Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

AUTOCONHECIMENTO: TÉCNICA DE NAPOLEON HILL PARA MANIFESTAR UM ANO NOVO PRÓSPERO

Neste sábado você vai aprender, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO, uma técnica maravilhosa e fundamental, do renomado autor Napoleon Hill para manifestar e materializar um Ano Novo Próspero, através da nossa mentora do Temporariamente Humana, May Andrade, que é a sua fiel e próspera seguidora. Porque os bons exemplos não só devem como precisam ser seguidos. Então, aproveite essa oportunidade, que o ano está apenas começando e garanta a sua prosperidade!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: TÉCNICA DE NAPOLEON HILL PARA MANIFESTAR UM ANO NOVO PRÓSPERO

REFLEXÃO: NÃO PODEMOS TERCEIRIZAR NOSSOS VALORES OU ESCOLHA DE VIDA

Não podemos nos espelhar em ninguém a não ser em si mesmo. A sua experiência de vida é exclusivamente sua e jamais será vivida por outrem. Portanto busque, procure e encontre a si mesmo, pois não há fontes externas confiáveis que nos digam o que é ou não real. Este é o destaque da nossa coluna REFLEXÃO desta terça-feira.

Encontre a si mesmo

 em 

 

“Nos tempos atuais, precisamos ser capazes de tomar decisões a partir de nossa sabedoria superior. Para isso é preciso resistir à inevitável tentação de reagir a partir de nosso ego. Ahhh… não é fácil, gente!

Estamos cercados de todo tipo de pessoas, sendo diariamente provocados, desrespeitados, chamados a reagir como fazem os animais, que são puro instinto e partem para a briga após alguns rosnados. Todos somos livres para acreditar e expressar aquilo que faz sentido para nossa alma. É inútil tentarmos convencer uns aos outros de que a nossa visão é melhor, a mais correta. Há imensa arrogância nisso.

Quer saber? Exponha suas crenças, é sua colaboração para o todo, mas não as imponha a ninguém. Você tem certeza absoluta de que a visão que você tem deste nosso momento de vida é a correta? Eu lhe digo. Se você respondeu que sim, está em meio a uma ilusão. Por mais que tenhamos nossas opiniões, podemos, todos nós, estar equivocados, e é muito provável que essa seja a verdade maior. Saber disso nos manteria abertos ao menos para ouvir opiniões diferentes das nossas, aprender, crescer. Não se iludam. Não há fontes externas confiáveis que nos digam o que é ou não real, nem mesmo aquelas que atualmente se nomeiam dessa maneira (pesquisem sobre essas fontes, vejam se tem respaldo técnico e sabedoria espiritual para se colocarem na posição de selecionar o joio do trigo).

Não podemos terceirizar nossos valores ou escolhas de vida. Cada um de nós precisa encontrar, através de buscas mais profundas, e, principalmente, dentro de si mesmos, o caminho que parece mais em sintonia com nossa alma. Evitem gastar sua energia em embates que apenas fazem todos se sentirem mal, e alimentam a sombra e a separatividade. Foque sua energia em si mesmo. Mergulhe em direção à verdade. Permita que cada um creia no que quiser.

Se sua busca por verdade for maior do que o respeito pelos outros, saiba, você está perdido .Encontre a si mesmo. Busque sua luz. Não precisamos temer nada. Encontre seu centro e tudo ficará bem.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: NÃO PODEMOS TERCEIRIZAR NOSSOS VALORES OU ESCOLHA DE VIDA

ARTIGO: ÉTICA, MORAL E CARÁTER, VALORES RAROS! POR QUE?

Ética, Moral e Caráter

Por Wagner Braga

Caro leitor, como já havia dito no início deste livro, essa é uma leitura recomendada para as mais diversas pessoas independentemente de seu credo, religião ou até mesmo para quem não acredita em Deus. Um indivíduo bem-educado e culturalmente evoluído tem como valores primordiais o amor, o respeito, a ética e o caráter. Consegue se colocar facilmente no lugar do próximo percebendo que o que não deseja para si não pode ser bom para aquele.

Hipocrisia é a atitude do homem que tem atrasado a evolução da humanidade ao longo dos séculos, por não ter coragem de olhar para dentro de si. Essa atitude, sim, levaria a humanidade a caminhar bem mais rápido na sua evolução se o homem olhasse para si, para suas atitudes, para seu comportamento, para seus direitos e deveres, sinceramente, respeitando a moral e a ética antes de tomar qualquer atitude ou ação contra o próximo ou mesmo contra a coletividade.

Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano.

No contexto filosófico, ética e moral possuem diferentes significados. A ética está associada ao estudo fundamentado dos valores morais que orientam o comportamento humano em sociedade, enquanto a moral são os costumes, regras, tabus e convenções estabelecidas por cada sociedade.

Uma pessoa de boa índole pauta suas atitudes segundo as normas da moral do local e época em que vive. Uma pessoa de caráter tem firmeza e coerência de atitudes, tem firmeza nas suas escolhas. O contrário é o indivíduo mau-caráter.

Esses costumes, regras e tabus, permeiam e povoam o habitat do inconsciente coletivo. Por isso, inconscientemente, muitas vezes nos comportamos não segundo a nossa própria índole, nosso próprio caráter, mas sim segundo os vícios comportamentais impregnados na memória do nosso inconsciente coletivo. Por isso, é importante que tenhamos esse conhecimento e essa consciência, para assim obtermos o controle da nossa vida e para que possamos quebrar paradigmas, conseguindo, desta forma, melhorar e aperfeiçoar os nossos hábitos, costumes e tradições, que ficarão impregnados no inconsciente coletivo das futuras gerações. Desta forma, teremos uma humanidade evoluindo, não com passo de formiga e sem vontade, mas a passos largos, firmes e determinados.

Escrito por: Wagner Braga

Continuar lendo ARTIGO: ÉTICA, MORAL E CARÁTER, VALORES RAROS! POR QUE?

AUTOCONHECIMENTO: QUANDO PERDEMOS UM DOS SENTIDOS OS OUTROS SE SOBRESSAEM PARA COMPENSAR A PERDA. ASSIM TAMBÉM ACONTECE NO PLANO ESPIRITUAL!

Quando perdemos um dos nossos sentidos, como por exemplo a visão, os outro sentidos se desenvolvem e as habilidades com cada um desses sentidos aumentam como compensação do que foi perdido. Assim acontece com o nosso estado de quase completa impotência com relação a esse ano desafiador onde, depois de 10 meses de pandemia ainda temos um futuro incerto, às escuras, mas desenvolvemos essa incrível habilidade da introspecção, do autoconhecimento e o fato de não enxergamos para onde estamos indo não é mais primordial, pois aprendemos a lidar com a intuição e estamos aptos a encarar o que virá sem medo. Então lhe convido a ler o texto esclarecedor a seguir, refletir e tirar suas conclusões!

Qualquer sentido diminuído sempre serve a um propósito – Trabalhadores da Luz

Qualquer sentido diminuído sempre serve a um propósito

Mensagem de 1 de Dezembro de 2020

Um tipo diferente de mensagem diária hoje…

Eu estava conversando com uma querida amiga na semana passada e ela mencionou o quão difícil é estar deste lado do véu onde não se consegue ver tudo o que está acontecendo. Assim que ela disse isso, Gabriel enviou esta imagem em minha consciência. Ela lembrava a caixa de madeira que era colocada sobre as mãos dos alunos nas minhas aulas de datilografia, caso você não parasse de olhar para as teclas.

No início era realmente estranho não ser capaz de ver nada. Você tinha que trabalhar com o tato e lembrando o desenho do teclado. No começo era demorado, desajeitado e esquisito, mas pouco a pouco você ficava mais confortável acreditando em sua habilidade de saber onde as teclas estavam e como até algumas delas davam um solavanco que você podia sentir para ajudá-lo a se orientar.

E antes que percebesse, você ficava cada vez melhor em navegar pelo tato, até que se tornava automático e você não precisava mais pensar sobre isso. Na verdade, não depender de seus olhos melhorava sua habilidade de sentir e saber, o que no final tornava você um datilógrafo muito melhor do que quando confiava apenas nos seus olhos.

Eu acho que isto resume esta fase de nossa jornada de iluminação. Quando não temos que usar um dos sentidos, todos os outros se tornam realçados. Qualquer sentido diminuído sempre serve o propósito de fortalecer os outros.

Estar num estado prolongado de não saber durante este ano transformador de 2020, possibilitou que desenvolvêssemos nossos dons de sentir e nos conectar com nosso saber interno. Uma vez que ficamos mais confortáveis em depender de nossos sentimentos e conhecimento, não sermos capazes de ver onde estamos indo não terá mais utilidade e nossa habilidade de navegar através de todos os sentidos vai retornar de uma maneira nova, mais equilibrada.

Uma combinação de Shelley e Gabriel

Shelley Young – Fonte: https://goldenageofgaia.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: QUANDO PERDEMOS UM DOS SENTIDOS OS OUTROS SE SOBRESSAEM PARA COMPENSAR A PERDA. ASSIM TAMBÉM ACONTECE NO PLANO ESPIRITUAL!

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: FINALIZE 2020 EM UMA NOVA FREQUÊNCIA ATRAVÉS DE LIMPEZA ENERGÉTICA

A limpeza energética é necessária periodicamente para que nos libertemos de energias negativas que podem estar cerceando o nosso campo energético e nos fazendo vibrar em baixas frequências. Então, lhe convido a ler o artigo completo a seguir com dicas poderosas de limpeza energética para encerrar 2020 em uma nova e mais alta frequência.

Dicas de limpeza energética para encerrar 2020 em uma nova frequência

Mulher trabalhando a limpeza de energia com cristal nas mãos
Microgen / 123rf

Você sabia que muitas sensações de peso, falta de energia e até mesmo angústia podem ser sinais de impregnações no seu campo energético?

Numa visão holística, somos muito mais do que o corpo físico. Cada filosofia ou linha espiritual enumera e nomeia uma série de outros corpos além deste que vemos. Provavelmente você já tenha ouvido termos como corpo emocional, corpo mental, corpo astral ou algo semelhante. Estes corpos formam o que chamaremos aqui de campo energético.

Somos formados de energia, como tudo no universo. E sendo energia possuímos determinada vibração. Essa vibração que cada um de nós emana entra em sintonia com outros seres desta e de outras dimensões. Por afinidade, muitos deles se aproximam de nós e permanecem acoplados ao nosso campo energético. Mesmo que a maioria das pessoas não consiga vê-los, pode-se perceber sua presença ou manifestar sintomas como:

  • cansaço sem motivo;
  • sensação de ter a energia sendo sugada;
  • sensação de que os pensamentos repetitivos em sua mente não são seus;
  • angústia, medo ou tristeza repentinos e sem motivo.

Por isso é tão necessário fazer limpezas energéticas frequentes. Ainda mais neste momento de pandemia em que estamos vivendo, em que o medo e a apreensão coletivas nos tornam ainda mais suscetíveis a impregnações energéticas.

No início de qualquer atendimento, por exemplo, eu realizo limpezas energéticas no cliente utilizando o thetahealingTM, técnica energética de reprogramação mental. Pois assim temos a certeza de trabalharmos na sessão somente emoções e memórias da pessoa que está sendo atendida e não as captadas do exterior.

Esse processo de limpeza aumenta também a disposição, traz sensação de paz e relaxamento e ajuda a pessoa a ter maior percepção de sua própria energia.

Pessoas que trabalham com terapias vibracionais ou com práticas espirituais tendem a ter o campo energético ainda mais amplo e devem tomar cuidado redobrado com a própria energia, fazendo no mínimo uma limpeza por semana.

Energia passando pelas mãos de uma pessoa
NikkiZalewski / Getty Images / Canva

Numa limpeza energética profunda, podemos retirar do campo de uma pessoa, dentre outras coisas:

  • Formas pensamento: nossos pensamentos repetitivos criam formas que ocupam espaço em nosso campo energético. Dependendo do tempo e intensidade em que alimentamos essas formas, elas se tornam entidades com vida própria e que em momentos de inconsciência podem dominar parte de nossa mente;
  • Fragmentos de alma: resquícios da energia de outra pessoa que ficam acoplados ao nosso campo energético quando temos relações sexuais ou nutrimos emoções intensas por ela;
  • Excesso de energia eletromagnética: energia proveniente de aparelhos eletrônicos (celulares, modens, roteadores etc.) que são prejudiciais para nossa saúde física;
  • Laços energéticos: quando convivemos muito com alguém (família e parceiros afetivos principalmente), criamos laços que unem alguns de nossos chakras aos deles. Isso faz com que, muitas vezes, nos mantenhamos em estados anteriores de consciência quando estamos na presença dessas pessoas, como, por exemplo, o filho adulto que se comporta de maneira infantilizada na casa dos pais. Esses laços fazem também com que nos sintamos presos a uma pessoa mesmo depois de anos que o relacionamento terminou;
  • Ganchos energéticos: frestas no campo que permitem que pessoas nos suguem. Esse vampirismo pode ocorrer intencionalmente ou não;
  • Ataques psíquicos: sabe aquele xingamento que você recebeu quando fechou sem querer um carro no trânsito? Ou uma crítica e julgamento feitos por alguém? Isso também tem energia e cria uma forma no seu campo energético;
  • Espíritos errantes: desencarnados que perderam o portal de acesso à quarta dimensão. Muitos deles não tem a consciência de que faleceram e permanecem vagando até serem encaminhados à luz.
  • Espíritos caídos: seres que vivem intencionalmente na Terra, causando interferências negativas e se alimentam de emoções e pensamentos de baixa frequência, tais como raiva, ódio, medo, culpa.

Conhecendo um pouco dessas impregnações, percebe-se a importância da limpeza energética se tornar um hábito que contribuirá para uma vida mais leve, livre e equilibrada.

Mesmo que você não faça uma sessão terapêutica para limpeza do seu campo neste momento, existem práticas simples que você mesmo pode fazer em casa. Elas ajudarão a aumentar sua consciência a respeito da sua energia, elevar a frequência e proteger-se das impregnações.

Mulher meditando
Poike / Getty Images Pro / Canva

Consciência sobre os próprios pensamentos e emoções

O autoconhecimento é a base para o bem-estar e evolução. Então é muito importante que você pratique autopercepção. Pelo menos 90% dos pensamentos que reproduzimos não são nossos, têm origem nos ambientes que frequentamos, nos conteúdos que consumimos e no inconsciente coletivo.

Portanto, questione-se sempre que estiver se sentindo pesado: “Este pensamento é meu mesmo?”, “Essa emoção é minha?”, “Quem em mim está falando nesse momento?”, “Essa dor é minha?”.

Perceba a resposta em seu próprio corpo. Com um pouco de prática, a resposta ficará cada vez mais clara. Se a resposta for negativa, intencione devolver o pensamento ou sentimento à origem. Você pode visualizar essa energia sendo retirada do seu campo energético, encoberta de luz e entregue a quem pertence.

Banhos

Sal grosso e flor de lavanda

Cmfotoworks / Getty Images / Canva

O banho de sal grosso funciona como uma espécie de radiestesia natural, ele descarrega as energias densas do seu campo. Importante que faça em um momento de tranquilidade, intencionando a limpeza das energias percebidas.

Para isso, dissolva 3 colheres de sopa de sal em 1 litro de água fervente. Tome o banho higiênico de costume e depois despeje a água com sal morna sobre todo o corpo. Pode ser feito a cada 15 dias.

Na sequência, você pode realizar banhos de ervas para recarregar seu campo com energias positivas. Algumas das ervas mais indicadas são alecrim, manjericão e louro. Faça a infusão de 1 colher de sopa da erva escolhida para 1 litro de água. Despeje o líquido em todo o corpo após o banho higiênico. Pode ser utilizado por até 7 dias após o banho de sal grosso.

Elevação da frequência energética com aromaterapia

Canela, flores diversas e essências

Anna-Ok / Getty Images Pro / Canva

Os óleos essenciais, base da aromaterapia, possuem uma frequência vibracional muito mais alta do que a humana. A maioria dos óleos essenciais vibra entre 70 e 180 MHz, sendo que o óleo essencial de rosas chega a 320 MHz. Por outro lado, um ser humano saudável possui frequência em torno de 62 a 68 Mhz, mensurados pelo aurameter.

Por isso, ao utilizar os óleos essenciais, somos harmonizados, temos uma elevação imediata na frequência do nosso campo energético. Com a frequência elevada, seres de frequência mais baixa não entrarão em sintonia conosco.

Os óleos essenciais mais indicados para limpeza são: melaleuca, eucalipto, capim-limão e junípero.

Além de utilizarmos os óleos em banhos, semelhante ao que fazemos com as ervas, sugiro a utilização em massagens corporais, principalmente dos ombros e costas. Para isso, misture 3 gotas do óleo essencial escolhido diluído em 1 colher de sopa do óleo vegetal da sua escolha (amêndoas, coco, linhaça, macadâmia, azeite etc.). Repita a aplicação sempre que se sentir pesado e sem energia.

Depois é possível utilizar outros óleos essenciais, como alecrim, laranja, limão ou hortelã-pimenta no colar aromático ou difusor ambiental para manter sua frequência elevada.

Placas radiônicas em casa

Uma maneira muito prática de cuidar da nossa energia e do nosso ambiente é a utilização de placas radiônicas na cama.

Placas radiônicas são gráficos que emanam energia com uma finalidade específica. Elas ajudam não só a limpar as contaminações energéticas já mencionadas, como também a bloquear as energias telúricas patogênicas. E mais do que isso, colaboram na manutenção do equilíbrio mental e aumento da vitalidade.

Pessoa praticando radiestesia com pêndulo e placa
NikkiZalewski / Getty Images / Canva

O conjunto de placas radiônicas para se utilizar embaixo do colchão é composto de 8 gráficos:

  • Na região da cabeça: SCAP, Yoshua e Pentagrama;
  • Na região do tórax: Pirâmide TAO e Desenho de Luxor;
  • Na região do quadril: Alta Vitalidade e Antidor;
  • Nos pés: Keiti

As placas têm eficiência pelo período médio de 6 meses. Depois devem ser substituídas por novas.

Para concluir, quero lembrar você que nos acostumamos com o peso, a dor e com a falta de energia. Nem por isso este é nosso estado normal. O ser humano se adapta a muitas situações que o adoecem. E antes de uma doença se manifestar fisicamente, ela dá sinais em níveis mais sutis.

Pode ser que você se sinta cansado, sem disposição, triste ou com a mente turbulenta. Isso não significa que esse estado vá permanecer para sempre. A mudança é sempre possível e pode ser mais fácil do que você supõe.

2021 bate à nossa porta. Vamos nos preparar para que ele seja mais leve, alegre e cheio de prosperidade? Estar consciente o máximo de tempo possível sobre o que você emana com seus pensamentos e emoções e fazer da limpeza energética um hábito de autocuidado podem ser o primeiro passo para a criação de uma nova realidade individual no ano que virá.

Então experimente uma das práticas propostas e depois compartilhe com a gente como se sentiu.

Juliana Bernardo
Escrito por Juliana Bernardo

 

Fonte: Eu Sem Fronteiras

 

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: FINALIZE 2020 EM UMA NOVA FREQUÊNCIA ATRAVÉS DE LIMPEZA ENERGÉTICA

AUTOCONHECIMENTO: ALCANÇAR A ILUMINAÇÃO É O NOSSO PROPÓSITO MAIOR

Neste dia de Natal trago um texto de profunda reflexão, para você que é buscador(a), para você que quer conhecer a verdade, para você que quer se libertar de toda opressão, para você que acredita que é um ser cósmico.  Esse texto é para você que acredita que estamos numa caminhada celestial de aprendizado, de conscientização, de expansão da consciência e de iluminação. Então, se você é assim, você precisa ler esse texto completo, refletir e expandir sua consciência!

AUTOCONHECIMENTO: CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL E ILUMINAÇÃO SÃO ETAPAS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA - Blog do Saber

ILUMINAÇÃO OU CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL

Em muitos homens, a mente espiritual se revela lenta e gradualmente, e ainda que a pessoa possa sentir um constante aumento de conhecimento e consciência espiritual, pode não haver experimentado uma notada e repentina mudança.

 

Outros têm tido momentos do que é conhecido como iluminação, nos quais se acreditavam elevados quase fora do seu estado normal, e lhes parecia passar a um plano de existência ou de consciência mais elevado, que os deixava mais adiantados do que antes, ainda que não pudessem trazer à sua consciência uma clara recordação do que haviam experimentado, enquanto se encontravam nesse exaltado estado da mente. Essas experiências têm-se dado com muitas pessoas, em diferentes formas e graus, de todas as crenças religiosas, e têm sido geralmente associadas a algum aspecto da crença religiosa particular, professada pela pessoa que experimenta a iluminação. Mas os ocultistas adiantados reconhecem todas essas experiências como diferentes formas de uma só e mesma coisa – o amanhecer da consciência espiritual – o desenvolvimento da mente espiritual.

Alguns escritores têm chamado a esta experiência consciência cósmica, nome muito apropriado, pois a iluminação – pelo menos em seus aspectos mais elevados – põe o indivíduo em contato com a totalidade de Vida, fazendo sentir um sensação de parentesco com toda a Vida, alta ou baixa, grande ou pequena, boa ou má.

Essas experiências, como é natural, variam materialmente conforme o grau de desenvolvimento individual, sua preparação prévia, seu temperamento etc.; mas certas características são comuns a todas. O sentimento mais comum é o da posse quase completa do conhecimento de todas as coisas – quase onisciência. Esse sentimento existe apenas por um momento e nos deixa, a princípio, submersos em profunda pena pelo que chegamos a ver e que perdemos. Outro sentimento comumente experimentado é o da certeza da imortalidade, – uma sensação de atual ser – a certeza de haver sido sempre e a de estar destinado a sempre ser. Outro sentimento é o do desaparecimento de todo temor e da aquisição de um sentimento de certeza, segurança e confiança, e que estão além da compreensão daqueles que jamais o experimentaram. Então, um sentimento de amor nos inunda – um amor que abarca a Vida toda , desde os mais próximos a nós, na carne, até aos das mais longínquas partes do Universo – desde aquilo que nós consideramos puro e santo, até aquilo que o mundo considera vil, malvado e completamente indigno. Esse sentimento de retidão própria, que induz a condenar os outros, desaparece, e o amor, como a luz do sol, derrama-se sobre tudo que vive, sem ter em conta o seu grau de desenvolvimento ou bondade.

A alguns, essas experiências chegaram como um profundo sentimento de reverência que tomou completa posse deles, por alguns momentos ou mais tempo, enquanto que a outros se afigurava que se achavam num sonho e chegaram a ser conscientes de uma exaltação espiritual, acompanhada de uma sensação de estar circundando os compenetrados por uma luz brilhante.

A alguns, certas verdades se têm revelado sob a forma de símbolos, cujo significado não se tornou evidente senão muito tempo depois.
Essas experiências produzem uma mudança na mente daquele que passa por elas e que depois nunca torna a ser o mesmo homem que de antes. Ainda que a recordação vívida desapareça, fica ali certa reminiscência que, por longo tempo, será para ele um manancial de bem estar e de força, especialmente quando a sua fé vacila e se sente agitado, como uma cana, pelos ventos de opiniões em conflito e especulações do intelecto. A lembrança de tal experiência é uma fonte de renovada energia – um porto de refúgio, ao qual as almas fatigadas acodem para amparar-se do mundo externo que não as compreende.
Tais experiências são também usualmente acompanhadas de uma sensação de intensa alegria; de fato, a palavra e o pensamento de alegria parecem ser o que predomina na mente, nesta época. Mas não é uma alegria de experiência ordinária – é alguma coisa que não pode ser sonhada senão depois de havê-la experimentado – uma alegria cuja lembrança estimulará o sangue e fará palpitar o coração, todas as vezes que a mente relembrar a experiência.
Como já dissemos, também se experimenta a sensação de um conhecimento de todas as coisas, uma iluminação intelectual impossível de descrever. Nos escritos dos antigos filósofos de todas as raças, nos cantos dos grandes poetas de todos os povos, nas prédicas dos profetas de todas as religiões e tempos, podemos encontrar rasgos desta iluminação experimentada por eles – esse desenvolvimento da consciência espiritual. Não temos espaço para detalhar esses numerosos exemplos. Uns disseram-nos de um modo, outros de outro, mas todos dizem praticamente a mesma história. Todos os que têm experimentado essa iluminação, ainda que fosse em débil grau, reconhecem a mesma experiência na relação, canto ou prédica de outro, ainda que entre eles hajam decorridos séculos. É o canto da alma que, uma vez ouvido, jamais é esquecido. Ainda que seja expresso pelos toscos instrumentos das raças semi-bárbaras ou pelos mais aperfeiçoados talentos musicais da atualidade, seus tons são claramente reconhecidos.

Vem o canto do velho Egito, – da Índia de todas as idades – da antiga Grécia e Roma, – dos primitivos santos cristãos – dos Quarkers Friends, – dos mosteiros católicos – das mesquitas maometanas – do filósofo chinês – das lendas do índio americano, herói profeta, – é sempre o mesmo tom, elevando-se mais e mais alto, à proporção que muitos mais o entoam e agregam suas vozes ou dos sons de seus instrumentos ao grande coro.
Aquele tão mal compreendido poeta ocidental, Walt Whitman, sabia o que dizia (como compreendemos nós), quando prorrompia e expressava em singular verso a sua estranha experiência. Lêde o que ele diz e verificai se já foi alguma vez melhor expresso:

“Como num desmaio, um instante,
Outro sol inefável me deslumbra,
E todos os orbes conheci, e orbes mais brilhantes desconhecidos,
Um instante da futura terra, terra do céu.”

E quando sai do seu êxtase, exclama:

“Não posso estar acordado, porque nada me olha como antes,
Ou então estou acordado por primeira vez, e tudo de antes foi simples sonho.”

E nós devemos concordar com ele, quando declara a inabilidade do homem para descrever inteligentemente isso, nestas palavras:
“Quanto melhor quero expressar-me, menos posso,
Minha língua não se move sobre sua ponta,
Meu alento não obedece aos seus órgãos,
E fico mudo.”

Que essa grande alegria da iluminação seja vossa, queridos estudantes. E vossa será no seu tempo oportuno. Quando ela chegar, não vos alarmeis, e quando vos abandonar, não lamenteis sua perda – voltará outra vez. Vivei elevando-vos acessíveis à sua influência. Estais sempre dispostos a escutar a voz do silêncio, prontos sempre a responder ao toque da Mão Invisível.

Não torneis a temer, porque convosco tendes sempre o Ser Real que é uma chispa da Chama Divina, e o qual será como uma lâmpada que iluminará o caminho a vossos pés.

A paz seja convosco.

– Por Iogue Ramacháraca –

(Texto extraído do livro “Catorze Lições de Filosofia Iogue”, do Iogue Ramacháraca; Editora Pensamento)

Nota de Wagner Borges: Esse texto foi distribuído originalmente para uma turma de alunos num curso sobre projeção da consciência (Viagem astral). Na ocasião, eu comentava com eles sobre as expansões da consciência (samadhi, satori, consciência cósmica). Para ilustrar o tema, passei o brilhante texto de Ramacháraca para a turma estudar.

É um texto do início do século 20, editado originalmente na Inglaterra. Seu autor é o escritor William Walker Atikinsons (que usava o pseudônimo de Iogue Ramacháraca). Fala do estado de consciência cósmica e de suas repercussões no ser humano.

Parece estranho falar de um assunto desses no meio de tanta encrenca que acontece no viver diário da maioria das pessoas. Mas é melhor falar de algo assim do que compactuar com as pesadas vibrações do pessimismo e da falta de alegria.

Textos assim mantém a chama acesa em nosso coração e nos levam a reflexões profundas, típicas de quem almeja a ampliação da lucidez, do amor e do brilho em todas as dimensões.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ALCANÇAR A ILUMINAÇÃO É O NOSSO PROPÓSITO MAIOR

REFLEXÃO: QUAL A SUA VERDADE?

Nesta quarta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO temos mais um conto budista, na interpretação de Camila Zen, que fala sobre o dia em que Buda explicou quem estava certo e quem estava errado, em uma grande discussão que acontecia na cidade. Vamos assistir ao vídeo completo a seguir e tirar as lições necessárias para o nosso crescimento espiritual.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: QUAL A SUA VERDADE?

ARTIGOS: DEUS ESPERA MUITO MAIS DE NÓS E NÃO APENAS MEDIOCRIDADE, POR WAGNER BRAGA

Pausa para se reconectar com quem somos e com nossos sonhos - Infográficos - Estadão

Artigo

Questionamentos, busca e curiosidade é o mínimo que o divino espera de nós “centelhas divinas”

Tenho lido muito e profundamente a respeito de DEUS, Religião, Espiritualidade e acima de tudo sobre Cristo nos últimos vinte anos. Esses são assuntos que sempre me atraíram e que acho deveriam atrair a atenção, senão, pelo menos a curiosidade, de todo ser humano. Questionamentos como:

– Quem ou o que é DEUS?

– Somos realmente a sua imagem e semelhança?

– De onde viemos?

– Estamos realmente sozinhos nesse universo infinito?

– Por que estamos aqui?

– Por que nascemos no lugar e na família que nos concebeu?

– Por que somos do jeito que somos?

– Por que sofremos tanto?

– Por que alguém nasce deficiente físico ou mental?

– Existe reencarnação?

– Se existe, qual a nossa missão ou objetivo em cada uma delas?

E tantos outros questionamentos passam pelas nossas mentes ao longo da vida, mas não nos preocupamos em buscar as respostas, uma vez que estamos sempre muito ocupados com trabalho, família, amigos, estudos, amor e tantas outras coisas que fazem parte do nosso cotidiano. E até nos preocupamos, mas, na maioria das vezes, procuramos no lugar ou à hora errada. Além do fato de que não são perguntas fáceis de se responder. Como já mencionei, estou buscando essas respostas, dia após dia, há pelo menos vinte anos, através de leituras e consultas das mais diversas correntes filosóficas e dos livros oficiais de várias religiões. Enfim, através da busca incansável por todos os meios e métodos ao meu alcance. Obtive algumas respostas, outras estão a caminho de serem respondidas e ainda restam muitas interrogações. Mas percebo que o mais importante de tudo isso é que não passemos por esta vida sem questionarmos os porquês, pois o conhecimento nos liberta e traz as soluções para os nossos problemas, os nossos males, as nossas fraquezas e tantas outras coisas que podemos melhorar e resolver nessa breve estada.

Esses questionamentos são importantes para todas as pessoas, mesmo sem considerar o seu credo religioso. Por exemplo, é importante tanto para os que acreditam como os que não acreditam em reencarnação. Para os que nela acreditam, é importante porque o aprofundamento nessas questões levará a pessoa a descobrir quantas vezes já reencarnou, em que estágio de consciência re-encarnacional ela se encontra e o que fazer para na próxima ser alguém melhor. Para aqueles que não acreditam, é importante porque podem questionar afirmações dogmáticas como: Já que eu só tenho essa vida, se eu for uma boa pessoa e fizer o bem serei salvo e entrarei no reino dos céus, apesar de todos os meus defeitos, fraquezas e pecados? Onde é o Reino dos Céus, como se chega lá, e depois de chegar o que acontece? E se eu não conseguir ser um bom indivíduo, vou para o purgatório ou para o inferno? E onde fica o purgatório? Onde fica o inferno? O que realmente acontece quando eu chegar lá? Estarei perdido para todo o sempre? Será que DEUS é tão cruel assim que não me dará uma nova chance?

Muitas e muitas pessoas apenas seguem os ensinamentos da bíblia ou de qualquer que seja o livro sagrado das mais diversas religiões sem questionarem absolutamente nada. Como se fôssemos literalmente ovelhas conduzidas por um pastor. Ora, se somos imagem e semelhança de DEUS e fomos os únicos agraciados com o maior presente do Pai, o “livre-arbítrio”, então temos não apenas o direito, como também a obrigação, de levantar esses questionamentos. Afinal de contas, somos seres inteligentes e segundo a ciência atual só utilizamos 5% da capacidade total do nosso cérebro. Portanto, se não o fizermos, estaremos nos igualando às ovelhas, seres irracionais. Acho que não é isso que DEUS quer de nós. Ele espera muito mais de seus filhos, assim como um pai que coloca seu filho no melhor colégio para estudar e ser alguém culto, sábio e vencedor.

Autor: Wagner Braga

Continuar lendo ARTIGOS: DEUS ESPERA MUITO MAIS DE NÓS E NÃO APENAS MEDIOCRIDADE, POR WAGNER BRAGA

REFLEXÃO: DOAR DESDE A MAIS TENRA INFÂNCIA É O CAMINHO NATURAL PARA O DESAPEGO

O exercício da doa ção que devemos fazer desde muito pequenos é o tema da nossa REFLEXÃO deste domingo, aqui na comuna. Uma das maiores lições é o ato de doar e se doar. E quando criança devemos ser ensinados pelos pais a doar aquilo que não nos serve mais, mas sem influenciar a criança, deixando-a livre para escolher o que deseja doar naquele momento. O texto a seguir nos instrui nesse sentido e eu lhe convido a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

14 DICAS PARA DESAPEGAR E DOAR TUDO O QUE NÃO SERVE MAIS

A lição da doação

Comumente ouvimos falar a respeito da necessidade de nos desapegarmos das coisas materiais, desde que somos passageiros nesta vida, sendo a verdadeira a vida espiritual.

Ao esboçarmos tal conceito, o que temos em mente é de repassá-lo para adultos, isto é, pessoas maduras.

É que nutrimos a ilusão de que os mais idosos é que partem primeiro, o que nem sempre é verdadeiro, embora possa parecer a lei natural.

Dessa forma, é bastante importante que comecemos a ministrar a lição da doação, do desapego aos pequeninos.

Excelente exercício é convidá-los a doar alguns dos seus brinquedos para outras crianças. Afinal, para os pequenos, o que existe de mais precioso, senão os seus brinquedos?

A experiência tem demonstrado que, assim convidadas, as crianças normalmente escolhem diversos brinquedos, em especial se lhes for dito que eles se destinam a outras crianças que não têm com que brincar.

É comovente se observar como elas separam bonecas, bolas, bichinhos de pelúcia, e vão afirmando: Com este, eu já não brinco mais. Este eu posso dar.

Mais comovente ainda é observá-las entregar, de boa vontade, os seus brinquedos a outras crianças.

Mas o que se tem registrado em momentos tais é a interferência dos pais, separando, dentre os escolhidos pela criança para doação, aqueles brinquedos que reputam de muito valor para irem parar nas mãos de uns pequenos carentes.

É que os adultos olhamos para os brinquedos com olhos de valores comerciais, enquanto a criança tem olhos de utilidade.

Muitas vezes, o brinquedo caro não é o seu preferido.

Quando, como pais, assim procedemos, estamos demonstrando o quanto somos apegados às coisas materiais e o quanto nos falta ainda exercitar para nos libertarmos em definitivo de tais conceitos.

Urgente que aprendamos a não interferir nas decisões das nossas crianças, quando a generosidade se lhes estampa nos gestos. Pois é nas lições do cotidiano que se forma o caráter dos pequenos. E, de um modo geral, somos nós mesmos, os pais, que podamos com nossas atitudes aquilo que é espontâneo nos nossos pequenos.

Dar coisas, e mormente aquelas que consideramos como preciosas, é a verdadeira lição da doação.

Lição que os pequenos demonstram em abundância, nas quais nós, os adultos, nos devemos espelhar.

É que, normalmente, buscamos dar daquilo que nos sobra, que nos é supérfluo, que não mais desejamos.

Quando assim agimos, não estamos nos doando verdadeiramente, pois que nada mais fazemos que atender a um gesto de fraternidade, algo que se espera de qualquer ser humano em relação a outro carente.

* * *

O sinal de que Jesus está conosco e nós com Ele é exatamente o que nos dispomos dar, em nome Dele.

Doemos, pois, o pão da esperança, da alegria e do bom ânimo para todos os que encontremos em nosso caminho, desesperançados, tristes e acabrunhados.

Engrandeçamo-nos nas pequenas doações, crescendo nos deveres que nos cabem realizar.

Redação do Momento Espírita, com pensamento final extraído do verbete Doação, do livro Repositório de sabedoria, v.2, pelo Espírito Joanna de Ângelis , psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: DOAR DESDE A MAIS TENRA INFÂNCIA É O CAMINHO NATURAL PARA O DESAPEGO

REFLEXÃO: COMO EVITAR O MEDO DA MORTE PORQUE A EPIDEMIA ESTÁ AQUI?

Na nossa coluna REFLEXÃO desta quarta-feira trago um questionamento feito a OSHO há 40 anos quando a AIDS se espalhou e a resposta merece uma profunda REFLEXÃO para encontramos a resposta e/ou a solução para pandemia que estamos vivendo atualmente. Por isso eu te convido a ler o texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Image may contain: one or more people, beard, closeup and outdoor

Como evitar a Pandemia ?

Osho foi interrogado sobre isso há cerca de 40 anos, quando a AIDS se espalhou.
– Osho respondeu:
′′Você está fazendo a pergunta errada – a pergunta certa deve ser:
COMO EVITAR O MEDO DA MORTE PORQUE A EPIDEMIA ESTÁ AQUI?
É muito fácil evitar um vírus, mas é muito difícil evitar o medo em você e evitá-lo no mundo.
As pessoas morrerão mais de medo do que de epidemia.
Nenhum vírus neste mundo é mais perigoso do que o medo.
Entenda esse medo, senão você se tornará um cadáver antes que seu corpo morra.
A atmosfera assustadora que você sente nesses momentos é uma loucura coletiva.
Isso aconteceu milhares de vezes e acontecerá novamente.
Se você não entende psicologia humana e medo, sua consciência pode estar completamente perdida.
Você nem vai saber quando perdeu o controle.
Então o medo pode fazer você fazer qualquer coisa.
Tenham cuidado!
Não assistam as notícias assustadoras.
Parem de falar sobre epidemia.
Repetir a mesma coisa continuamente é auto-hipnose.
O MEDO É UM TIPO DE AUTO-HIPNOSE.
Ele causa mudanças químicas no corpo.
E se você mantiver isso repetidamente, isso pode causar uma mudança química tão tóxica que pode te matar.
Durante uma epidemia, a energia no mundo se torna irracional. Você pode cair em um buraco negro a qualquer momento.
Meditação, ou melhor, paz cerebral, silêncio mental, pode então criar uma aura protetora na qual nenhuma energia negativa pode penetrar.”
– Osho
Continuar lendo REFLEXÃO: COMO EVITAR O MEDO DA MORTE PORQUE A EPIDEMIA ESTÁ AQUI?

DICA DE LIVRO: A SABEDORIA NOSSA DE CADA DIA DE AUGUSTO CURY

Quarta-feira é dia de DICA DE LIVRO e a dica de hoje é um Best Seller sensacional do renomado Augusto Cury. O Pai-Nosso é uma das orações mais recitadas em todo o mundo, mas poucas pessoas compreendem a profundidade das mensagens que ela traz.

Com a intenção de desvendar os segredos ocultos nas palavras de Jesus e de revelar o poder transformador dessa prece, Augusto Cury escreveu a coleção  Os segredos do Pai-Nosso .

Embora os dois livros se complementem, eles podem ser lidos de forma independente, pois abordam temas distintos: o primeiro volume estuda as características de Deus e o segundo,  A sabedoria nossa de cada dia , trata da personalidade humana, seus dilemas e conflitos.

Nessa fascinante jornada, você vai descobrir a profunda visão de Jesus dos sentimentos humanos e conhecer algumas ferramentas indispensáveis ao equilíbrio, à saúde mental e à expansão dos horizontes da inteligência.

Quando tomarmos consciência de que amor, alegria, tranquilidade, compaixão, sonhos, autoconhecimento, autoestima, tolerância e solidariedade são as nossas necessidades fundamentais, teremos colocado em prática a mensagem contida na oração que o Mestre dos Mestres nos ensinou. Portanto, não perca tempo e adquira logo esse livro de ensinamentos maravilhosos.

Continuar lendo DICA DE LIVRO: A SABEDORIA NOSSA DE CADA DIA DE AUGUSTO CURY

AUTOCONHECIMENTO: UM ALERTA PARA OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS NA TERRA. PRECISAMOS FICAR DE OLHOS BEM ABERTOS!

O destaque da coluna AUTOCONHECIMENTO deste domingo é uma mensagem canalizada pelo escritor e mensageiro Carlos Torres sobre o momento atual na terra, sob os auspícios dos poderosos governantes que querem impor obrigatoriedade de vacinação apressando e colocando pressão num processo que deveria ser natural e isso mostra a má intensão desses representantes das forças das sombras. Devemos estar alertas e de olhos bem abertos. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir e tomar conhecimento da verdade que permeia a nossa realidade!

Mensagem Espiritual sobre o Momento Atual na Terra.

Atualizado: Out 24

Texto de Carlos Torres — escritor e mensageiro.

Mensagem canalizada em 23 de Outubro, 2020

Instagram oficial: @carlostorresescritor

 

É com muita alegria e disposição que estamos entrando em comunicação com vocês. Não para lançar mais medo sobre vossas consciências cansadas e atormentas há tanto tempo devido a força das sombras.

Saibam queridos irmãos, vocês estão ultrapassando por uma grande transição planetária que explanávamos desde 2012. Porém, agora as provas estão vindo de cima até embaixo com intensidade e verdade. As máscaras estão caindo ao redor do mundo e a verdade finalmente está vindo à superfície. Desde as famílias, amizades, relacionamentos, trabalhos e propósitos de vida.

As mudanças estão vindo diretamente dos mundos celestes para o mundo terreno onde vocês estão. Não se enganem, o transcendental foi divulgado no grande livro sagrado escrito pelos apóstolos, os guerreiros de Cristo, e também por seus antepassados das tribos de Judah e toda a sua genealogia sagrada. Desde Salomão, até Davi, Jessé, Abraão e Noé.

Não há possibilidades dentro dos registros divinos da alma mundy, para as sombras vencerem. Porém, saibam, a força dos arcontes está mais forte, pois eles estão raivosos e desesperados, já que conhecem os ditames maiores do Faraó Jesus para os destinos da Terra. Sim, eles são magos das sombras e já sabem que o mestre maior está voltando nos corações das pessoas ao redor do mundo. O que os deixa desesperados é saber que as energias de amor, gratidão e compaixão estão voltando com intensidade em muitas famílias ao redor do mundo, mesmo que isso não pareça verdade, nós podemos afirmar, a luz de Cristo está invadindo a casa das pessoas que estão despertando seus corações novamente para seus ensinamentos e os ensinamentos de sua Mãe Maria. Por mais que digam ao contrário disto, não creiam. Elevem seus pensamentos a Eles e suas almas acalmarão imediatamente.

Não se enganem quando assistirem desgraças em suas televisões, saibam de uma vez por todas, ela não mostra a realidade, mostra apenas o medo, o desespero e a discórdia entre as pessoas, entre os governantes e os países. São meras ilusões que ainda avançam sobre a maioria da população desatenta e desavisada. Queremos que ouçam no silêncio de suas mentes, o shofar de Cristo voltando a tocar outra vez, como a grande trombeta extraordinária do apocalipse, a revelação, o retorno dele.

Muitos já estão ouvindo o chamado para a grande batalha. Não uma batalha com armas e mortes, mas sim através do silêncio pacífico, do entendimento e do amor. A luz também utiliza a força quando necessário, não se enganem.

Não acreditem em quem impõe, não acreditem em quem se valoriza politicamente sobre cadáveres e mortes de outras pessoas, não acreditem em quem divulga desgraças e medo como suportes para as suas ambições. É muito fácil desmascarar aqueles que estão trabalhando direta e indiretamente para o Maléfico, vejam, eles se vestem muito bem, com roupas caras e bem passadas, muitos deles utilizam vestes brancas e compridas para esconder sua verdadeira essência. Outros vestem capas pretas longas e se dizem reis da justiça.

Saibam, eles estão todos unidos contra Cristo e também contra você. Creia somente em sua consciência daqui em diante, pois estamos entrando no terreno da não-verdade e da propagação de enganações. Esses mesmos, e todos unidos, virão dentro de poucos meses impor a colocação de partículas em vossos corpos através de vacinas ultrajantes. Acalmem, esta um dia virá, mas no tempo justo e adequado. A sombra sempre utiliza da pressa e da pressão como conduta, nós sempre vos avisamos sobre isso em suas vidas particulares, agora estão agindo na forma coletiva. Não se deixem levar por esta pressão descontrolada. Isso tudo está vindo como preparação para a implantação da marca que João o melhor amigo de Jesus descreveu em Patmos na Grécia.

Vocês precisam a qualquer custo estarem cientes das amarras do mal, pois eles estão desesperados e utilizaram de todos os artifícios para controlar seus corpos e mentes. Nós somos mentores azuis e queremos que suas consciências continuem livres e lúcidas, como também dos seus filhos e netos nas próximas gerações.

Jesus, o rei do reino dos céus está avisando através da sua trombeta de Shofar sobre a sua chegada, e infelizmente a igreja deste século não está mais ao lado dele. Desculpem a franqueza, mas a sombra conspurcou as entranhas do sagrado. Há sim muita ânsia pelo dinheiro e muito mais ânsia pelo poder. Os arcontes que sempre brigaram para dominar o plano Terra, desde a Atlântida, e após o diluvio, durante as viagens de Abraão pela Mesopotamia, durante as dinastias egípcias de Ramses, impregnados no império romano e em outros tempos. Infelizmente eles ainda continuam vivos e querendo a mesma coisa, porém agora não mais somente o planeta, mas também vossas mentes lúcidas e vosso corações de ouro, pois é através deles que eles absorvem energia e assim conseguem sobreviver pelo tempo.

Não queremos passar medo nesta mensagem, muito pelo contrário, queremos alertar que o tempo das sombras está chegando ao fim, o tempo das guerras terminou. Estamos escrevendo esta mensagem para que fiquem cientes que os guerreiros templários de Cristo estão ativos e conscientes dos seus papéis outra vez. A sombra lutará contra eles, mas a luz é muito mais forte e vitória esta predestinada nos anais do tempo e no livro sagrado, a Bíblia.

Para finalizar esta mensagem de esclarecimento. Queremos que abram vossos corações e comecem a agradecer de verdade por vossas vidas, Mas por favor, não aceitem qualquer imposição vindo dos estados, dos governantes e das instituições que obriguem vocês a fazerem aquilo que não querem.

Como já dissemos, assim trabalha a sombra, através da pressa, da pressão, da ansiedade, do amedrontando da população e utilizando de todos as fontes de informação para isso, fechando todas as frestas e todas as possibilidades de saída para a liberdade.

A luz nunca tirará a sua liberdade de ir e vir, de viver, de escolher e continuar com o seu livre arbítrio. Tudo aquilo que for ao contrário disto, é ordem das sombras.

É sabido que muitas pessoas encarnadas estão trabalhando para ela hoje em dia. Porém, se tiverem 100.000 contra Cristo, haverá sempre 7 vezes mais com ele.

Desejamos alegria em vossos corações, nobreza para vossos pais e mães, e confiança sempre.

Vitória! Vitória! Vitória!

Em luz, nos despedimos agora. Gratidão Eterna.

Ao terminar de ler este texto, ore o hino maior do Reino do Céus ensinado por Jesus na montanha de Cafarnaum para 144.000 voluntários. O Pai Nosso!

Site oficial do escritor e mensageiro Carlos Torres

https://www.carlostorresescritor.com.br

 

Mensagem transcrita no Youtube na voz de Carlos Torres

Fonte: Carlostorresescritor.com.br

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: UM ALERTA PARA OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS NA TERRA. PRECISAMOS FICAR DE OLHOS BEM ABERTOS!

AUTOCONHECIMENTO: UMA ANÁLISE SOBRE O CAMINHO EVOLUTIVO PERCORRIDO PELA HUMANIDADE

No texto a seguir você vai conhecer o caminho percorrido pela humanidade sob a ótica do espiritismo numa análise dos níveis evolutivos que permeiam cada alma, cada ser e que justificam os diferentes comportamentos, bem como a incapacidade de compreensão que decorre de nosso nível evolutivo. Então lhe convido a ler esse texto esclarecedor e expandir a sua mente.

Um Só Caminho, Uma Mesma Humanidade | Blog Cidadania & Cultura

O MISTÉRIO DO SER

Uma análise sobre o caminho evolutivo percorrido pela humanidade.

Postado em Editora Vivência

Por Heloisa Pires

Não existe mistério, tudo um dia vai ser compreendido. A incapacidade de compreensão decorre de nosso nível evolutivo.

Platão lembra com muita propriedade na Alegoria da Caverna, que escravos educados no fundo de uma caverna, com as costas viradas para a luz, precisariam de uma reeducação para que entendessem o mundo real quando fossem libertados. Teriam aprendido a realidade através das sombras projetadas na caverna. Uma compreensão mutilada, ilusória.

Popper explica a facilidade que o homem da Terra possui para confundir a sombra com a realidade. Lembra como adoramos criar regras baseadas em exceções. Dizemos que o leite ferve a cem graus centígrados quando na verdade isso nem sempre acontece. Não ocorre em um recipiente com vácuo; não ocorre a grandes altitudes. Tantas são as vezes onde o fenômeno não ocorre, que não poderíamos criar uma lei sobre isso. Mas criamos.

O desenvolvimento da Física mostra como na realidade somos os escravos criados no fundo da caverna, mergulhados no barro da Terra, vendo sombras e julgando estar diante da realidade.

O homem é um grande desconhecido e o mundo à nossa volta é um mistério, um enigma a ser decifrado pelo espírito indestrutível. Por isso, André Luiz diz, em Evolução em Dois Mundos, que somos seres embrionários no desenvolvimento da razão. Fetos na compreensão do mundo onde vivemos.

Muitas vezes criamos teorias simplistas para explicar o que não compreendemos. Piaget diz que quando uma verdade está acima das possibilidades de compreensão de uma criança, ela a deturpa criando a sua própria verdade. Somos crianças na compreensão de nosso desenvolvimento na Terra, na compreensão da verdade e de nós mesmos.

Enfrentando um planeta difícil, em desenvolvimento, o homem da Terra imaginou que deuses terríveis o coordenavam. Julgou-se escravo da dor, chicoteado por deuses que se compraziam com o seu sofrimento.

UM MUNDO EM TRANSFORMAÇÃO

Analisando as dificuldades apresentadas pela matéria densa, entendemos porque ao primitivo o mundo aparecia terrível, mergulhado no sofrimento. Em suas primeiras expressões na Terra, encontrou-se cataclismos vários, que fizeram com que ele temesse a vida e a morte. Os vulcões, os terremotos, a dificuldade na coleta de alimentos e depois na caça, as mortes constantes, tudo deve ter parecido como um jogo terrível ao homem frágil perante um mundo em transformação, assolado por forças ainda obscuras para a sua compreensão. O sadomasoquismo começou a se desenvolver na Terra e, como desenvolvimento não dá saltos, acompanharia o individuo durante séculos.

Lideres religiosos manipulavam o medo e a dor iniciando “a herança do obscurantismo, alimentados pela magia primitiva, pelo temor do sagrado, pela nebulosidade dos conceitos formais sobre as coisas e seres gerando um pandemônio que não podia levar a nada” (Herculano Pires).

Joguete passivo de forças obscuras, o homem deixou-se conduzir por lideres cegos, condutores de cegos e as sombras terríveis do fatalismo, da impotência humana na superação da dor, envolveram a Terra, complicando o crescimento do homem.

Leon Denis chama a dor de equilíbrio e educação. André Luiz lembra que quando envolve os animais é dor-evolução. Herculano Pires, em toda a sua obra, mas principalmente em três livros – Concepção Existencial de Deus, O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte e Revisão do Cristianismo explica que “do sensível ao inteligente todos sofreram”, mas que cabe ao homem da Terra controlar, extirpar a dor.

MISSIONÁRIOS DE LUZ

O desenvolvimento cientifico veio permitir ao homem compreender a verdade apresentada no tempo e no espaço por irmãos mais velhos. Platão, Confúcio, Buda, Jesus vieram convidar o homem a compreender melhor o mundo à sua volta, a se libertar do sadomasoquismo, a desenvolver a fé nele mesmo e em Deus, para viver melhor.

Mas o homem da Terra, inflexível, cruel, mergulhado no egoísmo, ignorância e orgulho, não entendeu o convite do Amor. Não tendo ainda desenvolvido o Amor maior em seu coração, não possui material no cérebro que lhe permitisse decodificar a verdade apresentada pelos missionários da transformação, dentro da lei que se expressa em amor.

Um trabalho intenso no sentido de libertação de consciências foi realizado por Jesus, o Nazareno.

“Não entendemos o Cristo, não praticamos. Não entendemos o Espiritismo, não praticamos. Como falar em superação?”, questiona Bezerra de Menezes.

Jesus veio exemplificar a possibilidade e necessidade do homem da Terra libertar-se da dor. Curou paralíticos, desequilibrados psíquicos, obcecados, convidando o indivíduo a se perdoar. “Os teus pecados estão perdoados; levanta-te e anda”. E induzido pelos fluidos melhores desse irmão especial, o individuo se permitia a libertação dos males psíquicos somatizados no corpo físico. O campo eletromagnético formado pelo Mestre realizava o que na época consideramos milagres, mas que agora sabemos ser fruto de um pensamento firme, positivo e libertador. O grande psicólogo, o maior educador de todos os tempos, sabia que misturávamos às dores próprias de um mundo em evolução, as dores criadas por nosso desequilíbrio, produto do horror que sentíamos perante nossa indignidade.

No capitulo O Bem e o Mal, de A Gênese, a lição é clara: “A maioria dos males é fruto do homem”. A guerra, a fome, o desemprego, o abandono de crianças e velhos, a marginalidade de todos os necessitados, os desequilíbrios psíquicos, e a quebra das defesas orgânicas que se expressam em doenças várias.

Se o homem da Terra continuar a achar, consciente ou inconscientemente, que só através da dor conseguirá a cura, só lhe restará esse método terrível para o seu reequilíbrio.

Mas, então, porque os vegetais, minerais e animais irracionais sofrem?

Quando a Terra enfrenta as dificuldades do crescimento que se expressam, por exemplo, através de um vulcão, sofreram os minerais, os vegetais e animais na zona atingida.

Quando o homem atacou Hiroshima e Nagasaki, sofreram todos os seres vivos atingidos pelas radiações. Atrás da complexidade das leis evolutivas existem nuances por nós ainda não capitadas.

A teoria simplista, antromórfica, que se espalhou no meio espírita, deixa muito a desejar. Se a dor fosse produto apenas de erros do passado, os irracionais não apresentariam doenças em tudo semelhantes aos racionais.

A teoria da relatividade e a compreensão da antimatéria dilatou nossa compreensão para o horizonte físico. A verdade contida na doutrina dos espíritos dilata a nossa compreensão para as palavras contidas no item “Fatalidade”, em Leis Morais: “Fatal só nascimento e morte”. E depois: “Se uma telha cair na sua cabeça, não diga estava escrito”, provavelmente ela foi mal colocada.

Existe, no sensível, um mecanismo que provoca a evolução dos seres. Entranhada na matéria densa existe a lei que faz com que o mineral saia de sua estase e caminhe para o reino vegetal. O vegetal, por sua vez, sofrerá a ação do mesmo mecanismo, caminhando para a irracionalidade dos animais, para então penetrar no reino hominal; e só então, ao mecanismo do sensível, une-se ao psiquismo humano para conduzir o homem à “angelitude”, ao desenvolvimento pleno. Como poderia o mineral desenvolver-se se não fosse trabalhado realizado pela matéria densa? O vento, a chuva, os abalos vários, o arrancam de sua estase e o fazem penetrar no reino dos vegetais. A seca, as enchentes, as doenças várias que envolvem o reino vegetal na Terra, continuam a provocar o desenvolvimento do indivíduo. É a dor-evolução apresentada por André Luiz, é a dor equilíbrio e educação de Leon Denis, é a lei de crescimento encontrada na meteria densa.

AMADURECIMENTO

Compreendemos que os seres que se expressam nos primeiros níveis de crescimento sejam tangidos pela dor-evolução, sejam sacudidos ainda em sua inconsciência pela força da matéria. Mas, que o homem do século XX, que chegou à Lua, continua a ser escravo das dificuldades da matéria e se deixa levar, à semelhança dos vegetais e animais irracionais, pelas dificuldades necessárias aos seres que não pensam, é inconcebível. E, ainda que esse mesmo homem convencione que deve continuar joguete passivo de forças obscuras, onde os “capatazes de Deus” devem continuar a puni-lo, açoitá-lo, com dores irracionais para fazê-lo crescer, é terrível. Por que o homem que iniciou a sua libertação da dor através da anestesia, assepsia, crescimento nos vários setores do conhecimento, continua atrelado às dores da matéria densa?

Até quando esse individuo “misterioso”, frágil e forte, grande e pequeno, vaidoso e bom, egoísta e altruísta, exigirá para si mesmo “o duplo esforço do freio e da esporra” prometido por Lázaro ao preguiçoso da Terra? “Ai do espírito preguiçoso, ai dele, porque nós, que somos os guias da humanidade em marcha, forçaremos a sua vontade rebelde com o duplo esforço do freio e da espora…”. (Do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo).

Se a dor-evolução pode e deve ser dominada pelo homem da Terra, se toda a dor não é produto de erros do passado, mas faz parte das dificuldades do Planeta, se não somos pecadores mergulhados em um mundo de pecado e dor; se Jesus é o deus morto Osíres, coberto do sangue de todos os seus matadores; se Jesus é o irmão vivo e iluminado que já nos perdoou há dois mil anos. Se Deus é Amor, Sabedoria, Misericórdia e Perdão Incondicional, há que rever conceitos no meio espírita.

À importância dos conceitos, Herculano dedicou todo um capitulo em O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte, chamado “As revoluções conceptuais”. Há que rever a compreensão do meio espírita, para o qual o espiritismo é o grande desconhecido, sobre a revolução trazida por Sócrates, revista e completada por Jesus e representada por Kardec, que teve assessoria do Espírito Verdade. Essa revolução expressa-se na penetração das palavras usadas pelos homens para compreender o mundo a sua volta. À pobreza de linguagem unem-se a incapacidade de crianças que, não compreendendo a verdade, a mutilam.

Se Deus é Amor, Sabedoria, Misericórdia, ele expressa a infinidade de seus atributos na infinita capacidade de perdoar de forma incondicional, sem cobranças e sem dívidas.

Se o homem é criado à imagem e semelhança de Deus, possui e deve desenvolver essa capacidade de se perdoar e de se compreender em sua própria fragilidade.

Se criamos e agimos sobre fluidos espirituais e sobre nós mesmos, ou nos equilibrados psiquicamente, conseguindo o equilíbrio geral em nosso corpo físico e atividades na Terra, ou conturbaremos de tal forma a nossa vida que, às dificuldades próprias de um mundo difícil, acrescentaremos as criadas por nós mesmos, fruto da nossa incompreensão dos conceitos. Continuamos aprisionados à letra que mata, não entendendo a essência luminosa e libertadora da Verdade que convencionamos chamar de espiritismo.

TEMOS DIREIRO À FELICIDADE

Se o amor é luz, não castiga, não aprisiona, não lesa. Nós o que fazemos? Aprisionamo-nos aos complexos de culpa, amarramo-nos à matéria densa, não nos permitindo a felicidade relativa dos mundos difíceis. Julgando-nos indignos, expressamos esse julgamento nos atrelando aos problemas difíceis, aumentando as dores com os nossos desequilíbrios interiores.

Herculano lembra que se as revoluções da horizontal auxiliaram o homem da Terra, os revolucionários da vertical podem fazer muito mais por esse ser incoerente, necessitado, mas “luz do mundo e sal da Terra”, segundo Jesus.

Por que tanta dificuldade para o homem entender e implantar as revoluções conceituais?

Entregando-se ao domínio da matéria o homem tem dificuldades de se entender como ser espiritual e age e vive como se fosse de barro.

O ser encarnado expressa-se através da matéria que é, como dizem os espíritos a Kardec, “o liame que escraviza o espírito”; mas o espírito aprisiona a matéria se aprimora. O homem que inicia o domínio do mundo à sua volta na conquista do fogo, o homem que modifica o mundo, vai amadurecendo e vai aprimorando o planeta. E à medida que o planeta se aprimora o homem cresce espiritualmente.

Para auxiliar esse homem frágil, o espiritismo veio explicar o cristianismo. Não nas trevas do sadomasoquismo por nós criados, mas à luz da Razão, na compreensão de que muitos erros foram conseqüência de nossa ignorância.

Jesus apresenta o homem paranormal, que age com a força de seu pensamento à sua volta: “podeis fazer o que eu faço e muito mais”.

Pesquisas apresentadas em um documentário da BBC (Londres) realizadas na Rússia, mostram o homem conseguindo acender luzes com a força do pensamento, movendo objetos, realizando curas, desenvolvendo a dupla vista.

FÉ E EVOLUÇÃO

É à compreensão desse homem que o espiritismo conduz. No item “Faculdade de Cura”, no Livro dos Médiuns, os espíritos explicam que “a faculdade de cura não é apenas mediúnica, de vez que todos a possuem”. Ou seja, todos podem curar por si mesmos, sem servir de ponte para o plano espiritual. “Se tiverdes fé do tamanho de um grão de mostarda, nada vos será impossível”.

No item 192 do Livro dos Espíritos, quando Kardec pergunta aos espíritos se podemos mudar as nossas provas, os espíritos respondem: “só o desleixado permanece no mesmo ponto”.

Cobrir-se de cinzas, julgar-se pecador e indigno da felicidade, desequilibrar-se lesando o corpo físico, mergulhando nos complexos de culpa, revela a nossa indigência espiritual e incompreensão do Cristo e do espiritismo.

A transformação do individuo carente e egoísta da Terra, que se desconhece a própria dignidade espiritual e se comporta como se fosse apenas um homem de barro, só surgirá do despertar para o próprio valor: “sois a luz do mundo”.

A ciência da Terra faz um convite ao homem para equilibrar as suas emoções, conseguindo assim a sua saúde física.

André Luiz nos seus livros Equilíbrios e Desequilíbrios da Mente e Evolução em Dois Mundos, escreve sobre a importância da disciplina das emoções.

Como sermos tranqüilos, disciplinados, se não nos respeitarmos e confiarmos em nos mesmos?

Cabe ao espiritismo a grande revolução dos conceitos fazendo o homem entender Deus em toda a sua misericórdia e o homem em todas as suas possibilidades de criar sobre fluidos espirituais e físicos, ,modificando o mundo à sua volta.

No capitulo de A Gênese “Ação dos espíritos sobre os fluidos espirituais”, e no Livro dos Médiuns, capitulo “O laboratório do mundo invisível”, o consolador prometido mostra porque Jesus nos apresentou como luzes do mundo e disse que poderíamos fazer o que ele fez e muito mais. Agimos sobre o mundo à nossa volta e sobre nós mesmos, modificando-o e modificando-nos para melhor, ou, se o desejarmos, para pior. É o que temos feito, levados por nosso sadomasoquismo, fruto de nossos complexos de culpa.

O homem que caminha triste ou irresponsável, lesando e ferino o próximo, deve ser substituído por um homem confiante, tranqüilo, como sua origem luminosa e seu destino glorioso: “sois o sal da terra”. Esse homem, que ora se apresenta cabisbaixo, aceitando condições subumanas de vida; que de outras vezes se expressa em crueldade, manipulando, explorando a massa adormecida, será transformado no homem consciente, que ama o próximo como a si mesmo e que se ama profundamente; caso contrário não conseguirá amar o próximo.

Filósofos existencialistas, materialistas e espiritualistas compreenderam a finalidade da existência, embora não conseguissem saber como o homem carente da Terra chegará lá.

Sartre e outros apresentam o homem como um projeto, a vir a ser, uma flecha que parte para a transcendência, a superação da animalidade e depois da humanidade. Sarter, desanimado, imagina que jamais o homem chegará ao desenvolvimento pleno porque “é uma paixão inútil” que se modifica com a morte.

LEI DE EVOLUÇÃO

Filósofos existencialistas, espiritualistas e espíritas sabem que o homem conseguirá o seu pleno desenvolvimento através de várias encarnações. É uma flecha que parte de uma plataforma feita de um presente de trabalho e amor e vai para um futuro luminoso, para uma Terra transformada em mundo de paz, regeneração e amor. O homem, à luz da filosofia espírita é uma realização plena, é criatura divina, filha de um Pai sábio que o ama infinitamente e que ampara, compreende e perdoa sempre.

A filosofia existencialista lembra também que o homem não é apenas um vivente, um individuo que come, dorme, se reproduz e morre como qualquer ser vivo. O homem deve ser um existente, um individuo que aproveite a existência para aprender o conhecimento dos que o antecederam, enriquecê-los e deixá-los às gerações que vierem após ele. Não é um pecador, um homem que está amarrado a um passado de erros de tal forma que melhor seria esperar a passagem dos séculos para pensar em crescer. É um ser livre, que modifica o seu destino e o do mundo à sua volta no hoje, que encontra na oração as forças para agir como elemento indutor ao progresso.

Os educadores são unânimes em dizer que o individuo só é educado através do amor e que para isso devemos mostrar o lado bom da vida. Anísio Teixeira lembra a importância de, nesse mundo necessitado, mostrar as coisas boas. Piaget fala na necessidade do individuo se amar; na necessidade de valorização do indivíduo.

Qualquer educador tremeria ao ver as tentativas ainda hoje realizadas por aqueles que não entendem a doutrina espírita de educarem pelo temor e desvalorização da criatura. Convencer o homem de sua indignidade, de seu pouco valor, da necessidade do sofrimento irracional, é deseducar. É o que tem sido feito através dos séculos, e não tem dado bons resultados.

Ameaçamos os homens com o inferno pagão e de nada valeu. Criamos um inferno pior, o cristão, que de nada valeu. O meio espírita que não conhece os métodos modernos de educação apresentou exultante o umbral inferior, que é pior do que os dois infernos e nada vai conseguir.

EDUCAÇÃO X PUNIÇÃO

A pena de morte não consegue impedir crime algum. O castigo e o medo jamais educam. Só o amor constrói, só a compreensão de sua dignidade e luminosidade auxiliara o homem da Terra a abandonar o seu casulo de lagarta, a desenvolver as asas de borboleta e a partir para os vôos do infinito.

Herculano Pires lembra no seu livro O Reino que “a responsabilidade é planta rara que só se desenvolve em clima de liberdade”. Amarrando o homem ao barro da matéria, ao medo que acompanha o primitivo, à inconsciência de suas possibilidades transformadoras, não conseguiremos formar homens responsáveis, pois não lhes daremos a liberdade que lhes possibilite a responsabilidade. Continuamos a fazer, como em nossa incompreensão do cristianismo, criaturas reprimidas, hipócritas, falsas, que continuam a tentar a compra do amparo divino através de práticas exteriores.

Doutrina libertadora, o espiritismo apresenta um mundo racional que permite, a todos os reencarnantes, mudanças e extinção do carma negativo. Os indianos dizem que o homem que cresce moralmente, extingue o carma negativo. O trabalho é longo e árduo porque deve ser realizado no nível do inconsciente. No tempo e no espaço convencemos o homem da impossibilidade de fugir ao sofrimento, e agora, no espiritismo, devemos falar como Emannuel falou a Chico Xavier: “Duas são as pomadas que nos permitem a cura de nossas feridas do ano passado: uma é formada por lágrimas e dor e a outra por trabalho e suor. Podemos escolher”.

Se os minerais, vegetais e animais irracionais caminham tangidos pela dor-evolução, ao homem “que obra com conhecimento de causa”, é possível escolher. Escolhamos entre as leis, entre as quais não existe lei da dor, o trabalho e o amor. Somos deuses e luzes, somos o sal da Terra. E vamos salgá-la!

(Extraído da Revista Cristã de Espiritismo, nº 26, páginas 22-29)

Fonte: IPPB
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: UMA ANÁLISE SOBRE O CAMINHO EVOLUTIVO PERCORRIDO PELA HUMANIDADE

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: AS 5 CRENÇAS LIMITANTES QUE TRAVAM O NOSSO CRESCIMENTO PESSOAS E ESPIRITUAL

Nesta sexta-feira, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL temos um artigo que trata das crenças limitantes que são incutidas em nossas mentes desde que nascemos e que atrapalham e atrasam a nossa evolução. Por isso lhe convido a ler esse artigo esclarecedor que abrir a sua mente e lhe ajudar a se libertar desses dogmas e crenças que travam o nosso crescimento pessoal e espiritual.

5 coisas estúpidas que a sociedade cobra de você

Handsome bearded man resting after work and drinking coffee

Recentemente, escrevi um artigo que repercutiu muito, o assunto em questão era o quanto a sociedade que vivemos é doente e porque não aceitar o que ela nos oferece como normal é, na verdade, algo saudável a se fazer, embora isso possa nos estigmatizar socialmente e até nos fazer parecer loucos perante aos outros seres humanos.

É claro, em última análise, a sociedade nada mais é do que fruto da nossa própria criação — uma manifestação da nossa mente coletiva. A sociedade, portanto, pode ser mudada no momento em que tomarmos essa decisão, mas antes que possamos fazê-lo, primeiro precisamos mudar nós mesmos.

A melhor maneira para mudarmos é questionando as crenças que nutrimos por tradição e começar a pensar por nós mesmos a fim de descobrirmos uma forma de viver que realmente contribua para o nosso bem-estar. Por esse motivo, eu gostaria de te apresentar 5 coisas estúpidas e muito prejudiciais que a sociedade tem te ensinado e cobrado, juntamente com os motivos pelos quais você não deveria acreditar e nem segui-las:

1) “Você precisa obedecer às autoridades”

Desde muito cedo, a sociedade nos influenciou a não acreditarmos em nós mesmos, a não escutar a nossa voz interior e nem usar o nosso pensamento crítico. Se ousássemos fazer o contrário, estávamos destinados a nos meter em problemas.

Consequentemente, ao invés de criarmos e caminhar pelo nosso próprio caminho, nós seguimos um caminho predeterminado por outros, quer gostemos ou não.

A melhor maneira para mudarmos é começar a pensar por nós mesmos.

Nós temos aceitado como normal a cegueira de acreditar no que as autoridades nos dizem e a obedecer todas as regras que nos são impostas, sem parar para questionar essas crenças a fim de encontrar a verdade para que possamos viver da maneira que queremos e não da forma que a sociedade espera.

Não é surpresa que a maioria das pessoas não consiga pensar por si só e nem acatar a responsabilidade que tem pela própria vida, o que resulta em ser vítima das decisões que os outros tomam por ela.

2) “Você precisa se casar”

O amor é um pássaro livre e na maior parte dos casos, o casamento é uma prisão. A sociedade tem nos levado a acreditar que para ser um casal feliz e amável é preciso se casar. A realidade, no entanto, não poderia ser mais distante e isso é óbvio pelo fato de que metade dos casais casados acabam no divórcio.

O casamento é uma forma das pessoas possuírem a outra, de torná-la seu objeto e controlá-la a fim de se sentirem seguros com a ideia de que ela estará ali para sempre.

Mas como alguém pode saber o quanto esse amor durará?

O amor vem e vai, mas às vezes ele se vai rápido demais. Então, forçar esse tipo de relação com alguém que você não sabe se amará no futuro é algo estúpido e imaturo.

3) “Você precisa comprar várias coisas para ser feliz”

Muitos de nós acreditam que para ser feliz é preciso comprar várias coisas, especialmente as mais caras.

A publicidade nos enganou ao nos fazer acreditar que a felicidade é encontrada nos objetos materiais e a não ser que tenhamos um monte deles, não somos capazes de nos divertir.

Mas não importa quantas posses tenhamos, nos sentimos sedentos a ter mais, porque adquirir objetos materiais simplesmente não pode satisfazer as nossas necessidades emocionais.

O que nós realmente precisamos para sermos felizes é aprender a nos relacionar com os outros, a perseguir as nossas paixões, a desenvolver uma atitude plena e a sermos gratos pelas dádivas que a vida nos oferece — e dinheiro nenhum no mundo pode comprar isso!

4) “Você precisa ser rico para alcançar o sucesso

No nosso sistema econômico baseado em dívidas, todos precisamos de dinheiro para cobrir as nossas necessidades básicas e ter tempo e recurso para adquirir aquelas coisas que nos dão satisfação.

No entanto, muitas pessoas confundem a acumulação financeira com uma vida de sucesso. Elas pensam que para ser feliz é necessário ter uma conta bancária bastante recheada.

O sucesso não vem do dinheiro, mas sim de aprender a viver em harmonia.

É claro, elas não são responsáveis por isso. Desde que estávamos no primário nos levaram a acreditar que ter dinheiro é o maior objetivo da vida — sem ele, a vida é sem significado e sem propósito e se falhamos em obtê-lo, então falhamos com nós mesmos.

Desse modo, vemos quase todo mundo se matando para ganhar mais e não importa o quanto ganhem, ainda assim, eles se sentem tristes e apáticos porque não entendem que o sucesso não vem do dinheiro, mas sim de aprender a viver em harmonia com nós mesmos e com os outros.

5) “Você precisa ser religioso para ser uma boa pessoa”

Outra coisa estúpida que a sociedade te cobra é ser “religioso”. Muitas pessoas têm sido ensinadas por seus pais, escola e igreja que para ter uma boa moral e agir de boa fé com seus semelhantes é preciso acreditar cegamente em uma religião e seguir seus dogmas sem o direito de dúvidas.

Mas eu te digo uma coisa: isso é um absurdo!

Ser religiosamente doutrinado é algo que te suprime de várias maneiras. Isso acontece porque seguir os dogmas de uma religião significa que você agirá de determinadas formas porque uma escritura ou uma figura de poder te instruiu, e não porque você realmente quis e isso é extremamente negativo tanto para você quanto para o bem-estar do mundo todo.

Primeiramente, suprimir-se enche sua psique de “ódio próprio” porque quando você não se sente completo, amado e aceito por ser quem você é, como você pode se amar? Você só consegue se odiar. E como uma pessoa que se odeia é capaz de amar os outros? Não dá, amar a si mesmo é o primeiro passo para amar o próximo.

Além do mais, fazer certas coisas só porque sua religião diz que são boas pode ser algo realmente prejudicial tanto para você quanto para as pessoas ao seu redor, ainda que você tenha as melhores das intenções. Não é à toa, que algumas das piores atrocidades da humanidade tenham sido feitas em nome da religião.

Por último, mas não menos importante, quando você acredita que a sua religião é a única verdadeira, você passa a ver as outras crenças e seus seguidores como seus inimigos. Assim, a religião organizada gera ódio e conflito entre as pessoas.

Tendo dito tudo isso, a maioria das principais religiões do mundo tem importantes lições para ensinar, então estude-as e aprenda o que puder delas, mas certifique-se de descartar o que você sentir que não é certo ou útil. E acima de tudo, não aliene-se a nenhuma ideologia, seja ela religiosa ou não.

***

Sendo profundamente seres sociais com uma imensa necessidade de nos conectarmos e sermos amados pelos outros, muitos de nós vivem a fim de receber a aprovação social, com medo de que se agirem de outra forma serão abandonados e terão que enfrentar a solidão.

Porém, dessa forma só nos reprimimos e sacrificamos o nosso bem-estar. Obviamente, forçar-se a agir de determinada forma só porque te mandaram não é a decisão mais sábia e saudável a se tomar.

É claro, rebelar-se contra a sociedade é algo difícil, mas absolutamente necessário para que você possa trazer paz, felicidade e liberdade para sua vida e também para criar um mundo mais bonito para todo mundo.

Portanto, se você deseja viver melhor, você precisa deixar de lado suas crenças tóxicas que lhe foram impostas e arranjar coragem para dizer NÃO às estúpidas expectativas da sociedade, não importa quais obstáculos tenha que enfrentar na sua jornada.


Escrito por Amanda Prieto da Equipe Eu Sem Fronteiras

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: AS 5 CRENÇAS LIMITANTES QUE TRAVAM O NOSSO CRESCIMENTO PESSOAS E ESPIRITUAL

AUTOCONHECIMENTO: MANTENHA A SUA CENTELHA DIVINA ACESA E VIGILANTE

Ao manter a sua centelha divina acesa e vigilante você vai estar se fortificando es e preparando para assumir voos cada vez mais altos. Você é um guerreiro espiritual da Luz e o campo de batalha é a consciência, portanto, seja firme em suas forças. Estabeleça seu radar à prova de falhas utilizando todos os seus sentidos, processados ​​por seu cérebro e comandados por seu coração. Então seja o invencível! O texto a seguir lhe guia nessa jornada incrível e lhe ensina como ser invencível!

Seja o invencível

Mensagem canalizada em 30 de Novembro de 2020 – O Conselho da Luz Interior

Querido,

Faça o que puder para manter sua vibração elevada. Isso inclui qualquer coisa que faça seu coração se abrir e todo o seu corpo se alegrar. Para cada um é diferente, mas para a maioria sempre inclui natureza, música, dança, canto, conexão com os outros, criatividade, imaginação, comunhão interior e, principalmente, alegria e risos! Este é o melhor remédio que você tem, então tome sempre que necessário. Todas essas coisas também são contagiosas, então lembre-se do melhor vírus de todos, inspirado no amor.

Não precisamos dizer que estes são os momentos mais desafiadores de sua vida, pois uma ameaça desconhecida está sendo lançada sobre você como um bicho-papão sinistro. E, portanto, você deve fazer o que fazia quando criança quando essas ameaças imaginárias se aproximavam. Sua mente perpetua o que você alimenta, portanto, seja extremamente vigilante sobre o que você se expõe e o que permite habitar na santidade de sua mente. Seu coração é o gerador mais poderoso do planeta, então use-o bem e constantemente, sabendo que ele não tem limites. Você é uma centelha divina e sua Luz é mais poderosa do que qualquer escuridão. Você está protegido e guiado em todos os momentos, se você se permitir recebê-lo. Esta é uma batalha solitária que ocorre em conjunto com a unificação de todos os seus irmãos da Luz. Você é um guerreiro espiritual da Luz e o campo de batalha é a consciência, portanto, seja firme em suas forças. Não permita que nada menos do que amor habite em sua casa, pois você é um templo do divino, soberano e verdadeiro. Conheça essas contas sem hesitação e sua segurança estará garantida. Robusto e verdadeiro, este é você.

Use sua respiração como combustível sagrado. Atraia-o para dentro e para fora do seu ser com gratidão e reverência, sabendo o tempo todo que é seu direito de nascença. Deixe os códigos de Luz preencherem você. Deixe o poder rejuvenescer e sustentar você. Nada ou ninguém pode restringir ou silenciar você, pois você é a voz de Deus. E assim você emana o poder de Deus, a presença de Deus, a força de Deus e a sabedoria de Deus. Incorpore isso com sua respiração sagrada e seu conhecimento sagrado de quem você é. Sinta isso realmente dentro da plenitude do seu ser e, quando o fizer, nenhum bicho-papão de qualquer tamanho poderá zombar de você. Assuma sua responsabilidade divina agora.

Estabeleça seu radar à prova de falhas utilizando todos os seus sentidos, processados ​​por seu cérebro e comandados por seu coração – que só conhece a verdade. Qualquer coisa menos do que isso irá desviá-lo do caminho, então exerça brilho nisso. Seja invencível. No mar da falsidade, confie que, dessa perspectiva, você sempre saberá a verdade e exatamente o que fazer e quando. Você sempre será guiado, sempre protegido e sempre vitorioso.

Então, o que mais é que o preocupa? De sua presença soberana, nada pode vencê-lo. Enfrente aquele dragão até que você possa montá-lo. Este é o momento do confronto final e você sabe quem vence, então veja. Você conseguiu.

Nesse ínterim, terminamos como começamos: faça tudo o que puder para manter sua vibração elevada. Você sabe o que funciona para você e qualquer combinação dos dois: faça.

Você é a Luz do mundo, grandiosa e verdadeira. VOCÊ É A LUZ DO MUNDO. Há mais alguma coisa que você precisa saber? Nós também não pensamos assim.

Com sincero amor e honra, nós somos,
O Conselho da Luz Interior

Rebecca Couch – Fonte: https://eraoflight.com/
Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: MANTENHA A SUA CENTELHA DIVINA ACESA E VIGILANTE

REFLEXÃO: O QUE É DEUS NA VISÃO DE OSHO

Nesta terça-feira trago mais um texto maravilhoso publicado por Beth Michepud, em seu blog Sabedoria Universal, do grande Osho, sobre o maior questionamento que todo ser humano faz ao longo de sua existência: o que é Deus? A resposta de Osho é profunda e merece uma REFLEXÃO também profunda para se chegar uma conclusão coerente. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

E para você: o que é Deus?

 em 

 

Perguntaram à Osho: “- O que é Deus?”. E ele respondeu:

“Deus não é uma pessoa. Isto é provavelmente o mais longo mal entendido da história. Sempre que uma mentira é repetida por séculos ela parece verdade, mas não é. Deus é presença, não uma pessoa. É por isso que toda adoração é sem sentido. O espírito de oração é necessário, a oração não. Não existe ninguém para rezar, não existe possibilidade de diálogo entre você e Deus. Diálogo é possível apenas entre duas pessoas, e Deus não é uma pessoa mas uma presença – como a beleza, a alegria… o amor.. Deus simplesmente significa piedade.

Por causa disso é que Buda negou a existência de Deus. Ele quis enfatizar que Deus é uma qualidade, uma experiência – como o amor. Você não pode falar sobre o amor, você precisa vivê-lo. Você não precisa criar templos ao amor, você não precisa criar estátuas ao amor, e se prostrar aos pés dessas estátuas, isso é um contra-senso. (…)O homem tem vivido sob a pressão de um Deus enquanto pessoa, e duas calamidades tem surgido em função disso: Uma é o chamado homem religioso, que acredita que Deus está em algum lugar no céu e você precisa rezar para ele, para persuadi-lo a realizar seus desejos e a saciar suas ambições , para lhe dar prosperidade neste mundo e no outro mundo também. E isso é puro desperdício.

E no pólo, oposto pessoas que vêem a estupidez de tudo isso e se tornam ateístas; negam a existência de Deus. Eles tem um fundo de razão, mas ainda assim estão equivocados. Eles começaram negando não só a personalidade de Deus, mas também a experiência de Deus.Os teístas estão errados e os ateus estão errados; o homem precisa de uma visão nova, logo ele precisa sair dessas duas prisões.

Deus é a experiência definitiva do silencio, da graça, uma dimensão de celebração profunda incondicionada. Uma vez que você experimente Deus, acontece uma mudança radical em seu Ser. Então oração não é mais válida, a meditação se torna importante.Martin Buber dizia que orar é um diálogo entre você e Deus.Ainda existe uma relação entre eu – você, a dualidade persiste.

Buda está mais perto da verdade; você simplesmente salta para fora da mente, escorrega para fora da mente como uma cobra troca de pele. Você se torna profundamente silente. Não existe nenhum diálogo, nenhuma pergunta, nem monólogo tão pouco. Palavras desaparecem da sua consciência. Não existem desejos a serem cumpridos. A unicidade é aqui e agora.

Nessa tranquilidade, nessa calma total, você se torna consciente da qualidade luminosa da existência. Então, as árvores, as montanhas, os rios, as pessoas, tudo subitamente resplandece com uma aura luminosa. Tudo é radiante, e tudo é a vida única se expressando sob infinitas formas. O florescimento da existência em um milhão de formas, em um milhão de flores.Esta experiência é Deus!E todo mundo faz parte, porque você pode saber disso ou não, você ainda assim faz parte disso. A única possibilidade que existe é reconhecer isso ou não.A diferença entre uma pessoa iluminada e outra que não é iluminada, não é uma qualidade, ambas são absolutamente iguais. Existe apenas uma pequena diferença: a pessoa iluminada é ciente, e reconhece o final que permeia a totalidade, reconhece a essência sempre presente permeando tudo, vibrando, pulsando. Ela reconhece a batida do coração do universo. Ela reconhece que o universo não está morto, o universo é VIVO!

Essa Vida é Deus! A pessoa que ainda não alcançou a iluminação ainda dorme, vive nos seus sonhos. É claro, quando você não está desperto para sua própria realidade, como você pode despertar para a realidade dos outros? A primeira experiência precisa ser sua própria. Uma vez que você descubra a luz em você mesmo, você está apto a ver a luz em toda parte.

Deus precisa ser desembaraçado de todos os conceitos de personalidade. Personalidade é uma prisão. Deus precisa ser desembaraçado de qualquer forma particular; só assim pode assumir qualquer forma. Ele precisa ser desembaraçado de qualquer nome particular, só então pode assumir todos os nomes.Então, a pessoa vive em perfeita oração. (…) No entanto tudo o que ela diz é oração, tudo o que ela faz é oração e nessa oração ela cria seu templo. Ela está sempre se movendo nessa oração viva. Onde ela se senta se torna um lugar sagrado, tudo o que toca se transforma em puro ouro. Se permanece em silencio, seu silencio é ouro, se fala então seu som é ouro. Se está só, sua solitude é divina, se está com outras pessoas suas relações são divinas.

O básico, o mais importante é estar desperto para seu Ser mais profundo, porque este é o segredo de toda a existência.Meditação possui duas partes, o início e o fim. O início é chamado Dhyana, e o fim é chamado Samadhi.Dhyana é a semente, samadhi é a flor.Dhyana significa se tornar consciente de todos os trabalhos da mente, e todos os truques da mente – memórias, desejos, pensamentos, sonhos – estar consciente de tudo o que se passa dentro de você.

Dhyana é se tornar consciente, e samadhi é quando o consciente se torna tão profundo, tão total que é como o fogo que consome a mente e todas as funções. Consome pensamentos, desejos, ambições, esperanças, sonhos. Consome todo o complexo que preenche a mente.Samadhi é a dimensão onde a consciência está presente, mas nada mais resta dentro de você. A luz está presente mas não há mais objetos a serem iluminados.Comece com Dhyana, com a meditação e o final será Samadhi, o êxtase, e você saberá o que é Deus!

Não é uma hipótese, é uma experiência.Você precisa VIVER! É o único modo de conhecê-lo.” (Osho)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O QUE É DEUS NA VISÃO DE OSHO

AUTOCONHECIMENTO: VAMOS TOMAR CUIDADO E SABER QUANDO GENTILEZA REALMENTE GERA GENTILEZA!

Precisamos começar a observar como estamos tratando as pessoas. Se estamos sendo gentis Em resumo, ser gentil é tratar o próximo como gostaria de ser tratado. Se você não acha necessidade em tratar as outras pessoas bem, está penalizando a si mesmo, por não aceitar a si próprio. Quando as pessoas agem assim estão lutando com a lei universal da atração. Um a teimosia estúpida. Portanto corrija o rumo para que a frese a seguir mude e vire: “Gentileza sempre gera gentileza”.

Gentileza NEM SEMPRE gera gentileza

Imagem de duas pessoas dando as mãos como gesto de gentileza
Aleksandrdavydov/ 123RF

Éde conhecimento de todos os benefícios da gentileza, do quanto ela nos faz evoluir como ser humano não só psicologicamente. Mas também podemos dizer que a gentileza é fator essencial para evolução da alma.

A gentileza deveria ser um hábito comum à nossa natureza, mas, com uma rotina cada vez mais agitada, ela acaba dando lugar para a pressa e o egoísmo. Sendo assim gentileza tornou-se uma virtude que tem a ver com os costumes locais, uma obrigação dentro de uma determinada educação, algo instalado em nosso cotidiano, passando a ser inconsciente.

Ser gentil, sentir-se do bem e, principalmente, ser do bem, mas não necessariamente é um fator que altera o sentimento verdadeiro de quem o recebe e de quem o pratica.

O ser humano carrega uma gama de defeitos e qualidades e ser gentil consiste em algo que não é humano, mas sim uma grande conquista onde ser sociável é um aprendizado que visa à convivência, à vida em sociedade.

Há vários tipos de gentileza praticados por vários tipos de pessoas. Porém o que se tem visto são pessoas que praticam a gentileza por modismo ou para que sua consciência fique tranquila com relação a tal fato, ou para nos enquadrarmos aos padrões da fé que praticamos; a gentileza é algo muito mais complexo que isso, pois, quando verdadeira, envolve uma mudança interpessoal e o verdadeiro desejo de ser uma pessoa melhor.

Soldado interagindo com duas crianças como gesto de gentileza
pexels/ pixabay

A gentileza não é, por exemplo, apenas falar a verdade, mas sim saber como falar a verdade. É um despertar de consciência e a conquista de um saber que eleva nosso entendimento sobre nosso papel aqui na Terra.

Em resumo, ser gentil é tratar o próximo como gostaria de ser tratado. Se você não acha necessidade em tratar as outras pessoas bem, está penalizando a si mesmo, por não aceitar a si próprio.

Quando despertamos uma consciência verdadeira sobre o que é ser gentil, tendo segurança de si mesmo e de seus valores, somos capazes de ser gentis e exercer a gentileza independente do retorno que isso nos gerará. Devemos fazer com que a gentileza seja natural e constante sem escolher pessoas, grupos ou determinados locais.

Mesmo que nossos atos não tenham retorno e sejam até recebidos com hostilidade, devemos manter nossos atos de gentileza, por tratar-se de uma constante para evolução de nosso ser.

Tudo evolui, porém cada um tem o seu tempo e maneira de evoluir; ser gentil e não esperar um retorno de gentileza é a verdadeira essência do ato. Conscientes, porém, que a não necessidade de aflição ou de tristeza pelo mesmo é o despertar da consciência de que um dia a evolução e a gentileza chegarão para todo mundo.

Que sejamos sempre gentis.

Fonte: Eu SemFronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VAMOS TOMAR CUIDADO E SABER QUANDO GENTILEZA REALMENTE GERA GENTILEZA!

CIÊNCIAS- AS PESSOAS TENDEM A DAR MAIS ATENÇÃO A INFORMAÇÕES QUE CONFIRMAM SUAS PRÓPRIAS CRENÇAS

Mudar crenças não é fácil, pois as principais crenças que trazemos conosco desde o nascimento são crenças religiosas milenares incutidas nas mentes dos nossos ancestrais e sendo assim se faz necessário fazer uma reprogramação do nosso subconsciente. O estudo a seguir mostra por que e como é tão difícil mudar crenças. Leia e saiba o Porquê!

Estudo mostra por que e como é tão difícil mudar crenças

Segundo pesquisadores europeus, a rapidez das comunicações via internet ajuda a tornar muitas pessoas imunes a argumentos que contrariem suas próprias ideias

Estudo mostra por que e como é tão difícil mudar crenças - Planeta

As pessoas tendem a dar mais atenção a informações que confirmam suas próprias crenças. Crédito: Pikrepo

Conversando com outras pessoas e observando seu comportamento, podemos aprender coisas inovadoras, adquirir novas habilidades e nos adaptar a condições que ainda não conhecíamos. Mas e se as informações fornecidas pelo ambiente social forem inconsistentes ou contraditórias? Em um estudo recente, pesquisadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano (Alemanha) e da Universidade de Amsterdã (Holanda) investigaram como as pessoas lidam com informações de diversas fontes sociais e como usam essas informações para formar crenças. O trabalho foi apresentado em artigo na revista “Proceedings of the Royal Society B”.

“A internet, em particular, mudou dramaticamente a estrutura e a dinâmica das interações sociais. A disponibilidade de fontes sociais é até certo ponto controlada por algoritmos – o que vemos é tendencioso em favor de nossas próprias preferências. Ao mesmo tempo, a internet nos dá acesso a pontos de vista potencialmente conflitantes”, diz Lucas Molleman, pesquisador associado do Centro de Racionalidade Adaptável do Instituto Max Planck para Desenvolvimento Humano e pós-doutorando na Universidade de Amsterdã, o autor principal do artigo.

Inicialmente os pesquisadores realizaram um estudo experimental com 95 participantes dos Estados Unidos. Esses participantes completaram uma versão adaptada do Berlin Estimate AdjuStment Task (Beast), que mede de forma confiável o uso de informações sociais pelos indivíduos. Eles viram imagens de grupos de animais e foi-lhes solicitado que estimassem o número de animais. Em seguida, eles viram as estimativas de três outros participantes e receberam a solicitação de fazer uma segunda estimativa. Quanto mais os participantes ajustavam suas estimativas às de seus pares, mais levavam em consideração as informações sociais.

Mais peso à estimativa inicial

Ao longo de 30 rodadas da tarefa, os pesquisadores variaram as condições do estudo. Eles apresentaram aos participantes estimativas que se desviaram em maior ou menor medida de suas próprias estimativas, e que eram mais ou menos extremas. Os resultados mostraram que se os participantes integraram informações do ambiente social em sua segunda estimativa, isso dependia de se e com que intensidade as estimativas de seus pares se desviaram umas das outras e de suas próprias estimativas. Os participantes tinham maior probabilidade de ajustar suas estimativas quando seus pares concordavam entre si e suas estimativas não eram muito diferentes das do próprio participante. A maior variação nas estimativas dos pares reduziu seu impacto no julgamento do próprio participante.

Em geral, os participantes deram mais peso à sua própria estimativa inicial do que às estimativas de seus pares. No geral, três estratégias de ajuste foram identificadas: 1) aderir à estimativa original de alguém; 2) adotar a estimativa de um dos três pares; 3) fazer uma conciliação entre a estimativa original e as estimativas de pares.

Desconto egocêntrico

A frequência relativa dessas estratégias diferiu significativamente entre as condições do estudo. Quando os participantes observaram um único par que concordava intimamente com eles, era mais provável que eles mantivessem sua estimativa original ou adotassem a estimativa do par mais próximo. Quando nenhum dos pares estava de acordo com eles, os participantes tendiam mais a se comprometer ajustando sua estimativa para (mas raramente além) a do par mais próximo.

“Nosso experimento quantifica como as pessoas avaliam suas próprias crenças anteriores e as crenças dos outros. Em nosso contexto, não há realmente nenhuma razão para supor que a estimativa de alguém seja melhor do que a de qualquer outra pessoa. Mas o que vemos aqui é um efeito conhecido em psicologia como ‘desconto egocêntrico’ – ou seja, quando as pessoas colocam mais peso em suas próprias crenças do que nas dos outro”, explica o coautor Alan Noveas Tump, pós-doutorando no Centro de Racionalidade Adaptativa do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano. “Além do mais, nosso estudo revela que esse peso é fortemente impactado pela consistência das crenças dos outros em relação às suas próprias. As pessoas são mais propensas a dar atenção a informações que confirmam suas próprias crenças.”

Bolha de filtro

Com base nessas descobertas, os pesquisadores desenvolveram um modelo que integra as estratégias de ajuste observadas e capta que as pessoas prestam atenção especial às informações sociais que confirmam seus julgamentos pessoais. Usando simulações, eles investigaram como as pessoas se comportariam em situações da vida real.

Por exemplo, eles simularam uma “bolha de filtro” [estado de isolamento social criado por algoritmos usados por sites como Google, Facebook e certos veículos de comunicação ao exibirem a cada usuário conteúdos supostamente alinhados com interesses que a pessoa manifestou no passado – N. da R.] típica, em que as informações sociais tendem a vir de indivíduos com ideias semelhantes. Eles também simularam tentativas típicas de mudar a mente das pessoas, confrontando-as com informações inconsistentes com suas próprias crenças. Finalmente, eles investigaram como as pessoas reagem ao ser expostas simultaneamente a diferentes grupos com crenças extremas. Suas simulações sugerem que os efeitos de confirmação podem levar à recusa de informações sociais divergentes, à exacerbação dos efeitos da bolha de filtro e a uma radicalização maior das pessoas em suas atitudes.

Imunidade a argumentos opostos

“Embora nosso estudo tenha sido experimental em design, nosso modelo ajuda a explicar muitos fenômenos contemporâneos”, diz o coautor Wouter van den Bos, cientista pesquisador adjunto do Centro de Racionalidade Adaptativa do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano e professor associado da Universidade de Amsterdã. “Ele mostra como a maneira pela qual as pessoas processam as informações sociais pode exacerbar as bolhas de filtro na internet e por que os debates públicos muitas vezes se tornam polarizados à medida que as pessoas rapidamente se tornam imunes a argumentos opostos. Como as interações ocorrem cada vez mais on-line, as pessoas podem encontrar informações que confirmam suas crenças existentes, tornando-as menos dispostas a ouvir alternativas.”

Em estudos futuros, os pesquisadores querem integrar outros aspectos da realidade ao modelo para descobrir, por exemplo, se tem relevância se as informações sociais vêm de um amigo, um estranho, um especialista ou alguém com o mesmo viés político ou diferente do receptor. Eles também estão investigando como outras pessoas influenciam as doações altruístas dos indivíduos e a conformidade com as normas sociais.

Continuar lendo CIÊNCIAS- AS PESSOAS TENDEM A DAR MAIS ATENÇÃO A INFORMAÇÕES QUE CONFIRMAM SUAS PRÓPRIAS CRENÇAS

AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

O texto da nosso coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado vem nos convidar a fazer uma REFLEXÃO muito importante. Vem nos lembrar que somos detentores do Poder Criativo dado pelo Criador e que muitas vezes ficamos na posição de vitimas e esquecemos que podemos resgatar esse Poder Criativo. Então lhe convido a ler otexto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de resgatar o teu Poder Criativo

 

PODER DA MENTE | Jornal do Sudoete
Mensagem de 17 de Novembro de 2020

Este tópico de vítima para criador é relevante para quase todos vocês. Isto pode ser uma surpresa, mas praticamente todos vocês escolhem não expressar sua verdade ou seu poder através de sua voz ou através de suas ações em determinados momentos. E assim é para cada um de vocês permitir que este processo de vítima a criador trabalhe com vocês para sentir um empoderamento mais pleno em sua vida diária. Sem medo das repercussões que irão prejudicá-lo ou fazer sua energia encolher. Não, porque com o empoderamento e estando no momento, vocês encontram a maneira correta de expressar sua verdade para que ela seja mais facilmente recebida pelos outros. Mas também daquele lugar de empoderamento, a reação limitada ou negativa dos outros não lhe faz mal. Isso não faz com que sua energia encolha. Ele simplesmente o desafia a encontrar maneiras ainda mais belas de expressar aquilo que você deseja expressar para que os outros possam ouvi-lo e compreendê-lo.

Sim, então perceba que é hora de cada um de vocês reivindicar o poder da criação. Está aí. Ele está fluindo através de vocês momento a momento. Mas quando vocês começam a reivindicá-lo conscientemente, quando começam a pretender com sua comunicação a amar, expressar sua verdade, e expressar sua liberdade e criatividade e sua abundância e seu amor, isto é, empoderamento. Isso é ser um criador inteligente, desperto e alerta. Este é o convite a todos e cada um de vocês

Fonte: trabalhadoresdaluz.altervista.org

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: É HORA DE PERMITIR QUE O PROCESSO VÍTIMA E CRIADOR TRABALHE, PARA SENTIR UM EMPODERAMENTO MAIS PLENO NA SUA VIDA DIÁRIA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O PROPÓSITO DA EVOLUÇÃO É PERMITIR A CONSCIÊNCIA ALCANÇAR A PERFEIÇÃO NA MANIFESTAÇÃO HUMANA COMO SERES ALTRUÍSTAS

Em a Mente Compassiva, artigo a seguir, na nossa coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL desta quinta-feira você vai mergulhar numa REFLEXÃO que mescla o pensamento de Buda, Mahavira, Malala e Nelson Mandela para falar de não violência, igualdade e o poder que todos temos para brilhar. Por que será que isso não acontece pra todo mundo?

A mente  compassiva

Nelson Mandela disse: “Quem sou eu para ser tão brilhante, talentoso e famoso? Na verdade, quem é você para não ser? Você é um filho de Deus. Brincar de ser pequeno não serve ao mundo

Bhupendra Vora*

Mente Compassiva - Home | Facebook

O propósito da evolução é permitir à consciência alcançar a perfeição na manifestação humana como seres altruístas, com as qualidades de amor e compaixão, à imagem da divina inteligência que é a fonte de toda a vida. O amor dessa inteligência é visível em toda a sua criação, criada com infinita compaixão. Isso fica evidente nas miríades de espécies de vida com as habilidades especiais que lhes foram fornecidas pela natureza para sua sobrevivência.

Mahavira, o grande instrutor e reformador do Jainismo, declarava que não bastava a não violência como credo. Ele estendia esse princípio à solidariedade e ao auxílio a outros seres vivos, para se viver naturalmente, de acordo com as leis da natureza. A Nova Era exige sensibilidade e compaixão, mantendo em mente a interconexão e interdependência da vida em todos os níveis.

No Nobre Caminho Óctuplo de Buda, o primeiro passo, Reta Visão, é considerado de vital importância. Isso significa a compreensão da unidade da vida e das leis que governam o universo. Buda ensinou que trishna ou desejo, é a causa do sofrimento. Os seres humanos se prendem Ao ciclo de vida e morte por meio de desejos incessantes que causam um imenso sofrimento. A ignorância do propósito da vida mantém as pessoas escravizadas.

A mente humana, condicionada por coisas como raça, religião, classe social, etc., está encurralada num modo preconceituoso  de considerar o A mente compassiva mundo. Para compreender esse condicionamento é necessário sabedoria para descobrir suas causas. Os preconceitos a respeito das pessoas são as causas da divisão que cria conflito e sofrimento. Com a percepção, esse condicionamento pode ser reconhecido e a pessoa pode se libertar dele.

J. Kaalam, ex-presidente da Índia, falando perante o Parlamento Europeu, citou o antigo poeta tâmil Kaniyan Pungudranar: “Eu sou um cidadão do mundo e todos os cidadãos do mundo são meus parentes e amigos. Onde há retidão no coração há beleza no caráter. Onde há beleza no caráter há harmonia no lar. Onde há harmonia no lar há ordem na nação. Onde há ordem na nação há paz no mundo.”

São necessários, portanto, corretos valores e corretas formas de educação que resultem em indivíduos responsáveis e compassivos. Há muita coisa errada numa sociedade baseada apenas em valores materiais. Não deveria haver sensibilidade e compaixão para compartilhar os limitados recursos do mundo com aqueles que são menos afortunados que nós?

A extrema ganância de políticos, patrões e outros, com suas práticas ardilosas é responsável por muita iniquidade no mundo Essa doença é visível nos níveis individual, social e nacional do mundo. Há muito sofrimento no continente africano, que é explorado por seus recursos naturais e vida selvagem. O tráfico de “diamantes de sangue” e outras pedras preciosas abastece as indústrias de armamento que fornecem armas para milícias e tribos inimigas. Essas práticas nefastas são responsáveis por assassinatos, estupros e saques.

Em diversas partes do mundo há extrema crueldade contra cães e outros animais, que são cozidos vivos para deleite de pessoas que apreciam esse tipo de culinária. Radha Burnier escreveu: “Viver  de maneira compassiva no mundo moderno dificilmente parece ser um ideal, já que atrapalha grandes e imediatos lucros de negócios e entra em conflito com a procura de novos prazeres e satisfações.”

Outra causa de conflito é a doutrinação religiosa, que cria sociedades intolerantes. No discurso que fez nas Nações Unidas, a jovem Malala Yousufzai enfatizou a necessidade da educação promover um pensamento liberal e a não violência, citando os exemplo de Buda, Cristo, Maomé, Gandhi e Pashtun Badshah Khan.

Para o mundo mudar, o indivíduo precisa mudar. Uma mente que tenha preocupação compassiva com o bem-estar global deve estar envolvida em ações proativas. Nelson Mandela disse: “Nosso medo  mais profundo não é de sermos inadequados. É de sermos poderosos além da conta. É  luz, e não as trevas que nos assusta.‘ Quem sou eu para ser tão brilhante, talentoso e famoso?’ Na verdade, quem é você para não ser? Você é um filho de Deus. Brincar de ser pequeno não serve ao mundo… Nascemos para tornar magnífica a glória de Deus que está dentro de nós.”

Fonte: Revista Sophia • SET/OUT 2020 nº 87

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: O PROPÓSITO DA EVOLUÇÃO É PERMITIR A CONSCIÊNCIA ALCANÇAR A PERFEIÇÃO NA MANIFESTAÇÃO HUMANA COMO SERES ALTRUÍSTAS

REFLEXÃO: UMA FORTE REFLEXÃO SOBRE CURA

A Nossa REFLEXÃO desta quinta-feira é muito profunda e não é de fácil compreensão. Talvez seja necessário você ler o texto a seguir mias de uma vez para entender esse raciocínio. Mas você consegue e vale a pena ler mais de uma vez. Então experimente e depois diga aqui nos comentários o que achou?

A cura nunca vem da exclusão

 em 

 

“Cada um de nós, com todas as nossas imperfeições, é perfeito para o Universo. Cada um de nós possui dons e características únicas, necessárias para nosso aprendizado e evolução coletivas.

Se precisamos aprender sobre uma qualidade como a paciência, por exemplo, é necessário então que alguém nos provoque, talvez seja até desagradável, ou como poderíamos aprender?

Se todos fossem respeitosos e gentis, como desenvolveríamos a tolerância? Se todos fossem corretos, como desenvolveríamos o perdão?

E se essa evolução faz parte do plano divino, parte de nós precisaria necessariamente desempenhar esses papéis, vocês percebem?. Parte de nós teria que representar aquilo que condenamos para que todos, enquanto espécie, pudéssemos aprender a nos elevar da dualidade em direção à consciência de que somos um.

Aqueles condenamos são parte de nós. Enquanto dentro de nós permanecer essa divisão entre luz e sombra, entre bons e maus, essa dualidade estará manifesta ao nosso redor. Nossa inconsciência cria nossos piores pesadelos.

Quando desenvolvermos nossa compaixão o suficiente para abraçar o mal, compreendendo-o como uma parte de nós, só então iniciaremos o processo de cura da nossa sociedade. “A cura nunca vem da exclusão.” Eu sei. O ego não é capaz de aceitar isso. Só a alma pode nos salvar.” (Patrícia Gebrim)

Luz e Paz!

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA FORTE REFLEXÃO SOBRE CURA

DICA DE LIVRO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA, UMA JORNADA SAGRADA PELOS CAMINHOS DE SINTRA, DE SOL DE OLIVEIRA

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é O Despertar da Consciência, Uma jornada Sagrada pelos caminhos de Sintra, da autora Sol de Oliveira. No início dos anos 1990, a autora faz uma viagem à França, Espanha e Portugal levada pela Ordem iniciática à qual pertence. Nessa viagem, entra em contato pela primeira vez, conscientemente, com as energias cátara e templária e com a vila portuguesa de Sintra, por cuja energia peculiar se sente profundamente atraída. Os anos passam e ela continua conectada, energeticamente, àquele lugar, ao qual voltou por diversas vezes.Introduzida, paulatinamente, por Mestres espirituais, como a Abadessa Francisca da Luz e Lírio Branco, aos segredos de suas outras encarnações vividas naquele lugar, compreende sua missão e acede, não sem alguma relutância inicial, ao que eles lhe pedem: divulgar suas mensagens. Assim nasceu este livro, cujo objetivo é nos alertar para a Energia Crística que está próxima da Terra e precisa de seres despertos que ajudem a ancorar o Princípio Feminino da Energia Cósmica no planeta, para que o Amor, enfim, prevaleça entre nós, humanidade terrestre. Expandindo as consciências com suas mensagens, os mestres ensinam-nos como proceder a uma transformação interior reverenciando a sacralidade do feminino, o que nos conduzirá, em segurança, pela estrada luminosa que nos levará de volta à Casa do Pai e a um encontro com Deus em nossos corações. Porque só o Amor é real.

Fonte: Acervo particular

 

Continuar lendo DICA DE LIVRO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA, UMA JORNADA SAGRADA PELOS CAMINHOS DE SINTRA, DE SOL DE OLIVEIRA

REFLEXÃO: AS QUATRO ESTAÇÕES, UM CONTO SOBRE JULGAR OS OUTROS E A NÓS MESMOS

A nossa coluna REFLEXÃO desta terça-feira trás um conto muito importante que deixa uma lição de vida extraordinária, contada por Camila Zen. Quantas vezes encontramos pessoas em momentos difíceis, talvez até mesmo de não muito bom humor, desestabilizados,… quantas vezes nos encontramos em momentos assim, pra baixo, parecendo que nada dá certo, sem energia pra fazer o que tem que ser feito… Essa história nos ajuda a entender que esses momentos fazem parte da vida, da sua vida e da vida de outras pessoas, e nos faz lembrar de não julgarmos ninguém por apenas um capítulo que conhecemos, e nem a nós mesmos, pelos momentos difíceis e que não nos encontramos muito bem.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: AS QUATRO ESTAÇÕES, UM CONTO SOBRE JULGAR OS OUTROS E A NÓS MESMOS

AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

Nesta segunda-feira a nossa coluna AUTOCONHECIMENTO trás um depoimento muito tocante e revelador. O case da youtuber May Andrade, que nos revela o pode que existe dentro de cada um de nós, que ela chama carinhosamente de “Divina Centelha”. Ao ler esse depoimento você vai entender que isso também pode acontecer com você. Somos todos iguais, temos o mesmo poder. Temos o Livre Arbítrio e é tudo que precisamos para entendermos que somos deuses em evolução e que podemos tudo. Então, convido você a ler o texto completo a seguir e transformar a sua vida, assim com a May transformou a dela!

May Andrade

“O Medo travava a minha Vida”

Quando comecei meu canal no YouTube, ele era um diário de expansão da minha consciência. Naquela época eu havia começado a estudar física quântica, lei da atração, metafísica e eu estava fazendo a Ressonância Harmônica.

Esse era o último recurso que eu tinha para fazer minha vida dar certo de verdade. Eu queria ter mais abundância e harmonia em todas as áreas da minha vida e realmente vencer na vida.

Eu tinha muitos medos e através dos estudos de autoconhecimento pude identificar que a maioria deles vinha das crenças religiosas que eu tinha. Uma delas era o medo do inferno e o medo de Deus.

Eu achava que sabia quem Deus era e achava que pensava que ele era amor incondicional, mas o amor incondicional não nos enche de regras e um pai/mãe verdadeiramente amoroso não puniria filhos à um castigo tão cruel e sádico como o inferno eterno.

Aos poucos fui vencendo meus medos, um dia de cada vez. Às vezes o medo batia tão forte que eu parava de estudar por uma semana, até que os problemas da vida me faziam ter forças pra continuar procurando um caminho diferente daquele que não estava me dando resultados da vida abundante que eu queria.

Comecei a perceber padrões diferentes dos meus na vida das pessoas prósperas e de sucesso, e a notar que as pessoas muito presas em crenças religiosas tinham uma vida de limitações em várias áreas, e também uma vida de muito julgamento aos demais.

Comecei a perceber que eu me sentia muito mal quando julgava as pessoas, e que isso não me deixava feliz. Comecei a perceber o alívio que inundava o meu coração quando eu considerava a ideia de não existir esse tal de inferno e de ver Deus como O TODO, a Fonte Criadora, como é descrito na física quântica e na filosofia Hermética (O Caibalion).

Eu passava madrugadas chorando e falando com Deus, pensava que estava ficando louca. Eu pedia pra ele me ajudar a entender, que eu só estava sendo sincera e buscando a verdade. Eu pedia pra ele não ficar com raiva de mim por eu estar só perguntando, pois eu imaginava que, sendo mãe como sou, eu jamais me zangaria e castigará meu filho porque ele só estava pedindo informações.

Um dia me deparei com um áudio do volume I do Livro Conversando com Deus, na voz do Lucas no YouTube. Comecei a ouvir, e tive momentos intensos de choro enquanto as fichas caíam e eu descobria que Deus é na verdade O TODO, a Fonte Criadora, e que existe uma Centelha Divina em cada elemento de Sua sagrada criação.

A minha imagem de Deus mudou. De um Deus tirano, sádico e mal que castiga seus filhos com a danação e a tortura eterna, para uma Fonte Eterna de Energia que é puro amor, graça, abundância e compaixão!

Muitas outras coisas aconteceram, muitos livros foram atraídos até mim, e um ia complementando o outro e a minha consciência ia se expandindo. Quanto mais eu aprendia, mais eu expandia, fichas iam caindo e tudo começa a fazer sentido, como se as peças de um complexo quebra cabeças fossem finalmente se encaixando.

Quanto mais eu aprendia, quanto mais conhecimento ia entrando em meu subconsciente, menos medos eu tinha. Até que o véu se rasgou de tal forma que eu me sentia destemida, corajosa e sem medos, ao ponto de rir de tudo que um dia eu tive medo. Tudo ficou tão óbvio e esclarecido.

Durante essa jornada de autoconhecimento e expansão de consciência, minha vida foi melhorando muito, em todas as áreas. No meu casamento, meu marido dizia que eu estava melhor do que nunca, e começou a dar atenção a tudo que eu estava estudando e por ver minhas mudanças ele começou a estudar também.

Mudei no meu relacionamento com as pessoas, mudei comigo mesma, antes eu tinha uma auto estima muito baixa, me achava feia e por isso não me arrumava, me sentia fraca e dependente da ajuda das pessoas, hoje me sinto linda, amo tanto esse avatar que minha Centelha escolheu para viver essa experiência temporariamente humana. Me amo e me aceito profundamente.

Minha vida financeira também deu um salto quântico, em apenas 4 meses de canal fizemos o primeiro curso e começamos nossa empresa online com resultados que impressionaram os mais experientes do marketing digital. Hoje eu moro num lindo apartamento que exala Prosperidade, hoje eu tenho abundância financeira e total confiança de que a Fonte Criadora que provê tudo para mim é inesgotável. Contas à pagar são bençãos à pagar e eu me sinto tão agradecida.

É difícil mensurar tanta mudança em minha vida num curto espaço de tempo. Em apenas 10 meses o nosso canal chegou a 100 mil inscritos, o que seria 10 mil inscritos por mês, isso é um fenômeno.

Sei que cada um de nós tem sua própria história e sua própria trajetória. Acredito que a vida nos dá as experiências necessárias para a nossa evolução e expansão de consciência. Então, talvez o seu caminho não será exatamente como foi o meu, mas tem alguns conselhos que eu posso te dar que vão realmente funcionar para você seja qual for a sua história e trajetória.

Primeiramente invista em autoconhecimento, conhece-te a ti mesmo, faça auto análise. Pare de olhar para os outros e para o que está de errado no mundo, fazer isso só vai te causar mais sofrimento e tirar todo seu poder. O verdadeiro poder está em olhar para dentro e mudar nosso mundo interior, é só assim que a gente muda o nosso mundo exterior.

Quando eu falo em investir em autoconhecimento eu falo em você ler livros, fazer cursos na área, separar um tempo para mergulhar nos estudos. Essa fase de casulo é necessária e muito intensa no começo. Depois você poderá sair do casulo, mas não se apresse, a lagarta só sai de lá quando ela vira borboleta. Mas nunca deixe de buscar por coisas que te ajudem no autoatendimento, seremos eternos estudantes, eternos aprendizes. Sempre há mais para aprender e para evoluir.

Faça da meditação e da gratidão um hábito. Essas duas práticas me ajudaram muito a acelerar todo o processo. Quanto mais você medita, mais você cala a voz do ego. O ego é o que tem medo e as crenças limitantes. é ele quem faz você se auto sabotar.

A gratidão tem um enorme poder de atração de bençãos e energias positivas. Se você soubesse como seu campo vibracional fica elevado e poderoso quando prática a gratidão sincera, você daria mais valor a esse simples hábito. A gratidão é mesmo mágica. Eu usei e ainda uso muito o caderno da gratidão, logo após a meditação todos os dias. Escrever as bençãos foi um divisor de águas em minha vida e foi fator determinante para atrair as oportunidades que me ajudaram a subir na vida.

Bom, minhas queridas e lindas Centelhas Divinas, você está com a chave da porta das bênçãos em suas mãos, essa porta só você pode abrir, ela se abre de dentro para fora. Seja determinado e se desapegue de todas as crenças que possam estar limitando você. Esteja disposto a assumir a responsabilidade por melhorar a sua própria vida, porque essa missão é só sua e de mais ninguém. Salva-te!

– May Andrade

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: FAÇA COMO A MAY, LIBERTE-SE DAS CRENÇAS LIMITANTES!

AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

O destaque deste domingo, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é a dualidade entre o a Amor e o Medo. O medo é um fator limitador na dos humanos. O seu maior antagonista se chama Amor. É cultivando e desenvolvendo o amor que se bane o medo das nossas vodas. O texto a seguir esclarece como isso acontece conosco!

O amor e o medo - Academia de Filosofia | Academia de Filosofia

O Amor é a Resposta ao Medo

Mensagem de 16 de Novembro de 2020

O amor é a resposta ao medo

A melhor maneira de criar uma vibração mais elevada permanentemente, que é o que é necessário, é dissolver as limitações, o medo em sua vida. Cada limitação é baseada no medo. Seja qual for a limitação, a raiz disso é o medo. E como você sabe, o oposto do medo é o amor. E assim o amor é a resposta. Você tem que olhar para dentro e ver onde é que não estou me amando? O que está criando a limitação que estou vendo agora? Quando você tem uma limitação da qual está ciente, pergunte-se: “Onde, dentro dessa limitação, não estou me amando? Como estou me julgando? Como estou dizendo a mim mesmo que não sou bom o suficiente? Como estou dizendo a mim mesmo, não mereço?

Entenda que você é aquele que está criando a limitação, mantendo a limitação. Inicialmente, essas limitações são inconscientes. Então, quando você é capaz de resolvê-los, eles se tornam conscientes. Mas, como você sabe, pode estar consciente de muitas de suas limitações, mas elas não desaparecem. Eles não vão embora porque você não os investigou, não descobriu o sentimento e o pensamento inconscientes por trás dessa limitação.

Alcazar – Fonte:https://voyagesoflight.blogspot.com/
Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Lu

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ONDE O AMOR IMPERA O MEDO NÃO ENTRA

AUTOCONHECIMENTO: EMANCIPAÇÃO DA ALMA ATRAVÉS DA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA

O artigo Emancipação da Alma, destaque da nossa coluna AUTOCONHECIMENTO, deste sábado é uma ENTREVISTA, com Altivo Panphiro, altamente esclarecedora sobre projeção astral, que você não pode deixar de ler e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Então, aproveite essa oportunidade única e expanda sua consciência! 

EMANCIPAÇÃO DA ALMA

Emancipação da Alma e Projeção astral | Espiritismo da alma

Nesta entrevista, Altivo Panphiro esclarece as dúvidas mais comuns sobre a projeção da consciência, segundo a concepção da doutrina espírita.

Entrevista realizada pelo site www.irc-espiritismo.org.br

Por que algumas vezes não lembramos dos nossos sonhos?

As pessoas que não lembram dos sonhos não têm facilidade para registrá-los no cérebro físico. Fica apenas registrado no cérebro do perispírito. Digo cérebro do perispírito no cérebro do perispírito. Digo cérebro do perispírito para um melhor entendimento. Agora, quando você recorda dos detalhes dos sonhos é porque você tem uma particular predisposição cerebral para registros. O fato de não lembrarmos dos sonhos não significa que não tenhamos sonhado, ou seja, vivemos uma vida no plano espiritual e não recordamos.Pessoas que sonham com freqüência, vêem pessoas na casa, levantam e conversam. Como isso se explica?

É justamente o fato de você, como espírito, ir aos lugares de sua preferência. Você vai a uma casa, em espírito, e ali vê as pessoas que moram naquela casa. Você pode também ir a lugares públicos, como praças, ruas, etc. Neste caso, você não terá um sinal particular, isto é, verá as coisas como se vêem na rua de um modo bem geral.

Como você explica a interação relativa a aplicação dos passes magnéticos em torno de nossas estruturas espirituais, possibilitando que o nosso corpo perispiritual possa se afastar do corpo físico através do processo emancipatório?

Quando o passe magnético é aplicado, provoca-se um desligamento parcial do perispírito com relação ao corpo, isto faz com que, por um processo ainda não devidamente explicado, ou entendido, haja este afastamento do corpo espiritual do corpo físico. Essas descobertas foram analisadas por um inglês chamado Braid. Ele aplicava passes e verificou que, em certas pessoas, os passes provocado pelo passe dado por espíritos ou por encarnados, provocando este estado de emacipação.

Até que ponto o sonho pode atingir o físico? Ou seja, o real?

Não existe, a rigor, um medida. O que sabe é que, em alguns casos de liberdade do espírito, este passa por situações que ficam profundamente gravadas no cérebro. Vou contar um caso pessoal: há muitos anos, participei de um socorro espiritual dado a uma pessoa obsediada, louca mesmo. Isto que vou relatar foi durante o sono físico. No processo de socorro, esta pessoa batia-me nos olhos com suas mãos, que eram muito grandes. Eu a conhecia encarnada. Ao acordar, passei um ou dois dias com profunda dor nos olhos, como se eles estivessem, realmente, edemaciados. Posso dizer, então, que foi uma situação bem particular, mas tenho passado por outras situações menos agressivas que também influenciaram meu corpo. Situações de socorro médico, de participação em locais que visitei, espiritualmente etc.

Todos os sonhos são o desprendimento do espírito do corpo físico ou alguns sonhos podem simplesmente ser projeções do inconsciente?

A maior parte dos sonhos se passam entre espíritos. O que sei, por parte do plano espiritual, é que mesmo quando você projeta seu inconsciente, você vai em busca de uma situação, de um parceiro, ou de uma circunstância que caracteriza o seu desejo íntimo. Assim, a projeção do seu inconsciente leva você para o lugar que deseja.

Porque, às vezes, quando sonhamos, parece que entramos num estado entre o sono e a realidade?

O desprendimento do espírito do corpo vai ocorrendo aos poucos e por isso ficamos entre dois mundos: um mundo “real”, material, e o mundo que vamos visitar.

O desdobramento é perigoso? Pode algum desencarnado nos “molestar” e até nos “matar”?

O desdobramento não é perigoso a partir do momento em que oramos e contamos com a proteção dos benfeitores espirituais. Quando você sai do corpo e em sua casa não há uma proteção fluídica, você pode ter o corpo molestado por um espírito que entrou na sua casa. Mas o comum é você voltar logo para o corpo, uma vez que você se sente prejudicado. Neste caso, o espírito apenas incomodará. Mas há casos em que o espírito tem um grande ascendente sobre aquele que dorme e então, este se aproveitará deste ascendente para fazer o que bem entender. É o caso dos grandes pesadelos. Não há na literatura específica casos registrados de pessoas morrerem por conta desta influenciação durante o sono, embora, muitas vezes, as pessoas tenham se sentido muitíssimo mal quando perseguidas por um espírito. No livro Entre a Terra e o Céu de André Luiz, temos um exemplo muito interessante de um grupo de pessoas que viviam uma realidade no corpo físico e outra no corpo espiritual.

Existe algum momento em que pode se passar do sonho para viagem astral, ou vice-versa?

Sim. Você pode começar a ver um espírito no estado de sonho e depois seguir com ele para mais longe, dando início a um processo de desdobramento. Será um momento em que seu espírito precisará ficar bem longe do corpo. Este momento é o do desdobramento.

E as pessoas que têm problemas de insônia. Isto pode significar que elas são por demais ligadas às coisas materiais? Mesmo existindo problemas neurológicos, esse problema pode retardar o desligamento do espírito após o seu desencarne?

Entendo que a insônia pode ter suas causas físicas. No caso da dificuldade espiritual, o espírito está realmente muito preocupado com alguma coisa, impedindo o descanso físico, como, por exemplo, nas nossas grandes preocupações. No caso das pessoas com problemas neurológicos, temos que distinguir se o problema é provacional ou apenas um problema do próprio espírito. Quando é provacional, o corpo é que é o doente. O espírito, tão logo se veja liberto das amarras físicas, esquece e nada mais sente. O corpo doente fica de lado e o espírito liberto voa para onde quiser. Mas quando é o espírito o doente, este carrega consigo todas as suas marcas dolorosas e, assim, ele tem dificuldades para se desprender, para dormir e não consegue ter nem um sono, nem um desprendimento tranqüilo, uma vez que ele é um grande doente da alma.Qual é a diferença entre sonho e desdobramento (viagem astral)?

No desdobramento, o corpo espiritual se liberta inteiramente do corpo físico e vive a vida de espírito. No sono físico, o espírito não se afasta muito do corpo e, assim, ele é capaz de passar para o cérebro físico as recordações do que vê. A rigor, há horas que, realmente, fica difícil fazer a distinção entre os dois estados.

Quando passamos a ter pesadelos, terríveis, pode significar que estamos em sintonia com um plano espiritual inferior no estado de vigília?

Sim, quando você se liga àquela pessoa ou àquelas situações. Mas você pode também estar em processo de auxílio a ela ou mesmo estar vendo como simples participante como ela vive em espírito.

Até que ponto podemos ter certeza de estar mos realmente nos encontrando com entes queridos desencarnados em determinados sonhos? Como pode-se diferenciar um simples sonho de um encontro em desdobramento?

Realmente, não há outra medida senão a certeza íntima que temos, ao acordarmos, que estivemos com alguém. Por outro lado, temos alguns outros referenciais, como vermos pessoas que não conhecemos, situações diferentes das nossas habituais e ainda devemos entender que há muitos momentos de apoio espiritual. É quando os desdobramentos trazem características de suavidade, de beleza que não são habituais no nosso cotidiano.

Os mentores podem fixar a recordação de uma conversa mantida durante o desdobramento no cérebro físico, fazendo com que nos lembremos ao acordar?

Sim, desde que isto tenha importância para o encarnado. André Luiz é pródigo em informações neste sentido. E nós mesmos temos muitas vezes o apoio, o ensino dos guias, quando, num desdobramento, nos recordamos de uma situação que tem a ver com a nossa necessidade crescimento espiritual.

Qual a influência do sono em nossa vida?

Dizem os bons espíritos que o sono representa a possibilidade de nos reencontrarmos com os nossos guias espirituais. Ao mesmo tempo que ouvimos seus conselhos e admoestações, temos a oportunidade de nos recuperarmos das fadigas próprias da reencarnação. Ò sono repousa o corpo e permite ao espírito recuperar-se da vida terrena.

Por que, às vezes, vemos pessoas das quais não conhecemos e que nos tratam de maneira diferente?

São espíritos que nos visitam e cuja convivência se dá toda no plano espiritual, isto é, não temos convívio na vida material. Assim, estes conhecidos nos visitam, até porque têm liberdade para isso, o que raramente ocorre conosco (encarnados).

Durante o sono, onde está o “anjo da guarda” de cada um?

Poderá estar ao nosso lado, velando por nós ou nos acompanhando no curso da nossa existência.

Extraído da  Revista Cristã de Espiritismo nº 29, páginas 26-29)

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: EMANCIPAÇÃO DA ALMA ATRAVÉS DA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: GENTILEZA SEMPRE GERA GENTILEZA

Gentileza projeto de vida

O que é gentileza? Vai além das regras de convivência e de etiqueta. O profeta Gentileza já dizia que “Gentileza gera Gentileza”. O que dizem as religiões sobre o assunto. Leandro Karnal se impôs como meta para 2021: ser mais gentil. Qual o seu projeto para 2021?

Fonte:

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: GENTILEZA SEMPRE GERA GENTILEZA

REFLEXÃO: CONFIE NA SUA INTUIÇÃO E NA VOZ DA CENTELHA DIVINA DENTRO DE VOCÊ

Nessa caminhada em busca do AUTOCONHECIMENTO temos algumas opções a seguir, mas a mais segura e relevante é confiar na nossa Centelha Divina e na nossa intuição, necessários para a sua evolução pessoal e expansão de consciência. Portanto, lhe convido a ler o texto completo a seguir, fazer uma profunda REFLEXÃO e chegar a um juízo de valor!

May Andrade

Confie na Centelha Divina

Confie no seu Eu Interior, confie na sua intuição, na voz da Centelha Divina dentro de você. Siga as pistas que ela te dá, siga as migalhas de pão que ela colocar no caminho da vida.

Esse caminho foi projetado especialmente para você, sob medida para cada um de nós, contendo os desafios adequados necessários para a sua evolução pessoal e expansão de consciência.

Se no meio do caminho aparecerem atalhos, reflita, sempre pergunte ao seu Eu Interior, que é maior e mais sábio que você. E não se intimide pelas ameaças que surgirem na sua frente.

Se você estiver verdadeiramente alinhado com sua Centelha Divina, nada te fará temer, o medo simplesmente não será uma opção, porque a certeza de que você está obedecendo a Voz Interior será o teu escudo e consolo.

Assim eu vivo a cada dia, buscando mais e melhor a conexão com essa Centelha Sagrada que é a verdadeira identidade de quem nós somos.

Quanto mais pessoas aprenderem a ouvir a sua também, melhor será a convivência nesse mundo de ilusão, em Maia, que é apenas uma imagem mental na mente do Todo. Uma realidade simulada. Nisto está o segredo de tudo.

May Andrade

Fonte: Temporariamente Divina

Continuar lendo REFLEXÃO: CONFIE NA SUA INTUIÇÃO E NA VOZ DA CENTELHA DIVINA DENTRO DE VOCÊ

AUTOCONHECIMENTO: A LIBERDADE DA ALMA SE INICIA COM O DESABROCHAR DO CORPO

A liberdade é como o desabrochar de uma rosa que se abre lentamente para alcançar a sua plenitude e beleza máximas. Assim também é com a nossa alma ou self. O corpo humano é o seu casulo que, assim como a rosa desabrocha desde a posição fetal até a mais elevada posição ereta. Mas para alcançar a plenitude máxima do bípede é preciso ouvir o que o seu corpo está dizendo diariamente. Essa prática diária vai lhe conduzir, não apenas  a melhor expressão corporal, mas a uma vida plena e livre. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir e entender como você pode acelerar esse processo!

Corpo que Fala

Silhueta de dois rostos humanos, e no meio da foto a silhueta do corpo humano.
Geralt / Pixabay / Canva

Cada pessoa tem, em seu sistema corporal, a grande fala de sua vida. O corpo realmente manifesta a integração de uma pessoa. É muito importante observar o seu sistema corporal e verificar o que ele está querendo te dizer. Há duas formas, as quais são muito importantes, para que esta comunicação aconteça. Uma delas é ouvir a linguagem corporal para saber informações sobre a saúde. Essa é uma forma de prevenção. O autoconhecimento gera esta percepção ampliada, conectando você ao seu corpo, possibilitando, assim, a grande comunicação, geradora de entendimento de tudo o que existe em seu mundo interior. Através deste conhecimento ampliado, é possível perceber quando você está alinhado, em estado de equilíbrio, ou não. A outra delas é perceber que o corpo ensina através de seus sistemas, por exemplo, a sua postura corporal mostra muito do seu mundo interior. Tudo está interligado e conectado. A voz, também, apresenta conexão com a sua forma de vida. O que existe em seu corpo fala sobre você. Então, prestar atenção e assumir uma nova consciência corporal faz com que exista uma comunicação sutil agindo em seu ser para criar a saúde plena. Existe uma união entre psique, corpo e energia. Todos eles estão interligados. Para que haja ótima conexão, você precisa trabalhar a sua percepção de vida. É o autoconhecimento que faz você entender todas as sensações corporais. Estas mostram o que está acontecendo no seu campo orgânico. Então, é possível fazer tanto a prevenção em doenças, quanto a ótima comunicação entre a sua essência e o seu corpo.

A expressão corporal precisa ser entendida para poder auxiliar no caminho da evolução humana. Todas as dificuldades de vida se manifestam no corpo físico. Elas podem afetar a postura, o posicionamento muscular, a voz, a percepção auditiva, o tato, o paladar, a mastigação, a formação de couraças e tensões, os bloqueios energéticos nos meridianos, indicando problemas ou alterações de saúde em alguns órgãos específicos, dentre outros.

O corpo expressa o seu ser e o seu viver. É muito importante que você consiga entender o que está acontecendo consigo mesmo em cada momento e situação de sua vida. Isso facilita que a vida tenha um percurso mais acessível, pois vai tornar você apto a aprender de uma forma mais rápida, eficaz e eficiente. Assim, antecipando aprendizados, você consegue corrigir, transformar e ampliar o que precisa para vencer os desafios da vida. Só existe um ser capaz de realizar o maior bem em sua vida, e este ser é você.

O corpo pode sentir a liberdade ou ser prisioneiro dos bloqueios existentes. Quando a pessoa entende a sua linguagem corporal, assume novas atitudes de vida e cria uma relação positivada consigo mesmo, gerando todo bem-estar e integralidade da essência. Não há nada melhor do que entender profundamente as suas falas interiores. O seu corpo quer falar, então, você precisa se disponibilizar para ouvi-lo. Esta atenção interna precisa acontecer diariamente, tornando esta comunicação uma rotina comum e sábia para toda a sua vida. Comece a se ouvir internamente e vai aprender tudo em sua jornada terrena.

Escute seu corpo para ser completamente livre e feliz!

A plenitude existe em um corpo que fala!

Amor & Luz!

Gratidão!

Abraço Fraterno!

Karina Schuler
Escrito por Karina Schuler
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A LIBERDADE DA ALMA SE INICIA COM O DESABROCHAR DO CORPO

REFLEXÃO: POR QUE AS MUDANÇAS DE PARADIGMAS SÓ OCORREM APÓS UM EVENTO IMPACTANTE?

   A nossa coluna REFLEXÃO desta quinta-feira nos trás um texto impressionante que, com certeza, vai causar impacto em você. No seu modo de pensar e enxergar as coisas. Algo vai mudar dentro de você. Vai quebrar paradigmas na sua consciência. Por isso você não pode deixar de lê-lo, refletir e fazer o seu juízo de valor!

As coisas não mudam. Nós mudamos!

Todos nós filtramos o universo de acordo com nossas próprias expectativas, crenças e princípios de vida. Por isso, uma mesma cena pode comover uma pessoa e não causar absolutamente nada em outra. Cada uma delas teve uma diferente reação àquilo que viu, com um filtro mental  diferente.

Walter Barbosa

A resistência à mudança pode nos causar dor - A Mente é Maravilhosa

A forma como vemos o mundo é chamada de “paradigma”, palavra grega que foi “reapresentada” ao mundo científico por Thomas Kuhn, em seu livro A Estrutura das Revoluções Científicas, que mostrou que todas as grandes revoluções aconteceram devido a mudanças na forma de ver o mundo, na ruptura com o modo como estávamos olhando para o universo. A ciência não mudou; depois de Kuhn, nós mudamos.

Esta é a parte curiosa. Todos nós filtramos o universo de acordo com nossas próprias expectativas, crenças e princípios de vida. Por isso, uma mesma cena pode comover uma pessoa e não causar absolutamente nada em outra. Cada uma delas teve uma diferente reação àquilo que viu, com um filtro mental diferente. Stephen R. Covey conta uma história que viveu no metrô de Nova Iorque:

“Eu  me recordo de uma mudança de paradigma que me aconteceu em uma manhã de domingo, no metrô de Nova Iorque. As pessoas estavam calmamente sentadas, lendo jornais, divagando, descansando com os olhos semicerrados. Era uma cena calma, tranquila Subitamente um  homem entrou no vagão do metrô com os filhos. As crianças faziam algazarra e se comportavam mal, de modo que o clima mudou instantaneamente. O homem sentou-se ao meu lado e fechou os olhos, aparentemente ignorando a situação. As crianças corriam de um lado para o outro, atiravam coisas e chegavam até a puxar os jornais dos passageiros, incomodando a todos. Mesmo assim o homem não fazia nada

Ficou impossível evitar a irritação. Eu não conseguia acreditar que ele pudesse ser tão insensível a ponto de deixar que seus filhos incomodassem os outros daquele jeito sem tomar uma atitude. Dava para perceber facilmente que as demais pessoas estavam irritadas também. A certa altura, enquanto ainda conseguia manter a calma e o controle, virei para ele e disse:

Senhor, seus filhos estão perturbando muitas pessoas. Será que não poderia dar um jeito neles?  O homem olhou para mim, como se estivesse tomando consciência da situação naquele exato momento, e disse calmamente:

Sim, creio que o senhor tem razão. Acho que deveria fazer alguma coisa. Acabamos de sair do hospital, onde a mãe deles morreu há uma hora. Eu não sei o que pensar, e parece que eles também não conseguem lidar com isso.

Podem imaginar o que senti naquele momento? Meu paradigma mudou. De repente, eu vi as coisas de um modo diferente, e como eu estava vendo as coisas de outro modo, eu pensava, sentia e agia de um jeito diferente. Minha irritação desapareceu. Não precisava mais controlar minha atitude ou meu comportamento, meu coração ficou inundado com o sofrimento daquele homem. Os sentimentos  de compaixão e solidariedade fluíram livremente.”

O mundo não mudou, não é? Mas você mudou, ao ler o texto. Mudou de paradigma, e isso causou uma reação diferente em seu corpo. Você e eu nunca vemos a realidade total. Vemos apenas uma parcela dela, que selecionamos, em grande parte inconscientemente. A sua única prisão real está em cima dos seus ombros. E só você tem a chave mestra.

Como afirmava Henry David Thoreau: “As coisas não mudam; nós mudamos”.

Fonte: Revista Sophia set/out  2020 nº 87

Continuar lendo REFLEXÃO: POR QUE AS MUDANÇAS DE PARADIGMAS SÓ OCORREM APÓS UM EVENTO IMPACTANTE?

AUTOCONHECIMENTO: O PODER DA PRESENÇA “EU SOU”

O destaque desta quarta-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO é a ativista do AUTOCONHECIMENTO May Andrade do canal Temporariamente Humana, que faz uma mini-palestra sobre “O Poder da Presença EU SOU”. Ela discorre com desenvoltura e simplicidade sobre o poder que temos dentro de nós, fazendo uma bela distinção entre EGO e EU SUPERIOR, a quem ela carinhosamente chama de “Centelha Divina”. Então, não deixe de assistir o vídeo completo a seguir e expanda sua consciência!

Fonte:

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O PODER DA PRESENÇA “EU SOU”

DICA DE LIVRO: EU SOU EU POSSO DE PAULO DE PAULA

Nesta quarta-feira a nossa DICA DE LIVRO é um lançamento inédito e maravilhoso sobre autoconhecimento do mais novo autor Potiguar. O empresário de sucesso, fundador da UNP – Universidade Potiguar, Paulo de Paula. O livro já virou Best Seller em apenas 3 semanas e foi parar na lista dos 10 mais de Veja.

Quem nunca se sentiu desconectado de si e do Universo? Ou que a dor emocional e psíquica é um fardo pesado demais para carregar? Que, por mais que tente, faltam conexão e equilíbrio na sua vida?

Por meio de um relato emocionante e recheado de conhecimento, Paulo de Paula e Iveraldo Guimarães caminham com o leitor em uma viagem pela vida, mostrando os obstáculos e desafios, as conquistas e glórias. Utilizando a trajetória pessoal de Paulo de Paula como fio condutor de ensinamentos sobre física quântica, neurociência e filosofia, este livro é um guia inspirador que o ensinará a materializar seus sonhos apesar das adversidades, a se reencontrar dentro de si e do Universo que o cerca e a aplicar o conhecimento aprendido em todos os campos de sua vida.

Fonte: Acervo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: EU SOU EU POSSO DE PAULO DE PAULA

REFLEXÃO: O AQUI E AGORA É O FOCO

O Aqui e Agora é o destaque desta terça-feira, aqui na coluna REFLEXÃO. O texto “Você aqui e agora”, de Marisa Bussacos nos convida a refletir sobre a importância de nos desligarmos do passado e do futuro e pormos o foco no presente, para que consigamos tirar o melhor proveito do tempo que desfrutamos nesta vida e assim alcançarmos com maior facilidade o nosso objetivo maior: a expansão da consciência ea vida plena. Então, eu te convido a ler esse texto maravilhoso e conhecer os princípios de uma técnica de meditação, não citada, que é o Mindfulness!

Você aqui e agora

 em 

 

Trago hoje um texto de Marisa Bussacos que, de uma maneira leve e gentil, nos relembra da importância de estamos presentes.

“Onde você está? Aqui.
Que horas são? Agora.
Quem é você? Este momento.”

Esse é o trecho final de um filme que sempre recomendo e gosto muito: “Poder além da vida”, que nos faz refletir sobre a importância de estarmos inteiros no aqui e agora. Quando isso ocorre, conseguimos ter mais discernimento sobre as coisas que nos acontecem, sem tanta preocupação (que nos leva ao futuro) e sem tanto receio (que nos leva ao passado).Lidamos com o real e não com as histórias que os nossos pensamentos nos contam.

A presença nos traz de volta ao nosso eixo, nos faz tomar decisões mais assertivas. Mas para isso é necessário nos exercitar. Assim como o músculo, que quanto mais treinamos mais se desenvolve, com a nossa atenção é igual. Devemos sempre praticar a volta para o presente, mesmo quando a mente insiste em nos levar para longe. Para isso, a meditação diária ou as técnicas de respiração podem nos ajudar muito.

Experimente em uma apresentação de trabalho pensar sobre os seus problemas ou sobre o que fará depois do expediente. Você se perde no que está dizendo, certo? Por que em outros momentos da vida permitimos que nos percamos do presente, do nosso eixo e do que de fato importa no instante?

A presença nos ensina que as respostas estão dentro de nós e que os nossos estados psíquico, emocional e físico só dependem da gente: de como escolhemos pensar, sentir e agir. Basta que nos silenciemos para conseguirmos nos conectar e nos ouvir. Não adianta culparmos o passado ou colocarmos todas as expectativas de uma vida melhor num futuro. Precisamos construir já o que desejamos.

Sugiro um exercício: quando você sentir que está fugindo do aqui e agora, faça as perguntas que descrevo no começo desse texto.

Pode ser um bom começo para nos mantermos presentes, não é?

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O AQUI E AGORA É O FOCO

AUTOCONHECIMENTO: DESCUBRA O SEU PROPÓSITO DE VIDA ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

Conhecer o nosso Eu Superior Intrínseco é a nossa missão de vida, o nosso propósito. Muitos passam pela vida sem jamais entender o seu propósito de vida, pois não entendem que para conseguir isso é necessário passar pela expansão da consciência. O único caminho para alcançar essa conexão com o seu Eu Cósmico. No meu 1º livro Eu Cósmico, a essência eu abordo esse assunto com pragmatismo e de forma didática na tentativa de tornar o AUTOCONHECIMENTO acessível para qualquer ser humano. Então convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

May Andrade

Qual o Propósito da Vida?

Estamos aqui para encontrar nosso verdadeiro Eu, nossa verdadeira identidade. Para descobrir que nosso verdadeiro Eu é espiritual e que somos essencialmente seres espirituais expressos numa forma física.

Não somos seres humanos que, de vez em quando têm experiências espirituais. Ao contrário, somos seres espirituais que, de vez em quando, têm experiências humanas.

Estamos aqui para descobrir nosso Eu Superior, ou Centelha Divina. Precisamos descobrir por nós mesmos que temos em nosso interior uma Centelha de Deus, desejosa de nascer e de expressar sua divindade. Essa descoberta, na verdade, é uma recordação, é o ato de recuperar a memória de nossa origem transcendental. Quando essa lembrança se faz nítida em nosso ser, acontece o que se chama de “o despertar da consciência”.

Quando a consciência desperta você deixa de se identificar apenas com seu corpo físico, essa imagem que vê no espelho todos os dias e que representa apenas uma pequena porção de seu ser, a porção maior é invisível e infinitamente mais poderosa.

Quando essa lembrança retorna, você recupera o seu poder, você se torna consciente da poderosa Fonte de energia que é sua verdadeira identidade. Uma vez consciente disso, você passa a acessar esses poderes, que sempre estiveram disponíveis para você e sempre foram seus por direito, mas que você só não estava usando porque sua própria consciência o limitava. Porém agora, com a consciência desperta, você pode acessar todo seu potencial visível e invisível.

Quando vivemos uma vida de constante conexão com essa essência divina em nós, triunfamos e prosperamos em todas as áreas da nossa vida. Isso acontece porque ao estabelecer essa conexão, descobrimos quem nascemos para ser e o propósito de estarmos aqui.

Quando somos quem nascemos para ser, desenvolvemos uma existência em alinhamento com o propósito da nossa Centelha Divina para nós. Assim sendo, coloque todo seu foco, atenção e energia em buscar por essa conexão e entendimento, essa é a verdadeira iluminação.

– May Andrade

Fonte: Temporariamente humana

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: DESCUBRA O SEU PROPÓSITO DE VIDA ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CERTAS ATITUDES NÃO DEVEM SER FEITAS, DIVIDO RISCO DE PERDER TODO SEU DINHEIRO

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CERTAS ATITUDES NÃO DEVEM SER  FEITAS,  DIVIDO RISCO DE PERDER TODO SEU DINHEIRO
Notas de Reais e dólar para artes. Foto. Sérgio Lima, 30-07-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder 360

6 coisas que você NUNCA deve fazer com seu dinheiro |

11 de nov. de 2020

Fonte:
Seja Uma Pessoa Melhor
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: CERTAS ATITUDES NÃO DEVEM SER FEITAS, DIVIDO RISCO DE PERDER TODO SEU DINHEIRO

FÍSICA QUÂNTICA: O QUE ÉFÍSICA QUÂNTICA?

Nesta quinta-feira, aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA o professor Laércio Fonseca  vai nos dar uma aula básica sobre FÍSICA QUÂNTICA. Você que que é leigo e tem curiosidade em entender o que é e como funciona o mundo quântico aproveite essa aula esclarecedora sobre um assunto que todos precisamos entender para compreender como funciona o universo e suas leis e assim podermos evoluir ao invés de patinar. Então assista ao vídeo completo a seguir com atenção, expanda sua mente e dê um salto quântico! 

Fonte:

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: O QUE ÉFÍSICA QUÂNTICA?

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: ARTETERAPIA É UMA TRADIÇÃO MILENAR QUE UTILIZA RECURSOS ARTÍSTICOS COMO FORMA HARMÔNICA DE SE CONHECER

A Arteterapia é o destaque desta terça-feira, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Você vai saber o que é, para que serve, quem a pratica, por que é tão importante e como pode ajudar pessoas a viverem mais e melhor. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer essa arte milenar!

O que é arteterapia?

A Arteterapia resgata uma tradição milenar ao utilizar diversos recursos artísticos como uma forma harmônica de se conhecer, comunicar-se, relacionar-se e estar no mundo. Considerando as condições atuais de vida, com suas múltiplas exigências para inserção pessoal e profissional num mercado de trabalho cada vez mais exigente; e tendo em vista a necessidade de conciliar tais exigências com uma qualidade de vida cada vez melhor, a Arteterapia é uma forma de atuação profissional, criativa, prazerosa e auto-realizadora que acolhe, em suas múltiplas interfaces, não só a demanda social, como contempla a realização humana através da integração e harmonia dos aspectos físico, educacional, emocional e mental de todos os envolvidos.

A Arteterapia visa entender o ser humano em sua totalidade, destacando-se por ser uma abordagem que atinge diversas faixas etárias e diversas realidades.

Ela tem uma aplicabilidade abrangente, de fácil entendimento, com retorno arte terapêutico satisfatório em pouco tempo, inclusive no ambiente escolar.

O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Arteterapia apresenta caráter interdisciplinar no sentido de que o seu conteúdo programático oferecido por meio de todas as disciplinas, atividades complementares e práticas supervisionadas, está interligado de forma transversal de ensino e aprendizagem.

Além disso, por seu caráter múltiplo, abrange diversas teorias da arte, das terapias e da criatividade, de forma a preparar o especialista para o exercício de suas atividades de acordo com as exigências da contemporaneidade, mas sempre de acordo com o paradigma de educação inclusiva, baseada nos conceitos de valores humanos preconizados pela UNESCO.

OBJETIVOS:

Capacitar o aluno para ser facilitador, através do processo criativo, utilizando técnicas arteterapêuticas e metodologia específica tendo como tripé a teoria, a prática supervisionada e o desenvolvimento pessoal promovendo o desenvolvimento da consciência de indivíduos.

Atuar de forma a contribuir com o desenvolvimento científico da área.

Buscar compreender a manifestação artística como um conhecimento científico, técnico e filosófico, fundamental na constituição da identidade humana.

Promover a compreensão da fundamentação teórica da Arteterapia, no que concerne à sua história, à história das artes plásticas e expressivas, à psicologia, psicopatologia e necessidades especiais.

Capacitar o aluno a exercer a docência em cursos superiores.

Reconhecer e identificar o processo arteterapêutico como um processo de transformação intrapessoal e interpessoal.

Desenvolver projetos em diferentes setores de atuação.

DESTINA-SE:

Este curso é destinado a todos os profissionais das áreas artísticas, educacionais, comunicação, sociais, médicas, psicológicas, terapêuticas e áreas afins portadores de diplomas de graduação..

Não há necessidade de habilidades artísticas por parte do aluno. 

CERTIFICAÇÃO E ASPECTO LEGAL:

A Pós graduação em Arteterapia promovido pelo Instituto Freedom em São Paulo, em parceria com a FAVI – Faculdade Vicentina de Curitiba segue as normas da AATESP. Comprove entrando no site da AATESP e clique em cursos – www.aatesp.com.br

Bem como atende os parâmetro pela UBAAT (União Brasileira de Associações de Arteterapia) em relação ao conteúdo programático, carga horária, disciplinas obrigatórias, docentes arteterapeutas reconhecidos pelas Associações de Arteterapia do seu Estado, código de ética, etc.). Confira entrando no site da UBAAT e clicando em cursos. www.ubaat.org

Fonte: institutofreedom.com.br

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: ARTETERAPIA É UMA TRADIÇÃO MILENAR QUE UTILIZA RECURSOS ARTÍSTICOS COMO FORMA HARMÔNICA DE SE CONHECER

REFLEXÃO: AO INVÉS DE AVALIARMOS OS OUTROS, DEVEMOS EXPANDIR NOSSA VISÃO

Nessa vida e no universo tudo é uma questão de foco, visão e ponto de vista. Assim como afirma a teoria da relatividade, que tudo se materializa a partir da visão de um observador e por isso tudo é relativo, na nossa vida devemos procurar observar os acontecimentos e as coisas que nos impactam de diversos ângulos diferentes para podermos chegar a conclusões mais sóbrias e o mais próximo da realidade. Nem tudo é conforme observamos da primeira vez. Por isso convido você a ler o impactante texto a seguir para abrir seus horizontes e aprendera a enxergar as coisas por outro ângulo sempre!  

Olhe por outro ângulo

 em 09 de 

Sempre há outro ponto de vista para tudo. Experimente subir numa escada, no meio de sua sala, e perceba como a visão que você tem é bem diferente da habitual. Tente enxergar com outros olhos e vai ver que existem vários ângulos da mesma paisagem. Assim acontece com as pessoas também. O texto de Patrícia Gebrim nos convida a refletir.

“Ah… quantas vezes somos mal entendidos. Em nossas falas, em nossas ações, em nossas atitudes. A sensação é de que o outro simplesmente não consegue nos ver. Acontece com todos nós. Assim, julgamos e somos julgados com muita facilidade.

A falta de empatia está na base desse triste desencontro, que nos afasta de nós mesmos, uma vez que o outro é apenas outra face do nosso verdadeiro ser.

Percebam, tendemos a avaliar os outros, seus pensamentos e ações, a partir do nosso ponto de vista. Essa é a raiz desse mal que se abate sobre todos nós. Muitas vezes falhamos em perceber aquilo que o outro está afirmando a partir do ponto de vista dele.

Posso julgar como maléfico um Ser que empurre alguém de um precipício. Mas se esse Ser for um pássaro, ensinando seu filhote a voar, o mesmo gesto chega a conter uma poética beleza.

Assimilamos o que o outro diz a partir do “nosso” nível de consciência. Será que entendemos de fato o que o outro quis dizer?

Um exemplo acontece aqui mesmo, nesse micro Universo das redes sociais. Muitas vezes vejo as pessoas reagindo quase instintivamente, com pouca profundidade, sem sequer ter compreendido o que estava sendo dito.

Compreender o outro não é aceitar, não é concordar, entendem? É um exercício de humildade. Se, no lugar de reagirmos àquilo que vem do outro, tentássemos compreender melhor aquele ponto de vista, aprenderíamos todos, nos tornaríamos mais sábios e este mundo seria, com certeza, um lugar melhor. Não há paz sem evolução. Eu peço, por todos nós: expanda sua visão.

“Luz e Paz!

Fonte: sabedoriauniversal.wordpress.com

Continuar lendo REFLEXÃO: AO INVÉS DE AVALIARMOS OS OUTROS, DEVEMOS EXPANDIR NOSSA VISÃO

REFLEXÃO: ALGO QUE ESTÁ AO NOSSO ALCANCE

Nesta segunda-feira trago um texto para REFLEXÃO nesta coluna, que está ao nosso alcance. A habilidade de lidar e manipular com a energia. Algo que podemos começar, desde já, a trabalhar nessa caminhada para a 5ª dimensão. Então, lhe convido a ler o texto completo a seguir e aprender como praticar a telecinesia. Vamos lá, você pode, você consegue!

Os meios mais fáceis para se comunicarem conosco

Mensagem canalizada em 1 de Novembro de 2020 – Os Arcturianos

“Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Você começou a explorar algumas das habilidades que terá quando estiver totalmente na quinta dimensão e ficará melhor no uso dessas habilidades com a prática. Você não pode esperar dominar uma dessas habilidades imediatamente. Elas não são diferentes de seus instrumentos musicais ou falando uma língua estrangeira ou praticando um esporte. Você fica melhor com a prática de todas essas coisas, e suas habilidades não são exceção. O que vemos muitos de vocês fazendo é desistir. Você acha que deveria ser mais fácil e então para de praticar.

Agora vamos ser claros sobre quais habilidades estamos falando. O mais fácil para você tocar neste momento é a telepatia, mas você não quer pensar em telepatia como se estivesse enviando um pensamento a outra pessoa. Você deseja praticar o uso da telepatia por ter a mesma vibração de outra pessoa, e então ambos saberão o que o outro sabe naquele momento. Ou ambos recebem o mesmo download ou ideia inspirada.

A telecinesia será outra habilidade da quinta dimensão que vocês terão quando completarem sua mudança, e alguns de vocês estão descobrindo que são bem-sucedidos em ser capazes de usar mentalmente uma colher, por exemplo. Esta é uma habilidade que foi demonstrada em muitas ocasiões diferentes. Mas recomendamos que você comece com algo menos sólido. Comece com energia. Envie energia para uma parte diferente da sala onde você está e, em seguida, vá para essa parte da sala e veja se consegue captar.

O teletransporte e a viagem no tempo são habilidades que estão muito distantes de onde você está agora e, portanto, até mesmo tentar envolvê-las pode ser bastante desanimador. Agora, todos vocês serão curadores e canais como seres da quinta dimensão. Estas são outras áreas onde é fácil desistir porque você não sente algo imediatamente ou porque você não fala pelos seres com os quais deseja se conectar imediatamente. Mas brincar com a habilidade de mover energia através de você é uma das experiências mais satisfatórias que você pode ter na quarta dimensão, e é uma maneira muito boa de criar mudanças em seu mundo.

Como dissemos recentemente, a mudança acontecerá primeiro dentro de você. Você sentirá as mudanças energéticas antes de ver as mudanças no reino físico, o reino físico sendo mais lento do que o energético. Também será muito benéfico para você ter paciência neste momento, pois sabemos que muitos de vocês estão prontos para o contato extra-terrestre e prontos para a mudança ser concluída. Mas em vez disso, você espera. Você espera que seus semelhantes o alcancem e, enquanto espera, pode muito bem fazer algo com todo o tempo de que dispõe.

Nós somos o Conselho Arcturiano e foi um prazer nos conectar com você.”

Daniel Scranton
Fonte: http://voyagesoflight.blogspot.com/  — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo REFLEXÃO: ALGO QUE ESTÁ AO NOSSO ALCANCE

AUTOCONHECIMENTO: ASSUMA O CONTROLE DA SUA VIDA, VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL POR ELA

No texto a seguir você vai encontrar uma maneira simples e direta de falar sobre reprogramação mental ou do subconsciente. Conscientização de que você é 100% responsável pela sua realidade e que a sua realidade hoje é consequência das suas crenças limitantes e do conteúdo residual e desatualizado do inconsciente coletivo que você carrega consigo ao longo dessa caminhada, que você precisa e deve jogar no lixo, rever os seus conceitos para poder seguir em frente evoluindo sempre. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Você é problema seu!

Mulher com os braços semiabertos e expressão de dúvida
Você é o único que está desfrutando daquilo que acontece dentro de você. Seja a alegria, a raiva, o amor, seja o ódio, enfim tudo aquilo que você elabora racional ou emocionalmente estará sendo desfrutado única e exclusivamente por você mesmo. O curioso é que mesmo que você tente envolver outras pessoas, elas não terão o poder de sentir o que você sente, portanto é óbvio que o mundo acontece dentro de você. Isso é o que chamam de fenomenologia.

Você está dando significado ao mundo o tempo todo, vive catalogando pessoas, qualificando experiências, desenvolvendo defesas, enfim, sem perceber, você está criando um mundo que é só seu e ninguém tem nada a ver com isso.

Nesse seu mundo, tudo busca um ajuste adequado para o seu bem-estar e tudo funciona para atender às suas demandas internas. Significa, por exemplo, que se você acredita na violência, viverá em meios violentos, convivendo com pessoas violentas, e acabará sendo violentado; da mesma forma, se for uma pessoa pacífica, viverá em paz. O que não é possível é ser uma pessoa violenta e viver sonhando com a paz.

É evidente que você é influenciado por aquilo que acontece, pois ainda não conseguiu desenvolver recursos psíquicos e emocionais para viver no mundo sem ser afetado pelos acontecimentos. Para não sofrer nessa relação com o mundo, você teria que ser mais estoico, porém poucos no mundo estão nessa condição. Oferecer a outra face é uma Verdade Absoluta, mas sei que você é incapaz de tal feito, pois aqueles que chegam nesse estágio são os mesmos que não precisam mais estar neste planeta atrasado.

Se você ao mesmo tempo é o engenheiro, o arquiteto e o morador dessa casa que construiu, do que vive se queixando? O que os outros têm a ver com isso?

Não seria mais inteligente da sua parte começar assumindo a total responsabilidade por todos esses infortúnios e empreender as mudanças necessárias em si mesmo, com novos projetos, com novas atitudes e com um olhar mais crítico contra si mesmo? Você não percebe, meu caro, que está na hora de empreender um processo de desconstrução, em que conceitos, valores, modelos, padrões e certezas precisam ser revistos?

Jesus ensinava que antes de querer olhar o cisco no olho do outro seria necessário remover a trave que existe no seu próprio Olho. Isso é pura fenomenologia!

Ele também dizia que os olhos são a lâmpada do corpo e que se os seus olhos forem bons todo o seu corpo será iluminado, ao passo que se os seus olhos forem ruins você viverá em trevas. Isso também é pura fenomenologia!

Paulo Tavarez

Escrito por Paulo Tavarez

Fonte: eusemfronteiras.com.br

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ASSUMA O CONTROLE DA SUA VIDA, VOCÊ É 100% RESPONSÁVEL POR ELA

REFLEXÃO: NASCEMOS CRIANÇAS E PARTIMOS DESSA PARA OUTRA COMO CRIANÇAS

Não é a toa que nascemos crianças e na velhice, muitas vezes, voltamos a ser crianças, já que Jesus foi muito claro ao proclamar – referindo-se às crianças – que destas é o Reino dos Céus, e mais, que quem não receber o Reino de Deus como uma criança, jamais entrará nele. Todos temos a nossa porção criança, seja lá em que idade for e devemos cultivá-la, pois como diz a célebre Cecília Meireles:  A infância traz encerradas em si todas as condições superiores do destino humano. Então, convido você a ler o artigo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

A importância da imaginação infantil

A imaginação maravilhosa da infância

A sempre lúcida e inspirada Cecília Meirelles, traz-nos alguns de seus pensamentos sobre a infância:

É porque nós, desgraçadamente, já andamos esquecidos; mas, quando fomos pequenos, tivemos também essa maravilhosa imaginação com que qualquer criança deslumbra o mais requintado poeta.

Nosso mundo foi feito de coisas prodigiosas: os milagres das fadas, os encantos dos bruxos, toda a mágica das histórias mais assombrosas…

Tudo foi sempre muito verossímil, porque tínhamos em nós uma força misteriosa geradora das mais extraordinárias possibilidades.

Talvez porque convivíamos mais diretamente com a natureza, e a natureza é por si mesma assombrosa.

Depois de ver uma borboleta voar, uma flor desenrolar-se do botão, uma semente transformar-se em planta, um passarinho sair do ovo e mais tarde a cantar;

Uma estrela revelar-se, depois de feita a noite, um campo encher-se de pirilampos, as nuvens crescerem, unirem-se, viajarem, desfazerem-se…

Depois de tudo isso, com que é que se vai admirar uma criança?

E éramos tão senhores da vida, com todos os seus cenários e as suas aparências…

Acreditávamos tanto na eternidade profunda das coisas, malgrado as suas superficiais e parciais extinções.

Que a morte era pra nós qualquer coisa enganosa, que os adultos não tinham ainda encarado bem, que ainda não conheciam de perto e só por isso, com certeza, não sabiam ainda vencer…

A infância traz encerradas em si todas as condições superiores do destino humano.

Ela mesma não sabe disso, porque a sabedoria tem qualquer coisa de inconsciente. Mas vivem dentro dela todas as capacidades da vida, por mais difíceis, inacreditáveis, longínquas e indefiníveis que sejam.

* * *

E cá estamos nós, mais uma vez, admirados com a grandiosidade desse período de nossas vidas chamado infância.

Seria apenas um período? Parece uma descrição pequena demais para abraçá-la honrosamente.

Deus nos deu a infância como um grande tesouro, uma lição de pureza poderosa, que não vem de fora, de professores, de sábios, de livros, mas vem de nosso íntimo divino.

Jesus foi muito claro ao proclamar – referindo-se às crianças – que destas é o Reino dos Céus, e mais, que quem não receber o Reino de Deus como uma criança, jamais entrará nele.

O Mestre Nazareno não olvidou que ali, naqueles corpos infantis, existiam Espíritos velhos, mas usou dessa lição para deixar visíveis as características da alma infantil – fundamentais para o crescimento moral humano.

Destacava a humildade, a pureza, na forma de ausência de preconceitos; a ânsia de saber, a perseverança, a docilidade, e tantas outras…

* * *

Que sua porção criança possa sempre sorrir ao ver o nascer do sol.

E que quando caia a noite, e venha o medo do escuro, saiba observar as estrelas e sua perfeição incompreensível e bela – e isso lhe traga novamente o sorriso.

Que sua porção criança permita enxergar o lado bom das pessoas, e jamais cair nas teias da amargura ou do pessimismo destruidor.

Que sua porção criança lhe recorde do quão bom e importante é viver.

Redação do Momento Espírita, com citações do livro Crônicas de educação, v. 1, de Cecília Meirelles, ed. Nova Fronteira

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: NASCEMOS CRIANÇAS E PARTIMOS DESSA PARA OUTRA COMO CRIANÇAS

FILOSOFIA: A RELIGIOSIDADE IMPOSTA MOLDOU NOSSOS PADRÕES, TRANSFORMANDO-NOS EM ZUMBIS ITINERANTES

Na nossa coluna FILOSOFIA desta sexta-feira temos um REFLEXÃO muito importante a fazer sobre RELIGIOSIDADE X ESPIRITUALIDADE, que o escritor Vander Luiz Rocha faz com muita maestria, quando questiona por que, e para que existo? Poucos fazem, preferem cumprir deveres religiosos ou deixar esse assunto de lado. Então essa é uma excelente oportunidade de você refletir sobre isso. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir para entender que é fundamenta deixar a mente livre e aberta ao conhecimento, além d nosso tempo!

Além do nosso tempo

Vander Luiz Rocha

Escrito por Vander Luiz Rocha

Pessoa sentada em um banco de madeira, em frente ao mar, em um dia nublado.

A religiosidade é imposta em nosso subconsciente desde que nascemos e é alicerçada pelos costumes da sociedade. Tal prática moldou em nós padrões para explicar a nossa existência terrena, transformando-nos em zumbis itinerantes num planeta desconhecido.

Somada a essa religiosidade, com o passar dos dias, no afoitamento do cumprimento das obrigações, bombardeados pela publicidade que nos impele ao consumismo, impulsionados pelo dever a cumprir, exigido pelos compromissos financeiros, necessitados de nos mantermos atuais… Nos debilitamos.

Nesse processo nos é oferecido um deus à imagem e semelhança humana, tal como os reis medievais, e tão vaidoso que precisa ser louvado. Crer nesse deus mito é bom, já que ele tudo pode, cria e mata, faz e acontece, etc., limitando a grandeza espiritual a vistosos espetáculos.

Tenha fé nele, que tudo dará certo, e os devotos o procuram nos templos, como os negociadores na busca de comércio.

Iludidos pela teoria do menor esforço, contam com o destaque pessoal perante a sociedade, permanecendo distantes do trabalho que edifica por não se dedicarem ao serviço interior.

Assim moldados a pensar e a agir, não refletimos com a necessária cautela e ponderação sobre nós e deixamos de viver, permanecendo escravos de conceitos, gaiolas que nos impedem de voar. É fundamental ter a mente livre.

Pensar sobre si, perguntar: por que, e para que existo? Poucos fazem, preferem cumprir deveres religiosos ou deixar esse assunto de lado.

Qualquer que seja o ensinamento para o bem, há de ser entendido tal como é, assimilado como expresso, levando-os ao uso habitual, nunca interpretados. Entendamos que os interpretadores imprimem a eles características de suas concepções individuais, impregnando-os com suas inclinações e estados psíquicos, trazem-nos segundo seu entender, assim ensinam

Ninguém, depois do sepulcro, gozará de um descanso a que não tenha feito jus, tampouco o nada vem após o fenecimento corpóreo, o corpo morre, nós continuamos.

Havemos de viver no exercício do aprendizado espiritual e não só para o material, que há de ser entendido como tonificante necessário para o viver corpóreo. Há de haver equilíbrio entre ambos.

Na parte IV do seu livro “República”, Platão concebe o homem como corpo e alma. Enquanto o corpo modifica-se e envelhece, a alma é imutável, eterna e divina.

Construímos o nosso mundo exterior à semelhança do nosso mundo interior. Ter na evolução interior o tempero do espírito fará com que tenhamos a satisfação do viver, pois haverá sabor no que fazemos, tocamos ou pensamos.

O ser humano que perdeu ou não adquiriu a consciência da espiritualidade não conseguirá evoluir. Poderá crescer materialmente, mas não alcançará a plenitude do sabor da vida, porquanto se ilude pela compra de alegrias.

Ainda sobre Platão, ele afirma que “não podemos ser felizes quando somos dominados pela concupiscência e pela cólera, isso porque as paixões sempre nos conduzem por caminhos perigosos e contraditórios e fazem com que os desejos e os impulsos violentos de nosso corpo tirem nosso bom senso”.

O risco de nos corrompermos é contínuo, a etiqueta social nos remete a um conjunto de regras não escritas que determinam o comportamento humano em sociedade, quem não se comportar dentro dessa norma é censurado, marginalizado.

Por querer estar moderno, há quem acompanha a moda, por mais corrupta que ela seja. Também, hoje em dia, a consciência própria é quase sempre desvirtuada pelo martelar contínuo de proclames, que criam e descriam necessidades. Sem dúvida, somos conduzidos pela mídia a nos comportarmos desse jeito, a nos vestirmos como desejam e a nos alimentarmos do que ofertam. Quem se deixar levar por esse vendaval será rebocado pelos interesses econômicos, materializando-se sempre mais.

Não é dito aqui que nos tornemos retrógrados, absolutamente. Se a roupa mostrada na televisão nos agrada, por que não vesti-la? O que não podemos é perder a nossa individualidade, não corromper a consciência, e, principalmente, não se dedicar ao volátil.

O equilíbrio interior, em espírito, é o que nos leva a ser melhor, a ser feliz. Só evoluímos se formos capazes de dominar nossos sentimentos pela razão.

Conduzamo-nos em espírito pelo saber, sejamos melhores em nós para sermos melhores com os demais caminheiros, busquemos merecer a espiritualidade superior.

O comedimento, o equilíbrio, a seleção racional, e, principalmente, saber sobre si como ser universal parece-me ser um bom começo.

Serenidade, equilíbrio.

Fonte: eusemfronteiras.com.br

Continuar lendo FILOSOFIA: A RELIGIOSIDADE IMPOSTA MOLDOU NOSSOS PADRÕES, TRANSFORMANDO-NOS EM ZUMBIS ITINERANTES

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A LIMPEZA PSICOLÓGICA É NECESSÁRIO PARA AQUELES QUE BUSCAM O DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL

Quando nascemos, independente de onde sejamos educados já trazemos dos nossos ancestrais seus sistemas de crenças e seus padrões de comportamento, através do inconsciente coletivo. Durante muito tempo o homem não evoluiu com relação a isso, pois muitas dessas crenças e padrões de comportamento já estão ultrapassados emperrando a evolução da humanidade. Por isso é preciso começar a fazer sua limpeza espiritual. Precisa começar a influenciar a si mesmo. O texto a seguir nos explica como esse processo acontece na nossa mente, através do nosso cérebro e suas três camadas. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir e entender como funciona esse processo evolutivo!

Passos   no   caminho

‘Estamos sendo estruturados para levar adiante o que nossos ancestrais deixaram; seus sistemas de crenças e padrões de comportamento. Não é possível começar a vida com um caderno em branco ‘

Caty Green*

Bonsai: a árvore da felicidade

A limpeza psicológica é necessária para aqueles que buscam o desenvolvimento espiritual. Se não for feita com seriedade e êxito, se os problemas pessoais ou as necessidades emocionais não forem primeiramente expostos e depois resolvidos e curados, o indivíduo pode permanecer como uma criança, num nível muito vulnerável. É a criança que está contente com a figura de Deus ou de um grande pai que está no céu, que dará doces  se ela se comportar como deve ou a castigará caso não o faça. Dessa forma você não encontra o seu caminho espiritual; você simplesmente restabelece seu eu infantil e se convence a permanecer no modo “criança  boazinha.

Obviamente esse comportamento terá muito apoio, uma vez que é com isso que a maioria das religiões está preocupada. Mas se você busca o desenvolvimento espiritual com seriedade, como uma experiência pessoal e não apenas como um tópico intelectual de conversa, precisa começar a fazer sua limpeza espiritual. Precisa começar a influenciar a si mesmo.

A definição do eu começa muito cedo. Desde bebês nós ingerimos alimentos e eliminamos os resíduos, respiramos, vocalizamos e tentamos compreender o que significa tudo isso, toda essa informação chegando através dos cinco sentidos. O que é o aqui? O que é este corpo que eu tenho que operar? O que é tudo aquilo que está lá fora na minha frente? As respostas chegam lentamente, à medida que o reconhecimento se desenvolve, junto com a experiência e a  prática.

Esse processo assegura que nós nos desenvolvamos de acordo com os padrões do tempo e do lugar  onde  chegamos ao mundo. Embora a maioria das coisas que lemos a princípio sejam orientações   básicas para a instância física em que nos encontramos,  os aspectos físicos que experimentamos ao nosso derredor, à medida que dominamos essas coisas, também nos apresentam aos valores socioculturais do mundo – ao lugar imediato, ao período histórico, às pessoas que são responsáveis por nós e a quem nós, por nossa vez, devemos responsabilidade.

Estamos sendo estruturados para levar adiante o que nossos ancestrais deixaram; levar adiante seus sistemas de crenças e seus padrões de comportamento. Normalmente não é possível começar a vida com um caderno em branco, por assim dizer. Aprendemos por imitação, um processo que se estabelece muito antes de termos suficiente desenvolvimento intelectual para selecionar o que queremos ou não  imitar.

Esse processo de imitação se aprofunda no cérebro e mergulha no subconsciente até a memória da raça, a raiz do celeiro psicológico. No fundo da raiz do celeiro está nosso cérebro; acima dela está a segunda camada do cérebro. Contudo, toda a codificação que constitui a base da consciência individual é limitada pelo terceiro cérebro, que adquirimos há algumas centenas de milhares de  anos.

Temos um cérebro tripartite, com três camadas, por assim dizer. As partes do cérebro que lidam com a nutrição do corpo físico e com a padronização da respiração, vocalização, movimentos, reprodução e autodefesa são as partes mais antigas – essa é a nossa camada mais ancestral, a primeira, o Cérebro Reptiliano.

Mais recente – embora com muitos milhões de anos – é o Cérebro Mamífero, o cérebro animal que se desenvolveu a partir do Cérebro Reptiliano. Ele gerencia, em um nível mais elevado, questões como a vigilância do nosso ambiente, o impulso para reproduzir e o desenvolvimento deliberado de sistemas que atuam em nossa defesa – tudo que compartilhamos com a maioria dos outros mamíferos.

O cérebro que nomeia

A última aquisição é o Cérebro que  Nomeia, o cérebro da linguagem, um recém-chegado em termos de evolução. Como a chegada de uma nova camada ao cérebro nunca faz com que a funcionalidade prévia desapareça, nós retemos as duas primeiras camadas, principalmente no nível subconsciente. Mas temos razão de questionar o status da integração do  Cérebro  que Nomeia com os outros dois. Onde os cérebros Reptiliano e Mamífero parecem coordenar, com êxito, o Cérebro que  Nomeia, o recém-chegado, parece ainda estar tentando se encaixar. Intelecto e instinto nem sempre andam de mãos dadas.

Ao aceitar a narrativa do Gênesis como o grande mito que resume a chegada do Cérebro que Nomeia, uma mudança tectônica na composição de nossas espécies, somos obrigados a estar em conformidade com várias versões que refletem essa grande ocorrência histórica. Consideremos alguns versículos da Bíblia (a versão do Rei James). No Gênesis capítulo 1, versículo 28, consta que os seres humanos foram instruídos a “povoar a terra, e subjugá-la: e exercer domínio (…) sobre toda criatura viva que se mova sobre a terra”.

No capítulo 2, versículos 19 e 20, lê-se que, depois de ter formado todas as criaturas, Deus as “trouxe para Adão ver que nome lhes daria (…) E Adão deu nome a todas”. Transportados para o Novo Testamento, vemos em João, capítulo 1, versículos 1-3: “No início era o Verbo e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no início com Deus. E todas as coisas foram feitas através d’Ele, e sem Ele nada seria feito do que foi feito.”

As raízes do conceito de Verbo remontam muito além da referência judaico-cristã. A Wikipedia refere-se a “um mantra Indo-iraniano efetivamente significando ‘Verbo’”, e indica que os satya mantras indo-iranianos “não significam simplesmente ‘Verbo verdadeiro’, mas pensamento estabelecido em conformidade com consumação inerente (realização)”. Observa-se que esse uso da palavra realização inclui seu significado em francês de tornar real). Uma outra referência: “a tradição chinesa [do termo mantra] é zhenyan, literalmente ‘palavras verdadeiras’”. Essas antigas referências à nossa capacidade linguística não parecem estar relacionadas e evidentemente justificariam um estudo considerável, mas o conceito de Cérebro que Nomeia, e que nos diz respeito, é limitado.

Esse conceito pode ser resumido da seguinte forma: nosso cérebro línguístico define tudo para nós. Ele recebe informações dos cinco sentidos do corpo físico. Portanto, a percepção da realidade disponível ao ser humano é limitada ao que esses cinco sentidos conseguem perceber. Quando o assunto vai além da experiência humana direta, o ser humano pode interpretá-lo apenas através da capacidade do Cérebro que Nomeia, desse modo percebendo o tema em termos dos limites impostos. O intelecto pode ir muito além, mas ainda deve interpretar conceitos nos termos definidos pelos cinco sentidos.

Qualquer cão ouve melhor do que um ser humano. Muitas criaturas ouvem melhor do que conseguimos ouvir; muitas veem melhor. O cavalo tem um campo de visão de quase 360°, o equivalente, para nós, a ter olhos atrás da cabeça. A abelha vê duas escalas separadas de preto.

Considerando a situação de nossa percepção de um modo um pouco diferente: aqui está uma mesa bem robusta. Você pode subir nela, até mesmo pular sobre ela. Ela é sólida, não há qualquer dúvida a respeito. Mas o que você vê quando olha para a mesa através de um potente microscópio?  Você vê movimento, poderoso, constante, impressionante. A mesa é uma massa de moléculas em movimento.

Conclusão: nossa percepção do mundo e também nossa compreensão de tudo que podemos chamar de realidade, e de tudo que podemos imaginar, é determinada pelo Cérebro  que Nomeia, um cérebro alimentado apenas pelas informações dos cinco limitados sentidos humanos. Aquilo que chamamos de real é apenas o que é real para nós.

Embora a riqueza de referências ao Verbo exija estudo e reflexão, a realização do nosso propósito de Verbo sobre o nosso eu  exige que demos os próximos passos no caminho.

Radicada no solo do Cérebro que Nomeia, a consciência não acha fácil reconhecer qualquer outra percepção da realidade, qualquer outro senso de seu eu. O ser humano que no momento consideramos como normal permanece engajado em representar o cenário de seu drama pessoal. Sugerir que outro nível de experiência possa ser desejável e até vantajoso é muitas vezes percebido como tolice mística.

Shakespeare disse: “O mundo é um palco, e os homens e mulheres são apenas atores.” Esta é uma instrução espiritual da mais elevada ordem. A tarefa para aqueles que estão no caminho espiritual é deixar esse palco, erradicar o processo mental do Cérebro que Nomeia e permitir-lhe chegar ao solo da consciência superior.

Porém, é fácil falar; fazer é outra coisa. A decisão de fazer é o resultado de um anseio apaixonado pelo que tem sido chamado de união divina, união com o divino, aquilo que está além do humano. Ou pode ser simplesmente uma questão de curiosidade intelectual. Ou ambas ao mesmo tempo. O que quer que invoque o impulso deve ser forte e contínuo para ser bem-sucedido.

     A voz do silêncio

A palavra-chave para a natureza desse processo é escutar. O místico Eckhart Tolle escreve e fala sobre isso. Seu trabalho nos transporta a um ponto de onde podemos dar nossos primeiros passos no caminho. Recomendo ouvir seus discursos gravados, pois sua voz carrega o peso dos seus processos interiores.

A maioria de nós não coordenou conscientemente nosso processo auditivo. Temos a antiga resposta instintiva a sons inesperados. Isso é ouvir. Podemos ouvir muito bem, mas ouvir não deve ser confundido com escutar.

Em muitas línguas a conversação comum e casual é cheia de orações que começam com “escute”. Por quê? Será que, como regra geral, nós realmente não escutamos? Se assim for, o fato de que pedimos ao nosso ouvinte para escutar mostra que nós percebemos a nossa necessidade de desenvolver e enriquecer nosso processo de escuta.

A escuta acontece em vários níveis de atenção. Muitas vezes tudo que fazemos é ficar em silêncio enquanto a outra pessoa fala. Podemos simplesmente estar esperando a nossa vez de falar. Um outro nível é escutar em busca de informação – quando a atenção está focada em reter as especificações da informação crua.

Contudo, um terceiro grau do ato de ouvir permite obter informação e também captar como a pessoa se sente a respeito do que está dizendo; em outras palavras, compreender que peso emocional, psicológico e intelectual o tema e as afirmações podem ter para quem está falando. O ouvinte pode avaliar o que essas várias perspectivas significam, sendo assim capaz de uma conversação profundamente enriquecedora para as duas partes. É a partir desse terceiro nível que o indivíduo pode avançar no caminho espiritual, pois grande parte desse movimento é o processo de escutar internamente

Então, já que a definição do eu é estruturada pelo Cérebro que Nomeia, vamos dar uma olhada na sua estrutura e escutar. Ouvir o chamado e o mais importante de todos os sons: a voz do silêncio.

“O ato de ouvir permite também captar como a pessoa se sente; compreender que peso emocional, psicológico e intelectual o tema e as afirmações podem ter para quem está falando.”

Fonte: Revista SOPHIA • JUL/AGO 2020

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A LIMPEZA PSICOLÓGICA É NECESSÁRIO PARA AQUELES QUE BUSCAM O DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL

REFLEXÃO: O SÁBIO E A VACA, UMA HISTÓRIA SOBRE A ZONA DE CONFORTO

Nesta quinta-feira temos Uma história sobre um sábio e uma vaca, como destaque aqui na coluna REFLEXÃO, que nos convida a refletir sobre como a nossa Zona de Conforto geralmente não nos deixa usar todo o nosso potencial e evoluir o quanto poderíamos. Eu espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama, a ter a coragem de sair da zona de conforto e usar todo o potencial que nasceu dentro de você, e que talvez você nem saiba que existe aí dentro. Experimente! Você pode se surpreender. Amor e luz, namastê!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O SÁBIO E A VACA, UMA HISTÓRIA SOBRE A ZONA DE CONFORTO

FÍSICA QUÂNTICA: A GRATIDÃO É UMA FREQUÊNCIA QUE VIBRA À MAIS DE 900 HERTZ NA ESCALA VIBRRACIONAL

A GRATIDÃO vibra à mais de 900 hertz

A GRATIDÃO é uma frequência do universo que vibra à mais 900 hertz na escala vibracional.

Você já imaginou ter uma vida mais expandida, mais rica, mais motivada, mais feliz, mais cheia de oportunidades.

Utilizando apenas a gratidão, essa lei tão básica do universo.

Então me acompanha até o final deste post que eu vou mostrar para você como a gratidão pode te ajudar a transformar a sua vida, a sua forma de pensar a sua forma de agir perante as situações desafiadoras que se apresentam no seu dia a dia .

Com menos estresse, menos problemas e acreditando sempre um futuro melhor, com mais otimismo perante a vida.

Muitas pessoas não levam fé na gratidão.

Pois acham que a gratidão é aquele básico, de dizer obrigada ou ser gentil com algum favor que lhe fizeram.

Pois a gratidão vai muito mais além.

Porque a gratidão é uma frequência do universo que vibra a 900 hertz.

Tudo no universo é energia, frequência e vibração.

Portanto a gratidão é uma das frequências mais altas do universo e quanto mais você sentir esta frequência, mais você atrairá para o seu campo eletromagnético, coisas fantásticas e mudanças extraordinárias começam a acontecer em sua vida como um passe de mágica.

Sim, não é milagre não é ciência.

Pois a gratidão tem este poder.

Agradeça

Jesus disse certa vez: “Agradeça por tudo que já tem e mais lhe será dado, por acréscimo.”

Agradeça por tudo que você já tem. Ele não disse agradeça por aquilo que você não tem.

Agradeça por tudo que já tem e mais lhe será dado.

Por exemplo:

Se você hoje tem água para beber, um prato com arroz para comer, agradeça.

Agradeça do fundo do seu coração, provoque este sentimento de gratidão em você.

Pois assim o universo vai compreender que você está apreciando o que ele pode lhe entregar naquele momento.

Assim a sua vibração vai aumentando, e você começa a perceber mais coisas pelas quais você pode ser grata (o), no seu dia a dia.

Por exemplo: se há muito tempo você não ganha um abraço de um filho, ou um telefonema de alguém que você tanto ama e de repente essa pessoa lhe dá um abraço ou lhe liga.

Agradeça fique feliz, comemore, mostre para o universo que você está entusiasmada, com essa atitude simples.

Mas é uma atitude que eu tenho certeza que mexeu com o seu coração e com suas emoções mais profundas.

Gratidão é energi

Pois essa energia emanada, quando se agradece, permite que você se conecte com mais coisas da mesma frequência vibracional.

Você pode também, fazer alguns exercícios simples como o pote da gratidão, a oração de 4 etapas, o caderno da gratidão onde você anota 10 coisas todos os dias pelas quais você é grata.

Você pode fazer o exercício da pulseirinha da gratidão, assim toda vez que você sentir que não foi grata  e que agiu na ingratidão, troca a pulseirinha de pulso.

Existem vários exercícios, que você pode fazer para exercitar a gratidão, para ajudar você a elevar a sua frequência vibracional.

Tem também as afirmações positivas, que são muito poderosas neste processo.

Eu faço todos os dias as afirmações positivas e vou fazer sempre, porque me dá um ânimo danado logo de manhã.

Toda vez que eu sinto que a minha vibração vai cair, eu faço uma afirmação positiva.

Uma coisas muito boa para você  fazer também e se conectar de vez com a energia da gratidão, é alegria.

Toda vez que você se sente alegre por alguma coisa, vai atrair para o seu campo eletromagnético, mais do mesmo.

Toda energia emanada, volta.

Toda a Energia emanada é devolvida.

Pois tudo que você emana volta para você na mesma frequência.

Então se você ficar alegre por ter visto uma flor, uma borboleta diferente, por ter saído na rua e ter pego aquele sol maravilhoso que aqueceu a sua pele, agradece, sinta-se grata.

Faça uma pequena oração: Gratidão pai celeste, Criador o nome que você queira dar não é relevante o que importa é o que você está sentindo naquele momento.

Simplesmente agradeça, pois assim o seu cérebro entende que você gosta dessa frequência, dessa energia.

E mais disso ele vai procurar para trazer para você agradecer.

Agradeça pela borboleta que você viu, pelo vento que bateu no seu rosto, pela aquela vontade que você tava de tomar um cafezinho e de repente alguém lhe convidou do nada.

A gente é muito lindo praticar a gratidão.

Além de ser uma das frequências mais altas vibrando neste universo, ainda tem estudos científicos que comprovam a eficácia da gratidão.

E tem cientistas que constam há possibilidade da frequência da gratidão já estar em nossas células desde do momento que nós nascemos.

A ciência prova!

Isso é realmente incrível pois quanto mais os cientistas estudam, mas nós temos a comprovação da eficácia dessa energia em nossa vida.

Comprovando que a gratidão não é algo remoto, ou imaginativo, ou alguém super positivo que inventou.

Portanto ela é uma frequência do universo, e é eficaz para todas as pessoas que a praticarem.

Então pratique a gratidão

Eu comecei a praticar a gratidão em momentos muito difíceis da minha vida, assim pude perceber o lado bom de qualquer situação e percebi que não era só para o lado ruim que eu devia olhar.

Sim comecei a agradecer para colocar essa energia em movimento em minha vida.

E hoje eu posso dizer para você que a minha vida é muito abençoada,  eu sempre tenho motivos para agradecer, pois essa frequência já impregnou no meu corpo, nas minhas células, em minhas moléculas em todo meu ser.

Assim não vejo mais reclamação, só vejo motivos para agradecer, pois mudei meu ponto de atração.

Por exemplo quando você ver, o pátio cheio de folhas,  naturalmente a gente reclama.

Mude seu ponto de atração.

Gratidão por eu poder varrer e por poder estar aqui.

Mas quando você muda o seu ponto de atração você percebe que aquelas folhas são uma oportunidade para fazer um ótimo exercício, então você agradece.

Quando você colocar em prática e agradecer por tudo em sua vida, você vai compreender o que eu estou falando.

mas ao invés de você reclamar e falar que saco tem fone para varrer.

Você vai falar: – Uau que bom, tenho oportunidade para me movimentar,  movimentar meus braços minhas pernas.

Gratidão por eu poder varrer e por poder estar aqui.

A não ser que uma limitação física lhe impeça.

Mais isso também não é motivo para você não agradecer, pois quanto mais você agradece mais coisas boas aparecem em sua vida, independentemente da sua forma física.

Pois o que nos provoca a ingratidão,  é a nossa falta de fé, a nossa visão limitada.

Essa crença limitante que a gente cria em nossos pensamentos acreditando que a vida é somente aquele mundo que criamos em nossos pensamentos.

Não o universo tem infinitas possibilidades para trazer várias coisas boas e maravilhosas para sua vida então aprenda a se conectar com a gratidão.

Mas eu tenho certeza que a sua vida vai mudar, porque o universo não tem outra forma de entregar para você aquilo que você, está vibrando, emanando.

A não ser o mesmo que você está enviando.

Então abandone a ingratidão comece a agradecer.

Porque quando você reclama e é ingrato, o  universo entende que você gosta disso e manda, mais disso para você.

Assim, irão aparecer na sua vida situações para você reclamar, coisas ruins para você ser ingrato.

E quando você agradece, o universo diz sim, então mais coisas boas ele manda para você agradecer.

E aí, tudo que você precisa fazer é agradecer, pois as coisas ruins não são necessárias, a não ser que você goste de se martirizar e se culpar pelas coisas que acontecem.

Mas, eu acredito que você não gosta, se não você não estaria aqui ainda!

Acorde pela manhã e agradeça pela sua cama,  que o colchão estava fofinho, que a cama estava quentinha.

Você quer mudar a sua forma de pensar, mudar o seu jeito de agir?

Comece logo ao acordar.

Acorde pela manhã e agradeça pela sua cama,  que o colchão estava fofinho, que a cama estava quentinha.

Se olha no espelho e diga bom dia para você mesmo, olhe bem profundamente nos seus olhos,  e fale eu me amo e me aceito como eu sou, como Deus me criou.

Gratidão, gratidão, gratidão por eu ser quem eu sou.

Isso é um ótimo estimulante para sua auto-estima, ela lhe dará, mais força para você encarar os desafios ao longo do dia.

Eu não gosto de falar problema,  pois eu acho que problema traz uma carga energética pesada e quando eu uso o desafio fica mais suave.

E quando se fala problema parece algo que não vai ter fim ou até mesmo intransponível.

Então, fale sempre desafio, pois eu acredito que vai ser até melhor para o seu cérebro compreender e processar isso com mais leveza.

Então toda vez que surgir alguma coisa algum problema em sua vida.

“Você fala nossa mais um desafio eu tenho para superar.”

Então agradeça, pois é mais uma oportunidade de crescimento, de aprendizado que você tem em sua vida.

Beijos de luz

Fonte: gratidaotransforma.wordpress.com

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GRATIDÃO É UMA FREQUÊNCIA QUE VIBRA À MAIS DE 900 HERTZ NA ESCALA VIBRRACIONAL

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA COMO TER UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL E PRODUTIVA ATRAVÉS DO FOCO

Nesta quarta-feira a terapeuta Vania Kipriadis Ferro vem nos instruir e informar acerca da importância do foco em nossas vidas e falar de como algumas atividades artísticas podem ajudar a criar uma Atenção Plena, especialmente a Cerâmica. Ele diz que modelar argila traz um potencial enorme e trabalha essa questão. Por isso, lhe convido a ler com “atenção” o texto completo a seguir e aprender uma das técnicas capaz de lhe manter no presente e tornar sua vida mais produtiva e saudável!

Foco – para uma vida mais produtiva e saudável

Alvo com flechas acertada no meio e flechas voando

Ou… o que a Cerâmica pode fazer pelo seu bem-estar.

A sua mente pula de galho em galho como um macaco agitado?

Você não consegue se concentrar no mesmo assunto por mais de alguns minutos?

Está com muitas tarefas e não consegue priorizar as demandas?

Recebeu uma enxurrada de informações e precisa se organizar mentalmente para absorvê-las de forma adequada?

Bem, se você respondeu “sim” a alguma das perguntas acima, você faz parte de uma grande parcela da população que sofre com Falta de Foco. Isso é mais normal do que você imagina. Quem nunca?

Existem algumas técnicas que podem ajudar a solucionar essa questão, ou pelo menos minimizar. Nesses tempos digitais, onde estamos conectados com vários estímulos ao mesmo tempo, isso pode ser muito perturbador no dia a dia. Inclusive já escrevi aqui mesmo sobre esse tema, sugerindo o uso do floral de Bach White Chestnut. Tomar esse floral pode ser uma das formas de ajudar a manter o foco e a priorizar tarefas.

Mas hoje o foco é outro. Vamos falar de como algumas atividades artísticas podem ajudar a criar uma Atenção Plena, especialmente a Cerâmica.

Modelar argila traz um potencial enorme e trabalha essa questão. Você já experimentou?

Argila = Terra, e como elemento em si, nos coloca em Conexão com o Presente, é Corpo, matéria, nos enraíza, germina, frutifica e alimenta. Segundo Jean Chevalier e Alain Gheerbrant (*) a Terra é um símbolo de fecundidade e regeneração, eminentemente feminino, nossa “Terra-Mãe”, que deu origem aos seres humanos.

Para pessoas que vivem no “mundo da Lua”, que têm dificuldade em focar no Presente, ou que são distraídas, trabalhar com a terra pode ser útil – ajuda a manter os “pés no chão”, encarar a realidade sem subterfúgios, com mais senso de praticidade e realização = ação. Contribui para melhor nos posicionar, “marcar território”, confere mais objetividade.

Trabalhar com a terra favorece a concretização de pensamentos, sonhos, intenções, emoções. Na medida em que o indivíduo cria, e transfere algo que está no inconsciente para uma forma de argila, real – que ele toca, sente, cheira, vê –, se abre uma possibilidade de entendimento, de conscientização e elaboração do assunto sobre o qual estamos tratando.

Já observou crianças construindo castelos à beira da praia? Percebeu como elas ficam inteiramente concentradas nessa tarefa? Pois é, a terra nos ajuda a manter esse foco no Presente, e como resultado nos traz equilíbrio, nos centra e harmoniza. De quebra, possibilita-nos entrar em contato com nossa mais profunda essência.

Fonte:

Vania Kipriadis Ferro
Escrito por :  Vania Kipriadis Ferro
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: SAIBA COMO TER UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL E PRODUTIVA ATRAVÉS DO FOCO

AUTOCONHECIMENTO: FAÇA UMA OBSERVAÇÃO EXTERNA DO SOL E SINTA AS SENSAÇÕES E EMOÇÕES POSITIVAS QUE ESTE ATO LHE PROPORCIONA

Nesta manhã de terça-feira você vai aprender uma prática inspiradora e eficaz para começar o dia cheio(a) de energia positiva e brilhar junto com o sol o dia inteiro. Um exercício baseado no livro “Uma Farmácia para a Alma”, que traz ensinamentos práticos de Osho. Então leia o texto completo a seguir e comece a mudar a sua vida! 

Preencha o seu ser com o nascer do Sol

Mulher olhando para o céu com a luz do pôr do sol em seu rosto

Hoje trago para vocês um exercício baseado no livro “Uma Farmácia para a Alma”, que traz ensinamentos práticos de Osho.

Fiz algumas adaptações no texto original para deixá-lo mais fácil para que seja posto em prática, mas não houve alterações na essência do exercício.

O objetivo principal é para que, a partir da observação externa do Sol, você tome consciência das sensações e emoções positivas que esse ato lhe proporciona e posteriormente possa se conectar internamente a essa imagem, de maneira subjetiva, e usufruir de seus benefícios.

Como nos diz Osho, para alguns, o Sol pode funcionar como um grande despertar.
É uma proposta de exercício meditativo, no qual espera-se que com o passar do tempo você consiga ver o Sol a qualquer momento, fechando os olhos e meditando sobre ele, provocando o seu sol interno.
Use sempre que precisar se conectar com o seu interior, para quando sentir que precisa “carregar” a sua energia, para momentos desafiadores e circunstâncias externas que estejam te deixando “para baixo”.

Atenção: evite olhar diretamente para o Sol quando ele estiver alto, pois isso pode causar prejuízo aos olhos.
Esse exercício deve ser praticado bem cedo, assim que o Sol tenha acabado de surgir e/ou ao entardecer, no pôr do sol, quando ele estiver bem baixo.

Na Índia, o primeiro Sol da manhã é conhecido como o Sol dos bebês.

Prática.

Muito cedo, pela manhã ou durante o entardecer, observe o Sol.
Faça isso com a intenção de absorver a energia solar.
Abra-se para ele e deixe-se encharcar com a sua energia.
Esteja consciente desse momento.
Essa energia te inunda.
Veja-se, sinta-se, imagine-se tomando um banho de energia solar e também essa energia sendo direcionada para o seu interior, como se você estivesse bebendo o Sol.
Observe as sensações que essa experiência desperta no seu corpo e em todo o seu ser.
Atente-se para as emoções e pensamentos que vão emergindo.
Nada do que vem de fora importa nesse momento.
Tome a consciência de que, ao estabelecer essa conexão, a vida se torna plena e rica.

Posteriormente, ao se tornar capaz de visualizar o Sol com os olhos fechados, e isso pode ser feito a qualquer momento do seu dia, você poderá sentir uma grande energia surgir. Descobrirá que se trata de algo inesgotável.

Busque ter em mente que a “energia básica” está dentro de si e independentemente das circunstâncias você se manterá tranquilo e focado, porque sabe que o seu “real tesouro” reside no seu interior.

Ao longo do dia, quando precisar lidar com circunstâncias externas que você entenda como desfavoráveis, tenha em mente o que nos diz Osho:
“O que acontece ao nosso redor só se torna importante quando não percebemos aquilo que se passa dentro de nós. Conhecendo o nosso interior, o exterior aos poucos se dilui e sua importância desaparece.
Você pode falhar em tudo aquilo que diz respeito ao mundo exterior e mesmo assim ser bem-sucedido. E sem uma queixa ou cicatriz.”

É possível ser feliz, independentemente das circunstâncias, isso é real!

Com amor,
Joyce Muzy

Joyce Muzy

Escrito por Joyce Muzy

Fonte: eusemfronteiras.com.br

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: FAÇA UMA OBSERVAÇÃO EXTERNA DO SOL E SINTA AS SENSAÇÕES E EMOÇÕES POSITIVAS QUE ESTE ATO LHE PROPORCIONA

AUTOCONHECIMENTO: COMO ATIVAR OS MECANISMOS DO CÉREBRO ASSOCIADOS A SENTIMENTOS POSITIVOS, ATRAVÉS DA NEUROCIÊNCIA DA FELICIDADE

Pedro Calabrez é professor e escritor. Doutor em Ciências (Ph.D) pelo Lab de Neurociências Clínicas da Unifesp. Diretor da NeuroVox e neste domingo você vai assistir a uma mini-palestra dele sobre a neurociência da felicidade, que começa a desvendar mecanismos do cérebro associados a sentimentos positivos e como interferir para ativá-los​. Então não perca esta excelente oportunidade de aprender mais sobre AUTOCONHECIMENTO!

Fonte:   Território Conhecimento

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: COMO ATIVAR OS MECANISMOS DO CÉREBRO ASSOCIADOS A SENTIMENTOS POSITIVOS, ATRAVÉS DA NEUROCIÊNCIA DA FELICIDADE

DEESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DO SILÊNCIO E SUAS 5 VANTAGENS

Neste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL você vai saber o porquê do silêncio ser tão poderoso! Neste vídeo você vai ver 5 vantagens de ser mais quieto, numa resenha resumo animado do livro as 48 leis do poder de Robert Greene feita pelo talentoso Albano do Seja Uma Pessoa Melhor.

Fonte: 

Continuar lendo DEESENVOLVIMENTO PESSOAL: O PODER DO SILÊNCIO E SUAS 5 VANTAGENS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho