AUTOCONHECIMENTO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA NOS FAZ ENXERGAR AS REALIDADES SIMULTÂNEAS

Venho falando aqui sobre a transição planetária, que muita gente não sabe o que é, mas quem acompanha o Blog do Saber sabe sim. Essa transição iniciou há tempos, mas só estamos sentindo agora porque as ondas de frequências aumentaram e não é mais possível permanecer no mesmo lugar, ou seja, no mesmo nível consciencial. Há muitas realidades simultâneas acontecendo ao mesmo tempo nas diversas dimensões. O texto desta sexta-feira na coluna AUTOCONHECIMENTO trata dessas realidades simultâneas cujas frequências vibracionais estão sendo reajustadas para nos desvincularmos das crenças que nos deram segurança porque não funcionam mais aqui. Então, para entender melhor, lhe convido a ler o texto completo a seguir!

Enquanto saímos das energias da tridimensionalidade, condição essa que vem dissipando a ilusão, buscamos nos adaptar às frequências vibracionais potentes que a Terra recebe e emana em sua nova posição cósmica. Na tridimensionalidade mantínhamos muitas realidades na dualidade, tudo era verdade e tudo era certo na dicotomia nós x eles.

Mas, o que é realidade na energia da dualidade?

São muitos mundos que convivem entre si sem interferir no outro. Você se lembra de alguma viagem a um país com uma cultura diversa da sua? Você aprecia, ou não, admira as paisagens, conhece a cultura por meio da arquitetura, dos museus, interage com alguns locais, gosta ou não gosta, mas volta para sua realidade.

Um mesmo país abrigou muitas realidades, a dos pescadores, das prostitutas, dos sem teto, dos gays, dos negros, dos brancos, dos ricos, da fauna, da flora, dos pobres, dos refugiados, enfim, são realidades que se mantiveram sem se chocarem, ao ponto de levarmos nossas vidas, todos nós, focados no nosso próprio bem estar e das pessoas próximas, sem nos importar com as outras.

Conhecemos muitas realidades, muitos mundos, mas voltamos para aquela que temos trocas energéticas similares. Estávamos tão comprometidos em viver as nossas vidas que dificilmente sairíamos da zona de conforto. A transição planetária iniciou há tempos, mas só estamos sentindo agora porque as ondas de frequências aumentaram e não é mais possível permanecer no mesmo lugar, ou melhor, na realidade fracionada em muitos mundos coabitando o mesmo espaço físico planetário, que funcionava muito bem.

Bem vindos às energias da unidade e se você não está bem, eu não posso estar também, não porque sofremos ou nos sensibilizamos com as dores alheias, é porque não existem mais realidades simultâneas, somos todos habitantes da Nova Terra. Por isso, é fundamental reajustarmos nossas frequências vibracionais e nos desvincularmos das crenças que nos deram segurança porque não funcionam mais aqui, é como se jogar numa piscina olímpica sem saber nadar, só causa sofrimento e tragédia.

O exercício da pandemia nos mostrou, sutilmente, o que é unicidade e inter-relação em nível global: se você não se cuida me afeta e se eu não me cuido afeto outros. Muitos de nós compreendemos que estamos imersos num processo universal, mas muitos ainda estão viciados nas velhas energias, estacionados na lógica linear que produziu resultados a partir do esforço e empenho, pessoal e coletivo.

É chegada a hora de rompermos com as expectativas utópicas de que um flash solar vai colocar tudo no lugar e quem trabalha a espiritualidade, as boas ações e sentimentos será presenteado com o bilhete de permanência. A nossa permanência na Terra, nesse momento, se dá por escolha consciente, porque somos inteiros, corpo, mente e alma.

Somos os arquitetos do projeto da nova realidade, basta brilhar a luz que somos e iluminar o caminho de quem escolhe sair dos escombros desses desabamentos simultâneos. A Terra já cuidou das paisagens e da abundância para desenvolvimento da vida, além de nos manter em segurança durante todo seu processo ascensional, cuidemos nós da construção de um mundo inclusivo e compassivo, vibrando amor.

Por Fátima D’Agostino

Fonte: Portal Arco Íris

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA NOS FAZ ENXERGAR AS REALIDADES SIMULTÂNEAS

AUTOCONHECIMENTO: O VERDADEIRO CAMINHO DO AUTOCONHECIMENTO IMPLICA SERMOS FIÉIS A NÓS MESMOS

A nossa REFLEXÃO desta terça-feira na coluna AUTOCONHECIMENTO é sobre FIDELIDADE no sentido mais profundo da palavra. É quando você é fiel ou infiel a você mesmo(a), antes de ser fiel ou infiel com outrem. Quando você é fiel consigo mesmo jamais será infiel com o seu próximo, seja amigo(a), parceiro(a), cliente, família. Então lhe convido a ler o incrível texto a seguir, refletir e tirar suas conclusões!

Ser fiel e verdadeiro consigo mesmo

Mulher sentada, apoiando a cabeça sobre o braço enquanto olha para baixo.

Fala-se muito em traição, e muitas pessoas ficam magoadas por se sentirem traídas por amigos ou companheiros de vida. Entretanto não se pensa que a pior traição é a que se faz a si mesmo.

Sim, isso mesmo! A pior traição é a que se infringe a si mesmo!

Quando se trai a si mesmo?

Existem muitas maneiras de trair a si mesmo, veja alguns exemplos:

  • Um ser humano trai a si mesmo quando deixa de ser verdadeiro consigo mesmo, se autoenganando, não assumindo suas fragilidades e tendo medo de revelar suas potencialidades, enfim, finge ser o que não é.
  • Trai a si mesmo, quando abafa sua natureza por medo de ser quem realmente é.
  • Anula-se para viver em função dos outros, vivendo a vida alheia em vez de assumir a sua própria vida e desenvolver sua individualidade, que, diga-se de passagem, é única.
  • Vive na ilusão e cria fantasias como fuga de não ter coragem de assumir sua realidade e autenticidade.
  • Volta-se unicamente para o externo, negligenciando seu mundo interno ou vice-versa, como forma de anestesiar de suas próprias vulnerabilidades.
  • Vive dizendo “sim” aos outros, quando na realidade gostaria de dizer “não”, e acaba dizendo “não” a si mesmo.
  • Quando não ouve sua intuição e duvida de si mesmo.
  • Deixa-se levar pela influência dos outros, mesmo que não sejam confiáveis, por não confiar em si mesmo.
  • Transfere para o outro a responsabilidade de sua vida, por não se sentir seguro consigo mesmo, e acaba desenvolvendo uma dependência emocional e assumindo o papel de vítima.
Mulher em pé vista da janela de um ônibus à noite.
Foto de João Jesus no Pexels

Como visto, nem sempre ser bonzinho e agradável ao próximo representa de fato ser uma pessoa solidária e empática, por vezes é apenas uma situação de aparência e conveniência que se traduz em falsidade.

Como ser fiel a si mesmo?

Existem atitudes que contribuem para sermos fiéis à nossa verdade:

  • Primeiramente se conheça, observando como você pensa, reage, sente e se comporta frente a cada pessoa e relacionamento.
  • Aceite aquilo que não gosta em você e procure compreender por que se sente assim, ou seja, qual a raiz desse não gostar. Só aceitando o que você considera defeito você poderá sublimá-lo, isso quer dizer transformá-lo para melhor.
  • Lembre-se de que nos defeitos está a força motriz para revelar nossas potencialidades. Exemplo: uma pessoa com temperamento iracundo pode utilizar essa agressividade na conquista de objetivos mais construtivos, isso significa que energia represada pode virar raiva; mas, em contrapartida, bem canalizada pode se tornar determinação.
  • Cuide de sua integridade física, mental, emocional e espiritual. Uma pessoa que se maltrata, não se alimentando e não se hidratando bem, cheia de vícios destrutivos e que vive de mal com a vida, com os outros e com Deus está maltratando a si mesma e consequentemente cometendo um ato de traição a sua alma.
  • Filtre tudo aquilo que pode te fazer mal e se perder de si mesmo, pois você não é vaso sanitário. Não deixe que a poluição e a sujeira, na forma de más vibrações e negatividades, invadam o seu interior, pois te prejudicará, e você estará sendo conivente com isso, a partir do momento em que permite que aconteça.
  • Cultive o seu equilíbrio, fazendo o que promove o seu bem-estar integral, te harmoniza e colabora para que esteja conectado com a fonte divina e com seu espírito. Para isso se desacelere; respire com calma; faça pausas, quando necessário; esteja aberto para aprender coisas novas; respeite o próximo, entenda-se próximo, não somente o ser humano, mas também os outros seres, sejam animais, vegetais ou minerais (sim, também minerais, pois existe energia neles, por isso há vida nesses elementos da natureza).
Busto de uma mulher de cabelos ondulados, cujas mãos estão sobrepostas ao colo.
Foto de Giulia Bertelli no Unsplash

Em suma, o verdadeiro caminho de autoconhecimento implica sermos fiéis a nós mesmos, ou seja, verdadeiros. E assim poderemos demonstrar fidelidade, com mais consciência e lucidez, para com o próximo.

Deise Aur
Escrito por Deise Aur
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O VERDADEIRO CAMINHO DO AUTOCONHECIMENTO IMPLICA SERMOS FIÉIS A NÓS MESMOS

AUTOCONHECIMENTO: SE O MEDO É CONTAGIOSO O AMOR TAMBÉM O É COM A VANTAGEM DE ESTAR NA LUZ E NÃO NAS SOMBRAS

Vamos começar a semana com uma REFLEXÃO maravilhosa na nossa coluna AUTOCONHECIMENTO. Mais uma vez vamos refletir sobre o MEDO. Esse sentimento que faz parte das nossas vidas e nos aprisiona nas nossas crenças limitantes impedindo o nosso crescimento espiritual e emocional. Mas se ele é contagiante o AMOR também o é, com a vantagem de que o amor liberta e está atrelado a luz e não às trevas. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O medo é contagioso e o amor também, o que você escolhe? – Trabalhadores da Luz

O medo é contagioso e o amor também, o que você escolhe?

Mensagem canalizadas em 19 de Junho de 2020 – Arcanjo Haniel

O caminho da guerra, erguer-se e continuar andando com determinação, esse é o caminho de um guerreiro que luta pelo fim de todas as guerras.

Amado humano,

Retornar ao reino da luz e do amor de Deus é o único objetivo ao qual você deve e pode se dedicar totalmente agora.

Até agora, esse caminho costumava ser pavimentado com grandes obstáculos e obstáculos quase intransponíveis. Agora a energia mudou. Uma força nova, leve e luminosa está assumindo os reinados na Terra. Dessa forma, todos os impulsos humanos para a manifestação da luz estão ganhando força.

Hoje, seu desejo interior, seu desejo mais íntimo de paz e felicidade, de harmonia, unidade e liberdade, podem se manifestar.

Tudo o que você precisa é de sua fé imperturbável, sua força de vontade e a coragem de perseverar em situações aparentemente sem esperança.

Hoje, as próprias forças que programaram a transitoriedade nessa matrix mantêm muito efetivamente a ilusão de desamparo. Para fazer os humanos acreditarem que a escolha do Bem não tem efeito e que tudo o que eles podem fazer é se entregar ao destino, uma extensa maquinaria de manipulação foi acionada. Os seres humanos acreditam erroneamente que estão enfrentando essa realidade sem possibilidades de criação luminosa e que estão indefesamente à mercê do curso do tempo.

Você faz toda a diferença!

Esse erro precisa ser corrigido em sua consciência – o que significa seus pensamentos, sentimentos e percepção.

Você faz toda a diferença, porque assim que desperta, a realidade – como você a percebeu até agora – termina.

Crie um objetivo de sempre ter uma conexão interna intacta com o divino. Nunca deixe passar uma oportunidade para neutralizar ou remover qualquer interferência possível.

Estar em contato com sua sabedoria interior, sua verdadeira natureza e seus irmãos e irmãs da luz, é seu cordão umbilical vital que conecta você a tudo e lhe fornece tudo o que você precisa.

Hoje, muitas influências estão em jogo, tentando fazer você esquecer essa conexão interna ou enfraquecê-la na medida em que você não consegue mais perceber nenhum sinal do seu próprio guia interno. Você precisa colocar toda a sua energia na prevenção disso e dedicar-se totalmente a manter intacta a sua conexão com o seu Eu.

Você pode fazer isso através da prática espiritual regular, trabalhando na expansão de sua consciência e limpando seu corpo energético. Além disso, nenhuma ilusão dessa matrix pode continar parecendo verdadeira para você, desde que permaneça conectado à verdade divina.

Essa é a única âncora nesse período que, na parte superior da terra, ainda está cheia de influências negativas sobre o indivíduo. Para encontrar o caminho de volta para si mesmo, você precisa de âncoras espirituais e vislumbres de esperança das quais só pode se conscientizar através da introspecção.

Convertendo o medo em amor

Permita-se esse tempo para introspecção. Coloque-se na posição de uma perspectiva maior da imagem completa. Não seja infectado por eventos e circunstâncias cotidianos que estão causando medo e agitação em todo o mundo. Existe apenas uma doença verdadeiramente contagiosa que infectou toda a humanidade e precisa de cura antes que você possa voltar à luz: o medo.

Essa auto liberação dos humanos está agora predeterminada. Certos medos perdem seu poder e se tornam ineficazes em cada vez mais pessoas. Manipulações em larga escala são reconhecidas como tal por mais e mais pessoas e não são mais levadas a sério. Quanto menos medo e mais amor um ser humano experimenta, mais energia é removida do sistema que se baseia unicamente no medo.

Portanto, não seja infectado por medos, mas absorvido pelo amor de Deus. Assim, seus próprios processos de cura e transformação estão se completando. Depois de se redimir, você resgata tudo junto consigo.

Conscientize-se disso! Os contratempos não devem ser vistos como um obstáculo, mas como uma tarefa de observar corajosamente uma ou outra sombra ou erro. Você está cercado por sua família da luz. Vários planos estão aqui para servi-lo, para que você possa alcançar seu objetivo na Terra e encerrar seu ciclo de encarnações.

Seu renascimento em um planeta tão denso só está previsto se você deixar para trás negócios inacabados – ou se missões mais altas o levarem aqui mais uma vez. Faça um esforço para dar tudo de você! Não preste atenção a nenhum obstáculo e deixe ir o que o liga a este mundo!

Pois a ponte sem retorno só pode ser atravessada sem cavalos e carruagens – apenas pelo cavaleiro. A luz da Criação é onipresente e o amor do Criador é ilimitado.

Eu sou o ARCANJO HANIEL

Jahn J Kassl
Fonte: https://eraoflight.com/ — Camilla Paciello e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SE O MEDO É CONTAGIOSO O AMOR TAMBÉM O É COM A VANTAGEM DE ESTAR NA LUZ E NÃO NAS SOMBRAS

AUTOCONHECIMENTO: APRENDA COMOSE LIBERTAR DOS MEDOS E PENSAMENTOS RUINS COM MONJA COEN

Sábado é dia de REFLEXÃO. Portanto trago mais uma mini-palestra da Monja Coen para a nossa coluna AUTOCONHECIMENTO. Desta vez, ela ensina “como me libertar dos meus medos e pensamentos ruins?”, da sua série de palestras JORNADA DA QUARENTENA. Então lhe convido a assistir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APRENDA COMOSE LIBERTAR DOS MEDOS E PENSAMENTOS RUINS COM MONJA COEN

AUTOCONHECIMENTO: ESCLARECIMENTOS SOBRE O TEMPO E A JORNADA DA VIDA

O texto a seguir na nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta quinta-feira é de extrema sabedoria universal e vem nos esclarecer conceitos essenciais para a compreensão do nosso propósito nessa jornada celestial. Nos lembra que a característica principal da vida terrestre é a impermanência, que tudo muda, tudo gira, logo, tudo passa e nada é para sempre. Também nos ensina o que Darma, Samsara e Impermanência. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

CONVERSANDO SOBRE DARMA, SAMSARA E  IMPERMANÊNCIA

1706 conversando sobre darma samsara e impermanencia
CONVERSANDO SOBRE DARMA, SAMSARA E IMPERMANÊNCIA
Esclarecimentos Espirituais Sobre o Tempo e a Jornada da Vida
Caros irmãos de darma*, a roda da vida gira sem cessar…
Muitas coisas acontecem, tudo muda, tudo gira, logo, tudo passa!
A característica principal da vida terrestre é a impermanência!
Nada é para sempre, tudo muda, a roda gira e tudo passa…
Muitos buscadores, de várias linhas espirituais, costumam dizer que é necessário vencer a roda de Samsara**, pois estar preso em seu giro é uma limitação à consciência cósmica. No entanto, só ficam limitados aqueles iludidos da própria natureza espiritual, que confundem a personalidade transitória e carnal com o espírito universal, que é sempre o mesmo, em essência sutil, por baixo das vestes do corpo e da identidade temporária.
Só os incautos são passivos e permitem que o giro os leve às paragens do ilusório.
A verdade é essa: a roda só esmaga os fracos de espírito, que deixam-se levar pelas engrenagens cármicas*** limitantes.”
Porém, para os iniciados e as pessoas conscientes do vasto potencial espiritual guardado por Brahman**** no templo secreto de seus corações, a roda não é inimiga, é aliada!
Rodar consciente em seu giro é uma coisa, mas girar inconscientemente e ao sabor das ligaduras cármicas é sofrer e se iludir.
O iniciado é amigo da vida, pois sabe que ela é a mesma em todos os planos de manifestação. Ele sabe que o Todo está em tudo, mesmo dentro da roda. Ela gira, mas Ele é a causa de todos os movimentos. Ele é a Causa Primária, o Absoluto, mesmo dentro do giro relativo das coisas e dos seres.
O iniciado aprendeu a respeitar o valor da vida, onde ele é eterno aprendiz. Ele também gira, mas compreende a natureza do movimento e o respeita. Ele desce e entra na roda reencarnatória, mas compreende os motivos e sabe que isso é necessário ao seu burilamento espiritual.
Por isso, não considera a roda como inimiga limitadora, mas como sua professora.
Mesmo na roda, ele conhece a consciência cósmica, pois estuda e vive sob os princípios espirituais da retidão e da inteligência aliada ao Amor e à Luz.
Ele sabe que os mestres invisíveis o guiam no giro, mesmo quando nem ele os percebe diretamente.
Ele gira, gira e gira, mas sabe que fugir da roda da vida não o leva à sabedoria!
Porém, aprender com ela a arte da paciência e do equilíbrio o levará à consciência cósmica no momento certo. No coração do iniciado das artes espirituais já existe um contentamento, um entendimento feliz, um conhecimento de que tudo passa e sua consciência permanece.
O iniciado não foge do darma e o cumpre no giro da roda da vida, onde ele aprende e trabalha.
A roda gira e os fracos se lamentam e choram, como se estivessem abandonados à própria sorte, sem recursos internos e sem esperança na jornada, que, para eles, é sempre dolorida e cinzenta.
Dentro de seus corações, o jogo emocional é denso e há um emaranhado de contradições e desditas, fibrilando o seu equilíbrio vital.
Mágoas, crendices descabidas, desejos de vingança e muito mais vedam os potenciais secretos do espírito, submetendo-o às engrenagens cármicas e corretivas da roda de Samsara.
Quem é fraco gira ao sabor do carma
Quem é iniciado, em qualquer linha espiritual, luta, aprende e se esforça por climas melhores, dentro e fora, na Terra e além…
Quando os que se lamentam não entendem como o iniciado mantém as esperanças, mesmo sob o peso das provas retificadoras, ele se cala e se escora na prece silenciosa e na meditação serena.
Ele sabe mergulhar no eterno, em seu próprio coração.
Ele sabe que o Todo está ali!
Ele sabe que é imortal!
Ele sabe que as coisas passam, como sempre…
Ele conhece e respeita a vida e, por isso, a roda da vida o respeita, pois ela também o conhece!
O iniciado e a roda são irmãos, filhos da mesma expressão da vida que está em tudo. Ela gira e tudo passa, ele gira junto, mas só os seus corpos perecíveis é que passam…
Ele sabe que é consciência imperecível, a essência que sempre existirá, eterna neófita do Todo.
Por isso, o iniciado jamais perde as esperanças.
Ele sabe… Ele sabe… Ele sabe…
P.S.:
“Brahman é o senhor de todos os movimentos.
Ele é o Mestre de todos.
Ele é o fim da saudade do Amor!”
Paz e Luz!
– Os Iniciados***** –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges.)
– Notas:
Darma – do sânscrito, dharma – dever, missão, programação existencial, mérito, bênção, ação virtuosa, meta elevada, conduta sadia, atitude correta, motivação para o que for positivo e de acordo com o Bem comum.
** Samsara – do sânscrito – a roda reencarnatória; o fluxo incessante de renascimentos através dos mundos.
*** Cármicas – do sânscrito, karma – ação, causa – toda ação gera uma reação correspondente; toda causa gera o seu efeito correspondente. A esse mecanismo universal os hindus chamaram carma. Suas repercussões na vida dos seres e seus atos podem ser denominados de consequências cármicas.
**** Brahman – do sânscrito – O Supremo; O Todo; O Grande Arquiteto Do Universo; Deus; O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência, além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-Lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele/Ela é Pai-Mãe de todos.
***** Os Iniciados – grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.
Composto por mentores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.
Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ESCLARECIMENTOS SOBRE O TEMPO E A JORNADA DA VIDA

AUTOCONHECIMENTO: AS DIMENSÕES NÃO SÃO LUGARES GEOGRÁFICOS, MAS ESTADOS DE CONSCIÊNCIA

Nesta terça-feira você terá a oportunidade de tirar todas as suas dúvidas sobre o que são as 3ª, 4ª e 5ª dimensões, como alcançá-las e como é viver em cada uma delas. Por isso lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e tirar as susa conclusões!

O que é a quinta dimensão?

As Dimensões não são locais geográficos, mas estados de consciência. São estágios de vibração de energia, de acordo com a consciência individual, de uma comunidade, de uma sociedade ou da Humanidade.

A expansão da consciência permite acessar Dimensões diferentes, superiores, e leva a criar realidades diferenciadas e mais evoluídas. É possível que mesmo fazendo parte do mesmo espaço e do mesmo tempo as pessoas estejam, então, em dimensões distintas.

A Terceira Dimensão

Na Terceira Dimensão, a percepção se baseia em polos opostos, por exemplo: certo ou errado, bom ou ruim, positivo ou negativo, refere-se à dualidade. O tempo é linear, com passado, presente e futuro, numa mesma direção. A mente possui uma estrutura racional e analítica, que acumula informações para utilizar no momento de decidir ou de opinar, fazendo comparações, chegando a conclusões.

O que é a Quarta Dimensão?

Na Quarta Dimensão, o momento presente é o ponto de poder, no qual o instante do agora é a base para criar novas escolhas e novos começos. Nela temos o poder de escolher conscientemente e iniciar algo a qualquer momento. Vivemos em meio a paradoxos, com verdades contraditórias, que se modificam no tempo, ou seja, o que era verdade antes pode não ser daqui a pouco. Buscamos equilíbrio para alinhar forças opostas. Ela nos sinaliza estruturas mais flexíveis.

A Quinta Dimensão

Na Quinta Dimensão, a característica principal é a reintegração com o Eu Superior, em que são acessados os conhecimentos da alma. Nela o propósito da vida é vivido de forma integral e o sentido espiritual surge como intuição e telepatia. A energia acessada e emanada é a de bondade, de amor, de reverência e de gratidão.

A comunicação é não verbal. Há um aprimoramento do chamado sexto sentido e a sabedoria do silêncio passa a ser vivenciada. A mente espiritual é ativada pela união dos corpos mental e emocional e as escolhas são feitas pela alma e não pela intelectualidade. A consciência sintoniza a vibração da Luz. A harmonia vibracional entre o corpo, a mente e o espírito se funde com todo o Cosmos, e o espaço-tempo nos permite sentir a total e profunda interligação com o Todo, conforme a energia descoberta e divulgada pela Física Quântica.

Com o século 21, entramos na chamada Era de Aquário, que nos traz a necessidade de compreendermos a ideia de união ou a noção de que somos todos parte de um único elemento, interligados e conectados pela mesma energia, todos fomos feitos da mesma “matéria”. Ela sugere elevarmos o nosso grau de consciência para a Quinta Dimensão.

Imagem noturno da universo estrelado representando a quinta dimensão.

Imagem de AJS1 por Pixabay

Como atingir a Quinta Dimensão

Para atingir a Quinta Dimensão, precisamos transcender os sentimentos de raiva, de ira, de ódio e as energias que geram as doenças. É necessário sintonizar as frequências ou acessar as vibrações energéticas do amor, da gratidão e da união para fazermos a transição da Terceira para a Quinta Dimensão.

Sócrates, filósofo grego que viveu por volta de 469 a 399 antes de Cristo, proferiu a frase “Conhece-te a ti mesmo”, e ela nunca foi tão atual. Ele compreendeu a mensagem do Oráculo de Delfos sobre ele ser muito sábio, embora ele discordasse com a frase “Eu só sei que nada sei”. Ele possuía autoconhecimento suficiente para compreender a própria ignorância, o que lhe conferia sabedoria.

A extensão da frase “Conhece-te a ti mesmo e conhecerá o Universo e os deuses” nos revela que ao nos conhecermos, por sermos todos feitos do mesmo material, isso implica em conhecermos o Universo, a nossa origem e a nossa criação. Mais uma vez é a ideia de unidade e conexão.

A energia que compõe todos os corpos se propaga por meio de ondas eletromagnéticas. Há evidências de que o magnetismo da Terra vem diminuindo, provocando uma alteração nos polos magnéticos do planeta. Essa diminuição interfere no acesso aos nossos pensamentos e portanto na capacidade de vibrar e emanar energia, que se transformaria em realidade. É tempo de nos apoiarmos.

Buscar o autoconhecimento, acessando as essências espirituais e descobrir quem se é realmente é uma forma de atingir a Quinta Dimensão, para vivenciar e influenciar outra realidade, mais conectada e coesa com a nossa origem.

Imagem do universo - com o céu estrelado na cor azul representando a quinta dimensão.

Imagem de Lumina Obscura por Pixabay

Outras formas de atingir a Quinta Dimensão são:

  • Desprender-se de sentimentos, como o medo, o sofrimento e a desesperança;
  • Alimentar o sentimento de confiança para agir;
  • Acreditar na responsabilidade por mudar a própria vida e criar as próprias realidades, ser autônomo(a);
  • Entender que a vida é uma troca;
  • Não tentar mudar as outras pessoas, a não ser pelo próprio exemplo, como inspiração;
  • Saber que não é possível controlar as pessoas ou o tempo;
  • Optar pelo diálogo em lugar das brigas e discussões improdutivas;
  • Potencializar soluções e não dificuldades ou problemas;
  • Alimentar sentimentos de admiração;
  • Saber que há vida antes, durante e após a morte;
  • Acreditar que as pessoas se transformam no que elas realmente são e querem ser;
  • Agradecer pelas oportunidades diárias, em vez de reclamar;
  • Saber de sua importância espiritual e portanto não se contentar em apenas sobreviver;
  • Compreender a força poderosa da gratidão como sentimento de alta vibração, capaz de transformar os sofrimentos em cura;
  • Entender que buscar a felicidade é um paradoxo de quem não a possui no momento presente;
  • Saber que a intenção cria realidades, no poder da vibração de energia, pautada pela Física Quântica;
  • Conseguir inverter as vibrações energéticas negativas de forma consciente e eficaz;
  • Valorizar as pessoas em vez das coisas, privilegiando coisas imateriais, como a amizade e a fraternidade;
  • Desprender-se do acúmulo e do consumo desenfreado;
  • Desenvolver agilidade para solucionar problemas e cercar-se de pessoas com as mesmas características;
  • Agir com assertividade;
  • Respeitar verdadeiramente o próximo, sem preconceitos e sem julgamentos;
  • Ligar-se diretamente com Deus e com o Universo Natural;
  • Elucidar as próprias vidas passadas e as futuras;
  • Acessar mentores espirituais por meio da intuição e da clarividência;
  • Ter a convicção de que a Luz prevalece sobre a Escuridão;
  • Compartilhar e não competir;
  • Entender a paranormalidade como algo natural e o mundo extrafísico como parte da Natureza;
  • Estar por inteiro(a) com as pessoas;
  • Saber que vencer na vida significa exclusivamente superar-se;
  • Entender a saudade como um sentimento de reencontro e não de perda;
  • Saber do papel individual de ajuda à alma do mundo;
  • Cuidar do Planeta, mesmo no nível pessoal ou local.

Atingir a Quinta Dimensão não está relacionado com a capacidade intelectual e sim com a capacidade intuitiva e abstrata. Entretanto é necessário o exercício constante para ampliar o nível de consciência e para se desprender de padrões anteriores ou pertinentes a uma dimensão inferior.

Como é a vida na Quinta Dimensão

A vida na Quinta Dimensão nos permite ser conscientes e acessar a sabedoria e as informações relativas ao nosso ser em todas as dimensões, sem distinção, porque estamos conectados com tudo e somos um com o Universo.

Na Quinta Dimensão expressamos mais sentimentos do que palavras e adquirimos uma sabedoria silenciosa. Somos guiados pela alma.

Na Terceira Dimensão o tempo que vivenciamos é pontual, já na Quinta Dimensão ele é simultâneo, permitindo-nos uma perspectiva mais ampla do Universo, na qual podemos acessar as respostas no mesmo lugar em que as perguntas foram feitas e em que podemos enxergar as possibilidades antes mesmo de agir.

Imagem do universo estrelado e a quinta dimensão e ao lado de uma das estrelas uma mancha alaranjada representando o fogo.

Imagem de WikiImages por Pixabay

A sociedade sinaliza a preparação para a Quinta Dimensão

Movimentos de defesa dos direitos das mulheres, das etnias, dos diferentes gêneros ou não gêneros, posicionamentos políticos, mudanças nos hábitos alimentares, econômicos e sociais sinalizam que a sociedade vem se preparando para uma elevação de consciência no sentido de atingir a Quinta Dimensão.

É possível ver uma transformação global quanto a evitar as guerras, a se chegar a acordos, a se buscar o consenso, muito mais insistente do que anteriormente, embora há ainda muito o que progredir.

Há uma consciência sobre o cuidado com o meio ambiente e com a influência humana sobre ele e sobre as espécies.

Uma nova consciência, em diversos âmbitos, vem se acentuando e disseminando a ligação com a essência de Ser, privilegiando o amor-próprio e o amor ao próximo. A Humanidade vem se mostrando cada vez mais solidária.

Por que ainda estamos na Terceira Dimensão?

A Humanidade ainda permanece na Terceira Dimensão, em sua maioria, porque ainda não acessou o grau de consciência para atingir dimensões superiores. A mudança da Era de Peixes para a Era de Aquário trará influências às pessoas, gerando essa evolução de consciência, o que se chama “nova onda”. Entretanto, ao mesmo tempo que temos convivido com pessoas que não sabem utilizar um cartão magnético no banco, teremos a coexistência das diferentes dimensões no Planeta. Quanto mais levarmos a ideia dessa transformação às pessoas, disseminando o que se chama como boa nova, mais criaremos essa ligação para promover um campo de possibilidades em que frutifique esse desejado avanço. Precisamos intencionalmente promover a vibração energética para gerar essa mudança.

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AS DIMENSÕES NÃO SÃO LUGARES GEOGRÁFICOS, MAS ESTADOS DE CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: O KARMA É A ESCOLHA DE SUAM ALMA PARA TRABALHAR CERTOS TEMAS DE REALIZAÇÃO

Neste texto a seguir vamos aprender um pouco mais sobre algo que muita gente tem dúvidas ou não entende muito bem o seja: O Karma. No breve texto a seguir alguns esclarecimentos importantes e fundamentais para o entendimento e desmistificação do assunto.

O Carma e a evolução da Alma | suelilucchidileo

O que é o Karma para a Alma

Mensagem de  14 de Junho de 2020

Quando ouvimos falar sobre o Karma, ouvimos isso através de nosso condicionamento coletivo e ele cai em nós como algo semelhante à punição, ou o universo retribuindo com o mesmo gosto, para ensinar uma lição, com um grande dedo apontando.

E se o que chamamos de Karma é realmente sobre a escolha de sua alma para trabalhar certos temas de realização e descoberta, e, assim, o tema se recapitula em sua linha do tempo atual, querendo lhe trazer bondade ao invés de qualquer tipo de perda?

A origem sânscrita da palavra é ‘ação, trabalho, ação e destino’, nos dizendo algo sobre como nossas ações, trabalho e ações são criadores poderosos que geram um ‘destino’ – algo falado pelos deuses. Aqui, o “Deus” somos você e eu, e a arena de manifestação é nossas vidas.

Nosso Eu Superior não vê dificuldades da mesma maneira que nós, como apenas algo a ser evitado ou superado, mas vê isso como um motivador para que possamos perceber em tempo real a realidade do amor. O próprio divino precisava participar de algo menos que o amor, por isso criou a dualidade como uma maneira de descobrir a si mesmo, e o divino faz isso através de você e eu. Nossos erros são grandes experiências de aprender e sentir o que o divino não podia sentir e apreciar da maneira que queria. Nossas realizações são dramatizações do amor que o amor precisava descobrir a si mesmo.

Quando você sente essa apreciação, sente todo o objetivo do Karma, que é mais, não menos, sobre gratidão, não direito, sobre amor, não medo.

Muito amor,

Raphael Awen
Fonte:https://soulfullheartblog.com/ — Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor  e Editor exclusivos dos Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O KARMA É A ESCOLHA DE SUAM ALMA PARA TRABALHAR CERTOS TEMAS DE REALIZAÇÃO

AUTOCONHECIMENTO: EM BUSCA DO AUTOCONHECIMENTO -2ª PARTE

O destaque deste sábado na nossa coluna AUTOCONHECIMENTO é a 2ª parte da entrevista super esclarecedora com Wagner Borges, destacado pesquisador de Projeciologia e Bioenergia, conferencista, escritor de diversos livros de cunho espiritual e fundador do IPPB (Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas), de São Paulo, a respeito do abrangente tema do autoconhecimento, que propõe o caminho do raciocínio não dogmático e com liberdade de pensamento.

EM BUSCA DO AUTOCONHECIMENTO – 2ª Parte*

1710 em busca do autoconhecimento 2 parte
EM BUSCA DO AUTOCONHECIMENTO – 2ª Parte*
Entrevista publicada na Revista Espiritismo & Ciência – Número 33 – Páginas 28-33; Ano de 2005 – Mythos Editora.

Leia a segunda parte da entrevista com Wagner Borges a respeito do autoconhecimento, propondo o caminho do raciocínio não dogmático e com liberdade de pensamento.

– Qual a contribuição dada pelo Espiritismo no campo do esclarecimento e auxílio ao autoconhecimento?
Wagner Borges – O grande mérito do Espiritismo, na minha opinião como um estudioso de diversos tipos de segmentos, foi ter arrombado o segredo e trazido para um nível popular aquilo que antes era só dos iniciados.
O Espiritismo permitiu à população conhecer a reencarnação e a vida após a morte. Se ele não tivesse surgido como uma doutrina aberta, pública, esses conhecimentos até hoje seriam esotéricos, fechados dentro de grupos, que também são muito bons; porém, a população somente teria acesso por processos iniciáticos. Então, nesse caso, o Espiritismo trouxe a abertura de informações.
Uma outra coisa boa é que quem segue o Espiritismo não precisa passar por nenhum grau iniciático para galgar as informações; tudo está em aberto. Se as pessoas quiserem percorrer esse caminho, poderão crescer muito; esse é o grande aporte do Espiritismo.
Não podemos esquecer também que, para as mulheres, existe a mesma possibilidade de estudo que para os homens, o que mostra o caráter aberto do Espiritismo.
Só precisamos ficar bem atentos ao seguinte ponto: Como no Brasil o Espiritismo se propagou muito, o movimento espírita nem sempre tem ido ao encontro do trabalho de Allan Kardec. Ele nos deixou ideias que precisam estar em constante construção (como o crescimento de um prédio). Os alicerces e fundamentos foram fincados por Kardec, para que esse prédio fosse sendo construído sempre. Mas parece que, em certos pontos, parou no segundo ou terceiro andar e não se consegue sair dali.
Isso não é uma crítica ao Espiritismo, mas ao movimento espírita brasileiro, que o deixou muito preso ao Evangelho. Que me desculpem se eu fizer uma brincadeira, mas se diz nos bastidores que não é mais o Evangelho Segundo o Espiritismo, é o “Espiritismo Segundo o Evangelho”.
Estou dizendo isso porque, em alguns lugares, presenciei o cancelamento de reuniões de desobsessão, que foram substituídas por evangelização. A sessão mediúnica numa casa é uma coisa básica: os espíritos precisam da manifestação; caso contrário, não é uma sessão espírita.
Não são todos os grupos, mas existem alguns que encamparam o Evangelho de tal maneira que se esqueceram dos próprios espíritos. Não é um contrassenso um católico gostar mais da missa do que de Jesus? Da mesma forma, é um contrassenso um espírita gostar mais do Evangelho que dos espíritos. Desse modo, deixa de ser Espiritismo para ser evangelismo.
 Na obra do Kardec, o primeiro livro é O Livro dos Espíritos. No Brasil, o Evangelho pegou mais porque o brasileiro tem essa tendência.
O que eu quero dizer é que precisamos injetar um pouco mais de esclarecimento. Não tenho nada contra o Evangelho, que é maravilhoso, mas só evangelizar não significa esclarecer.
Vou dar o meu exemplo, para ficar mais claro. Quando era jovem, eu chegava aos centros espíritas porque eu tinha minhas saídas do corpo, e aí ouvia: “Ah, meu filho, você precisa ler o Evangelho”. Ora, no Evangelho não tem nada esclarecendo as saídas do corpo, e não me ajudou em nada. Como se quisessem me dizer que, com a leitura do Evangelho, as saídas do corpo cessariam. Um médium, para ser esclarecido, tem de ler O Livro dos Médiuns, além de outros livros de Kardec, incluindo livros de outras fontes.
Sou um grande admirador do trabalho de Allan Kardec e, por isso, me sinto à vontade para fazer essas colocações que, como eu disse anteriormente, não são sobre o Espiritismo.
Precisamos nos libertar do dogmatismo religioso, pois é ele que nos leva ao conservadorismo, como já ocorreu antes com outros segmentos religiosos e doutrinários.
Para finalizar, quando me referi ao Evangelho, não fiz críticas a Jesus, porque ele é fantástico. Porém, quero lembrar que, além dele, temos Krishna, Buda, Maomé e outros, que não podem ser esquecidos.
– Costumamos compreender bem mais as necessidades ligadas aos nossos cinco sentidos. Porém, muitas vezes, a intuição é pouco observada ou percebida. Poderia nos falar um pouco sobre esse assunto e até exemplificar com alguma experiência pessoal?
Wagner Borges – Inicialmente, precisamos separar a intuição anímica ou pessoal de uma inspiração vinda do mentor espiritual. A intuição anímica é uma capacidade que até os animais possuem; no nosso caso, enquanto espíritos que somos, também a possuímos, e é algo independente do auxílio espiritual do mentor.
Já na inspiração, ocorre a interferência mediúnica, um processo bastante sutil que, na verdade pode até ser confundido como uma ideia inteiramente da própria pessoa.
Independentemente da origem de uma ideia – se ela veio de dentro ou de fora – precisamos aprender a percebê-la, pois, com essa percepção, podemos mudar situações e acontecimentos de acordo com o que ela esteja nos apresentando.
Existem situações em que afirmamos: “Puxa, segui a minha intuição e quebrei a cara”. Normalmente, essa não era, na verdade, uma intuição. Quando ficamos um mês pensando em como vamos resolver um assunto, ele pode ter se tornado uma questão revestida pela razão, pelo intelecto.
Costumo brincar com isso dizendo que o pensamento “vai no varejo”, e a intuição “vai no atacado”, porque é em bloco que se processa a ideia.
Conforme podemos perceber, a intuição percorre um caminho que sempre irá beneficiar o seu progresso, mas se revestirmos de razão e pensamento, distorceremos a intuição e, às vezes, até a culparemos caso alguma coisa tenha dado errado.
A intuição sempre está certa; é o pensamento que estraga tudo. Interpretar a intuição é o que gera a distorção. O que se deve fazer é ouvir a intuição com o coração aberto, para que, ao recebê-la, a pessoa possa saber que é aquilo.
– Por que as pessoas não escutam a intuição?
Wagner Borges – Porque elas estão sempre com os sentidos voltados para fora, como já dizia o Buda. A maioria das pessoas está sempre mergulhada nos cinco sentidos, que trazem as informações de fora. Com isso, não há tempo de elas mergulharem num sexto ou sétimo sentido, que é onde vai “cair a ficha” da intuição.
Quando estamos voltados para os cinco sentidos, a intuição até aparece, mas a pessoa não a escuta porque o ruído sensorial desses sentidos a leva para fora, e ela não para – e, por isso, nada percebe. Uma pessoa, por exemplo, que passa o dia todo olhando para isso e aquilo e só fecha os olhos para dormir; ao fechar os olhos na tela mental, ficam milhões de ideias ou imagens “pululando” enquanto ela cai no sono.
Aí fica a sugestão: que tal tirar uns quinze minutos todo dia para fechar os olhos sem ser para dormir? E para que isso? Porque, após mais ou menos uns três meses, se essa pessoa se acostumar a fazer essa prática todos os dias, talvez “caia uma ficha”, uma intuição, nesses minutinhos em que se propôs a fazer uma “pausa interior”.
Essa é uma prática tão simples que pode ser feita até no chuveiro, após um dia de trabalho. São apenas quinze minutos de silêncio e olhos fechados, nos quais a pessoa se dedica a “baixar os e-mails” do plano espiritual.
O silêncio interior é fundamental na vida das pessoas; não dá para fechar os olhos só na hora de dormir. Quando nossa mente se acostuma, depois de um tempo aprende que é possível captar esse algo a mais que a vida nos proporciona, e que não percebemos apenas por falta de treino.
Outra importante observação a fazer, também relacionada à intuição, é que, ao sairmos do corpo físico durante o sono, muitas vezes conversamos com o mentor espiritual; porém, ao acordarmos, não nos lembramos de nada. Tudo o que acontece durante esses encontros fica registrado e, às vezes, surge no decorrer do dia na forma de intuição. Todos nós possuímos esse mecanismo.
O que é bom sempre deixar claro é que nenhum mentor diz o que a pessoa deve fazer, porque a vida carnal é uma experiência. Se ele nos dissesse o que fazer, equivaleria à situação em que o professor, no dia de uma prova, dá a cola ao aluno. Na verdade, ele nos auxilia dando ânimo e força para superar alguma dificuldade e, no máximo, uma pista a partir da qual podemos observar determinados pontos com mais profundidade. As dicas são para que se possa correr atrás da resolução daquela prova.
Ao longo de minha vida, tive muitas experiências intuitivas, tanto anímicas quanto mediúnicas, e que me fizeram mudar uma decisão na última hora. Quantas vezes já me aconteceu de lembrar, logo ao voltar para o corpo físico, que alguém me havia dito alguma coisa importante, mas absolutamente não conseguia saber o que era. Ao longo do dia, de repente, aquela lembrança vinha num estalo e, em muitas situações me afastou de problemas sérios.
Uma delas, por exemplo, ocorreu quando estava caminhando e fui desviado de entrar numa rua, virando inadvertidamente para outra; um minuto depois, escutei um tiroteio. Soube que morreram dois transeuntes.
Outro fato bastante interessante que também ocorreu comigo foi quando entrei num mercadinho para fazer compras sem que precisasse; de repente, me deu vontade de entrar no mercado, e não tive dúvida: entrei. O mais engraçado é que, depois, eu parecia um zumbi; estava totalmente aéreo, porque não tinha motivo para entrar lá. Como eu moro sozinho, estou acostumado a comer coisas como miojo; peguei alguns e mais umas coisinhas, mas não sabia o porquê de estar ali. Simplesmente segui a minha intuição. Fiquei no supermercado um bom tempo e só quando fui para a fila do caixa é que eu entendi o que estava fazendo lá. Uma senhora de bastante idade se aproximou de mim, muito magra, quase sem carga vital; com uma mancha escura acima do chacra no alto da cabeça – o coronário. O que queria me mostrar aquela situação? Em pouco tempo, aquela senhora iria desencarnar; sua vida estava se esgotando. Quando seu olhar cruzou com o meu, percebi nitidamente que havia sido levado àquele mercado pelos mentores extrafísicos, para que eles pudessem puxar minhas energias e energizá-la um pouco até o seu desencarne.
Nem eu nem ela sabíamos o que estava acontecendo. Somente o olhar dela dizia tudo e, de mim, saía ectoplasma, bocejos, lágrimas dos olhos, como numa sessão mediúnica. É claro que ninguém no supermercado percebeu; apenas eu e os amparadores espirituais. Um deles me fez um sinal, como se estivesse me agradecendo, e aí entendi que tanto eu quanto aquela senhora havíamos sido levados até lá, por eles, para essa tarefa. Não há nada que possamos intuir que Deus já não tenha intuído há muito tempo. Com isso, não há nada que seja original; o “direito autoral” é sempre do Criador.
Nossa vontade, porém, é soberana, anímica; quando decidimos algo, realmente sonos nós que decidimos.
– Sabemos que os espíritos mais elevados possuem uma energia mais pura e sutil. Sendo assim, se buscarmos a evolução espiritual pela lógica, deveremos sutilizar nosso campo energético. Como podemos atingir essa mudança?
Wagner Borges – Se a nossa aura reflete o que pensamos e sentimos, é claro que pensamentos e sentimentos mais nobres já purificam e sutilizam a aura. Estamos aqui falando de energia.
Então, seguindo o que Jesus nos recomendou: “Orai e vigiai”; o orar não significa fazer todo dia dez salmos 23, ou rezar cinco Ave-Marias e cinco Pais-Nossos.
Precisamos entender o ato de orar como uma conexão com algo superior. E o que seria esse “algo superior”? Aí depende, porque, para um cristão, é Jesus; para um budista é o Buda; para um islâmico, é Maomé; para o chinês, é Lao-Tsé; e para o hindu é Krishna.
Cada uma dessas referências é superior e pode ser usada como melhor convier às pessoas. E quem não tem referência alguma? Pense no sol, no universo ou em algo grandioso da criação, para poder se ligar com algo maior.
Esse é um trabalho a ser feito e que levará muitas vidas, porque o pensamento e o sentimento não melhoram de repente. O “vigiai”, ao qual Jesus se referia, não é vigiar a vida alheia, e sim vigiar os próprios pensamentos e sentimentos; é autopoliciamento.
Em ralação a essa questão, estudando a sabedoria dos celtas, aprendi que, quando fazemos o policiamento mental, estamos fazendo a ronda, sozinhos. Por isso é tão difícil; porque dá trabalho policiar a própria mente.
Já que citei os celtas, é bom lembrar que Allan Kardec é um pseudônimo celta, passado pelos espíritos. Eles esclareceram ao próprio Kardec que, em vidas anteriores, ele foi um sacerdote druida, do povo celta, e que seu nome era Allan Kardec.
Muitos espíritas não sabem disso. O povo celta acreditava na vida após a morte e em reencarnação, e essa herança foi trazida pelo próprio Kardec, que se preparou antes no mundo celta para depois reencarnar na França, como organizador e codificador do Espiritismo.
– No que consiste o despertar consciencial?
Wagner Borges  Essa pergunta é meio difícil de responder, mas posso dizer o seguinte: o despertar de uma consciência é como o nascer do sol; não faz barulho algum. Não escutamos o som do nascer do sol, como também não conseguimos escutar o som do despertar de uma consciência.
Nesse plano físico, ninguém vai perceber um acontecimento desse tipo, mas em outros planos, vão perceber que a sua luz aumentou, é como uma supernova consciencial (um termo que certa vez um mentor espiritual usou para me explicar que uma consciência despertou, e não é mais aquela “coisinha”; é uma explosão de luz, um acontecimento magnífico).
Não há um valor no plano físico para mensurar o nível de despertar de um outro ser humano, porque os valores que cada um de nós tem são sempre relativos. Aqui na terra podemos observar que o que é valioso para uma cultura pode não ser tão importante para outra; o que é moral numa cultura, pode ser imoral em outra. De uma coisa podemos ter certeza: o despertar da consciência traz sempre a maturidade, e não é a maturidade relacionada à idade, mas sim a maturidade espiritual, aquela que não abafa a criança interior, porque ela é riso, é dança, é alegria.
Quem é maduro permite-se rir, cantar, ser artista e fluir na vida, sem travas nem repressões. O despertar começa a surgir principalmente na parte emocional. O equilíbrio emocional é fundamental para a conquista da serenidade. A serenidade, junto ao amor profundo, desperta o chacra do coração.
Não disse que era uma resposta difícil? O despertar do chacra do coração, por exemplo. Vou explicar e tentar passar o que aconteceu comigo mesmo; é um estado de consciência e de alegria perene. Nós nos tornamos uma pessoa alegre, mesmo que estejam rolando coisas difíceis em nossa vida. A predisposição é de alegria e independe de tragédias ou coisas boas que estejam acontecendo. É um estado íntimo que não se sabe de onde vem.
Parece que acessamos, como espíritos, um certo nível que não nos permite mais cair numa tristeza, mesmo que tudo em volta de nós possa motivar isso. Uma paz interior toma conta de nós. Talvez seja aquela à qual Jesus se referiu quando disse: “Minha paz não é desse mundo”.
A paz deste mundo em que vivemos é um intervalo entre guerras. Quando afirmamos que estamos em tempo de paz é porque não estamos em guerra.
Jesus falava da paz que vem de dentro, e aí fica a pergunta: Mas de onde vem isso? Não sabemos dizer; foi um véu que se desvaneceu, uma sombra que saiu do seu coração e que se tornou de ouro. É uma virada em nossa vida e não há treino para isso. Simplesmente acontece, após os esforços que vêm sendo feitos na vida. Quando esse sentimento se abre, você é possuído pelo próprio coração. Eu não estou falando de uma forma romântica ou piegas, não. Somos realmente possuídos por uma profundidade de coração. Ficamos generosos, não conseguimos mais acumular ódio.
Com a mágoa acontece a mesma coisa: ficamos aborrecidos naquele momento em que nos fazem algo, mas dali a pouco, já passou. Esse sentimento de despertar também tem a ver com nossa meta existencial, porque quando nos sentimos encaixados com nossa meta de existência, nós nos sentimos completos, plenos.
Por exemplo, eu me sinto muito completo porque eu trabalho naquilo que eu gosto e faço coisas que me realizam na parte espiritual. Não sou um missionário, mas sei que vim fazer isso; sou apenas um ser humano. Tenho defeitos, mas sei que também possuo essa coisa boa, que é passar para as pessoas certos conhecimentos, e isso me deixa feliz e pleno.
Cada pessoa – quando exerce o talento que veio realizar, independentemente de família, de estar casado ou solteiro – na China, no Brasil ou em qualquer lugar – sente que é ela mesma. O médico que veio para exercer a medicina só irá se realizar se for médico. Com um artista, a mesma coisa; um músico, um engenheiro. As pessoas vêm com talentos e são treinadas, talvez como espíritos, e se elas se desviarem desse talento, sofrem e não se encontram.
Há um desencontro dentro delas mesmas. A mesma coisa acontece num relacionamento afetivo. Às vezes, só para não termos de ficar sozinhos ou por medo, ocupamos o espaço vazio com alguma outra pessoa. Não é horrível? As pessoas encontram muitas formas para ocupar o espaço vazio de suas vidas e se desviar do que vieram fazer, mas nunca estarão plenas nem felizes enquanto adiarem.
– Muitas vezes, não é fácil encontrar respostas para nossas dúvidas existenciais, e precisamos de facilitadores, ou mesmo de ajuda terapêutica ou psicológica. Com sua vasta experiência como estudioso, pesquisador, escritor e facilitador das questões espirituais, quais são, na sua opinião, as práticas mais eficazes no processo de autoconhecimento espiritual?
Wagner Borges – Sem dúvida alguma é a meditação. Ela é fundamental porque funciona como autoterapia e é a mais profunda que existe, pois permite o encontro consigo mesmo.
Sinto muita pena do pessoal que pensa que meditação é algo oriental e não se permite fazer. A meditação é um mergulho dentro de si mesmo, no qual a pessoa pode se autoconhecer, estabilizar-se por dentro, sentir-se melhor.
O erro que muitos orientais cometeram foi o excesso, porque na meditação eles foram tão para dentro de si que esqueceram a vida de fora. Já os ocidentais ficam tão “para fora” de si, que se esquecem que têm um mundo dentro deles.
O ideal é sempre o equilíbrio. Quando meditamos, ficamos mais serenos, mais alinhados, e podemos enfrentar o mundo com um coração mais cheio de luz. Porém há pessoas que chegaram a um tal ponto que se sentem perdidas e precisam de apoio psicológico. Nesses casos, concordo que realmente precisa haver um acompanhamento, mas existe muita gente que está sendo “terapeutizada” em excesso e que poderia, por uma via espiritual, ter encontrado seu equilíbrio. Conheço tantos médiuns que estão com a mediunidade aflorada e tratando isso como distúrbio psicológico. Mas é, na verdade, mediunidade! Se estivessem cuidando de sua mediunidade, estariam bem e se sentindo plenos.
Também há o contrário acontecendo por aí, nos centros espíritas e outras casas em que as pessoas com distúrbios psicológicos estão sendo tratadas como médiuns. É preciso haver um bom senso para saber o que é mediunidade e o que é esquizofrenia. Logicamente, aquelas pessoas que já se encontraram consigo mesmas podem descobrir outras ferramentas e, através delas, evoluir. Não estou, de modo algum, tirando o valor de uma terapia. Cada caso é um caso.
– Notas:
* A primeira parte da entrevista foi postada como texto 1709.
Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: EM BUSCA DO AUTOCONHECIMENTO -2ª PARTE

AUTOCONHECIMENTO: UM SALTO QUÂNTICO DA DIMENSÃO DAS ILUSÕES (3ª) PARA A 5D

Trago mais um texto super esclarecedor, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, sobre a quinta dimensão, para aqueles que ainda não entenderam o que seriam essas diversas dimensões (3ª, 4ª, 5ª, etc.) em que nós humanos vivemos, as quais muitas pessoas associam erroneamente a planos físicos. Na verdade essas dimensões são planos, mas não planos físicos e sim planos conscienciais evolutivos e vibracionais. Portanto lhe convido a ler o artigo completo a seguir para ter melhor noção sobre o assunto e desta forma dar um salto quântico no processo de expansão da consciência.

Libertando-se das ilusões e entrando na 5D – Trabalhadores da Luz

Libertando-se das ilusões e entrando na 5D

Mensagem de 6 de Junho de 2020

O mundo está experimentando uma consciência de quinta dimensão. As pessoas estão acordando da 3ª para a 5ª dimensão e estão experimentando a consciência da unidade.

O “eu” na 5ª dimensão não é um ego, mas é “unidade”, refere-se a tudo – amor, harmonia, tranquilidade, bem-aventurança e alegria nessa dimensão.

Tudo se torna mais rápido e mais forte nesta dimensão. Os pensamentos, frequência e vibração são rápidos. Ocorre quando alguém está alinhado espiritualmente com o universo. É uma compreensão profunda da natureza da existência.

A quinta dimensão não é outro lugar; está aqui e agora. Também podemos experimentar nossas realidades de 3ª e 4ª dimensões, enquanto também experimentamos a 5ª dimensão.

Alguns estão experimentando isso agora, enquanto outros estão demorando para acordar. Você pode dizer quando está experimentando quando essas características se dissolvem; Ego, orgulho, raiva e ódio.

A Quinta Dimensão não tem lugar para eles

Estando neste estado, você percebe que tudo que você conheceu em sua existência faz parte de uma consciência – unidade. Seu chakra do coração é ativado e, pela primeira vez, você experimenta uma felicidade total.

Você está mais sintonizado com sua intuição; como seu terceiro olho se abre. Com sua nova visão, você percebe que agregar valor aos outros é muito mais importante do que qualquer coisa que você possa obter.

Você entende que todos fazemos parte da mesma criação, seja o que for que co-criarmos juntos, se materializará.

3D para 5D – Consciência da Quinta Dimensão
Primeiro, você precisa saber que não é inferior estar na terceira dimensão. Todo mundo tem uma jornada espiritual diferente, e todas as dimensões estão aqui para nos ensinar uma lição.

É tudo sobre a percepção do pensamento que decide o que acontece na realidade. Na 5D, seu processo de pensamento e conhecimento sobem outro nível.

Terceiro Chakra – Plexo Solar
O mundo na 3D está mais conectado ao terceiro chakra (plexo solar), que tem tudo a ver com poder e identidade pessoais.

É focado na dualidade. O que é certo e o que é errado, bom ou ruim, normal ou anormal. As pessoas têm uma abordagem lógica para fazer as coisas. Eles se concentram no resultado e estão trabalhando para melhorar seu futuro.

O eu egoico desempenha um papel vital na 3D. Muitos querem realizar seus desejos e farão qualquer coisa por isso. Alguns jogam a carta da vítima. Sem dor, eles não saberiam o que é felicidade. Sem o mal, não haverá bem.

Da mesma forma, experimentamos muitas emoções no mundo materialista, que é uma escada para a 5D. O amor na 3D é amor egoísta e condicionado.

Enquanto na 5D, toda ação vem do amor, como uma folha morta pode não sobreviver à alta vibração do fogo. A mesma regra se aplica na 5D; o medo não tem chance nas vibrações mais altas.

Se alguém sentir medo enquanto estiver na 5ª dimensão, o nível de vibração cairia para o próximo nível (4D); é apenas na quinta dimensão que podemos manter a aceitação e o amor incondicionais.

Removendo a ilusão da separação e Aceitando o Amor na 5D
É preciso paciência e muito trabalho interno para chegar a esse ponto. Antes de avançar para as dimensões mais altas, você precisa entender as dimensões mais baixas.

Aqui estão dez dicas que podem ajudá-lo a aumentar sua vibração:

  1. Filtre sua mente subconsciente. Sua mente subconsciente carrega muitos pensamentos e emoções do passado, o que afeta seu padrão de pensamento atual.
  2. Cure a si mesmo e você pode curar os outros. Depois de aceitar toda a dor, medo e dores do passado, deixe-os ir. Você pode então iniciar uma nova jornada em direção ao crescimento espiritual.
  3. Perdoe os outros por suas ações. Eles fizeram isso a partir do seu nível de consciência. Você não passou pela jornada deles.
  4. Não leve nada para o lado pessoal.
  5. Faça o que seu coração diz. Seja apaixonado e trabalhe nos seus sonhos.
  6. Pense em situações em que todos saem ganhando.
  7. Concentre-se nas coisas que agregam valor a você e a sua vida.
  8. Medite e tente estar no momento presente.
  9. Seja da natureza. Sinta a paz e a serenidade; isso vai te aterrar.
  10. Seja positivo. Faça amizade com pessoas que aumentam sua positividade.

Sinais de que você está na consciência da quinta dimensão

  1. Você está mais presente do que nunca. Viver o momento é o seu novo mantra. O passado e o futuro não importam para você. Você entende o poder do agora.
  2. O tempo desempenha um papel valioso em sua vida. Sua percepção do tempo muda, parece que o tempo diminuiu.
  3. Seu sistema de crenças muda. Você se desapega dos pensamentos e padrões conservadores da sociedade.
  4. Você começa a ser grato pelo que tem.
  5. Criticar e humilhar os outros não é sua xícara de chá.
  6. Você se distancia das pessoas que drenam energia e atrai pessoas que têm a mesma vibração que você.
  7. Seus desejos estão se manifestando mais rapidamente do que nunca devido às altas vibrações.
  8. Às vezes, pensamentos do passado entram em sua mente, mas você os aceita e os deixa ir.
  9. Você entende que a razão de todos fazerem isso é um reflexo e uma percepção de si mesmo.
  10. Você segue sua paixão e deixa de ser o povo mais agradável.
  11. Você sempre confia em sua intuição.
  12. Seu corpo passou por uma ativação do corpo de luz e você é mais flexível em movimento e confia no fluxo.

Conclusão
A quinta dimensão é um maravilhoso estado de consciência. Quando você alcançar esse estado de ser, será o período de ouro da sua vida.

Quais são seus pensamentos sobre a consciência da 5ª dimensão?

Kash e Susan
Fonte: https://www.spiritualunite.com/ — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: UM SALTO QUÂNTICO DA DIMENSÃO DAS ILUSÕES (3ª) PARA A 5D

AUTOCONHECIMENTO: ENTENDA O QUE É A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E COMO IDENTIFICAR

O artigo a seguir nesta coluna AUTOCONHECIMENTO desta quinta-feira é uma daquelas gratas surpresas que acontecem até para quem é buscador como eu. Uma super aula sobre Transição Planetária, com esclarecimentos preciosos sobre vibração, frequência, energias, malha de calibração, centros energéticos e como funciona tudo isso nessa transição. Portanto, não perca essa oportunidade, leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Transição Planetária: Sintomas, Evidências e Dicas

Um artigo escrito por Vanessa Queiroz

Olá querido leitor(a),

Venho neste artigo compartilhar conhecimentos sobre a Transição Planetária.

Em nosso dia-a-dia observamos sintomas que nos possibilitam notar evidencias de que esta Transição acontece aqui e agora.

É importantíssimo saber mais sobre o momento que estamos vivendo. Existe uma outra realidade, que não é televisionada, mas que está acontecendo. Este artigo foi feito para ajudar a tirar o véu que cobre a visão, o véu 3D, que nos impossibilita acessar quem somos realmente.

Separei este artigo em 5 capítulos: O Planeta, O Ser Humano, Sangramento Áurico, 6 Dicas para Uma Transição Mais Tranquila e Pergunta Importante: Quem É Você?

Vamos lá?

O Planeta

“Transição Planetária, imagine… tudo ao seu redor, cada molécula está se alterando, mas nem sempre é visível aos olhos de todos”

O Planeta está passando por uma mudança de frequência vibracional que acarretará na Transição de 3ª para 5ª Dimensão. Por mais que esta transição possa parecer desafiadora, pois exige grandes mudanças, afirmo que esta Transição é uma boa notícia.

A 3ª Dimensão é composta de estruturas, regras, vibrações, pensamentos e emoções específicas. Uma delas é o medo, o sentimento mais paralisante que existe e que foi e é responsável por muitos dos desequilíbrios ao redor do mundo e do ser humano.

O conceito que mais me chama atenção na 3D é o de Separação e Dualidade. Ao longo da história nos programaram para entender que existem raças, nações, o certo e o errado, o bem e o mal… e mais uma vez, desequilíbrios ao redor do mundo se manifestaram por conta deste conceito. Estamos falando de um conceito que prega que um é melhor do que o outro, um conceito que por si só gera conflitos e desarmonias em todos os âmbitos.

Esta transição fará o Planeta ascender, a 5ª Dimensão se instaurará e com ela a vibração do Planeta começará a se estabilizar ao ponto que a humanidade ascenderá também.

O que cabe a nós é ter consciência que este movimento de mudança/transição do padrão energético e vibracional do planeta é sustentado por nós.

O Ser Humano

Você sabia que o Ser Humano possui um Campo Eletromagnético? Podemos chamar este campo de Malha de Calibração Universal®, ela é responsável por sustentar o nível de energia do Ser Humano.

Cada Ser Humano possui uma Malha, mas toda Malha tem uma estrutura comum. Possui dois Centros de Energia base: Um a 60 cm abaixo dos pés, chamado de Centro de Baixo, e outro a 60 cm acima do topo da cabeça, chamado de Centro de Cima. Estes Centros são os responsáveis por conectar o que você manifesta como Ser Humano Universal, pois estão diretamente ligados ao seu canal central de energia. Além disso possui fibras de luz fundamentais e estabilizadoras que os acompanham registrando suas experiências emocionais, mentais e psíquicas de passado, presente e futuro, além da troca de energia com o mundo nas experiências de dar e receber.

Sempre falo que ter consciência da sua estrutura energética é fundamental para saber Quem Você Realmente É.

Agora, como fica esta Malha de Calibração/o Campo Eletromagnético do Ser Humano na transição de 3ª para 5ª Dimensão?

Esta transição acontece com muitas mudanças externas que provocam uma grande mudança interna. Nos encontramos em um tempo em que é preciso questionar: O Que É Ser Humano?

Hoje mais do que nunca é preciso internalizar questões que antes externalizávamos. O Ser Humano está passando por uma mudança de paradigma onde se é exigido um novo olhar para a própria vida. Ao passo que esta transição acontece, tudo a volta do Ser Humano muda. O que era certeiro, não mais parece tão certeiro assim. Um emprego que antes “pagava as contas” mas não trazia realização, deixa de existir. Um relacionamento falido, mostra-se impraticável. O Ser Humano está lidando intimamente com o desapego e a necessidade de lembrar Quem ELE realmente é em sua Essência Divina.

“Estamos em constante estado de calibração. Existe uma sabedoria que calibra o nosso sistema para que possamos sustentar mais luz. Sustentar o ‘peso’ da luz. Atenção as pessoas que sentem cansaço ao longo do dia, ou perdido e sem rumo, ou que sentem que não recebem o suficiente… Isso pode significar que existe algo em desequilíbrio em sua Malha Energética. Se empodere deste saber, tenha consciência do funcionamento de sua Malha de Calibração Universal®

Pois bem, com tudo isso somado: a mudança externa que provoca mudança interna + questionamentos que provocam novas sensações e emoções + novas práticas, o resultado é uma Malha em transformação assim como o Planeta.

A Vibração, a Frequência e a Quantidade recebida na Malha de Calibração de cada um aumenta.

No que acarreta esse aumento de Energia na Malha de Calibração?

Sangramento Áurico

O Sangramento Áurico é um termo usado por Metraton e significa uma fissura, uma rachadura, no Campo Eletromagnético de um Ser Humano. Este ferimento na Malha de Calibração acontece não só quando fazemos um mal uso de nossas energias, ou quando cuidamos mal da saúde do nosso corpo, expondo-o aos agentes nocivos da 3ª dimensão, mas também quando recebemos energia além do que a Malha pode suportar.

A transição Planetária acarreta um movimento de lembrança de Quem Somos como Seres Divinos e Cósmicos. Esse movimento é encapsulado em forma de “Downloads” de energia em nossa Malha.

Agora, se a Malha de um Ser Humano não está fortalecida o suficiente para este processo de recebimento/download de Energia, ela fissura causando o Sangramento Áurico.

Lembre-se, este processo de integrar mais de Quem Somos é importantíssimo para que possamos manifestar o que viemos fazer de fato neste Planeta. Trata-se de um lindo e transformador movimento que deve ser celebrado e que requer atenção.

Compartilho com vocês alguns sintomas do Sangramento Áurico:

  • Com a fissura na Malha de Calibração começa-se a perder energia (uma vez que se recebe energia, mas se perde parte ao mesmo tempo). De maneira simplificada, é como ter um vazamento na sua casa. Isso invoca uma sensação de “falta” e “perda de controle”.

  • Com a fissura ocorre o enfraquecimento do campo eletromagnético desencadeando desequilíbrios psíquicos como ansiedade, depressão, irritabilidade, queda/oscilação de humor e esgotamento físico. Estes sintomas podem ser rotulados pela pessoa que passa pelo processo como “Cansaço”, muitas vezes repetindo a frase: “Nossa, estou cansado(a)” várias vezes ao longo do dia, seja verbal ou mentalmente. Este “Cansaço” se espalha em todas as áreas da vida.

“Uma fissura na Malha Energética faz com que a energia de um ser vase. O que isso quer dizer? Imagine que a energia que flui na sua malha é divina e é quem você é em sua divindade. Quando se tem um vazamento, perde-se energia, por consequência faz com que esqueçamos quem realmente somos como seres divinos. Isto acarreta em uma série de problemas, alguns chamados de “problemas do século”. Imagine como é viver em uma casa com vazamento o tempo inteiro”

6 DICAS para uma transição mais tranquila

Agora que você sabe que você faz parte do movimento de Transição Planetária, compreende que sua vida passará (se já não passou ou está passando) por mudanças vibracionais por conta da transformação da frequência do Planeta. Estas mudanças vibracionais são responsáveis pela sua realidade como é hoje.

Compartilho com vocês 6 DICAS para tornar esta Transição Planetária mais tranquila:

  • DICA 1 Beba Água: parece uma dica simples, mas tenha em mente que a Água tem Memória e estamos em um processo de Lembrar Que Somos como Seres Humanos.

  • DICA 2 Percepção: procure adaptar sua percepção de vida. Se você se sente cansado ou algum dos sintomas psíquicos mencionados no capítulo anterior, substitua a frase “Estou cansado” para “Estou em Calibração”. Desta forma você evoca em você a sabedoria interna que Sabe Quem Você Realmente é.

  • DICA 3 Respiração: aprenda a respirar e dedique alguns minutos do seu dia para regular sua respiração. Lembre-se que o importante papel que o oxigênio tem para o nosso corpo físico e a tranquilidade que pode ser gerada ao passo que regulamos a respiração. O ar que respiramos também tem o quantum de informação que o seu sistema precisa agora.

Você tem Auto-responsabilidade Energética?
  • DICA 4 Converse com as suas células: Comande suas células para se adaptarem as novas vibrações e frequências que o Planeta está atuando e está intensificando cada vez mais. Assim você garante que seu corpo esteja em melhor forma para receber as energias e não elimine a opinião de um médico ao sentir desconforto físico.

  • DICA 5 Reavalie a sua Vida: Esta Dica pode ser muito desafiadora, mas ajuda muito as pessoas que estão “dando murro em ponta de faca” ou que sentem que “nada está dando certo”. É preciso mudar a maneira que enxergamos a vida e a nós mesmos.

Lembra que eu disse lá no começo do artigo que com a Transição Planetária muito do que era, não será mais? Estamos falando de um momento de profundas mudanças, mudanças que são necessárias para o Planeta ascender. Reavalie todas as áreas da sua vida, profissional, amorosa, familiar, espiritual e veja se existe algo que você “sente que não é mais para ser” e encare esse processo. A Transformação é necessária e acontece de dentro para fora. Mergulhe em si e pergunte-se “Eu quero levar isto (substitua esta palavra por “relacionamento”, “emprego” ou “situação”) para o meu futuro?”. Se esta tarefa é complexa demais para você, procure ajuda de um profissional.

  • DICA 6 Busque alternativas para Calibrar sua Malha Eletromagnética: como explicado no capitulo anterior, o Sangramento Áurico pode desencadear vários sintomas psíquicos e criar obstáculos para a sua Manifestação no Aqui e Agora. Como Praticante e Professora de EMF Balancing Technique® e Séries de Ativações Mestres indico que busque por sessões de Calibração e Ativações da Malha Eletromagnética. Os benefícios são inúmeros e criam a liberdade necessária para seguir em frente sem obstáculos, sendo Quem Você Realmente É. Deseja falar comigo? Clique aqui.

Como eu, existem outros inúmeros profissionais que trabalham com técnicas que podem te auxiliar neste processo. A trajetória não precisa, nem deve ser sofrida. Trata-se de um lindo momento para a humanidade onde se coloca a prova o Potencial do Ser Humano.

“Fortaleça seu Sistema Eletromagnético, Calibre sua Malha Energética a fim de viver em equilíbrio e manifestar mais de quem você realmente é.”

Pergunta importante: Quem é você?

Isso mesmo… Quem É Você? Muitas pessoas ficam confusas com esta pergunta mas ela é o Mapa para Lembrar de Quem Você Realmente É e o que Veio Manifestar no Aqui e Agora!

O que esta pergunta causa em você? Como a sua resposta se formula? Se de pronto você responde com sua Profissão lembre-se que esta é uma Atividade Profissional que você exerce, não Quem Você É.

Medite sobre este questionamento e peça para lhe ser revelada a resposta. Pode ser um processo complexo mas eu garanto que com o tempo, com a Transição Planetária em andamento, isso fará muito sentido para você.

Permita-se manifestar mais de quem você é em essência. Honre seus potenciais pois eles são infinitos. Pratique a mestria em sua vida diária. Existe outra realidade, que acontece agora mesmo. Celebre!

Fico a disposição. Quer me mandar uma mensagem de WhatsApp? Clique aqui.

Grande Abraço,

Vanessa Queiroz.

Fonte: Vanessa Queiroz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ENTENDA O QUE É A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E COMO IDENTIFICAR

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar