DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por G1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte registrou 133.174 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. No total, a doença vitimou 3.203 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (21) Outros 541 óbitos estão sob investigação.

Em relação ao boletim do dia anterior, são 880 novos casos e 11 mortes a mais – sendo quatro confirmados nas últimas 24 horas, em Mossoró, Marcelino Vieira, Natal e Caiçara do Rio do Vento.

O RN tem ainda 73.826 casos suspeitos e outros 304.805 descartados. O número de confirmados recuperados segue em 91.645, e o de inconclusivos, tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, está em 65.811.

A Sesap informa que 469 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no RN, sendo 323 na rede pública e 146 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 57,2% na rede pública e de 48,3% na rede privada.

O boletim destaca ainda que 351.477 testes para Covid-19 foram realizados no estado até o momento, sendo 187.170 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 164.307 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 133.174 casos confirmados
  • 3.203 mortes
  • 73.826 casos suspeitos
  • 304.805 casos descartados
  • 91.645 confirmados recuperados
Fonte: G1 RN
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

CENTRAL DE MONITORAMENTO DE PROVA TEÓRICA PARA HABILITAÇÃO É IMPLANTADA PELO DETRAN RN

Detran implanta Central de Videomonitoramento de prova teórica de Habilitação

22 jan 2021

Portal da Tropical - Notícias - Detran implanta central de videomonitoramento para prova teórica da CNH

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) inaugurou o funcionamento de um novo sistema de fiscalização e controle na realização das provas teóricas de Habilitação de condutores de todo o estado. A ferramenta tecnológica permite que todas as salas de provas sejam monitoradas em tempo real de uma Central de Videomonitoramento montada na sede do Detran, no bairro Cidade da Esperança, em Natal.
O novo sistema já se encontra em pleno funcionamento e é possível acompanhar a realização das provas nas cidades que dispõem de salas de aplicação de exames no interior e na capital potiguar. Unidades do Detran nos municípios de Natal, Parnamirim, Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros, Ceará-Mirim, Nova Cruz, Santa Cruz, Parelhas, São Paulo do Potengi, entre outras, estão sendo monitoradas na Central de Videomonitoramento.
O coordenador de Habilitação de Condutores do Detran, Jonas Godeiro, explicou que o monitoramento funciona dando acesso a telas de maneira geral e também isolada, bastando que o operador selecione o comando. Ou seja, o vídeo mostra todas as salas ao mesmo tempo, mas é possível escolher qualquer unidade, ampliando dessa forma a visão detalhada de vários ângulos da sala. “É uma forma de ter mais controle, mais transparência e fiscalização do processo, sempre buscando o melhor para o usuário”, informou.
Com o novo sistema, o Detran pretende combater qualquer tipo de conduta em desacordo com as regras de aplicação do teste, ampliando a fiscalização e gerando banco de dados para possíveis averiguações. Durante o ano de 2020, o Detran aplicou 22.268 provas teóricas de habilitação de condutores.
 A prova é a primeira etapa após a conclusão do curso teórico realizado pelo usuário no CFC. Os candidatos fazem a avaliação numa sala específica, onde são utilizados computadores individuais que exibem a prova de conhecimento teórico versando sobre legislação e a prática correta de conduzir veículo no trânsito. Os procedimentos de realização da prova são simples e o usuário precisa apenas utilizar o mouse para selecionar a resposta correta de cada questão.
O candidato ao clicar no botão que finaliza a prova tem os dados do resultado lançados no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach) e no site do Detran, no espaço com informações específicas do usuário. A partir do resultado positivo do provão, o aluno poderá prosseguir para as aulas práticas de volante. No caso de reprovação, o usuário pode repetir a avaliação após 15 dias, pagando a devida taxa.
Fonte: Política em Foco
Continuar lendo CENTRAL DE MONITORAMENTO DE PROVA TEÓRICA PARA HABILITAÇÃO É IMPLANTADA PELO DETRAN RN

DOIS TRABALHOS DO RN SERÃO SELECIONADOS PARA PARTICIPAR DE OFICINA ONLINE COM PROFISSIONAIS RENOMADOS NA INDÚSTRIA DO CINEMA BRASILEIRO

Por G1 RN

 

Mostra de Cinema de Gostoso será virtual em 2021 — Foto: Rogério VitalMostra de Cinema de Gostoso será virtual em 2021 — Foto: Rogério Vital

Estão abertas as inscrições para a segunda edição do Gostoso Lab, promovido pela Mostra de Cinema de Gostoso com o objetivo de selecionar seis projetos de longa-metragem da região Nordeste em fase de desenvolvimento. Os trabalhos deverão ser enviados através de formulário online, até as 18h (horário de Brasília) do dia 3 de fevereiro.

Dos seis projetos de longa-metragem de ficção e/ou documentário selecionados, duas vagas estão reservadas para trabalhos do Rio Grande do Norte.

Consolidada no calendário dos principais festivais de cinema do Brasil e valorizada pelo impacto positivo na economia local do município de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, a Mostra de Gostoso está confirmada para o período de 24 a 28 de fevereiro, mas desta vez não vai acontecer na praia. Por causa da pandemia da Covid-19, esta edição será realizada em formato online, com acesso gratuito.

De acordo com a organização do evento, o Gostoso Lab configura-se como um espaço de discussão coletiva em torno do argumento, da narrativa, da realização, da produção e da distribuição de um longa-metragem. Os participantes terão oportunidade de trabalhar sob orientação e em interlocução com profissionais renomados da indústria audiovisual brasileira, sob tutoria do diretor Ramon Porto Mota, da roteirista Fernanda De Capua, da produtora Nara Aragão e do produtor e diretor do BrLab, Rafael Sampaio, responsável pela coordenação pedagógica.

A lista dos projetos selecionados será divulgada até 11 de fevereiro. Os responsáveis serão contatados pela organização do laboratório e deverão estar disponíveis para participar integralmente das atividades em formato online no período de 22 de fevereiro a 1º de março.

A expectativa da organização é que em novembro de 2021 seja realizada uma edição presencial, com a realização da 8ª Mostra de Cinema de Gostoso, no município de São Miguel do Gostoso, a 102 km de Natal.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo DOIS TRABALHOS DO RN SERÃO SELECIONADOS PARA PARTICIPAR DE OFICINA ONLINE COM PROFISSIONAIS RENOMADOS NA INDÚSTRIA DO CINEMA BRASILEIRO

A SAÍDA ALTERNATIVA DISCUTIDA PELO PSOL É A ADESÃO AO BLOCO DE APOIO A BALEIA ROSSI

PSOL avalia aderir ao bloco de Baleia; candidatura de Erundina seria mantida

Fernando Molica

Por Fernando Molica, CNN  

21 de janeiro de 2021 às 22:47

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)
Foto: Michel Jesus – 8.abr.2019/Câmara dos Deputados

Depois de lançar a candidatura de Luiza Erundina (SP) à presidência da Câmara dos Deputados, o PSOL começou a discutir uma saída alternativa – a adesão ao bloco que apoia Baleia Rossi (MDB-SP).

A aliança teria o objetivo de reforçar o grupo na disputa das vagas na Mesa Diretora e não implicaria na retirada da candidatura de Erundina.

A disputa pelas cadeiras da Mesa ocorre de maneira separada da eleição do presidente – a divisão das vagas está relacionada aos apoios partidários registrados por cada bloco.

Caso a proposta seja aprovada, o PSOL, que tem dez deputados federais, ajudaria o grupo de Rossi a tentar garantir quatro dos seis cargos titulares (o sétimo é o de presidente).

A eventual obtenção antecipada da maioria dos cargos seria uma forma de atrair apoios de deputados para Baleia – a distribuição de cadeiras na Mesa é um dos elementos utilizados na busca de votos para a presidência.

O lançamento de Erundina dividiu o PSOL,  metade da bancada defendeu o apoio a Rossi, para fortalecer a oposição ao presidente Jair Bolsonaro, que apoia Arthur Lira (PP-AL). A candidatura própria acabou definida pela direção nacional do partido.

Continuar lendo A SAÍDA ALTERNATIVA DISCUTIDA PELO PSOL É A ADESÃO AO BLOCO DE APOIO A BALEIA ROSSI

EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

Por suspeita de irregularidades, TCE solicita dados de vacinação no Amazonas

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo

22 de janeiro de 2021 às 00:02

Vacinação em ManausInício da vacinação contra o novo coronavírus em Manaus – 18 jan. 2021
Foto: José Brito/CNN

Em meio a denúncias sobre “fura-filas” da vacinação – pessoas fora dos perfis de grupos prioritários que teriam recebido doses da Coronavac por favorecimento -, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) encaminhou um ofício-circular às prefeituras do interior do estado solicitando dados de vacinação contra a Covid-19 para cruzar os dados sobre o quantitativo de vacinas recebidas.

A medida foi tomada após a Corte de Contas ter notícias de divergências nos quantitativos de vacinas enviadas pelo governo e recebidas pelas prefeituras, além de questionamentos sobre a ordem de vacinação do grupo prioritário que deve ser imunizado.

Em um prazo de 24 horas que se encerrou nesta quinta-feira (21), as prefeituras também teriam que informar, entre outros dados, quantas vacinas contra a Covid-19 receberam do governo e quem serão os profissionais de saúde imunizados nesta primeira etapa.

“Já estamos apurando todos os casos denunciados pela população e pela imprensa das pessoas que estão sendo vacinadas, possivelmente, de forma irregular. Vamos também acompanhar, juntamente com os prefeitos, se a distribuição de vacinas está seguindo os protocolos instituídos pelo Ministério da Saúde. É um momento ímpar na saúde pública e precisamos garantir a transparência para a população” destacou o presidente da Corte, conselheiro Mario de Mello.

Depois de quase 24 horas de suspensão da campanha de vacinação contra Covid-19 em Manaus, a prefeitura da capital do Amazonas decidiu que só receberão o imunizante os profissionais da saúde dos hospitais, prontos-socorros, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) escolhidos pelo governo estadual.

O trabalho de vacinação começou na terça-feira (19) estava destinado apenas a profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estão atuando na linha de frente contra a Covid-19.

Em nota, a prefeitura explica que teve de rever o plano. “Com o baixo volume de doses de vacinas contra a Covid-19 repassado pelo governo do Estado à Prefeitura de Manaus – apenas 40.072 das 282 mil recebidas do Ministério da Saúde, na última segunda-feira, 18 -, o Executivo municipal precisou rever o plano de vacinação.”

Com a alta dos casos de Covid-19, o estado do Amazonas enfrentou colapso do sistema de saúde nas últimas semanas, com falta de cilindros de oxigênio e outros insumos básicos para o tratamento de pacientes.

Investigações em pelo menos oito estados

As promotorias de pelo menos oito estados brasileiros instauraram investigações sobre pessoas que teriam sido vacinadas contra Covid-19 mesmo sem pertencer aos grupos prioritários. Os casos de “fura-filas” da Coronavac foram denunciados no Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Pará e Paraíba.

Entre os investigados estão prefeitos, servidores públicos, familiares de funcionários da saúde entre outras pessoas que não se enquadram nos critérios do Ministério da Saúde. Por exemplo, o prefeito da cidade baiana de Candiba, Reginaldo Martins (PSD), foi um dos primeiros vacinados no município.

Candiba recebeu 100 doses da Coronavac, que são suficientes para vacinar apenas 50 pessoas, conforme aponta denúncia do Ministério Público Federal (MPF).

O momento em que Martins recebe a vacina foi publicado nas redes sociais da prefeitura. Após a denúncia, o prefeito justificou a atitude como “forma de incentivo para a população que está desacreditada”.

Em vídeo publicado no Instagram da prefeitura, ele alegou que se enquadraria nos critérios por ter 60 anos e comorbidades. Porém, apenas os maiores de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência estão contemplados no primeiro grupo prioritário.

As pessoas denunciadas pelo Ministério Público nos estados, se condenadas, poderão responder por crime ou, no caso de servidores, por ato de improbidade administrativa. No caso do prefeito de Candiba, o MPF ainda requeriu um pagamento de multa de R$ 145 mil.

Já o Ministério Público do Pará (MP-PA) apura o caso de uma engenheira na cidade de Bragança, a cerca de 200 km da capital Belém. Ela teria tomado a primeira dose da Coronavac em um hospital no qual ela trabalhou para uma reforma.

Os promotores suspeitam que, para furar a fila na prioridade pelo imunizante, a mulher utilizou a influência do marido, que seria um médico funcionário do hospital.

As denúncias continuam a crescer conforme o programa de vacinação do Brasil avança. Até às 17h desta quinta (21), o país já aplicou pelo menos 129.441 doses da Coronavac.

A primeira fase da vacinação prioriza a aplicação em pessoas que são funcionários da saúde, pessoas de 75 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e índigenas aldeados em terras demarcadas.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, conta até o momento com apenas seis milhões de doses da Coronavac, que já foram aprovadas pela Anvisa. Além disso, já foram autorizadas dois milhões de doses da vacina de Oxford, que serão importadas da Índia. A previsão é que essa remessa da vacina britânica chegue em solo brasileiro nesta sexta-feira (22).

Continuar lendo EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

AUSTRÁLIA CONSEGUIU NESTA SEMANA ZERAR AS INFECÇÕES POR COVID-19, APÓS ADOÇÃO DE MEDIDAS RÍGIDAS

Austrália zera casos de covid-19 após adoção de medidas rígidas

Estados de Nova Gales do Sul, Victoria e Queensland adotaram o lockdown para conter o contágio da doença entre a população

INTERNACIONAL  
Da EFE

Austrália conseguiu nesta semana zerar as infecções por Covid-19

A Austrália conseguiu nesta semana zerar as infecções por covid-19 em todo o seu território, abrindo a possibilidade de iniciar uma bolha de viagens com as ilhas do Pacífico, de acordo com informações de fontes oficiais nesta quinta-feira (21).

“Hoje temos seis dias entre sete, com nenhum caso (de Covid-19) na Austrália”, disse o ministro da Saúde australiano, Greg Hunt, à imprensa em Melbourne.

Esses resultados vêm depois que o estado de Nova Gales do Sul, o mais populoso da Austrália e que está livre de infecções há quatro dias, superou um novo aumento detectado em meados de dezembro nas praias do norte de Sydney, forçando o confinamento de cerca de 250 mil moradores por pelo menos duas semanas.

Por sua vez, o estado de Victoria, epicentro da segunda onda de covid-19 que eclodiu no final de junho do ano passado e obrigou cerca de 5 milhões de habitantes da cidade de Melbourne passar pelo confinamento pela segunda vez entre julho e novembro, acumula 15 dias sem infecções, após um contágio de Sydney.

Fonte: R7
Continuar lendo AUSTRÁLIA CONSEGUIU NESTA SEMANA ZERAR AS INFECÇÕES POR COVID-19, APÓS ADOÇÃO DE MEDIDAS RÍGIDAS

A CHINA FELICITOU BIDEN PELA SUA POSSE E MANIFESTOU ESPERANÇA QUE SEU GOVERNO AJUDE OS DOIS PAÍSES A RETORNAR AO “RESPEITO MÚTUO E À COOPERAÇÃO”

China parabeniza Biden e pede ‘respeito mútuo’ entre os países

Relação entre os dois países foi afetada pela guerra comercial lançada por Donald Trump em 2018

INTERNACIONAL

 Da EFE

Presidente da China, Xi Jinping

JASON LEE / REUTERS – 19.12.2019

A China felicitou, nesta quinta-feira (21), Joe Biden por sua posse como o novo presidente dos Estados Unidos e manifestou a esperança de que seu governo seja “bem-sucedido” e ajude os dois países a retornar “ao respeito mútuo e à cooperação”.

“O governo do ex-presidente Trump – e, principalmente, de seu secretário de Estado, Mike Pompeo – quebrou muitas pontes que devem ser reconstruídas. Danificou estradas que devem ser reparadas. Os dois governos devem ter a coragem de ouvir um ao outro e respeitarem uns aos outros”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying.

Ela acrescentou que “se ambos estivermos dispostos a consertar, o faremos.”

Fonte: R7

Continuar lendo A CHINA FELICITOU BIDEN PELA SUA POSSE E MANIFESTOU ESPERANÇA QUE SEU GOVERNO AJUDE OS DOIS PAÍSES A RETORNAR AO “RESPEITO MÚTUO E À COOPERAÇÃO”

OPINIÃO: A GANÂNCIA DE UM GESTOR PODE SER O COMEÇO DE SUA RUÍNA

O “erro crucial” de João Doria

João DoriaJoão Doria

João Doria pode se ferrar, de verde e amarelo, com a falta de insumos da China.

Aliás, Doria mostrou que a ganância de um gestor pode ser o início de sua ruína.

Doria assinou um contrato com a fábrica da Coronavac sem valor determinado.

Ou seja, não há preço estipulado.

Para piorar, com sua vontade de sair como herói, vendeu tudo o que comprou por um preço determinado ao governo federal.

Ou seja: ele pode ter que pagar muito mais pela vacina do que o preço que vendeu.

Isso caracteriza ainda mais um crime de responsabilidade.

E isso é causa de impeachment e inelegibilidade.

Por isso o desespero de responsabilizar o governo federal, falando que a falta era por questões políticas.

Mas esqueceu de combinar com o embaixador chinês…

Pode ser o fim da linha de Doria.

Flavia Ferronato. Advogada. Coordenadora Nacional do Movimento Advogados do Brasil.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A GANÂNCIA DE UM GESTOR PODE SER O COMEÇO DE SUA RUÍNA

JUSTIÇA: ADVOGADOS AVALIAM QUE SERÁ DEMITIDO POR JUSTA CAUSA O EMPREGADO QUE SE RECUSAR TOMAR VACINA CONTRA CIVID-19

Empregado que não tomar vacina poderá ser demitido por justa causa, avaliam advogados; entenda em que situações

FOTO: MARCOS SANTOS/USP IMAGENS

Trabalhadores que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 correm o risco de serem mandados embora por justa causa, afirmam advogados especializados em Direito do Trabalho ouvidos por esta coluna.

Com a aprovação para uso emergencial das vacinas contra a covid-19 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17) e início do Plano Nacional de Imunização na segunda-feira (18), que irá permitir que todos os brasileiros possam se proteger da doença nos próximos meses, a recusa em se vacinar poderá custar o emprego de quem trabalha com carteira assinada.

Por enquanto, apenas os profissionais da saúde que estão da linha de frente de combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus estão sendo imunizados, mas à medida que a vacina for sendo liberada para todos, os trabalhadores das demais áreas poderão ser cobrados pelas empresas para apresentar o comprovante de vacinação a fim de manter seus empregos.

A coluna ouviu a advogada Adriana Calvo, autora do Manual de Direito do Trabalho e membro da comissão de Direito do Trabalho da OAB/SP; a especialista em gestão de pessoas e compliance trabalhista Ana Gabriela Primon, sócia do escritório Granadeiro Guimarães Advogados e o professor do Departamento de Direito do Trabalho da USP, Antonio Rodrigues de Freitas Júnior.

Para os três advogados, a possibilidade de demissão é possível e até mesmo provável, uma vez que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgou que, apesar de a vacinação não ser obrigatória, ela poderá implicar em punições para aqueles que se recusarem a tomar a vacina. A decisão foi tomada no julgamento das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 6586 e 6587) e de um Recurso Extraordinário com Agravo (ARE 1267879) que tratavam da vacinação contra a covid-19 e do direito de recusar a imunização em razão de convicções pessoais.

Empresa deve garantir ambiente de trabalho saudável

“Essa é uma questão bastante complexa e envolve uma discussão constitucional”, explica a advogada Ana Gabriela. “De um lado temos a liberdade do indivíduo e o princípio da legalidade, pelo qual ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei, e, por outro, há a questão da saúde pública e o dever legal do empregador de manter um ambiente de trabalho saudável.”

“Considerando que o STF já decidiu que a recusa pode implicar em aplicação de multa, impedimento de frequentar determinados lugares ou até usar o transporte público, por exemplo, é possível a aplicação da justa causa porque nesse caso a empresa deve priorizar o interesse coletivo”, diz Ana Gabriela.

Para o professor Freitas, “o espaço do estabelecimento da empresa é de uso compartilhado e contribuir para evitar a propagação da doença por meio de práticas cientificamente recomendadas, é medida de higiene do local de trabalho pela qual cabe ao empregador zelar, fixando normas e protocolos de observância obrigatória”.

A advogada Adriana Calvo completa. “Fica claro que se o município onde estiver sediada a empresa não editar nenhuma lei dizendo que a vacina é obrigatória, então caberá ao empregador decidir se ele vai torná-la obrigatória ou não com base no seu poder diretivo. Esse poder vem do artigo 157 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pelo qual o empregador tem o dever de zelar pela saúde e segurança no ambiente de trabalho.

“Como existe a possibilidade de o empregado que contrair covid-19 culpar a empregadora por acidente de trabalho trazendo repercussões econômicas muito grandes para a empresa, assim que a vacina estiver disponível, é provável que as empresas passem a exigir que seus empregados se imunizem.”

E os trabalhadores que estiverem em home office?

Já para o trabalhador que está em home office, ou seja, trabalha da sua casa e não comparece à empresa, os advogados entendem que, nesse caso, a empresa não pode obrigar a pessoa a se vacinar.

“Se o empregado trabalha em home office e não retornou à atividade presencial, não haveria nenhum fundamento para que o empregador exigisse a vacina desse empregado. O empregado está na sua casa, não traz nenhum risco para a empresa, é direito dele decidir se quer ser vacinado ou não”, diz Adriana Calvo.

Quem pode se negar a tomar a vacina e não ser demitido?

O professor Freitas entende que qualquer empregado pode ser demitido por justa causa, desde que fique demonstrado que há uma recusa infundada em tomar a vacina. Mas aqueles que tiverem uma recusa fundamentada não poderão ser obrigados. “Por exemplo: gestantes não podem ainda se submeter à vacina e portando podem se recusar. Por outro lado, a vacina também tem que estar disponível na localidade em número tal que sua aplicação seja possível”, diz.

O empregado que apresente também um atestado médico demonstrando que possui determinada condição de saúde que não permite se vacinar também não poderá ser obrigado, explica a advogada Adriana Calvo.

Mas basta não tomar a vacina para já ser mandado embora por justa causa?

Não é bem assim. Como a demissão por justa causa é uma punição que prejudica bastante o trabalhador, ela precisa ser aplicada de maneira proporcional à gravidade da falta, explica a Ana Gabriela. A sugestão da advogada é que a empresa faça uma gradação das penalidades.

“Primeiro, a empresa deveria aplicar uma advertência, em seguida, poderia aplicar uma suspensão do contrato de trabalho e, por fim, caso ainda houvesse a resistência do trabalhador, a demissão por justa causa.”

A advogada Adriana Calvo concorda que não deve haver uma justa causa imediata. “O ideal é primeiro dar uma advertência e um prazo de 30 dias para o empregado se vacinar e, caso ele não o fizer, então aplicar a justa causa.”

Tudo isso lembrando que a vacinação já tem de estar disponível para todos, pois já ficou decidido que as empresas não poderão comprar vacinas para imunizar seus empregados.

Ainda não há prazo para que a vacina esteja disponível para todos os brasileiros no Plano Nacional de Imunização.

Fonte:  Blog do BG

Continuar lendo JUSTIÇA: ADVOGADOS AVALIAM QUE SERÁ DEMITIDO POR JUSTA CAUSA O EMPREGADO QUE SE RECUSAR TOMAR VACINA CONTRA CIVID-19

MUSICAL: BOSSA NOVA MEDLEY, TEATRO NACIONAL DA COSTA RICA, 21 E 22 DE MARÇO DE 2013

Uma HOMENAGEM À BOSSA NOVA incrível é o destaque desta quinta-feira, aqui na coluna MUSICAL. BOSSA NOVA SINFONICO Teatro Nacional de Costa Rica, que ocorreu em 21 e 22 de março de 2013. ORQUESTA SINFONICA NACIONAL conduzido e arranjado por Jeremy Fox. Solista Convidado; Vocal de Rose Max, guitarra Ramatis Morais, Michael Orta piano, baixo Jamie Ousley. Assista a esse espetáculo extraordinário e inesquecível!

Fonte:

Continuar lendo MUSICAL: BOSSA NOVA MEDLEY, TEATRO NACIONAL DA COSTA RICA, 21 E 22 DE MARÇO DE 2013

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar