AUTOCONHECIMENTO: FAZENDO O ALINHAMENTO DO INCONSCIENTE COMA CONSCIÊNCIA

Conheça aqui na coluna, trabalhadores da Luz um texto consciencial que vai alinhar o seu inconsciente ao seu Consciente. Então não perca tempo e leia o texto completo a seguir e dê um salto quântico!

Trazendo o Inconsciente para a Consciência

Mensagem de 25 de Novembro de 2020  

Em meu contínuo processo de crescimento, muitas vezes as coisas nas quais eu preciso “trabalhar” são aquelas que eu não consigo ver. Elas chegam até mim através de espelhos, reflexos ou circunstâncias que tornam claro que eu tenho um ponto cego. Uma tendência inconsciente em direção ao ego, desvalorizar, ou inúmeras coisas que mantenham distante o meu próximo nível de consciência.

Conforme chego nessas encruzilhadas, estou começando a perceber que o chão onde nossa inconsciência mora está ruindo. O véu que a manteve escondida está se alargando e ficando mais fino. Vai requerer esforço manter tudo isso no lugar. Conforme a barreira começa a desmoronar sob o peso da eminência do Amor, surgem momentos onde você se torna consciente das partes que estão tentando permanecer no controle, venha o inferno ou a maré alta.

Bem, se a maré alta está chegando e a resistência permanece, então é o inferno. Uma vez eu tive uma imagem de um castelo de areia. Ele representava todas as minhas partes que se acumularam ao longo do tempo que representavam o que eu achava ser real e verdadeiro, apenas para descobrir que a maré subiu e tudo foi embora. Bem desse jeito. Isto pode ser uma experiência da noite escura ou pode ser apenas outra volta da roda da ascensão assim que você se habitua a ela.

A verdade é que nós somos a areia e a água brincando neste drama épico de construção e desconstrução. O que estava inconsciente vem para a superfície e vai derrubar o castelo, assim como o sol nasce e se põe. Então quando isso acontece, a questão mais profunda é como integramos e navegamos este processo, para que haja menos necessidade desses momentos e suas reações.

Na minha jornada contínua com SoulFullHeart, é tudo sobre sentir e explorar as camadas mais profundas que estão em reação, sofrimento e estados inconscientes. Isto é feito não apenas por meio de autorreflexão e exploração, mas de outros reflexos e espelhamentos profundos. É aí que enxergamos as coisas que não conseguimos ver por nós mesmos. Isso não é fácil para partes de nós, mas é catalítico e alquímico. A vida nunca mais será a mesma amanhã como foi ontem quando você está numa esteira transportadora da consciência.

Se você está sentindo um profundo desejo de acabar com os ciclos de sofrimento, padrões inconscientes ou isolamento do lobo solitário e está disposto a ser iniciado em reinos mais profundos de sua própria consciência, expressão e intimidade, eu recomendo fortemente uma seção de SoulFullHeart comigo, Jelelle, Raphael, ou Kasha. Eu acredito que o chamado será sentido nos corações que devem despertar.

Se você quer aprender mais e tornar-se mais familiarizado com o processo e o paradigma, você está convidado a juntar-se ao portal de nosso grupo SoulFullHeart Portal para mais compartilhamentos pessoais, videos, artigos e comunidade online.

As energias estão aqui para apoiar este novo nivelamento em Amor,
Libertação e Liderança

Gabriel Heartman – Fonte: https://soulfullheartblog.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: FAZENDO O ALINHAMENTO DO INCONSCIENTE COMA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

O texto da nosso coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado vem nos convidar a fazer uma REFLEXÃO muito importante. Vem nos lembrar que somos detentores do Poder Criativo dado pelo Criador e que muitas vezes ficamos na posição de vitimas e esquecemos que podemos resgatar esse Poder Criativo. Então lhe convido a ler otexto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de resgatar o teu Poder Criativo

 

PODER DA MENTE | Jornal do Sudoete
Mensagem de 17 de Novembro de 2020

Este tópico de vítima para criador é relevante para quase todos vocês. Isto pode ser uma surpresa, mas praticamente todos vocês escolhem não expressar sua verdade ou seu poder através de sua voz ou através de suas ações em determinados momentos. E assim é para cada um de vocês permitir que este processo de vítima a criador trabalhe com vocês para sentir um empoderamento mais pleno em sua vida diária. Sem medo das repercussões que irão prejudicá-lo ou fazer sua energia encolher. Não, porque com o empoderamento e estando no momento, vocês encontram a maneira correta de expressar sua verdade para que ela seja mais facilmente recebida pelos outros. Mas também daquele lugar de empoderamento, a reação limitada ou negativa dos outros não lhe faz mal. Isso não faz com que sua energia encolha. Ele simplesmente o desafia a encontrar maneiras ainda mais belas de expressar aquilo que você deseja expressar para que os outros possam ouvi-lo e compreendê-lo.

Sim, então perceba que é hora de cada um de vocês reivindicar o poder da criação. Está aí. Ele está fluindo através de vocês momento a momento. Mas quando vocês começam a reivindicá-lo conscientemente, quando começam a pretender com sua comunicação a amar, expressar sua verdade, e expressar sua liberdade e criatividade e sua abundância e seu amor, isto é, empoderamento. Isso é ser um criador inteligente, desperto e alerta. Este é o convite a todos e cada um de vocês

Fonte: trabalhadoresdaluz.altervista.org

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

AUTOCONHECIMENTO: A MENTE A INTELIGÊNCIA SOB A ÓTICA DOS MAIORES CIENTISTAS DA HUMANIDADE

O artigo a seguir na coluna AUTOCONHECIMENTO desta sexta-feira faz a mais completa análise dos mistérios da e da inteligência, citando quase todos os grandes filósofos, matemáticos, físicos, psicanalistas e teólogos que já passaram nessa trajetória da humanidade para tentar entender onde a mente se liga ou desliga com o cérebro. Portanto, não deixe de ler esse sensacional artigo.

OS MISTÉRIOS DA MENTE E A INTELIGÊNCIA

Vai chegar o ponto em que a humanidade atingirá o ponto de fusão completa entre a matéria densa e a matéria sutil, chegando ao que se pode chamar de Inteligência Cósmica.

Por Francisco Claussen

Dos mistérios do cérebro: por que esquecemos as coisas? - Canaltech

Como dizia Walter Rudolf Hess (1881-1973), da Universidade de Zurique, Prêmio Nobel de Medicina em 1949: “Para estudar a mente, devemos começar pela introspecção observação de nossa própria experiência. Suponha que passemos juntos pelo meu jardim. Pelas reações e comentários que você fizer posso deduzir-lhe os sentimentos e pensamentos, e muitas coisas sobre o seu estado de espírito. Uma rosa amarela pode atrair-lhe atenção. A cor, o perfume e a picada do espinho formam em sua mente uma impressão dessa rosa, a qual se funde logo com impressões passadas. A sua imagem da rosa deveria ser igual à minha, porém elas não se assemelham porque duas mentes jamais são iguais”.

As impressões que recebemos se integram em nossas memórias e assim corporificam a nossa experiência. Nosso comportamento individual é determinado pela associação de impressões novas com a lembrança de experiências anteriores. A mente pode lidar com situações complexas usando a abstração e a associação, e chegar a conclusões lógicas que podem resultar em decisões ou criações. O modo pelo qual as intenções podem ser convertidas com precisão em movimentos hábeis (pense em um cirurgião, um pianista, um atirador) nos dá uma indicação geral da correlação entre o mental e o físico.

Através de experiências com homens e animais, sabemos que certos tipos de comportamento se relacionam com zonas bem definidas do cérebro. Pela estimulação elétrica do tronco encefálico e das áreas adjacentes podemos despertar reações de defesa, vôo e fome; estimulando níveis superiores, o riso compulsivo; pela estimulação do córtex, reações visuais e auditivas, entre outras. São fascinantes os resultados desse tipo de pesquisa no cérebro, mas e preciso compreender que eles mal chegam a constituir um começo. A grande lacuna que devemos transpor em nosso conhecimento da mente continua sendo esta: de que maneira as ações do sistema nervoso se transformam em consciência?

A MENTE E SEUS PROCESSOS SEMPRE FORAM TÃO MISTERIOSOS e fascinantes para o homem quanto o próprio universo. Mas, de um modo relativo, faz pouco tempo que o estudo da mente se tornou um campo da ciência experimental. Com tal abordagem científica, o conhecimento da mente veio a lucrar muito. No século 19, muita coisa se esclareceu sobre a natureza dos processos mentais, as origens da vida emocional e vário tipos de comportamento. E à medida que surgiam noções novas, as teorias antigas e simplistas foram sendo substituídas por indagações cada vez mais complexas.

René Descartes (1596-1650) definiu o pensamento como o conjunto dos processos mentais conscientes: pensamentos intelectuais, sentimentos, sensações e vontade. Achava que a mente trabalhava sempre, até durante o sono. Fez uma divisão completa e total entre o espírito e o corpo, bem mais drástica do que a divisão de Platão (427-347 a.C.), que pelo menos atribui a sensação ao corpo. Além disso, prestou um serviço inestimável por atribuir à mente todos os processos.

Mas o homem ainda pergunta: O que é a mente? Será que os mistérios vão desaparecer quando entendermos o funcionamento da complexa estrutura anatômica que chamamos de sistema nervoso? Ou a mente tem os seus próprios segredos?

A concepção que os antigos gregos tinham da mente era bem simples: ela era o órgão que se relacionava apenas com as idéias puras. Platão negava, do modo mais explícito, haver alguma ligação com a sensação. A seu ver, a sensação era a função do corpo inferior, sendo este destituído de qualquer atividade intelectual.

Já Aristóteles (384-322 a.C.) respeitava bem mais o corpo, achando que ele era governado por poderes psíquicos dignos da atenção dos filósofos, poderes relacionados com movimento e sensação. Tão precárias eram suas noções de anatomia que, para ele, a sede física da vida mental era o coração, e não o cérebro, não obstante ter antecipado o pensamento moderno com a crença de que a matéria viva era misteriosamente animada por poderes psíquicos.

OS PRIMEIROS CRISTÃOS ADMIRAVAM MAIS PLATÃO do que Aristóteles, e em toda a Idade Média considerava-se que a alma pertencia a Deus e o corpo, a Satanás. Apenas a alma podia conhecer a verdade de Deus. Apenas dois mil anos depois de Aristóteles, outro grande filósofo reabriu a velha questão com um novo espírito de investigação.

Foi o francês René Descartes. A mente ativa de Descartes abarcou todos os ramos do conhecimento de seu tempo: matemática, fisiologia, mecânica e filosofia. Cristão devoto, sua filosofia foi uma tentativa corajosa de reconciliar os métodos científicos com a fé em Deus, harmonizar a teoria mecanicista do mundo com a aceitação de que este era criação de Deus. Procurou usar métodos científicos para provar verdades sobre o espírito e a matéria. Daí sua famosa máxima: “Penso, logo existo”; isto é, a existência do espírito não era uma doutrina revelada, mas fato fácil de observar.

O conhecimento da mente era ainda concebido como uma acumulação de “idéias” estáticas, embora as sensações já estivessem incluídas como parte dele. Era como se a mente fosse vista como um depósito que, de repente, era encontrado repleto de todos os tipos possíveis de objetos. Há dois mil anos, o estadista e filósofo romano Lúcio Sêneca (3 a.C.-65 d.C.) declarou: “O homem é um animal que pensa”. E ao longo dos tempos os psicólogos continuaram a indagar: O que é o pensamento?

O médico alemão que se fez filósofo, Wilhelm Wundt (1832-1920), usando suas técnicas e métodos, expandiu suas investigações para muito além do campo da sensação pura. Começou a identificar uma série de funções mentais bem semelhantes àquelas em que o homem baseara suas primeiras alegações de superioridade sobre outros animais.

A MEMÓRIA E A APRENDIZAGEM SUSCITAM DIFICULDADES semelhantes. Os animais podem aprender muita coisa. O comportamento de alguns animais superiores, como os elefantes, por exemplo, mostra que usam a lembrança do que aprenderam para ajudar a resolver problemas posteriores.

Pensamento, consciência, memória e aprendizagem são termos diversos para indicar que a vida mental inclui significação, conhecimento. Fica, assim, clara a superioridade do homem sobre os animais. Desde que entendamos um conceito, podemos generalizar. Podemos evocá-lo repentinamente, como na memória, e com base nele fazer previsões com o uso da imaginação e de técnicas novas ainda em desenvolvimento, e nisso está a nossa maior esperança de obter o conhecimento pleno dos processos mentais.

Anatomistas e fisiologistas têm revelado a estrutura detalhada do sistema nervoso e os meios pelos quais funciona. Médicos estudam os efeitos de lesões e doenças, e, de suas observações sobre a mente anormal, chegam a conclusões sobre a mente normal. Psicólogos realizam experimentos sobre o comportamento e a percepção de homens e animais. Constroem-se máquinas eletrônicas para imitar, até onde é possível, os processos de pensamento, e com eles já aprendemos alguma coisa quanto à aprendizagem e memória. Com os sistemas mais complexos que quase diariamente estão sendo inventados, iremos certamente aprender mais sobre outras funções superiores desse fascinante fator da vida, que é a mente.

Conviria, nesse particular, dizer mais alguma coisa sobre a inteligência.. É muito comum nos referirmos a ela, mas nem sempre os significados atribuídos ao termo são idênticos e, às vezes, até um pouco contraditórios. É preciso que se entenda que a inteligência não é uma coisa, como uma mesa, uma cadeira, um animal, mas sim um conceito que só pode ser compreendido dentro de um conjunto global de fatos e teorias a ela associadas.

AS ORIGENS DESSA DEFINIÇÃO SE PERDEM NA ANTIGUIDADE. Sabe-se que Platão e Aristóteles já tinham formulado uma distinção entre os aspectos conhecidos da natureza humana, relacionada com pensamento, solução de problemas, meditação, raciocínio, reflexão, e ainda sobre categorias dos comportamentos humanos relacionados com emoções, sentimentos, paixões e vontade; até que Cícero, mais tarde, inventou o termo inteligência, que ainda usamos freqüentemente para nos referirmos aos poderes cognitivos e capacidades intelectuais de uma pessoa.

No século passado, a noção de inteligência foi aperfeiçoada pelo filósofo Herbert Spencer (1820-1903), pelo estatístico Karl Pearsone, e pelo primo de Darwin, gênio mundialmente conhecido, Sir Francis Galton. Eles introduziram as noções de mensuração, evolução e genética experimental no estudo da inteligência. Pode-se acrescentar a essas contribuições as dos fisiologistas, particularmente a do trabalho clínico de Hughlings Jackson, as investigações experimentais de Sherrington e os estudos microscópicos do cérebro, realizados por Campbell, Brodman e outros. Esses trabalhos fisiológicos serviram para confirmar a teoria de Herbert Spencer, de uma hierarquia das funções neurais em que um tipo básico de atividades se desenvolve através de estágios regularmente definidos, em formas mais altas e mais especializadas.

Descobriu-se que o cérebro sempre atua como um todo. Sua atividade, nas palavras de Sherrington, é padronizada e não indiferentemente difusa; a própria padronização sempre envolve e implica em integração, e o conhecimento cognitivo é governado por amplas áreas do cérebro e não por pequenas áreas especializadas. A ação de massa foi identificada teoricamente com a inteligência, por muitos autores.

A EVOLUÇÃO DA HUMANIDADE EM SEU CAMINHO PARA A ETERNIDADE vem se tornando possível com a agregação dessa energia cósmica ao último elo mais aperfeiçoado do gênero mamífero, que se desenvolveu durante milhões de anos em nosso planeta. Essa situação deverá levar a humanidade, progressivamente, a um estágio de aperfeiçoamento da sua matéria densa, quando ocorreria a fusão completa da matéria densa com a matéria sutil – a Inteligência Cósmica.

Ao ser atingido esse estágio, assim entendemos, tudo retornaria à pura e simples energia da qual surgiu o universo em que vivemos. Mas para que isso aconteça, ainda decorrerão bilhões de anos, e o que a ciência hoje já chama de crush-bang (o grande esmagamento).

O fluido energético, a Inteligência Cósmica de que fomos dotados há, provavelmente, cerca de 600 mil anos – quando a natureza encontrou o tipo ideal para estabelecer e desenvolver o ser humano que veio se formando durante milhões de anos em nosso planeta – aperfeiçoou a nossa vida intelectual, como uma virtude que sintetiza, de um modo excelente, a disposição duradoura adquirida pela repetição freqüente de um ato. À medida que essas primeiras virtudes intelectuais começaram a determinar e aperfeiçoar a atividade própria de nossa inteligência – no que diz respeito aos objetos que lhes eram imediatamente conaturais – a sabedoria foi aperfeiçoando nossa atividade intelectual naquilo que ela possui de mais puro e mais elevado.

Por natureza, há no homem o desejo pelo conhecimento, e esse desejo pode ser satisfeito, em, parte, pelas ciências ou outras formas de conhecimento intuitivo. Somente a virtude da sabedoria, entretanto, satisfaz plenamente a este anseio profundo do homem. A contemplação, por exemplo, nada mais é do que o ato excelente produzido por essa virtude. As demonstrações científicas ou as que procedem desse hábito, são normalmente mais rigorosas e mais corretas do que aquelas que derivam das demais ciências. Os julgamentos, obras do hábito da sabedoria, são, os mais penetrantes, os mais exatos.

Pode-se mesmo caracterizar o modo que a sabedoria imprime a todos os seus conhecimentos como uma maneira de unidade na perfeição. Este modo de unidade é, de fato, a feição própria de uma atividade intelectual perfeita, que tende a reduzir o mais possível as imperfeições de nossas atividades de conhecimento, sempre fragmentárias e sucessivas.

(Extraído da revista Sexto Sentido 54, páginas 20-24)

Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A MENTE A INTELIGÊNCIA SOB A ÓTICA DOS MAIORES CIENTISTAS DA HUMANIDADE

AUTOCONHECIMENTO: MUDE O SEU MINDSET E CELEBRE AS FESTAS DE FIM DE ANO EM ALTO ASTRAL

Nesta quarta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO faça um novo exercício diante de todas as adversidades. Mude o seu mindset e aproveite as festas de fim de ano sem perder a esportivo nem o prazer de celebrar. O artigo a seguir dá dicas importantes para você superar essa fase com humor e satisfação. Então convido você a ler o artigo completo e adotar esse novo mindset!

Natal e Ano Novo: celebre estes momentos sem frustrações

Imagem de uma mesa decorada com vários itens para celebrar o natal e o ano novo. Entre eles, descatam-se: uma caixa de presentes na cor vermelha, laçcos de fita com flores vermelhras, bolas de natal e duas taças de champanhe.
Dmitriy Melnikov / 123RF

Quais são as primeiras imagens que vem à sua mente quando você pensa no Natal? A família reunida, a troca de presentes, a casa decorada e uma ceia saborosa? E quando você pensa no Ano-Novo? A queima de fogos, a contagem regressiva, as sete ondas da praia e um brinde cheio de positividade?

Essas são as imagens mais comuns desse período de festas e de celebração de um novo ciclo que se inicia. São nessas datas que nos reunimos com quem mais amamos, que fazemos desejos para o próximo ano e que agradecemos por tudo que já passou e que foi superado.

Infelizmente, com a pandemia da Covid-19, o Natal e o Ano-Novo de 2020 serão diferentes. Não poderemos juntar muitas pessoas no mesmo ambiente, não poderemos comprar presentes sem utilizar máscaras no rosto e não poderemos viajar para um lugar especial. O clima de pessimismo e de desesperança tem consumido a rotina de todos, mas isso não significa que não há um lugar para a festa.

Muitas famílias perderam entes e amigos queridos. A pandemia é implacável e passamos todos os dias nos preocupando com número de casos, número de mortes e o andamento das vacinas para o vírus. Apesar disso tudo, precisamos manter a esperança de que tempos melhores virão e que seremos pessoas renovadas ao final de todas essas dificuldades que estamos enfrentando.

Imagem de uma linda e feliz mulher em uma rua iluminada para celebrar a chegada do natal. Ela usa um casaco de frio na cor bege, um cachecol nas cores branco e vermelho e também luvas vermelhas.
Jill Wellington / Pixabay

Motive-se a celebrar o Natal

A primeira festa que chegará no final do ano é o Natal. Mesmo que esse momento seja muito familiar e a vontade de reunir a família seja grande, respeite as regras de isolamento social, para o bem de todos. Talvez você acredite que é impossível celebrar o Natal a distância porque nunca precisou fazer isso, mas vamos avaliar um pouco melhor essa situação.

Com a tecnologia, temos à nossa disposição uma série de ferramentas que nos permitem fazer uma videochamada, sem afetar a conta de telefone, por exemplo. Se as festas dessa época já aconteciam na sua casa, você sempre se arrumou para ficar na sala de estar, no máximo para ir até a cozinha. E as decorações que acrescentamos nas nossas casas nunca são postas somente no dia de Natal, mas muito antes de data.

Observando apenas esses aspectos da celebração natalina, já conseguimos identificar que ficar em casa durante essa festa é uma possibilidade bastante palpável. Você ainda pode vestir uma roupa diferente, enfeitar a sua casa e encontrar as pessoas que ama, mas fará isso mantendo a proteção e a segurança de todos.

Imagem de um lindo e delicioso bolo de natal, coberto com glacê, decorado com cerejas e ramos verdes. O bolo está disposto sobre uma mesa de madeira, decorada com bolas vermelhas de natal.
Vitalii Shastun / 123RF

Em relação aos presentes, existem duas opções: esperar a pandemia passar para entregar o que você planejou para a data ou recorrer a um sistema de entregas especializado. Caso o presente seja proveniente de uma compra on-line, coloque o endereço da pessoa presenteada em vez de anotar o seu. Assim, a surpresa chegará nas mãos dela mesmo que vocês não se encontrem fisicamente.

Se o presente que você planejou já está na sua casa, você pode usar um aplicativo de entregas para transportá-lo até a pessoa que será presenteada, ou ainda pode ir de carro até o local e entregar o presente rapidamente, higienizando as mãos depois e mantendo a máscara no rosto. Viu só? Até para isso existe uma solução!

Caso a sua parte preferida do Natal seja a ceia, não abra mão dessa tradição. Você pode aproveitar esse ano atípico para testar uma receita que sempre quis fazer, ou pode até pedir para algum restaurante entregar um alimento quentinho e refinado na sua casa, sem ter trabalho. Essa é a chance de ousar no cardápio, com a certeza de que nenhuma pessoa irá recriminar suas escolhas. Cuidado para não exagerar nas quantidades de comida, já que agora você estará em uma quantidade menor de pessoas!

Já pensou sobre tudo isso e ainda não recuperou a animação necessária para essa festa? Talvez você precise de um pouco mais de afeto e de memórias positivas nessa época. Se você tem o hábito de fazer um amigo-secreto natalino, mantenha a tradição! Use um site para fazer um sorteio on-line e defina que o presente de todos deve ser uma carta amorosa e feliz. As palavras podem significar muito em um momento no qual os abraços são proibidos.

Imagem de uma mulher deitada sobre um tapete. Ela usa roupas brancas e está segurando um pisca pisca em suas mãos. Ela está aguardando a chegada do ano novo para celebrar.
Юрий Урбан / Pixabay

Encha-se de esperança no Ano-Novo

O Ano-Novo é uma festa famosa por marcar um período de renovação e de esperança. É quando podemos fazer nossos desejos mais verdadeiros, quando definimos metas e quando temos o direito de sonhar alto. Não podemos perder essa capacidade no momento em que mais precisamos de amor e de fé!

Ainda que você não possa passar o Ano-Novo na praia, em um sítio, com muitos amigos ou com muitos familiares, mantenha a festa na sua casa. Faça uma chamada de vídeo com quem você mais ama e mostre que você está ao lado dessas pessoas especiais, mesmo que seja a partir de uma tela de computador.

Para esse encontro virtual, você pode se arrumar, decorar sua casa e estimular as melhores energias. Use incensos e aromatizadores de ar para trazer calma, amor e equilíbrio ao seu lar. Permita-se relaxar um pouco de todos os problemas e aproveitar a positividade que a virada do ano sempre traz.

E não seria um Ano-Novo se você não escolhesse a cor de roupa que vai usar na data, não é? Pense sobre o que você mais precisa para o próximo ano e identifique os tons que têm a capacidade de estimular isso na sua vida. Assim, você terá um ânimo a mais para se arrumar e uma forma de fortalecer aquilo que você mais deseja.

Imagem de uma mesa decorada com bolas e serpentinas na cor prata para celebrar a chegada do ano novo. Sobre a mesa, duas lindas taças de champanhe.
Romolo Tavani / 123RF

Os shows de Ano-Novo também são uma ótima maneira de se distrair quando estamos distantes fisicamente de quem mais amamos. Escolha um festival que você gostou de assistir ou do qual sente saudades e o assista novamente. Cante, dance, mantenha os pés descalços e mergulhe em um universo de boas vibrações.

Para a ceia, você pode preparar um cardápio com comidas que trazem sorte, como romã, castanhas e uvas. Ou então faça aquela refeição cheia de besteiras com a qual você vem sonhando há tanto tempo. Não tem problema variar o cardápio tradicional em 2020, porque tudo é diferente nesse ano.

Complete essa onda de boas energias com uma árvore de desejos ou com a plantação de alguma planta que você goste. Na terra, acrescente papéis com as suas metas ou com tudo que você quer atrair para o próximo ano. Mentalize somente as coisas boas e se liberte de toda a negatividade que está te cercando. Você vai se sentir melhor!

O Natal e o Ano-Novo de 2020 serão momentos atípicos no mundo inteiro. Devemos respeitar o isolamento social e as medidas de higiene para preservar a saúde de quem mais amamos, mas não precisamos abrir mão das celebrações pelas quais tanto esperamos. Reduza um pouco a magnitude dos eventos, mas mantenha a positividade, os bons sentimentos e as melhores energias para compartilhar amor, afeto e esperança. Tire um tempo para ser feliz!

Fonte: 

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: MUDE O SEU MINDSET E CELEBRE AS FESTAS DE FIM DE ANO EM ALTO ASTRAL

AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

Nesta segunda-feira a nossa coluna AUTOCONHECIMENTO trás um depoimento muito tocante e revelador. O case da youtuber May Andrade, que nos revela o pode que existe dentro de cada um de nós, que ela chama carinhosamente de “Divina Centelha”. Ao ler esse depoimento você vai entender que isso também pode acontecer com você. Somos todos iguais, temos o mesmo poder. Temos o Livre Arbítrio e é tudo que precisamos para entendermos que somos deuses em evolução e que podemos tudo. Então, convido você a ler o texto completo a seguir e transformar a sua vida, assim com a May transformou a dela!

May Andrade

“O Medo travava a minha Vida”

Quando comecei meu canal no YouTube, ele era um diário de expansão da minha consciência. Naquela época eu havia começado a estudar física quântica, lei da atração, metafísica e eu estava fazendo a Ressonância Harmônica.

Esse era o último recurso que eu tinha para fazer minha vida dar certo de verdade. Eu queria ter mais abundância e harmonia em todas as áreas da minha vida e realmente vencer na vida.

Eu tinha muitos medos e através dos estudos de autoconhecimento pude identificar que a maioria deles vinha das crenças religiosas que eu tinha. Uma delas era o medo do inferno e o medo de Deus.

Eu achava que sabia quem Deus era e achava que pensava que ele era amor incondicional, mas o amor incondicional não nos enche de regras e um pai/mãe verdadeiramente amoroso não puniria filhos à um castigo tão cruel e sádico como o inferno eterno.

Aos poucos fui vencendo meus medos, um dia de cada vez. Às vezes o medo batia tão forte que eu parava de estudar por uma semana, até que os problemas da vida me faziam ter forças pra continuar procurando um caminho diferente daquele que não estava me dando resultados da vida abundante que eu queria.

Comecei a perceber padrões diferentes dos meus na vida das pessoas prósperas e de sucesso, e a notar que as pessoas muito presas em crenças religiosas tinham uma vida de limitações em várias áreas, e também uma vida de muito julgamento aos demais.

Comecei a perceber que eu me sentia muito mal quando julgava as pessoas, e que isso não me deixava feliz. Comecei a perceber o alívio que inundava o meu coração quando eu considerava a ideia de não existir esse tal de inferno e de ver Deus como O TODO, a Fonte Criadora, como é descrito na física quântica e na filosofia Hermética (O Caibalion).

Eu passava madrugadas chorando e falando com Deus, pensava que estava ficando louca. Eu pedia pra ele me ajudar a entender, que eu só estava sendo sincera e buscando a verdade. Eu pedia pra ele não ficar com raiva de mim por eu estar só perguntando, pois eu imaginava que, sendo mãe como sou, eu jamais me zangaria e castigará meu filho porque ele só estava pedindo informações.

Um dia me deparei com um áudio do volume I do Livro Conversando com Deus, na voz do Lucas no YouTube. Comecei a ouvir, e tive momentos intensos de choro enquanto as fichas caíam e eu descobria que Deus é na verdade O TODO, a Fonte Criadora, e que existe uma Centelha Divina em cada elemento de Sua sagrada criação.

A minha imagem de Deus mudou. De um Deus tirano, sádico e mal que castiga seus filhos com a danação e a tortura eterna, para uma Fonte Eterna de Energia que é puro amor, graça, abundância e compaixão!

Muitas outras coisas aconteceram, muitos livros foram atraídos até mim, e um ia complementando o outro e a minha consciência ia se expandindo. Quanto mais eu aprendia, mais eu expandia, fichas iam caindo e tudo começa a fazer sentido, como se as peças de um complexo quebra cabeças fossem finalmente se encaixando.

Quanto mais eu aprendia, quanto mais conhecimento ia entrando em meu subconsciente, menos medos eu tinha. Até que o véu se rasgou de tal forma que eu me sentia destemida, corajosa e sem medos, ao ponto de rir de tudo que um dia eu tive medo. Tudo ficou tão óbvio e esclarecido.

Durante essa jornada de autoconhecimento e expansão de consciência, minha vida foi melhorando muito, em todas as áreas. No meu casamento, meu marido dizia que eu estava melhor do que nunca, e começou a dar atenção a tudo que eu estava estudando e por ver minhas mudanças ele começou a estudar também.

Mudei no meu relacionamento com as pessoas, mudei comigo mesma, antes eu tinha uma auto estima muito baixa, me achava feia e por isso não me arrumava, me sentia fraca e dependente da ajuda das pessoas, hoje me sinto linda, amo tanto esse avatar que minha Centelha escolheu para viver essa experiência temporariamente humana. Me amo e me aceito profundamente.

Minha vida financeira também deu um salto quântico, em apenas 4 meses de canal fizemos o primeiro curso e começamos nossa empresa online com resultados que impressionaram os mais experientes do marketing digital. Hoje eu moro num lindo apartamento que exala Prosperidade, hoje eu tenho abundância financeira e total confiança de que a Fonte Criadora que provê tudo para mim é inesgotável. Contas à pagar são bençãos à pagar e eu me sinto tão agradecida.

É difícil mensurar tanta mudança em minha vida num curto espaço de tempo. Em apenas 10 meses o nosso canal chegou a 100 mil inscritos, o que seria 10 mil inscritos por mês, isso é um fenômeno.

Sei que cada um de nós tem sua própria história e sua própria trajetória. Acredito que a vida nos dá as experiências necessárias para a nossa evolução e expansão de consciência. Então, talvez o seu caminho não será exatamente como foi o meu, mas tem alguns conselhos que eu posso te dar que vão realmente funcionar para você seja qual for a sua história e trajetória.

Primeiramente invista em autoconhecimento, conhece-te a ti mesmo, faça auto análise. Pare de olhar para os outros e para o que está de errado no mundo, fazer isso só vai te causar mais sofrimento e tirar todo seu poder. O verdadeiro poder está em olhar para dentro e mudar nosso mundo interior, é só assim que a gente muda o nosso mundo exterior.

Quando eu falo em investir em autoconhecimento eu falo em você ler livros, fazer cursos na área, separar um tempo para mergulhar nos estudos. Essa fase de casulo é necessária e muito intensa no começo. Depois você poderá sair do casulo, mas não se apresse, a lagarta só sai de lá quando ela vira borboleta. Mas nunca deixe de buscar por coisas que te ajudem no autoatendimento, seremos eternos estudantes, eternos aprendizes. Sempre há mais para aprender e para evoluir.

Faça da meditação e da gratidão um hábito. Essas duas práticas me ajudaram muito a acelerar todo o processo. Quanto mais você medita, mais você cala a voz do ego. O ego é o que tem medo e as crenças limitantes. é ele quem faz você se auto sabotar.

A gratidão tem um enorme poder de atração de bençãos e energias positivas. Se você soubesse como seu campo vibracional fica elevado e poderoso quando prática a gratidão sincera, você daria mais valor a esse simples hábito. A gratidão é mesmo mágica. Eu usei e ainda uso muito o caderno da gratidão, logo após a meditação todos os dias. Escrever as bençãos foi um divisor de águas em minha vida e foi fator determinante para atrair as oportunidades que me ajudaram a subir na vida.

Bom, minhas queridas e lindas Centelhas Divinas, você está com a chave da porta das bênçãos em suas mãos, essa porta só você pode abrir, ela se abre de dentro para fora. Seja determinado e se desapegue de todas as crenças que possam estar limitando você. Esteja disposto a assumir a responsabilidade por melhorar a sua própria vida, porque essa missão é só sua e de mais ninguém. Salva-te!

– May Andrade

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

O destaque deste domingo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é a dualidade entre o a Amor e o Medo. O medo é um fator limitador na dos humanos. O seu maior antagonista se chama Amor. É cultivando e desenvolvendo o amor que se bane o medo das nossas vodas. O texto a seguir esclarece como isso acontece conosco!

O amor e o medo - Academia de Filosofia | Academia de Filosofia

O Amor é a Resposta ao Medo

Mensagem de 16 de Novembro de 2020

O amor é a resposta ao medo

A melhor maneira de criar uma vibração mais elevada permanentemente, que é o que é necessário, é dissolver as limitações, o medo em sua vida. Cada limitação é baseada no medo. Seja qual for a limitação, a raiz disso é o medo. E como você sabe, o oposto do medo é o amor. E assim o amor é a resposta. Você tem que olhar para dentro e ver onde é que não estou me amando? O que está criando a limitação que estou vendo agora? Quando você tem uma limitação da qual está ciente, pergunte-se: “Onde, dentro dessa limitação, não estou me amando? Como estou me julgando? Como estou dizendo a mim mesmo que não sou bom o suficiente? Como estou dizendo a mim mesmo, não mereço?

Entenda que você é aquele que está criando a limitação, mantendo a limitação. Inicialmente, essas limitações são inconscientes. Então, quando você é capaz de resolvê-los, eles se tornam conscientes. Mas, como você sabe, pode estar consciente de muitas de suas limitações, mas elas não desaparecem. Eles não vão embora porque você não os investigou, não descobriu o sentimento e o pensamento inconscientes por trás dessa limitação.

Alcazar – Fonte:https://voyagesoflight.blogspot.com/
Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Lu

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

AUTOCONHECIMENTO: EMANCIPAÇÃO DA ALMA ATRAVÉS DA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA

O artigo Emancipação da Alma, destaque da nossa coluna AUTOCONHECIMENTO, deste sábado é uma ENTREVISTA, com Altivo Panphiro, altamente esclarecedora sobre projeção astral, que você não pode deixar de ler e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Então, aproveite essa oportunidade única e expanda sua consciência! 

EMANCIPAÇÃO DA ALMA

Emancipação da Alma e Projeção astral | Espiritismo da alma

Nesta entrevista, Altivo Panphiro esclarece as dúvidas mais comuns sobre a projeção da consciência, segundo a concepção da doutrina espírita.

Entrevista realizada pelo site www.irc-espiritismo.org.br

Por que algumas vezes não lembramos dos nossos sonhos?

As pessoas que não lembram dos sonhos não têm facilidade para registrá-los no cérebro físico. Fica apenas registrado no cérebro do perispírito. Digo cérebro do perispírito no cérebro do perispírito. Digo cérebro do perispírito para um melhor entendimento. Agora, quando você recorda dos detalhes dos sonhos é porque você tem uma particular predisposição cerebral para registros. O fato de não lembrarmos dos sonhos não significa que não tenhamos sonhado, ou seja, vivemos uma vida no plano espiritual e não recordamos.Pessoas que sonham com freqüência, vêem pessoas na casa, levantam e conversam. Como isso se explica?

É justamente o fato de você, como espírito, ir aos lugares de sua preferência. Você vai a uma casa, em espírito, e ali vê as pessoas que moram naquela casa. Você pode também ir a lugares públicos, como praças, ruas, etc. Neste caso, você não terá um sinal particular, isto é, verá as coisas como se vêem na rua de um modo bem geral.

Como você explica a interação relativa a aplicação dos passes magnéticos em torno de nossas estruturas espirituais, possibilitando que o nosso corpo perispiritual possa se afastar do corpo físico através do processo emancipatório?

Quando o passe magnético é aplicado, provoca-se um desligamento parcial do perispírito com relação ao corpo, isto faz com que, por um processo ainda não devidamente explicado, ou entendido, haja este afastamento do corpo espiritual do corpo físico. Essas descobertas foram analisadas por um inglês chamado Braid. Ele aplicava passes e verificou que, em certas pessoas, os passes provocado pelo passe dado por espíritos ou por encarnados, provocando este estado de emacipação.

Até que ponto o sonho pode atingir o físico? Ou seja, o real?

Não existe, a rigor, um medida. O que sabe é que, em alguns casos de liberdade do espírito, este passa por situações que ficam profundamente gravadas no cérebro. Vou contar um caso pessoal: há muitos anos, participei de um socorro espiritual dado a uma pessoa obsediada, louca mesmo. Isto que vou relatar foi durante o sono físico. No processo de socorro, esta pessoa batia-me nos olhos com suas mãos, que eram muito grandes. Eu a conhecia encarnada. Ao acordar, passei um ou dois dias com profunda dor nos olhos, como se eles estivessem, realmente, edemaciados. Posso dizer, então, que foi uma situação bem particular, mas tenho passado por outras situações menos agressivas que também influenciaram meu corpo. Situações de socorro médico, de participação em locais que visitei, espiritualmente etc.

Todos os sonhos são o desprendimento do espírito do corpo físico ou alguns sonhos podem simplesmente ser projeções do inconsciente?

A maior parte dos sonhos se passam entre espíritos. O que sei, por parte do plano espiritual, é que mesmo quando você projeta seu inconsciente, você vai em busca de uma situação, de um parceiro, ou de uma circunstância que caracteriza o seu desejo íntimo. Assim, a projeção do seu inconsciente leva você para o lugar que deseja.

Porque, às vezes, quando sonhamos, parece que entramos num estado entre o sono e a realidade?

O desprendimento do espírito do corpo vai ocorrendo aos poucos e por isso ficamos entre dois mundos: um mundo “real”, material, e o mundo que vamos visitar.

O desdobramento é perigoso? Pode algum desencarnado nos “molestar” e até nos “matar”?

O desdobramento não é perigoso a partir do momento em que oramos e contamos com a proteção dos benfeitores espirituais. Quando você sai do corpo e em sua casa não há uma proteção fluídica, você pode ter o corpo molestado por um espírito que entrou na sua casa. Mas o comum é você voltar logo para o corpo, uma vez que você se sente prejudicado. Neste caso, o espírito apenas incomodará. Mas há casos em que o espírito tem um grande ascendente sobre aquele que dorme e então, este se aproveitará deste ascendente para fazer o que bem entender. É o caso dos grandes pesadelos. Não há na literatura específica casos registrados de pessoas morrerem por conta desta influenciação durante o sono, embora, muitas vezes, as pessoas tenham se sentido muitíssimo mal quando perseguidas por um espírito. No livro Entre a Terra e o Céu de André Luiz, temos um exemplo muito interessante de um grupo de pessoas que viviam uma realidade no corpo físico e outra no corpo espiritual.

Existe algum momento em que pode se passar do sonho para viagem astral, ou vice-versa?

Sim. Você pode começar a ver um espírito no estado de sonho e depois seguir com ele para mais longe, dando início a um processo de desdobramento. Será um momento em que seu espírito precisará ficar bem longe do corpo. Este momento é o do desdobramento.

E as pessoas que têm problemas de insônia. Isto pode significar que elas são por demais ligadas às coisas materiais? Mesmo existindo problemas neurológicos, esse problema pode retardar o desligamento do espírito após o seu desencarne?

Entendo que a insônia pode ter suas causas físicas. No caso da dificuldade espiritual, o espírito está realmente muito preocupado com alguma coisa, impedindo o descanso físico, como, por exemplo, nas nossas grandes preocupações. No caso das pessoas com problemas neurológicos, temos que distinguir se o problema é provacional ou apenas um problema do próprio espírito. Quando é provacional, o corpo é que é o doente. O espírito, tão logo se veja liberto das amarras físicas, esquece e nada mais sente. O corpo doente fica de lado e o espírito liberto voa para onde quiser. Mas quando é o espírito o doente, este carrega consigo todas as suas marcas dolorosas e, assim, ele tem dificuldades para se desprender, para dormir e não consegue ter nem um sono, nem um desprendimento tranqüilo, uma vez que ele é um grande doente da alma.Qual é a diferença entre sonho e desdobramento (viagem astral)?

No desdobramento, o corpo espiritual se liberta inteiramente do corpo físico e vive a vida de espírito. No sono físico, o espírito não se afasta muito do corpo e, assim, ele é capaz de passar para o cérebro físico as recordações do que vê. A rigor, há horas que, realmente, fica difícil fazer a distinção entre os dois estados.

Quando passamos a ter pesadelos, terríveis, pode significar que estamos em sintonia com um plano espiritual inferior no estado de vigília?

Sim, quando você se liga àquela pessoa ou àquelas situações. Mas você pode também estar em processo de auxílio a ela ou mesmo estar vendo como simples participante como ela vive em espírito.

Até que ponto podemos ter certeza de estar mos realmente nos encontrando com entes queridos desencarnados em determinados sonhos? Como pode-se diferenciar um simples sonho de um encontro em desdobramento?

Realmente, não há outra medida senão a certeza íntima que temos, ao acordarmos, que estivemos com alguém. Por outro lado, temos alguns outros referenciais, como vermos pessoas que não conhecemos, situações diferentes das nossas habituais e ainda devemos entender que há muitos momentos de apoio espiritual. É quando os desdobramentos trazem características de suavidade, de beleza que não são habituais no nosso cotidiano.

Os mentores podem fixar a recordação de uma conversa mantida durante o desdobramento no cérebro físico, fazendo com que nos lembremos ao acordar?

Sim, desde que isto tenha importância para o encarnado. André Luiz é pródigo em informações neste sentido. E nós mesmos temos muitas vezes o apoio, o ensino dos guias, quando, num desdobramento, nos recordamos de uma situação que tem a ver com a nossa necessidade crescimento espiritual.

Qual a influência do sono em nossa vida?

Dizem os bons espíritos que o sono representa a possibilidade de nos reencontrarmos com os nossos guias espirituais. Ao mesmo tempo que ouvimos seus conselhos e admoestações, temos a oportunidade de nos recuperarmos das fadigas próprias da reencarnação. Ò sono repousa o corpo e permite ao espírito recuperar-se da vida terrena.

Por que, às vezes, vemos pessoas das quais não conhecemos e que nos tratam de maneira diferente?

São espíritos que nos visitam e cuja convivência se dá toda no plano espiritual, isto é, não temos convívio na vida material. Assim, estes conhecidos nos visitam, até porque têm liberdade para isso, o que raramente ocorre conosco (encarnados).

Durante o sono, onde está o “anjo da guarda” de cada um?

Poderá estar ao nosso lado, velando por nós ou nos acompanhando no curso da nossa existência.

Extraído da  Revista Cristã de Espiritismo nº 29, páginas 26-29)

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: EMANCIPAÇÃO DA ALMA ATRAVÉS DA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: A LIBERDADE DA ALMA SE INICIA COM O DESABROCHAR DO CORPO

A liberdade é como o desabrochar de uma rosa que se abre lentamente para alcançar a sua plenitude e beleza máximas. Assim também é com a nossa alma ou self. O corpo humano é o seu casulo que, assim como a rosa desabrocha desde a posição fetal até a mais elevada posição ereta. Mas para alcançar a plenitude máxima do bípede é preciso ouvir o que o seu corpo está dizendo diariamente. Essa prática diária vai lhe conduzir, não apenas  a melhor expressão corporal, mas a uma vida plena e livre. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir e entender como você pode acelerar esse processo!

Corpo que Fala

Silhueta de dois rostos humanos, e no meio da foto a silhueta do corpo humano.
Geralt / Pixabay / Canva

Cada pessoa tem, em seu sistema corporal, a grande fala de sua vida. O corpo realmente manifesta a integração de uma pessoa. É muito importante observar o seu sistema corporal e verificar o que ele está querendo te dizer. Há duas formas, as quais são muito importantes, para que esta comunicação aconteça. Uma delas é ouvir a linguagem corporal para saber informações sobre a saúde. Essa é uma forma de prevenção. O autoconhecimento gera esta percepção ampliada, conectando você ao seu corpo, possibilitando, assim, a grande comunicação, geradora de entendimento de tudo o que existe em seu mundo interior. Através deste conhecimento ampliado, é possível perceber quando você está alinhado, em estado de equilíbrio, ou não. A outra delas é perceber que o corpo ensina através de seus sistemas, por exemplo, a sua postura corporal mostra muito do seu mundo interior. Tudo está interligado e conectado. A voz, também, apresenta conexão com a sua forma de vida. O que existe em seu corpo fala sobre você. Então, prestar atenção e assumir uma nova consciência corporal faz com que exista uma comunicação sutil agindo em seu ser para criar a saúde plena. Existe uma união entre psique, corpo e energia. Todos eles estão interligados. Para que haja ótima conexão, você precisa trabalhar a sua percepção de vida. É o autoconhecimento que faz você entender todas as sensações corporais. Estas mostram o que está acontecendo no seu campo orgânico. Então, é possível fazer tanto a prevenção em doenças, quanto a ótima comunicação entre a sua essência e o seu corpo.

A expressão corporal precisa ser entendida para poder auxiliar no caminho da evolução humana. Todas as dificuldades de vida se manifestam no corpo físico. Elas podem afetar a postura, o posicionamento muscular, a voz, a percepção auditiva, o tato, o paladar, a mastigação, a formação de couraças e tensões, os bloqueios energéticos nos meridianos, indicando problemas ou alterações de saúde em alguns órgãos específicos, dentre outros.

O corpo expressa o seu ser e o seu viver. É muito importante que você consiga entender o que está acontecendo consigo mesmo em cada momento e situação de sua vida. Isso facilita que a vida tenha um percurso mais acessível, pois vai tornar você apto a aprender de uma forma mais rápida, eficaz e eficiente. Assim, antecipando aprendizados, você consegue corrigir, transformar e ampliar o que precisa para vencer os desafios da vida. Só existe um ser capaz de realizar o maior bem em sua vida, e este ser é você.

O corpo pode sentir a liberdade ou ser prisioneiro dos bloqueios existentes. Quando a pessoa entende a sua linguagem corporal, assume novas atitudes de vida e cria uma relação positivada consigo mesmo, gerando todo bem-estar e integralidade da essência. Não há nada melhor do que entender profundamente as suas falas interiores. O seu corpo quer falar, então, você precisa se disponibilizar para ouvi-lo. Esta atenção interna precisa acontecer diariamente, tornando esta comunicação uma rotina comum e sábia para toda a sua vida. Comece a se ouvir internamente e vai aprender tudo em sua jornada terrena.

Escute seu corpo para ser completamente livre e feliz!

A plenitude existe em um corpo que fala!

Amor & Luz!

Gratidão!

Abraço Fraterno!

Karina Schuler
Escrito por Karina Schuler
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A LIBERDADE DA ALMA SE INICIA COM O DESABROCHAR DO CORPO

AUTOCONHECIMENTO: O PODER DA PRESENÇA “EU SOU”

O destaque desta quarta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é a ativista do AUTOCONHECIMENTO May Andrade do canal Temporariamente Humana, que faz uma mini-palestra sobre “O Poder da Presença EU SOU”. Ela discorre com desenvoltura e simplicidade sobre o poder que temos dentro de nós, fazendo uma bela distinção entre EGO e EU SUPERIOR, a quem ela carinhosamente chama de “Centelha Divina”. Então, não deixe de assistir o vídeo completo a seguir e expanda sua consciência!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O PODER DA PRESENÇA “EU SOU”

AUTOCONHECIMENTO: DESCUBRA O SEU PROPÓSITO DE VIDA ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

Conhecer o nosso Eu Superior Intrínseco é a nossa missão de vida, o nosso propósito. Muitos passam pela vida sem jamais entender o seu propósito de vida, pois não entendem que para conseguir isso é necessário passar pela expansão da consciência. O único caminho para alcançar essa conexão com o seu Eu Cósmico. No meu 1º livro Eu Cósmico, a essência eu abordo esse assunto com pragmatismo e de forma didática na tentativa de tornar o AUTOCONHECIMENTO acessível para qualquer ser humano. Então convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

May Andrade

Qual o Propósito da Vida?

Estamos aqui para encontrar nosso verdadeiro Eu, nossa verdadeira identidade. Para descobrir que nosso verdadeiro Eu é espiritual e que somos essencialmente seres espirituais expressos numa forma física.

Não somos seres humanos que, de vez em quando têm experiências espirituais. Ao contrário, somos seres espirituais que, de vez em quando, têm experiências humanas.

Estamos aqui para descobrir nosso Eu Superior, ou Centelha Divina. Precisamos descobrir por nós mesmos que temos em nosso interior uma Centelha de Deus, desejosa de nascer e de expressar sua divindade. Essa descoberta, na verdade, é uma recordação, é o ato de recuperar a memória de nossa origem transcendental. Quando essa lembrança se faz nítida em nosso ser, acontece o que se chama de “o despertar da consciência”.

Quando a consciência desperta você deixa de se identificar apenas com seu corpo físico, essa imagem que vê no espelho todos os dias e que representa apenas uma pequena porção de seu ser, a porção maior é invisível e infinitamente mais poderosa.

Quando essa lembrança retorna, você recupera o seu poder, você se torna consciente da poderosa Fonte de energia que é sua verdadeira identidade. Uma vez consciente disso, você passa a acessar esses poderes, que sempre estiveram disponíveis para você e sempre foram seus por direito, mas que você só não estava usando porque sua própria consciência o limitava. Porém agora, com a consciência desperta, você pode acessar todo seu potencial visível e invisível.

Quando vivemos uma vida de constante conexão com essa essência divina em nós, triunfamos e prosperamos em todas as áreas da nossa vida. Isso acontece porque ao estabelecer essa conexão, descobrimos quem nascemos para ser e o propósito de estarmos aqui.

Quando somos quem nascemos para ser, desenvolvemos uma existência em alinhamento com o propósito da nossa Centelha Divina para nós. Assim sendo, coloque todo seu foco, atenção e energia em buscar por essa conexão e entendimento, essa é a verdadeira iluminação.

– May Andrade

Fonte: Temporariamente humana

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESCUBRA O SEU PROPÓSITO DE VIDA ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar