CRÔNICAS: A METAMORFOSE DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

Na coluna CRÔNICAS desta quarta-feira vamos iniciar uma série de 6 crônicas de um dos maiores cronistas brasileiro, Luis Fernando Veríssimo, que é um escritor gaúcho reconhecido por suas famosas crônicas. Normalmente se utilizando do humor, seus textos curtos trazem histórias que versam sobre o cotidiano e as relações humanas. Então vamos curtir e apreciar A Metamorfose, uma das obras primas desse gênio da literatura.

Sobre a crônica como linguagem, o próprio autor define:

A crônica é um gênero literário indefinido, em que cabe tudo, do universo ao nosso umbigo, e a gente aproveita essa liberdade. Mas escrever alguma coisa que preste sobre o cotidiano é difícil. Aquela história que quem canta o seu quintal está cantando o mundo não se sustenta. Mas depende do quintal, claro.

1. A metamorfose

Uma barata acordou um dia e viu que tinha se transformado num ser humano. Começou a mexer suas patas e viu que só tinha quatro, que eram grandes e pesadas e de articulação difícil. Não tinha mais antenas. Quis emitir um som de surpresa e sem querer deu um grunhido. As outras baratas fugiram aterrorizadas para trás do móvel. Ela quis segui-las, mas não coube atrás do móvel. O seu segundo pensamento foi: “Que horror… Preciso acabar com essas baratas…”

Pensar, para a ex-barata, era uma novidade. Antigamente ela seguia seu instinto. Agora precisava raciocinar. Fez uma espécie de manto com a cortina da sala para cobrir sua nudez. Saiu pela casa e encontrou um armário num quarto, e nele, roupa de baixo e um vestido. Olhou-se no espelho e achou-se bonita. Para uma ex-barata. Maquiou-se. Todas as baratas são iguais, mas as mulheres precisam realçar sua personalidade. Adotou um nome: Vandirene. Mais tarde descobriu que só um nome não bastava. A que classe pertencia?… Tinha educação?…. Referências?… Conseguiu a muito custo um emprego como faxineira. Sua experiência de barata lhe dava acesso a sujeiras mal suspeitadas. Era uma boa faxineira.

Difícil era ser gente… Precisava comprar comida e o dinheiro não chegava. As baratas se acasalam num roçar de antenas, mas os seres humanos não. Conhecem-se, namoram, brigam, fazem as pazes, resolvem se casar, hesitam. Será que o dinheiro vai dar ? Conseguir casa, móveis, eletrodomésticos, roupa de cama, mesa e banho. Vandirene casou-se, teve filhos. Lutou muito, coitada. Filas no Instituto Nacional de Previdência Social. Pouco leite. O marido desempregado… Finalmente acertou na loteria. Quase quatro milhões ! Entre as baratas ter ou não ter quatro milhões não faz diferença. Mas Vandirene mudou. Empregou o dinheiro. Mudou de bairro. Comprou casa. Passou a vestir bem, a comer bem, a cuidar onde põe o pronome. Subiu de classe. Contratou babás e entrou na Pontifícia Universidade Católica.

Vandirene acordou um dia e viu que tinha se transformado em barata. Seu penúltimo pensamento humano foi : “Meu Deus!… A casa foi dedetizada há dois dias!…”. Seu último pensamento humano foi para seu dinheiro rendendo na financeira e que o safado do marido, seu herdeiro legal, o usaria. Depois desceu pelo pé da cama e correu para trás de um móvel. Não pensava mais em nada. Era puro instinto. Morreu cinco minutos depois , mas foram os cinco minutos mais felizes de sua vida.

Kafka não significa nada para as baratas…

Nessa obra, Veríssimo nos presenteia com uma narrativa envolvente, que associa o humor a um caráter filosófico e questionador.

Ele se referencia na obra Metamorfose de Franz Kafka, na qual um homem se transforma em uma barata.

Entretanto, aqui ocorre a transformação inversa, sendo uma barata que se humaniza, convertendo-se em mulher.

Veríssimo encontrou assim uma forma de trazer questionamentos importantes sobre a sociedade e o comportamento humano. Isso porque a todo momento ele evidencia o contraste entre o instinto versus o raciocínio.

Ele usa a barata como símbolo do irracional, mas ao descrever as complicações presentes na vida cotidiana dos seres humanos, nos faz pensar em como a própria existência e os nossos costumes são complexos. Isso é acentuado através da classe social humilde a que a mulher é inserida.

A barata, depois que vira humana, passa a se chamar Vandirene e encontra trabalho como faxineira, passa por problemas financeiros e cotidianos típicos de mulheres da classe baixa, mas por um golpe de sorte, ganha na loteria e enriquece.

Nessa passagem, o autor deixa subentendido como é improvável que uma pessoa pobre consiga ascender socialmente, colocando por terra a hipótese de que se alguém trabalhar muito conseguirá ficar rico, pois Vandirene havia batalhado, mas só teve dinheiro quando acertou na loteria.

Por fim, a mulher acorda um dia e percebe que havia se transformado novamente em inseto, era apenas impulso, não havia mais problemas, e, por isso a felicidade era completa.

Essa conclusão sugere que ao final da vida todas as pessoas vão igualmente perdendo a consciência, se transmutando em puro instinto, e que o dinheiro que ganharam ou não em vida já não faz o menor sentido.

Laura Aidar

Laura Aidar

Arte-educadora e artista visual
Continuar lendo CRÔNICAS: A METAMORFOSE DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

CRÔNICAS: FIZERAM A GENTE ACREDITAR DE MARTHA MEDEIROS

Continuado à nossa série de 8 crônicas famosas, aqui na coluna CRÔNICAS, comentadas por Laura Aidar, temos nesta quarta-feira a 7ª crônica da série,  uma bela homenagem para a nossa grande escritora Martha Medeiros, com a crônica “Fizeram a gente acreditar”, de sua autoria.  Um dos temas que a autora aborda é amor e os relacionamentos. Na crônica Fizeram a gente acreditar ela traz uma análise certeira e contundente sobre a idealização no amor romântico. Desejo uma boa leitura!

7. Fizeram a gente acreditar – Martha Medeiros

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não nos contaram que amor não é acionado nem chega com hora marcada.

Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.

Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”, duas pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.

Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.

Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.

Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, nem contaram que ninguém vai contar. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz se apaixonar por alguém.

Martha Medeiros é um dos nomes conhecidos na literatura contemporânea brasileira. A escritora produz romances, poemas e crônicas e já teve obras adaptadas para peças de teatro e audiovisual.

Um dos temas que a autora aborda é amor e os relacionamentos. Na crônica Fizeram a gente acreditar ela traz uma análise certeira e contundente sobre a idealização no amor romântico.

Martha apresenta seus pensamentos sobre o tema de maneira honesta, mostrando que a vida pode diversos caminhos, não existindo uma fórmula para vivenciar o amor. O que fica claro em suas palavras é a necessidade de auto-amor antes de mais nada.

Laura Aidar
Laura Aidar
Continuar lendo CRÔNICAS: FIZERAM A GENTE ACREDITAR DE MARTHA MEDEIROS

CRÔNICAS: O FIM DO MUNDO, POR CECÍLIA MEIRELES

Nesta quarta-feira voltamos com a nossa série de 8 crônicas famosas, aqui na coluna CRÔNICAS, comentadas por Laura Aidar, Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, hoje a homenagem vai para Cecília Meireles, com a crônica “O fim do mundo”. Boa leitura!

 

4. O fim do mundo – Cecília Meireles

A primeira vez que ouvi falar no fim do mundo, o mundo para mim não tinha nenhum sentido, ainda; de modo que não me interessava nem o seu começo nem o seu fim. Lembro-me, porém, vagamente, de umas mulheres nervosas que choravam, meio desgrenhadas, e aludiam a um cometa que andava pelo céu, responsável pelo acontecimento que elas tanto temiam.

Nada disso se entendia comigo: o mundo era delas, o cometa era para elas: nós, crianças, existíamos apenas para brincar com as flores da goiabeira e as cores do tapete.

Mas, uma noite, levantaram-me da cama, enrolada num lençol, e, estremunhada, levaram-me à janela para me apresentarem à força ao temível cometa. Aquilo que até então não me interessava nada, que nem vencia a preguiça dos meus olhos pareceu-me, de repente, maravilhoso. Era um pavão branco, pousado no ar, por cima dos telhados? Era uma noiva, que caminhava pela noite, sozinha, ao encontro da sua festa? Gostei muito do cometa. Devia sempre haver um cometa no céu, como há lua, sol, estrelas. Por que as pessoas andavam tão apavoradas? A mim não me causava medo nenhum.

Ora, o cometa desapareceu, aqueles que choravam enxugaram os olhos, o mundo não se acabou, talvez eu tenha ficado um pouco triste – mas que importância tem a tristeza das crianças?

Passou-se muito tempo. Aprendi muitas coisas, entre as quais o suposto sentido do mundo. Não duvido de que o mundo tenha sentido. Deve ter mesmo muitos, inúmeros, pois em redor de mim as pessoas mais ilustres e sabedoras fazem cada coisa que bem se vê haver um sentido do mundo peculiar a cada um.

Dizem que o mundo termina em fevereiro próximo. Ninguém fala em cometa, e é pena, porque eu gostaria de tornar a ver um cometa, para verificar se a lembrança que conservo dessa imagem do céu é verdadeira ou inventada pelo sono dos meus olhos naquela noite já muito antiga.

O mundo vai acabar, e certamente saberemos qual era o seu verdadeiro sentido. Se valeu a pena que uns trabalhassem tanto e outros tão pouco. Por que fomos tão sinceros ou tão hipócritas, tão falsos e tão leais. Por que pensamos tanto em nós mesmos ou só nos outros. Por que fizemos voto de pobreza ou assaltamos os cofres públicos – além dos particulares. Por que mentimos tanto, com palavras tão judiciosas. Tudo isso saberemos e muito mais do que cabe enumerar numa crônica.

Se o fim do mundo for mesmo em fevereiro, convém pensarmos desde já se utilizamos este dom de viver da maneira mais digna.

Em muitos pontos da terra há pessoas, neste momento, pedindo a Deus – dono de todos os mundos – que trate com benignidade as criaturas que se preparam para encerrar a sua carreira mortal. Há mesmo alguns místicos – segundo leio – que, na Índia, lançam flores ao fogo, num rito de adoração.

Enquanto isso, os planetas assumem os lugares que lhes competem, na ordem do universo, neste universo de enigmas a que estamos ligados e no qual por vezes nos arrogamos posições que não temos – insignificantes que somos, na tremenda grandiosidade total.

Ainda há uns dias a reflexão e o arrependimento: por que não os utilizaremos? Se o fim do mundo não for em fevereiro, todos teremos fim, em qualquer mês…

A crônica Fim do mundo, de Cecília Meireles pode ser lida em Quatro Vozes, obra publicada em 1998. Aqui a autora descreve um acontecimento de sua infância, em que a passagem de um cometa deixou as mulheres de sua família apavoradas.

Cecília, criança, ao testemunhar a passagem do cometa não se assustou, pelo contrário, ela ficou maravilhada. Assim, esse episódio marcou a vida da escritora, que expõe de maneira clara e precisa suas considerações acerca da vida, do tempo e da finitude, fazendo um paralelo com os mistérios do universo.

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.

Fonte: Cultura Genial

Continuar lendo CRÔNICAS: O FIM DO MUNDO, POR CECÍLIA MEIRELES

POETISA DO RN QUE SE APRESENTOU PARA BOLSONARO RESPONDE EM FORMA DE POESIA AS AGRESSÕS SOFRIDAS NAS REDES SOCIAIS

VÍDEO: Poetisa mirim faz novos versos para responder críticas por ter se apresentado para Bolsonaro no RN

A poetisa mirim Larissa Dantas, de 10 anos, que se apresentou para o presidente Jair Bolsonaro e demais autoridades em Jucurutu, na última quinta-feira (24), fez novos versos respondendo às agressões e críticas sofridas nas redes sociais por ter declamado um cordel em homenagem ao presidente, durante evento no qual foi anunciado o repasse de mais R$ 38,2 milhões para a conclusão das obras da Barragem de Oiticica.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo POETISA DO RN QUE SE APRESENTOU PARA BOLSONARO RESPONDE EM FORMA DE POESIA AS AGRESSÕS SOFRIDAS NAS REDES SOCIAIS

MUSICAL: A MELHOR PLAYLIST DO POP ROCK NACIONAL EM 2020

Agora senta ai pra curtir a melhor playlist da 100 mais tocadas do pop rock nacional em 2020. Tem Vitor Kley, Samuel Rosa, Iza, Jota Quest, Balara, Capital Inicial, Matheus & Kauan, Anitta, Projota e muito mais. Então, o que está esperando? Se liga nessa playlist já!

Fonte:

Continuar lendo MUSICAL: A MELHOR PLAYLIST DO POP ROCK NACIONAL EM 2020

POESIA: BRÁULIO BESSA_ AS COISAS SIMPLES DA VIDA

Te convido a curtir mais uma das  maravilhosas poesias do inigualável Bráulio Bessa. Que  ficou famoso após postar vídeos na internet para resgatar a tradicional literatura de cordel. Foi desta forma que seus vídeos com declamações já ultrapassaram 250 milhões de visualizações, tendo como marcas registradas o sotaque e o inseparável chapéu. Ele também é o criador do projeto ‘Nação Nordestina’, que divulga a cultura do Nordeste na internet e que tem mais de um milhão de fãs/seguidores, o que o consagrou como ativista. Por tudo isso, Bráulio ganhou a alcunha de “embaixador do Nordeste. Seus videos na internet fizeram tanto sucesso que ele ganhou um quadro semanal no programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, no qual ele apresenta a Cultura Nordestina sob um olhar poético.Bráulio foi o primeiro cearense a palestrar na sede do Facebook. Suas palestras já foram assistidas por mais de 100 mil pessoas.

  Fonte:

Continuar lendo POESIA: BRÁULIO BESSA_ AS COISAS SIMPLES DA VIDA

POESIA: JESSIER QUIRINO- EM, DE DOMINGO AGORA A OITO

Nada melhor do que um domingo para apreciar essa bela e divertida POESIA do incrível Jessier Quirino. “De domingo agora a oito” é um poema alfinetada. Publicado em 2006 no livro Bandeira Nordestina pela Editora Bagaço, busca, explicitamente, o humor, para expor as mazelas políticas nacionais e os pisões nos nossos pisados. Se gostar, aperte no pitoco! Curta, compartilhe e se inscreva no nosso canal.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO- EM, DE DOMINGO AGORA A OITO

POESIA: NUNCA VAI EXISTIR A PERFEIÇÃO, PRINCIPALMENTE PARA QUEM IDEALIZA EM ALGUÉM

Neste sábado vamos de POESIA com o extraordinário Allan Dias Castro Revisitando o texto “Imperfeitos”, direto da página 94 do livro Voz ao verbo, onde o próprio Allan declama essa obra prima de poema. eNTÃO feche os olhos e faça essa viagem insólita!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: NUNCA VAI EXISTIR A PERFEIÇÃO, PRINCIPALMENTE PARA QUEM IDEALIZA EM ALGUÉM

POESIA: UM MATUTO EM NEW YORK – BRÁULIO BESSA

Quinta-feira é dia de POESIA no Blog do Saber e hoje vamos de Bráulio Bessa nas américas. O consagrado poeta declama mais uma de suas muitas obras de arte diretamente da Time Square, em Nova York e mais uma vez da um show, mesmo tremendo que nem vara verde. Assista a mais essa imperdível apresentação desse incrível talento!

Continuar lendo POESIA: UM MATUTO EM NEW YORK – BRÁULIO BESSA

MPB ESPECIAL: CHICO BUARQUE DE HOLANDA EM MPB ESPECIAL 1973

Continuando a nossa série MPB ESPECIAL dentro da coluna MUSICAL tenho o prazer de apresentar o magnífico e inigualável Chico Buarque de Holando, no início de sua carreira, no quadro da TV Cultura “MPB ESPECIAL”, em 1973. Vídeo original em preto e branco pra ficar mais realista ainda. Então entre no túnel do tempo e reviva momentos inesquecíveis com esse monstro da MPB e da cultura brasileira!

Fonte:

Continuar lendo MPB ESPECIAL: CHICO BUARQUE DE HOLANDA EM MPB ESPECIAL 1973

LIVES: MAIS DORGIVAL DANTAS NA LIVE SE APROCHEGUE SÃO JOÃO

No nosso LIVES deste domingo vamos, mais uma vez, de Dorgival Dantas na sua nova Live Se Aprochegue São João que rolou nessa sexta-feira com muita animação e alegria como sempre. Então, aproveite que é São João se aprochegue, cante, dance e curta muito esse show!

Fonte:

Continuar lendo LIVES: MAIS DORGIVAL DANTAS NA LIVE SE APROCHEGUE SÃO JOÃO

LIVES: BLUE NOTE SP LIVE SESSION APRESENTA TOQUINHO

Nesta quarta-feira vamos reviver aqui no LIVES da nossa coluna MUSICAL, talvez a melhor Live do Fique em Casa e Cante Comigo até aqui. É comprazer que publico a live do incomparável Toquinho que rolou em 08/05. Assista, curta, cante e aprecie um repertório irretocável desse ÍCONE da MPB!

Fonte:

 

Continuar lendo LIVES: BLUE NOTE SP LIVE SESSION APRESENTA TOQUINHO

LIVES: LIVE DO DANIEL FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO DO DIA DAS MÃES

O LIVES desta terça-feira é um show de quase 4 horas com o incrível Daniel na sua #LiveDoDaniel, Fica em Casa e Cante Comigo, que rolou nesse domingão especial do Dia das Mães. Assista, curta, cante e dance ao som de Daniel!

Fonte:

Continuar lendo LIVES: LIVE DO DANIEL FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO DO DIA DAS MÃES

LIVES: O GRANDE ALCEU VALENÇA E SUA LIVE FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO

Neste último domingo rolou a Live do Alceu Valença em casa, nesta série de lives Fique em casa e cante comigo, que publico nesta sexta-feira, aqui na coluna MUSICAL para você que não assistiu ter a oportunidade de ver, curtir e se distrair e quem já assistiu tenho certeza que vai adorar ver de novo!

Fonte:

Continuar lendo LIVES: O GRANDE ALCEU VALENÇA E SUA LIVE FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO

LIVES: LULU SANTOS FEZ A SUA LIVE LULU PRA DANÇAR E CANTAR NESSE SÁBADO

Vamos começar a semana com mais uma LIVE sensacional na nossa coluna MUSICAL nesta segunda-feira com o extraordinário Lulu Santos em #LiveLulu Pra Dançar e Cantar, que rolou nesse sábdo. Então curta, assista, dançe e cante com Lulu Santos!

Fonte:

Continuar lendo LIVES: LULU SANTOS FEZ A SUA LIVE LULU PRA DANÇAR E CANTAR NESSE SÁBADO

LIVES: LUAN SANTANA “HISTÓRIA” NA LIVE FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO NESTE DOMINGO

Nesta terça-feira você vai assistir nada mais nada menos do que 8 horas de Live com Luan Santana, na live mais longa até aqui. Mais um motivo para você ficar a dia e a noite em casa. É show até umas horas!

Fonte:

Continuar lendo LIVES: LUAN SANTANA “HISTÓRIA” NA LIVE FIQUE EM CASA E CANTE COMIGO NESTE DOMINGO

LIVES: ASSISTA ONE WORLD TOGETHER AT HOME FOI AO AR NESSE SÁBADO

Nesta terça-feira, continuando a nossa nova série LIVES trouxe as principais Lives do One World Together at Home, Festival de Lives comandado pela diva Lady Gaga e que arrecadou a fortuna de R$ 670 milhões. Curta a seguir as Lives de Lady Gaga, Elton John, Paul McCartney, Stevie Wonder, Eddie Vedder, John Legend e Sam Smith, Billy Joe Armstrong e The Rolling Stones.

Festival de Lady Gaga e OMS arrecadou quase R$ 670 milhões

De acordo com a organização, os recursos do One World: Together At Home vão ser usados no apoio aos profissionais da saúde que estão lutando contra a pandemia de Covid-19.

“127,9 milhões de dólares para o alívio da COVID-19. Esse é o poder e o impacto do One World #TogetherAtHome. Obrigado @ladygaga por nos ajudar a criar este histórico evento de transmissão global”, disse a postagem da OMS nas redes sociais.

O show também foi feito para incentivar que as pessoas fiquem em casa, durante o isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19 e Organização Mundial da Saúde reforçou o pedido:

“Para todos em todo o mundo: mantenham-se fortes, mantenham-se seguros, em breve estaremos juntos pessoalmente”.

Artistas em casa

O evento, em parceria entre a OMS – Organização Mundial da Saúde – com curadoria da cantora Lady Gaga, apresentou alguns dos maiores nomes da música internacional cantando em casa, durante o isolamento social.

Foram mais de 100 artistas envolvidos na programação, com oito horas de música e informação.

Entre outros, o festival reuniu Rolling Stones, Paul McCartney, Elton John, Billie Eilish, Stevie Wonder, Eddie Wedder (Pearl Jam), Annie Lennox, John Legend, Billie Joe Armstrong, (Green Day) e a própria Lady Gaga, que cantou Smile, de Charlie Chaplin e arrancou arrepios do público.

Assista:

 

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa – com informações do Global Citizen

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo LIVES: ASSISTA ONE WORLD TOGETHER AT HOME FOI AO AR NESSE SÁBADO

O MELHOR DE MORAES MOREIRA: LA VEM O BRASIL DESCENDO A LADEIRA NO SOM BRASIL

Na nossa última homenagem ao inesquecível Moraes Moreira em O MELHOR DE MORAES MOREIRA temos uma homenagem feita a esse extraordinário artista pela rede Globo no programa SOM BRASIL. Vamos assistir e se despedir desse patrimônio cultural do Brasil! 

Fonte:

Continuar lendo O MELHOR DE MORAES MOREIRA: LA VEM O BRASIL DESCENDO A LADEIRA NO SOM BRASIL

O MELHOR DE MORAES MOREIRA: EM SHOW AO VIVO INTERPRETANDO POMBO CORREIO/FESTA DO INTERIOR

Na nossa homenagem deste sábado ao imortal Moraes Moreira temos uma performance, ao vivo, interpretando  “Pombo Correio / Festa do Interior” no Acústico MTV em 1995. Vale a pena reviver um momento tão especial da carreira desse monstro da MPB!

Fonte:

Continuar lendo O MELHOR DE MORAES MOREIRA: EM SHOW AO VIVO INTERPRETANDO POMBO CORREIO/FESTA DO INTERIOR

O MELHOR DE MORAES MOREIRA: EM SHOW AO VIVO INTERPRETANDO “SINTONIA”

Nesta sexta-feira temos mais homenagem ao grande Moraes Moreira com uma apresentação ao vivo interpretando um dos seus maiores sucessos, Sintonia”. Assista e rememore mais essa performance do grande mito da MPB.

Fonte:

Continuar lendo O MELHOR DE MORAES MOREIRA: EM SHOW AO VIVO INTERPRETANDO “SINTONIA”

O MELHOR DE MORAES MOREIRA: MORAES MOREIRA AO VIVO INTERPRETANDO “TRÊS MENINAS DO BRASIL”

Caro(a) leitor(a),

Desta quarta-feira até domingo vamos fazer uma grande homenagem a este ícone imortal da MPB o grande Moraes Moreira com uma pequena série O MELHOR DE MORAES MOREIRA. Fique ligado! Hoje temos uma apresentação ao vivo onde ele interpreta “Meninas do Brasil” e abaixo a letra completa.

Fonte: 

LETRA

Três Meninas do Brasil

Três meninas do Brasil, três corações democratas
Tem moderna arquitetura ou simpatia mulata
Como um cinco fosse um trio, como um traço um fino fio
No espaço seresteiro da elétrica cultura

REFRÃO
Deus me faça brasileiro, criador e criatura
Um documento da raça pela, graça da mistura
Do meu corpo em movimento, as três graças do Brasil
Têm a cor da formosura

La-i-a …

Se a beleza não carece de ambição e escravatura
Se a alegria permanece e a mocidade me procura
Liberdade é quando eu rio na vontade do assobio
Faço arte com pandeiro, matemática e loucura

Serenatas do Brasil, eu serei três serenatas
Uma é o coração febril, a outra é o coração de lata
A terceira é quando eu crio na canção um desafio
Entre o abraço do parceiro e um pedaço de amargura

REFRÃO
Deus me faça brasileiro, criador e criatura
Um documento da raça pela, graça da mistura
Do meu corpo em movimento, as três graças do Brasil
Têm a cor da formosura

La-i-a …

Se eu ganhasse o mundo inteiro, de Amélia a Doralice
De Emília a Carolina, e os mistérios de Clarice
Se teu nome principia, Marina no amor Maria
Só faria melodias com a beleza das meninas

Quando o povo brasileiro viu Irene dar risada
Clementina no terreiro restaurando a batucada
Muito além de um quarto escuro, nos olhos da namorada
Eu sonhava com o futuro das meninas do Brasil

REFRÃO
Deus me faça brasileiro, criador e criatura
Um documento da raça pela, graça da mistura
Do meu corpo em movimento, as três graças do Brasil
Têm a cor da formosura

As três graças do Brasil, têm a cor da formosura

La-i-a …

Fonte: Vagalume

Continuar lendo O MELHOR DE MORAES MOREIRA: MORAES MOREIRA AO VIVO INTERPRETANDO “TRÊS MENINAS DO BRASIL”

MUSAS DA MPB: ANA CAÑAS AO VIVO INTERPRETANDO “ESCONDERIJO”

Neste domingão de quarentena vamos de MUSAS DA MPB na coluna MUSICAL com Ana Cañas em apresentação acústica ao vivo, interpretando aquela que é o seu maior sucesso: “Esconderijo”. Vale  a pena conferir esse show, principalmente para quem ainda não conhece essa musa da MPB!

Fonte:

Continuar lendo MUSAS DA MPB: ANA CAÑAS AO VIVO INTERPRETANDO “ESCONDERIJO”

MUSAS DA MPB: LUCY ALVES EM RITMO ALUCINANTE INTERPRETANDO “CANTANDO E CHORANDO”

Chorando e cantando em um ritmo alucinante é o destaque da nossa coluna MUSICAL em MUSAS DA MPB num show incrível de plástica, voz, guitarra e talento da inigualável Lucy Alves. Você não vai conseguir deixar de ver isso! 

Fonte:

Continuar lendo MUSAS DA MPB: LUCY ALVES EM RITMO ALUCINANTE INTERPRETANDO “CANTANDO E CHORANDO”

MUSAS DA MPB: ROBERTA SÁ AO VIVO INTERPRETA SAMBA DE UM MINUTO

Nesta quarta-feira tenho o prazer de homenagear em MUSAS DA MPB a nossa querida conterrânea Roberta Sá com uma apresentação brilhante, ao vivo, interpretando “Samba de um minuto”, do seu DVD Delírio no Circo. Vamos curtir e prestigiar a nossa grande musa!

Fonte:

Continuar lendo MUSAS DA MPB: ROBERTA SÁ AO VIVO INTERPRETA SAMBA DE UM MINUTO

MUSAS DA MPB: MARINA ELALI INTERPRETANDO “EU VOU SEGUIR”

Nesta terça-feira estamos começando uma nova série na nossa coluna MUSICAL que homenageia as grande artistas brasileiras: MUSAS DA MPB, apresentando nesta primeira edição faço uma homenagem a nossa querida conterrânea Marina Elali, em show ao vivo, interpretando “Eu vou seguir” do seu DVD Longe ou Perto. Um show muito lindo que vale a pena assistir!

Fonte:

Continuar lendo MUSAS DA MPB: MARINA ELALI INTERPRETANDO “EU VOU SEGUIR”

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO NO INSTRUMENTAL SESC BRASIL INTERPRETANDO “PERIGOSO”

Nesta segunda-feira temos a última apresentação da série CHORINHO DE PRIMEIRA na coluna MUSICAL com mais da Roda de Choro, no Instrumental SESC Brasil, interpretando “Perigoso” de Orlando Silveira. Vamos curtir esse show maravilhoso!

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO NO INSTRUMENTAL SESC BRASIL INTERPRETANDO “PERIGOSO”

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO INTERPRETANDO CHORINHO NA GAFIEIRA

Neste domingo temos mais CHORINHO DE PRIMEIRA na nossa coluna MUSICAL com Roda de Choro no Instrumental SESC Brasil, interpretando “Chorinho na Gafieira” de Astor Silva. É chorinho pra valer até umas horas!

Formação: Alexandre Ribeiro – clarinete

Léo Rodrigues – pandeiro

Milton Mori – cavaquinho

Luizinho 7 Cordas – violão 7 cordas

Nelson Ayres – piano

Toninho Ferragutii – acordeon

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO INTERPRETANDO CHORINHO NA GAFIEIRA

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO DAS 3 EM PORTO FELIZ-SP

Neste sábado temos mais CHORINHO DE PRIMEIRA na nossa coluna MUSICAL com Roda de choro na Sede do Choro das 3 em Porto Feliz SP, BR. Da esquerda para a direita os músicos são Elisa Meyer (bandolim), Arnoldinho (violão de 7 cordas), Gallani (cavaquinho), Eduardo Ferreira (pandeiro), Stanley Carvalho (clarinete), Danilo Brito (bandolim), Lia Meyer (violão de 7 cordas). Show de bola!

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO DAS 3 EM PORTO FELIZ-SP

POESIA: QUATRO AVE MARIA BEM CHEIA DE GRAÇA, POR JESSIER QUIRINO

Neste sábado um pouco de poesia, prosa e cordel com o inigualável Jessier Quirino declamando “Quatro Ave Maria bem cheia de Graça”, que é uma reza matuta bem humorada, mostrando a beatice da beata com esperança na melhora e desesperança política.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: QUATRO AVE MARIA BEM CHEIA DE GRAÇA, POR JESSIER QUIRINO

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO INTERPRETANDO É DO QUE HÁ DE LUIZ AMERICANO

Nesta sexta-feira temos mais CHORINHO DE PRIMEIRA na nossa coluna MUSICAL com uma apresentação soberba de Roda de Choro no Instrumental Sesc Brasil, interpretando “É do que há de autoria de Luiz Americano. Vale a pena assistir esse show!

A Roda de Choro nasceu na Virada Cultural de 2007, no Auditório Ibirapuera, sob organização de Danilo Brito. Desde sua criação, já aconteceu em diversos teatros e recebeu convidados como Carlos Malta, Laércio de Freitas, Toninho Ferragutti, Ricardo Herz, Danilo Brito, Alessandro Penezzi, Nelson Ayres, Oswaldinho do Acordeon e Gabriel Grossi, entre outros. No repertório, choros clássicos, passando por Pixinguinha, Jacob do Bandolim e algumas composições próprias.

Formação: Alexandre Ribeiro – clarinete

Léo Rodrigues – pandeiro

Milton Mori – cavaquinho

Luizinho 7 Cordas – violão 7 cordas

Nelson Ayres – piano

Toninho Ferragutii – acordeon

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO INTERPRETANDO É DO QUE HÁ DE LUIZ AMERICANO

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO DE LISBOA INTERPRETANDO “CARIOQUINHA” DE WALDIR AZEVEDO

Nesta quinta-feira temos mais CHORINHO DE PRIMEIRA na nossa coluna MUSICAL apresentando Roda de Choro de Lisboa, ao vivo, interpretando “Carioquinha”, composição de Waldir Azevedo. Um show imperdível!

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO DE LISBOA INTERPRETANDO “CARIOQUINHA” DE WALDIR AZEVEDO

CHORINHO DE PRIMEIRA: DUDU MAIA E REGIONAL AO VIVO EM “NOITES CARIOCAS

Nesta terça-feira o destaque, mais uma vez, é CHORINHO DE PRIMEIRA na nossa coluna MUSICAL, com Dudu Maia e Regional ao vivo no Clube do Choro de Brasília interpretando “Noites Cariocas”, de Jacob do Bandolim, numa apresentação impecável de levantar a platéia.

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: DUDU MAIA E REGIONAL AO VIVO EM “NOITES CARIOCAS

CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO COM CHORINHO PRA VOCÊ DE SEVERINO ARAÚJO

Neste domingo estamos começando uma nova série na coluna MUSICAL. CHORINHO DE PRIMEIRA. Hoje apresentando a Roda de Choro em show que ocorreu no Teatro do Sesc Paulista dia 13/09/2010. A Roda de Choro nasceu na Virada Cultural de 2007, no Auditório Ibirapuera, sob organização de Danilo Brito. Desde sua criação, já aconteceu em diversos teatros e recebeu convidados como Carlos Malta, Laércio de Freitas, Toninho Ferragutti, Ricardo Herz, Danilo Brito, Alessandro Penezzi, Nelson Ayres, Oswaldinho do Acordeon e Gabriel Grossi, entre outros. No repertório, choros clássicos, passando por Pixinguinha, Jacob do Bandolim e algumas composições próprias.

Formação: Alexandre Ribeiro – clarinete Léo Rodrigues – pandeiro Milton Mori – cavaquinho Luizinho 7 Cordas – violão 7 cordas Nelson Ayres – piano Toninho Ferragutii – acordeon

Fonte:

Continuar lendo CHORINHO DE PRIMEIRA: RODA DE CHORO COM CHORINHO PRA VOCÊ DE SEVERINO ARAÚJO

DUETOS FANTÁSTICOS: ROBERTA SÁ E NEY MATOGROSSO INTERPRETAM “PEITO VAZIO”

Nesta sexta-feira trago mais DUETOS FANTÁSTICOS  na nossa coluna MUSICAL apresentando a sensacional Roberta Sá e o extraordinário Ney Matogrosso, ao vivo iterpretando “Peito Vazio”. Não deixe de ver esse showzaço!

Fonte:

Continuar lendo DUETOS FANTÁSTICOS: ROBERTA SÁ E NEY MATOGROSSO INTERPRETAM “PEITO VAZIO”

MÚSICA CLÁSSICA: ORQUESTRA FILARMÔNICA DE VIENA EM “A MARCHA IMPERIAL”

Na nossa coluna MUSICAL desta quinta-feira temos mais MÚSICA CLÁSSICA em apresentação de alta performance. “A Marcha Imperial” composto por John Williams para Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca. Interpretada pela Orquestra Filarmônica de Vienna e conduzida por Franz Welser-Möst durante o Summer Night Concert 2010.

Fonte:

Continuar lendo MÚSICA CLÁSSICA: ORQUESTRA FILARMÔNICA DE VIENA EM “A MARCHA IMPERIAL”

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar