Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

AUTOCONHECIMENTO: NÃO CONFUNDA AUMENTAR A CONSCIÊNCIA COM TOMAR CONSCIÊNCIA

É importante entendermos a diferença entre aumentar a consciência e tomar consciência. O texto a seguir nos informa com clareza essa sutil diferença. Ficar mais consciente ou elevar a consciência tem a ver com enxergar melhor o certo e o errado, mas tornar-se consciente tem a ver com desapegar-se dos problemas. Convido você a ler o texto esclarecedor a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Aumentar a consciência não é o mesmo que tomar consciência

Mensagem de 10 de Março de 2021

“Elevar a consciência não é o mesmo que tornar-se consciente. Você pode aumentar a consciência sobre o que está errado no mundo, que acha que precisa ser consertado, ou pode aumentar a consciência do que é bom no mundo que você poderia estar apreciando. O que você está fazendo é mirar com uma lanterna.

Você pode focar no positivo ou negativo. Isto é mirar onde você foca. MAS, tornar-se consciente significa que você percebe que tem uma escolha. Isso significa que bem e mal são lados opostos da mesma moeda. Enquanto se apegar à moeda, você vai continuar a ter os opostos. Deixe ir.

Aumentar a consciência é o mesmo que dizer ‘ei, há um problema aqui. ‘Perigo, Will Robinson, perigo!’ O alarme soou. ‘Volte’! ou ‘Vá em frente.’ Tornar-se consciente é ir além de aumentar a consciência. É além de ir para frente e para trás. Não é tornar-se mais ‘desperto’.

Pare de fazer o que sempre fez para obter melhores resultados

Tornar-se consciente é abandonar os problemas e questões. Significa abandonar o ego, o apego aos problemas e as soluções. Podemos ficar tão presos às nossas soluções que deixamos de resolver o problema. Isso é abandonar os apegos e tornar-se livre.

Não é ficarmos mais sobrecarregados ao que prestamos atenção. Não é encher nossa mente com mais assuntos com os quais se preocupar diariamente. Esta forma de consciência frequentemente pede por doações. Esta forma de consciência é um chamado para agir e não para a transcendência.

Não pense que porque você está mais consciente dos problemas que você está mais consciente. O que você está é mais preocupado com os assuntos. É bom ajudar a resolver problemas. Também é bom não viver a vida como uma coleção de problemas que precisam ser resolvidos. Abandone os problemas. Sinta alegria.

Ative sua atitude e deleite-se em ter um sucesso maior

Porque não aumentar a consciência de todo o bem no mundo, toda alegria, todas as pessoas solidárias, todas as deliciosas atitudes saudáveis, todos os maravilhosos dias de tempo bom? Que tal aumentar a consciência de todas as pessoas, eventos e coisas em sua vida que o deleitam?

Que tal aproveitar isso e ir além de tudo isso? Torne-se consciente!

Uma coisa é trazer algo para sua atenção. Outra coisa é ir além do objeto de sua atenção. Outra é perceber que não há problemas. A mente causa sofrimento, como Budha mencionou. Sem pensamentos, não haveria dor emocional. Haveria apenas o que é. Para entender isso, você precisa tornar-se consciente. Mencionar isso só aumenta sua consciência. Agora, vá além, ao invés. Comemore tudo!”

Rex Sikes – Fonte: https://gratitudeactivator.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: NÃO CONFUNDA AUMENTAR A CONSCIÊNCIA COM TOMAR CONSCIÊNCIA

ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: REINO UNIDO FAZ INVESTIMENTO DE US$ 4 BILHÕES EM 5 ANOS PARA SOLUÇÕES DE MUDANÇA CLIMÁTICA EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO

Um financiamento climático internacional, de iniciativa do Reino Unido, que proporcionará uma “mudança transformacional” na proteção de ecossistemas biodiversos e ainda na mudança para a produção e fornecimento de alimentos sustentáveis ​​que apoiarão os meios de subsistência dos mais pobres do mundo é o destaque desta edição da coluna ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE deste domingo. Leia o artigo completo a seguir e saiba dos detalhes!

O Reino Unido prioriza a crise climática ao apoiar a sustentabilidade em países em desenvolvimento com um plano de US $ 4 bilhões

O governo do Reino Unido anunciou que vai comprometer pelo menos £ 3 bilhões (US $ 4 bilhões) para soluções de mudança climática em países em desenvolvimento, ajudando a proteger e restaurar a natureza e a biodiversidade ao longo de cinco anos.

O financiamento será alocado do compromisso existente do Reino Unido de £ 11,6 bilhões (US $ 15,6 bilhões) para o financiamento climático internacional e proporcionará uma “mudança transformacional” na proteção de ecossistemas biodiversos e na mudança para a produção e fornecimento de alimentos sustentáveis ​​que apoiarão os meios de subsistência dos mais pobres do mundo .

Os programas apoiados pelo investimento incluirão o carro-chefe Blue Planet Funding, que organiza o financiamento para a conservação marinha; projetos para manter as florestas e combater o comércio ilegal de madeira e o desmatamento; e iniciativas para conservar habitats, como manguezais, que protegem as comunidades dos impactos das mudanças climáticas.

O primeiro-ministro Boris Johnson fez o anúncio no One Planet Summit, um evento virtual de liderança convocado pela França no início deste mês.

Ele discursou em uma sessão sobre Financiamento para a Biodiversidade, para pedir a outros que aumentem seu nível de financiamento para a natureza e mobilizem financiamento público e privado para soluções sustentáveis ​​para as mudanças climáticas.

O ministro das Relações Exteriores, Dominic Raab, também anunciou que o Reino Unido prometerá até £ 38 milhões (US $ 51 milhões) para o programa de crescimento compatível com o clima, apoiando os países em desenvolvimento a acelerarem sua transição para a energia verde ao mesmo tempo em que aumentam suas economias.

O Reino Unido já está se movendo de forma mais agressiva em direção à energia limpa e recentemente se comprometeu a proteger pelo menos 30% de suas terras e oceanos até 2030.

Antes do One Planet Summit , o primeiro-ministro Boris Johnson disse: Não alcançaremos nossos objetivos em mudanças climáticas, desenvolvimento sustentável ou prevenção de pandemias se deixarmos de cuidar do mundo natural que nos fornece os alimentos que comemos, a água bebemos e o ar que respiramos.

“Lidar com as mudanças climáticas e proteger a natureza estão intimamente ligados … florestas prósperas e oceanos desempenham um papel crítico na mitigação das mudanças climáticas. Nossos ecossistemas marinhos terrestres e costeiros podem fornecer até um terço das mitigações climáticas necessárias para cumprir as metas estabelecidas no Acordo de Paris. ”

Em setembro, o primeiro-ministro também assinou o Compromisso dos Líderes pela Natureza na Assembleia Geral da ONU, uma iniciativa iniciada pelo Reino Unido e agora assinada por 82 países. O Reino Unido também financiou o Programa Blue Belt  para proteger ecossistemas oceânicos vulneráveis ​​e, cinco anos atrás, juntou-se a parceiros na Noruega e na Alemanha para prometer pelo menos US $ 5 bilhões para reduzir o desmatamento entre 2015 e 2020 – superando a meta no final do ano passado.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: REINO UNIDO FAZ INVESTIMENTO DE US$ 4 BILHÕES EM 5 ANOS PARA SOLUÇÕES DE MUDANÇA CLIMÁTICA EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho