ENQUANTO SANTACRUZENSES MORREM POR FALTA DE ASSISTÊNCIA, RESPIRADORES PERMANECEM NAS CAIXAS

Respiradores são entregues,mas permanecem  nas caixas desde junho em Santa Cruz;

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte

Por Redação – Publicado em 03/07/2020 às 15:52

Denúncia foi feita por um homem que acessou o hospital de Santa Cruz

O Agora RN recebeu uma denúncia anônima de um homem do município de Santa Cruz, no Agreste potiguar, onde cinco respiradores entregues pelo Governo Estadual para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da cidade permanecem nas caixas, pois não foram instalados pela prefeitura.”A governadora Fátima Bezerra enviou no começo de junho os respiradores, que estão fechados, quase trinta dias (depois). Já morreram vários santacruzenses e vão morrer muito mais. Os respiradores trancados em um quarto, maltratando e humilhando”, dispara o denunciante.

Ele mostra os equipamentos empacotados, ainda dentro das caixas. O vídeo é concluído com um desabafo: “Estou indignado, insatisfeito. Isso é sacanagem que o poder público municipal faz com Santa Cruz. Por favor, senhor prefeito, salve nosso povo. Coloque os respiradores para funcionar, prefeito. Pelo amor de Deus”.

O município é gerido por Ivanildo Ferreira (PSB).

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte. Ao todo, o número de mortos foi de 234 pessoas nessa lista de espera. Este é o segundo maior motivo pelo cancelamento da regulação, depois da expiração das solicitações.

As informações são da plataforma Regula RN, do Governo do Estado em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do RN (Lais), que possui dados e informações sobre a situação dos leitos no estado.

A impossibilidade do transporte é outro motivo que interfere no acesso das pessoas aos leitos. De acordo com o levantamento, cerca de 149 solicitações foram canceladas por dificuldades no deslocamento. Ainda segundo a plataforma, até o último dia 29, 32 pacientes já estavam regulados e no aguardo da locomoção.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo ENQUANTO SANTACRUZENSES MORREM POR FALTA DE ASSISTÊNCIA, RESPIRADORES PERMANECEM NAS CAIXAS

POLICIAL: LAUDO DA PF DESMENTE ALEXANDRE DE MORAES NO INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

Deu errado: Laudo da PF frustra Moraes

Alexandre de Moraes

Informação quentíssima do bem informado jornalista Cláudio Humberto, dá conta de que no ‘apenso 70’ do malfadado inquérito das Fake News, um laudo pericial emitido pelo Polícia Federal, frustrou o ministro Alexandre de Moraes.

O laudo atesta não ter sido possível identificar a existência da imaginada “rede de robôs” com mensagens financiadas nas redes sociais.

Sem a confirmação da tal “rede de robôs” parece que toda a narrativa em torno das investigações cai por terra.

O ministro descobriu que os xingamentos vêm de contas que, na verdade, têm donos de carne e osso. Nada de robôs.

Duro será justificar os inúmeros direitos violados.

Fonte:Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLICIAL: LAUDO DA PF DESMENTE ALEXANDRE DE MORAES NO INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

POLICIAL: TRUMP NA MIRA DA INTERPOL

Irã aciona Interpol e pede prisão de Trump por morte de general

  

em 29.06.202 

Por Raul Holderf  Nascimento

O Irã expediu uma ordem de prisão contra o presidente dos EUA, Donald Trump.

‪O país acusa Trump de participação no assassinato do general Qaseim Soleimani, em um atentado no Iraque, em janeiro deste ano.‬

‪As autoridades iranianas veicularam o mandado de prisão nesta segunda-feira (29), por meio das emissoras estatais.

‪Além disso, o Irã também acionou a Interpol e enviou uma “notificação vermelha”, exigindo a busca e apreensão dos indivíduos nomeados.‬

‪Ali Alqasimehr, promotor público de Teerã, assegurou que continuarão o processo após o encerramento do mandato de Trump como presidente.‬

Continuar lendo POLICIAL: TRUMP NA MIRA DA INTERPOL

ESCÂNDALOS DE ESPIONAGEM ILEGAL NO ÚLTIMO MÊS REPERCUTEM NA ARGENTINA E NO URUGUAI

 

Casos de grampos ilegais sacodem política na Argentina e no Uruguai

Escândalos de espionagem ilegal envolvendo o governo de Maurício Macri e Luis Lacalle Pou vieram à tona no último mês

INTERNACIONAL

Do R7
Vice-presidente do Uruguai Beatriz Argimón teve áudio vazado nesta semanaVice-presidente do Uruguai Beatriz Argimón teve áudio vazado nesta semana
Dois casos de grampos ilegais, revelados no último mês, mexeram com autoridades políticas na Argentina e do Uruguai. Um áudio vazado da vice-presidente do Uruguai, Beatriz Argimón supostamente revela escutas ilegais e extorsões ao governo.

Na Argentina, o ex-presidente Maurício Macri e Gustavo Arribas da AFI (Agência Federal de Inteligência) foram denunciados pelo Ministério Público em um caso que ficou conhecido como “Super Mario Bros”. Durante seu governo, a agência de inteligência teria espionado jornalistas, empresários, políticos, e atores sociais.

Até mesmo uma pasta com as informações dos jornalistas que cubriram o G-20, sediado no país, foi encontrado. Os jornalistas eram classificados por “proximidade ideológica” com o governo.

Nesta semana, foi publicado um áudio de quase dez minutos que envolve a vice-presidente do Uruguai, Beatriz Argimón e o empresário de relações públicas Fernando Cristino. Nele, a vice-presidente faz uma espécie de cobrança sobre o comportamento do empresário dizendo que todas conversas pelo telefone são gravadas.

“Tudo se sabe e tudo é gravado”, diz Beatriz ao empresário. “Te peço que não faça eco de nada, não diga que tem notícias de Luis [Lacalle Pou], do ‘dealer’ do Luis”, continua a vice-presidente. Ela dá a entender no diálogo, que já sabia que ele estaria conversando ao telefone sobre o governo.

“Tem que ter muito cuidado, o que você falou outro dia, quando me ligou, tudo se sabe, todo é gravado”, diz Beatriz. E ela complementa: “No final do dia, quando as ligações foram ouvidas e ouviram as suas, eles vieram falar comigo, e eu disse: ‘esse homem é o Fernando, eu cuido’ para que não fizessem nada com você, porque todas as ligações vão direto. E agora, te digo porque eu assumi a responsabilidade de dizer, que eu freei”.

Fernando Cristino alega que foi ameaçado de morte e já apresentou denúncia, incluindo a vice-presidente Beatriz Argimón nela. No áudio, Beatriz diz que tudo é gravado porque “todos os dias chegam todo tipo de extorsão contra o governo”.

A Procuradoria-Geral do Uruguai irá investigar o caso envolvendo o áudio vazado que envolve a vice-presidente do Uruguai e o empresário. Jorge Díaz, o procurador-geral, disse também que tudo que pode haver de ilegal será investigado, não apenas a questão da ameaça de morte.

O caso será da responsabilidade da procuradora Silvia Porteiro.

A oposição Frente Ampla também se manifestou e ingressou com um pedido de investigação. “A publicação do áudio da vice-presidente Argimón gera uma preocupação relevante no sentido institucional, além de aspectos privados, na medida em que se refere a escutas telefônicas e extorsão diária de líderes governamentais”, diz a publicação.

O ex-presidente Mauricio Macri foi denunciado após o maior caso de espionagem desde a redemocratização vir à tona. Quase 500 jornalistas, produtores, políticos e empresários foram seguidos de perto pelo serviço de inteligência durante o governo de Macri. A agência EFE chegou a denunciar que seus jornalistas estão na lista.

O caso ficou conhecido como “super Mario Bros” que era o nome do grupo de whats app onde as informações colhidas eram compartilhadas com o diretor de operações da AFI, Alan Ruiz. O grupo, segundo as denúncias, tinham até mesmo um apartamento alugado como central das operações.

A queixa foi aceita após um disco rígido ter sido encontrado como parte das tarefas de coleta de informações da agência de inteligência. No HD, foram encontrados traços digitais que mostram a conexão de dispositivos externos que armazenavam informações de inteligência sobre pessoas ligadas à atividade política.

O relatório do procurador federal Jorge di Lello dizia que as informações foram usadas para produzir inteligência ilegal, pois “não há registros no AFI de que essas tarefas tenham sido ordenadas por um juiz ou autoridade competente.

 

Continuar lendo ESCÂNDALOS DE ESPIONAGEM ILEGAL NO ÚLTIMO MÊS REPERCUTEM NA ARGENTINA E NO URUGUAI

POLÍCIA: PF USA INTELIGÊNCIA GEOESPACIAL PARA COMBATER A USURPAÇÃO ILEGAL DE MINÉRIOS E LAVAGEM DE DINHEIRO NO RN

Operação da PF combate usurpação de minério e lavagem de dinheiro com Inteligência Geoespacial no RN

Suspeitos teriam usado imagens de um satélite da Nasa

Por Redação – Publicado em 26/06/2020 às 09:14

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (26), a Operação Siroco, com o objetivo de apurar usurpação de minério, lavagem de capitais e crimes ambientais. As investigações apuram a extração ilegal de minério que estaria sendo utilizado em construção civil, principalmente na construção de parques eólicos no estado do RN.

Policiais federais cumprem, simultaneamente, três mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 15ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, nas cidades de Natal e Fortaleza. A operação do RN foi deflagrada de forma coordenada com a Operação Anemoi, deflagrada, também na data desta sexta, pela Superintendência da PF no CE que investiga fatos similares praticados pelos mesmos suspeitos naquele estado.

A investigação realizada no RN, utilizando-se de modernas técnicas e diligências de campo, logrou vincular empresas de grande porte a treze áreas em que houve exploração mineral indevida nos anos de 2012 a 2016.

Os alvos foram separados por modelagem em sistema de informação geográfica, com utilização de bandas espectrais de imagens de satélite da NASA. Uma vez que a modelagem indicou locais suspeitos de extração ilegal de minério, os dados foram encaminhados ao Setor de Inteligência Geoespacial da Diretoria de Inteligência Policial da PF para análise.

A análise posterior, realizada com base em imagens satelitais de alta definição espacial e dados georreferenciados de processos minerários da Agência Nacional de Mineração, demonstrou fortes indícios de que as empresas suspeitas estariam retirando minério (principalmente saibro e areia) de forma criminosa e utilizando esse minério na terraplenagem e na pavimentação de vias de acesso de complexos eólicos construídos no Rio Grande do Norte.

Diligências realizadas nos locais suspeitos, que contaram inclusive com uso de drones, confirmaram o que já havia sido levantado por meio de sensoriamento remoto e modelagem espacial. Policiais verificaram que houve exploração mineral nos polígonos indicados onde não estava autorizada a exploração econômica, bem como que as empresas sob suspeita foram contratadas para as obras estruturantes dos parques eólicos construídos nas imediações.

Além da usurpação mineral, verificou-se que as áreas onde houve extração estavam degradadas, pois foi retirada a vegetação e a camada superficial do solo, rica em matéria orgânica, inviabilizando a recuperação natural do ambiente. Identificou-se que os locais de extração mineral estavam situados nas proximidades de obras de construção de parques eólicos e, mediante entrevistas, confirmou-se que esse era o destino da matéria prima retirada. A área de solo degradado analisada nesta operação chega a 800.000 m2, o que equivale a cerca de 100 campos de futebol.

Corroborando os dados da investigação, com uso de programas estatísticos e ferramentas de Data Mining, promoveu-se a análise de uma massa de dados de cerca de dezessete mil notas fiscais e oitocentas mil transações financeiras, o que corresponde à movimentação total de nove bilhões de reais, aproximadamente. Com esses dados foram comprovados os pagamentos em face da extração indevida.

Em relação à lavagem de dinheiro, existe a suspeita de emissão de notas fiscais ideologicamente falsas para dissimular a origem criminosa da matéria-prima extraída, bem da União.

As diligências de busca e apreensão realizadas nesta data têm como objetivo identificar todas as pessoas que atuaram na ação criminosa e mensurar o prejuízo causado à União e ao meio ambiente.

Será concedida entrevista coletiva às 10h, por meio do aplicativo Teams. Os interessados em participar devem encaminhar mensagem à Comunicação Social da PF/RN, indicando e-mail para recebimento de link convite.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo POLÍCIA: PF USA INTELIGÊNCIA GEOESPACIAL PARA COMBATER A USURPAÇÃO ILEGAL DE MINÉRIOS E LAVAGEM DE DINHEIRO NO RN

A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL

A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL
Líder do PMDB no Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), recebe Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar o lugar de Teori Zavascki (que morreu no mês passado) no Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O magistrado inepto

Guillermo Federico Piacesi Ramos

Alexandre de Moraes

Alexandre de Moraes é um péssimo juiz. E não estou falando de sua atuação política, quando comete usurpação de funções privativas do Poder Executivo, atentando contra o princípio da República Brasileira da separação de Poderes, constante do art. 2º da Constituição.

Se eu falasse da atuação política do juiz, essa minha própria crítica aqui seria eminentemente política, e atécnica também.

Estou falando da atuação jurídica de Moraes.

Ele confunde os juízos de “possibilidade” e “probabilidade”, que devem nortear a prolação de decisões judiciais liminares – como se sabe, algo que é possível não é necessariamente provável; o juízo de mera possibilidade não pode conduzir o magistrado a conceder a tutela jurisdicional de urgência (exemplo claro, para o processo penal: se alguém diz que vai matar alguém, é possível que seja verdade; mas é provável?)

Por outro lado, ele não conhece a força probante e a verossimilhança das alegações, para levar em consideração as provas e os fatos nos seus provimentos e pronunciamentos. Recortes de jornais ou documentos unilaterais não podem, jamais, ser considerados como prova judicial, suficientes à concessão de uma ordem oponível contra alguém.

Se o Brasil ainda fosse um Estado de Direito, e uma República Democrática, Alexandre de Moraes seria a maior prova da inaptidão de um operador de Direito para um cargo de magistratura. Mas no atual ambiente do país, de arbítrio e totalitarismo judicial da Suprema Corte, isso pouco importa. Talvez ele seja até a pessoa certa para o serviço.

De mais a mais, fiz essa minha observação acima apenas para dizer que ainda consigo ter sangue frio para analisar as coisas tecnicamente. O Brasil é um Estado de Direito, independentemente do que pretenda Alexandre de Moraes.

Continuar lendo A INÉPCIA DE ALEXANDRE DE MORAES É FLAGRANTEMENTE IRREFUTÁVEL

SENADOR CONTARATO QUE PEDIU APREENSÃO DO PASSAPORTE DE WEINTRAUB É DENUNCIADO POR EXERCÍCIO IRREGULAR DA ADVOCACIA

Senador que pediu a apreensão do passaporte de Weintraub sofre representação por exercício irregular da advocacia

Fabiano Contarato

Fabiano Contarato, o senador que propôs a absurda apreensão do passaporte do ex-ministro Abraham Weintraub, está exercendo de maneira irregular a advocacia.

Pelo menos esse é o teor de representação proposta contra o parlamentar junto ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

A representação impetrada contra Contarato tem lastro no artigo 30, II do Estatuto da Advocacia, que diz o seguinte:

Art. 30. São impedidos de exercer a advocacia:

II – os membros do Poder Legislativo, em seus diferentes níveis, contra ou a favor das pessoas jurídicas de direito público, empresas públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas, entidades paraestatais ou empresas concessionárias ou permissionárias de serviço público.

Contarato vem atuando contra a União Federal em diversas ações de forma isolada ou conjunta, infringindo a legislação.

Nesse sentido, a representação interposta pede providências urgentes da OAB.

Entretanto, dado ao cunho ideológico que atualmente impera na entidade, é de se duvidar que alguma providência seja efetivamente tomada.

Que país é esse?

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo SENADOR CONTARATO QUE PEDIU APREENSÃO DO PASSAPORTE DE WEINTRAUB É DENUNCIADO POR EXERCÍCIO IRREGULAR DA ADVOCACIA

OPINIÃO: NESTE MOMENTO SÓ O SENADO PODE PARAR A ESCALADA AUTORITÁRIA DITATORIAL DO STF

Caro(a) leitor(a),

O ex-senador Magno Malta faz uma séria denúncia do vídeo a seguir publicado no Jornal da Cidade Online sobre a omissão do Senado com relação a escalada autoritária do STF e os crimes que os ministros togados estão cometendo dia após dia sem que ninguém tome uma atitude. Os senhores senadores não foram eleitos para isso. Magno Malta tem razão, nesse momento a única Instância capaz de, constitucionalmente, deter o autoritarismo ditatorial do STF é o senado E se assim não agir ele também será engolido pela fúria desenfreada de poder dos ministros togados e em breve a tão sonhada democracia brasileira se transformará em fascismo. Portanto, peço que divulguem essa postagem com força, pois só o conhecimento liberta!

Maioria do Senado é omissa e conivente em relação ao STF, afirma Magno Malta (veja o vídeo)

Youtube/JCO

Impossível você não entender o que está acontecendo depois de ver esse vídeo que o ex-senador Magno Malta divulgou em seu canal. De forma contundente, ele cobra um posicionamento dos senadores com relação às últimas ações dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

“Todas as ações do senhor Alexandre de Moraes são assinadas também pelo Senado, todas as ações do senhor Celso de Mello, o deboche, chamando os brasileiros de nazistas, são assinadas pelo Senado, porque os senhores estão calados, omissos, eu não sei se por má fé, malandragem ou rabo preso! Quero fazer uma ressalva, de que existe um grupo de senadores que se movimenta, que estão se movimentando inquietos com toda essa situação, mas vejo uma maioria calada, que decepciona a nação brasileira”, lamentou Magno Malta.

Soltam bandidos e prendem inocentes

O ex-senador criticou duramente a maioria dos senadores, que não pedem explicações sobre possíveis abusos de poder e arbitrariedades cometidas pelos ministros togados.

“Eu vejo o Senado calado, um senador não levanta a voz, não cita o nome de Alexandre Moraes, Celso de Mello, que chame atenção deles, do presidente do STF, Dias Toffoli, não os convoca. Convoquem eles, vocês têm poder para isso, para que ele venha se explicar, por que a prisão de inocentes, que nunca roubaram, assaltaram, que não são traficantes? E por que vocês soltaram traficantes, por que soltaram o braço direito de Marcola? Qual a justificativa para isso?!”, questiona o ex-senador.

STF intervém em outros poderes?

Malta lembrou o episódio ocorrido em 2016, quando o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, deferiu um pedido de liminar para afastar Renan Calheiros da presidência do Senado.

“Renan pode ter cometido erro… eu não tomo conto da vida do Renan, eu sei da minha vida, mas eles pediram a prisão do Renan. Não é intervenção em outro poder? Onde estão os processos de Rodrigo Maia, que não são julgados?”, indagou o ex-senador.

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: NESTE MOMENTO SÓ O SENADO PODE PARAR A ESCALADA AUTORITÁRIA DITATORIAL DO STF

EDITORIAL: O CASO QUEIROZ É CASO DE POLÍCIA SIM E A RACHADINHA EXISTE EM TODO O BRASIL HÁ MAIS DE 40 ANOS

A prisão de Queiroz representa um divisor de águas no rumo e na história da política nacional. Por que a partir dela a verdade, enfim, sobre a famigerada rachadinha virá a tona. A verdade contida em João 8:32 tantas vezes invocada por Bolsonaro finalmente vai ser revelada, ironicamente pelo ex assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro. Essa verdade é altamente abrangente, pois trata-se de um vício praticado há mais de 40 anos na política brasileira, desde as mais de 5 mil Câmaras Municipais, passando pelas 27 assembleias legislativas, chegando a Câmara e ao Senado Federais. Se o tal do Queiroz resolver jogar o excremento no ventilador (e assim espero que o faça) será o fim dessa prática nefasta no país e talvez seja o maior legado que o governo/família Bolsonaro possa deixar para a história desse país. Assim como o Cristo deu a vida para redimir todos os pecados da humanidade a família Bolsonaro terá a oportunidade de banir esse pecado que mancha a política brasileira desde sempre! Quer legado maior do que esse?

Fonte:

Continuar lendo EDITORIAL: O CASO QUEIROZ É CASO DE POLÍCIA SIM E A RACHADINHA EXISTE EM TODO O BRASIL HÁ MAIS DE 40 ANOS

A FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO DA SAÚDE ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS.

Superintendente da Saúde do RJ é preso em nova fase de operação contra irregularidades na compra de respiradores pelo estado

 POLÍCIA, SAÚDE

Carlos Frederico Verçosa Duboc (E), superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde, foi preso em casa, em Niterói 

A Polícia Civil e Ministério Público (MP) do RJ prenderam, na manhã desta quarta-feira (17), Carlos Frederico Verçosa Duboc, superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde.

Também foi preso o empresário Anderson Bezerra.

É mais uma fase da Operação Mercadores do Caos, que investiga suposta fraude na compra de mil respiradores pelo estado para o combate à Covid-19.

Os equipamentos foram comprados emergencialmente e, segundo o MP, jamais foram entregues.

Duboc foi preso em casa, em Pendotiba, Niterói. Servidor do Município do Rio cedido ao estado desde janeiro de 2019, ele respondia a Edmar Santos — secretário de Saúde exonerado pelo governador Wilson Witzel, diante das irregularidades — e foi mantido na função por Fernando Ferry.

Cabia a Duboc autorizar despesas — incluindo as de dispensas de licitação, como foi o caso dos respiradores.

A TV Globo apurou que ele foi acordado pelos policiais.

Bezerra foi preso no Andaraí, na Zona Norte do Rio.

Agentes saíram para cumprir ainda quatro mandados de busca e apreensão no Rio e outros cinco em Brasília — todos expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada do Rio de Janeiro.

O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa de Duboc e de Bezerra.

Sete presos

Além de Duboc, seis pessoas haviam sido presas em etapas anteriores da Mercadores do Caos:

Gabriell Neves, subsecretário de Saúde do estado, exonerado antes da prisão;

Gustavo Borges, que sucedeu Gabriell na pasta, exonerado depois da operação;

Aurino Filho, dono da A2A, uma empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores ao estado;

Cinthya Silva Neumann, sócia da Arc Fontoura, outra firma contratada;

Maurício Fontoura, controlador da Arc Fontoura e marido de Cinthya;

Glauco Guerra, representante da MHS, a terceira empresa contratada.

O MP afirma que o esquema fraudulento “desviou mais de R$ 18 milhões do Erário do Rio de Janeiro”.

“Passados mais de dois meses da data de entrega dos respiradores comprados emergencialmente, sem licitação, nenhum equipamento foi entregue pelas empresas, nem o dinheiro devolvido aos cofres públicos”, afirmou.

Equipamentos inservíveis

Os contratos, sem licitação, somaram R$ 183,5 milhões. O G1 mostrou que o governo pagou R$ 33 milhões adiantados às três empresas. Parte do pagamento adiantado ocorreu em uma hora.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo A FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO DA SAÚDE ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS.

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar