Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

BOAS NOTÍCIAS: MINEIRA DE BH COM 64 ANOS TEM BEBÊ APÓS TENTAR POR 30 ANOS.

Continuando a série das 10 melhores notícias da coluna Boas Notícias desde 2018,hoje temos uma espetacular sobre persistência. Eu costumo dizer para as pessoas: “insista, persista e nunca desista que vc vai conseguir”. Nunca devemos desistir dos nossos sonhos, não importa quanto tempo leve para realizar. O maior exemplo dessa perseverança está na mulher que aos 64 anos deu a luz a um bebê de 7 meses, mas que nasceu com saúde, depois de tentar por 30 anos. Veja a reportagem a seguir.

Mulher de 64 anos dá à luz uma menina em Belo Horizonte

Bebê nasceu prematuro na maternidade Octaviano Neves, fruto de fertilização in vitro. Tanto a mãe, que engravidou após 30 anos de tentativas, quanto a criança estão bem

Sílvia Pires*

atualizado em 13/04/2018 07:50

Parto de Norma de Oliveira, de 64 anos, que deu à luz na Maternidade Octaviano Neves(foto: Origem Fotografia/Especializada em fotos e filmagem de partos/Divulgação)

Uma mulher de 64 anos deu à luz uma menina na maternidade Octaviano Neves, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, após anos de tentativas para engravidar. A menina nasceu prematura de oito meses, com 1,7 quilo e está internada na incubadora. Mãe e filha estão saudáveis e descansam após o parto.

Após mais de 30 anos de tentativas, a procuradora de Justiça Norma Maria de Oliveira teve sua primeira filha na terça-feira. A idosa conseguiu engravidar por meio de fertilização in vitro (FIV). Os óvulos foram doados anonimamente e o esperma pelo companheiro da procuradora, de 45. Segundo a ginecologista e obstetra da paciente, Rita de Cássia Amaral, o procedimento deu certo na primeira tentativa. “Geralmente, apenas uma em cada quatro tentativas de FIV dá certo logo na primeira tentativa”, comenta a obstetra.

Norma procurou a especialista em junho. “Trabalho com gravidez de mulheres com idades consideradas de risco, mas esta foi a primeira vez que atendi alguém com mais de 50”, conta a ginecologista. Rita explica que toda gravidez por meio da fertilização in vitro é considerada de risco e, no caso de Norma, os cuidados foram redobrados devido à sua idade. Os principais problemas decorrentes da gestação acima dos 50 anos são a hipertensão e a diabetes, além do aumento das chances de o bebê nascer prematuro

Segundo Rita, a gestação ocorreu com tranquilidade, sempre com acompanhamento médico. “Não houve nenhuma ocorrência grave durante a gravidez. Ela desenvolveu um aumento leve de pressão e uma variação glicêmica, que já eram esperados para a idade”, conta a médica. Norma mora em Itabira, na Região Central de Minas, e vinha a Belo Horizonte quinzenalmente para as consultas com a especialista. “Na última consulta ela estava com a pressão alta e decidimos fazer a cesárea”, contou a obstetra.

O tratamento de Norma incluiu a ingestão de vitaminas e uma substância anticoagulante por causa da idade, conforme explicou a médica. “O maior desafio, após o sucesso do procedimento, seria manter o organismo dela suportando o desgaste de uma gravidez. Por isso, ela continuará com o acompanhamento médico e segue internada na maternidade.”, conta Rita de Cássia. A médica ressalta a importância de que a mulher esteja saudável para conseguir engravidar após os 50 anos.

A pequena Ana Letícia nasceu de 33 semanas e quatro dias de gestação, com 1,7 quilogramas e 48 centímetros. Por ser prematura, a criança está na UTI infantil para acompanhamento.  “A neném chegou bem ao mundo. Ela não precisou ser entubada, nem de oxigenação. Só foi para a UTI porque é prematura, mas está alternando ar ambiente com pouco oxigênio e passa muito bem”, relatou Rita.

Ainda não há data para que Norma e a filha recebam alta. Rita comemora o nascimento da menina e diz acreditar que este tenha sido um avanço para a obstetrícia “Há poucos anos, nem se cogitava a possibilidade de uma mulher com mais de 60 anos engravidar. Acredito que a medicina tenha dado um passo à frente. Foi uma experiência nova e gratificante para todos os envolvidos”, afirmou.

PREPARAÇÃO
A médica ainda ressalta o preconceito existente na sociedade em relação às mulheres que engravidam em idades consideradas de risco.”Quando eu comentava com as pessoas que estava atendendo uma mulher de 64 anos, sempre questionavam o fato de ela ser idosa e a possibilidade da morte”, comenta. A médica destaca que o sucesso do procedimento não foi coincidência, mas sim, resultado de estudo e tratamento. Para evitar as complicações da idade, a especialista explica que a mulher deve começar o acompanhamento médico muito antes de se submeter ao procedimento de reprodução assistida. “A preparação para a gravidez começa antes do procedimento de fertilização. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental. A mulher precisa preparar seu corpo para a gestação, ingerindo vitaminas, por exemplo”, explica a médica

A médica ressalta que para uma mulher com idade avançada engravidar é preciso tomar uma série de cuidados e, principalmente, é imprescindível que ela esteja saudável. “Os riscos de uma gravidez por fertilização são sempre grandes e quando se trata de uma mulher mais velha os cuidados são redobrados. É imprescindível que a mulher esteja saudável. Ela não pode apresentar diabetes ou hipertensão grave, já que estas são alguns das complicações decorrentes da gravidez em idade avançada”, explica a médica.

A reportagem do Estado de Minas tentou falar com Norma, mas ela disse estar cansada e não quis dar entrevista. Em entrevista ao portal G1, contou que se sente realizada. “É um sonho alimentado há muito tempo, sempre priorizei a profissão e até o patrimônio pensando num filho, queria ter um filho e que ele não passasse pelas dificuldades que passei”, destacou na entrevista.

Autorização recente

A fertilização in vitro é o tratamento de reprodução humana realizado com mais frequência por ser atualmente a opção da medicina reprodutiva que oferece mais chances de conceber um filho para aqueles que enfrentam dificuldades para engravidar após um ano de tentativas. O tratamento, que pode ser feito a partir dos 35 anos, consiste em realizar a fecundação do óvulo com o espermatozoide no laboratório de embriologia, um processo in vitro que requer o cultivo em laboratório para permitir a observação do correto desenvolvimento dos embriões e posterior transferência ao útero materno para a confirmação da gravidez. No ano passado, o Conselho Federal de Medicina autorizou que mulheres acima de 50 anos de idade passassem por procedimentos de reprodução humana assistida desde que assumam o risco e tenham autorização do médico responsável. Essas mulheres poderão recorrer aos procedimentos desde que o médico aponte fundamentos técnicos e científicos, sem precisar da avaliação dos conselhos regionais de medicina.

Fonte: Estado de Minas Gerais

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MINEIRA DE BH COM 64 ANOS TEM BEBÊ APÓS TENTAR POR 30 ANOS.

REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

NESTA  SEXTA-FEIRA, NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO VOCÊ VAI CONHECER A HISTÓRIA DE BUDA E O MENDIGO – UMA HISTÓRIA TAILANDESA QUE NOS AJUDOU A VER OS NOSSOS PROBLEMAS POR OUTRO ÂNGULO. EU ESPERO QUE ESSA HISTÓRIA CHEGUE ATÉ VOCÊ E QUE ELA POSSA COLOCAR UM SORRISO NO SEU ROSTO E NO ROSTO DAS PESSOAS QUE VOCÊ AMA. AMOR E LUZ, NAMASTÊ.🙏🏼✨.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

VEJA COMO DEIXAR A CONTA DE LUZ MAIS BARATA COM ENERGIA SOLAR POR ASSINATURA

Por BBC

 

Serviço promete economia de 10% a 15% na fatura e já soma mais de 5 mil consumidores no país — Foto: Getty Images via BBCServiço promete economia de 10% a 15% na fatura e já soma mais de 5 mil consumidores no país — Foto: Getty Images via BBC

Com a conta de luz nas alturas e a bandeira tarifária acionada durante a maior parte de 2021 devido à forte seca que se abateu sobre o país no ano passado, o empresário Fredy Rodrigues, dono de duas padarias em Santos, no litoral de São Paulo, procurava uma forma de reduzir seu gasto com energia elétrica.

“Fizemos o orçamento para instalação de placas solares no telhado. Mas nosso imóvel não é próprio e o investimento seria muito alto”, lembra Rodrigues.

Diante do custo do pãozinho e do aluguel pressionados pela inflação, e de receitas em queda, devido às universidades e prédios comerciais fechados em meio à pandemia, ele então conheceu a energia solar por assinatura. Com o serviço, tem economizado em média 12% ao mês na conta de luz.

“Uma conta de luz de padaria vai de R$ 12 mil a R$ 20 mil por mês. No verão, temos que ligar todos os aparelhos de ar condicionado da loja. No inverno, o forno trabalha mais, então a gente usa muita eletricidade”, explica o empresário.

“Com uma economia de 10% a 15%, são menos R$ 2 mil por mês de gasto. No ano, estamos falando em R$ 48 mil de economia e usando uma energia limpa. Já falei com a área de marketing da empresa para fazermos essa propaganda, porque estamos no meio de três universidades e a molecada mais nova tem um olhar diferente para isso.”

As padarias de Fredy fazem parte de um grupo ainda pequeno, mas que cresce ano a ano. Em março deste ano, o Brasil somava 5.635 unidades consumidoras atendidas pela geração solar compartilhada, uma modalidade que se tornou possível no Brasil em 2015.

Naquele primeiro ano, eram 45 consumidores usando o modelo. Dois anos depois, 376. O número subiu para mais de 1.500 consumidores em 2019 e superou os 5.000 em 2021, com 1.610 unidades geradoras produzindo energia atualmente para atender esse mercado crescente.

Evolução da geração solar compartilhada no Brasil — Foto: BBCEvolução da geração solar compartilhada no Brasil — Foto: BBC

Geração solar compartilhada

“A geração compartilhada foi criada em 2015, quando a Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] percebeu que a geração solar no Brasil não estava crescendo no ritmo que poderia, dado o potencial que a gente tem”, afirma Guilherme Susteras, coordenador do grupo de trabalho de geração distribuída da Absolar, associação que representa o setor.

“Um dos gargalos identificados à época era que 75% das unidades consumidoras não tinham capacidade técnica para receber sistemas de geração fotovoltaica. Estamos falando de gente que mora em apartamento, da estrutura dos telhados brasileiros e do fato de que boa parte das pessoas e dos pequenos negócios ocupam imóveis alugados.”

A experiência internacional serviu de modelo para o sistema brasileiro de geração compartilhada.

Com início na Alemanha, tendo depois se espalhando pela Europa e Estados Unidos, o modelo de “comunidades solares” se baseava em cooperativas ou consórcios de consumidores, que juntos viabilizavam a instalação de pequenas usinas, compartilhando da energia produzida, mesmo que distante do local de consumo.

Algumas empresas viram na mudança regulatória, que criou no Brasil a modalidade de geração remota, uma oportunidade para oferecer um novo serviço no país: a energia solar por assinatura.

‘Netflix’ da conta de luz

Foi o caso, por exemplo, da Sun Mobi, empresa criada em 2016 para atuar no segmento, que atende atualmente 300 clientes em 27 municípios do Estado de São Paulo.

“Surgiu a possibilidade de colocarmos a fazenda solar em uma área. Ela gera energia para a distribuidora e essa energia é vendida na forma de créditos, que podem ser abatidos em qualquer conta de luz, desde que na mesma área de concessão da distribuidora”, explica Alexandre Bueno, um dos sócios da empresa.'É como se o cliente tivesse um 'painel virtual', em vez de colocar o painel na edificação dele, ele usufrui da geração da usina de forma remota', explica Alexandre Bueno — Foto: Divulgação/Sun Mobi via BBC

‘É como se o cliente tivesse um ‘painel virtual’, em vez de colocar o painel na edificação dele, ele usufrui da geração da usina de forma remota’, explica Alexandre Bueno — Foto: Divulgação/Sun Mobi via BBC

Por exemplo, uma residência com consumo médio mensal de 200 quilowatt-hora por mês (kWh/mês) na área de concessão da Cemig, distribuidora que atua em Minas Gerais, compra créditos de uma empresa de energia solar por assinatura que atue também na área da Cemig.

A empresa contratada “injeta” na rede a energia solar gerada e os créditos são abatidos da conta do consumidor. No modelo, o consumidor fica livre da bandeira tarifária — um benefício estabelecido pela Aneel para estimular a produção de energia limpa próximo aos locais de consumo.

E, em geral, negocia a energia a um valor vantajoso, em relação àquela comprada da distribuidora, contando também com reajustes previsíveis, conforme o contrato acertado.

“É como se o cliente tivesse um ‘painel virtual’, em vez de colocar o painel na edificação dele, ele usufrui da geração da usina de forma remota e a distribuidora faz a compensação”, diz Bueno.

“Daí pensamos numa forma de adaptar esse modelo à realidade do consumidor, que hoje assina Netflix, Disney, HBO, de uma forma muito flexível. Ele paga enquanto usufrui do serviço; se não quer mais, cancela a assinatura sem custo; e também não paga nada para entrar. Então nesse modelo o cliente não investe nada e passa a usufruir da geração da usina de forma praticamente instantânea, em no máximo 60 dias”, afirma.

“Estamos trazendo o modelo do streaming para o mercado de energia.”Na solar por assinatura, consumidor economiza na bandeira tarifária, tem reajustes previsíveis e não arca com custo de instalação e manutenção dos painéis — Foto: Getty Images via BBCNa solar por assinatura, consumidor economiza na bandeira tarifária, tem reajustes previsíveis e não arca com custo de instalação e manutenção dos painéis — Foto: Getty Images via BBC

Segundo a Absolar, cerca de 20 empresas atuam nesse mercado atualmente no Brasil, sendo Minas Gerais o Estado com a presença mais forte da geração distribuída, que inclui outros modelos de negócios, além do por assinatura.

Além de possibilitar o acesso à energia solar para quem mora de aluguel, em apartamentos ou imóveis com telhados inadequados, o serviço de assinatura também dispensa o consumidor dos custos com investimento e manutenção dos painéis.

A associação do setor estima que o investimento típico é de cerca de R$ 15 mil a R$ 20 mil para suprir com energia solar o consumo elétrico de uma família de quatro pessoas, o que em geral leva entre 4 e 6 anos para se pagar, com a economia gerada na conta de luz.

Um mercado que engatinha, mas com grande potencial

A geração de energia solar é bastante recente no Brasil. Havia poucos projetos no país até 2014, quando foi realizado pelo governo federal o primeiro leilão de energia com a participação da fonte solar fotovoltaica.

Nos leilões, as usinas vendem contratos de energia para as distribuidoras, como Enel, Cemig, Light, e essa venda viabiliza a construção dos empreendimentos. É o chamado modelo de geração centralizada, cujas primeiras usinas entraram em operação a partir de 2017.

Entre 2015 e 2016, a Aneel criou o modelo de geração distribuída, em que a produção é feita não em grandes usinas, mas em pequenas unidades geradoras, com capacidade de até 5 MW (megawatts), na própria unidade consumidora ou em algum local próximo.

Desde 2020, a geração distribuída passou a representar a maior parcela da geração solar fotovoltaica no Brasil, representando 67% da capacidade instalada brasileira em março de 2022.

Evolução da fonte solar fotovoltaica no Brasil — Foto: BBCEvolução da fonte solar fotovoltaica no Brasil — Foto: BBC

No ano passado, o Brasil foi o quarto país que mais cresceu em capacidade de produção de energia solar fotovoltaica, com 5,7 GW (gigawatts) adicionados, atrás apenas de China, EUA e Índia, segundo levantamento da Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena, na sigla em inglês).

O país é atualmente o 13º do mundo em capacidade instalada acumulada para essa energia, com perspectiva de adentrar o Top 10 nos próximos anos. Apesar desse crescimento, a solar ainda representava apenas 1,7% da matriz elétrica brasileira em 2020, segundo o Balanço Energético Nacional 2021 da EPE (Empresa de Pesquisa Energética).

Matriz elétrica brasileira — Foto: BBCMatriz elétrica brasileira — Foto: BBC

Para Susteras, da Absolar, um dos fatores que explica a participação ainda pequena da fonte solar na matriz elétrica brasileira é o fato de o Brasil ter entrado mais tarde do que outros países no segmento.

O país também passou anos sem um marco regulatório para o setor, diz o representante, o que na avaliação dele foi resolvido neste ano com a aprovação da Lei 14.300/22, que instituiu o marco legal da microgeração e minigeração distribuída.

“Com segurança jurídica, o mercado de capitais deve se sentir mais confortável para financiar projetos”, diz o coordenador. “Como toda nova tecnologia, há uma curva natural de adoção ao longo do tempo. E, à medida que o custo vai caindo e a tarifa de energia vai subindo, a tecnologia se torna cada vez mais atrativa.”

Historicamente, um dos principais gargalos para o desenvolvimento da geração solar no Brasil era o fato de que a maior parte dos equipamentos utilizados são importados e tem, portanto, custo em dólares.

Susteras observa, porém, que à medida que o mercado ganha escala, o custo da tecnologia vem caindo entre 10% a 15% ao ano. Além disso, o mercado local tem se tornado mais especializado, ampliando a oferta de serviços.

Assim, o especialista vê grande potencial para o avanço da geração solar distribuída no Brasil e também dos serviços por assinatura voltados para consumidores residenciais e pequenas empresas.

“Esse mercado mal começou, a verdade é essa. Se considerarmos que 75% das pessoas que querem ter energia solar não têm por restrições físicas [de seus imóveis], temos uma ideia do quanto esse mercado pode crescer, porque esse é um mercado que não tem restrição — a não ser aquela geográfica [de o prestador de serviço estar na mesma área da distribuidora que atende o consumidor]”, diz Susteras.

“A energia solar pode ser muito democrática no Brasil. Tem muita gente que ainda nem ouviu falar, que nem sabe que já poderia ter, mas que vai descobrir aos poucos. É questão de tempo.”

Continuar lendo VEJA COMO DEIXAR A CONTA DE LUZ MAIS BARATA COM ENERGIA SOLAR POR ASSINATURA

REFLEXÃO: SAIBA COMO ENCONTRAR A PAZ EM MEIO AO CAOS, POR CAMILA ZEN

Na nossa coluna REFLEXÃO desta sexta-feira temos, mais uma vez, a excepcional Camila Zen contando mais uma bela história para refletirmos e tirarmos uma lição de vida. A gente acha que pra estar em paz, tem que esperar o dia em que tudo vai estar mais tranquilo. Mas… será que esse dia chega mesmo? Ou, se chegar, não terá passado grande parte da nossa vida? Esse conto nos ajuda a entender o que é a real “paz perfeita” e como viver ela na sua vida agora. Eu espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama 🧡 Do meu coração pro seu, amor e luz, namastê 🙏🏼✨.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: SAIBA COMO ENCONTRAR A PAZ EM MEIO AO CAOS, POR CAMILA ZEN

DEPUTADOS SÃO QUESTIONADOS SOBRE OS LIMITES DA IMUNIDADE PARLAMENTAR

Debate CNN: deputados discutem limites da imunidade parlamentar

Enio Verri e Filipe Barros avaliaram tema à luz do caso de Daniel Silveira, condenado pelo STF e posteriormente indultado por Bolsonaro

Bruno Oliveira

Elis Franco Giovanna Galvani

da CNN

em São Paulo

 

O Debate CNN desta quarta-feira (5) questionou os deputados federais Enio Verri (PT-PR) e Filipe Barros (PL-PR) sobre os limites da imunidade parlamentar, tema em alta após a condenação e posterior indulto presidencial dado a Daniel Silveira (PTB-RJ), também deputado, acusado de ter ameaçado ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Para Enio Verri, o limite da imunidade parlamentar está claramente previsto na Constituição, mas Silveira teria, para ele, desrespeitado leis além de questões envolvendo a liberdade de expressão.

“[A imunidade] não implica em defender fechamento do Supremo ou que não exista mais poder legislativo ou judiciário. Me parece que quando se faz essa defesa, se extrapola o limite da imunidade parlamentar”, disse. “A Constituição é explícita sobre os limites da liberdade”.

Já Filipe Barros defende que, se há excessos, o caso deveria ter ido para a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, e não para o Supremo.

“A Constituição é clara quando diz que parlamentares são civil e penalmente imunes em relação à suas opiniões, palavras e votos”, afirmou. “Nos casos de abuso, a penalidade correta é através da Comissão de Ética. Não podemos fazer qualquer tipo de ilação sobre a imunidade material porque essa é sim fundamental à democracia”

Para ambos, há uma demora na resolução de casos que chegam à Comissão de Ética e essa questão é um dos motivos de judicializações frequentes na política. Os dois também não colocaram uma possível reformulação da imunidade parlamentar como uma necessidade no momento.

“O correto no caso do deputado Daniel seria o ministro Alexandre [de Moraes] ter ingressado na Comissão de Ética contra ele”, opinou Barros. “É aqui no Parlamento que estão presentes diversas opiniões na sociedade brasileira, o direito de falar e se expressar é fundamental não apenas ao Parlamento, mas à democracia. A Constituição traz o remédio para casos que há abuso”.

Enio Verri, porém, avaliou também que o Supremo, como “guardião da Constituição”, “leva uma interpretação que tem que ser respeitada e pronto” — o que não teria sido a conduta de Daniel Silveira, afirmou.

“O deputado Daniel cometeu crimes não só de expressão. Quando ele incentiva assassinatos, por exemplo, ou quando se descumpre uma lei não usando máscara em um avião, é absurdo. Ele tem que responder em todas as instâncias possíveis”, apontou.

Continuar lendo DEPUTADOS SÃO QUESTIONADOS SOBRE OS LIMITES DA IMUNIDADE PARLAMENTAR

VEJA O CRONOGRAMA DO PROJETO VALE LUZ QUE TROCA RESÍDUOS SÓLIDOS POR DESCONTO NA CONTA DE LUZ NO RN

Por g1 RN

 

Ação troca resíduos sólidos recicláveis por descontos na conta de energia no RN — Foto: DivulgaçãoAção troca resíduos sólidos recicláveis por descontos na conta de energia no RN — Foto: Divulgação

O projeto Vale Luz – que troca resíduos sólidos recicláveis por descontos na conta de energia – estará em vários bairros de Natal e Parnamirim durante essa semana.

O cronograma até o próximo sábado (7) contempla várias regiões da capital, além de ParnamirimO atendimento acontece das 9h às 14hConfira o cronograma completo abaixo.

Os interessados podem levar aos pontos de coleta materiais como papelão, plástico, metal, óleo vegetal, além de eletrônicos. Qualquer consumidor, independente da faixa de consumo, pode participar do projeto.

O Vale Luz é um projeto da Neoenergia Cosern que, além de reduzir o valor da conta de energia dos moradores, ainda tem o objetivo de estimular o uso racional dos recursos naturais e minimizar os impactos negativos causados pelos resíduos no meio ambiente, estimulando a reciclagem.

Materiais aceitos pelo projeto Vale LuzMateriais que podem ser trocados por descontos nas contas de energia — Foto: ReproduçãoMateriais que podem ser trocados por descontos nas contas de energia — Foto: Reprodução

Datas e locais para troca de materiais

Terça-feira (3):

  • Lagoa Azul (Rua dos Violeiros, 920 – Associação dos Amigos do Nova Natal)
  • Potengi (Av. Florianópolis – Canteiro Principal)

Quarta-feira (4):

  • Emaus, PARNAMIRIM (Praça Aluizio Alves – Ao Lado do Conselho Comunitário);
  • Vale do Sol (Av. Dr. Mario Negócio S/N – Cidade Atacadão)

Quinta-feira (5):

  • Quintas (Supermercado Riograndense, R Pedro Nóvoa, 249);
  • Super Show Alto Alvorada (Rua Vale do Sol, 304, Pajuçara)

Sexta-feira (6):

  • Nova Descoberta (R. Djalma Maranhão, 301 – Rede Mais Veneza)
  • Planalto (R Mira Mangue, 91 – Igreja Católica do Beato Ambrósio Francisco Ferro)

Sábado (7)

  • Candelária (Carrefour Zona Sul);
  • Pitimbú (Rua dos Pintassilgos, S/N – Super Box Supermercado)
Continuar lendo VEJA O CRONOGRAMA DO PROJETO VALE LUZ QUE TROCA RESÍDUOS SÓLIDOS POR DESCONTO NA CONTA DE LUZ NO RN

A PARTIR DESTE SÁBADO (16) CONTA DE LUZ DEIXA DE TER COBRANÇA EXTRA COM A ENTRADA EM VIGOR DA BANDEIRA TARIFÁRIA VERDE

Conta de luz deixa de ter cobrança extra a partir deste sábado (16)

Até então, a bandeira em vigor era a da escassez hídrica, criada em setembro 2021; agora, passa a vigorar a bandeira verde

Do CNN

Brasil Business*

em São Paulo

Governo planeja bancar parte da conta de luz de famílias de baixa rendaGoverno planeja bancar parte da conta de luz de famílias de baixa renda Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A partir deste sábado (16), a conta de luz deixa de ter cobrança extra com a entrada em vigor da bandeira tarifária verde.

Até então, a bandeira em vigor era a da escassez hídrica, criada em setembro 2021 para compensar o aumento do custo de geração de energia por conta da crise hídrica que o país enfrentava à época, que obrigou o acionamento de termelétricas. Isso representava uma cobrança de R$ 14,20 a mais para cada 100 quilowatt-hora consumidos.

O Ministério de Minas e Energia estima que a conta de luz deva ter redução de cerca de 20% a partir do próximo mês para o consumidor residencial. A pasta também disse que com a manutenção das condições de chuva, a perspectiva é de que a bandeira verde continue até o final do ano.

Entenda as bandeiras tarifárias

bandeira verde aparece na conta de luz quando há condições favoráveis para a geração de energia. Com isso, não há nenhum acréscimo para o consumidor na tarifa.

Já a bandeira amarela sinaliza que algumas condições que encarecem a geração de energia começaram a aparecer. Com isso, a tarifa passa a ter um acréscimo de R$ 1,874 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) que for consumido no mês.

bandeira vermelha sinaliza uma piora nas condições de geração de energia. O patamar 1 da bandeira representa um acréscimo de R$ 3,971 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido. Já o patamar 2 representa um acréscimo de R$ 9,492 para cada 100 quilowatt-hora.

bandeira escassez hídrica, criada no ano passado, representa uma cobrança de R$ 14,20 a mais para cada 100 quilowatt-hora consumidos.

Aneel propõe reajuste nas bandeiras tarifárias

Na última terça-feira (12), a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs aumentos em algumas bandeiras tarifárias. A proposta, porém, passará por consulta pública.

Em alguns casos, os reajustes são superiores a 50%. Pela proposta apresentada pela agência, o valor da bandeira tarifária amarela passaria por um aumento de 56%, de R$ 1,874 a cada 100 quilowatts (kWh) para R$ 2,927. Já a bandeira vermelha 1 passaria de R$ 3,971 para R$ 6,237, alta de 57%.

O patamar mais caro da bandeira, a vermelha 2, teria uma redução de 1,70%, de R$ 9,492 a cada 100 kWh para R$ 9,330.

A proposta ainda pode sofrer alterações durante a consulta pública. As contribuições sobre o tema poderão ser enviadas entre 14 de abril e 4 de maio.

Continuar lendo A PARTIR DESTE SÁBADO (16) CONTA DE LUZ DEIXA DE TER COBRANÇA EXTRA COM A ENTRADA EM VIGOR DA BANDEIRA TARIFÁRIA VERDE

REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

NESTA SEXTA-FEIRA, NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO VOCÊ VAI CONHECER A HISTÓRIA DE BUDA E O MENDIGO – UMA HISTÓRIA TAILANDESA QUE NOS AJUDOU A VER OS NOSSOS PROBLEMAS POR OUTRO ÂNGULO. EU ESPERO QUE ESSA HISTÓRIA CHEGUE ATÉ VOCÊ E QUE ELA POSSA COLOCAR UM SORRISO NO SEU ROSTO E NO ROSTO DAS PESSOAS QUE VOCÊ AMA. AMOR E LUZ, NAMASTÊ.🙏🏼

 

Fonte: 

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

FILOSOFIA: QUAL É A PONTE ENTRE A CIÊNCIA E A ESPIRITUALIDADE

A nossa coluna FILOSOFIA desta quinta-feira trás um texto que reflete sobre a fronteira entre ciência e espiritualidade. Existe uma linha tênue entre as duas coisas ou elas jamais se encontrarão? Algumas obras tratam do assunto com realismo e coragem e vale a pena se aprofundar nesse assunto, já que o nosso propósito maior é a expansão da consciência e isso só ocorre se experimentarmos o conhecimento. Boa leitura!

A ciência à luz da ética

            “Nós começamos a descobrir o nosso mundo desde o momento em que nascemos. Continuamos experimentando e aprendendo até o momento de fechar os olhos, o momento da morte física. As descobertas são tarefa para toda uma vida  

Els Rijneker*

SOPHIA • JUL/AGO 2020

Espiritismo - Luz e Ciência - Posts | Facebook

Muitos livros foram escritos sobre ciência, e outros tanto sobre espiritualidade. Qual é a ponte entre ciência e espiritualidade? Deveria realmente haver uma ligação? De onde surge a inspiração para as descobertas científicas? Albert Einstein é um bom exemplo de alguém que construiu essa ponte. Dizem que A Doutrina Secreta de H. P. Blavatsky estava sempre ao seu alcance, sobre sua escrivaninha.

Existem poucos títulos referentes ao elo entre ciência e espiritualidade: O Universo em um Átomo – A Convergência da Ciência em Espiritualidade, do Dalai Lama; A Ciência do Yoga, de I. K. Taimni (Ed. Teosófica); A Ciência e o Sagrado, de R. Ravindra; Um Guia para o Modo de Vida do Bodhisattva; The Universe is a Single Atom (O Universo é um Simples Átomo); A  Flash of Lightning in the Dark of Night (Um Relâmpago na Noite Escura).

Todos os teósofos conhecem o Mantra da Unidade, de Annie Besant, que começa assim: “Ó vida oculta, que vibras em cada átomo, ó luz oculta, que brilhas em cada criatura, ó amor oculto, que tudo abrange na unidade.” O lema da Sociedade Teosófica é Satyan nasti  paro dharma (Não há religião superior à verdade). Com ênfase na liberdade de pensamento, os membros da Sociedade Teosófica são estudantes da vida, buscando a verdade juntos, buscando a arte de viver corretamente. Essa busca tem por objetivo descobrir o desconhecido através do estudo de religião, filosofia e ciência comparadas e investigar as leis inexplicadas da natureza e os poderes latentes no ser humano.

Nós começamos a descobrir o nosso mundo desde o momento em que nascemos. Continuamos experimentando e aprendendo até o momento de fechar os olhos, o momento da morte física. As descobertas são tarefa para toda uma vida. O que assimilamos, compreendemos e lembramos depende das nossas  habilidades e do nosso contexto educacional e cultural. Em suma, experienciamos o mundo através de nossos sentidos e depois acrescentamos nossos pensamentos e emoções. Nossas observações mal podem ser chamadas de imparciais, verdadeiras e puras.

Na pesquisa e na ciência existem muitas armadilhas. Atualmente é preciso discernimento, ética, integridade pessoal e espiritualidade. A Escada de Ouro, de H. P. Blavatsky,  menciona “uma vida limpa, uma mente aberta, um coração puro, um intelecto ardente, uma clara percepção espiritual”. Evidentemente isso também é trabalho para toda uma vida.

Em um simpósio realizado em março de 2014, Marco Pasi, professor de História e Filosofia Hermética, falou sobre “o desafio da alma acadêmica”: “Um dos problemas metodológicos mais frequentemente debatidos em nosso campo diz respeito àqueles que não desejam adotar uma postura neutra ou ‘agnóstica’ no estudo do esoterismo, e sim deixar seus julgamentos serem coloridos por suas próprias crenças espirituais.”

A abordagem científica – a curiosidade e a vontade de investigar e de fazer pesquisa em geral – começa a partir de observações do mundo. Hipóteses são formuladas e testadas sob condições controladas, com instrumentos de alta precisão. Como resultado é apresentada uma nova teoria. Os cientistas são agora capazes de observar a menor das partículas do mundo material. A essa altura, no entanto, surge a questão: qual é a força por trás do mundo material? Que energia é essa? O que é a vida?

Para captar isso são necessários níveis de compreensão mais “etéreos”, quase espirituais. Conseguimos ver além do mundo material? Conseguimos realmente ver e entender as coisas como elas são? Conseguimos alcançar a visão pura, sob qualquer condição? O ser humano pode ser inteligente e brilhante intelectualmente, pode ter estudado muito e reproduzido uma imensa quantidade de fórmulas, fatos e números (a chamada “doutrina do olho” ou “doutrina da cabeça”). Mas possuímos a visão interior? Somos inteligentes nesse sentido (a “doutrina do coração”)? Qual é o nosso objetivo na vida:

Qual é o nosso objetivo na vida: status, orgulho, lucro para poucos, ou o compartilhar com toda a humanidade? Existem questões até mesmo mais difíceis, já que temos uma visão tão limitada: o que  preservar, o que manter, o que liberar – porque a mudança neste mundo físico é inevitável. A correta atitude e integridade devem, necessariamente, desempenhar um papel importante na pesquisa científica. Deveríamos perguntar a nós mesmos se uma descoberta será útil e benéfica para todo o planeta ou para apenas uma parte do mundo. Se  será boa somente para a humanidade ou para todos os reinos (animais e plantas). Será correto, por exemplo, tirar a vida dos animais?

Klaus Klostermaier, professor emérito da Universidade de Manitoba, em Winnipeg, Canadá, escreveu: “Aldous Huxley, um gigante do século XX no reino das ciências humanas, cuja filosofia perene é não apenas uma inigualável antologia das religiões do mundo, mas também o esboço para a religião universal,  sugere que o jñana do Vedanta (puro conhecimento) é a chave para destrancar o portal que leva ao significado da existência.”

Os empreendimentos científicos – e com eles uma grande parte dos nossos esforços públicos na área de educação – são em grande parte dedicados a evitar as grandes questões humanas, em vez de abordá-las. A redução da racionalidade à manipulação matemática de dados não apenas restringe o escopo da ciência e a faz ignorar questões de significado, mas também convence os cientistas e as pessoas em geral de que questões desse tipo, questões relativas ao eu, são “anticientíficas”, e  portanto não vale a pena pesquisá-las. A pesquisa com relação a esse tipo de questão aparentemente “não compensa”. A ciência moderna deixa de lado, por exemplo, questões que incluem toda a gama da ética, da estética e da  espiritualidade.

Haverá uma ponte entre ciência e espiritualidade? É mais do que provável que haja. Deve haver uma, e ela pode sempre ser  melhorada.

Como devemos agir para melhorar essa condição? Esta é uma questão de ética. O primeiro passo deve ser dado individualmente. Somos todos livres para tomar essa decisão por nós mesmos, e temos que trilhar nosso próprio caminho para alcançar o grande “conhece-te a ti mesmo”, gnothi seauton, a frase gravada no frontispício do templo de Apolo em Delfos.

Movimentos espirituais visam essa meta de discernir, compreender e agir eticamente. Embora no mundo científico essa não seja uma prática comum, seria uma ideia apropriada considerar e discutir questões éticas com maior frequência, admitindo que as soluções não  são facilmente encontradas. Estudo, meditação e serviço são os três pilares da vida teosófica, ligados à arte de viver corretamente. Os cientistas devem combinar em suas pesquisas o raciocínio e a reflexão, num estudo meditativo cujo resultado levaria a um sincero serviço à humanidade.

“Os empreendimentos científicos são em grande parte dedicados a evitar as grandes questões humanas, em vez de abordá-las. A redução da racionalidade à manipulação de dados restringe o escopo da ciência.”

Fonte:  Revista Sophia, ANO 18 • Nº 86

Continuar lendo FILOSOFIA: QUAL É A PONTE ENTRE A CIÊNCIA E A ESPIRITUALIDADE

VARIEDADES: SEGUNDO ANÁLISE DO ISD, MENINAS ABAIXO DE 14 ANOS DERAM A LUZ À 5.652 BEBÊS NO RN DE 2010 -2021

Por g1 RN

 

Meninas abaixo de 14 anos deram à luz a 5.652 bebês no RN em 12 anos — Foto: Ascom ISDMeninas abaixo de 14 anos deram à luz a 5.652 bebês no RN em 12 anos — Foto: Ascom ISD

No Brasil, um em cada dez bebês nascidos vivos são filhos de crianças ou adolescentes de 10 a 19 anos de idade, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS). No Rio Grande do Norte, dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) analisados pelo Instituto Santos Dumont (ISD), detalham que meninas abaixo de 14 anos deram à luz a 5.652 bebês no RN – de 2010 a 2021 -, o que configura a gravidez precoce.

Por ano, essas mulheres pariram, em média, 471 meninos e meninas em todo o território potiguar. Esse número, porém, poderia ser ainda maior se os casos de óbito materno-fetal e aborto entrassem na conta. Neste mês de fevereiro, autoridades de saúde ao redor do mundo chamam atenção para os riscos que envolvem a gestação entre crianças e adolescentes.

O número parece ser pequeno em percentual, variando de 1,2% a 0,7% do número total de nascidos vivos no Estado ao longo dos anos analisados. No entanto, acende o alerta para possíveis violações dos direitos de meninas e adolescentes que passam a desempenhar um papel de mãe enquanto deveriam se dedicar exclusivamente aos estudos. Apesar do decréscimo geral no percentual de bebês nascidos de adolescentes, a situação ainda apresenta índices relativamente altos, em especial, envolvendo a gestação de meninas entre 10 e 14 anos.

“Os dados parecem baixos mas significam números altos de uma gestação considerada precoce e é necessário pensar no tipo de relação que é estabelecida para que a gestação aconteça. Podem até ser relações consentidas, mas que, legalmente, a gente não pode considerar o consentimento de uma pessoa que é inimputável do ponto de vista legal”, explica a preceptora multiprofissional assistente social do ISD, Alexandra Lima.

O Ministério da Saúde, assim como a Organização Mundial de Saúde (OMS), definem como adolescência o período de 10 a 19 anos, ciclo que é constituído pela transição da infância para a vida adulta e carrega diversas mudanças e constantes adaptações. Entre as questões de saúde nessa faixa etária, a gravidez tem sido um desafio, pois são maiores as chances de ocorrerem complicações durante a gestação.

No Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (Anita), uma das unidades do ISD em Macaíba, são inúmeros os casos de gravidez na adolescência acompanhados, em razão da unidade ser referência no acompanhamento pré-natal de alto risco no estado.

“Temos recebidos de forma recorrente adolescentes gestantes e as situações vivenciadas são inúmeras, desde a menina engravidar de um namorado da mesma idade ou dois, três anos mais velho, até o absurdo de uma garota de 14 anos engravidar de um homem de 42. Esse caso específico foi notificado como violência sexual, pois especialmente quando a adolescente tem menos de 14 anos, a relação é considerada, pela lei, estupro de vulnerável”, ressalta Alexandra Lima

Recuo

Apesar do número considerado alarmante de gestações de meninas menores de 14 anos, houve uma queda de 32,6% no número de nascidos vivos de mães de 10 a 19 anos de 2010 a 2021 no Rio Grande do Norte. Os números foram analisados pelo obstetra especialista em medicina fetal e diretor-geral do Instituto Santos Dumont (ISD), Reginaldo Freitas Jr.

Em 2010, foram 9.822 bebês nascidos de mães nessa faixa etária. O número veio caindo ao longo dos anos até que, em 2021, chegou aos 5.749 nascimentos de filhos de mães adolescentes notificados no RN. No entanto, o quantitativo não compreende todos os casos de ocorrência de gravidez na adolescência no território potiguar, uma vez que considera apenas nascidos vivos e desconsidera complicações como aborto ou óbito materno-fetal.

“Apesar da subnotificação, pois nessa conta não entram casos em que o bebê não chega a nascer vivo, por exemplo, essa queda é importante e positiva. Entretanto, a ocorrência de gestações na adolescência ainda é considerada alta aos olhos de indicadores sociais do mundo todo e a redução nos últimos anos não pode ser considerada uma grande vitória. A gente ainda tem muito a fazer, sobretudo disseminar o acesso a informações e estratégias educacionais em saúde sexual e reprodutiva”, defende Reginaldo Freitas Jr.

O índice brasileiro de gravidez na adolescência é considerado alto: a taxa é de 68,4 nascimentos para cada mil adolescentes entre 15 e 19 anos, segundo o relatório da Organização Pan-Americana de Saúde (PAHO), enquanto a média mundial é estimada em 46. Para Reginaldo Freitas Jr., se toda gestação deveria, idealmente, ser cuidada desde a concepção, na adolescência não deveria ser diferente.

“Estamos falando de uma fase da vida onde existe a exposição dessas meninas a um maior risco perinatal. A ocorrência da gravidez na adolescência está associada a condições perinatais muito mais desfavoráveis, como síndromes hipertensivas, prematuridade e baixo peso ao nascer, que acontecem com maior frequência em gestações de meninas nessa faixa etária da adolescência”, explica o obstetra. A gravidez na adolescência é um problema de saúde pública devido aos riscos à saúde da mãe e do bebê, que também incluem anemia, aborto espontâneo, eclâmpsia e depressão pós-parto, por exemplo.

Conforme Reginaldo Freitas Jr., a justificativa para os elevados índices de gravidez na adolescência envolve questões muito amplas, desde o nível socioeconômico e cultural à iniciação sexual precoce. O pouco conhecimento sobre os métodos contraceptivos,a dificuldade de acesso a essa política de saúde e até a falta de participação do parceiro na prevenção à gravidez também são alguns dos motivos.

“É importante considerar que, muitas vezes, as adolescentes querem mesmo engravidar e possuem isso como objetivo de vida. No entanto, nossos desafios são fazê-las entender que cada fase precisa ser vivida no seu tempo e, quem sabe, enxergar outras possibilidades, construir uma sociedade que garanta cidadania para os meninos e meninas, além de não criminalizar ou abominar os casos de gravidez na adolescência e sim, prestar todo cuidado necessário a essas vidas”, argumenta Reginaldo Freitas Jr.

A pedagoga do ISD, Luzia Guacira dos Santos Silva, avalia que a principal perda educacional das mães precoces está relacionada ao abandono da escola. “Muitas crianças e adolescentes que engravidam acabam abandonando a vida estudantil por causa da nova função que assumem”, frisa.

Prevenção

Um dos fatores mais importantes para a prevenção é a educação. Sobre o período ideal para se abordar o assunto com os adolescentes, de ambos os sexos, Reginaldo Freitas Jr. afirma que não existe fórmula mágica sobre uma idade adequada para abordar o assunto e esse momento está vinculado ao contexto cultural, social e familiar dos e das adolescentes.

“Para a prevenção ideal da gravidez na adolescência, estratégias de educação deveriam acontecer tão logo haja o desejo do início da atividade sexual. Quando a adolescente toma a decisão de que iniciará a atividade sexual, essa decisão também deveria contemplar o conhecimento de seus direitos sexuais e reprodutivos, entre eles o planejamento familiar, o planejamento de quando engravidar”, destaca.

Para fortalecer a prevenção dos casos de gravidez na adolescência, nove métodos contraceptivos que ajudam no planejamento familiar são ofertados pelo SUS, de forma gratuita, a essa população: anticoncepcional injetável mensal, anticoncepcional injetável trimestral, minipílula, pílula combinada, diafragma, pílula anticoncepcional de emergência (ou pílula do dia seguinte), dispositivo intrauterino (DIU), preservativo feminino e preservativo masculino.

No Instituto Santos Dumont (ISD), os atendimentos em saúde materno infantil incluem pré-natal de alto risco, assistência especializada às gestantes e crianças expostas e/ou com HIV/AIDS, medicina fetal, infectologia na gravidez, assistência à vítimas de violência sexual, psicologia, assistência social e outros. Além disso, mulheres acompanhadas pelo serviço do Instituto recebem orientações de contracepção e planejamento familiar, para decidir se e quando querem engravidar.

Continuar lendo VARIEDADES: SEGUNDO ANÁLISE DO ISD, MENINAS ABAIXO DE 14 ANOS DERAM A LUZ À 5.652 BEBÊS NO RN DE 2010 -2021

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ALCANÇANDO A MASSA CRÍTICA, POR VITAL FROSI

Uma mensagem muito importante e alentadora de Vital Frosi é o destaque deste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL. Ele anuncia que fim dos dias de dor e sofrimento está próximo, quando entraremos num novo ciclo em direção a luz. Convido você a ler o texto completo a seguir e expandir um pouco mais sua consciência.

Massa crítica alcançada

Silhueta de homem de costas com os braços abertos durante por do sol

avi_aci / pixabay / Canva

Amados! Nenhum esforço é em vão! Cada alma, ao se juntar num propósito mais elevado, multiplica por mil as possibilidades. Então você que se uniu ao grupo na Grande Meditação de 21-12-1, não foi mais um, mas multiplicou por mil a energia das intenções colocadas ali.

Como número de participantes, sim, você foi mais um, e juntos atingimos a massa crítica mínima de 144 mil participantes. Pouco mais de uma hora após o término da meditação, já podemos saber o resultado positivo obtido.

Isso possibilita que tudo seja mais breve e mais suave. Agora, tudo vai se acelerar ainda mais. As intenções colocadas nesta meditação se manifestarão em breve e a humanidade, como coletivo, será beneficiada, pois, graças à sua contribuição e à sua escolha, o domínio das sombras será abreviado. A humanidade finalmente terá um pouco de paz ainda antes do Evento. Estamos indo para os dias finais da Velha Terra. Na matemática do Criador, quem dá tem crédito. Você, que se doou hoje e em outras oportunidades, certamente receberá os bônus de acordo com o seu trabalho.

Quando dizemos que a Luz venceu é porque nos planos mais elevados, ela já se materializou. É como a trovada que já é certa após o relâmpago, mesmo que o seu troar ainda não tenha sido ouvido. A meditação de hoje foi o relâmpago. Tenha certeza de que a trovoada virá em breve. A LUZ VENCEU!

Gratidão pela companhia nesta existência atual, a mais importante e incrível de todas as que tivemos aqui neste lindo Planeta Azul.

Eu sou Vital Frosi e estamos juntos até depois de final!

Abraços de Luz!

Escrito por Vital Frosi
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: ALCANÇANDO A MASSA CRÍTICA, POR VITAL FROSI

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: EVOLUÇÃO SIGNIFICA TREVAS, DOR, SOFRIMENTO, SABEDORIA E FINALMENTE LUZ

O curto texto “Evoluindo”, a seguir, retrata tudo que você, eu ou qualquer um de nós já passou, está passando ou vai passar um dia nessa trajetória evolutiva espiritual. É um caminho que começa com trevas, muita dor e sofrimento, mas que, aos poucos, se transforma em serenidade, paz, mansidão, sabedoria e muita, mas muita luz. Então convido você a ler esse belo texto de autor desconhecido e expandir um pouco mais a sua consciência.

Evoluindo

 em 

 

Todos somos luz e estamos em processo evolutivo. Já disseram que crescer dói. Para sair do casulo é preciso quebrar a barreira, e esta é uma tarefa solitária porque somente nós nos conhecemos profundamente. Sempre vai valer à pena!

“Você sentirá dor. Você vai duvidar de si mesmo mil vezes. Eles vão te dizer que você está ficando louco.

Você perderá amigos. Sua família, às vezes, não vai te entender. As pessoas vão te odiar sem motivo. Você desenvolverá hábitos estranhos. Vai lutar com seus monstros : medo, ego e ignorância.

Não vai se importar com o que outros pensam de você. Você vai sentir que não se encaixa neste mundo. Se tornará terrivelmente seletivo, será deixado aos poucos sozinho. Mas vai valer a pena!

Ninguém acende fantasiando figuras de luz, mas se fazendo ciente da escuridão que nos rodeia e que habita em nós. O verdadeiro despertar espiritual não é uma carícia, mas sim um balde de água fria.

De que serviria para você acariciar seu ego, com sussurros, fantasias ou anseios? Quando o que você precisa é de um chacoalhão forte para assimilar realmente o que é a vida.

O verdadeiro despertar espiritual é um processo de destruição. É o desmoronamento de tudo o que você não é!” (autor desconhecido)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: EVOLUÇÃO SIGNIFICA TREVAS, DOR, SOFRIMENTO, SABEDORIA E FINALMENTE LUZ

PODCASTS: BOLSONARO PENSA EM ADIAR FILIAÇÃO AO PL

Presidente quer se filiar, mas não quer à luz do dia’

Andréia Sadi fala sobre filiação de Bolsonaro ao PL. Valdemar Costa Neto deu um ultimato ao presidente: ‘ele não está contando com um recuo’. A comentarista diz que Bolsonaro pensa em adiar filiação e Valdemar pode entender receio como ‘vergonha’.

SEXTA, 19/11/2021, 08:19

Fonte: CBN

Continuar lendo PODCASTS: BOLSONARO PENSA EM ADIAR FILIAÇÃO AO PL

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A IMUNIDADE É DIRETAMENTE PROPORCIONAL A FREQUÊNCIA VIBRACIONAL

O ser humano é feito de pensamentos, sentimentos e emoções. No universo tudo se move, tudo vibra nas mais diversas frequências, que podem ser baixas ou altas. As emoções negativas vibram em baixa frequência e as positivas em alta frequência. Sentimentos como: generosidade; manifestação de gratidão (“obrigado”); agradecimentos efusivos; unidade com outras pessoas, compaixão sincera, amor comum, amor incondicional, sacrificial e universal vibram alto, onde vírus e bactérias não alcançam. Já sentimentos como: medo, ressentimento, irritação, ruído entediante, temperamento exaltado, raiva, orgulho, megalomania, abandono e arrogância, são negativos e vibram em frequências baixíssimas. Ao ler o artigo completo a seguir você vai entender como os pensamentos, sentimentos e emoções podem nos ajudar ou atrapalhar a nossa vida.

A imunidade vibracional

As emoções negativas, de baixa frequência, surgem na falta de positivas, assim como a escuridão na ausência do sol

19/07/20 – 03h00

Para quem leu e gostou do livro “A Grande Síntese”, de Pietro Ubaldi, será fácil entender o texto a seguir. Para quem não teve essa felicidade, é possível refletir sobre o primeiro versículo do Evangelho de João: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus… Tudo foi feito por Ele; e nada do que tem sido feito, foi feito sem Ele. NEle estava a vida, e a vida era a luz dos homens” (João 1:1-4).

São João descreve a manifestação do universo como o verbo, o som, a vibração.

As ondas vibracionais são classificadas, segundo a sua natureza, como mecânicas ou eletromagnéticas. Um exemplo de onda mecânica é o som, e um de onda eletromagnética é a luz, que se propaga no vácuo, assim como as ondas de calor.

A frequência de uma onda é decorrente da vibração da fonte que a produziu. Diz Celso Costa, terapeuta quântico brasileiro, que “a velocidade vibracional determina se a energia se apresenta na forma física, líquida, gasosa e outros estados não visíveis. Tudo é uma interpretação de estados vibracionais. Inicialmente, gera-se por vibrações inaudíveis que se tornam, ao caminharem para a manifestação, perceptíveis. Tudo tem uma frequência que mantém sua forma e substância. Muda-se a frequência, muda-se a forma”.

Ubaldi explica que as frequências são perceptíveis ao ser humano dotado de faculdade de receptor e transmissor.

As cores são frequências, e não conseguimos enxergar o infravermelho nem ver além do ultravioleta; a percepção fica entre 4,3.10¹⁴ Hz e 7,5.10¹⁴ Hz, é o que o olho humano capta e o cérebro interpreta. As outras frequências, também, geram impactos sobre nossa consideração consciente. O mesmo efeito se dá com os infrassons e ultrassons, situados entre 20 Hz e 20.000 Hz, que são perceptíveis ao homem.

Qualquer ser vivente possui uma frequência única, e um vírus também.

O vírus da Covid-19 é uma proteína, que se manifesta com vibração baixa e com uma estrutura de circuito eletromagnético fechado, com ressonância entre 5,5 Hz e 14,5 Hz.

Nas faixas mais altas, não é ativo e, a partir de 25,5 Hz, se extingue. Essas informações foram divulgadas por vários cientistas e publicadas recentemente pelo Instituto Midra, de São Paulo.

“Para uma pessoa que vive em altas vibrações, isto é, ativamente ligada à alma, a Covid-19 não é mais perigosa do que infecções respiratórias agudas, porque o corpo de um homem saudável ‘vibra’ em faixas bem superiores às da Covid-19”. A saúde não é fortuita, tem relação com o equilíbrio vibratório. A psicossomática explica a relação entre a doença e o interior da personalidade (alma), e a psicanálise freudiana a comprova.

“Ocasionalmente, quando, por várias razões, as vibrações se tornam mais baixas, abre-se a possibilidade de mal-estar e doença, e até de morte”. Dizem os pais de santo que corpo fechado é inatacável.

Os distúrbios dependem do equilíbrio energético, pesam a fadiga, a exaustão emocional, a hipotermia, a tensão nervosa, a depressão, a insatisfação, a falta de autoestima etc.

Neste momento planetário, a ressonância de frequência média total da Terra é de 27,4 Hz e, portanto, suficiente para inviabilizar o vírus, que se extingue com 25,5 Hz, mas há lugares em que essa frequência é menor, ou seja, zonas geopáticas criadas natural ou artificialmente. Hospitais, prisões, linhas de energia, veículos elétricos subterrâneos e públicos, shopping centers, escritórios, estabelecimentos de bebidas possuem vibrações comumente abaixo de 20 Hz. Piores ainda são os locais de sofrimento de seres vivos, como abatedouros.

Copio aqui uma tabela para se entender o índice vibracional que emana de algumas experiências: medo, de 0,2 Hz a 2,2 Hz; ressentimento, de 0,6 Hz a 3,3 Hz; irritação, de 0,9 Hz a 3,8 Hz; ruído entediante, de 0,6 Hz a 1,9 Hz; temperamento exaltado, 0,9 Hz; raiva, 1,4 Hz; orgulho, 0,8 Hz; megalomania, 3,1 Hz; abandono, 1,5 Hz; arrogância, 1,9 Hz.

No oposto encontramos: generosidade, 95 Hz; manifestação de gratidão (“obrigado”), 45 Hz; agradecimentos efusivos, 140 Hz; unidade com outras pessoas, 144 Hz; compaixão sincera, a partir de 150 Hz; amor comum, 50 Hz; amor com o coração voltado a todas as pessoas, acima de 150 Hz; amor incondicional, sacrificial e universal, a partir de 205 Hz. Como é fácil entender, as altas vibrações não dão possibilidade à Covid-19 de gerar estragos.

Por milênios, a frequência do nosso planeta tem sido estável em torno de 7,6 Hz. Os físicos chamam essa frequência de “ressonância Schumann”, devido à batida gerada por um raio na cavidade entre a Terra e a ionosfera. Um homem se sentia confortável, no passado, nessas condições, uma vez que ele estava num campo de energia com os mesmos parâmetros – de 7,6 a 7,8 Hz.

No entanto, a frequência de Schumann passou a crescer rapidamente: janeiro de 1995, 7,80 Hz; janeiro de 2000, 9,30 Hz; janeiro de 2007, 9,80 Hz; janeiro de 2012, 11,10 Hz; abril de 2014, 15,15 Hz. Não disponho de dados atualizados, mas resta evidente que, se as pessoas não acompanharem o aumento das vibrações do planeta, enfrentarão um desajuste vibracional, e nem todo o dinheiro acumulado as conseguirá manter com saúde e vivas.

As emoções negativas, de baixa frequência, surgem na falta de positivas, assim como a escuridão na ausência do sol. Disso a necessidade de evoluir no controle interno.

Como dizia o abade Eliphas Levi: “A beleza (e a saúde) é um empréstimo que a natureza faz à virtude”. Nisso pode estar o segredo da vacina natural que a ciência busca.

Fonte: O Tempo

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A IMUNIDADE É DIRETAMENTE PROPORCIONAL A FREQUÊNCIA VIBRACIONAL

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: SOMOS FILHOS DA LUZ PARA TIRAR O MUNDO DAS TREVAS

Ser a luz do mundo é a missão de cada ser humano enquanto deuses em ascensão, pois somos somos filhos do Pai que tudo criou podemos fazer tudo o que Ele fez e muito mais. Quando somos luz como um fósforo aceso em meio ao breu, não existe mais a escuridão, pois onde existe luz não há trevas e se cada um acreditar e acender a sua luz interior o mundo se transformará num reino de luz. Leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

O que é e como ser Luz do Mundo? » Esboço Para Pregação

Luz do mundo

Jesus, o Mestre dos mestres, tinha sempre palavras de estímulo aos que O seguiam.

Ninguém como Ele utilizou de forma tão excelente os vocábulos de incentivo a quem pretendesse estar com Ele.

É assim que nos credencia a herdeiros do Universo, pois que somos filhos do Pai que tudo criou, bem como nos chama Filhos da Luz, ramos da videira, aqueles que podem fazer tudo o que Ele fez e muito mais.

De forma amiúde, ficamos nos questionando a respeito de algumas de Suas afirmativas.

Por nos considerarmos tão pequenos, tão distantes da grandeza de que Se reveste o Mestre de Nazaré, indagamo-nos se Ele estaria certo ao nos ofertar tais credenciais.

Filhos da Luz? Nós, que nos sentimos ainda tateando em sombras densas?

Andar no mundo como Filhos da Luz, enquanto temos luz? De que luz dispomos? De que intensidade é nossa luz?

Então, nos lembramos do valor de um fósforo em plena escuridão.

Quando o breu se faz porque a energia elétrica sofre uma pane, como a luz débil de um fósforo faz a grande diferença!

Disse alguém que nos podemos considerar como um fósforo aceso.

Sim, a chama não ilumina grande distância, mas faz a diferença entre a escuridão total e uma pequena claridade.

Claridade que nos retira, por breves segundos, embora, da insegurança total das trevas.

Claridade que nos permite ver o outro, perceber que não estamos sós, que mais alguém compartilha conosco daquela situação. E nos darmos as mãos.

Claridade que nos permite ir em busca de uma lanterna, de uma vela, de um lampião.

Ou, se nada disso se tiver, acender um outro fósforo. E outro, e mais outro.

Quem sabe, fazer um clarão maior, enquanto a energia elétrica não se restaura.

Em se tratando da sociedade, podemos imaginar o mesmo valor dessa pequena luz.

Se somos um fósforo de dignidade que se acende quando a corrupção anda à solta, fazemos a diferença.

Porque a nossa chama mostra a outros o nosso valor e motiva a que os demais resolvam acender a sua própria chama.

Se, em meio à indiferença geral, somos o fósforo que aquece a alma e a vida de quem sofre; se em meio à covardia moral, mostramos a luz da correta conduta; se, enfim, somos a pequenina chama da amizade, da justiça, da fé, quanta luz espalharemos por onde passarmos?

Tinha, portanto, toda razão Jesus ao nos estimular a andar no mundo como Filhos da Luz, andar enquanto tivermos luz.

A luz ilumina onde se apresente e mostra cores, onde somente havia trevas;

Mostra pessoas onde somente havia solidão; acena esperança onde grassa a infelicidade.

Pensemos nisso e atendamos ao incentivo do Mestre de Nazaré.

Não nos preocupemos com a chama pequena, oscilante ou de duração efêmera.

Mostremos nossa luz. Mesmo que somente seja para acender outra luz.

Será a nossa contribuição para o mundo de alegrias, risos e cores que todos desejamos para nós, para nossos filhos, para as gerações futuras.

Redação do Momento Espírita. Disponível no CD Momento Espírita, v. 13, ed. Fep.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: SOMOS FILHOS DA LUZ PARA TIRAR O MUNDO DAS TREVAS

AUTOCONHECIMENTO: SUPORTAR E VENCER OS DIAS DE SOMBRA E ROMPER AS CADEIAS DA AFLIÇÃO

No texto que se segue, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO você terá a oportunidade de refletir sobre os dias de escuridão e sombra que por ventura te aconteceram ou poderão vir a acontecer em sua vida e como você pode e deve se comportar para suportar e superá-los sem se deixar abater, exercitando a espiritualidade no seu dia a dia para fortificar a sua alma e combater o mal. Boa leitura!

 

DIAS DE SOMBRA – por Joanna de Angelis

Coincidentemente, há dias que se caracterizam pela sucessão de ocorrências desagradáveis. Nada parece dar certo. Todas as atividades se confundem e os fatos se apresentam deprimentes, perturbadores.
A cada nova tentativa de ação, outros insucessos ocorrem, como se os fenômenos naturais transcorressem de forma contrária. Nessas ocasiões as contrariedades aumentam e o pessimismo se instala nas mentes e nas emoções, levando-as a lembranças negativas com presságios deprimentes.
Quem lhe padece a injunção tende ao desânimo e refugia-se em padrões psicológicos de auto-aflição, de infelicidade, de desprezo por si mesmo. Sente-se sitiado por forças descomunais, contra as quais não pode lutar, deixando-se arrastar pelas correntes contrárias, envenenando-se com o mau humor. São esses, dias de provas, e não para desencanto; de desafio, e não para a cessação do esforço.
Quando recrudescem as dificuldades, maior deve ser o investimento de energias, e mais cuidadosa a aplicação do valor moral na batalha. Desistindo-se sem lutar, mais rápido se dá o fracasso, e quando se vai ao enfrentamento com idéias de perda, parte do labor já está perdido.
Nesses dias sombrios, que acontecem periodicamente, e às vezes se tornam contínuos, vigia mais e reflexiona com cuidado. Um insucesso é normal, ou mesmo mais de um, num campo de variadas atividades.
Todavia, a intérmina sucessão deles pode ter gênese em fatores espirituais perniciosos, cujas personagens se interessam em prejudicar-te, abrindo espaços mentais e emocionais para intercâmbio nefasto contigo, de caráter obsessivo. Quanto mais te irritares e te entregares à depressão, mais forte se te fará o cerco e mais ocorrências infelizes tomarão forma. Não te debatas até a exaustão, nadando contra a correnteza.
Vence-lhe o fluxo, contornando a direção das águas velozes. Há mentes espirituais maldosas, que te acompanham, interessadas no teu fracasso. Reage-lhes à insídia mediante a oração, o pensamento otimista, a irrestrita confiança em Deus. Rompe o moto-contínuo dos desacertos, mudando de paisagem mental, de forma que não vitalizes o agente perturbador. Ouve uma música enriquecedora, que te leve a reminiscências agradáveis ou a planificações animadores. Lê uma página edificante do Evangelho ou de outra Obra de conteúdo nobre, a fim de te renovares emocionalmente. Afasta-te do bulício e repousa; contempla uma região que te arranque do estado desanimador. Pensa no teu futuro ditoso, que te aguarda. Eleva-te a Deus com unção e romperás as cadeias da aflição.
Há sempre Sol brilhando além das nuvens sombrias, e, quando ele é colocado no mundo íntimo, nenhuma ameaça de trevas consegue apagar-lhe, ou sequer diminuir-lhe a intensidade da luz. Segue-lhe a claridade e vence o teu dia de insucessos, confiante e tranqüilo.- Joanna de Angelis –
(Recebido espiritualmente por Divaldo Pereira Franco – Texto extraído do livro “Momentos de Saúde”; Editora Liv. Espírita Alvorada).
Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SUPORTAR E VENCER OS DIAS DE SOMBRA E ROMPER AS CADEIAS DA AFLIÇÃO

NOVA BANDEIRA TARIFÁRIA E TAXA EXTRA NA CONTA DE LUZ É CRIADA PELA ANEEL

Aneel cria nova bandeira tarifária, e taxa extra da conta de luz é de R$ 14,20

Bandeira Tarifária “Escassez Hídrica” provocará aumento de 6,78% na tarifa média dos consumidores regulados

Anna Russido

CNN Brasil Business

em Brasília

Aneel cria nova bandeira tarifária e taxa extra da conta de luz é de R$ 14, 20

A gravidade da crise hídrica levou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a criar uma nova bandeira tarifária, chamada bandeira tarifária ‘escassez hídrica’. O novo valor da taxa extra é de R$ 14,20 pelo consumo de 100 kWh, segundo anúncio desta terça-feira (31), com vigência a partir de 1º de setembro de 2021 a 30 de abril de 2022. Até agora, o valor cobrado era de R$ 9,492.

“Tendo em vista o déficit de arrecadação já existente, superior a R$ 5 bilhões, e os altos custos verificados, destacadamente de geração termelétrica, foi aprovada determinação para que a Aneel implemente o patamar específico da Bandeira Tarifária, intitulado ‘Escassez Hídrica’, no valor de R$ 14,20 / kWh”, anunciou André Pepitone, diretor-geral da Aneel, em coletiva.

A analista de economia da CNN Raquel Landim havia antecipado na noite de segunda-feira (30), durante o Jornal da CNN, que o novo valor da tarifa extra ficaria no patamar de R$ 14,00.

Segundo Pepitone, a tarifa média no Brasil é de R$ 60. Somando a bandeira tarifária válida no momento, a conta fica, até o momento, em R$ 69,49. Com o novo valor, a conta sobe, no exemplo, para R$ 74,20, um aumento de 6,78%.

No fim de junho, a agência já havia anunciado um reajuste na tarifa da bandeira vermelha 2, a mais cara até então, que ficou em R$ 9,49 ou 52% mais cara no mês seguinte.

A alta do preço ocorre em meio à maior estiagem enfrentada pelo Brasil dos últimos 91 anos, o que obrigou que o sistema de geração de energia tivesse ajuda de usinas termelétricas, cujo custo de operação é bem mais alto.

Programa de Incentivos

O secretário de Energia Elétrica, Christiano Vieira, detalhou como será o programa de redução voluntária do consumo, que, segundo ele, somando ao aumento da tarifa extra, pode permitir a recuperação dos custos necessários para pagamento de recursos adicionais para o enfrentamento da crise hídrica.

“Do ponto de vista energético, uma geração adicional ou carga menor são equivalentes. O programa vai vigorar de setembro de 2021 a dezembro de 2021, passível de extensão, conforme acompanhamento.

A redução mínima deverá ser de 10% e o pagamento de um bônus é limitado a redução de 20%. “Consumidores podem reduzir mais, mas o pagamento só vai até 20%”. A meta, explica Vieira, é a redução média de 15%. O prêmio será R$ 50 a cada 100 KW reduzido.

Vieira diz que a Aneel prevê a adesão de cerca de 20% dos consumidores, o que seria o equivalente a R$ 340 milhões por mês ou 914 MW de redução. Isso significa energia suficiente para atender quatro milhões de domicílios de unidades de residências típicas, com 168 KWh de consumo médio mensal, afirmou o secretário.

Segundo Christiano Vieira, a redução do consumo beneficia até aqueles que não fizerem adesão, uma vez que alivia todo o sistema. “Essa estrutura permite incentivar de forma adequada um comportamento que vai ao interesse da segurança do sistema. Financeiramente é importante para todos os consumidores e do ponto de vista de operação há ganho de confiabilidade e segurança energética.”

Inflação

O cenário elétrico vem sendo o principal responsável pela alta da inflação, o que preocupa o governo federal. A geração mais cara fez a conta de luz subir 20,1% nos últimos 12 meses. Nesta quinta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, mencionou o assunto em evento com investidores, dizendo que pediu que a Aneel segurasse o aumento do preço da bandeira tarifária da conta de luz.

“A bandeira subiu e ia subir mais. Eu sugeri moderação: sobe um pouco mais, mas por mais tempo, porque precisamos repor os reservatórios. É melhor subir um pouco por mais tempo do que subir mais por apenas três meses”, disse.

Crise hídrica

De acordo com o último boletim divulgado pelo ONS, divulgado nesta quinta, os reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste operam com apenas 22,7% de sua capacidade de armazenamento. Responsáveis por cerca de 70% da geração hídrica do país, os reservatórios apresentam os níveis mais baixos dos últimos 91 anos. O volume útil de Furnas está em 18,3% e da usina de Nova Ponte em 12,2%.

Na comparação com o boletim anterior, o nível de armazenamento dos reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste recuou 0,2 ponto percentual (p.p). A maior queda no nível de armazenamento foi registrada pela Região Sul, de 1 p.p. O subsistema está operando com 30,7% de sua capacidade.

Os reservatórios do Nordeste operam com 50,4% da capacidade de armazenamento. O volume útil do reservatório da hidrelétrica de Sobradinho está em 49,14%. Já as usinas da região Norte operam com 72,8% da capacidade. E a Hidrelétrica de Tucuruí segue com 89,84%.

De acordo com o relatório do ONS, os reservatórios do Norte devem terminar o mês de agosto com 72,4%, da capacidade de armazenamento seguido do Nordeste com 49%, do Sul com 26,8% e do subsistema Sudeste/Centro-Oeste com 21,7%. Segundo o operador, as afluências continuam abaixo da média histórica.

Racionamento

Mesmo do cenário de crise, o governo federal afasta a possibilidade de um racionamento de energia. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, voltou a reforçar que, apesar das medidas de incentivo à redução de consumo de energia elétrica, o governo não trabalha com a hipótese de racionamento.

“Não trabalhos com hipótese de racionamento e isso tem que ficar claro. […] Entendo isso (redução do consumo) como medidas de economia que devem ser aplicadas sempre, independentemente do momento como esse que vivemos agora”, argumentou em coletiva de imprensa na quarta-feira (25).

O secretário de Energia Elétrica do MME, Christiano Vieira da Silva, esclareceu que para caracterizar um racionamento, é preciso que o programa preveja um corte do fornecimento de energia para quem não cumprir a meta estabelecida.

“Não se trata disso (racionamento), de forma alguma. […] É mostrar o que o governo federal está fazendo para contribuir. […] Alguns (prédios públicos) poderão reduzir 10%, outros 15%, outros vão conseguir abaixo de 5% e vão explicar o porque não conseguiram aderir, mas não vai ter corte”, comentou.

Fonte: CNN

Continuar lendo NOVA BANDEIRA TARIFÁRIA E TAXA EXTRA NA CONTA DE LUZ É CRIADA PELA ANEEL

REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

O nosso texto de REFLEXÃO desta terça-feira fala de leveza, de soltar-se, de ascender-se, pois o a saída é para cima, rumo a liberdade, através da luz, pois somos filhos da luz e seremos guiados em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão para uma dimensão feita de paz, onde não há dor nem sofrimento. Portanto, leia o texto completo a seguir, faça sua reflexão e faça o seu juízo de valor.

Fique leve

 em 

 

“Quando o medo bater à sua porta, pois todos nós, humanos, temos sido por ele visitados neste momento planetário, eleve seus olhos ao céu.

Olhe para o Sol, para as estrelas, para o movimento das árvores. Sinta a brisa acariciando sua pele. Ouça o canto de um pássaro e lembre-se : – Tudo é energia. Você é luz. Seu corpo é luz.

Quando nos lembramos disso, somos convidados a confiar nessa luz. Você confia na luz? Mesmo quando tudo está escuro? Ouça, a luz que você é vai guiar você através da escuridão. Você não precisa conhecer o caminho, não precisa se antecipar ou tentar controlar as coisas para que isso aconteça.

O que você precisa é manter uma conexão com a luz. Recebemos, a cada instante, tudo o que necessitamos para o nosso bem, e para o bem maior. A voz do amor (outro nome da luz) sussurra com delicadeza em nossos ouvidos. Nos fornece instruções, direcionamento, acolhimento.

Podemos receber tudo o que necessitamos. Apenas precisamos estar atentos. Ouvir essa voz é a única proteção real neste momento. Seremos intuitivamente guiados. Para ouvir sua voz interior, sua intuição, você precisa confiar na luz, confiar no amor, nessa força inteligente que criou tudo o que existe, nessa força que tudo sabe, que tudo pode.

Feche os olhos. Respire. Dissolva o medo ao entregá-lo à essa força. Você é um filho da luz e será guiado em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão, nesta camada de espaço/tempo. Nos moveremos para uma dimensão feita de paz.

Para facilitar isso, fique leve. Torne sua vida leve. Solte os excessos, os apegos, as crenças, as bagagens que acumulou em sua vida. Solte e confie. Permita-se ser guiado pela sua luz. A saída é para cima.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

SALTO NO PREÇO DA CONTA DE LUZ FAZ CONSUMIDOR ADERIR À ENERGIA SOLAR

Em meio a salto de preços na conta de luz, energia solar conquista consumidores

Aumentos, que devem continuar sendo constantes com a crise hídrica, estão ajudando a acelerar a adoção da energia solar por residências

André Jankavski, Estadão Conteúdo
18 de julho de 2021 às 17:26
Painéis de energia solar em Porto Feliz, no interior de SP Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O acupunturista Julyo Ganiko decidiu montar a sua casa do zero na região de Guarulhos, na Grande São Paulo. Comprou um imóvel antigo e percebeu que, para a residência ficar ao seu gosto, era melhor destruir e construir tudo de novo. Uma de suas preocupações era com a questão da eletricidade: ele queria que tudo na sua casa fosse movido por energia elétrica, até mesmo o fogão.

Com receio de ter de pagar uma conta alta lá na frente, começou a pesquisar sobre a energia solar. Decidiu instalar painéis solares na residência de 220 metros quadrados de área construída, que ficou pronta em 2019, onde mora com a mulher e os dois filhos. O investimento foi de R$ 25 mil. “Hoje, pago R$ 70 na minha conta de luz todos os meses. Conversando com pessoas que moram próximas e que têm hábitos de consumo parecidos, elas gastam mais de R$ 300”, afirma Ganiko.

custo de energia, é provável que os vizinhos do acupunturista vejam a conta subir ainda mais. No fim de junho, foi anunciado o reajuste de 52% para a taxa extra embutida nas contas de luz, a chamada bandeira vermelha 2. Por causa disso, os brasileiros deverão pagar, em média, 8,12% mais, segundo os cálculos do economista André Braz, coordenador dos Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

Esses aumentos, que devem continuar sendo constantes com a crise hídrica, estão ajudando a acelerar a adoção da energia solar por residências, baseada principalmente na geração distribuída.

Ela consiste na instalação de placas solares em telhados das casas, indústrias e até mesmo em pequenos e médios estabelecimentos. Para 2021, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) estima que a geração distribuída deve saltar de 4,4 gigawatts para 8,3 gigawatts. Os investimentos nessa área, tanto de consumidores, quanto de fabricantes, devem chegar a R$ 17,2 bilhões.

“Antes, falávamos que era uma energia do futuro, mas já se tornou uma energia do presente, mesmo estando instalada ainda em 0,7% do total de casas”, afirma Bárbara Rubim, vice-presidente da Absolar. Segundo projeções realizadas pela Bloomberg New Energy Finance, cerca de 21,5% de toda a matriz energética brasileira será de responsabilidade da geração distribuída em 2050.

Em alta

De olho nesse potencial, a empresa paulistana Sunenergia foi criada em 2016. Ainda que boa parte do faturamento seja originado de pequenos e médios estabelecimentos comerciais, como concessionárias de veículos, o negócio residencial tem crescido ano a ano.

Foi a Sunergia, por exemplo, que instalou as placas solares na casa de Ganiko. A companhia cresceu 51% em 2020 e pretende triplicar de tamanho neste ano. Segundo Eduardo Sibulka, diretor comercial da empresa, a instalação já faz sentido para quem paga contas a partir de R$ 250 mensais.

Obviamente, quanto mais cara a conta, mais rápido será o retorno do investimento. “É um sistema que se paga rapidamente, e o aumento exacerbado das contas de energia está trazendo um movimento de procura muito grande”, afirma Sibulka.

Segundo o executivo, o processo de instalação também está sendo bem rápido: do primeiro contato até a última fase da instalação, são 70 dias. De acordo com um levantamento realizado pela empresa de soluções em energia Comerc em capitais de todo o País, o tempo médio de retorno do investimento de empresas e de consumidores residenciais na geração distribuída varia entre quase 4 anos, em Cuiabá (MT), e 6 anos e meio, em Curitiba (PR).

Em São Paulo, que possui maior quantidade de consumidores, a conta costuma fechar em 5 anos e 10 meses. A Comerc leva em conta tanto o potencial de geração energética (que é a incidência solar na região), quanto o preço médio cobrado pelas distribuidoras em cada localidade.

De acordo com o marketplace de energia solar 77Sol, a demanda está crescendo de maneira muito acelerada. A empresa conecta 3 mil parceiros (entre empresas e instaladores) a clientes. Vendo o aumento da procura, a startup está preparando um curso para formar mais instaladores – mesmo sem esse curso, a plataforma tem visto o número de profissionais crescer de 300 a 400 por mês.

“Precisamos correr atrás da oferta, pois, se não tivermos capacidade suficiente para atender à demanda, vamos frustrar o mercado”, diz Nicola Giani, presidente da 77Sol.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Continuar lendo SALTO NO PREÇO DA CONTA DE LUZ FAZ CONSUMIDOR ADERIR À ENERGIA SOLAR

ECONOMIA: COSERN ORIENTA CLIENTES A EVITAREM DESPERDÍCIO DE ENERGIA POR MEIO DE AÇÕES SIMPLES

Veja dicas para economizar energia e reduzir impactos da bandeira tarifária vermelha na conta de luz

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Com a decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de manter a bandeira tarifária vermelha no patamar 2 anunciada na última sexta-feira (25), a Cosern reforça e orienta os seus clientes a evitarem o desperdício de energia por meio de ações simples no dia a dia, tais como manter lâmpadas desligadas quando não estiver no ambiente e retirar os aparelhos da tomada sempre que não estiver utilizando.

A distribuidora disponibiliza manuais e publicações sobre uso eficiente num aplicativo especial para smartphones. Bastar procurar “Publicações Neoenergia” e baixar gratuitamente.

“Os nossos clientes podem economizar energia com mudanças de hábitos ou investindo em aparelhos mais eficientes, lembrando que o investimento inicial se paga com a redução do valor da conta de luz”, afirma a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Christina Mascarenhas.

Entre as orientações da Cosern, utilizar a luz natural nos cômodos sempre que possível, abrindo portas e janelas. Quando for escolher as lâmpadas, o consumidor deve preferir os modelos mais econômicos, que são as de LED, capazes de proporcionar uma economia de até 78% se comparada com as halógenas, que substituíram as incandescentes, e 40% em relação às fluorescentes compactas.

Ao comprar eletrodomésticos, a orientação da Cosern é optar pelos modelos mais eficientes, que apresentam o Selo Procel ou que tenham a classificação de consumo de energia “A” estabelecida pelo Inmetro. É importante comparar o consumo descrito na etiqueta, porque a variação de uma marca para outra pode ser de até 50% entre aparelhos com a mesma capacidade.

No caso da geladeira, durante o uso, as principais dicas são: evitar deixar a porta aberta por mais tempo que o necessário e não colocar alimentos quentes dentro do refrigerador nem secar roupas e panos na parte de trás. Os refrigeradores duplex frost free de 342 litros são 50% mais econômicos que os side by side de 501 litros. A capacidade do refrigerador impacta no consumo de energia elétrica.

Chuveiro elétrico e ar-condicionado

Quando usarem ar-condicionado e chuveiro elétrico, os clientes devem ficar atentos à temperatura. Para economizar no banho, podem passar menos tempo, desligar a torneira enquanto se ensaboam e deixar o chuveiro na posição “verão”, que consome até 30% menos de energia. Isso vale também para o ar-condicionado: quanto mais alta a temperatura do termostato, menor o consumo. Quando não estiver usando o ar-condicionado no inverno, por exemplo, é recomendado desligar no disjuntor do quadro geral de energia, pois o stand-by também consome energia.

No banho, um minuto a menos no chuveiro elétrico de 5.500 W faz diferença no final do mês. Se a casa tiver quatro pessoas, a economia mensal com esse minuto a menos no banho equivale ao uso de 8 (oito) lâmpadas LED de 9W durante cinco horas diárias por 30 dias.

Ferro de passar roupas

O modelo do ferro de passar roupas também faz muita diferença. O consumo dobra quando utilizamos o ferro a vapor em relação ao ferro a seco e, se utilizar vaporizador, esse consumo multiplica por seis vezes. Cabe ainda destacar que alguns ferros a vapor possuem um dispositivo de desligamento automático que atua após 15 minutos de inatividade (posição vertical), evitando o desperdício de energia e protegendo contra possíveis incêndios.

Segundo estudo realizado pelo Inmetro e pelo MDIC, a economia de energia quando se opta por acumular roupas ou passar tudo de uma vez é muito pequena comparada com passar roupa todo dia. Isso quer dizer que o consumidor pode escolher passar poucas peças por dia sem que isso aumente significativamente sua conta de energia.

Mais dicas

No ventilador de teto que tem três posições de velocidade – baixa, média e alta –, a posição média em alguns modelos economiza metade da energia gasta na posição alta. Esses equipamentos também têm o selo Procel e o ideal é comprar os mais eficientes.

Deve-se atentar para o uso de micro-ondas para descongelar alimentos: aumentando o tempo de uso, como a potência do forno é alta, o consumo mensal é impactado. Se for adquirir algum equipamento novo, prestar atenção no consumo na etiqueta do Inmetro, pois existem diferenças de potência de até 70% entre os modelos – quanto maior o volume, maior o consumo.

Nas lavadoras de roupa, as que lavam e secam com abertura frontal, usando água quente, o consumo de energia pode triplicar em relação as que apenas lavam apenas com água fria.

O que significa a bandeira tarifária?

As contas de luz estão vindo com valor extra devido à decisão da Aneel de acionar a bandeira tarifária vermelha para compensar os custos relacionados à menor geração hidrelétrica na estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN).

No mês, a cada 100 kWh consumidos, os clientes terão um custo adicional que pode ser consultado na parte de “Informações Importantes” da conta luz.

No Brasil, a energia hidráulica representa quase 60% da matriz elétrica – ou seja, mais da metade da capacidade instalada vem da água. Isso quer dizer que nos períodos de estiagem, outras fontes precisam ser acionadas, principalmente a térmica, elevando o custo.

Quando a geração nas hidrelétricas está em condições favoráveis, não há aumento e a bandeira é verde. Porém, se houver a necessidade de utilizar mais outras fontes, podem ser acionadas as bandeiras: amarela (aumento de R$ 1,343 a cada 100 kWh) e vermelha no patamar 1 (acréscimo de R$ 4,169, como foi em maio de 2021) ou no patamar 2.

Tarifa Social

Descontos de até 65% na conta de luz são oferecidos aos clientes classificados com baixa renda, por meio da Tarifa Social. Têm direito ao benefício os consumidores inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e que tenham renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo.

As distribuidoras da Neoenergia fazem a inscrição de forma proativa, mas, se o CPF que aparece na fatura não for o mesmo que o do representante da família no cadastro nacional, é necessário solicitar a inclusão. O pedido pode ser feito através dos canais de atendimento digitais das concessionárias, como o site (www.cosern.com.br) e o WhatsApp (84) 3215-6001.

Continuar lendo ECONOMIA: COSERN ORIENTA CLIENTES A EVITAREM DESPERDÍCIO DE ENERGIA POR MEIO DE AÇÕES SIMPLES

BANDEIRA VERMELHA 2 É MANTIDA PELA ANEEL E CONTA DE LUZ FICA MAIS CARA

Com crise hídrica, Aneel mantém em julho bandeira vermelha 2, a mais cara

A agência ajustou a bandeira tarifária para a mais alta em junho. Em maio, os consumidores ainda contavam com a bandeira vermelha 1

Ligia Tuon, do CNN Brasil Business, em São Paulo
Atualizado 25 de junho de 2021 às 19:37

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (28) que vai manter a bandeira vermelha 2 no mês de julho, em meio a uma seca histórica na região das hidrelétricas.

A bandeira vermelha 2 é a mais cara das tarifas extras, e representa atualmente uma cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh consumidos. No entanto, esse valor irá mudar, segundo a agência, que vai divulgar atualização na próxima terça-feira, dia 29, excepcionalmente.

A mudança vem num momento em que os principais reservatórios de água no país estão num nível crítico, devido à falta de chuvas. Esse cenário faz com que o governo tenha que recorrer a usinas térmicas, que têm um custo maior de geração. O custo extra é repassado aos consumidores finais por meio da mudança da bandeira tarifária.

A agência ajustou a bandeira tarifária para a mais alta em junho. Em maio, os consumidores ainda contavam com a bandeira vermelha 1.

“Em junho, as afluências nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) estiveram entre as mais críticas do histórico. Julho inicia-se com mesma perspectiva hidrológica desfavorável, com os principais reservatórios do SIN em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano, o que sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e elevada necessidade de acionamento de recursos termelétricos”, diz a agência em nota.

Tarifa deve subir mais de 20%

Embora o novo reajuste ainda não tenha sido divulgado pela Aneel, o diretor-geral da agência, André Pepitone, Aneel, adiantou na semana passada que o valor deve ser maior do que o previsto na consulta pública apresentada em março.

Na ocasião, a proposta era elevar a cobrança de 100 kWh na bandeira vermelha 2 para R$ 7,571. Ou seja, se fosse mantido esse valor, o aumento seria de 20%. A informação foi antecipada pelo jornal O Globo e repercutida pela comentarista de economia da CNN Thaís Herédia.

“Certamente, a gente já pode adiantar aqui nessa comissão que não tem o valor final, mas digo às vossas excelências que será um valor bem maior do que os R$ 6,24. Tivemos uma audiência pública que durou 30 dias e apresentou o valor de R$ 7 e alguns centavos, mas com certeza esse valor [final] ainda deve superar um pouco os R$ 7 [e alguns centavos], [daí os] mais de 20% [de alta]”, afirmou.

Continuar lendo BANDEIRA VERMELHA 2 É MANTIDA PELA ANEEL E CONTA DE LUZ FICA MAIS CARA

REFLEXÃO: NÃO CABE MAIS A DICOTOMIA DO BEM E DO MAL. É HORA DE CRECER!

Aqui na coluna REFLEXÃO desta terça-feira vamos refletir sobre a dicotomia que tomou conta do país por conta da polaridade política que já se espalhou para quase todas as searas do cotidiano brasileiro. O texto a seguir é um apelo e um alerta a todos os cidadãos de bem, que este é o “Momento de crescer”. Deixar a escuridão e/ou a sombra e seguir em direção a luz, pois os sombrios estão com os dias contados. Então, te convido a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Momento de crescer

 em 

 

É muito importante que a gente aprenda neste momento a “discriminar “. É preciso encontrar o nosso caminho em meio a essa absurda confusão que nos envolve a todos. A forma dualista como fomos criados nos ensinou que há um lado certo e um lado errado. Assim, pensamos que se uma pessoa está no lado que acreditamos certo, essa pessoa é “do bem”, e se está no outro lado, é “do mal”, e deve ser combatida.

Não nos damos conta de que “atacar, agredir, criar separatividade” , isso sim é ausência de luz, e portanto o mal. Não importa em nome de quê. Assim, se você quiser saber quem é quem neste nosso momento planetário, pare de se guiar pelas crenças das pessoas, de forma dual, como temos visto acontecer. Pare de colocar as pessoas em caixas pré rotuladas.

Quando faz isso, você se desconecta da Unidade e passa a fazer parte da ilusão, desse interminável jogo de opostos. Preste atenção à “energia” das pessoas. Uma pessoa que se diz atuar em nome do bem, mas que ataca, agride, quer forçar os outros a seguirem na direção que crê ser a melhor, desqualifica o outro. Essa pessoa, não importa em que lado esteja, não está em sintonia com a luz.

A luz é compassiva. A luz permite que cada um seja quem é. A luz não força. A luz não manipula. A luz não ataca. A luz simplesmente continua sendo quem é, e confia. Neste momento, os filhos da luz estão sob intenso ataque. Isso mostra o último suspiro da escuridão, prestes a ser integrada à luz, a única coisa real nesta vida.

Se assim lhe ocorrer, respire. Sinta compaixão por aqueles que lhe atacam. Lembre-se de que todos são partes de nós mesmos. Sim, proteja-se. Saia de seu raio de alcance. Mas em seu coração, continue emanando sua luz. Eu sei, tudo isso é para gente grande. Mas entenda, chegou a hora de crescermos. (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: NÃO CABE MAIS A DICOTOMIA DO BEM E DO MAL. É HORA DE CRECER!

PASSAPORTE SANITÁRIO CONTRA COVID-19 NA UNIÃO EUROPEIA ENTRA EM VIGOR EM JULHO

União Europeia dá luz verde ao passaporte sanitário contra covid

Estados-membro do bloco chegaram a um acordo para que o certificado passe a valer a partir do dia 1° de julho

INTERNACIONAL

 por AFP

Passe poderá entrar em vigor no dia 1° de julho

AFP/ARQUIVOS

O horizonte se abre para as viagens dentro da União Europeia apesar da pandemia, depois que os eurodeputados e os Estados-membros do bloco alcançaram um acordo para instaurar um passe sanitário que poderá entrar em vigor em 1º de julho.

Os representantes do Parlamento Europeu e dos 27 Estados-membros alcançaram um compromisso durante a quarta sessão das negociações, realizadas de forma acelerada diante da pressão do calendário e do verão que se aproxima no hemisfério norte.

“Fumaça branca: temos um acordo sobre a proposta da Comissão de um certificado digital europeu para covid”, tuitou o comissário europeu de Justiça, Didier Reynders.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, destacou que o certificado europeu será “um elemento-chave na via de uma recuperação das viagens de forma segura”.

Muito aguardado pelos países mais dependentes do turismo e inicialmente sugerido pela Grécia, o certificado sanitário europeu busca aportar um marco harmonizado para facilitar os deslocamentos dentro da UE neste verão.

Inclui um QR code que indica que seu titular foi vacinado, que se submeteu a um teste de covid-19 que deu negativo ou que tem imunidade após ter tido a covid-19.

A questão do passe sanitário será tratada na cúpula de dirigentes nas próximas segunda e terça em Bruxelas. O acordo deverá ser aprovado pelo Parlamento, cuja próxima reunião plenária está prevista de 7 a 10 de junho.

“Isto permitiria uma entrada em vigor em 1º de julho”, declarou o eurodeputado espanhol Juan Fernando López Aguilar, negociador do Parlamento, em coletiva de imprensa.

A princípio, os eurodeputados também reivindicavam que os testes fossem gratuitos, mas alguns Estados-membros se opuseram a isso devido ao custo que implicaria.

Fonte: R7
Continuar lendo PASSAPORTE SANITÁRIO CONTRA COVID-19 NA UNIÃO EUROPEIA ENTRA EM VIGOR EM JULHO

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O QUE PENSAMOS SER O FIM É SÓ UM INÍCIO

Escolhemos um texto muito especial para REFLEXÃO na publicação da coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL desta quinta-feira. O tema “A senda de luz” aborda os meandros, labirintos, ilusionismo, percalços e enganos, pelos quais passamos nessa caminhada evolutiva, que ao contrario do que, a princípio, possamos imaginar é muito mais longa exaustiva, a ponto de o autor estabelecer metas para nos fazer entender que o que pensamos ser o fim é só um início, pois a nossa existência é cíclica. Então convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

A senda de luz

Devemos alcançar a meta apenas para descobrir que o que pensamos ser o fim é só um início. A luz do sol ilumina o caminho – o sol físico e o sol interior – até o infinito

Wayne Gatfield*

SENDA DE LUZ

“O crepúsculo  possui uma magia indefinível. É um momento em que o véu entre os mundos parece fino; se o sentimos, uma grande beleza penetra nosso coração e colore tudo com ternura.”

No artigo “O Farol do Desconhecido”, Blavatsky escreveu: “O farol da verdade é a natureza sem o véu ilusório dos sentidos. Ele só pode ser alcançado quando o Adepto se tiver tornado o mestre absoluto de seu eu pessoal, capaz de controlar todos os sentidos físicos e psíquicos com o auxílio de seu ‘sétimo sentido’, através do qual ele é dotado também da verdadeira sabedoria dos deuses.”

“O farol sobre o qual os olhos de  todos os verdadeiros teósofos estão fixos é o mesmo, rumo ao qual, em todas as idades, a alma humana aprisionada tem lutado. Esse farol, cuja luz não brilha sobre nenhum mar terreno, mas que se reflete nas profundezas sombrias das águas primordiais do espaço infinito, é chamado por nós, como pelos antigos teósofos de Sabedoria Divina.”

Esta está nas lendas e contos de fadas de todo o mundo. A maioria fala da busca por algo: o Santo Graal, o Velo de Ouro ou a mão de uma princesa, simbolizando a busca de realização da Sabedoria Divina e as provações do caminho para essa meta.

A luz é sempre confortante, seja do sol, da lua, das estrelas ou a suave luz do nosso lar. Mais profunda ainda é a luz interna. A luz é a mesma em todos os níveis, mas difere por suas interações com nossos diferentes veículos; a mais inferior é a luz física.

As diferentes intensidades e tonalidades da luz em diferentes épocas do ano podem ter efeito na consciência da pessoa. Às vezes um dia nublado produz uma luz que causa uma melancolia positiva sobre a mente  as emoções, fazendo perceber aquilo que os japoneses chamam de mono-no-aware, a “pungência e beleza da existência transitória”.

Todos sabemos como um dia de sol aumenta o vigor, mas isso é sutilmente diferente de acordo com o mês. O efeito do sol de primavera não é o mesmo que o do verão ou inverno. Há muita variação, dependendo também da pessoa que o experimenta.

O crepúsculo possui uma magia indefinível. É um momento em que o véu entre os mundos parece fino; se o sentimos, uma grande beleza penetra nosso coração e colore tudo com ternura. George William Russel  escreveu: “Queremos que nessa hora o místico esteja em casa, menos metafísico e científico do que de costume, mais verdadeiramente ele mesmo. É costume, a essa hora, ceder um pouco e sonhar, deixando que as ternas fantasias que o dia suprime entrem na mente. Todas as coisas se tornam estranhamente suaves e unidas. As ruas comuns assumem algo da grandeza dos templos egípcios; as crianças correm atrás das outras e, enquanto fogem, olham para nós com olhares que há muito esquecemos; embalados pelo silêncio, deixamos de lado as duras arestas materiais e lembramos que somos espíritos.”

As crianças olham o mundo maravilhadas, mas são jovens demais para exprimir esses sentimentos em palavras. À medida que crescemos perdemos essa visão e começamos a intelectualizar tudo. Ficamos frios. Mas, se desenvolvemos o lado espiritual e poético da nossa natureza, penetramos numa segunda infância, num nível inteiramente diferente. “A princípio a montanha é apenas uma montanha; depois vemos que não é realmente uma montanha; no fim, é apenas uma montanha novamente”. Este ditado zen expressa o processo de reconquistar a inocência da infância com o acréscimo das nossas experiências. É a jornada da vida: partir da perfeição inconsciente, ter consciência da nossa imperfeição; e finalmente realizar a perfeição conscientemente. Isso se houver perfeição talvez tudo seja relativo.

Assim, temos que reconquistar estado infantil que perdemos, como dizem os ensinamentos espirituais. Estamos procurando a luz que jamais brilhou sobre terra ou mar, mas que ajuda a navegar o vasto oceano da sabedoria divina rumo ao nosso destino, ou, até onde sabemos, aos diferentes estágios de uma jornada sem fim.

Todos os heróis dos mitos alcançaram a meta tornando-a seu único interesse. Venceram dificuldades aparentemente insuperáveis focando a atenção no objeto da busca. Alguns ficaram pelo caminho, mas os mais bravos triunfaram. Krishna diz, na Bhagavad-Gita, que se focarmos a atenção nele chegaremos a ele. A melhor maneira é pensar em Krishna como o Eu Superior.

Devemos assumir a condição de seres imortais – nossos eus vêm e vão, mas nossa essência não muda. Nas palavras de A Voz do Silêncio: “Tenhas paciência, candidato, como quem não teme fracasso, nem corteja o êxito. Fixa o olhar da tua alma na estrela cujo raio és, a estrela chamejante que brilha nas escuras profundidades do ser permanente, nos ilimitados campos do Desconhecido. Tenhas perseverança, como aquele que tem de resistir eternamente. As tuas sombras vivem e desaparecem; aquilo que em ti viverá para sempre, aquilo que e ti conhece (porque é conhecimento não é de vida transitória: é o homem que foi, que é e será, para quem a hora nunca soará.”

As sombras são os nossos eus passageiros. Na vasta escala das coisas, nossos poucos e curtos anos nesta vida em particular são como o ditado Zen: “A vida é como um cavalo galopante que visualizamos através da rachadura na parede.”

Todos  estamos nessa peregrinação interior e devemos encontrar o caminho ao longo de estradas muitas vezes enevoadas, que às vezes nos leva por terrenos belos, às vezes agrestes Encontramos amigos e instrutores; temos aventuras e perigosas provações, mas nossa determinação nos impulsiona para diante e o sol ilumina nosso caminho. Mesmo que ele desapareça por trás das nuvens de nossa própria criação, sabemos que ainda está lá e retornará no tempo devido.

Na escuridão a lua pede emprestada a luz do sol e nos dá conforto, até que o amanhecer lança seu feitiço sobre o mundo e nossa esperança se fortalece. Então chega o momento em que ouvimos o ímpeto do rio da vida e alcançamos a ponte que devemos atravessar. Sentiremos a emoção de saber que esta é a consumação dos nossos  esforços ao longo de muitas vidas, e que logo sonhos e pesadelo passarão; enfrentaremos uma grande escolha que por fim terminará na nossa libertação e na elevação de toda a humanidade. Luz no Caminho nos diz: “Porque em ti está a luz do mundo, a única luz que pode ser projetada sobre o caminho. Se és incapaz de percebê-la dentro de ti, é inútil que a procures em outra parte. Está fora do teu alcance, porque, quando chegares a ela, já não te encontrarás a ti mesmo. É inatingível, porque retrocede sempre. Estarás no seio da luz, mas nunca tocarás a Chama.”

Devemos alcançar a meta apenas para descobrir que o que pensamos ser o fim é só um início; até onde sabemos, não existe fim na busca. A luz do sol ilumina o caminho – o sol físico e o sol interior – até o infinito.

No caminho ajudamos uns aos outros; entendemos as limitações humanas e desejamos perdoar “não sete vezes, mas setenta e sete”, o mais gentilmente possível para com quem erra. Aprendemos que a jornada não é solitária, mas feita com nossos companheiros peregrinos, e que temos o bem da humanidade em nossa mente à medida que seguimos. E, de um  certo modo, o progresso é uma ilusão, porque já estamos lá – precisamos apenas afastar as nuvens que nos impedem de ver o sol sempre brilhante do nosso ser interior.

Todas as vidas podem ser uma aventura em busca do Santo Graal– as lutas, os desapontamentos e as alegrias são grãos para o moinho. Se  desenvolvemos a correta atitude, todas as experiências ajudam no caminho. Quando olhamos para o mundo devemos imaginar que estamos numa montanha olhando para baixo, para tudo que se passa – a mente inferior cria divisões entre países, religiões, partidos, famílias, mas internamente somos todos  o mesmo. Essas diferenças são apenas “a cruel  heresia da separatividade  que nos afasta dos demais”, como diz A Voz do Silêncio.

Permitimos que a ilusão nos separe; construímos muralhas em vez de pontes e olhamos os outros através dos nossos próprios equívocos; não fazemos concessões  à limitada natureza humana; esquecemos de tirar a venda dos nossos olhos antes de criticar os olhos do outro. “Que aquele sem pecado atire a primeira pedra.”

Se queremos que as pessoas amem umas às outras, devemos mostrar o caminho da melhor maneira possível. Assim, terminarei com uma citação de “O Novo Ciclo”, de Blavatsky: “Ninguém está tão  ocupado ou é tão pobre que não possa cria um nobre ideal e segui-lo. Por que então hesitar em limpar a senda rumo a este ideal, através de todos os obstáculos, de cada pequeno impedimento da vida social, para marchar diretamente em frente até a meta a ser alcançada? Aqueles  que fizesse este esforço logo descobririam que a ‘porta estreita’ e a ‘senda espinhosa’ levam aos amplos vales de horizonte ilimitado, àquele estado onde não mais existe morte, porque a pessoa se sente voltando a ser um deus! É verdade que as primeiras condições exigidas são absoluto desapego, ilimitada devoção ao bem-estar dos outros e completa indiferença ao mundo e suas opiniões. Para dar o primeiro passo nessa senda, o motivo deve ser absolutamente puro; nenhum pensamento deve afastar os olhos do objetivo, nenhuma dúvida deve agrilhoar os pés. Existem homens e mulheres qualificados para isto, cujo único objetivo é residir sob a égide de sua natureza divina. Que eles tenham coragem para viver a vida sem ocultá-la aos olhos dos outros! A opinião de ninguém deve ser considerada superior à voz de sua própria consciência. Que essa consciência, portanto, desenvolvida ao seu mais elevado grau, nos guie em todos os atos comuns da vida. Quanto à conduta de nossa vida interna, concentremos toda a atenção no ideal que estabelecemos, e olhemos para além, sem prestar atenção à lama sob nossos pés.”

“Na escuridão a lua pede emprestada a luz do  sol e nos dá conforto, até que o amanhecer lança seu feitiço sobre o mundo e nossa esperança se fortalece. Então ouvimos o ímpeto  do rio da vida e alcançamos a ponte que devemos atravessar.”

Fonte: Revista Sophia -ano 19-nº 89

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O QUE PENSAMOS SER O FIM É SÓ UM INÍCIO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO ILUMINAR A ESCURIDÃO DE SUA VIDA, POR IVAN MAIA

Onde há luz não há trevas ou escuridão, onde há o bem o mal não sobrevive, onde há a inteligência não existe a ignorância. Por isso você precisa assistir o vídeo a seguir onde o palestrante e mentor Ivan Maia fala sobre Como Iluminar a Escuridão de Sua Vida. Não deixe de ver. Isso pode fazer uma enorme diferença na sua vida!

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO ILUMINAR A ESCURIDÃO DE SUA VIDA, POR IVAN MAIA

EM JANEIRO VOLTA A BANDEIRA AMARELA E CONTA DE LUZ TERÁ REDUÇÃO

Por G1

 

Contas de luz voltam à bandeira amarela — Foto: TV Globo/ReproduçãoContas de luz voltam à bandeira amarela — Foto: TV Globo/Reprodução

As contas de luz voltam à bandeira amarela neste mês de janeiro de 2021, por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A justificativa é de que a agência identificou melhoria no cenário de produção hidrelétrica, com elevação das vazões dos afluentes dos principais reservatórios.

A mudança deve provocar uma redução significativa no valor das contas em relação a dezembro, quando estava em vigor a bandeira vermelha patamar 2, o maior do sistema de bandeiras (veja na imagem abaixo).

Agora em janeiro, o preço da energia será de R$ 1,34 para cada 100 quilowatts consumidos por hora. Em comparação, em dezembro os brasileiros pagaram R$ 6,24 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Bandeiras tarifárias — Foto: Juliane Monteiro/Arte G1

Bandeiras tarifárias — Foto: Juliane Monteiro/Arte G1

Continuar lendo EM JANEIRO VOLTA A BANDEIRA AMARELA E CONTA DE LUZ TERÁ REDUÇÃO

ECONOMIA: DESDE TERÇA FEIRA (1º) CONTA DE LUZ PASSOU A TER COBRANÇA DE TAXA EXTRA

ECONOMIA: DESDE TERÇA FEIRA  (1º) CONTA DE LUZ PASSOU A TER COBRANÇA DE TAXA EXTRA
Of 50 and 20 value, currency of Brazil, on a black background, closeup macro

Conta de luz terá cobrança de taxa extra a partir desta terça

02 dez 2020

Conta de luz terá cobrança de taxa extra a partir desta terça | Economia | O Dia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acaba de aprovar a retomada do sistema de bandeiras tarifárias na conta de luz a partir desta terça-feira (1º). O mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano.

A Aneel, no entanto, informou que as condições atuais não permitem mais manter a bandeira verde acionada. Por isso, a partir de terça-feira, as tarifas terão bandeira vermelha em seu segundo patamar, com uma taxa extra de R$ 6,243 a cada 100 kWh.

O diretor Efrain Pereira da Cruz mencionou “afluências críticas” nos principais reservatórios do País, no Sudeste e Centro-Oeste, além do Sul, e deterioração nos meses de outubro e novembro. Isso levou ao acionamento de termelétricas, o que pressionou o custo de geração de energia no País diante de uma “oferta adversa”.

O diretor mencionou que o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) está no teto em todos os submercados. Ele disse ainda que o Custo Marginal da Operação (CMO) da próxima semana operativa (de 28 de novembro a 4 de dezembro) foi estabelecido em R$ 744,43/MWh em todos os submercados do País, o maior do ano

Ainda segundo ele, o consumo de energia retomou o patamar pré-pandemia em setembro, e o setor enfrenta novamente uma seca que há muito não se via. Por isso, a avaliação da Aneel é que o sistema de bandeiras precisa ser retomado imediatamente – e não apenas em janeiro de 2021, como indicava a nota técnica do órgão regulador.

“São indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo, tendo em vista sua eficiência na sinalização de preços aos consumidores”, disse o diretor.

No sistema atual, que estava suspenso desde maio, na cor verde, não há cobrança de taxa extra, indicando condições favoráveis de geração de energia no País. Na bandeira amarela, a taxa extra é de R$ 1,343 a cada 100 kWh consumidos.

Já a bandeira vermelha pode ser acionada em um dos dois níveis cobrados, dependendo da quantidade de termelétricas acionadas. No primeiro nível, o adicional é de R$ 4,169 a cada 100 kWh. No segundo nível, a cobrança extra é de R$ 6,243 a cada 100 kWh.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo ECONOMIA: DESDE TERÇA FEIRA (1º) CONTA DE LUZ PASSOU A TER COBRANÇA DE TAXA EXTRA

FILOSOFIA: : QUAL É A PONTE ENTRE A CIÊNCIA E A ESPIRITUALIDADE?

A nossa coluna FILOSOFIA desta quinta-feira trás um texto que reflete sobre a fronteira entre ciência e espiritualidade. Existe uma linha tênue entre as duas coisas ou elas jamais se encontrarão? Algumas obras tratam do assunto com realismo e coragem e vale a pena se aprofundar nesse assunto, já que o nosso propósito maior é a expansão da consciência e isso só ocorre se experimentarmos o conhecimento. Boa leitura!

A ciência à luz da ética

            “Nós começamos a descobrir o nosso mundo desde o momento em que nascemos. Continuamos experimentando e aprendendo até o momento de fechar os olhos, o momento da morte física. As descobertas são tarefa para toda uma vida  

Els Rijneker*

SOPHIA • JUL/AGO 2020

Espiritismo - Luz e Ciência - Posts | Facebook

Muitos livros foram escritos sobre ciência, e outros tanto sobre espiritualidade. Qual é a ponte entre ciência e espiritualidade? Deveria realmente haver uma ligação? De onde surge a inspiração para as descobertas científicas? Albert Einstein é um bom exemplo de alguém que construiu essa ponte. Dizem que A Doutrina Secreta de H. P. Blavatsky estava sempre ao seu alcance, sobre sua escrivaninha.

Existem poucos títulos referentes ao elo entre ciência e espiritualidade: O Universo em um Átomo – A Convergência da Ciência em Espiritualidade, do Dalai Lama; A Ciência do Yoga, de I. K. Taimni (Ed. Teosófica); A Ciência e o Sagrado, de R. Ravindra; Um Guia para o Modo de Vida do Bodhisattva; The Universe is a Single Atom (O Universo é um Simples Átomo); A  Flash of Lightning in the Dark of Night (Um Relâmpago na Noite Escura).

Todos os teósofos conhecem o Mantra da Unidade, de Annie Besant, que começa assim: “Ó vida oculta, que vibras em cada átomo, ó luz oculta, que brilhas em cada criatura, ó amor oculto, que tudo abrange na unidade.” O lema da Sociedade Teosófica é Satyan nasti  paro dharma (Não há religião superior à verdade). Com ênfase na liberdade de pensamento, os membros da Sociedade Teosófica são estudantes da vida, buscando a verdade juntos, buscando a arte de viver corretamente. Essa busca tem por objetivo descobrir o desconhecido através do estudo de religião, filosofia e ciência comparadas e investigar as leis inexplicadas da natureza e os poderes latentes no ser humano.

Nós começamos a descobrir o nosso mundo desde o momento em que nascemos. Continuamos experimentando e aprendendo até o momento de fechar os olhos, o momento da morte física. As descobertas são tarefa para toda uma vida. O que assimilamos, compreendemos e lembramos depende das nossas  habilidades e do nosso contexto educacional e cultural. Em suma, experienciamos o mundo através de nossos sentidos e depois acrescentamos nossos pensamentos e emoções. Nossas observações mal podem ser chamadas de imparciais, verdadeiras e puras.

Na pesquisa e na ciência existem muitas armadilhas. Atualmente é preciso discernimento, ética, integridade pessoal e espiritualidade. A Escada de Ouro, de H. P. Blavatsky,  menciona “uma vida limpa, uma mente aberta, um coração puro, um intelecto ardente, uma clara percepção espiritual”. Evidentemente isso também é trabalho para toda uma vida.

Em um simpósio realizado em março de 2014, Marco Pasi, professor de História e Filosofia Hermética, falou sobre “o desafio da alma acadêmica”: “Um dos problemas metodológicos mais frequentemente debatidos em nosso campo diz respeito àqueles que não desejam adotar uma postura neutra ou ‘agnóstica’ no estudo do esoterismo, e sim deixar seus julgamentos serem coloridos por suas próprias crenças espirituais.”

A abordagem científica – a curiosidade e a vontade de investigar e de fazer pesquisa em geral – começa a partir de observações do mundo. Hipóteses são formuladas e testadas sob condições controladas, com instrumentos de alta precisão. Como resultado é apresentada uma nova teoria. Os cientistas são agora capazes de observar a menor das partículas do mundo material. A essa altura, no entanto, surge a questão: qual é a força por trás do mundo material? Que energia é essa? O que é a vida?

Para captar isso são necessários níveis de compreensão mais “etéreos”, quase espirituais. Conseguimos ver além do mundo material? Conseguimos realmente ver e entender as coisas como elas são? Conseguimos alcançar a visão pura, sob qualquer condição? O ser humano pode ser inteligente e brilhante intelectualmente, pode ter estudado muito e reproduzido uma imensa quantidade de fórmulas, fatos e números (a chamada “doutrina do olho” ou “doutrina da cabeça”). Mas possuímos a visão interior? Somos inteligentes nesse sentido (a “doutrina do coração”)? Qual é o nosso objetivo na vida:

Qual é o nosso objetivo na vida: status, orgulho, lucro para poucos, ou o compartilhar com toda a humanidade? Existem questões até mesmo mais difíceis, já que temos uma visão tão limitada: o que  preservar, o que manter, o que liberar – porque a mudança neste mundo físico é inevitável. A correta atitude e integridade devem, necessariamente, desempenhar um papel importante na pesquisa científica. Deveríamos perguntar a nós mesmos se uma descoberta será útil e benéfica para todo o planeta ou para apenas uma parte do mundo. Se  será boa somente para a humanidade ou para todos os reinos (animais e plantas). Será correto, por exemplo, tirar a vida dos animais?

Klaus Klostermaier, professor emérito da Universidade de Manitoba, em Winnipeg, Canadá, escreveu: “Aldous Huxley, um gigante do século XX no reino das ciências humanas, cuja filosofia perene é não apenas uma inigualável antologia das religiões do mundo, mas também o esboço para a religião universal,  sugere que o jñana do Vedanta (puro conhecimento) é a chave para destrancar o portal que leva ao significado da existência.”

Os empreendimentos científicos – e com eles uma grande parte dos nossos esforços públicos na área de educação – são em grande parte dedicados a evitar as grandes questões humanas, em vez de abordá-las. A redução da racionalidade à manipulação matemática de dados não apenas restringe o escopo da ciência e a faz ignorar questões de significado, mas também convence os cientistas e as pessoas em geral de que questões desse tipo, questões relativas ao eu, são “anticientíficas”, e  portanto não vale a pena pesquisá-las. A pesquisa com relação a esse tipo de questão aparentemente “não compensa”. A ciência moderna deixa de lado, por exemplo, questões que incluem toda a gama da ética, da estética e da  espiritualidade.

Haverá uma ponte entre ciência e espiritualidade? É mais do que provável que haja. Deve haver uma, e ela pode sempre ser  melhorada.

Como devemos agir para melhorar essa condição? Esta é uma questão de ética. O primeiro passo deve ser dado individualmente. Somos todos livres para tomar essa decisão por nós mesmos, e temos que trilhar nosso próprio caminho para alcançar o grande “conhece-te a ti mesmo”, gnothi seauton, a frase gravada no frontispício do templo de Apolo em Delfos.

Movimentos espirituais visam essa meta de discernir, compreender e agir eticamente. Embora no mundo científico essa não seja uma prática comum, seria uma ideia apropriada considerar e discutir questões éticas com maior frequência, admitindo que as soluções não  são facilmente encontradas. Estudo, meditação e serviço são os três pilares da vida teosófica, ligados à arte de viver corretamente. Os cientistas devem combinar em suas pesquisas o raciocínio e a reflexão, num estudo meditativo cujo resultado levaria a um sincero serviço à humanidade.

“Os empreendimentos científicos são em grande parte dedicados a evitar as grandes questões humanas, em vez de abordá-las. A redução da racionalidade à manipulação de dados restringe o escopo da ciência.”

Fonte:  Revista Sophia, ANO 18 • Nº 86

Continuar lendo FILOSOFIA: : QUAL É A PONTE ENTRE A CIÊNCIA E A ESPIRITUALIDADE?

ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: TURBINAS EÓLICAS QUE PODEM SER FIXADAS EM POSTES DE LUZ E ALIMENTADAS PELO TRÁFEGO

Um dia sonhei com turbinas subterrâneas sob o pavimento das rodovias que gerariam energia a partir do atrito dos pneus dos carros com o asfalto. Esse sonho se tornou realidade, mas não da mesma forma do meu sonho. Ao invés de turbinas subterrâneas o que acaba de se materializar são turbinas eólicas que você pode conhecer lendo o artigo completo a seguir. Todo sonho um dia se torna realidade. Por isso sonhe, sonhe e sonhe!

Essas turbinas eólicas presas às luzes da rua em rodovias podem ser alimentadas pelo tráfego

SWNS

Um novo design revolucionário para turbinas eólicas onshore que podem ser fixadas em postes de luz e alimentadas pelo tráfego foi apresentado.

O empresário inglês por trás do novo conceito que pode ser instalado ao longo de rodovias acredita que eles ajudarão a atingir as metas de energia renovável no Reino Unido e em outros lugares, porque não dependem do vento natural.

As turbinas, fixadas nas luzes de rua existentes, usariam o vento criado pelos veículos em alta velocidade para gerar eletricidade para alimentar essas luzes e, eventualmente, muito mais.

Barry Thompson, CEO da Alpha 311 por trás da invenção, diz que a ideia deles é a primeira desse tipo no mundo e oferece uma resposta simples ao complexo desafio de acumular grandes quantidades de energia limpa.

A empresa acredita que uma turbina conectada a cada coluna de iluminação poderia gerar coletivamente cerca de 6 MW por dia – o suficiente para abastecer uma pequena vila.

Na semana passada, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson prometeu que uma revolução industrial verde iminente abasteceria todas as residências no Reino Unido com energia eólica offshore até 2030.

Thompson acredita que soluções onshore inovadoras ajudarão a nação a atingir essa meta.

O CEO da empresa sediada em Kent disse: “Eu acho que a energia eólica offshore é tudo? Não, eu acho que a energia eólica onshore é a opção mais barata e uma rede distribuída precisa realmente levar isso adiante.

Falando de seu escritório em casa, que é alimentado por unidades de protótipo, o homem de 51 anos acrescentou: “Se você já parou na estrada e um caminhão [caminhão] passou, você sentirá o ar que se move— nós capturamos essa energia. ”

Por exemplo, o A299 Thanet Way em Kent tem menos de 20 milhas de comprimento e possui 1.114 colunas de iluminação.

As turbinas seriam instaladas na reserva central, portanto movidas pelo vento gerado em ambos os lados da faixa de rodagem.

Este conceito movido a rodovia se misturaria à infraestrutura existente. “Esta é uma solução de adaptação”, explicou Thompson, “por isso se conecta ao que já temos.

“Não estamos destruindo a paisagem com turbinas enormes, estamos utilizando a infraestrutura existente.”

Cada turbina pode gerar o mesmo que 21 metros quadrados (226 pés quadrados) de painéis solares e tem dois metros (6,5 pés) de altura, com potencial para ser ainda menor à medida que o desenvolvimento continua.

Thompson disse que a empresa está atualmente em negociações com uma autoridade local do Reino Unido para testar a tecnologia em suas estradas.

Uma série de pequenas cidades dos EUA também estão testando a tecnologia do Alpha 311.

O projeto deve ser testado no próximo ano, com uma implementação promissora em outros condados do Reino Unido.

ASSISTA o vídeo SWNS abaixo para ver como o design funciona.)

Fonte: Good News Network

Continuar lendo ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: TURBINAS EÓLICAS QUE PODEM SER FIXADAS EM POSTES DE LUZ E ALIMENTADAS PELO TRÁFEGO

AUTOCONHECIMENTO: SE FIZERMOS A NOSSA LUZ INTERIOR BRILHAR, TUDO A NOSSA VOLTA SE ILUMINARÁ

A nossa coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado nos trás um texto explendoroso de tão rico que é. Ele fala da nossa luz interior, do nosso Eu superior, do nosso self. E nos lembra que apenas administrando nossos dons podemos nos tornar magnânimos, aprendendo com quem sabe e ensinando a quem quer aprender.  Transformando esse ato em tarefa natural de cada hora, agigantando assim o acervo comum de sabedoria e amor. Então, lhe convido a ler o texto completo a seguir e aprofundar os seus conhecimento nessa seara tão desconhecida ainda!

A luz  interior

Mulher sentada em um gramado sorrindo segurando uma vela

Na atualidade, a título de modernismo, nos dedicamos ao externo, ao modismo, às incorreções, alardeadas por todos os lados, como sendo natural. Somos induzidos ao desequilíbrio interior que nos leva à doença do corpo e nos faz nos sentirmos infelizes.

Todos somos suscetíveis de realizar muito na esfera de trabalho em que nos encontramos, mas perdemos a oportunidade de sermos melhores. O imediatismo, a desesperança, a luta do cotidiano nos tolhem a visão de nós mesmos, nos impedindo de acender a nossa luz e expulsar a sombra do desequilíbrio.

Se fizermos a nossa luz interior brilhar, tudo à nossa volta se iluminará: brilhará a alegria, acenderá a candeia da esperança, e o luzir da tocha do acerto mostrará melhores caminhos.

Não é necessário ser rico para ser dadivoso nem ser pobre para ser pedinte. Não se faz necessário se prostrar em orações, tampouco tornar-se subserviente, quer para com pessoas, quer para com estereótipos religiosos. Para que a luz interior acenda em nós, basta manifestarmos, de maneira espontânea, nossos dons naturais, sendo nós mesmos; ser você, apenas você, nada mais.

Administre seus dons e torne-se magnânimo, aprendendo com quem sabe e ensinando a quem quer aprender, de forma tal que esse ato seja tarefa natural de cada hora, agigantando assim o acervo comum de sabedoria e amor.

O materialmente rico pode criar meios produtivos que gerem emprego para que, com o trabalho, permita a dignidade de vida a centenas de pessoas; o pobre, por sua vez, pela bênção do trabalho, galgará degraus materiais, possibilitando suprir a si e aos seus.

Dessa forma, rico e pobre crescerão pelo resplandecer íntimo.

O forte, seja no físico, seja no saber, pode mais facilmente ser generoso com o fraco a todo momento, enquanto o débil tem a oportunidade de ser humilde, fazendo-se aprendiz. Assim, forte e fraco se iluminam pela riqueza da boa vontade. Sadio pode alongar-se pela caridade em todas as direções, a todo instante. O doente tem o ensejo das lições da tolerância e da paciência. Em ambos, a luz interior cintilará.

O dócil, pela prática da indulgência, reconduzirá o rebelde; o rebelde se amansará com o afeto do dócil, e ambos fulgurarão.

Os dons são diferentes em cada um de nós, o intelecto matiza-se em muitos níveis, o mérito se mostra em diversos valores. Os dons provêm do nosso individual espírito divino, esse eu que tanto prezamos. É dele que vem a luz que a tudo clareia, nos glorifica, e somos nós quem decidimos se iluminaremos ou se seremos iluminados.

Vander Luiz Rocha

Escrito por Vander Luiz Rocha

Fonte: eusemfronteiras.com.br

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: SE FIZERMOS A NOSSA LUZ INTERIOR BRILHAR, TUDO A NOSSA VOLTA SE ILUMINARÁ

AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

De volta

à luz

O que significa curar-se? Como realizamos essa transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo   pleno e desperto? Cada um de nós pode se tornar alguém que aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros ‘

O QUE SIGNIFICA CURAR-SE?  COMO SE TRANSFORMAR DE UM INDIVÍDUO QUE SOFRE EM UM INDIVÍDUO PLENO? CADA UM DE NÓS PODE SE TORNAR ALGUÉM QUE ATRAVÉS DE UMA DOR PODE SE CURAR E CURAR OS OUTROS, NEM SEMPRE ALGUM TIPO DE SOFRIMENTO É  CASTIGO, MAS OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO E DESPERTAMENTO DO NOSSO POTENCIAL PARA EVOLUÍRMOS.

Arlene Gay Levine*

5 sinais de que você é uma pessoa da luz - TICKKS ERROR 404 - TICKKS

Engatinhando na areia em direção ao mar, uma menininha corta o joelho numa concha. O coração de um adolescente apaixonado se parte quando a pessoa amada recusa um primeiro encontro. Uma depressão profunda se abate   sobre o velho cientista que teve negado seu pedido de subvenção, provavelmente o mais importante, talvez o último. Toda uma nação se angustia com a notícia de uma tragédia de grandes proporções. O que essas situações   dolorosas e milhares de outras têm em comum? Todas elas são feridas, de um tipo ou de outro. Quer seja no corpo físico, emocional, mental ou espiritual, um ferimento ocorreu e agora exige o seu oposto: uma cura

O que significa curar-se? Como realizamos essa   transformação de uma pessoa que sofre para um indivíduo pleno e desperto quanto ao seu eu superior? Em essência, cada um de nós pode se   tornar um xamã, alguém que, através de uma crise pessoal, aprendeu a transformar a dor no poder de curar a si mesmo e aos outros.

Devemos começar exatamente onde estamos, no agora, no terreno sagrado do presente. Que pensamentos estamos tendo? Eles se tornam a linguagem que usamos para descrever a nós mesmos e o que acreditamos ser a nossa realidade. Esses pensamentos criam nosso caráter e eventualmente escrevem a história de nossa vida, para melhor ou pior. Quando a narrativa depende de informação errônea, é preciso fazer uma edição, uma reestruturação consciente, para permitir que a verdade transpareça.

Como exemplo, vejamos a menininha ferida que, enquanto se divertia na praia, cortou o joelho numa concha. Sangrando e assustada ela começa a chorar. Se sua cuidadora for uma pessoa equilibrada e de bom senso, pegará a criança e a confortará, enxugando o sangue e afastando o medo, com mão suave e expressões confortadoras. Porém, suponhamos que essa pessoa carregue feridas não resolvidas de um passado remoto. Talvez ela segure a criança grosseiramente e brigue com ela. “Como você é descuidada! Olhe o que você fez!” Agora, esse falso pensamento foi plantado na mente da criança e virá à tona da próxima vez que ocorrer um acidente; ela usará esses termos para se referir a si mesma. Formou-se um padrão de autocensura, em vez de um paradigma de compaixão e perdão para com os erros dos outros.

Palavras são ferramentas; elas atuam de maneiras invisíveis para criar resultados visíveis. Felizmente podemos aprender a direcionar esse processo de causa e efeito. Ao nos voltarmos para o nosso Instrutor Interno, que nos conduz para a câmara sagrada do nosso coração, onde todos os opostos são transcendidos, pegamos uma ferramenta que pode ser uma arma e a transformamos num bálsamo. Precisamos examinar e revisar nossos sistemas de crenças. Isso nos ligará tanto com as raízes de nossa resistência para crescer quanto com a energia ilimitada do nosso verdadeiro potencial

O escritor James Moffett acreditava que o objetivo fundamental da educação e da vida é crescimento espiritual. Ele dizia: “Escrever é puxar uma linha comprida das profundezas para descobrir quais as coisas atadas a ela.” Reserve um pouco de tempo e esteja disposto a fazer exatamente isso. Tenha em mãos um caderno e uma caneta. Coloque-se numa posição confortável, feche os olhos e concentre-se com algumas profundas e relaxantes respirações. Quando tiver se conectado com o silencioso local interno, sinta-se transportado, de forma segura, ao lugar aonde sua memória lhe levar.

Passe tanto tempo quanto preciso revisando cenas cheias de cores, sons, odores, sabores e texturas. Quando se sentir pronto, abra os olhos e faça um cartaz com três cabeçalhos: pessoas, locais e coisas. Debaixo de cada categoria comece a listar associações que ocorreram em sua visita ao passado. Continue, sem parar para questionar ou analisar qualquer de suas respostas.

Agora aprecie cada lista como se estivesse garimpando ouro. Quando você tiver coragem de explorar o que anotou, terá respostas intuitivas. Você terá escavado uma pepita de ouro. Escreva-a no centro de um círculo, no meio de uma página limpa, com letras maiúsculas. Você pode fazer mais algumas respirações profundas, como auxílio para penetrar o momento com plena atenção. Concentre-se na pepita, e à medida que as ideias a respeito do que você escreveu forem surgindo, faça uma linha a partir do círculo, deixando cada ideia se ramificar e disparar um novo pensamento ou memória. Não use mais do que poucas palavras para anotar. Retorne à pepita de ouro para cada nova inspiração e repita esse processo até que a página esteja cheia.

Despenda algum tempo para estudar o mapa do tesouro que você criou. Com sorte, sua palavra-pepita terá ajudado a desenterrar muitas conexões que, ao longo dos anos, você esqueceu ou inconscientemente reprimiu. Para você, quando criança, elas podem ter sido dolorosas demais para lidar. Use o mapa como um guia para o que deve ser descartado, recuperado ou revisado na sua vida atual. Se você precisar cavar mais profundamente para essa informação, faça uma “entrevista” com você mesmo(a). Registre suas perguntas e respostas. Revise-as cuidadosamente em busca de indícios sucintos sobre onde a cura ainda precisa ocorrer em sua vida.

É benéfico fazer a Meditação do Mapa do Tesouro várias vezes para obter melhores resultados. A repetição proporcionará uma viagem mais suave ao território onde você está fazendo sua exploração. A cada vez, aproxime-se mais da beleza de quem você realmente é. Revisar a história de sua vida pode mudar você, e o mundo em que você habita, de maneiras poderosas e positivas. Aliás, o tesouro que você descobrirá é o nascimento da luz onde antes havia uma ferida.

O dia começa; não há promessas. Talvez o sol vá brilhar, ou não.

Não se pode ter certeza de quem irá surgir ou de que notícias o próximo telefonema pode trazer

As estações do ano chegam regularmente, mas como elas serão é um mistério. Ainda assim…

Algum dia deixaremos nossos corpos e escorregaremos para o interior da luz; isso nós sabemos

Talvez, para despertar do sono e pôr de lado o medo, possamos viver cada dia como se a luz já fosse nossa.

Escute: o coração ouve uma verdade mais profunda do que a cabeça. Mesmo o ser mais solitário jamais está só na sinuosa jornada para o lar.

Fonte: Revista Sophia,  Ano 18, Edição 86

Continuar lendo AUTOAJUDA: COMO EVOLUIR DE UMA PESSOA QUE SOFRE PARA UM INDIVÍDUO PLENO

AUTOCONHECIMENTO: EXPANDA A SUA FREQUÊNCIA NO AMOR E NA LUZ

Na nossa coluna AUTOCONHECIMENTO desta segunda-feira feriado de Nossa Senhora Aparecida, temos um texto para REFLEXÃO que vai lhe ajudar a expandir sua frequência em amor e luz para alinhá-lo com a verdade consciencial que você precisa atingir. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Na tempestade ou no amor?

Mensagem canalizada em 5 de Outubro de 2020 – O Time Celestial

Sim, somos nós – Somos o time celestial!

A efervescência de energia que sentimos entre Você agora envolve nossas frequências de uma maneira muito positiva e contagiosa!

Ah, sabemos que a palavra “infecciosa” desperta medo entre vocês neste momento de seu “tempo”. Mas queríamos que você visse que “infeccioso” também pode descrever um processo maravilhoso, que é a rapidez e facilidade com que o Amor / Luz pode ser transmitido de um para o outro!

Sentimos que é importante fazer uma pausa aqui, antes de prosseguir com nossa mensagem, para esclarecer que as palavras usadas em seu reino tridimensional não podem e não foram criadas para expressar significados que são multidimensionais por natureza. Assim, escolhemos palavras que, no contexto das nossas comunicações, podem extrair o sabor ou a frequência do nosso significado (como “infeccioso”, por exemplo!)

Divertimo-nos agora pois percebemos que pedimos que sejais poetas para compreender as nossas mensagens! E, no entanto, é assim que deve ser. O poeta multidimensional está dentro de cada um de vocês e está despertando rapidamente.

Para o ponto de nossa comunicação:

Uma nova onda de energia expansiva “atingiu” seu planeta. Embora possa certamente amplificar uma sensação de caos para aqueles que já estão caoticamente engajados, também pode fornecer muito combustível para aqueles que estão ATENTOS em expandir sua consciência de quem Você é!

SE VOCÊ TIVER A INTENÇÃO de expandir sua frequência em Amor / Luz em vez de se contrair em medo, você começará a se sentir cada vez mais como os seres energéticos Divinos que realmente é. Você começará a saber em cada célula que é muito mais vasto do que seus corpos físicos; que Você realmente projetou a experiência de ter um corpo físico no planeta Terra – e que este corpo está contido na vastidão de VOCÊ, e não o contrário!

SE VOCÊ TIVER A INTENÇÃO de expandir sua frequência em Amor / Luz, você terá lampejos de percepção nas próximas semanas que trarão um sentido expandido de sua identidade VIVA em Você, e começará a alinhá-lo com a verdade que Você esqueceu – que VOCÊ criou esta projeção a fim de fazer o trabalho interativo que VOCÊ está no planeta para fazer, em nome de todos os seres em seu universo.

E todos vocês se sentiram pequenos por tanto tempo! Você NÃO TEM IDÉIA de quão pequeno Você NÃO é! (risos e frequências de alegria chegando).

Continuaremos a trazer nossas mensagens para infundir em Você o poder do Amor / Luz, enquanto Você navega pela tempestade e em sua maestria total e deslumbrante. Tentaremos manter muitas delas breves, focando algumas palavras em desafios e habilidades particulares para não tornar a leitura cansativa. Esperamos que receba nossas mensagens e as considere úteis.

Nós “encerramos” nossa comunicação atual com algumas pinceladas largas – como um poeta poderia dizer metaforicamente (risadas mais alegres):

  • Seu principal objetivo aqui é a integração. Você está aqui para integrar ilusões de dualidade. Há apenas um.
  • Todos vocês estão aqui para servir a esse propósito, mas não para “trabalhar!” Seu serviço brotará de sua alegria interior.
  • A fonte de sua alegria será a própria integração de tudo que Você está servindo.
  • De longe, sua ferramenta mais poderosa é o AMOR. Você está aprendendo a manter a frequência do AMOR dentro de você.
  • Manter o equilíbrio em sua própria frequência mais alta é um foco importante agora. Isso o impedirá de ser lançado em desequilíbrio por seus próprios pensamentos pré-programados ou pelas ações de outras pessoas.
  • As ações de outras pessoas apenas ativam o que está dentro de você, e o único lugar de cura é dentro de você.
  • Em seu estado expandido, Você não levará mais “pessoalmente” os programas de dualidade que veio integrar em nome de todos.

Lembre-se sempre – em sua missão, você já “fez tudo”, jogou os dois lados de cada polaridade ao longo de suas muitas vidas. Você foi tudo, para curar tudo.

VOCÊ NOS OUVE? Sentimos a necessidade de repetir isso com mais força:

VOCÊ  já se envolveu heroicamente em ambos os lados de cada dualidade a fim de compreender, liberar o julgamento, encontrar compaixão e integrar TODOS eles.

Portanto, não evite enfrentar, e não julgue a si mesmo ou a qualquer outra pessoa por nada disso! Perdoe, compreenda, integre. Não se trata mais de “você”, pois VOCÊ é muito mais do que aquele “você” que pensava ser. VOCÊ está fazendo isso por TODOS.

Deixe essa consciência aliviar sua carga. Confie em si mesmo novamente. Aproveite o seu domínio agora! Isso, na verdade, pode ser a melhor parte e a mais divertida, uma vez que você “pega o jeito”.

Nosso maior desejo é que comecem a se ver através de nossos olhos, como seres expandidos, gloriosos e energéticos que Você é. Na verdade, você é a esperança do universo. Como tal, você despertou esperança no próprio universo.

Portanto, não duvide por um momento da contínua manifestação de apoio e cuidado que inunda Você a cada momento!

Nós os deixamos agora para “digerir” tudo isso profundamente em seus seres. Nosso amor, apreço e apoio, no entanto começam de novo na pulsação de cada momento e não têm fim.

Judith Dagley
Fonte: https://eraoflight.com/ — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: EXPANDA A SUA FREQUÊNCIA NO AMOR E NA LUZ

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho