AUTOCONHECIMENTO: ENTENDA O QUE É A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E COMO IDENTIFICAR

O artigo a seguir nesta coluna AUTOCONHECIMENTO desta quinta-feira é uma daquelas gratas surpresas que acontecem até para quem é buscador como eu. Uma super aula sobre Transição Planetária, com esclarecimentos preciosos sobre vibração, frequência, energias, malha de calibração, centros energéticos e como funciona tudo isso nessa transição. Portanto, não perca essa oportunidade, leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Transição Planetária: Sintomas, Evidências e Dicas

Um artigo escrito por Vanessa Queiroz

Olá querido leitor(a),

Venho neste artigo compartilhar conhecimentos sobre a Transição Planetária.

Em nosso dia-a-dia observamos sintomas que nos possibilitam notar evidencias de que esta Transição acontece aqui e agora.

É importantíssimo saber mais sobre o momento que estamos vivendo. Existe uma outra realidade, que não é televisionada, mas que está acontecendo. Este artigo foi feito para ajudar a tirar o véu que cobre a visão, o véu 3D, que nos impossibilita acessar quem somos realmente.

Separei este artigo em 5 capítulos: O Planeta, O Ser Humano, Sangramento Áurico, 6 Dicas para Uma Transição Mais Tranquila e Pergunta Importante: Quem É Você?

Vamos lá?

O Planeta

“Transição Planetária, imagine… tudo ao seu redor, cada molécula está se alterando, mas nem sempre é visível aos olhos de todos”

O Planeta está passando por uma mudança de frequência vibracional que acarretará na Transição de 3ª para 5ª Dimensão. Por mais que esta transição possa parecer desafiadora, pois exige grandes mudanças, afirmo que esta Transição é uma boa notícia.

A 3ª Dimensão é composta de estruturas, regras, vibrações, pensamentos e emoções específicas. Uma delas é o medo, o sentimento mais paralisante que existe e que foi e é responsável por muitos dos desequilíbrios ao redor do mundo e do ser humano.

O conceito que mais me chama atenção na 3D é o de Separação e Dualidade. Ao longo da história nos programaram para entender que existem raças, nações, o certo e o errado, o bem e o mal… e mais uma vez, desequilíbrios ao redor do mundo se manifestaram por conta deste conceito. Estamos falando de um conceito que prega que um é melhor do que o outro, um conceito que por si só gera conflitos e desarmonias em todos os âmbitos.

Esta transição fará o Planeta ascender, a 5ª Dimensão se instaurará e com ela a vibração do Planeta começará a se estabilizar ao ponto que a humanidade ascenderá também.

O que cabe a nós é ter consciência que este movimento de mudança/transição do padrão energético e vibracional do planeta é sustentado por nós.

O Ser Humano

Você sabia que o Ser Humano possui um Campo Eletromagnético? Podemos chamar este campo de Malha de Calibração Universal®, ela é responsável por sustentar o nível de energia do Ser Humano.

Cada Ser Humano possui uma Malha, mas toda Malha tem uma estrutura comum. Possui dois Centros de Energia base: Um a 60 cm abaixo dos pés, chamado de Centro de Baixo, e outro a 60 cm acima do topo da cabeça, chamado de Centro de Cima. Estes Centros são os responsáveis por conectar o que você manifesta como Ser Humano Universal, pois estão diretamente ligados ao seu canal central de energia. Além disso possui fibras de luz fundamentais e estabilizadoras que os acompanham registrando suas experiências emocionais, mentais e psíquicas de passado, presente e futuro, além da troca de energia com o mundo nas experiências de dar e receber.

Sempre falo que ter consciência da sua estrutura energética é fundamental para saber Quem Você Realmente É.

Agora, como fica esta Malha de Calibração/o Campo Eletromagnético do Ser Humano na transição de 3ª para 5ª Dimensão?

Esta transição acontece com muitas mudanças externas que provocam uma grande mudança interna. Nos encontramos em um tempo em que é preciso questionar: O Que É Ser Humano?

Hoje mais do que nunca é preciso internalizar questões que antes externalizávamos. O Ser Humano está passando por uma mudança de paradigma onde se é exigido um novo olhar para a própria vida. Ao passo que esta transição acontece, tudo a volta do Ser Humano muda. O que era certeiro, não mais parece tão certeiro assim. Um emprego que antes “pagava as contas” mas não trazia realização, deixa de existir. Um relacionamento falido, mostra-se impraticável. O Ser Humano está lidando intimamente com o desapego e a necessidade de lembrar Quem ELE realmente é em sua Essência Divina.

“Estamos em constante estado de calibração. Existe uma sabedoria que calibra o nosso sistema para que possamos sustentar mais luz. Sustentar o ‘peso’ da luz. Atenção as pessoas que sentem cansaço ao longo do dia, ou perdido e sem rumo, ou que sentem que não recebem o suficiente… Isso pode significar que existe algo em desequilíbrio em sua Malha Energética. Se empodere deste saber, tenha consciência do funcionamento de sua Malha de Calibração Universal®

Pois bem, com tudo isso somado: a mudança externa que provoca mudança interna + questionamentos que provocam novas sensações e emoções + novas práticas, o resultado é uma Malha em transformação assim como o Planeta.

A Vibração, a Frequência e a Quantidade recebida na Malha de Calibração de cada um aumenta.

No que acarreta esse aumento de Energia na Malha de Calibração?

Sangramento Áurico

O Sangramento Áurico é um termo usado por Metraton e significa uma fissura, uma rachadura, no Campo Eletromagnético de um Ser Humano. Este ferimento na Malha de Calibração acontece não só quando fazemos um mal uso de nossas energias, ou quando cuidamos mal da saúde do nosso corpo, expondo-o aos agentes nocivos da 3ª dimensão, mas também quando recebemos energia além do que a Malha pode suportar.

A transição Planetária acarreta um movimento de lembrança de Quem Somos como Seres Divinos e Cósmicos. Esse movimento é encapsulado em forma de “Downloads” de energia em nossa Malha.

Agora, se a Malha de um Ser Humano não está fortalecida o suficiente para este processo de recebimento/download de Energia, ela fissura causando o Sangramento Áurico.

Lembre-se, este processo de integrar mais de Quem Somos é importantíssimo para que possamos manifestar o que viemos fazer de fato neste Planeta. Trata-se de um lindo e transformador movimento que deve ser celebrado e que requer atenção.

Compartilho com vocês alguns sintomas do Sangramento Áurico:

  • Com a fissura na Malha de Calibração começa-se a perder energia (uma vez que se recebe energia, mas se perde parte ao mesmo tempo). De maneira simplificada, é como ter um vazamento na sua casa. Isso invoca uma sensação de “falta” e “perda de controle”.

  • Com a fissura ocorre o enfraquecimento do campo eletromagnético desencadeando desequilíbrios psíquicos como ansiedade, depressão, irritabilidade, queda/oscilação de humor e esgotamento físico. Estes sintomas podem ser rotulados pela pessoa que passa pelo processo como “Cansaço”, muitas vezes repetindo a frase: “Nossa, estou cansado(a)” várias vezes ao longo do dia, seja verbal ou mentalmente. Este “Cansaço” se espalha em todas as áreas da vida.

“Uma fissura na Malha Energética faz com que a energia de um ser vase. O que isso quer dizer? Imagine que a energia que flui na sua malha é divina e é quem você é em sua divindade. Quando se tem um vazamento, perde-se energia, por consequência faz com que esqueçamos quem realmente somos como seres divinos. Isto acarreta em uma série de problemas, alguns chamados de “problemas do século”. Imagine como é viver em uma casa com vazamento o tempo inteiro”

6 DICAS para uma transição mais tranquila

Agora que você sabe que você faz parte do movimento de Transição Planetária, compreende que sua vida passará (se já não passou ou está passando) por mudanças vibracionais por conta da transformação da frequência do Planeta. Estas mudanças vibracionais são responsáveis pela sua realidade como é hoje.

Compartilho com vocês 6 DICAS para tornar esta Transição Planetária mais tranquila:

  • DICA 1 Beba Água: parece uma dica simples, mas tenha em mente que a Água tem Memória e estamos em um processo de Lembrar Que Somos como Seres Humanos.

  • DICA 2 Percepção: procure adaptar sua percepção de vida. Se você se sente cansado ou algum dos sintomas psíquicos mencionados no capítulo anterior, substitua a frase “Estou cansado” para “Estou em Calibração”. Desta forma você evoca em você a sabedoria interna que Sabe Quem Você Realmente é.

  • DICA 3 Respiração: aprenda a respirar e dedique alguns minutos do seu dia para regular sua respiração. Lembre-se que o importante papel que o oxigênio tem para o nosso corpo físico e a tranquilidade que pode ser gerada ao passo que regulamos a respiração. O ar que respiramos também tem o quantum de informação que o seu sistema precisa agora.

Você tem Auto-responsabilidade Energética?
  • DICA 4 Converse com as suas células: Comande suas células para se adaptarem as novas vibrações e frequências que o Planeta está atuando e está intensificando cada vez mais. Assim você garante que seu corpo esteja em melhor forma para receber as energias e não elimine a opinião de um médico ao sentir desconforto físico.

  • DICA 5 Reavalie a sua Vida: Esta Dica pode ser muito desafiadora, mas ajuda muito as pessoas que estão “dando murro em ponta de faca” ou que sentem que “nada está dando certo”. É preciso mudar a maneira que enxergamos a vida e a nós mesmos.

Lembra que eu disse lá no começo do artigo que com a Transição Planetária muito do que era, não será mais? Estamos falando de um momento de profundas mudanças, mudanças que são necessárias para o Planeta ascender. Reavalie todas as áreas da sua vida, profissional, amorosa, familiar, espiritual e veja se existe algo que você “sente que não é mais para ser” e encare esse processo. A Transformação é necessária e acontece de dentro para fora. Mergulhe em si e pergunte-se “Eu quero levar isto (substitua esta palavra por “relacionamento”, “emprego” ou “situação”) para o meu futuro?”. Se esta tarefa é complexa demais para você, procure ajuda de um profissional.

  • DICA 6 Busque alternativas para Calibrar sua Malha Eletromagnética: como explicado no capitulo anterior, o Sangramento Áurico pode desencadear vários sintomas psíquicos e criar obstáculos para a sua Manifestação no Aqui e Agora. Como Praticante e Professora de EMF Balancing Technique® e Séries de Ativações Mestres indico que busque por sessões de Calibração e Ativações da Malha Eletromagnética. Os benefícios são inúmeros e criam a liberdade necessária para seguir em frente sem obstáculos, sendo Quem Você Realmente É. Deseja falar comigo? Clique aqui.

Como eu, existem outros inúmeros profissionais que trabalham com técnicas que podem te auxiliar neste processo. A trajetória não precisa, nem deve ser sofrida. Trata-se de um lindo momento para a humanidade onde se coloca a prova o Potencial do Ser Humano.

“Fortaleça seu Sistema Eletromagnético, Calibre sua Malha Energética a fim de viver em equilíbrio e manifestar mais de quem você realmente é.”

Pergunta importante: Quem é você?

Isso mesmo… Quem É Você? Muitas pessoas ficam confusas com esta pergunta mas ela é o Mapa para Lembrar de Quem Você Realmente É e o que Veio Manifestar no Aqui e Agora!

O que esta pergunta causa em você? Como a sua resposta se formula? Se de pronto você responde com sua Profissão lembre-se que esta é uma Atividade Profissional que você exerce, não Quem Você É.

Medite sobre este questionamento e peça para lhe ser revelada a resposta. Pode ser um processo complexo mas eu garanto que com o tempo, com a Transição Planetária em andamento, isso fará muito sentido para você.

Permita-se manifestar mais de quem você é em essência. Honre seus potenciais pois eles são infinitos. Pratique a mestria em sua vida diária. Existe outra realidade, que acontece agora mesmo. Celebre!

Fico a disposição. Quer me mandar uma mensagem de WhatsApp? Clique aqui.

Grande Abraço,

Vanessa Queiroz.

Fonte: Vanessa Queiroz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ENTENDA O QUE É A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E COMO IDENTIFICAR

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: UMA MENTE CANSADA DIFICILMENTE MANTÉM O FOCO. SAIBA COMO LUTAR CONTRA O CANSAÇO MENTAL

Na luta diária de trabalho, família e inúmeras atividades as pessoas ficam fadigadas e o cansaço mental também chega. Esse cansaço, inclusive é pior do que o cansaço físico, pois a mente é quem comanda o corpo e nos mantém saudáveis. Portanto precisamos evitar o cansaço mental. No texto a seguir você vai encontrar orientações e dicas para se manter mentalmente saudável.

Como lutar contra o cansaço mental

Artigo revisado pelo Comitê de MundoPsicologos

Uma pessoa tem, ao menos, 50.000 pensamentos por dia. Alguns são práticos, outros analíticos, e há aqueles que são totalmente desnecessários. Uma mente cansada dificilmente mantém o foco.

19 FEV 2020 · Leitura: 4 min.

O cansaço nem sempre é físico. Há inúmeras vezes em que somos prejudicados pelos efeitos da fadiga mental. Se você parar para pensar, quantas vezes não foi surpreendido(a) por momentos em que simplesmente foi incapaz de pensar em novas ideias, de criar? Isso porque, quando a mente está demasiado cansado(a), ela se dispersa, e tem muita dificuldade para ir além das tarefas mais rotineiras, dando continuidade apenas às coisas mais elementares, mais automáticas.

Diversos estudos já demonstraram: uma pessoa é capaz de gerar cerca de 50.000 pensamentos em um dia. Nesse total, estão incluídos os pensamentos repetitivos e mecânicos (devo fechar a porta com chave, tenho que escovar os dentes, devo usar a faca com cuidado para não me cortar, tenho que ligar para a minha mãe…), os negativos, os positivos, os criativos, mas também os “desnecessários”.

Quando ruminamos acontecimentos ou situações, especialmente àquelas que se referem a nosso passado, estamos esgotando nosso cérebro com processos e informações que não geram nada mais que incerteza e angústia.

Estes pensamentos, que na psicologia podem receber o nome de “pensamentos debilitantes”, não conduzem a qualquer avanço no autoconhecimento, pelo contrário, são bloqueadores. E, de acordo com os especialistas, estão intimamente ligados ao cansaço mental.

Seria este o seu caso? Faça o teste para descobrir a resposta:

Como saber se meu cansaço é mental?

O cansaço mental não se refere unicamente a um estado de muita atividade cerebral: planejar um projeto, estudar, memorizar dados, criar argumentos, etc. Também está atrelado à forma como tomamos decisões. Todas aquelas vezes em que entramos num confronto interno porque as coisas não aconteceram conforme o esperado, porque não agimos da forma devida ou porque queremos muito ser diferentes, mas não sabemos como fazer disso a realidade, estamos contribuindo para um estado mental e emocional que dificulta a nossa adaptação à realidade.

É importante compreender que quase nunca o que se planeja se cumpre à risca, e é importante ser capaz de aceitar os imprevistos e as dificuldades, de encarar o novo panorama de uma forma mais positiva, para que a frustração não conduza a um estado intenso de estafa e cansaço mental.

Ao deixar o cansaço mental se instalar na rotina, ele pode provocar:

  • Falta de controle das emoções negativas: você pode acabar chorando de forma “exagerada” como resposta a uma situação que, em outro momento, não provocaria um sentimento tão intenso; você pode gritar de forma injustificada porque sente raiva ou frustração, coisa que antes não passava. Aliás, de acordo com o neurocientífico Mathew Walker, que é especialista em transtornos do sono, um cérebro cansado é 60% mais propenso a reagir de forma descontrolada frente a situações negativas.
  • Insônima e esgotamento físico: dormir mal provoca efeitos negativos em todo o corpo, inclusive no seu rendimento cognitivo. No caso de uma pessoa com cansaço mental, é mais difícil pegar no sono, é mais provável que se desperte algumas vezes durante a noite de sono e é quase certo que este sono não será reparador.
  • Falta de concentração: cada vez é mais difícil manter o foco e o interesse por muito tempo. Você inclusive começa a se esquecer de coisas que são muito habituais, como o lugar onde deixou as chaves do carro, onde comprou uma camiseta, o passo a passo da sua receita favorita, o telefone da sua melhor amiga/o, etc.
  • Falta de energia: cada vez será mais difícil colocar o corpo em movimento, por uma questão de lentidão e inércia. Você se sentirá desajeitada/o, com baixa capacidade de reação, o que diminuirá o seu desejo de querer tentar coisas novas, fazer aquilo que você gosta, etc.

Como lidar com o cansaço mental?

Você pode cuidar da sua rotina para evitar que o cansaço mental seja recorrente e dominante. Está claro que qualquer pessoa está sujeita a momentos de acúmulo de stress e frustração, que precisam ser sentidos e processados. No entanto, a forma como você estrutura o seu dia e seus hábitos, podem servir de verdadeiros escudos para o seu bem-estar emocional.

  • Mantenha uma dieta saudável e equilibrada
  • Faça exercício físico de forma habitual, já que ajuda a ativar endorfinas, o que tem um efeito muito positivo no relaxamento (físico e mental)
  • Respeite seus momentos de desconexão do trabalho, dos estudos… O ócio tem um valor positivo real no seu equilíbrio emocional
  • Não guarde as suas preocupações só para você. Falar sobre isso com pessoas de confiança, familiares ou amigos, ajuda a diminuir a ansiedade e, quem sabe, a ver o problema sob uma nova perspectiva
  • Exercite o seu lado criativo com atividades que estimulem pensamentos livres e positivos
  • Crie o hábito de escrever sobre aquilo que te obsessiona. Poder ler seus comentários e refletir sobre eles amplia a consciência sobre seus próprios processos. Bem como se perguntar coisas como: Como posso melhorar? Depende de mim mudar o que estou sentindo ou depende de fatores externos? Por que continua me incomodando algo que já é passado?

Talvez o ponto mais importante seja justamente compreender que não se trata de negar qualquer pensamento ou experiência, presente ou passada, mas de encontrar um caminho que nos permita revisar o problema e atuar naquilo que depende de nós, sendo conscientes de que, muitas vezes, por mais que se deseja, é impossível interferir nas variáveis.

Fonte: 

psicólogos

Escrito por

MundoPsicologos.com

 

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: UMA MENTE CANSADA DIFICILMENTE MANTÉM O FOCO. SAIBA COMO LUTAR CONTRA O CANSAÇO MENTAL

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: ALGUMAS DICAS E ORIENTAÇÕES IMPORTANTES PARA QUE ESTÁ DESEMPREGADO NESSA CRISE

Em tempos de coronavírus e pandemia o desemprego é o terror de quase todo mundo que trabalha. Está batendo à porta de muita gente, mas vai passar. Nesse momento não adianta entrar em pânico nem se desesperar. Manter a calma e a cabeça no lugar é o melhor a se fazer. As opções e soluções vão aparecer desde que você se mantenha antenado. É o momento de aproveitar a quarentena para procurar novas opções, capacitação profissional on line e outros recursos que você vai conhecer no artigo a seguir. Portanto, essa também é uma oportunidade de você expandir a sua consciência. Leia o artigo completo a seguir e, quem sabe encontre a solução do seu problema?

Qual o melhor conselho para as pessoas que estão desempregadas e em meio à crise?

Os números crescem a cada mês. Em julho de 2016, foram contabilizados 11,4 milhões de desempregados. O desemprego está aí. Empresas fechando, funcionários sendo demitidos. Um círculo que acaba afetando a todos. Se uma área não vai bem, as outras também são afetadas. Claro que, em meio a isso, há setores em crescimento, mas os brasileiros desempregados querem apenas trabalhar.

E o que fazer quando as entrevistas não ocorrem, as contas aumentam e uma chance de assinar a carteira de trabalho parece cada vez mais distante? Uma pesquisa de 2005 concluiu que os trabalhadores desempregados engajados ativamente na procura de um trabalho são mais propensos a ter pior saúde mental. Quem está desempregado acaba tendo ansiedade, estresse e dores no corpo, o que pode afetar por um bom tempo a capacidade mental do indivíduo.

Qual a saída?

Ilustração de um trabalhador sendo jogado no buraco do desemprego.

Não existe uma mágica. O emprego ocupa uma função primordial em nossa vida. Com ele, nos sentimos ativos e importantes para a sociedade. No momento em que perdemos o emprego, sentimo-nos fracassados. Nesta hora, não vale a pena se desesperar.

Ainda em momentos de crise, como o que estamos vivendo agora, a culpa não é sua e sim de todo um movimento global que está acontecendo. Acredite, outros países, como na Europa, também não estão passando por uma boa fase. Mas é neste período que é preciso encontrar saídas. Em primeiro lugar, assuma que isso é temporário. Se você está ganhando o seguro desemprego, aproveite para se profissionalizar e pensar em alternativas.

Você também pode gostar

Alternativas possíveis

Ilustração de homem escolhendo opções em um holograma.

Assuma a sua tristeza neste momento em que perdeu o emprego. Não é fácil, mas não precisamos nos achar os heróis. Reflita sobre como poderia ter agido, o que poderia ter feito de melhor, mas não se culpe por isso, porque você só vai se sentir pior.

Empreenda: em meio à crise, cresce o número de brasileiros empreendendo. Talvez esteja aqui uma oportunidade de montar o seu negócio. Com a saída, talvez seja possível concretizar o início de um empreendimento. Isso não é uma regra, mas uma chance. Aproveite o momento para estudar e pesquisar. E o mais importante: enquanto estiver desempregado, corte custos. Isso o deixará menos ansioso.

Capacite-se: não fique parado esperando um emprego bater na sua porta. Há muitos cursos gratuitos na internet para vocês fazer. Até mesmo pesquise aí na sua cidade se há oferta de cursos que possam acrescentar no seu currículo.

Ilustração de um homem desempregado sentado e triste.

Pense em novos modelos de negócios: esqueça que somente as grandes empresas vão salvar o mundo e garantir o emprego. Estamos vendo agora que a globalização não salvou nada, apenas mascarou muita coisa. Já ouviu falar de indústria criativa? Economia colaborativa? Economia solidária? Pesquise sobre. São movimentos mais propensos e com os pés no chão para andar com as mudanças que este século está nos trazendo.

Seja flexível: não conseguiu pensar em nada e até mesmo as capacitações ainda não ajudaram? Calma, seja flexível. Se a sua área não está boa, vá para outra área. Eu sei que é difícil escutar isso e muito dolorido, mas talvez seja por um bom tempo. Não tenha vergonha de trabalhar em outra área, pois a experiência pode ser incrível!

E, mais, permita-se abrir para o novo. O mundo está mudando, o sistema, a sociedade. Não se agarre a velhos clichês que davam certo há 20 anos. Se abra para o novo e não tenha vergonha de experimentar e ter novas experiências. As empresas estão valorizando profissionais assim. Boa sorte!


  • Escrito por Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Fonte:

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: ALGUMAS DICAS E ORIENTAÇÕES IMPORTANTES PARA QUE ESTÁ DESEMPREGADO NESSA CRISE

SAÚDE: O PERIGO DE CONTAMINAÇÃO COM ÁLCOOL GEL CASEIRO É MUITO MAIOR, SAIBA O PORQUÊ

Na coluna SAÚDE desta terça-feira temos uma orientação médica dos riscos de se usar o álcool gel caseiro  e porque pode aumentar as chances de infecção e trazer prejuízos à saúde. Leia com atenção o artigo completo a seguir e tire suas dúvidas.

Álcool em gel caseiro contra coronavírus pode ser perigoso

Utilização de receitas caseiras pode aumentar as chances de infecção e trazer prejuízos à saúde

Escrito por Paula Santos

Redação Minha Vida

Em 23/3/2020

alcool gel maos 0320 1400x800

Com a pandemia de COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus), muitas pessoas estão tomando medidas para se proteger de uma possível infecção. Entre as formas de prevenção mais recomendadas, está o uso do álcool em gel.

Por conta da grande procura, o produto começou a desaparecer nas prateleiras. Diante disso, uma receita caseira do álcool começou a circular nas redes sociais, prometendo proporcionar uma barreira eficaz contra o vírus de forma mais barata.

Porém, é preciso tomar muito cuidado com esse produto. Isso porque, segundo especialistas, ele não oferece a devida proteção contra o vírus, deixando as pessoas vulneráveis à COVID-19. Entenda os riscos de utilizar álcool em gel caseiro:

Riscos do álcool em gel caseiro

Uma das receitas divulgadas na web utiliza água, álcool liquido e gel de cabelo em sua composição. Porém, a combinação não possui as propriedades necessárias para combater o novo coronavírus, trazendo alto risco de infecção para quem utilizá-la.

O professor de Biomedicina da Universidade Santo Amaro (Unisa), Leonardo Sokolnik de Oliveira, explica que a função do álcool em gel é destruir o envelope do vírus, ou seja, uma camada de lipídios (gordura) que permite que o vírus infecte as células humanas. Sem o envelope, o vírus não consegue entrar nas nossas células.

Por não possuir essa capacidade, a receita caseira em questão faz com que as pessoas não se protejam de forma adequada, proporcionando uma falsa ideia de segurança que as impede de tomar outras medidas preventivas.

Além disso, é importante lembrar que o álcool líquido é extremamente inflamável, podendo causar queimaduras graves. A dermatologista Fabiana Seidl explica ainda que o uso excessivo do álcool acaba ressecando a pele e predispondo as mãos à fissuras e dermatites.

O que fazer se acabar o álcool em gel?

Leonardo Oliveira conta que uma possível alternativa para a falta de álcool em gel é a mistura de 380 ml de álcool líquido 92,8 graus com 120 ml de água filtrada. “Esta mistura tem a concentração de 70% e pode eliminar o vírus. O álcool líquido para limpeza não pode ser usado, pois apresenta uma quantidade de álcool muito baixa”, explica.

Especialistas na área de saúde explicam que o produto composto por 70% de álcool é o que possui capacidade para eliminar o vírus. Além disso, as receitas caseiras não passam por um controle de qualidade e liberação da ANVISA para serem utilizadas, logo não há comprovação de que são eficientes em combater vírus e bactérias.

Lavar as mãos é a melhor prevenção

Havendo ou não álcool em gel disponível para uso, é muito importante lembrar que a principal maneira de se proteger contra o novo coronavírus e outras doenças é lavando as mãos com água e sabão frequentemente, por pelo menos 20 segundos. O álcool em gel deve ser utilizado apenas na impossibilidade de se lavar as mãos.

Ao usar o produto, Fabiana Seidl acrescenta que é importante que toda a mão seja higienizada, inclusive as unhas e entre os dedos, e que esteja úmida no final do processo, deixando o álcool secar sozinho. Também não deve ser usado nenhum adorno, como anéis ou pulseiras.

Para evitar o ressecamento e até possíveis ferimentos nas mãos, o dermatologista Franklin Veríssimo indica que, após o álcool em gel secar completamente, seja aplicado um hidratante nas mãos. Alguns ativos que ajudam a manter a saúde da pele são:

  • Aloe Vera
  • D-Pantenol (Pró-vitamina B5)
  • Vitamina E
  • Ácido Hialurônico

Fonte: Minha Vida

Continuar lendo SAÚDE: O PERIGO DE CONTAMINAÇÃO COM ÁLCOOL GEL CASEIRO É MUITO MAIOR, SAIBA O PORQUÊ

SAÚDE: CORONAVÍRUS E GRIPE COMUM, SAIBA QUAIS AS DIFERENÇAS

Na nossa coluna SAÚDE deste sábado você vai saber como identificar o coronavírus através das diferenças dos sintomas com a gripe comum. Neste artigo você vai conhecer os sintomas de cada infecção e poder tratar adequadamente a doença. Leia com atenção o artigo a seguir e faça a prevenção!

QUAL A DIFERENÇA ENTRE OS SINTOMAS DO CORONAVÍRUS E DA GRIPE COMUM?

Por Korin Miller

sintomas do coronavírusFoto: Shutterstock

A disseminação do coronavírus pelo mundo preocupa muitas pessoas. Mas, por mais estranho que seja ouvir palavras como “pandemia”, os dados mostram que os sintomas do coronavírus podem ser relativamente leves para a maioria das pessoas que contraem o vírus.

Um estudo recente publicado pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças descobriu que, dos 44.672 casos de coronavírus que foram confirmados na China em 11 de fevereiro, mais de 36.000 (81%) desses casos foram leves. O estudo, o maior realizado até o momento no novo coronavírus, definiu especificamente “leve” como casos que não envolviam pneumonia ou envolviam apenas pneumonia leve.

Então, quais são os sintomas do coronavírus – e como eles são diferentes dos sintomas de um resfriado ou gripe? Aqui está o que especialistas em doenças infecções dizem que você deve saber:

Sintomas do coronavírus

Como você pode identificar que está infectado com coronavírus?

Tecnicamente, o resfriado comum é uma forma de coronavírus, ressalta o especialista em doenças infecciosas Amesh A. Adalja, MD, pesquisador sênior do Johns Hopkins Center for Health Security. Não existe apenas um coronavírus.

Além disso, é realmente difícil dizer a diferença entre um caso leve de coronavírus e o resfriado comum. Mesmo para os médicos, diz William Schaffner, MD, especialista em doenças infecciosas e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Vanderbilt. Em vez disso, diz Schaffner, os médicos especificamente precisam testar o coronavírus para saber com certeza se alguém tem o Covid-19 em vez de resfriado.

Em geral, estes são os sintomas que você pode esperar do resfriado comum, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC):

  • Espirros
  • Nariz entupido
  • Coriza
  • Dor de garganta
  • Tosse
  • Gotejamento pós-nasal
  • Olhos marejados
  • Possivelmente febre (mas a maioria das pessoas com resfriados não tem febre)

Os sintomas de um resfriado geralmente atingem o pico de dois a três dias após a contração, diz o CDC.

E, de acordo com o CDC, estes são os sintomas do coronavírus:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar

Os sintomas do coronavírus tendem a aparecer entre dois e 14 dias após a exposição de alguém, afirma o CDC.

O tratamento para casos mais leves de coronavírus e resfriados comuns também é praticamente o mesmo. “Trata-se apenas de tratar os sintomas”, diz Adalja. Não há “cura” para nenhum dos dois.

Como você pode distinguir a gripe dos sintomas do coronavírus?

Novamente, é realmente difícil. “Se dois pacientes estão na minha frente – um com um caso leve de coronavírus e outro com gripe – e me dizem seus sintomas, não posso diferenciá-los”, diz Schaffner. “Para isso, precisamos testar.”

Lembre-se também de que é muito mais provável que você tenha gripe do que o COVID-19. “Estamos no meio de uma temporada ruim de gripe, especialmente para a cepa da gripe B, por isso é muito mais provável que as pessoas tenham gripe que o COVID-19”, diz Richard Watkins, MD, médico de doenças infecciosas em Akron, Ohio e professor de medicina na Northeast Ohio Medical University.

Ainda assim, estes são os sintomas da gripe, de acordo com o CDC:

  • Febre ou febre
  • Tosse
  • Dor de garganta
  • Corrimento nasal ou entupido
  • Dores musculares ou corporais
  • Dores de cabeça
  • Fadiga
  • Vômitos e diarréia (mais comum em crianças do que adultos)

Pessoas com coronavírus podem ter sintomas semelhantes aos da gripe, diz Schaffner. “Tanto a gripe quanto o coronavírus irritam os tubos brônquicos, e isso produz uma tosse geralmente seca”, diz ele. “Esses dois vírus também podem fazer você se sentir pior em todo o seu corpo – você pode se sentir muito cansado e só quer ir para a cama porque não tem energia”. Tanto a gripe quanto o coronavírus também podem levar à pneumonia, diz Adalja.

O tratamento da gripe é diferente do tratamento com coronavírus. Enquanto você trata os sintomas nas duas situações, a gripe também pode ser tratada com o medicamento antiviral oseltamivir (também conhecido como Tamiflu). A vacina contra a gripe pode ajudar a evitá-lo ou, pelo menos, diminuir o risco de desenvolver complicações caso ocorra uma contração o vírus, diz Adalja. Não há nada semelhante para o coronavírus.

Sintomas do coronavírus: O que você pode fazer para se manter seguro?

Se você tiver febre ou tosse, ligue para o seu médico para obter orientação sobre os próximos passos, diz o Dr. Keith Roach, internista do New York-Presbyterian. A melhor maneira de diminuir o risco de contrair coronavírus – e basicamente qualquer vírus – é praticar uma boa higiene das mãos, diz Adalja. O CDC recomenda especificamente seguir estas etapas todas as vezes:

  • Molhe as mãos com água corrente limpa (quente ou fria), feche a torneira e aplique sabão
  • Ensaboar as mãos esfregando-as com o sabão. Ensaboar as costas das mãos, entre os dedos e debaixo das unhas.
  • Esfregue as mãos por pelo menos 20 segundos. (Quanto tempo leva para cantarolar a música “Parabéns pra você” do começo ao fim duas vezes.)
  • Lave bem as mãos em água limpa.
  • Seque as mãos usando uma toalha limpa ou seque ao ar.

Existem algumas outras coisas que você pode fazer:

“Evite tocar nos olhos, nariz e boca”, diz Watkins. “O COVID-19 pode permanecer na superfície por algumas horas, portanto, a desinfecção de áreas com lenços de alvejante é apropriada para reduzir o risco de transmissão.” Também é uma boa ideia fazer o possível para evitar pessoas que parecem estar doentes, diz Adalja.

E, para que conste, não: você não precisa usar uma máscara. O CDC não o recomenda e o cirurgião geral norte-americano Jerome Adams recentemente entrou no Twitter para dizer que elas “NÃO são eficazes” para impedir que o público em geral pegue o coronavírus.

Lembre-se também de que, em geral, é uma boa ideia ficar em casa se estiver doente (não importa o que você tenha) para evitar o risco de espalhá-lo para outras pessoas, diz Schaffner.

No geral, os especialistas recomendam praticar uma boa higiene das mãos e acompanhar as últimas notícias. “Vá a fontes confiáveis ​​para obter informações como o CDC”, diz Suzanne Willard, Ph.D., professora clínica e reitora associada de saúde global da Rutgers School of Nursing. “É uma nova epidemia e há muita coisa desconhecida. Existem muitas teorias sobre isso, mas atenha-se aos fatos.”

Fonte: Womens Health Brasil

Continuar lendo SAÚDE: CORONAVÍRUS E GRIPE COMUM, SAIBA QUAIS AS DIFERENÇAS

SAÚDE: SAIBA QUAIS SÃO OS 11 SINTOMAS DO HIV QUE VOCÊ DEVE FICAR DE OLHO

Na nossa coluna SAÚDE desta sexta-feira temos um artigo de Colleen de Bellefonds e Sarah Bradley sobre 11 sintomas do HIV que toda mulher deve ficar alerta. Leia o artigo completo a seguir e saiba quais são esses sintomas como se cuidar para evitar.

11 SINTOMAS DO HIV QUE TODA MULHER DEVE FICAR DE OLHO

Por Colleen de Bellefonds and Sarah Bradley – Women’s Health EUA

Sintomas do HIVFoto Shutterstock

E se eu lhe disser que os primeiros sintomas do HIV se parecem mais com um resfriado comum do que qualquer outra coisa? Segundo Michael Horberg, médico diretor responsável por HIV/ AIDS na Kaiser Permanente, a maioria das pessoas infectadas nem sabe disso. “É apenas em retrospectiva que eles reconhecem os sintomas.”

Durante as primeiras semanas após a infecção (uma fase conhecida como infecção aguda pelo HIV ou síndrome retroviral aguda), algumas pessoas notam sinais como febre, dores no corpo e dor de garganta. Mas, após essa etapa, os pacientes passam para o estágio de latência clínica, ou o HIV crônico, que é amplamente livre de sintomas.

Uma atualização: o HIV é um vírus incurável que ataca o sistema imunológico do seu corpo. Pode ser transmitido através de fluidos corporais como sêmen, sangue e leite materno, mas não através da saliva.

Quando se trata da prevenção, o Centers for Disease Control and Prevention (EUA) recomenda o uso de preservativos ou possivelmente a exploração de novos medicamentos, como a profilaxia pré-exposição e a profilaxia pós-exposição (PEP), que visam prevenir a transmissão do HIV.

Leia mais

“Minha vida mudou aos 18 anos, quando descobri que tinha HIV”
Doenças sexualmente transmissíveis: o que você precisa saber

Embora não haja cura para a doença, a maioria dos pacientes com HIV ainda pode levar vidas longas e saudáveis graças aos tratamentos com terapia anti-retroviral. No entanto, se não for tratado, o vírus pode progredir para a AIDS, o que pode torná-lo ainda mais suscetível a doenças graves e, eventualmente, levar à morte.

A única maneira de realmente saber se você tem HIV é fazer o teste (o que você deve fazer pelo menos uma vez por ano se for sexualmente ativo e tiver relações sem proteção).

Como a detecção precoce do HIV pode prolongar sua vida útil e reduzir as taxas de transmissão, é importante estar ciente dos sintomas potenciais (além do fato de que, na maioria dos casos, não há sintomas). Veja o que você precisa saber abaixo:

11 sintomas do HIV que toda mulher deve ficar de olho

1. Febre e calafrios

Uma febre baixa acompanhada de calafrios é um dos sintomas mais comuns do HIV que você pode notar. “Seu corpo está tentando lutar contra um corpo estranho que não deveria estar lá, neste caso ineficaz”, diz Horberg.

Embora a elevação da temperatura do seu corpo realmente mate alguns vírus mais fracos, como a gripe, não é suficiente para eliminar o HIV. A febre geralmente dura uma semana ou duas, mas pode aparecer por apenas um dia. “Se houver alguma chance de você ter sido infectado, faça o teste”, acrescenta o profissional.

2. Acordar com suores noturnos

Ficar úmida em uma noite abafada sem ar condicionado definitivamente não é o mesmo que suores noturnos, que resultam em poças de suor que vão fazer você querer trocar seus lençóis. “O corpo está tentando liberar toxinas”, diz Horberg.

“Embora o HIV possa causar suores noturnos, muitos outros culpados potenciais também o fazem. A menopausa, mononucleose e cânceres como linfoma e leucemia são alguns exemplos”, explica ele. Por isso, se acordar com os lençóis molhados ao longo de algumas noites, procure um médico.

3. Feridas no corpo

Algumas pessoas que têm os sintomas do HIV notam uma leve erupção vermelha em todo o corpo, incluindo braços, tronco e pernas – embora possa aparecer em apenas um ou dois pontos.

“É uma vermelhidão geral, não discretos inchados avermelhados. Se você já teve uma reação à algum remédio, é semelhante a isso ”, diz Horberg.

Geralmente dura pelo menos uma semana, e a maioria dos pacientes diz que não coça. É uma reação à febre, juntamente com a resposta natural da inflamação do seu corpo, uma vez que combate a infecção.

4. Dor de garganta

Uma resposta inflamatória à infecção viral grave também pode causar inflamação na garganta, dificultando a ingestão. Mas seu médico não detectará manchas brancas nesta área, apenas vermelhidão e inflamação, como se você estivesse com um resfriado.

“Muitos vírus afetam sua garganta”, diz Horberg. Mas se você está preocupado com o HIV, é melhor consultar um médico sobre este.

5. Sentir sono e dor o tempo todo

“Você pode se sentir desconfortável (e realmente fadigada) por pelo menos uma semana depois de ser infectada”, diz Horberg.

É uma exaustão implacável. Até mesmo ir para o trabalho ou apenas seguir sua rotina será uma tarefa árdua. “Tudo machuca. É difícil se mexer e você não consegue se sentir à vontade”, explica o profissional. “Seu corpo está lutando contra o vírus HIV e está cansado.”

6. Pescoço, axilas e virilha inchados

Seus gânglios linfáticos – localizados no pescoço, axilas e virilha – fabricam células de combate à infecção e estão fazendo horas extras ao mesmo tempo em que estão sob ataque direto do HIV. “É por isso que mais de um terço das pessoas que foram expostas ao vírus notam que essas glândulas parecem maiores que o normal”, explica Horberg.

Se você sentir vários nódulos linfáticos inchados em locais diferentes, é definitivamente um sintoma para checar com um médico.

7. Infecção por fungos

As leveduras são fungos microscópicos que vivem naturalmente em sua boca e vagina. Quando você é infectado pelo HIV, no entanto, eles podem ficar fora de controle, causando uma infecção por fungos. “A capacidade natural do seu corpo para combater outras infecções está sendo atacada”, aponta Horberg.

Dito isto, condições como diabetes também costumam causar infecções fúngicas – e algumas mulheres sem quaisquer doenças subjacentes simplesmente adquirem infecções fúngicas com mais frequência do que outras. Então, verifique com seu médico o tratamento.

8. Aftas

“As aftas são úmidas, redondas e esbranquiçadas no revestimento da boca – e podem ser causadas por inflamação quando o corpo tenta combater o HIV”, diz Horberg.

Elas muitas vezes causam uma sensação de ardor e são mais sensíveis a alimentos ácidos, como limões. Deve-se notar, contudo, que aftas acontecem por várias razões diferentes, como estresse, alergias ou alterações hormonais.

9. Perda de peso inesperada

Em seus estágios posteriores, o HIV não tratado causa perda de peso ou de massa muscular. “Isso acontece porque o vírus faz com que você perca o apetite e impede que o corpo absorva nutrientes”, explica Horberg.

Embora o valor exato que você vai perder varie, é notável e geralmente acontece durante um longo período de tempo. “Muitas vezes seus amigos e entes queridos comentam que você está perdendo”, conta o especialista. “Normalmente, isso não acontece em pacientes que foram bem tratados com medicamentos modernos”.

10. Diagnostico de meningite

“Como o HIV se dissemina através do sistema nervoso central, pode causar meningite viral, um inchaço das membranas que protegem o cérebro e a medula espinhal”, aponta Amesh Adalja, especialista em doenças infecciosas da Johns Hopskins Bloomberg School of Public Health (EUA). De acordo com o CDC, os sintomas comuns da meningite viral incluem febre, irritabilidade, letargia e vômito.

A meningite criptocócica também é comumente associada a infecções por HIV, embora geralmente em fases posteriores ou em pacientes com AIDS. A maioria das pessoas está exposta ao fungo cryptococcus em algum momento, mas um sistema imunológico enfraquecido não consegue combater a exposição como uma pessoa saudável pode.

11. Desconforto gastrointestinal

“Um trio de sintomas gastrointestinais – diarréia, náusea e vômito – também pode ser um sinal da infecção inicial do HIV”, diz Amruta Padhye, MD, especialista em doenças infecciosas da University of Missouri Health Care (EUA). “Com o aumento da viremia [níveis de vírus no sangue], o sistema imunológico está em um estado de hiperativação”, explica ela.

Continuar lendo SAÚDE: SAIBA QUAIS SÃO OS 11 SINTOMAS DO HIV QUE VOCÊ DEVE FICAR DE OLHO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar