POLÍTICA: AS POLÊMICAS ENVOLVENDO O GOVERNO DE BOLSONARO

O problema do governo é o próprio governo’

 Na coluna  podcast desta sexta feira Andréia Sadi comenta as polêmicas envolvendo os ministros do governo Bolsonaro, como o recente caso dos ataques do Ricardo Salles ao presidente da Câmara dos Deputados e as divergências entre Paulo Guedes e Rogério Marinho.

SEXTA, 30/10/2020, 08:08

 Andréia Sad

Andréia Sadi | Blog da Andréia Sadi | G1

 

Continuar lendo POLÍTICA: AS POLÊMICAS ENVOLVENDO O GOVERNO DE BOLSONARO

OPINIÃO: O RECUO DO DECRETO DE BOLSONARO É MERAMENTE ESTRATÉGICO PARA PRÓXIMA INVESTIDA

 

O decreto de Bolsonaro, o recuo meramente estratégico e a próxima investida

Jair BolsonaroJair Bolsonaro

“Ah, o Bolsonaro revogou o decreto muito rápido. Foi uma vitória da esquerda.”

Não. Não foi. Isso se chama ESTRATÉGIA! O Presidente revogou o decreto, explicando o seu conteúdo e dizendo que pode ser republicado.

Confira:

Assim, a direita, que estava quietinha, ficou “pistola” e começou a se manifestar nas redes, onde só estavam tendo manifestações da esquerda “defendendo o SUS”.

De que adiantaria sustentar o decreto, para que fosse derrubado? Um desgaste político absolutamente evitável.

Agora, com esclarecimento e apoio popular, é muito mais fácil que seja mantido pelo Congresso.

As vezes precisamos recuar para conseguir avançar.

O decreto só facilita algo que JÁ EXISTE. Grande parte das unidades de saúde do país, inclusive, SÃO PRIVADAS E ATENDEM PELO SUS.

Por curiosidade, aliás, o Projeto de Lei que normatizou as PPPs foi criado pelo Fernando Haddad, em 2003, quando era assessor especial do Ministério do Planejamento, durante a gestão do Guido Mantega, e foi sancionado pelo Lula.

Vocês realmente acham que, com essa oposição, o governo consegue simplesmente “traçar uma linha reta” e fazer o que tem que ser feito?

O difícil não é matar um leão por dia, mas ter que desviar das antas.

“A estratégia é uma economia de forças.” (CLAUSEWITZ, Karl von)

 Fonte: Jornal da Cidade Online

 

Continuar lendo OPINIÃO: O RECUO DO DECRETO DE BOLSONARO É MERAMENTE ESTRATÉGICO PARA PRÓXIMA INVESTIDA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 30 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

França em alerta contra o terror: homem esfaqueia e mata três pessoas em basílica em Nice. Entre as vítimas, uma brasileira. Anvisa recebe pedido de ‘avaliação prévia’ de documentos da vacina russa. O SUS é tema do podcast ‘O Assunto’, e o médico Drauzio Varella é um dos convidados. Os Estados Unidos voltam a bater recorde diário de casos de Covid: 91 mil em 24 horas. Na corrida à Casa Branca, Trump e Biden fazem comícios na Flórida, estado-chave na eleição. Já nas eleições municipais brasileiras, na disputa pelo voto, os quatro principais candidatos a prefeito de São Paulo e Rio de Janeiro travam uma outra batalha: no mundo digital. E #sextou: saiba as lives de hoje.

Terror na França

Simone Barreto Silva morreu no ataque à basílica de Nice, na França — Foto: Reprodução/Facebook/Simone Barreto SilvaSimone Barreto Silva morreu no ataque à basílica de Nice, na França — Foto: Reprodução/Facebook/Simone Barreto Silva

brasileira Simone Barreto Silva, de 44 anos, nascida em Salvador (BA), está entre as vítimas do atentado terrorista na basílica Notre-Dame, em Nice, nesta quinta. Simone chegou a fugir e a se abrigar em um restaurante, mas não resistiu aos ferimentos. Ela estava na França havia 30 anos e deixou três filhos. O Itamaraty divulgou uma nota oficial na qual repudia o ataque e lamenta a morte da brasileira.

O presidente francês, Emmanuel Macron, classificou o ataque como um “ato terrorista islâmico” e disse que os franceses não vão abrir mão de seus valores. As outras vítimas são uma idosa, que foi decapitada, e o sacristão da basílica. O suspeito de 21 anos, que é da Tunísia, foi baleado e preso. Ele teria gritado ‘Allahu Akbar’ (Deus é grande).

Ivana Gomes Amorim, amiga de Simone, contou que a mulher era brincalhona e que tinha o sonho de rodar o mundo com um food truck. E a prima Rita de Cássia Barreto, que é brasileira e também mora na França, diz que está sem chão.

Vacina russa

Enfermeira prepara dose da vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia para proteger população da Covid-19 — Foto: Tatyana Makeyeva/ReutersEnfermeira prepara dose da vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia para proteger população da Covid-19 — Foto: Tatyana Makeyeva/Reuters

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que recebeu “documentos prévios que tratam da vacina Sputnik V contra a Covid-19”. O órgão regulador esclarece, no entanto, que esse “ainda não é um pedido formal” de aprovação para as pesquisas clínicas – testes em humanos – no Brasil.

Relembre: a Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, em Moscou, foi a primeira vacina registrada contra a Covid-19 no mundo. No Brasil, o governo do Paraná já havia demonstrado interesse no imunizante e, o da Bahia, também assinou um acordo para conduzir testes clínicos de Fase III.

Panorama Covid

Covid: médias de casos e de mortes têm evolução diferente nas últimas semanas
Covid: médias de casos e de mortes têm evolução diferente nas últimas semanas

Brasil chegou a 159 mil mortos por Covid, com a média móvel de 439 óbitos. Na véspera, essa média chegou a 432, a menor marca desde o dia 5 de maio, quando estava em 411. Agora, volta a subir, após três dias em queda. Cinco estados apresentam indicativo de alta de mortes: Espírito Santo, Acre, Amazonas, Amapá e Ceará. Outros 11 estados e o DF têm curvas que apontam queda. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.496.402 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus.

Covid nos EUA

Aumento de casos de Covid nos EUA — Foto: JGAumento de casos de Covid nos EUA — Foto: JG

Os Estados Unidos registraram 91.290 novos casos do coronavírus em apenas 24 horas, informou a Universidade Johns Hopkins, sendo o recorde diário em diagnósticos desde o início da pandemia. A nova onda da doença no país, que está perto dos 9 milhões de infectados, ocorre a menos de uma semana da eleição presidencial americana. Mais de 228 mil pessoas morreram de Covid-19 nos EUA.

Corrida à Casa Branca

Trump e Biden — Foto: Jonathan Ernst/Reuters e Brian Snyder/ReutersTrump e Biden — Foto: Jonathan Ernst/Reuters e Brian Snyder/Reuters

Os dois candidatos a presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden, visitaram apoiadores na Flórida, estado considerado essencial na disputa das eleições americanas de 3 de novembro.

Em Tampa, milhares de pessoas, muitas delas sem máscaras, se aglomeraram em um evento ao ar livre para ouvir Trump. Por sua vez, Biden promoveu um comício drive-in em uma faculdade no Condado de Broward, ao norte de Miami, onde os presentes permaneceram em seus carros para evitar a possível propagação do novo coronavírus.

📌 Eleções 2020

Na disputa pelo voto, os quatro principais candidatos a prefeito de São Paulo e Rio de Janeiro travam uma outra batalha: no mundo digital. Batalha essa que já gerou até agora neste ano eleitoral mais de 17 milhões de engajamentos. Um levantamento feito pelo G1 apresenta pela primeira vez nesta eleição dados das estratégias adotadas pelos candidatos das duas capitais nas suas postagens no Twitter. Na batalha virtual em SP, Boulos aparece em destaque. Na capital fluminense, Benedita da Silva e Eduardo Paes dominam a rede social. Leia mais.

Pesquisa Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para prefeito:

O Assunto

SUS é o tema desta sexta no podcast ‘O Assunto’. Para falar do alcance e das características do sistema de saúde público e os dos desafios para sustentá-lo, dois convidados: o médico Drauzio Varella e o economista Rudi Rocha.

Desemprego

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga hoje dados de agosto sobre o desemprego no Brasil. Em julho, a taxa de desemprego no Brasil subiu para o recorde de 13,8%, atingindo 13,13 milhões de pessoas, com um fechamento de 7,2 milhões de postos de trabalho em apenas 3 meses.

Críticas à Febraban

Paulo Guedes criticou a Febraban — Foto: Adriano Machado/ReutersPaulo Guedes criticou a Febraban — Foto: Adriano Machado/Reuters

ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) é uma “casa de lobby” e que a instituição agiu para derrubá-lo. Vale lembrar que o lobby é exercido por grupos de interesse junto a agentes públicos com o objetivo de tentar influenciar na aprovação de projetos ou atender a demandas de um determinado setor. A prática é bastante comum nos órgãos públicos.

As declarações foram dadas durante audiência pública na comissão mista do Congresso que acompanha as medidas de enfrentamento à Covid-19. Consultada, a Febraban emitiu nota defendendo teto de gastos e sustentabilidade fiscal, mas não respondeu à acusação.

 

Novo serviço de pagamento

O Pix se assemelha a operações já conhecidas, mas tem peculiaridades e vantagens frente às opções já utilizadas. — Foto: DivulgaçãoO Pix se assemelha a operações já conhecidas, mas tem peculiaridades e vantagens frente às opções já utilizadas. — Foto: Divulgação

Banco Central (BC) aprovou novas funcionalidades para o PIX, sistema de pagamentos instantâneos que entra em operação no próximo dia 3 para uma base restrita de clientes e no próximo 16 para todos os usuários.

Uma das novas funcionalidades aprovadas é o PIX Cobrança, que, segundo o BC, permitirá a lojistas, prestadores de serviços e outros empreendedores emitir um QR Code — o consumidor escolherá o produto, apontará o celular para o QR Code e a compra estará concluída. Saiba mais.

 

#Sextou 🎤

Pitty — Foto: AutorretratoPitty — Foto: Autorretrato

Chegou a sexta-feira e tem live sim! 😍 Pitty, Fióti, Boogarins fazem showsveja horários e links.

Previsão do Tempo

Confira a previsão para esta sexta-feira

Confira a previsão para esta sexta-feira

A virada no tempo prevista para as regiões Sul e Sudeste está confirmada. O frio e a chuva devem ser os destaques em parte das duas regiões.

Curtas e Rápidas:

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 30 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

VIRTUALMENTE EMPATADOS NA FLÓRIDA, BIDEN E TRUMP MOSTRAM SEUS CONTRASTES

Em estado crucial, Trump e Biden mostram seus contrastes na Flórida

Trump está virtualmente empatado com Biden na Flórida, com 49% dos consultados dizendo que votariam em Biden e 47% no atual presidente

INTERNACIONAL

por Reuters

 

Donald Trump ao lado da esposa, Melania Trump durante comício na Flórida

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu adversário eleitoral democrata, Joe Biden, encontraram seus respectivos apoiadores nesta quinta-feira (29) no disputado Estado da Flórida, evidenciando as abordagens contrastantes em relação à nova onda da pandemia em meio à contagem regressiva para o dia da eleição.

As pesquisas de opinião mostram Biden com uma expressiva vantagem nacional, mas a corrida parece bem mais disputada nos Estados que desempenham um papel decisivo no resultado final.

Uma pesquisa Reuters/Ipsos publicada na quarta-feira mostra que Trump está virtualmente empatado com Biden na Flórida, com 49% dos consultados dizendo que votariam em Biden e 47% no atual presidente.

Com 29 votos no Colégio Eleitoral, o Estado é um grande prêmio na eleição da próxima terça-feira. A vitória de Trump na Flórida em 2016 foi vital para sua surpreendente eleição.

Milhares de pessoas, muitas delas sem máscaras, se aglomeraram em um evento ao ar livre em Tampa na quinta-feira para ouvir Trump caçoar de seu adversário, o ex-vice-presidente.

“Você imagina perder para esse cara? Você imagina?”, disse Trump, acrescentando que está confiante em conquistar seu segundo mandato.

Biden, em contraste, promoveu um comício drive-in em uma faculdade no Condado de Broward, ao norte de Miami, onde os presentes permaneceram em seus carros para evitar a possível propagação da doença.

“Donald Trump desistiu” de lutar contra a covid-19, disse Biden.

Com um olho no importante eleitorado latino da Flórida, o democrata rebateu o argumento dos republicanos de que Trump seria mais duro com os governos de esquerda de países como Cuba e Venezuela.

“O presidente Trump não pode fazer avançar a democracia e os direitos humano para os povos cubano e venezuelano, pois aceita e abraça ditadores por todo o mundo”, disse Biden.

Muitos dos latinos no sul da Flórida, ou seus familiares, deixaram Cuba ou Venezuela.

Alta de casos

A pandemia, que alterou a vida nos Estados Unidos, matou mais de 227.000 pessoas e causou milhões de perdas de empregos, está voltando com força total.

Trump rejeitou repetidamente a ameaça da pandemia, dizendo esta semana que seus oponentes e a mídia parariam de prestar atenção a ela logo após as eleições, mesmo com os líderes europeus lutando para conter uma segunda onda e especialistas em saúde pública prevendo um inverno difícil nos Estados Unidos.

Autoridades em Gastonia, Carolina do Norte, alertaram as pessoas que participaram de um comício de Trump em 21 de outubro que duas pessoas que participaram testaram positivo para covid-19.

“Por causa do grande número de contatos potenciais do comício e da incapacidade de alertá-los diretamente, a comunidade está sendo notificada para que possam avaliar seu próprio risco e tomar as medidas adequadas”, disseram as autoridades.

Fonte: R7

Continuar lendo VIRTUALMENTE EMPATADOS NA FLÓRIDA, BIDEN E TRUMP MOSTRAM SEUS CONTRASTES

PARAGUAI LIBERA FRONTEIRA E PASSAGEM DE PEDESTRES COM O BRASIL

 

Paraguai retira restrições e libera fronteira com o Brasil

Pela nova regra, a passagem de pedestres voltou a ser liberada para paraguaios, estrangeiros residentes e para turistas

INTERNACIONAL

Do R7, com informações de Marc Sousa

Ponte Internacional da Amizade que liga o Brasil ao Paraguai foi reaberta hoje

O governo do Paraguai modificou as regras de mobilidade na fronteira com o Brasil e agora permitirá o transito livre 24 horas por dia, incluindo a passagem de pessoas a pé. A decisão desta quinta-feira (29) afetará o movimento de pessoas na Ponte Internacional da Amizade, em Ciudad de Leste.

A passagem entre os dois países havia sido fechada em março para conter o avanço do novo coronavírus, já que no local existe um grande fluxo de pessoas. Contudo, no dia 15 de outubro ela foi reaberta com restrições de horário, e fechada para pedestres.

A decisão de hoje foi anunciada pelo Ministério do Interior do Paraguai e o Escritório de Migrações do país. A abertura desta quinta é a mais ampla desde o início da pandemia há sete meses.

 

Continuar lendo PARAGUAI LIBERA FRONTEIRA E PASSAGEM DE PEDESTRES COM O BRASIL

NA PRÓXIMA SEMANA MOURÃO E MINISTROS DEVERÃO LEVAR EMBAIXADORES DE 10 PAÍSES À AMAZÔNIA

Por Pedro Henrique Gomes, G1 — Brasília

Em setembro, Mourão anunciou que levaria representantes europeus à Amazônia

Em  setembro, Mourão anunciou que levaria representantes europeus à Amazônia

O governo federal anunciou nesta quinta-feira (29) que levará representantes diplomáticos de 10 países à região amazônica, na próxima semana, para defender “que a Amazônia brasileira continua preservada”. A comitiva será capitaneada pelo vice-presidente da República e presidente do Conselho da Amazônia Legal, Hamilton Mourão.

O presidente Jair Bolsonaro não deve participar da viagem oficial, que prevê compromissos nas cidades de Manaus, São Gabriel da Cachoeira e Maturacá, todas no Amazonas. O grupo deve sair de Brasília na manhã da próxima quarta-feira (4) e retornar dois dias depois, na sexta (6).

De acordo com a Vice-Presidência da República, participarão os chefes das missões diplomáticas de:

  • África do Sul
  • Alemanha
  • Canadá
  • Colômbia
  • Espanha
  • França
  • Peru
  • Portugal
  • Reino Unido
  • Suécia

Além das representações dos países, devem participar da viagem os chefes diplomáticos da União Europeia e da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), que tem sede em Brasília.

O Executivo brasileiro será representado na comitiva, além de Mourão, pelos ministros Tereza Cristina (Agricultura), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Eduardo Pazuello (Saúde), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e pelo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, tenente-brigadeiro do ar Raul Botelho.

A viagem foi organizada após oito países europeus enviarem uma carta a Mourão, afirmando que a alta do desmatamento poderia dificultar a importação de produtos brasileiros.

No documento divulgado em setembro, os países disseram estar comprometidos em liminar o desmatamento das cadeias de produtos agrícolas vendidos para a Europa. Em resposta, Mourão já tinha informado que pretendia levar os embaixadores para visitar o bioma.

“A questão é proporção. Se a gente consegue ver que aquilo [desmatamento] é concentrado em uma área específica, que aquilo ali não corresponde à massa do bioma amazônico, a gente está reforçando um discurso que o vice-presidente faz recorrentemente. De que você tem, de fato, um choque de civilização em uma determinada área”, disse o embaixador Juliano Féres Nascimento, chefe da assessoria diplomática da Vice-Presidência.

O embaixador da Noruega também foi convidado, mas não poderá participar. Alemanha e Noruega são os maiores doadores do Fundo Amazônia, que financia ações ambientais na região – e que não celebra contratos para incentivar novos projetos desde 2018.

Na época em que recebeu a carta, Mourão considerou que o documento “não tinha tom agressivo” e repetia o conteúdo de outras manifestações recebidas pelo governo, criticado em razão da política ambiental do presidente Jair Bolsonaro.

Para Mourão, o “ponto focal” da carta era uma questão comercial que envolve as cadeias de produção de alimentos. A discussão ocorre em um contexto de barreiras comerciais, no qual o Brasil precisa fazer negociação diplomática e ambiental.

“Faz parte da estratégia comercial dos países europeus essa questão da cadeia de suprimento, isso é uma barreira. Existem barreiras tarifárias e não tarifárias, então, isso a gente tem que fazer a negociação, não só comercial, mas diplomática, como a ambiental também”, disse o vice-presidente em setembro.

Roteiro

Segundo o assessor diplomático de Mourão, a ideia é que o avião saia de Brasília em direção à Serra do Cachimbo, localizada na divisa entre os estados de Mato Grosso e Pará. De lá, a aeronave deve reduzir altitude e seguir o traçado da BR-163, no trecho que vai da divisa os dois estados até a cidade de Santarém (PA).

Nascimento diz que, nesse trecho, será possível sobrevoar áreas recém desmatadas, que enfrentam incêndios frequentes e áreas que apresentem as “cicatrizes” do fogo. Depois, disse o assessor, a comitiva será apresentada à parte da Amazônia que está preservada.

Em Manaus, o roteiro prevê atividades em organizações militares e no laboratório de investigação da Polícia Federal.

Em Iranduba, o grupo deve visitar um projeto de colonização do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A comitiva também deve passar pelo local onde as águas dos rios Negro e Solimões se encontram para formar o Rio Amazonas.

Em São Gabriel da Cachoeira, os embaixadores devem ser levados à Casa de Apoio à Saúde Indígena, da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, além de visitar organizações militares.

Fonte: G1
Continuar lendo NA PRÓXIMA SEMANA MOURÃO E MINISTROS DEVERÃO LEVAR EMBAIXADORES DE 10 PAÍSES À AMAZÔNIA

FEBRABAN É ‘CASA DE LOBBY’ E AGIU PARA DERRUBÁ-LO, AFIRMA MINISTRO PAULO GUEDES

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília

Ministro Paulo Guedes diz que Febraban é 'casa de lobby' e que agiu para derrubá-lo | Economia | G1

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira (29) que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) é uma “casa de lobby” e que a instituição agiu para derrubá-lo.

lobby é exercido por grupos de interesse junto a agentes públicos com o objetivo de tentar influenciar na aprovação de projetos ou atender a demandas de um determinado setor. A prática é bastante comum nos órgãos públicos.

As declarações foram dadas durante audiência pública na comissão mista do Congresso que acompanha as medidas de enfrentamento à Covid-19.

Consultada, a Febraban não se manifestou sobre a acusação do ministro. A entidade emitiu a seguinte nota como resposta:

“A Febraban sempre se posicionou pela necessidade de sustentabilidade fiscal como pressuposto da retomada econômica e pela defesa clara em favor da manutenção do teto de gastos.”

Paulo Guedes novo ipose cue elhamou de “digitax”, e que, segundo ele, irá compensar a redução de outros tributos que hoje oneram as empresas.

A proposta vem sendo comparada à antiga CPMF, que incidia sobre transações financeiras, e sofre resistências no Congresso. O próprio presidente da Febraban, Isaac Sidney, criticou, em agosto, a possibilidade de recriação da CPMF, que ele chamou de ” tributo regressivo, na contramão dos outros países.”

“A Febraban é uma casa de ‘lobby’, muito justo o lobby, mas está escrito assim na testa: ‘lobby bancário’, para todo mundo entender do que se trata. Inclusive financiando estudos que não têm nada a ver com a atividade de defesa das transações bancárias, financiando ministro gastador para ver se fura teto, para ver se derruba o outro lado. Tem que falar a verdade”, disse Guedes.

Ministro fura-teto

Guedes não citou qual ministro, e nem qual estudo, a Febraban estaria financiando com o objetivo de desestabilizá-lo.

Recentemente, porém, o titular da Economia se envolveu em um embate público com o colega Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional. Em um episódio, após uma reportagem revelar que Marinho o havia criticado durante uma reunião com investidores, Guedes afirmou a jornalistas que, se aquilo fosse verdade, Marinho seria “despreparado”, “desleal” e “fura-teto”.

Fura-teto é como Guedes se refere a quem defende, dentro do governo, a adoção de medidas para driblar a regra do teto de gastos, que limita o aumento das despesas públicas, para garantir mais recursos para investimentos no ano que vem.

O ministro da Economia tem atuado dentro do governo para que a regra do teto de gastos seja respeitada. Em agosto, após notícias de que o ministro Rogério Marinho era um defensor da flexibilização da regra do teto, o ministro da Economia conseguiu que o presidente Jair Bolsonaro se manifestasse publicamente a favor da regra e manifestasse o compromisso de que o governo respeitará o teto de gastos.

Nesta quinta, enquanto Guedes participava da audiência, Marinho acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em viagem ao Maranhão. Em discurso, Bolsonaro fez elogios a ele.

“Ninguém viu um ministro do Desenvolvimento Regional [melhor] do que Rogério Marinho, o homem que vive pelo Brasil todo, mas em especial no Nordeste”, disse o presidente. “Onde mais necessita de obras, ele está presente. Ao Rogério Marinho, a minha solidariedade e meu muito obrigado pela confiança”, completou.

Continuar lendo FEBRABAN É ‘CASA DE LOBBY’ E AGIU PARA DERRUBÁ-LO, AFIRMA MINISTRO PAULO GUEDES

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

RN registra 4 novas mortes pela covid-19 e novas 279 pessoas infectadas

Letícia França

Atualizado em:

Situação do coronavírus no RN | Foto: Peter Ilicciev

A nova atualização de dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública, divulgada nesta quinta-feira (29), mostrou que o Rio Grande do Norte registrou quatro novas mortes provocadas pela covid-19 em relação ao boletim do dia anterior, mas nenhuma desses óbitos ocorreram nas últimas 24 horas. Ao todo, 2.573 pessoas perderam a vida em decorrência do coronavírus desde o início da pandemia.

Há ainda outros 352 falecimentos que seguem em investigação para constatar se a causa tem relação ou não com o novo coronavírus.  Outros 650 óbitos já foram descartados, desde o início da pandemia. Ainda segundo o boletim, a doença já infectou 80.950 pessoas no estado potiguar, sendo que, nas últimas 24 horas, foram registrados 279 novos casos. Restam 33.862 casos suspeitos e outros 189.918 que já foram descartados.

Sobre a situação de leitos, segundo o RegulaRN, plataforma que monitora a ocupação dos leitos no território potiguar, a taxa de ocupação geral de leitos críticos é, no momento, de 44,7%. Especificando por região, esse índice se apresenta da seguinte forma: metropolitana (33,8%), oeste (72,1%) e seridó (33,3%).

Ainda de acordo com o RegulaRN, do total de leitos clínicos, que é 299, 78 estão ocupados. Quanto aos críticos, dos 233 do total, 96 estão ocupados. Isso corresponde ao total de 174 pessoas internadas pela covid-19 no RN.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

NO RN, GOVERNADORA FÁTIMA SANCIONA LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Governadora sanciona Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas no RN

30 outubro

Governadora sanciona Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas no RN | Rio Grande do Norte | G1

“Essa lei vem no sentido de criar políticas de desenvolvimento e incentivos, simplificar e fortalecer o setor com compras governamentais, estimulando o crédito e a inovação. Criar esse ambiente é fundamental para o desenvolvimento econômico sustentável dos pequenos negócios, principalmente agora, quando este setor está tão fragilizado. Que venham outras contribuições, e que possamos ter uma lei moderna e aplicável junto a esta nova realidade”. A declaração é da governadora Fátima Bezerra, nesta quinta-feira (29), ao sancionar a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Norte, aprovada recentemente pela Assembleia Legislativa.

Em ato solene no auditório do Sebrae-RN, em Natal, Fátima Bezerra registrou que em 2018 assumiu o compromisso de enviar o projeto à Assembleia Legislativa e hoje estava sancionando a nova legislação. “Volto aqui para dizer que palavra dada é palavra cumprida! Após 13 anos, o Rio Grande do Norte tem sua legislação para um setor que reúne mais de 200 mil empresas, e é quem mais emprega. A nossa lei é a mais moderna do Brasil, pois incorpora a economia solidária e as compras governamentais”, ressaltou a chefe do Executivo.

A avaliação foi referendada pelo diretor-técnico do Sebrae nacional, Bruno Quick. “Esta data é simbólica. Marca um momento de construção de um estado e um país diferente. Temos aqui o resultado de uma situação de causalidade, de muitos esforços. Aprendemos, aqui no Rio Grande do Norte, para levar para o resto do país”, afirmou Bruno.

O diretor nacional do Sebrae também considerou que a lei “vai construir o RN e repercutir junto aos demais estados. Não é pouca coisa. É de muita relevância para a construção da nação brasileira. Parabéns à governadora! Esta lei é um marco que pode e deve ser melhorada, assim como foi a lei nacional, sempre buscando o aperfeiçoamento. O Rio Grande do Norte é um exemplo para difundirmos para o país”.

Para Zeca Melo, superintendente do Sebrae-RN, é o reconhecimento da importância de mais de 200 mil empresas do Rio Grande do Norte. “Quem mantém empregos no estado são as micro e pequenas empresas, aquelas com menos de 20 empregados, e, entre elas, principalmente aquelas com até quatro empregados”, declarou Melo.

Já o deputado Kleber Rodrigues, relator do projeto na Assembleia Legislativa e presidente da “Frente Parlamentar de Apoio às Micro e Pequenas Empresas”, reforçou que a sanção “é cumprimento de compromisso assumido com setor empresarial e que o setor se beneficia por que passa a ter agilidade e flexibilidade para operar e, em consequência, vamos gerar mais empregos e riqueza em nosso estado”.

O reconhecimento à importância da nova legislação também parte do presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio-RN) e presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Marcelo Queiroz. “Quero ser portador de agradecimento profundo deste segmento da nossa economia. Hoje, vivenciamos um ato digno de grandes governantes e merece nosso agradecimento. Esperamos a recuperação rápida e forte da economia. Agora, 200 mil empresas do RN irão se fortalecer e gerar novos negócios. Uma luta antiga das pequenas empresas que são as mais próximas da população e dão o primeiro emprego. Temos certeza que a partir de hoje o RN será muito mais empreendedor”, resumiu Queiroz.

Na solenidade a governadora esteve acompanhada do vice-governador Antenor Roberto, secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, do Turismo, Ana Costa, do Trabalho, da Habitação e da Ação Social, Iris Oliveira, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, da Infraestrutura, Gustavo Rosado, secretários-adjuntos de Desenvolvimento Econômico, Haroldo Azevedo Filho, de Administração, George Câmara, o Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes, Procurador Geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, além de diretores da Junta Comercial do RN (Jucern) e da Agência de Fomento do RN (AGN).

Também prestigiaram o ato os deputados estaduais, Francisco Medeiros e Hermano Morais, os presidentes da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Amaro Sales, e da Federação das Associações Comerciais, Itamar Maciel, do sistema Faern/Senar, José Vieira, da Associação Comercial de Mossoró (Acim), Vilmar Pereira, diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio, superintendentes do Banco do Nordeste do Brasil, da Caixa Econômica Federal e representante do Banco do Brasil.

Continuar lendo NO RN, GOVERNADORA FÁTIMA SANCIONA LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SOBRE VISITAS A CEMITÉRIOS, VIGILÂNCIA SANITÁRIA EMITE NOTA COM ORIENTAÇÕES AO ENFRENTAMENTO DA DISSEMINAÇÃO DA COVID-19

Vigilância Sanitária emite nota com orientações para visita aos cemitérios

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Cemitério do Alecrim

A Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (Suvisa) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) lançou uma Nota Informativa com recomendações aos gestores, trabalhadores e população em geral, sobre práticas adequadas ao enfrentamento da disseminação da Covid-19, na visitação aos cemitérios, durante o Dia de Finados, celebrado, na próxima segunda-feira, 2 de novembro.

“O nosso intuito é esclarecer às pessoas para se adequarem aos protocolos sanitários corretos neste dia tão importante para eles ao homenagear os seus mortos, mas garantir ao mesmo tempo a preservação da sua saúde e dos demais”, disse Leila Mattos, subcoordenadora de vigilância sanitária da Sesap.

Entre as medidas básicas e já conhecidas da população estão o distanciamento social de no mínimo 1,5m, uso do álcool gel à 70% e da máscara, além de evitar tocar olhos, nariz e boca no momento da visita. Pessoas com febre, tosse, congestão nasal, coriza, dor de garganta, fadiga, cansaço, diarreia e dificuldade de respirar devem evitar ir aos cemitérios ou celebrações religiosas, assim como as pessoas do grupo de risco.

A orientação é para que as visitas aos cemitérios possam ser realizadas durante todo o final de semana e não apenas no dia 2, a fim de evitar aglomeração. Ao levar flores e velas para depositar nos túmulos, evitar compartilhar esses artigos com outras pessoas, de modo a prevenir a transmissão cruzada da covid-19, ou seja, da superfície dos objetos para as mãos das pessoas e vice-versa. A fim de se evitar acidentes/queimaduras, recomenda-se o extremo cuidado com a utilização de álcool à 70% para higienização das mãos, devido a presença das velas nas sepulturas.

A Vigilância Sanitária orienta ainda que os cemitérios separarem o acesso de entrada e de saída, se possível, usando portas diferentes, a fim de possibilitar o distanciamento social. Também é importante fixar informações, na entrada do cemitério, orientando os visitantes para que não permaneçam no local por período superior a 30 minutos, no intuito de diminuir o tempo de exposição e evitar aglomerações.

Quando possível, os municípios deverão realizar credenciamento prévio, controle sanitário dos ambulantes e dar orientações específicas de prevenção à covid-19 e também demarcar pontos para os ambulantes, obedecendo o distanciamento mínimo de 1,5m.

Após a permanência no cemitério deve-se:

– Retirar o calçado ao adentrar à residência e higienizá-lo com produto recomendado pela ANVISA;

– Fazer a troca imediata de toda a roupa utilizada, encaminhando-a para a lavagem;

– Higienizar com álcool a 70% ou produtos desinfetantes certificados pela ANVISA, que possam ser usados em substituição do álcool a 70%, na concentração e tempo recomendado pelo fabricante os objetivos levados para o local, como chaves, carteiras e celular.

Fonte: Portal da Topical- Notícias

Continuar lendo SOBRE VISITAS A CEMITÉRIOS, VIGILÂNCIA SANITÁRIA EMITE NOTA COM ORIENTAÇÕES AO ENFRENTAMENTO DA DISSEMINAÇÃO DA COVID-19

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar