DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Rio Grande do Norte contabiliza 380.839 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.484 mortes provocadas pela doença no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (26). Outros 1.356 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 126 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anteriorsão três mortes a mais.

O RN tem ainda 187.521 casos suspeitos e 784.931 casos descartados de Covid.

Atualmente, 136 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 109 na rede pública e 27 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 61 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 35,6% na rede pública; com 12 internados, a rede privada tem 8% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 380.839 casos confirmados
  • 7.484 mortes
  • 187.521 casos suspeitos
  • 784.931 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 380.459 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.481 mortes provocadas pela doença no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (25). Outros 1.356 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 66 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anteriorhouve o registro de uma morte a mais.

O RN tem ainda 187.372 casos suspeitos e 783.590 casos descartados de Covid.

Atualmente, 139 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 109 na rede pública e 30 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 64 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 37,4% na rede pública; com 15 internados, a rede privada tem 10% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 380.459 casos confirmados
  • 7.481 mortes
  • 187.372 casos suspeitos
  • 783.590 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte tem 380.211 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.480 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (24). Outros 1.354 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 119 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anteriorsão quatro mortes a mais.

O RN tem ainda 186.704 casos suspeitos e 782.334 casos descartados de Covid.

Atualmente, 147 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 118 na rede pública e 29 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 69 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 40,1% na rede pública; com 17 internados, a rede privada tem 11,1% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 380.211 casos confirmados
  • 7.480 mortes
  • 186.704 casos suspeitos
  • 782.334 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 379.560 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença provocou a morte de 7.476 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta terça-feira (23). Outros 1.353 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 109 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anteriorsão cinco óbitos a mais.

O RN tem ainda 186.380 casos suspeitos e 780.575 casos descartados de Covid.

Atualmente, 144 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 117 na rede pública e 27 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 64 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 37,2% na rede pública; com 18 internados, a rede privada tem 11,7% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 379.560 casos confirmados
  • 7.476 mortes
  • 186.380 casos suspeitos
  • 780.575 casos descartados
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte tem 379.423 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.471 pessoas no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta segunda-feira (22) informa ainda que outros 1.350 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 19 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 185.886 casos suspeitos e 779.237 casos descartados de Covid.

Atualmente, 149 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 120 na rede pública e 29 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 66 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 38,3% na rede pública; com 16 internados, a rede privada tem 10,4% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 379.423 casos confirmados
  • 7.471 mortes
  • 185.886 casos suspeitos
  • 779.237 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

A SAÚDE DA MULHER EM TEMPOS DE PANDEMIA SERÁ TEMA DA JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RN

Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN aborda saúde da mulher em cenário de pandemia

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Internet

A Associação de Ginecologia e Obstetrícia do RN (Sogorn) está com inscrições abertas para a 33ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte, que acontecerá nos dias 25 e 26 de novembro, em formato online. O evento abordará a atualização de estudos e tratamentos relativos à epidemia, que atingem diretamente as mulheres.

O impacto da covid-19 sobre a gravidez, mortalidade materna e seus desafios futuros, os novos estudos sobre o tratamento de miomas, possibilidades atuais de contracepção, prevenção da prematuridade e redução da mortalidade materna por hemorragia no Brasil são alguns dos temas de destaque no evento.

Entre os nomes de referência nacional que participam da Jornada estão os de Agnaldo Lopes da Silva Filho – presidente da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo); César Eduardo Fernandes – presidente da Associação Médica Brasileira AMB e diretor científico da Febrasgo e Fernanda Spadotto Baptista – médico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

“Neste contexto de pandemia, constatamos ainda mais a importância da Ciência e da atualização do conhecimento na Medicina. Os profissionais da saúde que se dedicam ao cuidado com a saúde da mulher precisam estar preparados para melhor atender e dar assistência aos pacientes com qualidade que elas precisam e merecem ”, destaca Robinson Medeiros, presidente da Sogorn.

O evento é voltado para profissionais da área de saúde, especialmente médicos ginecologistas e obstetras. A participação também é aberta aos estudantes de Medicina, residentes, além dos demais profissionais da atenção primária, como do Programa Saúde da Família (PSF).

Informações e inscrições no site do evento: https://33jornada.sogorn.com.br/

Alguns dos temas da programação:

Amenorreia secundária;
Infanto-Puberal;
Falência ovariana prematura;
Atenção ao climatério;
Rastreamento do câncer de colo uterino;
Tratamento das massas atípicas do colo;
Herpes / candidíase;
Tratamento de miomas x embolização;
Acretismo placentário;
Prematuridade;
Covid e gravidez;
Eclâmpsia, fisiopatologia;
Infecção urinária;
Amniorrexe prematura;
Projeto de redução da mortalidade materna da SESAP / RN.

Serviço
33ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do RN
Dados: 25 e 26 de novembro
Formato online
Informações e inscrições: 33jornada.sogorn.com.br

Gestantes e puérperasSaúde da mulher

Continuar lendo A SAÚDE DA MULHER EM TEMPOS DE PANDEMIA SERÁ TEMA DA JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RN

SEGUNDO A FIOCRUZ, DURANTE A PANDEMIA TRIPLICOU O NÚMERO DE BACTÉRIAS RESISTENTES A ANTIBIÓTICOS

Detecção de bactérias resistentes a antibióticos triplicou na pandemia, diz Fiocruz

Aumento do uso de antibióticos nos hospitais durante a pandemia tem sido apontado em pesquisas no Brasil e no exterior, com alguns trabalhos sugerindo prescrição exagerada

Anna Gabriela Costa

da CNN

em São Paulo

Laboratório da Fiocruz integra rede de vigilância em resistência microbiana coordenada pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde (Foto realizada antes da pandemia)Laboratório da Fiocruz integra rede de vigilância em resistência microbiana coordenada pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde (Foto realizada antes da pandemia)Josué Damacena/IOC/Fiocruz

A detecção de bactérias resistentes a antibióticos, no mínimo, triplicou durante a pandemia de Covid-19; é o que afirma o estudo feito com base em amostras recebidas pelo Laboratório de Pesquisa em Infecção Hospitalar do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), referência na vigilância de bactérias resistentes a antibióticos, conhecidas como ‘superbactérias’.

“Em 2019, o laboratório recebeu um pouco mais de mil amostras de superbactérias de diversos estados para análise aprofundada. Em 2020, primeiro ano da pandemia, o número passou para quase 2 mil. Em 2021, apenas no período de janeiro a outubro, o índice ultrapassa 3,7 mil amostras confirmadas, um aumento de mais de três vezes em relação a 2019, período pré-pandemia”, explicou a Fiocruz.

“É um cenário que favorece a disseminação da resistência, agravando ainda mais um problema de alto impacto na saúde pública. Chamar a atenção para esse dado é fundamental, uma vez que o uso indiscriminado de antibiótico prejudica o tratamento de uma série de doenças bacterianas. As infecções causadas por superbactérias geralmente são associadas à alta mortalidade”, afirma a chefe do Laboratório de Pesquisa em Infecção Hospitalar, Ana Paula Assef.

De acordo com a pesquisadora, o aumento do uso de antibióticos nos hospitais durante a emergência sanitária tem sido apontada em pesquisas no Brasil e no exterior, com alguns trabalhos sugerindo prescrição exagerada.

Um estudo internacional publicado em janeiro, por exemplo, identificou tratamento com antibióticos em mais de 70% dos pacientes internados por Covid-19. Em contrapartida, a presença de coinfecções causadas por bactérias foi estimada em 8%.

Alta prescrição de antibióticos

Em agosto, a Anvisa publicou uma Nota Técnica com orientações para prevenção e controle da disseminação de bactérias resistentes em serviços de saúde no contexto da pandemia.

O texto reforça que os antibióticos não são indicados no tratamento de rotina da Covid-19, já que a doença é causada por vírus e esses medicamentos atuam apenas contra bactérias, explica a Fiocruz. Dessa forma, os fármacos são recomendados apenas para os casos com suspeita de infecção bacteriana associada à infecção viral.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que superbactérias causam cerca de 700 mil mortes anualmente.

“Bactérias como Acinetobacter e Pseudomonas são oportunistas, causam infecções em pacientes internados, com saúde debilitada. Quando esses microrganismos apresentam resistência, muitas vezes, não se consegue controlar a infecção e há risco de óbito. Esse já era um grande problema antes da Covid-19 e, agora, estamos evidenciando uma piora neste quadro”, diz Ana Paula.

A pesquisadora ressalta que, além do risco individual para os pacientes, o espalhamento da resistência aos antibióticos representa uma ameaça global, já que a capacidade de tratar infecções, considerada uma das maiores conquistas da medicina moderna, pode ser perdida no futuro.

“É importante que as pessoas entendam que os antibióticos só atuam contra bactérias e não têm efeito contra vírus ou qualquer outro microrganismo. Não se pode tomar antibiótico por indicação de conhecido ou familiar. Para que esses medicamentos continuem eficazes, eles devem ser usados com critério, apenas com prescrição médica. O paciente precisa seguir a receita de forma irrestrita, com a quantidade de dose e duração da administração exatas”, enfatiza a microbiologista.

Continuar lendo SEGUNDO A FIOCRUZ, DURANTE A PANDEMIA TRIPLICOU O NÚMERO DE BACTÉRIAS RESISTENTES A ANTIBIÓTICOS

TRADICIONAL FEIRA DE ARTESANATO DA ALERN SERÁ RETOMADA APÓS QUASE DOIS ANOS PARADA DEVIDO A PANDEMIA

Assembleia retoma Feira de Artesanato com estandes na frente da Casa Legislativa

19 nov 2021

Assembleia retoma Feira de Artesanato com estandes na frente da Casa Legislativa - Blog A Fonte

A tradicional Feira de Artesanato da Assembleia Legislativa já tem sua retomada marcada, após quase dois anos parada, por causa da pandemia. A partir do dia 29 deste mês até o dia 3 de dezembro, das 8h às 15h, no estacionamento da entrada principal da Casa, a população poderá visitar o espaço e adquirir os artigos dos 17 artesãos que estarão expondo os trabalhos.

Dentre os produtos oferecidos, estão bijuterias, objetos de costura, crochê e cartonagem, velas decoradas, camisas personalizadas, encadernação, tapetes, laços de fitas, roupas de bonecas e até iguarias – doces e salgadas.

Segundo Zuleide Vieira, chefe da Divisão de Cerimonial, o retorno do evento é muito importante para a Casa e para os artesãos. “Agora eles vão poder retomar a venda de seus produtos variados, frutos de suas habilidades e que são muito valorizados pela população. Nós, organizadores, estamos muito felizes com esse retorno. Que venha 2022 com mais edições”, celebrou.

Para Dona Rosa, 68 anos, servidora pública aposentada, que faz costuras criativas, pinturas em tecido e guirlandas, o artesanato foi a solução para o problema da ociosidade.

“Quando eu me aposentei dos Correios, eu fiquei muito parada, era muito ruim. Então, para ocupar minha mente, eu resolvi começar a fazer artesanato e estou nessa há mais de dez anos. A Atividade melhorou muito minha vida”, frisou.

Segundo a artesã, no período da pandemia, ela só parou quando ela e o marido estavam com a Covid-19. “Eu só deixei de fazer minha arte enquanto eu e meu marido estávamos doentes. Mas eu praticamente não parei na pandemia. Infelizmente as vendas caíram bastante, porque eu dependia das encomendas das minhas clientes, mas agora, graças a Deus, as coisas estão voltando ao normal, e eu fiquei muito feliz quando recebi a ligação da Assembleia com a notícia de que a feira iria voltar”, contou.

O evento é aberto ao público e acontece de segunda-feira (29) a sexta-feira (3), das 8h às 15h.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo TRADICIONAL FEIRA DE ARTESANATO DA ALERN SERÁ RETOMADA APÓS QUASE DOIS ANOS PARADA DEVIDO A PANDEMIA

BRASIL ULTRAPASSOU OS EUA NO PERCENTUAL DA POPULAÇÃO COMPLETAMENTE VACINADA CONTRA COVID-19

Brasil ultrapassa os EUA em parcela da população totalmente vacinada contra a Covid

Segundo levantamento da Agência CNN, 59,06% dos brasileiros foram completamente vacinados, contra 58,9% da população dos EUA

Emylly Alves

Henrique Andradeda CNN

em São Paulo

Brasil ultrapassa os EUA em parcela da população totalmente vacinada contra a Covid | JORNAL DA CNN - YouTube

Brasil ultrapassou nesta quarta-feira (17) os EUA no percentual da população completamente vacinada contra a Covid-19, segundo dados levantados pela Agência CNN. Ao todo, 59,06% dos brasileiros estão com a imunização completa contra a doença, contra 58,9% nos EUA.

Brasil e EUA são os países líderes em mortes por Covid-19 no mundo. A doença já matou 762.994 norte-americanos, enquanto 47.244.379 casos foram registrados. No Brasil, são 611.851 mortes e 21.977.661 infecções confirmadas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Nesta quarta, o Brasil registrou 373 mortes e 11.977 casos de Covid-19. As médias móveis (considerando a última semana) de óbitos e infecções ficaram em 259 e 9.766, respectivamente.

Continuar lendo BRASIL ULTRAPASSOU OS EUA NO PERCENTUAL DA POPULAÇÃO COMPLETAMENTE VACINADA CONTRA COVID-19

BOAS NOTÍCIAS: COMEÇA A VACINAÇÃO DA 3ª DOSE DA VACINA PARA TODOS OS BRASILEIROS MAIORES DE 18 ANOS

Começa a aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19 em todo o Brasil para todos os brasileiros. O artigo a seguir mostra e explica como será feita a vacinação. O Ministério da Saúde anunciou nesta terça, 16, que todos os adultos com mais de 18 anos poderão receber a terceira dose de reforço. O único requisito é esperar o intervalo de cinco meses após a segunda dose. Então leia e se atualize!

Veja como será a aplicação da 3ª dose da vacina para todos o brasileiros

Sim, todos os brasileiros deverão tomar a 3ª dose da vacina contra Covid, ou seja, a mesma dose adicional que vem sendo aplicada apenas em idosos, profissionais de saúde e pessoas imunossuprimidas.

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça, 16, que todos os adultos com mais de 18 anos poderão receber a terceira dose de reforço. O único requisito é esperar o intervalo de cinco meses após a segunda dose.

Já para quem tomou Janssen, é preciso tomar a segunda dose com intervalo de dois meses após primeira. Cinco meses depois, poderão tomar a dose de reforço.

De preferência os brasileiros deverão tomar como reforço a vacina da Pfizer como dose adicional. No entanto, a aplicação poderá ser diferente para quem tomou outros tipos de imunizantes.

Veja:

  • Vacinados com duas doses da CoronaVac
  • Vacinados com duas doses da AstraZeneca
  • Vacinados com uma dose da AstraZeneca e uma da Pfizer
  • Vacinados com duas doses da Pfizer
  • Vacinados com uma dose da Janssen
  • Para quem tomou duas doses de CoronaVac

E para quem tomou as duas primeiras doses da Pfizer, ainda não há definição de qual imunizante será aplicado como reforço

Os brasileiros que tomaram as duas primeiras doses de CoronaVac devem receber, prioritariamente, a dose adicional da Pfizer.

Caso o imunizante esteja indisponível, podem ser aplicadas também as vacinas Oxford/AstraZeneca ou Janssen. O intervalo entre a segunda dose e a dose adicional é de 5 meses.

Para quem tomou duas doses da AstraZeneca

Os brasileiros que tomaram as duas primeiras doses de AstraZeneca devem receber a dose adicional da Pfizer. Segundo o Ministério da Saúde, a ideia é que a vacinação seja feita de forma heteróloga, ou seja, com uma vacina diferente daquela aplicada na segunda dose. Dessa forma, não pode ser aplicada uma terceira dose de AstraZeneca. A CoronaVac não tem previsão de ser usada como dose adicional pelo Ministério da Saúde.

Para quem tomou uma dose da AstraZeneca e outra da Pfizer 

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nos casos de pessoas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca e a segunda da Pfizer, a dose adicional deverá ser da Pfizer.

Para quem tomou duas doses da Pfizer 

O Ministério da Saúde afirmou que ainda está decidindo qual será a dose adicional aplicada em brasileiros que tomaram as duas primeiras doses da Pfizer. Como o imunizante começou a ser aplicado em abril, a pasta prevê que ainda há tempo para tomar a decisão de usar a mesma vacina ou tomar um imunizante diferente para promover a vacinação heteróloga.

“Ainda não está no tempo de aplicar esse reforço, mas esperamos ter informações concretas a esse respeito em um curto espaço de tempo”, justificou Queiroga.

Para quem tomou a dose da Janssen 

O ministro da Saúde explicou que a vacina da Janssen precisa de uma segunda dose – diferente da dose de reforço. Quem receber o imunizante pode tomar a segunda dose após dois meses, assim como funciona com a AstraZeneca – as vacinas tem plataforma similar. Só após cinco meses depois da segunda dose, quem tomou a vacina da Janssen poderá receber a dose adicional, preferencialmente a da Pfizer.

Quando começará aplicação 

A partir da próxima sexta-feira (19), o Ministério da Saúde vai distribuir doses da Janssen aos estados e municípios, para aplicação da segunda dose.

O Ministério da Saúde pretende começar a distribuição de vacinas específicas para aplicação da dose adicional na próxima semana. No entanto, o calendário de aplicação deve ser anunciado pelos estados e municípios.

Atualmente, já estão recebendo a dose de reforço idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde, além de pessoas imunossuprimidas após 28 dias do ciclo vacinal completo.

A previsão do Ministério da Saúde é terminar a aplicação da dose adicional até maio de 2022.

Com informações do Yahoo

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: COMEÇA A VACINAÇÃO DA 3ª DOSE DA VACINA PARA TODOS OS BRASILEIROS MAIORES DE 18 ANOS

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmados Casos

Rio Grande do Norte chegou nesta terça-feira (9) a 375.678 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença provocou a morte de 7.420 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que também destaca que outros 1.327 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 188 novos casos da doença nas últimas 24 horasSão três mortes a mais em relação ao boletim do dia anterior.

O RN tem ainda 183.598 casos suspeitos e 764.826 casos descartados de Covid.

Atualmente, 184 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 140 na rede pública e 44 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 79 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 39,9% na rede pública; com 27 internados, a rede privada tem 17,6% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 375.678 casos confirmados
  • 7.4203 mortes
  • 182.598 casos suspeitos
  • 764.826 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte contabiliza 375.254 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença provocou a morte de 7.417 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta segunda-feira (8). Outros 1.326 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou oito novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 182.948 casos suspeitos e 763.264 casos descartados de Covid.

Atualmente, 182 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 139 na rede pública e 43 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 83 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 41,9% na rede pública; com 27 internados, a rede privada tem 17,6% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 375.254 casos confirmados
  • 7.417 mortes
  • 182.948 casos suspeitos
  • 763.264 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Coronavírus

RN tem 375 mil casos e 7,4 mil mortes por covid-19

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em: 07

Foto: Wilson Moreno / Prefeitura Municipal de Mossoró

O Rio Grande do Norte soma 375.226 casos confirmados de covid-19. Além disso, 7.415 pessoas morreram por causa da doença desde o início da pandemia. Os dados constam no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), neste domingo (07).

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 20 casos de covid-19. O estado tem 182.808 casos considerados suspeitos e 763.201 já descartados. O boletim mostra ainda 260.484 pacientes recuperados e 107.237 em acompanhamento.

Em relação aos óbitos, foram duas nas últimas 24 horas. Os falecimentos foram registrados em Ceará-Mirim e Pedro Velho. A Sesap investiga 1.326 óbitos e já descartou 1.031.

Neste domingo (07), por volta das 13h50, o Rio Grande do Norte tinha 47,8% dos leitos carregados ocupados. No Seridó, uma taxa era a mais alta, com 60% das vagas sendo utilizadas. Na Região Metropolitana de Natal, o número era de 49,6% e no Oeste, de 38,6%.

Fonte: Portal da Tropical _ notícias

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmados Casos

Rio Grande do Norte registrou 374.612 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.408 vítimas da doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (5) destaca ainda que outros 1.325 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 168 novos casos da doença nas últimas 24 horas. São cinco mortes a mais em relação ao boletim do dia anterior.

O RN tem ainda 182.923 casos suspeitos e 760.759 casos descartados de Covid.

Atualmente, 180 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 136 na rede pública e 44 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 91 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 45,9% na rede pública; com 23 internados, a rede privada tem 15% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 374.612 casos confirmados
  • 7.408 mortes
  • 182.923 casos suspeitos
  • 760.759 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte tem 374.161 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença provocou a morte de 7.403 pessoas no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (4) destaca ainda que outros 1.321 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 180 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 182.383 casos suspeitos e 759.407 casos descartados de Covid.

Atualmente, 183 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 145 na rede pública e 38 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 90 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 46,3% na rede pública; com 23 internados, a rede privada tem 15% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 374.161 casos confirmados
  • 7.403 mortes
  • 182.383 casos suspeitos
  • 759.407 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

RN soma 7.400 mortes por covid-19

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em: 02

Foto: Divulgação / Prefeitura de Mossoró

O Rio Grande do Norte soma 7.400 mortes provocadas pela covid-19 desde o início da pandemia. O número foi atingido nesta terça-feira (02) e confirmado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), em boletim epidemiológico.

Em 24 horas, apenas um óbito foi confirmado no RN. O caso foi registrado em Bom Jesus, na Região Metropolitana de Natal. Segundo a Sesap, 1.317 óbitos ainda são considerados suspeitos. Outros 1.031 já tiveram relação com a covid-19 descartada.

Em relação aos casos confirmados, o RN soma 373.854 confirmações desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram 93 novos casos positivos. O estado ainda tem 181.463 casos apontados como suspeitos e 758.443 já descartados.

O boletim da Sesap revelou ainda que 260.484 pacientes já se recuperaram da doença enquanto 105.970 estão em acompanhamento médico.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmados Casos

Rio Grande do Norte registrou 372.502 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.388 pessoas no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (27) aponta ainda que outros 1.303 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 107 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anteriorsão sete mortes a mais.

O RN tem ainda 181.010 casos suspeitos e 753.243 casos descartados de Covid.

Segundo a Sesap, 153 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 125 na rede pública e 28 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 76 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 40,2% na rede pública; com 15 internados, a rede privada tem 9,8% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 372.502 casos confirmados
  • 7.388 mortes
  • 181.010 casos suspeitos
  • 753.243 casos descartados
Fonte: G1 RN
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

PRESIDENTE DA CÂMARA FEZ PRONUNCIAMENTO EM PLENÁRIO COM CRÍTICAS AO RELATÓRIO DA CPI DA PANDEMIA

Lira critica indiciamentos e diz que CPI não pode ser instrumento inquisitorial

O presidente da Câmara afirmou que a restrição à livre circulação de opiniões e ideias é própria de “regimes totalitários”, e que este não é o caso do Brasil

Da CNN

Em São Paulo

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), fez pronunciamento em plenário com críticas ao relatório da CPI da Pandemia, entregue nesta quarta-feira (27) a Augusto Aras, procurador-geral da República, e ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda que graves sejam os fatos investigados, uma CPI não pode se converter em um instrumento inquisitorial de exceção, infenso ao controle e dotado de poderes exorbitantes ou ilimitados

Arthur Lira, presidente da Câmara

Segundo Lira, indiciar parlamentares por manifestações e opiniões fere direitos e garantias fundamentais.

“Quero falar sobre o tratamento dado a senadores e deputados, que têm a liberdade de expressar sua opinião e por elas não podem ser indiciados e pela apresentação de projeto de lei. Para mim, é motivo de indignação tomar conhecimento dos indiciamentos do relator da CPI. É inaceitável. Digo indignação, pois não encontro outro termo, pois o que está em questão não é um ou outro parlamentar, se não o que prevê a ordem brasileira e o Estado democrático de direito. Estou tratando da separação e harmonia dos Poderes, estou tratando da liberdade dos parlamentares”, afirmou Arthur Lira.

O presidente da Câmara ainda afirmou que a restrição à livre circulação de opiniões e ideias própria de regimes totalitários, e que este não é o caso do Brasil.

O relatório final da CPI, aprovado nesta terça, pede 80 indiciamentos, incluindo de deputados, como Ricardo Barros (PP-PR) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Fonte: CNN

Continuar lendo PRESIDENTE DA CÂMARA FEZ PRONUNCIAMENTO EM PLENÁRIO COM CRÍTICAS AO RELATÓRIO DA CPI DA PANDEMIA

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte tem 372.219 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença provocou a morte de 7.381 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta terça-feira (26). Outros 1.301 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 103 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 180.723 casos suspeitos e 752.280 casos descartados de Covid.

Atualmente, 144 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 116 na rede pública e 28 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 71 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 37,5% na rede pública; com 15 internados, a rede privada tem 9,8% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 372.219 casos confirmados
  • 7.381 mortes
  • 180.723 casos suspeitos
  • 752.280 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

SERÁ VOTADO NESTA TERÇA-FEIRA (26) O RELATÓRIO FINAL DA CPI DA PANDEMIA

CPI da Pandemia analisa relatório final nesta terça-feira; veja como será votação

Aprovadas, propostas de indiciamento devem ser encaminhadas aos órgãos responsáveis para que se promova a eventual responsabilização dos acusados

Rodrigues/Agência Senado

João de Marida CNN

Em São Paulo

 

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia será votado nesta terça-feira (26), a partir das 10h. A sessão deverá encerrar os trabalhos de seis meses que reuniram evidências de supostos crimes cometidos por autoridades durante a pandemia da Covid-19 no Brasil, e apontam os possíveis autores.

Foram 67 reuniões, mais de 500 requerimentos e 190 quebras de sigilo apresentadas em 1.180 páginas — até agora — pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL).

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é mencionado 80 vezes no relatório e lidera a lista dos supostos crimes com nove citações. Há ainda quatro ministros, três ex-ministros, empresários e médicos que defendem tratamentos ineficazes.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou à CNN que mais dez nomes e duas empresas serão incluídos nos pedidos de indiciamento. Caso confirmado, o número de indiciados no relatório final passa para 78.

Na segunda-feira (25), o senador Eduardo Braga (MDB-AM) defendeu à CNN o indiciamento do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), no relatório final CPI para evitar uma “injustiça com o povo amazonense” por parte de uma “CPI histórica”.

Segundo Randolfe, o adendo pedido por Braga deve ser atendido, mas Lima não estará entre os indiciados.

Aprovadas pela CPI, as propostas de indiciamento contidas no relatório devem ser encaminhadas ao Ministério Público e à Câmara dos Deputados. O objetivo é que se promova a eventual responsabilização civil, criminal e política dos acusados.

Se o documento recomendar mudanças legislativas, elas passam a tramitar como projetos de lei no Congresso Nacional.

Saiba como será votação

A sessão final desta terça-feira deve ser aberta com Renan Calheiros lendo as mudanças realizadas no relatório desde a última leitura no último dia 20. Os senadores do chamado G7, grupo que comanda a CPI da Pandemia, discutiram na noite de segunda-feira 13 pontos para acrescentar ao relatório final que será votado pela comissão, entre eles novos indiciamentos.

Na sequência, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), deverá passar a palavra para os senadores governistas, que querem apresentar um relatório extra. Os senadores Marcos Rogério (DEM-RO), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Eduardo Girão (Podemos-CE) já apresentaram propostas alternativas.

Os governistas terão 15 minutos para apresentar os votos em separado, e mais cinco minutos de tolerância, segundo o cronograma da comissão.

Após a apresentação dos relatórios “paralelos”, os senadores discutirão os pontos do documento final. Como se trata da finalização do relatório, neste caso, os 81 senadores do Congresso podrão falar caso julguem necessário. Na CPI, como titulares, são apenas 11.

Por último, acontecerá a votação nominal. Os 11 membros da CPI votam abertamente. Para aprovação do relatório final basta aprovação em maioria simples. Ou seja, seis votos a favor.

Apesar do cronograma já esteja definido, o senador presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz, pode alterar as ordens.

Continuar lendo SERÁ VOTADO NESTA TERÇA-FEIRA (26) O RELATÓRIO FINAL DA CPI DA PANDEMIA

ANÁLISE POLÍTICA: O MÉDICO E O VÍRUS, POR ALEXANDRE GARCIA

O artigo de Alexandre Garcia, publicado em 38 jornais nesta semana que passou, com o título “o médico e o vírus”, aborda a luta dos médicos nessa pandemia mundial para salvar vidas, feito cego em tiroteio, já que não se sabia de nada sobre o coronavírus até bem pouco tempo e só agora, depois de quase a metade da população mundial vacinada é que se sabe das primeiras verdades sobre o assunto, mas ainda com muitas dúvidas. Ainda assim, muitos profissionais foram e continuam sendo atacados em consequência de achismos, como sempre. Portanto, convido você a ler o vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: O MÉDICO E O VÍRUS, POR ALEXANDRE GARCIA

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Rio Grande do Norte registrou 371.687 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.372 mortes provocadas pela doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (20) também destaca que outros 1.327 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 91 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 179.939 casos suspeitos e 750.212 casos descartados de Covid.

Atualmente, 159 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 127 na rede pública e 32 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 66 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 38,6% na rede pública; com 16 internados, a rede privada tem 11% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 371.687 casos confirmados
  • 7.372 mortes
  • 179.939 casos suspeitos
  • 750.212 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

SAÚDE: A IMPORTÂNCIA DA VITAMINA D3 NO COMBATE A COVID-13, POR DR. LAIR RIBEIRO

Hoje eu gostaria que você assistisse e prestasse atenção ao vídeo a seguir do Dr. Lair Ribeiro sobre vitamina D3. Neste vídeo ele mostra o resultado de um estudo feito com 79 mil pacientes com Covid-19, observando-se os níveis de vitamina D3 nesses pacientes e perceber como é inversamente proporcional a relação entre os casos de Covid-19  com morte e o baixo nível de vitamina D3 nesses pacientes. Ele também explica quais os alimentos e as substâncias que devem ser evitadas para manter em alta a vitamina D3 no seu organismo. Então convido você a assistir e compartilhar esse vídeo com as pessoas que você ama.

Fonte:

Continuar lendo SAÚDE: A IMPORTÂNCIA DA VITAMINA D3 NO COMBATE A COVID-13, POR DR. LAIR RIBEIRO

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletim epidemiológico.

Rio Grande do Norte registrou 371.278 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.368 mortes provocadas pela doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (20) também destaca que outros 1.323 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 107 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 179.554 casos suspeitos e 748.311 casos descartados de Covid.

Atualmente, 146 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 114 na rede pública e 32 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 66 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 34,5% na rede pública; com 20 internados, a rede privada tem 13% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 371.278 casos confirmados
  • 7.368 mortes
  • 179.554 casos suspeitos
  • 748.311 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

LÍDER DO GOVERNO NA CÂMARA PROCESSARÁ RELATOR DA CPI DA PANDEMIA POR CALÚNIA

Ricardo Barros diz que vai processar relator da CPI da Pandemia por calúnia

Líder do governo na Câmara reagiu à sua inclusão como indiciado no relatório de Renan Calheiros

Da CNN

Em São Paulo

 

Indiciado pela CPI da Pandemia, o deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara, afirmou que vai processar por calúnia o relator Renan Calheiros (MDB-AL), assim como todos os senadores que votarem a favor do documento. A declaração aconteceu nesta quarta-feira (20), após a leitura do texto de autoria de Renan.

Barros e outros 67 nomes constam na lista como indiciados por crimes praticados durante a pandemia. O deputado do Progressistas, que chegou a depor na comissão de inquérito, é suspeito de ter relação com a compra de vacinas por meio de “atravessadores”.

“Vou processá-lo por denunciação caluniosa e por abuso de autoridade”, disse o deputado. “No caso Covaxin, por exemplo, todas as pessoas que ele ouviu negaram a minha participação [no suposto esquema de corrupção]. Ele não tem nenhum elemento que pudesse convalidar a tese de que participei dessa questão.”

Segundo Barros, a insistência de Renan em colocá-lo como indiciado no relatório da CPI configura crime de calúnia e abuso de autoridade. “Acusar alguém sabidamente inocente é abuso de autoridade e, por isso, vou processá-lo, e aos senadores que votarem com ele no relatório também”, disse o líder do governo.

O parlamentar ainda afirmou que o relator da comissão não é “dono do relatório” e que, após a votação dos demais integrantes da CPI, todos os que votarem a favor do texto serão “corresponsáveis” por sua acusação.

“Não vou tratar diferente o relator de quem votou no relatório dele. Vai sofrer a mesma medida porque não podemos permitir esse circo aqui, essa narrativa sem fundamento que se quer perpetuar.”

(Publicado por Evandro Furoni)

Fonte: CNN

Continuar lendo LÍDER DO GOVERNO NA CÂMARA PROCESSARÁ RELATOR DA CPI DA PANDEMIA POR CALÚNIA

SAIBA QUAIS OS CRIMES APONTADOS NO RELATÓRIO FINAL DA CPI DA PANDEMIA

Veja lista dos supostos crimes apontados no relatório da CPI da Pandemia

Documento sugere o indiciamento de 66 pessoas e mais duas empresas, e identifica 20 tipos penais de supostos crimes

João de Marida CNN

Em São Paulo

O número de indiciados ainda vai aumentar, segundo o vice-presidente da comissão Randolfe Rodrigues afirmou à CNN na noite desta quarta-feira (20)O número de indiciados ainda vai aumentar, segundo o vice-presidente da comissão Randolfe Rodrigues afirmou à CNN na noite desta quarta-feira (20)Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após quase seis meses de atividade, 67 reuniões, mais de 500 requerimentos e 190 quebras de sigilo aprovadas, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia apresentou as conclusões do trabalho por meio do relatório final, que teve uma parte lida pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) nesta quarta-feira (20).

Renan, responsável pelo documento, realizou a leitura da conclusão do documento com 1.180 páginas. Leia a íntegra. Ao longo da leitura, o relator afirmou que a “mais grave omissão do governo federal foi o atraso na compra de vacinas”.

O documento sugere o indiciamento de 66 pessoas e mais duas empresas, e identifica 20 tipos penais de supostos crimes (leia abaixo).

Na lista, além do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que tem o nome mencionado 80 vezes ao longo do relatório e 10 crimes atribuídos a ele, há quatro ministros, três ex-ministros, empresários e médicos que defendem tratamentos ineficazes.

CNN procurou o Palácio do Planalto para manifestações sobre as acusações do relatório da CPI e aguarda retorno.

Veja a lista dos supostos crimes apontados no relatório final da CPI da Pandemia desta quarta-feira (20):

1. Tentativa de homicídio

Art. 121c⁄c art. 14. – Matar alguem. Pena: reclusão, de seis a vinte anos.

Código Penal

Daniella de Aguiar Moreira da Silva, médica da Prevent Senior, é a única pessoa que figura no relatório com recomendação de indiciamento pelo artigo 121 do Código Penal (homicídio), por “indícios” de “omissão do dever funcional” no tratamento de pacientes com Covid-19.

Na véspera da apresentação do texto, foram retiradas as acusações relativas aos crimes de homicídio qualificado e genocídio contra indígenas. Os crimes seriam atribuídos principalmente ao presidente Jair Bolsonaro.

2. Perigo para a vida ou saúde de outrem

Art. 132 – Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente: pena – detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave. Pena: detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.

Código Penal

No relatório final da CPI da Pandemia, o crime foi atribuído a sete pessoas que teriam supostamente cometido perigo para vida ou saúde de outrem.

3. Epidemia com resultado morte

Art. 267 – Causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos. Pena: reclusão, de dez a quinze anos. § 1º – Se do fato resulta morte, a pena é aplicada em dobro. § 2º – No caso de culpa, a pena é de detenção, de um a dois anos, ou, se resulta morte, de dois a quatro anos.

Código Penal

O crime foi atribuído a 14 pessoas, incluindo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro da Defesa Braga Netto, e apontados como integrantes do chamado “gabinete paralelo”, que teria aconselhado o governo federal em como agir na pandemia.

4. Infração de medida sanitária preventiva

Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. Pena: detenção, de um mês a um ano, e multa.

Código Penal

O crime foi atribuído ao presidente Jair Bolsonaro.

5. Omissão de notificação de doença

Art. 269. Deixar o médico de denunciar à autoridade pública doença cuja notificação é compulsória. Pena: detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa

Código Penal

No relatório final da CPI, três nomes foram apontados como supostos autores do crime, que prevê detenção de seis meses a dois anos, e multa.

6. Charlatanismo

Art. 283 – Inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível. Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.

Código Penal

O crime foi atribuído ao presidente Jair Bolsonaro.

7. Incitação ao crime

Art. 286 – Incitar, publicamente, a prática de crime. Pena: detenção, de três a seis meses, ou multa.

Código Penal

Renan Calheiros afirmou no relatório final da CPI da Pandemia que a suposta violação da lei por incitação ao crime foi cometida por 24 pessoas.

Entre os nomes estão o presidente Jair Bolsonaro, seus filhos Carlos e Flávio Bolsonaro, além dos blogueiros acusados de espalhar notícias falsas Allan dos Santos e Oswaldo Eustáquio. O nome do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, também é apontado como suposto autor deste crime.

8. Falsificação de documento particular

Art. 298 – Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro. Pena: reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Código Penal

O crime foi atribuído ao presidente Jair Bolsonaro.

9. Falsidade ideológica

Art. 299 – Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante. Pena: reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é público, e reclusão de um a três anos, e multa, se o documento é particular.

Código Penal

Nove pessoas foram apontadas no relatório da CPI da Pandemia. Entre os nomes, está Francismo Maximiano, sócio da Precisa, e Pedro Benedito Batista Júnior, diretor-executivo da Prevent Senior.

10. Uso de documento falso

Art. 304 – Fazer uso de qualquer dos papéis falsificados ou alterados, a que se referem os arts. 297 a 302. Pena: cominada à falsificação ou à alteração.

Código Penal

O crime foi atribuído a representantes da Precisa Medicamento.

 11. Emprego irregular de verbas ou rendas públicas

Art. 315 – Dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei. Pena: detenção, de um a três meses, ou multa.

Código Penal

Renan Calheiros atribuiu o crime a Bolsonaro e ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

12. Corrupção passiva

Art. 317 – Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.763, de 12.11.2003).

Código Penal

O suposto crime de corrupção passiva foi apontado no relatório da CPI da Pandemia. O relator citou os nomes de 10 pessoas incluindo Roberto dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, e nomes ligados à Davati e VTCLog.

13. Prevaricação

Art. 319 – Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.

Código Penal

O documento sugere indiciamento de seis pessoas por prevaricação. Além do presidente Bolsonaro, os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário.

O ex-chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), Fábio Wajngarten, também é citado como suposto autor do crime..

14. Advocacia administrativa

Art. 321 – Patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário. Pena: detenção, de um a três meses, ou multa.

Código Penal

O relator da CPI sugere o indiciamento de Ricardo Barros e Fábio Wajngarten.

15. Usurpação de função pública

Art. 328 – Usurpar o exercício de função pública. Pena: detenção, de três meses a dois anos, e multa.

Código Penal

O crime foi atribuído ao ex-assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Soligo.

16. Corrupção ativa

Art. 333 – Oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.763, de 12.11.2003).

Código Penal

No relatório, Renan Calheiros pede indiciamento de nove pessoas.

17. Fraude em licitação ou contrato

Art. 337-L. Fraudar, em prejuízo da Administração Pública, licitação ou contrato dela decorrente. Pena: reclusão, de 4 (quatro) anos a 8 (oito) anos, e multa.

Código Penal

18. Fraude processual

Art. 347 – Inovar artificiosamente, na pendência de processo civil ou administrativo, o estado de lugar, de coisa ou de pessoa, com o fim de induzir a erro o juiz ou o perito. Pena: detenção, de três meses a dois anos, e multa.

Código Penal

Crimes contra humanidade

19. Violação de direito social

20. Incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo

Tratado de Roma, do qual o Brasil é signatário desde 2002, estabeleceu a criação de um Tribunal Penal Internacional que pudesse julgar a ocorrência de genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e crime de agressão.

A CPI acusa Jair Bolsonaro de ter cometido crimes contra a humanidade nas modalidades extermínio, perseguição e outros atos desumanos, contidos no art. 7º, parágrafo 1, b, h e k, e parágrafo 2, b e g.

Além de Bolsonaro, mais 10 nomes estão na lista. São eles:

(*Com informações de Agência Senado)

Fonte: CNN
Continuar lendo SAIBA QUAIS OS CRIMES APONTADOS NO RELATÓRIO FINAL DA CPI DA PANDEMIA

SAIBA QUEM SÃO OS INDICIADOS POR RENAN CALHEIROS NO RELATÓRIO DA CPI DA PANDEMIA

Renan pede indiciamento de 72 pessoas em relatório da CPI da Pandemia; veja nomes

Cúpula da comissão se reúne hoje na casa de Tasso Jereissati para ‘aparar arestas’

Basília Rodriguesda CNN

de Brasília

Os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente, e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da PandemiaOs senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente, e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da PandemiaJefferson Rudy/Agência Senado

O senador Renan Calheiros enviou aos colegas da CPI da Pandemia, nesta madrugada, o relatório da comissão que prevê 72 pedidos de indiciamentos. A versão foi produzida no fim de semana após questionamentos dos senadores pela divulgação prévia na imprensa. Entre os nomes, o relator manteve um número amplo de acusações contra o presidente Jair Bolsonaro, seus filhos Carlos, Flavio e Eduardo Bolsonaro, além de ministros como o da Controladoria Geral da União, Wagner Rosário, o do Trabalho Onyx Lorenzoni e da Defesa Walter Braga Netto, também dos ex-ministros da Saúde Eduardo Pazuello e da Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Os senadores vão se reunir nesta noite na casa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para aparar as arestas. Nesta terça-feira, o presidente da CPI, Omar Aziz, afirmou à CNN que a divulgação para imprensa na semana passada criou uma situação “desagradável”. De acordo com ele, o problema não foi o quê mas como se deu a divulgação do conteúdo do relatório. “Todo mundo ajudou a fazer o relatório”, disse ele em tom de chateação.

A versão tem 1.178 páginas. Cópias impressas foram entregues nos gabinetes dos senadores. No texto, Calheiros que foi criticado por seus colegas faz elogios à atuação de outros senadores, citando-os nominalmente.

“Vários Senadores tiveram atuação de destaque e em muito contribuíram para os indiciamentos que constam deste Relatório. São eles: Randolfe Rodrigues, Fabiano Contarato, Alessandro Vieira, e Senadoras Simone Tebet e Eliziane Gama”.

“Na data em que o relatório foi assinado, o mundo havia confirmado mais de 238 milhões de casos da doença, com mais de 4,9 milhões de mortos, o que tornou a pandemia de Covid-19 uma das mais letais da história da humanidade. O Brasil, infelizmente, alcançou 601.213 mortos por covid-191. Em 2021, 406.264 cidadãos brasileiros perderam suas vidas”, ressalta o texto.

O relatório traz 72 indicações de indiciamento, como divulgado pela CNN mais cedo. No entanto, observou-se que na lista apresentada por Renan Calheiros não consta o nome de número 26, o que, na prática, reduz o número total para 72 nomes.

Veja a lista das 72 sugestões de indiciados e os crimes:

1) JAIR MESSIAS BOLSONARO – Presidente da República – art. 121, § 2º, I, combinado com o art. 13, § 2º, alínea a (homicídio qualificado); art. 267, caput (epidemia); art. 268, caput (infração de medida sanitária preventiva); art. 283 (charlatanismo); art. 286 (incitação ao crime); art. 298 (falsificação de documento particular); art. 315 (emprego irregular de verbas públicas); art. 319 (prevaricação), todos do Código Penal; arts. 1º, a, b e c, 3º e 4º (genocídio de indígenas), da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956; art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto nº 4.388, de 2002); e arts. 7º, item 9 (violação de direito social) e 9º, item 7 (incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo), crimes de responsabilidade previstos na Lei no 1.079, de 10 de abril de 1950;

2) EDUARDO PAZUELLO – ex-ministro da Saúde – art. 121, § 2º, I, combinado com o art. 13, § 2º, alínea a (homicídio qualificado); art. 267, caput (epidemia); art. 315 (emprego irregular de verbas públicas); art. 319 (prevaricação) e art. 340 (comunicação falsa de crime), todos do Código Penal; arts. 1º, a, b e c, e 4º (genocídio de indígenas), da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

3) MARCELO ANTÔNIO C. QUEIROGA LOPES – Ministro da Saúde – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte) e art. 319 (prevaricação), ambos do Código Penal;

4) ONYX DORNELLES LORENZONI – Ex-ministro da Cidadania e ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal e arts. 1º, a, b e c, e 4º (genocídio de indígenas), da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956;

5) ERNESTO HENRIQUE FRAGA ARAÚJO – Ex-ministro das Relações Exteriores – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte) e art. 286 (incitação ao crime), combinado com art. 29; todos do Código Penal;

6) WAGNER DE CAMPOS ROSÁRIO – Ministro-chefe da Controladoria Geral da União – art. 319 (prevaricação) do Código Penal;

7) ROBSON SANTOS DA SILVA – Secretário Especial de Saúde Indígena – SESAI – arts. 1º, a, b e c, e 4º (genocídio de indígenas), da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956;

8) MARCELO AUGUSTO XAVIER DA SILVA – presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) – arts. 1º, a, b e c, e 4º (genocídio de indígenas), da Lei nº 2.889, de 1º de outubro de 1956;

9) ANTÔNIO ELCIO FRANCO FILHO – Ex-secretário￾executivo do Ministério da Saúde – art. 121, § 2º, I, combinado com o art. 13, § 2º, alínea a (homicídio qualificado); art. 267, caput (epidemia), do Código Penal; art. 10, VI e XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

10) MAYRA ISABEL CORREIA PINHEIRO – Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde – SGTES – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte), e art. 319 (prevaricação), ambos do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

11) ROBERTO FERREIRA DIAS – Ex-diretor de logística do ministério da Saúde – art. 317, caput, do Código Penal (corrupção passiva); art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; art. 10, XII e art. 11, I (improbidade administrativa), todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

12) CRISTIANO ALBERTO HOSSRI CARVALHO – Representante da Davati no Brasil – art. 171, § 3º, c⁄c art. 155, IV, a, da Lei nº 3.807, de 1960) (estelionato previdenciário), e art. 333, caput, ambos do Código Penal (corrupção ativa);

13) LUIZ PAULO DOMINGUETTI PEREIRA – Representante da Davati no Brasil – art. 333, caput, do Código Penal (corrupção ativa);

14) RAFAEL FRANCISCO CARMO ALVES – Intermediador nas tratativas da Davati – art. 333, caput, do Código Penal (corrupção ativa);

15) JOSÉ ODILON TORRES DA SILVEIRA JÚNIOR – Intermediador nas tratativas da Davati – art. 333, caput, do Código Penal (corrupção ativa);

16) MARCELO BLANCO DA COSTA – Ex-assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde e intermediador nas tratativas da Davati – art. 333, caput, do Código Penal (corrupção ativa);

17) EMANUELA BATISTA DE SOUZA MEDRADES – Diretora-Executiva e responsável técnica farmacêutica da empresa Precisa – arts. 299, caput (falsidade ideológica), 304 (uso de documento falso) e 347 (fraude processual), todos do Código Penal; art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; e art. 10, VI e XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), combinados com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

18) TÚLIO SILVEIRA – Consultor jurídico da empresa Precisa – arts. 299, caput (falsidade ideológica), 304 (uso de documento falso), ambos do Código Penal; art. 10, VI e XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), combinados com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

19) AIRTON ANTONIO SOLIGO – ex-assessor especial do Ministério da Saúde – art. 328, caput (usurpação de função pública);

20) FRANCISCO EMERSON MAXIMIANO – Sócio da empresa Precisa – arts. 299, caput (falsidade ideológica), 304 (uso de documento falso), 347 (fraude processual) e 337-L, inciso V (fraude em contrato), todos do Código Penal; art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; art. 10, VI e XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), combinados com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

21) DANILO BERNDT TRENTO – Sócio da empresa Primarcial Holding e Participações Ltda e diretor de relações institucionais da Precisa – 337- L, inciso V (fraude em contrato) do Código Penal; art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; art. 10, XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), combinados com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

22) MARCOS TOLENTINO DA SILVA – Advogado e sócio oculto da empresa Fib Bank – art. 337-L, inciso V (fraude em contrato), combinado com art. 29, ambos do Código Penal; art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; e art. 10, XII, e art. 11, I (improbidade administrativa), combinados com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

23) RICARDO JOSÉ MAGALHÃES BARROS – Deputado Federal – art. 286 (incitação ao crime) e art. 321 (advocacia administrativa), ambos do Código Penal; art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013; e art. 10, XII (improbidade administrativa) da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

24) FLÁVIO BOLSONARO – Senador da República – art. 321 (advocacia administrativa) e art. 286 (incitação ao crime), ambos do Código Penal; art. 10, XII (improbidade administrativa) da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

25) EDUARDO BOLSONARO – Deputado Federal – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

26) BIA KICIS – Deputada Federal – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

27) CARLA ZAMBELLI – Deputada Federal – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

28) CARLOS BOLSONARO – Vereador da cidade do Rio de Janeiro – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

29) OSMAR GASPARINI TERRA – Deputado Federal – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte), e art. 286 (incitação ao crime), ambos do Código Penal;

30) FÁBIO WAJNGARTEN – ex-chefe da Secretaria Especial de Comnunicação Social (Secom) do Governo Federal – art. 319 (prevaricação) e art. 321 (advocacia administrativa), ambos do Código Penal;

31) NISE HITOMI YAMAGUCHI – Médica participante do gabinete paralelo – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte), do Código Penal;

32) ARTHUR WEINTRAUB – ex-assessor da Presidência da República e participante do gabinete paralelo – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte), do Código Penal;

33) CARLOS WIZARD MARTINS – Empresário e e participante do gabinete paralelo – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte); e art. 286 (incitação ao crime), ambos do Código Penal;

34) PAOLO MARINHO DE ANDRADE ZANOTTO – biólogo e participante do gabinete paralelo – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte), do Código Penal;

35) LUCIANO DIAS AZEVEDO – Médico e e participante do gabinete paralelo – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte) do Código Penal;

36) MAURO LUIZ DE BRITO RIBEIRO – Presidente do Conselho Federal de Medicina – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte) do Código Penal;

37) WALTER SOUZA BRAGA NETTO – Ministro da Defesa e Ex-Ministro Chefe da Casa Civil – art. 267, § 2º (epidemia culposa com resultado morte) do Código Penal;

38) ALLAN LOPES DOS SANTOS – Blogueiro suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

39) PAULO DE OLIVEIRA ENEAS – Editor do site bolsonarista Crítica Nacional suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

40) LUCIANO HANG – Empresário suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

41) OTÁVIO OSCAR FAKHOURY – Empresário suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

42) BERNARDO KUSTER – Diretor do Jornal Brasil Sem medo, suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

43) OSWALDO EUSTÁQUIO – Blogueiro suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

44) RICHARDS POZZER – Artista gráfico supeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

45) LEANDRO RUSCHEL – Jornalista suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

46) CARLOS JORDY– Deputado Federal – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

47) SILAS MALAFAIA – Pastor suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

48) FILIPE G. MARTINS – Assessor Especial para Assuntos Internacionais do Presidente da República – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

49) TÉCIO ARNAUD TOMAZ – Assessor especial da Presidência da República – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

50) ROBERTO GOIDANICH – Ex-presidente da FUNAG – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

51) ROBERTO JEFFERSON – Político suspeito de disseminar fake News – art. 286 (incitação ao crime) do Código Penal;

52) RAIMUNDO NONATO BRASIL – Sócio da empresa VTCLog – art. 333, caput (corrupção ativa) do Código Penal; e art. art. 11, I (improbidade administrativa), combinado com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

53) ANDREIA DA SILVA LIMA – Diretora-executiva da empresa VTCLog – art. 333, caput (corrupção ativa) do Código Penal; e art. 11, I (improbidade administrativa), combinado com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

54) CARLOS ALBERTO DE SÁ – Sócio da empresa VTCLog – art. 333, caput (corrupção ativa) do Código Penal; e art. 11, I (improbidade administrativa), combinado com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

55) TERESA CRISTINA REIS DE SÁ – Sócio da empresa VTCLog – art. 333, caput (corrupção ativa) do Código Penal; e art. 11, I (improbidade administrativa), combinado com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

56) JOSÉ RICARDO SANTANA – Ex-secretário da Anvisa – art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013;

57) MARCONNY NUNES RIBEIRO ALBERNAZ DE FARIA – Lobista – art. 2º, caput (formação de organização criminosa) da Lei nº 12.850, de 2013;

58) DANIELLA DE AGUIAR MOREIRA DA SILVA – Médica da Prevent Senior – art. 121, caput, combinado com os arts. 13, § 2º, alínea b, e 14, todos do Código Penal;

59) PEDRO BENEDITO BATISTA JÚNIOR – Diretor-executivo da Prevent Senior – arts. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem), 269 (omissão de notificação de doença) e 299, caput (falsidade ideológica), todos do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

60) PAOLA WERNECK – Médica da Prevent Senior – art. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem) do Código Penal;

61) CARLA GUERRA – Médica da Prevent Senior – art. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem) do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

62) RODRIGO ESPER – Médico da Prevent Senior – art. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem) do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

63) FERNANDO OIKAWA – Médico da Prevent Senior – art. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem) do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

64) DANIEL GARRIDO BAENA – Médico da Prevent Senior -art. 299, caput (falsidade ideológica) do Código Penal;

65) JOÃO PAULO F. BARROS – Médico da Prevent Senior -art. 299, caput (falsidade ideológica) do Código Penal;

66) FERNANDA DE OLIVEIRA IGARASHI – Médica da Prevent Senior – art. 299, caput (falsidade ideológica) do Código Penal;

67) FERNANDO PARRILLO – Dono da Prevent Senior – arts. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem), 269 (omissão de notificação de doença) e 299, caput (falsidade ideológica), todos do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

68) EDUARDO PARRILLO – Dono da Prevent Senior – arts. 132 (perigo para a vida ou saúde de outrem), 269 (omissão de notificação de doença) e 299, caput (falsidade ideológica), todos do Código Penal; e art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

69) FLÁVIO ADSUARA CADEGIANI – Médico que fez estudo com proxalutamida – art. 7º, k (crime contra a humanidade) do Tratado de Roma (Decreto 4.388, de 2002);

70) PRECISA COMERCIALIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS LTDA. – art. 5º, IV, d (ato lesivo à administração pública) da Lei 12.846, de 1º de agosto de 2013;

71) EMANUEL CATORI – e art. 11, I (improbidade administrativa), combinado com art. 3º, todos da Lei 8.429, de 2 de junho de 1992;

72) VTC OPERADORA LOGÍSTICA LTDA – VTCLog – art. 5º, IV, d (ato lesivo à administração pública) da Lei 12.846, de 1º de agosto de 2013.

Continuar lendo SAIBA QUEM SÃO OS INDICIADOS POR RENAN CALHEIROS NO RELATÓRIO DA CPI DA PANDEMIA

CPI DA PANDEMIA DEVE APRESENTAR O RELATÓRIO FINAL SEGUNDA-FEIRA (18)

Cúpula da CPI da Pandemia se reunirá segunda-feira (16) para fechar relatório

Relator da CPI passou o fim de semana em Brasília para alinhar os detlhes finais

Da CNN

Em São Paulo

CPI da Pandemia deve apresentar o relatório final na segunda-feira (18). O senador Renan Calheiros (MDB-AL) passou o final de semana em Brasília para acertar os detalhes. As Informações são da analista de política da CNN Thais Arbex.

A expectativa é de que no fim do dia haja uma reunião chamada pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), para que Renan passe a limpo com os pares, o chamado G7, para que eles possam fazer sugestões.

A apresentação oficial é na terça-feira (19). Calheiros disse para a analista que o relatório vai apontar a continuidade das investigações e que há expectativa que os órgãos competentes – entre eles a Procuradoria-Geral da República (PGR), comandada por Augusto Aras.

Fonte: CNN

Continuar lendo CPI DA PANDEMIA DEVE APRESENTAR O RELATÓRIO FINAL SEGUNDA-FEIRA (18)

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 369.995 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.357 pessoas no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (13) também destaca que outros 1.348 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 13 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 178.014 casos suspeitos e 742.501 casos descartados de Covid.

Atualmente, 141 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 113 na rede pública e 28 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 65 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 32,6% na rede pública; com 16 internados, a rede privada tem 10,4% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 369.995 casos confirmados
  • 7.357 mortes
  • 178.014 casos suspeitos
  • 742.501 casos descartados
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Testes para Covid — Foto: DivulgaçãoTestes para Covid — Foto: Divulgação

Depois de seis dias consecutivos sem contabilizar nenhum óbito por Covid, o Rio Grande do Norte voltou a registrar mortes pela doença nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) nesta terça-feira (12).

Ao todo, foram três mortes confirmadas e registradas nas últimas 24 horas: uma em Natal, uma em Caicó e outra em São Tomé.

A última morte registrada no estado havia sido no dia 5 de outubro.

Essa foi a primeira vez desde o início da pandemia, em março de 2020, que o Rio Grande do Norte ficou esse intervalo de tempo sem nenhum óbito registrado.

De acordo com o boletim da Sesap, o estado tem 7.354 mortes por Covid desde o início da pandemia – sendo três nas últimas 24 horas. Outros 1.344 óbitos seguem em investigação.

Ao todo, três casos foram confirmados nas últimas 24 horas. Assim, o estado tem 369.903 casos confirmados desde o início da pandemia.

A melhora nos índices da pandemia são associados, pela Secretaria de Saúde, à vacinação em massa da população.

Segundo o RN+ Vacina, o Rio Grande do Norte tem mais de 1,5 milhão com o esquema vacinal completo contra a Covid (duas doses ou dose única). Isso representa 51% da população potiguar acima de 12 anos.

Além disso, o estado tem começado a imunizar com a dose de reforço idosos, profissionais da saúde e imunossuprimidos. Apesar disso, mais de 81 mil pessoas desse público estão com a dose atrasada.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

VICE-PRESIDENTE DA CPI NÃO DESCARTA POSSIBILIDADE DE ESTENDER OS TRABALHOS DA COMISSÃO PARA ALÉM DA DATA PROGRAMADA PARA ENTREGA DO RELATÓRIO FINAL

Hipótese de estender CPI da Pandemia não está descartada, diz Randolfe Rodrigues

Vice-presidente da comissão disse à CNN que o trabalho dos senadores tende a se encerrar na próxima semana, mas que cenário pode mudar

Da CNN

em São Paulo

Em entrevista à CNN, o vice-presidente da CPI da Pandemia, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que há a possibilidade de a comissão se estender para além de 19 de outubro, data para a qual está programada a apresentação do relatório final.

“Nenhuma hipótese está descartada”, disse o parlamentar.

“Em princípio, estamos programando para encerrarmos na semana que vem.”

Entre os depoimentos previstos na reta final, está o do médico pneumologista Carlos Carvalho, que solicitou o adiamento da análise e da votação do uso do “kit covid” pela Comissão de Incorporação de Tecnologia do SUS, a Conitec — os remédios do conjunto não têm eficácia comprovada contra a Covid-19.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também voltará a depor no Senado pela terceira vez.

“Há uma intenção de ouvir representantes das vítimas da pandemia”, também afirmou Randolfe Rodrigues.

De acordo com o senador, o relatório final do senador Renan Calheiros (MDB-AL) terá um vasto material probatório sobre o caso Prevent Senior. A investigação da operadora de saúde envolve a denúncia do uso em massa da hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19 e a ocultação de mortes.

“Até pelo próprio prazo da CPI, não foi possível aprofundar a sequência de vastas denúncias que se tem”, disse Randolfe.

“Existem denúncias sobre outras operadoras de saúde e unidades hospitalares que tiveram procedimentos parecidos com a Prevent nas diferentes cidades do país.”

Continuar lendo VICE-PRESIDENTE DA CPI NÃO DESCARTA POSSIBILIDADE DE ESTENDER OS TRABALHOS DA COMISSÃO PARA ALÉM DA DATA PROGRAMADA PARA ENTREGA DO RELATÓRIO FINAL

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

5º dia: RN segue sem registrar novas mortes por covid-19

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Wilson Moreno / Prefeitura Municipal de Mossoró

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) divulgou neste domingo (10) mais um boletim epidemiológico da covid-19. Pelo quinto dia consecutivo não foram mortes no estado. O total de vidas perdidas para o coronavírus é de 7.350.

De acordo com os dados da secretaria, o RN ainda tem 1.341 óbitos sendo investigados. Por outro lado, 989 já foram descartados.

Em relação aos casos confirmados, foram 14 nas últimas 24 horas. Ao todo, o estado acumula 369.846 confirmações desde o início da pandemia. A secretaria ainda investiga 177.763 casos. Outros 741.741 já foram descartados.

A Sesap informou ainda que 259.995 pacientes já se recuperaram da doença. E ainda são 102.501 pacientes em acompanhamento.

A plataforma Regula RN apontava, por volta das 12h10 deste domingo (10), que a taxa de ocupação de leitos no estado era de 28,4%. No Seridó e no Oeste, as taxas eram de 20% e de 20,4%, respectivamente. Na Região Metropolitana de Natal, a ocuparação era de 32,8%.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Sesap diz que resultado se deve à adesão da população à vacinação — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiSesap diz que resultado se deve à adesão da população à vacinação — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte não registra mortes por Covid há quatro dias. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou neste sábado (9) que é a primeira vez que isso acontece desde o início da pandemia, em 2020.

Para a Sesap, o resultado se deve à vacinação da população, além das medidas de enfrentamento à pandemia adotadas pelo governo ao longo da pandemia.

Segundo o RN Mais Vacina, até a manhã deste sábado, 4.003.786 de doses de vacina haviam sido aplicadas no estado. A plataforma destaca que 2.438.589 pessoas receberam pelo menos a primeira dose; 1.480.357 pessoas receberam as duas doses, e 57.003 receberam dose única.

Os dados que destacam os quatro dias seguidos sem mortes por Covid no estado foram extraídos do boletim epidemiológico emitido pela Sesap.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte contabiliza 369.581 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.350 pessoas no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (7) também destaca que outros 1.339 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 34 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, são três mortes a mais.

O RN tem ainda 177.909 casos suspeitos e 740.490 casos descartados de Covid.

Atualmente, 146 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 115 na rede pública e 31 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 54 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 25,8% na rede pública; com 18 internados, a rede privada tem 11,7% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 369.581 casos confirmados
  • 7.350 mortes
  • 177.909 casos suspeitos
  • 740.490 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 369.448 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.347 mortes provocadas pela doença no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (7). Outros 1.333 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 53 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, foi contabilizada uma morte a mais.

O RN tem ainda 177.663 casos suspeitos e 739.750 casos descartados de Covid.

Atualmente, 142 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 107 na rede pública e 35 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 50 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 23,9% na rede pública; com 20 internados, a rede privada tem 13% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 369.448 casos confirmados
  • 7.347 mortes
  • 177.663 casos suspeitos
  • 739.750 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e
boletins epidemiológicos

Rio Grande do Norte tem 369.273 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.346 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (6). Outros 1.343 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 37 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, são três mortes a mais, nenhuma delas registrada nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 177.464 casos suspeitos e 738.903 casos descartados de Covid.

Atualmente, 152 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 116 na rede pública e 36 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 56 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 26,7% na rede pública; com 22 internados, a rede privada tem 14,3% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 369.273 casos confirmados
  • 7.346 mortes
  • 177.464 casos suspeitos
  • 738.903 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 369.069 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.343 mortes provocadas pela doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta terça-feira (5) destaca ainda que outros 1.341 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 28 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 177.265 casos suspeitos e 737.768 casos descartados de Covid.

Atualmente, 138 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 104 na rede pública e 34 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 53 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 24,7% na rede pública; com 19 internados, a rede privada tem 12,4% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 369.069 casos confirmados
  • 7.343 mortes
  • 177.265 casos suspeitos
  • 737.768 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

BOAS NOTÍCIAS: APOSENTADO MOSTROU QUE PODEMOS REALIZAR NOSSOS SONHOS MESMO QUE PAREÇA TARDE DEMAIS

Nunca é tarde para realizar um sonho. Um aposentado de 85 anos finalmente realizou um sonho de juventude. Aprendeu a tocar violino e está todo orgulhoso. Seu Nelson dos Santos buscou uma atividade para passar o tempo durante a pandemia e logo lembrou do sonho que adiou durante anos. Leia o artigo completo a seguir e conheça essa bela história!

Aposentado aprende a tocar violino aos 85 anos. ‘Sonho antigo’

O aposentado Nelson dos Santos mostrou que podemos realizar os nossos sonhos, mesmo que pareça tarde demais. Aos 85 anos, ele resolveu aprender a tocar violino e agora está todo orgulhoso da conquista.

A ideia de estudar música clássica veio durante a pandemia. Com o isolamento social, Nelson buscou uma atividade para passar o tempo e logo lembrou do sonho que adiou durante anos.

“Eu tenho diversas coleções de disco de música clássica, trabalhei durante anos na reserva, então um dia, quando eu estava aqui em casa, isolado por conta da pandemia, parei e pensei ‘Estou aqui sem fazer nada, na pandemia, por que não realizar esse sonho antigo?”, relembrou.

Paixão por música clássica

paixão por música começou quando Nelson tinha apenas oito anos. Só que ele não tinha condições financeiras na época e, por isso, nunca aprendeu a tocar um instrumento.

Ele conta que quando era criança, o pai o levou ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro e ele ficou impressionado com as apresentações. Desde então, ele também coleciona vinis de compositores da música clássica.

Realização

Por conta da carreira de militar, Nelson nunca conseguia tempo para as aulas. Já aposentado, ele disse que não tinha mais motivos de adiar o aprendizado.

Com o violino em mãos, ele conheceu Giovanny Conte, violinista da Amazonas Filarmônica, que topou na hora ensinar música para o aposentado.

Hoje o professor comemora o avanço do aluno. “Ele tem experiência de vida, toda vontade, seriedade com instrumento, carinho e amor, que são as ferramentas que utilizamos em nossas aulas. Em pouco mais de seis meses, um adulto, com a musculatura completamente madura, está começando a dominar o instrumento”, disse.

Recital

Sobre a família, Nelson conta que eles ficaram surpresos ao saber da novidade. Ele também disse que está preparando um recital, para apresentar no fim do ano aos familiares.

Mesmo com tudo novo na rotina, Nelson reforça o sentimento que pertence aos músicos de todas as idades.

“O sentimento de todo músico extrapola tudo aquilo que você pensa, uma vez que você está com instrumento, você se adapta muito mais a ele. Ouvindo os grandes mestres, embora por meio de gravações, você se sente um pouquinho mais próximo, na música e aí a coisa vai”, concluiu.

Nelson Mendes dos Santos é militar aposentado do exército — Foto: Karla Mendes
Nelson Mendes dos Santos é militar aposentado do exército — Foto: Karla Mendes

Com informações de Manauense

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: APOSENTADO MOSTROU QUE PODEMOS REALIZAR NOSSOS SONHOS MESMO QUE PAREÇA TARDE DEMAIS

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

RN registra 01 óbito por covid nas últimas 24 horas; Novos casos são 09

RN tem 203.389 casos confirmados e 4.806 mortes por Covid-19 | Rio Grande do Norte | G1

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (3). São 368.994 casos totalizados. Na sexta-feira (1º) eram contabilizados 368.935, ou seja, 59 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 09 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.341 no total, com o registro de 01 óbito nas últimas 24 horas (em Santa Cruz). No sábado (2) eram 7.340 mortes. A Sesap não registrou mortes após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.338.

Recuperados são 259.490. Casos suspeitos somam 176.650 e descartados são 737.379. Em acompanhamento, são 102.164.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 368.716 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.340 mortes provocadas pela doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (30) destaca ainda que outros 1.334 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 38 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, nenhuma morte a mais foi registrada.

O RN tem ainda 176.475 casos suspeitos e 735.544 casos descartados de Covid.

Atualmente, 138 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 104 na rede pública e 34 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 51 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 23,1% na rede pública; com 17 internados, a rede privada tem 12% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 368.716 casos confirmados
  • 7.340 mortes
  • 176.475 casos suspeitos
  • 735.544 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte registrou 368.619 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.337 mortes provocadas pela doença no estado. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (30) destaca ainda que outros 1.334 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 39 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, foi registrada uma morte a mais.

O RN tem ainda 176.291 casos suspeitos e 735.021 casos descartados de Covid.

Atualmente, 142 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 108 na rede pública e 34 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 55 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 24,4% na rede pública; com 17 internados, a rede privada tem 12% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 368.619 casos confirmados
  • 7.337 mortes
  • 176.291 casos suspeitos
  • 735.021 casos descartados
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DIREITO-JUSTIÇA: SENADOR DENUNCIA ABSURDA E ILEGAL MANOBRA REALIZADA PELOS SENADORES QUE ESTÃO A FRENTE DA CPI DA PANDEMIA

CPI chega ao fundo do poço e agora permite ataques e acusações ‘por procuração’ (veja o vídeo)

Fotomontagem JCO Cortes - Foto: Agência SenadoFotomontagem JCO Cortes – Foto: Agência Senado

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) denunciou uma absurda e ilegal manobra realizada pelos senadores que estão à frente da CPI da Pandemia, em audiência que ouviu a advogada Bruna Morato, nesta terça-feira (28), no Senado Federal.

O parlamentar explicou que Bruna estava ali na condição de advogada de pessoas que fizeram denúncias contra a Prevent Senior, quando, na verdade, os que acusavam a empresa é que deveriam ocupar a cadeira, de acordo com as regras do próprio colegiado, de ouvir testemunhas ou investigados:

“Vimos hoje um absurdo jurídico na CPI. Uma depoente na condição de testemunha, mas que utiliza da prerrogativa de advogada, para fazer denúncias sem declinar nomes ou apresentar esclarecimentos quando questionada. É a CPI inovando na figura de testemunha por procuração!”

A nova modalidade de acusação, aliás, animou o presidente do colegiado, Omar Aziz, que agora quer até estender a comissão por mais algumas semanas, com a possibilidade de ter novas narrativas sem a figura do acusador!

Qualquer semelhança com o modus operandi da Inquisição, não é mera coincidência e isso mostra o desespero dos opositores de Bolsonaro, que nada encontraram contra ele!

Veja o vídeo:

 

Continuar lendo DIREITO-JUSTIÇA: SENADOR DENUNCIA ABSURDA E ILEGAL MANOBRA REALIZADA PELOS SENADORES QUE ESTÃO A FRENTE DA CPI DA PANDEMIA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 29 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

Por g1

 

Bom dia!☕

Luciano Hang, dono da Havan, deve ser ouvido hoje pela CPI da Covid. A lava do vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, chegou ao mar do Atlântico e a água do oceano pode liberar gases tóxicos, carregados de ácido clorídrico. Vocalista Jenny Berggren, do Ace of Base, fala ao g1. E Brasil e Argentina decidem vaga na final da Copa do Mundo de Futsal.

Luciano Hang na mira da CPI

Luciano Hang na mira da CPI, do Supremo e do TSE

Luciano Hang na mira da CPI, do Supremo e do TSE

Luciano Hang, dono da Havan, deve ser ouvido hoje pela CPI da Covid, após insistência do senador Renan Calheiros. O empresário bolsonarista é suspeito de integrar o suposto gabinete paralelo do presidente e de financiar o combate equivocado da pandemia no Brasil.

Documentos obtidos pelos senadores revelaram que o empresário bolsonarista teria financiado o blogueiro Allan dos Santos, alvo de dois inquéritos no STF que apuram disseminação de fake news e financiamento de atos antidemocráticos. O contato entre Luciando Hang e Allan dos Santos teria sido intermediado por Eduardo Bolsonaro.

A mãe de Luciano Hang está entre os pacientes da Prevent Senior que morreram de Covid, mas não teve a causa da morte informada no atestado de óbito. A advogada Bruna Morato, que representa os médicos que denunciaram a operadora, disse ontem à CPI que Regina Hang usou ‘kit Covid’ sem autorização no prontuário.

Ontem na CPI… Bruna Morato afirmou que a Prevent e integrantes do suposto “gabinete paralelo” do governo federal fizeram um “pacto” para tentar validar a hidroxicloroquina. Relatou também que a empresa obrigava médicos a distribuírem o chamado “kit Covid” (inclusive, a quem tinha comorbidade) – do contrário, seriam demitidos. Bruna contou também que, em eventos da Prevent, médicos tinham de cantar o hino da empresa. A Prevent, que nega as acusações, diz que nunca escondeu óbitos e que médicos tinham autonomia. Veja mais detalhes aqui.

E a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que autuou a Prevent Senior após constatar “indícios de infração” por “deixar de comunicar aos beneficiários as informações estabelecidas em lei”. A empresa tem 10 dias para se manifestar sobre o assunto.

Números da pandemia

O Brasil registrou ontem 818 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, e ultrapassou 595 mil óbitos Com isso, a média móvel de mortes ficou acima de 500 pelo 15º dia. Seis estados e o Distrito Federal estão com alta na tendência da média móvel de óbitos: AC, TO, DF, SE, CE, PR, ES.

Vulcão Cumbre Vieja🌋

Lava do vulcão Cumbre Vieja toca o mar nas Canárias
Lava do vulcão Cumbre Vieja toca o mar nas Canárias

A lava do vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, chegou ao mar do Atlântico. O vulcão entrou em erupção no domingo (19) e desde então deixou um rastro de destruição no arquipélago espanhol. Embora ainda não tenha deixado mortos ou feridos, a chegada da lava ao mar não é sinal de alívio para os especialistas. Isso porque o rápido resfriamento ao entrar em contato com a água do oceano pode liberar gases tóxicos, carregados de ácido clorídrico. Entenda aqui como funciona o processo.

O Assunto

De um lado, perda de emprego e renda. Do outro, alta do aluguel – mais de 30% em 12 meses. Resultado: crescimento exponencial do contingente de famílias removidas de suas casas ou vivendo sob essa ameaça. Pessoas que precisam escolher entre “pagar o aluguel ou colocar comida na mesa”, conta o repórter da TV Globo Giba Bergamin, que acompanha de perto movimentos por moradia há quase duas décadas. Participa também deste episódio Bianca Tavolari, pesquisadora do Cebrap e professora do Insper. OUÇA o podcast.

Importunação sexual

Polícia prende suspeito por importunação sexualPolícia prende suspeito por importunação sexual

Um crime que acontece “todos os dias, com todas as mulheres”, foi assim que a ciclista Andressa Rosa Lustosa definiu o episódio de importunação sexual que sofreu no último domingo (26), no Paraná. A lei completou três anos neste mês e ajudou a prender os suspeitos de passar a mão em Andreza, que acabou caindo da bicicleta após um homem dentro de um carro passar a mão nela. O acidente foi registrado pelas câmeras de segurança do local; veja vídeo.

Incesto e crime

homem que teve a morte encomendada pela própria mulher e sobreviveu aos tiros em Canindé, no Ceará, está hospitalizado há três meses, e a filha dele, baleada na tentativa de homicídio, perdeu a visão de um dos olhos. A mulher, Maria Aparecida, mandou matá-lo após descobrir que ele teve relações sexuais com a filha – enteada dela – e com o genro, ao mesmo tempo. Entenda os detalhes da história aqui.

Futebol

Rodrigo comemora o 1° gol do Brasil com Pito, Dieguinho e Leozinho — Foto: Alex Caparros/FIFA

O Brasil enfrenta a Argentina por vaga na final da Copa do Mundo de Futsal às 14h, com transmissão da TV Globo e do SporTV e tempo real no ge. O vencedor pegará na decisão Portugal ou Cazaquistão, que jogam amanhã.

Liga dos Campeões

  • 13h45: Atalanta x Young Boys
  • 13h45: Zenit x Malmö
  • 16 horas: Bayern de Munique x Dínamo de Kiev
  • 16 horas: Benfica x Barcelona
  • 16 horas: Manchester United x Villarreal
  • 16 horas: RB Salzburg x Lille
  • 16 horas: Wolfsburg x Sevilla
  • 16 horas: Juventus x Chelsea

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 29 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Rio Grande do Norte contabiliza 368.308 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.334 mortes provocadas pela doença no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta segunda-feira (27). Outros 1.328 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou três novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 175.472 casos suspeitos e 733.101 casos descartados de Covid.

Atualmente, 112 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 93 na rede pública e 19 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 52 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 23% na rede pública; com 12 internados, a rede privada tem 9% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 368.308 casos confirmados
  • 7.334 mortes
  • 175.472 casos suspeitos
  • 733.101 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

CIÊNCIAS: AS VACINAS SOZINHAS NÃO SÃO SOLUÇÃO DEFINITIVA PARA AS PANDEMIAS

No artigo a seguir você vai saber o porquê de as vacinas não serem solução para acabar com pandemias. Convido você a ler o conteúdo completo a seguir e entender que outros procedimentos, iniciativas e atitudes precisam ser tomadas em conjunto com a vacinação para conter as futuras pandemias.

 

Por que vacinas não são solução para acabar com pandemias

Vacinas para o covid-19CRÉDITO,GETTY IMAGES
Legenda da foto,
“Não podemos nos concentrar em uma vacina para cada novo microorganismo.”

Em dezembro de 2020, foram aprovadas as primeiras vacinas contra a SARS-CoV-2.

Ao longo das campanhas de vacinação, as análises mostraram a alta eficácia desses imunizantes.

Isso não mudou, mesmo diante das novas variantes. As vacinas continuam sendo essenciais quando se trata de reduzir a probabilidade de formas graves da covid-19: hospitalização, internações em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e mortalidade.

Como resultado desses excelentes resultados, foi divulgada a mensagem de as vacinas como uma ferramenta fundamental de saúde pública, e a ciência por trás de sua realização como única saída para a situação atual.

Esse quadro de análise da pandemia — e do conceito de saúde pública que daí surge — carece de profundidade e procura pela raiz dos problemas que esta crise tem evidenciado.

“A medicina é uma ciência social e a política nada mais é do que uma medicina em grande escala”, disse o patologista Rudolf Virchow (1821-1902) no século 19.

Da mesma forma, nossa análise deve ir mais longe para tentar compreender um fenômeno que não pode ser reduzido exclusivamente à sua dimensão de saúde.

Passageiros de metrôCRÉDITO,GETTY IMAGES

Legenda da foto,

Pessoas com renda mais baixa que não puderam trabalhar remotamente foram mais expostas durante pandemia

Surtos e doenças com perspectiva histórica

Se olharmos para a história das doenças infecciosas, parece difícil imaginar um cenário onde possamos viver sem nos preocupar com os microrganismos presentes em nosso meio.

Apesar de o ônus das doenças infecciosas ter diminuído nos últimos 30 anos, o número de surtos epidêmicos aumentou.

Isso significa que, embora em termos globais, doenças crônicas como o câncer e as doenças cardiovasculares ainda sejam responsáveis pelo maior número de mortes, estamos em uma situação de vulnerabilidade a novas infecções com potencial pandêmico.

Essa alteração ocorre principalmente em surtos de origem zoonótica, nos quais um microrganismo salta de animais para humanos .

Portanto, focar nosso olhar no SARS-CoV-2 torna difícil tentarmos entender as causas do aumento desses fenômenos e seu impacto em nossas sociedades.

Isso colocou as interações com os animais e a destruição dos ecossistemas no centro da pesquisa de novas doenças infecciosas.

Cachoeira em uma montanhaCRÉDITO,GETTY IMAGES

Legenda da foto,Problemas estruturais de saúde afetam impacto individual “rio abaixo”

O conceito de One Health (uma integração da saúde das pessoas, animais e meio ambiente) já é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das principais abordagens para enfrentar os problemas de saúde emergentes.

As causas das causas das pandemias

Uma das principais funções da epidemiologia é descobrir quais são os elementos que nos fazem ter uma saúde cada vez melhor.

Esses determinantes são encontrados em diferentes níveis: alguns respondem às nossas características individuais, mas outros estão associados a elementos estruturais como o sistema de saúde, o local de residência ou mesmo o sistema econômico e político.

É o que pesquisadores e organizações internacionais têm chamado de “determinantes sociais da saúde”.

Às vezes são representados como um rio: os determinantes individuais são encontrados na parte inferior, enquanto as “causas das causas” estão na parte superior.

Estes, por sua vez, influenciam as causas que estão “rio abaixo”.

Se aplicarmos essa abordagem à pandemia covid-19, podemos localizar três eixos principais de análise:

1. Aumento da frequência de zoonoses

O surgimento de zoonoses depende de um delicado equilíbrio entre pessoas, patógenos e biodiversidade.

No momento em que um desses elementos (como os humanos) altera o equilíbrio de um ecossistema, as consequências podem ir além do impacto inicial.

Vírus de cores diferentesCRÉDITO,GETTY IMAGES

Legenda da foto,Há cada vez mais surtos que podem se transformar em pandemias

Isso pode favorecer o contato com patógenos desconhecidos ou a alteração da biodiversidade que mantinha certos microrganismos em baixo risco para zoonoses.

Algumas das atividades humanas que têm sido relacionadas à maior frequência desses fenômenos têm sua origem em um modelo de produção e extração de recursos que acarreta mudanças no uso do solo, desmatamento ou modificações de microclimas que acabam alterando o equilíbrio dos ecossistemas.

2. Rápida disseminação de doenças transmissíveis

Com a generalização do acesso a meios de transporte como o aéreo, o surgimento em uma parte do mundo de uma zoonose que se transmite entre humanos pode se espalhar internacionalmente a uma velocidade maior do que a capacidade de resposta dos sistemas públicos de saúde.

Além disso, devemos também considerar o impacto ambiental de certos modelos de mobilidade que podem alterar o equilíbrio que mencionamos no primeiro ponto.

3. Impacto desigual da epidemia

Embora a princípio os principais líderes tenham tentado estabelecer um marco de solidariedade argumentando que a pandemia afetou a todos nós igualmente, essa afirmação logo foi desacreditada pelas evidências que estavam sendo coletadas em diferentes partes do mundo.

Pessoas com renda mais baixa que tiveram que continuar trabalhando pessoalmente foram mais expostas durante a pandemia.

Terminada a primeira onda pandêmica, os sistemas de vigilância permitiram observar que o risco de contágio aumentava à medida que diminuía o poder socioeconômico, devido à maior participação em empregos presenciais e à precariedade do trabalho, ou mesmo às condições de moradia que dificultavam o isolamento.

Além disso, a probabilidade de morrer de covid-19 também não seguia uma distribuição homogênea entre os grupos sociais.

Os grupos mais marginalizados têm maior prevalência de patologias — como diabetes ou obesidade — que estão associadas a um quadro grave da doença.

Esse fenômeno de uma pandemia que atua sobre as desigualdades de saúde pré-existentes é conhecido como “sindemia”.

Mulher sendo vacinadaCRÉDITO,GETTY IMAGES

Legenda da foto,Saúde pública com foco nos determinantes sociais não pode se limitar a uma campanha de vacinação

As causas das causas

Como dissemos no início, diante dos bons resultados das vacinas comercializadas, estabeleceu-se um discurso que coloca a vacina como a única ferramenta para mitigar a pandemia.

No entanto, se olharmos para a análise de algumas das possíveis causas das causas da situação atual, a vacina não é dirigida contra nenhuma delas.

As pandemias não são apenas fenômenos virológicos, mas fenômenos sociais cuja forma é determinada pela atividade humana e pela organização de nossa sociedade.

Portanto, se queremos minimizar seu impacto no futuro, não podemos nos concentrar em uma vacina para cada novo microrganismo, mas sim em implementar os meios necessários para reduzir a probabilidade de seu aparecimento, sua rápida disseminação e seu impacto diferencial na população.

Não é uma dicotomia absoluta, mas a atenção às causas das causas requer estratégias e recursos de longo prazo que não produzirão resultados imediatos.

Uma saúde pública com foco nos determinantes sociais não pode se limitar a uma campanha de vacinação, mas deve compreender os fenômenos que estão por trás do surgimento de novas doenças e sua distribuição desigual na sociedade.

Só assim podemos começar a falar da verdadeira saúde pública como ferramenta para resolver os problemas de saúde coletiva.

*Mario Fontán Vela é doutorando em Epidemiologia e Saúde Pública pela Universidade de Alcalá (UAH), em Madri, na Espanha, e Pedro Gullón Tosio, professor-assistente de saúde pública da mesma universidade.

Fonte: BBC News

 

Continuar lendo CIÊNCIAS: AS VACINAS SOZINHAS NÃO SÃO SOLUÇÃO DEFINITIVA PARA AS PANDEMIAS

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 27 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

Segunda-feira, 27 de setembro

Por G1

 

Bom dia! ☕ ☀️

Presidente Bolsonaro e primeira-dama Michelle testam negativo para Covid. Comitiva que foi para Nova York já tem quatro infectados. Alemanha vota para escolher novo chanceler, mas processo ainda pode demorar dias. Aeroporto de ilha espanhola é reaberto após erupção de vulcão. Morre Carlos Neder. Cantor Nego do Borel é investigado por estupro de vulnerável e é expulso de reality show.

Bolsonaro e Michelle testam negativo para Covid

O Palácio do Planalto informou que Jair Bolsonaro testou negativo para Covid-19 no domingo. Ele está em isolamento desde que voltou da viagem a Nova York, na quarta (22), onde esteve para participar de assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU).

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também informou neste domingo que o resultado de seu exame também deu negativo. Ela também acompanhou o presidente na viagem aos EUA.

Bolsonaro tem resultado negativo em novo teste de Covid-19, diz Palácio do Planalto

Bolsonaro tem resultado negativo em novo teste de Covid-19, diz Palácio do Planalto

Comitiva que foi NY tem 4 infectados

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que testou positivo para a Covid-19 no domingo, tornando-se o quarto integrante da comitiva que acompanhou Bolsonaro a Nova York a contrair o novo coronavírus. O ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e o deputado federal e filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também testaram positivo. De acordo com apuração da TV Globo, antes de Queiroga, um diplomata da comitiva também havia sido diagnosticado com Covid. O governo não confirma a informação nem revela o nome do servidor.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa — Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoPedro Guimarães, presidente da Caixa — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A escolha do substituto de Merkel

Até a última atualização, os social-democratas e os conservadores de Angela Merkel estão praticamente empatados nas eleições na Alemanha para a escolha do novo primeiro-ministro, de acordo com pesquisas de boca de urna veiculadas por redes públicas de televisão.

O partido social-democrata de Olaf Scholz, SPD, teria obtido 26% dos votos, enquanto os democrata-cristãos da chanceler, liderados por Armin Laschet, teria obtido 24%, segundo a rede ZDF. Por outro lado, o canal ARD apontava que ambos os partidos teriam obtido 25% dos votos. No entanto, há que ter em conta que estes resultados não incluem o voto por correspondência, que teria sido muito elevado.

Projeções apontam derrota de partido de Merkel na eleição da Alemanha
Projeções apontam derrota de partido de Merkel na eleição da Alemanha

Vulcão nas Canárias: aeroporto reabre

Novas erupções deixam em alerta Ilha de Palma, nas Canárias
Novas erupções deixam em alerta Ilha de Palma, nas Canárias

O aeroporto da ilha espanhola de La Palma, no arquipélago das Canárias, foi reaberto no domingo depois de ter sido fechado um dia antes, por causa do acúmulo de cinzas nas pistas, causado pela erupção do vulcão Cumbre Vieja. Porém, o vulcão continua a lançar lava e nuvens de cinzas sobre a região.

Morre Carlos Neder

O médico e fundador do Partido dos Trabalhadores (PT), Carlos Neder, de 67 anos, morreu no sábado por complicações de Covid-19 em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 8 de agosto.

Neder foi deputado estadual e atuou por quatro mandatos como vereador na capital paulista.

Ex-deputado Carlos Neder, do PT, morre de Covid-19 em SP — Foto: ReproduçãoEx-deputado Carlos Neder, do PT, morre de Covid-19 em SP — Foto: Reprodução

Nego do Borel investigado

Polícia Civil abriu inquérito para investigar o cantor Nego do Borel por suspeita de ter cometido estupro de vulnerável contra a modelo Dayane Mello na madrugada deste sábado (25), durante o reality show ‘A Fazenda 13’, da TV Record, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Segundo os participantes, a mulher estava embriagada quando se deitou com ele.

A investigação vai analisar vídeos do reality e interrogar Nego do Borel. A assessoria de imprensa de Nego informou que vai “provar mais uma vez toda a sua inocência”. A assessoria de Dayane só confirmou a informação de que a polícia investiga o caso.

O artista foi expulso da competição na tarde de sábado após a direção da Record analisar as imagens, ouvir a modelo e entender que ele descumpriu as regras do jogo.

Cantor Nego do Borel é investigado pela Polícia Civil por suspeita de estupro contra da modelo Dayane Mello durante reality show em Itapecerica da Serra, Grande São Paulo — Foto: Reprodução/Divulgação

Cantor Nego do Borel é investigado pela Polícia Civil por suspeita de estupro contra da modelo Dayane Mello durante reality show em Itapecerica da Serra, Grande São Paulo — Foto: Reprodução/Divulgação

O Assunto 🎧

“Fomos os primeiros a parar e os últimos a retornar”, resume, em depoimento ao Assunto, a atriz Karin Hills, que faz o papel-título no musical sobre a trajetória da cantora disco Donna Summer. No primeiro episódio de “O Assunto” da semana, Renata Lo Prete conversa com a produtora-geral e coreógrafa Barbara Guerra, que narra uma saga de ano e meio vivida por boa parte da classe artística: morte de colegas por Covid, contas a pagar sem receita para cobrir, luta para garantir algum suporte financeiro à equipe. Ouça:

Pandemia 😷

O Brasil chegou neste domingo a 594.484 mortes por Covid-19 e 21.349.397 casos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 528, uma variação de 13% em comparação à média de 14 dias atrás, o que aponta estabilidade. AC, AM, CE, RN e RR não atualizaram os números de mortes em 24 horas.

Já a média móvel nos últimos 7 dias foi de 16.091 novos diagnósticos por dia, uma variação de 5% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que também indica estabilidade nos diagnósticos.

Brasileiros indocumentados

Imigrantes brasileiros foram achados na carroceria de um caminhão tentando entrar sem documentos nos EUA, na fronteira do México com Sierra Blanca, no Texas. A operação foi feita por agentes de fronteira dos EUA no dia 16 de setembro.

Foram encontrados, ao todo, 49 imigrantes irregulares do Brasil, Equador, El Salvador, Honduras, Guatemala, México e Peru. O Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira dos EUA não especificou quantos deles eram brasileiros.

Imigrantes indocumentados, inclusive brasileiros, foram achados na carroceria de um caminhão no Texas — Foto: Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira dos EUAImigrantes indocumentados, inclusive brasileiros, foram achados na carroceria de um caminhão no Texas — Foto: Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira dos EUA

Corinthians é tri no Brasileiro feminino

CORINTHIANS X PALMEIRAS — Foto: WANDERSON OLIVEIRA/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDOCORINTHIANS X PALMEIRAS — Foto: WANDERSON OLIVEIRA/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

Pelo segundo ano consecutivo e pela terceira vez na história, o Corinthians é campeão brasileiro feminino. O título da edição de 2021 foi confirmado na noite deste domingo com uma vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras, na Neo Química Arena. Agustina (contra), Adriana e Vic Albuquerque marcaram pelo alvinegro ainda antes do intervalo, e Camilinha descontou no segundo tempo.

Gols da rodada 🐎 🦓

Juventude vence o Santos em partida em casa, em Caxias do Sul (RS). Com gols nos minutos finais, América-MG e Flamengo empatam no Independência. Fortaleza volta a vencer na Série A, assume terceira posição e afunda Sport no Z-4. Fluminense bate Bragantino por 2 a 1 no Rio e se mantém invicto. Em Porto Alegre, o Internacional venceu o Bahia. Em Curitiba, o Grêmio perdeu para o anfitrião Atlético-PR em placar de 4 a 2.

Na série B, Botafogo vence o Sampaio Correia em seu primeiro jogo com torcida e vai à vice-liderança, 5 pontos atrás do Coritiba. Já o CSA venceu o Cruzeiro de virada por 2 a 1. Veja os gols da rodada do campeonato Brasileiro no resumo do “Fantástico”:

Juventude bate o Santos, Flamengo empata e Athletico Paranaense supera o Grêmio
Juventude bate o Santos, Flamengo empata e Athletico Paranaense supera o Grêmio

 

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 27 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

RN soma 368.303 casos e segue com 7.333 mortes por covid-19

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Célio Duarte / PMM

O Rio Grande do Norte não registrou mortes por covid-19 nas últimas 24 horas nem em outros períodos. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), neste domingo (26), o RN segue com 7.333 óbitos provocados pelo coronavírus, o mesmo número registrado nesse sábado (25).

Os dados da secretaria indicam que ainda são 1.328 óbitos suspeitos, que ainda estão em investigação. Além dessas, o estado já descartou 976 mortes, que não teve relação com a covid-19 confirmadas.

Em relação aos casos, o RN chegou a 368.303 casos, sendo 14 confirmados nas últimas 14 horas, segundo a Sesap. Ainda são 175.393 casos considerados suspeitos, 733.071 descartados. Além de 259.490 pacientes recuperados e 101.480 em acompanhamento.

A plataforma Regula RN mostrava, às 12h deste domingo, que o estado tinha 25,4% dos leitos ocupados. No Oeste Potiguar, um dos melhores taxa do estado, com ocupação era de 16,7%. No Seridó, a plataforma indica 17,6%. Já na Região Metropolitana de Natal, o número era de 29,7%.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Rio Grande do Norte tem 368.115 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. A doença vitimou 7.331 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (24). Outros 1.320 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou uma morte e 31 novos casos da doença nas últimas 24 horas. O óbito ocorreu no município de Pureza.

O RN tem ainda 175.434 casos suspeitos e 731.855 casos descartados de Covid.

Números do coronavírus no RN

  • 368.115 casos confirmados
  • 7.331 mortes
  • 175.434 casos suspeitos
  • 731.855 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 24 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

Por g1

 

Bom dia! ☕

Força-tarefa já investiga a Prevent Senior. Com economia em ritmo lento, o rendimento médio dos brasileiros caiu. Os torcedores vão voltar aos estádios de futebol em SP em outubro, mas haverá regras para isso. Uma máquina promete extrair água do ar! Será? A PF indiciou 22 suspeitos por pirâmide financeira. As páginas especiais “O voto dos deputados” e “O voto dos senadores” estão agora mais intuitivas e com um novo design no g1.

Força-tarefa investiga a Prevent Senior

Prevent Senior contrariou ética ao mudar registro de pacientes, diz Associação Médica
Prevent Senior contrariou ética ao mudar registro de pacientes, diz Associação Médica

O Ministério Público de São Paulo criou uma força-tarefa para apurar as denúncias contra a Prevent Senior. A operadora de saúde é investigada pela CPI da Covid por uma série de irregularidades – incluindo suspeitas de ocultar as mortes de pacientes por Covid-19, obrigar profissionais a prescrever medicamentos ineficazes, alterar prontuários de pacientes e usá-los como ‘cobaias humanas’ para testar a eficácia da hidroxicloroquina, associada à azitromicina.

Números maquiados

Evidências que se acumulam contra uma das maiores operadoras de saúdes do país são detalhadas neste episódio de O Assunto, com Guilherme Balza, repórter da GloboNews, e Daniel Dourado, médico, advogado e pesquisador do Centro de Pesquisa em Direito Sanitário da USP. OUÇA o podcast:

De olho na próxima semana…

A CPI da Covid marcou para a próxima quarta-feira (29) o depoimento do empresário Luciano Hang, dono da Havan, um dos mais ferrenhos aliados e defensores do presidente Jair Bolsonaro. A mãe do empresário, Regina Hang, era paciente da Prevent Senior e morreu de Covid – o que não foi informado no atestado de óbito divulgado pelo Hospital Sancta Maggiore, que pertence à operadora.

Senadores da comissão querem aprofundar investigações sobre o envolvimento do dono da Havan em esquemas de disseminação de informações falsas, sobretudo com relação a tratamentos ineficazes contra a Covid.

Também foi aprovada a convocação de Bruna Morato, advogada dos médicos que denunciaram irregularidades na Prevent Senior. Morato ajudou na confecção de um dossiê entregue à comissão.

Salários reduzidos

Mesmo com o avanço da vacinação e com o retorno de trabalhadores informais , a recuperação da economia segue em ritmo lento. O rendimento médio dos brasileiros atingiu o valor mais baixo desde 2017. Os números integram levantamento elaborado pela consultoria IDados, com base nos indicadores da Pnad do segundo trimestre nos últimos 40 anos.

A renda média mais baixa significa menos dinheiro circulando na economia e um menor consumo das famílias, componente fundamental para a retomada. Saiba mais na reportagem.

E mais: veja cargos e áreas com maior dificuldade de preenchimento no mercado

Torcedores vão voltar aos estádios em SP

São Paulo voltará a ter público nos estádios para partidas de futebol em 4 de outubro. A partir dessa data, a ocupação permitida será de 30%. Depois, o retorno será gradual: 50% em 15 de outubro e 100% em 1º de novembro.

Mas há normas sanitárias serem cumpridas:

  • A entrada estará liberada para quem tiver o esquema vacinal completo, ou seja, ter tomado a segunda dose ou a dose única de imunizantes.
  • Clubes deverão exigir comprovante de vacinação: duas doses da vacina Coronavac, Astrazeneca e Pfizer ou dose única da Janssen.
  • Para quem tiver recebido apenas a primeira dose, será necessário apresentar teste com antígeno até 24 horas antes da partida e PCR em até 48 horas.
  • O uso de máscara será obrigatório em todos os setores do estádio.

‘Pacote antiambiental’

É como entidades defensoras do meio ambiente têm chamado o pedido de afrouxamento de regras ambientais feito pelo Ministério da Economia à pasta do Meio Ambiente. As demandas de afrouxamento do projeto – que incluem reduzir exigências para a fabricação de agrotóxicos e flexibilizar regras contra o desmatamento da Mata Atlântica – levam em conta pedidos do setor privado para “eliminar dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas e econômicas.”

Extraindo água do ar!!!

Nova tecnologia quer solucionar escassez de água potável
Nova tecnologia quer solucionar escassez de água potável

Um aparelho condensador é apresentado por seus desenvolvedores como capaz de resolver a questão de escassez de água potável. O equipamento, que não depende de energia e funciona 24 horas por dia, é capaz de extrair água do ar, mesmo sob o sol escaldante. Veja reportagem completa no VÍDEO acima.

Papo de Política

Episódio conta o que está por trás dos dois gestos que marcaram a passagem da comitiva presidencial por Nova York, fala sobre a saga da indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal e analisa o depoimento do diretor da Prevent Senior na CPI da Covid. OUÇA:

Tragédia da ChapecoenseCelia Monasterio — Foto: TV Morena/Arquivo Celia Monasterio — Foto: TV Morena/Arquivo

A Polícia Federal (PF) prendeu Celia Castedo Monasterio, a controladora responsável pela análise e aprovação do plano de voo da aeronave envolvida no desastre da Chapecoense, em 2016. A decisão foi dada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que determinou a extradição da investigada.

Pirâmide financeiraGlaidson Santos e Mirelis Zerpa investigados pela PF por sonegação fiscal e fraude ao sistema financeiro — Foto: ReproduçãoGlaidson Santos e Mirelis Zerpa investigados pela PF por sonegação fiscal e fraude ao sistema financeiro — Foto: Reprodução

Polícia Federal indiciou 22 suspeitos de integrarem organização criminosa e praticarem crimes contra o sistema financeiro na compra de criptomoedas. Além do indiciamento, a Justiça determinou o bloqueio de até R$ 38 bilhões de quatro contas da G.A.S. Consultoria e de outros investigados.

Entre os alvos da chamada operação Kryptos, listados no relatório final, estão Glaidson Acácio dos Santos e sua mulher, a venezuelana Myrellis Zerpa. As defesas do casal negam as acusações.

Eleições na Alemanha

Olaf Scholz é o atual ministro da Economia, vice-chanceler da Alemanha e pode assumir o cargo de Angela Merkel após seus 16 anos no poder. Favorito nas pesquisas, o ministro faz parte da coligação que sustenta o governo e significaria uma forma de continuidade na política de Merkel, apesar de ela ter declarado seu apoio a Armin Laschet, líder da União Democrata Cristã. Saiba aqui quem é Olaf Scholz.

Novidade no g1

As páginas especiais “O voto dos deputados” e “O voto dos senadores” estão agora mais intuitivas e com um novo design. Com a ferramenta do g1, é possível ver como se posicionaram os políticos nas principais votações da Câmara dos Deputados e do Senado. Dá para conferir o histórico de votos e até filtrar para descobrir, por exemplo, quando um político esteve ausente. Veja aqui.

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 24 DE SETEMBRO DE 2021 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos
Casos confirmadosCasos

Rio Grande do Norte contabiliza 368.039 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.330 mortes pela doença registradas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (23). Outros 1.319 óbitos estão sob investigação.

A Sesap notificou 23 novos casos da doença nas últimas 24 horas.

O RN tem ainda 175.292 casos suspeitos e 731.150 casos descartados de Covid.

A Sesap informa também que 130 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 – sendo 105 na rede pública e 25 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 53 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 23,2% na rede pública; com 13 internados, a rede privada tem 9% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 368.039 casos confirmados
  • 7.330 mortes
  • 175.292 casos suspeitos
  • 731.150 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar