito na personalidade.

Esse campo de conflito termina por enfermar o indivíduo que se sente desajustado.

A meditação propõe a terapia de refazimento, conduzindo-o aos valores realmente legítimos pelos quais deve lutar.

Não se faz necessária uma alienação da sociedade. Tampouco a busca de fórmulas ou de práticas místicas ou a imposição de novos hábitos em substituição dos anteriores.

Algumas instruções singelas são úteis para quem deseje renovar as energias, reoxigenar as células da alma e revigorar as disposições otimistas.

A respiração calma e profunda, em ritmo tranquilo, é fator essencial para o exercício da meditação.

Logo após, o relaxamento dos músculos, eliminando os pontos de tensão nos espaços físicos e mentais, mediante a expulsão da ansiedade e da falta de confiança.

Em seguida, manter-se sereno, imóvel quanto possível, fixando a mente em algo belo, superior e dinâmico. Algo como o ideal de felicidade, além dos limites e das impressões objetivas.

Esse esforço torna-se uma valiosa tentativa de compreender a vida, descobrir o significado da existência, da natureza humana e da própria mente.

Por esse processo, há uma identificação entre a criatura e o Criador, compreendendo-se, então, quem somos, por que e para que se vive.

Esse momento não deve ser interrogação do intelecto. É de silêncio.

Não se trata de fugir da realidade objetiva mas de superá-la.

Não se persegue um alvo à frente. Antes, se harmoniza o todo.

O indivíduo, na sua totalidade, medita, realiza-se, libera-se da matéria, penetrando na faixa do mundo extrafísico.

* * *

Crie o hábito da meditação, após as fadigas.

Reserve alguns minutos ao dia para a meditação, para a paz que renova para outras lutas.

Terminado o seu refazimento, ore e agradeça a Deus a bênção da vida, permanecendo disposto para a conquista dos degraus de ascensão que deve galgar com otimismo e vigor.

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A MEDITAÇÃO É O CAMINHO MAIS CURTO PARA EALCANÇAR A SUA MELHOR VERSÃO

DICA DE LIVRO: #UMDIASEMRECLAMAR DE DAVI LAGO & MARCELO GALUPPO

No meu livro “Quando Fala o Coração”, enalteço o sentimento da GRATIDÃO mostrando a sua força e capacidade de transformar vidas. A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é “#umdiasemreclamar, descubra por que a GRATIDÃO pode mudar a sua vida. Uma obra que vem ratificar o que falo no meu livro.

Quantas vezes você reclamou de algo hoje? Já parou pra pensar como é difícil ser grato e como focamos muito mais a nossa atenção nos problemas e não nas soluções?

Este livro lhe propõe o seguinte desafio: passe um dia (24 horas) sem reclamar. Para realizá-lo, você precisará registrar o horário em que iniciará o exercício. E não será preciso registrar quantas vezes você viola seu comando porque, a cada vez que você o fizer, deverá reiniciar a contagem do tempo.

Segundo os autores, a principal função deste exercício é tornar-nos conscientes de que a ingratidão é o padrão natural do ser humano. Além dele, você encontrará aqui mais seis exercícios de gratidão e mudará para sempre a maneira como encara os seus problemas.

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: #UMDIASEMRECLAMAR DE DAVI LAGO & MARCELO GALUPPO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: FRASES E CRENÇAS DE POBRES E PERDEDORES, POR IVAN MAIA

A maioria das pessoas costuma repetir frases negativas no seu dia a dia e por causa disso essa massa de pessoas não vive, mas apenas sobrevivem. É sobre essas frases e crenças erradas, normalmente repetidas pelas pessoas pobres em todos os aspectos, que o irreverente Ivan Maia fala hoje, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL. E se você tem interesse em ser alguém melhor a cada dia não pode deixar de assistir a esse vídeo.

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: FRASES E CRENÇAS DE POBRES E PERDEDORES, POR IVAN MAIA

REFLEXÃO: SÓ QUEM VIVE BEM OS AGOSTOS É MERECEDOR DA PRIMAVERA

Hoje, em nosso momento de REFLEXÃO temos um texto inspirador sobre o mês de agosto, que representa o momento de semear para colher em breve, a mudança de estação e anuncia com seus ventos o florescer da primavera com toda a sua beleza e pujança. É quando Deus deixa a natureza traduzir visivelmente o tempo das mutações. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Momento de semear para colher em breve

 em 

 

Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! Lembro-me bem. Foi quando julho se foi, que um vento mais gelado, mais destemperado, que arrastava ainda folhas deixadas pelo outono, me disse algumas verdades.

Convenceu-me de que o céu começaria a apresentar metamorfoses avermelhadas. Que a poeira levantada por ele daria lições de que as coisas nem sempre ficam no mesmo lugar e que é preciso aceitar que a poeira só assenta depois que os redemoinhos se vão.

Foi quando julho se foi que a minha solidão me convidou para uma conversa. E me contou de tempo de esperas. E me disse que o barulho das árvores tinha algo a dizer sobre aceitação. E eu fiquei pensando como elas, as árvores, aceitam as estações que, se as estremecem, também lhes florescem os galhos. Mas tudo a seu tempo.

Foi em agosto que descobri que os cachorros loucos são, na verdade, os uivos que não lançamos ao vento. São nossos estremecimentos particulares que a nossa rigidez de certezas não nos permite encarar. O mês de agosto tem muito a ensinar. Porque agosto é mês jardineiro, é dentro dele, berço do inverno, que as sementes dormem. Aguardam seu tempo de brotar.

Agosto é guardador da boa-nova, preparador de flores. Agosto é quando Deus deixa a natureza traduzir visivelmente o tempo das mutações. Mude, diz agosto, em seu recado de sementes. Aceite, diz agosto, com seu jeito frio de vento que levanta poeira e a faz avermelhar o céu. Compartilhe, diz agosto. Agasalhos, sopas quentinhas, cafés com chocolate, abraços mais apertados – eles também aquecem a alma e aninham o corpo. Distribua mais afetos, que inverno é acolhimento, é tempo de preparar setembro.

E, de setembro, todos sabemos o que esperar. Esperamos a arrebentação das cores, que com seus mais variados nomes vêm em forma de flores. Vamos apreciar agosto, vive-lo com o espanto feliz de quem não desafia ventos. Que ele desarrume e espalhe suas folhas e levante suas poeiras. Aceite as esperas, mas coloque floreiras na janela. Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! ( Miryan Lucy )

Luz e Paz!

(fonte: eter quintessência)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SÓ QUEM VIVE BEM OS AGOSTOS É MERECEDOR DA PRIMAVERA

ARTIGOS: O QUE É ESSA TÃO SONHADA LIBERDADE?, POR WAGNER BRAGA

Um dos pilares que norteiam a democracia e a nossa Constituição é a tal da Liberdade. A nossa Constituição no seu Artigo 5º diz: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”. Em seus incisos IV, VI e IX afirmam:

IV –  é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI –  é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

IX –  é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

Portanto fica muito claro e não deixa dúvidas que a Liberdade é um dos maiores anseios da humanidade. Desde que o homem conseguiu atravessar os mares em suas caravelas em busca de novas terras, ares e paisagens diferentes o seu anseio por liberdade esteve sempre explícito em suas atitudes, culminando com a exploração do espaço, tocando o solo lunar, tentando alcançar o  solo de Marte, no próximo passo mais ousado. Depois disso não haverá limites para as conquistas espaciais, no âmbito da materialidade.

No âmbito da espiritualidade não há diferença. Também existe o anseio do homem por se libertar dessa energia densa que nos prende através da gravidade na superfície da terra. Quando falo em energia densa estou me referindo a esse invólucro material que nos acolhe, que é o nosso corpo físico.

Ocorre que nesse aspecto ainda estamos engatinhando. Ainda bem distante dessa tão sonhada liberdade. O homem contemporâneo se afastou muito do caminho da espiritualidade seduzido pela revolução industrial que deixou-o a cada dia mais acomodado a sua zona de conforto. Submetido a vontade do ego. É preciso ter a consciência que a liberdade material jamais se igualará ou alcançará a liberdade espiritual.

Então se faz necessário evoluir espiritualmente para conquistar o equilíbrio Corpo-Mente-espírito e assim parar de patinar. Quando a humanidade reconhecer isso dará um salto quântico fantástico.

 

Continuar lendo ARTIGOS: O QUE É ESSA TÃO SONHADA LIBERDADE?, POR WAGNER BRAGA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A REPROGRAMAÇÃO MENTAL LIBERTA VOCÊ DO INIMIGO CAUSADOR DO MEDO

Já publicamos muitos textos aqui na coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL sobre o poder transformador capaz de trazer a realização dos seus sonhos, a prosperidade na palma de suas mãos e tudo o mais que desejar. Cada um aborda o mesmo assunto com palavras e termos diferentes, mas o conteúdo e o resultado é um só e se chama: evolução espiritual. O texto fala de um INIMIGO comum a todos os humanos, que nada mais é do que o EGO. Assim se percebe que o EGO é o nosso maior inimigo, no sentido de que é ele que cerceia o nosso desenvolvimento rumo a liberdade e ele está instalado no nosso subconsciente. O ler o texto a seguir você perceberá tudo isso e muito mais. Então o que está esperando?

Transmutação Hermética é uma Arte Mental

Alquimia Mental, as Leis ocultas do Universo, é a arte milenar que pode transmutar e modificar a sua vida inteira, se você entender que por trás da palavra ocultismo, não existe só medos impostos por crenças limitantes, falácias, dogmas, mas um poder transformador capaz de trazer a realização dos seus sonhos, a prosperidade na palma de suas mãos e tudo o mais que desejar.

Dentro de você existem todos os arquétipos, e uma imensa capacidade de ativar os que você mais desejar, mas para que isso aconteça é preciso se libertar do inimigo instalado no seu subconsciente causador de todo o medo, que faz adormecer todos os poderes existentes dentro de você.

E esse opositor, que se acha o dono da sua existência, da sua realidade, que não te deixa viver a vida dos seus sonhos, é a ignorância. É ela que causa o medo, que não te deixa compreender e nem perceber a luz do conhecimento e da sabedoria das leis transformadoras que despertará o mago que há em você.

O conhecimento das leis ilumina as áreas mais sombrias, que a ignorância sustentava através do medo. E a transmutação mental é a ferramenta principal, o elemento que te fará ser o alquimista da sua própria vida.

E para que isso aconteça é preciso maturidade, aprofundamento do conhecimento das Leis Herméticas, que governam o universo. Um aprendizado que fará você dominar sua mente, fazendo-a te obedecer, transmutando seus estados mentais, criando o que quiser.

E descobre que a mente está sempre vibrando, e sentirá que pode ter o controle de toda a freqüência dessa vibração, te levando para perto dos teus sonhos, conforme seus desejos.

A mudança da mente fará com que não precise mais ir atrás de respostas fora de você, o conhecimento hermético não te deixará refém da ignorância dessas leis, e te fará entender que:

O CONHECIMENTO É A CAUSA, E A VIDA O EFEITO!

Lúcia Costa.
Equipe Temporariamente Humana

Baseado no vídeo: A Verdadeira Transmutação Hermética é uma arte mental

Fonte: Temporariamente humana

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A REPROGRAMAÇÃO MENTAL LIBERTA VOCÊ DO INIMIGO CAUSADOR DO MEDO

REFLEXÃO: PARA REFLETIR COMO FUNCIONA A MANIPULAÇÃO DE MASSA

A nossa coluna REFLEXÃO desta sexta-feira está um pouco diferente, pois não nos chama a refletir sobre espiritualidade pura, mas sobre algo que tão importante quanto, pois aborda a psicologia das massas, para nos fazer entender como funciona a ideologização política sob a qual as massas mundo afora está se submetendo, tal qual uma rã quando colocada em uma panela em banho maria e vai cozinhando lentamente até entrar em inanição e morrer sem saber que morreu. O texto a seguir: IMINIZAÇÃO COGNITIVA vai te fazer compreender o porquê de ladrões como Lula estarem livres e correndo um sério risco de se eleger presidente da república depois de tudo que passamos nesse país por causa dele.

Ataque Aberto: A IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

Porque ladrões ainda ganham seu voto!!

Como trabalho com Neurociência aplicada a negócios, e ministro cursos de psicologia e neurociência aplicada ao comportamento, trabalhamos em algumas formações temas como “Lavagem cerebral” e “Manipulação de massa”, de tal forma que fui levado ao termo “Imunização Cognitiva”…

Através deste viés conseguimos compreender como funciona a crença e a fidelização de pessoas inteligentes em defender políticos evidentemente corruptos e ladrões, e, ainda que em seu intimo, busquem a mudança real para o país e o bem comum, continuam buscando seus ídolos antigos como salvadores, desconstruindo e desconsiderando contextos, provas, evidências, imagens, depoimentos e tudo que tange o real perfil de seu ícone/líder supremo…

Muito usado em ambientes que envolvem a fé como premissa de construção de crença, a imunização cognitiva é um escudo que permite que as pessoas se agarrem a valores e credos, mesmo que fatos objetivos demonstrem que eles não correspondem à verdade. A pessoa cognitivamente imunizada transita no terreno da fé da ideologia e do sonho futuro, que dispensa o raciocínio lógico. Para ela, argumentos lógicos não têm relevância, sendo os argumentos, minimizados, desacreditados ou menos relevantes, sendo o fim, justicando os meios.

E então assistimos gente estudada, inteligente, articulada, evidentemente sem intenção de tirar nenhuma vantagem ou proveito material de tal situação, defendendo em público o indefensável.

Como é que essas pessoas chegam a esse ponto?

Bem, existem ao menos cinco fases no processo de imunização cognitiva.

Primeira fase: Isolamento de quem tem opiniões contrárias, protegendo suas ideias. A pessoa vai eliminando de seu convívio ou mesmo de sua atenção, quem pensa diferente.

Segunda fase: Redução da exposição às ideias contrárias. Passa a ler e ouvir apenas as opiniões em linha com seus credos. Nos estados totalitários, é quando a liberdade de expressão passa a ser ameaçada, quando a imprensa perde a liberdade, quando vozes dissidentes são caladas. É quando os processos educacionais adotam opiniões selecionadas, com autores e textos cuidadosamente escolhidos para seguir apenas uma visão de mundo.

Terceira fase: Conexão dos credos à emoções poderosas. Se você não seguir aquelas ideias, algo de ruim pode acontecer. Lembra do “Se você pecar, vai para o inferno?”, ou, “Se você não votar naquele candidato, sua vida, suas economias, seus benefícios estarão em perigo”…

Quarta fase: Associação a grupos que trabalham para combater as idéias dos grupos contrários. Isso acontece não só em política, mas até mesmo na ciência, quando métodos de investigação científica focam nas fraquezas das teorias adversárias, ignorando os pontos fortes. Em outra perspectiva, buscar enfatizar somente o lado ruim da outra parte, justificando a apatia, ou pensamentos contrários que possam contribuir como colapso alheio.

Quinta fase: A repetição. Repetição, repetição, repetição. Cria-se um tema, um lema, simbolo ou slogan que materializa um determinado credo ou visão, que passa a ser repetido como um mantra, numa técnica de aprendizado incondicional. Os gritos de “Não vai ter golpe”, por exemplo, não é uma criação espontânea, obra do acaso. É pensado, calculado. Sua repetição imuniza cognitivamente as pessoas contra os argumentos a favor do impeachment, assim como tantos outros, de fácil absorção, e fácil repetição para qualquer classe, credo ou nível intelectual.

Os especialistas em psicologia das massas sabem que nossas mentes evoluíram muito mais para proteger nossos credos que para avaliar o que é verdade e o que é mentira.

Principalmente quando este senso de percepção tem relação com elementos como “Justiça, moralidade e ética”, elementos coordenados pelo nosso córtex pré frontal, porém profundamente afetados pelas questões emocionais, como Raiva, Desprezo, Nojo, Vergonha, Tristeza, entre outras, ativadas no sistema límbico, e, que, sobre forte estimulo, superam as áreas morais, amortecendo sua atividade, ou seja, você, literalmente deixa de raciocinar sob forte pressão emocional.

Além das vias normais que geram as emoções interpretadas como negativas, como medo e ansiedade, nas quais razão e emoção se integram e neste ponto há um equilíbrio nas tomadas de decisões, Joseph Le Doux descobriu uma via que ele chamou de “Shortcut”. Essa via é ativada quando a situação é de extremo perigo ou extrema raiva. Neste caso, ela não passa pela área racional, o pré-frontal, então as emoções instintivas ficam livres para agir, nos tornando cegos a quaisquer tipo de evidências racionais.

Os especialistas em comunicação constroem retóricas fantásticas, com intenção de desviar o tema principal e, especialmente, imunizar cognitivamente os soldados da causa.

E aí, meu caro, minha cara, não adianta mostrar o vídeo, o recibo, o cheque, o testemunho do caseiro, a ordem da transportadora, o grampo telefônico… O imunizado cognitivo está vacinado contra fatos objetivos tangíveis ou intangíveis.

Tá explicado então? Se você está se sentindo entorpecido das idéias, incapaz de descer do muro, disposto a olhar o outro lado, cego diante de uma crença totalmente unilateral, provavelmente alguém está lhe ministrando umas doses de imunizante cognitivo.

Estar “Consciente”, é um exercício de grande esforço, estamos 95% de nosso tempo em estado automático “Inconsciente”, de tal forma que, somente mediante muito esforço e análise critica, conseguimos discernir as reais intenções do imunizantes cognitivos a nossa volta, principalmente diante de tanta falta de informação, informações alteradas, maquiadas e distorcidas, fica quase impossível colocar-se em um lado, assumir uma luta, ou dar a cara a tapa por algo ou alguém que nem sabe, ou, não da a mínima se você existe.

Prof. Alexandre Rodrigues
Continuar lendo REFLEXÃO: PARA REFLETIR COMO FUNCIONA A MANIPULAÇÃO DE MASSA

DICA DE LIVRO: UM NOVO MUNDO, O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA DE ECKHART TOLLE

Nesta quarta-feira a nossa dica, aqui na coluna DICA DE LIVRO é a obra do eminente escritor Eckhart Tolle:Um Novo Mundo, o despertar da Consciência. Mais do que em qualquer outra época de sua história, a humanidade tem hoje a chance de criar um mundo novo – mais evoluído espiritualmente, mais pleno de amor e sanidade. Para o autor, estamos vivendo um momento único e maravilhoso: o do despertar de uma nova consciência.

Ele nos mostra que o salto para essa nova realidade depende de uma mudança interna radical em cada um de nós. Precisamos nos livrar do controle do ego, pois essa é a fonte de todo o sofrimento humano. Sob seu domínio, somos incapazes de ver a dor que infligimos a nós mesmos e aos outros.

Quando despertamos, o pensamento perde a ascendência sobre nós e se torna o servo da consciência, que é a ligação com a inteligência universal, a fonte da vida da qual todos nós procedemos.

Enquanto desvenda a natureza dessa mudança de consciência, Tolle nos ensina a vencer as artimanhas que o ego utiliza para nos isolar uns dos outros. De forma inspiradora, ele nos ajuda a descobrir o nosso verdadeiro eu, a essência humana que nos permitirá construir o novo mundo e viver em harmonia com tudo o que existe.

“O principal propósito deste livro não é acrescentar novas informações e crenças à sua mente nem tentar convencê-lo de alguma coisa, e sim produzir uma modificação da sua consciência, ou seja, o despertar. Se você não sabe o que significa des¬pertar, continue lendo.” – Eckhart Tolle

Fonte: Acervo pessoal

Continuar lendo DICA DE LIVRO: UM NOVO MUNDO, O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA DE ECKHART TOLLE

REFLEXÃO: FAZER A TRAVESSIA DE OLHOS BEM ABERTOS EVITA ATALHOS INDESEJADOS

O texto desta terça-feira, aqui na coluna REFLEXÃO, nos remete a uma postura de muita coragem e determinação, que poucas pessoas ousam enfrentar, em virtude da dimensão ilusória sob a qual estamos submetidos. É comum as pessoas fecharem os olhos durante a travessia, posto que um dos termos mais utilizados atualmente é: “fazer vista grossa”, já que a maioria das pessoas não querem sair da sua zona de conforto. Preferindo sofrer e sentir uma dor que já conhece do que encarar a dureza da realidade que pode lhes conduzir a autolimpeza e autocura. Por isso te convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

Não feche os olhos durante a travessia

 em 

 

“Quando olhamos para tudo o que vem acontecendo ao nosso redor, somos inevitavelmente colocados no lugar de ter que tomar algumas posições na vida.

Pense numa linha. Alguns de nós estão lá, num dos extremos dessa linha. Escolhem abrir mão de se envolverem com o que acontece ao seu redor. Procuram fingir que nada acontece. Dóceis reféns, acreditam no que lhes dizem para acreditar, não se aprofundam, não ouvem a si mesmos. Vivem em suas bolhas, numa espécie de cegueira, que faz com que responsabilizem “os outros” pelo que quer que aconteça.

No outro extremo estão aqueles que se acreditam detentores da verdade. Armados com suas próprias crenças, querem convencer os outros de que estão errados. Hipnotizados por seus egos, se tornam facilmente bélicos, polarizados, e também responsabilizam os outros, o “outro lado” por toda a injustiça que acreditam viver.

Não é fácil escapar desses dois extremos. Aqueles que conseguem, buscam “dentro de si” algum tipo de orientação. Buscam enxergar a realidade, por mais dura que seja. A realidade, hoje, é que estamos em meio à uma onda de extremo controle, rodeados de mentiras, manipulações, ganância, egoísmo, censura e pouquíssima consciência. É difícil enxergar isso, mas é preciso.

Ver a feiura de todos nós assim exposta não é fácil. O desafio é enxergar tudo isso, sem negar , e sem ser dominado, pelas emoções que essa visão nos evoca. Lembrem-se de que somos cocriadores. Criamos a partir da nossa emoção. Então, se eu enxergo a sombra, no outro e em mim, se olho para as emoções que vem à tona, sem me perder de minha luz, isso é algo bom, pois me permite uma ação de limpeza e cura.

Mas se eu for dominado por essa sombra, me “tornando” o medo, a raiva, a tristeza, então me torno sua cocriadora. Percebem? A diferença parece sutil, mas é enorme. Precisamos andar por um caminho estreito e escorregadio. Mantenha seus olhos abertos, mas jamais se perca de seu coração. Não feche os olhos durante a travessia, mas tampouco lhe dê poder para tirar você de sua confiança na vida. Acreditem. Nós podemos fazer isso, juntos, guiados pela luz , a única verdade deste Universo.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: FAZER A TRAVESSIA DE OLHOS BEM ABERTOS EVITA ATALHOS INDESEJADOS

ARTIGOS: AS NOVAS CRENÇAS NOS PERMITIRÃO ALCANÇAR A TÃO SONHADA LIBERDADE

Despertar espiritual: o que esperar do processo? - WeMystic Brasil

…E continuando falando de CRENÇAS você pode estar se perguntando: E se eu conseguir validar o que eu posso ganhar com as novas crenças e paradigmas?

– Bem, o ganho é muito subjetivo e praticamente infinito, pois, resumindo o maior ganho que você, eu e qualquer ser humano pode obter quando evolui para novas crenças é a tão desejada e sonhada LIBERDADE.

– Você pode retrucar: E o que é essa tal LIBERDADE?

– Eu te respondo: a liberdade no campo espiritual é o objetivo mais de qualquer alma, de qualquer consciência em evolução. É sair dessa energia super densa a qual estamos presos nessa 3ª dimensão, desse casulo ao qual nos limitamos a habitar em cada experiência vivida nessa pobre 3ª dimensão para uma energia menos densa, mais leve  e limpa numa 4ª ou 5ª dimensão, onde teremos a liberdade de ir e vir onde desejarmos.

Para muita gente parece com viajar na maionese, divagar ou algo insano. Para mim é uma questão de lógica. A humanidade está caminhando num processo evolutivo de libertação. De desapego dessa força da gravidade que nos mantém presos ao chão. Quando o homem pisou pela primeira vez na superfície da lua e experienciou a falta da gravidade, não só conseguiu se libertar da força da gravidade que nos mantém presos a esse planeta, como experimentou caminhar sobre uma superfície cuja força G é dez vezes menor do que a da terra e literalmente deu um salto quântico rumo essa tão sonhada LIBERDADE. Agora o homem quer alcançar outros planetas como Vênus, Marte e outros que possam acolher a vida humana e animal.

Portanto a busca da liberdade é o maior anseio da humanidade, mas ela ainda não percebeu que o caminho espiritual é o mais viável e realmente libertador, pois não dependeremos de foguetes, naves espaciais e nem de outros seres humanos para alcançarmos essa “Verdadeira Liberdade”. Só com o despertar da consciência o homem perceberá e/ou enxergará essa nova realidade. A realidade dos 90% das coisas que existem no universo e que não percebemos nessa 3ª dimensão. Apenas com os 5 sentidos.

Continuar lendo ARTIGOS: AS NOVAS CRENÇAS NOS PERMITIRÃO ALCANÇAR A TÃO SONHADA LIBERDADE

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A LUTA PARA LIBERTAR A ALMA É GIGANTE

A sabedoria dos antigos ainda tem lições importantes a nos dar enquanto seres evolutivos, ainda inseridos nesse contexto tridimensional. A inscrição da Esfinge egípcia: “Decifra-me ou te devoro” tem uma profundidade que precisa ser literalmente decifrada. Nós, seres humanos somos seres em evolução e precisamos constantemente crescer espiritualmente para que possamos sair da zona de conforto, deixar de patinar e dar um salto quântico evolutivo. Esse ato de sair da zona de conforto equivale ao decifrar, descobrir, conhecer e aprender. Se não fizermos isso estaremos fadados a, literalmente, sermos devorados ou engolidos pela ignorância, pelas trevas e pela involução. Convido você a ler o texto completo a seguir e entender como funciona esse processo. 

Decifra-me ou te devoro

CONOCE LA HISTORIA DE LA ESFINGE EGIPCIA

“Decifra-me ou te Devoro“, Diz a esfinge da Personalidade para a Alma.

A Alma precisa aprender a dominar os animais incorporados em sua natureza, antes que possa bater as Asas do Espirito Soberano que nela habita e provar ser capaz de mergulhar no mundo e não ser tragado por ele.

Somos estas serpentes, leões, Touros, Escorpiões, Águias, Carneiros, Caranguejos, e outros tantos animais, que tem dirigido nossos instintos e influenciado o rumo de nossas vidas.

Temos inventamos estratégias de fuga, como comidas em excesso, fumo, jogos, drogas, amores, dinheiro, paixões, Poder, Empresas, amantes, divórcios, brigas, guerras e tudo quanto é especie de fuga, para distrair nossa mente e nos afastar deste confronto interno, colocando nos outros e no mundo a culpa de nossos sofrimentos.

O que esperar de um mundo formado de Almas ainda dominadas pelos seus animais internos ?

Diz o velho proverbio, ” O Tolo segue sua estrela, o Sábio a domina”

Temos construído uma Sociedade dominada por estes instintos mais primitivos, e tudo que nela existe foi criado por nós e o mundo não será diferente até que sejamos senhores de nossas forças internas e nossa mente se ilumine para verdade Infinita.

Esta Luta para Libertar a Alma Humana é Gigantesca, as provas são duras para todos.

O prêmio da vitória é a elevação gradativa na escada do nível da consciência do individual para o Universal.

É pela experiência que se adquire o domínio, é errando que se perde o medo de errar e falhar. O fracasso pode ser um excelente professor, enquanto a vitória prematura muitas vezes enfraquece o ego.

Temos visto o grande e sofrido trabalho de Almas de Artistas (3), Almas Ciganas (14) ou mesmo de Almas Reclusas (7) que lutam para construir uma família (6) e aprender a aceitar criticas(3), se relacionar com as pessoas construindo laços duradouros, vendo seus tropeços e suas dificuldades.

Muitos outros exemplos nos mostram a grandeza das tramas das almas, que se utilizam suas personalidades para cumprir suas difíceis missões. Quanto é difícil e lento este crescimento que é feito de pequenas experiências e grandes desafios, de forças que nos seduzem e nos movem para nos tirar da zona de conforto, embora teimemos em repetir velhos erros, pois preferimos o conforto do sofrimento conhecido do que a aventura do desconhecido.

Mas quem está neste circulo vicioso precisa de uma ajuda externa para enxergar a saída. Talvez quem tem um pouco de conhecimento possa ajudar um pouquinho aqueles que precisam.

Mas como ajudar sem interferir no processo natural de sofrimento, “sem tirar a lagarta do casulo que a transformaria em borboleta” . Talvez a pessoa não precise vencer a prova, apenas passar por ela para adquirir experiência.

Acredito que futuro de nossa Humanidade é brilhante, porque já cometemos todos os erros e fracassos e as experiências de uns, servem a toda a humanidade. Os grandes lideres se foram e agora é nossa vez de seguirmos juntos este novo caminho ajudando-nos uns aos outros como irmãos.

Acreditamos que somos todos uma grande família humana, a alma da terra, o espírito de Gaia vivenciando experiências em consciências fragmentadas em busca da religação.

O sofrimento e as dores provem desta fragmentação e ilusão da separatividade.

O sentimento de isolamento leva ao egoísmo e a luta pela sobrevivência. A limitação da percepção do tempo e espaço na dimensão humana nos conduz ao desespero para agarrar a vida.

A expansão da consciência ao tempo e espaço Cósmico nos leva ao sentimento de coletividade e a nos sentirmos integrados a Alma planetária.

Diante desta percepção, as experiências dos outros são também nossas experiências, as dores, alegrias, vitorias e sofrimentos alheios são um patrimônio universal e loucura humana faz todo sentido.

“Amor, Amor, sempre em ti novos arcanos, mas Somente aquele que chega despertar, que tu és a própria Verdade, vê Justiça nos Atos dos Humanos”

O amor então não é mais um tolo sentimento romântico, mas uma compreensão da lei infinita e dos objetivos planetários e a percepção da Justiça Infinita.

Como disse o Mestre, aquele que começa a abrir os olhos passa a amar com a mente, e não apenas com o coração, que se transforma no ponto de convergência entre os dois hemisférios e une o visível ao invisível, a terra aos céus.

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A LUTA PARA LIBERTAR A ALMA É GIGANTE

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: CONHEÇA OS 10 PRINCÍPIOS DA VIDA QUÂNTICA

O nosso DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL passa, antes de mais nada, pela compreensão dos princípios da Física Quântica e assim, do que seja vida quântica. Inicialmente precisamos compreender que somos todos “Consciência” e que a ela pertence o controle sobre a vida. A partir dai conhecer e entender os 10 princípios que norteiam a Vida Quântica. Então convido você a ler o artigo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor. 

Definições da Vida Quântica

1. Um mundo independente do observador não existe.
Essa é primeira das definições da vida quântica para vc começar a entender;

Centenas de processos que ocorrem no seu corpo e que você não presta atenção – respiração, digestão, aumento ou redução da pressão sanguínea, crescimento de novas células, limpeza de toxinas etc. podem ser controlados. O próprio fato de focar nos processos automáticos que ocorrem em seu corpo também mudará o processo de seu envelhecimento…

2. Nossos corpos são formados a partir de energia e informação.

A física afirma que cada átomo tem 99,9999% de espaço vazio, e as partículas subatômicas que viajam por esse espaço na velocidade da luz representam raios de energia vibracional.
O vazio dentro de cada átomo pulsa na forma de uma mente invisível. A genética coloca essa mente no DNA… Em cada ponto desta sequência, energia e informação devem trocar entre si.
Na Índia, esse fluxo mental é chamado prana e pode controlá-lo, aumentá-lo ou diminuí-lo, movê-lo para frente e para trás e manipulá-lo, a fim de manter o corpo físico jovem e saudável.

3. A mente e o corpo estão indissoluvelmente unidos

A medicina está apenas começando a usar a conexão da mente e do corpo. O placebo, um comprimido sem medicamento, leva a resultados tão diferentes, comprovando que o corpo-mente pode criar qualquer tipo de reação bioquímica, se apenas a mente receber a configuração apropriada. Se pudéssemos usar a instalação para não envelhecer, o corpo começaria a executá-la puramente automaticamente.

4. Bioquímica do corpo – um produto da consciência

De acordo com o novo paradigma, a consciência faz uma diferença significativa no processo de envelhecimento e de doenças.

5. Percepção – um fenômeno aprendido

Diferentes percepções – amor, ódio, alegria e asco – estimulam o corpo, assim como a alegria, alterando o perfil químico.
Toda bioquímica ocorre dentro da mente; cada célula está totalmente consciente do que e como você pensa. Assim que você aprender esse fato, toda a ilusão de que você é vítima de um corpo irracional, de livre-arbítrio e degenerado se dissipará.

6. Os impulsos da mente a cada segundo dão ao corpo novas formas

Enquanto novos impulsos continuarem a entrar no cérebro, o corpo também poderá reagir de uma nova maneira. Novos conhecimentos, novas habilidades, novas maneiras de ver o mundo contribuem para o desenvolvimento e renovação da mente-corpo.

7. Não somos indivíduos separados do Cosmos.

Uma única consciência (Unicidade), pessoas e eventos que ocorrem “em algum lugar lá fora” fazem parte do seu corpo. São apenas pequenos pacotes de informações de um campo infinito chamado Universo.
A consciência disso ajudará você a entender que o mundo não é uma ameaça para você, mas apenas seu corpo infinitamente expandido.
O mundo é você.

8. O tempo não é absoluto – é eternidade quantificada

Apenas sua consciência cria o tempo que você sente.

9. Conhecer “sua” realidade permite assumir o controle de todas as mudanças.

O fato do tempo estar ligado à consciência implica que você pode escolher um método de funcionamento completamente diferente – a fisiologia da imortalidade, que o leva ao conhecimento da imutabilidade, o “eu”, uma corrente do Espírito – a consciência.

10. Não somos vítimas de envelhecimento, doença e morte.

O controle sobre a vida pertence à consciência.
Tornamo-nos vítimas de envelhecimento, doença e morte como resultado de nossas lacunas de conhecimento. Portanto, a lição mais valiosa ensinada pelo novo paradigma é a seguinte: se você deseja mudar seu corpo, primeiro mude de perspectiva que não está “em algum lugar lá fora”, mas dentro de você.

Deepak Chopra
Resumo Vilma Capuano

Publicado por Fatima dos Anjos em 21 outubro 2019 às 19:50 em TÉCNICAS ENERGÉTICAS DE CURA QUÂNTICA

Fonte: Marcos Brenelli

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: CONHEÇA OS 10 PRINCÍPIOS DA VIDA QUÂNTICA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O MUNDO DAS ILUSÕES É AQUI NA 3ª DIMENSÃO. SAIBA COMO SE LIVRAR!

O sofrimento assim como a dor são sensações inerentes a 3ª dimensão e nos mantém presos às crenças limitantes na medida que nos acomodamos achando que faz parte da nossa jornada e que a eles estamos presos para todo o sempre. É apenas mais uma ilusão a que estamos submetidos. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir e entender como e porque isso acontece em nossas vidas.

A ilusão do sofrimento

Homem sentado no chão, encostado em uma parede, com os joelhos flexionados e os braços apoiados neles. Ele esconde seu rosto apoiando a testa nos braços.123rf/primagefactory

Todo sofrimento, que assalta a alma humana, foi criado a partir de uma ilusão!
O sentimento de perda, que tem um gosto extremamente amargo, só existe em função da ilusão da posse.

O sentimento de humilhação, que abastece nossos corações de ódio e revolta, só existe em função da ilusão do apego à própria imagem, ou seja, da vaidade e do orgulho.

Menina sentada em um pier, com os joelhos flexionados, os braços apoiados neles e sua cabeça encostada nos braços.
Pexels/Pixabay

O sentimento de abandono, que lança suas lâminas afiadas em nossa alma, só acontece em função de uma ilusão de dependência, surge a partir da ideia equivocada de que o outro é responsável por nossa felicidade.

Os sentimentos de fraqueza e impotência consagram-se a partir de ilusões criadas por conceitos limitantes de si mesmo.

O sentimento de indignação, que nos colocam em trincheiras armados contra ideologias contrárias, só teve êxito em existir em nossas vidas por nos entregarmos à ilusões violentas que reúnem inúmeros vícios mentais como a intransigência, a intolerância, o preconceito e principalmente: a ilusão da superioridade.

São as ilusões que nos conduzem ao abismo. São elas que nos prendem nas trevas exteriores, onde imperam o choro e o ranger dos dentes. O inferno de Dante ou os vales de sofrimento retratados na literatura espírita são instâncias criadas para o esgotamento das impressões criadas pela ilusão humana.

Isso acontece porque o homem, no estágio em que se encontra, não tem muito interesse pela realidade; ele prefere o torpor, a adição, o vício, as sensações grosseiras, assim por diante. Quando o assunto é olhar para si, ele foge. Prefere anestesiar-se de ilusões, idealizar um mundo que se ajuste à sua visão primitiva de felicidade e refugiar-se nele. Só o tempo trará o amadurecimento necessário para que o fruto possa desprender-se da árvore.

Realização, como o próprio nome diz, é encontrar o “real”. O despertar da Consciência, da mesma forma, pressupõe estarmos dormindo. Enquanto vivermos sob o efeito dessa lótus alucinógena, como ficaram entorpecidos os soldados de Ulisses no poema de Homero, não veremos o tempo passar, o progresso acontecer e estaremos apenas adiando o nosso processo de iluminação.

Mulher em um campo gramado, com os braços abertos para o pôr-do-sol.
Pexels/Victor Freitas

Iluminar-se é acender luzes em si mesmo, nada mais do que isso! A cada luz que se acende, uma nova visão da realidade acontece.

Só esse conhecimento irá libertar-nos do mundo de Maya, só quando colocarmos os pés no chão e aceitarmos a Vida como ela é, as coisas como elas são, as pessoas como querem ser e a experiência proposta pela vida para o nosso desenvolvimento da maneira que se apresentar em nossa realidade, nós conseguiremos subir esse degrau e sair desse vale de lágrimas ilusório provocado pela nossa ignorância.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O MUNDO DAS ILUSÕES É AQUI NA 3ª DIMENSÃO. SAIBA COMO SE LIVRAR!

REFLEXÃO: O QUEBRADOR DE PEDRAS, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira também é dia de REFLEXÃO, com Camila Zen, que nos conta uma história sobre os nossos desejos, talvez infinitos. Na verdade, não, não sobre os desejos em si, mas sobre desfrutá-los ou não quando os alcançamos. Sobre um querer sem fim. Sobre estarmos presos em uma roda sem parar pra refletir… e apreciar… Apreciar, é viver a vida! Quando ficamos muito presos lá na frente, no futuro, sempre focando no próximo passo, fica difícil apreciar o presente, ou seja, apreciar a vida. Que você tenha muitos sonhos pra ser seu combustível de seguir em frente, mas que também tenha muita clareza pra apreciar cada passo, cada fase. Com carinho, do meu coração pro seu, e pro das pessoas que você ama. Amor e luz, namastê!

Fonte:

 

Continuar lendo REFLEXÃO: O QUEBRADOR DE PEDRAS, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A RAZÃO E O CORAÇÃO SE COMPLETAM E PRECISAM CAMINHAR JUNTOS

O texto a seguir é de uma sabedoria incrível e não importa de onde tenha vindo ou quem seja seu autor, pois é a mais sublime inteligência e sabedoria traduzida para que o leitor compreenda que para alcançar a vida plena, ou seja, a sua melhor versão é necessário unir a razão ao coração, pois só assim conseguirás desenvolver o seu infinito potencia. Convido você a ler o magnífico texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

 

Razão ou coração?

O Espiritismo ensina que todos os Espíritos são criados por Deus em estado de ignorância e simplicidade.

Eles possuem o embrião de todas as virtudes. Mas necessitam das experiências da vida para desenvolver o seu infinito potencial.

No universo não há privilégios ou injustiças. Cada qual ocupa uma posição adequada ao seu estágio evolutivo e as suas necessidades de aprendizado.

Na jornada para a plenitude, as asas do conhecimento e da moralidade gradualmente despontam em toda criatura.

Mesmo quem hoje parece um pervertido adquirirá a máxima pureza. Tudo é uma questão de tempo e de esforço. A criatura que parece privilegiada pela vida, na verdade trabalhou mais o seu interior.

Talvez seja mais velha do que as demais, por ter sido criada antes. Mas certamente já trabalhou muito. Afinal, o mero passar do tempo pouco ensina. É o que ocorre em uma escola. De nada adianta o aluno ser mais velho do que os demais de sua classe. Se não aprende a lição, não é promovido para a etapa seguinte.

A angelitude é um estado de consciência de quem muito conhece e muito ama.

Freqüentemente se ouve falar de embates entre a razão e o sentimento

Em face de determinada situação, a criatura não sabe qual rumo tomar.

Seu coração anseia por determinada solução, mas a razão aponta para outra saída.

Esse gênero de dúvida revela a pouca compreensão que ainda temos da finalidade da vida.

Ninguém nasce a passeio ou apenas para realizar fantasias.

Todos trazemos uma programação a cumprir, que invariavelmente visa a nossa evolução, o nosso aperfeiçoamento.

O objetivo de nossa vida sempre será o desabrochar do anjo que em nós reside.

Esse objetivo identifica-se com a aquisição da sabedoria e do amor. Ocorre que amor não é sinônimo de desejo. Essa sublime energia rege o universo. Ela desperta em nós o ideal de auxiliar o próximo a ser feliz.

Mas a razão nos diz que a felicidade depende do dever bem cumprido. Ninguém pode ser genuinamente feliz com a consciência pesada. Assim, o coração e a razão nunca entram em contradição, para quem compreende o seu real papel em face da vida.

Nossos amores não nos pertencem. Eles são filhos do divino pai, que os criou para uma meta transcendente e maravilhosa. Nosso papel é o de ajudá-los a atingir essa meta tão sublime. Amar não implica ser conivente ou livrar o próximo do trabalho que lhe compete.

Amar não significa manter o ser amado ao nosso lado, quando ele deseja viver outras experiências. Amar é auxiliar a ser feliz, a ser melhor, a crescer para Deus.

A razão lúcida ilumina e dirige o coração. O coração que aprendeu a amar suaviza e dulcifica o raciocínio.

A sabedoria e o amor são duas energias que se complementam, na perfeita harmonia da vida.

Nem determinações duras e implacáveis, nem pieguice e conivência com equívocos.

Quem ama e sabe, educa e ampara.

Acalenta, mas liberta.

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita.

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A RAZÃO E O CORAÇÃO SE COMPLETAM E PRECISAM CAMINHAR JUNTOS

DICA DE LIVRO: SUPER GENES DE DEEPAK CHOPRA E RUDOLPH E. TANZI

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é SUPER GENES, do renomado Deepak Chopra em parceria com o cientista Rudolph E. Tanzi, co-autores do Best Seller SUPERCÉREBRO.  Durante muito tempo acreditamos que os genes determinassem nosso destino biológico e que fossem imutáveis, mas recentes descobertas no campo da genética mostram que eles são dinâmicos e podem ser influenciados por diversos fatores. Em Supergenes, os autores discorrem sobre como a ciência atual sustenta que nossos genes reagem a tudo o que fazemos, dizemos e pensamos. Oferecendo um cardápio de escolhas para 6 esferas da vida – dieta, estresse, atividade física, meditação, sono e emoções -, em três níveis de dificuldade, os autores também mostram, de forma muito prática, o que devemos fazer no dia a dia para ativar o melhor do nosso código genético pela vida afora. Um livro que você, que é buscador, não pode deixar de ler! 

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: SUPER GENES DE DEEPAK CHOPRA E RUDOLPH E. TANZI

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: 5 LIÇÕES QUE IRÃO IMEDIATAMENTE MUDAR SUA VIDA, POR MARCO AURÉLIO

Nesta terça-feira você vai aprender 5 Lições que irão imediatamente mudar sua vida, retiradas do livro Meditações do Imperador Marco Aurélio, um ícone do Estoicismo e grande exemplo de líder que, infelizmente não existe mais. Ouça o Podcast a seguir e transforme a sua vida e o seu DESENVOLVIMENTO PESSOAL!

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: 5 LIÇÕES QUE IRÃO IMEDIATAMENTE MUDAR SUA VIDA, POR MARCO AURÉLIO

REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

O nosso texto de REFLEXÃO desta terça-feira fala de leveza, de soltar-se, de ascender-se, pois o a saída é para cima, rumo a liberdade, através da luz, pois somos filhos da luz e seremos guiados em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão para uma dimensão feita de paz, onde não há dor nem sofrimento. Portanto, leia o texto completo a seguir, faça sua reflexão e faça o seu juízo de valor.

Fique leve

 em 

 

“Quando o medo bater à sua porta, pois todos nós, humanos, temos sido por ele visitados neste momento planetário, eleve seus olhos ao céu.

Olhe para o Sol, para as estrelas, para o movimento das árvores. Sinta a brisa acariciando sua pele. Ouça o canto de um pássaro e lembre-se : – Tudo é energia. Você é luz. Seu corpo é luz.

Quando nos lembramos disso, somos convidados a confiar nessa luz. Você confia na luz? Mesmo quando tudo está escuro? Ouça, a luz que você é vai guiar você através da escuridão. Você não precisa conhecer o caminho, não precisa se antecipar ou tentar controlar as coisas para que isso aconteça.

O que você precisa é manter uma conexão com a luz. Recebemos, a cada instante, tudo o que necessitamos para o nosso bem, e para o bem maior. A voz do amor (outro nome da luz) sussurra com delicadeza em nossos ouvidos. Nos fornece instruções, direcionamento, acolhimento.

Podemos receber tudo o que necessitamos. Apenas precisamos estar atentos. Ouvir essa voz é a única proteção real neste momento. Seremos intuitivamente guiados. Para ouvir sua voz interior, sua intuição, você precisa confiar na luz, confiar no amor, nessa força inteligente que criou tudo o que existe, nessa força que tudo sabe, que tudo pode.

Feche os olhos. Respire. Dissolva o medo ao entregá-lo à essa força. Você é um filho da luz e será guiado em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão, nesta camada de espaço/tempo. Nos moveremos para uma dimensão feita de paz.

Para facilitar isso, fique leve. Torne sua vida leve. Solte os excessos, os apegos, as crenças, as bagagens que acumulou em sua vida. Solte e confie. Permita-se ser guiado pela sua luz. A saída é para cima.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: FREQUÊNCIA DE CURA ARCO-ÍRIS PARA DESBLOQUEAR A ENTRADA DE BOAS ENERGIAS NO NOSSO CORPO

Neste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL você vai conhecer uma técnica avançada de cura espiritual chamada frequência de cura arco-íris, que a Carla Marçal desenvolveu para neutralizar ou eliminar a camada negativa criada ao redor das células do nosso corpo, causando-nos problemas físicos e psicológicos devido aos nossos pensamentos e às nossas emoções. Convido você a ler o artigo completo a seguir e expandir um pouco mais a sua consciência!

Conheça a frequência de cura arco-íris

Arco-íris em céu azul.
paylessimages / 123RF

A frequência de cura arco-íris foi canalizada por Rodrigo de Aldebaran e é uma das técnicas mais avançadas de cura, tanto para os humanos como para todos os seres vivos do planeta Terra.

Essa é uma técnica avançada e, com ela, é possível romper a camada negativa criada ao redor das células do nosso corpo, uma camada que bloqueia a entrada de boas energias, pois a camada negativa nos prejudica, causando-nos problemas físicos e psicológicos devido aos nossos pensamentos e às nossas emoções. ⠀

O objetivo dessa técnica é neutralizar ou eliminar essa camada negativa, dissolvendo, assim, sentimentos de ódio, raiva, mágoas, frustrações, depressão, doenças celulares, obesidade, traumas, entre outros. Depois de dissolver essa camada, a frequência arco-íris blindará as células com frequência de cura.

No momento em que a frequência de cura arco-íris choca com o genoma humano, ela mexe com os padrões que você convive e está acostumado, pois atingem os padrões holográficos somatizado no corpo, desenvolvendo, assim, a verdadeira transformação.⠀

Mulher sentada em uma pedra à beira de um lago. Ela olha para montanhas.

Andre Furtado / Pexels

Indico essa técnica para dores em geral, para o equilíbrio dos chakras, a insônia, a depressão, a limpeza energética, a limpeza celular bem como a cura emocional, mental e espiritual. ⠀

Esse é um processo quântico/energético, em que o envio das frequências é feito pelas mãos e em conexão mental com o cliente.

Serve para humanos, animais e locais acerca de:

❈ Dores em geral;

❈ Desequilíbrios nos chacras;

❈ Limpeza energética de pessoas, animais e ambientes;

❈ Transmutação e limpeza celular;

❈ Cura emocional, mental e espiritual;

❈ Insônia;

❈ Depressão, entre outros.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: FREQUÊNCIA DE CURA ARCO-ÍRIS PARA DESBLOQUEAR A ENTRADA DE BOAS ENERGIAS NO NOSSO CORPO

REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO MENINO MAIS RICO DO MUNDO, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de REFLEXÃO, aqui no Blog do Saber, com Camila Zen. Hoje ela conta uma história sobre uma família muito rica e ensinamentos passados de pai pra filho… ou seria de filho pra pai?… Depois de ouvir a história, me conta, o quão rico você se sente? Eu espero que essa história possa trazer um pouco de luz pro seu dia e pro dia das pessoas que você ama 🧡

Amor e luz, Namastê 🧡✨🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO MENINO MAIS RICO DO MUNDO, POR CAMILA ZEN

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: FAÇA A PARTE QUE LHE CABE E MUDE O MUNDO

Quando nos conscientizamos que viemos para essa experiência com a missão suprema de aprender a amar fica muito mais fácil sermos proativos e fazermos “a parte que nos cabe” e assim acelerarmos e por quê não dizer, pegarmos o atalho no caminho da evolução espiritual! Quando ajudamos ao próximo despretensiosamente, sem publicidade, nem cobranças estamos praticando o exercício do amor, da gratidão e consequentemente da liberdade. Aparte que nos cabe não é uma obrigação, mas simplesmente o ato mais inteligente que o ser humano pode executar!

Amor ao próximo: 6 atitudes para transformar a vida das pessoas

A Parte Que Nos Cabe

Quando Jesus nos orientou sobre a idéia de que nossa mão direita não deve saber o que faz a esquerda, pretendia ensinar-nos que não deveríamos fazer publicidade do bem que praticamos.

Afinal, quando fazemos algo de bom a motivação por tal atitude não deve ser o orgulho ou o desejo de que sejamos notados ou reconhecidos publicamente por isso.

Essa prática deve ser estimulada pela consciência de que podemos e devemos fazer algo pelos outros.

Mas o que fazer?

Muitas pessoas lamentam não poder fazer todo o bem que desejariam por falta de recursos materiais para tanto.

Porém, há muito a ser feito que dispensa a aplicação de grande soma de recursos financeiros.

Se você não tem disponibilidade econômica para auxiliar os menos favorecidos na vida, quem sabe pode doar seu tempo em prol deles.

Embora não haja muita divulgação na mídia a respeito, sabemos que existem muitos grupos organizados desenvolvendo diversos trabalhos voluntários.

Há grupos de senhoras que semanalmente costuram retalhos que arrecadam para fazer cobertores para famílias carentes.

Há aqueles que ensinam o que sabem para aqueles que não tiveram as mesmas oportunidades, desenvolvendo potenciais adormecidos, descortinando-lhes, assim, novos horizontes.

Isso é promoção humana.

Grupos de voluntários se dispõem a ensinar informática em núcleos carentes a fim de iniciar em tais conhecimentos pessoas que jamais teriam acesso a esses recursos pelos meios usuais.

Há professores de música formando corais e dando as primeiras noções sobre esta arte, para crianças que vivem em favelas em situações de miséria.

Há profissionais de saúde que se organizam e oferecem seu tempo, atendendo gratuitamente em consultórios comunitários, instalados em bairros de extrema pobreza.

Há ainda, aqueles que assumem auxiliar uma criança, ou uma família, oferecendo-lhes o apoio que lhes seja possível, sem nada receber em troca.

Existem inúmeros “bons samaritanos” anônimos espalhados pelo mundo.

São pessoas que oferecem aos irmãos que sofrem, não apenas bens materiais, mas coisas muito mais valiosas: tempo e dedicação.

Se você realmente deseja construir um mundo melhor, faça a sua parte para isso.

Há tanto a ser feito.

Tantos são os que sofrem.

Muitos idosos aguardam por anos a fio, em asilos, a visita de alguém que se disponha a ouvi-los.

Muitas crianças necessitam da orientação segura de alguém que possa ensiná-las e guiá-las por meio de exemplos nobres e dignos.

Muitas são as pessoas que não tiveram chances de aprender um ofício ou mesmo a ler e a escrever, esperando por uma oportunidade nesse sentido.

……………

Temos em nossas mãos tantos talentos e tantos recursos corroídos pela ociosidade e pelo egoísmo.

Quantas horas mal utilizadas passadas diante da TV sem nada se fazer?

Quantos finais de semana passados dentro de carros de um lado para o outro, sem que se vá efetivamente a lugar algum?

Quanta vida passando sem que se faça nada de útil e proveitoso com ela?

Não há motivo, nem sentido, retardar nossa ação efetiva no bem.

Façamos, a partir de agora, a nossa parte, seja ela qual for.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo XIII de O Evangelho segundo o Espiritismo, de Allan Kardec

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: FAÇA A PARTE QUE LHE CABE E MUDE O MUNDO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA COMO TER UMA VIDA EXTRAORDINÁRIA EM 6 PASSOS COM IVAN MAIA

Uma verdadeira injeção de ânimo, positividade e energia vibracional em alta frequência é o vídeo que você vai assistir agora, com o extraordinário e espetacular Ivan Maia, aqui na nossa coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Ele vai lhe ensinar em 6 passos como transformar a sua vidinha numa vida extraordinária e espetacular. Portanto, não perca tempo, aperte no play e comece logo a assistir essa aula fantástica!

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA COMO TER UMA VIDA EXTRAORDINÁRIA EM 6 PASSOS COM IVAN MAIA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho