Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

PARA PROTEGER BANHISTAS EM TIBAU DO SUL, GOVERNO DO ESTADO GARANTE ISOLAMENTO

Governo garante isolamento para proteger banhistas em Tibau do Sul

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Reunião entre governo, MPF e Prefeitura de Tibau do Sul | Foto: Ascom

Em reunião com integrantes do Ministério Público Federal e da prefeitura de Tibau do Sul a governadora Fátima Bezerra formalizou nesta sexta-feira (20) a criação de uma força tarefa para o isolamento da área de falésia ameaçada de desabamento na praia de Pipa. Os entes envolvidos assinarão em breve um termo para formalizar a parceria.

Na quinta-feira (19) a Defesa Civil Estadual visitou o local, coletou amostras de terra e rochas para estudo geológico e definição do que deverá ser feito no local para que a área possa voltar a ser utilizada com segurança. Na terça-feira (17), parte de uma falésia na praia do centro no distrito de Pipa, no município de Tibau do Sul, desabou e matou três pessoas de uma mesma família; pai, mãe e um bebê, além do cachorro pertencente às vítimas.

Fátima destacou a importância de conjugar esforços para achar alternativas e superar os problemas. “É preciso adotar medidas urgentes no âmbito de cada ente federal, estadual e municipal. Temos o desafio de conter possíveis novas perdas e prejuízos. Precisamos trabalhar com caráter pedagógico. Fazer a proteção ambiental e social garantindo as atividades econômicas dos municípios. Temos que mostrar que somos capazes de superar e mostrar ao mundo que Pipa é um lugar seguro para visitação e para lazer”, registrou a governadora, reforçando a importância da participação do MPF durante todo o processo.

Entre as medidas a serem tomadas nas próximas horas está o isolamento da área com apoio das forças de segurança públicas. Para isso o governo do estado disponibilizou efetivo da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e técnicos do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do RN (Idema), que vão atuar nas investigações.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo, confirmou que o sistema de segurança está pronto para atuar e garantir o isolamento do local. “A prefeitura deve fazer a sua parte e sinalizar a área para o policiamento operar. A partir de hoje estamos prontos para o trabalho. Já temos policiais e bombeiros militares. Peritos do Itep estão trabalhando para produzir laudo sobre a situação da área”, explicou o secretário Araújo.

A procuradora chefe do Ministério Público Federal no RN, Cibele Benevides, que participou da reunião acompanhada dos procuradores Victor Manuel Mariz e Daniel Fontenele Sampaio, destacou a necessidade de atuação conjunta e a adoção imediata das providências.

A procuradora do Estado Marjorie Madruga citou o Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro, de autoria da governadora Fátima Bezerra quando deputada estadual, que define a preservação, o gerenciamento e cuidados com os ecossistemas. “É hora de fazer valer a lei e dizer não ao direito de destruir”, afirmou a procuradora, ao criticar a ocupação de áreas sem o cumprimento de todas as exigências legais.

A reunião contou ainda com a participação do vice-governador Antenor Roberto, prefeito de Tibau do Sul, Antonio Modesto, secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, de Gestão de Projeto e Metas, Fernando Mineiro, o procurador geral do Estado Luiz Antônio Marinho, comandante da Polícia Militar, coronel  Alarico Azevedo, comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro,  diretor geral do Itep, Marcos Brandão, delegada geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva, coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel bombeiro Marcos de Carvalho, diretor do Idema, Leon Aguiar, diretor técnico do Idema, Werner Farkat, assessor jurídico do Gabinete Civil, Altair Filho, secretária do Meio Ambiente  de Tibau do Sul, Ieda Cortez e Ivis Dias, procurador do município Tibau do Sul.

Continuar lendo PARA PROTEGER BANHISTAS EM TIBAU DO SUL, GOVERNO DO ESTADO GARANTE ISOLAMENTO

BOAS NOTÍCIAS: MADEIRA TRANSPARENTE QUANTO VIDRO É CRIADA POR CIENTISTAS

Um pesquisador norte-americano desenvolveu um material de madeira transparente que se parece claramente com a janela do amanhã. A madeira transparente é aproximadamente cinco vezes mais eficiente termicamente do que o vidro, com isso, reduzindo substancialmente os custos de energia, já que o vidro tem um preço econômico e ecológico caro. A ideia é revolucionária e vai mudar completamente o formato construtivo das edificações daqui pra frente além de colaborar com a manutenção do meio ambiente. Leia a reportagem completa a seguir e saiba de todos os detalhes dessa descoberta genial!

Cientistas criam madeira transparente quase tão clara quanto vidro para fazer janelas de isolamento mais fortes e melhores

 

3,5% da energia usada nos Estados Unidos vai direto para a janela – desperdiçada por causa de painéis de vidro ineficientes no inverno e no verão. Agora, os cientistas nos deram uma maneira de utilizar produtos florestais sustentáveis ​​como um substituto para o caro vidro.

do Laboratório de Produtos Florestais do USDA, Junyong Zhu, colaborou com colegas da Universidade de Maryland e da Universidade do Colorado para desenvolver um material de madeira transparente que se parece claramente com a janela do amanhã.

Eles demonstraram que a madeira transparente tem potencial para superar as janelas de vidro em quase todos os aspectos, tornando-a um dos materiais mais promissores do futuro.

Embora o vidro seja o material mais comum usado na construção de janelas, ele tem um preço econômico e ecológico caro.

O calor é facilmente transferido através dele, especialmente no painel único, e aumenta as contas de energia quando escapa durante o tempo frio e entra quando está quente. A madeira transparente é aproximadamente cinco vezes mais eficiente termicamente do que o vidro, reduzindo substancialmente os custos de energia.

A produção de vidro usada para construção também traz uma grande pegada de carbono. As emissões de fabricação sozinhas são de cerca de 25.000 toneladas métricas por ano, sem considerar a pegada pesada de também transportar o vidro.

Os cientistas usaram madeira da árvore balsa de crescimento rápido e baixa densidade. É tratado a temperatura ambiente, banho oxidante que o deixa quase totalmente visível. A madeira é então penetrada com um polímero sintético denominado álcool polivinílico (PVA), criando um produto quase transparente.

Suas descobertas foram publicadas no Journal of Advanced Functional Materials em um artigo intitulado A Clear, Strong, and Thermally Isulated Transparent Wood for Energy Efficient Windows .

A celulose natural em sua estrutura de madeira e enchimento de polímero absorvente de energia significa que é 3 ordens de magnitude mais durável que o vidro – e muito mais leve também. Pode suportar impactos muito mais fortes e, ao contrário do vidro, entorta ou estilhaça em vez de se estilhaçar

Além disso, a madeira transparente é um material sustentável, com baixa emissão de carbono e capacidade de biodegradação muito mais rápida que o plástico.

É feito de um recurso renovável que também é compatível com os equipamentos de processamento industrial existentes, tornando a transição para a fabricação uma perspectiva fácil.

Com todos esses benefícios potenciais para consumidores, manufatura e meio ambiente, o caso da madeira transparente não poderia ser … mais claro.

Fonte: goodnewsnetwork.org

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MADEIRA TRANSPARENTE QUANTO VIDRO É CRIADA POR CIENTISTAS

ANÁLISE POLÍTICA: A IMUNIDADE DE REBANHO E ADRILLES JORGE TINHA RAZÃO!

O destaque desta quarta-feira, aqui na coluna ANÁLISE POLÍTICA é a Carta aberta assinada por mais 6 mil cientistas e médicos defendendo a estratégia de imunidade de rebanho através de estratégia de “proteção forçada” e isolamento vertical, onde ocorre o isolamento de idosos e grupos de riscos, permitindo a circulação de jovens para espalhar o vírus e estimular a imunização. Os cientistas também defendem que o isolamento teria prejuízos na saúde pública. Veja o debate da bancada do Morning Show e quem tinha razão o tempo todo!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: A IMUNIDADE DE REBANHO E ADRILLES JORGE TINHA RAZÃO!

ESTADO DE VITÓRIA NA AUSTRÁLIA IMPÕE MULTAS PESADAS À QUEM NÃO CUMPRIR REGRAS DA QUARENTENA

Estado australiano impõe multas pesadas para forçar isolamento

Foco principal de surto do novo coronavírus no país, estado de Vitória vai cobrar cerca de R$ 76 mil de quem não cumprir regras da quarentena

INTERNACIONAL

por 

Reuters – Internacional

 

Policiais fazem a ronda no centro de Melbourne, em toque de recolher noturnoPoliciais fazem a ronda no centro de Melbourne, em toque de recolher noturno

O estado de Vitória, segundo mais populoso da Austrália, anunciou nesta terça-feira (4) que quem não cumprir as ordens de isolamento por causa da covid-19 receberá pesadas multas, de até 20.000 dólares australianos (cerca de R$ 76 mil), e que mais militares serão alocados para enfrentar a disseminação do novo coronavírus.

A Austrália, que chegou a ser anunciada como líder global na contenção da covid-19, está desesperadamente tentando desacelerar a disseminação do vírus em Vitória para evitar uma segunda onda nacional de infecções.

No começo desta semana, o estado impôs um toque de recolher noturno, aumentou restrições a movimentações diárias das pessoas e ordenou que grandes partes da economia local fechassem as portas para desacelerar a disseminação do coronavírus.

No entanto, quase um terço dos infectados por covid-19 não estava se isolando em casa quando houve a checagem das autoridades, exigindo novas punições duras, afirmou o primeiro-ministro de Vitória, Daniel Andrews, nesta terça-feira.

‘Não há motivo algum para sair de casa’

Multas de quase 5.000 dólares australianos serão emitidas para quem violar as ordens para ficar em casa. Em caso de reincidência, a multa pode chegar a 20.000 dólares australianos.

“Não há literalmente motivo algum para você sair de sua casa e, se você sair de casa e não for encontrado nela, terá dificuldades para convencer a polícia de Vitória de que tinha um motivo legítimo”, disse Andrews a repórteres em Melbourne.

A única exceção será para tratamento médico urgente, disse Andrews, acrescentando que qualquer um sob ordens de autoisolamento não terá mais permissão para sair de casa para exercícios ao ar livre.

“Ar fresco na porta de casa. Ar fresco no seu jardim ou abrindo a janela”, disse.

500 militares desarmados reforçam vigilância

Andrews afirmou que mais 500 militares desarmados serão deslocados esta semana para Vitória para auxiliar a polícia a ter certeza que as ordens de autoisolamento estão sendo cumpridas.

O último deslocamento militar se juntará a aproximadamente 1.500 militares que já estão em Vitória rastreando contatos, testando e auxiliando a polícia em pontos de checagem. A Austrália deslocou quase 3 mil militares para ajudar em operações logísticas contra o vírus.

A Austrália registrou quase 19 mil casos de covid-19 e 232 mortes, muito menos do que muitas outras nações desenvolvidas, após fechar suas fronteiras internacionais bem cedo, impor restrições e distanciamento social e testes em massa.

Mas, à medida em que o país começou a reabrir, a transmissão comunitária cresceu significativamente em Vitória, que registrou três dígitos de novos casos durante semanas. Tem agora o grosso de infecções no país, com quase 12.000 casos relatados. Na terça-feira, Vitória registrou 439 novos casos de covid-19 nas 24 horas anteriores.

Andrews disse que 11 pessoas morreram por causa do vírus desde segunda-feira, levando o total de mortes a 136. O vírus espalhou-se pelos estabelecimentos de tratamento a idosos de Vitória, com muitas das mortes entre pessoas de idade avançada.

Surto começou com pessoas quebrando regras de isolamento

Autoridades estatais de Vitória disseram que a última onda de infecções de covid-19 foi causada por moradores se recusando a aderir a restrições aos seus movimentos.

“Há muitas pessoas que conscientemente violaram o toque de recolher – então, alguém que decidiu que estava entediado e saiu para dar uma volta de carro, alguém que decidiu que precisava comprar um carro às 20:00 da noite passada”, disse a ministra da Polícia de Vitória, Lis Neville, a repórteres, em Melbourne.

Preocupada que muitas pessoas sentem que não têm escolha a não ser continuar trabalhando após um diagnóstico de covid-19, a Austrália disse, na segunda-feira, que pagaria 1.500 dólares australianos para as pessoas ficarem em casa, se forem ordenadas a fazer isso e não tiverem licença médica disponível.

Muitas fronteiras internas entre Estados foram fechadas, o que até agora fez com que a nova onda de infecções se limitasse majoritariamente a Vitória, com o Estado vizinho de Nova Gales do Sul relatando o segundo maior número de casos.

Nova Gales do Sul registrou 12 novos casos na terça-feira, embora todos os casos possam ser rastreados a surtos conhecidos, alguns dos quais começando por pessoas infectadas que saíram de Vitórias.

Fonte: R7

Continuar lendo ESTADO DE VITÓRIA NA AUSTRÁLIA IMPÕE MULTAS PESADAS À QUEM NÃO CUMPRIR REGRAS DA QUARENTENA

AGLOMERAÇÃO REGISTRADA NO FIM DE SEMANA PODE REVERTER TENDÊNCIA DE QUEDA DE NÚMERO DE INFECTADOS PELA COVID-19

Por Igor Jácome, G1 RN

 

Vice-governador do RN, Antenor Roberto — Foto: ReproduçãoVice-governador do RN, Antenor Roberto

“A permanecer essa conduta, nós vamos ter o mesmo destino das capitais vizinhas, que estados vizinhos tiveram, que é o chamado efeito sanfona. A governadora já disse que se voltarmos a índices de periculosidade da incapacidade dos leitos suportarem a pressão, ela não titubeará em voltar a proclamar novo endurecimento de regras”, afirmou o vice-governador do Rio Grande do Norte, Antenor Roberto, sobre a possibilidade de crescimento no número de infectados por Covid-19 ao longo dos próximos 15 dias no estado.

Durante o fim de semana, aglomerações foram registradas em várias áreas de orla marítima de Natal e do interior do estado. Na praia de Ponta Negra, a Polícia Militar dispersou uma multidão que realizava uma festa no calçadão, no final da tarde deste domingo (19). Nesta segunda (20), o governo subiu o tom e também cobrou fiscalização por parte das prefeituras. Além da capital, foram registradas aglomerações na praia de Cotovelo, em Parnamirim, na região metropolitana, e Tibau, no Oeste potiguar.

“Depois de todo esse esforço feito, esse comportamento em sociedade nos impressiona por falta de empatia. Quantos profissionais de saúde, da segurança pública já se sacrificaram. É uma atitude de muito pouco compromisso com o próximo. Essa conduta social de não respeitar as regras merece toda nossa repulsa e indignação. E as prefeituras que anteciparam decretos para reabertura dos comércios, as prefeituras que foram à Justiça dizer que era delas a competência sobra a orla marítima, sobre transporte coletivo, e horário de funcionamento comércio, onde estão essas prefeituras?”, questionou o vice-governador.

De acordo com Antenor Roberto, os municípios que não podem usar o argumento de baixo efetivo de guardas municipais e servidores para justificar a ausência de fiscalização porque “há meses” o estado propõe ações conjuntas através do programa Pacto Pela Vida, com apoio das forças de segurança às secretarias municipais.

As aglomerações foram o tema central, nesta segunda (20), na entrevista coletiva realizada diariamente pelo governo sobre o combate ao coronavírus. De acordo com Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de Vigilância, da Secretaria Estadual de Saúde, o estado vive um momento com tendência de queda da incidência da doença, mas o efeito pode ser revertido com as aglomerações.

“Com esse número de pessoas desprotegidas, expostas, o risco de contágio aumenta. Não necessariamente o contágio vai acontecer, mas o risco de transmissão é muito maior. Se as aglomerações começam a ter uma frequência maior, infelizmente, a tendência é que daqui a uns 15 dias a gente venha perceber novamente um aumento de casos. O efeito dessas aglomerações tendem a se apresentar de maneira mais expressiva no cenário nos próximos 15 dias”, reforçou ela durante a entrevista.

O secretário de Segurança do Estado, Francisco Araújo, afirmou que a Polícia Militar dispersou a aglomeração na praia de Ponta Negra, após a festa ter sido flagradas pelas câmeras de monitoramento da região. Apesar disso, ninguém foi detido ou multado por descumprir as medidas de distanciamento e uso de máscaras. De acordo com ele, a fiscalização cabe à prefeituras e as forças de segurança do estado estão à disposição das secretarias municipais.

Responsável pelo programa Pacto Pela Vida, o secretário de Relações Institucionais, Fernando Mineiro, também cobrou ação das prefeituras e entidades empresariais. “Nós precisamos manter os protocolos para que não haja retrocesso no processo de reabertura das atividades econômicas. E é preocupante a gente assistir várias pessoas com aglomerações. Ontem [domingo, 19] ficou claro que a política de distanciamento social precisa voltar a funcionar e por isso o governo vem fazer um alerta tanto para as prefeituras como aos setores empresariais para manter os protocolos em dia”, declarou.

“Não é porque está havendo um processo de retomada da economia que nós podemos dizer que a pandemia está controlada. Não está controlada. É preciso ter todos os cuidados, mais do que nunca, para que não haja retrocesso”, acrescentou Mineiro.

Retomada econômica

Para a próxima quarta-feira (22) é prevista a reabertura de shoppings, centros comerciais e galerias de lojas desde que sem ar-condicionado, dentro da segunda fração da segunda etapa da reabertura gradual da economia. Também poderão abrir estabelecimentos com tamanho superior a 600 m² com “porta para a rua”.

O processo de reabertura começou no dia 1º de julho e foi interrompido na segunda semana do mês porque as metas de disponibilidade de leitos estabelecida pelo governo não tinham sido cumpridas. O plano foi retomado no dia 15 com a reabertura dos estabelecimentos previstos na segunda fração da primeira etapa e na primeira fração da segunda etapa de reabertura.

Um dos critérios analisados pelo governo é a ocupação dos leitos de UTI voltados para pacientes de Covid-19. A taxa estava acima de 86% na manhã desta segunda (20), quando o “nível de segurança” para o poder Executivo é de 80%.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo AGLOMERAÇÃO REGISTRADA NO FIM DE SEMANA PODE REVERTER TENDÊNCIA DE QUEDA DE NÚMERO DE INFECTADOS PELA COVID-19

POESIA: BRÁULIO BESSA DECLAMA POESIA DE ALUNO SOBRE ISOLAMENTO

Sábado é dia de distração, de lazer e de POESIA, que você vai ver e ouvir o nosso extraordinário Bráulio Bessa declamando uma poesia de uma aluno da UNIFOR sobre isolamento e saudade. Então, fique com mais um show desse grande poeta! 

Pra quem quer conhecer a letra, só seguir:

“Estou com saudade

Daquela rotina

Daqueles dias

Daquilo que eu comia

Daquele café puro

Lá da esquina

Daquela tia.

Estou com saudade

Da tapioca cheirosa

Dos amigos

Daquela prosa

Saudade daquele ônibus

Lotado todo dia

Estou com saudade

Do sofrimento, da peleja

De viver apressado

Das pessoas que assim contam

Que às oito eu lá esteja

Estou com saudade

Daquelas aulas presenciais

Do Campus da Unifor

Saudade imensa dos animais

Ai que saudade da flor de lótus

Daquelas flores sacramentais

Das fontes vertendo amores

Mas que saudade

Das cenas e seus atores

Da travessia da passarela

Dos bons-dias acolhedores

Saudade das discussões

Da aprendizagem presencial

Tenho necessidade de interações

Físicas, corporais.

Por hoje, fazer

O que, nosso mundo é virtual.

Como é grande a saudade!”

Fonte:

Continuar lendo POESIA: BRÁULIO BESSA DECLAMA POESIA DE ALUNO SOBRE ISOLAMENTO

O PESQUISADOR LUIZ DAVIDOVICH DA ABC DIZ QUE MINISTRO DA SAÚDE TERÁ QUE MANTER ISOLAMENTO OU ARCAR COM MORTES

“Ministro terá de manter isolamento ou arcar com mortes”, diz presidente da ABC

Para o pesquisador, o cenário não deixa margem para tentativas que não se baseiem na ciência

Por Estadão Conteúdo – Publicado em 17/04/2020 às 2020

Sumaia Villela/Agência Brasil
Pico da pandemia no país ainda se aproxima

O novo ministro da Saúde, o oncologista Nelson Teich, terá necessariamente de seguir as políticas de isolamento que Luiz Henrique Mandetta vinha adotando, de isolamento horizontal, como determina a Organização Mundial da Saúde, sob o risco de ter de arcar com a responsabilidade de ver um número enorme de mortos no Brasil.O alerta é do físico Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências, ao comentar a troca de comando da Saúde do país quando estamos chegando próximo ao pico da epidemia de Covid-19.

“Nossa avaliação é que Mandetta estava apresentando um desempenho de acordo com as recomendações da OMS e dos profissionais de saúde e que era um desempenho adequado para a tragédia que vivemos, para o enfrentamento da pandemia, com a defesa do isolamento horizontal e tentando organizar o sistema de saúde nacional, que está muito ameaçado”, afirma.

“Qualquer pessoa que viesse a substituí-lo, por melhor que seja, terá de necessariamente seguir a mesma política. É o que está sendo feito em outros países. É só olharmos para o que aconteceu com países que tinham uma visão diferente no começo e depois deram uma guinada, que são Inglaterra e Estados Unidos. Hoje a situação deles poderia ser melhor se eles tivessem tomado uma atitude mais rígida desde o começo.”

Davidovich é incisivo: “Não faltam simulações sobre o que vai acontecer se abandonarmos o isolamento. Não faltam experiências internacionais que mostram que o isolamento vertical não funciona. Não imagino um ministro da Saúde que não siga isso, que não siga a ciência. Se não fizer, será pesada sua responsabilidade quando ocorrer a saturação dos hospitais”.

Para o pesquisador, o cenário não deixa margem para tentativas que não se baseiem na ciência. “Ai do governo que tiver de assumir a responsabilidade pelo grande número de mortos que podem ocorrer com isso.”

Para Davidovich, a definição sobre se e quando começará a redução do isolamento também virá da ciência. “O novo ministro tem de ter como plano a testagem massiva. É isso que vai orientar como vamos sair dessa situação.”

O pesquisador lamenta que parte do drama brasileiro diante do novo coronavírus se deva ao sucateamento da ciência nos últimos anos. “O País paga o preço de cortes sucessivos em ciência e na saúde. A Alemanha passou mais tranquilamente pela pandemia porque tinha equipamentos hospitalares, sistema de saúde adequado. Não faz sentido termos de comprar tudo de fora, insumos da Índia, máscaras e respiradores da China”, lamenta.

“O Brasil precisa se conscientizar que temos de ter desenvolvimeno de alta tecnologia no País. Não podemos depender de coisas essenciais. Espero que o que está acontecendo sirva de motivação para uma guinada na política economia e industrial do País”, complementa.

E defende: “A chave para a solução dessa crise sanitária está na ciência. Repito, na ciência, na ciência. As formas de sair do isolamento também estão sendo examinadas por cientistas no País e no mundo. Isso tem de ser considerado. Não vamos sair de forma apressado, baseados no achismo de que é preciso sair. É claro que uma hora temos de sair, mas tem de ser da maneira mais apropriada possível. E para tomar essas providências, precisamos de muito mais testagem”.

Ele lembra que diversos laboratórios de universidades brasileiras estão testagens novas formas de diagnóstico e defende que mais dinheiro seja colocado nesses esforços. “O investimento em pesquisa é o que pode nos salvar. Tanto as vidas quanto a economia.”

Fonte. Agora Rn

Continuar lendo O PESQUISADOR LUIZ DAVIDOVICH DA ABC DIZ QUE MINISTRO DA SAÚDE TERÁ QUE MANTER ISOLAMENTO OU ARCAR COM MORTES

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho