Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

EQUIPAMENTO QUE ESTIMULA MÚSCULOS DE PACIENTES DA COVID-19 SEDADOS É DESENVOLVIDO POR PESQUISADORES BRASILEIROS

Pesquisadores brasileiros desenvolvem técnica que diminui sequelas da Covid-19

Procedimento estimula músculos em pacientes sedados e, até o momento, só está disponível em hospitais particulares

Jairo Nascimento, da CNN, em São Paulo
Atualizado 05 de maio de 2021 às 21:57

Pacientes que precisam ser internados para tratar a Covid-19 ficam, em média, 22 dias no hospital, de acordo com dados de uma pesquisa que traça o perfil dos doentes divulgada pelo SUS. Tanto tempo parado – e muitas vezes desacordado – pode deixar a recuperação ainda mais lenta, mas uma técnica desenvolvida no Brasil tem ajudado a minimizar os efeitos de sequelas nos pacientes.

Pesquisadores brasileiros desenvolveram um equipamento que estimula músculos de pacientes sedados com correntes elétricas, como se a pessoa que recebe este tratamento estivesse em uma academia ou sendo atendida por fisioterapeutas.

De acordo com o CEO da Visuri, Henrique Martins, a técnica “mantém todo o sistema neuromuscular do paciente intacto, enquanto o mesmo está desacordado, com segurança”. “O procedimento mede todas as condições e entrega doses rigorosas, mas sem causar lesões”, afirmou Martins.

O aparelho só está disponível em hospitais particulares, mas há negociações com o governo federal para que ele chegue ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Sequelas da internação

Um estudo da Academia Nacional de Medicina (ANM) indica que 20% dos pacientes internados por semanas pela Covid-19 desenvolvem algum tipo de problema. São sequelas mais profundas das já conhecidas pela infecção, como fadiga, perda de olfato ou dores de cabeça.

As síndromes pós-Covid podem causar doenças pulmonares, cardíacas, psiquiátricas e até musculares.

“Quando você tem uma inflamação muito grave, como acontece com os pacientes com infecção pelo sars-cov-2, a Covid, você tem um comprometimento de todos os seus músculos e nervos. Você fica completamente enfraquecido, sem forças. Você não consegue, por exemplo, movimentar as mãos, você não consegue andar, você tem dificuldade para falar. E essa complicação demora algumas semanas para que você possa recuperar. Você tem que fazer todo um período de reabilitação para você aprender a fazer isso tudo… Andar, falar, deglutir, comer”, afirmou Ederlon Resende, membro da Associação de Medicina Intensiva Brasileira

Fonte: CNN

Continuar lendo EQUIPAMENTO QUE ESTIMULA MÚSCULOS DE PACIENTES DA COVID-19 SEDADOS É DESENVOLVIDO POR PESQUISADORES BRASILEIROS

SAÚDE: TÉCNICAS DE MEMORIZAÇÃO PARA VOCÊ APRENDER SOBRE MAPAS MENTAIS

Na coluna SAÚDE desta quinta-feira o Dr. Samuel Dalle Laste ensina uma técnica que ele utiliza para memorização, baseado no livro dominando a técnica dos MAPAS MENTAIS, de Tony Buzan. Uma dica extraordinária para quem está precisando melhorar a memória. Por isso convido você a assistir a esse vídeo maravilhoso!

Fonte:

Continuar lendo SAÚDE: TÉCNICAS DE MEMORIZAÇÃO PARA VOCÊ APRENDER SOBRE MAPAS MENTAIS

ENFERMEIRA DO RJ CRIA TÉCNICA PARA ACALMAR PACIENTES DA COVID-19

Método da mãozinha’: enfermeira do RJ explica técnica para acalmar pacientes

Luva com água quente melhora a circulação e dá conforto ao internado

Jaqueline Frizon Da CNN, no Rio

05 de abril de 2021 às 18:53

Método da mãozinha': enfermeira do RJ explica técnica para acalmar pacientes

A enfermeira Lidiane Melo, do Rio de Janeiro, criou um método para acalmar pacientes com Covid-19. A ideia, que ficou conhecida como ‘método da mãozinha’, viralizou e já é utilizada em hospitais pelo país.

Como não conseguia medir a saturação de um paciente porque a mão estava muito fria, ela colocou água morna dentro de duas luvas amarrou e colocou em volta da mão da pessoa doente. Em três minutos, o problema foi resolvido.

“Deus me deu sabedoria, colocou na minha mente essa técnica de amarrrar as luvas com água quente e deu certo. Humanizamos o tratamento de mais um paciente com Covid”, disse Lidiane à CNN.

Em outro momento, uma idosa que seria intubada pediu que Lidiane segurasse sua mão. Ela respondeu que não podia, pois tinha de intubar outros, e aplicou a técnica para confortá-la.

Fonte: CNN

Continuar lendo ENFERMEIRA DO RJ CRIA TÉCNICA PARA ACALMAR PACIENTES DA COVID-19

EM NOVEMBRO SERÁ INAUGURADO A PRIMEIRA CENTRAL NUCLEAR EM BELARUS POR LUKASHENKO

 

Lukashenko inaugura da 1ª central nuclear de Belarus em novembro

O vice-ministro de Energia do país Belarus, Mikhail Mikhadyuk, contou que Minsk assinou um acordo de cooperação técnica com a AIEA

INTERNACIONAL

Da EFE

 

Alexandr Lukashenko anunciou a inauguração para novembro deste ano

O presidente de Belarus, Alexandr Lukashenko, disse nesta quarta-feira (16) que a primeira central nuclear do país, construída pela empresa estatal russa Atomstroiexport, será inaugurada no dia 7 de novembro.

“Estão todos convidados. O dia 7 de novembro será uma data significativa para nós. Poderemos viajar e dizer que recebemos, pela primeira vez, eletricidade da nossa central atômica”, afirmou Lukashenko, segundo a agência “Belta”.

Em agosto deste ano, a agência nuclear russa Rosatom anunciou o início do fornecimento de combustível nuclear para o reator número um da central de Belarus, que fica próxima à cidade de Ostrovets, a 50 quilômetros de Vilnius, capital da Lituânia.

Diante das críticas dos países vizinhos sobre a segurança da usina, Lukashenko sempre defendeu a importância estratégica do projeto assinado em 2011 por ele e pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, que concedeu a Minsk um crédito de US$ 10 bilhões para realizar a obra.

Em maio deste ano, o vice-ministro de Energia de Belarus, Mikhail Mikhadyuk, contou à Agência Efe que o sistema de controle de qualidade do projeto é bem “rígido” e que Minsk assinou um acordo de cooperação técnica com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

A usina também foi submetida, de forma voluntária, a um “stress test”, uma prova de segurança que segue os padrões da União Europeia (UE) e se baseia nas consequências do acidente que ocorreu em Fukushima, no Japão, após o terremoto que atingiu o país em março de 2011, o pior da história desde Chernobil, em 1986.

“Fizemos o teste mesmo sem sermos membros da UE. Estamos cooperando com os reguladores europeus. Estamos abertos a qualquer inspeção. Não escondemos nada. Somos transparentes”, acrescentou o vice-ministro.

Para a Lituânia, a preocupação vai além da proximidade da central nuclear de seu território. O país vizinho acredita que as instalações não são seguras. Os políticos locais se referem à usina como “bomba atômica” e acusam a Rússia, responsável pela construção, de colocar toda a região em risco devido à ânsia de expansão energética.

Por isso, Letônia, Estônia e Lituânia se uniram recentemente através de um acordo que boicotará a importação de eletricidade gerada pela planta de Belarus. Também advertiram Bruxelas que o projeto representa “um problema de segurança nuclear para toda a UE”.

Segundo Minsk, a usina que será inaugurada em novembro permitirá que o país economize anualmente 5 bilhões de metros cúbicos de gás, que antes eram usados para gerar energia,

De acordo com Mikhadyuk, a nova central nuclear suprirá “entre 40% e 42% da demanda energética nacional”, além de reduzir a emissão de poluentes à atmosfera em cerca de 10 milhões de tonelas.

 

Continuar lendo EM NOVEMBRO SERÁ INAUGURADO A PRIMEIRA CENTRAL NUCLEAR EM BELARUS POR LUKASHENKO

CIÊNCIAS: VIBRAÇÃO E FREQUÊNCIA SÃO AS NOVAS ARMAS CONTRA DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS

A mais nova descoberta da ciência no tratamento de doenças neurodegenerativas, tais como: Alzeheimer e Parkinson você vai conhecer aqui na coluna CIÊNCIAS desta quarta-feira. Cientistas japoneses descobriram que a ressonância com um laser infravermelho, quando sintonizado em uma frequência específica, sobre placas prejudiciais que contêm agregados de proteínas amilóides, realmente faz com que as fibrilas amilóides se desintegre de dentro para fora. A partir dessa experiência ainda ouviremos falar muito da utilização de frequências vibracionais em tratamentos similares. Portanto não perca a oportunidade de conhecer como funciona essa nova técnica!

Novo estudo diz que laser infravermelho destrói placas prejudiciais no cérebro de Alzheimer

Uma característica notável de várias doenças neurodegenerativas conhecidas – como Alzheimer e Parkinson – é a formação de placas prejudiciais que contêm agregados de proteínas amilóides, também conhecidas como fibrilas. Infelizmente, mesmo após décadas de pesquisa, livrar-se dessas placas permaneceu um desafio hercúlea, de modo que os tratamentos para esses pacientes não foram muito eficazes.

Agora, os cientistas estão revelando os resultados de experimentos que mostram como a ressonância com um laser infravermelho, quando sintonizado em uma frequência específica, realmente faz com que as fibrilas amilóides se desintegre de dentro para fora.

Suas descobertas abrem portas para novas possibilidades terapêuticas para doenças cerebrais relacionadas à placa amilóide que até agora têm sido incuráveis.

Nos últimos anos, em vez de seguir a rota química usando drogas, alguns cientistas adotaram abordagens alternativas, como o ultrassom, para destruir as fibrilas amilóides e interromper a progressão da doença de Alzheimer.

Agora, uma equipe de pesquisa liderada pelo Dr. Takayasu Kawasaki (Centro de Pesquisa IR-FEL, Universidade de Ciências de Tóquio, Japão) e o Dr. Phuong H. Nguyen (Centro Nacional de Pesquisa Científica, França), incluindo outros pesquisadores do Centro de Radiação Síncrotron de Aichi e o Synchrotron Radiation Research Center, Universidade de Nagoya, Japão, usou novos métodos para mostrar como a irradiação por laser infravermelho pode destruir as fibrilas amilóides.

Em seu estudo, publicado no Journal of Physical Chemistry B , os cientistas apresentam os resultados de experimentos com laser e simulações de dinâmica molecular. Esse ataque duplo ao problema foi necessário devido às limitações inerentes a cada abordagem, como explica o Dr. Kawasaki:

“Embora experimentos com laser acoplados a vários métodos de microscopia possam fornecer informações sobre a morfologia e evolução estrutural das fibrilas amilóides após a irradiação com laser, esses experimentos têm resoluções espaciais e temporais limitadas, impedindo assim um entendimento completo dos mecanismos moleculares subjacentes. Por outro lado, embora essa informação possa ser obtida a partir de simulações moleculares, a intensidade do laser e o tempo de irradiação utilizados nas simulações são muito diferentes daqueles usados ​​em experimentos reais. Portanto, é importante determinar se o processo de dissociação de fibrilas induzida por laser, obtido através de experimentos e simulações, é semelhante. ”

Os cientistas usaram uma porção de uma proteína de levedura que é conhecida por formar fibrilas amilóides por conta própria. Em seus experimentos com laser, eles sintonizaram a frequência de um feixe de laser infravermelho com o da “banda amida I” da fibrila, criando ressonância. Imagens de microscopia eletrônica de varredura confirmaram que as fibrilas amilóides desmontadas após irradiação com laser na frequência de ressonância e uma combinação de técnicas de espectroscopia revelaram detalhes sobre a estrutura final após a dissociação das fibrilas.

Para as simulações, os pesquisadores empregaram uma técnica que alguns membros da equipe atual haviam desenvolvido anteriormente, denominada “simulações de dinâmica molecular sem equilíbrio (NEMD)”. Seus resultados corroboraram os do experimento e esclareceram adicionalmente todo o processo de dissociação de amilóide até detalhes muito específicos. Por meio das simulações, os cientistas observaram que o processo começa no núcleo da fibrila, onde a ressonância quebra as ligações intermoleculares do hidrogênio e, assim, separa as proteínas no agregado. A ruptura dessa estrutura se espalha para as extremidades da fibrila.

Juntos, o experimento e a simulação são um bom argumento para uma nova possibilidade de tratamento para distúrbios neurodegenerativos. O Dr. Kawasaki observa: “Tendo em vista a incapacidade dos medicamentos existentes para retardar ou reverter o comprometimento cognitivo da doença de Alzheimer, é muito desejável o desenvolvimento de abordagens não farmacêuticas. A capacidade de usar lasers infravermelhos para dissociar fibrilas amilóides abre uma abordagem promissora. ”

O objetivo de longo prazo da equipe é estabelecer uma estrutura que combine experimentos a laser com simulações de NEMD para estudar o processo de dissociação de fibrilas com mais detalhes, e novos trabalhos já estão em andamento.

Espera-se que todos esses esforços acendam um farol de esperança para aqueles que lidam com a doença de Alzheimer ou outras doenças neurodegenerativas.

Fonte: Universidade de Ciências de Tóquio ( Foto de arquivo: ThisisEngineering )

Fonte: Good News Network

Continuar lendo CIÊNCIAS: VIBRAÇÃO E FREQUÊNCIA SÃO AS NOVAS ARMAS CONTRA DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS

GOVERNADORA DO RN FAZ VISITA TÉCNICA A MAIOR OBRA DE SUA ESPECIALIDADE NO ESTADO, OPERAÇÃO TAPA BURACOS

Governadora visita trecho inicial do plano de conservação de estradas em São Paulo do Potengi

Visita técnica foi realizada ao trecho da RN-120

Por Redação – Publicado em 03/08/2020 às 14:33

Com uma visita técnica ao trecho da RN-120, no município de São Paulo do Potengi, a governadora Fátima Bezerra deu início aos serviços do Programa de Conservação das Rodovias Estaduais 2020, lançado no mês passado, com prazo para ser finalizado até o final do ano.

Também participaram da vista o vice-governador, Antenor Roberto; o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do RN, Manoel Marques; o secretário de Infraestrutura, Gustavo Coelho, e representações políticas da região.

A governadora ressaltou o cuidado com a segurança dos cidadãos que viajam pelas rodovias do estado e a importância delas para o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte. “Cuidar das estradas é nosso dever, nossa obrigação; primeiro, para garantir a segurança da população, das pessoas. As estradas são fundamentais para a economia, para escoar a produção.”

O investimento no Programa de Conservação das Estradas Estaduais é de R$ 17 milhões, sendo R$ 12 milhões são de multas de trânsito arrecadadas pelo Detran-RN. A governadora também destacou o empenho do Estado em conseguir recursos para operação em plena pandemia, com queda brutal das receitas no período. “O dinheiro está assegurado. Estamos aqui cumprindo o nosso papel. Tinha prometido o início dos serviços para agosto. Pedimos à população para acompanhar os trabalhos e cobrar que até o final do ano esteja tudo concluído.”

De acordo com o diretor-geral do DER-RN, Manoel Marques, os serviços estarão concluídos até a primeira semana de novembro. Para dar agilidade aos trabalhos, até a próxima sexta-feira, serão deslocadas três equipes para cada um dos sete distritos rodoviários do Estado. “A conservação das estradas será um trabalho permanente. Mesmo quando o Programa de Conservação for concluído, vamos continuar trabalhando nas rodovias.”

O secretário de Infraestrutura do Estado, Gustavo Coelho, ressaltou o empenho das equipes e todos os esforços feitos para iniciar os trabalhos do Programa. “Esperamos atingir o objetivo de chegar em novembro com nossas estradas conservadas e recuperadas.”

O vice-prefeito do município de São Tomé, Miguel Salustiano; e o vereador de São Paulo do Potengi, João Cabral, prestigiaram o ato de início dos serviços e comentaram a importância para a região.

SERVIÇOS NOS SETE DISTRITOS RODOVIÁRIOS DO RN

No Programa de Conservação das Estradas Estaduais 2020 serão priorizados os principais eixos rodoviários que ligam o Rio Grande do Norte aos outros estados e que interligam os municípios. Os serviços serão realizados em todas as regiões do Estado:

  • EIXO 1
    RN 117/RN-078 Entr. BR-304 (Mossoró) – Gov. Dix Sept Rosado – Caraúbas-Patu-Divisa RN/PB
  • EIXO 2
    RN-177/RN-076/RN 117 Entr. BR-405 – Riacho da Cruz – Umarizal – Olho D’água dos Borges
  • EIXO 3
    RN-177 Riacho da Cruz – Viçosa – Portalegre
  • EIXO 4
    RN-079 Entr. BR-405 – Marcelino Vieira – Alexandria – Divisa RN/PB
  • EIXO 5
    RN-404/RN-016/RN-233 Porto do Mangue – Carnaubais – Assú – Paraú – Triunfo – Campo Grande – Caraúbas – Entr BR 405 (Apodi)
  • EIXO 6
    RN-118 (Entr. BR-406 (Macau) – Pendências – Alto do Rodrigues – Ipanguaçu) – (Entr. BR-304 – São Rafael – Entr BR 226) – (Caicó – contorno – São João do Sabugi – Ipueira – Divisa RN / PB)
  • EIXO 7
    RN-120 Caiçara do Norte – São Bento do Norte – Pedra Grande – Parazinho – Entr. BR-406 (João Câmara) – Bento Fernandes – Entr. BR-304 – São Paulo do Potengi – Senador Elói de Souza – Entr. BR-226 – Boa Saúde – Serrinha – Santo Antônio – Nova Cruz – Divisa RN / PB
  • EIXO 8
    RN-093 Entr. BR-226 (Tangará) – São José de Campestre – Passa e Fica – Divisa RN / PB
  • EIXO 9
    RN-023 (Touros – João Câmara) – Santa Cruz – Cel. Ezequiel – Jaçanã – Divisa RN / PB
  • EIXO 10
    RN-203 Entr. BR 226 – São Pedro – São Tomé
  • EIXO 11
    RN-041 – RN-203 Entr. BR 304 – Santana do Matos – Entr. RN 118 (Três Porteiras)
  • EIXO 12
    RN-104 – RN 263 Entr. BR 304 – Pedro Avelino – Afonso Bezerra – Angicos – Entr. BR-304
  • EIXO 13
    RN-064 Entr. BR-304 (Santa Maria) – Entr. BR-406 (Ceará Mirim) – Punaú
  • EIXO 14
    RN-063 Entr. BR-101 – Pium – Tabatinga – Nísia Floresta – Entr. BR-101 (São José de Mipibú)
  • EIXO 15
    RN-401 Entr. BR 406 – Entr. RN-221
  • – EIXO 16
  • RN-003 Entr. RN-003 – Santo Antônio – Goianinha – Tibau do Sul – Pipa
  • – EIXO 17
  • RN-288 (Divisa RN/PB – Jardim de Piranhas – Entr. BR-427) – (Caicó – São José do Seridó – Cruzeta – Acari) – (Entr. RN -86 – Carnaúba dos Dantas – Divisa RN/PB)
  • EIXO 18
    RN-086 Entr. BR-427 (Rajada) – Parelhas – Equador – Divisa RN/PB
  • EIXO 19
    RN-269 Barra de Cunhaú – Canguaretama – Pedro Velho – Montanhas – Nova Cruz – Passa e Fica

OUTROS TRECHOS

  • (DR I) Acesso Grossos – Tibau (20 Km), Acesso Entr. BR-405 – Soledade (7 Km), Acesso Entr. BR-405 – Barragem (7 Km), RN-404 Carnaubais – Porto do Mangue (35 Km), Acesso Ponta do Mel – Porto do Mangue (20 Km);
  • (DR II) RN-088 Entr. BR-427 (Jardim do Seridó) – Entr. RN-086 (Parelhas) (16 km), RN-087 Entr. BR-226 – Tenente Laurentino (13 Km), RN-203 Cerro Corá – Bodó (9 Km), Acesso Entr. RN-118 – Povoado de Boi Selado (4 Km)
  • (DR III) RN-221 Entr. RN-401 – Entr. BR-406 (24 Km), RN-403 Entr. RN-221 – Barreiras – Diogo Lopes (13 Km), RN-120 Caiçara do Norte – São Bento do Norte – Pedra Grande – Parazinho – Entr. BR-406 (68 Km);
  • (DR IV) RN-120 Boa Saúde – Serrinha – Santo Antônio (26 Km), RN-092 Entr BR-226 – Japi (27 Km), RN-093 Entr. BR-226 (Tangará – Sítio Novo (17 Km), Acesso Ent. RN-003 (Espírito Santo – Jundiá (8 Km), RN-02 Entr BR-226 (Santa Cruz) – Cel. Ezequiel – Jaçanã (38 Km), RN-091 Santa Cruz – São Bento do Traíri (14 Km), RN-023 Entr. BR-226 – Lajes Pintada (9 KM).
  • (DR V) RN-317 Entr BR-101 – Laranjeira do Abdias – Brejinho (21 Km), RN-002 Entr. BR-101 (São José de Mipibú) – Laranjeira do Cosme – Entr. RN-316 (8 Km), RN-002 Entr. BR-101 – Senador Georgino Avelino (15 Km), RN-064 Entr. BR-406 (Ceará Mirim) – Dom Marcolino – Punaú (33 Km);
  • (DR VI) Acesso Entr. RN-177 – Bonito (8 Km), RN-078 Patú – Divisa RN / PB (9,6 Km), RN-501 Entr BR-226 (Patú) – Divisa RN / PB (9 Km).
  • (DR VII) RN-63 Pedro Avelino – Afonso Bezerra (14 Km), RN-263 Afonso Bezerra – Angicos – Entr. BR-304 (31 Km), RN-407 Mulungu – Entr. Estrada do Óleo (11 Km).

Fonte: Agora RN

Continuar lendo GOVERNADORA DO RN FAZ VISITA TÉCNICA A MAIOR OBRA DE SUA ESPECIALIDADE NO ESTADO, OPERAÇÃO TAPA BURACOS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho