SAÚDE: CADASTRO PARA XEPA DA VACINA CONTRA COVID-19 TEVE INÍCIO NESTA QUINTA-FEIRA (22) EM NATAL

Natal inicia a partir desta quinta-feira cadastro para a xepa da vacina contra a Covid-19

Saiba como se cadastrar na xepa da vacina em Natal | Rio Grande do Norte | G1

A partir desta quinta-feira (22) pessoas a partir de 18 anos, residentes em Natal, que morem no entorno de uma das 35 UBS que vacinam contra a Covid-19 ou no entorno de um dos quatro drives, podem se cadastrar para a xepa da vacina.

Caso haja sobra de vacina, a UBS fará contato telefônico pedindo o comparecimento da pessoa em até 20 minutos para receber o imunizante. As salas de vacinação das 35 UBS funcionam até às 15h. Havendo sobra de imunizante, a UBS vacinará até 15h30. Os drives funcionam até às 16h e, se houver doses disponíveis, funcionarão até às 16h30. Caso a pessoa contactada não chegue, seu cadastro vai para o último lugar da ordem cronológica.

“Se hoje houver sobra, nossa equipe já inicia hoje a vacinação. Essa ação é muito importante, porém lembro às pessoas que em Natal há poucas sobras de vacina, pois tentamos otimizar o máximo o fluxo para que não haja perda. O imunizante da Oxford após aberto pode ser armazenado por até 48h, os imunizantes Coronavac e Pfizer têm durabilidade de até seis horas, então se houver sobras serão com esses dois últimos”, explica o secretário municipal de Saúde, George Antunes.

A SMS Natal, com intuito de dar transparência nessa ação, vai disponibilizar no prazo de até 72 horas no site https://vacina.natal.rn.gov.br/ , a data, número do cadastro e local onde a pessoa foi vacinada. Para maior agilidade na inserção dos dados é importante que a pessoa esteja cadastrada no RN Mais Vacinas.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo SAÚDE: CADASTRO PARA XEPA DA VACINA CONTRA COVID-19 TEVE INÍCIO NESTA QUINTA-FEIRA (22) EM NATAL

SAÚDE: DURAÇÃO DA IMUNIDADE DAS VACINAS CONTRA COVID-19 NO ORGANISMO É INFLUENCIADA POR DIVERSOS FATORES E VARIA DE PESSOA PRA PESSOA

O que a ciência sabe sobre a duração da imunidade das vacinas contra a Covid-19

Especialistas explicam que o desenvolvimento da imunidade é influenciado por diversos fatores e pode variar de uma pessoa para outra

Lucas Rocha, da CNN, em São Paulo
20 de julho de 2021 às 04:30

Profissional da saúde prepara vacina contra Covid-19 em Santos (SP)
Foto: Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo (22.jun.2021)

Desde o início das campanhas de vacinação no mundo, a comunidade científica global busca responder quanto tempo dura a proteção das vacinas disponíveis contra a Covid-19. Segundo especialistas consultados pela CNN, o desenvolvimento da imunidade é influenciado por diversos fatores e pode variar de uma pessoa para outra.

Além disso, a ausência de um teste específico que indique se uma pessoa está protegida também torna difícil estimar com precisão a duração da imunidade. No entanto, alguns estudos recentes fornecem algumas pistas.

Covid-19: o que as pessoas que tomaram as duas doses da vacina precisam saber
Saiba quais são os efeitos colaterais das vacinas de Covid-19 em uso no Brasil
Posso pegar Covid-19 depois das duas doses da vacina? Por que alguns morrem?
O que dizem os estudos
A Pfizer divulgou um comunicado em que afirma, com base nos resultados dos estudos de fase três, que a eficácia de sua vacina é de pelo menos seis meses após a vacinação com a segunda dose.

Em entrevista à CNN, o coordenador do teste clínico da vacina no Brasil, Cristiano Zerbini, adiantou resultados de um estudo que será publicado no periódico científico New England Journal of Medicine.

Os resultados apontam que sete dias após a 2ª dose da vacina da Pfizer houve proteção de 95% a 100% contra a Covid-19. Depois de seis meses, a proteção se manteve em 100% em um grupo de pessoas, mas chegou a reduzir para 86% em outras, principalmente na América Latina, incluindo Brasil e Argentina.

“Notamos que há uma diminuição de 6% da efetividade a cada 2 meses”, disse Zerbini à CNN. A imunidade robusta da vacina da Pfizer também foi verificada em um estudo publicado na revista científica Nature.

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Oxford, os níveis de anticorpos induzidos por uma única dose da vacina da AstraZeneca diminuem gradualmente, mas permanecem elevados por pelo menos um ano. A pesquisa não avaliou a duração da proteção após a segunda dose.

A farmacêutica Janssen divulgou que seu imunizante de dose única gera uma forte resposta de anticorpos neutralizantes que não diminuem com o tempo. Os estudos consideram um prazo de oito meses e também avaliam a ação das células do sistema imunológico.

Um dos estudos mais recentes sobre a Coronavac, publicado no New England Journal of Medicine, destaca que a vacina alcançou uma efetividade de cerca de 86% no Chile. Apesar dos dados positivos, a pesquisa não indica a persistência de anticorpos ou da ação de células de defesa ao longo do tempo.

Dose de reforço x terceira dose
O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Fonseca, explica que há uma diferença entre dose de reforço e terceira dose. “A terceira dose acrescenta uma dose aos protocolos atuais. Para uma vacina funcionar, você tomaria a primeira, segunda e terceira doses. Isso é diferente de uma dose reforço, que é dada depois de algum tempo, como acontece por exemplo com a febre amarela ou a tríplice viral. Essa dose é dada depois de algum tempo para compensar a queda da resposta imune”, diz.

Segundo os especialistas, ainda são necessárias evidências científicas para determinar a necessidade de uma terceira dose das vacinas contra a Covid-19. “A resposta que temos com base nos estudos publicados é que os protocolos incluem duas doses, com exceção da vacina da Janssen, que é de dose única. Portanto, uma terceira dose não é necessária para que sejam conferidas as respostas protetoras garantidas em bula”, afirma Flávio.

A opinião também é compartilhada pelo presidente do Comitê Científico da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), João Viola. “Não há nada concreto sobre a terceira dose ser importante ou não. Se isso realmente vai aumentar a imunidade e trazer uma eficácia maior do que a que já temos nesse momento e prolongar a resposta imune, ainda não está certo”, complementa.

O especialista defende a prioridade da imunização da população com as duas doses. “Nesse momento, eu diria que é muito mais necessário usar as doses que temos para completar mais rapidamente a imunização da população. Ainda temos uma baixa cobertura nacional”, diz.

Em relação à variante Delta, os especialistas afirmam que, apesar de uma certa resistência, a linhagem ainda é suficientemente sensível às duas doses dos imunizantes. “A variante Delta não é motivo para aplicação de uma terceira dose. São mais especulações do que conclusões baseadas em evidências”, diz Flávio.

Nesta segunda-feira (19), a Pfizer inicia um estudo com mais de 10 mil voluntários pelo mundo com a aplicação de uma dose de reforço. No Brasil, 885 pessoas participarão dos testes. Os voluntários serão acompanhados por um ano, e em até dois meses os pesquisadores devem ter uma análise preliminar que mostrará os efeitos da dose de reforço. “Vamos esperar os resultados da ciência antes de querer tomar a terceira dose e misturar vacinas”, disse o coordenador do teste clínico da vacina no Brasil, Cristiano Zerbini.

O Governo de São Paulo anunciou, nesta segunda-feira, que vai iniciar uma nova campanha de vacinação contra a Covid-19 em 17 de janeiro de 2022. Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, não há um estudo que comprove a necessidade de uma terceira dose. “Isto não é reforço, isto é uma necessidade que nós temos de estar sempre anualmente fazendo uma proteção”, afirmou, em entrevista coletiva.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta segunda-feira a realização de um estudo clínico para avaliar a segurança, a eficácia e a imunogenicidade de uma terceira dose da vacina da AstraZeneca em participantes do estudo inicial que já haviam recebido as duas doses do imunizante, com um intervalo de quatro semanas entre as aplicações.

Entenda os mecanismos que conferem a imunidade
A indução da resposta imune pode ser feita por diferentes metodologias. As vacinas consideradas clássicas, como a Coronavac, utilizam o vírus inativado ou atenuado, incapaz de se replicar. Outro tipo de tecnologia é utilizado para as vacinas genéticas, como a da Pfizer, que utiliza o material genético do novo coronavírus, e da AstraZeneca e da Janssen, que utilizam um vírus enfraquecido para transportar os genes virais para dentro das células, desencadeando a resposta imune.

Segundo os especialistas, a geração da imunidade contra a Covid-19 é um processo complexo, que envolve diferentes estruturas do organismo. O principal alvo dos estudos de eficácia das vacinas são os anticorpos neutralizantes, capazes de bloquear a entrada do vírus nas células humanas.

No entanto, os especialistas afirmam que não é possível estimar a proteção de uma pessoa vacinada somente a partir da avaliação da presença de anticorpos neutralizantes. O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Fonseca, explica que a proteção contra a doença também envolve a resposta celular, que consiste na ativação de outras células do sistema imunológico.

Dessa forma, ainda que uma pessoa não tenha desenvolvido uma grande quantidade de anticorpos neutralizantes, é possível que ela esteja protegida pela ação das outras células de defesa do organismo.

Nível de imunidade pode ser influenciado por diversos fatores
Apesar das diferenças de tecnologia, todas as vacinas disponíveis no Brasil são seguras e eficazes. No entanto, uma série de fatores do organismo podem influenciar a potência e a duração da resposta imunológica.

O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia explica que a resposta imunológica pode ser menos eficaz em pessoas que fazem parte dos extremos de idade, como idosos e crianças abaixo de cinco anos. A resposta imunológica também pode ser mais baixa em pessoas que apresentam algum tipo de alteração na imunidade, como pacientes com câncer e doenças autoimunes.

Cientistas buscam teste que indique a proteção após a vacinação
O pesquisador Jorge Kalil Filho, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), destaca que o conhecimento sobre a imunidade em relação à Covid-19 é dinâmico e tem sido ampliado ao longo da pandemia.

“No início da pandemia, eu dizia que quem teve a doença estava protegido. Como não havia variantes, as pessoas que já tinham tido a doença montavam uma resposta protetiva que se mantinha. As reinfecções surgiram com as variantes”, afirma.

Segundo Kalil, até o momento, não há um teste específico que permita confirmar o nível de proteção de uma pessoa vacinada contra a Covid-19.

Avaliação da duração da imunidade requer tempo
A diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Mônica Levi, explica que além dos testes laboratoriais, a eficácia e a duração da imunidade induzida pelas vacinas podem ser avaliadas em estudos de efetividade, que fazem o acompanhamento de grandes populações vacinadas.

Segundo Mônica, cada laboratório produtor de vacina desenvolve uma metodologia própria de quantificação de anticorpos e da ativação da resposta celular. Por isso, não é possível comparar os números de anticorpos dos estudos entre imunizantes diferentes. “O mais importante é comparar os vacinados com os não vacinados e ver os números de casos entre os que receberam ou não a vacina”, explica.

A especialista diz que o tempo de aplicação das vacinas contra a Covid-19 no mundo é relativamente curto, o que limita a resposta com base em evidências sobre a duração da imunidade.

Todas as vacinas são eficazes
As vacinas contra a Covid-19 são desenvolvidas a partir de diferentes tecnologias, mas todas têm o objetivo comum de induzir a resposta imunológica, que envolve a produção de anticorpos neutralizantes contra o SARS-CoV-2, vírus causador da doença, e a ativação de células de defesa do organismo. Os imunizantes oferecem proteção, porque previnem a doença, especialmente nas formas graves, reduzindo as chances de morte e internações.

Fonte:CNN

Continuar lendo SAÚDE: DURAÇÃO DA IMUNIDADE DAS VACINAS CONTRA COVID-19 NO ORGANISMO É INFLUENCIADA POR DIVERSOS FATORES E VARIA DE PESSOA PRA PESSOA

CIDADE DE FLORIANÓPOLIS COMPLETA DUAS SEMANAS SEM MORTES DECORRENTES DA COVID-19

Florianópolis completa duas semanas sem mortes por Covid-19

Com cerca de 71% da população parcialmente imunizada, capital catarinense investe na aplicação da segunda dose

Gabrielle Ravasco Da CNN, em Florianópolis

18 de julho de 2021 às 18:54

Florianópolis completa duas semanas sem mortes por Covid-19

A cidade de Florianópolis (SC) completou duas semanas sem registrar mortes decorrentes da Covid-19. A vacinação neste segunda-feira (19) será apenas para segunda dose. Quem tomou a primeira dose da AstraZeneca ha há pelo menos dez semanas ou a Coronavac em no mínimo 28 dias será imunizado.

A Prefeitura afirma que não há como abrir novas faixas de idade de vacinação por falta de vacina suficiente, por isso a estratégia pela segunda dose. Mais de 71% da população está vacinada com pelo menos uma dose do imunizante.

A última morte registrada no sistema municipal foi em 4 de julho, informou a prefeitura. Segundo o governo local, o avanço da vacinação contra o novo coronavírus é a causa do recuo no número de óbitos pela doença.

Em Santa Catarina, nove regiões estão em nível grave para a Covid-19 e sete em nível gravíssimo. A ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 no estado está em cerca de 77% – e na Grande Florianópolis o índice é ainda menor, por volta de 46%.

Continuar lendo CIDADE DE FLORIANÓPOLIS COMPLETA DUAS SEMANAS SEM MORTES DECORRENTES DA COVID-19

PONTO DE VISTA: A MENTIRA ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS CARO DORIA

Caro(a) leitor(a),

Costumo dizer que a cada dia a mentira tem pernas cada vez mais curtas. E os exemplos estão ai pra gente ver. O último foi a notícia de que o governador de São Paulo, ávido defensor da vacina Coronavac e da vacinação, testou positivo para Covid-19 pela segunda vez, mesmo tendo sido vacinado com as duas doses da famigerada vacina chinesa. No início a argumentação do governador era sobre a eficácia da vacina, ou seja, a proteção da vacina como imunizante, como um agente que nos deixaria refratários, insensíveis, com relação ao vírus. Agora, a realidade pós vacinação está mostrando através do seu maior defensor que não existe eficácia quanto contrair a doença e logo através de quem? Dele, Dória, o grande defensor da Coronavac. Então, imediatamente a argumentação muda e passa a ser: “todos estão suscetíveis a serem infectados e transmitir o vírus, mesmo vacinados.” “Estou me sentindo muito bem, disposto e tenho convicção que estou sendo protegido contra o agravamento da doença pela vacina do Butantan, a qual já tomei as duas doses”. E já esquece de imediato a afirmação anterior sobre a vacina proteger quanto a contrair o vírus. Mas já houve, inclusive quem tomou as duas doses da vacina e morreu como foi o caso do sambista carioca Nelson Sargento. Então meu caro Doria, seja mais humilde, reconheça que mentiu para a população e aprenda que os tempos mudaram. Estamos vivendo uma transição planetária onde não existe mais espaço para a mentira e a enganação e a verdade já está imperando. A mentira está com os dias contados!

Doria testa positivo para Covid-19 pela segunda vez

Ela já tinha sido vacinado com as duas doses da CoronaVac.

Publicado em 15.07.2021

Por  

 

Valter Campanato | Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), testou positivo para Covid-19 pela segunda vez.

A primeira infecção ocorreu em agosto de 2020.

Ela já tinha sido vacinado com as duas doses da CoronaVac.

Nas redes sociais, o tucano afirmou que “todos estão suscetíveis a serem infectados e transmitir o vírus, mesmo vacinados.”

“Estou me sentindo muito bem, disposto e tenho convicção que estou sendo protegido contra o agravamento da doença pela vacina do Butantan, a qual já tomei as duas doses”, acrescentou.

Editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: A MENTIRA ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS CARO DORIA

FRANÇA ANUNCIOU QUE VIAJANTES IMUNIZADOS CONTRA COVID-19, SEJA QUAL FOR A PROCEDÊNCIA, PODERÃO ENTRAR NO PAÍS

França libera entrada de turistas brasileiros totalmente vacinados

Medida vale para quem foi imunizado com Pfizer, AstraZeneca ou Janssen. Quem tomou CoronaVac não será beneficiado

INTERNACIONAL

R7, com AFP

A Torre Eiffel, em Paris, foi reaberta a visitantes na última sexta-feira

BERTRAND GUAY / AFP

A França anunciou neste sábado (17) que viajantes com imunização completa contra a covid-19 poderão entrar no país seja qual for sua procedência a partir deste domingo (18). Com isso, brasileiros também poderão entrar em terras francesas.

No entanto, a medida vale apenas para quem foi imunizado com uma das vacinas reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos, ou seja, Pfizer, Moderna, AstraZeneca ou Janssen. Apesar de aprovadas pela OMS, as chinesas Sinopharm e Sinovac não são aceitas pelo país, o que afeta os brasileiros imunizados com a CoronaVac, a versão da Sinovac produzida pelo Instituto Butantan. A vacina russa Sputnik V, que não é validada pela União Europeia ou pela OMS, também não é aceita.

“Ao mesmo tempo e porque as vacinas são eficazes contra o vírus, especialmente sobre a variante Delta, as restrições que pesam sobre os viajantes já vacinados totalmente com uma vacina reconhecida pela Agência Europeia de Medicamentos (Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen) serão levantadas a partir deste sábado, 17 de julho, seja qual for seu país de procedência”, informa o comunicado do primeiro-ministro Jean Castex.

A França vai exigir um teste negativo de covid-19 de menos de 24 horas a todos os viajantes procedentes de alguns países europeus, entre eles Espanha. A medida, que afeta os cidadãos que não estão vacinados, afeta todas as pessoas procedentes do Reino Unido, Espanha, Portugal, Chipre, Grécia e Holanda.

Até agora, os viajantes do Reino Unido tinham que apresentar um teste negativo de um máximo de 48 horas e os dos países europeus de até 72 horas.

Além disso, o ministério também confirmou que a lista “vermelha” de países se amplia e passa a incluir, a partir de agora, Cuba, Indonésia, Tunísia e Moçambique.

Os viajantes procedentes desses países devem ter um motivo de peso para justificar o deslocamento e, mesmo se estiverem vacinados, devem realizar uma quarentena de sete dias ao chegarem.

Os novos casos de covid-19 seguem aumentando na França e já superaram os 10 mil por dia, embora as internações nos hospitais não tenham aumentado, segundo os dados oficiais do governo.

Continuar lendo FRANÇA ANUNCIOU QUE VIAJANTES IMUNIZADOS CONTRA COVID-19, SEJA QUAL FOR A PROCEDÊNCIA, PODERÃO ENTRAR NO PAÍS

MINISTRO DO STF DETERMINOU AO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUE AVALIE A HIPÓTESE DE INCLUIR ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS NO PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

Gilmar determina que Saúde avalie incluir jovens de 12 a 17 anos em vacinação

Ministro do STF cita autorização da Anvisa para Pfizer e sugere revisão em plano

Guilherme Venaglia e Gabriela Coelho, da CNN, em São Paulo e em Brasília

13 de julho de 2021 às 23:41

Imagem de vacinaçãoFoto: Getty Images (FatCamera)

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou ao Ministério da Saúde que avalie a hipótese de incluir adolescentes de 12 a 17 anos no plano nacional de vacinação contra a Covid-19.

Gilmar cita a decisão da Anvisa que considerou a vacina da Pfizer segura para essa faixa etária e menciona a existência de adolescentes com comorbidades, que poderiam ser enquadrados como grupo de risco para o novo coronavírus.

A decisão foi tomada no bojo da análise de um caso da cidade de Belo Horizonte (MG). A prefeitura da capital mineira foi ao Supremo para contestar uma outra decisão judicial, que a obrigou a administrar o imunizante da Pfizer em uma adolescente de 15 anos, portadora de uma doença crônica que afeta os pulmões.

A administração da cidade argumentou ao Supremo que o plano federal do Ministério da Saúde não recomenda a vacinação de pessoas com menos de 18 anos. No caso específico, o ministro negou a reclamação da prefeitura e manteve a ordem de vacinar a jovem, uma vez que ela não estaria dissonando da jurisprudência do STF, na visão do ministro.

Ato contínuo, Gilmar apontou considerar contraditório o fato de o plano do Ministério da Saúde considerar a condição de saúde da jovem como fator de risco, mas não autorizá-la a ser imunizada em razão da idade. Por este motivo, determinou a notificação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para que estude a revisão.

Continuar lendo MINISTRO DO STF DETERMINOU AO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUE AVALIE A HIPÓTESE DE INCLUIR ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS NO PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

BOAS NOTÍCIAS: COM NOVO RECORDE DE VACINAÇÃO NO BRASIL, ESTADOS ADIANTAM PREVISÃO

Vacinação atinge quase 3,4 milhões de doses em todo o país, considerando a primeira, a segunda e a dose única, num só dia, batendo novo recorde. Com isso Estados travam uma verdadeira ‘corrida de vacinação’, para concluir logo a primeira etapa e já adiantam previsão. Leia a matéria a seguir e saiba de todos os detalhes!

Brasil bate novo recorde de vacinação em 24h e Estados adiantam previsão

Felizmente, a vacinação no Brasil entrou num ritmo mais acelerado. O país bateu nesta semana novo recorde de aplicação de vacinas em 24 horas.

De terça (6) para quarta-feira (7), foram distribuídas quase 3,4 milhões de doses em todo o país, considerando a primeira, a segunda e a dose única.

recorde anterior foi em Junho, quando o país registrou 2,2 milhões de pessoas foram imunizadas no dia 17.

Nesta semana foram aplicados, respectivamente, 2.390.026 imunizantes na primeira dose, 613.387 na segunda e 388.014 na dose única.  Total:  3.391.427 doses em todo o país.

Estados adiantam a previsão

Com a chegada de mais imunizantes, vários governadores travam uma verdadeira ‘corrida de vacinação’, para concluir logo a primeira etapa.

Rio de Janeiro, Santa Catarina, Ceará, Pará, Amazonas e Roraima, estimam que toda a população adulta terá sido vacinada com pelo menos a primeira dose até o final de agosto.

Os governadores estão acelerando calendários para que seus estados sejam os primeiros a completar a aplicação da primeira dose.

São Paulo

O governo de São Paulo também deve anunciar neste domingo (11) a antecipação do calendário para agosto. A última projeção do estado era imunizar toda a população adulta com ao menos uma dose até 15 de setembro.

A Anvisa autorizou na sexta-feira (9) a importação de 4 milhões de doses da CoronaVac, o que também vai garantir a agilização do cronograma.

Ao anunciar a compra, o governo paulista ampliou o horário de funcionamento de comércios e serviços e liberou as aulas presenciais a partir de agosto.

Com informações do R7

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: COM NOVO RECORDE DE VACINAÇÃO NO BRASIL, ESTADOS ADIANTAM PREVISÃO

QUASE 20% DAS MORTES POR COVID-19 EM NATAL CONCENTRA EM BAIRRO DA ZONA NORTE

Bairro da zona Norte concentra quase 20% das mortes por covid-19 em Natal

Heilysmar Lima

 Atualizado em: 11

Foto: Canindé Soares

Quase 20% das mortes por covid-19 em Natal estão concentradas em apenas um bairro: o Igapó, na zona Norte de Natal. Mais precisamente, o número é de 19,12% dos 2.473 óbitos provocados pela doença na capital potiguar, de acordo com os dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Labsis / UFRN).

Com o número elevado, o Igapó, que é a porta de entrada na zona Norte de Natal para quem sai das demais regiões da cidade pela Ponte Velha ou Ponte de Igapó, é de longe o bairro com mais falecimentos pela doença. Além disso, o bairro é ainda o mais letal, com taxa de 19,33%.

O segundo colocado no ranking é o Potengi, também na zona Norte, com 7,23% das mortes. A zona Norte da capital, maior região administrativa, também tem o terceiro lugar na triste lista. O posto é ocupado pela Pajuçara, com 6,32%. A região ainda tem o quinto lugar, com a Lagoa Azul, que tem 5,06% das mortes de Natal.

Dessa forma, quatro dos sete bairros que compõem a zona Norte de Natal estão nos cinco primeiros lugares no quesito mortes por covid-19. O quarto posto vai para uma zona Oeste, no bairro de Felipe Camarão, com 5,21%.

Em relação aos casos confirmados, Igapó aparece apenas na 16ª colocação, com a confirmação de 3,33% dos casos confirmados em Natal. A tem, segundo o Lais / UFRN, 72.613 casos confirmados da doença. Apesar disso, a zona Norte não sai do topo. Potengi, com 7,43%, e Pajuçara, com 7,26%, são os que registram mais casos. Lagoa Azul, com 6,89%; Lagoa Azul, com 5,67%; e Tirol, com 4,87%, fecham o “Top 5” de casos confirmados na cidade.

Por outro lado, Natal tem bairros com índices baixos, mas que podem ser favorecidos pela baixa taxa populacional. A Ribeira, por exemplo, que possui uma população inferior a outros bairros, teve apenas 0,56% dos casos confirmados na cidade e 0,10% dos óbitos. Em Salinas, que fica na zona Norte, à margem do Rio Potengi, foram apenas 0,12% dos casos e 0,15% das mortes, mas o bairro é composto basicamente por manguezais, conforme mapa da Prefeitura de Natal.

Veja bairros com mais mortes por covid-19:

BairroConfirmadosÓbitosLetalidade
Igapó3,33%19,12%19,33%
Potengi7,43%7,23%3,28%
Pajuçara7,26%6,32%2,93%
Felipe camarão4,17%5,21%4,21%
Lagoa Azul5,67%5,06%3,01%
Alecrim4,10%4,65%3,83%
Lagoa Nova6,89%4,60%2,25%
Tirol4,87%3,95%2,73%
Cidade da Esperança3,37%3,39%3,39%
Neópolis4,09%3,29%2,71%
Planalto4,59%3,19%2,34%
Ponta Negra4,24%2,93%2,33%
Quintas2,67%2,68%3,38%
Nossa Senhora da Apresentação3,49%2,43%2,34%
Pitimbú4,04%2,33%1,94%
Rocas1,94%2,12%3,70%
Capim Macio3,69%2,02%1,85%
Candelária3,75%1,97%1,77%
Bom pastor2,10%1,92%3,09%
Dix-Sept Rosado1,87%1,92%3,46%
Nova Descoberta1,89%1,67%2,98%
Mãe Luíza1,33%1,37%3,45%
Cidade nova1,36%1,26%3,13%
Petrópolis1,51%1,16%2,60%
Redinha1,74%1,11%2,15%
Lagoa Seca0,86%1,06%4,16%
Barro Vermelho1,42%0,96%2,28%
Cidade alta1,07%0,91%2,88%
Nossa Senhora de Nazaré1,19%0,86%2,43%
Guarapes0,92%0,76%2,78%
Nordeste0,74%0,71%3,22%
Praia do Meio0,57%0,71%4,22%
Santos reis0,51%0,51%3,34%
Areia Preta0,61%0,35%1,97%
Salinas0,12%0,15%4,41%
Ribeira0,61%0,10%0,56%
Continuar lendo QUASE 20% DAS MORTES POR COVID-19 EM NATAL CONCENTRA EM BAIRRO DA ZONA NORTE

BOAS NOTÍCIAS: HOSPITAL MUNICIPAL DE MARANGUAPE/CE ZERA LEITOS COM PACIENTES INTERNADOS POR COVID-19

Registrando uma baixa desde maio e torce para que outros hospitais também zerem o Hospital Municipal de Maranguape, no Ceará, é po destaque da nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta sexta-feira. Na manhã da última quarta-feira (30), o último paciente internado com Covid-19 recebeu alta. Leia o artigo completo a seguir e saiba dos detalhes dessa excelente notícia.

Hospital no Brasil ‘zera’ internações por Covid-19

Na manhã da última quarta-feira (30), o último paciente internado com Covid-19, no Hospital Dr. Argeu Gurgel Braga Herbster, em Maranguape, Ceará, recebeu alta.

A equipe comemora a evolução dos casos, que tinham uma média de 50 pacientes por dia. Segundo a diretora da unidade os poucos que surgiram na última semana eram leves e puderam tratar a infecção em casa.

A equipe do hospital de Maranguape vem registrando uma baixa desde maio e torce para que outros hospitais também zerem os leitos com infectados pela covid.

Baixa demanda

De acordo com Jaqueline Herbster, diretora do hospital, em maio houve registros “passamos uns dez dias mantendo quatro pacientes internados com Covid-19 na UTI do hospital, o que foi regredindo à maneira que eles recebiam alta. E não tivemos mais nenhuma admissão”.

Em vídeo divulgado pela prefeitura de Maranguape, a gestão do hospital municipal destaca a luta dos profissionais da saúde locais para garantir a alta dos pacientes infectados pelo coronavírus.

“Sofremos as mesmas dores da saudade dos nossos familiares, mas sem nunca desistir de nenhum paciente. Comemoramos cada recuperação para que nunca pudéssemos esquecer que a melhor recompensa de tanto sacrifício é e sempre será a vida”.

Desafio

Jaqueline disse que assumiu a gestão do hospital em janeiro deste ano, já com quase um ano de pandemia.

No entanto, ela precisou enfrentar um grande desafio: a segunda onda do vírus, que atingiu o estado após as festas do final de ano.

Isso porque, segundo ela, todos os municípios do interior colapsaram ao mesmo tempo, o que dificultou a transferência de pacientes para tratamento na Capital.

Evite a terceira onda

Mesmo com a redução de casos e o avanço para o fim da pandemia, a profissional de saúde ainda pede para a população se cuidar.

“A gente só pede que as pessoas mantenham o distanciamento [social] e as medidas cabíveis pra que a terceira onda não exista. […] Mas, se acontecer, estamos preparados”.

Com informações de Diário do Nordeste

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: HOSPITAL MUNICIPAL DE MARANGUAPE/CE ZERA LEITOS COM PACIENTES INTERNADOS POR COVID-19

TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS CRÍTICOS DA COVID-19 É O MAIS BAIXO DESDE FEVEREIRO

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 62,4%, a mais baixa desde o início de fevereiro

Imagem: reprodução/Regula RN

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,4%, registrada no início da tarde deste sábado (03). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 426.

A taxa de ocupação é a mais baixa registrada desde o dia 3 de fevereiro deste ano, quando era de 60%.

Imagem: reprodução/Regula RN

Até o momento desta publicação são 146 leitos críticos (UTI) disponíveis e 242 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 241 disponíveis e 181 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 55,3% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 81,7% e a Região Seridó tem 55%

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS CRÍTICOS DA COVID-19 É O MAIS BAIXO DESDE FEVEREIRO

CHEGA AO RN O REFORÇO DE MAIS TRÊS LOTES DE VACINAS CONTRA COVID-19

Vacinação no RN é reforçada com a chegada de mais três lotes de imunizantes

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Sandro Menezes

A vacinação contra um Covid-19 no Rio Grande do Norte tem um importante reforço neste sábado (3). Ao longo do dia, divididas em três lotes, uma Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebe 108.130 doses de imunizantes.

São vacinas da Janssen, de dose única, da AstraZeneca / Fiocruz e da Pfizer. O primeiro lote pousou no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante por volta das 10h, com 28.080 doses da Pfizer.

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda entre o fim da tarde e o início da tarde entregues mais 47.750 doses da AstraZeneca / Fiocruz e 32.300 da Janssen, respectivamente, em voos vindos do Rio de Janeiro e de São Paulo.

A equipe da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) está trabalhando ao longo do fim de semana para agilizar o processamento dos carregamentos e encaminhar as vacinas o mais rápido possível aos municípios.

Estes carregamentos servirão para atender os novos públicos prioritários para vacinação pactuados entre a Sesap e os municípios, bem como dar continuidade ao processo de imunização de grupos anteriores e o escalonamento por idade.

Até acordar da manhã deste sábado, a plataforma RN + Vacina apontava o registro de 1.623.041 vacinas aplicadas. São 1.188.490 de potiguares que receberam ao menos uma dose, sendo 434.551 completamente imunizadas.

Continuar lendo CHEGA AO RN O REFORÇO DE MAIS TRÊS LOTES DE VACINAS CONTRA COVID-19

DECRETO DE CALAMIDADE PELA PANDEMIA NO RN É RENOVADO PELA GOVERNADORA DO ESTADO

Por G1 RN

 

Governadoria do Rio Grande do Norte RN fachada sede prédio Governo do RN — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiGovernadoria do Rio Grande do Norte RN fachada sede prédio Governo do RN — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O governo do Rio Grande do Norte renovou o decreto de calamidade pública por causa da pandemia da Covid-19, nesta sexta-feira (2).

O novo decreto foi publicada no Diário Oficial do Estado e usa como justificativa a “grave crise de saúde pública e suas repercussões” nas finanças do estado.

O decreto assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e seus auxiliares do Gabinete Civil e da Secretaria de Saúde ainda afirma que a pandemia impôs aumento de gastos públicos e esforços de reprogramação financeira para ajustar as contas, a fim de manter os serviços públicos e adotar medidas de enfrentamento à pandemia.

O decreto renovado foi publicado inicialmente no dia 19 de março de 2020 – no início da pandemia – e desde então vem sendo renovado pelo governo.

“Fica renovada a declaração de estado de calamidade pública de que trata o art. 1° do Decreto Estadual n° 29.534, de 19 de março de 2020, para os fins do art. 65 da Lei Complementar Federal nº 101, de 4 de maio de 2000, em razão da grave crise de saúde decorrente da pandemia da COVID-19 (novo coronavírus) e suas repercussões financeiras no Estado do Rio Grande do Norte”, diz o decreto 30.701.

Com aprovação desse tipo de decreto, o governo estado fica autorizado a realizar compras sem licitação e a ultrapassar os limites de gastos permitidos na Lei de Responsabilidade Fiscal, em ações de combate à pandemia.

Até esta quinta-feira (1º), o Rio Grande do Norte registrou 343.352 casos confirmados de Covid. A doença vitimou 6.797 pessoas no estado, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Outros 1.446 óbitos estão sob investigação.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo DECRETO DE CALAMIDADE PELA PANDEMIA NO RN É RENOVADO PELA GOVERNADORA DO ESTADO

SAÚDE: EQUIPE DE MULTIPROFISSIONAIS DO HOSPITAL NATAL SUL COMEMORA 200 ALTAS HOSPITALAR DE PACIENTES DA COVID-19

Hospital de Campanha Natal Sul registra 200 altas de pacientes com covid-19

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

Trabalhando incansavelmente desde a abertura no dia 25 de março, a equipe multiprofissional do Hospital Natal Sul, instalado pela Prefeitura de Natal e voltado exclusivamente para atender pacientes com Covid-19, comemora a marca de 200 pessoas que venceram a doença e receberam alta hospitalar. A paciente de número 200 a receber alta no Hospital Natal Sul foi Joseane Silva Pereira, de 50 anos.

“Ela chegou com mialgia, dispneia, tosse seca, vômito, diarréia e fizemos um tratamento com protocolo de medicamentos aliado ao catéter nasal. É uma senhora com pressão alta, diabetes, obesa e que já teve trombose no membro inferior direito, que esteve conosco do dia 21 ao dia 27 e hoje sai vitoriosa. Estamos muito felizes aqui”, afirma o diretor médico do Hospital Natal Sul, Edney Agra.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, comemora a marca desta unidade que trata pacientes com covid e parabeniza os profissionais da saúde. “São 200 pacientes internados naquela unidade hospitalar que receberam alta e sem nenhum óbito. Uma grande vitória para todos os profissionais da saúde que merecem os parabéns, todos aqueles que atuam e trabalham naquela instituição”, afirma o prefeito.

Segundo o diretor técnico da unidade de saúde, Raiff Villarim, o sucesso na recuperação dos pacientes se deve ao empenho da equipe multiprofissional que está na linha de frente de combate à doença, levando assistência segura aos internados, como também ao tratamento em tempo hábil.

“Esta paciente começou a sentir os sintomas em casa dia 11 e só chegou ao hospital dia 21. Ela já chegou bem debilitada. Pedimos a população que não espere agravar a doença para poder ir ao hospital. O tratamento precoce é fundamental para tratar em tempo hábil e recuperar o mais rápido possível o paciente. Vir assim que sentir os sintomas e pronar o paciente [manobra hospitalar colocando a pessoa de barriga para baixo]  fazem toda a diferença em sua evolução”, afirma.

Com esse trabalho, os 200 pacientes curados passam a integrar a lista das mais de 12.500 pessoas recuperadas da Covid-19 no RN. O diretor Edney Agra reforça ainda a preocupação de que as solicitações por leito tenham diminuído nos últimos meses não só pelo aumento da vacinação como também pelos pacientes que não estão indo para o hospital logo no início da doença. “Pedimos à população que se dirija ao hospital até o 7º dia da doença. Aqui no hospital temos uma farmácia estruturada. Tratar precocemente a doença significa prevenir para não piorar”, garante.

“Tive dez dias de diarréia e dor no peito para poder procurar o hospital. Sabia que estava grave e tive muito medo de morrer, mas quando entrei neste hospital os profissionais me passaram uma segurança muito grande. Fui acolhida, me deram atenção. Estou cheia de gratidão. Receber alta é uma sensação maravilhosa. Estou saindo daqui com um outro olhar da vida. Fazer coisas simples que deixei para depois. A primeira coisa que quero fazer ao chegar em casa é abraçar minhas filhas e sentir o prazer de estar em casa novamente”, desabafa Joseane.

Hospital

Localizado às margens da BR-101, próximo ao Campus da UFRN, o Hospital Natal Sul opera com 41 leitos exclusivos de Covid -19, sendo 33 leitos de enfermaria clínica, dois de estabilização, dois de admissão e quatro para pacientes com suspeitas. O hospital recebe pacientes em estado de saúde no estágio intermediário da doença. Na semana passada, o hospital estava com 28 leitos ocupados. Nesta segunda-feira, 13 leitos estavam ocupados.

O Hospital Natal Sul tem atendimento voltado a usuários que, ao buscar as Unidades de Pronto Atendimento, centros covid ou Unidades Básicas de Saúde, demonstrem algum quadro clínico sugestivo de agravamento.

Na parte de recursos humanos, a equipe multidisciplinar da unidade conta com 138 funcionários dentre os quais 6 médicos plantonistas e intensivistas, 24 enfermeiros, 56 técnicos em enfermagem, 10 fisioterapeutas, 6 assistentes sociais, 4 psicólogas, 4 farmacêuticos, 6 técnicos em radiologia, 10 servidores da parte administrativa e 12 maqueiros.

Apesar da queda da incidência de covid-19 e consequentemente uma diminuição das internações em Natal, a população conta atualmente com dois hospitais exclusivos para tratamento da doença montados pela Prefeitura do Natal, que são o Hospital de Campanha, com capacidade para até 109 leitos de enfermaria e até 38 pacientes críticos, e o Hospital Natal Sul que atende até 41 pacientes de enfermaria. O Hospital Nivaldo Júnior permanece com atendimento para crianças com covid-19 e não covid-19 e o Hospital Municipal iniciou o atendimento a pacientes covid em suas enfermarias como também em uma de suas UTIs.

Continuar lendo SAÚDE: EQUIPE DE MULTIPROFISSIONAIS DO HOSPITAL NATAL SUL COMEMORA 200 ALTAS HOSPITALAR DE PACIENTES DA COVID-19

BOAS NOTÍCIAS: VACINA DA BIONTECH CONTRA CÂNCER DE PELE EM ESTÁGIO AVANÇADO ENTRA NA FASE 2

Começamos a segunda-feira com um destaque maravilhoso, aqui, na coluna BOAS NOTÍCIAS do Blog do Saber. A farmacêutica alemã BioNTech, parceria da Pfizer na vacina contra o coronavírus, acaba de testar a 1ª vacina contra câncer de pele em estágio avançado e afirma que teve bons resultados. Isso é muito animador, principalmente depois dos resultados preliminares encorajadores na avaliação clínica inicial. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes desse estudo.

BioNTech testa 1ª vacina contra câncer de pele: melanoma

Viva a ciência! A farmacêutica alemã BioNTech acaba de testar a 1ª vacina contra câncer de pele em estágio avançado e afirma que teve bons resultados.

A BioNTech é a mesma empresa que desenvolveu em parceria com a Pfizer a vacina contra o coronavírus, que está sendo aplicada no Brasil e em outros países.

O primeiro paciente a receber a vacina contra melanoma em estágio foi anunciado na semana passada. A nova vacina experimental chama-se BNT111.

Como

O imunizante usa a tecnologia de mRNA para ensinar o sistema imunológico a combater a doença.

Ele codifica um conjunto fixo de quatro antígenos específicos do câncer de pele (NY-ESO-1, MAGE-A3, tirosinase e TPTE).

Primeiros resultados

De acordo com os pesquisadores, a vacina “mostrou um perfil de segurança favorável e resultados preliminares encorajadores na avaliação clínica inicial”.

A fase II do estudo deverá ser feita em 120 pacientes com melanoma em estágio avançado.

Esta fase vai avaliar a eficácia, tolerabilidade e segurança do BNT111 em combinação com Libtayo, um anticorpo monoclonal anti-PD-1 que foi co-desenvolvido pela Regeneron e Sanofi.

O ensaio já foi revisado e aprovado pelas autoridades regulatórias de vários países como Espanha, Alemanha, Itália, Polônia, Reino Unido, Estados Unidos e Austrália.

Vamos torcer para que dê tudo certo nas próximas fases de estudo! Parabéns aos cientistas!

Com informações da GlobeNewsWire e Exame

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: VACINA DA BIONTECH CONTRA CÂNCER DE PELE EM ESTÁGIO AVANÇADO ENTRA NA FASE 2

BOAS NOTÍCIAS: UMA BATALHA DE 202 DIAS FOI VENCIDA POR CRISTIANE DUARTE DE 44 NOS

Uma vitória dramática depois de 202 dias de internação está sendo muito comemorada por Cristiane Duarte, de 44 anos, paciente de Covid-19, que passou 172 dias em UTI, até receber alta e ir pra casa. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer essa incrível história! 

Internada há 202 dias paciente vence Covid-19 e tem alta

Foram 202 dias no hospital desde que a Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, testou positivo para a Covid-19.

Hoje ela comemora a alta hospitalar e a possibilidade de retornar para a casa. Apesar das sequelas, a paciente disse que só tem a agradecer pela vitória:

“Quando eu fui intubada pensei: ‘Agora eu vou morrer’. Tô muito feliz em ter voltado para casa, mas não foi fácil. Infelizmente a Covid deixa sequelas. Hoje eu não caminho e não escuto. Nem todo mundo consegue sair”, afirma.

Perdas

Com quase sete meses no hospital, Cristiane teve algumas perdas e uma delas foi a irmã, que não resistiu ao coronavírus.

E isso a motivou mais ainda para lutar pela vida. “Hoje, a falta da minha irmã, vítima da Covid, me dá forças”, garante.

Recuperação

Cristiane foi internada no dia 30 de novembro, no Hospital Independência, em Porto Alegre. Dias depois, foi transferida para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição e precisou de intubação.

Dos 202 dias internada, 172 deles Cristiane passou na UTI. Mesmo com todas as dificuldades geradas pelo vírus, ela sempre teve esperança na recuperação.

Mãe de três filhos, ela ainda precisou passar por uma nova transferência entre hospitais. Deixou o Independência em fevereiro e foi para o Divina Providência, onde ficou até receber alta no último sábado (19).

Que a partir de agora a sua vida seja muito comemorada Cristiane! Força na recuperação!

Com informações de Difusora AM

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: UMA BATALHA DE 202 DIAS FOI VENCIDA POR CRISTIANE DUARTE DE 44 NOS

PONTO DE VISTA: A CADA DIA A MENTIRA TEM AS PERNAS MAIS CURTAS E É DESMASCARADA DE FORMA RETUMBANTE

Caro(a) leitor(a),

A cada dia a mentira tem pernas mais curtas e é desmascarada de forma retumbante. Quando o Partido Comunista Chinês tentou encobrir a verdade sobre a origem da Covid-19 enveredou por um caminho tortuoso e muito perigoso. Porque, num país de quase 1 bilhão e meio de habitantes, manter um segredo, por maior que seja a repressão e o tolhimento das liberdades individuais, é o mesmo que querer tapar o sol com uma peneira. Mais cedo ou mais tarde, a verdade sempre vem a tona e quando se trata de um número tão expressivo de pessoas envolvidas isso acontece muito rápido. Algo que ainda muito me surpreende é como o Partido Comunista Chinês ainda consegue manter o controle sobre uma quantidade cada vez maior de novos milionários e bilionários que surgem todos os dias na China. Essas pessoas, depois que descobrem o poder do dinheiro e o que ele pode lhes proporcionar. Depois que conhecem o mundo e passam a gozar das maravilhas que o capitalismo e o poder pode lhes dar têm todas as condições de se rebelarem contra o PCC e terem as suas vidas independentes do julgo comunista. Aqui e acola despontam notícias de algum bilionário desapareceu. Fala-se que em 2019, pelo menos 12 desses novos ricos chineses foram executados, mas a cada dia dezenas de novos bilionários despontam no cenário chinês e vai ficar impossível não perder o controle. A derrocada do PCC é apenas uma questão de tempo. O Comunismo está com os dias contados!

Primeiro caso de Covid-19 pode ter surgido na China em outubro de 2019

Estudo é da Universidade de Kent, no Reino Unido, publicado em jornal científico.

Publicado em 25.06.2021

CDC | Unsplash

O vírus que causa a doença da Covid-19 pode ter começado a se espalhar na China em outubro de 2019, dois meses antes de o primeiro caso oficial da doença ser registrado na cidade chinesa de Wuhan, de acordo com um novo estudo divulgado nesta sexta-feira (25).

Pesquisadores da Universidade de Kent, no Reino Unido, usaram métodos da ciência da conservação para estimar que o Sars-CoV-2 apareceu pela primeira vez entre o início de outubro e meados de novembro de 2019, segundo artigo publicado no jornal científico PLOS Pathogens.

A data mais provável para o surgimento é 17 de novembro de 2019, e provavelmente a peste chinesa já havia se espalhado globalmente em janeiro de 2020.

O primeiro caso oficial na China surgiu em dezembro de 2019 e imediatamente foi vinculado ao mercado de frutos do mar de Huanan, em Wuhan.

No entanto, alguns dos primeiros casos não tinham conexão conhecida com Huanan, o que implica que o micro-organismo infeccioso já circulava antes de chegar ao mercado.

Estudo conjunto publicado pela China e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no final de março reconheceu que podem ter ocorrido infecções em humanos antes do surto de Wuhan.

Em artigo publicado nesta semana, o pesquisador Jesse Bloom, do Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, nos Estados Unidos, recuperou dados de sequenciamento genômico dos primeiros casos na China, que haviam sido deletados de uma base de dados.

As informações mostraram que as amostras retiradas do mercado de Huanan “não eram representativas” do Sars-CoV-2 como um todo e eram uma variante de uma sequência progenitora que circulava anteriormente, que se espalhou para outras partes do país asiático.

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos confirmou à Reuters que as amostras usadas no estudo foram submetidas ao Sequence Read Archive (SRA) em março de 2020 e, posteriormente, excluídas a pedido de pesquisadores chineses, que disseram que seriam atualizadas e enviadas a outra base de dados.

Na discussão pública, acredita-se que essa exclusão pode significar mais uma evidência de que o Partido Comunista Chinês tenta encobrir a origem da doença.

Editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).
Continuar lendo PONTO DE VISTA: A CADA DIA A MENTIRA TEM AS PERNAS MAIS CURTAS E É DESMASCARADA DE FORMA RETUMBANTE

TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS PARA TRATAMENTO DA COVID-19 VEM REGISTRANDO QUEDA NO RN

Com ocupação de 72,3% dos leitos, RN só tem dois hospitais totalmente lotados

Heilysmar Lima

 Atualizado em:

Foto: Divulgação / Sesap-RN

A taxa de ocupação de leitos forçados para tratamento da covid-19 vem registrando queda no Rio Grande do Norte. Na tarde desta sexta-feira (25), às 14h45, o índice era de 72,3% em todo o estado. A região Oeste tinha a maior ocupação com 82%.

No Seridó, 77,5% dos leitos estavam utilizados. Já na Região Metropolitana de Natal, uma taxa era de 67,3%, a menor do RN no momento da consulta à plataforma Regula RN.

Os números refletiam no número de hospitais operando com uma capacidade máxima. Das 26 unidades hospitalares produzidas no site, apenas duas estavam com 100% de ocupação. Em períodos mais básicos da pandemia, esse número chegou a ser superior a 20.

Os hospitais completamente lotados eram o Hospital Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, e o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol), em Natal. Outros quatro estavam com mais de 90% dos leitos usados: Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade (Pau dos Ferros); Hospital Regional Dr. Tarcísio de Vasconcelos Maia (Mossoró), Hospital de Campanha de Natal e Hospital São Luiz (Mossoró).

Dos 428 leitos abandonados no Rio Grande do Norte, 295 estavam ocupados, outros 20 estavam bloqueados e 113 estavam disponíveis. A fila de espera para essas vagas era de apenas quatro pessoas, todas as concentradas na Central Metropolitana de Regulação. Já dos leitos clínicos, 189 estavam ocupados e 33 bloqueados, com 232 leitos disponíveis sendo a maioria.

Nesta sexta-feira (25), de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte chegou a 334.077 casos confirmados e 6.706 óbitos provocados pela doença.

Continuar lendo TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS PARA TRATAMENTO DA COVID-19 VEM REGISTRANDO QUEDA NO RN

GRAÇAS AO AVANÇO DA VACINAÇÃO AS RESTRIÇÕES CONTRA COVID-19 CHEGAM AO FIM NA ISLÂNDIA

Islândia anuncia o fim de todas as restrições contra a covid-19

Avanço na vacinação permitiu que país abandonasse regras de distanciamento social, uso de máscara e outras medidas

INTERNACIONAL  

por AFP

Restrições deixarão de vigorar a partir deste sábado (26)

Após quinze meses de sucessivas medidas reforçadas ou suavizadas, a Islândia anunciou nesta sexta-feira (25) o levantamento de todas as restrições contra a covid-19, graças ao avanço da vacinação.

“É uma sensação um tanto estranha, depois de ter estado muitas vezes aqui ou em outro lugar para anunciar o endurecimento das medidas, mas hoje é o dia em que vamos suspendê-las”, declarou em coletiva de imprensa a primeira-ministra Katrín Jakobsdottir.

Suíça libera entrada de turistas brasileiros que estiverem vacinad

As regras de distanciamento, uso de máscara, o número reduzido de pessoas reunidas em espaços públicos e os horários de abertura de bares e restaurantes deixarão de vigorar a partir de sábado, 26 de junho.

“Na realidade, estamos restaurando a sociedade a que estávamos acostumados e à qual aspiramos”, desde a entrada em vigor das primeiras restrições, em 16 de março de 2020, afirmou o ministro da Saúde islandês, Svandís Svavarsdóttir.

Esta decisão, a primeira na Europa, foi tomada de acordo com o cronograma de quatro etapas para eliminar as restrições no território islandês.

Revelada no final de abril, a decisão previa o levantamento de todas as medidas nacionais na segunda quinzena de junho “quando cerca de 75% da população – com mais de 16 anos – tiver recebido pelo menos uma dose da vacina”.

No total, 87,6% desse segmento de idade, cerca de 295 mil pessoas de uma população total de 365 mil, já tinha recebido pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 até 24 de junho.

As restrições vão permanecer em vigor nas fronteiras, onde os visitantes não vacinados são obrigados a apresentar um teste de PCR negativo na chegada e, em seguida, passar por outro teste após cinco dias de isolamento.

Pessoas que apresentem certificado de vacinação ou tenham sido previamente infectadas com a covid-19, e que até agora precisavam ser testadas assim que chegavam à Islândia, estarão isentas desta obrigação a partir de 1º de julho.

Fonte: R7
Continuar lendo GRAÇAS AO AVANÇO DA VACINAÇÃO AS RESTRIÇÕES CONTRA COVID-19 CHEGAM AO FIM NA ISLÂNDIA

PRESIDENTE DAS FILIPINAS AMEAÇOU MANDAR PARA PRISÃO QUEM SE RECUSAR A RECEBER VACINA CONTRA COVID-19

Presidente filipino ameaça com prisão quem recusar vacina

Rodrigo Duterte afirmou que buscaria mecanismos legais dentro da lei para obrigar população a receber os imunizantes

INTERNACIONAL

 Da EFE

Rodrigo Duterte é famoso por declarações e atitudes polêmicas

REUTERS – 23.07.2018

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ameaçou mandar para a prisão aqueles que se recusarem a receber vacinas contra a covid-19.

“Se você não quiser ser vacinado, mandarei prendê-lo, e depois injetarei a vacina em suas nádegas”, disse Duterte, famoso por declarações e atitudes polêmicas, durante um discurso transmitido pela televisão na noite de segunda-feira (21).

“Você decide: aceite a vacina ou eu o coloco na prisão”, ameaçou o presidente filipino.

Embora a vacinação seja voluntária nas Filipinas, o governante disse que buscará mecanismos legais dentro da lei de emergência atual para encontrar uma maneira de forçar a população a receber os imunizantes.

O alerta do presidente, que alegou agir “dentro da lei”, vem na esteira dos péssimos dados de vacinação no país asiático, onde 1,36 milhão de contágios pela covid-19 e mais de 23,6 mil mortes foram relatados desde o início da pandemia.

Muitos filipinos estão relutantes em se vacinar após uma controvérsia em 2016 sobre uma vacina contra a dengue promovida pelo governo para crianças. Na ocasião, descobriu-se mais tarde que ela aumentava o risco de sintomas graves em pacientes que não tinham tido a doença no passado.

Até hoje, o país só conseguiu vacinar 2,1 milhões de seus quase 110 milhões de habitantes com a dosagem total. A meta das autoridades filipinas é inocular 70 milhões de pessoas até o final do ano.

Fonte: R7
Continuar lendo PRESIDENTE DAS FILIPINAS AMEAÇOU MANDAR PARA PRISÃO QUEM SE RECUSAR A RECEBER VACINA CONTRA COVID-19

POLÍTICA: CPIs DA COVID-19 E DA ARENA DAS DUNAS SERÃO INSTALADAS SIMULTANEAMENTE PELA ALERN

ALRN irá instalar simultaneamente CPIs da Covid e da Arena das Dunas

Assembleia Legislativa prepara CPI para investigar contrato da Arena das Dunas após auditoria apontar prejuízo de R$ 421 milhões | Rio Grande do Norte | G1

Virgínia Coelli destaca em seu blog. Já está definido. A Assembleia Legislativa irá instalar as duas CPIs simultaneamente. As CPIs da Covid e da Arena das Dunas.

A jornalista informa que as duas comissões irão trabalhar devem ocupar pelo menos 20 dos 24 deputados , e cada uma delas terá cinco membros e cinco suplentes.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POLÍTICA: CPIs DA COVID-19 E DA ARENA DAS DUNAS SERÃO INSTALADAS SIMULTANEAMENTE PELA ALERN

SAÚDE: ESQUENTA A POLÊMICA SOBRE A ORIGEM DO COVID-19 APÓS IMAGENS DE MORCEGOS VIVOS NO QUE SERIA INTERIOR DE UM LABORATÓRIO

VÍDEO: Polêmica sobre origem da Covid esquenta após imagens de morcegos no que seria laboratório de Wuhan

Assista reportagem AQUI

O vírus da Covid-19 teria escapado de um laboratório chinês, antes de se espalhar pelo planeta? O debate em torno desta possibilidade está cada vez mais quente. Foram divulgadas agora imagens mostrando morcegos vivos no que seria o interior do laboratório de Wuhan, uma instalação de segurança máxima.

O laboratório, inaugurado com grandiosidade em 2017, agora é alvo de uma discussão internacional, após a divulgação de um vídeo que traz imagens de morcegos vivos no que seria o interior do laboratório.

Os chineses e os seus parceiros científicos do Ocidente sempre negaram que houvesse criação de morcegos no Instituto de Virologia de Wuhan. O fato pode reforçar a possibilidade de que o vírus da Covid-19 não tenha vindo de um animal na natureza, mas sim que ele tenha escapado de um laboratório chinês.

O engenheiro Gilles, francês que mora na Nova Zelândia, faz parte de um grupo virtual chamado ‘Drastic’ – são detetives amadores da internet, que investigam as origens do vírus da Covid-19. Foram eles que acharam o vídeo em um site chinês. “Não é fácil encontrar um vídeo desses, porque o título nem sempre traz as palavras-chave para facilitar a busca. Tem de vasculhar muito, até tropeçar naquilo que interessa”, diz Gilles.

Outra descoberta do grupo ‘Drastic’ foi em 2020: em um artigo científico, pesquisadores de Wuhan revelavam ter encontrado, sem explicar direito como, um novo vírus. Foram eles que descobriram que este vírus já tinha aparecido, só que com outro nome, em um outro artigo chinês, e que o vírus tinha sido colhido pelos pesquisadores em uma caverna infestada de morcegos, em 2012. Veja a reportagem completa acima.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo SAÚDE: ESQUENTA A POLÊMICA SOBRE A ORIGEM DO COVID-19 APÓS IMAGENS DE MORCEGOS VIVOS NO QUE SERIA INTERIOR DE UM LABORATÓRIO

PONTO DE VISTA: POR QUE APENAS UMA VOZ DESTOANTE NO STF?

Caro(a) leitor(a),

As coisas nesse país sempre têm que acontecer a custa de de muita dor e sofrimento. É impressionante como ainda estamos vibrando em frequências baixas o suficiente para tanta lentidão em termos de evolução. Apesar disso esse tempo ou timer está encurtando, pois para que a verdade como ela é venha a tona e mostre a sua cara. No caso do obscuro e vendido STF uma voz dissonante vem se levantando em nome dessa verdade que tarda mais não falha. O Ministro Marco Aurélio Mello que nos últimos tempos vem mudando o tom em todos os seus votos, opiniões e pareceres dos demais ministros da Corte. Ainda não está muito claro se essa mudança de tom faz parte do processo evolutivo individual do ministro ou se quer aparecer para os holofotes e melhorar a sua imagem como essas últimas atitudes antes da sua aposentadoria. O fato é que foi o único a reconhecer que essa CPI da Covid é um ‘palco político’, um teatro, um palanque para as eleições de 2022. De uma forma ou de outro essa atitude contribui para a desmoralização dessa Corte desonesta, sombria e malévola. E acelera  a velocidade da onde da verdade que está vindo a tona. Isso é certo e não tem volta!

Marco Aurélio vê CPI da Covid como ‘palco político’

Decano questionou comportamento dos parlamentares na Comissão.

Publicado 2 em 18.06.2021

Fábio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil

Em entrevista à rádio CBN, o decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio Mello, disse nesta sexta-feira, 18, que apesar de a pandemia ter sido algo imprevisível, o Brasil poderia ter um cenário diferente em relação ao surto da Covid-19 se o resultado das eleições presidenciais fosse outro.

Na visão do magistrado, o presidente da República minimizou a gravidade da pandemia e, consequentemente, adotou uma má postura que impactou negativamente a população.

“Quando ele [Bolsonaro] menosprezou a crise de saúde, deu um péssimo exemplo, não estimulou a população a tomar cuidados com a pandemia”, disse à CBN.

Além disso, Marco Aurélio fez questão de criticar a forma como a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid tem sido conduzida no Senado.

Na visão dele, há “muito mais um palco político” no colegiado.

“Fico pasmo com algumas colocações, inicialmente quanto a forma de tratar [os depoentes], as vezes abandonando a urbanidade com os convocados. Mas é o sistema, sabemos que o Senado é uma casa política, como é a Câmara, e há essa visão prospectiva visando o êxito na eleição seguinte, onde cada qual quer aparecer mais do que o outro”, completou.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: POR QUE APENAS UMA VOZ DESTOANTE NO STF?

SEGUNDO DADOS DO REGULA RN, ESTADO TEM 78% DA TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS CRÍTICOS PARA PACIENTES DA COVID-19

Por G1 RN

 

Covid: RN tem taxa de ocupação de leitos críticos menor que 80% após quatro meses — Foto: Regula RN

Covid: RN tem taxa de ocupação de leitos críticos menor que 80% após quatro meses — Foto: Regula RN

O Rio Grande do Norte registrou nova queda na taxa de ocupação dos leitos críticos. Neste sábado (19), de acordo com o Regula RN (dados colhidos às 8h40), chegou a 78%. A última vez que a taxa média baixou dos 80% foi em fevereiro – 77,64% em 17 de fevereiro.

A taxa de ocupação dos leitos críticos do estado esteve com média acima de 90% desde 1º de março – as únicas exceções foram os dias 23 de abril e 5 de maio, que registraram 89%. O número começou a cair para a casa dos 80% no dia 13 de junho.

De acordo com os dados deste sábado, a região Metropolitana tem 77,6% de ocupação; a região Oeste aparece com 80,7%; e o Seridó com 72,5%.

Quanto à fila de espera por um leito de UTI Covid, o Regula RN apontava esta manhã que quatro pacientes apareciam à espera de um leito crítico, mas havia 89 leitos disponíveis para internação. Ou seja, há mais leitos do que pacientes precisando deles neste momento.

Pacientes na lista de regulação no RN — Foto: Regula RN

Pacientes na lista de regulação no RN — Foto: Regula RN

Continuar lendo SEGUNDO DADOS DO REGULA RN, ESTADO TEM 78% DA TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS CRÍTICOS PARA PACIENTES DA COVID-19

PEDIDO DE ABERTURA DA CPI DA COVID-19 NO RN ESTÁ CONFIRMADO, CONFIRA O DESPACHO NA ÍNTEGRA

Confira íntegra despacho que autoriza abertura da CPI da Covid no RN

Foto: João Gilberto

Pedido de abertura de CPI da Covid no Rio Grande do Norte atingiu os requisitos e está confirmada para a sua abertura na semana que vem. O pedido foi aceito pelo presidente da Casa, Ezequiel Ferreira em despacho ontem publicado aqui no Blog.Hoje, o Blog disponibiliza a íntegra do despacho. Confira abaixo.

Despacho

Assunto: Requer instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito, visando apurar atos administrativos durante a pandemia COVID-19.

Iniciativa: DEP. GUSTAVO CARVALHO.

D E S P A C H O

Analisando o requerimento, seus anexos e, em especial, a impugnação, é providência constitucional e regimental a instauração da CPI. Com razão a Procuradoria.

Da leitura que fiz, em comunhão com o parecer jurídico, a esta Presidência cabe apenas a averiguação dos três requisitos: quantidade mínima de assinaturas, prazo de funcionamento e fato certo e determinado a ser investigado. Não cabe, portanto, como bem disse a Procuradoria, “a averiguação do mérito da própria investigação, muito menos a antecipação, pelo Presidente, de opinião sobre os fatos a serem apurados”.

Inclusive porque, de acordo com a recente decisão do STF sobre a CPI da Covid-19 que corre no Senado, é direito garantido aos subscritores a instalação da Comissão, sem obstrução por parte de qualquer maioria, muito menos por vontade desta Presidência – desde, é claro, que preenchidos os pressupostos que, no caso, estão presentes, e desde que, também, se observem os limites do objeto a ser

investigado já definidos nos §§ 4º e 5º do art. 70 do Regimento Interno desta Casa.

Por isso, faço do parecer as minhas razões de decidir e, na forma do art. 70, § 2º, do nosso Regimento, recebo o requerimento de instauração da CPI e determino sua imediata publicação, juntamente com este despacho e o parecer.

Inclua-se na pauta da reunião da Mesa para a próxima terça-feira, 22 de junho de 2021, a fim de que fixe a quantidade de membros da Comissão, em cumprimento ao art. 71 do Regimento Interno desta Casa.

Presidência, 18 de junho de 2021.

DEPUTADO EZEQUIEL FERREIRA

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo PEDIDO DE ABERTURA DA CPI DA COVID-19 NO RN ESTÁ CONFIRMADO, CONFIRA O DESPACHO NA ÍNTEGRA

NESTE FIM DE SEMANA NA ZONA NORTE DE NATAL, MAIS DOIS NOVOS PONTOS DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 ESTARÃO ABERTOS

Por G1 RN

 

Natal abre mais dois pontos de vacinação contra a Covid-19 na Zona Norte neste fim de semana — Foto: Joana Lima/Prefeitura de NatalNatal abre mais dois pontos de vacinação contra a Covid-19 na Zona Norte neste fim de semana — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal vai abrir neste sábado (19) e domingo (20), mais dois pontos de vacinação contra a Covid-19 na Zona Norte da capital.

Os novos pontos vão funcionar nas Unidades Básicas de Saúde Nova Aliança e Pompeia, no sábado e domingo, das 8h às 12h.

Além das duas unidades de saúde, o Ginásio Nélio Dias, também na Zona Norte, mantém o funcionamento das 8h às 16h.

Para os professores do ensino fundamental I e II, a SMS de Natal disponibiliza na região o colégio Expansivo, que vai funcionar também no sábado e domingo das 8h às 16h.

A SMS informou ainda, que durante o fim de semana todos os seis drives estarão funcionando, além do Ginásio do Colégio Sagrada Família, este exclusivamente para vacinação dos professores.

Todas as informações sobre documentação para vacinação, locais e público alvo, podem ser encontradas no portal disponibilizado pela prefeitura.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo NESTE FIM DE SEMANA NA ZONA NORTE DE NATAL, MAIS DOIS NOVOS PONTOS DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 ESTARÃO ABERTOS

POLÍTICA: LÍDER DO GOVERNO DO RN CLASSIFICOU COMO “ELEITOREIRA” A CPI DA COVID-19

CONTRADIÇÃO: Líder do governo Fátima defende CPI contra Bolsonaro, mas critica investigação no RN

O líder do Governo Fátima Bezerra (PT) na Assembleia, deputado estadual Francisco do PT, classificou como “eleitoreira” a CPI da Covid que está prestes a ser instalada no parlamento para apurar as ações e omissões da gestão estadual no curso da pandemia.

“A motivação desta CPI nada mais é do que as eleições de 2022, essa é a nossa opinião”, disse o deputado petista em entrevista nesta quarta-feira (16) à 96 FM.

Quando questionado se sua opinião é a mesma em relação à CPI da Covid em curso no Senado, que está apurando as ações e omissões do Governo Federal durante a pandemia, a fala do deputado muda.

“A CPI do Senado ela atingiu os requisitos regimentais, segundo o próprio Supremo Tribunal Federal, portanto ela foi instalada em razão disso. Se ela for transformada em palanque eleitoral também está errado”, pontuou o deputado. Ele acrescenta que “há uma série de ações inadequadas do Governo Federal que justificam aquela CPI”.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POLÍTICA: LÍDER DO GOVERNO DO RN CLASSIFICOU COMO “ELEITOREIRA” A CPI DA COVID-19

SEM RECOMENDAÇÃO DA SAÚDE, MUNICÍPIO DE CACOAL EM RONDÔNIA VACINOU 350 CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONTRA COVID-19

Cidade de RO vacina 350 crianças contra Covid mesmo sem recomendação da Saúde

À CNN Rádio, o prefeito Adaílton Furia disse que não pode ficar ‘preso a burocracias’ neste momento de vacinação

Amanda Garcia e Camila Olivo, da CNN, em São Paulo
 Atualizado 16 de junho de 2021 às 13:41
Israel começa a vacinar adolescentes entre 12 e 15 anos contra Covid-19Adolescente é vacinada contra a Covid-19 em Israel (06.Jun.2021)Foto: Reprodução/CNN

O município de Cacoal, em Rondônia, já vacinou 350 crianças e adolescentes entre 12 e 17 anos contra a Covid-19.

O prefeito da cidade, Adaílton Furia, afirmou à CNN Rádio que, apesar de o Ministério da Saúde não ter emitido recomendação para a imunização desse público, o momento é de pressa para o avanço da imunização.

“Mesmo sem autorização do Ministério, até porque a autoridade máxima a respeito dessas liberações é a própria Anvisa, entendemos nesse momento que precisamos acelerar o processo de vacinação e que não podemos ficar presos a burocracias”, disse Furia.

Ele reforçou que a cidade “passou por cima” do regramento “por entender a necessidade, o direito e prioridade absoluta das nossas crianças e jovens acima de 12 anos”.

Na semana passada, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em maiores de 12 anos.

Na cidade, a extensão da campanha de vacinação para a faixa etária começou esta semana e é voltada para menores com comorbidades, portadores de deficiência ou com doenças crônicas.

Adaílton Furia afirmou que todos os adultos com comorbidades já foram vacinados na cidade. Neste momento, a vacinação de maiores de idade está sendo feita por faixa etária e compreende pessoas acima de 50 anos.

Continuar lendo SEM RECOMENDAÇÃO DA SAÚDE, MUNICÍPIO DE CACOAL EM RONDÔNIA VACINOU 350 CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONTRA COVID-19

STF CONCEDE AO EX-GOVERNADOR DO RIO WILSON WITZEL O DIREITO DE NÃO COMPARECER À CPI DA COVID-19

STF permite a Witzel não ir à CPI, mas ex-governador diz que irá mesmo assim

Depoimento do ex-governador do Rio de Janeiro seria nesta quarta-feira (16)

Da CNN

Atualizado 15 de junho de 2021 às 20:38

STF permite a Witzel não ir à CPI, mas ex-governador diz que irá mesmo assim

O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta terça-feira (15) ao ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel o direito de não comparecer à CPI da Pandemia. O depoimento de Witzel está marcado para esta quarta-feira (16).

Com a decisão do STF, Wilson Witzel poderá ficar calado; não precisa assumir o compromisso de dizer a verdade, e um advogado poderá acompanhá-lo.

A assessoria de imprensa do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, informou, na noite desta terça-feira, que Witzel confirmou sua participação na oitiva, mesmo tendo atendida a liminar em habeas corpus.

“Em face do exposto, defiro o pedido de habeas corpus para dispensar o paciente, caso queira, de comparecer perante a CPI da Pandemia e, em caso de opção pelo comparecimento, garantir-lhe: o direito ao silêncio, a não assumir o compromisso de falar a verdade (em razão da condição de investigado e não de testemunha) e à assistência de advogado”, destaca o documento.

Wilson Witzel afirmou à CNN que pediu ao STF para não ir como testemunha e sim como “convidado” à comissão. Ele solicitou o direito de ficar em silêncio se for questionado sobre as investigações na Saúde do Rio de Janeiro.

O pedido de habeas corpus foi enviado nesta segunda-feira (14), à Suprema Corte, dois dias antes do depoimento previsto aos senadores.

Em entrevista à CNN, em maio, o ex-governador do Rio de Janeiro disse que iria à CPI da Pandemia e responderia a todos os questionamentos dos senadores membros e suplentes do colegiado. O requerimento para convocar Witzel foi aprovado pelos senadores em 26 de maio. “Não tenho nada para esconder”, disse ele à CNN.

Witzel disse ainda, na entrevista em maio, que a decisão de prestar esclarecimentos pode atender aos anseios de famílias que perderam parentes vítimas da Covid-19. “Ainda não recebi nada, mas não vejo razão para deixar de ir ou esclarecer qualquer fato. É um momento muito difícil da nação brasileira e o mínimo que o povo espera são repostas para mais de 400 mil famílias que perderam seus entes queridos”.

Continuar lendo STF CONCEDE AO EX-GOVERNADOR DO RIO WILSON WITZEL O DIREITO DE NÃO COMPARECER À CPI DA COVID-19

SAÚDE: COM INFECÇÃO POR COVID-19 EM QUEDA, ISRAEL RETIRA A OBRIGATORIEDADE DO USO DE MÁSCARAS EM LOCAIS FECHADOS

Israel retira obrigatoriedade de uso de máscara em locais fechados

Israelenses não precisam usar máscaras ao ar livre desde abril; novas infecções por Covid-19 estão em queda desde fevereiro

Reuters

 Atualizado 15 de junho de 2021 às 09:39

Israel retira restrições contra Covid-19Em abril, Israel retirou algumas restrições contra Covid-19; na foto, clientes sem máscaras em restaurante de Tel AvivFoto: Mostafa Alkharouf/Anadolu Agency via Getty Images (21.abr.2021)

Israel retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra a Covid-19 aos seus cidadãos nesta terça-feira (15), encerrando uma de suas últimas restrições principais, já que novas infecções por Covid-19 continuaram a diminuir e o país continua a vacinar.

As crianças foram para a escola e os adultos trabalharam sem máscaras pela primeira vez em mais de um ano. Os israelenses não precisam usar máscaras ao ar livre desde abril.

Cerca de 55% dos 9,3 milhões de habitantes de Israel estão totalmente vacinados – participação praticamente inalterada pela expansão da elegibilidade deste mês para incluir jovens de 12 a 15 anos.

Israel registrou neste mês zero ou uma morte diária de Covid-19, mostram dados do Ministério da Saúde. As novas infecções estão em declínio constante, após uma queda acentuada em fevereiro e março.

O ministério disse que máscaras ainda serão exigidas para não vacinados ou funcionários em instalações médicas, além de pessoas em quarentena e de passageiros em voos comerciais. 

(Escrito por Dan Williams; edição por Andrew Heavens)

Continuar lendo SAÚDE: COM INFECÇÃO POR COVID-19 EM QUEDA, ISRAEL RETIRA A OBRIGATORIEDADE DO USO DE MÁSCARAS EM LOCAIS FECHADOS

BOAS NOTÍCIAS: A MAIS NOVA VEDETE DAS VACINAS, A NOVAVAX TEM EFICÁCIA DE 93,2%

A farmacêutica americana NOVAVAZ é mais nova e promissora vacina no mercado, que num ensaio clínico mostrou 90,4% de eficácia geral de sua vacina contra infecções sintomáticas por COVID-19 e 100% de proteção contra doenças moderadas e graves. E também anunciou eficácia de 93,2% contra variantes. Leia o artigo completo a seguir e saiba de todos os detalhes!

Vacina Novavax anuncia eficácia de 93,2% contra variantes

A empresa Novavax, anunciou nesta segunda, 14, resultados de um ensaio clínico que mostra 90,4% de eficácia geral de sua vacina contra infecções sintomáticas por COVID-19 e 100% de proteção contra doenças moderadas e graves.

O estudo foi feito com 30.000 pessoas nos EUA e México e publicado na revista científica Science.

A vacina, que usa uma tecnologia diferente das vacinas COVID-19 autorizadas até agora, apresentou resultado contra oito variantes virais de interesse e preocupação, com eficácia de 93,2%. E o estudo diz que a vacina é segura e bem tolerada.

“Esta vacina parece fenomenal. Estou entusiasmada com esses resultados ”, disse Monica Gandhi, médica infectologista e epidemiologista da Universidade da Califórnia, em San Francisco.

A eficácia

A diferença de alguns pontos percentuais entre a eficácia de 90% da Novavax e a eficácia de 95% e 94% das vacinas Pfizer / BioNTech e Moderna é explicada em parte pelo ensaio posterior da Novavax, que testou a vacina contra variantes virais, diz John Moore, um imunologista da Weill Cornell Medicine e participante do estudo Novavax.

Os testes das vacinas de outras empresas , compostas de RNA mensageiro (mRNA ), foram concluídos antes que tais variantes estivessem amplamente circulando.

“Esta é uma vacina cuja eficácia é pelo menos equivalente à da Pfizer e Moderna”, disse Moore. “É essencialmente 100% protetor contra doenças.”

Estudo clínico

O ensaio clínico foi altamente diversificado, com 44% de participantes não brancos.

E os requisitos simples para armazenamento da vacina poderiam acelerar o acesso a ela em comunidades remotas ao redor do globo.

FDA

A Novavax planeja solicitar à Food and Drug Administration (FDA) – agência de medicamentos e alimentos dos EUA – e outros reguladores, uma autorização de uso de emergência no terceiro trimestre.

A empresa deve ainda concluir os requisitos regulatórios para garantir que seu produto corresponda consistentemente à vacina usada nos testes clínicos, disse o presidente e CEO Stanley Erck.

Com informações da Science

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: A MAIS NOVA VEDETE DAS VACINAS, A NOVAVAX TEM EFICÁCIA DE 93,2%

ONG MÉDICOS UNIDOS DA VENEZUELA (MUV) ALERTOU QUE A PANDEMIA DA COVID-19 ESTÁ FORA DE CONTROLE NO PAÍS

ONG alerta que pandemia está fora de controle na Venezuela

Instituição afirma que não há controle das informações sobre mortes, o que acontece nos hospitais e campanha de vacinação

INTERNACIONAL |

EFE

Dados oficiais apontam que o país já recebeu 3,23 milhões de doses de vacina

MIGUEL GUTIÉRREZ/EFE

A ONG Médicos Unidos da Venezuela (MUV) alertou neste domingo (13) que a pandemia da covid-19 está “fora de controle” no país, considerando que não há “controle das informações”, das mortes ou “do que acontece nos hospitais”.

“É cada vez mais evidente que não há controle sobre a informação. Não há controle de morbidade. Não há controle de óbitos. Não há controle do que acontece nos hospitais e não há controle de vacinação. Este é um alerta, a pandemia na Venezuela está fora de controle”, escreveu a ONG em sua conta no Twitter.

Segundo dados oficiais divulgados pelo governo e questionados por várias associações médicas e pela oposição, foram registrados 250.309 casos e 2.814 mortes por covid-19 na Venezuela desde o início da pandemia.

Em relação às vacinas, informações oficiais indicam que o país já recebeu 3,23 milhões de doses.

Esse número inclui um lote de 500 mil doses da vacina russa Sputnik V que chegou ontem.

A vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez, afirmou recentemente que “cerca de 11% dos venezuelanos foram vacinados contra a covid-19” – aproximadamente 3,3 milhões de pessoas – embora não tenha detalhado quantos cidadãos receberam uma única dose e quantos completaram a imunização.

Para vacinar 11% da população, são necessárias 6,6 milhões de doses, já que tanto a Sputnik V quanto a chinesa VeroCell, do laboratório Sinopharm – que são as vacinas recebidas pela Venezuela -, são de dupla aplicação.

No entanto, o governo só havia informado até ontem sobre a chegada de 2,73 milhões de doses divididas em nove remessas – sete da Rússia e duas da China -, por isso não se sabe quando foram recebidas as 570 mil que faltavam para completar metade da imunização de 3,3 milhões de pessoas, equivalente aos 11% referidos por Delcy Rodríguez.

Nesse sentido, o ministro da Saúde, Carlos Alvarado, afirmou ontem que, com o novo lote, a Venezuela já tem “vacinas suficientes para imunizar 13% da meta, que é de 22 milhões de pessoas”.

Como parte de suas críticas, o MUV questionou os motivos do surto de covid-19 na concentração da seleção venezuelana de futebol – que disputa a Copa América que teve início hoje no Brasil – onde as autoridades detectaram 11 casos de coronavírus.

“Temos o direito de saber o que aconteceu com a seleção porque é o nosso patrimônio esportivo no futebol e se trata de seres humanos públicos que vão interagir com outros jogadores que estão em risco e merecem ser protegidos”, escreveram na mesma rede social.

Fonte: R7

Continuar lendo ONG MÉDICOS UNIDOS DA VENEZUELA (MUV) ALERTOU QUE A PANDEMIA DA COVID-19 ESTÁ FORA DE CONTROLE NO PAÍS

SAÚDE: URBANA FARÁ NESTE SÁBADO O DIA D, DA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 PARA OS GARIS

Em Dia D neste sábado garis em Natal vacinam contra o coronavírus

A Companhia de Serviços Urbanos de Natal – Urbana, fará neste sábado (12), o Dia D da vacinação contra a Covid-19.

Todos os garis da Urbana terão seu dia de trabalho paralisado para que procurem os locais de vacinação. No caso dos funcionários da limpeza pública, Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias. A coleta domiciliar não será prejudicada.

“Em 5 de maio solicitamos ao secretário George Antunes vacina para os nossos garis da Urbana e das terceirizadas. Agora chegou a hora de imunizar os que fazem o importante serviço de limpeza da cidade”, disse o presidente da Urbana, Joseíldes Medeiros.

Os garis das terceirizadas serão imunizados no decorrer dos próximos dias, ação planejada com as empresas terceirizadas, para que não haja aglomeração nos locais de vacinação.

Continuar lendo SAÚDE: URBANA FARÁ NESTE SÁBADO O DIA D, DA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 PARA OS GARIS

BOAS NOTÍCIAS: CHEGA AO BRASIL A VACINA DA JANSSEN, EFICAZ CONTRA VARIANTES

A expectativa à chegada da vacina da Janssen no Brasil é muito grande, já que é comprovadamente eficaz contra variantes e requer apenas uma dose. A pesquisa publicada na Nature determinou que a vacina da Johnson & Johnson ativou as respostas imunológicas contra a cepa COVID-19 original, bem como as variantes Alfa, Beta, Gama e Epsilon. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa ótima notícia!

Vacina da Janssen que chega ao Brasil é eficaz contra variantes: dose única

Foto: Divulgação

 

A vacina da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, que está sendo aguardada no Brasil, produz várias respostas imunológicas que permitem que ela seja eficaz contra diferentes variantes do vírus, de acordo com um estudo divulgado nesta quarta-feira, 9.

A pesquisa, publicada na Nature como uma amostra acelerada de um artigo, determinou que a vacina da Johnson & Johnson ativou as respostas imunológicas contra a cepa COVID-19 original, bem como as variantes Alfa, Beta, Gama e Epsilon.

O estudo concluiu que a vacina Johnson & Johnson “ofereceu forte proteção contra casos sintomáticos” de COVID-19 na África do Sul e no Brasil, onde as variantes causaram a maioria dos casos sequenciados.

Pesquisa

Os pesquisadores estudaram as respostas imunológicas celulares e de anticorpos de 20 voluntários com idades entre 18 e 55 anos.

O estudo descobriu que menos anticorpos neutralizantes apareceram na luta contra as variantes Beta e Gama, encontradas pela Nature

primeira vez na África do Sul e no Brasil, respectivamente, quando comparadas à cepa COVID-19 original.

O estudo determinou que uma única dose da vacina da Johnson & Johnson protegeu contra COVID-19 grave em 86 por cento dos participantes nos Estados Unidos, 88 por cento daqueles no Brasil e 82 por cento na África do Sul.

Desde que a Food and Drug Administration emitiu uma autorização de uso de emergência para a vacina Johnson & Johnson em fevereiro, mais de 11,2 milhões de doses da vacina foram administradas nos EUA.

Chegada no Brasil

O Brasil aguarda a chegada de 3 milhões de doses ainda agora em junho. O imunizante foi aprovado pela Anvisa no Brasil em 31 de março.

Além disso, o Ministério da Saúde assinou um acordo com a Janssen para a aquisição de 38 milhões de doses da vacina da empresa, com previsão inicial de entrega de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e 21,1 milhões de outubro a dezembro.

O imunizante da Janssen, que é atualmente utilizado nos países da União Europeia, nos Estados Unidos e na África do Sul, recebeu, no Brasil, certificado de boas práticas da Anvisa.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, o risco de reações alérgicas à vacina da Janssen é considerado extremamente baixo, especialmente quando se refere a choques anafiláticos.

O imunizante não tem compostos que podem causar reações alérgicas fortes, como antibióticos, adjuvantes ou conservantes, aditivos utilizados para potencializar a resposta imune, segundo o CDC. Eles também podem estar nos demais imunobiológicos.

Com informações do TheHill/Nature e Diário do Nordeste

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: CHEGA AO BRASIL A VACINA DA JANSSEN, EFICAZ CONTRA VARIANTES

SEGUNDO BIDEN, OS EUA NÃO PEDIRÃO NADA EM TROCA PELAS VACINAS CONTRA COVID-19 QUE DOARÃO À OUTROS PAISES

Covid-19: Biden diz que EUA não doarão vacinas em troca de favores

Mais de 90 países receberão 500 milhões de doses do imunizante da Pfizer por meio do consórcio Covax

INTERNACIONAL

 Do R7, com EFE

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, participa esta semana da cúpula do G7

EFE/EPA/NEIL HALL

O presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou nesta quinta-feira (10) que os Estados Unidos não pedirão nada em troca pelas vacinas contra a covid-19 que doarão a outros países.

“Nossas doações de vacinas não incluem pressões por favores”, disse o mandatário, ao acrescentar que os EUA estão tomando a iniciativa para salvar vidas e “para acabar isto (a pandemia)”.

Em declarações à imprensa que o acompanha na cúpula do G7, em Cornwall, no Reino Unido, Biden anunciou formalmente a compra e a doação por parte dos EUA de 500 milhões de doses da vacina da Pfizer.

Os imunizantes serão entregues a 92 países que não têm condições de adquirir doses para imunizar a população por meio do consórcio Covax. O Brasil não faz parte da lista de países que receberão as doses dos EUA.

As entregas começarão em agosto com previsão de entregar até 200 milhões de doses do imunizante até o fim deste ano.

Segundo a Casa Branca, as outras 300 milhões de doses serão entregues até junho de 2022. Todas as doses serão produzidas em fábricas nos EUA.

Fonte: R7
Continuar lendo SEGUNDO BIDEN, OS EUA NÃO PEDIRÃO NADA EM TROCA PELAS VACINAS CONTRA COVID-19 QUE DOARÃO À OUTROS PAISES

DEPUTADO ESTADUAL NELTER QUEIROZ ENCAMINHA AO GOVERNO DO RN SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE MORISTA DE APLICATIVO, MOTOTAXISTAS E TAXISTAS NO PÚBLICO PRIORITÁRIO DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

Nelter Queiroz solicita inclusão de taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19

09 jun 2021

Nelter Queiroz solicita inclusão de taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19 – Blog Suébster Neri – Desde 2007

Preocupado com a segurança dos taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) encaminhou solicitação ao Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), cobrando a inclusão destes profissionais no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

“Pleito de grande importância uma vez que estas categorias prestam, diariamente, importante serviço social, econômico e logístico no transporte de pessoas, mercadorias e encomendas em todos os municípios de nosso Rio Grande do Norte”, frisou o parlamentar, lembrando que estes profissionais estão expostos e em contato direto com terceiros, aumentando o risco de infecção pelo novo coronavírus.

Para Nelter Queiroz a inclusão desta categoria no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19 além de preservar vidas, evitará também a propagação do novo coronavírus durante o desenvolvimento das atividades destes profissionais.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo DEPUTADO ESTADUAL NELTER QUEIROZ ENCAMINHA AO GOVERNO DO RN SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE MORISTA DE APLICATIVO, MOTOTAXISTAS E TAXISTAS NO PÚBLICO PRIORITÁRIO DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

MÉDICOS DA COOPERATIVA MÉDICA VOLTARAM A ATENDER EM ESCALA COMPLETA NOS CENTROS DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 DE NATAL

Médicos voltam a atender nos Centros Covid de Natal em escala completa

Os médicos da Cooperativa Médica (Coopmed) voltaram a atender nos Centros de Enfrentamento à Covid de Natal em escala completa nesta segunda-feira (7). A manutenção de três profissionais em cada Centro foi acertada em acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS).

O problema da falta de escala completa de médicos aconteceu principalmente entre os meses de abril e maio criando longas filas de espera e chegando até a ter registros de limites de atendimento por dia.

Continuar lendo MÉDICOS DA COOPERATIVA MÉDICA VOLTARAM A ATENDER EM ESCALA COMPLETA NOS CENTROS DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 DE NATAL

ATUALIZAÇÃO DA TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DA COVID-19 NO RN

Por G1 RN

 

Leitos críticos UTI Covid-19 Hospital De Campanha de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Sandro MenezesLeitos críticos UTI Covid-19 Hospital De Campanha de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes

O Rio Grande do Norte está com 93,4% dos leitos críticos para Covid-19 ocupados nesta segunda-feira (7). É o que aponta o Regula RN, plataforma utilizada pelo governo do RN para monitoramento dos leitos em todo o estado. A consulta foi realizada às 14h. No início da semana passada, essa taxa era de 99%.

O estado está desde o início de março com ocupação média acima dos 90%. A situação mais grave atualmente é na Região Oeste, que tem 99,1% dos leitos de UTI sendo utilizados. A Região Seridó tem 92,5% e a Região Metropolitana

Taxa de ocupação está acima de 93% no RN — Foto: Divulgação Taxa de ocupação está acima de 93% no RN — Foto: Divulgação

Ao todo, 13 hospitais em todo o estado estão com 100% de ocupação e não possuem mais vagas para leitos de UTI Covid no momento. Outros 11 hospitais estão com ocupação acima de 80%.

Na rede de assistência, atualmente o estado tem 414 leitos críticos disponíveis, com 368 ocupados e 26 disponíveis – outros 20 estão bloqueados. Ao todo 63 pessoas estão na fila à espera de um leito de UTI.

Taxa de ocupação nos hospitais públicos do RN com leitos Covid — Foto: DivulgaçãoTaxa de ocupação nos hospitais públicos do RN com leitos Covid — Foto: Divulgação

A plataforma aponta ainda que até está segunda o estado já registrou 874 pessoas que morreram com a Covid na fila por um leito crítico durante toda pandemia. Há cerca de 15 dias, esse número passava de 800. O estado também teve recentemente o maior número de solicitações por um leito de UTI em um dia.

O Regula RN indica ainda que atualmente 72% das pessoas internadas em leitos de UTI no estado têm abaixo de 60 anos de idade – outros 28% são idosos. A mudança no perfil entre os internados é apontada pelos especialistas principalmente pela vacinação já mais avançada no público de pessoas idosas.

Atualmente o estado tem 758 mil pessoas vacinadas contra Covid com pelo menos uma das doses. O estado também possui 275.370 casos confirmados de infecção pelo coronavírus e 6.295 mortes pela doença, sendo 12 delas nas últimas 24 horas.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo ATUALIZAÇÃO DA TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DA COVID-19 NO RN

NOMEAÇÃO DA INFECTOLOGISTA LUANA ARAÚJO PARA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE ENFRENTEMENTO À COVID-19 É VETADA PÓS CRÍTICAS AO GOVERNO EM SUAS REDES SOCIAIS

Críticas ao governo em redes derrubaram a nomeação de Luana Araújo

Assessores do presidente elaboraram um relatório com posts críticos de Luana ao governo Bolsonaro

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

Atualizado 07 de junho de 2021 às 19:57

Por que Luana Araújo estava certa ao aceitar o cargo no governo Bolsonaro - 02/06/2021 - UOL Notícias

Um levantamento feito pelo governo nas redes sociais da médica infectologista Luana Araújo foi o motivo pelo qual seu nome foi vetado para o cargo na Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19. O veto ao seu nome deverá ser explorado na CPI da Pandemia nesta terça-feira (8), quando o ministro da SaúdeMarcelo Queiroga, voltará à comissão.

Assessores do presidente elaboraram um relatório com posts críticos de Luana ao governo Bolsonaro. O procedimento é chamado internamente de “dados abertos”, pois tem como base dados públicos.

O documento, então, chegou à mesa do presidente, que disse diretamente ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que não haveria condições para a sua nomeação em razão dessas críticas.

Isso ocorreu após o nome dela ter sido aprovado no Sinc, sigla para Sistema Integrado de Nomeações e Consultas, que é o sistema que rastreia o histórico das nomeações para verificar se há algum impeditivo legal na nomeação de alguém.

Luana passou por todos os órgãos do Sinc, como Abin e Casa Civil. Em razão disso, seu nome foi anunciado no dia 12 de maio. Dez dias depois, no dia 22 de maio, conforme seu nome não era publicado no Diário Oficial, ela desistiu da função. Foi nesse meio tempo que o relatório chegou ao presidente.

À CPI, porém, a infectologista d uma explicação detalhada do motivo de sua dispensa pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Mas que o ministro lhe disse que o nome não passaria. “Ele me disse que lamentava, mas que meu nome não iria passar pela Casa Civil”, afirmou aos senadores.

Pessoas próximas à infectologista afirmaram que ela não fez postagens contra o presidente, mas que sempre defendeu em suas redes sociais os preceitos científicos.

Em entrevista na última quinta-feira (3) à CNN ela foi questionada sobre eventuais críticas feitas ao governo nas redes sociais. “Eu não costumo me posicionar contra governos específicos. Eu trabalho com governos, eu me posiciono contra políticas públicas que considero que não sejam apropriadas. Acho que tenho o direito e o dever, como cidadã brasileira, pesquisadora, epidemiologista, também de me posicionar com relação às políticas de saúde pública do meu próprio país”, disse a médica.

Na manhã desta segunda-feira (7), Queiroga disse em entrevista à Jovem Pan que “Luana é qualificada, mas entendeu-se que o nome dela não seria o melhor por já ter uma posição explícita a respeito dos temas em discussão”.

Continuar lendo NOMEAÇÃO DA INFECTOLOGISTA LUANA ARAÚJO PARA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE ENFRENTEMENTO À COVID-19 É VETADA PÓS CRÍTICAS AO GOVERNO EM SUAS REDES SOCIAIS

POLICIAL: SEGUNDO BOLSONARO, HÁ 65 AÇÕES PARA CGU,PF E OUTROS ÓRGÃOS INVESTIGAREM SOBRE DESVIOS DE RECURSO DA COVID-19

CGU, PF e outros órgãos investigam em parceria 65 ações para apurar desvio de recursos da Covid-19

Foto: Divulgação/PFFoto: Divulgação/PF

Enquanto a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 segue ignorando o rombo deixado por governadores e prefeitos no combate ao coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais, nesta segunda-feira (7), que há 65 ações da Controladoria-Geral da União (CGU), Polícia Federal (PF) e outros órgãos públicos para apurar irregularidades na utilização de verbas federais destinadas ao enfrentamento da pandemia, nos últimos meses.

“Nos últimos dias, a Controladoria Geral da União, Polícia Federal – PF e outros órgãos públicos continuam realizando ações de combate à irregularidades nos repasses de recursos da Saúde aos estados e municípios.

São mais de 65 ações nos últimos meses.

Mais informações diárias sobre temas diversificados em nosso Telegram: “Jair M. Bolsonaro 1”.”, informou o presidente.Imagem em destaqueA “Operação Sangria”, no Amazonas, por exemplo, já está na quarta fase.

A “Operação Palude” foi deflagrada no final de maio e investiga desvio de recursos públicos no município Sergipe, em 2020. Segundo denúncias que chegaram à PF, houve fraude no procedimento adotado para a contratação de empresas responsáveis pela sanitização e desinfecção de espaços públicos e privados, com grande circulação de pessoas na cidade de Pacatuba. A CGU elaborou aprofundada análise sobre a regularidade das contratações suspeitas, a execução dos serviços e a destinação dos recursos ao município, no montante R$ 1,07 milhão, o que equivale a 65% do total das verbas recebidas para o controle da pandemia.

A “Operação Entrelaçados”, no Piauí, foi desencadeada também no final de maio e apura irregularidades na compra de equipamentos de proteção individual, suprimentos hospitalares, medicamentos e testes rápidos para detecção de Covid-19. Doze mandados de busca e apreensão já foram efetuados.

“A licitação foi do tipo menor preço por item, envolveu o valor total de R$ 1.242.694,00 e foi referente à aquisição de 33 itens, entre equipamentos de proteção individual, suprimentos hospitalares, medicamentos e testes rápidos para detecção da covid-19. A aquisição foi custeada com recursos federais do Fundo Nacional de Saúde”, informa a CGU.

Ainda de acordo com o órgão, as análises revelaram sobrepreço na contratação, estimado em R$ 696.536,00, vínculos entre as empresas contratadas, ausência de pesquisa de preços para a definição dos valores máximos admitidos para os 33 itens licitados, além de irregularidades no processo licitatório.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLICIAL: SEGUNDO BOLSONARO, HÁ 65 AÇÕES PARA CGU,PF E OUTROS ÓRGÃOS INVESTIGAREM SOBRE DESVIOS DE RECURSO DA COVID-19

OPINIÃO: O TRATAMENTO PRECOCE É UMA QUESTÃO DE LIVRE ARBÍTRIO

Caro(a) leitor(a),

Na minha humilde OPINIÃO o campo de batalha que se formou no Brasil em torno do tratamento precoce é algo simplesmente surreal e bizarro. Primeiro porque remédios como ivermectina e cloroquina estão no mercado há pelo menos 70 anos e já se sabe de todos os efeitos colaterais que por ventura possam surgir nos pacientes que utilizarem como tratamento precoce e cabe ao médico única e exclusivamente a prerrogativa de orientar ao paciente o seu uso. E este uso é consensual médico/paciente. Segundo porque tudo na vida é uma questão de crença. Se o paciente acredita que um determinado remédio pode salvar a sua vida, ninguém tem o direito de tolhe-lo desse arbítrio, pois como sabemos, todo e qualquer remédio para ser produzido precisa passar pela fase de testes em humanos, onde uma parte dessas cobaias recebem um placebo e historicamente parte desses pacientes que recebem placebo se curam simplesmente pela força da fé e/ou crença. Então, isso é apenas uma questão de livre arbítrio. A escolha é do paciente junto com o médico e cada um que cuide da sua vida!

Ludmila Ferber diz que venceu Covid-19 com tratamento precoce: ‘Funciona’

Cantora cristã diz ter seguido protocolo.

Published on 06.06.2021

Reprodução | Facebook

Em um vídeo publicado na última sexta-feira (4), a cantora gospel Ludmila Ferber, um dos principais nomes do segmento cristão, revelou ter testado positivo para a Covid-19.

Ao lado do ex-senador Magno Malta, Ludmila contou que contraiu a doença em setembro do ano passado. Além dela, outros familiares também foram infectados.

Lutando contra um câncer de pulmão há quase três anos, ela surpreendeu ao dizer que fez uso do ‘tratamento precoce’— adotando medicamentos como cloroquina e ivermectina.

“Sim, foi em setembro do ano passado [que contraiu a Covid]. Mas eu dou graças a Deus que eu fiz o tratamento precoce. Então, eu passei pela Covid de uma forma impressionante. Estamos aí para testemunhar: funciona!”, afirmou.

Embora o novo coronavírus (Sars-CoV-2) ainda seja um mistério em muitos aspectos, médicos e pesquisadores do mundo todo já sabem que o pulmão é o órgão mais afetado pela doença.

Nos pulmões, o vírus infecta células dos alvéolos —onde ocorre a troca de gases entre o pulmão e corrente sanguínea— passando a se multiplicar, matando a célula hospedeira e atuando rapidamente para contaminar outras células.

Ainda no vídeo, Ludmila fez questão de frisar que seguiu o protocolo de modo completo.

“Fiz todo o protocolo. Não só eu, mas parte da minha família também fez o tratamento precoce”, completou.

O ex-senador, por sua vez, reiterou o que foi dito pela pastora evangélica e lamentou o cenário que o país atravessa, afirmando que há uma ‘inversão de valores’.

“Então quem nega o protocolo não é negacionista, negacionista é quem quer o protocolo pra que as pessoas não precisem ser entubadas e serem levadas a UTI, nós estamos vivendo uma inversão, um drama espiritual no país“, acrescentou Malta.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.

Continuar lendo OPINIÃO: O TRATAMENTO PRECOCE É UMA QUESTÃO DE LIVRE ARBÍTRIO

HOSPITAL ZONA SUL DE NATAL ESTÁ OBTENDO EXCELENTES RESULTADOS NO TRATAMENTO DA COVID-19

Hospital de Campanha Zona Sul ultrapassa a marca de 100 altas médicas

07 jun 2021

Prefeitura abre mais um Hospital exclusivo para pacientes com Covid-19

Com uma abordagem clínica diferenciada em relação aos pacientes que recebe para o tratamento da Covid-19, o Hospital de Campanha Natal Sul está obtendo excelentes resultados desde a sua inauguração. A unidade já contabiliza mais de 100 altas médicas e nenhum óbito ao longo de pouco mais de quatro meses e meio de funcionamento. De acordo com a direção médica do local, a abordagem terapêutica precoce, acompanhando as pessoas internadas de forma contínua para evitar o agravamento dos quadros e uma posterior intubação, ajuda a explicar o sucesso do tratamento oferecido no hospital.

O exemplo disso é a aposentada Júlia Moura, 89. Ela passou seis dias sob os cuidados da equipe do hospital e chegou com um quadro considerado grave, mas após todos os esforços recebeu alta nesta semana. “Ela chegou com insuficiência respiratória, saturando a 86% e fizemos um tratamento com o capacete Helmet, que permite uma ventilação mecânica não invasiva. É uma idosa com Alzheimer, diabetes e hipertensão, que esteve conosco do dia 22 ao dia 27 e hoje sai vitoriosa. Ficamos muito felizes”, afirma o diretor médico do Hospital de Campanha Natal Sul, Ediney Agra.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, também celebra os resultados obtidos pela equipe do Hospital de Campanha Natal Sul. “Quando pensamos, estruturamos e inauguramos o Hospital, tínhamos a certeza de que essa estratégia iria alcançar ótimos resultados. É o que estamos vendo. Não registramos nenhum óbito nessa unidade e o índice de curados é acima da média. Tudo isso é fruto de um trabalho árduo de todos que fazem parte da rede de atendimento voltada ao enfrentamento da Covid-19. Vamos seguir nessa batalha para oferecer o melhor tratamento possível para os natalenses”, ressalta Álvaro.

O Hospital de Campanha Natal Sul opera com 41 leitos, sendo inicialmente 33 leitos de enfermaria clínica, quatro semi-intensivos, dois de estabilização e dois de admissão, tendo a possibilidade ter a sua capacidade ampliada para abrigar até 50 leitos. Outra terapia utilizada pela equipe da unidade que tem alcançado êxito é a do Capacete Helmet. A Secretaria Municipal de Saúde dotou o prédio com a estrutura necessária para oferecer esse tipo de abordagem e os resultados estão sendo positivos.

Na parte de recursos humanos, a equipe multidisciplinar da unidade conta com médicos plantonistas e intensivistas, 24 enfermeiros, 56 técnicos em enfermagem, fisioterapeuta, assistente social, psicóloga, farmacêutico, técnico em radiologia, servidores da parte administrativa e maqueiros.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo HOSPITAL ZONA SUL DE NATAL ESTÁ OBTENDO EXCELENTES RESULTADOS NO TRATAMENTO DA COVID-19

FERNANDO DE NORONHA CONSEGUE ZERAR NÚMERO DE CASOS DE PESSOAS INFECTADAS COM CORONAVIRUS DESDE A ABERTURA DA ILHA PARA O TURISMO

Fernando de Noronha zera número de casos de Covid-19

Pela primeira vez, desde a abertura da ilha para o turismo, arquipélago não tem pessoas infectadas com o novo coronavírus

da CNN, em São Paulo

Atualizado 04 de junho de 2021 às 21:53

Vista a partir do Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de NoronhaVista a partir do Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de NoronhaFoto: Instagram/ Binabinapic/ Reprodução

O arquipélago de Fernando de Noronha confirmou nesta sexta-feira (4) a cura clínica do último paciente em recuperação pela Covid-19. Essa é primeira vez que o distrito consegue zerar os casos de pessoas infectadas desde a abertura da ilha para o turismo. Anteriormente, os casos chegaram a zero em outras três ocasiões: maio, junho e agosto de 2020.

O protocolo em vigor para a entrada de turistas no arquipélago inclui uma série de medidas rígidas de combate à pandemia. O visitante deve apresentar resultado negativo do teste para a doença com dois dias de antecedência da viagem.

O pico da doença em 2021 aconteceu no dia 4 de fevereiro, quando havia 83 pessoas em quarentena, cinco delas internadas em hospitais de referência no Recife. Na última semana de maio, Noronha contava com apenas 4 pessoas infectadas.

As medidas restritivas em Noronha serão mantidas até o dia 13 de junho, de acordo com a definição do Governo de Pernambuco. Está proibido o funcionamento de todas as atividades não essenciais, das 22h às 5h, inclusive nos finais de semana. A proibição também se estende à realização de festas, shows, eventos sociais, corporativos ou institucionais, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos, públicos ou privados.

O arquipélago tem ao todo 679 registros da doença, sendo 597 no arquipélago e 82 casos importados. Desse total, 675 pessoas estão recuperadas e quatro óbitos foram confirmados.

Continuar lendo FERNANDO DE NORONHA CONSEGUE ZERAR NÚMERO DE CASOS DE PESSOAS INFECTADAS COM CORONAVIRUS DESDE A ABERTURA DA ILHA PARA O TURISMO

MORRE NO RN PACIENTE COM SUSPEITA DA VARIANTE INDIANA DA COVID-19

Por G1 RN

 

Paciente com suspeita da variante indiana da Covid morre no RN | Rio Grande do Norte | G1Um paciente com suspeita da variante indiana da Covid-19 morreu no Rio Grande do Norte. A morte ocorreu na segunda-feira (31), mas foi informada nesta quarta (2) pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

A Sesap não esclareceu se esse é um dos dois casos suspeitos da variante indiana que já eram investigados no estado, ou se trata-se de um terceiro caso suspeito.

Em nota, a secretaria afirmou que o paciente que morreu é um homem, de 29 anos, que esteve no Maranhão. “Com RT-PCR confirmado para Covid-19, o paciente foi hospitalizado, e encontrava-se internado em isolamento em terapia intensiva, instável e com suporte ventilatório, recebendo toda assistência que o caso requer, porém foi a óbito na segunda-feira (31)”, diz a nota.

Casos suspeitos no RN

A Sesap divulgou na terça-feira (1º) que o estado tinha dois casos suspeitos da variante indiana. Em nota emitida na terça, informou que “os pacientes se encontram em isolamento, cumprindo os protocolos, assim como as pessoas que tiveram contato com os enfermos. As amostras serão enviadas para a Fiocruz e IEC – Instituto Evandro Chagas com a finalidade de investigar possível contaminação pela nova variante no Estado“.

Porém, nesta quarta-feira (2), a Sesap afirmou que “apenas um paciente suspeito de estar infectado pela Cepa B.1.617, conhecida popularmente como Cepa indiana teve a mostra enviada para análise”.

“A amostra do paciente entrou nos critérios do Ministério da Saúde para a realização do sequenciamento genético que está sendo providenciado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do RN (LACEN-RN) e foi enviada para o Instituto Evandro Chagas no Pará. O resultado deverá sair em breve”, diz a nota.

Casos confirmados no Brasil

Brasil tem até o momento oito casos confirmados da variante indiana: seis deles no Maranhão (cinco estão em quarentena dentro do navio e um deles está internado em São Luís), um no Rio de Janeiro (de um passageiro vindo da Índia e que desembarcou em São Paulo) e um em Juiz de Fora (também viajou ao país asiático e chegou ao Brasil via Guarulhos-SP).

Ceará teve um caso suspeito descartado na variante indiana, assim como o Distrito Federal, onde o paciente segue sendo investigado mesmo após ter testado negativo para Covid-19.

Variante indiana

De acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), a B.1.617 é mais contagiosa em uma comparação inicial com a variante britânica, mas ainda é investigado se ela está relacionada a quadros mais graves de Covid-19 e se ela aumenta o risco de reinfecção.

Apesar de ter sido notada no ano passado, foi somente em 10 de maio que a OMS classificou a variante B.1.617 como “preocupação global”.

Acredita-se que variante se dissemine mais rápido. No entanto, cientistas ainda não sabem dizer se é mais letal e se tem maior transmissibilidade.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo MORRE NO RN PACIENTE COM SUSPEITA DA VARIANTE INDIANA DA COVID-19

POLÍTICA: GRUPO DE GOVERNADORES AVALIA INGRESSAR COM PEDIDOS NO STF PARA NÃO SEREM OBRIGADOS A COMPARECER COMO TESTEMUNHAS NA CPI DA COVID-19

Governadores avaliam recorrer ao STF para não comparecerem à CPI da Pandemia

Nesta quarta-feira (26), a comissão de inquérito pretende votar a convocação de dez governadores, mais da metade da Região Norte

Gustavo Uribe

Por Gustavo Uribe, CNN  

 Atualizado 26 de maio de 2021 às 09:14

Política - Governadores planejam acionar STF para recorrer caso sejam convocados pela CPI - 26/05/2021

Com a possibilidade de convocação pela CPI da Pandemia, um grupo de governadores avalia ingressar com pedidos no STF (Supremo Tribunal Federal) para não serem obrigados a comparecer na condição de testemunhas.

Segundo apurou a CNN, a possibilidade tem sido considerada por alguns governadores da Região Norte. Eles representam mais da metade do total de requerimentos apresentados para a convocação de chefes de gestões estaduais.

A ideia estudada é que, caso sejam aprovados requerimentos de convocação contra eles em sessão marcada para esta quarta-feira (26), eles ingressem com pedidos em sequência na Suprema Corte.

O argumento é de que há um precedente jurídico que desobriga chefes de governos estaduais a comparecerem a uma comissão de inquérito do Congresso Nacional.

Em 2012, o então governador de Goiás, Marconi Perillo, conseguiu autorização para não comparecer à CPI do Cachoeira.

Na época, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, concedeu liminar sob o argumento de que uma comissão de inquérito do Congresso Nacional não pode impor a presença de um chefe do Poder Executivo.

Nesta quarta-feira (26), devem ser analisados requerimentos para a convocação dos governadores do Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Pará, Tocantins,  Distrito Federal, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Nestes estados, houve investigação da Polícia Federal durante a pandemia. A tropa de choque do Palácio do Planalto tem insistido na necessidade de investigar a destinação de recursos federais para estados e municípios.

Continuar lendo POLÍTICA: GRUPO DE GOVERNADORES AVALIA INGRESSAR COM PEDIDOS NO STF PARA NÃO SEREM OBRIGADOS A COMPARECER COMO TESTEMUNHAS NA CPI DA COVID-19

80% DOS LEITOS DE UTI PARA COVID-19 EM HOSPITAIS PARTICULARES DE NATAL ESTÃO OCUPADOSTÃO

Por G1 RN

 

Hospital Rio Grande, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiHospital Rio Grande, em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Os hospitais privados de Natal fecharam a noite de segunda-feira (24) com cerca de 80% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados.

Esses dados seguem o crescimento na ocupação dos leitos públicos em todo o Rio Grande do Norte, que atingiu 98%, de acordo com o Regula RN, plataforma que monitora a Covid-19 no estado, nesta terça (25). Na Grande Natal, esse número é de 97,6%.

Ao todo, são 144 leitos críticos (de UTI e semi-intensivo) nos hospitais particulares da capital potiguar. Desses, 114 estão ocupados. Entre os vagos, estão 8 UTIs pediátricas (exclusivas para crianças) e 3 UTIs Neonatal (para prematuros e bebês).

Dessa forma, os dados apontam que, para adultos, há apenas 19 leitos de críticos disponíveis, sendo 16 de UTI e 3 de semi-intensivo. Foram considerados nesse levantamento os hospitais São Lucas, do Coração, Hapvida, Dr. Luiz Antônio, Memorial São Francisco, Rio Grande, da Unimed, Policlínica e Promater.

Em relação aos leitos clínicos dos hospitais privados, também já há pressão. O levantamento aponta 129 leitos clínicos, mas desses, apenas 33 estão disponíveis atualmente – os demais 96 estão ocupados com pacientes.

Nos leitos públicos, de acordo com o Regula RN, atualmente há, em todo o estado, 414 leitos críticos para a Covid-19, com 389 ocupadosseis disponíveis e 22 bloqueados (por falta de insumos ou profissionais).

Além disso, a fila para um leito de UTI voltou a crescer. Atualmente, 90 pessoas aguardam por um leito crítico no estado, com apenas esses seis disponíveis. Desse total, 47 estão na Região Metropolitana.

No limite

De acordo com o secretário de Estado da Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia, o estado já está no limite e não há mais possibilidade de abertura de novos leitos caso a situação se agrave.

“Nós estamos já no limite hoje. Porque se nós temos quase cem pacientes em filas de espera, não precisa esperar junho, a gente já está em uma situação de saturação, de quase colapso. Isso exige medidas desde já, como a gente vem alertando e recomendando já há algumas semanas”, afirmou em entrevista à Inter TV Cabugi.

Não temos possibilidade de abertura de novos leitos porque isso envolve equipamentos, insumos médicos, pessoal. Nós estamos no limite. A alternativa que nós temos é evitar a procura de leitos fazendo restrição de circulação, usando medidas de proteção, intensificando as ações de vigilância e controle de isolamento dos sintomáticos para que a doença diminua o seu contágio”.

O Rio Grande do Norte está com ocupação dos leitos críticos acima de 90% desde o fim de fevereiro. Nos últimos tempos, o estado tem batido recordes da doença. Abril e março foram os meses mais letais da pandemia, e maio já se tornou o mês com mais casos confirmados da doença no estado.

Leitos da rede privada

São Lucas – 51 Leitos

  • 18 UTI – 8 disponíveis
  • 33 clínicos – 7 disponíveis

Hospital do Coração – 38 leitos

  • 20 de UTI – 2 disponíveis
  • 18 semi-intensivo – 2 disponíveis

Hapvida – 49 leitos

  • 14 UTIs – 4 disponíveis
  • 2 UTIs pediátricas – 0 disponíveis
  • 31 leitos clínicos – 6 disponíveis
  • 2 leitos clínicos extras – 0 disponíveis

Hospital Dr. Luiz Antônio

  • 3 leitos clínicos – 0 disponíveis

Hospital Memorial São Francisco

  • 3 leitos clínicos – 0 disponíveis

Hospital Rio Grande – 30 leitos

  • 9 UTIs – 0 disponíveis
  • 16 semi-intensivo – 1 disponível
  • 5 extras – 0 disponíveis

Hospital da Unimed – 35 leitos

  • 10 UTIs adulto – 2 disponíveis
  • 1 UTI Neonatal – 0 disponíveis
  • 4 UTI pediátricos – 4 disponíveis
  • 20 leitos clínicos – 11 disponíveis

Policlínica – 31 leitos

  • 10 UTIs – 0 disponíveis
  • 21 leitos clínicos – 0 disponíveis

Promater – 44 leitos

  • 10 UTIs – 0 disponíveis
  • 16 leitos clínicos – 9 disponíveis
  • 4 UTI pediátricas – 4 disponíveis
  • 3 UTIs Neonatal – 3 disponíveis
Fonte: G1 RN
Continuar lendo 80% DOS LEITOS DE UTI PARA COVID-19 EM HOSPITAIS PARTICULARES DE NATAL ESTÃO OCUPADOSTÃO

EM NATAL, IDOSA FECHA CICLO DE IMUNIZAÇÃO CONTRA COVID-19 COM VACINA TROCADA

Idosa recebe dose trocada de vacina contra covid-19 em Natal

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Wilson Moreno / Prefeitura Municipal de Mossoró

Uma idosa foi ao dirigir pela UnP da Roberto Freire para tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19 em Natal, nesse domingo (23). Ela havia tomado a primeira dose da vacina de Oxford e acabou fechando o ciclo da imunização com uma dose da Coronavac.

Após perceber o erro, quando já estava retornando para casa, o neto da mulher voltou ao local da aplicação e a equipe de vacinação admitiu que houve o erro. Até o momento, a idosa não registrou problemas pela vacinação equivocada.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde Natal orientou que “se uma pessoa adequada a dose diferente já informe na unidade onde foi aplicada a dose para que possa ser feita a notificação”. Além disso, a pasta acrescentou “se a pessoa apresentar qualquer tipo de intercorrência durante 30 dias após a segunda dose da vacina também é solicitada adquirir uma unidade onde foi ministrada a vacina para notificar”.

De acordo com Janeusa Trindade, médica em imunologia, a orientação do Minitério da Saúde é não fazer uma terceira dose e registrar como erro de imunização. Ainda não se sabe se a imunização está comprometida, pois não foi feito o estudo de intercambialidade com Oxford e Coronavac.

Com Pfizer e Oxford foi feito e não há comprometimento, pois uma reforça a outra, mas com Coronavac e Oxford ainda não se tem informações ainda.

Continuar lendo EM NATAL, IDOSA FECHA CICLO DE IMUNIZAÇÃO CONTRA COVID-19 COM VACINA TROCADA

EM DISCURSO NA OMS, QUEIROGA AFIRMA QUE GOVERNO BRASILEIRO ESTÁ ADOTANDO “FIRME RECOMENDAÇÃO” SOBRE MEDIDAS DE PREVENÇÃO CONTRA COVID-19

Queiroga diz na OMS que Brasil reforçou medidas de prevenção

Ministro defendeu distanciamento social em discurso durante a abertura da Assembleia Mundial da Saúde

Natália André, da CNN, em Brasília

 Atualizado 24 de maio de 2021 às 13:56

Queiroga diz na OMS que Brasil reforçou medidas de prevenção

Em discurso na Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (24), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o governo brasileiro está adotando “firme recomendação” sobre medidas de prevenção contra a Covid-19.

A fala aconteceu durante a abertura da Assembleia Mundial da Saúde, que reuniu nesta manhã ministros de todo o mundo em uma cerimônia virtual. Queiroga começou agradecendo aos profissionais de saúde e se solidarizando com as vítimas de Covid-19 no Brasil e suas famílias. O ministro, no entanto, não citou os números de casos e óbitos do país.

Queiroga também falou sobre a campanha de vacinação. Segundo ele, mais de 90 milhões de doses já foram distribuídas, imunizando mais de 55 milhões de brasileiros. Porém, o dado diverge com o divulgado pelo próprio Ministério da Saúde: no Vacinômetro, base de dados da pasta sobre a vacinação no país, consta que mais de 55 milhões de doses foram aplicadas, número que não corresponde ao total de brasileiros imunizados já que as vacinas utilizadas no país são em duas doses.

Em relação às medidas sanitárias, Queiroga disse que o Brasil vem reforçando firmemente as recomendações de proteção contra a Covid-19. “Investimos recursos financeiros e humanos na promoção da saúde e na retomada da economia. A isso, somamos nossa firme recomendação de medidas não farmacológicas para toda a população”, afirmou o ministro. “Hoje, nossa maior esperança para permitir o retorno gradual e seguro à normalidade é a ampla vacinação.”

Continuar lendo EM DISCURSO NA OMS, QUEIROGA AFIRMA QUE GOVERNO BRASILEIRO ESTÁ ADOTANDO “FIRME RECOMENDAÇÃO” SOBRE MEDIDAS DE PREVENÇÃO CONTRA COVID-19

DEZ DIAS APÓS TER SIDO ANUNCIADA SECRETÁRIA DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 DEIXA O CARGO

 

Secretária de Enfrentamento à Covid-19 deixa cargo 10 dias após ser anunciada

Ministério da Saúde confirmou que Luana Araújo não exercerá a posição e que busca outra pessoa com “perfil profissional semelhante”

Anna Satie, da CNN em São Paulo
 Atualizado 22 de maio de 2021 às 19:17
Secretária de Enfrentamento à Covid-19 deixa cargo 10 dias após ser anunciada

Ministério da Saúde confirmou neste sábado (22) que a secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, a infectologista Luana Araújo, não exercerá o cargo, dez dias após ter sido anunciada.

De acordo com nota, a pasta busca outro nome com “perfil profissional semelhante: técnico e baseado em evidências científicas”.

“A pasta agradece à profissional pelos serviços prestados e deseja sucesso na sua trajetória”, diz o comunicado.

Araújo foi anunciada no último dia 12 pelo ministro Marcelo Queiroga durante o lançamento da campanha de conscientização sobre medidas preventivas e vacinação contra Covid-19. A secretaria foi criada no dia anterior para centralizar as ações de combate à pandemia.

Em publicação no LinkedIn, a médica agradeceu a Queiroga pela oportunidade e diz deixar o cargo “pela porta da frente”. Ela não compartilhou o motivo da saída.

“Neste curto período de atuação, ainda que sem nomeação oficial, pude desenvolver trabalhos em várias frentes, incluindo o plano de testagem agora apresentado pelo Ministro da Saúde”, escreveu.

“Saio desta experiência como entrei: pela porta da frente, com a consciência e o coração tranquilos, ciente de que neste curto período entreguei o melhor da minha capacidade de acordo com os princípios que tenho como profissional especialista na área: ética, cientificidade, agilidade, eficiência, empatia e assistência”.

Fonte: CNN

 

Continuar lendo DEZ DIAS APÓS TER SIDO ANUNCIADA SECRETÁRIA DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 DEIXA O CARGO

PASSAPORTE SANITÁRIO CONTRA COVID-19 NA UNIÃO EUROPEIA ENTRA EM VIGOR EM JULHO

União Europeia dá luz verde ao passaporte sanitário contra covid

Estados-membro do bloco chegaram a um acordo para que o certificado passe a valer a partir do dia 1° de julho

INTERNACIONAL

 por AFP

Passe poderá entrar em vigor no dia 1° de julho

AFP/ARQUIVOS

O horizonte se abre para as viagens dentro da União Europeia apesar da pandemia, depois que os eurodeputados e os Estados-membros do bloco alcançaram um acordo para instaurar um passe sanitário que poderá entrar em vigor em 1º de julho.

Os representantes do Parlamento Europeu e dos 27 Estados-membros alcançaram um compromisso durante a quarta sessão das negociações, realizadas de forma acelerada diante da pressão do calendário e do verão que se aproxima no hemisfério norte.

“Fumaça branca: temos um acordo sobre a proposta da Comissão de um certificado digital europeu para covid”, tuitou o comissário europeu de Justiça, Didier Reynders.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, destacou que o certificado europeu será “um elemento-chave na via de uma recuperação das viagens de forma segura”.

Muito aguardado pelos países mais dependentes do turismo e inicialmente sugerido pela Grécia, o certificado sanitário europeu busca aportar um marco harmonizado para facilitar os deslocamentos dentro da UE neste verão.

Inclui um QR code que indica que seu titular foi vacinado, que se submeteu a um teste de covid-19 que deu negativo ou que tem imunidade após ter tido a covid-19.

A questão do passe sanitário será tratada na cúpula de dirigentes nas próximas segunda e terça em Bruxelas. O acordo deverá ser aprovado pelo Parlamento, cuja próxima reunião plenária está prevista de 7 a 10 de junho.

“Isto permitiria uma entrada em vigor em 1º de julho”, declarou o eurodeputado espanhol Juan Fernando López Aguilar, negociador do Parlamento, em coletiva de imprensa.

A princípio, os eurodeputados também reivindicavam que os testes fossem gratuitos, mas alguns Estados-membros se opuseram a isso devido ao custo que implicaria.

Fonte: R7
Continuar lendo PASSAPORTE SANITÁRIO CONTRA COVID-19 NA UNIÃO EUROPEIA ENTRA EM VIGOR EM JULHO

MÉDICOS OMITEM IMUNIZAÇÃO COM DUAS DOSES PARA TOMAR A TERCEIRA COMO REFORÇO

Médicos são denunciados por tomar terceira dose de vacina contra a Covid-19

Os casos foram denunciados ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp)

José Brito,
da CNN, em São Paulo
Atualizado 20 de maio de 2021 às 00:54

 

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo registra pelo menos dois casos de médicos que omitiram já estarem imunizados com duas doses de vacina contra a Covid-19 para conseguirem novas aplicações do imunizante como reforço.

Os casos ocorreram nos dias 27 de março e na última segunda-feira (17), e foram denunciados ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

Em comunicações internas da Prefeitura, às quais a CNN teve acesso, um pedido de orientação é feito pela direção da Covisa à Coordenação do Programa Municipal de Imunização.

Os relatos mostram que, mesmo tendo tomado duas doses da Coronavac, nos dias 26 de janeiro e 26 de fevereiro, no Hospital Estadual de Sapopemba, o médico ortopedista Alexandre Felicio Pailo se dirigiu ao Mega Posto de vacinação do Clube Hebraica, no dia 17 de maio, para uma nova aplicação da vacina.

Na denúncia também encaminhada ao Cremesp, é explicado que Pailo omitiu a informação de ter recebido anteriormente as doses, e, como o sistema Vacivida – o banco de dados do governo do estado para acompanhamento individualizado e em tempo real dos registros de pessoas imunizadas contra o novo coronavírus – estava oscilando, foi realizado o registro manual da aplicação do imunizante e ele recebeu uma terceira dose, dessa vez, da vacina Pfizer.

“O mesmo foi questionado e orientado que, caso tivesse tomado dose anterior, não seria vacinado; porém, notando que o sistema não estava online, fez uso de tal recurso para se vacinar novamente”, explica a Direção Regional de Vigilância.

A reportagem entrou em contato com Alexandre, que confirmou ter tomado a terceira dose da vacina, mas contestou que tenha sido questionado por equipes de saúde se já havia tomado alguma dose anterior.

Ele não quis dar entrevista, mas afirmou que é portador de doença autoimune e, por isso, não teria sido imunizado contra o novo coronavírus, mesmo com as duas doses da vacina recebidas.

Outro caso

Um outro caso foi constatado e configurado como erro de imunização, no dia 27 de março, em um mega drive-thru da Subprefeitura de M’Boi Mirim, na zona sul da capital paulista.

Ofício da Covisa, também encaminhado ao Cremesp, conta que o médico Antônio Miguel Santiago dos Santos recebeu duas doses da Coronavac, nos dias 20 de janeiro e 12 de fevereiro, na Unidade Básica de Saúde Parque Reide (UBS), em Diadema.

Mesmo assim, segundo a equipe de enfermagem conta por e-mail, Antônio não disse que já estava imunizado contra a doença e uma terceira dose de Coronavac também foi aplicada novamente sob a justificativa de instabilidade no sistema de registro de controle.

“No entanto, a UBS constatou que o usuário está ciente da sua prática, ou seja, ter mais de duas doses da vacina Covid-19 de forma intencional, visto ter realizado contato telefônico na UBS Zumbi dos Palmares, com o tom de intimidação informando que irá receber a 4ª dose (seja na UBS ou em qualquer lugar do MSP). Diante do exposto encaminhamos o presente para as medidas cabíveis pertinentes a este conselho”, diz o coordenador da Covisa.

Procurado, o médico Antônio dos Santos não foi localizado para comentar o caso. Por nota, o Cremesp confirma que recebeu duas denúncias e que está apurando os casos. As investigações tramitam sob sigilo determinado por lei.

Em nota, a Prodesp, empresa de Tecnologia do governo de São Paulo e responsável pelo desenvolvimento do Vacivida, diz que, para garantir que a imunização seja feita por doses do mesmo fabricante, a plataforma possui trava que impede inclusive o registro de dose adicional.

O órgão destacou também que, mesmo diante de eventuais lentidões sistêmicas, a recomendação do governo é que o registro das doses seja feito posteriormente, de forma correta, e que a responsabilidade é de cada município.

CNN aguarda um posicionamento das secretarias municipais de Saúde.

Continuar lendo MÉDICOS OMITEM IMUNIZAÇÃO COM DUAS DOSES PARA TOMAR A TERCEIRA COMO REFORÇO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar