Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

ANÁLISE POLÍTICA: A VERDADEIRA BIOGRAFIA DE RENAN CALHEIROS

Na nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA deste sábado você, que ainda não conhece o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros, vai ter a oportunidade de conhecer quem essa figura cara de pau e totalmente ante ético, que responde  a mais de 15 processos na justiça, por fraude, lavagem de dinheiro, obstrução de justiça, corrupção, o recordista de processos no STF. Assista ao vídeo da nossa Bárbara conheça essa rica biografia de contravenção! 

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: A VERDADEIRA BIOGRAFIA DE RENAN CALHEIROS

POLÍTICA: CPI DA COVID ULTRAPASSOU TODOS OS SEUS LIMITES

Omar Aziz e sua CPI conseguem acabar de vez com “bom humor” de canal humorístico: Os palhaços somos nós (veja o vídeo)

Fotomontagem: JCOFotomontagem: JCO

O sinal de que a CPI da COVID ultrapassou todos os limites e chegou ao seu ocaso, foi o último vídeo publicado no Youtube pelo canal Hipócritas.

Conhecidos por tratar de questões sérias, como política e economia, sempre mantendo um tom irônico e bem humorado, desta vez, a crítica ao que o Brasil está assistindo na TV foi sem qualquer “bom humor ou o mínimo de brincadeira”.

“É o Circo Parlamentar de Inquérito, com palhaços, animais adestrados, malabarismo verbal e transmitido em rede nacional pela Globo da morte”.

“Renan Calheiros, o relator responde a oito inquéritos, incluindo corrupção lavagem de dinheiro e organização criminosa”.

“Dra. Nise Yamaguchi, médica, oncologista, imunologista, com doutorado em pneumologia, 40 anos de experiência na área, foi desrespeitada, insultada, descredibilizada e teve que ouvir do homem acusado de desviar 260 milhões da saúde, que as pessoas desconsiderassem o que a especialista em saúde falava”.

É UM CIRCO MESMO, E A DIFERENÇA É QUE OS PALHAÇOS SOMOS NÓS!

Veja o vídeo:

Continuar lendo POLÍTICA: CPI DA COVID ULTRAPASSOU TODOS OS SEUS LIMITES

A PARTIR DO DIA 1º DE JUNHO OS CENTROS DE ENFRENTAMENTO À COVID EM NATAL PASSARÃO A FUNCIONAR EM NOVO HORÁRIO

Centros de Enfrentamento à Covid-19 em Natal funcionarão em novo horário

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Divulgação / SMS

A partir do dia 1º de junho, os Centros de Enfrentamento à Covid-19 de Natal passarão a funcionar em novo horário, das 8h às 14h, de segunda a sexta. A decisão foi tomada pela Secretaria de Saúde de Natal (SMS Natal), ao verificar que 80% dos atendimentos se concentram no turno da manhã.

“Estamos há mais de um ano enfrentando à pandemia, e desde o início colocamos à disposição da população como UBS com Sala de Priorização de Atendimento (SPA) e 10 UBS com funcionamento em horário estendido, funcionando até 19h, todas com médicos capacitados para o atendimento de casos de Covid-19. Porém, no horário da tarde, há pouca procura, com o novo horário dos Centros esperemos que a população contempla a usufruir dos serviços ofertados no UBS ”, esclarece George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

A SMS Natal reforça que, no turno vespertino, após às 14h, quem precisar deve procurar uma das 10 UBS com horário exclusivo para Covid, listadas a seguir.

Distrito Sanitário Norte I (segunda a sexta-feira)
UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S / N – 7h às 16h
UBS Nova Natal: Rua do Pastoril, S / N, Conjunto Lagoa Azul – 7h às 19h.

Distrito Sanitário Norte II (segunda a sexta-feira)
UBS Panatis: Rua Milton Servita Brito, nº 994, Potengi – 7h às 19h.
UBS Vale Dourado: Rua irmã Vitória, 706, N. Srª. da Apresentação – 7h às 19h.

Distrito Sanitário Leste (segunda a sexta-feira)
UBS São João: Av. Romualdo Galvão, nº 891, Tirol – 13 às 20h.
UBS Brasília Teimosa: R. Miramar, nº 32, Praia do Meio – 16h às 19h.

Distrito Sanitário Oeste
UBS Felipe Camarão II: R. Santa Cristina, S / N – 8h às 19h (segunda, quarta e sexta-feira)
UBS Bom Pastor: R. Augusto Calheiros, nº 1 – 8h às 20h (segunda a sexta-feira )

Distrito Sanitário Sul (segunda a sexta-feira)
UBS Nova Descoberta: Av. Xavier da Silveira – 8h às 20h.
UBS Rosângela Lima: Rua Santa Beatriz, 11, Planalto – 7h às 19h.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo A PARTIR DO DIA 1º DE JUNHO OS CENTROS DE ENFRENTAMENTO À COVID EM NATAL PASSARÃO A FUNCIONAR EM NOVO HORÁRIO

PONTO DE VISTA: PARECE QUE O BRASIL É APENAS DELES, “OS DONOS DA VERDADE”

Caro(a) leitor(a),

Quanto mais os dias se passam mais claro e evidente fica a cara de pau dos que armaram o circo da CPI da Covid. Em discurso extremamente eloquente e altamente convincente para qualquer pessoa que o analise com imparcialidade e tenha pelo menos 2 neurônios em seu cérebro, o senador Marcos Rogério diz com todas as letras e convicção a que veio essa bizonha e bizarra CPI. Uma peça teatral que já virou chacota em todo o país. Mesmo assim nada mudou ou foi alterado no curso desta farsa e infelizmente não vai mudar enquanto legislativo e judiciário caminharem de mãos dadas contra o executivo. Em momento nenhum desde o início deste mandato presidencial foi lhe dada uma trégua para que pudesse governar. A energia e os recursos desperdiçados nessa guerra política com o intuito de derrubar o presidente Bolsonaro em detrimento dos interesses nacionais é incomensurável e criminoso. Isso não pode continuar e você que quer um país melhor no futuro faça a sua parte compartilhando com quem puder essa publicação. O povo brasileiro precisa levantar do berço esplêndido e tomar as rédeas da situação.

Senador desmonta e acaba com a “farsa” e o “teatrinho” da CPI da Covid (veja o vídeo)

Marcos Rogério - Foto: Jefferson Rudy/Agência SenadoMarcos Rogério – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A CPI da Covid é uma peça teatral.

Sem qualquer argumento sólido, é usada apenas para palanques políticos. A CPI virou chacota em todo o País.

O senador Marcos Rogério cansou de todos os ataques e do “teatrinho” feito por Renan Calheiros, Omar Aziz e Randolfe Rodrigues.

Sem meias palavras, ele desabafou:

“Em governos anteriores estaríamos em uma CPI para investigar o pagamento de propina. […] Diante de tantos contratos bilionários que o Governo fez nesse tempo de pandemia não há uma insinuação, um indício sequer de corrupção.”

O senador ainda prosseguiu:

“Na falta disso, a CPI discute se um medicamento é ou não eficaz, como se até hoje houvesse consenso científico no mundo acerca de remédio com eficácia para tratamento da Covid-19.”

O parlamentar acabou com o “circo” que virou a CPI…

Confira:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: PARECE QUE O BRASIL É APENAS DELES, “OS DONOS DA VERDADE”

PONTO DE VISTA: O BRASILEIRO NÃO PODE CONTINUAR ASSISTINDO O HUMOR NEGRO CIRCENSE DA CPI DA COVID. É SIMPLESMENTE FÉTIDO E INTRAGÁVEL

Caro(a) leitor(a),

Diante do comentário político, conciso, eloquente e convincente do jornalista Carlos Junior a seguir, não me resta muito a acrescentar, pois suas palavras são muito claras e cristalinas, para qualquer pessoa, até mesmo a da mais incipiente cognição entender o que está havendo no nosso congresso nacional. O circo que foi armado com o único objetivo de sangrar o governo Bolsonaro até a sua completa inanição é muito nítido e óbvio. Você me acompanha, aqui no Blog do Saber sabe que não estou nenhum pouco satisfeito com a postura de Bolsonaro diante dos políticos do Centrão e das negociações feitas para se manter no cargo a todo custo. Um custo muito alto, cuja fatura já começa a ser cobrada e o resultado nós já sabemos que será péssimo para o Brasil e os brasileiros. Mas não é tentando destituí-lo do cargo ou mesmo destruindo a sua imagem com o objetivo de inviabilizá-lo como candidato às eleições de 2022 que teremos um Brasil melhor no próximo ano. Muito pelo contrário. Toda a energia que está sendo empregada com esse objetivo vai deixar um rastro de destruição, caos e calamidade não na imagem de Bolsonaro, mas na economia, na educação, na saúde e principalmente na dignidade do povo brasileiro. Quando os gananciosos que só pensam no poder terminarem o seu confronto não restará muita coisa para governar, pois teremos uma economia quebrada, uma taxa de desemprego como nunca vista antes, um número de mortos pela covid muito maior do que se poderia imaginar até mesmo depois de terem sido ceifadas 420 mil vidas e a educação que há muito tempo anda na sarjeta, estará nos subterrâneos dos esgotos povoados por ratazanas, vermes e fedor. Pode ser muito forte o que estou falando, mas é iminentemente REAL. Venho clamando que você que lê este Blog  compartilhe estas informações com o máximo de pessoas que você ama e do seu conhecimento, pois não temos outra forma de lutar contra essa podridão que avança e só aumenta dia a dia na nossa sociedade. Por isso eu peço: compartilhe, compartilhe, compartilhe e compartilhe!

COLUNA: CPI da Covid tem objetivo político-eleitoral muito claro

Publicado em 07.05.2021

Conexão Política conteúdo ®

Enquanto Europa e Estados Unidos presenciavam um aumento no número de casos e óbitos provocados pelo coronavírus em meados de setembro e outubro, prefeitos e governadores no nosso país desativavam hospitais de campanha e leitos para o atendimento de pacientes com a doença. Todos os sinais de que a segunda onda iria acontecer por aqui eram claros. Não via quem não queria. Os resultados estão aí para o leitor tirar suas próprias conclusões.

Parte importante do dinheiro enviado pelo governo federal aos estados e municípios acabou indo parar no bolso dos amigos do rei – e dos próprios reis. Não sou que digo isso: é a Polícia Federal (PF). O dito ‘Covidão’ colocou inúmeros gestores na mira da Justiça, com dois deles perdendo seus respectivos mandatos – os governadores Wilson Witzel (PSC-RJ) e Carlos Moisés (PSL-SC), mas este último conseguiu retornar ao cargo nesta sexta-feira (7).

Em um país sério – que não é evidentemente o caso do Brasil – e com pessoas sérias, tais fatos seriam motivos para banir da vida pública seus respectivos protagonistas, além de colocá-los no xilindró.

Temos no Senado Federal uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada para supostamente investigar práticas e omissões do poder público no combate à pandemia. Os supracitados serão os alvos prioritários? Não. Quem irá sangrar e ter o dedo apontado na cara é o governo Bolsonaro.

A narrativa apresentada pelo establishment é a seguinte: o governo foi omisso ao não decretar um lockdown nacional, demorou para comprar vacinas e distribuiu remédios sem eficácia comprovada cientificamente. Vira e mexe a tragédia de Manaus (AM) é colocada na conta. Para os antibolsonaristas, tais fatos são mais do que suficientes para a instalação da CPI – muitos deles têm um juízo completamente formado da questão e não escondem o desejo de ver o presidente da República no banco dos réus.

Pois bem, a realidade mostra que (I) prefeitos e governadores tiveram liberdade para decretar medidas restritivas após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), (II) a vacina Oxford/AstraZeneca foi comprada em agosto de 2020 pelo governo federal, em uma época que a sua equivalente da Pfizer/BioNTech sequer era lembrada e (III) há inúmeros estudos comprovando a eficácia de remédios como cloroquina e ivermectina – o uso de ambos não é e nunca foi obrigatório. Não me espanta que tais fatos sejam alardeados como crueldades do governo Bolsonaro, mas dá preguiça. Como dizia Nelson Rodrigues, nada é mais difícil e cansativo do que defender o óbvio. É um truque besta que não engana rigorosamente ninguém.

Se o governo Bolsonaro não tem culpa no cartório, por que temer a CPI? A resposta deve levar em consideração o presente estado de coisas no país. Ele demonstra a canalhice contida nessa farsa megalomaníaca vestida com trajes moralizantes.

Em primeiro lugar: essa CPI tem um objetivo político-eleitoral muito claro. Dos onze membros, apenas quatro são considerados governistas – e nem mesmo são. Uma investigação contra o Executivo conduzida por seus adversários declarados é uma piada de péssimo gosto. Ninguém é tonto o bastante para não admitir que a instalação dessa CPI visa desgastar Bolsonaro e minar a sua reeleição em 2022. O que querem os senhores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Renan Calheiros (MDB-AL), Humberto Costa (PT-PE) e tutti quanti é um palanque eleitoral antes do tempo. Além, é claro, tentar emplacar algum factoide para complicar a vida do governo na Justiça.

Cabe lembrar que não vivemos em uma democracia normal, muito menos em uma República. O atual regime de governo vigente no país é a juristocracia, no qual o Poder Judiciário governa, legisla e julga, ou seja, tem o poder absoluto nas mãos e não deve satisfações a ninguém. O inquérito do fim do mundo, conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes, violou de modo irreversível as normas do Direto e do Código de Processo Penal, instaurando o relativismo jurídico a bel-prazer de quem julga. Se não há confiança no Judiciário – e ele se transformou em um poder onipotente e ilimitado –, a democracia morre. E como se pode confiar no Supremo com as repetidas declarações políticas de seus membros contra o chefe do Executivo?

A origem dessa CPI é autoexplicativa: decisão monocrática de um ministro do STF. O mesmo que disse que o presidente defendeu a tortura e a ditadura. Não há dúvidas de que esse circo foi montado contra o governo. A inclusão de prefeitos e governadores na investigação foi um prêmio de consolação muito chinfrim – além de ilegal, pois essa responsabilidade é das Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas.

Se a preocupação fosse mesmo para com os responsáveis pela pandemia, o establishment estaria clamando por uma união do Brasil com as grandes nações em uma resposta conjunta contra a China. A ditadura comunista chinesa omitiu informações, perseguiu médicos e censurou jornalistas que nada mais fizeram do que o seu trabalho em alertar sobre a gravidade da doença enquanto era tempo. Isso sem falar na suspeita de o vírus ter sido criado em laboratório – eu não acredito nessa hipótese, mas o estudo de uma cientista embasa a possibilidade. Ao invés disso, a classe política abaixa as calças para a China e aponta o dedo em riste a Bolsonaro.

Não é pela saúde. É política pura e simples. Essa CPI da COVID é canalhice e nada mais.


Referências:

1.https://noticias.r7.com/prisma/augusto-nunes/os-larapios-do-covidao-03032021

2.https://www.poder360.com.br/coronavirus/medica-diz-que-coronavirus-foi-criado-em-laboratorio-chines-governo-nega/

Jornalista. Escreve sobre politica brasileira e americana com análises não vistas na grande mídia.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O BRASILEIRO NÃO PODE CONTINUAR ASSISTINDO O HUMOR NEGRO CIRCENSE DA CPI DA COVID. É SIMPLESMENTE FÉTIDO E INTRAGÁVEL

BOAS NOTÍCIAS: ATITUDE DE BIDEN É ELOGIADA ATÉ PELOS MÉDICOS SEM FRONTEIRAS QUE JÁ PEDIAM HÁ 7 MESES ESSA QUEBRA DE PATENTE

Joe Biden faz um golaço ao pedir a quebra de patente para as vacinas contra a Covid-19 e ganha apoio do MSF – Médicos Sem Fronteiras, visto que, quase 130 países, onde vivem mais de 2,5 bilhões de pessoas, praticamente nenhuma vacina foi recebida. Então, convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa publicação!

Quebra de patente de vacinas contra Covid: Biden defende e ganha apoio

O Presidente dos Estados Unidos começa a receber apoio internacional após defender a quebra de patente de vacinas contra a Covid-19, ou seja, a suspensão temporária da proteção de propriedade intelectual dos imunizantes.

A organização internacional de ajuda humanitária Médicos sem Fronteiras (MSF) aplaudiu o posicionamento de Joe Biden, anunciado nesta quarta-feira, 5.

A intenção é acelerar a produção e distribuição de imunizantes para países que ainda não receberam vacinas.

“Trata-se de uma crise sanitária mundial e as circunstâncias extraordinárias da pandemia exigem medidas extraordinárias […] Iremos participar ativamente de negociações necessárias com a Organização Mundial do Comércio para que isso aconteça”, disse a representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, em um comunicado.

Gavin Yamey, professor de Saúde Global e Políticas Públicas da Universidade Duke, nos Estados Unidos, diz que em quase 130 países, onde vivem mais de 2,5 bilhões de pessoas, praticamente nenhuma vacina foi recebida.

Aplausos

A organização internacional de ajuda humanitária Médicos sem Fronteiras alega que a quebra de patentes vai ajudar a salvar vida em locais onde as vacinas ainda não chegaram.

“A medida vai aumentar o acesso a essas ferramentas médicas que salvam vidas no momento em que a COVID-19 continua a devastar países em todo o mundo”, disse a MSF, que há 7 meses vem pedindo a quebra de patentes, incluindo vacinas, tratamentos e diagnósticos.

“Esta decisão espetacular ajudará a enfrentar os desafios históricos e extraordinários que enfrentamos e a aumentar o acesso equitativo às vacinas para COVID-19, ajudando a acabar com esta crise para todos”, afirmou Avril Benoît, diretora executiva da MSF-EUA.

Ela ressaltou a necessidade de acelerar o ritmo da imunização em todo o mundo: “Quanto mais tempo leva para vacinar todas as pessoas, maior o risco para todos nós, pois cresce a chance do surgimento de novas variantes”, alertou.

Doação de vacinas excedentes

A organização Médicos sem Fronteiras também defendeu que os EUA doem as vacinas que sobraram no país.

“Muitos países de baixa renda nos quais MSF opera receberam apenas 0,3% do suprimento global de vacinas para COVID-19, enquanto os EUA já garantiram doses suficientes para proteger toda sua população e ainda têm mais de meio bilhão de doses excedentes”

“Os EUA devem compartilhar suas doses excedentes de vacinas com a COVAX até que outros fabricantes possam aumentar a produção. Também devem exigir que as empresas farmacêuticas que receberam quantias significativas de financiamento do contribuinte dos EUA para criar essas vacinas compartilhem a tecnologia e o know-how com outros fabricantes para que mais pessoas tenham acesso à imunização em todo o mundo.”

Brasil

Avril Benoît chamou a atenção dos países que ainda são contrários à suspensão dos direitos de propriedade intelectual, incluindo o Brasil.

Ela pediu que mudem sua posição: “Os países que continuam a se opor à renúncia de direitos na OMC, como os países da União Europeia, Reino Unido, Suíça, Canadá, Austrália, Noruega, Japão e Brasil também deveriam tomar medidas para colocar a saúde das pessoas à frente dos lucros das empresas farmacêuticas”, afirmou.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa – com informações do CorreioBraziliense CNN

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: ATITUDE DE BIDEN É ELOGIADA ATÉ PELOS MÉDICOS SEM FRONTEIRAS QUE JÁ PEDIAM HÁ 7 MESES ESSA QUEBRA DE PATENTE

BOAS NOTÍCIAS: O HOMEM MAIS RICO DA ÍNDIA FORNECE OXIGÊNIO PARA 10% DOS PACIENTES COM COVID

Uma boa ação inusitada é o destaque desta edição da coluna BOAS NOTÍCIAS, nesta quarta-feira. O homem mais rico da Índia toma uma atitude inusitada e adapta fábricas para fornecer oxigênio gratuitamente a pelo menos 10% dos pacientes acometidos pela COVID. Veja no artigo a seguir os detalhes!

O homem mais rico da Índia reestrutura fábricas para fornecer oxigênio GRATUITO a 1 em cada 10 pacientes com COVID em todo o país

Enquanto a Índia luta com uma nova onda sem precedentes de COVID-19, uma das principais empresas do país está trabalhando 24 horas por dia para levar oxigênio gratuito para as pessoas necessitadas.

Tradicionalmente, a Reliance Industries não é fabricante de oxigênio líquido de grau médico. Mas, após um ano de pandemia, a empresa – que pertence ao homem mais rico da Índia, Mukesh Ambani – passou a se tornar a maior produtora do país a partir de um único local, fornecendo mais de 55.000 toneladas métricas de oxigênio líquido de grau médico para as pessoas desde março de 2020 .

Em sua refinaria e complexo petroquímico em Jamnagar e outras instalações, a Reliance está produzindo mais de 1000 TM de oxigênio líquido de grau médico por dia – ou mais de 11% da produção total da Índia – atendendo às necessidades de quase cada 1 em 10 pacientes que precisam de tratamento que salva vidas em todo o país.

“Nada é mais importante do que salvar todas as vidas enquanto a Índia luta contra uma nova onda da pandemia COVID-19”, disse o presidente Mukesh Ambani em um comunicado .

A mudança para a produção de oxigênio de alta pureza de grau médico não foi muito difícil para os engenheiros da Reliance – a instalação principal já foi projetada para refino e oxigênio de grau petroquímico.

Dito isso, o oxigênio de grau médico deve ser produzido na forma líquida a -183 ° C com quase 99,5% de pureza, o que representa desafios e riscos extraordinários na produção e maximização da tonelagem.

“Estou orgulhoso de nossos engenheiros em Jamnagar que trabalharam incansavelmente, com um grande senso de urgência patriótica, para enfrentar este novo desafio … [Eles] estiveram à altura da ocasião e entregaram quando a Índia mais precisa”, disse Ambani sobre sua equipe, que agora está levando alívio imediato a mais de 100.000 pacientes com COVID-19 diariamente.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: O HOMEM MAIS RICO DA ÍNDIA FORNECE OXIGÊNIO PARA 10% DOS PACIENTES COM COVID

RENAN CALHEIROS TRAÇOU ESTRATÉGIA PARA ACALMAR MILTARES SOBRE O RUMO DA CPI DA COVID

Renan Calheiros traça estratégia para acalmar militares e aproximá-los da CPI

No episódio desta sexta (30) do podcast Horário de Brasília, Daniela Lima e Renata Agostini contaram que senador quer abrir caminho para colaboração

Renata Agostini
Thais Arbex

Por Renata Agostini e Thais Arbex, CNN  

Atualizado 30 de abril de 2021 às 17:39

Renan Calheiros traça estratégia para acalmar militares e aproximá-los da CPI | CNN 360º - YouTube

Relator da CPI da Pandemia, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) traçou uma estratégia para acalmar os militares sobre os rumos da comissão, que inclui encontros com representantes das Forças Armadas e envio de mensagens, nos bastidores, de que as tropas não estarão no centro das investigações.

O assunto foi um dos temas do episódio desta sexta-feira (30) do podcast Horário de Brasília, apresentado por Daniela Lima e Renata Agostini. A dupla comentou que o movimento de Renan é importante porque o senador e o chamado G7, grupo que reúne parlamentares de oposição e independentes, já debatem a convocação do ex-comandante do Exército Edson Pujol, que entrou em choque com Bolsonaro e foi substituído recentemente pelo presidente.

O objetivo de Renan é aproximar os militares dos trabalhos da CPI, convencendo-os a colaborar com a apuração. O senador indicou a interlocutores que planeja realizar encontros com integrantes das Forças Armadas a partir da próxima semana.

O movimento atende a dois objetivos. De um lado, Renan quer rebater um discurso que, na visão do senador, será explorado por Jair Bolsonaro: de que a CPI pretende emparedar os militares. De outro lado, oferecer uma saída política às tropas, ao sinalizar que a CPI pretende apontar que os militares foram arrastados para o centro da crise pelo Palácio do Planalto – e não por decisão própria.

A avaliação de Renan, transmitida a interlocutores, é que o movimento será importante especialmente num momento em que a imagem do presidente da República está desgastada com parte dos militares, após a troca rumorosa dos comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Isso porque a ideia não é blindar as tropas de pedidos de informações ou de convocações. O incremento na produção de cloroquina promovido pelo Exército terá de ser apurado, já que investigar a recomendação do uso de ivermectina e hidroxicloroquina pelo governo é uma das frentes consideradas mais promissoras por Renan e seus aliados.

Na próxima quarta-feira (5), o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, será o primeiro militar a depor à CPI da Pandemia. Durante a semana, também serão ouvidos pela comissão outros nomes que ocuparam o posto de titular da pasta no governo Bolsonaro: Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich vão depor na terça (4) e o atual ministro, Marcelo Queiroga, é esperado na quinta-feira (6).

O atual ministro da Defesa, Walter Braga Netto, ficou fora da primeira rodada de oitivas. Mas não está descartada a sua convocação. Sobre Pujol, Renan indicou a pessoas próximas que o ex-comandante do Exército pode esclarecer pressões feitas pelo Palácio do Planalto sobre as tropas.

Apresentado por Daniela Lima e Renata Agostini, o Horário de Brasília é transmitido ao vivo e com vídeo no site da CNN Brasil e no canal da emissora no YouTube, às sextas-feiras, a partir de 12h30. Depois, os episódios podem ser acessados on demand nas principais plataformas de podcast: Apple Podcasts, Spotify, Amazon Podcasts e Deezer.

Fonte: CNN
Continuar lendo RENAN CALHEIROS TRAÇOU ESTRATÉGIA PARA ACALMAR MILTARES SOBRE O RUMO DA CPI DA COVID

POLÍTICA: SENADORES GOVERNISTAS ESTÃO TENTANDO TIRAR RENAN CALHEIROS DA CPI DA COVID

Senadores governistas vão ao STF contra Renan na CPI da Covid e mantém batalha judicial

Foto: Edilson Rodrigues / Edilson Rodrigues/Agência Senado

Senadores governistas que integram a CPI da Covid apresentaram um mandado de segurança ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar tirar Renan Calheiros (MDB-AL), escolhido ontem como relator, do colegiado. Na peça, Marcos Rogério (DEM-RO), Jorginho Mello (PL-SC) e Eduardo Girão (Podemos-CE) alegam que parlamentares que possuem parentesco em primeiro grau com possíveis alvos da investigação devem ser considerados impedidos. Renan é pai do governador de Alagoas. A comissão tem como um dos focos apurar o envio de recursos federais a estados e municípios.

Se aceita, a medida também poderia afetar outro senador do MDB, Jader Barbalho (PA), que é pai do governador do Pará, Helder Barbalho. Jader ocupa vaga de suplente na Comissão Parlamentar de Inquérito.

“Tendo em vista as previsões legislativas acima elencadas, mostrase evidente a vedação, por força do ordenamento jurídico pátrio, a participação de parlamentares que possuam parentes em linha reta ou colateral até terceiro grau em Comissões Parlamentares de Inquérito. Cumpre salientar que entre os membros da CPI encontra-se dois parlamentares que possuem parentes em gestões estaduais”, diz trecho do documento.

Para embasar o pedido, os senadores citam requerimentos apresentados por eles para localizar processos que indiquem possíveis desvios de recursos federais na pandemia. Os requerimentos ainda dependem da aprovação da maioria da comissão — os governistas estão em minoria, com quatro dos 11 membros titulares.

“Veja-se, portanto, que o Estado de Alagoas não é apenas mera hipótese quanto à investigação em curso, mas uma certeza, vez que já há requerimento quanto aos recursos enviados a todos os Estados, o Distrito Federal e as Capitais. Ademais, sabe-se que as provas serão reunidas, também, em relação ao Estado de Alagoas, para o respectivo exame e Juízo de valor quanto à correção ou não da aplicação dos recursos”, afirmam os parlamentares na ação.

Entre os requerimentos, Marcos Rogério apresentou uma solicitação ao colegiado para que todos os governadores e os prefeitos das capitais enviem informações sobre a aplicação dos recursos enviados, com as notas de empenho, ordens bancárias, notas fiscais, extratos bancários e processos administrativos de despesa.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POLÍTICA: SENADORES GOVERNISTAS ESTÃO TENTANDO TIRAR RENAN CALHEIROS DA CPI DA COVID

POLÍTICA: AÇÕES E OMISSÕES DE GOVERNOS NA PANDEMIA SERÃO APURADAS PELA CPI DA COVID INSTALADA PELO SENADO

Senado instala CPI da Covid para apurar ações e omissões na pandemia; assista

Inquérito deve ser dividido em quatro frentes e focar tanto no enfrentamento à pandemia pelo governo federal quanto no uso de verbas por estados e municípios

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo, e Bia Gurgel, da CNN, em Brasília
Atualizado 27 de abril de 2021 às 12:09

Senado federal abriu nesta terça-feira (27) a sessão para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai apurar ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia da Covid-19, bem como o uso de verbas federais por parte de estados e municípios no combate à doença.

A primeira reunião da comissão, em que seus membros elegem o presidente e o vice-presidente da CPI, começou com disputas em torno da possibilidade de o senador Renan Calheiros (MDB-AL) ser indicado para a relatoria da comissão.

A sessão foi aberta pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), responsável por abrir os trabalhos da CPI por ser seu membro mais velho da comissão. Na sequência, o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) pediu a suspensão da sessão alegando que senadores que foram indicados para a CPI da Covid já são membros de outras comissões de investigação, o que não seria permitido.

Alencar indeferiu o pedido, dizendo que a CPI da Covid não é temática e que em muitas outras comissões funcionaram dessa forma e essa situação não foi questionada anteriormente. Além disso, as demais CPIs existentes no Senado estão paralisadas, não configurando, portanto, essa obstrução.

Na sequência, o senador Jorginho Mello (PL-SC) apresentou questão de ordem alegando que há parlamentares impedidos de votar. Ele justificou que haveria conflito de interesses por parte de Renan, assim como por seu suplente, Jader Barbalho (MDB-PA), já que ambos têm parentesco consanguíneo com possíveis investigados pela CPI.

“O que quero destacar é que uma importante investigação não pode ser continuada se existir uma desconfiança”, disse Mello.

Por volta das 11h desta terça-feira (27), enquanto os senadores ainda debatiam a possível suspeição de Renan, o desembargador Francisco de Assis Betti, vice-presidente no exercício da Presidência do TRF-1ª Região, suspendeu a liminar concedia na véspera que impedia a indicação de Renan para a relatoria da CPI.

No texto que reverteu a liminar, o desembargador Betti escreveu que a decisão de suspender a execução da medida judicial foi tomada em via excepcional para “evitar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia públicas”.

Um dos senadores a se manifestar contra as questões de ordem, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse ser insensato tentar “impedir um colega parlamentar do exercício do mandato [de participar da CPI]”.

“O que for argumentado aqui pra impedir a designação de senadores, inclusive pra participar da CPI (…) isso é impedir o exercício do mandato. Existe a CPI das Fake News em que membros da comissão são investigados e mesmo assim ninguém questionou impedimento para participar”, disse.

“E ninguém aqui tem que temer nada dessa CPI. A CPI não persegue pessoas ou fatos. Se o Governo não tem nenhuma omissão ou ação que levou ao agravamento da pandemia, de termos de janeiro até agora mais mortes do que no ano passado, se não teve instabilidade, não tem porque medidas protelatórias para instalarmos [a CPI].

Ele também afirmou que a decisão judicial liminar contra Renan, antes de ser derrubada, era esdrúxula.

Flávio Bolsonaro critica articulação a favor de Renan

Apesar de não fazer parte da CPI, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) também se manifestou na sessão de instalação da CPI.

“Aquele parlamentar que tiver nessa CPI e quiser subir nos caixões dos quase 400 mil mortos para atacar o presidente e antecipar as eleições vai ser visto pela população. Com certeza está todo mundo de olho nisso aqui”, afirmou.

Ele disse ainda que, em função das indicações feitas por seu bloco para a composição da comissão, defenderá que o Republicanos deixe o bloco formado ainda por MDB e Progressistas.

Se meu nome fosse sugerido, por exemplo, é óbvio que haveria imparcialidade. Ele [Renan], como possível relator, já disse que foi omisso e incompetente, mas que na CPI vai ser imparcial. Beira o ridículo.”

Ele afirmou esperar ainda questões judiciais caso o nome de Renan seja confirmado como o relator da comissão.

O rito da sessão de instalação da CPI

Após a escolha do presidente e do vice-presidente da CPI, será feita a indicação do relator da comissão. Mais cedo, o senador Omar Aziz (PSD-AM) – mais cotado para presidir a CPI – confirmou à CNN que vai indicar Renan Calheiros (MDB-AL) caso seja confirmado no comando da CPI.

CPI da Covid, como a comissão é chamada, foi protocolada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição, e inicialmente era focada só nas ações do governo federal. Por pressão dos aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), incorporou também a aplicação de verbas da União pelos entes regionais.

A CPI foi instalada em cumprimento a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão do ministro Luís Roberto Barroso referendada pelo plenário da Corte.

O apelo ao STF, feito pelos senadores Jorge Kajuru (Podemos-GO) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE), teve como base o argumento de que uma CPI com as assinaturas e pré-requisitos mínimos deveria ser instalada independentemente da posição do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

A comissão é composta por 11 membros titulares e 7 suplentes. O prazo inicial para o funcionamento da CPI é de 90 dias, mas pode ser renovado pelo mesmo período – se houver essa ampliação, a CPI poderá funcionar até outubro de 2021, um ano antes do primeiro turno das eleições de 2022.

O que a CPI vai investigar?

possível plano de trabalho da CPI da Pandemia, obtido pela CNN, prevê a divisão da comissão em quatro frentes: vacinas e outras medidas para a contenção do vírus, colapso da saúde em Manaus, insumos para tratamento de enfermos e emprego de recursos federais. O documento, no entanto, ainda pode ser alterado por parlamentares que farão parte da comissão.

Caso o plano usado na CPI seja esse, ministros como Paulo Guedes, da Economia, e ex-membros do governo, como o ex-chanceler Ernesto Araújo e o ex-secretário de Comunicação Social Fábio Wajngarten, podem ser chamados para prestar esclarecimentos.

Em entrevista à CNN, o senador Omar Aziz (PSD-AM), candidato a presidir a CPI da Covid, defendeu que o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta seja o primeiro convocado a depor na comissão. “Foi onde tudo começou”, argumentou o parlamentar amazonense.

Ele também disse que outro objetivo da comissão será entender por que o governo federal não negociou com a Pfizer, em agosto de 2020, a compra de 70 milhões de vacinas contra o novo coronavírus.

Os ex-ministros da Saúde Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga, também devem ser convocados.

Outro ponto que deve ser investigado é a recomendação, por parte do Ministério da Saúde, do uso de hidroxicloroquina no tratamento da doença – medicamento que não tem comprovação científica da eficácia em pacientes com Covid-19.

Outro fatos a ser investigado é a demora na assinatura do contrato entre o Instituto Butantan e o Ministério para a compra dos primeiros 46 milhões de doses da Coronavac.

Quais os limites da CPI?

A CPI tem poder de convocar autoridades, requisitar documentos, recomendar ao Ministério Público que inquéritos sejam instaurados e até determinar a quebra de sigilo bancário, fiscal telefônico.

A investigação pode convocar basicamente qualquer pessoa que considere relevante para apurar os fatos investigados, incluindo ministros de Estado. Os intimados são obrigados a comparecer e devem prestar seus depoimentos sob juramento de dizer a verdade.

Uma CPI não tem poder de julgar nem tem competência para punir investigados. Assim, não pode, por exemplo, determinar medidas cautelares, como prisões provisórias ou indisponibilidade de bens. Também não pode expedir mandado de busca e apreensão, apreender passaporte ou determinar escutas telefônicas – medidas que dependem de decisão judicial.

Ao final dos trabalhos, a comissão produzi um relatório de conclusão, que será encaminhado ao Ministério Público ou à Advocacia-Geral da União, para haver a responsabilização civil e criminal de possíveis infratores ou para tomarem outras medidas legais necessárias.

Fonte: CNN

Continuar lendo POLÍTICA: AÇÕES E OMISSÕES DE GOVERNOS NA PANDEMIA SERÃO APURADAS PELA CPI DA COVID INSTALADA PELO SENADO

EX-PRESIDENTE PERUANO MARTÍN VIZCARRA E A MULHER ESTÃO COM COVID, SEIS MESES APÓS TEREM SE VACINADO DE FORMA POLÊMICA

Peru: Ex-presidente que se vacinou de forma polêmica contrai covid

Martín Vizcarra e a mulher estão com Covid-19, seis meses após terem se vacinado de forma polêmica com o imunizante Sinopharm

INTERNACIONAL

Martin Vizcarra, ex-presidente do Peru

ERNESTO ARIAS / EFE – ARQUIVO

O ex-presidente peruano Martín Vizcarra e a mulher estão com Covid-19, seis meses após terem se vacinado de forma polêmica com o imunizante Sinopharm. A informação foi divulgada neste domingo, em meio à segunda onda da pandemia no país, impulsionada pela variante de coronavírus com origem no Brasil.

“Apesar dos cuidados para evitar levar o vírus para casa, minha mulher e eu testamos positivo e somos sintomáticos”, publicou Vizcarra, presidente entre 2018 e 2020, em sua conta no Twitter. “Minha família está tomando as medidas de isolamento necessárias. Não baixemos a guarda.”

Vizcarra, de 58 anos, foi criticado por não ter usado máscara, nem ter respeitado o distanciamento social, durante sua campanha para as eleições parlamentares do último dia 11. A infecção ocorreu na semana em que o Congresso o inabilitou a ocupar a cadeira que conquistou, por ter se vacinado de forma irregular em outubro, um mês antes de ser destituído devido a um suposto caso de corrupção.

O ex-presidente admitiu que recebeu as duas doses da vacina antes de a mesma ser aprovada pelas autoridades de saúde locais, mas negou ter agido de forma irregular. O escândalo, chamado de Vacinagate, explodiu em fevereiro e envolveu 487 pessoas, a maioria funcionários, incluindo duas ministras do governo interino atual.

Fonte: R7
Continuar lendo EX-PRESIDENTE PERUANO MARTÍN VIZCARRA E A MULHER ESTÃO COM COVID, SEIS MESES APÓS TEREM SE VACINADO DE FORMA POLÊMICA

SENADOR QUE FOI INDICADO PARA PRESIDIR A CPI DA COVID É ACUSADO DE CORRUPÇÃO

CPI da Covid: provável presidente é acusado de corrupção e não pode deixar país

Um empresário investigado pelo MP pagou despesas em Brasília do senador Omar Aziz, que foi indicado para presidir a CPI da Covid

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

 Atualizado 16 de abril de 2021 às 19:43

CPI da Covid: provável presidente é acusado de corrupção e não pode deixar país

Um depoimento prestado dentro de uma investigação do Ministério Público Federal sobre desvios de mais de R$ 260 milhões em recursos da saúde no estado do Amazonas aponta que um empresário investigado no esquema pagou despesas em Brasília do senador Omar Aziz, que foi indicado após um acordo político para presidir a CPI da Covid.

O depoimento foi prestado no dia 20 de julho de 2019 na Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas por Nafice Valoz, que foi secretária de Estado de Relações Institucionais e Representações durante todo o período do mandato de Omar Aziz, no período em ele era governador, entre 2011 e 2014.

Os autos da investigação a que a CNN teve acesso mostram também que até hoje o senador está com bens bloqueados e com passaporte retido em razão dessas investigações que ocorreram dentro da Operação Maus Caminhos, considerada por muitos o maior escândalo de corrupção do Amazonas. A esposa do senador e seus irmãos chegaram a ser preso.

Nafice diz que foi responsável pela mudança de Omar de Manaus para Brasília quando ele se elegeu senador nas eleições de 2014 e que “foi chamada para organizar toda a logística de sua instalação na cidade”.

Segundo ela, o empresário Mohamed Mustafa, empresário também investigado no esquema de desvios de recursos da saúde por ter ganho contratos do governo do Amazonas para gerir alguns hospitais, pagava os aluguéis do senador.

“QUE o senhor Mouhamed Moustafa arcou com essa despesa extra de RS 6.000,00 do aluguel dos móveis QUE acompanhou o pagamento desse aluguel de móveis por apenas três meses por Mouhamed Moustafa; QUE conheceu Mouhamed Moustafa que se apresentou como médico da família, encarregado do pagamento da diferença: QUE entregou a ele uma cópia do contrato com as informações necessárias para ele efetuar os pagamentos; QUE recebeu Mouhamed em seu gabinete duas ou três vezes, sendo a primeira para acertar que os pagamentos ficariam sob a responsabilidade dele, o alertando para que não atrasasse o pagamento, vez que o contrato dos móveis estava em nome da declarante; QUE confirma que reclamou que o depósito não deveria ter sido identificado, e sim em espécie e dividido”, disse.

O senador, em nota, disse que não há nos autos “nenhuma prova ou até mesmo indício de ligação da minha pessoa com qualquer atividade delituosa” (veja a íntegra da nota abaixo).

Procurado, o advogado de Aziz, Simonetti Neto, confirmou à CNN o bloqueio dos bens e o passaporte retido, mas afirmou que o juiz que decretou essas medidas era incompetente e que aguarda a decisão da nova juíza do caso.

Sobre o depoimento da ex-secretária, ele disse o seguinte: “Todo o aluguel do apartamento do senador em Brasília foi pago dentro da lei e o depoimento é de responsabilidade de quem o fez, cabendo à pessoa provar, o que não ocorreu até hoje”. Ele também disse que toda a investigação até hoje não conseguiu provar nada contra o senador, tanto que ele ainda não foi denunciado. “Como homem público que sou, sempre me coloquei à disposição das autoridades competentes para esclarecer sobre qualquer tema relacionado aos fatos em apuração. Confio na Justiça e, em razão de minha total isenção nos fatos em comento, espero, após analisados pelas autoridades competentes, seja materializada minha exclusão da investigação ora tratada”, afirmou.

A defesa do empresário Mouhamed Moustafa diz que a operação Maus Caminhos foi um grande erro, começando por acusações de desvios de verbas federais envolvendo o próprio empresário, secretários, empresários, governador e o Senador Omar Aziz perante um juízo incompetente.
Ainda segundo a defesa, nunca houve desvio de verbas federais e isso já foi decidido no TRF. A defesa afirma que continuará demonstrando “ponto a ponto de toda uma farsa orquestrada contra Mouhamad Moustafa.”

Leia a nota enviada pelo senador:

Com referência aos fatos citados pela reportagem publicada pela CNN, no que tange à menção de meu nome em Relatório da Polícia Federal de 2019, nos autos da operação Vertex, tenho o seguinte a manifestar:

1. Não há nos referidos autos nenhuma prova ou até mesmo indício de ligação da minha pessoa com qualquer atividade delituosa;
2. Chega a ser leviana a referência feita pela a reportagem à quantidade de vezes que meu nome teria sido citado no relatório, na tentativa falha de, com isso, emprestar credibilidade às afirmações ali contidas. Ao contrário, tal agir revela somente a falta de elementos, quaisquer que sejam, para ligar o meu nome aos fatos tratados na investigação. Meu nome foi utilizado pela autoridade policial aleatoriamente e como bem quis para construir uma narrativa fantasiosa, nela me envolvendo. Quem ler o Relatório Policial verificará que essas citações se referem, em sua grande maioria, a repetições e/ou descrições de fatos sem relação nenhuma com o objeto da investigação, pinço a exemplo as citações de atos administrativos de quando fui Governador (sem pertinência nenhuma para o caso) e supostas citações de meu nome em diálogos de terceiros ou situações de terceiros em que a autoridade policial supõe, sem qualquer sustentáculo fático, o envolvimento do meu nome, chegando inclusive a utilizar muitas e muitas vezes o advérbio “provavelmente” para se referir a mim e/ou fatos supostamente a mim relacionados;
3. O referido Relatório foi confeccionado sem compromisso com a obrigatória relação com fatos apurados na investigação;

4. A forma como foi apresentado o Relatório é uma narrativa ficcional, o que por si só mostra a fragilidade desse documento, pois, em verdade, não aponta nenhum fato concreto e provado de meu envolvimento com os atos ilícitos que ele diz terem existido, tanto o é que os fatos seriam de 2016 e, em 2021, não tenho conhecimento de formulação contra mim de denúncia por parte do Ministério Público Federal;

5. O Tribunal Regional Federal da 1a Região declarou que as medidas tomadas na mencionada operação foram deferidas por magistrado incompetente;

6. Somado a isso, em outro procedimento, o Tribunal Regional Federal da 1a Região declarou, por acórdão, não ser a Justiça Federal competente para apurar a questão, por ausência de qualquer verba federal supostamente ligada aos fatos em apuração, razão pela qual pode-se dizer que a autoridade policial responsável pelo relatório não tinha e não tem atribuição para conduzir a investigação nem para relatá-la;

7. Como homem público que sou, sempre me coloquei à disposição das autoridades competentes para esclarecer sobre qualquer tema relacionado aos fatos em apuração;

8. Confio na justiça e, em razão de minha total isenção nos fatos em comento, espero, após analisados pelas autoridades competentes, seja materializada minha exclusão da investigação ora tratada.

Continuar lendo SENADOR QUE FOI INDICADO PARA PRESIDIR A CPI DA COVID É ACUSADO DE CORRUPÇÃO

BOAS NOTÍCIAS: PESQUISA REVELA QUAIS SÃO AS 20 PRINCIPAIS COISAS QUE AS PESSOAS QUEREM FAZER APÓS A COVID

Uma pesquisa muito interessante, que levantou uma série de situações as quais as pessoas desejam fazer de férias após a covid. A pesquisa também constatou que as taxas de mudança de linha aérea são cruciais. Leia o artigo completo a seguir e saiba como você pode aproveitar as oportunidades que as companhias aéreas estão disponibilizando!

As 20 principais coisas que queremos fazer em férias após a Covid – e as taxas de mudança de linha aérea são cruciais

Descansar na praia pode ter sido o destino nº 1 no passado, mas depois de um ano sentado muito, está definido para ficar em segundo plano para aventuras mais ativas.

Uma pesquisa com 2.000 adultos revelou que 67 por cento passaram muito dos últimos 12 meses sem fazer nada – como resultado, se eles têm a chance de fugir, mais de um terço quer evitar o banho de sol e fazer algo mais aventureiro em vez de.

Quase um terço (32 por cento) gostaria de ver a Aurora Boreal, mas a atividade de férias mais desejada neste ano é explorar o campo em uma aventura a pé.

Mais da metade (56 por cento) deseja ir de férias a algum lugar onde possa tirar fotos de paisagens deslumbrantes ou gostaria de visitar um novo país. 29 por cento dos entrevistados já elaboraram uma lista de locais para visitar durante o bloqueio, sonhando com o futuro.

A pesquisa, da Icelandair, descobriu que 37% dos entrevistados já reservaram uma viagem.

A maioria das pessoas, porém, ainda está preocupada em reservar passagens aéreas para o caso de precisarem cancelar – algo com que apenas 27 por cento se preocupavam antes da Covid.

A possibilidade de adiar férias sem custos agora é mais importante do que o hotel, comida, bebida ou atrações no destino.

Ser capaz de obter um reembolso é tão importante quanto o clima, enquanto poder adiar sem cobrar agora é quatro vezes mais importante do que era antes da pandemia.

Quase três quartos (72 por cento) também disseram que não reservarão um feriado este ano se houver a possibilidade de que não possam cancelá-lo ou adiá-lo sem ser cobrado.

“Se você precisar alterar sua reserva, somos flexíveis”, disse Bogi Nils, CEO da Icelandair . “Você pode mudar a data de sua viagem sem nenhuma taxa de alteração adicional além das diferenças de tarifa ou pode cancelar e receber um voucher válido por três anos.

A maioria das principais companhias aéreas dos EUA tem políticas em vigor que isentam as taxas de alteração para qualquer nova viagem reservada até 30-31 de março de 2021, incluindo American, Delta, Frontier, Jet Blue e United – e até abril, se você reservar com a Air Canada ou WestJet .

No geral, seis em cada dez dos entrevistados pelo OnePoll admitiram que não avaliaram totalmente a importância de fugir até que o surto da Covid restringiu as liberdades no ano passado.

E mais de dois terços (69 por cento) dizem que os últimos doze meses os fizeram querer ter mais experiências na vida.

AS PRINCIPAIS COISAS QUE AS PESSOAS DESEJAM FAZER NAS FÉRIAS PÓS-COVID
1. Caminhando no campo
2. Visite castelos e outros edifícios históricos
3. Relaxamento na praia
4. Veja a aurora boreal
5. Relaxamento na piscina 6. Passeio de
barco
7. Visite museus
8. Observação de baleias
9. Visite uma floresta tropical
10. Visite um parque temático
11. Safari / observação de animais exóticos
12. Veja um vulcão
13. Escale uma montanha
14. Veja um gêiser entrar em erupção
15. Ciclismo
16. Tirolesa
17. Rafting / Caiaque
18. Visite um deserto
19. Exploração de cavernas
20. Condução off-road

Fonte: Good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: PESQUISA REVELA QUAIS SÃO AS 20 PRINCIPAIS COISAS QUE AS PESSOAS QUEREM FAZER APÓS A COVID

NESTE DOMINGO (24) O GOVERNO DO RN RECEBEU O SEGUNDO LOTE DA VACINA CONTRA COVID-19, COM MAIS 31.500 DOSES

RN recebe mais 31.500 doses da vacina contra a Covid-19

24 jan 2021

RN recebe mais 31.500 doses da vacina contra a Covid-19 - Blog do Marcos Dantas

O Governo do Estado recebeu neste domingo (24), às 16h, o segundo lote de vacinas contra a Covid-19. São 31.500 doses do imunizante produzido pela Oxford/AstraZeneca. A governadora Fátima Bezerra acompanhou a chegada da carga ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. O lote inteiro será aplicado em mais de 30 mil profissionais da saúde do Rio Grande do Norte, dando sequência ao plano de vacinação coordenado pela gestão estadual.

“Estamos iniciando a semana renovando a esperança, recebendo essa nova remessa de vacinas”, afirmou a governadora. Ela também destacou que toda a logística para distribuição das vacinas novamente já está pronta e que a distribuição para os municípios terá início já nesta segunda-feira (25). As secretarias de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) mais uma vez farão o trabalho de transporte das vacinas às cidades-polo no interior.

A vacina da Oxford será aplicada de forma integral, uma vez que o intervalo necessário entre a primeira e a segunda dose é de 12 semanas e o Ministério da Saúde garantiu o envio de outro lote da vacina da Oxford em tempo hábil.

A subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap, Lyane Ramalho, também acompanhou a chegada das vacinas e disse que “daqui as doses seguirão para a Unicat (Unidade Central de Agentes Terapêuticos) e amanhã pela manhã estaremos organizando, registrando e preparando as caixas para distribuição em todas as regionais de saúde”. O desembarque da carga também foi acompanhado pelo titular da Sesed, secretário Francisco Araújo.

O RN iniciou a vacinação contra a Covid-19 na terça-feira (19), menos de 12h após o recebimento do primeiro lote contendo 82.440 doses da CoronaVac  – produzida pelo Instituto Butantan e pela Sinovac. Com a aprovação do segundo lote emergencial da CoronaVac, o Governo aguarda a sinalização do Ministério da Saúde para o recebimento de uma nova leva de imunizantes no RN.

O lote com 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegou ao Brasil na noite de sexta-feira (22) e foi processado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que é parceira no desenvolvimento do imunizante. Devido a situação de calamidade vivida pelo Amazonas, já na quinta-feira (21), o Fórum dos Governadores concordou em ceder ao estado 5% do total das doses, além da cota proporcional.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo NESTE DOMINGO (24) O GOVERNO DO RN RECEBEU O SEGUNDO LOTE DA VACINA CONTRA COVID-19, COM MAIS 31.500 DOSES

BOAS NOTÍCIAS: VOVÓ MEXICANA DE 73 ANOS FICA TÃO AGRADECIDA QUE FAZ 800 REFEIÇÕES PARA EQUIPE QUE LHE SALVOU DA COVID

Gratidão é a palavra para definir a atitude de Margarita Montañez, de 73 anos, o destaque da nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta segunda-feira. A vovó mexicana que sobreviveu à Covid, ficou tão grata que fez 800 refeições para a equipe que salvou sua vida. Ela cozinhou 800 tamales, uma espécie de massa de milho, em palhas de milho, parecida com a nossa pamonha. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa bela história!

Vovó vence Covid e faz 800 refeições para equipe que salvou sua vida

Uma vovó de origem mexicana sobrevivente da Covid resolveu agradecer à equipe médica que a salvou com 800 refeições especiais.

Margarita Montañez, de 73 anos, fez pratos típicos mexicanos, as tamales, uma espécie de massa de milho, em palhas de milho, parecida com a nossa pamonha.

A idosa prometeu à equipe médica do Cedars-Sinai Medical Center, na Califórnia, que se ela sobrevivesse ao coronavírus, levaria as tamales caseiras no Natal.

Montanez passou 20 dias no hospital em um ventilador na unidade de terapia intensiva.

Na última quinta-feira, 17, ela cumpriu a promessa e entregou 800 tamales no hospital, que levou cinco dias para cozinhar.

“As pessoas podem não se lembrar dela, mas ela se lembra da equipe médica todos os dias por causa do que eles fizeram para salvar sua vida e a de literalmente milhares de pessoas”, disse Cindy, filha de Montanez.

“Então eles são os heróis e merecem os melhores tamales do mundo, que são os tamales da minha mãe”, concluiu.

Fotos: reprodução Univision
Fotos: reprodução Univision

Com informações do Sunnyskyz

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: VOVÓ MEXICANA DE 73 ANOS FICA TÃO AGRADECIDA QUE FAZ 800 REFEIÇÕES PARA EQUIPE QUE LHE SALVOU DA COVID

SAÚDE: O RESVERATROL PODE REVOLUCIONAR O TRATAMENTO CONTRA A COVID

SAÚDE: O RESVERATROL PODE REVOLUCIONAR O TRATAMENTO CONTRA A COVID
food rich with resveratrol, grapes, plums, goji, peanuts, cranberry,raspberrys dark chocolate on black wooden background

Nesta segunda-feira, aqui na coluna SAÚDE você vai saber tudo sobre o antioxidante e antienvelhecimento mais falado atualmente. Pesquisadores estão sugerindo que a comunidade científica foque em estudos sobre certos compostos de plantas e tratamentos eficazes generalizados podem ser desenvolvidos para evitar este coronavírus e os futuros. Um desses compostos de plantas é o Resveratrol, um potente antioxidante que pode prevenir gripes e até o Covid. Portanto, você não pode deixar de ler o artigo completo a seguir para saber como e onde adquiri-lo!

Resveratrol para resfriado e gripe: composto antienvelhecimento demonstrado como tratamento para gripe e COVID

Enquanto o mundo se protege para ver se uma vacina pode acabar com a pandemia de COVID-19, um corpo de pesquisadores está sugerindo que se a comunidade científica apenas levasse estudos sobre certos compostos de plantas um pouco mais longe, tratamentos eficazes generalizados poderiam ser desenvolvidos para evitar este coronavírus e os futuros.

Estes incluem resveratrol e flavonóides conhecidos coletivamente como polifenóis, contendo elementos de combate à gripe impressionantes, como quercetina, luteolina, fisetina, curcumina e.

Ganhando muita popularidade como um suplemento anti-envelhecimento, o resveratrol é um poderoso antioxidante que também ajuda a suprimir compostos pró-inflamatórios como IL-6 e TNF-alfa que estão associados a doenças, o último dos quais envolvido em todas as doenças conhecidas pelo homem .

Isso foi demonstrado em um estudo, descrito aqui , onde indivíduos saudáveis ​​receberam um curso de 6 semanas de 40 mg de resveratrol derivado do extrato de uma planta chamada knotweed japonesa .

Atualmente, o resveratrol, um composto presente na maioria das plantas que se expressa quando sofrem estresse, está sendo visto como um potencial melhorador de infecções virais, incluindo influenza sazonal e COVID-19.

O resveratrol é encontrado na pele e no caule das plantas e, notoriamente, pode ser encontrado em pequenas quantidades no vinho tinto, devido ao estresse imposto às plantas durante o processo de vinificação. – Amos Bar-Zeev

Anti-envelhecimento e antiviral

Uma das principais formas pelas quais o resveratrol influencia a longevidade é agir como um mimetizador dos efeitos da restrição calórica na ativação da sirtuína.

Um estudo na Nature relata uma descoberta em células de levedura que mostrou, “o resveratrol imita a restrição calórica ao estimular a sirtuin-2, aumentando a estabilidade do DNA e estendendo a vida útil em 70%”.

Agora sendo examinado como um cofator potencial em um possível tratamento com COVID-19, pode-se ver outras maneiras pelas quais o resveratrol pode ajudar a estender a vida útil.

Seus principais mecanismos antivirais inibem a síntese de proteínas virais, inibem várias transcrições e vias de sinalização e inibem expressões de genes relacionados a vírus – em outras palavras, torna mais difícil para as células virais viverem, sendo que os vírus sequestram as funções reprodutivas e regenerativas de nossas próprias células para seus propósitos nefastos.

Um estudo exaustivo procurou emparelhar fitoquímicos vegetais como flavonóides com a hidroxicloroquina agora aprovada pela FDA como uma forma de interromper o mecanismo de ancoragem do COVID-19. O resveratrol foi examinado por inibir um dos primos corona do COVID: MERS.

Resveratrol também foi encontrado para melhorar outros vírus, como pseudo-raiva e HIV-1.

estudo descobriu que o resveratrol teve um sucesso moderado, mas com a luteolina, o caempferol e a quercetina tendo o maior sucesso. Todos são polifenóis ou flavonóides encontrados nas frutas, mas principalmente nos vegetais, sendo a quercetina um dos polifenóis mais comumente consumidos na sociedade.

Alimentos e suplementos que fornecem flavonóides anti-COVID

Infelizmente, o resveratrol é difícil de consumir apenas com alimentos. Tem baixa biodisponibilidade oral e, apesar do que o seu barman diz sobre sua presença no vinho tinto, você morreria de intoxicação por álcool antes de obter qualquer quantidade benéfica de resveratrol ao beber.

Na realidade, é necessário um suplemento, armazenado em um ambiente escuro e frio e tomado com uma refeição com uma quantidade moderada de gordura. Muitos estudos sobre os efeitos benéficos do resveratrol usaram o resveratrol retirado da knotweed japonesa, e aqueles que procuram seguir a ciência ao pé da letra procuram um suplemento de knotweed .

A quercetina, que demonstrou interromper os sistemas de ancoragem do SARS-CoV-1 e 2, é encontrada mais abundantemente nas alcaparras, mas também em uma variedade de vegetais como as folhas de coentro, rabanete e erva-doce e cebola roxa e agrião. Kaempferol, encontrado na rúcula e na couve, também está disponível em quantidades significativas em alcaparras cruas ou enlatadas. A luteolina, com efeitos antivirais comprovados no SARS CoV-1, uma pandemia na China em 2003, pode ser encontrada de acordo com uma revisão da literatura em cenoura, pimentão, aipo, azeite, hortelã-pimenta, tomilho, alecrim e orégano.

Editado a partir de um artigo publicado no World At Large , um site de notícias sobre natureza, ciência, saúde, política e viagens.  

Fonte: Good News Network

Continuar lendo SAÚDE: O RESVERATROL PODE REVOLUCIONAR O TRATAMENTO CONTRA A COVID

TIBAU DO SUL REQUER EXAMES DE COVID EM FESTAS PARTICULARES E CANCELA FESTIVIDADES PÚBLICA

Tibau do Sul cancela festividades públicas e requer exame de covid em festas particulares abertas

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Festa de final de ano em Pipa | Foto: site pipa.com.br

O Governo Municipal de Tibau do Sul autoriza a realização de festas em vias públicas da cidade desde que participantes apresentem exame para covid-19 feito em até 72 horas antes. O novo decreto, assinado pelo prefeito Antônio Modesto foi publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (11).

Serão aceitos os testes de “RT-PCR“ negativo ”ou“ não reagente ”, com até 72h (setenta e duas horas) de antecedência da data de início do evento e / ou; de” sorologia com resultado IgG positivo, sendo, nesse caso, o exame realizado pelos métodos de Quimioluminescência, Eletroquimioluminescência, Elisa Imunoensaio, com datas não superiores a 90 (noventa) dias de antecendência.

A determinação traz outras medidas de segurança adotadas, como o distanciamento de 3m² entre as pessoas e utilização de máscara, álcool 70º na entrada dos eventos e aferição de temperatura.

O prefeito cancelou as festividades do fim de ano que são promovidas pela prefeitura como a queima de fogos, mostra e eventos para evitar aglomerações.

 

Arte. 1º Fica cancelada a realização de festividades de fim de ano, promovidas pela Prefeitura Municipal ou que envolvam participação pecuniária do Município, a exemplo de queima de fogos e realização de eventos e eventos.

Arte. 2º Ficam suspensas a realização de festas, espetáculos e eventos comerciais em locais fechados.

Arte. 3º Poderão ser autorizado pelo município a realização de eventos e festas em locais disponíveis, desde que haja requerimento prévio com apresentação de protocolo sanitário, a ser aprovado pela autoridade epidemiológica municipal, observando-se, no mínimo, as seguintes medidas:

I – lotação máxima de uma pessoa para cada 3m2 (três metros quadrados) de área total;

II – utilização de máscaras individuais de proteção;

III – disponibilização de álcool 70% na entrada e no interior do evento;

IV – aferição de temperatura na entrada do evento;

V – espaço adequado para evitar aglomeração excessiva de pessoas;

VI – manter equipe de saúde, com devida sinalização, para encaminhamento isolado de pessoas que apresentem alta de temperatura corporal ou quaisquer outros sintomas característicos da COVID-19;

VII – manter ambulância no local durante toda a realização do evento com equipe especial;

VIII – sinalização no mapa de evento sobre os pontos de disponibilização de álcool 70%;

IX – distribuição de informações e inserções entre as medidas sobre as medidas de etiqueta respiratória, bem como outras medidas de combate ao COVID-19; X – utilização de soluções digitais para a promoção e divulgação do evento, bem como a venda de ingressos e ítens de consumação no local, a fim de evitar a manipulação de papeis;

XI – apresentação individual de exame para COVID-19, como requisito indispensável para participar do evento, os quais devem estar à disposição da fiscalização sanitária municipal, sendo dos seguintes tipos:

a) – RT-PCR “negativo” ou “não reagente”, com até 72h (setenta e duas horas) de antecedência da data de início do evento e / ou;

b) – sorologia com resultado IgG positivo, sendo, nesse caso, o exame realizado pelos métodos de Quimioluminescência, Elisa Imunoensaio, com datas não superiores a 90 (noventa) dias de antecendência,

Arte. 4º Fica fornecida a instalação de barreira sanitária no acesso ao Município, para controle de acesso e aferição de temperatura, bem como para orientação educativa.

Arte. 5º O Gabinete de Crise fara avaliação periódica, no mínimo a cada semana, acerca da pandemia, para adoção de medidas preventivas.

Arte. 6º Fica especificada a intensificação da fiscalização municipal sem cumprimento das medidas sanitárias pela população e setor produtivo, sem que de respeito ao uso de máscara, distanciamento social e demais medidas previstas nos protocolos de segurança sanitária e decretos anteriores que visam a prevenção de contágio do COVID -19.

Parágrafo Único – A fiscalização caberá às autoridades municipais, que, inclusive, aplicar multa previsão no Decreto Municipal nº 015/2020 e / ou interditar o estabelecimento que descumprir as regras aprovadas pela Administração Pública Municipal.

Arte. 7º Este Decreto entrará em vigor na data da sua publicação, revogando as disposições em contrário. Tibau do Sul / RN, 10 de dezembro de 2020

Fonte: Portal da Tropical_ Notícias

Continuar lendo TIBAU DO SUL REQUER EXAMES DE COVID EM FESTAS PARTICULARES E CANCELA FESTIVIDADES PÚBLICA

A CHEFE DO FMI PEDIU A IMPLEMENTAÇÃO IMEDIATA DE UMA NOVA ESTRUTURA DO G20 PARA AJUDAR OS PAÍSES MAIS POBRES DO MUNDO

Por covid, FMI pede expansão do alívio de dívida para outros países

Em reunião do G20, Georgieva disse que é fundamental operacionalizar esta estrutura de maneira rápida e eficaz

ECONOMIA

por Reuters

Georgieva falou em reunião do G20

A chefe do FMI (Fundo Monetário Internacional), Kristalina Georgieva, pediu neste domingo (22) a implementação imediata e efetiva de uma nova estrutura do G20 criada para ajudar os países mais pobres do mundo a obter alívio permanente de dívida, mas disse que outros países também precisam de ajuda.

“É fundamental operacionalizar esta estrutura de maneira rápida e eficaz”, disse a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, em um comunicado após se dirigir aos líderes do grupo das 20 maiores economias.

“Daqui para frente, devemos também ajudar os países não cobertos por essa estrutura a endereçar vulnerabilidades de suas dívidas para que suas economias possam se tornar mais resilientes.”

Bolsonaro no G20: ‘O que apresento aqui são fatos, e não narrativas’

A estrutura de tratamento para dívida endossada pelos líderes do G20 neste domingo se aplica a 73 países que são elegíveis para um congelamento temporário nos pagamentos oficiais de suas dívidas.

Fonte: R7
Continuar lendo A CHEFE DO FMI PEDIU A IMPLEMENTAÇÃO IMEDIATA DE UMA NOVA ESTRUTURA DO G20 PARA AJUDAR OS PAÍSES MAIS POBRES DO MUNDO

BOAS NOTÍCIAS: APÓS 101 DIAS, PACIENTE COM COVID DEIXA A UTI E VÊ A FILHA ANDAR PELA PRIMEIRA VEZ

Paciente deixa UTI após 101 dias e vê filha andar pela 1ª vez: Covid

Emoção em Curitiba. Um paciente que se recuperou da Covid-19 deixou a UTI após 101 dias e viu a filhinha dele andar pela primeira vez.

Guilherme Kovalski Lima de 35 anos, lutou mais de 3 meses contra a doença. Diabético e hipertenso, ele foi diagnosticado e internado no Hospital Marcelino Champagnat no dia 28 de julho, com quadro de trombose pulmonar, uma das piores complicações da doença.

Na época, a filha de um ano dele estava começando a dar os primeiros passos, mas nesta sexta, 6, do alto da janela do quarto, ele conseguiu ver a pequena andando sozinha, durante uma homenagem que a família preparou para Guilherme.

Houve uma serenata com balões pra ele.

“Vimos que a saída da UTI seria um momento especial. São ainda mais de 100 balões, simbolizando cada dia que ele ficou internado. Como cada um tem uma mensagem, onde cair, uma pessoa saberá da vitória”, disse Jaqueline, esposa de Guiherme ao BandaB.

De uma varanda do hospital, ele recebeu homenagens e não conseguiu conter a emoção.

A luta

Jaqueline Lima lembra que a família viveu meses muito difíceis.

“Eu só pude ver meu marido após 30 dias de internamento e ele estava muito debilitado. Como foi difícil ver ele daquela forma, mas foi uma grande oportunidade para dizer o quanto a gente ama ele e como Deus estava cuidando de tudo”, relatou.

O médico intensivista da UTI, Jarbas Motta Junior, conta que Guilherme ainda terá que permanecer mais uns dias no hospital para completa recuperação.

“Apesar de ser jovem, Guilherme tinha alguns fatores de risco. Então, ainda vai passar alguns dias internado fora da terapia intensiva e mesmo em casa vai precisar do acompanhamento da fisioterapia, fonoaudiologia e de enfermagem. Mas ele é um vitorioso e já faz parte da nossa família”, disse.

Vitória do paciente e dos profissionais da saúde.

“Ele foi um vitorioso e a gente sempre preza em fazer uma homenagem, já que isso também mostra uma vitória nossa e nosso engajamento para recuperar o paciente, que é nosso objetivo principal”, comentou.

Guilherme ainda vai ficar internado no hospital por mais três semanas até se recuperar totalmente.

https://www.sonoticiaboa.com.br/2020/11/07/paciente-deixa-uti-apos-101-dias-ve-filha-andar-1a-vez-covid/

Fonte: sonoticiaboa.com.br
Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: APÓS 101 DIAS, PACIENTE COM COVID DEIXA A UTI E VÊ A FILHA ANDAR PELA PRIMEIRA VEZ

A MÉDICA NISE YAMAGUSHY, FAZ ANALOGIA ENTRE O COVID E O NAZISMO, É AFASTADA DO ALBERT EINSTEIN

Nise Yamagushi é afastada do Einstein por analogia entre Covid e nazismo

Médica é uma das grandes defensoras do uso da hidroxicloroquina na pandemia e se aproximou de Bolsonaro

SÃO PAULO. O Hospital Israelita Albert Einstein confirmou neste sábado que suspendeu a dra. Nise Yamaguchi depois que ela fez uma analogia entre o nazismo e a atual pandemia do novo coronavírus. Yamaguchi é uma das médicas mais entusiastas do uso da hidroxicloroquina como tratamento da Covid-19 e, por isso, aproximou-se do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia, outro entusiasta do medicamento.
Em nota, o hospital afirma que respeita a “autonomia” de todos os médicos e que “jamais permitindo restrições ou imposições que possam impedir a sua liberdade ou possam prejudicar a eficiência e a correção de seu trabalho”. Entretanto, prossegue o comunicado, “Trata-se, contudo, de hospital israelita e a Dra. Nise Yamagushi, em entrevista recente, estabeleceu analogia infeliz e infundada entre o pânico provocado pela pandemia e a postura de vítimas do holocausto ao declarar que “você acha que alguns poucos militares nazistas conseguiriam controlar aquela MASSA DE REBANHO de judeus famintos se não os submetessem diariamente a humilhações, humilhações, humilhações…”.

A fala de Yamaguchi ocorreu em uma entrevista à TV Brasil. “Como se trata de manifestação insólita, o hospital houve por bem averiguar se houve mero despropósito destituído de intuito ofensivo ou manifestação de desapreço motivada por algum conflito. Durante essa averiguação, que deve ser breve, o hospital não esperava que o fato viesse a público. A expectativa do hospital é a de que o incidente tenha a melhor e mais célere resolução, de modo a arredar dúvidas e remover desconfortos”, conclui a nota.

Yamaguchi, contudo, deu uma entrevista na noite de sexta-feira ao SBT onde alega que sua suspensão ocorreu por causa da defesa do medicamento, utilizado pelo presidente, mas descartado como opção segura por diversas entidades mécias pelo mundo, inclusive a OMC. Segundo a emissora, a médica teria dito que, na sexta-feira, recebeu uma ligação do diretor clínico do hospital informando que ela não poderia atender mais pacientes. “De acordo com a médica, a direção do Albert Eistein acredita que o posicionamento a favor do uso da hidroxicloroquina ‘denigre o hospital'”, disse a emissora.

Yamaguchi esteve várias vezes em Brasília para se reunir com a equipe do governo. Durante as recentes trocas de ministro da pasta – que segue sem titular – seu nome sempre é apresentado como uma opção ao cargo.

Na noite de sábado, Yamaguchi enviou uma nota à imprensa, por meio de seu advogado, Danilo Garcia de Andrade. Neal, ela agradece o apoio que teve desde que foi tornado público a sua suspensão do Albert Einstein e nega que tenha uma visão anti-semita. “(Yamaguchi) Agradece de forma especial todo o apoio por cartas, e-mails e ligações de diversos membros da Comunidade Judaica, que compreenderam que jamais seria ela anti-semita, já que foi ela a maior apoiadora do processo de conversão da sua irmã para o Judaísmo (Greice Naomi Yamaguchi)”, diz um trecho da nota.

“Por tudo aqui já relatado, é cristalino o entendimento de que nunca foi ela antisemita, ao contrário, expressa verdadeira e irrestrita admiração ao conhecimento e toda a contribuição que o povo judeu deu ao planeta, quer por suas percepções cientificas, quer pela sua convivência mais íntima. Por fim, manifesta o pedido de desculpas por expressões outras e interpretações errôneas sobre assuntos sensíveis ao grande sofrimento judaico que envolveram seu nome, pois é solidária à dor dessa ilustre comunidade como a maior das atrocidades de nossa história ocidental. Suas palavras, objeto de interpretações não condizentes com suas convicções, foram manifestadas no intuito de expressar a maior dor que ela conhece”, conclui a nota.

Veja a íntegra da nota oficial do Einstein

“Com relação a declarações prestadas pela Dra. Nise Yamagushi, o Hospital Israelita Albert Einstein tem a esclarecer o seguinte:

1. O hospital respeita a autonomia inerente ao exercício profissional de todos os médicos, jamais permitindo restrições ou imposições que possam impedir a sua liberdade ou possam prejudicar a eficiência e a correção de seu trabalho.

2. A Dra. Nise Yamagushi faz parte do corpo clínico do Hospital, sendo admissível que perfilhe entendimento próprio com relação ao atendimento de seus pacientes ou à sua postura em face da pandemia ora combatida, desde que observe as regras relacionadas ao uso da sua condição de integrante do Corpo Clínico em sua comunicação.

3. Trata-se, contudo, de hospital israelita e a Dra. Nise Yamagushi, em entrevista recente, estabeleceu analogia infeliz e infundada entre o pânico provocado pela pandemia e a postura de vítimas do holocausto ao declarar que “você acha que alguns poucos militares nazistas conseguiriam controlar aquela MASSA DE REBANHO de judeus famintos se não os submetessem diariamente a humilhações, humilhações, humilhações…”.

4. Como se trata de manifestação insólita, o hospital houve por bem averiguar se houve mero despropósito destituído de intuito ofensivo ou manifestação de desapreço motivada por algum conflito. Durante essa averiguação, que deve ser breve, o hospital não esperava que o fato viesse a público.

A expectativa do hospital é a de que o incidente tenha a melhor e mais célere resolução, de modo a arredar dúvidas e remover desconfortos.”

veja a íntegra da nota do advogado de Neisi Yamagushi:

“São Paulo, 11 de Julho de 2020.

Dra. NISE YAMGUCHI, por meio de sua assessoria jurídica, manifesta este esclarecimento.

NOTA PÚBLICA À IMPRENSA:

Vem agradecer as inúmeras manifestações de apoio e solidariedade de todos aqueles que compreendem a importância da discussão da Hidroxicloroquina em tratamento precoce do COVID – 19, tendo exercido esse mister conjuntamente com o Doutor Vladimir Zelenko da Comunidade Chassidica de Nova York pela utilização de seu protocolo no Mundo.

Têm orgulho de ser membro do Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein por mais de 30 (trinta) anos, possibilitando ajudar e atender inúmeros pacientes.

Agradece de forma especial todo o apoio por cartas, e-mails e ligações de diversos membros da Comunidade Judaica, que compreenderam que jamais seria ela anti-semita, já que foi ela a maior apoiadora do processo de conversão da sua irmã para o Judaísmo (Greice Naomi Yamaguchi).

Homenageia os brilhantes cientistas judeus na pessoa do seu mentor, o Professor Doutor Reuben Lotan (Z”L) do M.D. Anderson Cancer Center e previamente do Instituto Weizmann de Israel, que muito a apoiou na sua tese de doutorado na Universidade de São Paulo

Por tudo aqui já relatado, é cristalino o entendimento de que nunca foi ela antisemita, ao contrário, expressa verdadeira e irrestrita admiração ao conhecimento e toda a contribuição que o povo judeu deu ao planeta, quer por suas percepções cientificas, quer pela sua convivência mais íntima.

Por fim, manifesta o pedido de desculpas por expressões outras e interpretações errôneas sobre assuntos sensíveis ao grande sofrimento judaico que envolveram seu nome, pois é solidária à dor dessa ilustre comunidade como a maior das atrocidades de nossa história ocidental.

Suas palavras, objeto de interpretações não condizentes com suas convicções, foram manifestadas no intuito de expressar a maior dor que ela conhece.

Atenciosamente,

DANILO GARCIA DE ANDRADE”

 

Continuar lendo A MÉDICA NISE YAMAGUSHY, FAZ ANALOGIA ENTRE O COVID E O NAZISMO, É AFASTADA DO ALBERT EINSTEIN

GOVERNO DO ESTADO DAR ESCLARECIMENTOS SOBRE CONTRATO DE AMBULÂNCIAS PARA PACIENTES COM CONVID-19

Governo do Estado esclarece sobre contrato de ambulâncias para pacientes Covid

Sobre os questionamentos externados pelo deputado estadual Gustavo Carvalho, em sessão legislativa do dia 08.07.2020, relativos à contratação de ambulâncias para os pacientes acometidos pela Covid, o Governo do Rio Grande do Norte tem a esclarecer que:

A celebração do contrato de n.º 80/2020, para a operação de ambulâncias que visam transportar pacientes acometidos pela Covid das unidades de saúde para a rede integrada de hospitais do estado, se deu com o objetivo de garantir o direito à saúde pública de toda população e em cumprimento à recomendação conjunta dos Ministérios Públicos Federal e Estadual e da Defensoria Pública do Estado.

No documento, além de conceder um prazo de 72 horas para “atenuação do cenário de crise e de colapso no serviço de transporte sanitário”, os órgãos de controle reforçaram que a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) poderia se valer do previsto no artigo 4º da lei federal de n. 13.979/20, que prevê a dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento da pandemia.

MPs e Defensoria concederam, ainda, um prazo de cinco dias para apresentação de relatório que demonstre as medidas adotadas.

A Sesap seguiu rigorosamente o rito da legislação citada quando da contratação de seis ambulâncias, com equipe de profissionais e insumos, para realizar a transferência dos usuários com sintomas graves de infecção humana causada pela pandemia. Neste sentido, faz-se necessário ressaltar que, com todo o esforço do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a quantidade de pacientes a serem transportados encontrava-se acima da capacidade de operação. Toda a transparência e zelo com o bem público foram, como de praxe, cuidadosamente respeitados.

Esclarecemos, ainda, que a contratação se deu por estimativa, uma vez que as diárias das ambulâncias com profissionais da área médica somente serão pagas se os serviços forem requisitados, evitando, assim, o desperdício de dinheiro público.

Quanto à empresa vencedora do certame, informamos que esta atendeu aos critérios estabelecidos no chamamento público e que foram observadas as condições especiais de habilitação previstas na norma federal. Neste aspecto, faz-se necessário observar que a exigência que constava no edital inicial, no sentido de que os veículos a serem contratados tivessem necessariamente o nome da empresa no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), foi alvo de impugnação, por ser considerada cláusula de restrição de mercado. A data de abertura da empresa e localização de sua sede, ambas questionaras pro parlamentar, não podem servir de vedação por parte do ente público.

O Governo reitera, por fim, como papel prioritário, nesse momento crítico, o de assegurar a prestação dos serviços contratados, o que já vem acontecendo; de evitar desperdício de recursos públicos e, em especial, de vidas, sempre com total publicidade e disponibilização de informações a todos os órgãos de controle. Essa, repetimos, é prática habitual do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, que prima pelo zelo, ética e transparência.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo GOVERNO DO ESTADO DAR ESCLARECIMENTOS SOBRE CONTRATO DE AMBULÂNCIAS PARA PACIENTES COM CONVID-19

VISANDO PRIORIZAR PROFISSIONAIS DE SAÚDE E SEGURANÇA PÚBLICA MPF E MP/RN RECOMENDAM SUSPENSÃO DE TESTES RÁPIDOS EM FRIVE-THRU

Covid: MPF e MP/RN recomendam suspensão de testes rápidos em drive-thru

Prefeitura de Natal deve priorizar testagem de profissionais de saúde e segurança pública e demanda de pacientes em unidades de saúde.

Por redação

publicado em 20.06.2020,às 13:54

Testes começaram na última terça-feira (16), na Arena das Dunas

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MP/RN) recomendaram à Prefeitura de Natal a suspensão de testes rápidos para Covid-19 em sistema de drive-thru. A testagem sem cadastro prévio não garante prioridade para profissionais da saúde e segurança pública e pacientes do grupo de risco. Com o elevado número de testes realizados, é provável o rápido esgotamento do material adquirido, sem atendimento aos casos prioritários.Desde a última terça-feira (16), os testes rápidos são oferecidos em drive-thru na Arena das Dunas e há previsão para testagens também no Ginásio Nélio Dias, Zona Norte da cidade, a partir do dia 23. Ao todo, a prefeitura comprou 20 mil testes com custo de mais de R$ 3,7 milhões. Em apenas três dias, já foram realizados quase 4 mil atendimentos, 20% da quantidade adquirida.

O Ministério Público destaca que a inexistência de cadastro ou agendamento prévio para o drive-thru dificulta a triagem dos casos prioritários, em descumprimento à nota técnica da própria Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal. A Promotoria de Saúde recebeu relatos de pessoas que estão sendo testadas, mesmo sem adequação aos critérios, sob a justificativa de que já aguardavam há várias horas na fila e não aceitariam deixar o local.

Com a provável indisponibilidade de testes em pouco tempo, a recomendação pede a suspensão do atendimento por drive-thru até comprovação do abastecimento de todos os serviços de saúde com testes rápidos suficientes para os profissionais e a demanda diária de pacientes com suspeita de Covid-19.

A recomendação também ressalta que as pessoas com testagem positiva necessitam de orientações e encaminhamentos à rede de assistência, o que se torna inviável diante do volume de exames realizados diariamente na Arena das Dunas. A testagem em massa pode criar “um gargalo de notificação, confirmação, monitoramento e encerramento dos casos, etapas imprescindíveis para que se tenha uma avaliação epidemiológica responsável, finalidade a que se presta a testagem”.

Dessa forma, é indicado que o sistema de drive-thru só retorne após avaliação epidemiológica e notificação no sistema e-sus dos pacientes já testados, com a construção de um planejamento pela SMS. Dos 3.945 testes realizados de 16 a 19 de junho, 773 pessoas apresentaram algum resultado positivo.

Profissionais de saúde

A recomendação lembra que dados de outros países mostram que até 15% dos profissionais na linha de frente podem ser infectados pela covid-19. A realização de testes de detecção de anticorpos contra o vírus permite o retorno mais rápido ao trabalho.

Recursos públicos federais

O MPF destacou que “gastos de somas milionárias com testagem de reduzida eficácia ou com ausência de métodos escorreitos, segundo diretrizes do próprio Ministério da Saúde, para aferir detecção de anticorpos contra SARS-CoV-2 adotado pela Secretaria Municipal de Saúde causa claramente prejuízo ao erário público, podendo seus gestores se responsabilizarem por atos de improbidade administrativa e crimes contra administração pública”.

O MPF já expediu, em maio, recomendação ao governo estadual e todas as prefeituras do Rio Grande do Norte com orientações sobre a prestação de contas de recursos federais destinados ao combate à covid-19, com o objetivo de evitar possíveis desvios, superfaturamentos ou destinação irregular.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo VISANDO PRIORIZAR PROFISSIONAIS DE SAÚDE E SEGURANÇA PÚBLICA MPF E MP/RN RECOMENDAM SUSPENSÃO DE TESTES RÁPIDOS EM FRIVE-THRU

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho