POESIA: HOMENAGEM A ZÉ LIMEIRA – O POETA DO ABSURDO, POR JESSIER QUIRINO

Para relaxar e se divertir a valer neste domingo, trago mais uma maravilhosa apresentação desse cabra da peste chamado Jessier Quirino que hoje homenageia, aqui na coluna POESIA, Zé Limeira, o poeta do absurdo, que foi imortalizado e recriado pelo escritor paraibano Orlando Tejo. Depois disto surgiu até o estilo limeiriano, sem pé nem cabeça. Limeira é nosso ídolo e doido de estimação. Então, se acomode na poltrona, assista, aprecie e se divirta!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: HOMENAGEM A ZÉ LIMEIRA – O POETA DO ABSURDO, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: UM PARTICULAR COM PADRE CIÇO ROMÃO, POR JESSIER QUIRINO

Nesta terça-feira você vai assistir, aqui na coluna POESIA mais uma boa prosa do inigualável Jessier Quirino que lê o texto “Um Particular com Padre Ciço Romão”. Uma conversa caseira de afilhado para padrinho, como todo sertanejo antigo se considera. Deixa o santo à par das acontecenças e até agradece sua sorte. Então, o que está esperando? Bora assistir e se divertir!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: UM PARTICULAR COM PADRE CIÇO ROMÃO, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: BOLERO DE ISABEL, POR JESSIER QUIRINO

Nesta sexta-feira você vai o outro lado artístico do incrível Jessier Quirino: o de cantor., aqui na coluna POESIA. Ele canta e toca o Bolero de Isabel, uma canção de sua autoria do ano 2000, inspirada no clássico Bolero, do compositor francês Maurice Ravel. Um show que você não pode perder!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: BOLERO DE ISABEL, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: AS APARÊNCIAS ENGANAM, POR BRÁULIO BESSA

Sábado é dia de relaxar, de distração e de entretenimento. Então é dia de POESIA e POESIA de verdade é com Bráulio Bessa, que em tempos de pandemia está cada vez mais escasso. Mas a gente busca e acaba encontrando novidade no cipoal de obras primas de sua autoria. Portanto, aproveite, se deleite, se regozije e curta, “As aparências enganam”, mais uma das travessuras desse poeta incrível!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: AS APARÊNCIAS ENGANAM, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: MATUTO EM LUA DE MEL, POR JESSIER QUIRINO

O extraordinário Jessier Quirino é o nosso destaque desta quinta-feira, aqui na coluna POESIA, com o poema “Matuto em lua de mel”, que é uma narrativa sobre um casal de nubentes, durante o passeio, e nos chamegos de cama depois do casamento. Portanto, não perca essa incrível narrativa que só esse espetáculo de artista sabe fazer e divirta-se até umas horas!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: MATUTO EM LUA DE MEL, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: CONFISSÃO DE CABOCLO, POR ROLANDO BOLDRIN

Nesta quinta-feira você vai ter a oportunidade de entender porque Rolando Boldrin é um monstro da dramaturgia ao assisti-lo recitando o poema “Confissão de caboclo”, com mais de 10 minutos de duração, que só pessoas muito talentosas, especiais e extraordinárias como ele conseguem executar. Então, se acomode na poltrona e comece a assistir essa obra de arte!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: CONFISSÃO DE CABOCLO, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: VIRGULINO LAMPIÃO DEPUTADO FEDERÁ, POR JESSIER QUIRINO

O destaque da edição de quinta-feira, aqui na coluna POESIA é o inigualável cordelista, contador de causos e poeta Jessier Quirino, que declama com maestria “Vigulino Lampião Deputado Federá”, que é um poema discurso, com uma suposta fala do rei do cangaço na tribuna do Congresso. Foi escrito no início dos anos 90 e publicado no livro Paisagem de Interior, em 1996, pela Editora Bagaço.

Então, você não pode perder esse espetáculo desse incrível artista!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: VIRGULINO LAMPIÃO DEPUTADO FEDERÁ, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: SEJA FÃ DE VOCÊ MESMO, POR BRÁULIO BESSA

Nesta terça-feira, aqui na coluna POESIA vamos reviver um dos momento emocionantes do inenarrável Bráulio Bessa no programa Encontro com Fátima, onde ele declamou, de sua autoria, “Seja fã de você mesmo”. Vamos curtir e se emocionar mais uma vez!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: SEJA FÃ DE VOCÊ MESMO, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: JESSIER QUIRINO, SOU DOS BARES O MENOR

Neste Domingo o destaque, aqui na coluna POESIA é o maravilhoso e inigualável Jessier Quirino recitando, de sua autoria, “Sou dos bares o menor” é uma brincadeira poética com sinônimos de “bar” e a respectiva narrativa de acontecidos e bebidos dentro do estabelecimento. Então vamos curtir e apreciar o talento único desse artista.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO, SOU DOS BARES O MENOR

POESIA: JESSIER QUIRINO- EM, DE DOMINGO AGORA A OITO

Nada melhor do que um domingo para apreciar essa bela e divertida POESIA do incrível Jessier Quirino. “De domingo agora a oito” é um poema alfinetada. Publicado em 2006 no livro Bandeira Nordestina pela Editora Bagaço, busca, explicitamente, o humor, para expor as mazelas políticas nacionais e os pisões nos nossos pisados. Se gostar, aperte no pitoco! Curta, compartilhe e se inscreva no nosso canal.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO- EM, DE DOMINGO AGORA A OITO

POESIA: HEN HEM… QUE COISA MAIS LINDA, POR JESSIER QUIRINO

Hoje tem POESIA de primeira com o incomparável e incrível Jessier Quirino recitando “Hen hem, que coisa mais linda”. É desses poemas que surgem da necessidade de se usar uma palavra do nosso linguajar e que pedem até alguma inflexão na fala, para obter o sentido. O texto carinhoso provoca esse entendimento: Hen hem! Então assista ao vídeo e divirta-se com o talentoso poeta!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: HEN HEM… QUE COISA MAIS LINDA, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: A LIÇÃO QUE A MORTE DEU, POR BRÁULIO BESSA

Nesta quarta-feira a coluna POESIA deste blog tem o prazer de publicar mais uma obra prima do inigualável Bráulio Bessa, que você vai amar de ver. A lição que a morte deu, declamado num cenário mais do que original, a paisagem seca e desolada do sertão nordestino. O lugar de onde veio esse ícone da arte brasileira. Então assista ao vídeo a seguir e pasme com tanto talento e desenvoltura!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: A LIÇÃO QUE A MORTE DEU, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: HOMI NÃO CHORA, POR ROLANDO BOLDRIN

Neste sábado vamos assistir, aqui na coluna POESIA, a mais um show do inigualável Rolando Boldrin, declamando um poema de sua autoria inspirado em seu Pai, cujo título é “Homi não chora”. Então não deixe de ver, curtir e refletir sobre essa obra prima da nossa cultura.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: HOMI NÃO CHORA, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: TRÊS LÁGRIMAS, POR ROLANDRO BOLDRIN

Neste sábado, o nosso destaque aqui na coluna POESIA dispensa apresentação, mas eu vou apresentar: Rolando Boldrin, recitando “Três Lágrimas”, de autoria de Campos Negreiros. Uma obra prima da poesia, um poema sensacional e um narrador incomparável. Então assista, reflita e faça seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: TRÊS LÁGRIMAS, POR ROLANDRO BOLDRIN

POESIA: IMAGINE O BRASIL SER DIVIDIDO E O NORDESTE FICAR INDEPENDENTE, POR BRÁULIO BESSA

Na nossa coluna POESIA deste domingo temos mais um showzaço do incomparável Bráulio Bessa pra você ver, ouvir e se divertir. Essa vale apena assistir, pois ele faz uma defesa da independência do Nordeste tão discriminado e a poesia é “Imagine o Brasil ser dividido e o Nordeste ficar independente”! Show de bola!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: IMAGINE O BRASIL SER DIVIDIDO E O NORDESTE FICAR INDEPENDENTE, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: JESSIER QUIRINO DECLAMA “UMA CARTA DE PERAI”

Nesta quinta-feira, na nossa coluna POESIA temos mais um show do inigualável Jessier Quirino que nos apresenta “Uma carta de peraí”. É um poema autoral publicado em 2010 no livro Berro Novo. Foi inspirado na canção “Mensagem”, dos anos 50 (imortalizada por Izaurinha Garcia), que termina tristemente, com a queima destrutiva de uma carta de amor. Nosso “Peraí!” traduz um grito de esperança, mesmo diante do desamor. Assista ao vídeo e se delicie com a arte da poesia de cordel.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO DECLAMA “UMA CARTA DE PERAI”

POESIA: BRÁULIO BESSA DECLAMA “HOMENAGEM AOS POETAS”

De volta com a nossa coluna POESIA, nesta terça-feira temos mais do gênio do cordel Bráulio Bessa que faz uma homenagem singela aos poetas no programa Encontro com Fátima Bernardes de 07/02/2020. Assista essa maravilha de show e comece o dia mais feliz!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: BRÁULIO BESSA DECLAMA “HOMENAGEM AOS POETAS”

POESIA: UMA PAIXÃO PRA SANTINHA POR JESSIER QUIRINO

Nesta segunda-feira começamos a semana com POESIA trazendo Jessier Quirino declamando “Uma paixão pra Santinha”, que como bem diz o título, é uma história de amor matuto e bem humorada, com foco no deslumbre do caboco pela caboquinha, que, de tão pura, parece santa. Um beleza de poesia brejeira!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: UMA PAIXÃO PRA SANTINHA POR JESSIER QUIRINO

POESIA: CAUSO HOJE CHOVE POR JESSIER QUIRINO

O palestrante desta sexta-feira na nossa coluna POESIA é o inenarrável Jessier Quirino que define o ato de palestrar assim: O “palestrar” no meio rural é aquela conversa despretensiosa em porta de bodega, ou acocorado à sombra dum pé de juá, riscando o chão com um graveto. Há também há aquelas palestras em forma de visita familiar. Danado é quando o matuto é caipora e quer se livrar da visita a todo custo. Aí vira causo.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: CAUSO HOJE CHOVE POR JESSIER QUIRINO

POESIA: JESSIER QUIRINO E CHICO CESAR EM “CABOCA DA BORBOREMA”

Sábado é dia de lazer e diversão! Então vamos nos divertir até umas horas como o grande Jessier Quirino na coluna POESIA na companhia do irreverente Chico Cesar de Catolé do Rocha com o causo musical “Caboca da Borborema”. Assista, você vai se divertir a valer!

“Caboca da Borborema” é um samba de latada que surge na casca das músicas de gafieira estilo Rosil Cavalcanti, Zito Borborema, Jacinto Silva, Gordurinha… contemporâneos do Rei do Ritmo Jackson do Pandeiro – o nosso grande homenageado – na passagem dos seus Cem Anos. Dei de garra da memória afetiva de minha Campina Grande, com olhos para a Rua 15 de Novembro próxima da minha casa, e fiz versos de exaltação a uma suposta caboca nota 10. Para sedimentar ainda mais nossa homenagem, convidamos grandes músicos e o amigo irmão Chico César, sertanejo de Catolé do Rocha, que imprime estilo próprio em tudo que faz. O resultado é só alegria. Coisa que Jackson produzia de carrada, botando ritmo e malabarismo até em balancete de banco.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO E CHICO CESAR EM “CABOCA DA BORBOREMA”

POESIA E PROSA: “TREM DA GREAT WEST” POR JESSIER QUIRINO

Na nossa coluna POESIA deste sábado temos uma PROSA maravilhosa entre Rolando Boldrim e Jessier Quirino no programa Sr. Brasil de 27/04/2014 que vale a pena rever e se divertir a valer com Jessier Quirino e o causo “Trem da Great West”. Show!

Fonte:

Continuar lendo POESIA E PROSA: “TREM DA GREAT WEST” POR JESSIER QUIRINO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar