Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ABRA JANELAS NA ALMA E DEIXE O AMOR, A BONDADE, A COMPAIXÃO E A TERNURA ENTRAREM

O texto para a nossa REFLEXÃO de hoje foi psicografado pelo extraordinário Divaldo Pereira Franco e nos convida a abrir janelas na nossa alma. Ao abrir janelas em sua alma você estará permitindo observar a vida e vive-la de forma agradável, mesmo nos momentos mais difíceis, bem como difundirá o amor, a bondade, a compaixão, a ternura, a fim de acompanhares o mundo e o seu cortejo de ocorrências. Portanto convido você a ler esse texto maravilhoso e expandir um pouco mais a consciência, enxergando e vivenciando o que antes seria improvável!

As janelas da alma – Hospital de Olhos

Janelas na alma

O sentimento e a emoção normalmente se transformam em lentes que filtram os acontecimentos, dando-lhes cor e conotação próprias.

De acordo com a estrutura e o momento psicológico, os fatos passam a ter significação que nem sempre corresponde à realidade.

Quem se utiliza de óculos escuros, mesmo diante da claridade solar, passa a ver o dia com menor intensidade de luz.

Na área do relacionamento humano as ocorrências também assumem contornos de acordo com o estado de alma das pessoas envolvidas.

É urgente, portanto, a necessidade de conduzir os sentimentos, de modo a equilibrar os fatos em relação a eles.

Uma atitude sensata é um abrir de janelas na alma, a fim de observar bem os sucessos da caminhada humana.

De acordo com a dimensão e o tipo de abertura, será possível observar a vida e vive-la de forma agradável, mesmo nos momentos mais difíceis.

Há quem abra janelas na alma para deixar que se externem as impressões negativas, facultando o uso de lentes escuras, que a tudo sombreiam com o toque pessimista de censura e de reclamação.

Coloca, nas tuas janelas, o amor, a bondade, a compaixão, a ternura, a fim de acompanhares o mundo e o seu cortejo de ocorrências.

O amor te facultará ampliar o círculo de afetividade, abençoando os teus amigos com a cortesia, os estímulos encorajadores e a tranqüilidade.

A bondade irrigará de esperança os corações ressequidos pelos sofrimentos e as emoções despedaçadas pela aflição que se te acerquem.

O perdão constituirá a tua força revigoradora colocada a benefício do delinqüente, do mau, do alucinado, que te busquem.

A ternura espraiará o perfume reconfortante da tua afabilidade, levantando os caídos e segurando os trôpegos, de modo a impedir-lhes a queda, quando próximos de ti.

As janelas da alma são espaços felizes para que se espalhe a luz, e se realize a comunhão com o bem.

***

Esta mensagem nos convida a refletir sobre uma realidade especial: a realidade de que tudo na vida conspira a nosso favor; isto é, tudo trabalha para o nosso crescimento íntimo, e que nada que nos acontece visa nosso mal, embora muitas vezes possa parecer assim.

Abrir janelas na alma é tornar-se apto a descobrir essas novas realidades, que se bem compreendidas, tornam nosso viver menos árduo.

A lei de causa e efeito existe para nos educar, e não para nos punir…

A lei da reencarnação existe para nos dar novas oportunidades, e não para nos fazer sofrer…

A lei do amor existe para nos fazer feliz, pois só haverá júbilo em nossa alma quando concedermos a outros este mesmo sentir – eis o que chamamos “caridade”.

Abre janelas em tua alma, uma a cada dia, e deixa o sol da compreensão entrar.

Abre janelas em tua alma e concede-te sonhar, e continuar rumando em busca do sonho.

Abre janelas em tua alma e mostra ao mundo as muitas belezas que já existem lá. Podes até achar que não existem, mas tenha plena certeza de que sim… Elas estão lá…

Equipe de Redação do Momento Espírita, a partir do texto “Janelas na alma”, de Joanna de Ângelis, da obra “Momentos de Felicidade” psicografia de Divaldo Pereira Franco

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ABRA JANELAS NA ALMA E DEIXE O AMOR, A BONDADE, A COMPAIXÃO E A TERNURA ENTRAREM

CRÔNICAS: CAROLINA, POR ANA MADALENA

A nossa coluna CRÔNICAS desta quarta-feira trás mais uma incrível história da nossa ex-colaboradora e competentíssima escritora na Madalena, ainda inédita aqui no Blog do Saber. Trata-se de um triângulo amoroso extraordinariamente bem pensado pela autora difícil de qualquer afegão médio imaginar. Por isso convido você a ler essa crônica maravilhosa e se divertir a valer! 

Triângulos amorosos: quem nunca?

Carolina


Segundo uma lenda japonesa, as pessoas são unidas por um fio vermelho, um fio que nos liga a pessoa que estamos predestinadas, não apenas de forma romântica. Eu não acredito em destino; se assim fosse, nós seríamos passivos e inertes esperando pelo futuro. Nunca me imaginei carregando um fio, procurando a quem me amarrar…

– Eu posso ter dez minutinhos de sua atenção? Sei que o que tenho a dizer não interessa a nenhum de vocês, mas é por isso mesmo que quero sua ajuda. Eu me chamo Júlia, sou uma mulher independente, solteira e com muitas dúvidas. Sou filha única e, talvez por isso, tenha me acostumado com o silêncio da casa dos meus pais. Aos 25 anos resolvi morar  sozinha, ter meu cantinho e detesto que invadam minha privacidade. Já tive alguns relacionamentos, mas não prosperaram. Confesso que sou muito exigente, não dou atenção a qualquer um. O que espero de um homem é que ele tenha, pelo menos,  uma boa interlocução, algo raro nos ambientes que frequento, cheios de pessoas da geração “mimadium”, que, incapazes de passar por alguma rejeição, já ficam cheios de mimimi.  Mas, apesar de todo esse meu discurso, há dois anos eu quebrei a cara!

Conheci André e me encantei!  Ele parecia ser um homem maduro, muito familia, além de extremamente romântico. Nós nos dávamos super bem, ele sempre me elogiou muito, o tipo de homem que valoriza a mulher. Ele, apesar de ter seu apartamento, sempre preferia passar o fim de semana comigo, quando fazíamos programas bem caseiros.  Tudo estava indo bem até que há um ano ele foi dispensado do emprego, onde trabalhava com informática.

Ele me propôs morarmos juntos e eu, apesar de não achar o momento para isso, afinal ele estava desempregado, me iludi achando que ele estava fazendo planos para casarmos e aceitei na hora. Dormi com sonhos de Cinderela e acordei com pesadelos: muito cedo ele chegou com malas e cuias! Fiquei sem graça, mas ele veio com aquele papo de que poderíamos começar nossa vida ali no meu apartamento e depois partiríamos para um lugar maior. Tambem falou que seu contrato de aluguel estava expirando e, morando juntos, dividiríamos as despesas. Achei uma proposta razoável.

Mas, dois meses se passaram e ele não se movimentou para arranjar um emprego. Passamos a discutir por tudo, até porque ele não estava colaborando com despesa alguma. Como uma pessoa que acabou de receber a rescisão e estava no seguro desemprego, não tinha dinheiro nem para o cigarro? Resolvi ter uma conversa e ele, todo chateado e melindroso, disse o óbvio, que colaboraria mas, à partir daquele dia, coisas banais passaram a se tornar maiúsculas. Nessas alturas do campeonato, eu já estava cavando uma boa briga para ele ir embora.

Ele, percebendo algo no ar; disse que estava montando a própria empresa, que não estava inerte, como estava sendo “acusado”. Sugeriu colocar o escritório no segundo quarto do apartamento, onde era uma espécie de   closet. Mais uma vez fiquei sem graça em dizer não, mas diante da possibilidade dele conseguir clientes e resgatar sua auto estima, aceitei a proposta. Dois dias depois ele trouxe uma moça para ser sua secretária, alegando que ela trabalhara com ele e que era uma excelente pessoa e muito eficiente.  Falou também que ela tinha os dados dos clientes da empresa que fora dispensado e que iria propô-los o mesmo serviço, por um preço bem inferior. Tinha certeza que todos aceitariam. Ele faria as visitas aos clientes, abriria mercado e Carolina faria a parte burocrática. Apesar de eu ter várias ressalvas, reconheci, com o passar dos dias, que Carolina era um amor de pessoa,  além de extremamente organizada.

A empresa em pouco tempo começou a dar lucros; André, conseguiu captar uns 80% dos antigos clientes, além de ter aberto uma lista de novos contratos. Ele realmente era muito bom no que fazia. Carolina tambem se revelou uma profissional dedicada, além de ir além de sua funções; a gente quase não se encontrava: a hora que eu saía, ela estava chegando e vice versa. Ela se deixava presente em detalhes, como na louça que ficava na pia e ela sempre lavava ou quando eu chegava à noite e a mesa do jantar estava posta, às vezes com alguns mimos, tipo pães que ela comprava ou biscoitinhos.

Tudo parecia caminhar bem, até que um dia, precisei voltar mais cedo para casa e peguei meu namorado jogando videogame em pleno expediente. Carolina confidenciou  que ele jogava o dia todo e ela que fazia todo o trabalho, mal tirava meia hora para almoçar. Também disse-me que esse foi o motivo dele ter sido dispensado; várias vezes foi pego jogando. Fiquei indignada, mas aguardei um momento propicio para tocar no assunto.

Uma manhã ele veio com um papo que Carlolina tinha sido expulsa da casa dos pais porque estava grávida e que não tinha para onde ir. O namorado dela tinha sumido e ele, solidário ao problema, convidou para ela passar uns dias conosco, até arranjar um lugar para ficar. Na hora me senti duplamente chateada, afinal a casa era minha e eu tinha que ser consultada. Também não me agradava ter minha intimidade dividida com outra pessoa; como já disse, sou filha única e me acostumei a viver só. Mas, minha natureza de canceriana, com ascendente em todos os signos, fez eu aceitá-la como hóspede temporária.

O convívio com Carolina foi, para meu espanto, muito bom. Ela é uma pessoa leve, bem-humorada, que nunca pesa no ambiente. Por termos muito em comum, viramos amigas, tão amigas ao ponto de André ficar incomodado e terminar o nosso namoro. Confesso que estranhei, mas não achei ruim, foi até um alívio. Mas, com isso, ele também tirou a “empresa” e Carolina foi demitida. Achei isso de um mau-caratismo, afinal ela estava grávida… De certa forma, me senti responsável por ela.

Carolina agora está com oito meses de gravidez e decidiu saber o sexo do bebê: uma menina! Disse-me que vai se chamar Júlia, em minha homenagem. Fiquei emocionada! Mas, (sempre tem um mas…) Carolina resolveu ir embora; vai morar no sítio de uma tia, num vilarejo muito pobre. Confessou- me, para meu desespero,  que essa criança é filha de André e que ela não aguentava mais mentir para mim. Ela disse que quando ele soube da gravidez pediu que abortasse, que não queria filhos. Eu, depois de todo o relato, me senti novamente traída.

Confesso que não me agrada saber que Carolina, uma moça tão inteligente, terá que viver em um sítio, sem a menor possibilidade de um crescimento profissional, além de Julinha crescer num ambiente limitado. Por outro lado, meu coração já está tão apegado a Carolina e a essa menininha, que até pensei em considerar delas morarem comigo. Meu receio é que, caso ela aceite o convite, quando a criança nascer, André resolva assumí-la e tirar-me desse convívio. Fico triste só em imaginar…O que faço?  Será que esse é o tal fio vermelho do meu destino? Aguardo respostas!

Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: CAROLINA, POR ANA MADALENA

AUTOCONHECIMENTO: QUANDO A NOSSA MENTE LIMITANTE CONFUNDE ATÉ A ESSÊNCIA DO AMOR

O título do texto escolhido para reflexão, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado, a princípio nos deixa confusos, pois trata” o amor como crença limitante”, mas na medida em que lemos passamos a compreender o seu verdadeiro sentido. O propósito maior de qualquer ser humano é aprender a amar, mas como somos seres presos a crenças limitantes não sabemos o que é o amor. Só no aprendizado diário é que, aos poucos, descobrimos o que é o “amor incondicional”, propósito maior da nossa existência. Portanto, convido você a ler o curto, porém sábio texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O amor como crença limitante

Pessoa fazendo coração com as mãos
Stokpic / Pexels / Canva

Oamor é uma das mais polêmicas abstrações da humanidade. Explicamos o amor das mais infinitas formas. Ele faz parte de tudo, está em tudo e foi o princípio de tudo. Alguns dizem que o amor antecede tudo. Somos seres movidos por uma gama enorme de percepções, sentimentos e sensações, das quais compreendemos 10% e os outros 90% são suposições e vislumbres.

O amor é tão grande e abundante, que pela falta de compreensão se torna limitante. Cremos no amor, porém limitamos sua existência e entramos em uma prisão sem muros, tornando-nos dependentes dessa crença limitante.

Estamos tão presos numa busca constante e angustiante pelo amor, que se o vivemos não percebemos e se percebemos não o vivemos em plenitude, pois estamos cegos na maioria do tempo, presos numa busca sem fim, atrás de um conto de fadas, uma utopia criada sobre o amor passado de geração a geração.

por do sol no formato de coração

Monsterkoi / Pixabay / Canva

Quando despertamos para o amor, o primeiro entendimento que temos é que ele nasce de nós, por nós e pra nós; ele nos preenche e nos transborda. Cheios dele, podemos partilhar com os seres, que, em mesmo grau de amor pleno que nós, não completam, mas sim transbordam, pois o amor é múltiplo, pode ser dividido e somado, nunca subtraído. O amor puro é abundante.

A grande maioria das pessoas ainda não despertou para o amor, por isso os relacionamentos tendem ao sofrimento e a situações tóxicas e abusivas, que acabam por limitar o seu despertar, sufocando-as em mágoas, inseguranças, vícios e mais relações tóxicas.

Para despertar é preciso voltar à fonte mais pura e real de amor que já vivenciamos: lá no útero, onde estamos em comunhão plena com o amor incondicional e celular, protegidos de tudo.

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.

Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.

O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

I Coríntios 13:4-7

Escrito por Jonatan Fortunato
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: QUANDO A NOSSA MENTE LIMITANTE CONFUNDE ATÉ A ESSÊNCIA DO AMOR

REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

O texto a seguir que trazemos para REFLEXÃO nesta terça-feira, “Não traia o amor”, nos adverte que precisamos obedecer a Lei de Causa e Efeito, pois não existe castigo, mas apenas a forma como o Universo nos ama e nos proporciona experiências, para o seu aprendizado. Como viemos aqui para aprender a amar, ao trairmos o amor estamos traindo a nossa própria essência. Então convido você a ler esse texto super esclarecedor, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Não traia o amor

 em 

 

Talvez você acredite que aqueles que estão neste planeta para ajudar na sua elevação devam ser pessoas muito especiais, pessoas totalmente puras, amorosas, sábias.

Será que são perfeitas? Reflitamos juntos.

Quando um mergulhador quer ir ao fundo do mar, em geral usa um cinto de chumbo, para que aquele peso o ajude a não ser levado de volta à superfície pelo ar que carrega no peito, certo? Então, todos nós, para estarmos neste planeta, precisamos de certa quantidade de peso, um lastro de escuridão, para conseguirmos adentrar a densidade que aqui imperava e aqui permanecer.

Não há quem aqui esteja e que não possua suas dificuldades, negatividades, medos e emoções densas. Eu ressalto isso porque é importante que você compreenda que não estamos aqui à espera dos salvadores deste planeta. Nós, com todas as nossas imperfeições, somos os salvadores. Eu e você.

Para fazer isso, não precisamos ser perfeitos, mas precisamos nos envolver em dar o nosso melhor. Precisamos ser capazes de ser fiéis ao amor, à vida, à liberdade que nos foi dada a todos por essa inteligência criativa que manifestou tudo o que existe.

Se você trai o amor , está traindo sua própria essência, e isso colocará em andamento uma série de eventos que retornarão a você pela lei de causa e efeito. Isso não é nenhum tipo de castigo. É a forma como o Universo o ama e lhe proporciona experiências, para o seu aprendizado.

Ouça, este planeta está num processo de elevação de sua vibração. Estamos num momento histórico deste Universo. Assim, preste muita atenção nas suas escolhas agora. Não faça escolhas que beneficiem apenas seu ego em detrimento de valores maiores. Não se submeta a nada que vá contra os valores da luz.

Apenas aqueles que servirem à luz serão conduzidos em segurança. Não acredite em mim. Experiente por si mesmo. Faça uma escolha luminosa e observe como isso lhe traz força, paz, confiança. Algo em nós se expande quando nos tornamos guerreiros da luz, pelo simples fato de nos negarmos a trair o amor, o respeito, a liberdade. Não se submeta por medo a nada que seu coração não aprove. Seja forte. Chegou a hora.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: NA CAMINHADA EVOLUTIVA PASSAMOS PELO MEDO ATÉ CHEGAR AO AMOR

Para mim é muito claro e cristalino que somos viajantes passando por uma experiência nesta 3ª dimensão. Alguns  com mais experiências vividas, outros com menos. Na essência somos todos iguais. O que nos difere é o nível consciencial de cada um pelas experiências vividas. Viemos aprender a amar incondicionalmente e esse aprendizado exige muitas experiências. Por isso percebemos medo em muitas pessoas que ainda não evoluíram o suficiente para transformar esse medo em amor. Convido você a ler o artigo completo a seguir e entender como acontece essa transformação!

Onde muitos veem medo, você vê amor

Mulher branca segurando coração vermelho.
Sharon McCutcheon / Unsplash

Amados! Os tempos mais incríveis jamais vividos neste planeta estão chegando agora. As verdades que serão reveladas chocarão até aqueles que mais conhecimento possuíam até aqui. Não haverá uma viva alma que ficará indiferente a tais revelações. O choque será a força motora que provocará um despertar em massa, pois apagará, de certa forma, as consciências viciadas.

Por isso é muito importante que você esteja centrado naquilo que já está acontecendo. Mantenha o equilíbrio das emoções e, de preferência, não entre no jogo das discussões e das divisões. Compreenda que o outro está com medo e precisa reafirmar a sua confiança. Ajude-o agora!

A luz sempre andou na esteira da verdade, enquanto a sombra preferiu a plataforma da mentira. O engano é o gatilho que desarma a segurança e cria a instabilidade. A mentira tem o objetivo de dividir para enfraquecer. Ela destrói aquilo que é mais sagrado do ser divino: a confiança de quem ele é.

Já a verdade proporciona a coragem necessária para o enfrentamento das mudanças que virão. Ela traz o entendimento daquilo que acontece em cada momento da vida neste planeta de dualidade. A coragem estimula a fé nos planos divinos. Ela consola aqueles que ainda vivem no medo e do desespero. É o elo que mantém a irmandade entre os encarnados. A verdade é o antídoto contra todos os males.

A sombra traz o medo e a desesperança. E o medo paralisa aquele que se deixa levar por ele. O medo cria reações diversas, e entre elas está a defesa pela sobrevivência. Ele estimula o ataque como forma de defesa. Por isso ele divide. Ele destrói todas as forças do ser humano a ponto de fazer ele acreditar que só resta uma saída: atacar.

Todos os confrontos entre seres humanos tiveram, invariavelmente, a origem no medo. O medo encurrala! E um animal acuado sempre ataca, pois não lhe resta outra alternativa. O ser humano não é diferente. Aqui está uma lei mentirosa que nos ensinaram: só os que usam a força vencem.

Mãos em formato de coração ao redor do Sol.

Mayur Gala / Unsplash

Na verdade, a maior arma que se pode usar para vencer tudo na vida é o amor. E o amor só existe onde há verdade. Não se pode extrair um mínimo de amor por meio da mentira. O amor é transparência, é uma energia cristalina. O medo é uma névoa que embota por completo a consciência. É um véu espesso que encobre a realidade e se revela sempre como uma mentira.

E agora chegamos no ponto onde tudo vai ser revelado. Os medos serão expostos na luz para que se dissolvam. Muitos seres humanos têm medo até de sentir medo. Começam a entrar em pânico só pelo fato de sentir que tudo isso está se aproximando. Mas não há como dissolver a sombra sem a presença da luz.

A luz está aumentando rapidamente e vai encurralando os medos sombrios. E você que está aqui, nestes tempos de transição; veio com a missão de amparar os irmãos que ainda não conseguem ver essa luz. Eles estão em toda parte, mesmo dentro da tua família. Estão na comunidade, nos grupos de amigos e nas redes sociais.

Não aumente o tormento deles! Seja o amor emanado pela luz cristalina que agora você está ancorando. Ilumine ao teu redor e permita que outros possam se beneficiar dessa claridade. Não crie mais barreiras além daquelas que o medo já criou. Abra portas a fim de que a luz saia do teu círculo e se espalhe.

As revelações das verdades em breve poderão causar um colapso na estrutura emocional daqueles que se acomodaram nas sombras. O medo impediu que eles adentrassem os domínios da luz. Preferiram viver na ilusão, pois ela já era velha conhecida sua. A mudança requer esforços e coragem, características inexistentes naqueles que vibram no medo.

O salto quântico da humanidade está sendo preparado e não demora. A mentira enraizada ainda impede que muitos tirem o pé que está preso na Terceira Dimensão. Não desestimule quem quer que seja, pois o que cada um precisa é apenas de uma palavra de incentivo. Por isso faça a diferença agora! ONDE MUITOS VEEM MEDO, VOCÊ VÊ AMOR!

Eu sou Vital Frosi e minha missão é o esclarecimento!

Namastê!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: NA CAMINHADA EVOLUTIVA PASSAMOS PELO MEDO ATÉ CHEGAR AO AMOR

REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

Transmutar significa: Fazer com que fique diferente; ir de um lugar para outro; mudar de uma circunstância para outra; transformar ou transformar-se: a felicidade transmutou-se em tristeza. No caso do desenvolvimento espiritual, transmutar é o mesmo que dar um salto quântico evolutivo e isso ocorre através da prática da GRATIDÃO. Um sentimento que pode ser comparado com o AMOR. O texto a seguir é um verdadeiro compendio acerca da GRATIDÃO. Por isso convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de transmutar

 em 

 

“Gratidão. Palavra interessante essa. Essa é uma palavra na qual eu identifico como amor. Ter gratidão é algo muito mais amplo do que a forma como estamos usando hoje em dia.

Melhor forma de demonstrar amor que não a sendo grato a tudo que acontece? Ter a sabedoria, serenidade e discernimento de entender que tudo que acontece é algo bom para crescimento espiritual, evolução.

Imaginemos um fim de relacionamento que, em muitas vezes, a carga negativa é maior do que tudo que fora vivido antes.

Vivemos o momento do rompimento como se aquilo fosse uma verdade absoluta de toda a trajetória vivida. Podem ter sido meses, anos ou décadas, mas o que fica, parece que o momento final ou o tempo final do relacionamento. Seja por desgaste, por traição, por omissão ou qualquer outro motivo, o que fica no coração por algum tempo é a raiva, a mágoa, o rancor.

Criamos diálogos imaginários em nossa cabeça de que poderia ter feito, falado para mudar aquilo. E normalmente a primeira coisa é: perdi tanto tempo da minha vida!

Somos ingratos naturalmente e para sermos gratos, precisamos parar, respirar, desacelerar e então trabalhar isso. Ainda não vem de dentro e, sim, algo racional. É ótimo, melhor do que nada. E todo início é racional até que se torne orgânico.

Acredito que jogar anos pretéritos pelo momento atual é conceito de ingratidão. Se fôssemos realmente gratos, não nos machucaríamos. Não seríamos tão apegados. Entenderíamos rapidamente que o que o outro fez é dele, pertence apenas a ele. Não temos o poder de machucar ninguém que não seja fisicamente.

Nós nos machucamos porque nos decepcionamos com o que nos é falado ou feito (ou não feito). Nós nos machucamos por aceitarmos aquilo como verdade. Porque uma ferida é exposta e isso nos faz mal. Queremos ser blindados e fazemos justamente o contrário abrimos a guarda ainda mais.

Se alguém, fisicamente, nos der uma pedrada, vai doer. E deveria doer apenas fisicamente. Acontece que dependendo da pessoa e/ou da circunstância, a pedrada dói na alma. Magoamo-nos por monstros nossos, criados por nós mesmos, dentro de nossas cabeças.

A vida nos dará coisas que machucam, mas nunca nos dará algo para sofrermos. Sendo a gratidão algo intrínseco nosso, nada nos ressentiria, pois entenderíamos que cada qual fará algo dentro de suas capacidades.

Focamos no que perdemos e esquecemos o quanto temos a agradecer. Chegaremos lá, todos nós, algum dia. Uns antes, outros depois, mas subiremos todos o mesmo podium, porque a vida não é uma pista de corrida, mas várias trilhas para o mesmo objetivo.

É mais fácil (muitos nem assim sentem a gratidão) estar num lugar lindo e dizer gratidão. O difícil é estarmos em qualquer lugar “ruim” (cada um sabe o que é ruim para si) e termos gratidão. Agradecer a cura, mas não sermos gratos pelo processo da doença. Se estivéssemos abertos ao que a vida nos dá, perceberíamos a cada instante que a vida é um eterno ensinamento. A vida é uma academia de musculação que a cada dia nos fortalece. Mas a decisão de agradecermos ao que passamos de “ruim” é de foro íntimo.

Percebo que quando estou numa fase que dá vontade de desistir, ao fazer exercício da gratidão as coisas se tornam mais leve e me faz olhar em outra direção.

Fico imaginando se isso fosse tão natural quanto respirar, como a vida seria ainda mais colorida. A leveza consiste em aceitarmos. Não significa não fazer nada e sim, compreender, entender e de forma tranquila saber o que será feito para mudar ou a coisa em si ou a direção a seguir.

Compreendendo que o que acontece em nosso externo é projetado do interno, e por isso lemos com frequência que ao mudar o nosso interno, o externo muda ou se queremos paz, temos que ter a paz dentro de nós.

É hora de começarmos a ser proativos e não reativos. Viver o momento presente sempre com gratidão no coração.

Eu, particularmente, não vejo melhor forma do que conseguir essa serenidade que não sendo meditação. Silenciar a mente para ouvir sua própria essência. Técnicas existem inúmeras e cada um tem que saber qual a melhor se adapta. Tudo é remédio ou veneno, depende de como será usado. Tem quem goste de silêncio, tem quem goste de músicas calmas, outros de músicas mais aceleradas. Isso é processo interno.

Silenciando a mente, viveremos o momento presente com gratidão, alegria, serenidade. Calar os diálogos internos que normalmente são verdadeiras discussões internas. Perda de tempo e energia.

É hora de transmutarmos. “

(Fonte: Blog Rashuah)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia da coluna REFLEXÃO com Camila Zen. A curta história de hoje é “O Segredo da Felicidade”: Dizem que as crianças nascem sabendo todos os segredos do mundo, mas antes que possam nos contar, elas esquecem. Essa é uma curta história sobre um pai, um filho e o segredo da felicidade. Espero que essa história possa alegrar o seu dia ou o dia de alguém que você ama ❤️ Amor e luz, namastê 🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

AUTOCONHECIMENTO: VIEMOS PARA ESSE MUNDO APRENDER A AMAR

Aprender a amar é tudo o que viemos fazer nessa experiência terrena. O amor que nos submetemos a aprender nessa plano tridimensional é o amor incondicional. Aquele que nos liberta quando o alcançamos. Mas não é fácil conquistar essa façanha. Amar ao próximo, a qualquer desconhecido assim como amo a mim mesmo e aos meus filhos. Dependendo do nível consciencial em que você esteja, isso pode ser impossível, mas um dia você, eu e qualquer um estará preparado para isso. Então te convido a conhecer como isso funciona nas nossa vidas. Tudo o que você for fazer, faça por amor! Isso é tudo, por enquanto.

Amor, vida e liberdade!

Coração vermelho entre as mãos de uma pessoa
Stocksnapper / Getty Images / Canva

O artigo fala sobre o amor e destaca a frase do filósofo e teólogo medieval Santo Agostinho, que diz: “Ama e faz o que quiseres”.

Tudo o que você for fazer, faça por amor. Tudo o que for pensar, pense por amor. Tudo o que for desejar, deseje por amor. Tudo o que for esperar, espere por amor. Tudo o que for sonhar, sonhe com amor!

O amor acontece quando desejamos, queremos e lutamos por ele. O amor não é uma entidade estanque, a qual que está ali na nossa frente e, quando precisamos, vamos lá e a pegamos. Não. O amor é luta, conquista.

Quem ama faz a história acontecer, não fica parado, alheio aos acontecimentos. Quem ama de verdade cuida, zela, educa.

O amor é o mais nobre sentimento humano. Não existe outro sentimento que nos faça mais humano do que o amor. O amor cura!

No amor, não há problema. O único problema é não amar. O amor identifica quem é da verdade e quem é da mentira. O amor constrói pontes, sonhos, realizações. O amor salva!

Quem ama verdadeiramente não vive na mentira. Tudo compartilha. Tudo pondera. O amor torna as pessoas acolhedoras, tolerantes e flexíveis. Quem ama é livre, fraterna, acolhedora, doce, feliz!

Quem não ama é infeliz, vive reclamando de tudo e de todos: do mundo, do clima, dos governos, do Sol, da chuva… Pode reparar, quem reclama muito da vida é porque não tem ou não viveu um grande amor!

Mulher segurando um coração de papel sobre o rosto
AnaBGD / Getty Images Pro / Canva

Amar significa ser simples, olhar a vida com positividade. Quem ama sempre enxerga o melhor no outro. É positivo. Não vive reclamando de tudo e de todos. O amor nos liberta das dores do mundo!

Como dito anteriormente, gosto muito desta frase do filósofo e teólogo medieval Santo Agostinho: “Ama e faz o que quiseres”. Isso mesmo, a essência do amor é a liberdade. Quem ama é livre!

Quem ama é cordial, educado, flexível e não vive somente para si, pois pensa sempre no outro e nunca somente em si. Ao contrário, quem não ama é intransigente, grosseiro, intolerante; vive culpando os outros!

Você já se perguntou por que a palavra amor é a mais cantada e decantada por poetas, cantores e escritores na literatura mundial? Será por que o amor é uma conquista, e não um dom?

Ser tolerante, empático, acolhedor, reflexível etc. são atitudes que demonstram que você é uma pessoa amorosa. Ter fé e esperança também! Em tudo, a oração nos coloca em outro patamar.

Quem ama de verdade ora pelos seus e pelos inimigos. “Tu, quando orardes, entra no teu quarto e fecha a tua porta, ora ao teu Pai, no segredo, e o teu Pai, no segredo, te recompensará” (Mt. 6,6).

Por fim, estar em comunhão com Deus é o caminho mais curto para a felicidade humana, para o amor, para o respeito mútuo, para a justiça, para o perdão… E viva o Amor! Viva a vida! Viva a liberdade!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VIEMOS PARA ESSE MUNDO APRENDER A AMAR

AUTOCONHECIMENTO: AUMENTE A SUA FREQUÊNCIA VIBRACIONAL E ALCANCE O AMOR DIVINO

Nós viemos a essa experiência terrestre com um propósito inerente a todos: aprender a amar e alcançar o amor divino, o amor incondicional. O texto a seguir aborda como alcançar esse Amor Divino através do aumento da frequência vibracional. Por isso convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

O que significa aumentar a frequência do Amor Divino?

EVENTO 2021

Mensagem canalizada em 22 de Agosto de 2021 – Conselho Galáctico da Luz

“Estamos aqui agora, nós amamos vocês. Somos vocês, do futuro, para ajudá-los em seu caminho.

Queridos, muitas pessoas começam a nos ver e perceber nos céus e pessoalmente. A chave para esta experiência é uma quantidade mínima de Amor Divino em seu coração. O Amor Divino é a única energia que operamos e portanto, quando você deseja se conectar conosco, precisará aumentar esta energia em si mesmo.

Mas, não somente para se conectar conosco, é também necessário para sua ascensão para a dimensão superior.

Então, o que significa aumentar a frequência do Amor Divino?

Significa superar séculos de programação humana em suas sociedades. Você experienciou todas as emoções que são menos que Amor Divino, tais como, julgamento, críticas, raiva, medo, ódio etc. É hora de mudar os padrões em seus pensamentos, sentimentos, palavras e ações.

Vamos começar com você:

O quão frequentemente você se critica?

Nós entendemos que você precisa estar ciente das coisas que quer melhorar, mas recomendamos que tome uma posição mais neutra nestes assuntos e então, comece a trabalhar para melhorar o que você deseja melhorar. Comece a ser mais gentil consigo mesmo e tenha compaixão por sua jornada…

Agora, vamos ver como você enxerga os outros:

Com que frequência você teve uma opinião ou julgamento sobre os outros?

Tenha em mente que todas as emoções e pensamentos negativos direcionados aos outros mantêm você ligado a eles energeticamente, bem como à essas energias negativas.

Então, a energia negativa retornará a você e se manifestará de alguma forma em sua vida. Isso também impede o Amor Divino de entrar no seu Ser. Lembre-se, quando você julga alguém, você está energizando aquela mesma coisa que está vendo na pessoa.

Isso causa grande dano para a outra pessoa e eventualmente, para você.

Julgamento e crítica são um dos maiores obstáculos para se obter um alto nível de Amor Divino.

Você pode escolher deixar ir estes padrões da terceira dimensão. Simplesmente abençoe toda a vida que você observar. Quando fizer isto, você irá perceber que sua vida vai se tornar cada vez mais fácil, a cada dia.

Apenas observe, durante o dia, quantas vezes você está julgando a si mesmo e aos outros e então diga a si mesmo: “Pare com isso! Que Deus o abençoe! (a você mesmo ou a outra pessoa em quem você está pensando)”.

Isto abrirá portas desconhecidas para você e irá mudar sua realidade rapidamente. Você irá sentir e experienciar o Amor Divino em sua vida mais e mais. Então, quando você nos convidar para visitar você, será muito fácil nos conectarmos.

Estamos esperando tão ansiosamente por isso!

Estamos mantendo a visão da Divina Nova Terra com você e, de nosso ponto de vista, ela é gloriosa.

Estamos com vocês, a cada passo do caminho.

Vocês são amados além da medida. Estamos com vocês…sempre. Nós os amamos.
Somos vocês,
Namastê

Via Asara Adams – Fonte http://voyagesoflight.blogspot.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior – Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AUMENTE A SUA FREQUÊNCIA VIBRACIONAL E ALCANCE O AMOR DIVINO

AUTOCONHECIMENTO: APRENDA A FALAR COM O CORAÇÃO E VIBRE NA FREQUÊNCIA DA 5ª DIMENSÃO

No artigo a seguir o autor fala sobre algo muito interessante e raro de se ouvir. Ele relaciona aqueles que só ouvem a mente está ligado a terceira dimensão, mas quem ouve a voz do coração já está ligado a 5ª dimensão. No meu livro Quando Fala o Coração, cheguei perto disso, mas fiz a relação direta como no texto a seguir. Todo esclarecimento é válido. Por isso recomendo essa leitura!

Quem está falando com você? A mente ou o coração?

Hoje é dia do eclipse lunar. Entre 17h e 20h é um bom horário para estar conectado com sua alma, seu Eu Superior, em estado tranquilo e elevado, vibrando na paz e no amor, pois as energias do eclipse serão capazes de materializar rapidamente aquilo que enviarmos ao universo com nossa frequência.

Mas e aí?! Você pode cocriar uma vida nova, sim, mas quem está escolhendo? A mente, ou seja, o ego, que é condicionado a crenças, dogmas e idealizações da caixinha onde te colocaram desde que nasceu, onde te dizem o que é sucesso, felicidade, como deve ser e o que deve ter; ou a sua alma, consciência, Eu Superior, como prefira chamar, esse que te conecta ao Todo, já que você faz parte dele e é centelha divina. Você sabe dos seus propósitos evolutivos e da sua missão para essa existência, então coloca em prática as suas potencialidades trazidas especialmente para essa finalidade, que sempre incluirá a amorosidade, pois todos que estamos aqui nesta fase da transição planetária viemos com o propósito da partilha, da colaboração, de ser luz. Essa voz fala pelo coração, não pela mente.

Tenha calma, respira. Sinta no seu corpo e no seu coração o que te dá alegria e o que te aquece o peito ao pensar. Pense naquilo que você faria até de graça de tão prazeroso…

A 3D é a dimensão da dualidade, mas o mundo 5D é de amor, luz e colaboração.

Sim, todos precisamos de recursos aqui na matéria. Vamos cocriar dinheiro, porque a prosperidade é para todos, já que o universo é abundante, mas ela vem quando fazemos por nós e pelo Todo.

Como seria ter um dia reflexivo, observando o que sente, para, ao final do dia, no horário das energias do eclipse, poder visualizar e sentir como já acontecendo tudo aquilo que deseja criar para sua vida, mas estando presente, consciente do espaço do coração, não da mente.

Boas energias a todos. Lembrem-se de que a mente dá a forma, mas a emoção associada ao que você emite de vibração é que cria. Aproveite o superimã que será hoje e atraia aquilo que te faz feliz!

Qualquer coisa. Escolha. Não permita que a mente te limite.

Você é livre, a Força está com você, pois ela nada mais é do que a nossa Consciência, imortal e conectada à Fonte Criadora.

Namaste ?

Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: APRENDA A FALAR COM O CORAÇÃO E VIBRE NA FREQUÊNCIA DA 5ª DIMENSÃO

REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

A nossa REFLEXÃO desta sexta-feira é com a maravilhosa Camila Zen, que vai lhe contar uma história muito interessante. Você já ouviu dizer que o amor e a loucura andam juntos? Então ouça essa interessante história de como tudo começou!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

BOAS NOTÍCIAS: UMA NOTÍCIA QUE PODE TER SIDO A MELHOR DA VIDA DE ROBERT SCARBOUROUGH

Um ato de amor incondicional é o destaque deste sábado, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS. Carrie Kimball, de New Hampshire, EUA, surpreendeu o seu melhor amigo que precisava desesperadamente de um rim, após fazer todos os exames em segredo para saber se era compatível com o amigo, Robert Scarbourough. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa incrível boa ação!

Mulher surpreende amigo que precisava de um transplante de rim

Uma mulher surpreendeu o seu melhor amigo que precisava desesperadamente de um rim. Carrie Kimball, de New Hampshire, EUA, fez todos os exames em segredo para saber se era compatível com o amigo, Robert Scarbourough.

Após um ano, ela resolveu dizer a ele o resultado, no melhor estilo. Ela apareceu na casa de Robert com uma placa que dizia: “Eu sou sua doadora!”

Alyssa compartilhou um vídeo da surpresa no TikTok, com milhões de visualizações.

Assim que ele vê a placa, o rosto de Robert mostra toda a emoção e alegria. É impossível não chorar ao olhar para o rosto dele e ver a gratidão pela amiga.

Missão

Durante o processo de teste de compatibilidade, a filha de Carrie, Alyssa Lalmond conta que a mãe superou todas as dificuldades em meio as restrições da Covid-19, mas nunca desistiu.

“Não contamos a ninguém antes, caso não funcionasse”, disse Alyssa . “Não queríamos alimentar falsas esperanças.”

Por fim, Carrie recebeu a notícia de que era compatível com Robert e que a cirurgia de transplante estava pronta!

“Minha mãe realmente queria mostrar às pessoas que se você tem a chance de doar, você deve fazer isso”, disse Alyssa.

“Você está potencialmente salvando uma vida ou prolongando a vida de alguém.”

Veja a reação de Robert no vídeo surpresa de Carrie:

@alyssa_lalmondMY MOM KEPT A SPECIAL SECRET FOR OVER A YEAR. IM SO AMAZED WITH HOW THOUGHTFUL SHE IS. IM BEYOND PROUD TO BE HER DAUGHTER. #FORYOUPAGE #DONOR #FYP♬ Emotional Piano for the Soul (Inspirational Background Music) – Fearless Motivation Instrumentals

Com informações do Inspire More

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: UMA NOTÍCIA QUE PODE TER SIDO A MELHOR DA VIDA DE ROBERT SCARBOUROUGH

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: QUANDO DESCOBRIMOS O VERDADEIRO PROPÓSITO DA VIDA, ELA SE TORNA MAIS SUAVE

Eis o grande propósito da vida: Aprender a amar. E por isso que o texto a seguir fala de uma grande caminhada, numa longa estrada a procura do amor, onde se pode verificar que ele está em todas as coisas, menos dentro de si mesmo. Esse vazio que aos poucos é preenchido com as experiências vividas. Mas se tivermos, desde cedo, a verdadeira noção desse propósito maior a vida fica mais bonita e mais suave de ser vivida. Então convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Saiba o que sua flor de aniversário diz sobre sua personalidade | CASA.COM.BR

A busca do amor

Em plena juventude, como fruto verde que aguarda a primavera, esperei intensamente pelo amor.

Todas as manhãs, abria a janela de minha alma e esperava que o novo dia me trouxesse o amor.

E porque ele tardasse a chegar, fechei as portas e janelas, selei os portões e saí pelo mundo.

Andei por caminhos inúmeros e estradas solitárias. Por vezes, ouvia o cortejo do amor que passava ao longe. Corria e o que conseguia ver era somente corações em festa, risos de alegria. O amor passara e eu continuava só.

Algumas noites, chegando às cidades com suas mil luzes piscando vida, ousava olhar para dentro dos recintos. Via mães acalentando filhos, cantando doces canções de ninar, casais trocando juras, crianças dividindo brincadeiras entre risos.

Em todos estava o amor. Somente eu prosseguia solitário e triste.

Depois de muito vagar, tendo enfrentado dezenas de invernos, resolvi retornar.

De longe, pude sentir o perfume dos lírios. Quando me aproximei, pude ver o jardim saudando-me.

Você voltou! – Falaram as rosas, dobrando as hastes à minha passagem.

Seja bem-vindo! – Disseram as margaridas, agitando as corolas brancas.

É bom tê-lo de volta! – Saudaram os girassóis, mostrando suas coroas douradas.

Tanto tempo havia se passado e, de uma forma mágica, os jardins estavam impecáveis. As cores bem distribuídas formavam arabescos na paisagem.

Uma emoção me invadiu a alma. Abri as portas e janelas do meu ser. Debruçado à janela da velhice, fitando a ponte que me levará para além desta dimensão, o amor passa por minha porta.

Apressadamente, coloco flores de laranjeira na casa do meu coração. Atapeto o chão para que ele entre, iluminando a escuridão da minha soledade.

Tremo de ternura. Já não sofro desejo, nem aflição.

Os olhos felizes do amor fitam os meus olhos quase apagados,reacendendo neles a luz que volta a brilhar.

Há tanta beleza no amor que me emociono.

Superado o egoísmo, não lhe peço que entre e domine o meu coração rejuvenescido.

Em razão disso, agora que descubro de verdade o que é o amor, não o retenho. Deixo-o seguir porque amando, já não peço nada. Agora posso me doar aos que vêm atrás, em abandono e solidão.

Aprendi a amar.

* * *

Feliz é a criatura que descobriu que o melhor da vida é amar.

Feliz o que leu e entendeu o Cântico do pobre de Assis: É dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, é melhor amar que ser amado.

Por ser de essência Divina, o amor supre na criatura todas as suas necessidades e a torna feliz, mesmo em meio às dificuldades, lutas e tristezas.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. LVII, do livro Estesia, pelo Espírito Rabindranath Tagore, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: QUANDO DESCOBRIMOS O VERDADEIRO PROPÓSITO DA VIDA, ELA SE TORNA MAIS SUAVE

POESIA: SEJA DIFERENTE, POR BRÁULIO BESSA

Nesta sexta-feira, dia de POESIA, aqui no Blog do Saber, você vai assistir “Seja diferente”, uma nova visão do Poema O Amor Ideal de Bráulio Bessa! Esse artista incrível que agrada 10 de cada 10 amantes da poesia. Então não perca essa oportunidade de revê-lo declamando mais uma de suas obras primas!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: SEJA DIFERENTE, POR BRÁULIO BESSA

REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

O nosso texto de REFLEXÃO desta terça-feira fala de leveza, de soltar-se, de ascender-se, pois o a saída é para cima, rumo a liberdade, através da luz, pois somos filhos da luz e seremos guiados em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão para uma dimensão feita de paz, onde não há dor nem sofrimento. Portanto, leia o texto completo a seguir, faça sua reflexão e faça o seu juízo de valor.

Fique leve

 em 

 

“Quando o medo bater à sua porta, pois todos nós, humanos, temos sido por ele visitados neste momento planetário, eleve seus olhos ao céu.

Olhe para o Sol, para as estrelas, para o movimento das árvores. Sinta a brisa acariciando sua pele. Ouça o canto de um pássaro e lembre-se : – Tudo é energia. Você é luz. Seu corpo é luz.

Quando nos lembramos disso, somos convidados a confiar nessa luz. Você confia na luz? Mesmo quando tudo está escuro? Ouça, a luz que você é vai guiar você através da escuridão. Você não precisa conhecer o caminho, não precisa se antecipar ou tentar controlar as coisas para que isso aconteça.

O que você precisa é manter uma conexão com a luz. Recebemos, a cada instante, tudo o que necessitamos para o nosso bem, e para o bem maior. A voz do amor (outro nome da luz) sussurra com delicadeza em nossos ouvidos. Nos fornece instruções, direcionamento, acolhimento.

Podemos receber tudo o que necessitamos. Apenas precisamos estar atentos. Ouvir essa voz é a única proteção real neste momento. Seremos intuitivamente guiados. Para ouvir sua voz interior, sua intuição, você precisa confiar na luz, confiar no amor, nessa força inteligente que criou tudo o que existe, nessa força que tudo sabe, que tudo pode.

Feche os olhos. Respire. Dissolva o medo ao entregá-lo à essa força. Você é um filho da luz e será guiado em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão, nesta camada de espaço/tempo. Nos moveremos para uma dimensão feita de paz.

Para facilitar isso, fique leve. Torne sua vida leve. Solte os excessos, os apegos, as crenças, as bagagens que acumulou em sua vida. Solte e confie. Permita-se ser guiado pela sua luz. A saída é para cima.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

AUTOCONHECIMENTO: SAINDO DA BAIXA PARA A ALTA FREQUÊNCIA VOCÊ DÁ UM SALTO QUÂNTICO

Todo iniciado sabe que somos regidos pelas Leis Universais e que a terceira das sete leis universais nos diz que “Nada repousa; tudo se move, tudo vibra. A ciência confirmou que tudo no universo, incluindo você, é uma energia pura que vibra em diferentes frequências. A mensagem canalizada do Mestre Kathumi saindo do medo e entrando no amor nos ensina como nos protegermos dos vírus, das energias inferiores e negativas. Então leia o artigo completo a seguir  e domine esse conhecimento.

Mestre Kathumi – Saindo do medo e entrando no Amor

O medo é o maior bloqueio de todos. Isso impede que você alcance seu potencial e muda o equilíbrio de poder entre você e o que o está bloqueando. Quando você permite que o medo assuma o controle, você entrega seu poder. Fazer isso é o maior sacrifício, e pode mudar seu caminho de algo pretendido e correto, para um caminho de submissão e perda de oportunidade.

As crenças baseadas no medo só irão gerar mais medo, o que gerará as emoções de ódio e intolerância. Por sua vez, essas emoções produzirão atrocidades e injustiças. O medo é o maior bloqueador, mas também o maior manipulador. É amplamente utilizado como uma ferramenta por aqueles que desejam manter o mundo e sua população sob controle para obter ganhos financeiros. Muita propaganda é enviada a todos vocês para mantê-los com medo. O medo causa a ilusão de separação e a crença de que qualquer decisão que você toma afeta apenas você. Esta é uma falácia perigosa.

Quando você acredita em algo ou alguém, você confia em seu valor. Você os mantém de boa fé. A fé e a confiança permitem que você relaxe seu julgamento e discernimento, e talvez pare de fazer perguntas quando nem sempre é seguro não fazê-lo. Existem muitas ocorrências em todo o mundo, agora e no passado, cujas explicações foram, em grande parte, aceitas pelas massas. Muitas das ‘verdades’ são, na verdade, mentiras para cobrir planos mais sinistros. A propaganda é uma prática amplamente difundida para garantir que as pessoas sejam mantidas em suas zonas de conforto com uma lã mantida firmemente sobre os olhos. É hora de deixar de ser uma ovelha e começar a praticar o discernimento!

Não pratique a fé cega ou a confiança em assuntos de importância global, pois aqueles que parecem mais preocupados podem, na verdade, ser os autores e proteger seus próprios interesses. Nesta época do mundo, as teorias da conspiração abundam e o medo de ser contaminado é predominante, seja por doenças ou vacinação. Quando você ouve histórias, seja na mídia, nas redes sociais ou no boca a boca, você fica inserido na agenda deles e isso, meus amigos, é o maior perigo de todos eles.

Não permita que o medo o impeça de realizar o que se propôs a fazer ou de seguir sua própria verdade. Não permita que outros o manipulem por meio do medo. Quando você está em seu poder, você tem acesso ao seu Eu Superior, e isso o levará a um lugar de fé, confiança e aceitação de si mesmo. Também permitirá que você acesse a energia de tudo o que o protegerá das energias inferiores nos reinos físico e etérico.

Há muitas coisas simples que você pode fazer para elevar suas vibrações acima do drama ao seu redor, a fim de ficar menos temeroso e mais centrado no coração.

Mantenha-se com os pés no chão. Mantenha suas energias completamente aterradas na Mãe Terra e no presente, aterrando conscientemente sua energia pela manhã, quando você se levantar. Sinta sua energia se conectando à Mãe Terra e, em seguida, conecte-se à luz do Criador Você sentirá muito mais em seu corpo o dia todo. Alternativamente, caminhe descalço na grama molhada, na areia ou mesmo no tapete, ou mergulhe na água e tome consciência de si mesmo no espaço. Sempre que você se sentir amedrontado ou oprimido, pare, respire fundo e empurre sua energia para baixo por todos os chakras. Feche e proteja sua aura, preste atenção ao que está ao seu redor e diga uma afirmação proposital para ajudá-lo a voltar ao agora.

Cuide da sua saúde. Trate seu corpo como um templo, pois ele abriga seu espírito e sua alma. Mantenha-se hidratado, alimente-se de forma saudável e exercite o corpo. Além disso, certifique-se de dormir o suficiente e, tanto quanto possível, de controlar a quantidade de estresse em sua vida. Aprenda a meditar ou participar de atividades de relaxamento, conscientes e / ou criativas, como Chi Gong, Tai Chi, ioga, dança, canto, jardinagem, caminhada na floresta ou hobbies artísticos.

Aprenda a amar a si mesmo novamente. Não é possível ver tudo e todos com amor se você não consegue se ver assim! Você deve se esforçar para liberar as feridas do passado e perdoar a si mesmo pelos erros do passado. Não se olhe no espelho e veja sua aparência física. Em vez disso, olhe para o seu coração e veja a criança dentro de você. A maior parte do amor por si mesmo se dissipa do início ao fim da infância. Recupere o amor por si mesmo enviando amor e perdão a si mesmo quando criança. Alimente a criança interior e recupere o amor e o respeito por si mesmo que o Criador nunca perdeu.

O universo gira em torno do amor e apenas do amor. Encontre o amor para si mesmo e você será capaz de ver as coisas de uma perspectiva muito mais elevada, pois o amor é o maior desobstrutor e o maior protetor. Quando você vem de um lugar de amor, você se liberta; esta liberdade irá colocá-lo no caminho que você escolheu em comunhão com o Criador. Peça a mim ou a seus guias ajuda para seguir em frente com graça e realização.

EU SOU Mestre Kathumi

Victoria Cochrane — Fonte: https://eraoflight.com/
Annalisa Ernica e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SAINDO DA BAIXA PARA A ALTA FREQUÊNCIA VOCÊ DÁ UM SALTO QUÂNTICO

BOAS NOTÍCIAS: UMA INCRÍVEL HISTÓRIA DE TRANSPLANTES DUPLOS

Onde existe amor não existe preconceito, racismo nem desigualdades. Pelo contrário, o que existe são soluções. Veja o exemplo dessa linda história de amor e humanidade da nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta quarta-feira. Colegas de trabalho descobrem que a situação de seus maridos eram idênticas: ambos precisavam de um transplante de rim. E o que é mais incrível, elas  perceberam que o tipo sanguíneo delas possibilitava o transplante. O resto da história você vai conhecer lendo o artigo completo a seguir!

Colegas de trabalho doam rins: uma para o marido da outra

Amigas de trabalho há 10 anos, Tia Wimbush e Susan Ellis, descobriram em uma conversa aleatória que poderiam salvar as vidas dos maridos, que precisavam de transplantes de rim.

Os laços que elas tinham se estreitaram ainda mais após o procedimento. As duas comemoraram o sucesso das cirurgias e dizem que terão uma ligação eterna a partir de agora.

As colegas conversavam no banheiro sobre a condição de saúde dos maridos, quando perceberam que o tipo sanguíneo delas possibilitava o transplante.

Companheiras

Tia e Susan trabalham desde 2011 no departamento de TI da Children’s Healthcare de Atlanta, nos Estados Unidos. No entanto, elas só se aproximaram em 2019, quando os maridos foram diagnosticados com problemas renais.

Ocasionalmente, elas se encontravam para compartilhar os obstáculos dos tratamentos e dar conselhos sobre como ultrapassar as fases pré-cirúrgicas.

E foi em uma dessas conversas que elas mudaram totalmente o rumo das vidas das duas famílias. Enquanto lavavam as mãos e discutiam casualmente o processo de doação, Tia olhou para Ellis e perguntou o tipo de sangue do marido dela.

Lance, marido de Susan, é tipo O-, assim como Tia. Rodney, esposo de Tia, é AB, que pode receber transfusões de sangue tipo A, como o de Susan.

“O que passou na minha cabeça foi: ‘E se pudermos doar nossos rins uma para o marido da outra?’. Eu nunca poderia ter imaginado”, conta Tia.

Os quatro amigos passaram por exames que confirmaram a compatibilidade e, seis meses depois, em março desse ano, os transplantes foram realizados.

Nova família

Os dois casais contam que a experiência os uniu como uma família.

“É mais do que amizade. Todos nós corremos um risco fazendo a cirurgia, e agora estamos conectados para sempre, torcendo um para o outro durante o processo de recuperação e essa segunda chance de vida”, conta Tia.

“Estou mudada para sempre, com esperança na humanidade e espero que outras pessoas aprendam algo com essa história”, concluiu.

Lance e Susan após a cirurgia.- Foto: arquivo pessoal
Lance e Susan após a cirurgia.- Foto: arquivo pessoal
Tia e Rodney após a cirurgia.- Foto: arquivo pessoal
Tia e Rodney após a cirurgia.- Foto: arquivo pessoal

Com informações de CNN

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: UMA INCRÍVEL HISTÓRIA DE TRANSPLANTES DUPLOS

SAÚDE: SAIBA QUAIS OS CUIDADOS COM A SAÚDE QUE UM IDOSO COM PARCEIRO MUITO JOVEM DEVE TOMAR

Idoso com parceiro muito jovem? É bom tomar alguns cuidados com a saúde

Idoso com parceiro muito jovem? É bom tomar alguns cuidados com a saúde - 02/07/2021 - UOL VivaBem

Amor e atração não têm idade. Mas quando o assunto é o envolvimento de um idoso, seja homem ou mulher, com um parceiro 20, 30, 40 anos mais jovem, é preciso que ambos estejam cientes que, cedo ou tarde, sua saúde e disposição vão interferir na dinâmica da relação.

Claro que a sociedade e a tecnologia em prol da medicina avançaram muito e os tratamentos de reposição hormonal e medicações para impotência ajudam os idosos a não ficarem para trás.

Entretanto, ainda assim a demanda de um parceiro jovem é diferente da de um parceiro maduro”, aponta Paulo Camiz, geriatra e professor do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

Segundo ele, sobre sexualidade, os jovens são naturalmente muito mais ativos e podem transmitir ISTs (infecções sexualmente transmissíveis) que o idoso pode supor que pela idade não pega mais. Um grande equívoco.

Dados do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde sobre HIV/Aids, publicado em 2018, apontam que o número de pacientes com mais de 60 anos diagnosticados com HIV em 2007 era de 168. Em 2018, 627.

O último boletim, de 2020, reportou 38,5% de aumento no coeficiente de mortalidade por Aids em idosos de ambos os gêneros nos últimos dez anos. Para a maioria, o assunto sexo, o que inclui buscar informações e usar camisinha, ainda é tabu….

Alertas à saúde física e mental

Idosos são mais vulneráveis às ISTs —o impacto delas costuma ser maior no organismo deles do que em jovens—, por conta das mudanças biológicas inerentes ao envelhecimento e do aparecimento de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e alterações no colesterol.

O geriatra Camiz aponta que quando a diferença etária é muito alta, o mais velho também tende a se cobrar muito mais em termos estéticos e de desempenho físico e pode se prejudicar.

Se tomar remédio para o coração, a associação de nitrato, presente em muitas fórmulas, com o Viagra, por exemplo, pode causar queda brusca de pressão, AVC, infarto e até a morte…

Por isso, para tomar a pílula azul, é preciso se consultar com um médico. A indicação também vale para os idosos que desejam frequentar academia e se suplementar.

Alimentação, expectativas, rotina —o que inclui horários para acordar e dormir e ritmo para cumprir tarefas dento e fora da relação— devem ser alinhados considerando particularidades.

Para a saúde e o casal não serem prejudicados, ainda mais devido a uma eventual projeção paterna, ou de filhos dentro da relação”, explica Yuri Busin, doutor em neurociência do comportamento e diretor do CASME (Centro de Atenção à Saúde Mental  Equilíbrio).

Em se tratando do emocional..

Se com o acúmulo de anos, os idosos podem ter se “blindado” às decepções e desilusões amorosas, por outro lado, eventualmente se aparentam estar muito sensíveis, dependentes, em recuperação de cirurgia ou tratamento de alguma doença de risco, devem ser poupados de discussões, cobranças e situações que possam fazê-los se sentir infantilizados, retrógrados ou inferiorizados, como quando são alvos de comentários ou piadas na frente de outras pessoas.

Se a pessoa se tolheu ao longo da vida inteira com medo de julgamentos, ou para atender expectativas da família e da sociedade, agora envelhecida, mas lúcida, autônoma e com a liberdade de se expressar e ser do jeito que é, não deve ser cerceada”, afirma Natan Chehter, geriatra da SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia), acrescentando que para uma relação ser positiva, ambos devem querê-la e se sentirem seguros e felizes um com o outro.

Família deve acompanhar. 

Não é porque se tem mais de 60 anos que é preciso dar satisfações de sua vida íntima para os outros, ainda mais sendo alguém ativo e com as faculdades mentais preservadas..

Porém, filhos e amigos devem participar do que acontece com ele, principalmente para evitar que sofra algum tipo de abuso, coerção ou golpe e saber se tem descuidado da saúde. É esperado inclusive do idoso que namora uma interação maior e não o contrário.

Autora do estudo “Gênero e Velhice”, Edivana dos Santos, psicóloga pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública e mestre pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) aponta que, para o idoso, ter alguém representaria melhorias no aspecto social de sua vida.

Ele terá alguém para se relacionar e possivelmente junto com a companheira, outras pessoas se aproximarão, como amigas, familiares e vizinhos, ampliando seu círculo social de amizades”.

Quando isso não ocorre, então é importante um monitoramento, por vezes discreto, com telefonemas, ou até direto, com visitas surpresas, a depender da situação, para evitar que o idoso seja colocado em risco.

Quem está próximo precisa ficar atento a qualquer mudança de comportamento, alterações de humor, tristezas repentinas, perdas de sono, de apetite, apatia, gastos excessivos e uso de álcool e drogas. Podem sinalizar problemas no relacionamento. Por isso, procure ter uma conversa assertiva ou peça ajuda”, orienta Myriam Albers, psicóloga especializada pela Uniad (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) e da Clínica Maia (SP)…

Fonte: VivaBem uol

Continuar lendo SAÚDE: SAIBA QUAIS OS CUIDADOS COM A SAÚDE QUE UM IDOSO COM PARCEIRO MUITO JOVEM DEVE TOMAR

CRÔNICAS: SENTIMENTOS, POR ANA MADALENA

Uma história comovente e inspiradora, que pode acontecer com qualquer um, mas que nunca achamos que seja possível  conosco e por isso mesmo nem conseguimos imaginar. Mas a nossa cronista, Ana Madalena conseguiu e transcreveu de forma brilhante no texto a seguir que você terá a oportunidade de ler, refletir e se imaginar nessa situação, onde os SENTIMENTOS afloram como nunca. Então comece logo essa viagem!

Filha Que Visita A Mãe Superior No Hospital Foto de Stock - Imagem de amor, doente: 103154072

Sentimentos


Essa história começa em preto e branco. A  ausência de cores vibrantes no início da vida de Fernanda fez parte do seu crescimento. Não tinha sido fácil superar tanta coisa, mas no fundo ela sempre soube que algo de bom aconteceria. E quando tinha problemas, ela recorria ao exemplo dos bebês, que quando nascem enxergam apenas os contrastes, e somente por uma distância de até 30cm, mais ou menos a medida entre o colo da mãe e seus olhos. Essa, para ela, era a distância do afeto, do amor. Saberia aguardar e enxergar as coisas no tempo certo.

Há muito não se viam. Preferia dizer assim quando alguém perguntava por seus pais;  de nada adiantaria revelar a verdade, dizer que sua mãe abandonou a família para viver uma paixão. O bilhete de despedida deixado em cima da mesa da cozinha fora a única coisa que restou como lembrança. Nunca  esqueceu a cena de seu pai esmurrando a parede, gritando coisas que ela não entendia. Isso foi há exatos vinte e oito anos, numa noite fria de inverno, quando ela era uma menina de pouco mais de cinco anos de idade.

A infância foi difícil; seu pai, que começou a beber logo após aquele fatídico dia, pouco tempo depois faleceu, vítima de um atropelamento. O motorista atestou que foi ele quem atropelou seu carro e algumas testemunhas confirmaram essa versão. De toda forma isso pouco importava, seu pai não estaria mais ao seu lado. Por sorte, sua tia, irmã da sua mãe, assumiu sua criação e aos poucos ela voltou a ser uma criança feliz.

Estudou em bons colégios; era inteligente e muito disciplinada. Não foi surpresa quando  foi aprovada no primeiro vestibular para medicina. A universidade lhe abriu  possibilidades e logo no início do curso fez boas amizades; gostava de estar com pessoas intelectualmente estimulantes. Estava realizada em muitos aspectos, mas a falta de notícias da mãe era um assunto sempre pendente. Por muito tempo procurou por ela, não com o objetivo de fazer cobranças, apenas entendê-la, ou até ajudá-la, se fosse o caso. A lacuna deixada por ela já tinha sido preenchida por sua tia.

Como médica, optou por fazer pediatria. Gostava de crianças, principalmente de bebês; se emocionava cada vez que assistia um parto. Lembrava que nas brincadeiras de infância, pedia sempre para ser a mãe, sonho que foi adiado, desde que surgira uma excelente oportunidade de trabalho noutra cidade. Seu noivo, médico também, estava se organizando para transferir o consultório.

Há dias vinha num pique grande de trabalho. Estava saindo do plantão quando escutou alguém falando um nome familiar, porém raro. A não ser por sua mãe, não conhecia outra pessoa que tivesse aquele nome. Voltou seu olhar e viu um casal de meia idade, ela, numa cadeira de rodas, aparentemente alheia a tudo ao seu redor.

O quadro de Alzheimer estava numa fase avançada, informou seu colega, desconhecendo o parentesco. Ela procurou saber quais as providências que seriam tomadas e, sabedora disso, resolveu ir ao quarto da mãe. Ela dormia um sono tranquilo, assim como o senhor que a acompanhava. Procurou não fazer barulho, apenas se aproximar para olhar de perto aquele rosto, agora tão marcado pelo tempo e sofrimento. Não conseguiu evitar que a saudade transbordasse dos seus olhos. Enquanto enxugava as lágrimas, sua mãe de repente acordou; Fernanda percebeu que seus olhos se encontraram por alguns segundos, quando ela esboçou um discreto sorriso. Fernanda se aproximou do rosto da sua mãe  e, na distância do afeto, disse em silêncio os sentimentos que guardara todos esses anos.

Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: SENTIMENTOS, POR ANA MADALENA

BOAS NOTÍCIAS: MULHER DOA RIM PARA EX DO SEU MARIDO APENAS DOIS DIAS APÓS SEU CASAMENTO

Uma linda e inusitada história de amor é o destaque desta edição da coluna BOAS NOTÍCIAS. Essa história de amor é inusitada porque não entre um casal, seja hétero ou homo afetivo, mas entre duas “rivais”. Uma mulher apenas dois dias depois do seu casamento ela doou seu rim para a ex-esposa do seu marido. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer o conteúdo desta linda história.

2 dias após o casamento, noiva doa rim para a ex-esposa do noivo

Quando uma mulher se casa, ela geralmente recebe muitos presentes. Mas uma noiva de grande coração decidiu recentemente que era melhor dar do que receber. Na verdade, ela deu o maior presente de todos – o presente da vida.

Apenas dois dias depois de fazer seus votos, Debby Neal-Strickland, na Flórida, trocou seu vestido de noiva por um vestido de hospital para doar um rim desesperadamente necessário. O destinatário sortudo? Ex-esposa de seu novo marido.

Debby e Jim Strickland são um casal dedicado há uma década. Durante o namoro, Jim manteve um relacionamento cordial com sua ex, Mylaen Merthe, criando seus dois filhos amigavelmente, e embora Debby e Mylaen não fossem particularmente próximos, eles se davam bem.

E é provavelmente assim que o relacionamento teria permanecido até que o destino ditasse o contrário.

Mylaen, que há muito sofria de doença renal, piorou mais ou menos na mesma época em que soube que sua filha estava grávida de seu primeiro neto. Seus rins funcionavam com apenas 8% da capacidade normal. Sem um transplante, suas chances de sobrevivência diminuíam a cada dia.

A busca por um doador compatível começou. O irmão de Mylaen não era um candidato viável – mas milagrosamente, Debby era.

Para Debby, o pensamento de uma criança crescendo sem conhecer sua avó – de uma filha lidando com a dor quando deveria se concentrar nas alegrias da nova maternidade – não era algo que ela estava disposta a deixar acontecer se pudesse fazer algo para impedir isto.

Tendo perdido um irmão para fibrose cística enquanto esperava por um transplante de pulmão, ela sabia que o tempo era essencial. Com a luz verde na amostra de tecido e exames de sangue, Debby agendou de bom grado a cirurgia que salvou a vida da ex-esposa de seu marido apenas 48 horas após seu casamento.

“Foi o dia mais incrível da minha vida, até dois dias depois. Esse também foi o dia mais incrível da minha vida ”, disse Debby à Fox News .

Desde o procedimento bem-sucedido, Mylaen e Debby se uniram e agora se referem uma à outra como “irmãs renais”. Mylaen está vendo seu novo neto Jackson crescer na casa que ela atualmente divide com sua filha e genro, mesmo com a família de seis filhos adotivos e netos de Debby e Jim se expandindo para incluir Mylaen e sua ninhada em seu abraço amoroso.

E tudo graças a um “gesto do coração”.

“É disso que se trata o mundo. Família. Precisamos ficar juntos ”, disse Mylaen à FOX. “Ela salvou minha vida.”

Fonte: Good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MULHER DOA RIM PARA EX DO SEU MARIDO APENAS DOIS DIAS APÓS SEU CASAMENTO

BOAS NOTÍCIAS: TIO E SOBRINHO SALVOS PELO AMOR

Uma história super comovente e de superação é o destaque desta quarta-feira na coluna BOAS NOTÍCIAS. A história de um homem alcoólatra que conseguiu largar o vício para cuidar do sobrinho órfão de mãe e abandonado pelo pai que não o assumiu por ser deficiente física e mental. Essa história daria um filme de sucesso na telona. Leia o artigo completo a seguir, assista ao vídeo, se emocione e conheça essa linda história de amor que salvou a vida dos dois! Se você se sensibilizar, assim como eu, ajude essa dupla guerreira!

Tio larga vício para cuidar do sobrinho órfão com deficiência: eles se salvaram

O poder do amor é transformador. Seu Edvaldo e o Thalysson são mais do que tio e sobrinho órfão. Viraram pai e filho. E depois disso, um salvou a vida do outro.

Quando Thalysson nasceu, há 22 anos, a mãe dele morreu no parto e o pai não quis assumir o bebê que tinha deficiência.

Seu Edvaldo dos Santos na época era alcoólatra, mas se comprometeu a cuidar da criança. Ele nem imaginou que começava ali uma ligação tão forte que mudaria a vida dos dois para sempre.

O tio conseguiu largar o vício e abriu mão de tudo, até do emprego, para cuidar do menino e cumprir essa linda missão de amor.

“Deixe de trabalhar para cuidar dele. Eu trabalhava numa empresa de sorvetes em São Luiz [Maranhão]. A minha vida agora parou, só [vivo] em função dele”, contou Edvaldo.

Desenganado pelos médicos

Seu Edvaldo lembra que o menino foi desenganado pelos médicos quando nasceu.

“O médico disse que ele não tinha muito tempo de vida, não”.

Mas o coração de pai já brotava no peito do seu Edivaldo. Ele não quis acreditar no prognóstico, tirou o sobrinho do hospital e começou a cuidar dele em casa.

Hoje, Thalysson está para fazer 22 anos e o amor que um tem pelo outro você pode ver no vídeo abaixo.

Eles são de São Luiz e agradecem se você puder mandar alguma ajuda.

Pegue o lencinho e assista ao vídeo:

Conta do seu Edvaldo para quem puder ajudar - Foto: reprodução / Instagram
Conta do seu Edvaldo para quem puder ajudar – Foto: reprodução / Instagram

Com informações do ImperatrizPlay e AmorIncondicionalMa 

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: TIO E SOBRINHO SALVOS PELO AMOR

AUTOCONHECIMENTO: VIVER O HOJE E O AGORA É O ÚNICO CAMINHO PARA ELEVAR A CONSCIÊNCIA

O texto desta segunda-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é bastante reflexivo, pois nos alerta para o que estamos fazendo da nossa vida no presente momento. É um convite a viver e usufruir do hoje e do agora para que possamos elevar a consciência e o amor, único baluarte para se alcançar a vida plena. Portanto, convido você a ler com atenção o curto, porém sábio texto a seguir!

O que fazer para elevar a consciência e o amor?

Mulher branca e loira segurando mão de homem branco.
Junior Skumbag / Unsplash

Tem uma frase do David R. Hawkins que diz assim:

“Faça da sua vida um presente e eleve toda a humanidade sendo gentil, atencioso, misericordioso e compassivo em todos os momentos, em todos os lugares e em todas as condições, com todos, incluindo a si mesmo. Esse é o maior presente que alguém pode dar.”

Nós sabemos que o único momento que existe é o agora.

Estar no momento presente nos ajuda a enxergar as oportunidades que a vida nos dá, os sorrisos sinceros, o amor das pessoas, e principalmente nos fazer perceber como estamos nos sentindo por dentro.

Quando deixamos que nossa mente vague por aí acabamos não ouvindo nosso coração, nossas necessidades e é por isso que surgem tantas dúvidas, medo e decepções. Nossa mente é como um barco a velas. As velas do barco são as atenções que nos direcionamos para que as mesmas conduzam nosso barco, isto é, nossa mente.

Você já se perguntou para onde tem direcionado suas velas? Qual atenção você tem dado e nutrido para que a sua mente viaje?

Aprenda a ser um senhor dos seus sentidos. Nutra os bons pensamentos e sentimentos. Aprenda a focar no momento presente, percebendo como é pleno. Aliás, ele é tudo o que nós temos.

Que possamos focar no agora. Só ele importa, só você importa, deixe o depois para depois, e o que passou não volta mais. Que você possa cada vez mais se permitir soltar as amarras do passado ou a incerteza do futuro para começar a viver o hoje.

Aproveite esse presente que Deus nos dá a todo instante sendo bondosos, carinhosos e tendo muita empatia!

Eleve sua consciência, eleve o seu amor!

Um beijão no seu coração!

Escrito por Carla Marçal

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VIVER O HOJE E O AGORA É O ÚNICO CAMINHO PARA ELEVAR A CONSCIÊNCIA

BOAS NOTÍCIAS: LELÊ E GIL COMEMORAM 20 ANOS DE NAMORO DANÇANDO

Que história mais linda e emocionante! Nem li ainda, mas já fico emocionado só de saber que um casal de Down conseguiu essa façanha maravilhosa. Então minha gente, esse é mais um exemplo e/ou experiência humana que só prova que estamos aqui para evoluir e crescer enquanto Consciências! Show de Bola! Portanto, neste domingo, não podia haver uma notícia mais maravilhosa do que essa, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS.

Casal com Down completa 20 anos de namoro e faz sucesso dançando [vídeo]

Um simples vídeo de 20 segundos, cheio de puro amor entre um casal com Down – quase quarentão – está emocionando seguidores nas redes sociais. Eles namoram há 20 anos e esbanjam ritmo e simpatia. (assista abaixo)

Ela se chama Alessandra – Lelê – e tem 38 anos. Ele é o Gilberto – ou Gil – e acaba de completar 36 anos. Os dois são de Brasília.

A dança animada do casal foi esta semana, quando Gil fez aniversário e a cena foi gravada pela irmã de Lelê, Mara Monteiro. Mara revelou ao Só Notícia Boa que os dois têm até aliança de compromisso!

“Se conheceram na escola. Estudam e fazem aula de dança juntos. Ah, e usam aliança de compromisso. Rsrs”.

Em poucas horas o vídeo teve quase 30 mil curtidas e 500 comentários elogiando o casal apaixonado.

Cavalheiro

A Lelê nós já mostramos no Só Notícia Boa em 2016, fazendo o cachorro da família dormir com carinho…

Já o Gilberto, é preciso falar um pouco mais. É um verdadeiro gentleman, um cavalheiro daqueles que a gente fica encantado só de olhar.

Ele faz todas as honras para a Lelê, inclusive na hora da dança.

Tem um carinho por ela, que deixa qualquer um apaixonado pelas atitudes do rapaz.

Fora o jeito meigo como ele olha para a Lelê. Ah, e faz todos os gostos dela.

Até quando ela fica irritada – coisas de casal – o Gil tem uma saída sempre carinhosa para convencer a amada para ficar feliz novamente e voltar para os braços dele.

A gente tem tanto o que aprender com esses downlicias!

Assista ao vídeo dos lindos, que está encantando seguidores do Só Notícia Boa no Instagram:

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: LELÊ E GIL COMEMORAM 20 ANOS DE NAMORO DANÇANDO

BOAS NOTÍCIAS: CONHEÇA PEYO, O CAVALO TERAPEUTO QUE LEVA CONFORTO PARA PACIENTES TERMINAIS

texto

Cavalo terapeuta procura pacientes terminais e leva conforto [vídeo]

A incrível sensibilidade dos cavalos é algo para ser estudado. E o Peyo é prova disso. Ele é um cavalo terapeuta que atua em um hospital da França e escolhe sozinho o quarto que vai entrar e qual paciente ele vai ajudar naquele dia.

E mais: a equipe médica que o acompanha garante que ele sempre vai até o paciente que mais precisa.  Peyo entra acompanhado do tutor Hassen Bouchakour e vai justamente até as pessoas que estão mais debilitadas. (vídeo abaixo)

Essa “terapia animal” tem impacto positivo nos doentes: ajuda a reduzir a ansiedade, a pressão arterial e a melhorar a frequência cardíaca de pacientes terminais.

Ele entra no hospital uniformizado e esterilizado: “Antes de criar um encontro e para ter a certeza de que ele está certo, pedimos a Peyo para dirigir-se 3 vezes para o quarto onde ele quer ir e depois levantar a perna anterior para mostrar a porta certa”, explica no Facebook a página Les Sabots Du Coeur –  Os Cascos do Coração, em tradução livre.

Prêmio

Uma das imagens do atendimento do Peyo foi feita no final de 2020 pelo fotógrafo Jeremy Lempin. Chamada Doctor Peyo and Mister Hassen, a foto foi indicada para a edição 2021 do World Press Photo na categoria Contemporary Affairs. (foto abaixo)

Na imagem ele se aproxima da cama de Marion, uma jovem de 24 anos com metástase, acompanhada do filho Ethan, de sete anos.

A foto foi tirada na unidade de cuidados paliativos do Centro Hospitalar de Calais.

A história do Peyo

O cavalo Peyo faz sucesso desde 2018, quando começou a ajudar na terapia de doentes numa ala pediátrica de um hospital na França. Ele pertence ao artista e cavaleiro Hassen Bouchakour.

Em 2011, após anos de competições e shows equestres, Hassen e o Peyo entraram no mundo da medicina.

E depois de vários resultados positivos com pacientes, em 2016, cientistas, médicos e veterinários decidiram criar o projeto Les Sabots du Coeur.

É um trabalho lindo que leva serenidade, amor e gentileza a pessoas que estão partindo desta vida.

Peyo “atende” pelo menos 20 pacientes por mês.

Peyo, escolhendo o quarto que quer entrar - Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo, escolhendo o quarto que quer entrar – Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo na foto premiada - Foto: Jérémy Lempin
Peyo na foto premiada – Foto: Jérémy Lempin
Peyo, o cavalo "terapeuta" com um paciente - Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo, o cavalo “terapeuta” com um paciente – Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo, o cavalo "terapeuta" com um paciente - Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo, o cavalo “terapeuta” com um paciente – Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo em "atendimento"- Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo em “atendimento”- Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo em "atendimento"- Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo em “atendimento”- Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo sendo preparado para atendimento - Foto: Jeremy Lempin/Divergence
Peyo sendo preparado para atendimento – Foto: Jeremy Lempin/Divergence

Assista:

Com informações do The Guardian

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: CONHEÇA PEYO, O CAVALO TERAPEUTO QUE LEVA CONFORTO PARA PACIENTES TERMINAIS

CRÔNICAS: TINHA TUDO PRA DAR ERRADO…POR ANA MADALENA

Quarta-feira é dia de CRÔNICAS com a nossa querida Ana Madalena que não para de surpreender com seus contos super imaginativos, alegres, divertidos e bem humorados. A história de hoje aborda uma linda história de amor que atravessou várias décadas e gerações e promete ser infinito enquanto dure. Portanto, convido você a ler mais essa crônica maravilhosa e emocionante!

Casamento casado feliz casal de mãos dadas, noiva e noivo, alianças | Foto Premium

Tinha tudo para dar errado…

O ano era 1961. Logo cedo, os noivos decolaram num teco-teco, do campo de aviação de Capim Macio, em Natal, rumo a Santana do Matos, cidade da noiva e onde seria o casamento, marcado para as dez horas daquela manhã. O piloto, amigo do casal, também era fotógrafo e, além de levá-los, faria as fotos da cerimônia. Diferentemente do que diziam, que noivos não podem se ver antes do casamento pois dá azar, os dois viajaram lado a lado, indiferentes aos ditados populares.  Ela, compenetrada, carregando no colo o bolo de casamento. Ele, nervoso, contando os minutos para estar em terra firme.
A chegada foi no horário previsto. Antes de irem para a igreja, deram uma passadinha na casa dos pais da noiva para se recompor e vestirem  seus trajes para a cerimonia. A viagem, embora curta, foi desconfortável para o noivo, que enjoou todo o percurso, coitado…  Ainda bem que naquele dia não choveu, muito pelo contrário. O céu estava limpo, sem nuvens; não houve turbulência, a não ser umas rajadas de vento que balançaram a aeronave. Por sorte, o piloto era experiente e fez um excelente voo. O bolo e a noiva chegaram intactos, já o noivo estava bastante pálido e, quando saiu do avião, beijou o solo, gesto copiado pelo Papa João Paulo II anos depois.
Minutos antes de seguirem para a igreja, um rapaz veio avisar que o padre chegaria atrasado. Todos falaram ao mesmo tempo:
– Quanto tempo?
O jeep, que o padre estava dirigindo para celebrar uma missa  no município vizinho tinha quebrado e ele voltaria de jegue, o que levaria o dobro de tempo. O pai da noiva saiu numa carreira só; precisava  avisar os convidados, que já estavam na igreja. Alguns voltaram para seus afazeres e outros, mais fervorosos, resolveram permanecer e rezar para que tudo desse certo.
Ao meio dia o sol estava a pino. A mãe da noiva se abanava, tentando em vão afastar o calor. A paisagem, árida, mostrava que aquele era mais um ano de seca; o açude da cidade estava praticamente vazio. Enquanto resmungavam sobre o tempo, imaginavam a situação do padre, conhecido por seu mau-humor e nervosismo. O noivo, que desde criança  tinha problemas de hipoglicemia, começou a dar sinais de que iria desmaiar. O corre-corre para acudi-lo foi grande. A noiva, aperreada, foi esquentar um pouco de leite, enquanto checava se a cobertura do bolo estava derretendo. Estava; o bolo praticamente desmoronou.
Finalmente anunciaram que o padre já estava na Igreja. Os noivos, ansiosos, deram os últimos retoques no visual e seguiram para finalmente selar a união. À entrada da igreja, o piloto, muito nervoso, pediu desculpas ao casal;  informou que esquecera de trazer a máquina fotográfica. A noiva ameaçou chorar! O pai, desolado, perguntou aos convidados se alguém tinha “aquele artefato”, já sabendo de antemão a resposta. O jeito foi acalmar sua filha e levá-la ao altar. O padre, faminto, fez o casamento numa ligeireza nunca vista  naquelas paragens.
O tempo passou e aquele longínquo 28 de maio pôde ser renovado mais duas vezes. A familia, composta por três filhos, logo deu netos. A  primeira netinha, que nasceu  próximo a data do casamento, teve sua primeira festinha de aniversário  junto com a comemoração das Bodas de Prata dos avós. Eles, empolgados e finalmente posando para as fotos, desejaram que pudessem viver juntos mais vinte e cinco anos. As Bodas de Ouro foram celebradas com tudo que tinham direito.
A vida desse casal, os meus pais, foi motivo de escrevermos dois livros de família com o objetivo de deixar um pouco de nós para gerações futuras. As conversas, que ouvi durante todos esses anos de convivência, estão guardadas como um tesouro naquelas páginas. Estamos partindo para o terceiro livro, com mais novidades, até porque a familia cresceu. Agora,  já  bisavós, completarão Bodas de Diamante essa semana, saudáveis e felizes. Eles nunca imaginaram chegar tão longe…
Parecia que tinha tudo para dar errado, mas graças a Deus deu tudo certo!
Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: TINHA TUDO PRA DAR ERRADO…POR ANA MADALENA

POESIA: AMOR E RESPEITO, POR BRÁULIO BESSA

Terça-feira é dia de poesia aqui na coluna POESIA do Blog do Saber e POESIA de qualidade é com o inigualável Bráulio Bessa o Show Man. Hoje ele declama um poema maravilhoso e inspirador, de sua autoria: “Amor e Respeito”. Vamos assistir, ouvir, apreciar e admirar!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: AMOR E RESPEITO, POR BRÁULIO BESSA

AUTOCONHECIMENTO: DESAPEGO, PERDÃO, CONFIANÇA E AMOR, VALORES IMPRESCINDÍVEIS PARA A NOSSA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL

Sem dúvida alguma o caminho para o AUTOCONHECIMENTO passa necessariamente pelo desapego e pelo perdão. Perdoar é um ato de confiança e de amor. Ai chegamos no que realmente viemos fazer aqui. Viemos aprender a amar. Quando conseguimos reunir as virtudes: desapego, perdão, confiança e amor, estamos prontos para mudar de nível consciencial e dar um salto quântico da nossa caminhada evolutiva. Esse é o tema que o texto a seguir aborda com muita maestria. Então leia! 

O poder do perdão para uma vida mais feliz

Uma pessoa segurando a mão de outra
Pixabay / Pexels

“Quem nunca errou, que atire a primeira pedra”. Essa passagem bíblica, que se tornou bastante popular, certamente já foi utilizada por você em algum momento da sua vida. É o que dizemos quando uma pessoa que errou está sendo julgada como se fosse a única a se equivocar.

Isso porque é difícil aceitar que todos nós erramos e falhamos, em alguma medida. Independentemente de quais sejam as nossas intenções, podemos magoar alguém, fazer uma previsão incorreta, expressar os nossos sentimentos sem pensar duas vezes. Atitudes assim podem acontecer com qualquer pessoa.

No entanto, nem sempre somos capazes de reconhecer a nossa humanidade. É por isso que existe o perdão. Com esse ato, demonstramos que todas as pessoas erram e que elas não devem ser punidas eternamente por causa disso. Perdoar alguém não é sinônimo de esquecer o mal que alguém nos fez, é libertar essa pessoa (e nós mesmos) do peso da culpa.

Ou seja, perdoar é um ato de confiança e de amor. Confiança porque mostramos à outra pessoa que acreditamos que ela não tornará a fazer o que fez; e de amor, porque lhe damos a oportunidade de viver em paz. Inclusive o perdão pode ser concedido de uma pessoa para ela mesma, permitindo que ela siga em frente depois de se equivocar.

Por que o perdão é importante?

Algumas pessoas se orgulham de nunca perdoar as outras. Elas imaginam que assim irão construir apenas laços muito verdadeiros e duradouros com quem está acima de qualquer possibilidade de erro. Uma atitude inadequada, uma palavra mal interpretada, e isso já é suficiente para romper relações. Restarão apenas os melhores.

No entanto, será que esse é o melhor jeito de viver? Para responder a essa questão, pense na sua infância. Provavelmente, naquela época, você fez muita coisa errada, desde rabiscar uma parede até dizer que odiava alguém da sua família. É evidente que você só fez tudo isso porque ainda estava aprendendo como a vida funciona, mas os seus familiares te perdoaram, não é?

Quando nos tornamos adultos, imaginamos que já aprendemos tudo sobre a vida e que errar não é mais possível. Porém nós estamos sempre nos transformando, e precisamos da oportunidade de consertar as nossas atitudes que provocaram algum mal-estar. Imagine como teria sido a sua vida se a sua família não tivesse te perdoado pelos erros que você cometeu quando era criança!

Então, em primeiro lugar, o perdão é importante porque nos mostra que todos estão em constante evolução e que cometer falhas faz parte desse processo. É justamente a partir dele que nos tornaremos versões melhores de quem somos, tanto ao nos perdoarmos quanto ao perdoarmos os outros.

Mulher com os braços para cima e sorrindo se sentindo livre

Daniel Reche / Pexels

Pensando em outra situação, lembre-se de algo muito doloroso que outra pessoa já te fez e de um erro que você cometeu e que parecia não ter conserto. Quais são os seus sentimentos sobre isso? Há alguma emoção positiva sobre esse fato, ou apenas rancor, raiva e tristeza? É mais provável que as suas sensações sejam mais parecidas com a segunda hipótese.

Entretanto toda essa negatividade é produtiva para você? Ela te ensina algo sobre a vida, te ajuda a ser uma pessoa melhor? Não! O perdão é importante, nesse caso, porque ele nos ajuda a enxergar uma situação a partir de outra perspectiva. Nós não iremos esquecer o que aconteceu, mas olharemos para isso de um jeito diferente, sem sentimentos negativos.

Logo o perdão é uma ferramenta fundamental para a nossa evolução. É a partir dele que compreendemos que todos erram, que oferecemos novas chances e que nos tornamos capazes de avaliar situações que nos trouxeram alguma dificuldade. É uma verdadeira libertação, para quem perdoa e para quem é perdoado.

Razões para perdoar

Se você ainda não se convenceu de que o perdão é transformador e pode melhorar a sua vida, separamos algumas razões para fazer isso. É importante que você saiba que não tem a obrigação de perdoar a todos, porém é necessário considerar essa hipótese em todos os casos.

1) Estimular a sinceridade

Quando uma pessoa comete um erro e sente que não seria perdoada por causa dele, é provável que ela omita o que fez ou minta sobre isso. Tal comportamento pode tornar uma relação fragilizada, ainda que a aparência dê a entender que está tudo bem. Qualquer relacionamento precisa de transparência!

2) Construir diálogos importantes

Em vez de represarmos dentro de nós as questões que nos incomodam sobre outras pessoas ou sobre nós mesmos, temos a oportunidade de construir diálogos importantes. Por meio de conversas objetivas e verdadeiras, é possível entender os motivos por trás de determinada ação, o que favorece a concessão do perdão e o desenvolvimento de interações futuras.

3) Facilitar o convívio com outras pessoas

As pessoas não são perfeitas, e saber disso é essencial para a boa convivência. Todos nós vamos errar em algum momento e precisaremos do perdão de outra pessoa para manter o nosso bem-estar e o bem-estar dela. Havendo uma mudança de atitude depois desse tipo de desculpa, o convívio com outras pessoas se tornará bem mais leve.

Pessoas reunidas comendo pizza

Ron Lach / Pexels

4) Focar o presente e o futuro

O passado pode nos auxiliar a compreender o presente e o futuro, mas não deve guiar os nossos sentimentos e pensamentos o tempo todo. Com o perdão, reconhecemos que um determinado erro (de outras pessoas ou de nós mesmos) pode ficar no passado, sem trazer outras consequências mais graves ao longo do tempo. Do contrário, essa falha vai se transformar em rancor e insegurança, durando meses, e até anos, sem necessidade.

5) Exercitar a empatia

empatia é o que nos permite compreender as atitudes que outra pessoa tomou em determinado momento. Talvez nós acreditemos que faríamos algo diferente do que ela fez, porém iremos reconhecer que naquele momento ela fez o que achou certo. Ainda que os resultados não tenham sido os melhores, é possível perdoá-la por isso.

Como praticar o perdão

Depois de entender as mudanças positivas que o perdão pode trazer para a sua vida, amplie suas habilidades descobrindo como praticar o perdão. Seja alguém melhor!

1) Reconheça o problema

Em primeiro lugar, o processo de conceder o perdão – seja para alguém, seja para você mesmo – deve partir do reconhecimento do problema. Qual foi a atitude que causou um problema? Qual é a magnitude desse desconforto? É possível resolvê-lo? Faça uma análise criteriosa seguindo essas perguntas.

2) Enxergue além do erro

Para perdoar alguém, é preciso reconhecer que as pessoas não podem ser resumidas a uma atitude. Elas são formadas a partir de erros e de acertos, e estão em constante transformação. Então não reduza um ser humano a um equívoco que ele cometeu, porque a complexidade dele não pode ser resumida a isso.

Homem e mulher de mãos dadas

Free-Photos / Pixabay

3) Trabalhe a sua confiança

Confiar em uma pessoa que errou conosco pode ser um desafio. Confiar no nosso potencial depois de nos prejudicar ou de prejudicar alguém, também. No entanto, precisamos trabalhar a nossa capacidade de confiar nos outros e em nós mesmos apesar das falhas que podem acontecer. Afinal, precisamos acreditar em nós para ampliar nossos potenciais.

4) Certifique-se de ouvir o outro

O exercício de ouvir a outra pessoa é fundamental para o processo de perdoar alguém. Somente com esse gesto será possível compreender o que levou esse indivíduo a agir de um jeito, e não de outro. Dessa maneira, reconheceremos que a forma de agir em uma situação tem uma explicação, com a qual podemos nos relacionar empaticamente.

5) Supere essa questão

Deixar o passado no passado é o que pode nos trazer uma sensação de liberdade indescritível. Nós não podemos nos apegar aos erros que já cometemos, ou que cometeram conosco, principalmente quando eles são indiferentes para o presente e para o futuro. Então supere de uma vez essa questão que está te perturbando, por meio do perdão!

Avaliando o conteúdo que foi apresentado, é possível compreender que o perdão é uma maneira de viver a vida com mais leveza, com amor e com empatia. Não precisamos perdoar todo mundo, mas precisamos nos abrir para isso. Inclusive devemos nos perdoar por aquilo que não tem qualquer influência na totalidade de quem somos. Abrace a possibilidade de falhar, perdoe, transforme e siga em frente!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESAPEGO, PERDÃO, CONFIANÇA E AMOR, VALORES IMPRESCINDÍVEIS PARA A NOSSA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL

CRÔNICAS: SE ESCREVE MÃE…POR ANA MADALENA

Na coluna CRÔNICAS desta quarta-feira a nossa colaboradora Ana Madalena faz uma bela e singela homenagem, não apenas as mães biológicas, mas também as madrastas e as mães adotivas e coloca todas no mesmo patamar, pois exceções a parte o que impera nos relacionamentos mãe e filho, madrasta e enteado, mãe adotiva e filho adotivo, na verdade é o amor. E o amor não tem marca registrada, não tem DNA, nem sinal de nascença. O amor incondicional é universal e é justamente o que viemos aprender nessa trajetória evolutiva. Então fique com a leitura de mais uma crônica maravilhosa da nossa escritora favorita!

“Amor igual ao teu, eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual, eu nunca mais verei
Amor que não se pede, amor que não se mede,
Que nao se repete”.
                 Onde você mora, Nando Reis 

Se escreve mãe…


Li certa vez que a literatura poderia ser um ramo da biologia e que as palavras deveriam ser tratadas como seres vivos pois, de uma hora para outra, podem decolar do papel e sair por aí, sem destino. Eu concordo e por isso tenho muito cuidado; certas palavras reverberam tão alto que a gente nunca sabe como pode ser recebida, e, por conseguinte, afetar os outros.

Domingo foi comemorado o dia das mães. A palavra “mãe” por si só já vem com dose extra de carga emocional. Mãe se traduz com praticamente todas as categorias gramaticais; é realmente um fenômeno. Inversamente proporcional é a sua prima injustiçada, a madrasta. A mulher que exerce esse papel geralmente é vista com lente de aumento. Ela é uma malabarista, vive eternamente equilibrando pratinhos: não gerou a criança mas ainda assim tem certas responsabilidades. Ela já entra em desvantagem, em família construída, com  hábitos arraigados. Raramente a madrasta sai do papel de coadjuvante; há sempre um dedo a lhe apontar lembrando que ela não é “a mãe”.

Existem inúmeras histórias bem sucedidas de convivência entre enteados e madrastas mas houve um tempo que “madrasta” era quase um palavrão, talvez amparado pela madrasta má da Cinderela. Essa sim, tinha muito do que se queixar. Ali, não sei quem era pior, a madrasta ou as meia irmãs invejosas. Por falar em meia(o) irmã(o), a impressão que tenho quando alguém enfatiza isso, é porque não quer a pessoa por inteiro. Quando existe afeto, ninguém fraciona parentesco, nem sentimento.

Eu não sabia que existia o dia da madrasta,  primeiro domingo de setembro. Confesso que só me interessei pelo assunto por um post que minha cunhada enviou parabenizando-me pelo dia das mães. Ela é uma excelente madrasta para meus sobrinhos. Aliás, eu nem a chamo de boadrasta; na minha cabeça o prefixo é o que realmente significa, maternal, mater, madre. Ela está sempre de braços e coração acolhedores e, diferentemente da insegurança de algumas mulheres, nunca quis tomar o lugar da mãe. Ainda bem que o amor não tem quantidade estabelecida, sempre transborda. E não importa de onde venha, porque a maternidade não é sobre gerar, mas sobre sentir. Feliz do filho que sente esse amor.

E sobre sentir, que o digam as mães que adotam crianças. Sem a explosão hormonal, elas recebem nos braços uma criança que, na maioria das vezes, lhes chega de repente.  Como reconhecer naquela criança uma parte de você? Por sorte, essas mulheres geralmente decidem ser mães quando já se esgotou a possibilidade de gerar um filho. Aí,  acontece um milagre: todo aquele amor acumulado nas várias tentativas da maternidade, recai na criança. A maternidade adotiva também produz um hormônio, a ocitocina, que “nasce” por meio de afetos positivos. Apesar da não existência da parte biológica, gestação e amamentação, o cérebro da mãe adotiva com o passar do tempo se comporta semelhante ao da mãe que deu à luz. Só para constar, não diferencio filho, nem mãe adotiva. São filhos e mães. E ponto.

O dia das mães é uma data bastante comercial e que movimenta, além da economia, o coração. Confesso que me emociono sempre com as mensagens publicitárias e seus textos belíssimos. Infelizmente, essa data não foi celebrada em muitas famílias; a pandemia tirou a vida de mães e filhos no mundo todo. Ainda bem que a maternidade se traduz também em colo e, tomara Deus, alguém, da rede de proteção dessas famílias, cuidará de preencher um pouco esse vazio.

Espero que no próximo ano possamos celebrar esse dia juntos, sem distanciamento, nem máscaras. O mundo está carente de tudo, principalmente de afeto. E por falar em afeto, vamos lembrar que se escreve “mãe”, mas significa “amor”.

Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: SE ESCREVE MÃE…POR ANA MADALENA

CRÔNICAS: DIA DESSES…POR ANA MADALENA

Quarta-feira é dia da coluna CRÔNICAS aqui no Blog do Saber e sempre com a maravilhosa participação da nossa colaboradora Ana Madalena, com os seus contos muito criativos. Hoje o destaque vai para um romance inacabado, que num encontro casual trouxe lembranças do passado para ambos, um momento de nostalgia e um tanto de melancolia. Um dentre tantas histórias de relacionamento com começo, meio e fim tão semelhantes, mas com certeza únicas!

Como encontrar o amor depois da separação

“As vezes no silêncio da noite, eu fico imaginando nós dois…
Eu fico aqui sonhando acordada,
juntando o antes, o agora e o depois.. .”
           Sozinho, Peninha

Dia desses…


Alguns pontos finais não são simples opções,  e ela sabia disso como ninguém. Foi preciso coragem para abrir mão de uma história, sem saber, previamente, se era o rumo certo a tomar. A sensação que tinha era de completo abandono, mesmo tendo sido ela a responsável pelo seu destino. Desde a separação carregava trovões dentro do seu peito. Nunca mais conseguiu dormir bem.

Há muito não se viam. Foi quase um susto quando seus olhares se cruzaram naquela escada rolante do shopping. Estavam em sentidos opostos, como sempre. Um esperou que o outro falasse algo. Ela sabia que se não tomasse a iniciativa…. Criou coragem e disse que estava feliz em vê-lo. Sugeriu que se encontrassem no piso inferior, para onde ele parecia estar seguindo. Balançando a cabeça, ele concordou. Ela acelerou o passo, sem saber se ele realmente estaria esperando. Estava.

 Deram um longo abraço. Em princípio conversaram amenidades, como velhos amigos. Depois, como não poderia deixar de ser, vieram as perguntas dificeis. Ele perguntou se a mudança de país e o doutorado tinham sido boas escolhas e se ela estava realizada. Sim, respondeu sorrindo, embora seu olhar fosse triste. Seu pensamento era um só: como pude deixar meu grande amor? Ela comentou sobre o casamento dele e dos filhos lindos. Vira a foto no Instagram. Ele disse que os filhos eram seu maior tesouro.

Quis voltar no tempo, para um dia qualquer, desde que fosse com ele. Acordariam juntos, pegariam uma praia, talvez até fizessem uma caminhada, depois comeriam um peixe ao molho de manga, seu prato preferido. No fim da tarde poderiam assistir um filme, com um balde de pipocas, que eles devorariam nos primeiros minutos. Se fosse noite de lua, poderiam dançar no jardim, onde, quem sabe, fariam lindas declarações de amor e ele pediria sua mão em casamento, outra vez…

– Você é feliz? Ambos perguntaram ao mesmo tempo. Nenhum dos dois respondeu. Mudos, seguiram até o final do corredor, onde cada um tomou uma direção. Enquanto caminhavam, não resistiram e olharam para trás . Foi a última vez  que seus olhos se viram; os dela, inundados de amor… Tentou lembrar o começo daquela historia, a magia do encontro. Depois as dificuldades do meio, as diferenças irreconciliáveis. E por fim, o fim. Sua partida, o casamento cancelado, o adeus.

Deu um longo suspiro e se perguntou: será que um dia serei feliz outra vez?

Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: DIA DESSES…POR ANA MADALENA

AUTOCONHECIMENTO: AMOR INCONDICIONAL ÉO TERMO CORRETO PARA O ATUAL MOMENTO

A lição que o texto a seguir nos trás, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado é o controle mental para nos centrarmos em vibrar na frequência da gratidão. Não há outra saída para apaziguarmos esse momento tão tumultuado em que estamos vivendo. Se não cultivarmos o amor incondicional a evolução da humanidade estará comprometida. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O momento pede que vibremos amor incondicional!

Página de livro fazendo um coração
Kieferpix / Getty Images Pro / Canva

Estamos passando por um período muito complicado para toda a humanidade. Há tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, que ficamos perdidos sobre o que fazer para auxiliar o planeta nessa jornada de transformação.

Mas a nossa missão agora é simples, porque apenas o ato de elevar as nossas vibrações e emanar essas energias elevadas para todo o mundo já é um ato maravilhoso e transformado

Vibrar o amor incondicional é sobre emanar essa pura energia para todos, sem distinção, visualizando que até mesmo as pessoas vistas como “más” sejam envolvidas nessa energia curativa.

Para fazer isso, comece por si, perdoe o seu passado, acolha suas dores, ame incondicionalmente o ser maravilhoso que habita em ti. Gradativamente vá expandindo esse perdão, acolhimento e amor para seus familiares, amigos, pessoas que você conheceu ao longo da vida, depois para desconhecidos, para as cidades, Estados e assim em diante até alcançar o mundo todo!

Casal fazendo um coração com as mãos

Stokpic / Pexels / Canva

Além de emanar amor, caso sinta no coração, em tudo que fizer aja com amor incondicional. Ajude pessoas que estejam precisando de auxílio da forma que você puder.

Emanar amor é também sobre agir. Emanar amor é sobre praticar a escuta ativa, auxiliar pessoas que estejam impossibilitadas de fazer uma série de coisas para manter-se nessa fase desafiadora. Também tem a ver com proferir palavras acolhedoras e tudo aquilo o que pulsar em seu coração para alcançar corações aflitos.

Estamos todos aqui para evoluir. Quanto maior for o nosso senso de união e harmonia entre todos os seres, mais elevada será a nossa evolução aqui neste plano.

Vamos juntos nessa missão de cobrir o mundo com amor incondicional?

Carla Marçal
Escrito por Carla Marçal
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AMOR INCONDICIONAL ÉO TERMO CORRETO PARA O ATUAL MOMENTO

BOAS NOTÍCIAS: 7 IRMÃOS PERDEM OS PAIS EM ACIDENTE DE CARRO E SÃO ADOTADOS POR CASAL QUE SÃO PAIS DE MAIS 5

Uma emocionante história de superação é o destaque desta segunda-feira, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS. Um casal que já tinha cinco filhos biológicos adotou sete irmãos que perderam os pais em acidente de carro e foram parar em um orfanato. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer essa história de amor, compaixão e empatia!

Casal adota 7 irmãos que perderam os pais em acidente de carro

Que coração imenso! Um casal que já tinha cinco filhos biológicos adotou sete irmãos que perderam os pais em acidente de carro e foram parar em um orfanato.

Pam Willis estava navegando nas redes sociais quando viu a notícia sobre os irmãos órfãos que precisavam de um lar permanente.

A esposa chamou do marido, Gary Willis, para ver a matéria. O casal da Califórnia, nos Estados Unidos, se comoveu e decidiu adotar todos eles para não separar a família.

A adoção

O casal entrou em contato para conhecer Adelino, que hoje tem 15 anos, Ruby, de 13, Aleecia, de 9, Anthony, de 8, Aubriella, de 7, Leo, de 5, e Xander, de 4 anos de idade.

Em agosto do ano passado, eles foram morar com seus novos pais.

A cerimônia da nova família foi virtual e contou com a presença dos outros cinco filhos biológicos de Pam e Gary, que já são adultos: Matthew, de 32 anos, Andrew, de 30, Alexa, de 27, Sophia, de 23, e Sam, de 20.

A adaptação

Como foi a adaptação dos jovens ao novo lar?

Pam disse a um jornal local que os primeiros seis meses foram difíceis para que as crianças dormissem bem, mas que todos foram se acostumando com o tempo e as coisas ficaram mais tranquilas.

“Trouxemos uma grande tela de TV para que todos pudessem assistir, torcer e estar seguros durante a pandemia do coronavírus. Havia muito amor, eles nos deram uma segunda chance de ser pais, nós demos a eles uma segunda mãe e um segundo pai”, concluiu Pam.

Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal - Foto: reprodução / Instagram
Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal – Foto: reprodução / Instagram
Os pais com os 7 irmãos que adotaram - Foto: reprodução / Instagram
Os pais com os 7 irmãos que adotaram – Foto: reprodução / Instagram

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do R7

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: 7 IRMÃOS PERDEM OS PAIS EM ACIDENTE DE CARRO E SÃO ADOTADOS POR CASAL QUE SÃO PAIS DE MAIS 5

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A TERAPIA CHAMADA COMPAIXÃO,POR OSHO

Um texto fenomenal de bom é o destaque da nossa coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL desta quinta-feira. A terapia chamada compaixão, nos convida a entender porque a Compaixão é a forma mais pura e elevada do amor. Segundo Buda, “sentir compaixão pelo mundo inteiro, compartilhar seu amor, faz você liberar a energia na atmosfera e essa energia pode ser usada pelos outros”. Então convido você a ler o texto completo a seguir e ficar mais iluminado!

A terapia chamada compaixão

Disseram a Osho:

Uma vez ouvi você dizer “Só a compaixão é terapêutica”. Por favor, fale sobre a compaixão.

Sim, só a compaixão é terapêutica – porque tudo que é ruim no homem é devido à falta de amor. Tudo que é errado no homem está em algum lugar associado com o amor. Ele não tem sido capaz de amar, ou não tem sido capaz de receber amor. Ele não tem sido capaz de compartilhar seu ser. Essa é a miséria. Isso cria todo tipo de complexos por dentro.

Esses ferimentos íntimos podem vir à tona de muitas maneiras: podem se tornar doenças físicas, podem se tornar doenças mentais – mas profundamente o homem sofre de falta de amor. Assim como a comida é necessária para o corpo, amor é necessário para a alma. O corpo não pode sobreviver sem comida, e a alma não pode sobreviver sem amor. Na verdade, sem amor a alma sequer nasceu – não existe a questão de sua sobrevivência.

Você simplesmente pensa que tem uma alma; você acredita que tem uma alma devido ao seu medo da morte. Porém, você não sabe a não ser que você tenha amado. Só no amor a pessoa vem a sentir que é mais do que o corpo, mais do que a mente.

É por isso que digo que a compaixão é terapêutica. Que é compaixão? Compaixão é a forma mais pura de amor. Sexo é a forma mais baixa do amor, compaixão é a forma mais elevada do amor. No sexo, o contato é basicamente físico; na compaixão o contato é basicamente espiritual. No amor, compaixão e sexo estão misturados, o físico e o espiritual estão misturados. Amor é o meio caminho entre sexo e compaixão.

Você também pode chamar a compaixão de oração. Você também pode chamar a compaixão de meditação. A mais alta forma de energia é compaixão. A palavra compaixão é bela: metade dela é paixão – de algum modo paixão tornou-se tão refinada que não é mais como uma paixão. Ela tornou-se compaixão.

No sexo, você usa o outro, você reduz o outro a um meio, você reduz o outro a uma coisa. Eis porque num relacionamento sexual você se sente culpado. Essa culpa não tem nada a ver com ensinamentos religiosos; essa culpa é mais profunda do que os ensinamentos religiosos. Num relacionamento sexual como tal você se sente culpado. Sente-se culpado porque você está reduzindo um ser humano a uma coisa, a um produto a ser usado e jogado fora.

É por isso que no sexo você também sente uma espécie de servidão; você também está sendo reduzido a uma coisa. E quando você é uma coisa sua liberdade desaparece porque sua liberdade só existe quando você é uma pessoa. Quanto mais você for uma pessoa, mais livre você é, quanto mais uma coisa você for, menos livre você é.

A mobília do seu quarto não é livre. Se você deixar o quarto trancado e voltar após muitos anos, a mobília estará no mesmo lugar, da mesma maneira; ela não irá se arrumar de uma nova maneira. Ela não tem nenhuma liberdade. Contudo se você deixar um homem no quarto, você não irá encontrá-lo do mesmo jeito – nem mesmo no outro dia, nem mesmo no próximo momento. Você não pode encontrar o mesmo homem novamente.

O velho Heráclito diz: Você não pode pisar no mesmo rio duas vezes. Você não pode encontrar o mesmo homem novamente. É impossível encontrar o mesmo homem duas vezes, porque o homem é um rio, continuamente fluindo. Você nunca sabe o que vai acontecer. O futuro permanece aberto.

Para uma coisa, o futuro está fechado. Uma pedra permanecerá uma pedra. Ela não possui nenhuma potencialidade para crescer. Ela não pode mudar, não pode evoluir. Um homem nunca permanece o mesmo. Ele pode recuar, pode ir adiante, pode ir para o inferno ou para o céu, ele, porém, nunca permanece o mesmo. Continua se movendo, desse ou daquele jeito.

Quando você tem um relacionamento sexual com alguém, você reduziu essa pessoa a uma coisa. E reduzindo-a você reduziu a si mesmo também a uma coisa, porque é um compromisso mútuo que “Eu lhe permito me reduzir a uma coisa, você me permite lhe reduzir a uma coisa. Eu lhe permito usar-me, você me permite usá-lo. Usamos um ao outro. Nos tornamos coisas”.

Eis porque… observe dois amantes: quando eles ainda não estão consolidados. O romance ainda está vivo, a lua de mel ainda não acabou e você vai ver duas pessoas pulsando com vida, prontas para explodir – prontas para explodir no desconhecido. E então observe um casal, o marido e a esposa, e você verá duas coisas mortas, dois túmulos, lado a lado – ajudando um ao outro permanecer morto, forçando um ao outro permanecer morto. Esse é o constante conflito do casamento. Ninguém quer ser reduzido a uma coisa!

Sexo é a forma mais baixa dessa energia “X”. Se você for religioso, chame isso de “Deus”, se você for científico, chame-o de “X”. Essa energia, X, pode tornar-se amor. Quando ela se torna amor, então você começa a respeitar a outra pessoa. Sim, às vezes você usa a outra pessoa, mas você se sente grato por isso. Você nunca diz obrigado para uma coisa. Quando você está apaixonado por uma mulher e faz amor com ela, você diz obrigado.

Quando você faz amor com sua esposa, você já disse alguma vez obrigado? Não, você tem isso como certo. Alguma vez sua esposa já lhe disse obrigado? Talvez, muitos anos atrás, você pode se lembrar algum tempo quando você estava indeciso, estava só tentando, cortejando, seduzindo um ao outro – talvez. Mas uma vez consolidado, ela alguma vez já lhe disse obrigado por alguma coisa? Você já fez tantas coisas por ela, ela já fez tantas coisas por você, ambos estão vivendo um para o outro, a gratidão porém, desapareceu.

No amor, existe gratidão, existe uma profunda gratidão. Você sabe que o outro não é uma coisa. Você sabe que o outro possui uma grandeza, uma personalidade, uma alma, uma individualidade. No amor você concede liberdade total ao outro. É claro, você dá e recebe: é um relacionamento de dar e receber… mas com respeito.

No sexo, é um relacionamento de dar e receber sem nenhum respeito. Na compaixão, você simplesmente dá. Não há nenhuma idéia na sua cabeça em receber alguma coisa de volta; você simplesmente compartilha. Não que coisa alguma venha! Isso retorna um milhão de vezes, mas isso é só dessa maneira, só uma consequência natural. Não há nenhum anseio por isso.

No amor, se você der alguma coisa, bem lá no fundo você continua esperando que isso deve retornar. Se isso não retornar, você fica reclamando. Você pode não dizer isso, mas de mil e uma maneiras pode se deduzir que você está resmungando, que você está sentindo que foi enganado. Amor parece ser uma barganha sutil.

Na compaixão você simplesmente dá. No amor, você fica agradecido porque o outro lhe deu algo. Na compaixão, você fica agradecido porque o outro levou algo de você; você está agradecido porque o outro não lhe rejeitou. Você veio com energia para dar, você tinha vindo com muitas flores para partilhar, e o outro lhe permitiu, o outro foi receptivo. Você é grato porque o outro foi receptivo.

Compaixão é a forma mais elevada do amor. Muito retorna – um milhão de vezes mais, digo – mas isso não é o mais importante, você não anseia por isso. Se isso não vier não há nenhuma queixa quanto a isso. Se vier você fica simplesmente surpreso! Se isso vier, é inacreditável. Se não vier não há problemas – você nunca deu seu coração a alguém por alguma barganha. Você simplesmente derrama porque você tem.

Você tem tanto que se você não derramar você ficará sobrecarregado. Assim como uma nuvem carregada de água de chuva precisa derramar. E da próxima vez quando uma nuvem estiver chovendo observe em silêncio, e você irá sempre ouvir, quando a nuvem derramou a chuva e a terra a absorveu, você irá sempre ouvir a nuvem dizer para a terra “Obrigado”. A terra ajudou a descarregar a nuvem.

Quando uma flor brota, ela precisa compartilhar sua fragrância com os ventos. É natural! Isso não é uma barganha, não é um negócio; é simplesmente natural! A flor está repleta de fragrância – que fazer? Se a flor mantiver a fragrância para si mesma então a flor se sentirá muito tensa, numa profunda angústia.

A maior angústia na vida é quando você não pode expressar, quando você não pode comunicar, quando você não pode compartilhar. O homem mais pobre é aquele que não tem nada para partilhar, ou tem alguma coisa para partilhar, mas perdeu a capacidade, a arte, de como compartilhá-la; assim um homem é pobre.

O homem sexual é muito pobre. O homem amoroso é comparativamente mais rico. O homem compassivo é o mais rico; ele está no topo do mundo. Ele não tem nenhum confinamento, nenhuma limitação. Ele simplesmente dá e prossegue em seu caminho. Ele nem mesmo espera que você diga um obrigado. Com tremendo amor ele compartilha sua energia. Isso é que chamo de terapêutico.

Buda costumava dizer aos seus discípulos, “Após cada meditação, sejam compassivos – imediatamente – porque quando você medita, o amor cresce, o coração fica repleto. Após cada meditação, sinta compaixão pelo mundo inteiro para que você compartilhe seu amor e você libera a energia na atmosfera e essa energia pode ser usada pelos outros”.

Eu também gostaria de dizer isso a vocês: Após cada meditação, quando vocês estiverem celebrando, tenham compaixão. Apenas sinta que sua energia deve ir e ajudar as pessoas de qualquer maneira que elas necessitem. Apenas libere-a! Você ficará descarregado, você irá se sentir bem relaxado, irá se sentir muito calmo e quieto, e as vibrações que você liberou ajudarão a muitos. Termine suas meditações sempre com compaixão.

E a compaixão é incondicional. Você não pode ter compaixão só por aqueles que são amigáveis com você, só por aqueles que estão relacionados a você. Compaixão inclui tudo… intrinsecamente tudo. Assim se você não pode sentir compaixão pelo seu vizinho, então esqueça tudo sobre meditação, porque isso não tem nada a ver com alguém em particular. Tem algo a ver com seu estado interior.

Seja a compaixão! Incondicionalmente, não direcionada, não endereçada. Assim você se torna uma força curativa nesse mundo miserável.

Osho, em “A Sudden Clash of Thunder”
Fonte: Osho.com
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A TERAPIA CHAMADA COMPAIXÃO,POR OSHO

OPINIÃO: APÓS ASSASSINATO DE PM NÃO VIMOS A ESQUERDA NEM A MAIORIA DA IMPRENSA ESBOÇAR O MÍNIMO PESAR PELA TRAGÉDIA, APENAS TIRANETES SE FAZENDO DE VÍTIMAS E EXIGINDO RESPEITO

Esquerda: Histórias de amor e ódio à Polícia

Imagem em destaque

Após o assassinato do PM Wesley Góes, não vimos a esquerda e nem a maioria da imprensa esboçar o mínimo pesar por esta tragédia. Ao contrário! Além de o chamarem de terrorista, no dia seguinte – seguindo o ritual marxista – surgem tiranetes se fazendo de vítima e exigindo respeito.

Afinal, a esquerda odeia ou ama a polícia – quando a usa como instrumento de opressão?

Para entender melhor, é preciso conhecer um pouco do pensamento de Marx.

Em linhas gerais, Marx afirmava que a polícia era um “aparelho de Estado” cujo objetivo seria agir repressivamente em nome da classe dominante para manter subjugada a outra classe. Outra hora falo porquê a ideia das “duas classes conflitantes” não funciona.

Suas primeiras críticas à polícia são de 1843, em A Questão Judaica, quando critica duramente a “Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”, pós-Revolução Francesa – como se esta tivesse “traído” a revolução:

“A segurança é o conceito social supremo da sociedade burguesa, o conceito da polícia, no sentido de que o conjunto da sociedade só existe para garantir a cada um de seus membros a conservação de sua pessoa, de seus direitos e de sua propriedade. Através do conceito da segurança, a sociedade burguesa não se eleva acima do seu egoísmo. A segurança é, antes, a asseguração do seu egoísmo.”

Para Marx, os Estados investirem em segurança pública é assegurar o egoísmo da classe dominante. E, dois anos depois, em A Ideologia Alemã, ele avança em sua interpretação:

“Os burgueses pagam bem o seu Estado e fazem com que a nação inteira também o faça para que eles, os burgueses, possam pagar mal; eles asseguram para si, mediante bom pagamento aos serviçais do Estado, uma força protetora, uma polícia; para que possam descontar dos seus trabalhadores (como desconto do salário), sem correr riscos.”

Marx acredita que a polícia existe para garantir o poder da classe dominante, numa deturpação grosseira, pois chega a confundir polícia e exército. Ora, e os crimes de estupro, roubo, assassinato e tantos outros? A sociedade não precisa de polícia para lhe fazer justiça?

Na verdade, a Civilização Cristã Ocidental delimitou o sentido de justiça e segurança pública para que as pessoas não vivessem mais sob a lei do mais forte, a qual Marx não se opõe (e aí atraiu o interesse de anarquistas, que são mil vezes mais violentos que os marxistas).

Em Teorias da mais-valia (citado no “Dicionário do pensamento marxista”), Marx disse que “o crime suaviza a monotonia da existência burguesa e fornece enredos para a grande literatura”.

É que Marx e Engels acreditavam que o crime era uma consequência natural do Capitalismo.

Para eles, uma vez implantado o comunismo, não existiriam mais crimes!

É daí que vem a ideia de que o bandido é uma vítima da sociedade capitalista.

Marx cita, para dar crédito à tese do fim da criminalidade sob o comunismo, a Comuna de Paris.

A Comuna de Paris foi a tentativa de uma parte da população parisiense, cerca de 90 mil pessoas, de viver o comunismo num espaço físico delimitado, dentro de Paris, cuja população era de cerca de 1,8 milhão de pessoas. Durou apenas dois meses.

A pergunta é, você pode confiar no testemunho de militantes? Foram os membros da chamada Primeira Internacional ou Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT) ligados a Marx e Engels que lideraram a Comuna e seguiam as premissas de Marx. Se fosse bom, por que durou apenas dois meses?

Ah! Marx “justificou”: os comunards foram bonzinhos demais! Ou seja, eles não mataram o suficiente! Não seguiram a tese da Revolução Permanente (citado em A Questão Judaica, p.42).

Mas Lenin não decepcionou Marx.

Curiosamente, ao tomar o poder na URSS, a primeira coisa que Lenin faz é criar uma Polícia Política, altamente repressiva e assassina: a Cheka (se pronuncia, tchecá) destinada a instalar “o terror organizado”, nas palavras do seu chefe Felix Dzerzhinsky, que recrutou… bandidos.

Ou seja: para os marxistas, a polícia só é boa quando utilizada para seus objetivos totalitários.

Entendeu agora porque eles não choram a morte de um trabalhador ou de um Policial Militar, mas de um bandido, “vítima da sociedade”?

Para encerrar, trago o vídeo definitivo, postado por @DallasginR que prova que o último tiro do PM Wesley foi para cima!

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: APÓS ASSASSINATO DE PM NÃO VIMOS A ESQUERDA NEM A MAIORIA DA IMPRENSA ESBOÇAR O MÍNIMO PESAR PELA TRAGÉDIA, APENAS TIRANETES SE FAZENDO DE VÍTIMAS E EXIGINDO RESPEITO

CRÔNICAS: TALVEZ UMA HISTÓRIA DE AMOR

Hoje é quarta-feira e quarta-feira é dia de CRÔNICAS com a criativa e talentosa Ana Madalena, que vem de “Talvez uma história de amor”. Essa crônica relata sobre um relacionamento que poderia ter sido uma linda história de amor, mas, numa determinada altura, foi interrompido por muitos anos e depois teve uma nova oportunidade de vir, finalmente, a se materializar. Convido você a ler essa emocionante história nas palavras dessa talentosa autora!

Constelação Sistêmica Familiar - Movimento interrompido | Villa do Bem

“Que a minha vontade de ir embora se transforme na calma e paz que mereço 
Que a tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada”.
      Metade, Oswaldo Montenegro 

Talvez uma história de amor

Viu o bilhete. Ele sempre fora muito enigmático; tinha a mania de florear uma simples frase, para não falar daquele vicio de fazer aspas com os dedos das mãos. Releu pela última vez e depois o rasgou em mil pedacinhos.
Olhou o armário vazio. Ele tinha levado até o botão da camisa que ela tinha posto no cantinho da gaveta. Não ficaria temperando tristeza, era radical no amor; ou tudo ou nada!  Deu um suspiro, desses que  prometem uma virada emocional. Olhou ao redor e viu o vinho caro que ele comprara para impressionar. Deve ter retirado da adega mas esquecera de levar. Pegou uma taça e se serviu, enquanto decantava seus sentimentos. E quanto mais bebia, mais a coragem líquida fazia efeito. Ligou para o escritório e disse que tiraria uns dias de férias. De repente sentiu saudades de sua infância.
Estacionou o carro em frente à pousada de D. Celeste. Da calçada já dava para sentir o aroma do café. Ainda era cedo, mas alguns hóspedes já estavam no salão, onde ficavam as mesas com toalhas floridas. Uma mocinha, ainda sonolenta, anotava os pedidos: ovo caipira, pão assado, queijo derretido e suco. O café e o leite, assim como as frutas, estavam numa mesa, perto da porta.
D. Celeste apareceu para dar bom dia.  Estava sempre arrumada; os vestidos com golinhas de renda lhe conferiam uma sofisticação em meio a tanta simplicidade. Os cabelos, todos branquinhos, presos num coque, de longe pareciam algodão. Tomaram café juntas, enquanto colocavam as novidades em dia. Patrícia segurou as mãos de D. Celeste, que foi a melhor amiga da sua mãe. Tentou
resgatar um tempo feliz, quando a vida passava lentamente. Observou as duas grossas alianças na mão esquerda envelhecida e lembrou de Sr. Manoel.  Todos estavam partindo…
Outros chegando, pensou, quando viu estacionar um ônibus de excursão. Não lembrava que era o fim de semana da festa da padroeira.
 -Todos os meus filhos estão vindo, inclusive Rafael. Vamos para a fazenda; no domingo faremos um churrasco dançante; contratei o compadre da sanfona, lembra dele? Perguntou D. Celeste.
Claro que lembrava, mas seu pensamento estava em Rafael. Foram namorados de adolescência, quando ainda moravam naquela cidadezinha. Tanta coisa mudou desde então…
Escolheu uns jeans escuros, uma camiseta branca e fez uma maquiagem leve. Prendeu o cabelo, pois estava muito quente, embora aquela época do ano costumasse esfriar à noite. Pegou uma pashmina, por precaução. Olhou-se no espelho e gostou do que viu. A possibilidade de rever Rafael era revigorante.  Pegou o carro e seguiu pela estradinha de barro, que tão bem conhecia. Dali a pouco vislumbrou a fazenda, um casarão branco, de portas e janelas azuis.
Rafael estava na entrada, recebendo os convidados. Ela tentou respirar, mas parecia que tinha gasto a cota de oxigênio da semana. A última vez que se viram foi quando ele lhe disse que passaria uns três anos em Boston, mas que voltaria para ela. Esses três anos viraram oito. Na época não pensou em seguir com ele, embora ele tivesse proposto. Ela estava começando uma carreira, não jogaria tudo para o alto. E cada um seguiu sua vida.
Ele abriu um enorme sorriso! E disse que estava definitivamente de volta. Patrícia fingiu que a informação fosse aleatória e respondeu qualquer coisa, com o coração aos pulos.  A presença dele ainda mexia muito com ela… Sua cabeça estava pensando mil coisas; havia um hiato de tempo entre eles, muita coisa tinha acontecido desde que ele partiu, além deles estarem amadurecidos, serem praticamente outras pessoas, com visões de vida diferentes…
 -Vamos dançar?
Ela aceitou de imediato. E nos braços de Rafael, resolveu que seria menos razão, que se deixaria levar. Quem sabe o destino não estaria lhe devolvendo sua história de amor…
Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: TALVEZ UMA HISTÓRIA DE AMOR

BOAS NOTÍCIAS: O AMOR RESURGE AOS 94 ANOS EM PLENA PANDEMIA

O amor é lindo, já diz uma expressão popular bastante antiga! Mesmo que seja aos 94 anos de idade e em plena pandemia do coronavírus, a pior e mais devastadora epidemia já registrada na história da humanidade. No nosso destaque da coluna BOAS NOTÍCIAS deste domingo você vai conhecer uma linda história de amor que aconteceu no interior do Estado de Nova York, entre dois idosos de 94 anos em plena pandemia.

Casal encontra o amor aos 94 anos durante pandemia

Nunca é tarde para o amor, mesmo que ele venha durante uma das fases mais difíceis da humanidade: a pandemia.

No pior ano para namorar, um casal de idosos encontrou a felicidade e agora pretende se casar.

John Shultz e a namorada Joy Morrow-Nulton, ambos com 94 anos de idade moram no interior do Estado de Nova York.

Os dois, viúvos por duas vezes, estavam determinados a encontrar o amor novamente e foi o que aconteceu.

Eles tiveram que ficar no isolamento durante um ano e foi aí que se conheceram.

“Eles encontraram uma maneira de ficar juntos. Eles fizeram o que foi necessário”, disse Pete, filho de Shults.

Prazeres simples da vida

O idoso apaixonado explica que foi necessário um retorno aos prazeres simples da vida, com direito a balões pela casa para melhorar o astral e muita abnegação.

“Ela é mais rica do que eu, só para você saber. Ela me comprou um andador”, disse Shults.

Para não ficar para trás, Shults comprou um presente para a amada também e mandou junto com o pedido de casamento. Só que para ganhar um ‘sim’ da noiva, ele teve que insistir.

“Finalmente eu disse, OK”, disse Joy.

“Nos dias de neve eu não vim aqui, foi então que senti falta dele”, conta a noiva apaixonada.

O casal fez recentemente um ensaio para o casamento deles, que será na primavera.

Foto: Handout
Foto: Handout

Por Andréa Fassina, da redação do SóNotíciaBoa com informações da CBS News

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: O AMOR RESURGE AOS 94 ANOS EM PLENA PANDEMIA

CRÔNICAS: A CICATRIZ, POR ANA MADALENA

Bem que o texto de hoje da nossa querida Ana Madalena poderia estar na coluna REFLEXÃO ao invés da coluna CRÔNICAS, pois nos convida a refletir sobre o mundo desumano em que estamos vivendo, de cada um por si, do farinha pouca meu pirão primeiro, do venha nós o vosso reino, enfim, um mundo recheado de tanto egoísmo, que nem nos damos conta da importância e do valor da fraternidade, e da compaixão, que precisamos enxergar, apesar das cicatrizes que acumulamos ao longo da jornada. Então convido você a ler este lindo e ao mesmo tempo profundo texto reflexivo desta extraordinária escritora!

Resultado de imagem para A cicatriz

“Quem tem o mel, dá o mel
 Quem tem o fel, dá o fel
 Quem nada tem, nada dá”.
       Da sagrada escritura dos violeiros, Zé Ramalho

A cicatriz

Eu tinha até intenção de responder direitinho, mas sem tempo, resolvi abreviar. Para um bom entendedor, meias palavras … A pesquisadora ficou muito chateada, mesmo eu não sendo obrigada a responder. Ainda teve aquela cena de humilhação com a mocinha que estava ao meu lado. Fiquei extremamente indignada;  não admito ver maus tratos, muito menos fazer terceiros de saco de pancada. Em época de extremismos, um pouco de empatia é pedir demais? Sinceramente, os tempos podem ser outros, mas eu sou a mesma. Certas coisas eu não abro mão. Pronto, falei.
Cena: estava eu no supermercado quando apareceu uma moça fazendo pesquisa. O foco era sobre as aglomerações no verão. Enquanto analisava a tal pesquisa, uma senhora muito bem vestida caminhava ao lado de uma mocinha, que empurrava o carrinho. A senhora dizia o que levar, talvez lendo uma lista pelo celular. De repente ouvi um xingamento. A moça, bem assustada, explicava que colocara “aquilo” porque estava acabando. A reclamação continuou e ficou impossível não ouvir. Como elas estavam passando pela gôndola dos temperos, conclui que um orégano da vida tenha sido o motivo do destempero de tão “elegante” senhora. Sabe vergonha alheia? Eu senti. Por trás das máscaras, cada uma de nós escondeu um sentimento. Nessa hora meu celular tocou; era meu pai avisando que fosse pegá-lo no dentista. Devolvi a pesquisa, explicando que não poderia me demorar, mas mesmo assim a moça me seguiu até o caixa, insistindo para que eu terminasse o questionário. Foi quando escrevi em letras garrafais BAIXA HUMANIDADE e devolvi a pesquisa.
Li um artigo que a falta de empatia começa na infância e tem relação com ausência de limites. A empatia é um sentimento que só pode se manifestar quando nos colocamos no lugar do outro; está ligado à compaixão e ao processo de identificação, além de ser um exercício, uma competência, que só se desenvolve com a prática. Parece muito simples mas, um exemplo bem atual, as aglomerações nessa pandemia, mostram exatamente o oposto. E olha que estamos falando em salvar vidas…
O que determina a origem da civilização? Para a antropóloga Margaret Mead, o primeiro sinal de civilização em uma cultura foi um fêmur cicatrizado há quinze mil anos encontrado num sitio arqueológico.  Explico: houve um tempo em que a lei era matar ou morrer; não existia mimimi. Uma pessoa machucada atrapalhava todo o restante do grupo, por isso muitos eram deixados à deriva. Ter um osso cicatrizado era sinônimo de cuidado, de amor ao próximo. Alguém despendeu tempo para com o outro. Dito isso, fico me perguntando qual seria a resposta para essa mesma pergunta nos dias atuais… A impressão que tenho é que estamos vivendo uma regressão civilizatória.
Ou não! Enquanto estava aqui refletindo, recebi uma mensagem de padre Robério, um amigo de muitos anos. A mensagem: ” O Papa Francisco comemorou o primeiro Dia Internacional da Fraternidade Humana, participando de um encontro virtual dia 04 de fevereiro de 2021, organizado pelo Xeique Mohammed bin Zayed, em Abu Dabi”. Segundo o Papa, a fraternidade é a nova fronteira da humanidade.
“Fraternidade significa estender a mão, significa respeito, significa ouvir com o coração aberto, significa firmeza nas próprias convicções.  Não existe fraternidade se as convicções forem negociadas. Esse é o momento de ouvir. É o momento da certeza de que um mundo sem irmão é um mundo de inimigos. A indiferença é uma forma sutil de inimizade. Não é preciso uma guerra para fazer inimigos”.
Eu sou uma pessoa otimista! Ainda acredito na humanidade. Sei que vamos cuidar de ossos quebrados e, principalmente das cicatrizes que não aparecem. Finalizo com uma mensagem de Fernando Pessoa:  “Somos anjos de uma única asa e, só podemos voar, quando nos abraçamos uns aos outros”. Vamos refletir!
Um abraço fraterno.
Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: A CICATRIZ, POR ANA MADALENA

REFLEXÃO: A CANÇÃO DO AMOR QUE CURA E FAZ MILAGRE

A canção do amor é o texto que escolhi para começar a semana com uma bela REFLEXÃO sobre o AMOR. O amor genuíno. Aquele mais puro e inocente, cuja força é imbatível e inalcançável. Que transforma, realiza e o impossível não existe. Então convido você a ler o texto completo a seguir sobre uma história verdadeira onde o amor realizou “milagre”.

Resultado de imagem para a canção do amor

A canção do amor

Quando Karen, como qualquer mãe, soube que um bebê estava a caminho, fez todo o possível para ajudar o seu outro filho, Michael, com três anos de idade, a se preparar para a chegada.

Os exames mostraram que era uma menina, e todos os dias Michael cantava perto da barriga de sua mãe. Afinal, ele já amava a sua irmãzinha antes mesmo dela nascer.

A gravidez se desenvolveu normalmente.

No tempo certo, vieram as contrações. Primeiro, a cada cinco minutos; depois a cada três; então, a cada minuto uma contração.

Entretanto, surgiram algumas complicações e o trabalho de parto de Karen demorou horas. Enfim, depois de muito tempo de sofrimento, a irmãzinha de Michael nasceu. Só que ela estava muito mal.

Com a sirene no último volume, a ambulância levou a recém-nascida para a UTI neonatal do Hospital Saint Mary.

Os dias passaram. A menininha piorava. O médico disse aos pais para se prepararem para o pior. Havia poucas esperanças. Karen e seu marido começaram, com muita tristeza, os preparativos para o funeral.

Apenas alguns dias antes estavam arrumando o quarto para esperar pelo novo bebê. E agora, os planos eram outros.

Enquanto isso, Michael pedia todos os dias aos pais que o levassem para conhecer a sua irmãzinha.

Eu quero cantar para ela, dizia.

A segunda semana de UTI entrou e não se sabia se o bebê sobreviveria até o fim dela.

Michael continuava insistindo com seus pais para que o deixassem cantar para sua irmã, mas crianças não podiam entrar na UTI.

Então a mãe, Karen, decidiu: levaria Michael ao hospital de qualquer jeito. Ele ainda não tinha visto a irmã e, se não fosse hoje, talvez não a visse viva.

Ela vestiu Michael e rumou para o hospital. A enfermeira não permitiu que ele entrasse e exigiu que ela o retirasse dali.

Mas Karen insistiu: Ele não irá embora até que veja a sua irmãzinha!

Diante da insistência e sofrimento daquela mãe, a enfermeira levou Michael até à incubadora.

Ele olhou demoradamente para aquela trouxinha de gente que perdia a batalha pela vida e, depois de alguns minutos, começou a cantar com sua voz infantil:

Você é o meu sol, o meu único sol. Você me deixa feliz mesmo quando o céu está escuro…

Naquele momento, o bebê pareceu reagir. A pulsação começou a baixar e se estabilizou. Karen encorajou Michael a continuar cantando.

E ele prosseguiu: Você não sabe, querida, o quanto eu a amo. Por favor, não leve o meu sol embora…

Enquanto Michael cantava, a respiração difícil do bebê foi se tornando suave. Continue, querido! – pediu Karen, emocionada.

E Michael sussurava baixinho: Outra noite, querida, eu sonhei que você estava em meus braços…

O bebê começou a relaxar. Michael cantava. A enfermeira começou a chorar. Você é o meu sol, o meu único sol. Você me deixa feliz mesmo quando o céu está escuro… Por favor, não leve o meu sol embora…

No dia seguinte, a irmã de Michael já tinha se recuperado e em poucos dias foi para casa.

O Woman´s Day Magazine chamou essa história de O milagre da canção de um irmão. Os médicos chamaram simplesmente de milagre. Karen chamou de milagre do amor de Deus.

* * *

O amor é a presença de Deus no coração das criaturas. É força incrivelmente poderosa, capaz de modificar as situações mais difíceis.

Quem ama, envolve a pessoa amada em suave bálsamo perfumado que penetra e alivia as dores, os medos, a insegurança.

O amor fortalece a confiança, faz florescer a esperança, renascer a alegria, ressurgir a felicidade.

Redação do Momento Espírita, com base em fato

Continuar lendo REFLEXÃO: A CANÇÃO DO AMOR QUE CURA E FAZ MILAGRE

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: NENHUM SUCESSO NA VIDA COMPENSA O FRACASSO NO LAR, POR STEPHEN KANITZ

Um artigo publicado na revista VEJA em 20 de fevereiro de 2002, de autoria do renomado administrador de empresas e colunista desta célebre revista é o destaque, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL desta quinta-feira, sobre o grande dilema do provedor de família diante da escolha entre FAMÍLIA X TRABALHO como prioridade.

Diário de Aprendizagem: A FAMÍLIA EM PRIMEIRO LUGAR

A família em primeiro lugar

O administrador Stephen Kanitz, colunista da revista Veja, escreveu em edição de fevereiro de 2002 mais ou menos o seguinte:

Há vinte anos presenciei uma cena que modificou radicalmente minha vida. Foi num almoço com um empresário respeitado e bem mais velho que eu.

O encontro foi na própria empresa. Ele não tinha tempo para almoçar com a família em casa, nem com os amigos num restaurante. Os amigos tinham de ir até ele.

Seus olhos estavam estranhos. Achei até que vi uma lágrima no olho esquerdo. “Bobagem minha”, pensei. Homens não choram, especialmente na frente dos outros.

Mas, durante a sobremesa, ele começou a chorar copiosamente. Fiquei imaginando o que eu poderia ter dito de errado. Supus que ele tivesse se lembrado dos impostos pagos no dia.

“Minha filha vai se casar amanhã”, disse sem jeito, “e só agora a ficha caiu. Percebo que mal a conheci.

Conheço tudo sobre meu negócio, mal conheço minha própria filha. Dediquei todo o tempo à minha empresa e me esqueci de me dedicar à família.”

Voltei para casa arrasado. Por meses, me lembrava dessa cena e sonhava com ela. Prometi a mim mesmo e a minha esposa que nunca aceitaria seguir uma carreira assim.

Colocar a família em primeiro lugar não é uma proposição tão aceita por aí. Normalmente, a grande discussão é como conciliar família e trabalho. Será que dá?

O cinema americano vive mostrando o clichê do executivo atarefado que não consegue chegar a tempo para a peça de teatro da filha ou ao campeonato mirim de seu filho.

Ele se atrasou justamente porque tentou conciliar trabalho e família. Só que surgiu um imprevisto de última hora, e a cena termina com o pai contando uma mentira ou dando uma desculpa esfarrapada.

Se tivesse colocado a família em primeiro lugar, esse executivo teria chegado a tempo. Teria levado pessoalmente a criança ao evento.

Teria dado a ela o suporte psicológico necessário nos momentos de angústia que antecedem um teatro ou um jogo.

A questão é justamente essa. Se você, como eu e a grande maioria das pessoas, tem de conciliar família com amigos, trabalho, carreira ou política, é imprescindível determinar quem você coloca em primeiro lugar.

Colocar a família em primeiro lugar tem um custo com o qual nem todos podem arcar. Implica menos dinheiro, fama e projeção social.

Muitos de seus amigos poderão ficar ricos, mais famosos que você e um dia olhá-lo com desdém. Nessas horas, o consolo é lembrar um velho ditado que define bem por que priorizar a família vale a pena:

“Nenhum sucesso na vida compensa um fracasso no lar.”

Qual o verdadeiro sucesso de ter um filho drogado por falta de atenção, carinho e tempo para ouvi-lo no dia-a-dia?

De que adianta ser um executivo bem-sucedido e depois chorar durante a sobremesa porque não conheceu sequer a própria filha?

* * *

O lar constitui o cadinho redentor das almas. Merece nosso investimento em recursos de afeto, compreensão e boa vontade, a fim de dilatar os laços da estima.

Os que compõem o lar são os marcos vivos das primeiras grandes responsabilidades do Espírito encarnado.

Assim, acima de todas as contingências de cada dia, compete-nos ser o cônjuge generoso e o melhor pai, o filho dedicado e o companheiro benevolente.

Afinal, na família consangüínea, temos o teste permanente de nossas relações com toda a Humanidade.

Redação do Momento Espírita, baseado no artigo de Stephen Kanitz, revista Veja, seção Ponto de vista, de 20 de fevereiro de 2002 e no cap. 19 do livro Conduta espírita, do Espírito André Luiz, psicografia de Waldo Vieira, ed. Feb

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: NENHUM SUCESSO NA VIDA COMPENSA O FRACASSO NO LAR, POR STEPHEN KANITZ

AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ VEIO AQUI PARA SER LIVRE ATRAVÉS DO CONHECIMENTO

Tenho publicado muitos texto, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, do site Trabalhadores da Luz, que são, na sua maioria, canalizados por entidades que já habitam na 5ª Dimensão e, sendo assim possuem muito mais sabedoria do que nós que estamos aqui na 3ª Dimensão. Mas o texto de hoje, em especial, é de tal forma esclarecedor que qualquer um, até aqueles que nem sequer começaram a despertar a consciência é capaz de entender o seu conteúdo. Por isso, convido você a ler o texto completo a seguir dar um salto quântico na sua evolução!

Você veio aqui para ser Livre

Mensagem canalizada em 11 de Janeiro de 2021 – Saul

Nós somos um! Todos são Um, não há separação, nunca. Só existe AMOR, FONTE, MÃE / PAI / DEUS, o divino campo da CONSCIÊNCIA em que toda VIDA é UMA. A consciência é eterna, perpétua, um estado de existência permanente no qual Tudo está sempre totalmente presente.

A forma é temporária, e isso inclui todas as formas, desde o Multiverso até a menor partícula subatômica que sua ciência conhece, ou qualquer coisa menor que isso.

Você está mais ciente de que seus corpos humanos são compostos de bilhões de células e trilhões de partículas menores, todas interagindo em perfeita harmonia em um corpo saudável. Da mesma forma, seus corpos estão todos interconectados entre si e com o multiverso.

A separação é uma ilusão, tudo tem efeito sobre tudo o mais, assim como cada entidade de consciência aparentemente separada afeta todas as outras.

A consciência disso agora é bem reconhecida, embora não muito bem compreendida, e essa consciência está levando mais e mais pessoas a perceberem que os pensamentos, atitudes, palavras e ações de cada um realmente afetam todos os outros, e que, portanto, devem ser somente o amor beneficia a todos, incluindo, é claro, aqueles que realmente escolhem estabelecer a intenção de amar positivamente tudo o que surgir.

Mais de vocês lendo ou ouvindo esta e outras mensagens de amor já estão fazendo essa escolha diariamente, é por isso que vocês escolheram estar encarnados agora para auxiliar no processo de despertar coletivo. A cada dia, o processo continua a acelerar à medida que nos aproximamos cada vez mais deste momento milagroso.

No período intermediário, por favor, não se permitam ser distraídos de suas tarefas essenciais e individuais de ajudar no processo de despertar, as tarefas que cada um de vocês escolheu com tanto entusiasmo empreender antes de encarnar.

Cada um de vocês é, sem exceções, aspectos absolutamente essenciais do processo coletivo, então libere quaisquer dúvidas que você possa ter sobre sua realidade, porque foi divinamente planejado e está sendo executado perfeitamente porque é a vontade divina, e essa vontade é sempre realizada perfeitamente.

Ao acordar, você saberá como foi uma honra e uma alegria participar, embora agora você possa estar cheio de dúvidas. A dúvida e a incerteza são os principais aspectos do jogo, sonho ou, possivelmente, pesadelo que é apresentado a você como um humano na forma da qual você logo despertará.

Sim, é claro que vou mais uma vez lembrá-los da necessidade de irem diariamente para dentro de seus santuários sagrados internos, para abrir seus corações tão completamente quanto puderem e então convidar o Amor para abri-los ainda mais à medida que Ele os envolve você em Seu abraço infinitamente amoroso.

Verdadeiramente, você NÃO tem ideia de quão profundamente amados vocês são – cada entidade consciente, sem exceção. Isso é extremamente difícil para você mesmo conceber a compreensão enquanto está na forma humana, devido às severas limitações que estar na forma impõe a você, o que faz parte da escolha coletiva de experimentar a irrealidade da separação!

Então, vá para dentro, convide e permita que o Amor o abrace e sinta suas dúvidas e incertezas diminuírem e se dissolverem.

É a vontade de Deus que você sinta o Seu amor por você. A razão pela qual principalmente você não faz ou não pode é porque, tendo escolhido experimentar a separação de Deus, há uma profunda sensação subjacente de que você ofendeu seu Criador, Amor, e que você é indigno de estar na Presença divina e sentir o todo Abraçar o Amor que é oferecido a você a cada momento.

Você foi criado completamente Livre.

Sim, você é Um com Mãe / Pai / Deus e, portanto, inseparável do Um, mas também é Livre. Como um humano na forma, isso é um paradoxo para se engajar e tentar entender.

Sim, você é livre, e Deus nunca revoga ou interfere com essa liberdade inviolável.

Você foi criado como Deus, que é gratuito, por Deus que lhe deu tudo – não há coisas! – Tudo o que ela é.

O que eu e muitos outros estamos tentando impressionar você é que você realmente é para sempre Livre e que é eternamente amado para sempre. Não há nada que você possa fazer para mudar isso, mas você pode e escolheu não acreditar.

Agora é o momento de liberar seu apego a essa crença inválida e despertar para a alegria que é sua herança de direito como filhos do Divino. Essa é a vontade divina para você, a vontade divina é sempre isso.

Ir para dentro, para aqueles santuários internos verdadeiramente sagrados que estão sempre dentro de você, esperando para recebê-lo, é a maneira mais eficaz pela qual você pode começar a saber e sentir isso. Meditação, contemplação ou relaxamento puro sem qualquer expectativa é o caminho para esse conhecimento, para essa experiência de grande paz e alegria interior.

Muito poucos de vocês são capazes de se libertar totalmente de pensamentos e impulsos perturbadores – verificar o telefone, navegar na geladeira, verificar as últimas notícias – e muitas vezes você vê isso como um fracasso de sua parte. Verdadeiramente não é!

Todos vocês têm um ego, é uma parte separada de sua mente que sempre tentará reagir emocionalmente ao menor drama de que você se tornar consciente. Seu objetivo original era protegê-lo de ameaças iminentes e inesperadas – muitas vezes referida como a síndrome de “lutar ou fugir”, e tem sido muito útil – no entanto, com o tempo, para a maioria das pessoas, tornou-se sua identidade! E isso não é!

No entanto, ele busca incessantemente e com entusiasmo sua atenção total, é o aspecto narcisista de uma personalidade e foi necessário na infância, quando sua capacidade de se comunicar de maneira significativa com seus pais, cuidadores ou irmãos era extremamente limitada. No entanto, foi feito para ser suavemente superado à medida que você amadurecia na adolescência e se tornava adulto.

Infelizmente, a maioria de vocês foi traumatizada na infância – psicologicamente e / ou fisicamente – e esse trauma não foi curado ou logo após o momento em que ocorreu. Para a maioria, é doloroso demais lembrar o que o causou, e assim permanece a resposta emocional a ameaças de qualquer tipo. O ego, portanto, mantém sua poderosa influência sobre você, fazendo com que você reaja com medo ou raiva no momento, muitas vezes desnecessariamente, e muitas vezes deixando você se sentindo culpado ou envergonhado mais tarde.

Então, agora que você está ciente disso – e a maioria de vocês está! – é hora de abandonar sua necessidade impulsiva de uma resposta ou reação instantânea a um evento, e você tem a capacidade de fazer uma pausa momentânea quando algo, aparentemente ameaçador, surge em seu ambiente.

O tempo gasto internamente, em meditação silenciosa ou contemplação, é uma prática que o levará a um espaço de paz no qual você encontrará paz, e essa necessidade inerente de reagir instantaneamente diminuirá e se tornará muito menos intensa, permitindo que você seja amoroso tudo o que possa surgir em sua vida diária.

À medida que mais e mais pessoas se tornam capazes de viver assim, a pressa para o conflito diminuirá e o conflito ocorrerá com muito menos frequência.

Essa capacidade de fazer uma pausa está se tornando muito mais prevalente em todo o mundo, apesar do que você pode ouvir ou ler na mídia principal ou social, e é uma indicação muito positiva da preparação coletiva para seu despertar.

Saiba que tudo está realmente bem, e que o seu despertar está avançando lindamente, exatamente como planejado divinamente.

Com muito amor, Saul

John Smallman — Fonte:https://eraoflight.com/
Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VOCÊ VEIO AQUI PARA SER LIVRE ATRAVÉS DO CONHECIMENTO

BOAS NOTÍCIAS: VAMOS FAZER A NOSSA PARTE E SALVAR VIDAS EM MANAUS DOANDO OU REPASSANDO ESSE POST

Minha gente a situação é de calamidade pública, das maiores que você possa imaginar. Já pensou que no local que é considerado por muitos o pulmão do mundo e que se não for está muito perto disso, pois é simplesmente a maior floresta virgem do mundo as pessoas estão morrendo por falta de sua maior matéria prima? Já imaginou o que é morrer sem conseguir respirar, por asfixia? Não podemos ficar assistindo isso de braços cruzados. Então, vamos fazer a nossa parte. Vamos doar o que pudermos para ajudar essa ONG a salvar vidas. Eu estou fazendo a minha doação e você se não puder doar, pelo menos encaminha essa postagem para o maior número de pessoas possível que também estará fazendo a sua parte. Então, gente, vamos lá!

SOS Manaus: ONG tem transporte para levar oxigênio e pede ajuda

SOS Manaus! A ONG Parceiros Brilhantes, que tem como um dos mantenedores uma empresa de transportes, está com 5 caminhões à disposição para levar oxigênio aos hospitais de Manaus, que vive um colapso na saúde com recorde de internações por Covid-19 e falta de oxigênio, após as festas de fim de ano.

A diretora executiva do Parceiros Brilhantes disse esta manhã, na live do SóNotíciaBoa no Instagram que os voluntários passaram a madrugada reabastecendo cilindros de oxigênio na distribuidora e depois levando até os hospitais da capital. (vídeo abaixo)

“As pessoas estão morrendo por falta de oxigênio”, contou Mayara Brilhante, que viu a situação caótica de perto.

E se você tem como comprar oxigênio, mas não tem como enviar, a ONG Parceiros Brilhantes tem toda a logística pronta. Basta entrar em contato que eles buscam e entregam.

Falta de oxigênio

Mayara contou que os estoques na região estão acabando e os preços aumentaram bastante.

Um cilindro de oxigênio de 50L não sai por menos de R$ 1.200 reais e o de 5L, R$ 150.

Por isso, o dinheiro que ONG arrecadou, R$ 300 mil, acabou. E eles estão pedindo novas doações.

Se você puder ajudar, a transferência pode ser feita online via PIX, o sistema automático de pagamento bancário.

O número para transferir qualquer valor é: 37.121.036/0001-33

Veja outros detalhes no perfil Parceiros Brilhantes no Instagram

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: VAMOS FAZER A NOSSA PARTE E SALVAR VIDAS EM MANAUS DOANDO OU REPASSANDO ESSE POST

AUTOCONHECIMENTO: A LIBERTAÇÃO DA TERRA DAS FORÇAS NEGATIVAS ESTÁ BEM PRÓXIMA

Na nossa primeira edição da coluna AUTOCONHECIMENTO de 2021 temos mais um excelente artigo de Vital Frosi sobre os últimos acontecimentos no panorama político e econômico do planeta de uma maneira geral e como estamos evoluindo para a libertação das forças negativas e satânicas, bem como do fim dos governos corruptos. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir e entender como estão acontecendo as batalhas no Astral entre o bem e o mal, que estão próximas do fim.

Estamos muito próximos da libertação da Terra

guerra

Amados, muitas informações vindas dos Amparadores Angelicais estão chegando a cada dia, em maior quantidade e também mais precisas.Ainda assim, não podemos ter o acesso à realidade, pois as batalhas no Astral entre o bem e o mal ainda não terminaram.

Nós podemos ver aqui, no mundo físico, o reflexo dessa “guerra invisível”. Diante de nossos olhos, nós podemos ver uma amostra, embora bem superficial, do que realmente acontece onde se define os rumos do planeta Terra.

Quando o Cristo Jesus disse: “Não se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo”, quis Ele nos dizer que temos a escolha de servir o bem ou o mal. Ou estamos de um lado, ou estamos do outro. Não há meio termo, pois não existe o “meio bem” e tampouco o “meio mal”.

A hora é de definições para a humanidade! Chegamos realmente ao Final dos Tempos. Embora não possamos saber as datas exatas, nem os dias e as horas precisas (para não causar pânico desnecessário), sabemos que a qualquer momento, de agora até no máximo 8 anos, acontecerá o tal evento.

guerra

Algumas fontes até dizem que já estamos dentro do evento. Eu acredito que sim, pois muitos acontecimentos estão aí para comprovar. Mas o epílogo, de fato, está muito próximo, inclusive nos aproximamos de forma acelerada do Reset Financeiro. A falência dos governos corruptos está bem na nossa cara para que ninguém tenha dúvidas. As mentiras que ainda teimam em nos impor já não conseguem mais atingir os resultados programados.

Vemos a parcela da humanidade ainda presa ao Velho Poder, brigando para obter vantagens em todos os setores onde haja poder e dinheiro, mas também vemos as máscaras caírem uma por uma.

Ninguém mais vai conseguir se esconder. São as últimas tentativas do satanismo em dominar a humanidade por meio do medo, da mentira, da dominação e da escravidão.

No caso do Brasil, hoje, nenhum governante honesto consegue se eleger. Quando surge um candidato não atrelado ao “mecanismo”, todos os que compactuam com o satanismo se voltam com todas as armas para destruir qualquer possibilidade de ser eleito. E, mesmo assim, se algum governante tiver um pouco de bom senso e quiser fazer algo de bom para o povo, não consegue, pois os parlamentos, começando pelas Câmaras de Vereadores, passando pelas Assembleias Legislativas Estaduais, a Câmara Federal e o Senado impedem qualquer perspectiva de sucessoApenas 10% dos políticos não estão no tal esquema.

O objetivo dessas forças ocultas é um só: causar dor e sofrimento, revolta e indignação, medo e desalento para que a massa humana produza ectoplasma negativo, que é a energia que alimenta o Exército das Trevas

Por isso, estamos de hoje em diante em vigília permanente.

Todos os dias, às 18 horas, vamos nos reunir em orações para criar um ectoplasma positivo e abastecer as Forças da Luz, já que a verdadeira guerra se desenrola no invisível.

Vamos nos posicionar e servir ao Senhor ao qual nos alinhamos. A vitória do bem reverterá em benefício de todos aqueles que contribuem para tal. Ao contrário, aqueles que alimentarem as sombras terão o seu destino também direcionado para os abismos sombrios onde haverá dor e sofrimento relativos à carga de cada um.

guerra

Essa semana, algumas informações que chegam trazem a preocupação dos abnegados protetores do Brasil, dizendo que podemos ter uma intensificação da Guerra Civil no nosso país. Vemos há algum tempo pessoas brigando com pessoas por interesses de terceiros, principalmente dos governantes inescrupulosos.

Se não estivermos bem conscientes da realidade e agirmos com ética e moral, vamos acabar por deflagrar uma Guerra Civil muito séria, que trará muita dor e sofrimento ao povo. E é isso que as Trevas estão querendo! Assim, haverá a quantidade de energia negativa para dar uma sobrevida ao exército maligno.

A única arma que realmente vence o mal é a energia positiva, baseada no amor e na compaixão. Por isso, orar pelo Brasil, juntos, em todos os dias, às 18 horas.

O destino do Planeta já está decidido. É uma questão de tempo! Porém o destino de cada nação depende do livre-arbítrio de seu povo, do coletivo. Ainda veremos nações passarem por turbulências motivadas pelas decisões coletivas de seu povo.

guerra

Havendo uma intensificação da Guerra Civil no Brasil, não restará mais nenhuma alternativa que a Intervenção Militar. Mesmo que uma Intervenção Militar já se vê necessária, é sempre dado ao povo o poder de decidir o que lhe convém. A situação se encaminha para tal fim.

Intervenção não significa Ditadura, até porque já estamos em uma Ditadura camuflada de Democracia faz tempo. Intervenção, se vier, será para pôr fim exatamente a essa Ditadura Civil travestida de poder democrático, que está escravizando o próprio povo que os elege. Governos governando em causa própria.

Não se deixe enganar pelas espertezas dessas aves de rapina! Use a consciência plena e veja pelos olhos da razão!

Vital Frosi
Escrito por Vital Frosi
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A LIBERTAÇÃO DA TERRA DAS FORÇAS NEGATIVAS ESTÁ BEM PRÓXIMA

BOAS NOTÍCIAS: O LADO BOM DE 2020 – 1ª PARTE

Nesta segunda-feira você vai ver aqui, na coluna BOAS NOTÍCIAS a 1ª parte da retrospectiva de O Lado Bom de 2020, que o Rinaldo Oliveira e sua filha do SÓ NOTÍCIA BOA fizeram para nos lembrar que 2020 não foi um ano tão ruim. Que também teve muitas coisas boas. Então veja o editorial e o vídeo a seguir com todo esse conteúdo!

2020 entra para a história como um dos anos mais tristes da humanidade… as perdas, a pandemia, o isolamento, as tragédias… Mas se é fácil perder a esperança, também é preciso vibrar positivo pra que venha um ano novo melhor. Focar no que aconteceu de ruim não vai atrair coisa boa pra 2021. Por isso o SóNotíciaBoa preparou O Lado Bom de 2020. “Nós fizemos o programa no estilo “sessão da tarde de Natal”, sem aquele peso das retrospectivas de fim de ano da TV, que jogam a gente no buraco e nos enterram na tristeza. Nada disso”, garantiu Rinaldo de Oliveira, fundador do SoNotíciaBoa e apresentador do Lado Bom de 2020. O Lado Bom de 2020 põe a gente pra cima. Resume o que aconteceu de melhor no ano: histórias de cura, de vitória, de solidariedade, de empatia, de amor, de heróis, de gente que se superou, que acreditou, que venceu, que fez a gente chorar de alegria. “A gente pesquisou no portal e nas redes sociais do SóNotíciaBoa as notícias mais lidas, as mais curtidas, os vídeos mais acessados em 2020 e juntamos tudo pra virar uma história de Natal, com final feliz”, lembra Andréa Fassina, diretora de conteúdo do portal. E o curioso é a alegria que a própria pesquisa ia trazendo pra gente, pro ambiente, à medida em que a equipe ia selecionando as matérias que iam entrar no programa. Rever tudo o que contamos de bom em 2020 no SóNotíciaBoa renovou nossa própria esperança e gratidão. E foi tanta notícia boa em 2020, que tivemos que dividir o programa em dois capítulos.

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: O LADO BOM DE 2020 – 1ª PARTE

EDITORIAL: UMA LINDA MENSAGEM DE NATAL

Caro(a) leitor(a),

Hoje é Natal!

Uma data que, independentemente do credo ou da religião tem um simbolismo crucial para o desenvolvimento e evolução da raça humana, porque a mensagem do Natal, na figura de Jesus Cristo é única e exclusivamente o “AMOR”. Amar é o objetivo maior de qualquer ser humano, seja teísta ou ateu. A nossa experiência aqui é aprender a amar, através, muitas vezes,  de caminhos tortuosos, com sofrimento e dor. Nessa caminhada evolutiva vamos, aos poucos, nos polindo, nos lapidando até alcançarmos o nível de consciência cósmica que o criador delineou para todos nós. Portanto o texto a seguir é para todos aqueles que estão nessa longa caminhada da expansão da consciência!

É chegado o Natal!

Publicado em 24.12.2020

Reprodução | The Bible

A igreja instituiu o Natal como uma festa cristã para comemorar o nascimento de Jesus Cristo, desde o século IV. É uma celebração que acontece uma vez por ano em quase todas as nações do planeta, no dia 25 de dezembro.

O Natal é uma festa marcada pela troca de presentes entre as pessoas; pela refeição especial da ceia; pelas músicas natalinas e cantatas de natal nas igrejas, além das luzes que decoram as árvores de Natal e os jardins das residências.

Há um esforço para que o brilho do Natal apareça e não passe despercebido sem ser celebrado, mesmo porque é uma festa em que as pessoas se reúnem para estar em família, e muitos são encorajados a pedir e a liberar perdão e promover a reconciliação entre parentes e amigos.  O Natal tem esse poder restaurador e possui um significado profundo por agregar uma mensagem que oferece verdade e esperança a qualquer ser humano em desespero, inclusive:

“O povo que jazia nas trevas viu uma grande luz; e aos que estavam detidos na região e sombra da morte, a luz raiou”. (Mateus 4:16) 

Se Herodes tivesse conseguido matar Jesus, quando ordenou que todos os bebês do sexo masculino e com até dois anos de idade fossem mortos, ele teria conseguido impedir a realidade do Natal na vida das pessoas, e elas ficariam privadas de receber o poder transformador e a alegria verdadeira.

Portanto, a grande força do Natal não está no brilho das luzes, mas naquele que é a Luz do mundo que, ao invés de ser morto quando bebezinho, brilhou dentro do coração das pessoas do seu tempo, e continua a brilhar até os dias de hoje.

A turbulenta realidade pela qual o mundo atravessa, por efeito da pandemia do coronavírus, levou muitos governantes a penalizar o Natal como uma festa que pode vitimizar pessoas pelo simples ato de se reunirem em família. Mas, graças a Deus, o verdadeiro Natal já aconteceu!

Ele, Jesus Cristo, nasceu, morreu e ressuscitou; proclamou sua mensagem, e ainda continua nascendo em muitos corações.

Quando Jesus nasce dentro de nós, as velhas práticas morrem – ressuscitando novos homens e novas mulheres, afim de brilhar através da vida deles.

Este é o espírito do Natal que deve se movimentar em nosso interior, em que jamais alguém conseguirá deter seu espírito celebrativo, pois é um movimento orquestrado por Aquele que é “Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, e Príncipe da Paz”. (Isaias 9:6)

Feliz Natal, em família!

Ajude a evangelizar o mundo!

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo EDITORIAL: UMA LINDA MENSAGEM DE NATAL

REFLEXÃO: O QUE É DEUS NA VISÃO DE OSHO

Nesta terça-feira trago mais um texto maravilhoso publicado por Beth Michepud, em seu blog Sabedoria Universal, do grande Osho, sobre o maior questionamento que todo ser humano faz ao longo de sua existência: o que é Deus? A resposta de Osho é profunda e merece uma REFLEXÃO também profunda para se chegar uma conclusão coerente. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

E para você: o que é Deus?

 em 

 

Perguntaram à Osho: “- O que é Deus?”. E ele respondeu:

“Deus não é uma pessoa. Isto é provavelmente o mais longo mal entendido da história. Sempre que uma mentira é repetida por séculos ela parece verdade, mas não é. Deus é presença, não uma pessoa. É por isso que toda adoração é sem sentido. O espírito de oração é necessário, a oração não. Não existe ninguém para rezar, não existe possibilidade de diálogo entre você e Deus. Diálogo é possível apenas entre duas pessoas, e Deus não é uma pessoa mas uma presença – como a beleza, a alegria… o amor.. Deus simplesmente significa piedade.

Por causa disso é que Buda negou a existência de Deus. Ele quis enfatizar que Deus é uma qualidade, uma experiência – como o amor. Você não pode falar sobre o amor, você precisa vivê-lo. Você não precisa criar templos ao amor, você não precisa criar estátuas ao amor, e se prostrar aos pés dessas estátuas, isso é um contra-senso. (…)O homem tem vivido sob a pressão de um Deus enquanto pessoa, e duas calamidades tem surgido em função disso: Uma é o chamado homem religioso, que acredita que Deus está em algum lugar no céu e você precisa rezar para ele, para persuadi-lo a realizar seus desejos e a saciar suas ambições , para lhe dar prosperidade neste mundo e no outro mundo também. E isso é puro desperdício.

E no pólo, oposto pessoas que vêem a estupidez de tudo isso e se tornam ateístas; negam a existência de Deus. Eles tem um fundo de razão, mas ainda assim estão equivocados. Eles começaram negando não só a personalidade de Deus, mas também a experiência de Deus.Os teístas estão errados e os ateus estão errados; o homem precisa de uma visão nova, logo ele precisa sair dessas duas prisões.

Deus é a experiência definitiva do silencio, da graça, uma dimensão de celebração profunda incondicionada. Uma vez que você experimente Deus, acontece uma mudança radical em seu Ser. Então oração não é mais válida, a meditação se torna importante.Martin Buber dizia que orar é um diálogo entre você e Deus.Ainda existe uma relação entre eu – você, a dualidade persiste.

Buda está mais perto da verdade; você simplesmente salta para fora da mente, escorrega para fora da mente como uma cobra troca de pele. Você se torna profundamente silente. Não existe nenhum diálogo, nenhuma pergunta, nem monólogo tão pouco. Palavras desaparecem da sua consciência. Não existem desejos a serem cumpridos. A unicidade é aqui e agora.

Nessa tranquilidade, nessa calma total, você se torna consciente da qualidade luminosa da existência. Então, as árvores, as montanhas, os rios, as pessoas, tudo subitamente resplandece com uma aura luminosa. Tudo é radiante, e tudo é a vida única se expressando sob infinitas formas. O florescimento da existência em um milhão de formas, em um milhão de flores.Esta experiência é Deus!E todo mundo faz parte, porque você pode saber disso ou não, você ainda assim faz parte disso. A única possibilidade que existe é reconhecer isso ou não.A diferença entre uma pessoa iluminada e outra que não é iluminada, não é uma qualidade, ambas são absolutamente iguais. Existe apenas uma pequena diferença: a pessoa iluminada é ciente, e reconhece o final que permeia a totalidade, reconhece a essência sempre presente permeando tudo, vibrando, pulsando. Ela reconhece a batida do coração do universo. Ela reconhece que o universo não está morto, o universo é VIVO!

Essa Vida é Deus! A pessoa que ainda não alcançou a iluminação ainda dorme, vive nos seus sonhos. É claro, quando você não está desperto para sua própria realidade, como você pode despertar para a realidade dos outros? A primeira experiência precisa ser sua própria. Uma vez que você descubra a luz em você mesmo, você está apto a ver a luz em toda parte.

Deus precisa ser desembaraçado de todos os conceitos de personalidade. Personalidade é uma prisão. Deus precisa ser desembaraçado de qualquer forma particular; só assim pode assumir qualquer forma. Ele precisa ser desembaraçado de qualquer nome particular, só então pode assumir todos os nomes.Então, a pessoa vive em perfeita oração. (…) No entanto tudo o que ela diz é oração, tudo o que ela faz é oração e nessa oração ela cria seu templo. Ela está sempre se movendo nessa oração viva. Onde ela se senta se torna um lugar sagrado, tudo o que toca se transforma em puro ouro. Se permanece em silencio, seu silencio é ouro, se fala então seu som é ouro. Se está só, sua solitude é divina, se está com outras pessoas suas relações são divinas.

O básico, o mais importante é estar desperto para seu Ser mais profundo, porque este é o segredo de toda a existência.Meditação possui duas partes, o início e o fim. O início é chamado Dhyana, e o fim é chamado Samadhi.Dhyana é a semente, samadhi é a flor.Dhyana significa se tornar consciente de todos os trabalhos da mente, e todos os truques da mente – memórias, desejos, pensamentos, sonhos – estar consciente de tudo o que se passa dentro de você.

Dhyana é se tornar consciente, e samadhi é quando o consciente se torna tão profundo, tão total que é como o fogo que consome a mente e todas as funções. Consome pensamentos, desejos, ambições, esperanças, sonhos. Consome todo o complexo que preenche a mente.Samadhi é a dimensão onde a consciência está presente, mas nada mais resta dentro de você. A luz está presente mas não há mais objetos a serem iluminados.Comece com Dhyana, com a meditação e o final será Samadhi, o êxtase, e você saberá o que é Deus!

Não é uma hipótese, é uma experiência.Você precisa VIVER! É o único modo de conhecê-lo.” (Osho)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O QUE É DEUS NA VISÃO DE OSHO

BOAS NOTÍCIAS: MOTORISTA DE UBER ADOTA CACHORRA DE PASSAGEIRA QUE IA SER SACRIFICADA

Essa história me deixa comovido só de pensar. Porque fico imaginando se tivesse acontecido comigo, se teria tido a coragem, a sensibilidade, o altruísmo e o coração que esse cara teve e fico imaginado que talvez não. Então eu vejo quanto ainda tenho que percorrer para alcançar um nível consciencial que algumas  pessoas já trazem consigo. Mas o bom disso tudo é o aprendizado. Talvez não fizesse o que ele fez, Mas agora sei que sou capaz. E isso é sensacional. Então lhe convido a ler o artigo completo a seguir e se sensibilizar com essa atitude maravilhosa!

Motorista de app adota cachorra que passageira ia sacrificar

É de mais gente assim que o mundo precisa! Um motorista de aplicativo aceitou levar uma passageira com uma cachorra.

No meio do caminho ele ouviu telefonemas dela dizendo que estava decidida e ia sacrificar a bichinha porque ela estava com uma doença grave, muito cara para ser tratada.

“Falando com a irmã, ela soltou que iria fazer uma eutanásia na cachorra, isso mesmo gente, ia matar a cachorra com uma injeção. Por que? Ela levou a cachorra em um veterinário que disse que tinha uma suspeita de [uma doença muito grave] e que a cirurgia seria R$ 5 mil e os exames mais de R$ 1 mil e que não teria dinheiro pra fazer isso”, contou o motorista Emerson Lima, do Rio de Janeiro.

Impressionado com a história, sabe o que ele fez? Perguntou para a passageira se poderia ficar com a cachorra.

E a mulher concordou.

“Demos meia-volta para Copacabana, ela entregou o saco de ração e as vasilhas da cachorra […], agradeci e fui embora. Ela nem se despediu”, disse Emerson.

Vida

Ele não sabia direito o que fazer, mas estava decidido a ajudar da cachorra e deu a ela o nome de Vida.

“Liguei logo pra um amigo que adora cachorro e pedi ajuda […] para levá-la em uma clínica. Fizemos um ultrassom, que constatou um nódulo de 2 centímetros no ovário”, explicou o motorista.

Ele pegou a cachorra no final do mês passado e a cirurgia foi marcada para a semana seguinte.

De acordo com Emerson, os exames ficaram em R$ 120 e o procedimento cirúrgico R$ 600, valor muito abaixo do informado pela mulher que queria sacrificar a Vida.

“É chocante pensar que a eutanásia custaria R$ 500, valor equivalente ao tratamento que salvará a vida da cachorrinha”.

Emerson está determinado a das à Vida a vida amorosa e tranquila que ela merece. “Quando nos esforçamos […] conseguimos mudar não só a realidade de pessoas mais também de animais; hoje eu vi mais uma vez que o que importa não é o que você mostra para os outros e sim o que tem no seu coração”, concluiu o motorista.

Com informações do CatioroReflexivo

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MOTORISTA DE UBER ADOTA CACHORRA DE PASSAGEIRA QUE IA SER SACRIFICADA

BOAS NOTÍCIAS: HOMEM CANANDENSE REALIZA AÇÃO HUMANITÁRIA IMPRESSIONANTE COM FAMÍLIA AMERICANA

Uma Ação de amor ao próximo, altruísmo e solidariedade é destaque da coluna BOAS NOTÍCIAS desta quarta-feira com a história do homem canadense que saiu do seu conforto em pleno inverno rigoroso para ajudar uma mulher e seus dois filhos a percorrerem 1.700 km até encontrar o seu marido e pai das crianças. Então, leia o artigo completo a seguir.

Homem canadense leva presa família americana mil milhas até o Alasca

 

 

 

Gary Bath

Embora a maioria das mulheres modernas geralmente não goste de pensar em si mesmas como donzelas em perigo, quando o destino as coloca em perigo, às vezes a única coisa a fazer é chamar um cavaleiro de armadura brilhante para o resgate. Para uma mulher americana, aquele cavaleiro acabou por ser um guarda florestal canadense.

Lynn Marchessault estava ao volante de uma caminhonete rebocando um grande trailer enquanto ela e seus dois filhos se dirigiam ao Alasca para se juntar ao marido na base militar onde ele serve atualmente.

Embora Marchessault seja um ex-militar e esteja acostumado a situações difíceis, mesmo depois de atualizar para pneus de neve cravejados, o Southerner não estava preparado para as condições de neve que pioraram gradualmente à medida que viajavam para o norte.

Em vez de arriscar ferir seus filhos ou ela mesma, Marchessault decidiu sair da estrada e acampar em uma pousada na rodovia que havia sido construída para abrigar trabalhadores temporários. Seu marido, preso devido aos protocolos do COVID-19, não pôde vir em seu auxílio, então Marchessault enviou um pedido de ajuda online.

A mensagem foi detectada pelos olhos vigilantes de Gary Bath, que mora com sua esposa, Selena, em Fort St. John, British Columbia. Embora a caminhada fosse de cerca de 1.700 quilômetros (cerca de 1.056 milhas), ele estava determinado a levar essa mulher que nunca conheceu e seus filhos ao seu destino.

“Eu não me importava com a distância, eu só sabia que eles precisavam de ajuda e eles tinham alguns poucos dias para chegar à fronteira antes que eles tivessem problemas”, disse Bath à CBC News .

Além das condições estressantes para dirigir, como guarda florestal, Bath sabia que os americanos só têm um certo período de carência para chegar ao Alasca dos 48 estados mais baixos até o Alasca.

Bath e sua esposa, com o carro carregado de provisões, encontraram-se com Marchessault e sua família na estalagem. Confiando-os aos cuidados de Bath, Selena dirigiu para casa, deixando Bath para trás para executar seu cavaleiro nas funções de motorista de armadura brilhante.

Com Bath como piloto, o resto da viagem transcorreu sem intercorrências. Todos no carro observaram as precauções do COVID-19 e o grupo chegou ao seu destino na fronteira do Alasca, perto de Beaver Creek, no Yukon, de bom humor.

Com suas cargas entregues com segurança, Bath agora enfrentava a difícil tarefa de fazer a viagem de volta, mas ele não precisava se preocupar. A notícia de sua boa ação espalhou-se rapidamente.

Graças ao boca a boca entre seus colegas guarda-parques, combinado com generosas contribuições públicas para sua passagem aérea para completar a etapa final de sua jornada, Bath voltou para casa em tempo.

Bath diz que por mais feliz que estivesse em ajudar, ele também foi tocado pela generosidade de outras pessoas que ajudaram ao longo do caminho.

Marchessault estava cheio de elogios para o homem que salvou o dia – e para sua esposa também. “Somos eternamente gratos a Gary e sou grata a sua esposa por tê-lo criado e emprestado”, disse ela.

Parece que Marchessault e Selena Bath realmente se deram bem e esperam renovar a amizade quando a família voltar para o sul.

E se esse não é um final comovente para uma história que começou em um dia nevado de inverno, não sabemos o que é.

Fonte: good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: HOMEM CANANDENSE REALIZA AÇÃO HUMANITÁRIA IMPRESSIONANTE COM FAMÍLIA AMERICANA

BOAS NOTÍCIAS: MÃE REENCONTRA FILHO QUE HAVIA DADO PARA ADOÇÃO 45 ANOS DEPOIS

Uma história comovente e emocionante de reencontro de mãe e filho é o destaque, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS desta segunda-feira e assim começamos bem essa semana. Leia o artigo completo a seguir e saiba como tudo aconteceu!

‘Mãe, sou eu!’ Mulher encontra filho que ela colocou para adoção há 45 anos e confirma que tomou a decisão certa

No mês passado, 45 anos depois, ela recebeu um telefonema e conheceu o homem que se beneficiou dessa difícil decisão.

Wes Fenner encontrou sua mãe por meio de testes de DNA, depois de viver uma boa vida com uma família amorosa. Ele trabalha para um grande banco em Nova Orleans e começou sua própria família.

Depois de falar com Brenda ao telefone por algumas semanas, ele voou para o norte do Texas para encontrá-la ao lado de um lago.

Ela disse ao NBC-5 News sobre ouvir uma voz atrás dela: ‘Mãe, sou eu.’ ”

Wes disse: “Não sou um grande chorão, mas foi definitivamente um daqueles momentos. Era como olhar para mim mesmo, uma versão um pouco mais velha de mim mesmo, no espelho. ”

“Você sabe que se pergunta sobre natureza versus criação”, disse Van Sickle. “Nós mandamos letras de músicas um para o outro e ele ouve a mesma música que eu. Gostamos dos mesmos filmes. Temos o mesmo senso de humor sarcástico. Eu vou, ‘Sim, este é meu filho.’ ”

ASSISTA as notícias abaixo – ou leia a história completa na NBC-5 …

CONFIRA : Enfermeira adotou homem com autismo depois de conhecê-lo em apenas 2 dias para que ele pudesse receber um transplante cardíaco

Fonte: Good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MÃE REENCONTRA FILHO QUE HAVIA DADO PARA ADOÇÃO 45 ANOS DEPOIS

AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

Nesta segunda-feira a nossa coluna AUTOCONHECIMENTO trás um depoimento muito tocante e revelador. O case da youtuber May Andrade, que nos revela o pode que existe dentro de cada um de nós, que ela chama carinhosamente de “Divina Centelha”. Ao ler esse depoimento você vai entender que isso também pode acontecer com você. Somos todos iguais, temos o mesmo poder. Temos o Livre Arbítrio e é tudo que precisamos para entendermos que somos deuses em evolução e que podemos tudo. Então, convido você a ler o texto completo a seguir e transformar a sua vida, assim com a May transformou a dela!

May Andrade

“O Medo travava a minha Vida”

Quando comecei meu canal no YouTube, ele era um diário de expansão da minha consciência. Naquela época eu havia começado a estudar física quântica, lei da atração, metafísica e eu estava fazendo a Ressonância Harmônica.

Esse era o último recurso que eu tinha para fazer minha vida dar certo de verdade. Eu queria ter mais abundância e harmonia em todas as áreas da minha vida e realmente vencer na vida.

Eu tinha muitos medos e através dos estudos de autoconhecimento pude identificar que a maioria deles vinha das crenças religiosas que eu tinha. Uma delas era o medo do inferno e o medo de Deus.

Eu achava que sabia quem Deus era e achava que pensava que ele era amor incondicional, mas o amor incondicional não nos enche de regras e um pai/mãe verdadeiramente amoroso não puniria filhos à um castigo tão cruel e sádico como o inferno eterno.

Aos poucos fui vencendo meus medos, um dia de cada vez. Às vezes o medo batia tão forte que eu parava de estudar por uma semana, até que os problemas da vida me faziam ter forças pra continuar procurando um caminho diferente daquele que não estava me dando resultados da vida abundante que eu queria.

Comecei a perceber padrões diferentes dos meus na vida das pessoas prósperas e de sucesso, e a notar que as pessoas muito presas em crenças religiosas tinham uma vida de limitações em várias áreas, e também uma vida de muito julgamento aos demais.

Comecei a perceber que eu me sentia muito mal quando julgava as pessoas, e que isso não me deixava feliz. Comecei a perceber o alívio que inundava o meu coração quando eu considerava a ideia de não existir esse tal de inferno e de ver Deus como O TODO, a Fonte Criadora, como é descrito na física quântica e na filosofia Hermética (O Caibalion).

Eu passava madrugadas chorando e falando com Deus, pensava que estava ficando louca. Eu pedia pra ele me ajudar a entender, que eu só estava sendo sincera e buscando a verdade. Eu pedia pra ele não ficar com raiva de mim por eu estar só perguntando, pois eu imaginava que, sendo mãe como sou, eu jamais me zangaria e castigará meu filho porque ele só estava pedindo informações.

Um dia me deparei com um áudio do volume I do Livro Conversando com Deus, na voz do Lucas no YouTube. Comecei a ouvir, e tive momentos intensos de choro enquanto as fichas caíam e eu descobria que Deus é na verdade O TODO, a Fonte Criadora, e que existe uma Centelha Divina em cada elemento de Sua sagrada criação.

A minha imagem de Deus mudou. De um Deus tirano, sádico e mal que castiga seus filhos com a danação e a tortura eterna, para uma Fonte Eterna de Energia que é puro amor, graça, abundância e compaixão!

Muitas outras coisas aconteceram, muitos livros foram atraídos até mim, e um ia complementando o outro e a minha consciência ia se expandindo. Quanto mais eu aprendia, mais eu expandia, fichas iam caindo e tudo começa a fazer sentido, como se as peças de um complexo quebra cabeças fossem finalmente se encaixando.

Quanto mais eu aprendia, quanto mais conhecimento ia entrando em meu subconsciente, menos medos eu tinha. Até que o véu se rasgou de tal forma que eu me sentia destemida, corajosa e sem medos, ao ponto de rir de tudo que um dia eu tive medo. Tudo ficou tão óbvio e esclarecido.

Durante essa jornada de autoconhecimento e expansão de consciência, minha vida foi melhorando muito, em todas as áreas. No meu casamento, meu marido dizia que eu estava melhor do que nunca, e começou a dar atenção a tudo que eu estava estudando e por ver minhas mudanças ele começou a estudar também.

Mudei no meu relacionamento com as pessoas, mudei comigo mesma, antes eu tinha uma auto estima muito baixa, me achava feia e por isso não me arrumava, me sentia fraca e dependente da ajuda das pessoas, hoje me sinto linda, amo tanto esse avatar que minha Centelha escolheu para viver essa experiência temporariamente humana. Me amo e me aceito profundamente.

Minha vida financeira também deu um salto quântico, em apenas 4 meses de canal fizemos o primeiro curso e começamos nossa empresa online com resultados que impressionaram os mais experientes do marketing digital. Hoje eu moro num lindo apartamento que exala Prosperidade, hoje eu tenho abundância financeira e total confiança de que a Fonte Criadora que provê tudo para mim é inesgotável. Contas à pagar são bençãos à pagar e eu me sinto tão agradecida.

É difícil mensurar tanta mudança em minha vida num curto espaço de tempo. Em apenas 10 meses o nosso canal chegou a 100 mil inscritos, o que seria 10 mil inscritos por mês, isso é um fenômeno.

Sei que cada um de nós tem sua própria história e sua própria trajetória. Acredito que a vida nos dá as experiências necessárias para a nossa evolução e expansão de consciência. Então, talvez o seu caminho não será exatamente como foi o meu, mas tem alguns conselhos que eu posso te dar que vão realmente funcionar para você seja qual for a sua história e trajetória.

Primeiramente invista em autoconhecimento, conhece-te a ti mesmo, faça auto análise. Pare de olhar para os outros e para o que está de errado no mundo, fazer isso só vai te causar mais sofrimento e tirar todo seu poder. O verdadeiro poder está em olhar para dentro e mudar nosso mundo interior, é só assim que a gente muda o nosso mundo exterior.

Quando eu falo em investir em autoconhecimento eu falo em você ler livros, fazer cursos na área, separar um tempo para mergulhar nos estudos. Essa fase de casulo é necessária e muito intensa no começo. Depois você poderá sair do casulo, mas não se apresse, a lagarta só sai de lá quando ela vira borboleta. Mas nunca deixe de buscar por coisas que te ajudem no autoatendimento, seremos eternos estudantes, eternos aprendizes. Sempre há mais para aprender e para evoluir.

Faça da meditação e da gratidão um hábito. Essas duas práticas me ajudaram muito a acelerar todo o processo. Quanto mais você medita, mais você cala a voz do ego. O ego é o que tem medo e as crenças limitantes. é ele quem faz você se auto sabotar.

A gratidão tem um enorme poder de atração de bençãos e energias positivas. Se você soubesse como seu campo vibracional fica elevado e poderoso quando prática a gratidão sincera, você daria mais valor a esse simples hábito. A gratidão é mesmo mágica. Eu usei e ainda uso muito o caderno da gratidão, logo após a meditação todos os dias. Escrever as bençãos foi um divisor de águas em minha vida e foi fator determinante para atrair as oportunidades que me ajudaram a subir na vida.

Bom, minhas queridas e lindas Centelhas Divinas, você está com a chave da porta das bênçãos em suas mãos, essa porta só você pode abrir, ela se abre de dentro para fora. Seja determinado e se desapegue de todas as crenças que possam estar limitando você. Esteja disposto a assumir a responsabilidade por melhorar a sua própria vida, porque essa missão é só sua e de mais ninguém. Salva-te!

– May Andrade

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

O destaque deste domingo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é a dualidade entre o a Amor e o Medo. O medo é um fator limitador na dos humanos. O seu maior antagonista se chama Amor. É cultivando e desenvolvendo o amor que se bane o medo das nossas vodas. O texto a seguir esclarece como isso acontece conosco!

O amor e o medo - Academia de Filosofia | Academia de Filosofia

O Amor é a Resposta ao Medo

Mensagem de 16 de Novembro de 2020

O amor é a resposta ao medo

A melhor maneira de criar uma vibração mais elevada permanentemente, que é o que é necessário, é dissolver as limitações, o medo em sua vida. Cada limitação é baseada no medo. Seja qual for a limitação, a raiz disso é o medo. E como você sabe, o oposto do medo é o amor. E assim o amor é a resposta. Você tem que olhar para dentro e ver onde é que não estou me amando? O que está criando a limitação que estou vendo agora? Quando você tem uma limitação da qual está ciente, pergunte-se: “Onde, dentro dessa limitação, não estou me amando? Como estou me julgando? Como estou dizendo a mim mesmo que não sou bom o suficiente? Como estou dizendo a mim mesmo, não mereço?

Entenda que você é aquele que está criando a limitação, mantendo a limitação. Inicialmente, essas limitações são inconscientes. Então, quando você é capaz de resolvê-los, eles se tornam conscientes. Mas, como você sabe, pode estar consciente de muitas de suas limitações, mas elas não desaparecem. Eles não vão embora porque você não os investigou, não descobriu o sentimento e o pensamento inconscientes por trás dessa limitação.

Alcazar – Fonte:https://voyagesoflight.blogspot.com/
Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Lu

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

BOAS NOTÍCIAS: PARA NÃO SEPARAR A FAMÍLIA, CASAL BRASILEIRO ADOTA CINCO IRMÃOS

A nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta terça-feira trás uma bela história com final feliz. Um casal do Paraná adotou 5 irmãos que estavam em um abrigo e evitou que a família se separasse. Um ato de solidariedade e compaixão poucas vezes visto. Que Deus abençoe esse casal e sua nova família e lhes dê um futuro pleno e maravilhoso. Leia o artigo completo a seguir e saiba dos detalhes!

Casal brasileiro adota cinco irmãos pra não separar a família

Por redação

Um casal do Paraná adotou 5 irmãos que estavam em um abrigo e evitou que a família se separasse.

A nova mãe disse que foi amor à primeira vista. O coração disparou e ela teve a certeza de que eram os filhos dela.

“As crianças já vieram no meu colo e, assim, começou a nossa história”.

O processo de adoção levou um ano e em outubro, a crianças, com idades de 4, 5, 7, 8 e 9 anos, receberam os novos registros com os nomes dos novos pais.

A história

O casal, de Peabiru, no Paraná – que teve os nomes preservados – entrou com o processo de habilitação para adoção em 2018 e esperou a conclusão do procedimento e inclusão no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Em 2019, eles retornaram ao Fórum de Peabiru e mudaram o perfil dizendo que aceitavam um grupo de irmãos de até sete anos de idade.

Em julho, veio o telefonema da Vara de Infância da Comarca de Palmital com a notícia: cinco irmãos precisavam de amor e de uma família, mas alguns estavam acima da idade pedida.

20 minutos depois o casal retornou a ligação para o Fórum dizendo um sonoro “sim” e foram conhecer as crianças no dia seguinte.

Vida nova

Depois a visita os pais alugaram uma casa maior, em Palmital, para poder ficar com as crianças no estágio de convivência. E deu tudo certo.

No mês passado saiu a guarda definitiva das crianças e elas receberam os registros com o sobrenome dos novos pais.

“Foi um momento simbólico receber o registro dos cinco. Não vivo mais sem essa gritaria, eles alegram a minha casa. Estamos muito felizes”, comemorou a mãe.

Fonte: sonoticiaboa.com.br

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: PARA NÃO SEPARAR A FAMÍLIA, CASAL BRASILEIRO ADOTA CINCO IRMÃOS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho