CHEFE DO COMANDO CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS DO PERU RENUNCIOU O CARGO TRÊS DIAS ANTES DO PRESIDENTE ESQUERDISTA ASSUMIR O CARGO

Chefe das Forças Armadas do Peru entrega o cargo

Saída de general ocorre 3 dias antes da posse do esquerdista Pedro Castillo, que derrotou Keiko Fujimori nas eleições presidenciais

INTERNACIONAL

 por AFP

Pedro Castillo (foto) assume a presidência do Peru na quarta-feira

O chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas do Peru, general do Exército César Astudillo, renunciou o cargo neste domingo (25), três dias antes do esquerdista Pedro Castillo assumir a presidência, informou uma fonte militar.

“A renúncia está confirmada, não vamos dar mais detalhes”, disse à AFP uma fonte do Comando Conjunto das Forças Armadas, que pediu anonimato.

De acordo com o jornal Perú 21, Astudillo solicitou seu passe de aposentadoria e pediu que fosse efetivado na quarta-feira (28).

Não foi confirmado se a decisão foi aceita pelo presidente interino, Francisco Sagasti, ou pela ministra da Defesa, Nuria Esparch, informou o jornal El Comercio.

Pedro Castillo toma posse justamente na quarta-feira (28).

Astudillo estava no comando do Comando Conjunto das Forças Armadas desde outubro de 2018 e foi o responsável pela mobilização militar em apoio à pandemia do coronavírus.

Em meio ao segundo turno eleitoral, um grupo de militares aposentados realizou passeatas de apoio à direitista Keiko Fujimori, mas os oficiais das Forças Armadas permaneceram à margem, respeitando a Constituição.

Castillo, de 51 anos, foi proclamado presidente eleito na última segunda-feira pelo JNE, que levou seis semanas para analisar as contestações e apelações antes de declará-lo o vencedor da votação de 6 de junho.

A posse de Castillo contará com a presença de alguns dirigentes de países vizinhos e do Rei da Espanha, Felipe VI.

Fonte: R7

Continuar lendo CHEFE DO COMANDO CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS DO PERU RENUNCIOU O CARGO TRÊS DIAS ANTES DO PRESIDENTE ESQUERDISTA ASSUMIR O CARGO

PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DEVERÁ NOMEAR O SENADOR CIRO NOGUEIRA PARA A CASA CIVIL

Ciro Nogueira deve assumir Casa Civil

O atual ocupante da pasta, Luiz Eduardo Ramos, deverá ser remanejado para outro posto

Por Barbara Baião e Caio Junqueira

 Atualizado 21 de julho de 2021 às 00:57

À bancada, em pronunciamento, senador Ciro Nogueira (PP-PI)Se confirmada, a ida de Nogueira para o mais importante ministério do governo terá por objetivo reorganizar politicamente no momento em que ele enfrenta sua maior dificuldade política. Foto: À bancada, em pronunciamento, senador Ciro Nogueira (PP-PI).

O presidente Jair Bolsonaro deverá nomear o senador Ciro Nogueira, presidente do Progressistas, para a Casa Civil. A mudança foi discutida em uma reunião na tarde desta terça-feira no Palácio do Planalto e pode não ser a única a ocorrer. O atual ocupante da pasta,  Luiz Eduardo Ramos, deverá ser remanejado para outro posto.

O debate em curso prevê alocá-lo na Secretaria-Geral da Presidência, hoje comandada por Onyx Lorenzoni. O Planalto não descarta dar a Onyx uma nova função na Esplanada. Um dos destinos seria um novo ministério, que poderia absorver funções hoje concentradas no Ministério da Economia.

Se confirmada, a ida de Nogueira para o mais importante ministério do governo terá por objetivo reorganizar politicamente no momento em que ele enfrenta sua maior dificuldade política com a CPI da Pandemia e ao mesmo tempo as maiores taxas de rejeição e de baixa popularidade. Pesquisas internas do governo apontam o mal momento do presidente.

Segundo relatos feitos à CNN, o próprio Ciro Nogueira já tem dado sinais de insatisfação com o governo, sugerindo, inclusive, que poderia romper a relação de alinhamento político. Com a nomeação, ele finalmente daria um ministério de peso a um senador, um debate antigo dentro do governo tendo em vista não haver nenhum integrante da casa no alto escalão da Esplanada.

Além disso, tentaria amenizar problemas recentes com Ciro, presidente do principal partido aliado de Bolsonaro. O senador se irritou recentemente com uma autorização do Ministério da Economia de R$ 800 milhões para o Piauí que, por meio da operação de crédito, pretende reforçar o orçamento em infraestrutura, saúde e segurança.

O estado governado por Wellington Dias é reduto eleitoral do político do PP, que cogita disputar o Executivo local contra uma eventual reeleição do petista. Recentemente, Ciro Nogueira também saiu da titularidade da CPI que apura ações e omissões do governo federal na pandemia.

Além disso, Bolsonaro já disse que vetará o fundo eleitoral bilionário aprovado pela Camara dos Deputados. O anúncio rápido do veto incomodou Arthur Lira, presidente da Câmara e também integrante do Progressistas.

Continuar lendo PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DEVERÁ NOMEAR O SENADOR CIRO NOGUEIRA PARA A CASA CIVIL

VEREADORA JÚLIA ARRUDA É NOMEADA PARA ASSUMIR A SECRETARIA ESTADUAL DAS MULHERES

Júlia Arruda assume Secretaria Estadual das Mulheres

06 jul 2021

Fátima Bezerra anuncia Júlia Arruda na Secretaria das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e dos Direitos Humanos

O Diário Oficial do Estado publica nesta terça-feira (06) a nomeação da vereadora Júlia Arruda para comandar a Secretaria das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh). O anúncio foi feito no final do expediente de hoje (05) pela governadora Fátima Bezerra, que enalteceu o trabalho realizado pela secretária Eveline Guerra em defesa das pautas da diversidade.

Júlia Arruda é publicitária e vereadora de Natal pelo PCdoB. No desempenho do seu quarto mandato como vereadora de Natal, se destaca pelo fato de ter sido a primeira mulher reeleita para a Câmara Municipal e também primeira a presidir – embora temporariamente – a Casa Legislativa da capital potiguar. Tem destacada atuação na defesa dos direitos das mulheres, das pessoas com deficiência, da criança e do adolescente.

Ela assume esse novo desafio com o compromisso de avançar nas políticas públicas afirmativas de inclusão, proteção e igualdade. “Estamos vindo para somar, contribuir para o fortalecimento dessas políticas públicas. Agradecemos o convite da governadora, do vice-governador e louvamos as iniciativas e trajetória da secretária Eveline, por tudo o que ela representa. Esperamos dar uma nova dinâmica à secretaria e fortalecer as políticas públicas. Vem aí o Agosto Lilás, o Dia de Combate ao Feminicídio”, enfatizou Júlia Arruda, lembrando que a pandemia potencializou muitas violações dos direitos das mulheres, das pessoas com deficiência, das crianças e adolescentes. “Tudo isso a gente só vai poder enfrentar com a adoção de políticas públicas. E é esse o intuito de minha presença na secretaria.”

“Temos a certeza do dever cumprido em defesa da sociedade, da população mais vulnerável. As mulheres, a juventude, os direitos humanos ganham com esse novo projeto, tendo à frente a vereadora Júlia Arruda. Estamos muito felizes porque na Câmara Municipal assume um jovem que tem um papel importante nesse momento político que estamos atravessando”, comentou Eveline.

Com a ida de Júlia para a Semjidh, assume o suplente Pedro Gorki, uma liderança jovem do movimento estudantil, que ganhou projeção nacional ao ser eleito no final de 2017, aos 16 anos de idade, presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), maior organização estudantil do país ao lado da UNE.

Continuar lendo VEREADORA JÚLIA ARRUDA É NOMEADA PARA ASSUMIR A SECRETARIA ESTADUAL DAS MULHERES

A PEDIDO DO PRESIDENTE BOLSONARO, PAZUELLO DEVE GANHAR CARGO NO PALÁCIO DO PLANALTO

Ex-ministro da Saúde, Pazuello deve assumir cargo no Palácio do Planalto

Apesar de ter demitido Pazuello do cargo de ministro, o presidente indicou que deseja mantê-lo por perto

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
 Atualizado 18 de abril de 2021 às 17:16
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde Eduardo PazuelloBolsonaro determinou à equipe que encontrasse um espaço para abrigar no governo o general Foto: Carolina Antunes/PR (16.set.2020)

A pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello deve ganhar um cargo no Palácio do Planalto. Está em discussão alçá-lo ao comando da “Secretaria Especial de Modernização do Estado”, informou à CNN um auxiliar presidencial.

A secretaria é subordinada à Secretaria-Geral da Presidência, comandada por Onyx Lorenzoni. Assumindo o cargo, Pazuello será encarregado, por exemplo, de “formular a política nacional de modernização do Estado” e ainda coordenar a definição de diretrizes para a “transformação digital de serviços públicos”.

Bolsonaro determinou à equipe que encontrasse um espaço para abrigar no governo o general, que deixou o comando da Saúde há quase um mês. Ao entregar o cargo para Marcelo Queiroga, ele se reapresentou ao Exército, já que não chegou a se transferir para a reserva.

Apesar de ter demitido Pazuello do cargo de ministro, o presidente indicou que deseja mantê-lo por perto. O general é alvo de inquérito por causa da crise em Manaus e está na mira do Tribunal de Contas da União (TCU), onde ministros defendem sua responsabilização por omissões durante a pandemia.

Continuar lendo A PEDIDO DO PRESIDENTE BOLSONARO, PAZUELLO DEVE GANHAR CARGO NO PALÁCIO DO PLANALTO

QUEIROGA SÓ PODERÁ ASSUMIR O MINISTÉRIO DA SAÚDE QUANDO DEIXAR O CARGO DE SÓCIO-ADMINISTRADOR EM EMPRESA DE SERVIÇOS MÉDICOS

Cargo em empresa retarda posse de Queiroga no Ministério da Saúde

A equipe de Jair Bolsonaro esqueceu-se de checar se Queiroga constava como administrador de alguma empresa na Receita Federal

Fernando Molica

Por Fernando Molica, CNN  

Atualizado 20 de março de 2021 às 15:26

O cardiologista Marcelo Queiroga, indicado para ser o novo ministro da SaúdeO cardiologista Marcelo Queiroga, indicado para ser o novo ministro da SaúdeFoto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Anunciado, no último dia 15, como futuro ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga só poderá assumir o cargo quando deixar a função de sócio-administrador de uma empresa de serviços médicos em João Pessoa (PB), o Cardiocenter – Centro de Diagnóstico e Tratamento das Doenças Cardíacas.

A lei 8.112, de 1990, proíbe que servidores públicos da União participem “de gerência ou administração de sociedade privada”. Consultado, a advogado Bruno Barata, especialista em direito administrativo, explicou  que ministros de Estado podem ser sócios, mas não administradores de empresas privadas.

Disponível na página da Receita Federal e consultado no fim da manhã deste sábado (20), o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) do Cardiocenter informa que Queiroga é, entre os 19 sócios da empresa, que funciona no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, da Unimed, o único com a função de administrador.

O currículo do futuro ministro, disponível na plataforma LinkedIn, informa que ele é diretor do Cardiocenter e diretor técnico do Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Unimed João Pessoa.

Na manhã de sexta (19), a CNN enviou mensagem para o Whatsapp de Queiroga, perguntou se sua condição de sócio-administrador do Cardiocenter estaria atrasando sua posse no ministério e se ele deixaria o cargo na empresa privada. Até o início da tarde deste sábado (20), Queiroga não havia respondido aos questionamentos, também encaminhados à assessoria de imprensa da Sociedade Brasileira de Cardiologia, entidade que o médico preside.

A CNN também entrou em contato com o Ministério da Saúde e, através da assessoria de imprensa, a pasta informou, por telefone, que não responde por Queiroga uma vez que ele ainda não é ministro e que só responderia às perguntas depois da posse do futuro  ministro.

Fonte: CNN

Continuar lendo QUEIROGA SÓ PODERÁ ASSUMIR O MINISTÉRIO DA SAÚDE QUANDO DEIXAR O CARGO DE SÓCIO-ADMINISTRADOR EM EMPRESA DE SERVIÇOS MÉDICOS

ARTIGOS: COMO NOS TORNAMOS PACIENTES DE ESTIMAÇÃO SEM PERCEBER

A AUTOCURA É REAL E IMINETE. VAMOS ASSUMIR O COMANDO?

A autocura em nosso corpo: entenda esse fenômeno - WeMystic Brasil

Quando decidimos ir ao médico, geralmente é porque estamos sentindo alguma dor. Então você marca a consulta e se submete a avaliação médica. Você vai porque nessa vida é costume entregar a responsabilidade de cuidar da nossa saúde aos médicos e remédios. Normalmente você não para pra pensar o porquê dessa dor e muito menos se não existe uma outra forma de fazê-la parar! É o pragmatismo da vida. Cada macaco no seu galho, não é mesmo? Então você vai ao médico. Ai ele livra você da dor, prescrevendo um remédio. Isso por si só já parece um grande feito. Então você já fica agradecido(a) e passa a confiar nele, mas esse remédio só vai atingir o sintoma, provavelmente não atuará sobre a causa e ainda é provável que esse remédio provoque algum efeito colateral, fazendo você voltar ao consultório para tratar outro sintoma provocado por aquele remédio. Desta forma, o médico(a) pode deixar você num ciclo vicioso. Durante todo esse processo, em momento algum, vai passar pela sua cabeça a possibilidade da autocura. Algo certamente viável para qualquer pessoa, mas requer esforço pessoal, ou seja, vai requerer: disposição, trabalho, treinamento, dedicação, concentração e foco. Parece ser muita coisa, não? Apesar disso é muito mais barato, saudável e eficaz. Barato porque você pode conseguir a autocura sem precisar pagar várias consultas médicas, comprar um monte de remédios, muitas vezes caros. Saudável porque o tratamento é mental e se precisar tomar algum remédio será natural. Eficaz porque a cura é definitiva, pois será tratada a causa e não apenas o sintoma.

É claro que não é fácil, nem simples assim como estou falando, pois requer, primordialmente, que a pessoa se volte para esse tipo de crença. Para isso muitos paradigmas precisam ser quebrados, já que a medicina tradicional ou alopata se desenvolveu e tomou conta das sociedades ocidentais. Uma das coisas que muito contribuiu para essa expansão da alopatia foi o estilo de vida corrido, agitado e de muitas responsabilidades da vida moderna. As pessoas passaram, cada vez mais, a não ter tempo para cuidar do corpo e da mente e por causa dessa correria e da falta de tempo passaram a se contentar com a não dor, ou seja, o pragmatismo do alívio da dor. Não importando o resto.  A medicina homeopática, apesar de milenar, vem perdendo espaço por causa desse pragmatismo, já que seus tratamentos são mais prolongados por atingirem a causa e não o sintoma. Entretanto a cura é definitiva.

O nosso corpo já possui no próprio DNA a programação da AUTOCURA. Note que a nossa luta pela sobrevivência ocorre segundo a segundo, minuto a minuto, hora a hora, dia a dia. A todo momento estamos sendo invadidos por bactérias, vírus e corpos estranhos. Quando levamos a mão à boca ou roemos uma unha estamos sendo invadidos por esses corpos estranhos, mas o nosso organismo na grande maioria dos casos está preparado para se defender desses invasores, através da autocura ou homeostase. Isso acontece automaticamente. Porém, quando adoecemos  significa que esse equilíbrio ou homeostase foi desfeito e pode ter sido por causa do nosso emocional. Uma depressão ou uma profunda tristeza. Mas esse equilíbrio pode ser reestabelecido se a pessoa sair desse estado emocional negativo, realizando-se assim a autocura. E isso pode acontecer sem a necessidade de remédios, mas através da valorização da autoestima, de uma reprogramação mental, da libertação das crenças limitantes. Portanto, a partir do momento que nos conscientizarmos que temos o poder da autocura e que só está faltando assumirmos o comando dessa fantástica máquina deixaremos de ser pacientes de estimação e assumiremos o comando da nossa saúde integral.

Wagner Braga

Continuar lendo ARTIGOS: COMO NOS TORNAMOS PACIENTES DE ESTIMAÇÃO SEM PERCEBER

A INDICADA POR BIDEN PARA ASSUMIR O ESCRITÓRIO DE ADMINISTRAÇÃO E ORÇAMENTO RENUNCIOU DEVIDO A FALTA DE APOIO NO SENADO

Por falta de apoio, indicada de Biden desiste de ministério nos EUA

Neera Tanden foi indicada por Biden para assumir Escritório de Administração e Orçamento e estava esperando confirmação

INTERNACIONAL

 Da EFE

Neera Tanden desiste de cargo ministerial por falta de apoio do Senado

ANDREW HARNIK/POOL VIA REUTERS – 10.2.2021

A indicada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para assumir o Escritório de Administração e Orçamento, Neera Tanden, renunciou nesta terça-feira (3) ao processo de confirmação devido à falta de apoio no Senado, no que representa o primeiro revés do chefe de Estado no Congresso na formação de seu gabinete.

Em um comunicado divulgado pela Casa Branca, Biden declarou que aceitou o pedido de Tanden para reverter sua nomeação após pelo menos um dos 50 senadores democratas, Joe Manchin, ter anunciado dias atrás que votaria contra ela.

“Tenho o maior respeito por seu histórico de realizações, sua experiência e seus conselhos”, afirmou o presidente na nota oficial, na qual ressaltou que espera que Tanden trabalhe em seu governo de alguma outra maneira.

O comunicado da Casa Branca incluiu uma carta da indicada, na qual agradeceu ao presidente e sua equipe o esforço para conseguir sua ratificação pelo Senado. “Agora parece claro que não há nenhum caminho a ser percorrido para se conseguir a confirmação”, reconheceu.

“Não quero seguir em frente minha indicação para me tornar uma distração de suas outras prioridades”, disse Tanden, ex-conselheira de Hillary Clinton que traz em seu currículo dezenas de tweets agressivos contra senadores republicanos e também alguns democratas, como Bernie Sanders, que tiveram que votar em sua confirmação.

Com a oposição de Manchin e não tendo certeza do apoio de outros senadores democratas como o próprio Sanders, a Casa Branca havia lançado nos últimos dias uma tentativa para cortejar os republicanos mais moderados, mas não conquistou apoio.

Ainda não houve anúncio oficial para a substituição de Tanden, mas a favorita é Shalala Young, que originalmente seria a vice-diretora do Escritório de Administração e Orçamento.

Young teve nesta terça uma audiência no Senado para o cargo de vice-diretora, e os legisladores republicanos deixaram clara sua disposição de apoiá-la como nova indicada.

Outros dois dos indicados de Biden que terão que navegar por um complexo processo do Senado são os da Secretaria da Saúde, Xavier Becerra, e da Secretaria do Interior, Deb Haaland.

Fonte: R7
Continuar lendo A INDICADA POR BIDEN PARA ASSUMIR O ESCRITÓRIO DE ADMINISTRAÇÃO E ORÇAMENTO RENUNCIOU DEVIDO A FALTA DE APOIO NO SENADO

PODCASTS: CORAGEM! VOCÊ TEM FEITO ESSE EXERCÍCIO?, POR ROSSANDRO KLINJEY

Neste domingo, aqui na coluna PODCASTS você vai ouvir o renomado psicólogo Rossandro Klinjey falar sobre “Coragem”. Você tem exercitado a [CORAGEM] na sua rotina? Seja ela física, moral ou psicológica, colocá-la em prática é desafiante. Por isso você deve ouvir esse Podcast até o fim para entender o verdadeiro significado da CORAGEM!

Fonte:

Continuar lendo PODCASTS: CORAGEM! VOCÊ TEM FEITO ESSE EXERCÍCIO?, POR ROSSANDRO KLINJEY

O PERESIDENTE DO SENADO DAVI ALCOLUMBRE, ARTICULA ASSUMIR A PRIMEIRA VICE-PRESIDÊNCIA DA CASA EM UMA EVENTUAL GESTÃO DO SENADOR RODRIGO PACHECO

Alcolumbre deve rejeitar ministério de Bolsonaro para ser vice no Senado

Bárbara Baião e Thais Arbex, da CNN, em Brasília

Atualizado 30 de dezembro de 2020 às 20:03

Alcolumbre leva candidato a presidente do Senado para receber bênção de Bolsonaro - Folha PE

Sondado pelo Palácio do Planalto para assumir um ministério, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, articula para assumir a primeira vice-presidência da Casa em uma eventual gestão do senador Rodrigo Pacheco, do DEM. As conversas envolvem a cúpula do PSD que, segundo relatos feitos à CNN, deve ter a maior bancada no bloco, com onze parlamentares, e teria de ceder o espaço na Mesa a Alcolumbre.

A ofensiva do atual presidente do Senado para emplacar Pacheco ganhou força após um almoço com o presidente Jair Bolsonaro, na semana passada. Os dois correligionários pretendem iniciar a campanha com um giro por 15 estados ao lado de aliados, a partir do dia 5 de janeiro. Além disso, o senador Flavio Bolsonaro, do Republicanos, ajudaria no pedido de votos com senadores.

Desde que o STF vetou a possibilidade de recondução na mesma legislatura, Alcolumbre tem trabalhado para emplacar um sucessor do DEM com aval do governo. Mas, as negociações tem deixado de fora o MDB que, diante do cenário, busca viabilizar uma candidatura própria sob o argumento da proporcionalidade, já que tem a a maior bancada da Casa, com 13 senadores.

No próximo dia 6, o partido quer oficializar a filiação dos senadores Vital do Rego e Rose de Freitas. O próximo passo seria construir consenso em torno de um nome da bancada que represente uma relação de maior independência ao presidente Jair Bolsonaro. Entre os cotados, estão a senadora Simone Tebet e o senador Eduardo Braga.

Continuar lendo O PERESIDENTE DO SENADO DAVI ALCOLUMBRE, ARTICULA ASSUMIR A PRIMEIRA VICE-PRESIDÊNCIA DA CASA EM UMA EVENTUAL GESTÃO DO SENADOR RODRIGO PACHECO

SOBRINHA DE DONALD TRUMP ABRE PROCESSO CONTRA O PRESIDENTE EM UMA DISPUTA POR HERANÇA

Sobrinha de Donald Trump processa presidente e família por fraude

Mary Trump acusou o presidente e os outros réus de agir para ‘enxotá-la’ enquanto manobravam para assumir o controle do espólio de seu avô, Fred

INTERNACIONAL

por 

Reuters – Internacional

A sobrinha de Trump abriu um processo contra o tio em uma disputa por herança

Mary Trump, sobrinha de Donald Trump, abriu um processo contra o presidente dos Estados Unidos nesta quinta-feira (24), acusando-o e a outros familiares de privá-la de dezenas de milhões de dólares de uma herança.

A queixa registrada em um tribunal estadual de Nova York em Manhattan contra Donald Trump, sua irmã, Maryanne Trump Barry, e o espólio de seu irmão, Robert Trump, que morreu em agosto, acusa-os de “fraude desmedida” e de conspiração.

Jay Sekulow, um advogado de Trump, não respondeu de imediato a um pedido de comentário. Um advogado que representou Robert Trump não respondeu de imediato a um pedido semelhante. Não foi possível contatar Trump Barry para obter comentários.

A queixa retoma algumas alegações que Mary Trump fez em seu livro de memórias recente, “Too Much and Never Enough: How My Family Created the World’s Most Dangerous Man” (Demais e nunca suficiente: como minha família criou o homem mais perigoso do mundo, em tradução livre).

Mary Trump acusou o presidente e os outros réus de agir para “enxotá-la” enquanto manobravam para assumir o controle do espólio de seu avô, Fred Trump, o pai de Donald Trump, que morreu em 1999.

“A fraude não era só um negócio de família, era um modo de vida”, disse a queixa.

Em um comunicado fornecido por seu advogado, Mary Trump disse que os réus “me traíram trabalhando juntos em segredo para me roubar, contando mentira atrás de mentira sobre o valor do que eu havia herdado e me ludibriando para entregar tudo por uma fração de seu valor verdadeiro”.

Fonte: R7

Continuar lendo SOBRINHA DE DONALD TRUMP ABRE PROCESSO CONTRA O PRESIDENTE EM UMA DISPUTA POR HERANÇA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar