DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A SOLIDÃO PASSA A SER ALGO NORMAL QUANDO NOS ENCONTRAMOS COM NOSSO EU SUPERIOR

O texto a seguir na nossa coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL deste domingo nos convida a refletir sobre o lado bom da Solidão. Desmistifica a conotação de algo ruim quando explica que : “Quando despertamos e compreendemos que somos Um com o Criador, Centelha Divina, que somos o Eu Superior, nada mais nos falta ou nos limita. Passamos a ser o Todo!” Então sugiro que leia o texto completo a seguir e reflita sobre o assunto. É provável que você deixe ter medo e/ou receio da solidão ou tê-la como inimiga!

A Solidão

Solidão: monge vestindo uma túnica laranja sentado no chão de um templo budista enquanto lê um livro, com a frase "A solidão é perigosa e viciante. Quando você se dá conta da paz que existe nela, não quer mais lidar com pessoas" de Carl G Jung escrita em branco na parte superior esquerda da imagem.

“A solidão é perigosa e viciante. Quando você se dá conta da paz que existe nela, não quer mais lidar com pessoas” – Carl G. Jung

Sabe, um dia a gente compreende que não é um ser pela metade, então tudo aquilo que nos ensinaram – de que precisa de cara-metade, metade da laranja, bla, bla, bla e todas as coisas que no fundo só nos fazem sentir a obrigação de estar em um relacionamento, seja por medo de estar sozinho, seja por fracasso social, por utilidade ou por tantas outras coisas – cai por terra e não passa de idealizações para tirar nosso poder pessoal.

Quando despertamos e compreendemos que somos Um com o Criador, Centelha Divina, que somos o Eu Superior, nada mais nos falta ou nos limita. Passamos a ser o Todo!

O amor nos conecta com todos os seres, e não por utilidade, mas por compaixão, no sentido bom da palavra. Por benevolência.

Ah, como é bom existir sem medo, sem cobranças e nem paranóias impostas por uma sociedade doente.

Como é bom estar com pessoas por amor, não por necessidade. Como é bom tratar saúde, não doença. Como é bom agradecer, em vez de reclamar. São nossas escolhas diárias que fazem a nossa vida.

Honro meu passado e tudo o que ele me ensinou, mas abro mão da dor, do sofrimento e do apego.

Eu escolho ser livre e feliz com total facilidade, alegria e glória.

E você? Está esperando alguém te fazer feliz, te dizer o que fazer ou ser, qual caminho seguir ou pagar as suas contas?

Você é o amor!

Reflexão escrita pela nossa Editora Chefe: Mônica Damini

Fonte:

Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A SOLIDÃO PASSA A SER ALGO NORMAL QUANDO NOS ENCONTRAMOS COM NOSSO EU SUPERIOR

REFLEXÃO: O SEU EU NÃO ESTÁ NA MENTE, ESTÁ NO SEU ESTADO DE SER

Eckart Tolle, muito sabiamente, afirma que “os problemas da mente não podem ser solucionados ao nível da mente”, como retratado no texto a seguir para a nossa REFLEXÃO. Lá, na mente, vai estar alojado o Ego, o nosso falso Eu. O Eu verdadeiro está além da mente, está na Consciência que se expande e se amplia dia a dia. Por isso convido você a ler esse texto de profunda sabedoria e assim entender essa diferença sutil entre Consciência e Mente.

Não procure o seu Eu na mente

 em 

 

No livro “O Poder do Agora”, Eckart Tolle disserta a partir de uma questão. Reproduzo a seguir este trecho.

“Alguém lhe diz: -Acho que ainda tenho muito que aprender quanto ao funcionamento da minha mente, antes de me conseguir aproximar da consciência plena ou da iluminação espiritual . Sua resposta: -Não, não tem. Os problemas da mente não podem ser solucionados ao nível da mente.

Depois de ter compreendido a disfunção básica, não há muito mais a aprender ou a compreender. Estudar as complexidades da mente poderá fazer de si um bom psicólogo, mas isso não o levará para além da mente, tal como o estudo da loucura não basta para criar saúde mental.

Já compreendeu o mecanismo básico do estado inconsciente: a identificação com a mente, a qual cria um falso eu, o ego, como substituto para o seu eu verdadeiro enraizado no Ser. Você torna-se como um “ramo cortado da cepa”, como disse Jesus.

As necessidades do ego são inúmeras. Ele sente-se vulnerável e ameaçado e por isso vive num estado de medo e de carência. A partir do momento em que você compreende os mecanismos da disfunção básica, deixa de ser preciso explorar todas as inúmeras manifestações do ego, de fazer dele um problema pessoal e complexo.

É evidente que o ego adoraria isso. Andando sempre à procura de alguma coisa a que se agarrar, a fim de sustentar e fortalecer a sua ilusória sensação de identidade, prontamente se agarraria aos seus problemas. É por isso que uma grande parte da sensação de identidade de tantas pessoas está intimamente ligada aos seus problemas e a última coisa que essas pessoas querem é livrar-se deles, porque isso representaria a perda do eu.

Inconscientemente, o ego investe muito na dor e no sofrimento. Portanto, ao reconhecer que a raiz da inconsciência é a identificação com a mente, o que evidentemente inclui as emoções, você sai dela. Torna-se presente. Quando está presente, você pode permitir que a mente seja aquilo que é sem se enredar nela. A mente em si não é disfuncional. É um instrumento maravilhoso. A disfunção instala-se quando você procura nela o seu eu e faz dela a sua identidade. Torna-se então a mente egóica e dirige a sua vida.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O SEU EU NÃO ESTÁ NA MENTE, ESTÁ NO SEU ESTADO DE SER

AUTOCONHECIMENTO: O CÉU E O INFERNO ESTÃO NO AQUI E AGORA. PERCEBA ISSO OLHANDO PARA DENTRO!

O texto a seguir é de extrema sabedoria e sensibilidade quando olha para céu e inferno como estados de espírito, assim como o próprio papa João Paulo II, em sua encíclica, desmistificou essa dualidade registrada pelas escrituras sagradas. Assim como tudo na vida depende do tipo de olhar e/ou de interpretação que se emprega o texto a seguir nos convida a olhar o “estado edênico” como algo a ser conquistado aqui mesmo, nessa experiência material. Por isso convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Você sabe o que é o estado edênico?

Mulher no édentodaydesign / Getty Images Pro / Canva

Vem de Éden, do paraíso, do local ideal, repleto de paz e sossego; paradisíaco.

Quando pensamos em Éden, pensamos no Evangelho, em que Deus colocou Adão e Eva, pensamos na criação do homem. Vemos esse lugar como algo distante, quase impossível de alcançar.

“Vivemos a vida de acordo com “as leis” de Deus ou das imposições dogmáticas no intuito de um dia”, se fizermos tudo corretamente”, voltarmos ao Pai e vivermos com Ele nesse lugar…

E se eu lhe disser que estado Edênico está aqui, no agora, na nossa consciência?

Por muitos anos questionei o sentido da vida, não via nenhum sentido em estarmos aqui, juntando “tijolinhos” para construir algo lá…

Acredito em uma existência mais profunda, sabe? Não consigo acreditar que estarei no paraíso somente após morrer…

Vamos lá…

Segundo a maioria das religiões, vivemos aqui na terra, essa experiência humana, aprimorando-nos para um dia chegar lá e Deus dizer que você vai para o céu ou para o inferno…

éden

Rastan / Getty Images / Canva

Perdi noites de sono pensando na minha vida sendo exibida inteira em um telão, numa imensa exposição, eu cheia de vergonha e sendo julgada por Deus perante todos. Enquanto escrevo hoje consigo rir disso, mas me senti paralisada muitas vezes…

Eu pergunto a você…

Você acha mesmo que Deus, o Pai, o Criador, o Universo, o Vácuo Quântico ou como você queira chamar, faria isso com o seu filho, sua criação?

Eu não acredito! Se você, porém, acredita, acima de tudo, eu respeito sua opinião!

Quantos de nós em algum momento da vida dissemos “que inferno”, para uma doença, para uma situação financeira difícil, para uma perda ou fosse qual fosse o seu inferno. Esse inferno sempre existe entre nós e se ele pode existir, vendo pelo lado em que tudo é dual, em que os polos opostos são um fato, fica claro para mim que o éden também está aqui entre nós, em nós…

Vamos pensar…

Quando passamos por essas situações difíceis, de inferno, ele está onde? Na maneira como enxergamos a situação certa? Ele só está na forma em que vivemos, quando precede de um pensamento; esta é a ordem das coisas: primeiramente, pensamos e, depois, agimos se na sua mente você decretou que aquele momento não era bom, então ele não será! Okay, não é gostoso sentir dor, não é gostoso não ter grana para comprar um picolé, para uma viagem, não estou dizendo isso, calma!

Se durante a passagem desses momentos, porém, pensarmos de maneira positiva acreditando de todo coração que tudo vai passar, se pararmos de nos atentar para fora, se deixarmos o ego, o controle e simplesmente soltarmos, deixarmos fluir, acreditarmos na perfeição divina, eu garanto que você vai alcançar o éden! Não, não é uma tarefa fácil, eu sei, e como sei, mas também não é impossível e não está distante…

Li uma frase em um livro que diz: “Uma mente sem treino, nada pode fazer”. Ademais, entre me colocar no inferno e viver em constante treinamento na busca do Éden, eu escolho a segunda opção, e você?

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O CÉU E O INFERNO ESTÃO NO AQUI E AGORA. PERCEBA ISSO OLHANDO PARA DENTRO!

AUTOCONHECIMENTO: A VERDADEIRA CORAGEM É SER HONESTO CONSIGO MESMO

Neste momento estamos passando por uma transição planetária em que transformações conscienciais estão ocorrendo com toda a humanidade, cada um no seu tempo, no seu nível evolutivo e consciencial. Por isso é importante ser muito aberto e  honesto consigo mesmo. É hora do AUTOCONHECIMENTO puro e simples, sem medo de ser feliz. Portanto convido você a ler o texto completo a seguir e expandir um pouco mais a consciência.

Este é um momento para ser muito aberto e honesto consigo mesmo

Mensagem canalizada em 10 de Agosto de 2021 – Os Arcturianos

“Saudações. Somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Estamos sempre muito satisfeitos em observar um de vocês num momento de autoanálise, mesmo que você não goste do que vê dentro de si naquele momento em particular. A consciência é tão grande e é algo que muitas pessoas somente têm quando alguém diz a elas a respeito das suas características, de seus hábitos, ou um aspecto de suas personalidades. E frequentemente a resposta é sentir-se machucado, traído, atacado e partir para a defensiva, o que geralmente se transforma numa ofensiva. E então, aqueles que estão dispostos a examinarem a si mesmos e serem honestos e verdadeiros a respeito do que encontram, estão levando a consciência da humanidade para o próximo nível, porque estão dispostos a mudar.

Você pode tomar a decisão de mudar e ainda ter suas barreiras e obstáculos e isto pode ser por uma variedade de razões, mas o importante é que você continue voltando para aquele desejo e a intenção de se tornar mais de quem você é, de se tornar mais próximo da Fonte, um Ser de amor incondicional. Você não precisa ser perfeito para ser a Fonte, mas precisa ser capaz de admitir que todos os aspectos de si mesmo são reais e que alguns deles precisam ser abordados.

Este é um momento de ser muito aberto e honesto conosco mesmos, porque você pode mudar mais rapidamente do que nunca antes. Recentemente nós dissemos que a manifestação estará acontecendo muito rapidamente, e quando dizemos algo assim, a maioria de vocês pensa em termos do que está vindo para vocês do mundo externo, como um trabalho, um parceiro, uma casa, saúde física etc. Mas estamos falando também sobre o ser, a alma, a essência, o que gera o desejo em primeiro lugar. Você é a manifestação. O seu nível de paz e harmonia internas é uma manifestação.

E então, este é um bom momento para ser muito verdadeiro consigo mesmo sobre os aspectos nos quais você gostaria de ver mais evolução e você pode ser imperfeito, porque isso também lhe dá a oportunidade de ser amoroso incondicionalmente consigo mesmo. Agora não é hora de estar em negação, não que haja qualquer momento bom para se estar em negação. Mas certamente, quando você consegue dar passos gigantescos à frente, em quem e o que você é, você não quer ficar preso na lama devido à uma relutância em examinar a si mesmo com olhos verdadeiros.

Apenas ter o desejo de melhorar, é algo para se sentir bem a respeito. Se você deseja ser um ser humano melhor, mais gentil, mais atencioso e amável, mais amoroso e generoso etc, então você já está no caminho de se tornar todas essas coisas e mais. E como dissemos no começo, sentimos tanta alegria quando vemos um de vocês tentando se tornar melhor através da autoanálise. E então, claro, você tem nosso apoio e o suporte de muitos outros neste momento e todas as vezes que busca evoluir e se tornar mais próximo de se ser o seu Eu superior aí na carne.

Todos vocês estão chegando cada vez mais perto a cada dia, mas aqueles que estão fazendo isso de propósito estão liderando o resto da humanidade e isto é algo para se sentir muito bem neste momento.

Somos o Conselho Arcturiano e apreciamos nos conectar com vocês”

Daniel Scranton – Fonte: https://danielscranton.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior – Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A VERDADEIRA CORAGEM É SER HONESTO CONSIGO MESMO

AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO MUNDO INTERIOR É MUITO MAIOR DO QUE VOCÊ IMAGINA

Nada melhor para analisar e refletir, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO  do que sobre o nosso mundo interior, já que autoconhecimento nada mais é do que conhecer o nosso mundo interior, sem medo ou restrições, para encontrar o equilíbrio, o poder e a tão sonhada liberdade. Essa é a mensagem que nos trás o breve texto a seguir.

Como está seu mundo interior? – cpdhumano

NOSSO MUNDO INTERIOR PRECISA DE ATENÇÃO.

Kate Spreckley.

29/03/2021.

As energias desta Lua Cheia foram construídas em direção a uma liberação poderosa.

Nesse período, emoções não resolvidas vêm à tona, trazendo uma nova visão para os desafios e dificuldades que enfrentamos.

Quaisquer desequilíbrios dentro de nós estão se tornando mais aparentes, oferecendo-nos a oportunidade de começarmos a retificar o equilíbrio interno.

Antes que possamos equilibrar nosso mundo externo, nosso mundo interno precisa de atenção.

À luz desta Lua Cheia, você pode esperar que ocorram percepções repentinas que revelam onde estão os desequilíbrios e por quê.

Você pode obter uma compreensão mais profunda de como suas emoções não resolvidas e padrões de pensamentos negativos afetam sua visão de si mesmo e de seu mundo.

Lembre-se de que, sem limpar o antigo e deixar ir o passado, você permanece preso e incapaz de seguir em frente. Agir torna-se difícil, pois você questiona e duvida dos passos que deve tomar para manifestar algo novo.

Com muito Amor,

Kate Spreckley

Fonte: Spirity PathwaysWebsite:
https://www.spiritpathways.co.za/

Fonte: Portal Arcoiris

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O NOSSO MUNDO INTERIOR É MUITO MAIOR DO QUE VOCÊ IMAGINA

ARTIGOS: A COVID-19 E O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

DESPERTAR da consciência coletiva: a missão do coronavírus. Veja vídeo

Estamos vivenciando uma oportunidade incrível de alinhar e corrigir o desequilíbrio entre o intelectual e o espiritual. E esse alinhamento só acontece se trabalharmos junto a saúde mental e física, desenvolvendo a inteligência emocional. Estamos passando por uma transição planetária que se iniciou em 2012 e nunca se falou tanto em autoconhecimento, Ego, Eu Superior, Eu Cósmico, Consciência Cósmica, Consciência Divina, Espiritualidade, física quântica, mecânica quântica, mundo quântico, frequência, vibração, frequência vibracional, gratidão e Amor como agora. Se você for pesquisar essas palavras vão aparecer em milhares de sites, publicações, vídeos no youtube e artigos em jornais e periódicos sobre esses assuntos. Digo isso para enfatizar que estamos passando pelo Despertar da Consciência, que aqui no Brasil, tudo que passamos desde o evento da Lava Jato e o Impeachment de uma presidente da República até a prisão de um Ex-presidente da república e para não ficar só na política vamos lembrar que outros poderosos no campo religioso/espiritual e na medicina também foram parar atrás das grades, na grande limpeza das energias negativas que se processa nessa transição, mostrando que a mentira que já tinha pernas curtas, está anã e em breve rastejará por não ter mais nem pé. Todos esses eventos foram aos poucos expandindo a consciência da humanidade e a pandemia da Covid-19 veio para coroar essa transição planetária, pois igualou todo mundo independente de raça, cor, gênero, classe social, ricos e pobres. Todos sem distinção foram submetidos ao poder desse vírus e como diz o velho ditado: “se não aprendemos pelo amor, aprendemos pela dor”. Então, essa pandemia deu a oportunidade aos que ainda estavam dormindo em berço esplêndido, despertarem a consciência e se libertarem desse plano 3D, passando para a 4ª e 5ª dimensões. Aos que, ainda assim, não despertarem, estarão fadados a experimentarem mais uma existência na dor e no sofrimento.

Wagner Braga

Continuar lendo ARTIGOS: A COVID-19 E O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: O KARMA É A ESCOLHA DE SUAM ALMA PARA TRABALHAR CERTOS TEMAS DE REALIZAÇÃO

Neste texto a seguir vamos aprender um pouco mais sobre algo que muita gente tem dúvidas ou não entende muito bem o seja: O Karma. No breve texto a seguir alguns esclarecimentos importantes e fundamentais para o entendimento e desmistificação do assunto.

O Carma e a evolução da Alma | suelilucchidileo

O que é o Karma para a Alma

Mensagem de  14 de Junho de 2020

Quando ouvimos falar sobre o Karma, ouvimos isso através de nosso condicionamento coletivo e ele cai em nós como algo semelhante à punição, ou o universo retribuindo com o mesmo gosto, para ensinar uma lição, com um grande dedo apontando.

E se o que chamamos de Karma é realmente sobre a escolha de sua alma para trabalhar certos temas de realização e descoberta, e, assim, o tema se recapitula em sua linha do tempo atual, querendo lhe trazer bondade ao invés de qualquer tipo de perda?

A origem sânscrita da palavra é ‘ação, trabalho, ação e destino’, nos dizendo algo sobre como nossas ações, trabalho e ações são criadores poderosos que geram um ‘destino’ – algo falado pelos deuses. Aqui, o “Deus” somos você e eu, e a arena de manifestação é nossas vidas.

Nosso Eu Superior não vê dificuldades da mesma maneira que nós, como apenas algo a ser evitado ou superado, mas vê isso como um motivador para que possamos perceber em tempo real a realidade do amor. O próprio divino precisava participar de algo menos que o amor, por isso criou a dualidade como uma maneira de descobrir a si mesmo, e o divino faz isso através de você e eu. Nossos erros são grandes experiências de aprender e sentir o que o divino não podia sentir e apreciar da maneira que queria. Nossas realizações são dramatizações do amor que o amor precisava descobrir a si mesmo.

Quando você sente essa apreciação, sente todo o objetivo do Karma, que é mais, não menos, sobre gratidão, não direito, sobre amor, não medo.

Muito amor,

Raphael Awen
Fonte:https://soulfullheartblog.com/ — Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor  e Editor exclusivos dos Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O KARMA É A ESCOLHA DE SUAM ALMA PARA TRABALHAR CERTOS TEMAS DE REALIZAÇÃO

AUTOCONHECIMENTO: UMA METÁFORA DE GRANDE PROFUNDIDADE PARA FACILITAR A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

Uma metáfora bem fundamentada é o destaque deste domingo na coluna AUTOCONHECIMENTO, sobre as Água do Lago para facilitar a expansão da consciência. O texto alcança os princípios fundamentais do autoconhecimento como Amor, Essência Divina, Sabedoria, Eu Superior, Espiritualidade, Mente Universal e outros. Leia o texto completo a seguir e expanda sua consciência!

Veja as Águas do Lago

Lago cercado por vegetação, e uma cidade grande com muitos prédios ao fundo.

O termo Universo – referindo-se a todas as coisas existentes, em todas as dimensões e densidades da matéria, no tempo e no espaço – é autoexplicativo quanto ao seu significado. Universo é o verso do Uno, é o verso da UNIDADE; é o plano da multiplicidade, que se origina na UNIDADE, em DEUS. Neste texto vamos falar de UNIDADE e de multiplicidade. No entanto a linguagem utilizada para a comunicação convencional é somente apropriada para representar coisas ou ideias no plano da multiplicidade. Dessa forma, como um recurso didático, para que se possa distinguir termos utilizados no contexto da multiplicidade dos mesmos termos utilizados no contexto da UNIDADE, expresso-os em MAIÚSCULAS ou minúsculas, conforme se refiram à UNIDADE ou à multiplicidade, respectivamente.

Águas Eternas

No centro da cidade existe um lago de águas eternas e inesgotáveis nunca visto pelos habitantes e ao qual ninguém tem acesso, pois está cercado por um alto muro que o circunda em toda a sua extensão. Do centro do lago partem milhares de tubos – por onde flui a água – que alcançam o muro, distribuindo-se ao seu redor, vazando-o e conectando-se, cada um, a uma torneira instalada do outro lado do muro, de onde cada morador sorve a água misteriosa proveniente de uma fonte única, que os mantêm vivos. No entanto ninguém conhece a origem da água nem está muito interessado em conhecer. Mas todos reivindicam a propriedade exclusiva da água em sua torneira, e por ela estão dispostos a matar e morrer.

Os moradores todos se conhecem e, na sua individualidade, constantemente se incomodam com as diferenças no modo de pensar e de agir dos demais, cada um com suas próprias opiniões sobre a origem da água e seus apegos a ela pelo medo de que um dia venha a faltar. A falta de sintonia pessoal entre os habitantes e a expectativa do dia da grande seca geram constantes discórdias e disputas entre o povo da cidade.

O que nenhum morador sabe é que todos eles sorvem da mesma água que lhes dá a vida e que sua nascente brota infinita e eternamente. Eles não conseguem olhar através do muro.

Um dia homens com máquinas gigantescas chegam à cidade e destroem o muro que impedia seus habitantes de verem o lago. Então, com grande surpresa, os cidadãos descobrem que têm em comum a fonte da própria vida, pois cada existência individual é mantida pela mesma essência de vida, eterna e infinita, comum a todos.

A partir desse instante, a energia da cidade se transforma completamente, afinal são todos irmãos, filhos da fonte-mãe comum que os nutre sem nada pedir de volta. Instala-se, a partir de então, sentimentos de fraternidade, generosidade e compaixão, subprodutos do AMOR que agora transcende todas as diferenças que possam existir na precária e ilusória individualidade de cada um.

Eu, tu, ele, nós, vós, eles… São os pronomes que atribuem aos seres sua condição de entidades separadas, diferenciadas e independentes. Eles identificam cada ser ou agregado de seres – nós, vós, eles – como manifestações orgânicas e psíquicas com características absolutamente individualizadas: corpo, sensações, emoções, sentimentos e pensamentos. Cada ser é único em cada um desses aspectos. Não existem dois seres iguais no mundo. Não existe “eu” igual a “tu” ou igual a “ele” nem “nós” igual a “vós” ou igual a “eles”.

Os “pro-nomes” pressupõem a existência de “nomes” e os nomes, por sua vez, pressupõem a diversidade de características dos seres que eles visam identificar. Existem os homônimos, aqueles que têm o mesmo nome. Mas foi preciso criar um termo – homônimo – para declarar a diferenciação entre dois seres que tenham nomes iguais.

Surpreendentemente, “eu, tu, ele, nós, vós, eles” somente podem distinguir os seres humanos até o nível da personalidade, onde a diferenciação é real. Quanto aos níveis superiores, os do ESPÍRITO, os pronomes perdem sua razão de ser, porque nestes níveis não existe diferenciação, separação ou individualidade. São os níveis da UNIDADE imanente ao ser humano, como gêmeos no ventre da mãe que não podem se diferenciar em relação à fonte que os nutre.

Na UNIDADE, portanto, “EU” é igual a “TU”, que é igual a “ELE”, que é igual a “NÓS”, que é igual a “VÓS, que é igual a “ELES”. Assim como a gestante é a mesma para todos os gêmeos, o lago da parábola é o mesmo para todos os habitantes. Ambos, gestante e lago, representando a “parte” ESPÍRITO dos gêmeos e dos moradores da cidade, em contraponto às suas personalidades individualizadas.

Pronomes pessoais estão relacionados a “pessoas”, “personas” e “personalidades”. Não há como utilizá-los quando tratamos da ESSÊNCIA DIVINA NO SER HUMANO. Ela é a mesma em todos os SERES, como as águas do lago.

Os atributos da personalidade – corpo, mente e emoções – são subprodutos individualizados e imperfeitos dos atributos da UNIDADE, deturpados pelas limitações da consciência, que não enxerga “através do muro”, então passam então a condicionar o comportamento humano. Os valores materiais equivocados da personalidade passam a excluir os valores sutis do ESPÍRITO: o ser exclui o SER; o amor exclui o AMOR; a sabedoria exclui a SABEDORIA, a verdade exclui a VERDADE; a vida exclui a VIDA; o ego exclui o EU Superior; e a religião exclui a ESPIRITUALIDADE.

“Ser” é o homem em sua dimensão terrena individualizada: corpo e alma, onde reside a dinâmica da fisiologia, das sensações, das emoções, dos sentimentos e dos pensamentos.

“SER” inclui a dimensão DIVINA do homem. É o SER HUMANIDADE, que, honrando sua personalidade individualizada, tem uma única origem, uma única substância e um único destino.

“Amor” refere-se ao amor terreno instintivo entre mãe e filho, entre casais ou entre amigos. É o amor egóico, que reivindica a posse e a propriedade do ser amado. É um sentimento somente satisfeito quando correspondido e cujos efeitos colaterais são o ciúme, o apego e, muitas vezes, o ódio.

“AMOR” é o atributo DIVINO do EU Superior ao qual podemos nos conectar quando os canais da personalidade que nos ligam a ELE estão sintonizados e desobstruídos. O sentimento de AMOR e o êxtase que dele emana são apenas o reflexo deste ATRIBUTO no corpo emocional de mais alta frequência vibratória em nossa alma. O AMOR, como raiz deste êxtase, não é um sentimento, pois não pertence à personalidade.

O AMOR no SER é a expansão do EU – A DIVINDADE em nós – a partir do chacra cardíaco, a todo o Universo, como o grande disseminador da Criação, qualquer que seja seu âmbito ou escala. O AMOR não é dirigido a algo ou a alguém. Ele é infinito, onipresente e incondicional. É como a luz do Sol, que não pode ter um único foco e cria a vida onde o contexto permite. O AMOR somente será compreendido quando formos ELE mesmo, quando nossa consciência alcançar o nível do ESPÍRITO.

Diz o ego: Eu te amo!

Diz o EU: EU AMO!

 

CRISTO é AMOR!

“Se por mim tens AMOR sem fim

Sou feliz que tu me AMAS;

Não que O queira só pra mim,

Mas pelo AMOR que tu derramas! ”

“Sabedoria” é a experiência acumulada pela vivência da saga da existência. É a fonte dos ensinamentos da qual bebem os mais jovens, ainda confusos diante da realidade obscura da vida. Os sábios são reconhecidos pela magnanimidade de seus conselhos e pela sua filosofia de vida, estruturada a partir de sua própria experiência e de um vasto conhecimento da trajetória de tantos outros filósofos.

“SABEDORIA” é a Sabedoria filtrada, direcionada e enriquecida pela intuição e pelo contato direto com a MENTE UNIVERSAL. Atributo da DIVINDADE – assim como o AMOR –, a SABEDORIA não dá conselhos, dá exemplos e expõe a VERDADE a quem está preparado para ela. Além disso, respeita o livre-arbítrio e o direito ao autoaprendizado. A SABEDORIA é irmã gêmea do AMOR. Um não existe sem o outro. Quem não AMA não pode ser SÁBIO, pois SABEDORIA e AMOR são ambos atributos do ESPÍRITO INDIVISÍVEL.

“Verdade” é aquela a que nos referimos quando dizemos: “Não existe uma única verdade”, “A verdade de cada um” ou ainda “O que é verdade para alguns pode não ser para outros”. São as crenças enraizadas nos seres pelos paradigmas resultantes de experiências pessoais ou a que foram expostos pelo convívio familiar e social ao longo da vida. Verdade é a VERDADE relativa ao nível de consciência de cada um.

“VERDADE” emana da SABEDORIA infinita de Deus. É aquela que é buscada pela intenção e pelo empenho no desenvolvimento da consciência. Quanto mais se eleva a consciência, mais a verdade se transmuta em VERDADE! Quando se alcançar a VERDADE absoluta, ser-se-á a SABEDORIA DIVINA, ser-se-á DEUS.

CRISTO é a VERDADE!

“Vida”, é a sequência de processos, de acontecimentos e de experiências a que se submete o ser desde o nascimento até a morte. A vida é generosa para alguns e perversa para outros, mas todos se apegam a ela com medo da morte. A vida é governada pelo instinto de sobrevivência, pelo medo das perdas de qualquer natureza, pelo separatismo e pela competição que caracterizam a individualidade da personalidade humana.

“VIDA” é a dinâmica da CRIAÇÃO. É o processo pelo qual se dá a Evolução Universal por meio das referências na multiplicidade da matéria. É a manifestação da DIVINDADE em múltiplas formas orgânicas, para o regozijo de cada uma na interação com as demais, ao expressar o AMOR do CRIADOR. A VIDA é eterna, não importando em que densidade energética ou em que plano existencial vivamos. A VIDA carrega o “DNA” do CRIADOR em todas as suas manifestações, mas nos seres humanos esse “DNA” é também implantado como fogo essencial espargido na multiplicidade de centelhas da mesma FOGUEIRA SAGRADA.

CRISTO é VIDA!

Ego”, é o conjunto dos corpos inferiores do ser humano: o corpo físico, o corpo etéreo e o corpo astral, sede da mente, das sensações, das emoções e dos sentimentos. O Ego é um sistema de energias, em que todos os corpos que o compõe, com funções específicas e de densidades diferentes, interagem entre si. É onde reside a individualidade do ser. O ego é o grande instrumento de sobrevivência e de socialização da humanidade.

“EU” é a centelha DIVINA do SER. É a UNIDADE do CRIADOR imanente ao ser humano. São os “Atributos de DEUS a cuja imagem e semelhança o HOMEM é feito”. É “o que está embaixo igual ao que está em cima”, conceitos expressos por palavras muitas vezes mal compreendidas. O EU superior não é individualizado no homem. Como o lago da parábola, “EU” é a sede dos atributos do CRIADOR: o AMOR, a MENTE e a VONTADE permanentemente presentes no INTERIOR Infinito e Eterno do SER, aos quais a consciência pode ter acesso por meio dos canais desobstruídos do ego. O ego expande-se para o exterior nas dimensões da matéria-tempo-espaço. O EU expande-se para o INTERIOR, nas dimensões do ESPÍRITO-imaterial-atemporal-infinito.

EU SOU…

“Religião” é a organização de crenças ancestrais por entidades hierárquicas que se apropriam da “Verdade” para fazer dela um produto, geralmente sob a forma de dogmas impostos aos fiéis. Ser fiel a uma verdade religiosa significa rejeitar outras verdades apregoadas com igual convicção por outras religiões. Portanto nenhuma verdade religiosa – que se pretende exclusiva – é única nem pode, por esse motivo, ser “A VERDADE”.

O Deus da maioria das religiões ocidentais está fora do ser, e a Ele se deve obediência, devoção e reverência, sob pena de martírio eterno. A religião entrega “salvação”, em troca do domínio da vontade de seus crentes. As instituições religiosas competem entre si – comportamento óbvio de apego à multiplicidade – por um número cada vez maior de fiéis engajados.

“ESPIRITUALIDADE” é a convicção de que cada um é responsável pela própria evolução espiritual e de que a chave para atingir a maturidade da consciência no Espírito está em cada ser humano. É a busca ininterrupta do aprimoramento por meio do autoconhecimento, que implica no permanente foco da atenção sobre sensações, sentimentos e pensamentos; é o exercício contínuo do crescer e do servir,voltados à busca da VERDADE; é a intenção perene de lembrar quem era-se num tempo remoto em que “o muro não havia ainda sido construído ao redor do lago”.

Houvesse consciência da origem divina UNA, comum a todos os seres, os atributos do ego não excluiriam, mas alimentar-se-iam dos Atributos do ESPÍRITO numa dança em que a consciência flutua livremente, em êxtase, entre a UNIDADE e a multiplicidade da matéria impregnada pelo ESPÍRITO.

PAZ!

Fonte: Eu sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: UMA METÁFORA DE GRANDE PROFUNDIDADE PARA FACILITAR A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: O PROFANO É O PRIMEIRO PLANO DO NÍVEL SEMICONSCIENCIAL

No 6º vídeo da série AUTOCONHECIMENTO, na coluna AUTOCONHECIMENTO desta quinta-feira, trato do Plano PROFANO, o primeiro e mais rasteiro do nível da Semiconsciência, o nível consciencial em que a maioria da humanidade se encontra atualmente. A Semiconsciência é composta de três planos conscienciais: o Profano, o Místico e o Plena Fé. Assista ao vídeo e entenda o primeiro deles!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O PROFANO É O PRIMEIRO PLANO DO NÍVEL SEMICONSCIENCIAL

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar