AUTOCONHECIMENTO 2: OUÇA O SEU CORAÇÃO, POR THIAGO RODRIGO

O Thiago Rodrigo tem um recado para lhe dar neste domingo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO. Ele diz: Ouça o seu coração! Muitas vezes deixamos de ouvir o nosso coração para dar ouvidos a voz dos outros. A opinião dos outros sobre você diz respeito somente a eles mesmos. Ouça seu coração e faça aquilo que você acredita! Eu concordo e confirmo a afirmação dele. Sim ouça o seu coração, pense com ele, fale através dele e aja com a intuição dele. Então convido você a a assistir o vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte: 

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO 2: OUÇA O SEU CORAÇÃO, POR THIAGO RODRIGO

AUTOCONHECIMENTO: SAIBA PORQUE SEM PAZ INTERNA HÁ GUERRA EXTERNA

Na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado temos um interessantíssimo artigo sobre “a paz interior”. Algo que atenta 9 em cada 10 pessoas e diz respeito única e exclusivamente ao nível evolutivo consciencial de cada um. Isso nada mais é do que o quanto você se conhece e o quanto você conhece as leis universais. As leis que regem todo o universo e são imutáveis. A Maioria da humanidade não conhece ou não tem interesse em conhecer essas leis. Então costumam ignorá-las e ficam patinado, às vezes, uma vida inteira. Autoconhecimento não é para qualquer um e requer muita coragem, disciplina e perseverança. Para alcançar a paz interna é necessário mergulhar no autoconhecimento para expandir a consciência. É um caminho sem volta!

Sem paz interna, há guerra externa

Mulher sentada em sofá com mãos atrás da cabeça e olhos fechados relaxando
123RF | Aleksandr Davydov

Se você não tem paz em sua vida, a quem atribuiu o fato de terem “tirado/roubado a sua paz”? Aos outros, a seus pais, à sua sogra, ao cunhado, aos filhos, ao vizinho, ao chefe ou ao parceiro amoroso? Ou a si mesmo?

A paz precisa ser sentida interiormente, estar em paz consigo mesmo. Mas muito raramente se encontra uma pessoa que seja amistosa consigo mesma ou tenha lampejos de paz por alguns instantes. Parece até que somos inimigos de nós mesmos, vivemos uma guerra interna, e por consequência também travamos inúmeras batalhas externas. Uma vez que o mundo é lugar que faz eco, se atirarmos raiva, a raiva voltará; mas se dermos amor o amor voltará.

Mulher em mesa restaurante com braço apoiado na janela vista do lado de fora pelo vidro
Juan Pablo Serrano Arenas / Pexels

E esse é um fenômeno natural, a lei do carma: tudo o que você semeia interna e externamente você colhe, quer tenha consciência de quais sementes tem jogado no solo ou não. Tudo o que você dá você recebe. Odeie, e será odiado, trave batalhas internas e externas e encontrará outras pessoas na mesma frequência das batalhas, guerreando declaradamente ou não.

Quando seus pais, colegas de trabalho, um desconhecido no trânsito ou qualquer outra pessoa fala ou faz algo fora do padrão que você considera certo, que lhe desagrada, você costuma falar que essa pessoa “tirou a sua paz”? Mas como ela “tirou”, puxou com a mão e a arrancou de dentro de si? Ou as atitudes dessa tal pessoa é que fizeram com que você “perdesse” sua paz? Na verdade só revelaram que sua paz era uma cobertura tão superficial e que ao se sentir contrariado você se sentiu sem paz. Você recebeu a contrariedade como um convite para a guerra? E, o pior, aceitou o convite?

Quais os temas que para você são convites irrecusáveis para a guerra, que fazem você abrir mão da paz interna – mesmo que não pense igual à outra pessoa?

  • Religião
  • Sexo
  • Dinheiro
  • Relacionamento afetivo
  • Traição
  • Doenças
  • Status
  • Disputas por estar sempre certo e para dar a palavra final etc.

Observe também há quanto tempo você vive em guerra com algumas pessoas. Contudo, mesmo que você tenha aberto mão da sua paz, isso devido a determinados temas e a determinadas pessoas, o mais importante é querer interromper a guerra, é se reconectar com a paz interior, que está à sua disposição para que você usufrua dela.

Para se tornar uma pessoa pacífica, cultive uma mente aberta, não restritiva ou preconceituosa, disposta ao diálogo e ao entendimento mútuo. Lembrando-se de relaxar profundamente e tranquilizar-se sempre que possível a cada dia. E também se lembre de criar paz em volta de tudo o que você estiver fazendo. Afinal, ficar pensando ou falando em paz, sem colocá-la em prática, é viver mentindo bondade para os outros e para si mesmo.

Assuma a responsabilidade pela sua paz, crie-a e cuide dela, para que ela seja profunda e presente na sua vida. A cinesiologia quântica pode te ajudar a erguer a bandeira da paz.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SAIBA PORQUE SEM PAZ INTERNA HÁ GUERRA EXTERNA

AUTOCONHECIMENTO: VIBRANDO ALTO PARA SE BLINDAR DAS COISAS NEGATIVAS E DO CORONAVÍRUS

Tudo na vida é vibração e frequência!

Portanto, é muito importante você começar a enxergar o funcionamento do universo por esse prisma. Algo muitíssimo fácil de ser comprovado. Só precisa ser praticado. Então comece logo a agir positivamente com todo e em tudo ao seu redor, praticado tudo que está no texto a seguir e terás a resposta rapidamente. Mas acredite e saia da zona de conforto!

A imagem pode conter: área interna, texto que diz "Vibrando Alto"

🔻🔺🔻🔺🔻🔺🔻🔺🔻
😇 *VIBRANDO ALTO* ♥️
☆ _*Lembre-se de que cada vez que você chora e escreve o que sente, ou desabafa com alguém, sua energia é purificada e você aumenta sua vibração.*_
_*Que cada vez que você ri, canta e dança curtindo a vida, sua energia é purificada e você eleva sua vibração.*_
_*Que cada vez que você faz o que gosta, exercita e move seu corpo, sua energia é purificada e você aumenta sua vibração.*_
_*Que toda vez que você pede perdão ou perdoa e agradece de coração, sua energia se purifica e você eleva sua vibração.*_
_*E que toda vez que você respeita e ama a si mesmo e aos outros verdadeiramente, além de purificar sua energia e elevar sua vibração, você também ajuda a nossa bela Terra a vibrar na frequência mais alta que é o AMOR.*_
_*Portanto, não demore mais… ame-se com coragem e comece a trabalhar em si mesmo esse amor.*_
_*Bem, o trabalho mais importante da sua vida é “você”!*_
_*E se você vibra alto, todos nós vibramos alto também, porque somos todos um!*_
_*Você pode ousar e fazer acontecer!*_
✨🧘🏻‍♂️✨ _*Namastê*_ 🙏♥️
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VIBRANDO ALTO PARA SE BLINDAR DAS COISAS NEGATIVAS E DO CORONAVÍRUS

AUTOCONHECIMENTO: SUAS ESCOLHAS SOB O EQUINÓCIO DE SETEMBRO

Com o evento do Equinócio de Setembro os nossos mentores nos orientam a refletir sobre as nossas escolhas e para isso eles vêm nos dar a todos um mecanismo mais alto e mais claro internamente para reconhecer que você tem uma escolha. Uma voz interior mais forte, mais alta e mais poderosa, que lhe convença de que você decidem o que vai acontecer a seguir em seu mundo e em sua vida.Portanto leia o texto completo a seguir e entenda como conseguir essa ascensão!

Equinócio de Setembro 2020

Mensagem canalizada em 7 de Setembro de 2020 – Os Arcturianos

“Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Temos explorado as diferentes possibilidades que você tem à sua frente para o equinócio que está chegando este mês. Você foi capaz de assimilar as energias de setembro muito bem até agora e, todos nós que somos responsáveis ​​por enviar-lhe energias novas e aprimoradas, tomamos nota do que você faz com o que já enviamos. Sabemos que você está pedindo a sensação de que tudo vai ficar bem, mas não podemos simplesmente dar a você essa sensação. Tem que ser uma escolha. E assim, o que estamos entusiasmados em relação às energias do equinócio de setembro que se aproxima é dar a todos um mecanismo mais alto e mais claro internamente para reconhecer que você tem uma escolha.

Você pode decidir se vai olhar para o que está acontecendo em seu mundo agora com um senso de expectativa positiva ou com expectativas negativas. Se você realmente acredita que está ascendendo, então também deve acreditar que tudo está a serviço de sua ascensão e que nada pode impedir que isso aconteça. Claro, você também pode decidir se vai sofrer entre o agora e a conclusão de sua mudança ou se, em vez disso, vai escolher a alegria.

Você pode optar por sair e respirar o ar fresco a qualquer momento, deixando todos os seus dispositivos para trás. Você pode escolher sentar-se sob uma árvore e meditar. Você pode escolher brincar, como fazia quando era criança. Ou você pode continuar a deixar que outras pessoas decidam por você qual é o seu destino. Você pode observar os números, as tendências, os artigos de especulação e pode entrar em uma espiral descendente com tudo isso, ou pode fazer o que é natural, que é estar na espiral ascendente de ascensão.

E quando você está na Natureza, coisas que são naturais tendem a acontecer. O que estamos dizendo aqui é que você não precisa de tanta informação quanto está recebendo para fazer uma escolha. Tudo que você precisa é o que acabamos de falar em nossa transmissão anterior, que é uma coisa pequena e poderosa chamada consciência. Você precisa de consciência para escolher. Você precisa estar ciente de que é você quem toma as decisões.

São vocês que escolhem a linha do tempo e estamos aqui para ajudá-los a buscar dentro de si mesmos as únicas informações de que realmente precisam. Mas você tem que prestar atenção e agir, falar e pensar com base no que você está obtendo quando vai para dentro de si. Portanto, é nosso desejo dar a vocês uma voz interior mais forte, mais alta e mais poderosa, que os convença de que vocês decidem o que vai acontecer a seguir em seu mundo e em suas vidas.

Nós somos o Conselho Arcturiano, e foi um prazer nos conectar com você.”

Daniel Scranton
Fonte: https://danielscranton.com/ — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SUAS ESCOLHAS SOB O EQUINÓCIO DE SETEMBRO

AUTOCONHECIMENTO: O SIMBOLISMO DO LAVA-PÉS ENCERRA O MAIS PROFUNDO MISTÉRIO DA VERDADEIRA REDENÇÃO DO HOMEM

É com muito orgulho e honra que publico na edição deste sábado um texto de profunda sapiência do, para mim, maior filósofo e visionário de todos os tempo. Aquele a quem eu tenho como “Guru” e através de quem aprendi quase tudo que sei sobre espiritualidade, desenvolvimento pessoal e expansão da consciência: Huberto Rohden. Por isso eu lhe convido a ler o texto completo a seguir para entender de verdade o significado de um dos maiores simbolismos da Bíblia Sagrada.

Sombra do Onipotente: O SIGNIFICADO DE LAVAR OS PÉS

LAVAI OS PÉS UNS AOS OUTROS – por Huberto Rohden

– Por Huberto Rohden –

A tocante cena do lava-pés encerra o mais profundo mistério da verdadeira redenção do homem. O seu sentido último vai muito além da ética da humildade que estamos habituados a ouvir nos sermões comuns das igrejas.

É a apoteose da redenção pelo querer-servir.

A humanidade está dividida em dois grupos nitidamente distintos: os que querem ser servidos – e os que querem servir. A primeira parte é enorme, a segunda é pequena em quantidade, embora grande em qualidade.

Para que um homem passe da doença crônica do querer-ser-servido para a vigorosa sanidade do querer-servir, é necessário que deixe de ser profano e se torne um homem sacro. No homem profano, devido à sua cegueira, predomina o pequeno ego físico-mental – no homem sacro, graça à sua vidência, triunfa o grande Eu espiritual.

O homem profano se sente bem, importante, poderoso, quando está sentado sobre um trono, dando ordens, e muitos de seus semelhantes jazem ao pé do trono, cumprindo ordens. Nisto é que ele vê força, riqueza grandeza – quando, na realidade, tudo isto é sintoma de fraqueza, pobreza, pequenez.

Quem pode alegremente servir mostra que é forte, rico, pleno, exuberante.

Deus não tem necessidade de receber nada, mas dá tudo porque é inesgotável Plenitude.

Quanto mais o homem se aproxima da Divindade doadora, tanto mais gosta de dar e servir e tanto menos se interessa por receber e ser servido.

Em última análise, toda a redenção consiste em que o homem extinga em si todo e qualquer desejo e necessidade de querer-ser-servido e eleve ao máximo a jubilosa vontade de querer-servir; porque aquilo é sinal de egoísmo estreito, ao passo que isto é prova de vasto universalismo e amor. Ora, todo egoísmo é irredenção, como todo amor é centralização unitiva.

No plano do ego personal domina a política de “ter”, e está ausente a filosofia do “ser”. O profano considera reais os objetos que ele tem ou pode ter, e por isso gasta a vida toda a correr atrás desses objetos, que, devido ao seu inerente pendor centrífugo, fogem do homem profano, por ser negativo. Na verdade, porém, nenhum objeto tem realidade intrínseca em si mesmo; todos eles são apenas realizados, isto é, possuem realidade extrínseca, vinda de fora deles. Nenhum objeto tem realidade original, autônoma, mas apenas um reflexo no espelho, heterônomo. Ora, ninguém pode agarrar e possuir solidamente um reflexo no espelho.

É absolutamente impossível que eu tenha hoje o que não tive ontem e não terei amanhã. Um “ter” entre dois “não-teres” é intrinsecamente impossível, porque contraditório em termos. Só tenho de fato o que posso ter para sempre. Esse “ter-para-sempre” porém, não faz parte dos objetos quantitativos, dominados pelas ilusórias categorias de tempo e espaço. O único “ter” verdadeiro é o “ser”. Em última análise, eu só “tenho” o que “sou”; só posso “ter” o meu verdadeiro “ser” com todos os atributos a ele inerentes, como verdade, justiça, amor, benevolência, ou seus contrários.

O profano é um caçador de sombras e sonhador de sonhos; corre sem cessar atrás de grandes e pequenos nadas, como se fossem algo, e, enquanto não se curar dessa estranha alucinação, não será liberto da sua velha escravidão, porque só a verdade é que é libertadora.

É esta ilusão a última razão por que o profano tem a irresistível necessidade de receber e de ser servido, porque isto dá uma força ilusória à sua fraqueza real, assim como álcool, cocaína, maconha e outros estimulantes e entorpecentes geram a sensação de uma força que, de fato, não existe nesses indivíduos viciados. Todo profano é um viciado, porque sedento e ébrio de objetos. Querer receber e ser servido é vício. Só a experiência da verdade é que cura o homem dessa doença crônica e aguda e lhe dá vigorosa saúde.

* * *

Quando Jesus ajoelhou aos pés de seus discípulos para lavá-los e enxugar com uma toalha, prestou-lhes, segundo a opinião humana, serviço de escravo. No Oriente, onde se usam, geralmente, sandálias em vez de sapatos fechados, o viandante entra em casa com os pés cobertos de pó; imediatamente, um dos servos acorre com uma bacia de água, desata o calçado e lava os pés do hóspede, enxugando-os com uma toalha. As sandálias ficam do lado de fora.

Para a humanidade profana dos nossos dias, esse servir é um sinal de inferioridade – assim como o ser-servido é considerado quase universalmente como prova de superioridade. Entre verdadeiros iniciados e homens sacros reina a ordem inversa, porque eles se aproximaram tanto do Servidor Doador Universal que refletem espontaneamente os atributos de mesmo.

“Os príncipes deste mundo – disse Jesus – dominam sobre seus súditos, e por isto são chamados grandes; entre vós, porém, não há de ser assim, mas aquele dentre vós que quiser ser grande seja servidor de todos.”

Aqui está o teste da verdadeira iniciação cósmica; dar e servir em vez de querer receber e ser servido. O verdadeiro iniciado, porém, não vê nesse dar e servir algo como virtude ou heroísmo, mas sim como a expressão da mais simples das verdades e realidades. Ele não é “virtuoso”, no sentido usual do termo, mas é “sábio”, por ser um grande “compreendedor” da suprema verdade.

O Nazareno deu a seus discípulos uma ordem simbólica, mandado que lavassem os pés uns aos outros, quer dizer, que prestassem uns aos outros serviço espontâneo e voluntário, impelidos pelo amor compreensivo, e não compelidos por alguma lei externa.

* * *

Mahatma Gandhi tinha entre seus discípulos uma turma que ia de cidade em cidade, de aldeia em aldeia, fazendo limpeza pública nas ruas e até nas privadas. Certo dia, um viajante encontrou um passageiro de trem a lavar a privada; olhou para o desconhecido e disse: “Você, de certo, é da turma de Mahatma Gandhi”. Sorriu-se o servidor espontâneo e continuou a trabalhar. Era de fato da “turma de Gandhi” – porque era Mahatma Gandhi em pessoa, ele, a “grande alma” da Índia.

Para poder servir espontaneamente, sem perigo de criar complexo de heroísmo ou virtuosidade, deve o homem ser, de fato, uma “mahatma”, uma “grande alma”; porque as almas pequenas só querem ser servidas. Quem não é ainda remido da velha escravidão do seu ego não pode entrar na “gloriosa liberdade dos filhos de Deus”.

Jesus, porém, supõe que seus verdadeiros discípulos sejam grandes almas…

”Lavai os pés uns aos outros”…

“Quem quiser ser grande, seja servidor de todos”…

(Texto extraído do livro “O Triunfo da Vida Sobre a Morte” – Huberto Rohden* – Editora Martin Claret).

Fonte: IPPB.ORG
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O SIMBOLISMO DO LAVA-PÉS ENCERRA O MAIS PROFUNDO MISTÉRIO DA VERDADEIRA REDENÇÃO DO HOMEM

AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA
woman try to grab the sun

O despertar da consciência coletiva está unindo a humanidade e trazendo uma maior assertividade coletiva, após um longo período de desacertos e conflitos, gerados principalmente pela não aceitação, resultado do trauma de intensidade variada infligido ou imposto sobre todos durante a infância. Nenhum de nós cresceu ileso do trauma da inaceitabilidade da infância, um trauma tão doloroso que tivemos que renegá-lo ou enterrá-lo no fundo de nós mesmos. Portanto, reivindicar a soberania individual é mais do que necessário para darmos o salto quântico para o 5D.

Reivindicando a soberania individual – Trabalhadores da Luz

Reivindicando a soberania individual

26 DE SETEMBRO – EVENTO COM SAINT GERMAIN AO VIVO

Mensagem canalizada em 31 de Agosto de 2020 – Saul

Conforme o seu momento de despertar se aproxima, há um ar de animação palpável no mundo todo, a despeito de todas as notícias ruins nas quais a mídia de massa tem focado tão constante e vorazmente. Realmente, há muita dor e sofrimento, pois ódios antigos e ressentimentos surgem na consciência das pessoas para serem reconhecidos, perdoados e liberados. A consciência da insanidade de muitos dos velhos padrões do comportamento humano – individual, nas famílias, social, político, de organizações religiosas e entre nações e grupos de nações – está se espalhando e as pessoas estão deixando claro que mudança de grande magnitude numa escala global é essencial AGORA!

Está ficando claro para todo mundo que, para a paz e harmonia prevaleceram, a união e interconexão de todos devem ser honradas em harmoniosa aceitação amorosa de uns para os outros, independente de quaisquer e todas aparente diferenças que vocês observam entre si. A humanidade é uma grande família, com muitos interesses diversos e habilidades criativas e agora é hora de reconhecer isto e honrar todos os seus irmãos e irmãs, ao invés de dividirem a si mesmos em grupos opostos que julgam e condenam as aparências, crenças, esforços criativos etc, de outros grupos. Vocês sabem há muito tempo que isso não funciona, mas mesmo assim, a necessidade imatura e egóica de estar certo, à qual tantos se agarram, tornou praticamente impossível para vocês honrarem verdadeiramente até um ao outro, devido à sua própria falta de autoaceitação.

Este senso de não aceitação é o resultado do trauma de intensidade variada infligido ou imposto sobre vocês durante a infância. Nenhum de vocês cresceu ileso do trauma da inaceitabilidade da infância, um trauma tão doloroso que vocês tiveram que renegá-lo ou enterrá-lo no fundo de si mesmos – fora da vista, fora da mente – para possibilitá-los a encarar e engajar com os outros, embora ainda permanecesse dentro de suas consciências um senso de não ser bom o suficiente. O que vocês enterraram tão profundamente dentro de si como totalmente inaceitável estava sendo constantemente refletido de volta para vocês pelos outros, que eram traumatizados da mesma forma, os quais vocês então julgaram e condenaram, assim como foram julgados e condenados quando eram pequenos. Crescer da infância para a maturidade adulta não é fácil e muitos foram tão traumatizados que eles nunca tiveram sucesso em amadurecer emocional ou psicologicamente. Muitos deles usaram então suas habilidades físicas ou intelectuais para se defenderem contra o que parecia ser um quase constante e agressivo ataque dos outros, e frequentemente procuraram posições de poder e autoridade sobre outros para encontrar algum tipo de auto-aceitação pessoal, o que frequentemente trouxe consequências desastrosas na humanidade.

O que vocês vieram a aceitar como comportamento normal é comportamento que tem sido condicionado por suas experiências de trauma de infância, agora principalmente escondidas sob o nível de suas mentes conscientes e é basicamente um modo defensivo de existência no qual vocês estão em alerta para qualquer sinal de confronto surgindo, que possa ameaçá-los emocional, psicológica, intelectual ou fisicamente. Viver em tal estado de alerta é, claro, muito estressante e drena energia. Mas, por ter sido por tanto tempo a aparente forma essencial de vida, isto se tornou normal para a maioria dos humanos, então o estresse é esperado e lidado diariamente, a não ser que se torne totalmente debilitante, em cuja situação muitos que experienciam este estado procuram ajuda médica.

Esta não é a maneira que vocês escolheriam viver, por isso que frequentemente vocês observam as crianças, antes de se tornarem muito traumatizadas, brincando e envolvendo-se com a vida numa espontaneidade deliciosa e se perguntam porque vocês não conseguem encontrar a mesma alegria na vida, mesmo que apenas momentaneamente. É esta pergunta que tem, nas últimas décadas, encorajado as pessoas a procurarem por maneiras mais recompensadoras e agradáveis de viver e portanto trouxe para suas consciências a insanidade do ritmo acelerado da vida moderna, na qual não há tempo para apenas ser. E mesmo quando as pessoas percebem isto e tentam relaxar por um curto período de tempo não fazendo nada, ou engajando em meditação ou contemplação, a urgência quase constante e insistente de fazer alguma coisa – qualquer coisa! – os manda correndo encontrar algum tipo de distração. E há inúmeras oportunidades de distração disponíveis em suas vidas modernas, que frequentemente surgem para requerer sua atenção imediata, mas que obviamente não conseguem, exceto na sua intensamente sentida necessidade por alguma distração, por favor!

Agora, como é claramente aparente, as pessoas estão prontas para mudança, estão exigindo mudança e aqueles em posição de autoridade, que são geralmente movidos pelo egoísmo, ou não conseguem ver isto, recusam-se a vê-lo, ou estão tão dominados pelo desejo de manter o seu senso de poder, que tentam segurá-lo passando novas e inaceitáveis regras e regulamentos para manter o status quo – controle autoritário – e exigindo que a polícia e outras forças de segurança imponham estas regras. Esta abordagem sempre pareceu funcionar no passado.

Mas, o passado se foi! Mudança, inevitável e absolutamente essencial mudança está ocorrendo e vai continuar a ocorrer, até que a velha ordem simplesmente se desintegre devido à uma completa falta de apoio popular. Um novo ambiente, no qual a paz, amor, aceitação, entendimento e cooperação unam a todos, está sendo estabelecido e sinais disto estão ficando visíveis em muitos lugares. Pessoas em todos os lugares estão reivindicando sua soberania individual, a soberania com a qual elas foram criadas, para e em eterna alegria, para viver em liberdade, sendo o que os seus corações amorosos e sensíveis as guiaram para ser – elas mesmas – desimpedidas até pelos mínimos sentimentos de culpa, vergonha ou inaceitabilidade, porque tais sentimentos ou autocríticas negativas são e sempre foram, totalmente inválidas!

Vocês são todos seres divinos tendo uma experiência temporária na forma como humanos. Como humanos, a sua função foi evoluir espiritualmente e vocês vêm fazendo isso por eras e os frutos deste progresso evolucionário estão começando a amadurecer lindamente, conforme começam a se tornar a mais magnífica colheita para todos aproveitarem. Portanto, preparem-se para COMEMORAR.

Com muito amor, Saul.

John Smallman
Fonte: https://johnsmallman.wordpress.com/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior —Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: O ALINHAMENTO COM À MATRIZ DIVINA É NECESSÁRIO PARA ASSUMIRMOS O LEME DANOSSA JORNADA

Nesta edição da coluna AUTOCONHECIMENTO temos uma importante REFLEXÃO a ser feita quando lemos o artigo a seguir, pois nos ensina como alinharmos-nos à Matriz Divina através do método correto de meditação. Uma oportunidade incrível de aprendermos como fazer essa conexão como nunca vi antes. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir para conhecer essa metodologia infalível!

A Sexta Chave | Da Tempestade à Unidade

Silhueta de mulher caminhando para fechadura gigante com universo ao fundo
123RF | Teodoro Ortiz Tarrascusa

No artigo anterior iniciamos a fase prática da Chave da Caixa-Preta. Falamos do alinhamento à Matriz Divina tão necessário para assumirmos o leme da nossa jornada, que consiste em abrir mão do controle para ganharmos o controle. Só quando estamos alinhados pensamos e desejamos em linha com nosso propósito. Afinal de contas, temos muitas intenções, mas é o propósito que assume o resultado.

Espero que você tenha praticado a Limpeza Pulmonar e experienciado todo o poder equilibrador dessa ferramenta mágica. Compartilhei também o uso consciente da Força Vital por meio da visualização para criação de um campo de luz para nos mantermos alinhados à Fonte. Porém, algumas pessoas provavelmente tiveram dificuldade de executar esse segundo exercício porque realmente é difícil, ao menos inicialmente, manter o foco da visualização quando temos um turbilhão de pensamentos atrapalhando nossa concentração. Isso acontece porque não é possível dizer:

Fica quieta, mente! Silencia! Me deixa focar no que quero!

Mulher com mãos na cabeça gritando

Andrea Piacquadio | Pexels

Para aprendermos a acalmar a nossa mente diante de tantas informações absorvidas durante o dia, de tantas preocupações cotidianas, precisamos praticar a meditação. O que nos traz a necessidade de desaprender o conceito de esvaziar a mente. Essa fase é o estágio final da meditação e não o objetivo inicial. Lembra que falamos que não há evolução sem auto-observação? Meditar é se observar. Estamos onde nossos pensamentos e emoções estão. Observá-los é aprender. Com a meditação poderemos controlar a tempestade mental, decidir o que pensar, quando pensar e, finalmente, encontrar a unidade no silêncio milagroso do vazio. Se o copo estiver cheio não terá espaço para o novo. Mas teremos que trilhar alguns estágios para o nosso objetivo. Começamos com a já ensinada limpeza pulmonar. Acompanhe os próximos passos:

1. Apenas observe: sente-se ou deite-se confortavelmente. Relaxe todo o corpo, feche os olhos durante cinco minutos e observe o curso dos pensamentos. Não siga os pensamentos, apenas observe-os passando pela sua tela mental. No início perceberá uma enxurrada deles, principalmente no que diz respeito ao nosso cotidiano. Imagine-se na posição de um observador silencioso e independente. Apenas acompanhe com atenção e sem julgamento. Não durma. Na presença de cansaço, interrompa o exercício ou esfregue água gelada no rosto e no peito. A limpeza pulmonar também elimina e previne o cansaço e a sonolência. Esse exercício de controle do pensamento deverá ser feito de manhã e à noite, e a cada dia o seu tempo deverá ser prolongado em um minuto para que em uma semana possamos acompanhar e controlar o curso de nossos pensamentos por no máximo dez minutos sem nos dispersarmos. Você perceberá como inicialmente os pensamentos passam por sua mente em grande velocidade, porém o caos inicial irá desaparecendo devagar até que só uns poucos surgirão na sua mente como que vindos de muito longe.

Homem com mão no rosto e expressão triste
Pixabay | Pexels

2. Foco Ativo: agora que já dominou a observação passiva, passará ao primeiro estágio do foco seletivo. Sempre que surgirem pensamentos repetitivos, você deverá mudar imediatamente o foco para outro pensamento presente no turbilhão. Explicarei melhor o foco logo menos. O importante desse exercício é não deixar as preocupações insistentes assumirem o controle. Não brigue com elas, apenas mude o foco para outro pensamento. Todos os pensamentos indesejados devem ser desligados. Isso deve ser exercitado até se transformar num hábito, até conseguirmos executar nossa meditação, tarefas, no trabalho ou na vida privada, com a máxima consciência, independentemente de ser algo grande ou corriqueiro. Esse exercício aguça a mente e fortalece a memória. Mas para aprender a desligar precisamos primeiro aprender a focar.

Escolha um pensamento, uma imagem ou uma ideia qualquer de sua preferência. Algo agradável ou visualize a realização de um sonho. Fixe-a com toda a força, e rejeite energicamente todos os outros pensamentos que não tenham nada a ver com o do exercício. No início, você só conseguirá fazer isso por alguns segundos, e posteriormente por alguns minutos. Você precisará conseguir fixar um único pensamento e acompanhá-lo por no mínimo dez minutos seguidos.

3. Esvaziamento Mental: relaxe confortavelmente e feche os olhos. Rejeite energicamente todos os pensamentos emergentes. Em sua mente não deve haver nada, somente o vazio total. Como fazer isso? Visualize uma esfera branca brilhante, sem se desviar ou se distrair. Você pode usar uma lâmpada branca acesa como base para a visualização. Aos poucos, permita que o brilho se expanda até ficar tudo branco. No início você só conseguirá manter isso durante alguns segundos, mas exercitando-se constantemente conseguirá um melhor desempenho. Com o foco no branco total, se entregue e mergulhe na luz sem medo e sem expectativa. Apenas deixe fluir. Se conseguir se manter nesse estado durante dez minutos completos, sem se distrair ou adormecer, será preenchido por um estado de vazio ou ponto zero. Esse é o lugar onde tudo é possível.

No próximo artigo compartilharei a sétima e última chave da caixa-preta, para a criação consciente de qualquer coisa. Lembre-se porém de que o qualquer coisa está sempre condicionado ao nível de alinhamento à Matriz Divina. Ou correremos o risco de criar caos ou até não manifestar nada.

Não poupe esforço na prática dos exercícios propostos. Eles são baseados em exercícios milenares da arte da magia hermética presentes em meu livro “Alquimista Quântico”. E, sim, funcionam. Se não há evolução sem auto-observação, sem o domínio da mente e o poder de transformar a tempestade em unidade, teremos muita dificuldade em viver a plenitude em que nascemos para trazer a realidade.

Viver é assumir a responsabilidade de manifestar a Vida!

Transcenda-se com leveza!

Até logo menos.

Celso Costa
Escrito por Celso Costa
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O ALINHAMENTO COM À MATRIZ DIVINA É NECESSÁRIO PARA ASSUMIRMOS O LEME DANOSSA JORNADA

AUTOCONHECIMENTO: O LIVRE ARBÍTRIO E A DUALIDADE DA NATUREZA HUMANA

A nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta sexta-feira trás uma análise bem refinada sobre a dualidade da natureza humana, a baixa e a elevada. Como somos invariavelmente puxados para baixo e nos deixamos levar sem resistência, precisamos estar conectados com o nosso interior e com a consciência desperta. Mas como fazer isso? É o que você vai aprender ao ler o artigo completo a seguir.

As duas naturezas humanas: baixa e elevada

Mulher nadando em um lago, com uma grande folha cobrindo metade de seu rosto
Fabio Formaggio / 123RF

Nós seres humanos somos muito estranhos: somos múltiplos e nos contradizemos. Temos uma natureza mais elevada que nos aproxima do divino, mas temos também um lado mais baixo que nos leva para as trevas.
Muitas vezes frustramos uns aos outros, e isso gera conflitos, dos mais bobos até guerras mundiais.
Outras vezes somos capazes dos gestos mais sublimes capazes de criar pontes com a eternidade.
Por isso, neste artigo vamos explorar esses dois lados antagonistas: a nossa natureza mais baixa e animalesca e aquela mais elevada e humana (existe um teste bem legal para você saber “Qual é o seu grau de Conexão com a Natureza Interior e Exterior?”). Isso ajudará na tomada de consciência dessas características e no discernimento de quais delas queremos privilegiar na nossa jornada.

A Natureza mais Baixa

Mulher debruçada sobre uma mesa de madeira, de olhos fechados

Valeria Ushakova / Pexels

Robert Greene, em seu livro “As Leis da Natureza Humana”, explica os aspectos negativos da nossa natureza que, apesar de frequentemente negligenciados, quase sempre orientam a nossa tomada de decisão.

Greene levanta 18 leis da natureza humana que nos puxam para baixo, que exercem um magnetismo para o nosso pior lado, pois fazem parte da nossa natureza mais animal.

Segundo o autor, essas tendências são mais fortes do que a nossa mente racional imagina, porque estão presentes no nosso subconsciente que armazena toda a nossa história emotiva desde os primeiros anos de infância. Nosso modo de pensar e agir fica condicionado por esse conteúdo.

Pense nas vezes em que você falou ou ouviu alguém falar que “perdeu a cabeça” ou que “agiu sem pensar”. Nesses momentos, não estamos realmente conscientes e reagimos de acordo com o programa armazenado no subconsciente.

Então vamos ver algumas dessas características da nossa natureza que nos levam para baixo. São elas:

Somos mais irracionais do que pensamos
Somos governados pelas nossas emoções, pelo que desejamos e pelo que rejeitamos.

Somos narcisistas
Todos temos um lado narcisista, de nos acharmos superiores e melhores que os outros. Essa é a arrogância que muitas vezes nos impede de reconhecer e valorizar as belezas dos outros.

Usamos máscaras o tempo todo
Para poder agir de forma a não ferir as pessoas que encontramos, representamos papéis para sermos aceitos e ter uma vida social mais tranquila e agradável. Isso porém apaga a nossa autenticidade e originalidade.

Somos invejosos
A inveja, como diz Leandro Karnal, não é desejar o que o outro tem, mas é se sentir mal porque o outro tem o que você gostaria de ter. A nossa tendência a nos comparar com os outros é mais forte do que nós, e assim gera sentimentos de inferioridade ou superioridade, o que não são nada saudáveis.

Retrato de um homem de meia idade com expressão triste olhando para frente.
Aa Dil / Pexels

Temos visão de pequeno alcance
Queremos ganhar o máximo com o mínimo esforço. Isso limita o nosso olhar de longo alcance e nos faz tomar decisões de má qualidade.

Vemos quase tudo em negativo e nos auto-sabotamos
Temos medo do desconhecido, e isso nos faz ver as possibilidades que se abrem para nós com negatividade, pois temos medo que possam dar errado ou nos levar para uma cilada. É uma tendência da nossa mente réptil que quer sempre se defender de tudo, eliminar os riscos. Isso nos limita e nos faz não agir para progredir, preferimos nos manter em situações “piores”, mas conhecidas, do que arriscar o incerto.

Nos negamos a ver nosso lado sombra
Todos temos defeitos e tendências sombrias. E ninguém quer encarar isso. Mas olhar para esse lado nos revela nossa parte pior e isso nos faz ver como podemos melhorar. Nos faz ver nosso lado mais egoísta, que não queremos admitir ter.

Não cultivamos nossos propósitos
Somos levados por nossas emoções imediatas e pelas opiniões alheias, a maior parte delas ligadas ao plano do ter (ter um título, bens, coisas para mostrar). Seguimos adiante sem ter um grande propósito, sem uma meta maior no plano do ser. A tendência geral é manter as aparências e evitar grandes sonhos, objetivos, propósitos maiores. Isso nos deixa sem aquele senso de sentido, de contribuição.

Somos mais conformistas do que pensamos
Temos a tendência a seguir a maioria. Não é nada fácil ter idéias próprias, cultivar a originalidade, porque temos medo de não sermos reconhecidos, ou de sermos rejeitados. Então acabamos sendo aquilo que achamos que os outros querem que sejamos.

A natureza mais elevada

Mulher em um campo de flores, durante o dia, com as mãos para cima e os cabelos ao vento

Maksim Goncharenok / Pexels

Segundo Platão, temos em nós o nous que é a alma ou o espírito que nos dá a nossa vivacidade, o brilho nos olhos. Essa seria a nossa luz interior, a nossa parte imaterial e ligada à força vital da criação.

Segundo os antigos gregos, essa nossa parte, apesar de viver dentro de nossos corpos, só pode se acender e brilhar quando passa por um processo de disciplina e aprendizagem. Isso é o que os filósofos passaram a chamar de sabedoria, que é o objetivo da filosofia (que significa amor à sabedoria).

Todos temos a capacidade de atingir a sabedoria, entenda-se a experimentação da verdade última sobre os segredos da vida, que despertam o nous em nós.

Esse é o nosso lado mais nobre que nos torna capazes de criar a nossa realidade e pontes com a eternidade.

O cultivo desta natureza vai amenizar ou até mesmo eliminar os efeitos destrutivos da nossa natureza inferior.

Eis os traços dessa nossa natureza mais elevada:

Auto-observação
Temos a capacidade ativar nosso observador interno. Aquele que consegue ter um olhar “de fora” das nossas emoções, pensamentos, diálogo interior, e ações. É capaz de analisar e refletir sobre o que fazemos, sem dar um julgamento sobre ele. Ou seja, não é o nosso crítico interior que vê tudo negativo: esse faz parte da nossa natureza inferior. O que nos chama para natureza elevada é a nossa consciência: um observador interno que não julga, não critica, tem compaixão por nós, tem confiança em nós, acredita que somos únicos e insubstituíveis.

Presença
Ao estar com a consciência no presente, e não nos pensamentos de passado ou futuro, vivemos de verdade as situações vividas. Desenvolvemos a capacidade de notar como estamos nos sentindo e pensando, de perceber que coisas realmente importam, e isso nos faz tomar decisões mais sábias e menos precipitadas. É importante cultivar essa capacidade — através de práticas de mindfulness, meditação, por exemplo — porque a nossa natureza mais baixa que nos leva para as preocupações e dramatização está a todo o tempo agindo sobre nós e nos levando para baixo. Trazer a consciência para o momento presente é trazer equilíbrio mental, capacidade de recuperar a paz interior, a autenticidade, e se focalizar em objetivos relevantes, e aspirações mais elevadas.

Gratidão
A gratidão também é um dom a ser cultivado. Se nos deixamos levar pela nossa natureza inferior, rapidamente nos sentimos vítima de tudo e de todos. Valorizar, agradecer pelo que se tem, pelo que se é, e que pelo que as circunstâncias nos dão, mesmo as mais difíceis, é desenvolver a capacidade colocar a atenção no que vai bem, ao invés do que não vai bem. Com esse enfoque, vai ficando cada vez mais fácil vencer as forças tentadoras da mentalidade de vítima da nossa natureza mais baixa, e passamos a aprender e até mesmo a ver motivos para agradecer em dores e feridas passadas.

Mulher vista de perfil, na praia, sorrindo com seus cabelos cacheados ao vento
nappy / Pexels

Coragem de encarar medos e defeitos
Essa aptidão a ser lapidada é maravilhosa pois nos faz ficar cada vez mais imunes às adversidades da vida. Nos faz entender nossos limites e ter mais humildade. Saber em quais pontos podemos melhorar. Nos faz nos abrir mais ao diálogo sem medo de receber críticas. Nos faz saber discernir críticas boas daquelas que não devem ser tomadas em consideração, pois vem da natureza inferior de quem as proferiu. Nos faz ter a coragem de sermos vulneráveis e de ser quem somos. Nos faz agir para os mais elevados valores humanos, e não aceitar menos do que isso.

Ter propósito e ir atrás deles
A vontade é um fator que nos eleva. Ao ter entusiasmo em fazer algo, você vai entender o seu propósito e vai querer ir na direção dele. Para isso é preciso que você esteja alinhado à sua natureza mais elevada, ou seja, esteja desperto para a sua consciência, e que já esteja num caminho de autodescoberta. Isso vai fazer esse propósito do que fazer da vida ficar claro como uma nascente cristalina.

Se reconectar com a natureza
Começar um percurso de evolução interior é um processo que naturalmente vai desencadear uma reconexão com a natureza porque você vai começar a desconstruir seu ego que costumava vê-la como algo separado, objetivo e utilitário. Quando seu ego (ou a sua natureza mais baixa) passa a ter menos espaço na sua vida, você passa a notar o quanto a natureza é sábia, e ela se revela para você uma aliada neste processo de caminhada em direção à sua natureza mais elevada. Por isso, ao sentir que você está sendo puxado para baixo pelas artimanhas da natureza mais baixa, vá fazer uma caminhada na natureza. Ela reforçará a sua natureza mais elevada.

Conclusão

Mulher com as mãos para cima, sorrindo, em um campo de girassóis

Andrea Piacquadio / Pexels

Trazer à consciência para nossa vida é despertar para a nossa natureza mais elevada.

Essa é a faculdade que nos faz melhorar, crescer, abrir a mente para novos pontos de vista, entender quais conceitos mais se enquadram aos nossos valores. Nos faz ganhar a capacidade de discernimento, e de evoluir como ser humano e enobrece o nosso espírito.

E aí? Você se sente conectado à sua natureza mais elevada, ou ainda se deixa levar pela sua natureza mais baixa?

Isa Gama
Escrito por Isa Gama

Fonte: Eu Sem Fronteiras

 

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O LIVRE ARBÍTRIO E A DUALIDADE DA NATUREZA HUMANA

AUTOCONHECIMENTO: O CÉU NÃO É O LIMITE, SUA MENTE SIM!

O texto a seguir com o título “A Mente cria barreiras” nos mostra o quão poderosa é a nossa mente através da nossa consciência, que quanto mais você trabalha em si mesmo, mais está ajudando a humanidade; e quando essa consciência trabalha em grupo, tem o poder de abrir muitas portas. Você já ouviu antes que pensamentos têm poder, então tire vantagem desta verdade e pensem em amor, não em ódio. Pensem em Luz, não em medo. Empatia e não narcisismo. Por isso convido você a ler o artigo completo a seguir os segredos dessa mente poderosa!

A Mente cria barreiras

Mensagem canalizada em 19 de Agosto de 2020 – Federação Galáctica

Somos da Federação Galáctica e queremos que saibam que apoiamos vocês e estamos totalmente engajados em comunicar e auxiliar nestes tempos de evolução. Vocês têm muitos seres amorosos de diversos mundos à espera, então alinhem e ativem-se com seus pensamentos para que as perguntas possam ser respondidas. Os trabalhadores da Luz estão à serviço em seu planeta também, então procure-os para orientação conforme os problemas surjam.

Vocês, como humanos, carregam experiências dolorosas na mente. A mente se torna com frequência uma caixa de armazenamento, ou é como um disco rígido do computador. Se ela não for limpa e estas situações não forem curadas com compaixão e entendimento de seu propósito, não curadas com um desejo de perdoar, tais situações serão repetidas em intervalos regulares.

Quando novas experiências de dor aparecem, elas se tornam lembretes do passado, através dos quais a pessoa pode então escolher não cair no mesmo padrão de resposta. Ao não fazer isso, o que acontece é um campo de energia de luz se integra e introduz novos começos. Significa que a alma foi curada, então novas experiências boas podem ser trazidas para a realidade da pessoa.

Saibam que, devido a tantas energias escuras e de medo terem sido colocadas nos campos da Terra por aqueles que estão no controle, é mais difícil aprender a perdoar e mover-se com confiança. É mais fácil se mover no medo, que é o que eles querem. Eles comem essas energias como sobremesas. Mas vocês irão descobrir, quando essas energias forem varridas com intenção, vocês irão entender que amor, paz e perdão são traços naturais.

Quanto mais vocês trabalham em si mesmos, mais estão ajudando a humanidade; a consciência de grupo tem o poder de abrir muitas portas. Vocês já ouviram antes que pensamentos têm poder, então tirem vantagem desta verdade e pensem em amor, não em ódio. Pensem em Luz, não em medo. Empatia e não narcisismo.

Porque…o palco para receber está montado com a vibração da pessoa, é importante purgar todos os velhos padrões mentais e medos. Velhos hábitos que não servem à proclamação de Deus devem ser liberados, o que significa se elevar e ser pacífico o tempo todo. Alinhar-se com seu Eu divino, com mais abundância e boa saúde. Para citar uma frase… “Ir corajosamente onde nenhum homem jamais foi.”

Vamos aproveitar este momento para compartilhar alguns exemplos e ferramentas com vocês. Se a pessoa tem problemas de confiança, quando alguém faz algo num relacionamento que acenda um lembrete, é importante não partir para a suposição de que aquilo está acontecendo de novo. A comunicação é uma ferramenta importante para aliviar a dor que pode ter sido reacendida, para aprender que as conclusões que a mente tira podem não ser verdade. É aconselhável utilizar o dispositivo da comunicação para sentir-se em paz.

Queremos apresentar o termo do comportamento CCC para vocês. Ele significa comunicação com compaixão que leva à clareza. Utilizar esta ferramenta irá ajudar para estar em harmonia e ter menos mal-entendidos. A clareza nos próximos passos da pessoa pode então vir à medida em que ela olha para dentro de seu coração indubitavelmente.

Se um dos problemas que surgirem for sentir que você não está sendo honrado, isto pode estar relacionado com situações de vidas passadas, bem como a jornada de sua vida presente.

Podem ser trazidas pessoas para sua vida que o desonrem, para você se tornar mais forte para dizer não. Quando você enfrenta isso de cabeça erguida, você vai descobrir que mais pessoas virão que vão honrar você.

O discernimento de ir para o coração é importante, pois ele pode permitir à você ver as razões por trás do comportamento das pessoas e lidar com a situação com foco claro para liberar problemas e se equilibrar com amor.

Se a pessoa não entende o estabelecimento de limites, ela pode novamente esperar ter situações que vão forçá-la a encarar a realidade de ter que impor estes limites. Lembre-se que honrar a si mesmo é honrar o seu Eu superior e isso prepara o palco para a paz, alegria e abundância.

A mente evita se machucar a todo custo…então é importante reconhecer quando se está sendo impedido de curar. Às vezes quando a dor é muita, a pessoa vai desejar escapar, mas se ela usar a ferramenta do amor próprio e se comunicar novamente, sem ter medo do que o outro vai pensar, a harmonia pode ser alcançada.

Lembre-se que a escuridão sempre serve à Luz, então pensamentos sombrios quando liberados podem servir para limpar a si mesmo. Permita que as lágrimas fluam para ver claramente que os percalços da vida são ferramentas para que a pessoa veja quem ela é e que ela merece viver num estado de contentamento e alegria.

Ajuda perceber que você não está sozinho e está na presença de uma tropa de compartilhadores de sabedoria. Não hesite em pedir ajuda. É importante tirar um tempo para respirar profundamente para acender esta ferramenta para que você possa entender, ao invés de se fechar na dor.

Muitos estão num estágio onde a intuição está apenas começando e é importante permanecer no coração. Quanto mais você livra o coração das dores, mais estes presentes irão surgir. Alinhar-se com a Fonte pode também aliviar lutas desnecessárias.

Tudo acontece por uma razão, especialmente com as novas energias ancorando-se na Terra. Uma prioridade dentro da jornada da alma neste momento é realmente livrar-se das frequências mais baixas. Portanto, estes desafios e velhos problemas vão parecer que estão sendo colocados à sua frente. Eles estão, então aceite-os quando surgirem e esteja disposto a encará-los para que eles saiam de seu campo de energia de uma vez por todas.

Velhos relacionamentos que não oferecem respeito mútuo, comunicação apropriada e perdão, vão começar a cair à beira da estrada. Se você os abençoar conforme eles seguem seu caminho, encontrará ondas de paz chegando. Se você sente-se triste por aquilo que tinha, faça o melhor para deixar ir aquilo que foi, para aquilo que será. Isso pode resultar em grandes experiências.

Esta consciência, quando totalmente abraçada, irá permitir não apenas que novos relacionamentos prosperem, mas nunca se sabe que mudanças podem ocorrer dentro dos velhos relacionamentos. Desculpas de ambos os lados podem ser benéficas para a limpeza e úteis para seguir em frente, mas não necessárias. Nem todo mundo está pronto para expressar um pedido de desculpas, porque o ego às vezes não irá ouvir.

Lembre que família, amigos, estranhos e conhecidos são parte dos filhos de Deus. Todos estão despertando dentro de seu próprio tempo, então respeite este processo.

Ficar preso à raiva de qualquer situação pode realmente danificar a forma física da pessoa. O medo pode fazer o mesmo. Se não for trabalhada, ela se torna uma entidade em si mesma e pode começar a governar o seu mundo. Sugerimos que cada um tire um tempo para se conectar com sua criança interior, pois ela precisa de sua atenção para se sentir em paz e harmonia.

A escolha de como você reage ou não responde, depende inteiramente de você e isso pode afetar a sua paz. Tente, quando se sentir ansioso ou impaciente por exemplo, no trânsito, tome uma respiração profunda. Procure uma outra forma de lidar com isso, para que você não fique estressado. Você faz isso ao entender que: a) você está onde deveria estar e: b) você pode escolher surfar a onda do momento com pensamentos pacíficos.

Aplaudimos a sua boa-vontade, queridos humanos, de começarem a limpeza da mente e coração, das velhas vibrações limitantes. Parte deste processo é conhecer o poder de sua própria grandeza. Voar abraçando em um nível mais elevado porque alguém está em sua vida. Façam o melhor para não escolher as velhas experiências como uma plataforma para tomar decisões, mas novas formas de estar no coração.

Nós os encorajamos a fazerem o trabalho que vieram fazer, para libertar suas almas. Para viverem autenticamente com alegria e abundância. Para não desempenharem o papel de vítimas. Para celebrarem com gratidão mesmo quando as coisas são desafiadoras.

Saibam que a mente do ego prefere que vocês permaneçam onde estão, bem como os escuros que vivem em seu mundo. Não vamos entrar em detalhes de como eles estão perdendo o poder, mas diremos que é hora de vocês recuperarem seu poder em suas vidas. Mais uma vez, quanto mais vocês trabalham em si mesmos, mais a consciência de grupo se beneficia.

Somos da Federação Galáctica, apoiamos vocês e estamos totalmente engajados em comunicar e auxiliá-los nestes tempos de renascimento transformacional. Há tantos seres amorosos à espera neste momento, então alinhem-se e ativem suas questões e pensamentos, os grupos estão esperando. Perguntem, acreditem, recebam. Celebrem a si mesmos e olhem por trás da situação para ver porquê vocês estão indo nesta direção para que isso possa finalmente ser liberado para se alinhar com energias que irão trazer todos os seus sonhos.

Agradecemos pelo seu tempo.

Star Blossom Goddess
Fonte: https://www.starvisions.info/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O CÉU NÃO É O LIMITE, SUA MENTE SIM!

AUTOCONHECIMENTO: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA ESTÁ NOS PERMITIDO EXPERIENCIAR A ENERGIA DA BEM-AVENTURANÇA

Estamos passando por um momento de transição planetária e essa transição se reflete sobre nossa alma também. A transição planetária é movida pela mudança de energias e frequências vibracionais e é por isso que nos afeta profundamente. É o momento de reconhecermos essas novas energias. Energias de bem-aventurança que estamos recebendo em abundância de Luz, sabedoria e consciência. Então convido você a ler o texto completo a seguir, de grande esclarecimento sobre a nossa relação com essas novas energias e como podemos reconhece-las.

Reconhecendo as energias de bem-aventurança

Mensagem canalizada em 20 de Agosto de 2020 – Os Seres Brancos Celestiais

Saudações, magníficos faróis de Luz, nós somos os Seres Brancos Celestiais, nos estendemos das vibrações celestes e cósmicas do Criador. Nós entregamos a pura energia da bem-aventurança. Nosso propósito é promover a lembrança e o despertar da bem-aventurança de dentro do seu ser. Reconhecemos esta energia de bem-aventurança como uma expressão mais pura do que o amor do Criador, uma vez que você incorpora o amor, você entra em um estado de bem-aventurança que na verdade é a união completa com o Criador. Tudo o que fazemos para apoiar a ascensão é para promover a incorporação e a experiência da bem-aventurança.

Nós, Os Seres Brancos Celestiais, surgimos hoje porque desejamos compartilhar uma visão. Suas energias estão mudando dramaticamente neste momento. Já faz algum tempo, especialmente ao longo deste ano de 2020, a energia está sendo derramada na Terra e na humanidade. Nós experimentamos a Chama de Luz e o download do Projeto de Ascensão da Nova Terra; essas energias continuam a se ancorar na Terra e na Humanidade. Este é um momento de grande abertura dentro de seu ser, despertando lembranças, oportunidades e seguindo a presença divina dentro de seu ser. Com todas as energias e os Pilares de Luz ancorados na Terra em todo o mundo, você está recebendo uma abundância de Luz, sabedoria, consciência e Energia. Há uma abundância de orientação e ativação para você experimentar e incorporar. Como já dissemos, é importante que você permaneça aberto, isso significa ter uma mente aberta, dissolvendo julgamentos e pensamentos negativos, focalizando sua mente e sua atenção em sua intuição e orientação interior.

Pedir à sua alma para demonstrar seu Fluxo Divino ajuda você a ver, sentir e reconhecer a verdade do Criador dentro de seu próprio ser, realidade e do mundo ao seu redor. É importante abrir seu campo de energia para permitir que bloqueios dentro de seu campo de energia sejam liberados e curados. Você pode nos convidar, Os Seres Brancos Celestiais, para liberar e curar bloqueios em seu campo de energia e corpos de energia. Teremos o prazer em ajudá-lo quando você nos solicitar isso. Também é importante permitir que a energia do Criador flua através de seu ser para doar a energia de seu coração, terceiro olho, palmas das mãos e chacras dos pés para a Mãe Terra, para o mundo e aqueles ao seu redor. Portanto, você se permite estar no fluxo divino do Criador e está alcançando seu propósito. Ao permitir-se ser uma expressão do Criador, você está se apoiando para ser aberto. Com todas as energias ancoradas e seu estado aberto de ser, você experimentará mudanças poderosas ocorrendo dentro de seu ser e na realidade ao seu redor.

É importante se reconhecer além do seu estado físico. Quando reconhecemos o físico frequentemente, notamos, sentimos ou reconhecemos que as coisas são imutáveis com mudanças ocorrendo em uma velocidade lenta. Se você se reconhece quase como um holograma ou uma energia, percebe que seu ser pode mudar em um instante. Tão rápido quanto um pensamento pode entrar em sua mente, mudanças dramáticas, intensas e poderosas podem ocorrer dentro de seu ser e sua realidade. Quando nós, Os Seres Brancos Celestiais, falamos de mudanças, estamos direcionando você para reconhecer mudanças, alterações e transformações dentro de seu ser e ao seu redor. Uma mudança nas circunstâncias, uma mudança na perspectiva, uma mudança em seu ser, há tantas mudanças diferentes e diversas ocorrendo neste momento. Isso pode significar que você está em constante estado de mudança. Entendemos que a mudança nem sempre é confortável. É algo a que seu corpo, ser, mente e emoções estão se acostumando porque agora você está mudando na velocidade de um pensamento. Devido a toda a energia sendo ancorada e sua alma se envolvendo com o seu ser, você está pronto para fazer essas mudanças de transformação dentro do seu ser e da sua realidade. As mudanças de transformação estarão em seu processo de ascensão e ajudarão na manifestação de sonhos e desejos, aparecendo de forma diferente e diversa para cada pessoa.

Nós, Os Seres Brancos Celestiais, estamos encorajando você a reconhecer que existem múltiplas mudanças ocorrendo dentro de seu ser, ou você pode dizer que múltiplas transformações ou despertares ocorrendo em seu ser constantemente. Portanto, há uma necessidade de você reconhecer isso totalmente em sua mente e consciência para que possa compreender o processo de ascensão pelo qual está passando. Você pode ser alertado sobre o estresse e a tensão que seu corpo e ser sofrem, e o apoio que você tem de seus guias, de sua alma e dos planos internos. É importante perceber que as coisas vão mudar, aspectos do seu corpo, emoções, mente, perspectivas, realidade, circunstâncias, situações, as pessoas ao seu redor e a maneira como você se comunica com os outros. Se você está em um espaço onde está pronto para aceitar, e talvez até mesmo olhando para as mudanças, transformações e mudanças que estão ocorrendo naturalmente, você começará a se alinhar com os aspectos transformadores do seu ser. Assim, um impulso de fluxo ocorrerá, permitindo que as mudanças dentro do seu ser e ao seu redor ocorram com maior facilidade.

Um dos hábitos da mente é agarrar-se à realidade que é conhecida. Neste estágio do processo de ascensão, onde as mudanças do despertar estão ocorrendo a cada momento, é hora de reconhecer a mudança como uma transformação natural. Quanto mais você se concentrar em se abrir para esta consciência e em compreender, mais fácil será para fazer essas transições e avançar em seu processo de Ascensão.

Pilar de Luz Mestre dos Seres Brancos Celestiais

Nós, Os Seres Brancos Celestiais, desejamos convidá-los a pedir para se conectar com nosso Pilar de Luz, o Pilar de Luz Mestre dos Seres Brancos Celestiais, que foi ancorado na Terra. O propósito de nosso Pilar de Luz Mestre é manifestar nossas energias na Terra e dar nosso apoio à humanidade e a todos os seres.

Durante a meditação, convidamos você a simplesmente afirmar,

‘Por favor, alinhe todo o meu ser com o Pilar de Luz Mestre dos Seres Brancos Celestiais ancorado na Terra. À medida que recebo a Energia e a Luz dos Seres Brancos Celestiais, apoie-me para estar aberto, apoie-me para reconhecer as mudanças que ocorrem dentro do meu ser e me engajar com o impulso dessas mudanças com facilidade e perfeição. Obrigado.’

Imagine, sinta ou reconheça o Pilar de Luz Mestre dos Seres Brancos Celestiais de uma cor branca com sugestões de Luz do arco-íris fluindo sobre e através de seu ser. Começaremos a fazer transições, alinhamentos, curas e liberações para que possam reconhecer as mudanças que estão ocorrendo e também as ações exigidas por vocês a fim de manifestar plenamente essas mudanças chegando à manifestação. Essas mudanças são transformações ou ativações dentro de seu ser, corpo, perspectivas, emoções, realidade, circunstâncias, situações, bem como sua comunicação e conexão com os outros. Portanto, mudanças estão ocorrendo em todos os aspectos de seu ser e em todos os aspectos de sua realidade.

Nós o convidamos a se concentrar em seu campo de energia ao invés de seu corpo físico durante a meditação e respiração profunda. Concentre sua consciência em seu campo áurico ao seu redor, com a energia e a Luz existentes em seu corpo físico. Quando você se concentra em seu campo de energia e corpos de energia, você se torna mais consciente de como essas mudanças estão ocorrendo de forma dramática, poderosa, constante e intensa. Você pode começar a reconhecer como eles estão impactando seu ser. O momento e a manifestação que as mudanças estão criando são guiados por sua alma, você pode sempre adicionar suas intenções, bem como pedir à sua alma mudanças de despertar que você realmente deseja experimentar em sua realidade. Conforme você se concentra em seus corpos e campos de energia, você pode ver diferentes e diversas vibrações de Luz. Você pode obter insights, intuição, um conhecimento e ser inspirado a agir ou pode perceber porque certas situações estão se manifestando em sua realidade.

É hora de se permitir estar em um estado de paz e alcançar isso, concentrando-se em seu ser para perceber as poderosas mudanças ocorrendo e seu impacto em todo o seu ser.

É esclarecedor e emocionante. Nós, Os Seres Brancos Celestiais, desejamos que você esteja envolvido neste processo e nesta jornada que está se desenrolando dentro de seu ser agora. Ao reconhecer as mudanças do despertar ou mesmo simplesmente ter a intenção de reconhecer as mudanças do despertar ocorrendo dentro do seu ser, você descobrirá que está mais fundamentado, equilibrado e em paz, o que o servirá bem nestes tempos mutáveis ​​e de transformação.

Saiba que nós, Os Seres Brancos Celestiais, estamos presentes com você. Amamos você incondicionalmente e estamos sempre disponíveis. Por favor, chame nossa energia, orientação e assistência.

Obrigado,

Nós somos os Seres Brancos Celestiais

Natalie Glasson
Fonte: https://eraoflight.com/ — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA ESTÁ NOS PERMITIDO EXPERIENCIAR A ENERGIA DA BEM-AVENTURANÇA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar