Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

AUTOCONHECIMENTO: O FILME FEITIÇO DO TEMPO NOS DÁ UMA LIÇÃO DE ATENÇÃO PLENA

Feitiço do tempo é um filme lançado em 1993 que assisti há muito tempo e me ajudou muito a compreender que tudo na vida tem um porque. Nada acontece por acaso e me confirmou que é impossível numa única passagem por essa dimensão, o ser humano desenvolver toda a sua espiritualidade e alcançar a vida plena. A repetitividade das cenas mostradas no filme retrata com muita clareza o comportamento da maioria dos seres humanos, que muitas vezes passam uma vida inteira patinando. Por isso convido você a ler o artigo completo a seguir que explica com muita competência e humor como se processa a nossa evolução espiritual.

‘Feitiço do Tempo’, a comédia que é uma aula de mindfulness

Comédia clássica dos anos 1990 estrelada por Bill Murray, ‘Feitiço do Tempo’ contém ensinamentos sobre atenção plena preciosos para os atuais tempos de pandemia e quarentena

Bill Murray em “Feitiço do Tempo”: comédia com lições preciosas em tempos de covid-19. Crédito: Columbia Pictures

Muitos de nós se lembrarão da comédia americano Feitiço do Tempo (Groundhog Day).

Lançado originalmente em 1993, o filme é estrelado pelo incomparável Bill Murray como Phil Connors, um insuportável meteorologista de Pittsburgh. Uma pequena celebridade local que acredita estar destinada a coisas muito melhores, ele se ressente de sua tarefa insignificante de reportar a celebração do Dia da Marmota em Punxsutawney, Pensilvânia.

O plano é voltar a Pittsburgh após as festividades. Mas quando uma nevasca fecha a rodovia, Phil se encontra preso em Punxsutawney. Ele acorda no dia seguinte apenas para descobrir que não é o dia seguinte. É o Dia da Marmota novamente.

Por alguma razão, ele está preso em 2 de fevereiro, forçado a reviver o mesmo dia indefinidamente.

Lição de atenção plena

Os especialistas têm algo a acrescentar ao debate público?

“E se não houver amanhã?”, ele pergunta a certa altura, acrescentando: “Não houve um hoje”.

É uma questão que vai ressoar com milhões de pessoas que vivem em quarentena hoje – já que as pessoas acordam todas as manhãs se perguntando se o dia seguinte será diferente das 24 horas que acabaram de aguentar.

Mas eu tenho uma visão mais positiva. Como estudioso da comunicação e da ética, defendo que a lição central do filme é que, como nunca podemos contar com o amanhã, a vida deve ser vivida plenamente no presente, não apenas para nós, mas também para os outros. No final das contas, Feitiço do Tempo nos dá uma lição de atenção plena (mindfulness).

A atriz Andie MacDowell, que no filme interpreta Rita, o interesse amoroso de Phil Connors, segura a marmota Nibbles em evento comemorativo de “Feitiço do Tempo” em 2008. Crédito: anoldent/Flickr

Metáfora para a estupidez?

Phil ficou preso no Dia da Marmota, talvez por centenas de anos. O roteiro original dizia 10 mil anos, embora o diretor tenha dito que eram 10. De qualquer forma, é muito tempo para acordar com a mesma música todas as manhãs.

Finalmente, Phil acorda, e é 3 de fevereiro, ou seja, o dia seguinte.

Acredito que o que ocasiona o amanhã para Phil é que ele aprende a praticar a consciência plena.

A existência repetitiva de Phil pode representar uma metáfora da negligência, de como todos nós ficamos presos em ciclos de reatividade, vício e hábito. Presa em nossas rotinas, a vida pode perder seu brilho.

Rapidamente pode parecer que nada do que fazemos importa tanto. “O que você faria se estivesse preso em um lugar e todos os dias fossem exatamente iguais e nada do que você fizesse importasse?”, pergunta Phil a dois moradores locais na pista de boliche. “Isso resume tudo para mim”, responde um deles.

Salvação após muitos nascimentos

As práticas contemporâneas de atenção plena podem encontrar suas raízes no budismo. Para os budistas, o conceito de reencarnação ou renascimento é importante. Muitos budistas acreditam que todos os seres vivos passam por muitos nascimentos até alcançar a salvação.

Como um estudioso, acredito que a ideia de renascimento é mais complexa do que muitas vezes é entendido na cultura popular.

Páli é a antiga língua sagrada do budismo theravada. O estudioso do budismo Stephen Batchelor observa que a antiga palavra em páli punabbhava, frequentemente traduzida como “renascimento”, significa literalmente “tornar-se novamente” ou o que podemos pensar como “existência repetitiva”.

Essa é a vida de Phil, preso no Dia da Marmota. É disso que Phil está tentando escapar, e do que todos nós estamos tentando escapar nos tempos de covid-19 – existência repetitiva, uma vida presa em uma marcha, congelada por hábitos e padrões que fazem todos os dias parecerem iguais, como se nada importasse.

Sair do piloto automático

Se a estagnação de Phil é uma metáfora para a ausência de consciência, o despertar de Phil, eu afirmo, é uma metáfora para a consciência. Mindfulness é a prática de experimentar a vida como ela está acontecendo, diretamente no agora, sem reagir imediatamente a ela ou ser levado por ela.

Mindfulness é uma prática de conhecer a nós mesmos e ao nosso condicionamento um pouco melhor. O condicionamento é um padrão automático de reação ao mundo. Ao sair do piloto automático, pausar e perceber, muitos de nós podemos descobrir que não estamos mais presos ao nosso condicionamento. Consequentemente, ganhamos espaço para fazer escolhas sobre como queremos responder à vida.

Isso é o que Phil faz no filme – ele escapa da existência repetitiva superando suas reações iniciais condicionadas, desagradáveis ​​e egoístas ao mundo. No início do filme, ele se autodenomina o “talento” e repreende os “caipiras” que moram na pequena cidade. Ele é bom demais para o Dia da Marmota. Ele quer escapar de Punxsutawney o mais rápido possível.

A compaixão está no centro do ato de meditar. Crédito: Marcela Karner/Pixy/CC0 Public Domain

Oportunidade de crescimento

Conforme o filme continua, Phil aceita sua situação e transforma a repetição em uma oportunidade de crescimento. Ele começa a encontrar significado no lugar onde está preso. Ele abraça a vida plenamente, o que também significa que ele percebe seu próprio sofrimento e o sofrimento daqueles que o cercam.

Phil trata de seu próprio sofrimento perseguindo suas paixões e desenvolvendo suas habilidades. Ele aprende a tocar piano e se torna um talentoso escultor do gelo.

Inicialmente, Phil não sentia nada por aqueles ao seu redor. As pessoas eram objetos para ele, se é que as notava. No final do filme, ele sente compaixão, o que, segundo a professora de mindfulness Rhonda Magee, significa “a vontade de agir para aliviar o sofrimento dos outros”. A atenção plena é uma prática que nos atrai para o mundo, para o serviço. A compaixão está no cerne da prática da atenção plena.

Atenção plena em tempos de pandemia

Mindfulness não significa afastar-se das dificuldades. É uma prática de enfrentar as dificuldades com compaixão. Embora Phil finalmente aceite que pode não haver um amanhã, ele age para garantir que se o amanhã vier para ele e para aqueles ao seu redor, será melhor do que hoje.

Por exemplo, Phil salva a vida de pelo menos duas pessoas: um menino que, antes da intervenção de Phil, cai de uma árvore em uma calçada dura, e o prefeito da cidade, que, antes de Phil irromper para lhe aplicar a manobra de Heimlich [técnica que limpa as vias aéreas, ajudando a desengasgar uma pessoa que tenha se entalado com comida, por exemplo – N. da R.], engasga em seu almoço.

A consciência atenta de Phil do que está acontecendo no momento permite que ele aja para o amanhã sem perder de vista o hoje. A atenção plena de Phil e sua compaixão conduzem a história de amor central do filme entre Phil e Rita. No início do filme, ele era capaz de amar apenas a si mesmo. No final do filme, Phil aprendeu a amar com atenção.

Em vez de posse, colaboração

De acordo com Thich Nhat Hanh, amar com atenção significa que “você deve amar de tal forma que a pessoa que você ama se sinta livre”. Phil aprendeu que o amor não se trata de manipulação ou posse, mas sim de colaboração na construção de uma vida compartilhada.

Com o melhor de sua capacidade, Phil se dedica a aliviar o sofrimento dos outros em um presente que é real e por um futuro que pode não vir. Ele faz isso com pequenos atos de compaixão, como consertar um pneu furado, e atos mais importantes, como salvar uma vida. Essa dedicação cuidadosa ao futuro diante da incerteza é, afirmo, o que lhe permite acordar para um novo dia.

Esta é uma boa lição para todos nós, presos, como estamos, em uma pandemia perpétua do Dia da Marmota, e sonhando, como estamos, com o amanhã.

* Jeremy David Engels é professor de Artes e Ciências da Comunicação na Universidade Estadual da Pensilvânia (Penn State, EUA).

** Este artigo foi republicado do site The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original aqui.

Fonte: Revista Planeta

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O FILME FEITIÇO DO TEMPO NOS DÁ UMA LIÇÃO DE ATENÇÃO PLENA

AUTOCONHECIMENTO: AO DESPERTAR CONSEGUIMOS EXPANDIR A NOSSA CONSCIÊNCIA

Desde sempre falo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO em expansão da consciência e o texto escolhido para publicar hoje aborda especialmente isso e trás boas novas, nos informando que uma leva maior da humanidade começa esse processo do despertar da consciência. Essa é uma notícia alentadora diante da realidade que vivemos, em meio a uma pandemia global, muita insegurança, muitas dúvidas, prenunciando tempos nebulosos e muito difíceis. Por isso é cada vez mais importante leitura desse tipo para nos ajudar a enxergar o que normalmente não percebemos com os 5 sentidos. Para atravessarmos essa turbulência toda se faz necessários desenvolvermos outros sentidos como a Intuição. Por isso, convido você a ler o texto completo a seguir, refletir fazer o seu juízo de valor!

O despertar expande a nossa consciência

Mensagem canalizada em 18 de Abril de 2021 – Deusa da Criação

Esta é uma canalização que você pode se encontrar experienciando vez após vez. Neste momento, conforme esta canalização ocorreu, há muitas, muitas pessoas que estão despertando. A Deusa na verdade fala sobre isso e o impacto que está tendo na sociedade. O despertar é sobre tornar-se consciente de algo que você não tinha consciência. Há uma conexão direta do despertar para a expansão de consciência das pessoas.

Nós frequentemente falamos sobre nossa consciência. Falamos disso como uma maneira de fazer escolhas e como uma forma de como criamos nossas vidas. Nossa consciência é como nos expressamos externamente. Durante esta canalização, enquanto no Tudo o Que É, podemos ver a influência do despertar, ela apareceu como se uma porta estivesse se abrindo. Dali as pessoas podiam ver/sentir mais ao redor delas, porque a energia era maior. O que aconteceu então, foi que a inconsciência da pessoa, que é uma linha direta de sua alma, é capaz de enviar mais informação. Uma parte chave do despertar, ascender, expandir, é que há um fluxo contínuo que se move da inconsciência para a consciência.

Em essência, sua inconsciência é sua linha direta de sua alma para o humano. Isso é recebido como intuição, inspirações, reação visceral, ou consciência expandida. Finalmente, a Deusa na realidade enviou onda após onda de amor e Luz para ajudar as pessoas, conforme elas se movem através deste processo. Conforme as pessoas aprendem sobre o que estava escondido e conforme a tecnologia pula para a frequência mais alta, pode ser muito difícil entender ou até assustador. Essas ondas de Luz ajudarão a suavizar o processo.

Nama Sika Venia Benya, Eu SOU o Um, EU SOU o Todo

Eu os cumprimento, família amada! Eu alcanço meu coração para o coração de vocês; eu me estendo para abraçá-los neste momento agora. A vida é a respeito de comunidade. É sobre crescimento, oportunidades, potenciais e então o que quer que você escolha fazer com ela. A vida é infinita e onde você a está expressando na pessoa que você é agora, é o fator chave para o momento. Entretanto, você é muito mais do que esta vida terrena que está vivendo.

As pessoas se ocupam e se distraem e elas, portanto, esquecem de prestar atenção ao que é realmente importante em suas vidas. Elas ficam presas ao trabalho, talvez em discussões, talvez tentando alcançar algo e isso as distrai de seu alinhamento de alma.

As pessoas são pegas no mundo e elas podem estar ouvindo o que está acontecendo em vários lugares; talvez em sua própria comunidade, talvez em sua própria família. E então às vezes sua visão se reduz a um foco pequeno e estreito e você se esquece de que há mais do que está acontecendo. É essencial conforme você vive sua vida, se lembrar de estar neste fluxo do divino. O foco pode ser Deus, pode ser Anjos e para alguns, isso começa como um processo mais fácil se você focar em algo externo, ao invés de interno.

Entretanto, quanto mais você for capaz de lembrar que é verdadeiramente o que está dentro do seu coração sobre aquele alinhamento com Deus como você, os Anjos e os Seres de Luz, como você, tudo isso se junta e cria aquela perspectiva de sua vida. Então, enquanto estamos aqui e você está totalmente consciente e focado, eu sinto que é importante lembrar que quando você se atola, ao se desconectar, dando um passo para trás e então vindo mais uma vez a partir de sua perspectiva superior, então você pode ter as respostas que está buscando, a energia para fazer o que é preciso, pode ser capaz de tomar aquela decisão que vem tendo dificuldade em tomar.

Então, viva sua vida plenamente, estando totalmente presente sobre a Terra, enquanto ainda tem aberto aquele fluxo contínuo de amor e Luz do divino e esse divino é você. Respire fundo e apenas sente-se quietamente por um momento, sentindo como se a vibração e a frequência do que eu falo esteja se movendo através de você.

Eu o convido agora a tomar uma respiração onde você deixa seu foco descer através da respiração no centro do seu coração e você sente como se estivesse criando uma bola de Luz que circula dentro e ao redor dele. Conforme faz isso, você está criando um alinhamento mais profundo dentro de seu coração, você envia um aspecto disso que desce através do seus corpos de energia e então para a Terra.

Conforme ela se move para a Terra, você sente como se ela se espalhasse em diferentes direções. Gaia é um dos outros recursos maravilhosos disponíveis para você. Gaia é uma meio de aterrar você, ela armazena informação e ressoa uma frequência que pode ajudar a equilibrar você em sua vida diária. Deixe essa energia de Gaia fluir de volta para o centro do seu coração e então envie-a para cima, através de sua garganta, seu terceiro olho, centro da cabeça e ela sobe até que você se conecte dentro daquele espaço do seu Eu superior.

Tire um momento como se estivesse gentilmente permitindo às suas energias se fundirem com o que quer que esteja aqui, para que você possa ficar muito mais confortável, o que por sua vez vai ajudar você em ser perceptivo sobre qualquer informação que possa estar aqui, ou conforme você olha para sua vida.

Você então permite a sua energia fluir ainda mais alto. Para alguns, pode parecer como se houvesse um ímã que está puxando sua consciência para cima e para o espaço de seu plano de alma. Conforme você chega neste espaço, é como se você estivesse se fundindo com o infinito. Sua percepção pode ser que você se veja como se estivesse olhando e aqui está você e então o seu reflexo no espelho. Entretanto, o você no espelho está preenchido com uma aura magnífica, com diferentes frequências e tudo aquilo que permite a você ter acesso a muitas, muitas experiências. A sua alma é o seu elo com Deus e com a fonte de energia de Deus. Muitos chamam isso o sol central espiritual, que é o centro do universo. Nós trabalhamos com isso muitas vezes antes.

Conforme continuamos avançando através do processo de ascensão na Terra, está se tornando cada vez mais importante que você permita este fluxo de amor e Luz descer através de você e ele está todo manifestado bem aqui neste espaço. Esta é a expressão de você e somente você, porque você é o único com sua alma. Quanto mais você ficar confortável dentro deste espaço, mais você entenderá quem é como aquela essência de alma.

Eu, a Deusa, entro e estou entre todos que estão aqui. Ao fazer isso, eu estendo a mão para te abraçar. Eu abraço você como a consciência e a pessoa que você é, como sua divindade, sua essência de alma, tudo no qual você está acessando. Conforme eu me fundo com você, cada pessoa muda e se move para o Tudo o Que É.

Olhe ao redor, eu suspeito que este lugar está se tornando mais e mais familiar para você, especialmente desde a conversa com Jesus a última vez, quase cada um de vocês veio aqui regularmente. Este é um lugar de criação, ele tem a alta frequência de sua divindade. Entratanto, ela é criado como um lugar onde muitos podem se reunir.

Eu quero falar mais sobre ascensão. Durante nossa jornada, a última vez (Canalização de 4 de Abril de 2021) Jesus falou sobre sua vida na Terra, sua morte e então o retorno à Terra tendo ascendido ou indo além da morte para a vida eterna. Ele então escolheu voltar e viver o restante daquela vida. Entretanto, sempre haveria tempos nos quais era necessário para ele se recalibrar e realinhar com a frequência superior à qual ele ascendeu.

Aqui estamos vivendo sobre a Terra, e ela está novamente ascendendo. Houve tempos de grande transição no passado, que resultaram na era do gelo, dilúvio, grandes fogos e terremotos, o afundamento de Atlantis, da Lemúria. Ascensão não é nada novo para Gaia e ela será portanto o planeta equilibrado que ela é e vai passar por esse processo de ascensão, que é para o seu planeta Terra e como ele se relaciona com outros planetas dentro de seu universo.

Este é um dos pontos chave para você se lembrar, que esta é uma ascensão universal, não apenas um planeta. Então, onde você está neste momento neste processo de ascensão também é chamado o despertar. A humanidade tem estado dormindo de um jeito ou de outro por um longo tempo. O despertar é perceber que a vida é diferente do que você pensava que fosse. Conforme mais e mais pessoas despertam, isso vai automaticamente abrir seus campos de energia. Se você consegue imaginar quando alguém está dormindo, eles vão usar aquela frase simplesmente porque acordado e dormindo é fácil de entender.

Então, quando alguém está dormindo, a pessoa geralmente é complacente, simplesmente vai com o fluxo em sua vida e não questiona se coisas acontecem, simplesmente pensa tudo bem e segue em frente. Isso tem acontecido com milhões de pessoas na Terra. Conforme as pessoas começam a despertar, este despertar vem acontecendo a pelo menos 20 anos de uma forma muito consciente, provavelmente 50 anos de uma maneira inconsciente.

Então essa onda vem rolando pela sociedade, onda após onda, e assim, mais pessoas olham ao redor e perguntam: porque estou fazendo isso, qual o propósito disso? Se algo não faz sentido, elas dizem que não faz sentido e essa onda de questionamento está ficando cada vez maior. E conforme as pessoas questionam, elas despertam para o entendimento que as coisas na vida são diferentes do que elas acreditavam ser.

Pode ser muito traumático para as pessoas, pode ser assustador, entretanto, uma das razões pela qual eu queria falar sobre isto é que eu gostaria que isso fosse bem rápido para as pessoas, que elas despertassem e entendessem completamente, e ao invés de ficarem num estado traumático, elas se movessem para a frequência superior, para um maior entendimento e potenciais dos quais elas agora se tornam conscientes, que vai de fato enriquecer a vida delas.

Considere sua própria vida. Você sente como se tivesse despertado para o que está acontecendo no mundo, na sociedade, em sua vida? OK, o que eu aprendi de alguns de vocês é um sentimento de que desperto versus não desperto parece a mesma coisa. Talvez essas pessoas sempre tenham estado conscientes de que há algo diferente do que apenas seguir pelo status quo e portanto, elas sempre estiveram despertas.

Outro potencial pelo qual isso tudo pode parecer o mesmo, é porque há algo dentro de você que o está cutucando a fazer perguntas, e você não tem certeza onde fazer isso, como fazer e o que vai resultar. Você pode ter recursos disponíveis pela internet, pode procurar outras pessoas e eu quero expressar isso como as peças para seguir em frente. O mundo está despertando, é mais do que 50% e provavelmente perto dos 80%. Algumas pessoas podem estar conscientes, outras inconscientes.

Então esse era meu próximo passo. Nós sempre vimos para essas meditações através de sua consciência, seu foco, do qual você está ciente. O foco que o leva a uma direção para se conectar com seu coração, para ancorar, fluir para sua divindade, fluir para o Tudo o Que É. Tudo isso é a sua sensualidade que representa sua consciência, este é o aspecto da sua vida onde você pode fazer escolhas e isso afeta diretamente onde sua consciência irá.

Considere você, sua consciência é algo sobre a qual falamos por muitos, muitos anos e todos vocês vem se alongando e alongando, para que cada vez mais de sua consciência seja capaz de estar dentro da consciência expandida.

A sua consciência expandida é o que ajuda sua personalidade, seu ego, seus sistemas de crenças, é o que ajuda tudo isso a se alongar, para que você fique mais confortável com a mudança. Conforme estamos aqui no Tudo o Que É e você simplesmente permite à sua mente ou sua consciência apenas flutuar, coloca a intenção de que quanto mais você expande sua consciência, maior quantidade de informação existe que voltará para você, afetando-o em vida.

Agora então, há o seu aspecto inconsciente que também é parte desta consciência. É parte daquilo que você não está consciente, mas tem uma influência direta sobre você a todo momento. Esta é a parte vindo de seu cérebro esquerdo, o pensamento abstrato que desce de sua alma. Ela está te cutucando para se abrir para novos potenciais, para tentar algo diferente, talvez pegar um caminho diferente para o trabalho e ver o que você consegue perceber, ou se reconectar com um amigo do passado com o qual você não tem falado.

Então essa parte inconsciente de sua consciência é aquele guia que o ajuda em sua vida diária. Para a maioria da humanidade, a inconsciência dela tem de alguma forma atingido um muro de tijolos, porque a humanidade não prestou atenção. Então, portanto, conforme a humanidade desperta e isso abre portas, mais do inconsciente de cada pessoa pode vir para suas vidas diárias e portanto, suas consciências se expandem.

Você percebe como esse fluxo trabalha junto, como você recebe suas mensagens inconscientes de sua alma? Você sente isso no seu plexo solar? Você ouve os tons, palavras ou pensamentos? Você tem flashes de imagens, ou ouve aquela voz interior que sente dentro de você, que diz ‘sim, isso é exatamente o que eu preciso fazer?’

Quando isso acontece, aquele ciclo completou você.  Quando sua alma ou seu Eu superior enviou um impulso que diz ‘preste atenção a este momento’, você recebeu a mensagem, você prestou atenção e isso completa o ciclo de intenção. Então ao fazê-lo, isso expandiu sua consciência. São as distrações que impedem esse ciclo de funcionar completamente dentro de você. As distrações que chegam na forma de estar ocupado no trabalho, com a família, em sua vida diária, ocupado com o que pode estar acontecendo na mídia.

Então, conforme você se torna consciente do que é a consciência expandida através do despertar e recebe as intuições inconscientes, as distrações caem por terra. Você ainda vai tê-las em sua vida, entretanto, será muito mais fácil deixá-las ir, dizer ‘isso é uma distração e eu a deixo ir.’ Pode haver momentos onde a distração seja algo realmente para cutucar você para se abrir mais, então você não precisa sempre deixá-la ir cegamente. Mas conforme você olha para a distração, você tem o entendimento de deixá-la ir, pegar o que precisa e depois voltar ao foco.

OK, eu ouvi alguém dizer, ‘mas eu não sei o que não sei’, essa é uma declaração verdadeira e ela também abre tudo o que você não precisa saber, você só precisa estar aberto para o potencial de que coisas muito belas e gloriosas estão disponíveis à você, estar aberto para receber. E se você aprender algo que está totalmente fora de sua perspectiva, então aceite-o, olhe para ele e descubra a verdade, ou talvez entenda que é aí onde o mundo está se movendo.

Haverá muito mais tecnologia que está em alinhamento vibracional com a frequência superior, que muitas pessoas pensarão ‘isso não pode ser, isso não é possível’, então eu peço a você para simplesmente estar aberto, entender que você não sabe o que não sabe, entretanto, você está disposto a dar uma chance. Meu coração está tão cheio! Conforme olho para todo mundo aqui, há todas essas rajadas de Luz e energia e tantas pessoas estão se movendo para aquele espaço de despertar.

Até mesmo somente falar sobre sua consciência, inconsciência. Estes tópicos de conversa podem ser totalmente novos para você, ou pode ser algo que você pensou e estudou a vida toda. Você está alinhado com o universo, com o planeta, com sua galáxia, com a fonte de energia de Deus, e dentro de tudo isso, há um fluxo infinito de amor, Luz, de potenciais e experiências. Esteja aberto para receber.

Eu peço que todos vocês voltem juntos como um grupo. Ao fazerem isso, permitam as suas consciências ou seus focos estarem presentes dentro de vocês. E conforme se juntam como um, permitam a essa consciência expandida dar a vocês a percepção do que este espaço parece para vocês. Então, como se estivessem despertando aquele caminho para seu inconsciente, deixem a porta aberta e vejam se conseguem colher qualquer informação desta experiência de estarem juntos como um grupo. Incrível!

Chegando ao centro você vê o holograma da Terra. Conforme esse holograma chega dentro de você, eu convido a cada um para enviar sua consciência expandida para o holograma. E ao fazerem isso, ele começa a pegar a Luz e o equilíbrio e a expansão que chega com vocês e este processo. O holograma gira, vibra, roda, conforme integra tudo o que foi enviado a ele.

Há um aspecto que vai para o universo e o restante desce para a Terra. É como se houvesse uma coluna de Luz e ela cai, ele vai através da coluna conforme ela se conecta com a matrix envolvendo a Terra, ela envia este círculo de Luz e energia. Isso é consciência expandida. Isso é sobre despertar, que refere-se ao crescente fluxo e movimento do inconsciente.

Então ela desce até o centro da Terra. À medida que se ancora na terra, ela volta para cima. Uma vez que esteja ancorado na Terra, sua própria energia e frequência sobem dentro de você, se movem dentro de você, em seu espaço humano e como você está integrando tudo isso para si. Preste atenção ao que você está ciente e para abrir os aspectos de seu inconsciente.

À medida que cada um de vocês está integrando isso, eu os convido a estarem comigo conforme enviamos essa vibração e frequência através de cada pedaço da humanidade, que toda a humanidade desperte; que ela desperte de uma maneira consciente, para que conheça o fluxo de fonte divina que chega e receba o inconsciente.

Apoie a divindade dela e que isso possa ir de pessoa a pessoa ao longo do mundo todo, conforme a expansão se move por toda parte, permita ao restande de sua consciência e seu foco descerem dentro de você. Ele se move através do plano de alma e conforme você o traz de volta para o você humano, você pode precisar expandir seu campo de energia para que possa ancorar todo o seu Eu ascensionado. Reconheça que uma transformação enorme está acontecendo. Reconheça que você como humano, é uma parte integral de tudo o que está ocorrendo. Não depende de você fazer isso para mais ninguém, entretanto, conforme você se move em seu próprio processo, isso cria espaço para todos os outros. Inspire e expire.

À medida que você experiencia sua vida através do despertar do planeta, eu o convido a entender que você já está conectado a si mesmo tanto quanto sua alma se moveu por toda esta experiência.

Você como sua consciência expandida tem oportunidades para integrar, para transformar, para experienciar a vida. Confie em si mesmo. Confie em sua consciência. E confie em sua inconsciência conforme você se expande recebendo estas mensagens da alma, sabendo que isso é sempre para o seu maior e melhor interesse.

Vocês são amados!

Eu estou sempre com vocês e dentro de vocês.
Ansaluia

Shelly Dressel — Fonte: www.goddesslight.net/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AO DESPERTAR CONSEGUIMOS EXPANDIR A NOSSA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: É NECESSÁRIO ENCARAR A DOR E O SOFRIMENTO COM CONSCIÊNCIA PARA ALCANÇAR A VIDA PLENA

Sábado é dia de tirarmos um tempinho para fazermos reflexões sobre o que estamos vivendo. Uma maneira de nos conectarmos com o nosso eu intrínseco e avançarmos do desenvolvimento da nossa espiritualidade. O texto a seguir fala de sofrimento e dor e nos ensina a desfazer a confusão de que uma vida feliz é uma vida de prazeres e nos mostra a real importância do sofrimento e da dor no nosso aprendizado.

A espiritualidade começa com introspecção

Mulher branca e loira sentada na grama.
Mykola Komarovskyy / 123rf

Será que uma vida de muitos prazeres e sem dor é uma vida feliz?

Convido você a fazer essa reflexão, porque muitas vezes vivemos uma vida sem sentido, fazemos um trabalho de que não gostamos, temos relacionamentos que já não funcionam, temos um modo de vida que já não nos satisfaz. Queremos evitar a dor de ficarmos sozinhos, evitar a dor de sair da nossa zona de conforto, a dor de não poder comprar as coisas que queremos. Essa fuga para não sentir dor nos coloca numa vida que não é a nossa, na qual a gente acaba por não se sentir bem, parece que está sempre faltando algo. Isso nos leva muitas vezes à busca de prazeres relacionados a hábitos nocivos, vícios, a uma vida amargurada, cheia de doenças. Eu diria um cansaço da vida.

Eu penso que aceitar o prazer é uma coisa, agora viver condicionado pelo prazer é um grande engano. Então pare e pense se na sua vida você está em busca do prazer apenas…

E outro fato importante, o prazer sem ser compreendido deteriora a mente. Um exemplo disso são inúmeros artistas, cantores, atores, pessoas que chegaram no topo da fama e dinheiro e não eram felizes.

Ou do outro lado, pessoas que sofreram muito e mesmo depois de sofrerem não aprenderam com a lição, isso porque o sofrimento não conduz à sabedoria e sim a compreensão dele.

Procure entender que o sofrimento faz parte e busque o caminho que faça sentido pra sua vida, mesmo que você tenha que mudar de percurso, começar tudo de novo, e mesmo que essa mudança provoque sofrimento por um tempo. Mesmo na dor, procure compreender por que a situação te fere, o que você de fato precisa aprender com essa dor. Essa atitude vai aos poucos elevar seu nível de consciência e surgirão recursos próprios e mais sólidos para enfrentar a vida, inclusive a consciência de que não podemos colocar nosso bem-estar somente em coisas que nos dão prazer, que não devemos colocar nosso bem-estar no outro ou em bens materiais.

Mulher branca meditando numa plantação.

Mor Shani / Unsplash

Só assim a vida começa a ser sentida, apreciada, valorizada.

Essa atitude vai tirar certas ilusões e fantasias sobre o viver.

Vamos aprender a desapegar tanto do prazer quanto da dor. Porém essa nova visão sobre a vida nos dá uma liberdade incrível, pois você não mais vai ser afetado pelas circunstâncias.

Muitas pessoas se apegam à dor, ao sofrimento… Parece loucura, mas é real, porque nesse papel de vítima elas têm ganhos secundários. Elas têm, por exemplo, a atenção dos outros, a piedade dos outros.

Então aqui chegamos a algumas conclusões.

A dor é necessária, crescer dói, deixar nosso lado infantil e passar para a fase adulta dói. Muita gente chega aos 30, 40, 50 anos sem querer enfrentar essa dor, sem mudar hábitos, sem amadurecer. Sem assumir certas responsabilidades.

Porém não podemos nos apegar à dor, há um ponto em que temos que sair dessa condição e buscar melhoras. Por outro lado, viver atrás do prazer pode ser um caminho muito perturbador.

Quantas pessoas se apegam tanto à aparência jovem e não aceitam a velhice, pois querem sempre sentir o prazer da juventude no corpo? Isso é destruidor.

Vamos buscar o equilíbrio entre esses polos? E quando estiver em qualquer um dos lados busque a consciência do que se passa no seu interior, os sentimentos atrelados, as sensações físicas, o propósito de estar ali. Adquira esse ponto de observação, no qual não há tanto peso assim entre o que é bom ou ruim, certo ou errado, pois quando o olhar está acima das aparências podemos ver que tudo faz parte, que tudo pode ser aceito e acolhido com amor e na medida certa.

Fonte: Eu Sem Fronteira

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: É NECESSÁRIO ENCARAR A DOR E O SOFRIMENTO COM CONSCIÊNCIA PARA ALCANÇAR A VIDA PLENA

AUTOCONHECIMENTO: APESAR DO MEDO CONHEÇA O INIMIGO E ENFRENTE-O

Antes de se apavorar e ter medo do inimigo, é preciso conhecê-lo e entender como ele funciona. No vídeo de hoje, falo um pouco sobre o medo em tempos de coronavírus. Esse sentimento que é algo natural, e que faz parte do nosso instinto de sobrevivência, mas nos tempos que estamos, só nos atrapalha. Ele nos impede de conhecer o nosso inimigo, quando, na verdade, é disso que precisamos para conseguir enfrenta-lo. Portanto, apesar do medo, não deixe que o inimigo perceba e encare-o! Assista ao vídeo completo e saiba como fazer isso.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APESAR DO MEDO CONHEÇA O INIMIGO E ENFRENTE-O

AUTOCONHECIMENTO: AO INDIVIDUALISMO E A MÁGOA TE IMPEDEM DE ASCENDER ESPIRITUALMENTE

Duas coisas impedem a nossa ascensão como seres evolutivos: a mágoa e a individualidade. Essas duas coisas nos impede de alçarmos voos mais altos como a elevação dessa terceira dimensão para a quinta dimensão. Precisamos aprender a perdoar e entender que estamos todos conectados. Aprender que somos todos um e que quando não perdoamos o outro estamos deixando de perdoar a nós mesmos. Aprender que o individualismo e o egoísmo são comportamentos da densa matéria da 3ª dimensão e enquanto não nos libertarmos disso e aprendermos a compartilhar jamais alcançaremos a tão sonhada 5ª dimensão. Por isso convido você  a ler o precioso texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

O SISTEMA QUE TE IMPEDE DE TER SUCESSO - O QUE SÃO CRENÇAS LIMITANTES? - Viver em Fluxo

O que te impede a sua ascensão

Mensagem canalizada em Abril de 2021 – Os Arcturianos

“Saudações. Somos o Conselho Arcturiano. Estamos felizes em nos conectar com todos vocês.

Nós temos um belo relacionamento com todos os outros seres ao longo desta galáxia e continuamos buscando criar parcerias com seres ao longo do universo. Há alguns que ainda não encontramos fora da Via Láctea e adoramos expandir nossa consciência para nos conectar com quem quiser, porque entendemos que quando encontramos alguém, estamos encontrando outro aspecto de nós mesmos.

Esta é uma bela e poderosa prática para todos vocês usarem em sua vida diária. Quando você consegue ver todos os demais como representantes de um aspecto seu e então baixa sua resistência àquela pessoa, caso tenha resistido a ela, você pode fazer avanços tremendos em sua evolução espiritual e pode trazer as maiores mudanças em seu mundo como jamais viu.

Realmente o maior problema que vocês têm aqui na Terra neste momento é que vocês guardam mágoas, que se sentem separados dos outros e que abrigam ódio em seus corações. Deixar tudo isso ir não apenas vai uni-los como coletivo humano, mas também irá ajudá-los a se elevarem e vocês querem se elevar. Vocês desejam existir num estado de alta frequência, um estado que nos referimos comumente como ‘quinta dimensão’. Mas vocês não podem chegar lá vendo a si mesmos como separados dos outros.

Criar divisão os coloca numa mentalidade de 3D e os mantém presos num paradigma de 3D. Vocês foram, na maior parte, nascidos num paradigma de terceira dimensão e é isso que precisam transcender, precisam ascender para fora disto. Não vejam isso como fazer vista grossa para o mau comportamento dos outros. Vejam como o único caminho para se tornarem mais de quem realmente são, que é o seu Eu superior, seu Eu de quinta dimensão.

Nós dissemos isso antes e vamos dizer novamente – parem de esperar por algo externo a vocês acontecer para os catapultar e apenas os outros escolhidos, para a 5ª dimensão. Vocês vão fazer isso como um coletivo e para que possam realmente experienciar a si mesmos como Fonte de Energia, precisam que os outros estejam presentes, porque eles são parte da Fonte de Energia e portanto, parte de vocês.

Alguns podem perguntar como você pode perdoar alguns dos atos hediondos que seus semelhantes tomaram parte. Não estamos dizendo que vocês neguem seus sentimentos sobre esses atos hediondos, mas estamos pedindo que imaginem que em alguma outra vida, uma na qual vocês foram muito, muito diferentes do que são hoje, eram vocês que estavam cometendo tais atos.

Se você pode perdoar alguém, pode perdoar a si mesmo e somente então pode se tornar mais inteiro e completo. A chave para o perdão é não somente perceber que ao perdoar o outro, você está se perdoando. A chave para o perdão é também permitir-se sentir o que aquela pessoa e aquela ação sempre pretendeu fazer você sentir.

Uma vez que você limpa sua raiva, tristeza, ódio e medo, então está num lugar onde pode perdoar e está deixando ir alguns dos pesos que o tem mantido para baixo, que estão te segurando, impedindo você de ascender. E conforme você ascende, você leva outros consigo. Você dá o exemplo; você cria o modelo. E se torna o professor e guia que foi destinado a ser nesta vida.

Sentimos muito que não seja mais fácil que isso, mas foi a sua escolha criar esta versão da realidade. Então por favor lembre-se disso da próxima vez que estiver sacudindo os punhos para ela, e saiba que o sentimento de abraçar tudo e se elevar acima disto é incomparável em toda a galáxia.

Somos o Conselho Arcturiano e apreciamos nos conectar com vocês.”

Daniel Scranton — Fonte: https://danielscranton.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AO INDIVIDUALISMO E A MÁGOA TE IMPEDEM DE ASCENDER ESPIRITUALMENTE

AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO ENFRENTAR OS SEUS MEDOS CULTIVANDO A CORAGEM

Aproveitando o dia da coragem estamos publicando um texto escrito por Moshé Bergel que esclarece: ter coragem não significa jamais ter medo, ou negá-lo a todo custo, ou se sentir culpado e fraco por senti-lo. Coragem é avançar ao desconhecido, mesmo sentindo medo. Creio que já deu pra sentir o que esse rico texto pode fazer por você. Então, o que está esperando? São apenas 6 minutos de leitura que podem mudar completamente a sua vida!

No dia da coragem, 5 dicas para enfrentar seus medos

Homem com o braço erguido no topo da montanha
kieferpix / Getty Images / Canva

No Dia da Coragem, 5 dicas para enfrentar seus medos. A palavra coragem vem da raiz latina “cordis”, que significa “coração”. Isso nos deixa evidenciado que, desde os povos antigos, a coragem é tratada como uma força interna, um potencial interno que nos move à ação, uma vez convictos da necessidade de agir, seja para preservar nossa integridade física ou moral.

A coragem é um recurso indispensável para uma vida de realizações. Não temos conhecimento do futuro, o que ele nos reserva, nem temos ciência de todos os segredos que o mundo encerra, condição que nos deixa duas opções: permanecermos onde estamos, no nosso lugar seguro, na zona de conforto, resignados a desfrutarmos o que estiver a nosso alcance, mesmo que precário; ou ambicionar mais, nos expormos ao desconhecido e eventualmente nos machucarmos ou crescermos.

A primeira opção garante uma vida longeva, mas provavelmente frustrante, a segunda não dá garantia de futuro brilhante, mas deixa essa possibilidade à vista. Mas para trilhar esse caminho é preciso coragem, para sair de uma situação confortável e enfrentar os nossos medos. E se o indivíduo percebe que não tem a coragem necessária para dar o grande salto no vazio?

É possível se tornar corajoso? É possível aprender a lidar com os medos?

Sem dúvida. Coragem não é um dom, algo impossível de se desenvolver.

Mulher sorrindo na praia

AntonioGuillem / Getty Images Pro / Canva

Algumas pessoas de fato contam com recursos internos mais evoluídos, que tornam a construção de um comportamento visto como corajoso menos tortuoso, mas nem todos enxergados dessa maneira são feitos desse grau de desenvolvimento genuinamente avançado.

A maioria precisa aprender a lidar com os próprios medos, a se acostumar com eles para se sentir mais autoconfiante. Processo que muitas vezes leva anos, trabalhando questões internas, maturando experiências, fortalecendo o coração.

O passo inicial é a vontade, ter aquela fagulha que anseia por algo mais. Depois do desejo, vem a análise sobre o caminho a seguir para atingir o objetivo e a ciência dos desafios a se superar, que podem intimidar o bastante para causar paralisia ou estimular o embate.

Se você se encontra no primeiro grupo, que sabe quais são os medos que precisa enfrentar para progredir na vida, mas não se vê em condições internas de enfrentá-los no momento, seguem algumas dicas que podem te ajudar a encontrar a força interna de que precisa.

Medo faz parte da coragem.

É importante ter isto claro: ter coragem não significa jamais ter medo, ou negá-lo a todo custo, ou se sentir culpado e fraco por senti-lo. Coragem é avançar ao desconhecido, mesmo sentindo medo.

Homem observando o mar

Lukas_Rychvalsky–6924066 / Pixabay / Canva

Pense bem: existe exemplo maior de coragem do que ir à luta, mesmo sentindo medo? Não exige um esforço, uma determinação, uma ousadia fora do comum?

Ter coragem é saber acolher o medo, dar espaço para ele dentro de nosso coração, mas conseguir controlá-lo. Ele faz parte da experiência de fazer algo que sabemos ser importante.

Sem o medo, nossas vitórias seriam vazias, não teriam valor.

O medo faz parte da experiência e é normal senti-lo. Pessoas corajosas sentem medo, mas conseguem administrá-lo. Essa é a diferença. Portanto, da próxima que sentir medo, não pense que é um mau sinal e por isso deve desistir. Ele faz parte e é impossível não sentir.

Sabe aquela história do ator, empresário, jogador, etc., que fala do friozinho na barriga antes de encarar a plateia, pisar no gramado? Medo. Mas isso não o impede de fazer o que precisa.

Veja por outra perspectiva.

Outra dica para encontrar soluções internas que impeçam a paralisia diante da adversidade é pensar em alternativas para lidar com a situação.

Mão fechada sobre o sol para representar perspectiva

Greg Cluff / Getty Images / Canva

Pense nas outras vezes em que padeceu diante do seu medo. Como você se comportou? Provavelmente assumiu uma postura inicial de enfrentamento, de tentar resistir, mas não conseguiu suportar as más sensações despertadas. As lembranças das experiências passadas, a vergonha, a tristeza, etc.

Que tal fazer diferente, visto que essa estratégia não rendeu bons resultados das outras vezes?

Experimente, em vez de enfrentar, negar o seu medo, abstrair-se, isto é, observar as sensações instalando-se internamente e apenas senti-las.

Respire fundo e continue a fazer o que estiver fazendo sem pensar no antes ou depois. Concentre-se no agora. Escolha sentir, aceitar o medo, mas prosseguir.

Exponha-se gradualmente.

Outra técnica para reunir coragem dentro de si e enfrentar os seus medos é se expor gradualmente ao objeto de receio. Em terapia, esse método é conhecido como “dessensibilização”, termo emprestado da imunoterapia.

Estabeleça pequenas metas para se expor ao que te desestabiliza para se acostumar com a situação, diminuir o receio, criar mais resistência à situação de estresse.

Mulher sorridente abrindo a cortina e olhando pela janela

David De Lossy / Getty Images Pro / Canva

Uma dica para ajudar nesse processo é observar outras pessoas que lidam com o objeto e descrever o método. Estude o objeto de forma clara e sem antecipar percepções.

Aprenda a silenciar a mente.

A sensação de medo faz o indivíduo alimentar pensamentos que fortalecem a ansiedade e o pavor. A mente entra em um estado de confusão mental, prejudicando a clareza e objetividade dos pensamentos.

Para evitar isso, uma boa prática é a meditação. Sem dúvida uma ótima forma de aprender a silenciar a mente cotidiana e conscientemente.

Treine o autocontrole.

Medos e fobias estão relacionados a ansiedade. Ela é responsável por dificultar a concentração e fazer nossa cabeça ser tomada de assalto dos piores sentimentos.

Uma forma de controlar o medo e ter a coragem de seguir em frente, mesmo ele estando vivo dentro de você, é estudar técnicas para alcançar a serenidade.

Mulher sorrindo de olhos fechados respirando fundo

SrdjanPav / Getty Images Signature / Canva

Exemplos dessas técnicas são controle de respiração, exercícios físicos e a já citada meditação.

Procure apoio profissional.

No caso de dificuldades persistentes de vencer os seus medos, o recomendado é procurar apoio profissional, pois o seu caso pode ser de bloqueios internos, resultantes de traumas passados, que o impedem de explorar suas potencialidades.

Os profissionais mais indicados são: psicólogo e hipnoterapeuta. Ambos contam com recursos para investigar o histórico de suas emoções e lhes conferir um novo significado.

Gostou deste conteúdo sobre coragem e como vencer os seus medos? Então curta, compartilhe, avalie. Seu apoio faz a diferença.

Moshé Bergel

Escrito por Moshé Bergel

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO ENFRENTAR OS SEUS MEDOS CULTIVANDO A CORAGEM

AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO VOCÊ PODE SE LIBERTAR DA DEPENDÊNCIA DOS REMÉDIOS, POR WAGNER BRAGA

Você quer ter saúde integral? No vídeo de hoje, eu te faço uma proposta: se liberte da dependência de remédios! Conquistar a saúde integral (física, mental, espiritual e emocional) vai permitir que isso aconteça na sua vida. Então, trouxe uma dica que me ajudou a conquistar isso e pode te ajudar também! Assista ao vídeo completo e saiba como!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO VOCÊ PODE SE LIBERTAR DA DEPENDÊNCIA DOS REMÉDIOS, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: O PROCESSO DE AUTOCONHECER COMO FERRAMENTA PARA ALCANÇAR A FELICIDADE

Hoje você vai ler um dos melhores textos que já sobre o AUTOCONHECIMENTO. O que é, como funciona esse processo, os benefícios, as terapias,  como se autoconhecer, enfim, tudo sobre AUTOCONHECIMENTO para você entender definitivamente que existem muitos caminhos, mas apenas um que te leva a expansão da consciência e a vida plena: o Autoconhecimento!

Como funciona o processo de autoconhecimento?

Mulher de frente ao espelho em um campo com lavandas em mãos
cottonbro / pexels

Todas as pessoas querem ser felizes. Elas podem obter esse tipo de realização por meio do trabalho, das relações interpessoais, de viagens, de estudos e da construção de uma família. Porém esse caminho pode ser bastante nebuloso e repleto de desafios.

Uma dessas dificuldades é a pressão social. Sempre queremos atender a expectativas que são impostas a nós e, por causa disso, abrimos mão das nossas essências e daquilo que realmente nos faria feliz. Esse cenário pode ser tão acentuado que, em alguns casos, até nos esquecemos de quem somos e aceitamos a realidade que nos é imposta como se fosse a melhor possível. Mas será que existe uma maneira de resolver esse problema?

Com o autoconhecimento, a felicidade que você tanto busca pode se mostrar de forma natural e verdadeira. Para entender mais sobre como esse processo funciona e quais são os meios de praticá-lo, leia atentamente cada tópico do conteúdo que preparamos!

Primeiramente, o que é autoconhecimento?

Autoconhecimento é, como a palavra sugere, o conhecimento de si. De forma mais aprofundada, é compreender qual é a sua essência, quais são os seus desejos, os seus defeitos e as suas qualidades. Por meio dessa investigação, uma pessoa pode se tornar alguém melhor a cada dia, tanto para si mesma quanto para o mundo.

Diferentemente do que se imagina, o processo de se descobrir nunca tem fim. Afinal, todos os anos nós mudamos nossos pensamentos e sentimentos de algum jeito. Às vezes, revemos até os nossos hábitos e estilos de vida. Então o conhecimento sobre nós mesmos que acumulamos antes disso pode se tornar ultrapassado.

Um perfil de rosto humano feito de papel branco amassado com um pedaço de quebra-cabeça recortado

lightwise / 123RF

Logo o autoconhecimento deve ser cultivado e analisado ao longo de toda uma vida. Dessa maneira, estaremos sempre em sintonia com quem somos, buscando uma vida equilibrada e que nos traga felicidade e plenitude. Quanto mais você se conhecer, maior será o seu sucesso na hora de concretizar seus maiores sonhos, tanto na vida pessoal quanto na vida profissional.

Os benefícios de se autoconhecer

Muitas pessoas ainda não têm ciência de todos os benefícios que o fato se conhecer pode proporcionar a alguém. Por causa disso, elas podem postergar o início desse processo. Se isso já aconteceu com você, ou ainda está acontecendo, surpreenda-se com o que o autoconhecimento pode estimular!

1) Organização de planos de vida

Quando não sabemos o que queremos para a vida, é muito difícil organizar projetos e planos a longo prazo. No entanto, com o autoconhecimento, seremos capazes de reconhecer quais caminhos seguir para obter um sentimento de realização. A partir disso, conseguimos nos preparar melhor e focar aquilo que mais desejamos.

2) Desenvolvimento da autoestima

autoestima de uma pessoa não precisa estar sempre alta. Isso porque todos nós passaremos por momentos difíceis, nos quais nos acharemos menos atraentes, menos capazes ou menos divertidos. Apesar disso, o autoconhecimento nos auxilia a levantar a autoestima, visto que nos ajuda a enxergar quem realmente somos, analisando nossos defeitos e nossas qualidades.

3) Manutenção da saúde mental e física

A saúde física e a mental são igualmente importantes, mas muitas vezes nós as negligenciamos. Isso pode acontecer quando não nos colocamos como prioridade nas nossas vidas e acreditamos que tudo pode ser resolvido depois. Com o autoconhecimento, porém, compreendemos a importância de nos cuidarmos, de realizar exames com frequência e de manter a nossa mente em harmonia com o nosso corpo.

4) Melhoria dos relacionamentos

Time de pessoas com as mãos unidas

Bob Dmyt / Pixabay

Relacionar-se com outra pessoa é um desafio quando não nos conhecemos muito bem. Podemos criar expectativas demais, ou aceitamos atitudes que nos fazem mal apenas para não ficarmos sozinhos. A partir do momento em que o autoconhecimento está se desenvolvendo, entretanto, esse cenário tende a mudar. Saberemos quais são as nossas necessidades e nossos limites, compreendendo o que podemos dar e o que precisamos receber.

5) Controle emocional

O controle emocional é essencial para controlar os sentimentos ruins e evitar que conflitos sejam criados. Mas uma pessoa que não se conhece enfrenta muita dificuldade ao tentar fazer isso. Se você for capaz de entender as suas emoções e se acalmar quando for preciso, o processo de autoconhecimento estará dando muito certo!

Como se autoconhecer?

O processo de autoconhecimento não tem regras. Cada pessoa irá encontrar uma maneira de entrar em contato consigo mesma, e essa é a melhor parte dessa jornada. Você não precisa se apegar ao que outros indivíduos fazem, porque não é isso que realmente importa.

É importante que você lembre que o seu processo de autoconhecimento deve acontecer de acordo com os seus desejos, com o que te deixar mais confortável. Então basta escolher entre um universo de possibilidades. Algumas delas são: ioga, meditação, terapia, escrita de um diário, e muito mais!

Mulher escrevendo diário

picjumbo_com / Pixabay

Para te ajudar nessa jornada, preparamos um passo a passo para o seu processo de autoconhecimento. Nossas dicas são uma inspiração, e não uma obrigação. Respeite o seu tempo e faça somente aquilo que estiver te trazendo um retorno positivo!

O processo do autoconhecimento passo a passo

Agora que você já conhece tantos benefícios de realizar um processo de autoconhecimento, veja como é possível se abrir para esse desenvolvimento. Confira as nossas sugestões e crie as suas maneiras de mergulhar na sua interioridade!

Faça perguntas

Quando nós paramos para pensar sobre alguma coisa, temos a oportunidade de obter conclusões melhores sobre ela. E, para isso, basta fazer perguntas! Questione as suas decisões, a sua felicidade com o seu trabalho, com os seus relacionamentos. Pense sobre como você está se sentindo em determinados momentos do dia e analise-se!

Aprenda com novas experiências

As novas experiências, que nos tiram da nossa zona de conforto, podem parecer assustadoras em um primeiro momento. No entanto, elas nos dão mais repertório para lidar com imprevistos e podem nos ajudar a descobrir como lidamos com diversas situações. Lembre-se disso da próxima vez que tiver a chance de se desafiar!

Comece a gostar de passar um tempo consigo mesmo

Você é uma pessoa que está sempre rodeada de amigos, familiares e amores? Que legal! Isso é muito bom para os seus relacionamentos, para os momentos felizes e para os momentos difíceis. Mas também é importante reservar um tempo só para você. Assim, você vai descobrir do que você realmente gosta, sem precisar se adequar aos desejos de outras pessoas.

Mulher aproveitando a solitude em frente à uma paisagem de campo

Bruno Cervera / Pexels

Invista em livros de autoconhecimento

Os livros de autoconhecimento podem abrir a sua mente para muitas questões que até então você desconhecia. Caso você nunca tenha lido um conteúdo desse tipo, separamos cinco títulos que serão um bom começo:

Faça terapia

Fazer terapia é fundamental para todas as pessoas, não só para aquelas que estão passando por um momento difícil ou que viveram algum tipo de trauma. Então, ainda que você se considere uma pessoa mentalmente saudável, procure auxílio profissional para investigar seus pensamentos, seus sentimentos e sua maneira de lidar com seus problemas!

Registre seus avanços

Em um diário, ou por meio de fotos, você pode registrar o que você está sentindo ao longo dos dias. Como as suas opiniões e os seus projetos mudaram desde quando você começou a ser você? Com essas anotações, você vai perceber que aos poucos está se tornando uma nova pessoa, sempre disposta a aprender.

Reconheça suas qualidades

Quando não passamos muito tempo conosco, temos dificuldade de descobrir no que somos bons e quais são as nossas verdadeiras qualidades. Então dedique-se a um hobby, faça um curso com o qual sempre sonhou e analise como o seu desempenho em algo pode ficar ainda melhor.

Mulher com guarda-chuva amarelo em frente à uma parede amarela

Pexels / Pixabay

Assuma seus defeitos

Reconhecer os nossos defeitos é uma das partes mais difíceis do processo de autoconhecimento, entretanto é essencial. Nós só poderemos ser pessoas melhores se soubermos quais são os nossos pontos fracos – e não precisamos nos envergonhar por tê-los. Aceite as suas imperfeições e melhore o que for possível!

Melhore seus hábitos

Faz parte do autoconhecimento cuidar bem do seu corpo físico. Além disso, o que acontece com ele se reflete na sua saúde mental e no seu bem-estar. Então observe quais são os seus hábitos e perceba se eles estão criando alguma desarmonia na sua saúde. A partir disso, faça as mudanças que precisar, sem medo!

Por mais que buscar atendimento médico não seja uma atividade prazerosa e divertida, é algo necessário. Como foi dito anteriormente, é preciso reconhecer o que está acontecendo com o seu corpo, para que você saiba como ter uma vida mais saudável e como se sentir melhor com quem você é.

Levando em consideração todas as informações que apresentamos, compreende-se que o processo de autoconhecimento é fundamental na vida de uma pessoa. Entre as inúmeras formas de realizar esse processo, você pode recorrer a livros, a terapia, a questionamentos e até a um diário. O mais importante é descobrir o que realmente te faz feliz!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O PROCESSO DE AUTOCONHECER COMO FERRAMENTA PARA ALCANÇAR A FELICIDADE

AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ QUE VEIO DAS ESTRELAS PARA HABITAR O MUNDO DAS ILUSÕES

Segunda-feira é dia de recomeço, renovação e reaprendizado. Por isso estamos publicando aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO um texto do mentor e visionário Wagner Borges, cujo título é: “Você que veio das estrelas”. Ele aborda a missão dos seres estelares de dimensões mais elevadas e evoluídas que retornam a 3ª dimensão para nos amparar, como verdadeiros anjos da guarda, nos orientando e nos guiando nessa jornada celestial. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

VOCÊ QUE VEIO DAS ESTRELAS

Você, que veio das estrelas e deu o grande mergulho no mundo de matéria.
Você, que veio das estrelas e, com o sacrifício de sua própria origem cósmica, se abrigou num invólucro de carne.
Você, que veio das estrelas e abandonou a realidade universal para habitar o mundo de ilusões.
Você, que veio das estrelas, e que agora sente-se estranhamente só, esqueça-se de tudo e entregue-se aos apelos de sua voz interna. Ouça o que ela tem para lhe dizer, que nada mais é tão importante, nem mesmo os compromissos com que o mundo tenta distrair sua visão cósmica.
Descobrirá que, na verdade, não está só, que são muitos os seus irmãos das estrelas que para cá também vieram para estender a mão e amparar com ombros fortes os passos da humanidade desta difícil época de transição.
Será fácil reconhecê-los, palavras não serão necessárias, e nem mesmo será preciso saber seus verdadeiros nomes.
Saberá encontrá-los pela afinidade de suas energias, pelo chamado de seus corações e pela profunda identificação com seus sentimentos.
Você, que veio das estrelas, sente agora no canto mais íntimo de sua alma, que chegou o momento de encontrar, na Terra, a sua família universal, que chegou o momento do reconhecimento, que chegou o momento da reunião de todas as forças para a realização da missão única de que todos se incumbiram, antes de aqui chegarem.
Abra seu coração, acorde sua consciência adormecida, apalpe seu ser interior, deixe que ele fale, acima de tudo, acima do mundo, acima de todos os conceitos que não lhe permitem existir em toda a sua potencialidade cósmica.
Você, que veio das estrelas, que é todo luz e é todo força, libere-se, que chegou o tempo de abrir as portas para uma nova era.
Você, que veio das estrelas, eterno viajante do espaço, compartilhando agora com tantos outros irmãos uma experiência tridimensional e difícil, não se deixe mais perder em momentos inúteis que lhe trazem apenas solidão, não se deixe mais seduzir pelas falsas luzes do asfalto, assuma sua personalidade cósmica, estenda seus braços e, num único abraço, envolva sua grande família, sua imensa família universal e todos juntos, com plena consciência da unidade de sua origem, cada qual com a sua parcela de colaboração, cumprirão com alegria e coragem o maravilhoso trabalho de conscientização da humanidade para este novo milênio!”
Texto de Wagner Borges. Carioca, autor de vários livros, conferencista e fundador do IPPB – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas.
Fonte: Dalla Blog
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ QUE VEIO DAS ESTRELAS PARA HABITAR O MUNDO DAS ILUSÕES

AUTOCONHECIMENTO: ENCARAR O SOFRIMENTO E A DOR É INEVITÁVEL SE QUISERMOS EVOLUIR

Identificação total com a mini palestra do renomado psicólogo Rossandro Klinjey cujo tema é: “Não silencie a sua dor”. Por isso estou postando, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado. Todos temos um propósito ou missão de vida, que é inerente e/ou privativo a cada um, enquanto seres evolutivos. Entretanto, na dimensão em que nos encontramos, o objetivo de todo ser humano é um só: se libertar do sofrimento e da dor. E é exatamente sobre isso o vídeo que lhe convido a assistir em que o eminente psicólogo comenta: “Recentemente vimos a mídia tratar do abandono emocional sofrido pela atriz e Duquesa Meghan Markle por parte da família real britânica. Fiz uma análise dessa situação fazendo pontos com as [NOSSAS] famílias. Você já sentiu que a sua dor não foi acolhida pelas pessoas que mais convivem com você? Não tenha vergonha de mostrar a sua fragilidade. A experiência da dor, além de ser um poderoso combustível para a nossa resiliência emocional, é também parte do nosso crescimento. Não estamos falando aqui de cultivá-la e de ter excessivo apego a ela mas de [atravessar] as dores”.

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ENCARAR O SOFRIMENTO E A DOR É INEVITÁVEL SE QUISERMOS EVOLUIR

AUTOCONHECIMENTO: DESENVOLVIMENTO X ALTA PERFORMANCE, MELHORE O SEU DESEMPENHO!

Melhore sua performance com base no que você faz e não com base no que o outro faz! No vídeo de hoje, abordo o desenvolvimento pessoal para alcançar sua melhor performance. É preciso olhar para si mesmo e melhorar sua performance nas atividades que realiza no cotidiano. O equilíbrio mental, através da conexão corpo-mente-espírito é fundamental para isso. Assista ao vídeo e entenda como isso pode se transformar em realidade na sua vida!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESENVOLVIMENTO X ALTA PERFORMANCE, MELHORE O SEU DESEMPENHO!

AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO COMPORTAMENTO TEM ORIGEM NA NOSSA ESSÊNCIA

Hoje trago até você um artigo impressionantemente esclarecedor, que você não pode deixar de tomar conhecimento em hipótese alguma, pois aborda o porquê do nosso COMPORTAMENTO enquanto seres humanos experienciando essa terceira dimensão. Um comportamento regido pela nossa essência, intrínseca a nossa alma, cujo caminho já foi traçado no ato da concepção. Portanto convido você a ler esse texto extraordinário e entender como e porque somos como somos e porque isso ocorre!

Comportamento – Um ensaio sobre a essência do ser

Foto de perfil de um homem com os olhos fechados e encostado em uma árvore.
mavoimage / 123RF

Academicamente falando, muito já se disse do processo de formação e informação por que passa todo indivíduo, assunto esse explorado até à exaustão, ainda que tão pouco compreendido quando escapa do ambiente acadêmico para ser levado à vida das pessoas. Isso porque a abordagem fica na diferença entre esses termos sem se atinar para o fato de que ambos não vão além de causa, e o que mais importa quando se fala em relacionamento é a consequência. Explicando melhor: durante o período de formação ou desenvolvimento, estamos apenas construindo a estrutura que depois será usada para sustentar nossas relações com as pessoas, ou seja, como acontecerá a sua aplicação prática.

Então nossa abordagem aqui pretende ir além do período de formação e informação por que passamos, mas colocando foco no “depois” que disso resulta, traduzido como qualidade das relações que iremos estabelecer. E de que forma podemos medir essa qualidade? Pelo benefício levado às pessoas envolvidas em termos de bem-estar físico e emocional resultante dos elos que se estabelecem entre elas, a partir de sua aproximação.

Ainda no campo das causas, existe um vetor humano que independe e antecede a fase de formação e informação, a que muitos atribuem um caráter de “essência” própria. A essência do indivíduo já nasceria com ele, sendo constituída pelas características que permanecerão inalteradas por toda a vida. E claramente é a de mais difícil compreensão dentre todos os atributos humanos, pois nem a própria pessoa conseguirá entender quando ou como surgiu: apenas se dá conta de que é componente intrínseco de sua visão de mundo, sempre esteve presente e lhe serviu de norte para pensar e agir do modo com que o faz. Tanto que muitas vezes essa conscientização da própria essência vai acontecer muito tempo depois, quando o indivíduo já atingiu sua maturidade plena ou até na velhice. E é nesse dia que se “olha pelo retrovisor” aquele padrão que sempre se fez perceber em cada reação e nos momentos mais importantes da existência.

Muita gente irá confundir essa essência a que me referi com o que se tem como caráter da pessoa. Isso é um equívoco, pois o caráter é forjado pelo conhecimento que vai se acumulando nos primeiros anos de vida, enquanto a essência já estava lá antes disso, daí porque os próprios estudiosos da alma humana encontram dificuldade para alcançar sua compreensão. Só para ilustrar, na definição de Eric Berne, ao elaborar sua teoria da “Análise Transacional” – com base no comportamento humano –, o pesquisador descobriu que havia emoções que já nasciam conosco, e que ele chamou de “emoções primárias ou autênticas”. Estas seriam em número de cinco: a Alegria, a Tristeza, o Medo, o Afeto e a Raiva. São reações inatas que todo recém-nascido já traz desde que seu sistema nervoso é formado ainda no útero materno, sendo muito fácil de se constatarem. Pode-se afirmar, então, que a Essência seria o sexto elemento emocional acrescido ao conjunto, com a diferença de que nem o próprio indivíduo se dará conta disso até muito tempo depois. Ele apenas perceberá que determinadas coisas lhe provocam um profundo mal-estar ou, ao contrário, uma maravilhosa sensação de plenitude, sem sequer entender a razão para os perceber dessa forma.

Mas a pergunta que nos deve interessar é: isso é bom ou é ruim? Quando se fala em alegria ou afeto fica claro que se trata de coisas boas. E quando lidamos com tristeza, medo ou raiva, é senso comum que se trate de coisas ruins. Então por que não acontece da mesma forma em relação à nossa essência? Essa resposta, pelo menos, não é tão difícil quanto lhe conhecer a origem: as cinco emoções classificadas por Berne acontecem no próprio indivíduo, independentemente de outrem, enquanto a essência dele… ah! Isso ele só irá descobrir depois de senti-la em contato direto com a essência alheia. Isso nos leva à conclusão de que nossa essência é a única dentre as características emocionais inatas que depende dos relacionamentos para se revelar a nós. É fácil saber que as outras cinco podem ter origem em qualquer coisa – seres vivos ou não –, mas a essência só acontece em relação a outro ser vivo que também a possua, sendo decisiva para aproximá-los ou distanciá-los de forma claramente perceptível e indelével. E por que indelével? Ora, se ela não muda, bastará identificar quem a traga totalmente contrária à sua para se saber que não conseguirão se entender em momento algum, pois não se trata daquele tipo de erro que todos cometemos em diferentes momentos, e que costumamos entender como “erros de percurso”. A incompatibilidade entre essências estaria intrinsecamente associada à visão de mundo que trazemos, e, quando se mostram inconciliáveis, podem tanto se traduzir por “conflitos de personalidade” quanto por “falhas de caráter” (estas últimas, obviamente, quando esbarram em questões éticas).

Peças vermelhas de xadrez sobre superfície lisa. Uma peça preta está afastada deste conjunto.

Markus Spiske / Pexels

Vamos analisar um modelo até bastante comum no seio familiar, como é a dificuldade de relacionamento entre pai e filho por exemplo, devido ao desencontro de suas essências: um pai que pensa e se comporta de forma incisiva e autoritária por força de sua formação, e um filho que reage muito mal a esse tipo de postura, cobrando explicações para sua forma inflexível de agir. Claro está que eles dificilmente chegarão a um entendimento, a menos que um dos dois busque harmonia com a própria essência: ou o pai decida atenuar seu autoritarismo para se aproximar do filho, ou este dispense as cobranças de um tratamento menos rígido por alguma razão que considere importante, como a idade ou a saúde de seu pai, por exemplo. Note-se que nenhum dos dois precisou abrir mão de sua essência, mas apenas “fazer uma concessão” em prol de algo que se mostrou importante naquele momento ou naquela situação específica para o objetivo proposto, que era o de diminuir a distância entre ambos. Esse exemplo mostra um caso bem frequente de conflito de personalidades, mas não necessariamente com base em questões de caráter.

Mas voltando atrás um pouquinho – lá onde acaba a causa (formação e informação) e tem início a consequência (conformação ou transformação). Já se pode entender que a essência não depende de que se tenha consciência dela para que se manifeste nos indivíduos. Quando contrariada, ela simplesmente “reage” dentro da pessoa, acionando o alarme de que há um conflito em andamento esperando por um posicionamento dos envolvidos, como no exemplo utilizado entre pai e filho. Tal posicionamento é que irá decidir o tipo de comunicação entre eles. A partir daí se saberá se poderá haver uma harmonização, ainda que não de essência, mas como uma espécie de “pacificação consciente”. Esta chega como um “escudo” colocado a serviço da saúde mental dos envolvidos quando a relação entre eles estiver sendo colocada em xeque. Essa “proteção” por efeito de escolha poderá se estender a todo o tempo de convívio por conta dessa tomada de consciência pelas partes, “positivando” um relacionamento que poderia ser conflituoso se não se empenhassem num “ajustamento de conduta”. Em outras palavras, por ter sido resultado de uma decisão consciente, a relação não produzirá nenhuma daquelas emoções primárias negativas do estudo de Berne sobre as quais falamos no início: medo, tristeza ou raiva, já que consentida.

Punho fechado.

Pixabay / Pexels

Mas há casos em que as partes acabam não colhendo resultados positivos, mesmo com o esforço de “pacificação”, e aqui se percebe de novo a relevância da decisão consciente por parte dos envolvidos. Se tudo se resumiu a um desejo superficial, não partido do cerne de sua inteligência emocional, em lugar da desejada transformação de postura, o que ocorrerá será apenas uma conformação, que ocorre quando o indivíduo aceita o acordo de fora pra dentro, mas de dentro pra fora sua essência continua gritando que não o aceitou. A pessoa, nesse caso, vai sentir raiva de si mesma por ter cedido, pode mergulhar em tristeza por ter se deixado convencer sem pensar nas consequências internas, ou até sentir medo de não conseguir levar o acordo adiante, e a situação acabar pior do que antes. Isso demonstra a importância da conscientização no que toca ao resultado esperado: ela tanto pode produzir harmonização com a própria essência pela escolha sensata, quanto gerar um robusto conflito interno e não resultar em nenhuma mudança de postura, como se propunha.

Ainda no que diz respeito à essência – que muitos confundem com “índole” –, pouco se sabe sobre sua real natureza, a menos que tentemos entendê-la sob a ótica da espiritualidade. Mas existe uma diferença sutil – porém consistente – entre as duas coisas: a índole teoricamente poderia ser moldada, e a essência não, por ser parte integrante do ser. Partindo dessa premissa, a índole poderia receber influências tanto internas quanto externas, mas no que toca à essência, apenas a “descobrimos” tal qual é, sem exercer nenhum tipo de comando sobre ela. Poder-se-ia dizer, então, que o indivíduo possuidor de uma essência harmônica e positiva não traria tendência para desenvolver uma “índole ruim”? Teoricamente isso se mostraria verdadeiro, porque a primeira – que é o próprio ser – não o permitiria. Mas a essência “não consolidada” desde a concepção, esta sim, se colocaria suscetível à “moldagem” negativa da índole, a exemplo de um livro em branco em que o tipo de vida escolhido possa escrever nele os próximos capítulos de sua trajetória.

É claro que, nesse aspecto, estamos tratando de crenças, e não de ciência. E nesse campo insólito e desconhecido, nada se pode afirmar. O que se toma como real a partir de narrativas de vida é que a essência – ou natureza do ser – vai sendo descoberta aos pouquinhos pelo próprio indivíduo, e de alguma forma consegue ser “captada” pelos demais à sua volta, dependendo do grau de sensibilidade de cada um. A confirmação dessa essência seria obtida pelo indivíduo em forma de um sentimento sutil e subjetivo, mas extremamente poderoso, que cria rejeição inequívoca a tudo que se mostre contrário a ela, como também faz eclodir uma empatia instantânea com aqueles que a trazem nos mesmos moldes. Daí porque se diz que ambas as essências simplesmente “se descobrem” como decorrência de sua sintonia, e elas próprias se identificam umas com as outras, independentemente das escolhas de seus detentores.

Isso explicaria por que determinada pessoa, no primeiro momento em que trava contato com outra, sente-se identificada com ela, mesmo antes de obter qualquer informação sobre quem seja; ou, ao contrário, percebe-se nutrindo uma rejeição interna ao se aproximar dela, mesmo não havendo uma razão concreta para tal sentimento. Muitos irão buscar explicações para tais reações nas crenças que trazem: algum resíduo espiritual de outras vidas, intuição, sexto sentido, premonição etc. Quatrocentos anos atrás, entretanto, Giordano Bruno já afirmava que o fato de se crer ou não em algo não faz com que a verdade mude. Então o que menos importa é como você interpreta o fenômeno, mas sim a forma como lida com ele em seu benefício e daqueles com quem se relaciona, e isso é o que deve ser levado em conta na hora de avaliar seu potencial para modificar toda a trajetória de ambos.

Luiz Roberto Bodstein

 

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO COMPORTAMENTO TEM ORIGEM NA NOSSA ESSÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA OU CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL NOS LEVA A ILUMINAÇÃO

A coluna AUTOCONHECIMENTO é o carro chefe do Blog do Saber, já que o nosso propósito é trazer mensagens que ajude você a expandir a sua consciência rumo a Iluminação. Nesta segunda-feira estamos postando um texto do início do século 20, editado originalmente na Inglaterra. Seu autor é o escritor William Walker Atikinsons (que usava o pseudônimo de Iogue Ramacháraca), também autor do livro O Caibalion, que aborda as leis herméticas. O texto fala do estado de consciência cósmica e de suas repercussões no ser humano. Textos assim mantém a chama acesa em nosso coração e nos levam a reflexões profundas, típicas de quem almeja a ampliação da lucidez, do amor e do brilho em todas as dimensões. Então desejo a você uma boa leitura e uma excelente REFLEXÃO!

ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL | TORNE-SE ILUMINADO AGORA! - YouTube

ILUMINAÇÃO OU CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL

Em muitos homens, a mente espiritual se revela lenta e gradualmente, e ainda que a pessoa possa sentir um constante aumento de conhecimento e consciência espiritual, pode não haver experimentado uma notada e repentina mudança.

 

Outros têm tido momentos do que é conhecido como iluminação, nos quais se acreditavam elevados quase fora do seu estado normal, e lhes parecia passar a um plano de existência ou de consciência mais elevado, que os deixava mais adiantados do que antes, ainda que não pudessem trazer à sua consciência uma clara recordação do que haviam experimentado, enquanto se encontravam nesse exaltado estado da mente. Essas experiências têm-se dado com muitas pessoas, em diferentes formas e graus, de todas as crenças religiosas, e têm sido geralmente associadas a algum aspecto da crença religiosa particular, professada pela pessoa que experimenta a iluminação. Mas os ocultistas adiantados reconhecem todas essas experiências como diferentes formas de uma só e mesma coisa – o amanhecer da consciência espiritual – o desenvolvimento da mente espiritual.

Alguns escritores têm chamado a esta experiência consciência cósmica, nome muito apropriado, pois a iluminação – pelo menos em seus aspectos mais elevados – põe o indivíduo em contato com a totalidade de Vida, fazendo sentir um sensação de parentesco com toda a Vida, alta ou baixa, grande ou pequena, boa ou má.

Essas experiências, como é natural, variam materialmente conforme o grau de desenvolvimento individual, sua preparação prévia, seu temperamento etc.; mas certas características são comuns a todas. O sentimento mais comum é o da posse quase completa do conhecimento de todas as coisas – quase onisciência. Esse sentimento existe apenas por um momento e nos deixa, a princípio, submersos em profunda pena pelo que chegamos a ver e que perdemos. Outro sentimento comumente experimentado é o da certeza da imortalidade, – uma sensação de atual ser – a certeza de haver sido sempre e a de estar destinado a sempre ser. Outro sentimento é o do desaparecimento de todo temor e da aquisição de um sentimento de certeza, segurança e confiança, e que estão além da compreensão daqueles que jamais o experimentaram. Então, um sentimento de amor nos inunda – um amor que abarca a Vida toda , desde os mais próximos a nós, na carne, até aos das mais longínquas partes do Universo – desde aquilo que nós consideramos puro e santo, até aquilo que o mundo considera vil, malvado e completamente indigno. Esse sentimento de retidão própria, que induz a condenar os outros, desaparece, e o amor, como a luz do sol, derrama-se sobre tudo que vive, sem ter em conta o seu grau de desenvolvimento ou bondade.

A alguns, essas experiências chegaram como um profundo sentimento de reverência que tomou completa posse deles, por alguns momentos ou mais tempo, enquanto que a outros se afigurava que se achavam num sonho e chegaram a ser conscientes de uma exaltação espiritual, acompanhada de uma sensação de estar circundando os compenetrados por uma luz brilhante.

A alguns, certas verdades se têm revelado sob a forma de símbolos, cujo significado não se tornou evidente senão muito tempo depois.
Essas experiências produzem uma mudança na mente daquele que passa por elas e que depois nunca torna a ser o mesmo homem que de antes. Ainda que a recordação vívida desapareça, fica ali certa reminiscência que, por longo tempo, será para ele um manancial de bem estar e de força, especialmente quando a sua fé vacila e se sente agitado, como uma cana, pelos ventos de opiniões em conflito e especulações do intelecto. A lembrança de tal experiência é uma fonte de renovada energia – um porto de refúgio, ao qual as almas fatigadas acodem para amparar-se do mundo externo que não as compreende.
Tais experiências são também usualmente acompanhadas de uma sensação de intensa alegria; de fato, a palavra e o pensamento de alegria parecem ser o que predomina na mente, nesta época. Mas não é uma alegria de experiência ordinária – é alguma coisa que não pode ser sonhada senão depois de havê-la experimentado – uma alegria cuja lembrança estimulará o sangue e fará palpitar o coração, todas as vezes que a mente relembrar a experiência.
Como já dissemos, também se experimenta a sensação de um conhecimento de todas as coisas, uma iluminação intelectual impossível de descrever. Nos escritos dos antigos filósofos de todas as raças, nos cantos dos grandes poetas de todos os povos, nas prédicas dos profetas de todas as religiões e tempos, podemos encontrar rasgos desta iluminação experimentada por eles – esse desenvolvimento da consciência espiritual. Não temos espaço para detalhar esses numerosos exemplos. Uns disseram-nos de um modo, outros de outro, mas todos dizem praticamente a mesma história. Todos os que têm experimentado essa iluminação, ainda que fosse em débil grau, reconhecem a mesma experiência na relação, canto ou prédica de outro, ainda que entre eles hajam decorridos séculos. É o canto da alma que, uma vez ouvido, jamais é esquecido. Ainda que seja expresso pelos toscos instrumentos das raças semi-bárbaras ou pelos mais aperfeiçoados talentos musicais da atualidade, seus tons são claramente reconhecidos.

Vem o canto do velho Egito, – da Índia de todas as idades – da antiga Grécia e Roma, – dos primitivos santos cristãos – dos Quarkers Friends, – dos mosteiros católicos – das mesquitas maometanas – do filósofo chinês – das lendas do índio americano, herói profeta, – é sempre o mesmo tom, elevando-se mais e mais alto, à proporção que muitos mais o entoam e agregam suas vozes ou dos sons de seus instrumentos ao grande coro.
Aquele tão mal compreendido poeta ocidental, Walt Whitman, sabia o que dizia (como compreendemos nós), quando prorrompia e expressava em singular verso a sua estranha experiência. Lêde o que ele diz e verificai se já foi alguma vez melhor expresso:

“Como num desmaio, um instante,
Outro sol inefável me deslumbra,
E todos os orbes conheci, e orbes mais brilhantes desconhecidos,
Um instante da futura terra, terra do céu.”

E quando sai do seu êxtase, exclama:

“Não posso estar acordado, porque nada me olha como antes,
Ou então estou acordado por primeira vez, e tudo de antes foi simples sonho.”

E nós devemos concordar com ele, quando declara a inabilidade do homem para descrever inteligentemente isso, nestas palavras:
“Quanto melhor quero expressar-me, menos posso,
Minha língua não se move sobre sua ponta,
Meu alento não obedece aos seus órgãos,
E fico mudo.”

Que essa grande alegria da iluminação seja vossa, queridos estudantes. E vossa será no seu tempo oportuno. Quando ela chegar, não vos alarmeis, e quando vos abandonar, não lamenteis sua perda – voltará outra vez. Vivei elevando-vos acessíveis à sua influência. Estais sempre dispostos a escutar a voz do silêncio, prontos sempre a responder ao toque da Mão Invisível.

Não torneis a temer, porque convosco tendes sempre o Ser Real que é uma chispa da Chama Divina, e o qual será como uma lâmpada que iluminará o caminho a vossos pés.

A paz seja convosco.

– Por Iogue Ramacháraca –

(Texto extraído do livro “Catorze Lições de Filosofia Iogue”, do Iogue Ramacháraca; Editora Pensamento)

Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA OU CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL NOS LEVA A ILUMINAÇÃO

AUTOCONHECIMENTO: AMOR INCONDICIONAL ÉO TERMO CORRETO PARA O ATUAL MOMENTO

A lição que o texto a seguir nos trás, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado é o controle mental para nos centrarmos em vibrar na frequência da gratidão. Não há outra saída para apaziguarmos esse momento tão tumultuado em que estamos vivendo. Se não cultivarmos o amor incondicional a evolução da humanidade estará comprometida. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O momento pede que vibremos amor incondicional!

Página de livro fazendo um coração
Kieferpix / Getty Images Pro / Canva

Estamos passando por um período muito complicado para toda a humanidade. Há tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, que ficamos perdidos sobre o que fazer para auxiliar o planeta nessa jornada de transformação.

Mas a nossa missão agora é simples, porque apenas o ato de elevar as nossas vibrações e emanar essas energias elevadas para todo o mundo já é um ato maravilhoso e transformado

Vibrar o amor incondicional é sobre emanar essa pura energia para todos, sem distinção, visualizando que até mesmo as pessoas vistas como “más” sejam envolvidas nessa energia curativa.

Para fazer isso, comece por si, perdoe o seu passado, acolha suas dores, ame incondicionalmente o ser maravilhoso que habita em ti. Gradativamente vá expandindo esse perdão, acolhimento e amor para seus familiares, amigos, pessoas que você conheceu ao longo da vida, depois para desconhecidos, para as cidades, Estados e assim em diante até alcançar o mundo todo!

Casal fazendo um coração com as mãos

Stokpic / Pexels / Canva

Além de emanar amor, caso sinta no coração, em tudo que fizer aja com amor incondicional. Ajude pessoas que estejam precisando de auxílio da forma que você puder.

Emanar amor é também sobre agir. Emanar amor é sobre praticar a escuta ativa, auxiliar pessoas que estejam impossibilitadas de fazer uma série de coisas para manter-se nessa fase desafiadora. Também tem a ver com proferir palavras acolhedoras e tudo aquilo o que pulsar em seu coração para alcançar corações aflitos.

Estamos todos aqui para evoluir. Quanto maior for o nosso senso de união e harmonia entre todos os seres, mais elevada será a nossa evolução aqui neste plano.

Vamos juntos nessa missão de cobrir o mundo com amor incondicional?

Carla Marçal
Escrito por Carla Marçal
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AMOR INCONDICIONAL ÉO TERMO CORRETO PARA O ATUAL MOMENTO

AUTOCONHECIMENTO: COMPARAÇÃO NÃO! SE PREOCUPE COM A SUA VIDA E AS COISAS ACONTECEM COMO VOCÊ QUER

Você já parou para se perguntar por que as coisas na sua vida não acontecem da forma como você gostaria? É essa reflexão que trago no vídeo desta sexta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO do Blog do Saber! Quando nos preocupamos e nos comparamos muito com a vida dos outros, acabamos deixando de olhar para a nossa vida e isso atrapalha a nossa evolução. Quando nos concentramos em nós mesmos, a coisa muda e começa a fluir melhor, pois tudo na vida dá certo a partir do momento que você põe o foco!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: COMPARAÇÃO NÃO! SE PREOCUPE COM A SUA VIDA E AS COISAS ACONTECEM COMO VOCÊ QUER

AUTOCONHECIMENTO: APRENDER A AMAR PASSA PELO EXERCÍCIO DO PERDÃO

Escrevi brevemente sobre o Perdão no meu último livro publicado: Coração, Intuição e Gratidão, um atalho para a vida plena, mas tenho a intenção de escrever um livro só sobre esse tema, pois trata-se da maior chaga da humanidade em todos os tempos de sua evolução. Uma evolução que poderia estar bem mais adiantada não fosse a falta de capacidade e o lento aprendizado do homem sobre o propósito dessa caminhada evolutiva. O propósito é simplesmente a prender a amar e esse aprendizado passa pelo exercício do perdão. Quando o homem compreende isso ele evolui e dá um salto quântico. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

A cura pelo perdão

A CURA PELO PERDÃO

Pesquisas e estudos vêm comprovando os benefícios, tanto mentais quanto físicos, do ato de perdoar. Entrevistamos o Dr. Fred Luskin, autor de O Poder do Perdão, que estuda o assunto há mais de quatro anos.

Camilla Salmazi

Segundo o dicionário (Dicionário Michaelis) a palavra perdão significa “conceder perdão, absorver, remitir (culpa, dívida, pena, etc), desculpar e poupar-se”. Sim! O ato de perdoar envolve tudo isso e ainda muito mais. Pesquisas e estudos vêm sendo desenvolvidos nesses últimos anos para mostra e comprovar o poder e os benefícios do perdão.

Porém, não é justo dizer que somente agora o mundo está se dando conta do poder do perdão. No aspecto científico, talvez, mas crença e religiões já pregam a importância do perdão há muitos e muitos anos, principalmente como um ato importante para a saúde do espírito.

No ano passado, Charlotte Van Oyen Witvliet, professora de psicologia do Hope College, em Michigan, EUA, e seus colega, fizeram uma experiência com 71 voluntários. Nela, foi pedido a eles que se lembrassem de alguma ferida antiga, algo que os tivesse feito sofrer. Nesse instante, foi registrado o aumento da pressão sanguínea, dos batimentos cardíacos e da tensão muscular, reações idênticas às que ocorrem quando as pessoas sentem raiva. E quando foi pedido que eles se imaginasse entendendo e perdoando as pessoas que lhes haviam feito mal, eles se mostraram mais calmos, e com pressão e batimentos menores.

A questão principal, porém, é que o ato de perdoar não é uma das tarefas mais fáceis para nós, seres humanos. Tribos, sociedades, países, famílias e amigos já travaram e ainda travam batalhas, e verdadeiras guerras, por causa de diferenças entre as pessoas, ou devido a algum ato que desagradasse ou prejudicasse, espalhando pelo mundo ainda mais rancor e nem um pouco de paz. Mas o perdão não é impossível, nem mesmo nos casos mais graves, como vem tentando comprovar o Dr. Fred Luskin, autor de O Poder do Perdão e doutor em aconselhamento clínico e psicologia da saúde pela universidade de Stanford.

Após ter sido muito magoado por um grande amigo, Luskin conseguiu, sozinho, achar uma forma de perdoar-lhe, e quis investigar se a sua técnica funcionaria com outras pessoas em casos semelhantes ou em casos mais graves. E desde então, deu início a suas pesquisas.

EM 1999, ELE CRIOU O PROJETO DA UNIVERSIDADE DE STANFORD PARA O PERDÃO, tendo combinado em sua pesquisa dissertativa uma técnica psicoterapêutica, focando e emotividade racional, com alguns estudos sobre o impacto das emoções negativas, como raiva, magoa e ressentimento no sistema cardíaco.

Suas técnicas foram aplicadas em várias experiências, sendo uma delas com dois grupos de pessoas que foram atingidas pelos conflitos entre protestantes e católicos, na Irlanda: um grupo, de mães que tiveram seus filhos mortos; outro, de homens e mulheres que perderam algum parente. Para esse projeto, Luskin contou com a cooperação de Carl Thoreses, PhD em Psicologia, e contou com o apoio de uma militante irlandesa que há trinta anos trabalha pela paz em seu país.

Os participantes foram separados em grupos experimentais e supervisionados, e passaram seis semanas tendo aulas sobre as técnicas de perdão de Luskin. Os primeiros resultados, segundo Thoresen, indicaram que os participantes apresentavam redução do nível de estresse, viam-se menos irados e mais confiantes de que, no futuro, eles perdoariam mais e mais facilmente. Além disso, o estudo mostrou que o perdão pode promover uma melhora na saúde física, pois esse grupo de pessoas apresentou uma diminuição significante em sintomas como dores no peito, na coluna, náuseas, dores de cabeça, insônia e perda de apetite. Luskin e Thoresen afirmam que essa melhora psicológica e física persiste pelo menos por quatro meses; em alguns casos, ao longo desses quatro meses, a melhora continua a progredir.

Luskin descreve o perdão como sendo uma forma de se atingir a calma e a paz, tanto com o outro quanto consigo mesmo. A terapia que ele propõe encoraja as pessoas a terem maior responsabilidade sobre suas emoções e ações, e serem mais realistas sobre os desafios e quedas de suas vidas.

Em O Poder do Perdão, ele explica o processo de formação de uma mágoa e demonstra como tal fato possui um efeito paralisante na vida das pessoas, baseando suas afirmações em suas investigações e pesquisas, principalmente em seu Projeto da Universidade de Stanford para o Perdão. Por meio de nove etapas (ver Box), o autor ensina a sua técnica de perdão.

Nessa entrevista exclusiva para a Sexto sentido, Luskin apresenta suas idéias sobre o ato de perdoar, e tudo o que está envolvido nesse processo.

Como pode ser definido, de fato, o ato de perdoar?

É simples. Perdoar é a arte de fazer as pazes quando algo não acontece como queríamos. Dizemos que é fazer as pazes com a palavra NÃO.

O acúmulo de mágoas pode causar problemas físicos e psicológicos?

Claro… rancor e desesperança são particularmente perigosos para o bem-estar. A vida tem dificuldades frequentes. Precisamos de um caminho para superá-las e, assim, nos libertarmos… é para isso que existe o perdão.

E o perdão pode ser considerado como uma cura para doença físicas e mentais advindas de problemas emocionais ou psicológicos?

O perdão reduz a agitação que leva a problemas físicos. Perdoar reduz o estresse que vem de pensar em algo doloroso, mas não pode ser mudado. Ele também limita a ruminação que leva a sentimento de impotência que reduzem a capacidade de alguém cuidar de si mesmo. O perdão é uma cura… às vezes. Ajuda? Sim, muitas vezes.

É possível que uma pessoa possa perdoar alguém, mesmo ainda estando irada ou magoada com ela?

A diminuição da ira e de mágoa vem de se vivenciar o perdão. O perdão é a experiência interior de se recuperar a paz e o bem-estar. Pode acontecer de alguém perdoar um dia, e a raiva volta depois, e isso é normal. Dessa forma, o perdão é um processo que deve ser praticado. Se você permanece falando ou pensando com rancor de alguém, então o perdão ainda não aconteceu.

Existe um momento certo para dar início ao processo do perdão?

O momento é logo depois do tempo necessário para vivenciar a perda.

Se a pessoa perdoar, ela pode ficar com a sensação de que a pessoa perdoada estava com a razão, ou com a sensação de que um direito seu foi atingido. Como afastar ou ultrapassar essa ideia?

Às vezes, a pessoa foi realmente prejudicada. O perdão não elimina esse fato; apenas o torna menos importante. O perdão implica que se pode ficar em paz mesmo tendo sofrido um mal. Não podemos escapa de todos os males, faz a pessoa continuar intranquila porque o problema ainda persiste. O perdão reconhece o mal, mas permite que o prejudicado leve a vida em frente. O perdão pode conviver com a justiça e não impede que se faça as coisas justas ou adequadas. Você apenas não as faz de uma perspectiva rancorosa ou transtornada.

Quando a pessoa se encontra num “processo” de perdoar alguém, pode acontecer dela perceber que ela mesma também tem culpa na situação e pode ter causado algum mal ao outro. Como ela deve agir num caso desses?

Muitas situações são complexas e não se pode simplesmente distinguir nelas uma pessoa boa e uma ruim, mas sim duas pessoas que criaram juntas uma situação difícil. É bom lembrar que o perdão pode ser estendido à própria pessoa e que, ás vezes, o perdão implica em reconciliar um relacionamento, e outras vezes, em abrir mão desse relacionamento.

Como a falta de perdão pode prejudicar as pessoas?

A ausência de perdão causa estresse sempre que se pensa em alguém que nos feriu e com quem não fizemos as pazes. Isso prejudica o corpo e provoca emoções negativas.

Como foi idealizado o Projeto do Perdão?

Eu fui seriamente magoado por um amigo próximo, e tive de encontrar sozinho uma forma de me recuperar. Quando consegui, resolvi verificar se isso funcionava com outras pessoas. Foi o começo do meu primeiro projeto de pesquisa.

Essas descobertas são universais, aplicáveis a todos os grupos de sociedades?

Até o momento, a pesquisa que eu e outros temos conduzido sugere que o perdão tem valor em dificuldades muito variadas; podem envolver esposas ou maridos que enganam maridos ou esposas, crianças que sofreram abuso, sócios fraudulento e até pessoas que tiveram seus filhos assassinados. Também trabalhamos com uma grande variedade de nacionalidade aqui em São Francisco e região e tivermos bons resultados.

Existem outros cientistas no mundo realizando o mesmo tipo de pesquisa?

Existem alguns que pesquisam o ensina do perdão, como nós. Outros pesquisam as características que tornam as pessoas mais propensas ao perdão, e outros tentam entender como o perdão pode ser benéfico à saúde.

OS NOVE PASSOS DO PERDÃO – Segundo o Dr. Fred Luskin

1. Saiba exatamente como você se sente sobre o que ocorreu e seja capaz de expressar o que há de errado na situação. Então, relate a sua experiência a umas duas pessoas de confiança.

2. Compromete-se consigo mesmo a fazer o que for preciso para se sentir melhor. O ato de perdoar é para você e ninguém mais. Ninguém mais precisa saber da sua decisão.

3. Entenda seu objetivo. Perdoar não significa necessariamente reconciliar-se com a pessoa que o perturbou, nem se tornar cúmplice dela. O que você procura é paz.

4. Tenha uma perspectiva correta dos acontecimentos. Reconheça que o seu aborrecimento vem dos sentimentos negativos e desconforto físico de que você sofra agora, e não daquilo que o ofendeu ou agrediu dois minutos – ou dez anos – atrás.

5. No momento em que você se sentir aflito, pratique técnicas de controle de estresse para atenuar os mecanismo de seu corpo.

6. Desista de espera, de outras pessoas ou de sua vida, coisa que elas não escolheram dar a você. Reconheça as “regras não cobráveis” que você tem para sua saúde ou para o comportamento seu e dos outros. Lembre a si mesmo que você pode esperar saúde, amizade e prosperidade e se esforçar para consegui-los. Porém você sofrerá se exigir que essa coisa aconteçam quando você não tem o pode de fazê-las acontecer.

7. Coloque sua energia em tenta alcançar seus objetivos positivos por um meio que não seja através de experiência que o feriu. Em vez de reprisar mentalmente sua mágoa, procure outros caminhos para seus fins.

8. Lembre-se de que uma vida bem vivida é a sua melhor vingança. Em vez de se concentrar nas suas mágoas – o que daria poder sobre você à pessoa que o magoou – aprenda a busca o amor, a beleza e a bondade ao seu redor.

9. Modifique a sua história de ressentimento de forma que ela o lembre da escolha heróicas que é perdoar. Passe de vítima a herói na história que você contar.

O Poder do Perdão
Dr. Fred Luskin
W11 Editores
(11) 3812-3812
Site: www.learningtoforgive.com

(Extraído da revista Sexto Sentido 50, páginas 20-24)

Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APRENDER A AMAR PASSA PELO EXERCÍCIO DO PERDÃO

AUTOCONHECIMENTO: UM PASSO A PASSO DE COMO RECONHECER O DIVINO QUE EXISTE DENTRO DE VOCÊ

A nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta segunda-feira trás uma reflexão muito importante e transformadora, pois vai a fundo no tema do ‘Divino que existe dentro de nós’. A mensagem do Mestre Yeshua nos diz que Cada um de nós mantém a vibração sagrada do Criador dentro do nosso ser. Ele nos pede para imaginarmos e nos conectarmos com esse conhecimento a cada dia, mesmo que apenas por alguns momentos, através da meditação, para, aos poucos, reconhecermos o Divino que existe dentro de nós. É preciso que você leia o texto completo a seguir para entender como isso é possível e como você pode conseguir!

Reconheça o Divino que existe dentro de você

Mensagem canalizada em 3 de Abril de 2021 – Mestre Yeshua

Saudações Seres Divinos sobre a Terra, eu sou o Mestre Yeshua, eu os saúdo com amor e paz. Eu trago para a sua energia a vibração da harmonia do Criador. Que isso entusiasme todos os aspectos do seu ser, trazendo tudo o que você é e está criando com harmonia e equilíbrio.

Venho debater com você a divindade interior e me pergunto o que é que você precisa saber sobre a divindade interior?

Cada um de vocês mantém a vibração sagrada do Criador dentro do seu ser. Imagine e se conecte com esse conhecimento a cada dia, mesmo que apenas por alguns momentos, me pergunto que consciência e conhecimento despertariam em seu ser.

Isso é, até certo ponto, o que o Lorde Buda experimentou, assim como eu, Mestre Yeshua como uma criança na Terra. Contemplamos e reconhecemos que existe uma essência do Divino em nosso ser. Algo que todos nós conhecemos e reconhecemos, mas devemos reconhecer plenamente em cada aspecto do ser, em cada célula, em cada forma de pensamento, criando tal transformação mágica em seu ser. É como se um novo aspecto de você surgisse.

Saint Germain era reconhecido por sua magia. Ele reconheceu o Divino, a divindade dentro do seu ser e usou isso completamente em cada pensamento, em cada ação. Portanto, ele estava em unidade, na verdade, em completa harmonia e no fluxo Divino com o Criador, portanto, tudo e qualquer coisa era possível.

Mestre Lanto também reconheceu isso Ele reconheceu a Luz dentro do seu ser, em cada pensamento, emoção, atenção e todo o seu ser. Ele mergulhou fundo na divindade dentro do seu ser, nadando e desfrutando da energia da vertente do Criador interno. Tanto que quando as pessoas olhavam para Mestre Lanto era como se ele estivesse brilhando, brilhando com a Luz através da sua pele. Ele estava tão em sintonia com a divindade em seu ser que tudo era possível. Ele também reconheceu a Luz brilhando dentro dos outros; e assim eles brilhariam de volta.

Todos os Mestres Ascensionados passaram por esse processo de Ascensão. Sim, você reconhece dentro da sua mente, você sabe dentro da sua mente que o Divino está dentro de você, e o Criador está dentro de você. No entanto, há uma necessidade de reconhecer isso totalmente em cada aspecto do seu ser quanto mais você dá a sua atenção, mais você acredita e confia na divindade dentro do seu ser, se torne essa divindade.

Você já é essa divindade. Cada célula do seu ser, cada molécula de energia irradia esse conhecimento e verdade. É algo que todo Mestre Ascensionado percorreu, é uma jornada que eu, Mestre Yeshua, os convido a experimentar e reconhecer agora neste tempo.

É sua hora de brilhar, o que quero dizer é que é a sua hora de reconhecer a divindade dentro do seu ser. Quando você reconhecer a divindade dentro do seu ser, com todo o seu ser, você se reconhece como um todo e completo agora.

Isto é um processo de cura tremendo e dramático. Se você estiver inteiro e completo, você pensará, sentirá, agirá, reagirá e criará a partir de um espaço de ser total e completo, que transforma completamente o seu ser e a sua realidade.

Se isso for reconhecido, então algo mais surge e é uma experiência em vez de um pensamento. Essa experiência quer que você reconheça que a divindade dentro de você também é inteira e completa, portanto, quando você reconhecer o Divino, você não está reconhecendo um aspecto do Divino, você está reconhecendo a fonte inteira e completa do Divino.

Você está reconhecendo tudo do Criador, cada rótulo, tudo que é sem rótulo. Você se lembra do Divino dentro do seu ser que cria a partir deste espaço. Assim você percebe que tudo fora de você também está dentro do seu ser.

Esta é uma transição especialmente importante; novamente, o que eu estou falando não é novo para você. Você entende que cria tudo em sua realidade. Você entende que o Criador está dentro de você, entende que tudo que está do lado de fora também está dentro de você, mas para realmente aproveitar esse ensinamento você deve sentir e reconhecer em seus pensamentos e emoções. Dentro do seu corpo, seus corpos de energia, suas ações, reações, suas criações, significam que você tem uma conexão recém-descoberta com tudo que está fora e dentro de você.

Ao reconhecer que uma árvore ou arco-íris é um produto da divindade dentro de você, a pessoa com quem você conversa é um reflexo da divindade dentro do seu ser, assim, você se torna tão conectado a tudo que a solidão, a separação, a ansiedade e o medo se dissolvem.

O medo sempre estará lá até certo ponto, pois é uma proteção, mas também se dissolverá, ao fazer isso, você transforma sua realidade, se tornando um Mestre Ascensionado. Você transforma tudo, não apenas para você e sua realidade, você impacta e influencia a vibração de todos, as experiências de todos, a criação de todos os seres e todo o Universo do Criador.

Você se torna tudo e, ao fazer isso, penetra cada vez mais profundamente nesse conhecimento e reconhecimento de tudo. Uma nova transformação surge de dentro do seu ser, permitindo que você se torne sem forma e rótulos. Você é o tudo e ainda assim o nada do Criador.

É incrivelmente desafiador descrever o nada do Criador quando você vive em um mundo onde tudo tem forma e rótulos. No entanto, quanto mais você se conecta com esse nada, que é uma jornada como descrevi, você encontrará a liberdade, verdade e compreensão para tudo o que está acontecendo em sua realidade e no mundo agora.

Você vai confiar em si mesmo e aprender a confiar nos outros. Assim, iniciamos em uma jornada de cocriação. Nós, Mestres Ascensionados, estamos agora alcançando uma jornada de cocriação, estamos co-criando com vocês agora, é nossa missão e nosso propósito.

Como você reconhece a divindade interior? Como você começa essa jornada conforme descrevi?

Na verdade, é um processo único para você. Posso compartilhar como eu o consegui; no entanto, você é único, talvez queira encontrar seu próprio caminho. Quando comecei essa jornada eu meditava e muitas veze imaginava as minhas costas encostada em uma árvore ou encontrava uma árvore adequada e me sentava com as costas apoiada nela. Eu reconhecia o aterramento da Terra ou minhas energias aterradas à Terra percebendo minha conexão com o Divino. A árvore oferecia estabilidade, quietude, um alicerce, um aterramento e uma conexão com o Criador. Nesse espaço eu dizia para mim:

“Eu procuro a divindade interior.”

Eu repetia isso para mim em minha mente indefinidamente. Em seguida, dava um tempo para me concentrar em minha respiração e abrir espaço para uma resposta se formar. Eu praticava com frequência e novas respostas apareciam, me permitindo sentir uma conexão com a divindade interior através de um sentimento de felicidade ou êxtase irrompendo meu ser. Às vezes meu corpo tremia, outras vezes eu estava em um espaço no nada, era diferente a cada vez.

Eu os convido a começar esse processo, há muito para descobrir e nós, os Mestres Ascensionado, estamos presentes para apoiá-los. É hora de um novo despertar, um novo amanhecer dentro do seu ser.

Eu, Mestre Yeshua, estou presente para amá-lo e apoiá-lo.

Gratidão,

Eu sou Mestre Yeshua

Natalie Glasson — Fonte: https://goldenageofgaia.com/ | https://omna.org/
Renata Pecora Fortunato e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: UM PASSO A PASSO DE COMO RECONHECER O DIVINO QUE EXISTE DENTRO DE VOCÊ

AUTOCONHECIMENTO: EM BUSCA DA LUZ ATRAVÉS DA CHAMA TRINA

Achei muito importante a afirmação que diz: “Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta”. Porque me considero um buscador e sinto que as cargas negativas no meu caminho já foram removidas. Então, me sinto confortável e acredito na proteção desses amigos da luz. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e verificar se isso faz sentido pra você!

2º RAIO – UM DOS ASPECTOS DA CHAMA TRINA (3ª AULA)

Publicado por Fatima dos Anjos em 7 março 2010 às 0:55 em CHAMA TRINA

SEGUNDO RAIO – AMARELO DOURADO

Seja bem-vindo, o chamado dirige-se a todo aluno que se dedica ao trabalho em busca da Luz. Que continue no seu esforço sem deixar acontecerem interrupções. Isto significaria um atraso no Plano Divino, que foi preparado para os tempos vindouros. Aqui todo cooperador diligente encontra a sua participação no trabalho.

O peso da vida cotidiana é muitas vezes um atraso ao progresso espiritual para o aprendiz no caminho da Luz. Porém, isto não acontece por acaso; teremos que buscar o motivo em vidas anteriores. Se estiverdes constantemente preocupados em seguir o caminho do aprendizado, surgirá o momento em que estas coisas serão resolvidas pela ordem Divina, apesar das dificuldades exteriores.

Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta.

Da barulhenta ação da humanidade vem o desejo de silêncio e recolhimento interior que se torna cada vez mais forte. Vós, alunos, procurai também alcançar o silêncio, para que aprendais a vos recolher no aconchegante silêncio do vosso Eu Sou, quando a vossa vida for tormentosa.
Vossas vidas trazem consigo contato forte com a vida externa. E lógico que nem sempre podeis vos afastar sem quebrar a harmonia, porém aproveitai toda e qualquer oportunidade para entrar no silêncio, para dar ao vosso Divino Eu Sou, oportunidade de preencher-vos com as necessárias forças.

Falamos renovadamente do cumprimento de vossos ensaios diários de silêncio. Esta é uma condição em vosso caminho, através da qual conseguireis harmonizar o vosso mundo, preenchendo-o com Luz.

De vossos exercícios de meditação deveriam surgir reconhecimentos e idéias, se os realizásseis conscientemente. Estes dizem respeito a vossa cooperação e deveriam despertar capacidades, das quais até aqui não tivestes conhecimento. Continuai a vos esforçar, meus alunos, e não deixeis enfraquecerem os vossos bons propósitos.

Medite:
Imaginai-vos em uma Clara e luminosa aura dourada, que tem ação vivificante o Amor e Sabedoria
O Segundo Raio corresponde ao aspecto Filho da Santíssima Trindade e irradia os atributos da sabedoria interior, da compreensão e da iluminação. É a energia crística que rege o processo iniciático do homem e a ciência da união com o Todo. A Chama do segundo raio é iluminação, que é sabedoria através do amor.

É visto na relação do filho com o pai-mãe pois, livre da necessidade de se mover para a frente, ele se submete, por assim dizer, à avaliação, à iluminação e ao ensinamento. Este raio foi exemplificado na história por Buddha e por Mestre Jesus ambos forneceram modelos (a forma-pensamento fundamental) para a humanidade. Sua cor é também a cor do Sol, que não só alimenta mas ilumina.

É por sua influência que reconhecemos que toda sabedoria de que necessitamos está na Divina Presença que habita nosso coração e aprendemos a escutar com adoração e humildade a Sua voz. Vêm daí, então, a verdadeira compreensão dos semelhantes e a Consciência Crística que ama incondicionalmente.

A Chama da Sabedoria, possibilita a consciência e a ascensão através do conhecimento, através do foco centrado de sua inteligência.
Dizem os Elohins que a força do pensamento é como o sol, que é infinitamente maior que este planeta. Através da concentração, através da força da energia concentrada, podemos alcançar qualquer objetivo na vida. Dizem ainda, que tudo está a disposição desde que o pensamento esteja centrado, livre de egoísmo, falsos desejos, falsas modéstias e falsos medos. Dizem que a mente é capaz de criar mundos, capaz de fazer nos tornarmos deuses nesse mundo.

Num primeiro momento, o Criador se manifestou no Plano Mental Superior, conhecido também como Plano Celestial, e deu forma aos Elohins, pela força emanada dele mesmo. É por isso que estes seres se manifestam no Mundo Mental Superior, como uma derivação do próprio princípio divino, que foi adentrando nos mundos por Ele criados. Os Elohins são também conhecidos como Devas ( esta palavra, que vem do sânscrito, quer dizer deuses ou deidades).
Temos hábito de associar sabedoria a um processo mental, ou talvez a um esclarecimento dos nossos pensamentos ou da nossa forma de pensar.

No entanto, devemos lembrar que a Chama da Sabedoria atua também no Plano dos Sentimentos, por meio dos seus anjos. Há, portanto, um sentimento que também se chama sabedoria. Um sentimento de compreensão sobre o que nos cerca e sobre nós mesmos. Podemos imaginar algo mais simples e sábio que as Leis que regem a natureza? Podemos imaginar algo mais sábio que o instinto que perpetua a vida de um animal?

Não há no caso do animal nenhum processo mental envolvido, pois, por mais companheiros e amorosos que eles sejam conosco, sua reação não deixará jamais de ser instintiva. Portanto, somos obrigados a ver a sabedoria também como um instinto superior, latente em toda a natureza.
A Chama do Segundo Raio nos informa que fomos criados para sermos tementes a Deus e não para amá-Lo. Deus é nosso pai, mas não nos sentimos Seus filhos. Daí advém todo o sofrimento. O cristianismo largamente difundido no Ocidente nos reporta a um Deus que morreu na cruz para nos salvar, portanto, temos sérios motivos para sermos tristes e nos sentirmos culpados.
Muitas vezes somos cobrados pelas pessoas à nossa volta por estarmos alegres, como se isso fosse um pecado.

As pessoas muitas vezes julgam a alegria como um sentimento irresponsável, afinal, como podemos ser alegres no mundo em que vivemos?
A sociedade nos cobra seriedade, como se a alegria fosse também sinônimo de irresponsabilidade.

 

A Fraternidade Branca, nas palavras luminosas do Mestre Lanto, vem nos libertar da culpa de sermos alegres. E uma das grandes mensagens passada por este raio, é que devemos desenvolver em nós o estado de alegria.

O Elohim Cassiopéia diz: A alegria é um estado natural do homem. Quando o homem não está alegre, está doente.
As pessoas regidas por este Raio esforçam-se em aprofundar seus conhecimentos sobre a natureza humana e o Universo. Muitas vezes, atuam como professores e instrutores. Buscam a verdade e a Luz, possuem discernimento, são compreensivos, amorosos, tolerantes e procuram escutar os outros.

Seres pouco evoluídos, porém, manifestam essa influência na forma de apegos, curiosidade excessiva, loquacidade e temor.

Seja bem-vindo, o chamado dirige-se a todo aluno que se dedica ao trabalho em busca da Luz. Que continue no seu esforço sem deixar acontecerem interrupções. Isto significaria um atraso no Plano Divino, que foi preparado para os tempos vindouros. Aqui todo cooperador diligente encontra a sua participação no trabalho.

O peso da vida cotidiana é muitas vezes um atraso ao progresso espiritual para o aprendiz no caminho da Luz. Porém, isto não acontece por acaso; teremos que buscar o motivo em vidas anteriores. Se estiverdes constantemente preocupados em seguir o caminho do aprendizado, surgirá o momento em que estas coisas serão resolvidas pela ordem Divina, apesar das dificuldades exteriores.

Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta.

Da barulhenta ação da humanidade vem o desejo de silêncio e recolhimento interior que se torna cada vez mais forte. Vós, alunos, procurai também alcançar o silêncio, para que aprendais a vos recolher no aconchegante silêncio do vosso Eu Sou, quando a vossa vida for tormentosa.
Vossas vidas trazem consigo contato forte com a vida externa. E lógico que nem sempre podeis vos afastar sem quebrar a harmonia, porém aproveitai toda e qualquer oportunidade para entrar no silêncio, para dar ao vosso Divino Eu Sou, oportunidade de preencher-vos com as necessárias forças.

Falamos renovadamente do cumprimento de vossos ensaios diários de silêncio. Esta é uma condição em vosso caminho, através da qual conseguireis harmonizar o vosso mundo, preenchendo-o com Luz.

De vossos exercícios de meditação deveriam surgir reconhecimentos e idéias, se os realizásseis conscientemente. Estes dizem respeito a vossa cooperação e deveriam despertar capacidades, das quais até aqui não tivestes conhecimento. Continuai a vos esforçar, meus alunos, e não deixeis enfraquecerem os vossos bons propósitos.

Medite:
Imaginai-vos em uma Clara e luminosa aura dourada, que tem ação vivificante o Amor e Sabedoria
O Segundo Raio corresponde ao aspecto Filho da Santíssima Trindade e irradia os atributos da sabedoria interior, da compreensão e da iluminação. É a energia crística que rege o processo iniciático do homem e a ciência da união com o Todo. A Chama do segundo raio é iluminação, que é sabedoria através do amor.

É visto na relação do filho com o pai-mãe pois, livre da necessidade de se mover para a frente, ele se submete, por assim dizer, à avaliação, à iluminação e ao ensinamento. Este raio foi exemplificado na história por Buddha e por Mestre Jesus ambos forneceram modelos (a forma-pensamento fundamental) para a humanidade. Sua cor é também a cor do Sol, que não só alimenta mas ilumina.

É por sua influência que reconhecemos que toda sabedoria de que necessitamos está na Divina Presença que habita nosso coração e aprendemos a escutar com adoração e humildade a Sua voz. Vêm daí, então, a verdadeira compreensão dos semelhantes e a Consciência Crística que ama incondicionalmente.

A Chama da Sabedoria, possibilita a consciência e a ascensão através do conhecimento, através do foco centrado de sua inteligência.
Dizem os Elohins que a força do pensamento é como o sol, que é infinitamente maior que este planeta. Através da concentração, através da força da energia concentrada, podemos alcançar qualquer objetivo na vida. Dizem ainda, que tudo está a disposição desde que o pensamento esteja centrado, livre de egoísmo, falsos desejos, falsas modéstias e falsos medos. Dizem que a mente é capaz de criar mundos, capaz de fazer nos tornarmos deuses nesse mundo.

Num primeiro momento, o Criador se manifestou no Plano Mental Superior, conhecido também como Plano Celestial, e deu forma aos Elohins, pela força emanada dele mesmo. É por isso que estes seres se manifestam no Mundo Mental Superior, como uma derivação do próprio princípio divino, que foi adentrando nos mundos por Ele criados. Os Elohins são também conhecidos como Devas ( esta palavra, que vem do sânscrito, quer dizer deuses ou deidades).
Temos hábito de associar sabedoria a um processo mental, ou talvez a um esclarecimento dos nossos pensamentos ou da nossa forma de pensar.

No entanto, devemos lembrar que a Chama da Sabedoria atua também no Plano dos Sentimentos, por meio dos seus anjos. Há, portanto, um sentimento que também se chama sabedoria. Um sentimento de compreensão sobre o que nos cerca e sobre nós mesmos. Podemos imaginar algo mais simples e sábio que as Leis que regem a natureza? Podemos imaginar algo mais sábio que o instinto que perpetua a vida de um animal?

Não há no caso do animal nenhum processo mental envolvido, pois, por mais companheiros e amorosos que eles sejam conosco, sua reação não deixará jamais de ser instintiva. Portanto, somos obrigados a ver a sabedoria também como um instinto superior, latente em toda a natureza.
A Chama do Segundo Raio nos informa que fomos criados para sermos tementes a Deus e não para amá-Lo. Deus é nosso pai, mas não nos sentimos Seus filhos. Daí advém todo o sofrimento. O cristianismo largamente difundido no Ocidente nos reporta a um Deus que morreu na cruz para nos salvar, portanto, temos sérios motivos para sermos tristes e nos sentirmos culpados.
Muitas vezes somos cobrados pelas pessoas à nossa volta por estarmos alegres, como se isso fosse um pecado.

As pessoas muitas vezes julgam a alegria como um sentimento irresponsável, afinal, como podemos ser alegres no mundo em que vivemos?
A sociedade nos cobra seriedade, como se a alegria fosse também sinônimo de irresponsabilidade.

A Fraternidade Branca, nas palavras luminosas do Mestre Lanto, vem nos libertar da culpa de sermos alegres. E uma das grandes mensagens passada por este raio, é que devemos desenvolver em nós o estado de alegria.

O Elohim Cassiopéia diz: A alegria é um estado natural do homem. Quando o homem não está alegre, está doente.
As pessoas regidas por este Raio esforçam-se em aprofundar seus conhecimentos sobre a natureza humana e o Universo. Muitas vezes, atuam como professores e instrutores. Buscam a verdade e a Luz, possuem discernimento, são compreensivos, amorosos, tolerantes e procuram escutar os outros.

Seres pouco evoluídos, porém, manifestam essa influência na forma de apegos, curiosidade excessiva, loquacidade e temor.

Fonte: Portal Arcoiris

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: EM BUSCA DA LUZ ATRAVÉS DA CHAMA TRINA

AUTOCONHECIMENTO: TENHA AUTOCONTROLE, NÃO ENTRE EM DESESPERO, VIVA O MOMENTO PRESENTE, POR WAGNER BRAGA

Esqueça o que ficou para trás e o que ainda vai acontecer. Viva o presente! Esta é a mensagem do vídeo desta sexta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO. Neste conteúdo falo um pouco sobre autocontrole, algo extremamente importante, principalmente nesses tempos difíceis que estamos vivendo. Dei algumas dicas do que você pode fazer quando se encontrar numa situação de desespero. Saiba que para todo problema existem no mínimo duas soluções, mas você só consegue enxergar se parar para refletir e se acalmar. Assista ao vídeo, reflita e faça seu juízo de valor!

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: TENHA AUTOCONTROLE, NÃO ENTRE EM DESESPERO, VIVA O MOMENTO PRESENTE, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO MUNDO INTERIOR É MUITO MAIOR DO QUE VOCÊ IMAGINA

Nada melhor para analisar e refletir, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO  do que sobre o nosso mundo interior, já que autoconhecimento nada mais é do que conhecer o nosso mundo interior, sem medo ou restrições, para encontrar o equilíbrio, o poder e a tão sonhada liberdade. Essa é a mensagem que nos trás o breve texto a seguir.

Como está seu mundo interior? – cpdhumano

NOSSO MUNDO INTERIOR PRECISA DE ATENÇÃO.

Kate Spreckley.

29/03/2021.

As energias desta Lua Cheia foram construídas em direção a uma liberação poderosa.

Nesse período, emoções não resolvidas vêm à tona, trazendo uma nova visão para os desafios e dificuldades que enfrentamos.

Quaisquer desequilíbrios dentro de nós estão se tornando mais aparentes, oferecendo-nos a oportunidade de começarmos a retificar o equilíbrio interno.

Antes que possamos equilibrar nosso mundo externo, nosso mundo interno precisa de atenção.

À luz desta Lua Cheia, você pode esperar que ocorram percepções repentinas que revelam onde estão os desequilíbrios e por quê.

Você pode obter uma compreensão mais profunda de como suas emoções não resolvidas e padrões de pensamentos negativos afetam sua visão de si mesmo e de seu mundo.

Lembre-se de que, sem limpar o antigo e deixar ir o passado, você permanece preso e incapaz de seguir em frente. Agir torna-se difícil, pois você questiona e duvida dos passos que deve tomar para manifestar algo novo.

Com muito Amor,

Kate Spreckley

Fonte: Spirity PathwaysWebsite:
https://www.spiritpathways.co.za/

Fonte: Portal Arcoiris

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO MUNDO INTERIOR É MUITO MAIOR DO QUE VOCÊ IMAGINA

AUTOCONHECIMENTO: A VERDADE ESTÁ CHEGANDO, POR CARLOS TORRES

Segunda-feira é início de semana, dia de renovação e por isso mesmo trazemos AUTOCONHECIMENTO para lhe ajudar a crescer e evoluir. Hoje temos o escritor e mensageiro Carlos Torres que trás uma mensagem super esclarecedora sob o título: ” A verdade está chegando”. Portanto, lhe convido a ouvir essa mensagem que, sem dúvida alguma, vai expandir a sua consciência e lhe ajudar a ser uma pessoa melhor!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A VERDADE ESTÁ CHEGANDO, POR CARLOS TORRES

AUTOCONHECIMENTO: NADA ACONTECE POR ACASO NEM É ALEATÓRIO

AUTOCONHECIMENTO: NADA ACONTECE POR ACASO NEM É ALEATÓRIO
Metamorphosis (life cycle) of the Swallowtail (Papilio machaon). 3 different instars (stages).

Nada na vida é coincidência ou acontece por acaso. Tudo tem um motivo ou explicação para acontecer. Segundo a Física Quântica estamos todos interligados e portanto todos os eventos e fatos possuem uma correlação. Por isso o que está ocorrendo agora, diferentemente do que o pensamento Darwiniano acredita, não é uma experiência aleatória. Convido você a ler o artigo completo a seguir e entender como e porque isso acontece!

O que está ocorrendo agora não é uma experiência aleatória

Mensagem de 30 de Março  de 2021

Estamos vivendo no momento mais notável em que a Terra se move através de uma mudança planetária, gerando um período de grande purificação e transformação. Este é um momento cataclísmico, com eventos dramáticos ocorrendo e revelando que todo o sistema e estrutura que sustentam nosso mundo devem evoluir e mudar.

Para muitos, é uma época de confusão e caos, a medida que o mundo muda rapidamente, trazendo à tona muitas das questões sociais e ambientais e injustiças com as quais temos vivido por séculos. Não podemos mais ignorar o profundo significado da Terra e sua influência em nossas vidas. Não podemos mais continuar a lucrar e progredir enquanto abusamos do ambiente natural. E precisamos reconhecer que todas as facetas de nosso mundo devem se transformar para atender às necessidades de uma sociedade futura.

É importante que reconheçamos que este tempo é de fato um processo evolutivo muito natural. É algo que foi profetizado por culturas indígenas por centenas de anos. Podemos ver essas profecias na cultura maia na América do Sul, no povo Hopi da América Central, nos bosquímanos da África e nos aborígenes australianos que falaram sobre a mudança na Terra e as mudanças que ocorrerão como resultado.

As culturas indígenas em todo o mundo sabem e entendem que toda a criação, o que inclui a Terra, faz parte de uma expansão galáctica progressiva. Essa expansão ocorre dentro de uma estrutura em evolução de ciclos cósmicos que vão e vêm, como as estações e as marés. O crescimento, o desenvolvimento e a evolução da humanidade dependem desses ciclos e estão conectados a eles por meio da Terra. Esses ciclos sempre mudaram, transformaram, informaram e desenvolveram a consciência da humanidade e trouxeram beleza incrível e destruição alucinante.

O que está ocorrendo agora não é uma experiência aleatória, nem como punição por qualquer mal que a humanidade possa ou não ter cometido. Está ocorrendo por causa de um evento significativo e sagrado que ocorre a cada 13.000 anos. Um evento que marca o movimento da energia espiritual da Terra de um local para outro no planeta. A energia espiritual da Terra informa, transforma, orienta e dirige nossa consciência humana. Com sua relocação, há uma mudança profunda, um despertar, que ocorre coletivamente para a humanidade.

Nos últimos 13.000 anos, a energia espiritual da Terra esteve localizada na região da Índia e do Tibete. Esta área tem sido o centro espiritual da humanidade por milhares de anos, e é onde a consciência humana se expandiu por meio da mente e nas áreas de iluminação.

Em 1949, logo após o fim da 2ª Guerra Mundial, a energia espiritual da Terra foi ativada e sua longa jornada para um novo local foi iniciada. Este novo local fica na região do Chile e Peru na América do Sul. E é esta mudança para a América do Sul, que tem estimulado uma expansão em nossa consciência humana, estimulando-nos a despertar e desenvolver através do coração e da alma. Como resultado, houve um profundo despertar ocorrendo em toda a humanidade, criando uma mudança dramática nas bases de nosso mundo. É essa mudança que exige mudanças e transformações significativas.

Acho que é importante reconhecer que não há razão para julgar ou criticar como vivemos até este ponto. Ou como nossas culturas e sociedades foram formadas. Esta formação foi uma parte necessária de nosso desenvolvimento evolutivo e, por meio dela, ganhamos uma vasta compreensão do ego humano e sua capacidade de destruição. Precisamos nos explorar por meio da mente e do ego, reconhecendo assim que, sem o equilíbrio do feminino, a força masculina da criação é destrutiva. Este tem sido um aspecto muito necessário ao nosso crescimento e desenvolvimento. E que precisamos seguir em frente.

Mas agora, neste ponto da evolução da humanidade, estamos embarcando em um novo ciclo, uma nova jornada, que traz em equilíbrio as duas forças predominantes da criação – o feminino e o masculino. O que equilibra o coração e a mente. À medida que essas duas forças energéticas aprendem a trabalhar juntas, somos capazes de equilibrar tudo o que está desequilibrado. Somos capazes de iniciar e co-criar uma nova maneira de viver e de ser na Terra que se alinha com os princípios universais do equilíbrio e harmonia.

Há benefícios incríveis no período pelo qual estamos passando. Esses benefícios incluem a oportunidade de redefinirmos quem somos, de despertar nossa autenticidade, nossa singularidade e de trazer ao mundo a essência de nossa alma. Temos a oportunidade de incorporar plenamente a totalidade de nossa alma e refletir isso no mundo. Temos a oportunidade de embarcar em uma grande odisséia. Uma grande jornada de cura que não só beneficia nosso eu humano, mas também traz uma cura profunda para nossa alma, nossas linhagens ancestrais e as gerações futuras.

Temos a oportunidade de fazer parte de um novo mundo, de uma nova realidade, onde a discriminação, a segregação e a separação já não mais existem. Um mundo onde a necessidade de domínio e controle é liberada. Um mundo construído com base na verdade, integridade e impecabilidade. Um mundo que respeita toda a vida. Que realmente aprecia que a Terra seja um santuário lindo e sagrado onde existe a divindade.

Mas primeiro precisamos mudar nossas  maneiras. Precisamos despertar, curar e crescer. Precisamos expandir nossa percepção e nossa consciência para que possamos conceber uma nova maneira de viver e ser. Precisamos mudar de uma consciência baseada na mente para uma consciência baseada no coração, onde o foco está na incorporação plena de nossa alma. Precisamos passar por este poderoso período de purificação, transformação e mudança, que nos ajudará a abandonar as necessidades de nosso ego e permitir que nossa alma assuma o domínio sobre nossa vida.

Tanta coisa está mudando à medida que as estruturas subjacentes de nosso mundo são arrancadas, revelando os ossos quebrados de uma velha realidade. Um futuro muito diferente nos espera e, como tal, é essencial lembrarmos que não podemos usar o passado como um quadro de referência para criar o futuro. Devemos usar nossas capacidades intuitivas ao plantarmos novas sementes, iniciarmos novas criações e manifestarmos novos objetivos de vida.

Se ainda não o fez, recomendo que comece sua jornada de cura. Que se envolva com as mudanças que você está sendo chamado a fazer.Que abra o seu coração e abra espaço para reflexão. Que se interiorize e redescubra e experimente a sua paisagem interior, a realidade de sua alma. Mergulhe nas suas partes mais profundas e sombrias e traga à luz a sua magnificência, o brilho da sua alma. Encontre maneiras de explorar quem você se tornou para poder ser quem você é.

Ao fazer o que está sendo chamado a fazer, ao abrir seu coração e ouvir os sussurros de sua alma, você é capaz de fazer parte do próximo ciclo de evolução da Terra.

Muito Amor,

Kate Spreckley © 2020 — Fonte: https://www.spiritpathways.co.za/
Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br: Tradução — Marco Iorio Júnior — Editor exclusivo do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: NADA ACONTECE POR ACASO NEM É ALEATÓRIO

AUTOCONHECIMENTO: A AUTOCURA É REAL E IMINENTE, VOCÊ QUE NÃO QUER ENXERGAR!

No vídeo desta sexta-feira, começo a falar sobre Autocura, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, esse processo que é algo completamente viável e importante na vida de todo ser humano. Nós precisamos assumir o comando do nosso processo de Autocura, saindo da zona de conforto, para assim, conseguirmos controlar a nossa Saúde Integral e viver de forma plena, em harmonia. Só você pode mudar sua vida! Sabe por que? Porque você é100% responsável pela sua realidade!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A AUTOCURA É REAL E IMINENTE, VOCÊ QUE NÃO QUER ENXERGAR!

AUTOCONHECIMENTO: NOS FUNDAMENTOS DO NOVO HUMANO NÃO PRECISAMOS SOFRER PARA EVOLUIR

A nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta quinta-feira tem a honra de publicar um artigo incrivelmente maravilhoso da brilhante  Professora e Terapeuta Vanessa Queiroz que aborda os Fundamentos do Novo Humano, cuja principal crença é a de que não precisamos sofrer para evoluir. Podemos evoluir pacificamente. Portanto, convido você a ler o artigo e assistir aos vídeos a seguir para descobrir esse caminho que também pode ser pavimentado por você!

Fundamentos do Novo Humano

Evoluindo pacificamente.

Um artigo escrito por Vanessa Queiroz.

 

Todos os dias somos colocados à prova, seja por desafios pessoais ou comunitários, fazendo com que a evolução seja eminente. A evolução é parte da história da humanidade e a evolução espiritual também. Infelizmente temos a crença limitante de que a evolução é dolorosa por conta da carga que carregamos sobre o conceito de “pecado” e “karma”.

 

Neste artigo compartilho com você como Evoluir Pacificamente, desatrelando a ideia de que estamos aqui para pagar pecados ou reparar os erros de vidas passadas. Este é um dos principais fundamentos do Novo Humano.

Trago boas novas! Vamos lá?

1. Não é preciso evoluir através da dor

 

Esta frase me faz refletir muito em como chegamos a este conceito de que a evolução só é possível através da dor. Muito dessa crença limitante está atrelada a conceitos da Igreja onde o pecado pede por absolvição, de que somos seres pecadores e imperfeitos, de que Deus nos pune pelos nossos atos errôneos.

É possível ver também em círculos de pessoas que estão no processo do despertar espiritual que a palavra “karma” ao ser adicionada em seu repertório traz conceitos parecidos com os da Igreja. O Karma diz que viemos nesta vida para reparar o que fizemos de errado em vidas passadas.

Nos dois casos é possível ver o ser humano vivendo uma vida limitada focando nos atos errôneos ou erros do passado. Carregar o passado dessa forma, só nos faz repetir padrões. Se você pudesse pintar uma imagem pensando na frase anterior, qual seria? Uma imagem que evoca liberdade ou prisão?

“O Karma é algo criado pelo próprio humano. É nosso próprio nível de consciência que gera o karma” (Kryon por Lee Carrol)

 

Eu mesma não escapei desta dinâmica que o ser humano passa, mas em certo ponto da minha evolução coube a mim estudar mais sobre o assunto pois em um momento isto me parecia inadequado.

A vida não é punição, muito pelo contrário. A vida é celebração!

“Sua luz é muito maior do que você imagina! Por ela te levar a este ponto de curiosidade já é uma evidência de que algo dentro de você está buscando a evolução da consciência gerando esta transição.” (Kryon por Lee Carrol)

2. Qual o motivo de pessoas vivenciarem uma Evolução Dolorosa?

 

Ao passo que o Despertar Espiritual começou a virar pauta e conhecimentos começaram a ser compartilhados, a ideia de que somos merecedores de coisas boas e de que somos seres divinos foi se espalhando.

 

Creio que você que lê este artigo deve estar mais perto deste cenário do que do cenário do capítulo anterior. Já lemos muito, estudamos muito, meditamos muitos, não é?

Encontramos respostas para estas questões. Cada um tem a sua. Mas, nem sempre é possível fazer com que a Evolução Não Seja Dolorosa. Digo isso pois mesmo depois de muitos cursos e leituras, quebrar este padrão de pensamento foi desafiador.

Coisas bobas do dia a dia e até os grandes desafios me faziam voltar ao pensamento do capítulo anterior, mesmo que inconscientemente. Como seguir a diante, mudar nas minhas manifestações e integrar nas minhas atitudes as leituras, os aprendizados, os cursos e os processos terapêuticos que eu havia passado? O que eu estava fazendo de errado para atrair uma realidade que não era exatamente a que eu desejava?

 

Durante os estudos para tornar-me Professora das Séries de Ativações Mestres eu encontrei em palavras algo que eu só havia sentido. Estas ativações são um aglomerado de processos terapêuticos e energéticos que mexem em nossa Malha de Calibração Universal®. Trazidas pela querida Peggy Phoenix Dubro, canalizadora da EMF Balancing Technique®, pude entender melhor como atingir um objetivo: Evoluir Pacificamente.

Mergulhada e honrada em fazer parte dos cursos da Peggy me deparei com informações muito valiosas e o melhor: práticas.

 

Nos dias atuais precisamos de técnicas energéticas facilitadoras e que nos possibilitem colocar em prática nos hábitos o que sabemos no intelecto. Percebi que este dilema não era só meu. Todos nós sabemos de tantas informações, temos tantas respostas na ponta da língua, mas que não conseguimos colocar em prática.

 

Aqui vai uma informação valiosa: a ideia de evolução está muito atrelada a religiosidade e a retiros espirituais como é o caso de monges e freiras. Precisamos tornar consciente que a tecnologia evolutiva também evolui. O universo entende a necessidade e o “tempo” e assim torna disponível informações e técnicas adequadas para o estilo de vida. Hoje no estilo de vida moderno não se adequa longas práticas meditativas ou a possibilidade de se fazer retiros com frequência com intensão de atingir a iluminação. O universo não desampara nunca. Se não se encaixa na vida moderna, ele cria novas possibilidades para que a expansão da consciência e a evolução continue.

 
 

O motivo de vivenciarmos uma Evolução Dolorosa é porque somos REATIVOS. Quando nos deparamos com situações desafiadores e somos reativos, rapidamente buscamos por referências internas não adequadas. Quando buscamos rapidamente por respostas nestas situações temos como princípio REAGIR. Reagir é um ato superficial, recheado de julgamentos e criticidade que, por consequência, não permite entrar em contato com o silêncio, a sabedoria interior e o Eu Multidimensional.

 

Então aqui temos a resposta, para Evoluir Pacificamente precisamos de:

– Parar de reagir

– Entrar em contato com a sabedoria interior através do silêncio, da quietude

– Neutralidade

– Desapegar do hábito de julgar (os outros e a si mesmo)

– Desapegar do hábito de criticar (os outros e a si mesmo)

– Sentir com a mente e saber com o coração

– Estar pacificamente presente no aqui e agora e em contato com o Eu Multidimensional (mais sobre esse ponto no ultimo capitulo)

 

Peggy costuma dizer: “um tempo para ficar quieto e um tempo para agir.”

Kryon diz: “um tempo para saber e um tempo para não saber.”

Estas são frases que nos dão diretrizes para não julgar e não criticar. Concorda?

3. A Evolução Pacífica está dentro de você!

 

Durante os encontros do grupo da Ordem Lemuriana das Famílias Estelares sempre lembro os membros assinantes sobre a nossa origem estelar.

 

Cada habitante da Terra teve ao menos uma encarnação em Lemúria. Este é um dos motivos de tanta curiosidade sobre este tema. Mas poucos sabem sobre a “Semente Evolutiva” que carregamos dentro de nós. Esta semente foi “plantada” há muitos e muitos anos pelas Mães Estelares.

Nossa primeira encarnação aconteceu em Lemúria, onde aprendemos a viver como humanos. Desde então estamos nesta espiral evolucionária, agregando cada vez mais informações ao nosso DNA, a caminho do despertar do nosso Ser Infinito e Multidimensional. O que precisamos fazer é ativar o nosso DNA para acessar um maior nível de consciência existente em nós. Sim, a consciência que tanto buscamos está na verdade completa, dentro de nós, esperando para ser libertada.

Precisamos honrar e crer neste nível de consciência maior que existe dentro de nós.

Além deste nível de consciência presente dentro de nós, também temos os atributos. Fomos criados para entender que cada um é diferente do outro. Isto é uma verdade até determinado ponto. Todos nós, cada um de nós, possui um acervo infinito de atributos de mestria. Neste ponto somos iguais.

Isso quer dizer que cada um de nós tem a habilidade e a capacidade de ser: sábio, generoso, gentil, próspero, equilibrado, cocriativo, entre tantas outras facetas. Integrando os atributos de mestria ativamos uma nova vida a ser vivida. A vida mais iluminada que se pode viver.

“Somos mestres e só precisamos nos lembrar disso. Afirme e intencione: Eu sou um mestre e sei disso! Não importa o que digam; a mestria, como a iluminação, não é um objetivo distante. É um modo de viver a vida exatamente aqui e agora, e um verdadeiro mestre está constantemente crescendo em sua habilidade de cocriar a vida mais iluminada que puder.” (Peggy Phoenix Dubro)

 

Todo mundo tem habilidade de ser gentil, generoso, amoroso…, mas vamos encobrindo isso sem permitir que estas manifestações aconteçam. Peggy diz que quando evoluímos o nosso nível de consciência, cria-se novas e benéficas maneiras de viver a vida. Então nos alimentamos melhor, somos mais gentis e mais generosos, nos revelamos como mais compassivos… Ocorre uma transformação em nosso estilo de vida.

Todos os atributos de mestria estão diretamente ligados a esta nova forma de viver (estilo de vida), que são os fundamentos do Novo Humano. Quando construímos uma casa, precisamos fazer a fundação primeiro para que a casa que irá ser construída esteja sustentada… certo? No caso do Novo Humano, acontece da mesma maneira.

 
 

Ao usarmos os atributos de mestria mudamos a maneira que vivemos, como consequência temos os “fundamentos” necessários para sermos mais de nós mesmos e libertar o Novo Humano.

4. O que eu posso fazer de diferente?

Antes de dormir eu me faço a seguinte pergunta “O que eu posso fazer de diferente?” e analiso como foi meu dia, as situações que eu vivi e as que me foram apresentadas. Primeiramente eu acolho tudo, pois creio que tudo está no fluxo e que tem um motivo maior. Depois me pergunto novamente: “O que eu poderia ter feito diferente, melhor?”

Esta pergunta é um convite para grandes transformações e nos permite acessar atributos de mestria que são naturais. Lembrando desses atributos nos possibilitamos viver o próximo dia com intenções alinhadas com nossa evolução pacífica.

Lembre-se: cada um de nós somos responsáveis pela nossa própria realidade. Normalmente somos reativos a nossa realidade, normalizando o processo de vitimismo, julgamento e criticidade. Ao invés disso, celebre no espírito de viver energeticamente consciente. Pergunte-se: O que eu quero de verdade pra minha vida?

Quanto mais consciência enérgica nós temos, mais senso de equilíbrio e mais habilidade teremos ao fazer escolhas do que é realmente essencial para nós. Escolhemos nossa realidade e podemos mudá-la caso se revele como não ideal. Construa o seu fluxo dentro do que você realmente quer. Deixe fluir a energia divina dentro de você. Deixe de se esconder de si mesmo. Incoerências não são aceitas no processo de evolução pacífica.

5. Como estar pacificamente presente no aqui e agora e ao mesmo tempo ser multidimensional?

A questão de estar presente no aqui e agora vs. multidimensionalidade é dúvida de muitos pois parece um conceito antagônico. Vamos desmistificar, como sempre, tudo é mais simples do que parece.

Estar no aqui e agora não significa estar conectado à 3ª Dimensão. Apesar de estarmos vivendo na 3ª Dimensão, temos acesso a energias de 4ª e 5ª Dimensão que estão conectadas à frequência de multidimensionalidade. Conversamos sobre isso nos artigos anteriores, clique aqui para acessá-los.

O processo de evolução sobre o prisma dimensional era tido como hierárquico, ou seja, se estamos na 3ª dimensão precisaríamos ascender para as dimensões superiores para evoluir. O que Peggy diz reescrevendo esse conceito é que a evolução esta no aqui e no agora. O que é preciso é nos conectarmos com o Eu Multidimensional e trazer toda as habilidades deste Eu, para o momento do agora. Assim podemos viver uma vida na 3ª Dimensão porém com uma visão multidimensional.

Além disso quando estamos 100% presentes, aqui entenda que estamos falando de PRESENÇA, estamos conectados e intencionados em tudo o que fazemos. Estar no aqui e agora é diferente de estar vivendo a vida tridimensional. Trata-se de estar por inteiro, integrando nosso ser multidimensional para estar presente (presença) no aqui e agora.

“Quando estamos inteiros significa que integramos o ser multidimensional para estar presente neste corpo. Quando não integramos o ser multidimensional não temos presença.” (Vanessa Queiroz)

 

Precisamos lembrar que temos um “Eu” muito maior do que este que tocamos. As Séries de Ativações Mestres nos auxiliam muito neste ponto por ser uma ferramenta facilitadora e capacitadora. Precisamos ser mais do que somos. Realmente. Multidimensionais.

Fico a disposição. Quer me mandar uma mensagem de WhatsApp? Clique aqui.

Se você é um profissional integrativo ou deseja ser, consulte-me sobre os cursos de formação para atender com estas técnicas, ou clique aqui.

Bençãos de Amor Universal,

Vanessa Queiroz.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: NOS FUNDAMENTOS DO NOVO HUMANO NÃO PRECISAMOS SOFRER PARA EVOLUIR

AUTOCONHECIMENTO: DISCERNIMENTO EM RELACIONAMENTOS E RELAÇÕES CONSCIENTES

Hoje temos, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO um texto super descolado, franco, inteligente e de alto nível sobre Discernimento em Relacionamentos e Relações Conscientes. Aqui, o autor dá uma senhora aula sobre despertar da consciência num relacionamento a dois, quando duas pessoas estão em níveis conscienciais diferentes. O que fazer numa situação dessa? Leia o texto completo a seguir e saiba como!

Discernimento em Relacionamentos e Relações Conscientes

Mensagem de 22 de Março de 2021

INTRODUÇÃO
Os relacionamentos assumem um nível totalmente novo para quem tomou a “pílula vermelha”, ou seja, quem está sinceramente empenhado em buscar a verdade, o trabalho autônomo e a desprogramação cultural / social para transcender a Matriz do Caminho para o Despertar.

No entanto, antes que duas pessoas possam realmente se envolver (ou entrar) neste nível “superior” de relacionamento consciente, é melhor se ambos os indivíduos tiverem feito uma boa quantidade de trabalho sincero consigo mesmos por conta própria, confrontado suas sombras, feridas na infância , condicionamento social / religioso / cultural, comportamentos mecânicos, etc., bem como ter estabelecido parâmetros de amor próprio saudáveis. Aprender a prosperar e desfrutar da solidão sem “precisar” de ninguém também é um pré-requisito antes de ser capaz de se envolver com sucesso em relacionamentos conscientes.

Artigos como “o que as mulheres conscientes querem dos homens”, “o que os homens conscientes querem das mulheres” ou “você precisa de um homem / mulher guerreiro” que circulam por aí não fazem sentido na maioria das vezes e não poderiam ter sido escritos por homens / mulheres verdadeiramente “conscientes”. Esses tipos de artigos muitas vezes estão ligados à “consciência de vítima” em algum nível, bem como a projeções, direitos, falta de responsabilidade e falta de compreensão de que em algum nível sempre atraímos (ou somos atraídos por) alguém com base em aspectos inconscientes da Sombra (como “A Dança entre Codependentes e Narcisistas”), mesmo que não a vejamos conscientemente e, portanto, “culpemos” a outra pessoa por não ser “consciente”, tendo todo tipo de expectativas. Também há muita distorção na versão da Nova Era de “Chamas Gêmeas” com as pessoas superestimando seu nível de Ser (encarnação da alma).

Sempre são necessários dois para dançar o tango. Enquanto não possuímos nossos próprios aspectos de sombra, ela sempre voltará para nós (espelhada) através de outras pessoas, ou através de ataques / interferência de entidades ocultas, injetando através das fendas de nosso corpo de energia devido à falta de incorporação, passado ferir / trauma e não ter ancorado totalmente a essência de nossa alma no corpo / avatar. O caso extremo de relacionamentos românticos hiperdimensionais influenciados é o “Love Bite” ou “Dark Side of Cupid”.

Em suma, se você quer um parceiro “consciente”, o trabalho é consigo mesmo, antes de mais nada, com uma auto-honestidade radical. Qualquer pessoa que esteja esperando que o parceiro perfeito apareça sem assumir total responsabilidade pela evolução de sua própria alma e seja pego em culpar / projetar / esperar, e se sentir como uma vítima, ficará muito desapontada. Os relacionamentos em sua vida (não apenas românticos) também são uma medida / medida / reflexo de onde você está na evolução de sua alma.

No final, os relacionamentos são lições de amor, não um fim em si mesmos. Nem todo relacionamento pode ser trabalhado e chega a hora de deixar ir e seguir em frente sem tentar (e sem culpa) forçar algo que simplesmente não era para ser, caso contrário, as duas pessoas estão se impedindo de crescer / evoluir. Saber quando deixar ir / terminar ou se realmente vale a pena trabalhar no relacionamento depende da situação específica e única, mas principalmente o seu conhecimento / intuição interior já e sempre sabe, mas a mente pode complicar as coisas, especialmente se não confiarmos nossa orientação interna não verbal.

Pessoas entram e saem de nossas vidas para dar certas lições. Nem todo mundo deve ficar “para sempre”. Muitas vezes, devemos ficar “sozinhos” por um período de tempo no que diz respeito à evolução da nossa alma, alinhando-nos com o propósito único de nossa alma / Vontade Divina (e Tempo Divino), aprendendo pacientemente nossas lições em vez de ser “escravo” do caprichos e desejos da personalidade do ego impaciente, desesperada e condicionada.

Com isso dito, aqui estão alguns escritos sobre relações conscientes de vários autores:
Para continuar lendo clique aqui.

Bernard Guenther — Fonte: https://bluedragonjournal.com/ | https://veilofreality.com/
Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Lu

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DISCERNIMENTO EM RELACIONAMENTOS E RELAÇÕES CONSCIENTES

AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO MATERIALIZAR SEUS SONHOS, POR WAGNER BRAGA

Você se pergunta porque não consegue crescer na sua vida? No vídeo sobre AUTOCONHECIMENTO desta sexta-feira, vou te ajudar a entender porque isso acontece e te ajudar a melhorar esse aspecto! Nós podemos conseguir tudo que queremos para a nossa vida, se tomarmos uma atitude e pusermos o foco nisso. Requer Atitude, determinação, disciplina, vontade e execução. É preciso reprograma o seu subconsciente. Então venha comigo, embarque nessa e transforme sua vida!

Fonte: Wagner Braga

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SAIBA COMO MATERIALIZAR SEUS SONHOS, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: A FÍSICA QUÂNTICA QUANTIFICOU AS EMOÇÕES SEGUNDO SUAS FREQUÊNCIAS VIBRATÓRIAS

Para a Física Quântica tudo, absolutamente tudo, seja materialmente palpável ou seja imaterial vibra em alguma frequência. O Dr. David Hawkins, em seu estudo de PhD, conseguiu quantificar as frequências vibratórias das emoções humanas. Concluiu que os sentimentos e emoções negativas vibram em baixas frequências e os sentimentos e emoções positivas vibram em alta frequência. No texto a seguir temos uma resumo do seu livro Poder vs Força onde você pode aprender quais os sentimentos e emoções que fazem bem ao seu DESENVOLVIMENTO PESSOAL E ESPIRITUAL.

Frequência Vibracional das Emoções Humanas - Elainne Ourives - YouTube

“Quânticamente:
O Covid tem uma vibração de 5.5 Hz e morre acima de 25.5 Hz.
Para os seres humanos com vibração mais alta o vírus é uma gripe simples.
As razões para ter a vibração baixa pode ser:
⛔Cansaço
⛔Medo
⛔Tensão nervosa
⛔Raiva
⛔Ódio
É por isso que temos que vibrar alto e não olhar constantemente para as notícias, para que não nos baixe a frequência.
A frequência da terra hoje é 27,4 Hz, mas há lugares que vibram muito baixo como:
⛔Hospitais
⛔Centros Assistenciais
⛔Bares
⛔Prisões
É onde a vibração cai para 20Hz ou menos ainda.
Veja algumas baixas vibrações causadas por determinados sentimentos:
⭕Dor 0,1 às 2 hz
⭕Medo de 0,2 hz.
⭕Irritação 0,9 a 6,8 hz
⭕Ruído 0,6 a 2,2 hz.
⭕Orgulho 0,8 hz
⭕Abandono 1,5hz.
⭕Superioridade 1,9 hz.
Portanto, em vez disso, vibre em:
✅Generosidade 95 hz
✅Agradecimentos verdadeiros 150 hz
✅Compaixão 150 hz ou mais.
✅Amor ao próximo e a todos os seres vivos 150 hz e mais.
✅Amor incondicional e universal a partir dos 205 hz
O que nos ajuda a Vibrar Alto?
✅Amar
✅Sorrir
✅Abençoar
✅Brincar
✅Pintar
✅Cantar
✅Meditar, Yoga, Taichi, Caminhar ao Sol
✅Faça exercício, aproveite a natureza
✅Alimente-se com os alimentos que a Terra nos dá: sementes-grãos, cereais, legumes, frutas e tome água!
A vibração da oração vai de 120 hz a 350 hz
VIBREMOS ALTO!!!”
(A fonte original desta informação é do livro Poder vs Força. Baseado na tese de doutoramento de David R Hawkins.) 🍁
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A FÍSICA QUÂNTICA QUANTIFICOU AS EMOÇÕES SEGUNDO SUAS FREQUÊNCIAS VIBRATÓRIAS

AUTOCONHECIMENTO: OS SETE PRICÍPIOS HERMÉTICOS, POR HERMES TRIMEGISTO

Tenho falado sempre sobre as Leis Universais nas minhas publicações do Blog do Saber, assim como nos meus livros e vídeos no YouTube e no Instagram, pois independente de crença, religião ou não crença, somos regidos por essas leis e pelos 7 princípios Herméticos, que são: Mentalismo, Correspondência, Vibração, Polaridade, Ritmo, Causa e Efeito e Gênero. O princípio de Causa e Efeito é o mais importante de todos. nele está contida a maior das leis universais: O positivo atrai o positivo e o negativo atrai o negativo. É preciso termos a consciência de que essas são as leis que devemos obedecer integralmente. Então lhe convido a ler o artigo completo a seguir e aumentar a sua consciência!

Os 7 Princípios Herméticos

Mensagem de 16 de Março de 2021

Os 7 Princípios Herméticos são baseados nos ensinamentos filosóficos de Hermes Trimegisto e refletem leis universais que ilustram como o universo funciona. Esta filosofia pode guiar nosso entendimento de manifestação em nosso mundo. Tirar um tempo para entender o significado dos princípios pode ajudar a ver como eles podem ser aplicados efetivamente e melhorar a vida de alguém. Os princípios são Mentalismo, Correspondência, Vibração, Polaridade, Ritmo, Causa e Efeito e Gênero. Eles foram todos pensados para trabalhar em conjunto e quando entendidos, fornecem intuições para a natureza espiritual mais profunda da realidade. Quando você entende e pratica os 7 Princípios Herméticos, será menos uma vítima, vai tornar-se mais consciente de si mesmo e ser um criador consciente mais eficaz.

Os 3 primeiros princípios podem ser particularmente úteis para entender como criamos a realidade na qual vivemos e como podemos usar nossos corpos mental e emocional, em conjunção um com o outro, para manifestar magicamente o que verdadeiramente desejamos em nosso próprio mundo. Estes são os Princípios do Mentalismo, Correspondência e Vibração.

“Os Princípios da Verdade são sete; aquele que os conhece, compreensivamente, possui a Chave Mágica com cujo toque todas as Portas do Templo se abrem.” – O CAIBALION”

MENTALISMO – “Tudo é mente, o Universo é Mental.”

Isso afirma que tudo, toda a criação, é mental em natureza. Como tal, pensamentos são criativos em natureza e portanto a fisicalidade vem da mente. Em essência, isso significa que aquilo que pensamos, nos tornamos; nossa definição cria nossa realidade. Portanto, ficar atento ao que estamos pensando, dizendo ou sentindo sobre o mundo ao nosso redor, está em essência criando o que chega em nossas vidas. Um grande exemplo disso é ligar para o trabalho dizendo que está doente, quando não está…a próxima coisa que acontece é você ficar doente! O subconsciente é tão poderoso quanto o consciente e igualmente criativo. Portanto, se desejamos acessar isso de uma maneira positiva, compreender nossas feridas e gatilhos torna-se emponderador, conforme vemos no Princípio 2.

CORRESPONDÊNCIA – “Assim como em cima, é embaixo; assim como dentro, é fora”.

Isto significa que pensamentos, palavras, crenças e imagens que mantemos em nossa mente consciente e inconsciente, irão se manifestar como um espelho em nossas circunstâncias externas. Se mantemos padrões de falta, manifestamos escassez. Da mesma forma, se mantemos pensamentos de saúde e cura, podemos curar nossas próprias doenças. A chave é alinhar pensamentos e sentimentos entre os corpos mental, emocional (tanto consciente quanto inconsciente) e físico, pois o corpo físico também armazena padrões reacionários, feridas e traumas. Conforme liberamos nossas feridas e programações, nós “elevamos nossas vibrações”, o que nos traz o 3o Princípio.

VIBRAÇÃO –  “Nada descansa, tudo se move, tudo vibra.”

Um fenônemo conhecido e estudado, a ciência confirma que tudo vibra em sua própria frequência. A própria Terra tem uma frequência que é medida pela Ressonância Schumann, a qual nunca é constante. Tudo está em movimento o tempo todo. Quanto mais devagar a vibração, mais densas e mais devagar as coisas se tornam. Por exemplo, a Ressonância Schumann mede a frequência da Terra tipicamente ao redor de 7.83 Hz, enquanto que a frequência da luz visível varia de 430 a 750 trilhões de Hz. Portanto, o conceito de “elevar suas vibrações” pode ser entendido. Conforme aplicado para manifestar e criar realidade, quanto mais tempo nas vibrações elevadas de paz, aceitação e amor, mais rápida e facilmente pode-se manifestar, passando do peso da densidade da Terra para a velocidade da luz. Um exemplo do poder da frequência em palavras e emoções pode ser encontrado no trabalho do médico japonês Masaru Emoto. Ele fez experimentos com água e o efeito das palavras na estrutura cristalina, com resultados impressionantes.

Juntos, os 3 primeiros princípios herméticos do Mentalismo, Correspondência e Vibração, mostram como é importante manter-nos focados em nosso próprio corpo mental, físico e emocional. Quando vemos a ideia de que tudo o que se manifesta em nossa realidade é um reflexo no nós mesmos, podemos começar a entender que temos mais controle sobre nossa vida do que parece. Como tal, aprofundar-se em nosso próprio mundo interno e aceitar a responsabilidade pelo que está lá fora, torna-se uma enorme ferramenta para causar grande mudança e criar conscientemente o verdadeiro desejo de nosso coração em nossa vida.

Fonte: https://eraoflight.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: OS SETE PRICÍPIOS HERMÉTICOS, POR HERMES TRIMEGISTO

AUTOCONHECIMENTO: PARA QUE SERVE A CULPA? POR DR. DAVID HAWKINS

Na série Dr. David Hawkins e os níveis de consciências, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste domingo vamos aprender tudo sobre a CULPA. Para que serve a Culpa? Aceitar a realidade sem cair na culpa é um grande desafio para a maioria das pessoas, mas podemos substituir o sentimento de Culpa pelo sentimento do Aprendizado. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e saber como isso é possível e qual o ganho no nosso caminhar evolutivo!

Série Dr. David Hawkins e os Níveis de Consciência – para que serve a Culpa?

Mãos apontam para mulher que coloca o rosto sob as mãos.
olegdudko / 123RF

Tudo é motivo para nos sentirmos culpados:

  • Se estamos em casa, sentimos culpa por não estarmos trabalhando.
  • Se estamos no trabalho, culpamo-nos por não estarmos com a família.

Toda vez que transferimos nossa responsabilidade para algo ou alguém, culpando tudo e responsabilizando outros por algo que saiu diferente do que queríamos, experimentamos uma culpa que se transforma em ódio vingativo, uma defesa do ego que não considera que qualquer situação acontece porque foi necessário acontecer para que tivéssemos nosso aprendizado.

Essa é a mais pura realidade!

Aceitar a realidade sem cair na culpa é um desafio.

Tudo que acontece conosco é de nossa responsabilidade. Nossas decisões e necessidades de aprendizado nos levaram até aquilo que aconteceu ou deixou de acontecer.

Tomamos decisões com base na consciência que tínhamos naquele momento. E só podemos julgá-las como más decisões porque evoluímos para enxergá-las assim. Caso contrário, ainda seriam uma boa escolha.

Assim, o erro se transforma em aprendizado. Em vez de sofrer, podemos agradecer por enxergar nossos erros e poder superá-los.

A angústia da culpa é trocada por alívio e alegria.

A culpa não serve para nada em nossa vida adulta!

É apenas um recurso para nosso desenvolvimento. A partir dela, a criança compreende o certo e o errado, tornando-se responsável por seus atos. Quando adultos, a culpa é quase algo obsoleto e pode ser substituída por aprendizagem.

Errou? Aprenda e pronto! Só isso.

Como vencer a culpa?

Para conseguir vencer a culpa é necessário observar os sentimentos e os padrões que construímos para proteger nossos prazeres e desejos de curto prazo.

Observar é perceber quais são nossos sentimentos, nossas sensações e nossos pensamentos e como eles se manifestam. Eles são apenas sugestões da mente.

Tudo isso são impulsos de nossa mente, e nós não somos esses impulsos, mas sim o observador por trás deles. É o observador que permite o pensamento.

A observação de tudo o que se sucede não é: análise, crítica, reflexão, julgamento, resistência.

Observação é entender e compreender silenciosamente. É aceitar e desapegar do controle do resultado, permitindo-se ser quem é dando o seu melhor em todos os momentos.

Isso é amor, e a amor cura a culpa.

Para entender esse e tantos outros níveis de consciência, sugerimos que se aprofunde nesses níveis por meio da leitura dos livros do Dr. David Hawkins, como o “Deixar Ir”, livro traduzido para o português com exclusividade pela Pandora Treinamentos.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: PARA QUE SERVE A CULPA? POR DR. DAVID HAWKINS

AUTOCONHECIMENTO: A AVENTURA DE SER HUMANO CONFIRMA QUE ESTAMOS AQUI NUMACAMINHADA EVOLUTIVA

O site Trabalhadores da Luz é uma das ricas fontes de informações sobre AUTOCONHECIMENTO, aqui no Blog do Saber. Apesar disso publico muito pouco conteúdo desse maravilhoso site, pois tenho consciência de que a maioria dos leitores desse blog ainda não estão preparados para assimilar positivamente as revelações dos mentores desse respeitável e sábio site. Entretanto, é muito fácil perceber quando um determinado artigo e/ou mensagem tem o poder de provocar o interesse e a compreensão desse público tão carente do despertar da consciência. O texto de deste sábado, nesta coluna, “A aventura de ser um um humano”, na minha percepção, conecta com o leitor desse blog, pois explica muito realisticamente o que é 3ª,4ª e 5ª dimensões. Outros textos e artigos que publiquei aqui sobre esse tema não tiveram o esclarecimento e clareza que o texto a seguir tem. Portanto, convido você, que está interessa em expandir sua consciência a ler na integra esse texto esclarecedor! 

A aventura de ser um Humano

Mensagem de 15 de Março de 2021

Há milhares de anos, a humanidade tomou uma decisão: uma decisão de viver com um sentimento de separação interior. Naquela época, os espíritos tinham se cansado de encarnar como espíritos plenamente conscientes no mundo físico. Eles queriam mais desafios na vida.. Eles queriam transformar a vida em um mistério, uma verdadeira experiência humana, independente e verdadeira, e não apenas uma extensão do espírito na matéria.

Tenham em mente que, no estado natural da vida espiritual, como espíritos livres nos reinos mentais, há bem poucas limitações.

As pessoas podem manifestar qualquer coisa que elas precisem, deslocar-se instantaneamente no espaço, mudar para uma posição diferente no tempo, tudo na velocidade do pensamento. Nos reinos mentais, as pessoas podem visitar os amigos ou acompanhá-los, explorando o universo, tudo através do poder do pensamento. É por isto que eles são chamados de reinos mentais..

Para ser mais específico, os reinos mentais existem na consciência da quinta dimensão e são o domínio de sua alma ou do seu ser interior.

Entre o mundo físico da terceira dimensão e o reino da quinta dimensão do seu ser interior se encontra o reino espiritual ou astral da quarta dimensão, habitado por pessoas no início das principais etapas da vida após a morte. Nos estágios finais da vida após a morte, as pessoas entram na quinta dimensão para considerarem as suas opções para uma maior experiência.

A encarnação física é sempre voluntária. Nada obriga uma alma a encarnar em outra vida física. É sempre uma decisão a um nível pessoal e do grupo de alma, se retornam à vida física na Terra.

Há milhares de anos, a experiência física era uma extensão plenamente consciente do espírito na matéria. As pessoas sabiam que elas estavam como espíritos, conectadas aos seus eus internos e ao universo como um todo..

“E se”, elas disseram, “viéssemos à existência física e não soubéssemos quem nós éramos? Poderíamos dedicar todas as nossas vidas à busca de respostas para o mistério. Imaginem que desafio seria!”

A Humanidade, então, tomou a decisão conjunta de mergulhar ainda mais em uma realidade mais focada e mais densa. Seu foco era dirigido aos sentidos físicos, juntamente com um desligamento dos níveis superconscientes e subconscientes do pensamento.

Ao manter um foco firme no mundo “externo” dos sentidos, os seres humanos poderiam até acreditar que eles estariam fixos em um local no espaço e trancados em um continuum do tempo.

Imaginem, a vida física se tornaria tão intensa, tão real, tão convincente!

Agora, a maioria das pessoas adora passeios emocionantes, como aqueles nos parques de diversão. E se o passeio parecer assustador, tanto melhor! Passeios de montanha russa são assustadores.

Os antigos Trens Fantasma nos parques do Reino Unido eram assustadores. Os Castelos Assombrados da Disney, em seus Parques Temáticos na Califórnia, Flórida, Paris e Tóquio, são todos aterrorizantes. Tão aterrorizantes que, quando o passeio termina, as pessoas dizem:

“Isto foi ótimo! Querem mais uma volta de novo?”

A vida pode ser amedrontadora, também. Uma vida passada sem uma conexão constante e consciente com a sua verdadeira natureza interior é sempre um desafio.

Hoje, o passeio no Parque de Diversões da separação interior está chegando ao fim. A Mudança para a Nova Realidade está acontecendo hoje. Estamos nos tornando mais e mais conscientes de nossa natureza interior. Aqueles que compreendem a ideia da Nova Realidade irão desenvolver ativamente esta conexão interior e não apenas esperar que isto os surpreenda, enquanto se revela lentamente.

E, lembrem-se: Este passeio intenso através do mundo físico foi sempre uma escolha. Podemos não nos lembrar de quando a escolha foi feita, mas, a um nível de alma, estivemos de bom grado entrando e partindo do parque temático da vida física na Terra, desde então.

Encarnamos para a experiência da vida física, e para ajudarmos a transformar esta realidade para o seu estado derradeiro. Aquele que, hoje, está surgindo gradualmente.

Estes são os dias da transformação, o tempo da Mudança. O passeio assustador está chegando ao fim. Como uma cultura, estamos prestes a nos encontrarmos e a nos conectarmos interiormente.

Owen Waters — Fonte: www.SpiritualDynamics.net
Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br: Tradução — Marco Iorio Júnior — Editor exclusivo do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A AVENTURA DE SER HUMANO CONFIRMA QUE ESTAMOS AQUI NUMACAMINHADA EVOLUTIVA

AUTOCONHECIMENTO: BUSQUE A VERDADE DENTRO DE SI MESMO, POR WAGNER BRAGA

Nesse vídeo, falo sobre como as verdades que estão dentro de nós, como podemos enfrentar essa realidade, ir ao encontro da verdade e seguir em frente nas nossas realizações sem traumas, nem apego ao passado. Uma trajetória de autoconhecimento e reprogramação do nosso subconsciente rumo a liberdade. Então convido você a assistir ao vídeo completo a seguir e descobrir como encarar essa verdade!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: BUSQUE A VERDADE DENTRO DE SI MESMO, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: O FILME MATRIX É FICÇÃO OU REALIDADE? CONHEÇA O PERFIL FILOSÓFICO

O Icônico filme Matrix já tem mais de 20 anos, mas continua mais atual do que nunca, pois a sua mensagem ainda não alcançou nem 20% da humanidade. Quando falo que não alcançou não estou falando que nem 20% da humanidade assistiu o filme. Me refiro a mensagem de conscientização que o filme deixou, que é puro autoconhecimento. Tem a ver com o despertar da consciência humana e olha que a ideia da Matrix é muito velha. Remonta aos idos de Platão e ao mito da caverna, mas infelizmente a humanidade amadurece porcamente a duras penas. É necessário que você leia o artigo completo a seguir para fazer uma reflexão sobre o que estou dizendo e tirar suas conclusões!

Matrix: apenas um filme ou uma mensagem sobre a realidade?

Protagonistas do filme de óculos escuros e roupas pretas
Warner Bross / Divulgação

Lançado no já longínquo ano de 1999, “Matrix”, protagonizado por Keanu Reeves e dirigido e roteirizado pelas famosas irmãs Wachowski, é um filme que fez muito sucesso, a ponto de ter arrecadado mais de 450 milhões de dólares em bilheteria mundialmente. Três anos depois, a película ganhou uma sequência, “Matrix — Reloaded”, que arrecadou mais de 740 milhões de dólares, e a trilogia foi fechada com “The Matrix Revolutions”, em 2003, que fez quase 430 milhões de dólares em bilheteria.

De maneira geral, a história acompanha o programador Thomas Anderson (Keanu Reeves), que usa o codinome Neo nas atividades de hacking que faz. Ele é atormentado por sonhos nos quais se vê conectado por cabos contra a sua vontade, num ambiente futurista digital e computadorizado. Conforme o tempo passa, ele começa a se questionar a respeito da realidade. Conforme encontra com Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), ele começa a entender que é vítima da Matrix, um sistema artificial que aprisiona a mente das pessoas, criando a ilusão de que elas vivem em um mundo real, mas na verdade vivem apenas uma ilusão de realidade.

Apesar da trama de ficção científica, “Matrix” é apenas um filme de entretenimento ou tem conceitos filosóficos, pode nos fazer refletir e aprender alguma coisa a respeito das ideias apresentadas? Entenda neste artigo o que podemos aprender com o longa “Matrix” e como podemos sair da Matrix.

O que é Matrix na filosofia?

Segundo Morpheus, personagem do filme “Matrix”, a “Matrix está em toda parte […], é o mundo que você acredita ser real para que não perceba a verdade. […] Que você é um escravo. Como todo mundo, você nasceu num cativeiro. Nasceu numa prisão que não pode ver, cheirar ou tocar. Uma prisão para a sua mente”.

De acordo com essa explicação apresentada pelo personagem, a Matrix é uma prisão psicológica, por assim dizer, é a condição em que nos colocamos quando aceitamos as regras e as convenções impostas socialmente, que nos padronizam e nos fazer adotar um comportamento socialmente aceito, tirando de nós a oportunidade de desenvolver uma identidade e uma personalidade próprias.

Apesar de ganhar novos contornos no filme, essa ideia é velha conhecida na filosofia e pode ser relacionada ao mito da caverna, de Platão. Escrito no livro “A República”, essa história desenvolvida por Platão descreve a existência de uma caverna habitada por pessoas que já nascem com suas mãos amarradas em uma parede e a única coisa que essas pessoas podem ver é um amontoado de sombras projetado na parede à frente.

Livro aberto
Suzy Hazelwood / Pexels

Essas sombras, segundo o mito, eram produzidas por uma fogueira situada na parte traseira da parede à qual os homens viviam presos, então homens livres passavam por ali, além de animais e outros objetos, mas os homens acorrentados não os viam, somente viam suas sombras e ouviam seus sonhos, então tudo o que conheciam era aquilo. Aquele era o mundo deles e eles estavam presos àquela realidade, sem conhecer a realidade, de fato.

Certo dia, um dos homens que vivia preso na caverna consegue se libertar e abandona aquele espaço. Inicialmente cegado pela luz solar, que nunca havia visto, aos poucos sua visão se acostuma com a claridade e ele começa a entender, pouco a pouco, que o mundo não é aquele apanhado de sombras e que as coisas existem de verdade: têm cheiro, cor, forma, existem outras pessoas, animais, objetos… E aí esse homem fica diante de uma decisão extremamente importante: viver a liberdade que conquistou e deixar o velho mundo que o aprisionava (e seus velhos companheiros) para trás ou voltar à caverna e tentar explicar por que todos deveriam sair dali, correndo o risco de ser chamado de louco.

O mito da Matrix, enfim, já foi extensamente abordado pela filosofia e nada mais é do que a descrição de que existe um mundo e uma realidade que conhecemos e à qual fomos moldados desde o nosso nascimento, mas que é possível abandonar essa prisão psicológica a partir de um caminho individual, do autoconhecimento e da desconstrução daquilo que é conhecido como realidade para se libertar e viver de maneira mais livre e única.

Qual a mensagem que o filme Matrix quer passar

Quando Neo, o personagem protagonista de “Matrix” pergunta a Morpheus como é possível deixar a Matrix para trás, abandonar esse modo de viver, Morpheus diz a ele que esse é um caminho individual e que abandonar a Matrix é uma decisão que cabe a cada pessoa. E talvez seja essa a principal mensagem do filme Matrix: deixar para trás os conceitos que o mundo tenta fazer com que assimilemos com verdade desde que nascemos é uma tarefa que cada um deve fazer por si mesmo.

Nada mais é, falando de maneira simples, uma descrição do processo de autoconhecimento: tentar entender aquilo que é bom ou verdadeiro para si mesmo, em vez de aceitar o que o mundo prega e impõe e, a partir disso, compreender o caminho da felicidade e do autoconhecimento, tentando sempre melhorar como ser humano e encontrar jeitos de viver de maneira mais agradável, mais positiva e menos preso àquilo que o sistema, a vida, o mundo e a sociedade esperam de nós.

Keanu Reeves como Thomas Anderson na capa de divulgação do Matrix 4
Warner Bros / Divulgação

Além disso, Morpheus reforça essa característica da jornada do autoconhecimento como algo individual ao dizer que a Matrix já foi tão assimilada pelas pessoas e parece uma situação tão confortável que elas até mesmo se recusam a aceitar que esse é um mundo ilusório e que alguns indivíduos estão tão habituados a essa realidade ilusória que até mesmo defenderão esse sistema, caso ele seja ameaçado.

Um exemplo relativamente simples: a maior parte de nós trabalha 8h por dia. Uma noite de descanso de qualidade exige 8h de sono. Considerando que as obrigações do dia a dia, como tomar banho, alimentar-se e se deslocar para o trabalho tomem de nós outras 4h ou 5h, resta, em nosso dia, 3h ou 4h para que, extremamente cansados e esgotados, façamos o que quisermos. Estamos presos nesse sistema em que temos somente 15% do tempo da nossa vida para fazermos o que quisermos, enquanto dedicamos quase 35% dele a enriquecer alguém que ganha dinheiro por causa de nossa mão de obra. Estamos presos nisso que parece a realidade, mas ter somente 15% da vida para fazer o que quiser parece mesmo uma boa realidade? Fica aí a reflexão.

A Matrix e o mundo atual

Além do exemplo citado acima, há muitas outras exigências e condições impostas pelo sistema e que fazem com que vivamos uma realidade que apenas parece ser realidade, mas que, na verdade, é um simulacro, uma condição à qual estamos presos e que seguimos vivendo não porque achamos certo, mas porque a sociedade pede isso de nós.

Outro bom exemplo atual de Matrix é o uso de redes sociais. Verifique o número de horas que você investe em usar as redes sociais, como Instagram, Facebook e Twitter, e pense: esse tempo todo usando redes sociais faz mesmo bem a você ou você está usando as redes somente porque todo mundo está usando e te parece um escape fácil e simples da realidade?

Celular ligado apresentando várias redes sociais
Magnus Mueller / Pexels

Mais um exemplo de Matrix: você, que se formou ou está se formando em uma faculdade, está realmente preparado ou se preparando para fazer algo que ama? Você realmente gosta muito do seu trabalho ou daquilo com o qual quer trabalhar ou apenas está se formando porque é isso o que o mundo atual exige de quem deseja ter condições financeiras melhores para viver uma vida mais confortável?

A quantas séries da Netflix você assistiu porque realmente te pareceram interessantes e a quantas você assistiu somente porque todo mundo estava assistindo e você não queria ficar de fora?

A Matrix impõe a nós tantos estímulos externos que acabamos incorporando esses estímulos como se fossem vontades nossas, coisas que realmente queremos, então nos esquecemos de entender qual é a NOSSA realidade, o que é real para nós e nos faz realmente felizes.

Como sair da Matrix?

Assim como Morpheus explica para Neo, não existe resposta exata para essa pergunta. Sim, a Matrix nos aprisiona a todos, mas a saída dela é um processo individual de autoconhecimento. Ninguém pode dizer a você como sair da Matrix, porque você é quem precisa se entender, se desconstruir e compreender qual vida você deseja realmente viver, para que, dessa forma, deixe para trás as convenções do sistema, do mundo e da Matrix.

Você é quem define a sua jornada de autoconhecimento, mas você pode começar esse caminho analisando o seu dia a dia, as suas atividades e as suas relações e, então, perguntar: o que eu faço porque realmente gosto e amo e o que eu faço porque é o que o mundo e as outras pessoas esperam de mim? A partir disso, filtrar torna-se uma possibilidade.

É claro que vivemos em um sistema capitalista, que exige que trabalhemos e tenhamos dinheiro para pagar nossas contas e sobreviver, então não entenda abandonar a Matrix como renunciar ao trabalho e viver uma vida alternativa no meio do mato — a não ser, é claro, que seja isso que você realmente deseja. Sair da Matrix não significa necessariamente abandonar o mundo e as obrigações do mundo real, mas fazer as pazes com elas e cuidar mais de si mesmo, aproveitando o seu tempo para fazer aquilo que você verdadeiramente ama fazer.

Mais do que um filme, “Matrix” apresenta conceitos e reflexões muito necessários para nós, mostrando que o cinema não é puro entretenimento, já que pode nos fazer repensar a vida e a maneira como vivemos a vida. E você, está consciente da Matrix e de como é possível sair dela?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O FILME MATRIX É FICÇÃO OU REALIDADE? CONHEÇA O PERFIL FILOSÓFICO

AUTOCONHECIMENTO: DESMISTIFICANDO A ANSIEDADE E APRENDENDO A LIDAR COM ELA

O destaque da nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta quarta-feira é o distúrbio mental da “ansiedade”. O artigo a seguir orienta as pessoas que sofrem de ansiedade como reconhecer os sintomas e como lidar com esse transtorno mental. Por isso convido você a ler o artigo completo a seguir para que tenha condições de ter o controle da sua vida nos momentos de crise.

O que fazer em uma crise de ansiedade?

Mulher com as mãos no rosto pensativaDương Nhân / Pexels

Para muitas pessoas, ansiedade é um sentimento que define a empolgação para um acontecimento, como encontrar um ente querido ou fazer uma viagem. Nessas situações, a ansiedade é mesmo uma sensação positiva, porque não está se manifestando de forma intensa e exagerada.

Por outro lado, a ansiedade pode ser extremamente prejudicial, tornando-se até mesmo um transtorno mental. Alguém que tem essa sensação de forma excessiva, preocupando-se com questões que estão fora de controle ou que sequer existem, por exemplo, apresentará sintomas físicos muito desagradáveis.

A partir do que foi apresentado, compreendemos que a ansiedade não é uma simples empolgação. Pelo contrário, é uma doença que precisa de tratamento e com a qual muitas pessoas sofrem. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2019 cerca de 260 milhões de indivíduos foram diagnosticados com o transtorno em todo o mundo.

Caso você já tenha recebido o diagnóstico de transtorno de ansiedade e esteja enfrentando dificuldades para lidar com os momentos de crise, o conteúdo que preparamos te ajudará. Ou, então, se você ainda não se consultou com um profissional da saúde, mas imagina que tem essa doença, leia as nossas orientações e procure ajuda!

Sintomas de ansiedade

Como vimos anteriormente, a ansiedade é uma sensação que pode se manifestar física e emocionalmente. Uma vez que cada corpo funciona de um jeito, não existe uma quantidade exata de sintomas que podem se manifestar no corpo de alguém. Então observe como você tem passado os dias, busque orientação médica e cuide da sua saúde!

Mulher sentada no sofá e olhando para janela.
fizkes / 123RF

Para começar a entender mais sobre esse transtorno, veja quais são os sintomas físicos do transtorno de ansiedade: dor no peito, aumento dos batimentos cardíacos, falta de ar, sudorese elevada, tremores pelo corpo, fadiga, boca seca, mãos e pés frios, náusea, diarreia e tensão muscular.

Além dos sintomas físicos, há também os emocionais: medo intenso, preocupação exacerbada, sensação de que algo ruim vai acontecer, irritabilidade, nervosismo constante, dificuldade para relaxar, sentimento de tensão, problemas de concentração e insônia. Tanto os sintomas físicos quanto os emocionais podem se manifestar a qualquer momento.

O que fazer durante a crise de ansiedade?

Uma crise de ansiedade é caracterizada pelo momento em que os sentimentos negativos ou os sintomas físicos incômodos de uma pessoa começam a se manifestar com muita intensidade. Ela pode ser fomentada por um gatilho ou por uma situação que deixe esse indivíduo preocupado, mas isso não é uma regra. Já que a crise de ansiedade é imprevisível, o melhor a fazer é entender como podemos lidar com ela, para que essa sensação seja amenizada o mais rapidamente possível. Confira!

1) Observe o que existe ao seu redor

Uma crise de ansiedade pode ser desencadeada pela sensação de que algo ruim vai acontecer, mesmo que isso não seja verdade, então foque no que realmente existe no presente. Nomeie algo que você pode tocar, algo que você pode cheirar, algo que você pode olhar e algo que você pode ouvir. Concentre-se em tudo isso!

2) Controle a sua respiração

Mulher meditando em sua cama

Andrea Piacquadio / Pexels

Durante uma crise de ansiedade, a respiração de um indivíduo pode ficar muito acelerada ou ofegante. Inspire o ar e o segure por um tempo. Depois, libere-o calmamente. Repita esse processo quantas vezes forem necessárias, até que você retome o controle sobre a sua respiração.

3) Elimine a tensão dos seus músculos

Em situações de medo, é comum que nossos músculos se contraiam imediatamente. Em uma crise de ansiedade, isso também acontece, então procure sentar ou deitar, para deixar os seus músculos relaxados. Estique os braços e as pernas enquanto controla a sua respiração.

4) Evite pensar nos problemas que te preocupam

Se a crise de ansiedade tiver sido motivada por algum gatilho, pensar sobre isso só fará com que você tenha mais dificuldade para encerrar a crise. Desvie a sua atenção para outros pensamentos, tente escrever algo ou cantar uma música e dê um tempo para sua mente se recuperar.

5) Imagine um lugar que te traga paz

Mulher de olhos fechados em um gramado

Anastasiya Lobanovsk / Pexels

Caso você esteja em um lugar que despertou uma crise de ansiedade, feche os olhos e comece a imaginar que você não está ali. Imagine um campo, uma praia, uma cachoeira ou a sua casa. Visualize esse lugar que te traz paz e deixe seu corpo se levar por essa sensação de relaxamento.

Como tratar a ansiedade de forma correta?

Agora que você já sabe o que fazer nos momentos de crise de ansiedade, está na hora de se informar sobre a melhor forma de tratar esse transtorno, para que esses episódios sejam cada vez menos frequentes, chegando a ponto de não existirem. Veja só!

O primeiro tratamento indicado para a ansiedade é o acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico. É por meio dele que é possível diagnosticar a doença, identificar o estágio no qual ela está e trabalhar os problemas e as preocupações que estão causando esse transtorno.

Você também pode gostar

Para complementar o auxílio médico, porém, uma pessoa que sofre de transtorno de ansiedade pode encontrar apoio nas práticas integrativas e complementares. Elas são terapias holísticas certificadas pela Organização Mundial da Saúde que fornecerão um tratamento a partir de recursos terapêuticos e, na maioria das vezes, naturais.

Entre as 29 práticas integrativas e complementares que são oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão: Aromaterapia, Cromoterapia, ReikiMeditação e Yoga. A seguir, entenda como cada uma delas funciona e escolha aquela que agrada mais!

1) Aromaterapia

Óleo essencial

gioiak2 / 123RF

A partir de óleos essenciais, a Aromaterapia promove o equilíbrio e o bem-estar de uma pessoa, cujo sistema nervoso será estimulado com perfumes variados. Em geral, tais perfumes são produzidos a partir de flores e de plantas.

2) Cromoterapia

A Cromoterapia é uma forma de terapia que permite que a energia das cores seja transferida para o corpo de uma pessoa, promovendo equilíbrio energético e proporcionando boas sensações. Nesse sentido, cada cor age para diferentes fins.

3) Reiki

Reiki é o nome de uma prática que tem como objetivo transferir a energia vital de uma pessoa para outra, a partir de técnicas de imposição de mãos. Com essa terapia é possível restaurar o equilíbrio energético de um corpo, promovendo bem-estar.

4) Meditação

Homem sentado no chão meditando

cottonbro / Pexels

Com o objetivo de focar a atenção de uma pessoa em uma questão, em uma situação ou em um sentimento, a meditação pode auxiliar no tratamento da ansiedade. Há uma série de tipos de meditação que podem ser descobertos por quem deseja se conhecer mais e desenvolver a própria capacidade de lidar com problemas.

5) Yoga

Yoga é um conjunto de exercícios que tem como objetivo promover a conexão entre o corpo e a mente de uma pessoa. Essa prática também é considerada meditativa, visto que tem como um dos objetivos facilitar a resolução de problemas internos e traumas.

Considerando tudo que foi apresentado, a ansiedade é um transtorno mental que precisa de atenção e de tratamento. Nos momentos de crise, as dicas que separamos te ajudarão, mas é essencial que você busque auxílio médico de diferentes formas para evitar que esses episódios continuem tirando a sua paz e prejudicando o seu bem-estar.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESMISTIFICANDO A ANSIEDADE E APRENDENDO A LIDAR COM ELA

AUTOCONHECIMENTO: CONHEÇA OS 4 TEMPERAMENTOS E COMO PODE AFETAR SUA VIDA

Na coluna AUTOCONHECIMENTO desta terça-feira você vai conhecer os 4 temperamentos em as pessoas são divididas ou classificadas: Colérico, Melancólico, Fleumático ou Sanguíneo! Assista ao vídeo completo e depois reflita: Qual é o meu temperamento humano? Esse é mais do que um teste de Personalidade, essa é a busca por conhecer quem você é. Portanto, não deixe passar essa oportunidade de se conhecer melhor!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: CONHEÇA OS 4 TEMPERAMENTOS E COMO PODE AFETAR SUA VIDA

AUTOCONHECIMENTO: NÃO CONFUNDA AUMENTAR A CONSCIÊNCIA COM TOMAR CONSCIÊNCIA

É importante entendermos a diferença entre aumentar a consciência e tomar consciência. O texto a seguir nos informa com clareza essa sutil diferença. Ficar mais consciente ou elevar a consciência tem a ver com enxergar melhor o certo e o errado, mas tornar-se consciente tem a ver com desapegar-se dos problemas. Convido você a ler o texto esclarecedor a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Aumentar a consciência não é o mesmo que tomar consciência

Mensagem de 10 de Março de 2021

“Elevar a consciência não é o mesmo que tornar-se consciente. Você pode aumentar a consciência sobre o que está errado no mundo, que acha que precisa ser consertado, ou pode aumentar a consciência do que é bom no mundo que você poderia estar apreciando. O que você está fazendo é mirar com uma lanterna.

Você pode focar no positivo ou negativo. Isto é mirar onde você foca. MAS, tornar-se consciente significa que você percebe que tem uma escolha. Isso significa que bem e mal são lados opostos da mesma moeda. Enquanto se apegar à moeda, você vai continuar a ter os opostos. Deixe ir.

Aumentar a consciência é o mesmo que dizer ‘ei, há um problema aqui. ‘Perigo, Will Robinson, perigo!’ O alarme soou. ‘Volte’! ou ‘Vá em frente.’ Tornar-se consciente é ir além de aumentar a consciência. É além de ir para frente e para trás. Não é tornar-se mais ‘desperto’.

Pare de fazer o que sempre fez para obter melhores resultados

Tornar-se consciente é abandonar os problemas e questões. Significa abandonar o ego, o apego aos problemas e as soluções. Podemos ficar tão presos às nossas soluções que deixamos de resolver o problema. Isso é abandonar os apegos e tornar-se livre.

Não é ficarmos mais sobrecarregados ao que prestamos atenção. Não é encher nossa mente com mais assuntos com os quais se preocupar diariamente. Esta forma de consciência frequentemente pede por doações. Esta forma de consciência é um chamado para agir e não para a transcendência.

Não pense que porque você está mais consciente dos problemas que você está mais consciente. O que você está é mais preocupado com os assuntos. É bom ajudar a resolver problemas. Também é bom não viver a vida como uma coleção de problemas que precisam ser resolvidos. Abandone os problemas. Sinta alegria.

Ative sua atitude e deleite-se em ter um sucesso maior

Porque não aumentar a consciência de todo o bem no mundo, toda alegria, todas as pessoas solidárias, todas as deliciosas atitudes saudáveis, todos os maravilhosos dias de tempo bom? Que tal aumentar a consciência de todas as pessoas, eventos e coisas em sua vida que o deleitam?

Que tal aproveitar isso e ir além de tudo isso? Torne-se consciente!

Uma coisa é trazer algo para sua atenção. Outra coisa é ir além do objeto de sua atenção. Outra é perceber que não há problemas. A mente causa sofrimento, como Budha mencionou. Sem pensamentos, não haveria dor emocional. Haveria apenas o que é. Para entender isso, você precisa tornar-se consciente. Mencionar isso só aumenta sua consciência. Agora, vá além, ao invés. Comemore tudo!”

Rex Sikes – Fonte: https://gratitudeactivator.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: NÃO CONFUNDA AUMENTAR A CONSCIÊNCIA COM TOMAR CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: APRENDA O QUE É BLOQUEIO EMOCIONAL E COMO DESBLOQUEÁ-LA

O artigo a seguir sobre bloqueio emocional é o destaque da nossa coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado. A autora do artigo Carla Marçal nos explica o que é bloqueio emocional e ensina como desbloqueá-lo. Por isso, você que padece desse mal não pode deixar de ler esse breve, mas espetacular artigo sobre esse tema tão importante nos dias atuais.

O que é bloqueio emocional e como desbloqueá-lo?

Mulher com a mão sobre o rosto e apoiada à frente de uma bancada.
Kamil Macniak / 123RF

O que é bloqueio emocional e como desbloqueá-lo? Essa situação é familiar para você?

Muitas pessoas se sentem impedidas de realizar seus sonhos e viver plenamente. Talvez muitas não saibam, mas isso tudo pode ter a ver com o bloqueio emocional.

O bloqueio emocional é uma espécie de barreira psicológica, um mecanismo de defesa que pode estar presente no subconsciente e que nos impede de interpretar alguns aspectos da vida a nosso favor. Essa barreira tem a capacidade de bloquear a nossa chegada às metas que acreditamos ser a fonte da felicidade.

Insegurança, sentimentos de inferioridade, medo, ciúme, pensamentos negativos e inveja são alguns dos sintomas mais comuns de bloqueio emocional. Eles afetam a sua vida por inteiro e podem gerar um clima interno de ansiedade e estresse.

Por não conseguir cuidar dos sentimentos de insegurança, o corpo se contrai, o sistema nervoso sofre alterações, os hormônios do estresse entram em ação, a sua cabeça começa a entrar numa espiral, e tudo que você deseja é sair desse estado emocional.

Mulher com o rosto sobre os joelhos.

Pixabay / Pexels

Pelas terapias integrativas, como o ThetaHealing®, é possível iniciar o processo de harmonização por meio da formação de frequências de ondas cerebrais, reduzindo as tensões e a dor emocional, trazendo alívio aos estados de estresse, ansiedade, depressão e angústia.

Dessa forma, as emoções reprimidas e bloqueadas não se transformam em doenças, e os padrões de pensamentos que podem conduzi-lo a um caminho de desventura são transformados e transmutados.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APRENDA O QUE É BLOQUEIO EMOCIONAL E COMO DESBLOQUEÁ-LA

AUTOCONHECIMENTO: COMO VIVER UMA VIDA MAIS POSITIVA

No vídeo desta sexta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, eu falo um pouco sobre como podemos direcionar nossas vibrações para ter uma vida mais positiva. Explico a influência dos sentimentos que vibramos nas nossas realizações e como devemos manter as energias negativas afastadas da nossa mente para vibrarmos em frequências elevadas e as sombras não nos alcançarem. Então convido você a assistir esta palestra esclarecedora que pode transformar a sua vida!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: COMO VIVER UMA VIDA MAIS POSITIVA

AUTOCONHECIMENTO: OS HÁBITOS TRANSFORMAM A SUA VIDA QUANDO VOCÊ ACREDITA E EXECUTA

Há muito que ouvimos os especialistas falarem que ‘mudança de hábito transforma a sua vida’. Talvez essa máxima não seja mais novidade para você e para muita gente. Então, por que será que a sua vida não muda? Talvez porque você até sonhou e planejou aquela determinada mudança de hábito, porém não executou e continuou tudo do mesmo jeito. Então lhe convido a ler o artigo a seguir que aborda um método com 5 hábitos para transformar a sua vida e, se fizer sentido pra você, executar. Quando digo executar é: faça, insista, persista e não desista. Você vai passar a gostar depois que fizer durante um determinado tempo. Então esse hábito vai se incorporar a sua rotina. E os hábitos sugeridos nesse método são o que há de mais saudável para qualquer ser humano. Lembre-se, primeiro você sonha, depois você palneja, em seguida você executa e por fim você celebra!

5 hábitos para transformar a sua vida, em todos os aspectos

Mulher com os braços levantandos.
lzflzf / 123RF

Se você precisa de uma mudança na sua vida, saiba que pequenos hábitos podem ajudá-lo! Conheça cinco hábitos para transformar a sua vida em todos os aspectos.

O início de um novo ano costuma ser o momento em que refletimos sobre o que queremos manter e o que queremos mudar nos próximos meses. Muitas vezes, pequenas trocas são capazes de provocar grandes impactos. Pensando nisso, selecionamos cinco hábitos para transformar a sua vida em todos os aspectos.

Por mais que sejam hábitos simples, essas atitudes contemplam as principais áreas da vida de uma pessoa, da saúde mental aos relacionamentos interpessoais. Assim, provocar aquela tão sonhada mudança de padrão não será tão difícil!

Saúde mental

Graças ao maior acesso à informação, vivemos em um tempo em que a saúde mental das pessoas tem sido amplamente discutida. Porém ter um acompanhamento adequado não é a realidade de muita gente.

Se esse for o seu caso, um dos hábitos para transformar a sua vida que você pode começar a ter hoje mesmo é a meditação. E, para ser ainda mais prático, a dica é buscar exercícios de mindfulness.

Mindfulness são pequenas meditações, com duração de três a cinco minutos, adequadas para qualquer rotina. Com a técnica, é possível clarear os pensamentos e acalmar a mente em situações estressantes.

Finanças pessoais

Em um país com alto nível de inadimplência (66,3% dos consumidores brasileiros estão endividados, de acordo com dados da PEIC), a saúde financeira de qualquer pessoa impacta diretamente em sua qualidade de vida.

Nesse sentido, um hábito que você deve adotar, estando ou não endividado, é a pesquisa de preços, principalmente na internet, em que a busca é simples e facilitada.

Vale fazer pesquisas em sites comparadores de preços ou em plataformas de panfletos on-line, que permitem que o usuário visualize panfletos de dezenas de marcas. Essas plataformas apresentam ofertas de supermercados, lojas, farmácias e e-commerces para você saber onde está a melhor promoção e são referência no segmento no Brasil.

Mulher sentada no sofá mexendo no computador.
marctran / 123RF

Ao realizar pesquisas de preços, você consegue fazer o dinheiro render mais, evitando gastar mais do que deveria em um produto ou serviço. Depois, com esse valor economizado, você pode criar uma reserva de emergência, realizar objetivos ou aprender a investir.

Alimentação

Não é novidade que ter uma alimentação saudável é fundamental para o ser humano. Afinal é por meio dos alimentos que conseguimos os nutrientes necessários para ter disposição e saúde.

Mas, se alterar o seu cardápio por completo parece ser muito desafiador, que tal cortar ou diminuir o consumo de somente um item? Nesse caso, a dica é diminuir a quantidade de açúcar da sua dieta.

Isso porque pesquisas apontam que, para o cérebro, o açúcar tem os mesmos efeitos da cocaína. Esse potencial viciante é perigoso, uma vez que o açúcar está ligado a diabetes, obesidade e outras doenças complexas.

Saúde física

Com a sua alimentação um pouco mais equilibrada, é hora de observar como anda a saúde física. Nosso corpo é como uma máquina e quanto mais recursos positivos você fornecer a ele, melhor vai ser seu desempenho.

Além do aspecto funcional do corpo, que é diretamente beneficiado com a prática de qualquer atividade física, estudos demonstram que realizar exercícios com o corpo é importante no tratamento da depressão. Ou seja, sua mente também ganha com as atividades.

E aqui não há uma opção melhor: qualquer atividade física que você goste é bem-vinda. Para quem quer começar com algo mais simples, uma caminhada é uma boa sugestão.

Relacionamentos interpessoais

Por fim, outro aspecto importante na vida de qualquer pessoa são os relacionamentos interpessoais. Um dos hábitos para transformar a sua vida que você pode adotar é a busca por uma comunicação mais clara e direta.

A comunicação é importante porque ela está relacionada com boa parte dos problemas, sendo responsável por crises que impedem casais de ficarem juntos. Por isso, pesquisar formas de se fazer entender é fundamental, assim como estar aberto a escutar o seu parceiro.

Para treinar a comunicação, uma dica é reservar ao menos meia hora do seu dia para conversar com alguém, especialmente seu parceiro na vida conjugal. Assim, você conseguirá treinar essa habilidade e estreitar laços.

Casal de idosos sentado em um banco em um parque.
photobac / 123RF

Acredite: mesmo que os hábitos pareçam simples e, por vezes, fáceis de realizar, eles têm a capacidade de transformar a vida das pessoas que buscam melhores condições em diferentes aspectos.

E tão importante quanto esses hábitos é começar a colocar em prática as técnicas o quanto antes. Assim, você vai conseguir notar, na prática, que são os pequenos hábitos que levam a grandes transformações.

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: OS HÁBITOS TRANSFORMAM A SUA VIDA QUANDO VOCÊ ACREDITA E EXECUTA

AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ SABE O QUE É CONSTELAÇÃO SISTÊMICA?

Nesta terça-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO estamos trazendo para você um assunto, ainda pouco difundido na nossa sociedade: a Constelação Sistêmica. Algumas pessoas pode até achar que não, mas o fato é que boa parte da nossa sociedade ainda reluta em aceitar terapias individuais, quanto mais em grupo. Existe um preconceito com relação aos cuidados com saúde mental. A psiquiatria e a psicanálise ainda são vistos por muita gente como coisa para doido ou débil metal. Por isso, estamos trazendo esclarecimentos sobre essa que é uma das terapias mais importantes e eficaz na busca da saúde mental. Então, leia o artigo completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

O QUE É CONSTELAÇÃO SISTÊMICA

Para quem acha que, ao vir ao mundo, herdamos apenas os traços e patrimônios genéticos, é preciso reavaliar esta convicção, uma vez que há, também, os sistemas de crença e esquemas comportamentais. Basicamente, a nossa família é um campo de energia. E cada um de nós evoluí dentro deles. Dessa forma, cada indivíduo (incluindo nós mesmos) ocupa um lugar único, desde o nascimento.Assim, somos mantidos em nosso campo familiar e pessoal em determinado nível, de modo a ficarmos estagnados ou crescermos em direção à felicidade, além de influenciar em nossas livres escolhas, no êxito ou fracasso daquilo que empreendemos, nos nossos relacionamentos, para que sejam duráveis, agradáveis ou não, e mais que isso, esse campo de energia também é capaz de influenciar na nossa saúde, bem-estar e, até, nas doenças.

Explicação da razão para que essas situações aconteçam, é o fato de que experimentamos o sentimento de termos sido mantidos nos esquemas problemáticos desde tempos imemoriais. Consequentemente, as constelações familiares nos dão a oportunidade de entender, compreender, os esquemas em seu mais profundo nível.

Convido você a me acompanhar nesta poderosa leitura e conhecer um pouco mais sobre o conceito de constelação sistêmica, bem como a sua influência sobre a nossa vida como um todo.

O que é Constelação Sistêmica?

Constelação Sistêmica é um método psicoterápico, desenvolvido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger. Ela estuda as emoções e energias que, consciente e inconscientemente, acumulamos. Este aprofundamento possibilita compreender como esses fatores influenciam em nossa tomada de decisão, de forma a reverter os aspectos negativos que desequilibram nossa vida.

Em seus estudos, e com base em sua ampla atuação como terapeuta familiar, Hellinger, que também é filósofo e teólogo, pôde perceber como inúmeras experiências, especialmente as vividas no ambiente familiar, são decisivas para a nossa saúde emocional. Neste sentido, podemos concluir que essas experiências, acumuladas desde a infância, nos tornam parte de vários sistemas, e impactam diretamente em nossos comportamentos e nos resultados que alcançamos na vida que levamos atualmente.

Deste modo, as heranças emocionais que herdamos de nossa família, como perdas, brigas, doenças, separações traumáticas, tragédias, entre outras, podem ser âncoras negativas em nosso processo de evolução, não só pessoal, como profissional também.

Os tipos de constelações

A abordagem via Constelação Sistêmica, permite aplicações ainda, no que tange os seguintes aspectos:

1 – Constelação Sistêmica Empresarial

Aqui são abordadas questões que dizem respeito ao ambiente empresarial. Cabe ao responsável pela sessão da Constelação Sistêmica Empresarial abordar situações ligadas à liderança, hierarquia e até mesmo ao sentimento de pertencimento das pessoas que fazem parte da empresa.

O objetivo desta abordagem é promover a melhoria nas relações entre colaboradores e gestores, bem como entre líderes e stakeholders.

2 – Constelação Sistêmica Profissional 

Neste segmento da Constelação Sistêmica são abordadas questões que interferem no campo profissional. Podem ser traumas, medos ou ainda relações que impedem os profissionais de descobrirem os seus verdadeiros dons e talentos. Com a Constelação Sistêmica Profissional é possível identificar quais são as habilidades profissionais dos colaboradores de maneira clara e autêntica.

3 – Constelação Sistêmica Pessoal

Assim como na constelação familiar, no momento de constelar sistemicamente a situação apresentada pelo indivíduo/cliente/paciente, outras pessoas são convidadas para esta dramatização, e são inseridas no processo para representar os personagens, do contexto do protagonista, que fazem parte de um problema específico, que este deseja e precisa superar em sua vida, para que assim, tenha a oportunidade de evoluir.

Quem conduz uma constelação geralmente é um psicoterapeuta, ou um constelador sistêmico, que a realiza através de uma dramatização em grupo. Assim, mesmo não tendo todas as informações sobre a vida do cliente, ou quem são as pessoas que participam do processo com ele, o terapeuta, aos poucos, vai localizando, por ordem de relevância, as pessoas que estão sendo representadas e identificando seu peso emocional na vida do paciente.

Com isso, ele pode aplicar suas técnicas, para que o cliente alcance o perdão e ressignifique aspectos negativos de suas experiências (enxergar o lado positivo da questão abordada), e imprimir no cliente uma nova dimensão do problema, buscando a superação e o alcance dos seus objetivos, e da qualidade da vida, que este empecilho impossibilitava.

4 – A natureza do nosso campo de energia

Resumidamente: é a nossa família, mais precisamente a história da nossa família. Em especial sua religião, crenças, país de origem – fortes exemplos de como somos influenciados ao longo da vida. Desse modo, a natureza do nosso campo de energia sistêmica é moldada por acontecimentos marcantes, como a história dos relacionamentos dos nossos pais e dos nossos avós.

Pode ser também influenciada pela morte de uma criança muito nova, aborto, parto prematura, adoção, suicídio, guerra, exílio forçado, troca de religião, incesto, antepassado agressor ou vítima. Bem como traição ou, até mesmo, a confiança.

As ações generosas e altruístas dos nossos pais e antepassados são altamente saudáveis para nós. Em contrapartida, as más ações deles modificam fortemente o campo energético familiar, obrigando as gerações posteriores (no caso, nós) a arcar com as consequências.

Entre as más ações podemos citar exemplos como: adquirir bens de forma duvidosa, trapacear ou roubar, pertencer a uma corporação cuja função envolve matar (a exemplo do exército), as diferentes formas de violência, a internação psiquiátrica ou a prisão de membros da família, os acidentes que terminam em trágicas mortes, renegar a sua religião ou seu país.

5 – Pertencimento

Todos nós, enquanto indivíduos, temos o direito ao pertencimento. Essa é uma ligação que não pode ser cedida ou negada a ninguém. Nós pertencemos a um grupo, independentemente de nossas ações. Trata-se de um vínculo que transcende a moral e o merecimento. Posso citar duas consequências deste princípio, sendo elas:

– Exclusão:  nos casos em que esquecemos, ou preferimos esquecer, aquele tio alcoólatra, a avó internada em um asilo, o parente criminoso, ou quem quer que seja e, independentemente do motivo, essas são ações de exclusão. Quando excluímos uma pessoa da nossa constelação sistêmica, os vínculos familiares e sistêmicos atuam nos membros atuais, provocando uma compensação. Por exemplo, algum familiar poderá ter a tendência ao alcoolismo de forma “inexplicada”, “inconsciente”.

No vídeo abaixo eu falo um pouco mais sobre a Lei do Pertencimento no Sistema Familiar. Assista e confira:

– Consciência: Outro exemplo do princípio de pertencimento está na consciência. Assim como na torcida. Quando fazemos alguma piadinha maldosa sobre outros times, ficando tudo bem depois, porque estamos apenas defendendo o nosso time do coração. Dessa forma, o nosso coração fica “leve”. Não é comum que elogiemos uma jogada do adversário, porque não faz parte do nosso sistema.

Ainda no princípio de pertencimento sobre a consciência, é o que acontece com os soldados de uma guerra. Moralmente e em outras situações como na mesa de um café, aqueles homens jamais atirariam uns contra os outros. Porém, no contexto de guerra, matar e morrer pelo seu país é o certo a se fazer.

Benefícios da Constelação Sistêmica

O processo que os mais diversos tipos de constelações sistêmicas desenvolvem são tão poderosos, que a sua aplicação já está sendo realizada em ambientes e situações variadas, como em mediações de conflitos no Poder Judiciário, em escolas e também no Sistema Único de Saúde – SUS, adotada como uma de suas práticas integrativas.

A partir disso, e de tudo o que lemos até aqui, conseguimos perceber que trata-se de um processo de que oferece muitos benefícios a quem dele se utiliza. Confira, a seguir, quais são estes benefícios.

Uma vida com mais significado e leveza

A partir do momento que temos a oportunidade de entender melhor os motivos que nos levam a agir de determinada forma e não de outra, bem como de compreender porque algumas situações acontecem e se repetem com frequência em nossa existência, conseguimos levar uma vida com muito mais significado e leveza.

Isso porque passamos a ampliar a nossa consciência sobre estas situações de desajuste, seja em nossa família ou em nosso ambiente profissional, para que assim tenhamos a oportunidade de implementar as ações necessárias, para que as mudanças se tornem verdadeiramente efetivas e consigamos seguir em frente de forma plena, harmoniosa e tranquila.

Desenvolve o autoconhecimento

Algo que nos ajuda a evoluir enquanto indivíduos e profissionais é desenvolver plenamente o nosso autoconhecimento. Sendo assim, quando investimos e passamos pelo processo de constelação sistêmica temos a oportunidade de conhecer a nós mesmo melhor, de entender nossos sentimentos, as emoções que regem nossas ações e comportamentos, entre outros aspectos de nosso ser, que nos a ajudam a compreender o que precisamos potencializar em nossa personalidade e o que precisamos modificar, para que assim alcancemos a realização pessoal e profissional.

Melhoria nos relacionamentos

Outro grande benefício que a aplicação das constelações sistêmicas traz para a vida de todo e qualquer tipo de pessoa é a melhoria em seus relacionamentos. Isso porque, a partir deste processo, conseguimos compreender melhor a nossa própria história, assim como a história das pessoas que nos cercam.

Com isso, desenvolvemos um respeito por nós mesmos, por tudo aquilo que passamos, e também pelas pessoas com as quais nos relacionamos, respeitando suas ações e comportamentos e tendo cada vez mais empatia por cada uma delas.

Traz resultados para diversas profissões

No que diz respeito ao aspecto profissional da vida de uma pessoa, podemos dizer que o processo de constelação sistêmica traz benefícios para diversos tipos de profissões. Assim, médicos, advogados, profissionais da área de administração, recursos humanos, professores, assistentes sociais, entre muitos outros, se beneficiam desta aplicação, pois o seu conhecimento melhora os relacionamentos, já que traz consciência sobre o papel que cada um deve ocupar em determinado sistema.

Neste sentido, conseguimos entender que em todo e qualquer tipo de ambiente onde haja interação humana, a aplicação da constelação sistêmica trará resultados satisfatórios a todos os envolvidos.

Conheça as Constelação Sistêmica Integrativa

Além dos benefícios que mostrei a você até aqui existem diversos outros que podem te ajudar a ter uma vida mais plena e realizada. Para que você descubra cada um deles, te convido a conhecer o curso desenvolvido por mim, em conjunto com a minha MEGA POWER equipe do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC: Constelação Sistêmica Integrativa – CSI.

Trata-se de uma formação que te mostrará uma nova abordagem para que você consiga resolver os conflitos existentes em sua vida, de forma muito mais efetiva, sendo capaz de transformar positivamente a sua história.

Ao se permitir ir além e realizar este poderoso curso, você estará imediatamente apto a ter maior compreensão sobre os mais diversos contextos familiares e de equipes, fazer mediação e resolução de conflitos, tornar-se um facilitador e aplicar as técnicas, conhecimentos e ferramentas da constelação, tanto em sua vida quanto na vida das pessoas ao seu redor, entre muitos outros benefícios. Além disso, você terá plenas condições de aplicar todo o seu aprendizado em na área pessoal, familiar, profissional e organizacional, proporcionando transformações ainda mais poderosas em todos estes contextos.

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de ousar ir além a todo momento, pois somente assim o poder lhe será dado.

E você, conhece a Constelação Sistêmica? O que achou deste conteúdo? Use o espaço abaixo para me contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto e, se este artigo te ajudou de forma positiva, curta e compartilhe em suas redes sociais, para que ajude também os seus amigos em seu processo de evolução contínua.

Copyright: Rawpixel.com 565936849 https://www.shutterstock.com/pt/g/Rawpixel.com

Fonte: IBC

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ SABE O QUE É CONSTELAÇÃO SISTÊMICA?

AUTOCONHECIMENTO: COMO O EGO USA O CAMINHO ESPIRITUAL PARA SUAS PRÓPRIAS PRIORIDADES

WeMystic BrasilWeMystic
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: COMO O EGO USA O CAMINHO ESPIRITUAL PARA SUAS PRÓPRIAS PRIORIDADES

AUTOCONHECIMENTO: ENCONTRE A MOTIVAÇÃO QUE PRECISA DENTRO DE VOCÊ, POR WAGNER BRAGA

Toda sexta-feira você vai encontrar, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, mini palestras motivacionais super esclarecedoras de Wagner Braga sobre tudo que você está precisando ouvir para dar uma guinada e transformar radicalmente a sua vida, para muito melhor é claro! No vídeo de hoje o autor, palestrante e mentor fala sobre REPROGRAMAÇÃO MENTAL. Ele ensina, de forma simples e didática, como você pode realizar todos os seus sonhos através de exercícios de mentalização. Então não perca essa oportunidade única de se transformar e transformar a sua vida!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ENCONTRE A MOTIVAÇÃO QUE PRECISA DENTRO DE VOCÊ, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: CONHEÇA O MÉTODO DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL DO DR. BRUCE LIPTON

Tenho falado muito nos meus artigos, palestras e nos meus livros sobre o poder da mente, sobre a nossa consciência, o consciente, o subconsciente e o inconsciente. Sobre como podemos mudar radicalmente a nossa realidade, principalmente se não estamos satisfeitos com ela, através de uma reprogramação do nosso subconsciente. É que, quando nascemos já trazemos uma programação mental, que na maioria das vezes não nos serve. Mas é possível mudar essa programação mental. Aprenda como assistindo essa incrível palestra do Dr. Bruce Lipton!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: CONHEÇA O MÉTODO DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL DO DR. BRUCE LIPTON

AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL PELA SUA REALIDADE. ESS É O SEU PODER!

Todos os dias  percorro a internet pesquisando novos artigos que possam esclarecer, elucidar e convencer a você leitor sobre o poder da nossa mente, sobre o que, nós seres humanos, somos capazes de materializar nas nossas vidas e tenho encontrado bons artigos e textos capazes de transformar a sua vida. O texto a seguir é curto e de uma enorme simplicidade, mas, para mim, altamente convincente, pois utiliza a lógica metafórica. Então, convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O poder da nossa materialização

Mulher pensativa com a mão no queixo

Povozniuk / Getty Images / Canva

Estava eu outro dia na praia. Na realidade, estava num apartamento com a minha irmã e a minha sobrinha. O dia tinha sido de muito trabalho para mim, já que faço atendimentos online de qualquer maneira. Mas, durante todo o dia, notei que a minha irmã estava reclamando bastante.

Não moramos juntas há muitos anos, então não sei se esse é o modus operandi dela. Mas ela reclamava de absolutamente tudo o que acontecia durante o dia: o Sol estava muito quente, o vizinho estava fumando na varanda, ela estava lavando louça demais e daí por diante.

Decidi não entrar naquela energia e fiquei bem na minha. Lá pelas tantas vírgulas perto das 21h, entra uma barata voadora enorme pela janela. Eu morei lá um ano inteiro, já passei mais feriados lá do que na minha própria casa, e nunca uma barata entrou enquanto eu estava lá.

Eu entendo, estava bastante calor naquele dia. Mas por que em outros dias de calor não acontece essas coisas e naquele dia, com aquele excesso de reclamação, isso aconteceu?

Mulher pensativa com a mão no queixo

SanneBerg / Getty Images Pro / Canva

Temos o poder de materializar as coisas. É o que eu acredito, é o que eu vejo acontecer o tempo todo. Quando eu quero uma resposta do universo, eu peço por borboletas, e eu sempre vejo lindas borboletas respondendo às minhas questões. Agora mesmo, enquanto eu converso com vocês, tem uma enorme na minha lavanderia.

Então por que o excesso de reclamação, o mau humor e o momento ruim de vida não poderiam materializar uma barata? O universo responde àquilo que nós emanamos. Quando emanamos sentimentos negativos recebemos bichos não tão positivos.

Comece a notar quando essas coisas acontecem com você. Possivelmente você criou aquela manifestação na sua vida momentos antes, dias antes ou até mesmo anos antes. O exemplo da barata é uma coisa bem pequena, mas isso pode acontecer também com coisas grandes. Acidentes, assaltos ou encontrar dinheiro na rua. Você cria a sua realidade com tudo o que você pensa e principalmente com aquilo que você fala.

Orai e vigiai, já diria Jesus!

Fonte: Eu Sem Fronteira

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL PELA SUA REALIDADE. ESS É O SEU PODER!

AUTOCONHECIMENTO: ZONA DE CONFORTO, COMO SAIR DELA – PARTE 6, POR WAGNER BRAGA

No último vídeo da série ZONA DE CONFORTO, COMO SAIR DELA? Vamos falar sobre como ela age no desempenho profissional, o que fazer para não cair nessa velha armadilha, ser mais proativo no trabalho, o que pode nos causar mais reconhecimento e crescimento pessoal e como alcançar a sua melhor performance. Então, assista ao vídeo completo e se gostar divulgue para os seus amigos e os ajude a serem profissionais de alta performance!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ZONA DE CONFORTO, COMO SAIR DELA – PARTE 6, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: A NOSSA NATUREZA MAIS PROFUNDA PODE SER DESPERTA ATRAVÉS DA APROXIMAÇÃO DA NATUREZA

O texto que trago hoje para sua REFLEXÃO, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO desta segunda-feira aborda esclarece pontos cruciais sobre a influência da Natureza na saúde integral do ser humano, assim como em todos os animais. Quando nos afastamos e/ou nos desconectamos da Natureza também nos afastamos e nos desconectamos da nossa Natureza mais profunda e, sendo assim perdemos o nosso eixo, o nosso equilíbrio corpo-mente-espírito e em consequência adoecemos. Portanto lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor. 

A aproximação da Natureza é a reconexão com nossa natureza mais profunda

À beira de precipício, mulher com os braços erguidos.
Sergey Saulyak / 123RF

Quando você pensa em Natureza, o que vem à mente?

Feche os olhos por um instante, respire fundo e deixe que sua mente apresente as imagens sem controlá-la intencionalmente. Se você não conseguir visualizar, apenas sinta. Após alguns minutos observando essa Natureza, retorne para acompanhar essa reflexão.

O que você visualizou?

Uma praia? Uma bela paisagem na montanha? Animais selvagens? Pássaros voando?

Posso apostar que a maioria dos que me leem não incluíram na imagem mental a presença de outros humanos. Não costumamos associar o natural, o selvagem ou o instintivo à nossa própria espécie.

Quando vemos as queimadas no Pantanal ou na Amazônia, como as tragédias ambientais de 2020, nós nos compadecemos pelos animais que perderam suas casas, seu alimento e sua saúde. E não é para menos, porque esse sentimento é mais do que justificado!

No entanto não conseguimos perceber que a agressão que nós, enquanto espécie, fazemos a cada um desses outros animais e ao planeta Terra é uma agressão a nós mesmos. Caso a consciência do real impacto das nossas escolhas estivesse instalada na maioria das pessoas, acontecimentos desse tipo não seriam tão frequentes ainda hoje.

Vista aérea de árvores.
Lukas Rodriguez / Pexels

Percebemos que os outros animais precisam do ambiente natural e esquecemos que essa é uma necessidade também nossa.

Também como eles, necessitamos de ar puro, de água limpa, de abrigo, de alimento saudável, de silêncio, de respeito à nossa constituição, da sensação de integração ao todo e de pertencimento. Somos mais do que corpo, mente e emoções. Assim como temos uma dimensão espiritual, que muitas vezes é desconsiderada, temos uma natureza selvagem que grita por ser vista.

O afastamento da Natureza diminui nosso poder em diversos aspectos, dentre os quais eu destaco alguns:

1. Nosso corpo torna-se cada vez mais débil

Toda a vitalidade e a força que um animal possui quando nascemos vai se esvaindo com os limites que nos autoimpomos e a que somos condicionados.

A criança é forte e flexível, capaz de fazer atividades físicas por horas, mesmo que ainda não tenha sua motricidade plenamente desenvolvida. E quando se cansa, ela se refaz em pouquíssimo tempo.

Conforme esses movimentos vão sendo limitados por meio dos hábitos adquiridos (ficar horas sentada na escola, mais outras tantas assistindo TV, na frente do computador e no celular, só para citar alguns), esse corpo enfraquece por falta de estímulo.

Homem mexe em celular.
Porapak Apichodilok / Pexels

Depois, na idade adulta, passamos o dia todo sentado no escritório e o corpo tem, então, boa parte do seu potencial atrofiado. Até que chega uma hora em que corremos atrás do prejuízo, indo para academia, fazendo yoga, pilates e outras atividades que tentem compensar aquilo que já era nosso no início e que desperdiçamos com nossas escolhas.

Quando fui morar em um sítio no meio da Mata Atlântica, em 2015, após ter vivido a maior parte da minha vida em São Paulo, percebi o quanto o meu corpo estava atrofiado. Cada vez que eu precisava dele para fazer alguma atividade cotidiana, ele era capaz de bem menos do que minha mente supunha.

Por outro lado, percebi o quanto as pessoas que trabalhavam no campo, mesmo com a idade avançada, possuíam capacidade física e resistência incríveis. O quanto elas estavam integradas à Natureza e, por mais dificuldades que passassem, eram mais resilientes e felizes do que a maioria das pessoas que eu observava nas grandes cidades.

2. Perdemos a noção de quem verdadeiramente somos

Quando vivemos imersos na realidade de uma cidade grande, muitas vezes nos confundimos com o papel social que desempenhamos — e isso é bem menos do que verdadeiramente somos.

Portanto, se uma pessoa possui status social elevado, tende a se achar muito maior do que de fato é. Tomada pela arrogância e pela ilusão desse plano, esquece-se, aos poucos, de que ela é uma em 7 bilhões de outros humanos, e uma entre trilhões (ou mais) de representantes de outras espécies animais, vegetais e de micro-organismos. Isso sem considerar a possibilidade de vida em outros planetas e galáxias.

Mãos seguram notas de dólares.
Alexander Mils / Pexels

Do outro lado, a pessoa que está na base da pirâmide social muitas vezes se enxerga como muito menos do que é. Desacreditada que é ao longo dos anos em sua própria capacidade de criar uma realidade diferente, percebe-se como total vítima das circunstâncias ou como não merecedora de toda a abundância disponível.

Quando nos reconectamos à Natureza, percebemos nossa real dimensão e nos damos conta de que somos parte desse todo e de que todas as partes possuem importância para a proliferação da vida.

Percebemos que cada um é, ao mesmo tempo, comum e especial. Despertamos uma gratidão por árvores, pássaros, morcegos e por cada pequeno ou grande ser vivo que faz seu papel de maneira muitas vezes invisível, mas sem o qual a manutenção da floresta (ou de outro bioma em questão) não seria possível.

A consciência em cada uma de nossas células, e não apenas no discurso, de que somos parte do todo nos transforma.

3. Desrespeitamos nossos ciclos

Outro problema de viver constantemente em um ambiente artificial é que nos desconectamos dos nossos ciclos.

Como seres naturais, temos necessidade de alternância entre repouso e vigília. Contudo uma vida pautada somente pelas luzes artificiais tende a alterar esse ciclo, diminui a disposição, dificulta o sono profundo e restaurador e aumenta a tendência à insônia.

Desconsideramos os ciclos lunares e o quanto eles influenciam nossas emoções, nossos pensamentos e o próprio corpo físico. Assim como a Lua influencia as marés, modifica nossas águas internas e humores. E o impacto é ainda maior nas mulheres que são, obviamente, cíclicas por causa das oscilações hormonais e da menstruação.

Menina dorme com tecido sobre o rosto.
Ketut Subiyanto / Pexels

Tentamos controlar as estações do ano para termos à nossa disposição sempre a mesma variedade de alimentos e matérias-primas. E, assim, deixamos de perceber a riqueza de cada um desses períodos e a contribuição que podemos receber e ser em cada um desses momentos.

Sair da ilusão da linearidade e aceitar os ciclos da vida nos empodera. Junto com a percepção dos ciclos da vida vem a consciência de que tudo passa, seja o período de escassez, seja o de abundância.

E, assim, aprendemos a desapegar, a deixar ir tudo o que não faz mais sentido sem tanto sofrimento.

Caminho de volta à nossa Natureza

Convido você a fazer o caminho de volta para casa. Reconecte-se com a sua natureza mais profunda por meio da aproximação da Natureza.

Reserve um tempo na sua agenda para pisar na grama, para um banho de mar ou de rio estando presente. Caminhe em silêncio num parque ou bosque. Fuja de vez em quando para um lugar cheio de verde e ar puro. Veja isso não só como um passeio, mas como uma prática de autocuidado.

Traga também a Natureza para dentro de sua casa. Que tal uma horta ou um jardim vertical?

Mesmo um vaso pequeno de plantas tem muito a nos ensinar sobre ciclos da vida, necessidade de cuidado, equilíbrio e beleza.

Outras ideias fáceis de colocar em prática: utilizar ervas e óleos essenciais no seu dia a dia em banhos, aromatizando o ambiente ou em cosméticos naturais.

Tudo isso vai ajudar você a perceber o quanto a Natureza nos nutre, cura e fortalece.

Agora me conta: como é sua relação com a Natureza hoje?

Quais hábitos você cultiva para se reconectar a ela?

Quais está disposto a começar daqui para frente?

Você já se comunicou com plantas e animais? Faça essa experiência e silencie para perceber o que eles têm a lhe ensinar.

Juliana Bernardo

Escrito por Juliana Bernardo

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A NOSSA NATUREZA MAIS PROFUNDA PODE SER DESPERTA ATRAVÉS DA APROXIMAÇÃO DA NATUREZA

AUTOCONHECIMENTO: O SEU CORPO JÁ TEM TODOS OS REMÉDIOS EXISTENTES

O Dr. Peter Liu é acupunturista, médico da medicina Chinesa e tem um recado muito importante para lhe dar, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado. Ele vem desmistificar e desbloquear a AUTOCURA no seu cérebro, mostrando que o nosso organismo já possui todos os remédios existentes e a programação para realizá-la. Então, não deixe de assistir a essa importante palestra que pode mudar completamente a sua vida!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O SEU CORPO JÁ TEM TODOS OS REMÉDIOS EXISTENTES

AUTOCONHECIMENTO: ZONA DE CONFORTO, COMO SAIR DELA, PARTE 5, POR WAGNER BRAGA

Continuando a série de vídeos sobre ZONA DE CONFORTO, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, no vídeo desta sexta-feira, complemento mais um pouco sobre alimentação e zona de conforto. Como podemos mudar determinados hábitos alimentares e melhorar nossa qualidade de vida. Assista ao vídeo e aprenda como melhorar um pouco mais a sua AUTOPERFORMANCE e ser uma pessoal melhor e mais saudável a cada dia!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ZONA DE CONFORTO, COMO SAIR DELA, PARTE 5, POR WAGNER BRAGA

AUTOCONHECIMENTO: OS DESPERTOS NÃO PRECISAM MAIS TER PRESSA, APENAS AGUARDAR

Nesta quinta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO trago mais um excepcional texto do incrível Vital Frosi que fala sobre a importância do véu do esquecimento para o desenvolvimento da consciência humana e sobre situação dos despertos nessa transição planetária, que podem esperar os dias que faltam pois sabemos que eles estão próximos…muito próximos. Convido você a ler o texto completo a seguir e expandir um pouco mais a sua consciência!

Vital Frosi – “O amanhã está próximo”

Amados!

Estamos deixando para trás um tempo que parecia não ter fim. A humanidade da Terra viveu a noite escura que se mostrava infinita. Ela só sobreviveu a longa agonia, porque não tinha a noção do tempo passado e tampouco sabia o que viria no futuro. Nenhuma consciência humana teria suportado a angústia se soubesse quantos milênios e quantas encarnações teria que passar sob tais condições.

Mas o Plano Divino é perfeito e sabedor de cada detalhe e de cada individualidade. Ele sabia o tempo todo o que cada um estava passando e do que precisava. E acima de tudo, ele sempre se esmerou em oferecer condições para que cada Espírito encarnado pudesse sair vitorioso desta incrível experiência de alma.

O tempo todo você lutou principalmente pela sobrevivência, pois a Terra foi preparada para ser um Mundo de Provas e Expiações. É um dos Planetas onde a vibração predominante é a Terceira Dimensão e abaixo disso. Dentro da nossa Galáxia, situou-se predominantemente na sua periferia, na região externa do braço de Órion. Exatamente onde a Luz pouco existiu desde a sua criação.

É nas Sombras que os Senhores da Escuridão têm os seu domínio e o seu controle. Faz parte dos Planos Divinos a fim de que todos possam experienciar a dualidade submetidos ao véu do esquecimento. E aqui eles formaram o seu Império, achando que seriam Deuses e Senhores da Terra.

Tais Entidades Escuras predominaram no Comando desta humanidade, acreditando que seriam eternos. Então eles tinham tempo! Muito tempo! E os encarnados não dispunham de muito tempo, pois cada encarnação estava limitada à algumas décadas. Entre uma encarnação e outra, o Espírito podia ao menos alargar a sua consciência e saber que era imortal. Isso o consolou ao menos momentaneamente.

Mas tudo segue um Plano Maior, exatamente o plano do Criador, pois é ele e somente ele o Senhor da sua criação. E estava determinado que esse tempo não duraria eternamente. Ao contrário do que as entidades sombrias queriam, o tempo está terminando. Agora quem não tem mais tempo são elas, pois o prazo se esgota rapidamente. E nós, a humanidade da Terra, temos tempo. Podemos esperar os dias que faltam pois sabemos que eles estão próximos…muito próximos.

Já atravessamos todos os pântanos e também a longa noite escura da alma. Agora podemos nos dar este tempo de espera sem preocupações extras. Apenas a ansiedade e a impaciência de estar lá ainda nos incomoda. Exatamente no outro lado da ponte que separa as Dimensões que farão da Terra um Mundo não mais de Expiações e Provas. E é daquele lado que já nos vemos. Por isso, relaxe e deguste o sabor da vitória.

Veja como os escuros estão desesperados! Já não encontram mais alternativas para se impor como estavam acostumados. Antes, os véus da consciência humana não permitiam sequer que se pudesse imaginar como era dominada e manipulada pelos trevosos. Mas agora, na medida que a consciência se alarga, tudo se mostra na sua real intenção. O que as palavras não expressam, o sentir se encarrega de mostrar. Não conseguirão mais enganar aquele que desperta desse sono profundo. Os tempos são chegados.

Estamos vendo o porvir e nada poderá impedir aquilo que está chegando! A correria dos escuros é a demonstração do desespero que sentem pela perda do seu poder. Nada mais dá certo nos seus planos diabólicos de manipulação e controle. Mesmo que a verdade esteja sendo censurada em todas as Mídias, nada pode impedir o sentir e nem tampouco a expansão da consciência.

A verdade não se limita às palavras, mas aquilo que é de fato. Uma consciência expandida, jamais volta ao que era antes. E é isso que assusta os manipuladores. Eles estão ficando nus perante à humanidade. Não há mais onde se esconder! Não há para onde fugir! Tudo dá errado para eles agora. Mesmo que não pareça, o tumulto que se vê hoje é a prova disso. Caso contrário, estaria tudo como sempre foi: uma calma aparente e falsa.

Agora temos tempo! Não precisamos correr. Quem precisa correr são os sombrios. Mesmo que seja correr em círculos, pois não há para onde fugir. Todas as saídas através de Portais foram fechadas. O Basta já foi dado! O ultimato para se entregar à Luz também. Só há duas opções: ou aceitam a Luz ou serão capturados e levados ao Sol Central para a dissolução de seus corpos e memórias. Os Anjos Caídos precisam ser reciclados, pois nenhuma criação se perde. Sempre há amparo dentro da Providência Divina.

Agora podemos ver além da poeira da demolição. O cenário que surge é outro, totalmente diferente do velho. Já podemos ver através da consciência alargada, um Novo Mundo e uma Nova Terra. Nada mais será como antes! Mas será infinitamente melhor! O Ciclo se fecha e os velhos Sistemas estão sendo zerados. Reinicia um Sistema Novo onde as Provas e Expiações deixarão de existir. A humanidade da Terra experimentará um Mundo de Regeneração onde nada mais se parecerá com aquilo que era conhecido até aqui. Agora temos tempo para esperar o novo dia! Quem não tem mais tempo, são aqueles que sempre tiveram todo o tempo que existia. Relaxe! Descanse! Comemore! E acima de tudo, confia! Se você chegou até aqui, você é vencedor! O pior já passou! A Luz venceu! Você venceu! Todas as provações foram superadas. Acredite! Agora não é hora de desistir, pois não há mais nada para ser enfrentado. Apenas esperar a poeira baixar!

Eu sou Vital Frosi e minha missão é o esclarecimento!

Namastê!

Autor: Vital Frosi

Fonte: Sementes das Estrelas

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: OS DESPERTOS NÃO PRECISAM MAIS TER PRESSA, APENAS AGUARDAR

AUTOCONHECIMENTO: DESVENDANDO UM DOS MAIORES BLOQUEIOS DO SER HUMANO PARA SE DESENVOLVER, A VERGONHA

Extraído do livro do escritor David Hawkins, Deixar Ir, o texto a seguir aborda “a vergonha”, um sentimento que todo ser humano tem, mas que se acerba mais em uns do que em outros. A vergonha foi citada pela primeira vez no Gênesis, quando Adão e Eva se viram nus, um diante do outro e sentiram “vergonha”. De lá pra cá a humanidade se desenvolveu tendo que conviver com esse sentimento que, muitas vezes, prejudica o desenvolvimento pessoal. Então, convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Níveis de Consciência – Vamos falar sobre a Vergonha?

Mulher com as mãos sobre o rosto.
dolgachov / 123RF

Vamos falar sobre a vergonha? Em nosso último artigo falamos sobre o que são os níveis de consciência e agora vamos descrever cada um desses níveis estruturados pelos estudos científicos do Dr. David Hawkins.

Índice de conteúdo

  • Começamos pelo nível da vergonha
  • Como é possível vencer a vergonha?
  • Aqui vão 10 passos simples e práticos que podem ajudar a vencer a vergonha:

Começamos pelo nível da vergonha

A vergonha é um dos maiores bloqueios do ser humano para enfrentar problemas e se desenvolver. Sentimos vergonha por tantas coisas, como: elogios, por atitudes fora do padrão social aceitável, de voltar atrás numa decisão, enfim, nós nos envergonhamos em diversas situações.

Historicamente, a vergonha vinha do medo de ser banido de um grupo e ser levado ao isolamento. Isso poderia ser comparado com a morte. Esse trauma ficou registrado no inconsciente coletivo e, hoje, a vergonha continua existindo entre nós como um dos sentimentos mais inaceitáveis que se pode ter.

É importante compreender que a vergonha está atrelada a diversas questões como:

  • Crenças;
  • Resistências à realidade;
  • Mentiras.

Como é possível vencer a vergonha?

Aceitação – a vergonha só pode ser vencida quando aceitamos a realidade assim como ela É ou FOI, não resistindo. Melhor ainda se essa aceitação vier com gratidão por haver a compreensão de que essa realidade nos traz uma oportunidade de aprendizado. Aprendendo evoluímos.

Silhueta de homem com os braços erguidos. Ele está de pé sobre uma pedra.
Snapwire / Pexels

As coisas não são como queremos que sejam e quando reconhecemos isso com humildade, tudo é mais leve.

Abrir mão do prazer de ser vítima – prazer em ser vítima? Sim, para o nosso ego narcisista isso é muito agradável. Esse prazer oculto do ego precisa ser rendido, entendendo que essa atenção, amparo e dó recebidos quando nos vitimizamos nos mantêm ainda mais no estado de vergonha.

Aqui vão 10 passos simples e práticos que podem ajudar a vencer a vergonha:

  1. Separar realidade de nossa expectativa;
  2. Identificar o sentimento de vergonha e suas falsas justificativas;
  3. Aceitar a realidade como ela é;
  4. Render os prazeres de julgar, ter certezas mentais e de buscar atenção através de dó ou autopiedade;
  5. Não ser tirano consigo mesmo e “se dar bronca” por sentir vergonha, entendendo que isso vem do ego;
  6. Observar sempre os jogos mentirosos que o ego nos coloca;
  7. Refletir sobre os aprendizados obtidos com uma situação na qual passamos pela vergonha e agradecer a oportunidade;
  8. Corrigir o percurso através do autoperdão, perdoando a si próprio ou pedindo perdão aos envolvidos, reparando os danos;
  9. Se não for possível, apenas faça o processo de perdão mentalmente e continue rendendo os sentimentos de vergonha;
  10. Aceite a si e à realidade como são, em todos os momentos, sem exceções.

Uma boa dica para quem quer se aprofundar no entendimento dos níveis de consciência é a leitura do livro “Deixar Ir” do Dr. David Hawkins, que poderá ser encontrado nesse link da loja virtual da Pandora Treinamentos, que traduziu, com exclusividade, o livro aqui no Brasil.

Pandora Treinamentos

Fonte: Eu Sem Fronteira

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESVENDANDO UM DOS MAIORES BLOQUEIOS DO SER HUMANO PARA SE DESENVOLVER, A VERGONHA

AUTOCONHECIMENTO: APESAR DE TUDO A POSITIVIDADE PREVALECERÁ SOBRE A NEGATIVIDADE

A mensagem deste domingo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é acerca  Devido da dualidade/polaridade do atual mundo 3D e que vivemos, onde vemos as coisas como opostos exatos nas duas extremidades do mesmo polo. No estado atual de sono da 3D em que a maioria dos humanos estão veem principalmente a escuridão – a negatividade que aparenta ser tão prevalente na superfície do planeta. A ideia é juntá-los e fundi-los na UNIDADE que eles verdadeiramente são. Tudo o que está acontecendo no mundo hoje é a liberação daquela negatividade armazenada, pois a Luz está brilhando em tudo o que estava escondido na escuridão. Portanto, não deixe de ler o texto a seguir em sua integridade e expanda um pouco mais a sua consciência!

A ideia é reuni-los e fundi-los na UNIDADE

LIMPEZA DNA ETÉRICO

Mensagem canalizada em 6 de Fevereiro de 2021 – Comando da Frota Galáctica

Amados, nós os saudamos com amor e alegria nesta linda manhã ensolarada. Sabemos que vocês podem não ver a vida na Terra como sendo alegre, devido às circunstâncias ao seu redor e no mundo.

Por favor saibam que o que vocês apenas conseguem ver em seu mundo é o oposto do que vemos do outro lado do véu. Devido ao aspecto de dualidade/polaridade de seu atual mundo 3D, vocês veem as coisas como opostos exatos nas duas extremidades do mesmo polo. A ideia é juntá-los e fundi-los na UNIDADE que eles verdadeiramente são. Do nosso lado, podemos ver que esta Unidade já está começando a acontecer. (Reiteramos: a manifestação ocorre muito mais rapidamente no etérico do que em seu denso mundo físico da 3D. Portanto, o que quer que já tenha se manifestado onde estamos, ainda não aconteceu em seu mundo 3D).

Dito isto, o assunto principal que gostaríamos de abordar hoje é o que é chamado por alguns sistemas de pensamento, ‘Encarando a sombra no coração’. Vocês podem estar pensando, “O que será que isso significa?!” – e nós entendemos totalmente.

Vamos abordar isso mais adiante. Disseram a vocês muitas vezes para terem apenas pensamentos positivos, no intuito de não alimentar as forças da escuridão. A positividade tem sido elogiada por muito tempo como sendo a única coisa amorosa e boa de se sentir e expressar. Portanto, qualquer negatividade tem sido repelida…mas a que custo? Ela não foi realmente afastada – foi apenas suprimida…jogada ainda mais fundo nas camadas inconscientes de seu ser. Isso é o que aconteceu não apenas individualmente, mas numa escala coletiva ao longo de eras de tempo.

Tudo o que está acontecendo no mundo hoje é a liberação daquela negatividade armazenada, pois a Luz está brilhando em tudo o que estava escondido na escuridão. Ela precisa sair e se expressar antes de ser liberada. A verdadeira positividade pode reinar somente quando a escuridão foi revelada e liberada. Isto está sendo feito agora numa escala coletiva massiva ao redor do mundo – e isso é muito bom!

Há dois pontos principais que gostaríamos de abordar sobre este tópico. O primeiro nós já abordamos, sobre o verdadeiro mal que vem reinando neste planeta por eras de tempo e manteve a humanidade da Terra sob seu controle subserviente.

O segundo ponto principal que desejamos expressar é sobre a negatividade inerente no aspecto da polaridade/dualidade criada com o propósito de aprendizagem e evolução na escola do planeta Terra. Os erros que vocês cometem em suas lições experienciais – portanto gerando carma – estão na extremidade negativa do polo. Entretanto, eles são tão necessários na experiência de aprendizado quanto as muitas coisas que vocês fazem ‘certo’…as positivas. De fato, tem sido dito frequentemente que se aprende melhor a partir de um erro do que de um acerto – você nunca esquece um erro!

Assim, quando um erro é feito, é importante reconhecê-lo e fazer algo para corrigi-lo, não é? É aqui que aparece o carma. Em vez de uma punição – a forma como é erroneamente visto – ele é uma ferramenta para auxiliar no processo de aprendizagem. Não é preciso sentir-se culpado pelo erro, como fizeram vocês acreditar…que cometeram um ‘pecado’ e precisam ser perdoados pelos ‘seus modos errados’. É apenas uma lição a ser aprendida. Esta é a forma de aprender, evoluir e graduar-se desta escola terrena…certamente considerada a mais difícil das escolas em todo o universo!

Conforme vocês despertam do sono profundo deste aspecto ilusório do mundo de 3D do planeta Terra, verão mais claramente o certo e o errado de suas vidas atuais, bem como a necessidade do processo de limpeza e purificação…tanto individual quanto coletivamente.

Mencionamos acima sobre ‘encarar a sombra do coração’. É aqui que isso entra. Conforme vocês se viram para o coração e veem a sombra de uma figura temerosa da qual vocês vêm fugindo, verão que ela é apenas a sombra de si mesmos – seus próprios aspectos negativos…na realidade, o lado sombrio mais escuro de si mesmos. De fato, o lado sombra é uma parte da polaridade natural de cada humano 3D com o propósito de experienciar, aprender, crescer…e evoluir!

Isto é o que vai tornar ‘encarar a sombra no coração’ de extrema valia para vocês: primeiramente, ‘reconheçam’ aquela negatividade sombreada…então amorosamente ‘abracem-na’…e finalmente, ‘liberem-na’. É tudo muito simples: RECONHECER…ABRAÇAR…LIBERAR. O mais importante é o liberar. Não fiquem chafurdando nisso; certifiquem-se de liberar imediatamente! E isso requer uma certa dose de confiança ou fé.

Queridos, conforme as miríades de raios de Luz do alto e de dentro estão penetrando sua amada Mãe Terra, um enorme despertar está acontecendo diariamente. No seu estado de sono da 3D vocês estão vendo principalmente a escuridão – a negatividade que aparenta ser tão prevalente na superfície do planeta. Ela parece ser o maior dos pesadelos! Quando vocês despertarem verdadeiramente, verão tudo por meio de um olhar diferente.

Entretanto, o mal deve ser libertado na Luz do amor. E os seus aspectos negativos – tanto individual como coletivamente – devem ser abordados e resolvidos. Deixem ‘A Sombra no Coração’ ajudá-los neste processo…tanto individual quanto como membros da humanidade coletiva.

Enviamos todo nosso amor e Luz para uma maravilhosa experiência de viajar com a Mãe Terra em sua tão esperada jornada de volta à casa para a sua realidade 5D!

Namastê

Dr. Beth Stormont — Fonte: https://eraoflight.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior – Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APESAR DE TUDO A POSITIVIDADE PREVALECERÁ SOBRE A NEGATIVIDADE

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho