Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

SEMURB ALERTA A POPULAÇÃO QUE FALSOS FISCAIS AMBIENTAIS ESTÃO COBRANDO MULTAS EM NATAL

Fraude: Semurb alerta sobre pessoas se passando por fiscais ambientais e cobrando multas

24 abr 2021

Semurb alerta sobre pessoas se passando por fiscais ambientais e cobrando multas - Rádio 98 FM Natal

A secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) alerta para um novo tipo de fraude em Natal. Pessoas estão se passando por fiscais da pasta e teriam realizado fiscalizações e entregado notificações falsas com valores de multas para população. O caso foi descoberto na manhã desta sexta-feira (23), quando uma das pessoas que recebeu uma das notificações falsas, compareceu até a sede da pasta para apresentar o documento e obter esclarecimentos. A secretaria vai prestar queixa-crime na delegacia de Polícia Civil para apuração da denúncia.

De acordo com informações preliminares a atividade ilícita consiste na entrega de uma notificação informando que deve ser feito o encerramento de determinada atividade “considerada crime ambiental”. Além de uma respectiva aplicação de multa no valor de R$ 4.753,43 reais e a ameaça de bloqueio de conta bancária e penhora de bens do notificado. E ainda, que em caso de desobediência, a multa aplicada será dobrada e a queixa enviada ao Ministério Público para abertura de processo criminal.

O supervisor de fiscalização ambiental da Semurb, Gustavo Szilagyi, conta que essa não é a primeira vez que a Semurb é vítima de fraude ou golpe. Em 2017, dois homens foram presos por realizarem falsas fiscalizações com objetivo de cobrar propina e liberar obras. A diferença para esse caso é que não são obras, mas se trata de aplicação de multa por supostos crimes ambientais.

“A população deve ficar alerta para a atuação de falsos fiscais. Nossos agentes têm um padrão nas ações diárias. Os fiscais comparecem ao local a ser fiscalizado sempre em dupla, chegam em carro oficial da Secretaria com o brasão da Prefeitura e usam colete de identificação, crachá funcional com o número do servidor e da matrícula. Se a pessoa fiscalizada achar necessário, ela pode pedir para os fiscais apresentarem a carteira funcional”, explica Szilagy.

Ainda segundo ele, toda a documentação emitida pela secretaria está identificada com timbre, endereço e também sempre vai assinada por um servidor com nome e matrícula. Já  as cobranças são emitidas pela secretaria de Tributação (Semut) no formato de Documento de Arrecadação Municipal (DAM) identificando o beneficiário: “Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Tributação com o CNPJ”, relata.

A Semurb pede que as possíveis vítimas da fraude procurem a polícia e façam um boletim de ocorrência.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo SEMURB ALERTA A POPULAÇÃO QUE FALSOS FISCAIS AMBIENTAIS ESTÃO COBRANDO MULTAS EM NATAL

OPINIÃO: O ESCÂNDALO DO PANAMÁ É A OPORTUNIDADE DE RESGATARMOS A VERGONAH E A DIGNIDADE DO POVO BRASILEIRO

Caro(a) leitor(a),

Na minha modesta OPINIÃO, num momento como o que estamos vivendo, um caso como o que está relatado no artigo a seguir deveria ser alvo de grande repercussão na grande imprensa e em todas as mídias eletrônicas, pois trata-se de um processo de corrupção e lavagem de dinheiro oriundo de outro país, o Panamá. Mais do que nunca, com a Operação Lava Jato iminentemente exterminada, é mais do que necessário aproveitar a ocasião para tirar da lama em que foram jogadas a vergonha e a dignidade do povo brasileiro e também mostrarmos ao mundo que este país é o pioneiro no combate a corrupção e lavagem de dinheiro no atacado.  Onde está o nosso PGR para levar adiante uma denúncia e tentar recuperar os milhões de dólares roubados dos nossos bolsos? Onde está a grande imprensa que não divulga uma notícia como esta? E já que é assim, nós brasileiros patriotas temos que fazer isso. Por isso eu peço a você que leu esse artigo, que compartilhe com que puder essa publicação para fazermos as autoridades usarem as suas prerrogativas em prol de quem paga os seus gordos salários!

50 pessoas em julgamento pelo caso Odebrecht no Panamá

US $ 49,5 milhões foram recuperados, segundo autoridades do país.

Thaís Garcia

Publicado em 18.04.2021

Rovena Rosa | Agência Brasil

Nesta última segunda-feira (12), a promotoria anticorrupção do Panamá solicitou o pedido de julgamento de 50 pessoas acusadas de lavagem de dinheiro no caso Odebrecht.

O Ministério Público anticorrupção do Panamá justifica o pedido devido à denúncia de entrega de propina de mais de 100 milhões de dólares pela construtora brasileira para a concessão e pagamento de obras no país centro-americano.

O MP também solicitou o julgamento de uma pessoa/instituição jurídica e a demissão de outras 29 pessoas, encaminhando finalmente às autoridades judiciais o volumoso dossiê da investigação iniciada há mais de quatro anos.

Segundo nota do Ministério Público sobre a investigação, foi apurado que o caixa não contabilizado da Odebrecht utilizou bancos nacionais e internacionais do Panamá para transferir dinheiro ilícito a servidores públicos e seus familiares.

O dinheiro repassado, que chega a 100 milhões de dólares, “impactou diretamente na concessão e no pagamento das obras que o conglomerado estava desenvolvendo em nosso país”, diz o comunicado divulgado segunda-feira (12) segundo informações da AP.

A promotoria anticorrupção destacou que os réus utilizaram corporações panamenhas e estrangeiras, frontman ou interpostos, seguros, contratos fictícios e financiamento de campanhas políticas.

O comunicado do Ministério Público panamenho não cita os nomes dos chamados a julgamento. Isso fez com que alguns críticos exigisse que a identidade dos acusados ​​fosse revelada.

O Ministério Público destacou que ao longo da investigação foram recuperados US $ 49,5 milhões para o Estado, dos quais US $ 37,8 milhões correspondem a adiantamentos feitos pela Odebrecht como parte de uma multa acordada de US $ 220 milhões.

O MP acrescentou ainda que outros US $ 36,6 milhões foram apreendidos e que incluem bens e dinheiro dos arguidos.

Caso Odebrecht Panamá

A Odebrecht admitiu, no final de dezembro de 2016, ter pago quase US $ 800 milhões em propinas em 12 países da América Latina e África, O objetivo era acessar mais de cem obras multimilionárias, segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

No caso do Panamá, a gigante brasileira pagou propinas de mais de 100 milhões, incluindo o período de 2009-2014, em que Ricardo Martinelli geriu, de acordo com as investigações, segundo a AFP.

Ele também teria feito contribuições para campanhas eleitorais, como o partido do então candidato a vice-presidente Juan Carlos Varela nas eleições de 2009, para as quais o ex-presidente (2014-2019) está sendo processado.

Dois filhos do ex-presidente Martinelli foram implicados no caso da Odebrecht, embora neguem as denúncias, segundo a TVN Notícias.

A Odebrecht, que chegou ao Panamá durante o governo Martín Torrijos (2004-2009), tornou-se a maior empreiteira do Estado panamenho e fazia parte do consórcio que construiu as linhas 1 e 2 do Metrô do Panamá, colocadas em operação no final das administrações Martinelli (2014) e Varela (2019), respectivamente.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo OPINIÃO: O ESCÂNDALO DO PANAMÁ É A OPORTUNIDADE DE RESGATARMOS A VERGONAH E A DIGNIDADE DO POVO BRASILEIRO

UM DOS MAIORES TRAFICANTES DE ARMAS DO MUNDO É SOLTO NO RIO DE JANEIRO COM ALVARÁ FALSO

Com alvará falso, um dos maiores traficantes de armas do mundo sai de presídio no Rio de Janeiro

Resultado de imagem para Com alvará falso, um dos maiores traficantes de armas do mundo sai de presídio no Rio de Janeiro

Com um alvará de soltura falso, João Filipe Barbieri, um dos maiores traficantes de armas do mundo, teria deixado um presídio no Rio de Janeiro pela porta da frente, em 18 de novembro. Segundo a TV Globo, ele estava em uma unidade penitenciária do Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio.

Condenado a 27 anos de prisão, ele estava preso desde 2017. Barbieri é enteado de Frederick Barbieri, considerado o Senhor das Armas, preso nos Estados Unidos. Segundo investigações da Polícia Federal, ele já enviou mais de mil fuzis para o Brasil em aquecedores de piscinas.

A denúncia de saída de João Filipe foi feita ao desembargador Marcelo Granado. O magistrado pediu explicações à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) sobre as saídas dele e de outro criminoso. O órgão confirmou a saída dos dois, mas, como a Justiça Federal não confirmou as decisões para soltá-los, o desembargador quer que o caso seja apurado.

O magistrado ordenou ainda as prisões dos dois.

METRÓPOLES

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo UM DOS MAIORES TRAFICANTES DE ARMAS DO MUNDO É SOLTO NO RIO DE JANEIRO COM ALVARÁ FALSO

COMPORTAMENTO: QUEDA INÉDITO E SURPREENDENTE NA CRIMINALIDADE É REGISTRADO NA AUSTRÁLIA NOS ÚLTIMOS 20 ANOS

Chega a ser estarrecedora a queda vertiginosa na criminalidade na Austrália, já que o país experimentou uma das quedas mais dramáticas e abruptas nas taxas desta modalidade no mundo desenvolvido em todos os tempos. Este é o destaque desta terça-feira, aqui na coluna COMPORTAMENTO do Blog do Saber. São índices realmente extraordinários que o bom leitor não pode deixar de se informar para entender como e porque isso aconteceu! 

A Austrália experimentou uma das quedas mais surpreendentes no crime já registradas por qualquer país

Se o velho ditado da redação de “se sangra, leva” é verdadeiro na Austrália, os jornalistas australianos precisarão encontrar algo mais sobre o que escrever, já que o país experimentou uma das quedas mais dramáticas e abruptas nas taxas de criminalidade no mundo desenvolvido.

Desde 2001, os arrombamentos caíram 68%, os roubos de veículos motorizados 70%, os roubos 71%, as tentativas de homicídio em 70% e as taxas de homicídio em 50%, enquanto os homicídios em geral incluindo homicídio culposo despencaram 59%.

Um relatório abrangente no Sydney Morning Herald nos dá boas notícias, ao mesmo tempo que tenta explicar essa melhoria generalizada da sociedade.

As possíveis razões para os declínios incluem menos consumo de álcool entre os jovens, melhorias na economia e menor desemprego, e melhor acesso a melhores tecnologias de segurança em carros e casas.

Além disso, a retração nos mercados preto e cinza criou um risco maior ao lidar com bens roubados.

Em 2000, nem sempre foi esse o caso, e um livro publicado por cientistas sociais australianos chamado  The Vanishing Criminal dá testemunho disso. O aumento das taxas de criminalidade foi a norma, como outras nações de língua inglesa, nas décadas de 70 e 80.

Uma pesquisa de estatísticas de crime internacional em 2000 em 25 países mostrou que a Austrália tinha a segunda maior taxa de roubo de carros, a maior taxa de furtos, a maior taxa de crimes de contato – abrangendo roubo, agressão sexual e agressão com força – e a mais alta nível geral de vitimização do crime, dizem os autores.

Contra essas tendências deprimentes, a queda recente parece um milagre. A crescente demanda do público sobre a polícia para produzir resultados reais parece, como relatou o SMH, coincidir com o aumento da compreensão do que funciona melhor no policiamento, enquanto a substituição de um problema de heroína na sociedade australiana por metanfetaminas parece ter reduzido os índices de criminalidade entre as drogas Comercial.

Realmente confirma o que Steven Pinker e Matt Ridley escreveram em seus livros Enlightenment Now  e The Rational Optimist : Maneiras significativas em que o mundo está melhorando estão acontecendo a taxas nunca antes vistas por nossa espécie, e virtualmente nenhum problema social é intransponível pelo progresso .

Fonte: Good News Network

Continuar lendo COMPORTAMENTO: QUEDA INÉDITO E SURPREENDENTE NA CRIMINALIDADE É REGISTRADO NA AUSTRÁLIA NOS ÚLTIMOS 20 ANOS

COMBATE À CORRUPÇÃO RECEBE REFORÇO NO RN ATRAVÉS DE PARCERIA ENTRE MPF E TCE/RN

Parceria entre MPF e TCE/RN reforça combate à corrupção e outros ilícitos

09 fev 2021

Resultado de imagem para Parceria entre MPF e TCE/RN reforça combate à corrupção e outros ilícitos

O Ministério Público Federal (MPF), no Rio Grande do Norte, e o Tribunal de Contas do estado (TCE/RN) ampliaram o compartilhamento de dados entre os órgãos para reforçar o combate à corrupção e outros ilícitos. Com o novo acordo de cooperação técnica, além de dados fiscais, também serão repassadas informações das folhas de pagamento do estado e municípios potiguares.

A transferência de informações subsidia a atuação de procuradores da República e auditores fiscais, que têm acesso a novos detalhes sobre investigados, com mais possibilidades para cruzamento de dados e uso das ferramentas de inteligência artificial. Por isso, o convênio entre MPF e TCE/RN prevê, ainda, o desenvolvimento de ações integradas de interesse mútuo.

De acordo com a procurador da República Fernando Rocha “a parceria entre órgãos de fiscalização e o emprego de novas tecnologias são grandes aliados no combate à corrupção. À medida que os crimes ficam mais complexos, as investigações precisam estar um passo à frente, com inovação contínua.”

Segurança da informação – O novo convênio já está adequado às medidas de segurança mais recentes de proteção de dados definidas na Lei nº 13.709 de 2018 (LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais). Os órgãos também se comprometem a não repassar informações sigilosas nem compartilhar dados com instituições privadas.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo COMBATE À CORRUPÇÃO RECEBE REFORÇO NO RN ATRAVÉS DE PARCERIA ENTRE MPF E TCE/RN

APÓS TENTATIVA DE RESGATE DO LÍDER DO PCC NO PARAGUAI, PRESIDENTE DO PAÍS DECRETA EXPULSÃO DO TRAFICANTE

Paraguai entrega líder do PCC ao Brasil após tentativa de resgate

Procedimento segue uma ordem do presidente paraguaio, Mário Abdo Benítez, que decretou ‘expulsão imediata’ do traficante

BRASIL |

 Da EFE

Líder do PCC é preso no Paraguai

O Paraguai entregou a autoridades brasileiras Giovanni Barbosa da Silva, considerado líder do Primeiro Comando da Capital, horas depois de uma tentativa de libertá-lo com um ataque à delegacia na qual estava preso.

A entrega foi feita na Ponte da Amizade, segundo o Ministério do Interior do país vizinho. Do lado paraguaio, participaram do procedimento funcionários do Departamento contra o Crime Organizado, do Ministério Público e da Direção Geral de Migração, com base no acordo de cooperação internacional entre as instituições policiais da Tríplice Fronteira.

O procedimento segue uma ordem do presidente paraguaio, Mário Abdo Benítez, que decretou a “expulsão imediata” de Giovanni, com casos pendentes no Brasil por tráfico de drogas e associação para o crime.

O chefe de governo fez o anúncio após as forças de segurança terem rechaçado um ataque de cerca de 20 homens armados para resgatar o líder do PCC, que foi preso na noite deste sábado em uma estrada pública na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil.

Os criminosos fizeram reféns três agentes da Polícia Nacional que faziam a guarda da sede da Investigação Criminal na cidade, um dos centros de operações do PCC no Paraguai. O ataque terminou com a libertação dos policiais e a detenção de dois supostos integrantes do grupo.

O Ministério do Interior anunciou a transferência dos dois detentos para a sede do Agrupamento Especializado da Polícia Nacional, em Assunção, para posteriormente responder ao Ministério Público.

Conhecido como ‘Bonitão’ e ‘Coringa’, Giovanni é considerado pelo MP do Paraguai o novo líder do PPC no país. O grupo está baseado na nação vizinha e mira o controle do tráfico de drogas e armas.

Há pouco menos de um ano, 76 prisioneiros, em sua maioria do PCC ou relacionados à facção, escaparam da prisão em Pedro Juan Caballero através de um túnel escavado durante uma semana. Um mês depois, o Ministério Público apresentou um relatório especializado mostrando que os guardas permitiram a fuga.

Fonte: R7
Continuar lendo APÓS TENTATIVA DE RESGATE DO LÍDER DO PCC NO PARAGUAI, PRESIDENTE DO PAÍS DECRETA EXPULSÃO DO TRAFICANTE

ENTREVISTA: ROBERTO JEFFERSON ABRE O JOGO E FALA TUDO PARA RODRIGO CONSTANTINO NO CONSTATUDO

Caro(a) leitor(a),

Em outras ocasiões eu não publicaria aqui algo tão longo, com uma hora e meia de duração, mas como estamos num período de recesso de natal e ano novo, onde a maioria das pessoas estão de férias e com mais tempo para outras atividades, oportunamente nesta semana aconteceu uma live do Rodrigo Constantino entrevistando o presidente do PTB e mensaleiro Roberto Jefferson. Como todos sabemos, o homem não tem papas na língua e abriu o verbo, falou tudo sobre a política atual, os principais atores como: Doria, Bolsonaro, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e, principalmente, sobre os ministros do STF. É uma ENTREVISTA imperdível, que você não pode deixar de assistir. Esse cara pode ter muitos defeitos, mas uma coisa temos que lhe creditar, ele é corajoso, viu!

Fonte:

Continuar lendo ENTREVISTA: ROBERTO JEFFERSON ABRE O JOGO E FALA TUDO PARA RODRIGO CONSTANTINO NO CONSTATUDO

CRIMINALIDADE: JORNALISTAS PARABENIZAM PROFISSIONALISMO DOS BANDIDOS EM CRICIÚMA

Inacreditável! Jornalistas “glorificam” ação dos bandidos de Criciúma (veja o vídeo)

Foto Reprodução/Internet - Terror em CriciúmaFoto Reprodução/Internet – Terror em Criciúma

Leandro Ruschel, empreendedor e especialista em investimentos, denunciou em seu canal do YouTube, que o programa “Timeline”, da rádio Gaúcha de Porto Alegre, fez apologia ao crime e glorificou a ação dos criminosos.

Os “jornalistas” David Coimbra e Kelly Matos justificam as atitudes dos bandidos em Criciúma – SC, de terça-feira (01), parabenizando os vagabundos pelo “profissionalismo” e por “não estarem roubando do povo”. Kelly, chegou, inclusive, a afirmar que “crime não é roubar um banco, mas fundar um banco”.

“Mesmo pra quem já está acostumado com a vulgarização da imprensa, com a transformação da imprensa profissional num instrumento de revolução da esquerda e destruição de mentes, destruição da nossa moral, do nosso tecido social, é impressionante, é repugnante acompanhar o que nós vimos numa rádio com grande audiência de Porto Alegre”, disse, indignado.

Leandro Ruschel, que já foi alvo de assalto com uma arma colocada na cabeça, junto com familiares e amigos, conta que o motivo de ter deixado o Brasil, foi justamente a necessidade de buscar um pouco mais de segurança. Ele vive em Miami há muitos anos e disse que não queria “estar à mercê desses vagabundos, desses bandidos”.

Em seguida, ele coloca o trecho do programa em que David Coimbra faz o seguinte comentário com Kelly Matos:

“Vamos supor que todos os assaltantes fossem assim como esses: organizados, com método e respeito pelo cidadão”. E, então, riem.

A atitude dos “jornalistas” de exaltar os criminosos foi contestada por Ruschel. Ele pontuou que os bandidos “pegaram funcionários da prefeitura que estavam pintando. Tiraram a roupa dos sujeitos e deixaram eles como “escudo humano” no meio da rua”.

“Isso é ter respeito pelo cidadão?? Desde quando um bandido que pega um fuzil, uma arma de guerra e domina uma cidade, dá tiro pra cima, dá tiro em prédio, tem respeito ao cidadão??”, indagou, revoltado.

Coimbra ainda faz um outro comentário que choca Ruschel:

“Funcionário, ali, do banco, foi perguntado: quanto que tu ganha? Ele disse 2, 3 mil reais. Aí, ele (bandido) disse: tá vendo só? Por isso que eu tô assaltando. Não tamo tirando dinheiro de ninguém, que é dinheiro do banco”, acrescentando que “deram uma explicação, uma justificativa ideológica pro ato deles”.

E continuou fazendo apologia ao crime:

“Então, existe uma filosofia no assalto deles. É verdade que um policial e um vigilante levaram um tiro. Mas, se não houvesse intervenção, sairia tudo na boa”, discursou o “jornalista”, quase convencendo o ouvinte a praticar crimes parecidos logo em seguida.

Ruschel ironizou a ignorância do radialista e disse que o policial, cumprindo seu dever, levou um tiro e está em estado crítico na UTI. “Mas, isso aí é uma coisa pequena”.

Continuando o “circo de horrores”, os profissionais da comunicação enaltecem outros assaltantes, inclusive os que furtam objetos nas ruas, e dizem que o ladrão que roubou cabelos, recentemente, se arrependeu e devolveu, “pode ser um bom assaltante como esses aí (de Criciúma)”.

“Tem muita gente que pensa que estou incentivando roubo de banco. Não é nada disso. Eu quero que o pessoal que assalta as pessoas no carro, que entram em casa, tomem consciência e sejam como os caras de Criciúma. A ação tem que ser pra outros alvos”, disse o “doente” David Coimbra.

Ruschel explica que o posicionamento dos comunicadores é “o auge da destruição da nossa sociedade e é contra isso que lutamos”.

“E nós sabemos por que que isso acontece, por que que a sociedade brasileira foi destruída e o crime tomou conta. É porque a elite influente, cultural e midiática passou a glorificar bandidos e o crime”.

Confira o vídeo estarrecedor:

Fonte: Jornal da Cidade online
Continuar lendo CRIMINALIDADE: JORNALISTAS PARABENIZAM PROFISSIONALISMO DOS BANDIDOS EM CRICIÚMA

POLÍTICA : EM PLENO VAPOR A LAVA JATO AINDA TEM MUITOS CRIMES PRA REVELAR AO PAÍS, AFIRMA O COORDENADOR DA OPERAÇÃO NO PR

Coordenador da Lava Jato no PR diz que operação está ‘em pleno vapor’ e ainda tem muitos crimes para revelar ao país

 POLÍCIA


O procurador da República Alessandro Oliveira afirmou que a 76ª fase da Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira (7), prova que a operação está em “pleno vapor” e ainda tem muitos crimes para revelar ao país.

Oliveira, atual coordenador da Lava Jato no Paraná, explicou que o esquema que levou agentes da PF (Polícia Federal), Receita e MPF (Ministério Público Federal) às ruas nesta quarta-feira busca mais provas de desvios de mais de R$ 45 milhões aos cofres da Petrobras.

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em três locais no Rio de Janeiro.

“A Operação Lava Jato, apesar de ter descortinado um megaesquema de corrupção, ainda está em pleno vapor e ainda tem um amplo horizonte de práticas ilícitas a serem descobertas, a serem desveladas”, afirmou o procurador em vídeo.

Segundo as investigações, funcionários da estatal recebiam propinas de companhias estrangeiras em troca de garantir a elas o abastecimento de navios da Petrobras em portos no exterior.

Sequência de derrotas

A declaração do procurador não é à toa. Neste ano, a Lava Jato sofreu duras derrotas que colocaram em risco a continuidade da operação.

Primeiramente, o procurador-geral da República, Augusto Aras, crítico dos procedimentos da Lava Jato, exigiu que os documentos de todas as investigações da força-tarefa fossem compartilhados com ele, o que irritou os procuradores, que acabaram ganhando no STF (Supremo Tribunal Federal) o direito de manterem os dados no Paraná.

Também em 2020, o ex-coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, deixou o cargo alegando problemas pessoais. Ele vinha sendo bastante pressionado por setores do próprio Judiciário e chegou a ser advertido pelo Conselho Nacional do Ministério Público por ter postado críticas a Renan Calheiros durante a eleição do Senado, em 2018.

A terceira derrota do ano ocorreu com a Lava Jato de São Paulo, na qual a equipe de procuradores pediu demissão após se sentir ameaçada pela atuação de uma das integrantes do grupo, ligada a Aras.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POLÍTICA : EM PLENO VAPOR A LAVA JATO AINDA TEM MUITOS CRIMES PRA REVELAR AO PAÍS, AFIRMA O COORDENADOR DA OPERAÇÃO NO PR

OPINIÃO: ENQUANTO NÃO MUDAREM A LAIA SEREMOS ETERNAMENTE REFENS DO NOVO E GENIAL

Caro(a) leitor(a),

O que acontece nesse país é de uma bizarrice endêmica e jamais vista em lugar nenhum do mundo. Quando um advogado chega a fazer uma petição ao STF especificando um determinado ministro para ser relator do processo de seu cliente, deixando claro que essa ‘egrégia corte’ é casa de mãe Joana, fica muito claro, límpido e cristalino que não temos a quem recorrer. Estamos num mato sem cachorro como nunca se imaginou. O mais escandaloso não é o defensor de um réu escolher ou influenciar na escolha do ministro. O mais bizarro é queo tal ministro é simplesmente aquele que já soltou, na cara de pau, mais de 40 bandidos do calarinho branco, que deveriam estar amargando uma pena atrás das grades, mas estão em suas suntuosas e confortáveis mansões cagando e rodando para toda a sociedade brasileira.

Achou grosseiro ou indelicado o que eu acabei de falar? Iso não é nada diante do que está por vir se você continuar ai sentado esperando a morte chegar!

Portanto, se se sentiu, de alguma forma, indignado e ofendido, levante a bunda dessa poltrona e faça alguma coisa!

Como o que?

Divulgue essa publicação para o máximo de pessoas que você puder. Fazendo isso você já estará dando uma enorme contribuição a nossa sociedade!

A última cartada de Witzel: Quer seu processo nas mãos de Gilmar Mendes

Fotomontagem: Wilson Witzel e Gilmar Mendes

Sem ter mais para onde correr, o governador (afastado) do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, tenta sua última cartada.

A defesa do governador pediu nesta sexta-feira, 25, à vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, que transfira, de Edson Fachin para Gilmar Mendes, o pedido para que Witzel volte ao cargo no Executivo do Rio.

Segundo alegam os advogados, o motivo do pedido é que o Gilmar já foi o relator na Corte de fases anteriores da Lava Jato do Rio.

“Ora, se o d. Juízo da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro [Marcelo Bretas] reconheceu sua competência também para a Operação Favorito pela conexão instrumental com as operações Fatura Exposta e S.O.S., seria incoerente e padeceria de razoabilidade e segurança jurídica que, nessa col. Suprema Corte, os feitos relativos à Operação Placebo tivessem relatoria diversa”, diz o pedido.

O habeas corpus chegou ao STF no dia 14 e foi distribuído por sorteio para Fachin.

Fachin enviou o caso ao presidente da Corte, Luiz Fux, por entender que Celso de Mello estaria designado para o caso, por ter analisado habeas corpus de Vinicius Peixoto, filho do empresário Mário Peixoto.

Porém, Fux se declarou “suspeito” para examinar o assunto e delegou a decisão sobre a redistribuição a Rosa Weber.

A ministra, por sua vez, devolveu o HC para Fachin e, logo após, a defesa de Witzel entrou com o pedido.

E agora? Qual será a decisão da ministra?

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: ENQUANTO NÃO MUDAREM A LAIA SEREMOS ETERNAMENTE REFENS DO NOVO E GENIAL

ANÁLISE POLÍTICA: DENÚNCIA – AGORA FAZ MAIS SENTIDO, POR BÁRBARA

Na coluna ANÁLISE POLÍTICA desta segunda-feira temos mais um comentário muito bem humorado com Bárbara. Nesse vídeo vamos de resuminho dos últimos acontecimentos. Vamos falar daquela emissora, daquela deputada, daquela falta de bom senso e muito mais. Vídeo tá longo, então separa a pipoca e bora lá.

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: DENÚNCIA – AGORA FAZ MAIS SENTIDO, POR BÁRBARA

POR DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA, FLORDELIS TERÁ QUE USAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

Justiça determina que Flordelis use tornozeleira eletrônica

Isabelle Saleme e Leandro Resende, da CNN, no Rio de Janeiro

Atualizado 18 de setembro de 2020 às 18:12

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), ré por orquestrar a morte do marido,o pastor Anderson do Carmo, terá que usar tornozeleira eletrônica. A decisão, é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. A magistrada pediu à Secretaria de Administração Penitenciária urgência na colocação do equipamento e também determinou o recolhimento noturno da parlamentar entre 23h e 6h. No entanto, negou pedido do Ministério Público estadual para afastar Flordelis do cargo na Câmara dos Deputados.

A medida, no entanto, depende de aprovação da Câmara dos Deputados. À CNN, o deputado Paulo Bengston (PTB-PA), corregedor da Casa, classificou a decisão de “controversa demais”. O entendimento dele é que caberá aos parlamentares a decisão sobre a medida, em virtude de decisão do Supremo Tribunal Federal: em 2017, a Corte determinou que em caso de medidas que “dificultem ou impeçam” o exercício regular do mandato, a decisão judicial deve ser remetida para o Legislativo em até 24h. Aí, cabe a Casa decidir sobre as medidas. A CNN apurou, ainda, que a Procuradoria da Câmara será acionada a dar um parecer sobre o tema.

Como base para a decisão, a magistrada lembrou que Flordelis tentou atrapalhar as investigações da morte do marido. Segundo a juíza, com a tornozeleira eletrônica também ficaria mais fácil a fiscalização de que medidas cautelares anteriores sejam cumpridas, como a proibição de contato com testemunhas e acusados do assassinato.

A juíza também determinou que também determinou que Adriano dos Santos Rodrigues seja transferido para a Bangu 1, unidade de segurança máxima dentro do Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio. É que existem suspeitas de que o filho biológico de Flordelis estava mantendo contato com a mãe, mesmo preso. Na semana passada, a justiça já tinha negado o pedido para que Adriano respondesse ao processo em liberdade.

Mesmo sendo apontada como mandante do assassinato, que aconteceu em junho do ano passado, a deputada Flordelis não pode ser presa em função da imunidade parlamentar.

Fonte: CNN

Continuar lendo POR DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA, FLORDELIS TERÁ QUE USAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

OPINIÃO: O SISTEMA PRESIDENCIAL DE COALIZÃO É UM CÂNCER E ESTÁ FALIDO

Caro(a) leitor(a),

Não é de hoje que se tornou público e notório as relações perigosas de Dias Toffoli com advogados suspeitos e executivos das empreiteiras OAS e ODEBRESCHT, como por exemplo a reforma feita na casa dele pela OAS ou da atuação da mulher dele em uma banca de advocacia e que depositava uma mesada de R$ 100 mil em sua conta. Esses fatos foram manchete em vários jornais de grande circulação, não é segredo pra ninguém! Mas, infelizmente, a nossa bendita Constituição praticamente blindou esses togados e para puni-los ´quase impossível. Até quando vamos ficar de braços cruzados assistindo a tudo isso e morrendo de inanição? Então, não dá mais para continuar da forma que está. Temos que fazer uma revolução na nossa política. Mudar o regime político é primordial e essencial. O presidencialismo de coalizão é totalmente inviável. Precisamos de um novo plebiscito para aprovar a mudanção para o parlamentarismo. Isso precisa crescer nas redes sociais. Por isso, você que é brasileiro, patriota e quer dias melhores para o seu país, divulgue essa publicação para o máximo de pessoas possível!

As “relações perigosas” e as perguntas que Dias Toffoli se nega a responder

O empresário Marcelo Odebrecht revelou que o ministro Dias Toffoli era “O Amigo do Amigo do Meu Pai”.

Por conta disso, uma revista foi censurada e surgiu, em seguida, o malfadado “Inquérito das Fake News”.

Uma verdadeira “Ditadura da Toga” foi instalada no Brasil.

Autoridades que deveriam zelar pelo cumprimento do texto constitucional, estão pisoteando a nossa Constituição.

Paralelamente, no caso específico do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), questionado pela revista que havia mandado censurar, sobre uma teia de ‘relações perigosas’ que mantinha, ele permanece calado.

Diz a revista:

“Marcelo Odebrecht detalha tratativas da empreiteira com advogados de confiança de Toffoli à época em que ele era advogado-geral da União para cooptá-lo com o fim de favorecer a empreiteira.

A reportagem mostrou ainda detalhes de pagamentos de outra empreiteira, a OAS, para uma reforma na casa do ministro.

No depoimento, prestado em maio passado, Marcelo apontou os advogados Sérgio Renault e Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira como os intermediários da relação da empreiteira com Toffoli. A frente de aproximação com o então advogado-geral da União do governo Lula teria sido coordenada por Adriano Maia, então diretor jurídico do grupo.

A respeito dessa teia de relações, vista pelo grupo de procuradores que até junho atuava nos casos da Lava Jato que envolve autoridades com foro privilegiado como possível ‘fato penalmente relevante’, que merece ser investigado, as seguintes perguntas foram enviadas a Toffoli:

Em algum momento o sr., como advogado-geral da União, seja como ministro do Supremo, habilitou os advogados Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira e Sérgio Renault a atuarem como seus interlocutores junto à Odebrecht? Se sim, por quê?

Em que bases se dava a relação do sr. com os referidos advogados?

Que relação o sr. mantinha com o advogado Adriano Maia no período em que atuou como advogado-geral da União?”

Toffoli permanece no mais absoluto silêncio.

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O SISTEMA PRESIDENCIAL DE COALIZÃO É UM CÂNCER E ESTÁ FALIDO

PONTO DE VISTA: O MUNDO DÁ MUITAS VOLTAS E A VERDADE SEMPRE VEM A TONA

Caro(a) leitor(a),

Infelizmente num país ainda com um analfabetismo que beira os 10% da população brasileira e uma massa de 38 milhões de analfabetos funcionais, fica difícil e muito lento conseguirmos livrar o país de bandidos picaretas como o Cristiano Zanin. Principalmente quando a o legislativo e o judiciário de tudo faz para manter essa massa na ignorância. Mesmo assim, mais cedo ou mais tarde, a verdade sempre vem à tona e não tem exemplo melhor do que a condição de réu desse picareta. E, com certeza, será condenado.Mais uma prova de que a Lava Jato nunca esteve tão viva. Então vamos ficar alertas, acompanhar esse processo e exigir a condenação desse bandido!

O cinismo, a “cara de pau” e o choro de lamentação de Cristiano Zanin

A nota de Cristiano Zanin sobre as investidas que sofreu da Justiça é repleta de hipocrisia e recheada de mentiras.

O advogado inicia o seu ‘choro’ atacando o juiz Marcelo Bretas. Aliás, atacar magistrados parece ser a sua especialidade.

Na sequência, Zanin diz que a sua atuação na advocacia desmascarou as arbitrariedades praticadas pela Lava Jato e as relações espúrias de seus membros com autoridades públicas e privadas.

Nada mais ridículo.

Zanin é quem foi totalmente desmascarado.

Agora é réu.

E certamente será condenado criminalmente. Da mesma forma que o seu principal cliente.

Quanto a Lava Jato, ainda neste final de semana, o próprio ministro Edson Fachin, relator dos processos no Supremo Tribunal Federal, afirmou em relatório enviado ao ministro Luiz Fux, que é pautada na ‘legalidade constitucional’ e combate a impunidade.

Assim, com Fux a frente do STF, a Lava Jato será valorizada e processos como esse de Zanin deverão avançar com mais agilidade.

Por outro lado, o próprio Fux já garantiu que a prisão em 2ª instância deverá ser novamente colocada em discussão.

Com isso, quem sabe, Lula e Zanin não tenham um encontro futuramente em Curitiba.

E esse encontro certamente não será entre o advogado e o réu’.

Que a Justiça seja feita, para que esse advogado que, segundo o Ministério Público, ganha milhões sem oferecer nenhuma contrapartida, seja punido na forma da lei.

Gonçalo Mendes Neto. Jornalista.

Leia abaixo a infame nota do advogado:

NOTA DE CRISTIANO ZANIN MARTINS

1. Atentado à advocacia e retaliação. A iniciativa do Sr. Marcelo Bretas de autorizar a invasão da minha casa e do meu escritório de advocacia a pedido da Lava Jato somente pode ser entendida como mais uma clara tentativa de intimidação do Estado brasileiro pelo meu trabalho como advogado, que há tempos vem expondo as fissuras no Sistema de Justiça e do Estado Democrático de Direito.

É público e notório que minha atuação na advocacia desmascarou as arbitrariedades praticadas pela Lava Jato, as relações espúrias de seus membros com entidades públicas e privadas e sobretudo com autoridades estrangeiras. Desmascarou o lawfare e suas táticas, como está exposto em processos relevantes que estão na iminência de serem julgados por Tribunais Superiores do país e pelo Comitê de Direitos Humano da ONU.

O juiz Marcelo Bretas é notoriamente vinculado ao presidente Jair Bolsonaro e sua decisão no caso concreto está vinculada ao trabalho desenvolvido em favor de um delator assistido por advogados ligados ao Senador Flavio Bolsonaro. A situação fala por si só.

2. Comprovação dos serviços. De acordo com laudo elaborado em 2018 por auditores independentes, todos os serviços prestados à Fecomércio/RJ pelo meu escritório entre 2011 e 2018 estão devidamente documentados em sistema auditável e envolveram 77 (setenta e sete) profissionais e consumiram 12.474 (doze mil, quatrocentas e setenta e quatro) horas de trabalho. Cerca de 1.400 (mil e quatrocentas) petições estão arquivadas em nosso sistema. Além disso, em 2018, a pedido da Fecomércio-RJ, entregamos cópia de todo o material produzido pelo nosso escritório na defesa da entidade, comprovando a efetiva realização dos serviços que foram contratados. Os pagamentos, ademais, foram processados internamente pela Fecomércio/RJ por meio de seus órgãos de administração e fiscalização e foram todos aprovados em Assembleias da entidade — com o voto dos associados.

3. Natureza dos serviços prestados. Nosso escritório, com 50 anos e atuação reconhecida no mercado, foi contratado a partir de 2012 para prestar serviços jurídicos à Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), que é uma entidade privada que representa os milhares de empresários e comerciantes daquele Estado. A atuação do escritório em favor da Fecomércio/RJ e também de entidades por ela geridas por força de lei — o Sesc-RJ e do Senac- RJ —, pode ser constatada em diversas ações judiciais que tramitaram perante o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, do Superior Tribunal de Justiça, do Supremo Tribunal Federal, e também em procedimentos que tramitam no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e perante outros órgãos internos e externos à entidade. Em todos os órgãos judiciários houve atuação pessoal e diligente do nosso escritório.

A atuação do nosso escritório deu-se um litígio de grandes proporções, classificado como uma “guerra jurídica” por alguns veículos de imprensa à época, entre a Fecomércio/RJ e a Confederação Nacional do Comércio (CNC), duas entidades privadas e congêneres de representação de empresários e comerciantes. Cada uma delas contratou diversos escritórios de advocacia para atuar nas mais diversas frentes em que o litígio se desenvolveu.

4. Abuso de autoridade. Além do caráter despropositado e ilegal de autorizar a invasão de um escritório de advocacia e da casa de um advogado com mais de 20 anos de profissão e que cumpre todos os seus deveres profissionais, essa decisão possui claros traços de abuso de autoridade, pois: (a) o seu prolator, o Sr. Marcelo Bretas, é juiz federal e sequer tem competência para tratar de pagamentos realizados por uma entidade privada, como é a Fecomercio/RJ, e mesmo de entidades do Sistema S por ela administrados por força de lei; a matéria é de competência da Justiça Estadual, conforme jurisprudência pacífica dos Tribunais, inclusive do Superior Tribunal de Justiça; (b) foi efetivada com o mesmo espetáculo impróprio a qualquer decisão judicial dessa natureza, como venho denunciando ao longo da minha atuação profissional, sobretudo no âmbito da Operação Lava Jato; (c) foi proferida e cumprida após graves denúncias que fiz no exercício da minha atuação profissional sobre a atuação de membros da Operação Lava Jato e na iminência do Supremo Tribunal Federal realizar alguns dos mais relevantes julgamentos, com impacto na vida jurídica e política do país. Ademais, foge de qualquer lógica jurídica a realização de uma busca e apreensão após o recebimento de uma denúncia — o que mostra a ausência de qualquer materialidade da acusação veiculada naquela peça.

Esse abuso de autoridade, aliás, não é inédito. A Lava Jato, em 2016, tentou transformar honorários sucumbenciais que nosso escritório recebeu da Odebrecht, por haver vencido uma ação contra a empresa, em valores suspeitos — e teve que admitir o erro posteriormente. No mesmo ano, a Lava Jato autorizou a interceptação do principal ramal do nosso escritório para ouvir conversas entre os advogados do nosso escritório e as conversas que eu mantinha com o ex-presidente Lula na condição de seu advogado, em grave atentado às prerrogativas profissionais e ao direito de defesa. Não bastasse, em 2018 a Lava Jato divulgou valores que o nosso escritório havia recebido a título de honorários em decorrência da prestação de serviços advocatícios.

Todas as circunstâncias aqui expostas serão levadas aos foros nacionais e internacionais adequados para os envolvidos sejam punidos e para que seja reparada a violação à minha reputação e à reputação do meu escritório, mais uma vez atacadas por pessoas que cooptaram o poder do Estado para fins ilegítimos, em clara prática do lawfare — fenômeno nefasto e que corroeu a democracia no Brasil e está corroendo em outros países.

São Paulo, 9 de setembro de 2020

Cristiano Zanin Martins

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O MUNDO DÁ MUITAS VOLTAS E A VERDADE SEMPRE VEM A TONA

ANÁLISE POLÍTICA: AS ÚLTIMAS LAMBANÇAS DA NOSSA POLÍTICA NA VISÃO DE BÁRBARA

Na nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA deste domingo você vai se atualizar, passar mal e se divertir ao mesmo tempo com a Bárbara, a garota que independente de ser Bolsonarista só mostra a verdade. Nesse vídeo ela comenta mais uma vez o protagonismo da nossa suprema corte e como alguns ministros podem estar mais enrolados do que se pensa. Também falar de Botafogo, do Alcolumbre do Barroso e mais. Então, prepare a pipoca e se divirta a valer nesse domingão!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: AS ÚLTIMAS LAMBANÇAS DA NOSSA POLÍTICA NA VISÃO DE BÁRBARA

PONTO DE VISTA: ENQUANTO NÃO FOR FEITA A LIMPEZA NO ESGOTO DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA NADA MUDARÁ NESSE PAÍS

Caro(a) leitor(a),

A notícia reveladora do dia, nesta quarta-feira foi a ação da Polícia Federal pela Lava Jato nos escritórios advocatícios em Brasília, que trouxe a tona o sub-mundo da corrupção nos Tribunais de Justiça. Há de ser coincidência demais o filho do presidente do STJ, Eduardo Martins ter sido alvo de mandado de busca e apreensão, bem como o Cristiano Zanin, advogado de defesa do meliante Lula ladrão. Há de ser coincidência demais essa operação ter como alvo um esquema de corrupção no Sistema S. Há de ser coincidência demais que esses escritórios de advocacia estejam a margem e sempre rondando esses Tribunais de 3ª Instância. Tenho certeza que se for a fundo vai chegar não apenas no presidente do STJ, mas em muitos outros membros desse Régio Tribunal. Todos encalacrados em conluio com esses advogados. E é mais do que necessário trazer todo esse esgoto a tona, pois só assim conseguiremos fazer a faxina necessária para por fim a esse desmantelo que é a nossa nação!

Quem diria… PF apreende 800 mil reais, em dinheiro e cheque, no escritório do filho do presidente do STJ

Eduardo Martins e seu pai Humberto Martins

A ação da Polícia Federal (PF) na operação batizada de ‘E$QUEMA S’, que tem como finalidade desarticular estrutura irregular de pagamento a escritórios de advocacia que atuavam em conluio com o ex-gestor da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio/RJ), Orlando Diniz, tomou conta dos noticiários na manhã desta quarta-feira 09.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de influência, exploração de prestígio, peculato, estelionato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Porém no meio de toda essa operação uma coisa chamou a atenção…

Em brasília, no Lago Sul, foram encontrados e apreendidos R$ 100 mil em espécie e um cheque de R$ 700 mil no escritório do advogado Eduardo Martins, filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

Eduardo é investigado pela Operação Lava Jato por suposto desvio de dinheiro no Sistema S.

Segundo informações, as cédulas de R$ 50 e R$ 100 estavam em uma sacola de papel, modo normalmente utilizado para pagamentos ocultos em locais públicos.

O advogado disse que seriam honorários pagos em dinheiro.

A denúncia ofertada pela Lava Jato do Rio contra Eduardo Martins aponta que ele teria sido contratado para “tentar influir em atos da corte” pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin.

De acordo com o documento, ele teria recebido R$ 5,5 milhões para atuar no STJ.

Fonte: R7

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: ENQUANTO NÃO FOR FEITA A LIMPEZA NO ESGOTO DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA NADA MUDARÁ NESSE PAÍS

ANÁLISE POLÍTICA: CHEGOU A HORA DA ONÇA BEBER ÁGUA!

A operação E$quema S da combalida Lava Jato desta quarta-feira caiu como uma bomba no colo da combalida esquerda.  O comentarista político José Nêumanne Pinto não podia deixar passar em branco essa grande oportunidade. Segundo ele: A pedidos o juiz Marcelo Bretas autorizou mandados de busca e apreensão em bancas advocatícias acusadas por PF e MPF de terem recebido ao menos R$ 151 milhões da Fecomércio em troca de favores em tribunais. Os principais, dentre os 25 alvos são: Frederick Wassef, da famiglia Bolsonaro, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, de Lula, filhos do presidente do STJ, Humberto Martins, de Aroldo Cedraz, do TCU, e do ex-presidente do mesmo STJ César Asfor Rocha, todos eles envolvidos em desvios de recursos do sistema S (Sesi, Senai, Sesc e Senac), que usa dinheiro arrecadado das empresas para prestar assistência a trabalhadores. “São uns meninos e estão todos milionários… E não são só filhos, são mulheres dos ministros”, disse a ex-corregedora nacional de Justiça Eliana Calmon à Crusoé. Esta é uma amostra do que poderia ter sido a Lava Toga, que Flávio Bolsonaro boicotou. Então, não perca uma vírgula dessa análise!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: CHEGOU A HORA DA ONÇA BEBER ÁGUA!

BANNON SERÁ JULGADO EM MAIO, POR SUPOSTA FRAUDE NA CONSTRUÇÃO DE MURO NA FRONTEIRA COM O MÉXICO

Julgamento de Bannon de suposta fraude com muro será em maio

Ex-assessor de Donald Trump, e outros três são acusados de fraudar doadores em um projeto para construir o muro na fronteira com México

INTERNACIONAL

por 

Reuters – Internacional

Bannon é acusado de fraudar doadores do muro prometido por Trump

Uma juíza dos Estados Unidos marcou nesta segunda-feira (31) para maio de 2021 o julgamento de Steve Bannon, ex-assessor de Donald Trump, e três outros acusados de fraudar doadores com um suposto projeto para construir o muro prometido pelo presidente norte-americano na fronteira com o México.

Procuradores federais acusaram Bannon, o veterano da Força Aérea norte-americana Brian Kolfage e dois outros de orquestrarem um esquema para desviar centenas de milhares de dólares por meio de uma campanha de financiamento coletivo de 25 milhões de dólares chamada “We Build the Wall”.

Bannon e Kolfage usaram centenas de milhares de dólares deste montante para cobrir despesas pessoais, de acordo com as acusações, que foram apresentadas em 20 de agosto.

Kolfage, Andrew Badolato e Timothy Shea se declararam inocentes em uma audiência virtual nesta segunda-feira. Eles receberam direito a fiança e entregarão os passaportes. Bannon, de 66 anos, declarou inocência no início deste mês.

A Juíza Analisa Torres, de Manhattan, estabeleceu o dia 24 de maio de 2021 como data de julgamento do caso.

Durante a audiência virtual, a juíza observou que só algumas salas do edifício estão preparadas para lidar com os desafios técnicos criados pela pandemia do novo coronavírus.

“Serei otimista e torcerei para termos salas disponíveis”, disse.

Kolfage perdeu as duas pernas e a mão direita em um ataque de foguete no Iraque em 2004.

Carreira na política

Bannon, que foi um dos principais conselheiros da campanha presidencial de Trump e mais tarde estrategista-chefe da Casa Branca, ajudou a articular o populismo de direita e a oposição feroz à imigração que contribuíram para definir os três anos e meio de Trump no cargo.

Torres alertou os réus e seus advogados a não fazerem comunicados públicos que poderiam prejudicar a imparcialidade dos jurados ou a legitimidade do julgamento, e disse que pode emitir uma “ordem especial” para restringir suas atividades. Os quatro réus disseram a Torres que entenderam.

Em um documento legal registrado na semana passada, procuradores pediram à juíza que alertasse Kolfage e os três outros réus a não fazerem “comunicados extrajudiciais” que poderiam influenciar o corpo de jurados, citando o que classificaram como um “fluxo contínuo” de “postagens (muitas vezes) altamente incendiárias” de Kolfage nas redes sociais.

Estas incluem descrições do caso como uma “caça às bruxas” e um esforço político visando apoiadores de Trump e doadores do “We Build the Wall”, de acordo com o documento legal.

Fonte: R7
Continuar lendo BANNON SERÁ JULGADO EM MAIO, POR SUPOSTA FRAUDE NA CONSTRUÇÃO DE MURO NA FRONTEIRA COM O MÉXICO

COMEÇA A SER DEFINIDO HOJE FUTURO DA DEPUTADA FLORDELIS NA CÂMARA

Futuro da deputada Flordelis na Câmara começa a ser definido hoje

Tainá Farfan, da CNN, em Brasília

01 de setembro de 2020 às 05:00

Flordelis na Câmara dos DeputadosFlordelis na Câmara dos Deputados

O debate em torno da cassação do mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ) deve ficar mais forte essa semana na Câmara dos Deputados. A expectativa é que na reunião da mesa diretora, prevista para terça-feira (1), às 9h30, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e os outros membros da mesa discutam as informações enviadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro ao Congresso sobre o inquérito e decidam se o caso irá para o Conselho de Ética ou direto para o plenário da Casa.

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), ressaltou, em entrevista à CNN, a gravidade do caso e a necessidade de dar celeridade ao processo na Câmara.

“Estamos diante de um caso gravíssimo, no qual a imunidade parlamentar processual tem impedido que a Justiça tome medidas mais duras diante desse caso da deputada”, destacou o deputado.

O presidente do Conselho de Ética ressaltou que não chegou nenhum pedido formal de análise do caso ao Conselho de Ética até o momento e que estão trabalhando para o retorno das atividades, que foram suspensas por causa da pandemia da Covid-19.

Em julho, o deputado protocolou o Projeto de Resolução de Alteração do Regimento (PRC) 43/2020, com objetivo de permitir o sistema de deliberação remota para realização de reuniões do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O Conselho, assim como diversas comissões, estão com atividades suspensas por causa da pandemia da Covid-19. Juscelino Filho ainda afirmou acreditar que o projeto deve se pautado essa semana para viabilizar o retorno das atividades.

O assunto tem repercutido entre parlamentares da bancada feminina e da Frente Parlamentar Evangélica, da qual a deputada Flordelis foi suspensa na semana passada.

“Eu considero esse assunto muito grave. Precisa de uma posição imediata e considero que não precisaria aguardar nenhum partido tomar iniciativa, teria que partir da própria mesa diretora. A gravidade do assunto choca a todos, mas também entendo que o trâmite precisa ser respeitado. A mesa diretora estava aguardando chegar informação da Justiça para fazer a análise e decidir se encaminha para o Conselho de Ética ou se leva o assunto direto para plenário”, disse a líder do PCdoB, deputada Pérpetua Almeida.

A deputada ainda informou que, até o momento, não foi convocada reunião de líderes para discutir o assunto.

Como funciona?

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar explicou que, quando um parlamentar entra com representação contra outro deputado, a mesa diretora envia a representação para a Corregedoria da Casa antes de enviar ao Conselho de Ética. A Corregedoria avalia se transforma em uma representação e segue para o Conselho de Ética para tramitação. Apenas quando a representação é feita por um partido político, segue da mesa direto para o Conselho.

“E quando a Justiça aciona a Casa, quem faz essa avaliação é a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Como a CCJ não está funcionando, quem faz essa análise é o plenário da Casa”, explicou o deputado.

Os trabalhos do Conselho de Ética possuem um regulamento próprio. O colegiado deve apurar os fatos e assegurar ao representado ampla defesa. O parecer do relator, que sugere a aplicação ou não da penalidade, é discutido e votado pelos demais membros do Conselho e, após a votação, o deputado denunciado ainda pode recorrer à CCJ. A Câmara tem 90 dias úteis para deliberar sobre representação pela perda de mandato, a partir da instauração do processo no Conselho de Ética.

Fonte: CNN

Continuar lendo COMEÇA A SER DEFINIDO HOJE FUTURO DA DEPUTADA FLORDELIS NA CÂMARA

CRIMINALIDADE: INCÊNDIO NO AEROPORTO DE MOSSORÓ PRESTE A RECEBER BOLSONARO PODE TER SIDO CRIMINOSO,DIZ ADMINISTRAÇÃO

Prestes a receber Bolsonaro, Aeroporto de Mossoró tem incêndio; Administração não descarta ação criminosa

Atos recentes de vandalismo no local fazem a administração não descartar que o incêndio possa ter sido criminoso

Junior Lins
20/08/2020 | 10:39

Aeroporto teve incêndio nesta quarta-feira (19)

Prestes a receber o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Aeroporto Governador Dix-Sept Rosado, em Mossoró, no Oeste potiguar, teve um incêndio registrado na tarde desta quarta-feira (19). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBM) e pela administração do local.

De acordo com o gestor do aeroporto, Paulomark Dias Pereira, o fogo foi identificado através de câmeras de segurança. Logo, os Bombeiros foram acionados e evitaram que as chamas se alastrassem. Por conta de recentes atos de vandalismo no local, a administração não descarta que o incêndio foi decorrente de uma ação criminosa.

“Sofremos atos de vandalismo entre o final do mês de julho e o início de agosto. O incêndio é suspeito, pois ele só queimou a partir da pista. A cerca, que tem mata próxima, não estava queimada”, contou ao Agora RN.

O Aeroporto de Mossoró teve 36 lâmpadas da pista quebradas entre os dias 26 de julho e 6 de agosto. A polícia foi contatada e reforçou a segurança no local, mas apesar das rondas, não conseguiu prender nenhum suspeito.

Na segunda-feira (17), uma comitiva do presidente Jair Bolsonaro chegou ao local para organizar ações para a visita de Bolsonaro ao RN. Cerca de 40 pessoas integravam a comitiva. Na sua agenda no estado, Bolsonaro deve visitar os municípios de Assu e Jucurutu, onde está sendo construída a barragem de Oiticica. Junto do presidente, os ministros potiguares Fábio Faria (Comunicações) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) devem estar presentes na visita.

No tocante à chegada do presidente, o gestor afirmou que a equipe de Bolsonaro teve receios, mas todo o calendário programado segue sem alterações.

“Os pilotos e a equipe já estavam com receio, por conta do vandalismo anterior. Depois desse incêndio, ficaram com um pé atrás, mas a agenda segue normalmente”, relatou.

Em contato com o Corpo de Bombeiros, o Agora RN apurou que, de acordo com os militares que foram na ocorrência, há a possibilidade do fogo ter sido causado por causa natural.

“Provavelmente foi causa natural. Já que o mato está muito seco, nessa época do ano esse tipo de ocorrência tende a aumentar”, explicou.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo CRIMINALIDADE: INCÊNDIO NO AEROPORTO DE MOSSORÓ PRESTE A RECEBER BOLSONARO PODE TER SIDO CRIMINOSO,DIZ ADMINISTRAÇÃO

EDITORIAL: OS NÚMEROS COMPARATIVOS DOS ÓBITOS POR COVID EM 2020 E DE OUTRAS MORTES EM 2019 SÃO ABSURDAMENTE EVIDENTES

Hoje recebi essa informação que questiona os números de óbitos por coronavírus e resolvi tornar assunto do EDITORIAL desta sexta-feira. Se analisarmos esses números comparativos com os óbitos dos mesmos meses de 2019 fica bastante evidente que a algo de muito errado ai. Então convido você a assistir ao vídeo do meu editorial, consultar o site da transparência, refletir e tirar suas conclusões!

Fonte:

Não existe a menor condição de ter morrido 100 mil pessoas no Brasil pela covid-19. A menos que tenham encontrado a cura para as demais doenças

Faça sua própria pesquisa e tire suas conclusöes.
Óbitos Abril/19 – 103.659
Óbitos Abril/20 – 112.372
Óbitos Maio/19 – 110.825888888888888
Óbitos Maio/20 – 129.371
Óbitos Junho/19 – 103.408
Óbitos Junho/20 – 128.758
Óbitos Julho/19 – 119.541
Óbitos Julho/20 – 120.835
A doença existe e é lamentável, porém a histeria é fabricada e tem método!
Fonte: Portal da Transparência/ Registro civil
Continuar lendo EDITORIAL: OS NÚMEROS COMPARATIVOS DOS ÓBITOS POR COVID EM 2020 E DE OUTRAS MORTES EM 2019 SÃO ABSURDAMENTE EVIDENTES

OPINIÃO: QUANDO OS ESPECTROS DE DIREITA E ESQUERDA CONVERGEM NA MESMA OPINIÃO

Caro(a) leitor(a),

É difícil, mas acontece. A declaração do PGR usando a expressão “é preciso superar o lavajatismo” conseguiu convergir opiniões de direita e esquerda nas vozes de Adrílles Jorge e Joel Pinheiro, comentaristas do programa Morning Show, da Jovem Pan. Apesar de a concordância ter se limitado ao conteúdo, mas a forma. Ainda assim é muito raro. Portanto convido você a assistir o vídeo completo a seguir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo OPINIÃO: QUANDO OS ESPECTROS DE DIREITA E ESQUERDA CONVERGEM NA MESMA OPINIÃO

POLICIAL: POLÍCIA FEDERAL CUMPRE MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO NA RESIDÊNCIA DO GOVERNADOR DO PIAUÍ

PF “invade” a casa do governador petista no Piauí

Wellington Dias

A Polícia Federal está cumprindo nesta segunda-feira (27) mandado de busca e apreensão na residência do governador Wellington Dias, petista do Piauí.

É a Operação Topique.

Paralelamente, em Brasília, o gabinete da deputada federal Rejane Dias, esposa do governador, também é alvo de busca e apreensão.

O STF, desta feita, permitiu. A ministra Rosa Weber, ao contrário de Dias Toffoli no caso José Serra, autorizou que o juiz de primeira instância determinasse a coleta de documentos e informações na Câmara.

A mulher do governador assumiu por diversas vezes a Secretaria de Educação do Piauí, no período em que vigorou mais este esquema de corrupção petista.

Ao todo, estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal no Piauí.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLICIAL: POLÍCIA FEDERAL CUMPRE MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO NA RESIDÊNCIA DO GOVERNADOR DO PIAUÍ

A IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO ENTRE OS PODERES DA REPÚBLICA PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Cármen Lúcia e Damares Alves debatem violência contra a mulher

Evento do Ieja terá ainda Luiza Trajano, do Magazine Luiza, Elizabeth Guedes, da Anup, e a especialista em educação étnico-racial Adriana Vasconcelos

BRASIL

Do R7

 

Ministra do STF Cármen Lúcia e da Família, Damares Alves, participam de live Ministra do STF Cármen Lúcia e da Família, Damares Alves, participam de live

O Ieja (Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados) promove, nesta quarta-feira (22), um encontro virtual para discutir a importância do diálogo entre os poderes da República para o enfrentamento da violência contra a mulher. Grandes nomes do Executivo, do Judiciário, da educação e do mundo dos negócios do país estarão presentes.A live, marcada para 18h e com transmissão ao vivo pelo R7, terá a participação da ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia e da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.
Também estarão no debate virtual a presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, empresária Luiza Trajano; a presidente da Anup (Associação Nacional de Universidades Particulares), Elizabeth Guedes; e a especialista em educação étnico-racial Adriana Vasconcelos.
O debate será comandado por Ariane Guimarães e Fabiane Oliveira. Você acompanha a transmissão ao vivo pelo R7.
Na apresentação do encontro, o Ieja provoca a discussão: “o eficiente pacto federativo será sempre o do diálogo entre os Poderes e a cooperação de todo cidadão por um país mais justo, fraterno e igualitário. Sonho? De jeito nenhum! São chegados os tempos de conclamarmo-nos ao campo da fraternidade edificante”.Fonte: R7

Continuar lendo A IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO ENTRE OS PODERES DA REPÚBLICA PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

EX. GOVERNADOR DO RN ROBINSON FARIA, É DENUNCIADO PELO MPRN, POR CRIME DE PECULATO.

MPRN denuncia ex-governador,ex-secretário  e outras 9 pessoas por desvios de R$ 3,7 milhões

Crime de peculato foi cometido por Robinson Faria e demais réus na Assembleia Legislativa

Por Redação – Publicado em 17/07/2020 às 13:58

Ex-governador do RN, Robinson Faria, é denunciado pelo MP

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou o ex-governador Robinson Mesquita de Faria e outras 10 pessoas por peculato. O crime foi cometido entre os anos de 2008 e 2010, época em que o ex-governador era presidente da Assembleia Legislativa potiguar. Ao todo, em valores corrigidos, as fraudes chegam a R$ 3.735.497,05. Dois dos réus também foram denunciados por lavagem de dinheiro.

A denúncia é resultado da operação Croupier, deflagrada pelo MPRN em 25 de junho do ano passado. A ação foi um desdobramento da operação Dama de Espadas, que também apurou fraudes na ALRN.

De acordo com as investigações do MPRN, o ex-secretário Administrativo da Assembleia Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes usou parte do dinheiro desviado para pagar os salários de empregados e insumos do haras turístico Capiba, de propriedade dele, na Grande Natal. Ele também é réu no processo da operação Dama de Espadas, deflagrada em agosto de 2015 pelo MPRN, sendo considerado integrante do núcleo principal da organização criminosa investigada naquela época.

Rodrigo Marinho contava com o apoio de Francisco Cardoso de Oliveira Neto, que era responsável por arregimentar servidores fantasmas para serem inseridos na folha de pagamento da Assembleia Legislativa. Ainda segundo o que foi apurado pelo MPRN, o esquema fraudulento se dava mediante a inserção de servidores fantasmas na folha de pagamento da Assembleia Legislativa para desviar dinheiro público. Esses servidores, que efetivamente não trabalhavam, tinham, em sua maioria, um grau de instrução baixo. Eles devolviam praticamente todo o salário recebido para Francisco Cardoso, que repassava os montantes para Rodrigo Marinho.

A denúncia foi recebida pela 6ª vara Criminal de Natal. Além de Robinson Faria, Rodrigo Marinho e Francisco Cardoso, são réus na ação: Karina Cordeiro do Nascimento Cardoso, Maria Helena Cordeiro do Nascimento, Gilmara Dantas do Nascimento, Maria Cristina dos Santos, Luciene Ramalho da Silva Pereira, Lucimara Ramalho da Silva, Sebastião Alves de Oliveira e Maria Juzilene de Oliveira Sousa.

Croupier

A partir de documentos encontrados na casa de Rodrigo Marinho quando foram cumpridos os mandados de busca e apreensão da operação Dama de Espadas, o MPRN passou a investigar os desvios praticados pelo “grupo de Pirangi do Norte”, distrito de Parnamirim, uma vez que várias pessoas identificadas nos documentos residiam em uma mesma localidade – algumas, na mesma casa. O ex-secretário Administrativo era tido como o “financeiro” da ALRN e da organização criminosa, integrando o topo da estrutura organizacional do Legislativo Potiguar. Era ele quem controlava e emitia os cheques para pagamento de servidores da Casa Legislativa e fornecedores.

Rodrigo Marinho, de acordo com o que foi apurado pelo MPRN, possuía um grupo de pessoas por ele arregimentadas para o esquema criminoso, inserido na folha de pagamento da Assembleia Legislativa. Além disso, Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes também arrecadava do esquema criminoso operado pela ex-procuradora Geral da Assembleia, Rita das Mercês, de quem era sócio no escritório R&R Advocacia.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo EX. GOVERNADOR DO RN ROBINSON FARIA, É DENUNCIADO PELO MPRN, POR CRIME DE PECULATO.

EM MEIO A DENÚNCIAS, ALCKMIN ASSUME CARGO DE COORDENAÇÃO NA CANDIDATURA DE COVAS

Alckmin será coordenador do programa de governo de Bruno Covas em SP

Pedro Duran, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 16 de julho de 2020 às 19:45

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin será oficializado hoje como coordenador do programa de governo de Bruno Covas na candidatura à reeleição da prefeitura da capital no fim do ano.

O convite havia sido feito pelo próprio Bruno Covas e foi oficializado hoje pelo presidente municipal do PSDB, Fernando Alfredo.

Durante o trabalho, que precederá as eleições de novembro, Alckmin usará um aplicativo de conversas virtuais pra comandar os grupos temáticos que trabalharão na campanha, como saúde, educação e transportes.

O ex-governador foi escolhido para o posto depois de ter recusado o convite de Ricardo Trípoli, para ser vereador da capital paulista.

Tripoli é secretário especial de Covas e que deve participar da coordenação da campanha de Covas também.

Fonte: CNN

Continuar lendo EM MEIO A DENÚNCIAS, ALCKMIN ASSUME CARGO DE COORDENAÇÃO NA CANDIDATURA DE COVAS

A LAVA JATO IRÁ CUMPRIR A DECISÃO DE DIAS TOFFOLI, E FRANQUEAR ACESSO A BASE DE DADOS IRRESTRITOS DA FORÇA TAREFA

Lava Jato diz lamentar decisão de Toffoli, mas que compartilhará dados com PGR

Por Renata Agostini, CNN  

09 de julho de 2020 às 20:48

dias toffoliO atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli

Os procuradores da Lava Jato afirmam que irão cumprir a decisão do presidente Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, de franquear acesso irrestrito ao Procurador-geral da República, Augusto Aras, à base de dados das forças-tarefa do Paraná, do Rio de Janeiro e de São Paulo.

O grupo afirma em nota, porém, que lamenta a decisão e que ela “parte de pressuposto falso, pois inexiste qualquer investigação sobre agentes públicos com foro privilegiado”.

Em sua decisão, Dias Toffoli indicou que a PGR “apontou a existe^ncia de graves fatos que sugerem, pelo menos em tese, a investigac¸a~o de cidada~os com foro perante a Suprema Corte por autoridades incompetentes”. Dias Toffoli se referia à reclamação de que a força-tarefa investigou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, omitindo seus nomes completos de relatórios.

“Lamenta-se que a decisão inaugure orientação jurisprudencial nova e inédita, permitindo o acesso indiscriminado a dados privados de cidadãos, em desconsideração às decisões judiciais do juiz natural do caso que determinaram, de forma pontual, fundamentada e com a exigência de indicação de fatos específicos em investigação, o afastamento de sigilo de dados bancários, fiscais e telemáticos”, diz trecho da nota dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato.

O grupo diz ainda que os atos de membros do Ministério Público Federal estão sujeitos à Corregedoria do Ministério Público Federal e do Conselho Nacional do Ministério Público e que ambos “têm amplo acesso a todos os processos e procedimentos para verificação de sua correção, o que é feito anualmente, constatando-se a regularidade dos trabalhos”. A nota diz ainda que, de acordo com a lei, “essa função correcional não se insere no âmbito de atribuições do Procurador-Geral da República”.

Fonte: CNN

Continuar lendo A LAVA JATO IRÁ CUMPRIR A DECISÃO DE DIAS TOFFOLI, E FRANQUEAR ACESSO A BASE DE DADOS IRRESTRITOS DA FORÇA TAREFA

MINISTRO DA JUSTIÇA REQUISITARÁ A PF ABERTURA DE INQUÉRITO CONTRA JORNALISTA DA FOLHA DE S. PAULO

Autor de artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra” será enquadrado na LSN, avisa ministro da Justiça

08/07/2020 às 08:26

Hélio Schwartsman

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, irá requisitar a Polícia Federal a abertura de inquérito contra o jornalista Hélio Schwartsman, autor de um artigo publicado nesta segunda-feira (7) no decadente jornal Folha de S.Paulo, intitulado “Por que torço para que Bolsonaro Morra”.

Num texto medíocre e repleto de ódio, Schwartsman desejá e defende explicitamente a morte de Bolsonaro.

Para o ministro da Justiça, o artigo deve ser repudiado e “com base nos artigos 31, IV e 26 da Lei de Segurança Nacional será requisitada a abertura de inquérito à Polícia Federal”.

Art. 26 – Caluniar ou difamar o Presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação. Pena: reclusão, de 1 a 4 anos.

Confira:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo MINISTRO DA JUSTIÇA REQUISITARÁ A PF ABERTURA DE INQUÉRITO CONTRA JORNALISTA DA FOLHA DE S. PAULO

POLÍTICA: SENADOR LASIER MARTINS FAZ GRAVES DENÚNCIAS DE CONLUIO ENTRE TOFFOLI E ALCOLUMBRE

Lasier Martins denuncia “conluio amigo” entre Alcolumbre e Toffoli

Em entrevista à TV Jornal da Cidade Online, o senador Lasier Martins (Podemos-RS) não poupou críticas ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmando que ele não tem cumprido as mudanças prometidas, além de não colocar em votação projetos importantes e cancelar sessões e reuniões. O senador também ressaltou que os pedidos de impeachment contra ministros do STF estão sendo automaticamente engavetados.

Lasier comentou, ainda, sobre a aprovação do Projeto de Lei nº 2630, conhecido como Lei da Censura, no qual votou contra.

Confira alguns destaques:

Lei da Censura não

“A meu juízo, não precisava dessa lei da mordaça, estou entendendo que ela uma emergência provocada por alguns poderosos que vem sendo atingidos, e bem conhecidos. Estamos vivendo no Brasil um momento de muita indignação dos brasileiros, muita revolta, quase um desespero, com o descalabro, verdadeira balbúrdia, em alguns poderes, poder judiciário, principalmente do Supremo Tribunal Federal, que tem usurpado atribuições que não lhe competem.”

Impeachment no STF?

“O Supremo é formado por seus ministros. Se os ministros falham, cabe denúncia e cabe julgamento, e cabe impeachment, embora nunca se tenha feito, atualmente há material para o processo. No ano passado, foram arquivados 33 pedidos de impeachment contra alguns ministros como Gilmar Mendes, Lewandowski, Toffoli. Nesse ano, acrescentou-se Alexandre de Moraes. E os pedidos de impeachment contra ministros do STF estão sendo automaticamente engavetados.”

STF se julga uma super casta

“Hoje, lamentavelmente, um dos poderes que mais tem cometido, mais do que erros, tem cometido violências, é o Supremo Tribunal Federal, se julga acima de tudo e de todos, é o verdadeiro Olimpo, se acham inatingíveis, é uma super casta, que temos muita dificuldade de contrariar. O poder legislativo, que teria autoridade para combater esses excessos, não se mexe para isso, pelos bons relacionamentos das autoridades, a boa relação do presidente do Senado com o presidente do Supremo, isso vira um verdadeiro conluio e não se consegue levar nada a bom termo.”

Senado tem orçamento de R$ 4 bilhões

“No ano passado, eu protocolei um projeto de resolução no Senado para que se devolvesse ao Tesouro, porque é um desperdício de recursos. Imagine, uma casa com 81 senadores e tem um orçamento de R$ 4 bilhões este ano, dá para reduzir em R$ 500 milhões e não vai fazer falta. Investimentos em muita coisa que não precisa, comissionados demais, terceirizações sem licitações há muitos anos, ocupação de salas do Congresso por quem não tem direito… mas o presidente do Senado não tem colocado em pauta.”

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLÍTICA: SENADOR LASIER MARTINS FAZ GRAVES DENÚNCIAS DE CONLUIO ENTRE TOFFOLI E ALCOLUMBRE

ENQUANTO SANTACRUZENSES MORREM POR FALTA DE ASSISTÊNCIA, RESPIRADORES PERMANECEM NAS CAIXAS

Respiradores são entregues,mas permanecem  nas caixas desde junho em Santa Cruz;

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte

Por Redação – Publicado em 03/07/2020 às 15:52

Denúncia foi feita por um homem que acessou o hospital de Santa Cruz

O Agora RN recebeu uma denúncia anônima de um homem do município de Santa Cruz, no Agreste potiguar, onde cinco respiradores entregues pelo Governo Estadual para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da cidade permanecem nas caixas, pois não foram instalados pela prefeitura.”A governadora Fátima Bezerra enviou no começo de junho os respiradores, que estão fechados, quase trinta dias (depois). Já morreram vários santacruzenses e vão morrer muito mais. Os respiradores trancados em um quarto, maltratando e humilhando”, dispara o denunciante.

Ele mostra os equipamentos empacotados, ainda dentro das caixas. O vídeo é concluído com um desabafo: “Estou indignado, insatisfeito. Isso é sacanagem que o poder público municipal faz com Santa Cruz. Por favor, senhor prefeito, salve nosso povo. Coloque os respiradores para funcionar, prefeito. Pelo amor de Deus”.

O município é gerido por Ivanildo Ferreira (PSB).

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte. Ao todo, o número de mortos foi de 234 pessoas nessa lista de espera. Este é o segundo maior motivo pelo cancelamento da regulação, depois da expiração das solicitações.

As informações são da plataforma Regula RN, do Governo do Estado em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do RN (Lais), que possui dados e informações sobre a situação dos leitos no estado.

A impossibilidade do transporte é outro motivo que interfere no acesso das pessoas aos leitos. De acordo com o levantamento, cerca de 149 solicitações foram canceladas por dificuldades no deslocamento. Ainda segundo a plataforma, até o último dia 29, 32 pacientes já estavam regulados e no aguardo da locomoção.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo ENQUANTO SANTACRUZENSES MORREM POR FALTA DE ASSISTÊNCIA, RESPIRADORES PERMANECEM NAS CAIXAS

POLICIAL: LAUDO DA PF DESMENTE ALEXANDRE DE MORAES NO INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

Deu errado: Laudo da PF frustra Moraes

Alexandre de Moraes

Informação quentíssima do bem informado jornalista Cláudio Humberto, dá conta de que no ‘apenso 70’ do malfadado inquérito das Fake News, um laudo pericial emitido pelo Polícia Federal, frustrou o ministro Alexandre de Moraes.

O laudo atesta não ter sido possível identificar a existência da imaginada “rede de robôs” com mensagens financiadas nas redes sociais.

Sem a confirmação da tal “rede de robôs” parece que toda a narrativa em torno das investigações cai por terra.

O ministro descobriu que os xingamentos vêm de contas que, na verdade, têm donos de carne e osso. Nada de robôs.

Duro será justificar os inúmeros direitos violados.

Fonte:Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLICIAL: LAUDO DA PF DESMENTE ALEXANDRE DE MORAES NO INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

POLICIAL: TRUMP NA MIRA DA INTERPOL

Irã aciona Interpol e pede prisão de Trump por morte de general

  

em 29.06.202 

Por Raul Holderf  Nascimento

O Irã expediu uma ordem de prisão contra o presidente dos EUA, Donald Trump.

‪O país acusa Trump de participação no assassinato do general Qaseim Soleimani, em um atentado no Iraque, em janeiro deste ano.‬

‪As autoridades iranianas veicularam o mandado de prisão nesta segunda-feira (29), por meio das emissoras estatais.

‪Além disso, o Irã também acionou a Interpol e enviou uma “notificação vermelha”, exigindo a busca e apreensão dos indivíduos nomeados.‬

‪Ali Alqasimehr, promotor público de Teerã, assegurou que continuarão o processo após o encerramento do mandato de Trump como presidente.‬

Continuar lendo POLICIAL: TRUMP NA MIRA DA INTERPOL

ESCÂNDALOS DE ESPIONAGEM ILEGAL NO ÚLTIMO MÊS REPERCUTEM NA ARGENTINA E NO URUGUAI

 

Casos de grampos ilegais sacodem política na Argentina e no Uruguai

Escândalos de espionagem ilegal envolvendo o governo de Maurício Macri e Luis Lacalle Pou vieram à tona no último mês

INTERNACIONAL

Do R7
Vice-presidente do Uruguai Beatriz Argimón teve áudio vazado nesta semanaVice-presidente do Uruguai Beatriz Argimón teve áudio vazado nesta semana
Dois casos de grampos ilegais, revelados no último mês, mexeram com autoridades políticas na Argentina e do Uruguai. Um áudio vazado da vice-presidente do Uruguai, Beatriz Argimón supostamente revela escutas ilegais e extorsões ao governo.

Na Argentina, o ex-presidente Maurício Macri e Gustavo Arribas da AFI (Agência Federal de Inteligência) foram denunciados pelo Ministério Público em um caso que ficou conhecido como “Super Mario Bros”. Durante seu governo, a agência de inteligência teria espionado jornalistas, empresários, políticos, e atores sociais.

Até mesmo uma pasta com as informações dos jornalistas que cubriram o G-20, sediado no país, foi encontrado. Os jornalistas eram classificados por “proximidade ideológica” com o governo.

Nesta semana, foi publicado um áudio de quase dez minutos que envolve a vice-presidente do Uruguai, Beatriz Argimón e o empresário de relações públicas Fernando Cristino. Nele, a vice-presidente faz uma espécie de cobrança sobre o comportamento do empresário dizendo que todas conversas pelo telefone são gravadas.

“Tudo se sabe e tudo é gravado”, diz Beatriz ao empresário. “Te peço que não faça eco de nada, não diga que tem notícias de Luis [Lacalle Pou], do ‘dealer’ do Luis”, continua a vice-presidente. Ela dá a entender no diálogo, que já sabia que ele estaria conversando ao telefone sobre o governo.

“Tem que ter muito cuidado, o que você falou outro dia, quando me ligou, tudo se sabe, todo é gravado”, diz Beatriz. E ela complementa: “No final do dia, quando as ligações foram ouvidas e ouviram as suas, eles vieram falar comigo, e eu disse: ‘esse homem é o Fernando, eu cuido’ para que não fizessem nada com você, porque todas as ligações vão direto. E agora, te digo porque eu assumi a responsabilidade de dizer, que eu freei”.

Fernando Cristino alega que foi ameaçado de morte e já apresentou denúncia, incluindo a vice-presidente Beatriz Argimón nela. No áudio, Beatriz diz que tudo é gravado porque “todos os dias chegam todo tipo de extorsão contra o governo”.

A Procuradoria-Geral do Uruguai irá investigar o caso envolvendo o áudio vazado que envolve a vice-presidente do Uruguai e o empresário. Jorge Díaz, o procurador-geral, disse também que tudo que pode haver de ilegal será investigado, não apenas a questão da ameaça de morte.

O caso será da responsabilidade da procuradora Silvia Porteiro.

A oposição Frente Ampla também se manifestou e ingressou com um pedido de investigação. “A publicação do áudio da vice-presidente Argimón gera uma preocupação relevante no sentido institucional, além de aspectos privados, na medida em que se refere a escutas telefônicas e extorsão diária de líderes governamentais”, diz a publicação.

O ex-presidente Mauricio Macri foi denunciado após o maior caso de espionagem desde a redemocratização vir à tona. Quase 500 jornalistas, produtores, políticos e empresários foram seguidos de perto pelo serviço de inteligência durante o governo de Macri. A agência EFE chegou a denunciar que seus jornalistas estão na lista.

O caso ficou conhecido como “super Mario Bros” que era o nome do grupo de whats app onde as informações colhidas eram compartilhadas com o diretor de operações da AFI, Alan Ruiz. O grupo, segundo as denúncias, tinham até mesmo um apartamento alugado como central das operações.

A queixa foi aceita após um disco rígido ter sido encontrado como parte das tarefas de coleta de informações da agência de inteligência. No HD, foram encontrados traços digitais que mostram a conexão de dispositivos externos que armazenavam informações de inteligência sobre pessoas ligadas à atividade política.

O relatório do procurador federal Jorge di Lello dizia que as informações foram usadas para produzir inteligência ilegal, pois “não há registros no AFI de que essas tarefas tenham sido ordenadas por um juiz ou autoridade competente.

 

Continuar lendo ESCÂNDALOS DE ESPIONAGEM ILEGAL NO ÚLTIMO MÊS REPERCUTEM NA ARGENTINA E NO URUGUAI

POLÍCIA: PF USA INTELIGÊNCIA GEOESPACIAL PARA COMBATER A USURPAÇÃO ILEGAL DE MINÉRIOS E LAVAGEM DE DINHEIRO NO RN

Operação da PF combate usurpação de minério e lavagem de dinheiro com Inteligência Geoespacial no RN

Suspeitos teriam usado imagens de um satélite da Nasa

Por Redação – Publicado em 26/06/2020 às 09:14

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (26), a Operação Siroco, com o objetivo de apurar usurpação de minério, lavagem de capitais e crimes ambientais. As investigações apuram a extração ilegal de minério que estaria sendo utilizado em construção civil, principalmente na construção de parques eólicos no estado do RN.

Policiais federais cumprem, simultaneamente, três mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 15ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, nas cidades de Natal e Fortaleza. A operação do RN foi deflagrada de forma coordenada com a Operação Anemoi, deflagrada, também na data desta sexta, pela Superintendência da PF no CE que investiga fatos similares praticados pelos mesmos suspeitos naquele estado.

A investigação realizada no RN, utilizando-se de modernas técnicas e diligências de campo, logrou vincular empresas de grande porte a treze áreas em que houve exploração mineral indevida nos anos de 2012 a 2016.

Os alvos foram separados por modelagem em sistema de informação geográfica, com utilização de bandas espectrais de imagens de satélite da NASA. Uma vez que a modelagem indicou locais suspeitos de extração ilegal de minério, os dados foram encaminhados ao Setor de Inteligência Geoespacial da Diretoria de Inteligência Policial da PF para análise.

A análise posterior, realizada com base em imagens satelitais de alta definição espacial e dados georreferenciados de processos minerários da Agência Nacional de Mineração, demonstrou fortes indícios de que as empresas suspeitas estariam retirando minério (principalmente saibro e areia) de forma criminosa e utilizando esse minério na terraplenagem e na pavimentação de vias de acesso de complexos eólicos construídos no Rio Grande do Norte.

Diligências realizadas nos locais suspeitos, que contaram inclusive com uso de drones, confirmaram o que já havia sido levantado por meio de sensoriamento remoto e modelagem espacial. Policiais verificaram que houve exploração mineral nos polígonos indicados onde não estava autorizada a exploração econômica, bem como que as empresas sob suspeita foram contratadas para as obras estruturantes dos parques eólicos construídos nas imediações.

Além da usurpação mineral, verificou-se que as áreas onde houve extração estavam degradadas, pois foi retirada a vegetação e a camada superficial do solo, rica em matéria orgânica, inviabilizando a recuperação natural do ambiente. Identificou-se que os locais de extração mineral estavam situados nas proximidades de obras de construção de parques eólicos e, mediante entrevistas, confirmou-se que esse era o destino da matéria prima retirada. A área de solo degradado analisada nesta operação chega a 800.000 m2, o que equivale a cerca de 100 campos de futebol.

Corroborando os dados da investigação, com uso de programas estatísticos e ferramentas de Data Mining, promoveu-se a análise de uma massa de dados de cerca de dezessete mil notas fiscais e oitocentas mil transações financeiras, o que corresponde à movimentação total de nove bilhões de reais, aproximadamente. Com esses dados foram comprovados os pagamentos em face da extração indevida.

Em relação à lavagem de dinheiro, existe a suspeita de emissão de notas fiscais ideologicamente falsas para dissimular a origem criminosa da matéria-prima extraída, bem da União.

As diligências de busca e apreensão realizadas nesta data têm como objetivo identificar todas as pessoas que atuaram na ação criminosa e mensurar o prejuízo causado à União e ao meio ambiente.

Será concedida entrevista coletiva às 10h, por meio do aplicativo Teams. Os interessados em participar devem encaminhar mensagem à Comunicação Social da PF/RN, indicando e-mail para recebimento de link convite.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo POLÍCIA: PF USA INTELIGÊNCIA GEOESPACIAL PARA COMBATER A USURPAÇÃO ILEGAL DE MINÉRIOS E LAVAGEM DE DINHEIRO NO RN

A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL

A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL
Líder do PMDB no Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), recebe Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar o lugar de Teori Zavascki (que morreu no mês passado) no Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O magistrado inepto

Guillermo Federico Piacesi Ramos

Alexandre de Moraes

Alexandre de Moraes é um péssimo juiz. E não estou falando de sua atuação política, quando comete usurpação de funções privativas do Poder Executivo, atentando contra o princípio da República Brasileira da separação de Poderes, constante do art. 2º da Constituição.

Se eu falasse da atuação política do juiz, essa minha própria crítica aqui seria eminentemente política, e atécnica também.

Estou falando da atuação jurídica de Moraes.

Ele confunde os juízos de “possibilidade” e “probabilidade”, que devem nortear a prolação de decisões judiciais liminares – como se sabe, algo que é possível não é necessariamente provável; o juízo de mera possibilidade não pode conduzir o magistrado a conceder a tutela jurisdicional de urgência (exemplo claro, para o processo penal: se alguém diz que vai matar alguém, é possível que seja verdade; mas é provável?)

Por outro lado, ele não conhece a força probante e a verossimilhança das alegações, para levar em consideração as provas e os fatos nos seus provimentos e pronunciamentos. Recortes de jornais ou documentos unilaterais não podem, jamais, ser considerados como prova judicial, suficientes à concessão de uma ordem oponível contra alguém.

Se o Brasil ainda fosse um Estado de Direito, e uma República Democrática, Alexandre de Moraes seria a maior prova da inaptidão de um operador de Direito para um cargo de magistratura. Mas no atual ambiente do país, de arbítrio e totalitarismo judicial da Suprema Corte, isso pouco importa. Talvez ele seja até a pessoa certa para o serviço.

De mais a mais, fiz essa minha observação acima apenas para dizer que ainda consigo ter sangue frio para analisar as coisas tecnicamente. O Brasil é um Estado de Direito, independentemente do que pretenda Alexandre de Moraes.

Continuar lendo A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL

SENADOR CONTARATO QUE PEDIU APREENSÃO DO PASSAPORTE DE WEINTRAUB É DENUNCIADO POR EXERCÍCIO IRREGULAR DA ADVOCACIA

Senador que pediu a apreensão do passaporte de Weintraub sofre representação por exercício irregular da advocacia

Fabiano Contarato

Fabiano Contarato, o senador que propôs a absurda apreensão do passaporte do ex-ministro Abraham Weintraub, está exercendo de maneira irregular a advocacia.

Pelo menos esse é o teor de representação proposta contra o parlamentar junto ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

A representação impetrada contra Contarato tem lastro no artigo 30, II do Estatuto da Advocacia, que diz o seguinte:

Art. 30. São impedidos de exercer a advocacia:

II – os membros do Poder Legislativo, em seus diferentes níveis, contra ou a favor das pessoas jurídicas de direito público, empresas públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas, entidades paraestatais ou empresas concessionárias ou permissionárias de serviço público.

Contarato vem atuando contra a União Federal em diversas ações de forma isolada ou conjunta, infringindo a legislação.

Nesse sentido, a representação interposta pede providências urgentes da OAB.

Entretanto, dado ao cunho ideológico que atualmente impera na entidade, é de se duvidar que alguma providência seja efetivamente tomada.

Que país é esse?

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo SENADOR CONTARATO QUE PEDIU APREENSÃO DO PASSAPORTE DE WEINTRAUB É DENUNCIADO POR EXERCÍCIO IRREGULAR DA ADVOCACIA

OPINIÃO: NESTE MOMENTO SÓ O SENADO PODE PARAR A ESCALADA AUTORITÁRIA DITATORIAL DO STF

Caro(a) leitor(a),

O ex-senador Magno Malta faz uma séria denúncia do vídeo a seguir publicado no Jornal da Cidade Online sobre a omissão do Senado com relação a escalada autoritária do STF e os crimes que os ministros togados estão cometendo dia após dia sem que ninguém tome uma atitude. Os senhores senadores não foram eleitos para isso. Magno Malta tem razão, nesse momento a única Instância capaz de, constitucionalmente, deter o autoritarismo ditatorial do STF é o senado E se assim não agir ele também será engolido pela fúria desenfreada de poder dos ministros togados e em breve a tão sonhada democracia brasileira se transformará em fascismo. Portanto, peço que divulguem essa postagem com força, pois só o conhecimento liberta!

Maioria do Senado é omissa e conivente em relação ao STF, afirma Magno Malta (veja o vídeo)

Youtube/JCO

Impossível você não entender o que está acontecendo depois de ver esse vídeo que o ex-senador Magno Malta divulgou em seu canal. De forma contundente, ele cobra um posicionamento dos senadores com relação às últimas ações dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

“Todas as ações do senhor Alexandre de Moraes são assinadas também pelo Senado, todas as ações do senhor Celso de Mello, o deboche, chamando os brasileiros de nazistas, são assinadas pelo Senado, porque os senhores estão calados, omissos, eu não sei se por má fé, malandragem ou rabo preso! Quero fazer uma ressalva, de que existe um grupo de senadores que se movimenta, que estão se movimentando inquietos com toda essa situação, mas vejo uma maioria calada, que decepciona a nação brasileira”, lamentou Magno Malta.

Soltam bandidos e prendem inocentes

O ex-senador criticou duramente a maioria dos senadores, que não pedem explicações sobre possíveis abusos de poder e arbitrariedades cometidas pelos ministros togados.

“Eu vejo o Senado calado, um senador não levanta a voz, não cita o nome de Alexandre Moraes, Celso de Mello, que chame atenção deles, do presidente do STF, Dias Toffoli, não os convoca. Convoquem eles, vocês têm poder para isso, para que ele venha se explicar, por que a prisão de inocentes, que nunca roubaram, assaltaram, que não são traficantes? E por que vocês soltaram traficantes, por que soltaram o braço direito de Marcola? Qual a justificativa para isso?!”, questiona o ex-senador.

STF intervém em outros poderes?

Malta lembrou o episódio ocorrido em 2016, quando o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, deferiu um pedido de liminar para afastar Renan Calheiros da presidência do Senado.

“Renan pode ter cometido erro… eu não tomo conto da vida do Renan, eu sei da minha vida, mas eles pediram a prisão do Renan. Não é intervenção em outro poder? Onde estão os processos de Rodrigo Maia, que não são julgados?”, indagou o ex-senador.

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: NESTE MOMENTO SÓ O SENADO PODE PARAR A ESCALADA AUTORITÁRIA DITATORIAL DO STF

EDITORIAL: O CASO QUEIROZ É CASO DE POLÍCIA SIM E A RACHADINHA EXISTE EM TODO O BRASIL HÁ MAIS DE 40 ANOS

A prisão de Queiroz representa um divisor de águas no rumo e na história da política nacional. Por que a partir dela a verdade, enfim, sobre a famigerada rachadinha virá a tona. A verdade contida em João 8:32 tantas vezes invocada por Bolsonaro finalmente vai ser revelada, ironicamente pelo ex assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro. Essa verdade é altamente abrangente, pois trata-se de um vício praticado há mais de 40 anos na política brasileira, desde as mais de 5 mil Câmaras Municipais, passando pelas 27 assembleias legislativas, chegando a Câmara e ao Senado Federais. Se o tal do Queiroz resolver jogar o excremento no ventilador (e assim espero que o faça) será o fim dessa prática nefasta no país e talvez seja o maior legado que o governo/família Bolsonaro possa deixar para a história desse país. Assim como o Cristo deu a vida para redimir todos os pecados da humanidade a família Bolsonaro terá a oportunidade de banir esse pecado que mancha a política brasileira desde sempre! Quer legado maior do que esse?

Fonte:

Continuar lendo EDITORIAL: O CASO QUEIROZ É CASO DE POLÍCIA SIM E A RACHADINHA EXISTE EM TODO O BRASIL HÁ MAIS DE 40 ANOS

A FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO DA SAÚDE ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS.

Superintendente da Saúde do RJ é preso em nova fase de operação contra irregularidades na compra de respiradores pelo estado

 POLÍCIA, SAÚDE

Carlos Frederico Verçosa Duboc (E), superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde, foi preso em casa, em Niterói 

A Polícia Civil e Ministério Público (MP) do RJ prenderam, na manhã desta quarta-feira (17), Carlos Frederico Verçosa Duboc, superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde.

Também foi preso o empresário Anderson Bezerra.

É mais uma fase da Operação Mercadores do Caos, que investiga suposta fraude na compra de mil respiradores pelo estado para o combate à Covid-19.

Os equipamentos foram comprados emergencialmente e, segundo o MP, jamais foram entregues.

Duboc foi preso em casa, em Pendotiba, Niterói. Servidor do Município do Rio cedido ao estado desde janeiro de 2019, ele respondia a Edmar Santos — secretário de Saúde exonerado pelo governador Wilson Witzel, diante das irregularidades — e foi mantido na função por Fernando Ferry.

Cabia a Duboc autorizar despesas — incluindo as de dispensas de licitação, como foi o caso dos respiradores.

A TV Globo apurou que ele foi acordado pelos policiais.

Bezerra foi preso no Andaraí, na Zona Norte do Rio.

Agentes saíram para cumprir ainda quatro mandados de busca e apreensão no Rio e outros cinco em Brasília — todos expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada do Rio de Janeiro.

O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa de Duboc e de Bezerra.

Sete presos

Além de Duboc, seis pessoas haviam sido presas em etapas anteriores da Mercadores do Caos:

Gabriell Neves, subsecretário de Saúde do estado, exonerado antes da prisão;

Gustavo Borges, que sucedeu Gabriell na pasta, exonerado depois da operação;

Aurino Filho, dono da A2A, uma empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores ao estado;

Cinthya Silva Neumann, sócia da Arc Fontoura, outra firma contratada;

Maurício Fontoura, controlador da Arc Fontoura e marido de Cinthya;

Glauco Guerra, representante da MHS, a terceira empresa contratada.

O MP afirma que o esquema fraudulento “desviou mais de R$ 18 milhões do Erário do Rio de Janeiro”.

“Passados mais de dois meses da data de entrega dos respiradores comprados emergencialmente, sem licitação, nenhum equipamento foi entregue pelas empresas, nem o dinheiro devolvido aos cofres públicos”, afirmou.

Equipamentos inservíveis

Os contratos, sem licitação, somaram R$ 183,5 milhões. O G1 mostrou que o governo pagou R$ 33 milhões adiantados às três empresas. Parte do pagamento adiantado ocorreu em uma hora.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo A FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO DA SAÚDE ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS.

JUSTIÇA: PROCURADOR GERAL DOS EUA ANUNCIA VOLTA AS EXECUÇÕES FEDERAIS DE CONDENADOS À MORTE

Após 17 anos de interrupção, EUA retomam execuções federais de pessoas condenadas à morte

Publicado 1 hora atrás 

em 16.06.2020

Por Thaís Garcia

As execuções de pessoas condenadas à pena de morte por tribunais federais vão ser retomadas em 13 de julho nos EUA, depois de 17 anos de interrupção, anunciou o Procurador-Geral do país (cargo equivalente nos EUA ao de ministro da Justiça do Brasil), William Barr, na noite de segunda-feira (15).

De acordo com a AFP, William Barr já tinha anunciado há um ano a intenção de retomar a execuções de pessoas que foram condenadas à pena de morte em instâncias federais. Pelo menos 5 injeções letais estavam agendadas entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020 na penitenciária de Terre-Haute, no estado de Indiana.

Contudo, a Justiça norte-americana interrompeu os processos depois de os advogados de alguns dos condenados terem expressado dúvidas sobre a legalidade do protocolo escolhido para matar os reclusos.

Depois de um tribunal ter autorizado a utilização de pentobarbital, o Procurador-Geral dos Estados Unidos ordenou o reagendamento das datas para quatro condenados.

“Devemos isso às vítimas dos seus crimes horríveis”, vincou o governante, em comunicado citado pela AFP.

Estas execuções estão agora agendadas entre 13 de julho e 28 de agosto.

A AFP também diz que o primeiro destes condenados a ser executado pela Justiça norte-americana deverá ser Daniel Lewis Lee, que foi condenado em 1999 à morte pelo homicídio de um casal e de uma criança de 8 anos.

De acordo com a AFP, pesquisas apontam para uma taxa de aprovação da pena de morte nos EUA, na ordem dos 54%, em comparação com os cerca de 80% de aprovação no início dos Anos 90.

Em 2019, 22 pessoas foram executadas nos Estados Unidos.

A maioria dos casos tem resolução nas instâncias estatais, no entanto, os tribunais federais julgam atos mais graves, como, por exemplo, atentados, crimes racistas, ou que foram cometidos em instalações militares.

Nesta instância, apenas 3 pessoas foram executadas nos últimos 45 anos, incluindo Timothy McVeigh (em 2001), responsável por um atentado à bomba em Oklahoma em 1994 e que provocou a morte a 168 pessoas.

A última execução federal ocorreu em 2003.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo JUSTIÇA: PROCURADOR GERAL DOS EUA ANUNCIA VOLTA AS EXECUÇÕES FEDERAIS DE CONDENADOS À MORTE

VERGONHA: INVESTIGAÇÃO DA FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO JÁ ALCANÇA 15 ESTADOS E DF

DINHEIRO PÚBLICO: Quinze Estados e o DF investigam fraudes em compras para o combate à pandemia

11/06/2020 às 08:23 em Saúde

A operação da Polícia Federal (PF) deflagrada quarta-feira (10) no Pará, que investiga supostas fraudes na compra de respiradores, essenciais para o tratamento de vítimas em estado grave da covid-19, dá sequência a uma série de ações similares vistas em vários pontos do país desde o início da pandemia.

Para ser preciso, quinze Estados e o Distrito Federal apuram irregularidades no uso de verbas que deveriam ser destinadas ao combate à pandemia.

A urgência da situação sanitária, com o avanço do número de infectados pelo novo coronavírus, fez com que o Congresso Nacional aprovasse uma medida provisória do governo federal que dispensava licitação, durante o período de calamidade pública, na compra de equipamentos necessários para o combate aos casos da covid-19.

Assim, ficou mais fácil e rápido a governadores e prefeitos de todo o Brasil adquirir máscaras, luvas, álcool gel, ventiladores pulmonares (respiradores) e outros itens hospitalares. Porém, como um ônus à medida, também abriu-se uma brecha para falcatruas.

Prepare-se para a guerra

No Pará, um dos alvos da Operação “Para Bellum” (prepare-se para a guerra, em latim) é o governador do Estado, Helder Barbalho (MDB), que não é o único chefe de Estado suspeito. No Rio, acontece o mesmo com Wilson Witzel (PSC), e, em Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL) também faz parte da investigação.

Barbalho assinou a compra dos equipamentos no valor de R$ 50,4 milhões ao Pará. Desse total, metade do pagamento foi feito de forma antecipada à empresa fornecedora, a SKN do Brasil.

Os respiradores, além de demorarem para chegar, mostraram-se inúteis porque eram de um modelo diferente do contratado e não serviam para o tratamento da covid-19.

Foram devolvidos, mas o estrago já estava feito. Em nota, o governo disse que os cofres foram ressarcidos e a empresa, processada.

O relator do caso no Ministério Público Federal (MPF), ministro Francisco Falcão, autorizou ainda o bloqueio de R$ 25 milhões do governador e de outros sete envolvidos.

No Rio, um alerta ignorado

No Rio de Janeiro, a Operação Placebo, da PF, chegou no dia 26 de maio ao Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador Wilson Witzel.

As suspeitas e o desgaste na imagem de Witzel levaram a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro a abrir ontem o processo de impeachment do governador.

A suspeita, levantada pela Polícia Civil, com ajuda do Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal (MPF), era de um esquema montado entre integrantes do governo, principalmente da área de saúde, e a organização social Iabas (Instituto de Atenção Básica e Atenção à Saúde) para desviar recursos públicos destinados à instalação de hospitais de campanha.

Witzel não pode nem declarar que não sabia que o contrato lhe traria dores de cabeça. Conforme o R7 revelou, a Procuradoria Geral do Estado o alertou em abril sobre o risco de problemas.

O governo não só ignorou o parecer como, além de manter o contrato integral com o instituto para construir e administrar sete hospitais de campanha, pagou antecipadamente oito vezes mais que o valor previsto.

O Iabas deveria receber de forma antecipada pouco mais de R$ 8 milhões, ou cerca de 1% do total das obras. Mas antes do início das obras, o governo já havia dado quase R$ 70 milhões ao instituto.

No início de junho, Witzel rompeu o contrato com o Iabas e fez uma denúncia contra a empresa, ao afirmar que ela estava importando carrinhos de anestesia em vez de respiradores.

O Iabas, por sua vez, alegou que a administração pública tinha conhecimento dos equipamentos comprados. E que já havia decidido encerrar o contrato porque em 40 dias o governo fez mais de 20 mudanças nos projetos.

CPI aberta em Santa Catarina

A desconfiança com a utilização de verbas públicas para a contenção da doença levou à abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) em Santa Catarina.

A CPI investiga a compra emergencial de 200 respiradores, com o pagamento antecipado de R$ 33 milhões (R$ 165 mil a unidade). Uma força-tarefa investiga suspeitas de fraude, uso de laranjas e superfaturamento. Dois secretários estaduais já deixaram os cargos desde que surgiram as denúncias.

O governador Carlos Moisés passou a ser investigado com a divulgação de que no final de março fez a compra de respiradores de uma outra empresa por R$ 70 mil cada, menos da metade do gasto nos contratos alvo da comissão parlamentar.

Farra na Região Norte

Além da operação no Pará, quarta-feira, os agentes da PF foram a mais três Estados do Norte do país no mesmo dia: Acre, Amazonas e Rondônia. Amapá e Roraima completam a lista de denúncias da região.

No Acre, 46 agentes da PF dois mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão em endereços de envolvidos em uma manobra irregular para a compra de máscaras e álcool em gel pela Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco, capital do Estado. Seis pessoas foram intimadas para prestar esclarecimentos.

Segundo a investigação, mais de 70 mil litros de álcool em gel e quase 1 milhão de máscaras foram comprados pelo preço de R$ 7 milhões com um esquema fraudulento de superfaturamento que envolvia uma simulação forjada de pesquisa de preços e falsidade na assinaturas da empresa contratada.

Em Manaus (AM), na Operação Apneia, os policiais cumpriram 14 mandados de busca e apreensão atrás de provas de que foi criminosa escolha da empresa responsável pela entrega de respiradores ao Amazonas.

O Ministério Público diz ainda que encontrou indícios de que os aparelhos foram adquiridos por preços superfaturados.

O Tribunal de Contas local já apontou sobrepreço na compra de 28 respiradores que a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) adquiriu da empresa FJAP Cia Ltda.

Em abril, a Corte determinou que a Susam suspendesse o pagamento, no valor de R$ 2,97 milhões, e buscasse o ressarcimento de quantias pagas a mais. Além disso, recomendou que a secretária de Saúde, Simone Papaiz, fosse afastada do cargo. Mas isso não ocorreu.

O Governo do Amazonas nega irregularidade e diz que os equipamentos foram adquiridos abaixo do preço de mercado.

Em Rondônia, foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e 15 de busca e apreensão na Operação Dúctil, que apura a suspeita de fraudes na aquisição emergencial de materiais e insumos médicos e hospitalares para as unidades de saúde do Estado.

No Amapá, investigações da PF, ao lado da MPF e CGU (Controladoria Geral da União), apontaram fortes indícios de superfaturamento na aquisição de equipamentos de proteção individual, em pelo menos seis dos 15 itens comprados pelo Fundo Estadual de Saúde do Amapá (FES).

Alguns valores eram descaradamente mais altos. Algumas máscaras chegaram a custar 814% a mais do que as fornecidas por outras empresas.

Em Roraima, 30 respiradores comprados pela Secretaria de Saúde custaram R$ 6 milhões levantaram a suspeita de fraude. O valor foi pago antes mesmo de o Estado receber a entrega.

A Polícia Civil de Roraima vasculhou cinco departamentos da Secretaria no início de maio em busca de documentos para a investigação.

Empresa fantasma no Recife

Em Pernambuco, uma elaborada estratégia foi traçada para fornecer ventiladores pulmonares à Prefeitura de Recife.

Segundo as investigações da PF, empresas com débitos com a União superiores a R$ 9 milhões e que não poderiam, portanto, fechar qualquer acordo com a administração municipal, utilizaram uma microempresa fantasma para firmar contratos de R$ 11 milhões com a Prefeitura de Recife.

A empresa chegou a fornecer 35 respiradores, mas o contrato foi desfeito no dia 22 de maio, um dia após notícias sobre as irregularidades serem divulgadas.

A operação descobriu que apenas 25 respiradores estavam nos depósitos municipais, sem uso, e há a suspeita de que os outros tenham sido revendidos.

Máscaras de grife, ventiladores e hospital no estádio

No Maranhão, a suspeita é de superfaturamento de R$ 2,3 milhões na compra de 320 mil máscaras cirúrgicas pela Secretaria Municipal de Saúde da capital, São Luís.

Segundo a Controladoria Geral da União, o Maranhão contratou duas empresas sem capacidade técnica necessária e comprovada para fornecer as máscaras e uma delas ainda estaria em nome de laranjas.

Também por temor de superfaturamento na compra de máscaras ocorreu em Tocantins uma operação no dia 3 de junho. Doze mil unidades foram adquiridas por R$ 35 cada, um valor exorbitante considerando-se que concorrentes da empresa escolhida ofereciam-nas por cerca de R$ 2.

Em Fortaleza (CE), o prefeito Roberto Cláudio (PDT) teria pagado até quatro vezes mais que o preço médio nacional em respiradores. Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Operação Dispneia no fim de maio em empresas e órgãos públicos da cidade e em São Paulo.

A empresa contratada para fornecer os ventiladores não teria condições técnicas de cumprir o contrato.

Em Brasília (DF), O Ministério Público e a PF fizeram em 15 de maio a Operação Gabarito para investigar supostas irregularidades na construção do hospital de campanha do estádio Mané Garrincha.

A obra foi contratada com dispensa de licitação e teria custado um valor que chamou a atenção dos órgãos de controle: R$ 79 milhões.

Equipamentos que não chegam

Em São Paulo, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou a investigação de irregularidades por por parte do governo do estado de São Paulo na compra sem licitação de 3 mil respiradores da China ao valor de R$ 550 milhões para o combate à pandemia do coronavírus.

A apuração do TCE foi determinada a partir de uma denúncia do senador Major Olímpio (PSL-SP), que pediu à Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo os documentos referentes ao contrato emergencial para a compra dos aparelhos.

O governador João Doria (PSDB) negou qualquer irregularidade e falou que se viu obrigado a procurar a China porque o governo federal ficou de entregar ao Estado 14.100 respiradores e só havia entregue 56.

Consórcio Nordeste

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou procedimento preparatório de inquérito civil para apurar a possibilidade de irregularidades na compra de respiradores pelo governo do Estado e prefeitura de Salvador.

No início do mês de junho, após denúncias do Consórcio Nordeste, criado com o intuito de fornecer os ventiladores pulmonares aos nove estados da região, a polícia baiana deflagrou a Operação Ragnarok, que cumpriu três mandados de prisão e 15 de busca e apreensão em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e no Distrito Federal, contra uma quadrilha que fraudou a venda dos equipamentos hospitalares.

Os estados nordestinos pagaram quase R$ 49 milhões por 300 respiradores, que não foram entregues.

Leilão viciado

No dia 4 de junho, a PF de Mato Grosso do Sul cumpriu cinco mandados de busca e apreensão para apurar crime contra a economia popular em cotação eletrônica efetuada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Estado.

A PRF-MS queria garantir a prevenção de seus agentes contra o novo coronavírus, anunciou a intenção de comprar 100 mil máscaras, mas percebeu que todas as empresas que ofereceram os itens de higienização e proteção utilizavam preços muito acima do mercado. A PF foi informada e deu-se início à operação TNT.

Segundo o órgão, máscaras que eram comercializadas por R$ 0,12 a unidade, foram oferecidas por até R$ 20.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo VERGONHA: INVESTIGAÇÃO DA FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO JÁ ALCANÇA 15 ESTADOS E DF

EMPRESÁRIA DA HEMPCARE ABRE O JOGO E CONTA COMO FOI FEITA A DIVISÃO DA PROPINA NA COPRA DOS RESPIRADORES PELO CONSÓRCIO NORDESTE

Intermediários que venderam respiradores ao Consórcio do Nordeste embolsaram R$ 12 milhões dos respiradores

11/06/2020 às 05:55 em Saúde

O paradeiro dos R$ 48,7 milhões que os estados do Nordeste anteciparam em negociação para compra de 300 respiradores à empresa Hempcare ganhou uma explicação sobre a qual os investigadores do caso terão de se debruçar, em apuração que reúne elementos que apontam para crime contra a administração pública.

Quando foi presa na Operação Ragnarok, a empresária Cristiana Prestes, da Hempcare Pharma Representações Ltda., foi acusada pelas autoridades da Bahia de crime de estelionato, mas o depoimento que ela prestou à Polícia Civil baiana contestou essa versão ao apresentar informações de que as tratativas que ocorreram na compra de respiradores foram acompanhadas pelo governo do Estado da Bahia.

A íntegra do depoimento foi obtida com exclusividade pela Tribuna do Norte.

Nesse depoimento, Cristiana entregou os documentos que embasam sua versão. Pela colaboração, a Polícia Civil não pediu que sua prisão e dos outros dois envolvidos no caso fossem prorrogadas. A investigação que começou na Bahia foi federalizada para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), foro de governador de Estado.

No depoimento dado na Bahia, Cristiana afirmou ter feito pagamentos na ordem de R$ 12,4 milhões a três intermediários, dois deles pelos relacionamentos que fizeram a ponte entre ela e o Consórcio Nordeste e um terceiro para ajudar com contatos com a empresa chinesa da qual seriam comprados os respiradores. Ela emitiu notas fiscais para comprovar os pagamentos.

A empresária também afirmou que quase R$ 10 milhões foram destinados a ela mesma e seu sócio pela tratativa com o Consórcio. Segundo Cristiana informou à polícia, ela detém R$ 9 milhões no exterior decorrente do dinheiro recebido pelos Estados nordestinos. A transação foi declarada às autoridades monetárias do Brasil. A empresária explicou em seu depoimento que declarou tudo que fez exatamente para que não houvesse acusação de lavagem de dinheiro ou evasão de divisas.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo EMPRESÁRIA DA HEMPCARE ABRE O JOGO E CONTA COMO FOI FEITA A DIVISÃO DA PROPINA NA COPRA DOS RESPIRADORES PELO CONSÓRCIO NORDESTE

CORRUPÇÃO: ELDER BARBALHO É ALVO DE OPERAÇÃO DA PF SOBRE COMPRA DE RESPIRADORES POR R$ 50 MILHÕES

Governador do Pará é alvo em operação da PF sobre compra de respiradores

Polícia Federal apura aquisição de equipamentos por R$ 50 milhões. Além do governador Helder Barbalho, sócios de empresa e servidores são investigados. Governo do Pará diz que verba foi ressarcida aos cofres públicos e pede na Justiça indenização dos vendedores dos respiradores.

Por G1/TV Globo – Publicado em 10/06/2020 às 09:33

Vinte e três mandatos de busca e apreensão foram cumpridos

A Polícia Federal realiza na manhã desta quarta-feira (10), a Operação Bellum, que tem como objetivo apurar a existência de fraude na compra de respiradores pulmonares pelo governo do Pará para ajudar no combate ao coronavírus. São 23 mandados de busca e apreensão no Pará e mais seis estados.Um dos alvos de busca é o governador Helder Barbalho (MDB). Além dele, os sócios da empresa investigada e servidores públicos estaduais são investigados. As buscas foram realizadas nas residências dos investigados, em empresas e, também, no palácio dos despachos, do governo, e nas secretarias de estado de Saúde, Fazenda e Casa Civil do estado do Pará.

Indícios levantados pela Procuradoria-Geral da República apontam que o governador tem relação próxima com o empresário responsável pela concretização do negócio. Mostram, ainda, que sabia da divergência dos produtos comprados e da carga de ventiladores pulmonares inadequados para o tratamento da Covid-19 que foi entregue ao estado. Além do contrato dos respiradores, a organização ligada a este empresário foi favorecida com uma outra contratação milionária, cujo pagamento também foi feito de forma antecipada, no valor de R$ 4,2 milhões.

Em nota, o governo do estado diz que “reafirma seu compromisso de sempre apoiar a Polícia Federal no cumprimento de seu papel em sua esfera de ação” e destaque que o “recurso pago na entrada da compra dos respiradores foi ressarcido aos cofres públicos por ação do Governo do Estado”. O governo também afirma que “entrou na justiça com pedido de indenização por danos morais coletivos contra os vendedores dos equipamentos.”

Helder é o 2º governador alvo de operação da PF sobre contratos relacionados ao combate ao coronavírus. O primeiro foi Wilson Witzel, do RJ, em maio.

Segundo a PF, a compra dos respiradores custou ao estado do Pará o valor de R$ 50.400.00,00. Desse total, metade do pagamento foi feito à empresa vendedora do equipamento de forma antecipada, sendo que os respiradores sofreram grande atraso na entrega, além de serem diferentes do modelo comprado e não funcionarem no tratamento da Covid-19, razão pela qual foram devolvidos.

Os crimes sob investigação são de fraude à licitação falsidade documental e ideológica, corrupção ativa e prevaricação e lavagem de dinheiro.

Continuar lendo CORRUPÇÃO: ELDER BARBALHO É ALVO DE OPERAÇÃO DA PF SOBRE COMPRA DE RESPIRADORES POR R$ 50 MILHÕES

PONTO DE VISTA: O VERDADEIRO CARÁTER DE ALEXANDRE DE MORAES NA VISÃO DE AUGUSTO NUNES

Caro(a) leitor(a),

Estamos sempre alerta por aqui, acompanhando os movimentos dos principais atores do cenário político nacional. Um desses atores que acompanhamos o comportamento há algum tempo é ministro do STF Alexandre de Moraes. É público e notório, principalmente para quem acompanha os fatos políticos que Alexandre de Moraes chegou ao STF por indicação do ex-presidente Temer e é ligado ao PSDB, tendo sido Secretário de Segurança Pública de São Paulo na gestão Geraldo Alckmin e que sua indicação está mais ligada a sua militância política do que ao seu notável saber jurídico, pois como disse o seu orientador de doutorado, o jurista Dalmo Dallari, professor emérito da Faculdade de Direito da USP, em matéria publicada na BBC NEWS, em 22 de fevereiro de 2017:

“respeitava a produção científica de seu orientando até se informar sobre suas ações na administração pública.”

Dallari frisa uma portaria de janeiro que dava ao Ministério da Justiça o poder de rever as análises da Funai sobre demarcação de terras indígenas. Apesar de o documento ter sido revogado no dia seguinte, o jurista viu nele uma clara falta de “consciência jurídica”.

“Foram portarias escancaradamente inconstitucionais e ilegais para favorecer invasores de áreas indígenas. E óbvio, se ele tivesse consciência jurídica, não faria uma coisa dessa.”

Sem tal consciência, diz Dallari, Moraes também não teria notável saber jurídico e, logo, não se encaixaria nos preceitos constitucionais.

“Notório saber não significa apenas conhecimento do que está escrito na lei, é ter consciência do significado ético e social das normas de direito a partir da Constituição. Cheguei a conclusão de que realmente ele não preenche os requisitos.”

Além disso, ficou muito claro o seu perfil autoritário com os episódios do bizarro inquérito das Fake News, no qual ele figura como relator e da suspensão da nomeação de Ramagem para o cargo de Diretor Geral da Polícia Federal, entre outros. Portanto, convido você a ler o artigo a seguir redigido pelo jornalista Augusto Nunes que expõe o verdadeiro caráter desse ministro truculento e nada democrático.

Augusto Nunes sobre Alexandre de Moraes: “Ele só investiga, persegue e pune gente inocente”

Fotomontagem: Augusto Nunes e Alexandre de Moraes

Em artigo publicado nesta terça-feira (9) em seu blog no portal R7, o jornalista faz uma breve descrição do perfil e do modo de atuação do ilustre magistrado:

“Condutor do inquérito das fake news inventado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, o ministro Alexandre de Moraes tornou-se forte candidato ao título de gatilho mais rápido do Planalto Central. Desempenhando simultaneamente o papel de detetive e delegado, não precisa de mais que cinco minutos para decidir que alguém merece um mandado de busca e apreensão ou que uma revista deve ser prontamente censurada.

Nostálgico dos tempos em que foi secretário de Segurança Pública de São Paulo. Ele também é ligeiro na hora de mobilizar a Polícia Federal para acordar às seis da manhã suspeitos que não sabem exatamente o que fizeram de errado.

O juiz Moraes é bem mais lento e piedoso que o detetive-delegado. Relator do processo que enquadrou o deputado Paulinho da Força por desvio de dinheiro do BNDES, o ministro demorou muitos meses para chegar a alguma conclusão. Na sexta-feira passada, decidiu absolver por falta de provas o prontuário ambulante que também comanda a Força Sindical e o partido Solidariedade.

O ministro Marco Aurélio nem precisou folhear o processo para concordar com Moraes. Para sorte da Justiça, os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber inverteram o resultado: por 3 votos a 2, Paulinho da Força foi condenado a dez anos de cadeia. Além da liberdade, perderá o mandato.

Tudo somado, nenhum culpado deve perder o sono com Moraes. Ele só investiga, persegue e pune gente inocente.”

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O VERDADEIRO CARÁTER DE ALEXANDRE DE MORAES NA VISÃO DE AUGUSTO NUNES

CPI DA ARENA DAS DUNAS SEGUE E CONVOCA CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO PARA DEPOR

CPI da Arena das Dunas aprova convocação de controlador-geral do Estado para depoimento

Presidente da CPI, o deputado estadual Coronel Azevedo informou que, além da convocação do controlador, a comissão vai encaminhar ofício à governadora Fátima Bezerra requerendo informações

Por Redação – Publicado em 08/06/2020 às 18:24
Reprodução
Reunião da CPI foi nesta segunda-feira (8)

Em reunião realizada nesta segunda-feira (8) os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Arena das Dunas aprovaram a convocação do titular da Controladoria-Geral do Estado (CGE), Pedro Lopes, para esclarecer pontos a respeito da auditoria produzida na CGE e que embasou o pedido de instauração da Comissão.Durante a reunião, houve divergência quanto ao depoimento do controlador-geral ser realizado de forma presencial na Assembleia Legislativa. No entanto, ficou acordado, por maioria, que a oitiva será realizada com a presença do relator, deputado Sandro Pimentel, e a participação dos demais membros por meio de videoconferência.

Presidente da CPI, o deputado estadual Coronel Azevedo informou que, além da convocação do controlador, a comissão vai encaminhar ofício à governadora Fátima Bezerra requerendo informações dos pagamentos feitos pelo Governo à Arena das Dunas.

Ele destacou a responsabilidade e legitimidade da missão que os membros da Comissão estão cumprindo. “A CPI vai investigar um fato grave, sem, no entanto, anunciar previamente juízo de valor. Jamais acusar ou defender antecipadamente. Estamos em busca da verdade”, declarou.

Ainda dentro da pauta, outros dois temas foram deliberados: a mudança de horário das reuniões, que saiu das 16h para às 10h da segunda-feira, e a inclusão de mais dois técnicos na equipe de assessores da CPI.

Além do presidente e do relator, participaram da reunião os deputados Tomba Farias, Isolda Dantas e Allyson Bezerra além do procurador da Assembleia, Washington Fontes.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo CPI DA ARENA DAS DUNAS SEGUE E CONVOCA CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO PARA DEPOR

CPMI DAS FAKE NEWS IDENTIFICA 2 MILHÕES DE ANÚNCIOS PAGOS COM VERBA FEDERAL EM SITES QUE DIVULGAM CONTEÚDOS INADEQUADOS

CPMI identifica 2 milhões de anúncios do governo em sites de fake news, conteúdo pornográfico e investimentos ilegais

Relatório produzido a pedido da CPMI das Fake News identificou 2,065 milhões de anúncios pagos com verba da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) em sites, aplicativos de telefone celular e canais de YouTube que veiculam conteúdo considerado inadequado. Entre eles estão sites que divulgam notícias falsas, oferecem investimentos ilegais e até aplicativos com conteúdo pornográfico.

O relatório, elaborado por consultores legislativos,  foi divulgado nesta terça-feira pela CPMI. Seus dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso a Informação (LAI). O relatório diz que, apesar de ter solicitado informações do período entre janeiro e novembro de 2019, a Secom só forneceu dados referentes a 38 dias, entre 6 de junho e 13 de julho do ano passado.

Mesmo assim, segundo o relatório, foi possível identificar que parte dos anúncios pagos pela Secom foi parar em canais com conteúdo inadequado. A verba utilizada neste período era para a campanha sobre a Reforma da Previdência e se refere a recursos distribuídos na internet por meio da plataforma Adwords e Adsense do Google. Essa publicidade é direcionada de forma automática aos sites pelas plataformas, mas é possível ao anunciante bloquear tanto sites específicos quanto categorias de assuntos.

No total, os consultores da CPMI idenficaram 843 canais considerados inadequados que veicularam um total de 2.065.479 anúncios. Entre esses canais estão 47 sites que divulgam notícias falsas, 741 canais do Youtube que foram removidos pela plataforma por descumprimento de regras, 12 sites com notícias sobre jogos de azar, sete que fazem ofertas de investimentos ilegais e quatro com conteúdo pornográfico.

A classificação do que é um site que divulga notícias falsas foi feita pela própria equipe que elaborou o relatório. Entre os sites colocados nesta categoria estão o “Jornal da Cidade Online”, “Jornal 21 Brasil”, “Terça Livre”, “Folha do Brasil”, “Diário do Centro do Mundo” e “Revista Fórum”. O “Jornal da Cidade Online” é o mesmo que, segundo o perfil Sleeping Giants Brasil, recebeu verba publicitária do Banco do Brasil.

Ao todo, os 47 sites que divulgam notícias falsas identificados pelo relatório receberam 653.378 anúncios. Os sites com conteúdo pornográfico receberam 27 anúncios.
O documento aponta ainda a necessidade de questionar a Secom sobre o total de anúncios veiculados ao longo de todo o ano de 2019 em relação ao site Terça Livre, do blogueiro Allan dos Santos. O relatório afirma que, durante oitiva na CPMI, o blogueiro afirmou que não recebia dinheiro público, mas os dados da Secom mostraram que seu canal no YouTube recebeu 1.447 anúncios.

“Necessário, portanto, formular questionamento àquela secretaria para quantificar exatamente o montante pago ao canal em todo o período de vigência do contrato com o Google Adsense, tendo em vista que tivemos acesso apenas aos dados parciais”, diz um trecho do relatório.

Allan dos Santos é um dos investigados no inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e que investiga uma suposta rede de divulgação de notícias falsas e ataques contra ministros da Corte. No domingo, reportagem do GLOBO revelou que, além de receber por anúncios pagos pela Secom, o blogueiro recebeu por anúncios pago pela Petrobras e Eletrobras.
Entrevista: ‘Quadrilha altamente organizada’, diz Joice Hasselmann sobre gabinete do ódio nos estados

Foram identificados ainda cinco canais que fazem promoção pessoal de autoridades como o presidente Jair Bolsonaro e que receberam anúncios pagos pela Secom. Entre os canais identificados pelo documento estão canais no YouTube como o “Bolsonaro TV” e o canal pessoal do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), além do site do senador.

O relatório aponta que a destinação de verba pública para a promoção pessoal de autoridades pode ser interpretada como violação à Constituição Federal.
“A veiculação de anúncios, pela Secom, em canais desse tipo pode gerar questionamento com base no § 1º do art. 37 da Constituição, pois abre a possibilidade de se interpretar tal fato como utilização da publicidade oficial para promoção pessoal, conduta vedada pela Carta Magna”, diz um trecho do documento.

O documento critica a forma como a Secom utilizou suas verbas e aponta para o potencial prejuízo à imagem do governo.

“Além disso, fica claro que a utilização do programa Google Adsense pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da  República gerou várias incorreções na condução da política de publicidade oficial da Presidência da República”, diz um trecho.

“Como pudemos observar, houve descontrole do target (alvo) das ações publicitárias, o que redundou em desperdício de recursos públicos. Adicionalmente, o dinheiro da publicidade oficial terminou por ser empregado em diversos canais com conteúdo inadequado, fazendo com que a imagem do Governo Federal fosse veiculada em canais de baixa qualidade e associada a conteúdos falsos, criminosos, de cunho sexual ou referentes a promoção pessoal do Presidente da República”, diz outro trecho do relatório.

O GLOBO

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo CPMI DAS FAKE NEWS IDENTIFICA 2 MILHÕES DE ANÚNCIOS PAGOS COM VERBA FEDERAL EM SITES QUE DIVULGAM CONTEÚDOS INADEQUADOS

FORMAÇÃO DE 100 GUARDAS MUNICIPAIS PARA OPERAR NA PATRULHA MARIA DA PENHA EM NATAL É CONCLUÍDA E JÁ ESTÃO NAS RUAS

Guarda Municipal começa a operar na Patrulha Maria da Penha em Natal

Após formar mais de 100 guardas municipais para atuar no patrulhamento e proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, as viaturas começaram a cumprir o roteiro de visita domiciliar e rondas na cidade

Por Redação – Publicado em 01/06/2020 às 17:31

Patrulha Maria da Penha vai seguir regularmente as rotas de patrulhamento e monitoramento nas residências onde estão as mulheres vítimas de violência ou grave ameaça

ASecretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) iniciou, nesta segunda-feira (1º), a operar a Patrulha Maria da Penha em Natal. Após formar mais de 100 guardas municipais para atuar no patrulhamento e proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, as viaturas começaram a cumprir o roteiro de visita domiciliar e rondas na cidade.A secretária da Semdes, Mônica Santos, explicou que a Patrulha Maria da Penha funciona a partir do momento em que o agressor é notificado pela Justiça sobre a medida protetiva que o impede de se aproximar da vítima. A equipe multidisciplinar entra em ação, primeiro em contato com a vítima, para que ela autorize o acompanhamento da ronda. A mulher recebe visitas periódicas e é monitorada entrando em contato com a Ronda da Guarda Municipal, caso se sinta ameaçada.

“Ao ser acionada, a Patrulha Maria da Penha age e comunica à Justiça que houve o descumprimento da medida judicial dando toda a proteção legal a vítima de violência doméstica”, relatou.

A guarda municipal M. Oliveira, informou que o roteiro de patrulhamento foi iniciado com uma “visita tranquilizadora”, a uma vítima no bairro do Alecrim. A Patrulha segue durante todo o dia de hoje seguindo o cronograma nos bairros do Planalto, Felipe Camarão, Tirol, Pajuçara e Gramoré.

A Patrulha Maria da Penha vai seguir regularmente as rotas de patrulhamento e monitoramento nas residências onde estão as mulheres vítimas de violência ou grave ameaça, como também deve agir no sentido de promover visitas tranquilizadoras com aconselhamento de segurança e encaminhamento aos serviços especializados da rede de proteção e atendimento a mulher do município. “Destaco aqui a sensibilidade do prefeito Álvaro Dias em reconhecer a importância dessa Patrulha para as mulheres de Natal”, concluiu a secretária Mônica Santos

Fonte: Agora RN

Continuar lendo FORMAÇÃO DE 100 GUARDAS MUNICIPAIS PARA OPERAR NA PATRULHA MARIA DA PENHA EM NATAL É CONCLUÍDA E JÁ ESTÃO NAS RUAS

PROTESTOS PELA MORTE DE GEORGE FLOYD NOS EUA JÁ CHEGA AO SÉTIMO DIA E AVANÇAM EM 75 CIDADES AMERICANAS

 

Protestos pela morte de George Floyd nos Estados Unidos chegam a 75 cidades americanasProtestos pela morte de George Floyd nos Estados Unidos chegam a 75 cidades americanas

Um vídeo viralizou nesta semana pelos Estados Unidos. Nele, George Floyd, um homem negro, é imobilizado por um policial branco, que pressiona o joelho na garganta de Floyd, mesmo ele estando algemado e no chão.

Para a polícia, ele se parecia com a descrição de um suspeito de falsificação de dinheiro. Foram nove minutos imobilizados e pelo menos cinco com o pescoço pressionado, sob protestos das testemunhas.

Desde segunda-feira (25), quando George Floyd foi morto, milhares de pessoas estão indo às ruas diariamente para protestar contra a morte dele. Na madrugada deste domingo (31), as manifestações chegaram a 75 cidades, segundo o jornal americano “The New York Times”. E a agressividade entre manifestantes e policiais aumentou. Quatro pessoas morreram e 1.700 foram presas.

Fonte: G1

Continuar lendo PROTESTOS PELA MORTE DE GEORGE FLOYD NOS EUA JÁ CHEGA AO SÉTIMO DIA E AVANÇAM EM 75 CIDADES AMERICANAS

SOB PRESSÃO POLICIAL BRANCO QUE ASFIXIOU E MATOU HOMEM NEGRO É PRESO E ACUSADO DE ASSASSINATO EM 3º GRAU E HOMICÍDIO CULPOSO

Protestos contra morte de homem negro nas mãos de policial branco se espalham pelos Estados Unidos

Derek Chauvin, o ex-policial de Minneapolis que pressionou com o joelho o pescoço de George Floyd e o matou, foi preso e acusado de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo

ANTONIA LABORDE

Washington – 29 MAY 2020 – 16:03 BR

Mulher repreende policial durante os protestos em Minneapolis.Mulher repreende policial durante os protestos em Minneapolis.

Os protestos pelos abusos da polícia contra a população negra norte-americana, que explodiram em Minneapolis depois da morte, na segunda-feira, de George Floyd, que teve seu pescoço pressionado com o joelho por um policial durante vários minutos enquanto reclamava que não podia respirar, espalharam-se nesta quinta e sexta-feira pelos Estados Unidos. Em várias cidades do país, grupos de manifestantes saíram às ruas para exigir justiça. Em Minneapolis, aonde chegaram mais de 500 membros da Guarda Nacional, a polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar pessoas que estavam saqueando lojas e incendiando edifícios. No final da sexta-feira, um grupo de manifestantes se reuniu no entorno da Casa Branca, que ficou isolada.

A delegacia em que trabalhava Derek Chauvin, o policial branco que pressionou com o joelho o pescoço de Floyd, foi incendiada na noite de quinta-feira. Chauvin e outros três policiais foram demitidos. O advogado do condado de Hennepin, Mike Freeman, acusou Chauvin de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo na manhã desta sexta. O ex-policial foi preso.

O prefeito de Minneapolis, Jacob Frey, disse à CNN que a decisão de acusar Chauvin é apenas um “primeiro passo”. “Somos uma nação em uma encruzilhada, e a decisão de hoje do advogado do condado é um primeiro passo essencial em um caminho mais longo em direção à justiça e à cura de nossa cidade”, disse em comunicado nesta sexta-feira. “Para a nossa comunidade negra que, durante séculos, foi forçada a suportar a injustiça em um mundo simplesmente relutante em corrigi-la ou reconhecê-la, sei que qualquer esperança que você sente hoje é temperada com ceticismo e uma indignação justa”, disse Frey.

Depois da explosão de violência, o presidente Donald Trump ameaçou enviar militares à cidade de Minnesota e chamou de “bandidos” os manifestantes. “Assumiremos o controle se começarem as dificuldades, mas, quando começam os saques, começam os disparos”, escreveu o mandatário no Twitter. Suas palavras lhe custaram um alerta da rede social, que considerou que a mensagem “glorifica a violência”. Os distúrbios continuaram durante a madrugada desta sexta, na qual o correspondente da CNN Omar Jimenez, um repórter negro, foi detido juntamente à sua equipe, enquanto fazia uma transmissão ao vivo para a TV. Todos já estão em liberdade.

“Esses bandidos estão desonrando a memória de George Floyd e não vou deixar que isso ocorra. Acabo de falar com o governador [do Estado] Tim Walz e lhe disse que o Exército está com ele até o fim. Assumiremos o controle se começarem as dificuldades mas, quando começam os saques, começam os disparos. Obrigado!”, escreveu depois da uma hora da madrugada o presidente americano.

As centenas de pessoas que foram às ruas clamando justiça após a morte de Floyd na segunda-feira se multiplicaram com o passar dos dias. Na quinta-feira ocorreram protestos em uma dezena de cidades, entre elas Los AngelesMemphis e Nova York. Nesta última houve um confronto com a polícia, que acabou com a detenção de 40 manifestantes. Os protestos foram organizadas por movimentos de defesa dos direitos dos negros, como Black Lives Matter, que denunciam o racismo policial.

As manifestações começaram depois da divulgação de um vídeo em que Floyd, detido por suspeita de fraude, chora e geme de dor enquanto está imobilizado no chão pelo policial: “Dói tudo… Água ou algo, por favor. Por favor, por favor. Não posso respirar, agente, não posso respirar”, dizia Floyd a Chauvin, sem que este aliviasse a pressão. Em alguns minutos, ele ficou inconsciente e, depois de ser levado para um hospital, morreu.

Depois que o vídeo começou a circular, a polícia informou que Floyd, um guarda de segurança de 46 anos, morreu devido a um “incidente médico”. Um relatório do Departamento de Bombeiros publicado na quinta-feira detalhou que os paramédicos da ambulância que o transportaram verificaram seu pulso “várias vezes”, mas sem resultado. O Departamento de Justiça anunciou que a investigação federal sobre a morte de Floyd tem “prioridade máxima”. A investigação se concentrará em descobrir se os quatro policiais envolvidos, todos demitidos após a morte de Floyd, “privaram deliberadamente [o falecido] de um direito ou privilégio protegido pela Constituição ou pelas leis dos Estados Unidos”, segundo uma declaração da Divisão do FBI em Minneapolis.

Fonte: El País

Continuar lendo SOB PRESSÃO POLICIAL BRANCO QUE ASFIXIOU E MATOU HOMEM NEGRO É PRESO E ACUSADO DE ASSASSINATO EM 3º GRAU E HOMICÍDIO CULPOSO

APÓS DESFERIR FRASE ESTÚPIDA DE “SAQUES LEVAM A TIROTEIO” TRUMP RECUA NO TWEETER

Trump recua após ameaçar ‘força letal’ contra em manifestantes de Mineápolis

Reuters

29 de Maio de 2020 às 23:42

O presidente dos EUA Donald Trump em pronunciamento na Casa BrancaO presidente dos EUA Donald Trump, em pronunciamento na Casa Branca (29.mai.2020)

Em sua conta no Twitter, o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, tentou voltar atrás da ameaça de uma resposta com “força letal” aos protestos violentos em Mineápolis pelo assassinato de um homem negro desarmado por policiais locais.

Depois que seu comentário online de que “saques levam a tiroteio” atraiu um aviso do Twitter e uma ampla condenação dos democratas, Trump disse que entendeu porque o incidente provocou protestos em todo o país sobre a violência policial contra afro-americanos.

Mas o presidente acrescentou que eles não devem se voltar para a “anarquia sem lei”. “Os saqueadores não devem abafar as vozes de tantos manifestantes pacíficos”, disse ele na Casa Branca. “Eu entendo a mágoa, eu entendo a dor.”

Trump disse que expressou sua tristeza à família de George Floyd, um homem negro visto ofegante em vídeo enquanto um policial branco pressionava o joelho em seu pescoço. O policial, Derek Chauvin, foi preso e acusado de homicídio culposo e assassinato em terceiro grau.

Trump, republicano que concorrerá à reeleição em novembro, tem um histórico de inflamar tensões raciais. Ele culpou “ambos os lados” pela violência entre supremacistas brancos e contra-manifestantes de esquerda em Charlottesville, na Virgínia, em 2017, e chamou alguns imigrantes que cruzam a fronteira EUA-México de estupradores.

Fonte: CNN

Continuar lendo APÓS DESFERIR FRASE ESTÚPIDA DE “SAQUES LEVAM A TIROTEIO” TRUMP RECUA NO TWEETER

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho