COM APOIO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE E DO AM, RN TERÁ REABASTECIMETO DE OXIGÊNIO MEDICINAL

Governo do RN recebe apoio do AM e do Ministério da Saúde para reabastecimento de oxigênio medicinal

 SAÚDE

Ministério da Saúde vai enviar 160 cilindros de oxigênio ao RN

A demanda por oxigênio medicinal em todo o país tem sido tão alta que os fornecedores não estão conseguindo cumprir contratos. Para buscar alternativas, o Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), dialogou com a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Ministério Públicos (MPRN e MPT/RN), Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Cosems-RN) e Conselho Estadual de Saúde (CES) em reunião neste sábado (20).

Algumas medidas foram adotadas para solucionar o abastecimento: a Procuradoria Geral do Estado (PGE) ajuizou ação para que a White Martins, fornecedora contratada pelo estado, possa fornecer oxigênio também aos municípios; além disso, em reunião com Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), ficou encaminhado que o RN receberá 160 cilindros nos próximos dias, buscando ampliar esse número em seguida, além do envio de concentradores de oxigênio e a requisição de usinas.

Em contato com o Ministério da Saúde, na tarde deste sábado, a governadora Fátima Bezerra obteve a garantia do general Ubaldo que serão encaminhados 160 cilindros ao RN até a próxima quarta-feira (24).

A chefe do Executivo Estadual anunciou, ainda durante a reunião, a previsão da chegada de 85 concentradores de oxigênio neste domingo (21) para auxiliar o atendimento de pacientes com Covid-19. Esses equipamentos serão doados pelo Governo do Amazonas, em iniciativa denominada Operação Gratidão, que faz referência ao apoio recebido de outros estados durante o colapso do sistema de saúde.

“Importante ter essa pactuação junto com o Cosems para que os concentradores sejam enviados para aqueles municípios que mais precisam e a gente não perca os critérios. Quando conversei com o governador Wilson, o exemplo que citei logo foi Ceará-Mirim, como o que estava na situação mais crítica”, alertou a governadora, professora Fátima Bezerra, comunicando que a Anvisa está acompanhando as fabricantes e distribuidoras de oxigênio, que também se comprometeram em reduzir a produção do gás destinado à indústria para aumentar o produto medicinal.

URGÊNCIA

Levantamento do Cosems-RN, demandado pela Sesap, constatou que 46 municípios necessitam hoje de cilindros adicionais para sustentar a demanda com o aumento das internações. As Prefeituras são responsáveis pelo abastecimento de suas unidades, mas a governadora lembrou que apesar disso, o SUS é tripartite e que “se faz necessário o trabalho integrado.”

A Sesap informou no encontro que os 16 hospitais, sob gerência do Estado que recebem pacientes Covid, seguem com abastecimento regular garantido pela empresa White Martins, conforme planejamento montado, com investimento na melhoria na rede de gases, desde o início da pandemia em 2020.

“Nós vivemos um momento dramático da pandemia, no qual além dos serviços hospitalares que a gente consegue acompanhar pela transparência, temos sobrecargas nas portas, nas unidades de pronto-atendimento, porque os pacientes geralmente ficam lá à espera de leitos”, contextualizou a secretária adjunta Maura Sobreira, ao ressaltar que o problema é nacional devido à alta demanda.

“Em nosso estado, as unidades estaduais seguem abastecidas, mas precisamos de unidade para preservar as vidas das pessoas em toda a rede. Esse é o nosso maior incentivador, salvar vidas sem medir esforços”, finalizou Maura Sobreira.

”O Governo está fazendo sua parte, buscando o diálogo para encontrar a solução e não deixar os municípios sozinhos nessa luta”, afirmou o secretário de Gestão de Projetos e Metas do Governo e coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro.

Representantes do Ministério Público parabenizaram a ação da Sesap e do Governo e registraram a importância do diálogo e de todo o esforço das equipes da saúde para conseguir atravessar esse momento crítico.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo COM APOIO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE E DO AM, RN TERÁ REABASTECIMETO DE OXIGÊNIO MEDICINAL

ITÁLIA CONVERTE TREM EM UTI PARA ALIVIAR HOSPITAIS NO TRATAMENTO DA COVID-19

Continuar lendo ITÁLIA CONVERTE TREM EM UTI PARA ALIVIAR HOSPITAIS NO TRATAMENTO DA COVID-19

PAZUELLO TEM APOIO POLÍTICO DOS MILITARES NO INQUÉRITO ABERTO NO STF

Militares lideram defesa de Pazuello no STF

 

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

|Atualizado 26 de janeiro de 2021 às 20:37

Militares lideram defesa de Pazuello no STF

Os militares lideram a defesa de Eduardo Pazuello no Supremo Tribunal Federal (STF). Eles são o grupo dentro do governo que mais tem prestado apoio político a Pazuello e avaliam que o inquérito aberto no STF contra ele será a possibilidade efetiva, formal, jurídica e política de elencar todas as ações do ministro na pandemia e mais especificamente no Amazonas.

Tanto que grande parte dos dados que Pazuello vai utilizar em sua defesa no inquérito estão sendo levantados pelo Ministério da Defesa.

“Pazuello vai mostrar tudo o que as Forças estão fazendo na crise”, disse um ministro à CNN. Inclusive um dos documentos considerados mais relevantes: o que comprovaria que foram tomadas medidas em Manaus já no dia 8 de janeiro, data símbolo porque é a considerada quando Pazuello foi oficialmente informado da falta de oxigênio.

Ademais, já há uma numeralha sendo levantada com dados sobre cilindros, tanques líquidos e usinas de oxigênio entregues e pacientes transferidos. Em nível macro, serão apresentados dados sobre mortes no Brasil em proporção à população (hoje o Brasil ocupa o 18º lugar) e a posição na vacinação no mundo (hoje em 15º lugar).

“Ele não está fazendo nada que contribua para essas mortes e vamos mostrar isso”, disse um ministro.

A despeito dessa força-tarefa, na prática, é evidente o incômodo com a crise. Dizem que Pazuello virou ministro de maneira acidental na medida em que foi posto lá para ajudar Nelson Teich após a queda de Luiz Henrique Mandetta; mas, como Teich saiu, assumiu o posto.

O alvo real, consideram, é o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Assim, atacam o ministro para atingir o Palácio do Planalto já tendo em vista as eleições de 2022.

Falam também que ele está cumprindo uma missão de guerra dentro de uma estrutura – da Saúde – feita para tempos de paz.

Na avaliação dos militares, embora Pazuello esteja na ativa, ele está exercendo um cargo de natureza civil, o que é autorizado pela lei. Tecnicamente, então, não poderia se vincular sua gestão às Forças Armadas.

Continuar lendo PAZUELLO TEM APOIO POLÍTICO DOS MILITARES NO INQUÉRITO ABERTO NO STF

A SAÍDA ALTERNATIVA DISCUTIDA PELO PSOL É A ADESÃO AO BLOCO DE APOIO A BALEIA ROSSI

PSOL avalia aderir ao bloco de Baleia; candidatura de Erundina seria mantida

Fernando Molica

Por Fernando Molica, CNN  

21 de janeiro de 2021 às 22:47

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)
Foto: Michel Jesus – 8.abr.2019/Câmara dos Deputados

Depois de lançar a candidatura de Luiza Erundina (SP) à presidência da Câmara dos Deputados, o PSOL começou a discutir uma saída alternativa – a adesão ao bloco que apoia Baleia Rossi (MDB-SP).

A aliança teria o objetivo de reforçar o grupo na disputa das vagas na Mesa Diretora e não implicaria na retirada da candidatura de Erundina.

A disputa pelas cadeiras da Mesa ocorre de maneira separada da eleição do presidente – a divisão das vagas está relacionada aos apoios partidários registrados por cada bloco.

Caso a proposta seja aprovada, o PSOL, que tem dez deputados federais, ajudaria o grupo de Rossi a tentar garantir quatro dos seis cargos titulares (o sétimo é o de presidente).

A eventual obtenção antecipada da maioria dos cargos seria uma forma de atrair apoios de deputados para Baleia – a distribuição de cadeiras na Mesa é um dos elementos utilizados na busca de votos para a presidência.

O lançamento de Erundina dividiu o PSOL,  metade da bancada defendeu o apoio a Rossi, para fortalecer a oposição ao presidente Jair Bolsonaro, que apoia Arthur Lira (PP-AL). A candidatura própria acabou definida pela direção nacional do partido.

Continuar lendo A SAÍDA ALTERNATIVA DISCUTIDA PELO PSOL É A ADESÃO AO BLOCO DE APOIO A BALEIA ROSSI

POLÍTICA: PRÓXIMA SEXTA FEIRA ARTHUR LIRA ESTARÁ EM NATAL PARA PEDIR APOIO A BANCADA DOS DEPUTADOS POTIGUARES

Candidato Arthur Lira estará em Natal na próxima sexta-feira

12 jan 2021

Toffoli 'trava' abertura de ação penal contra Arthur Lira (PP) - 24/11/2020 - UOL Notícias

O deputado federal Arthur Lira (PP-AL), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, fará uma visita ao Rio Grande do Norte, na sexta-feira (15), para pedir o apoio da bancada dos deputados potiguares, em meio ao recesso. A visita terá início em Natal, com uma coletiva para imprensa em um café da manhã no Restaurante Mangai, às 8h30. O deputado Beto Rosado (PP-RN), em conjunto com os demais integrantes da bancada federal, coordena a visita do candidato ao Estado.

Logo após a coletiva para imprensa, Arthur Lira fará visitas ao prefeito Álvaro Dias e ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira. A agenda será finalizada em um almoço do candidato com a participação do Ministro das Comunicações Fábio Faria, dos deputados federais Beto Rosado, João Maia, General Girão, Carla Dickson, além de outros líderes potiguares.

Em 1.º de fevereiro, os 513 deputados federais vão escolher o novo presidente da Câmara. Nesse dia, também estarão em jogo os cargos de vice-presidentes da Casa, de secretários e suplentes desses cargos. A apuração dos votos começa pelo cargo de presidente da Câmara. Para ser eleito em primeiro turno, o deputado precisa ter a maioria absoluta, isto é, 257 votos. Caso isso não ocorra, os dois mais votados disputam o segundo turno.

O deputado Arthur Lira exerce o terceiro mandato consecutivo como deputado federal. É líder do PP na Câmara. Já foi vereador em Maceió (AL) e deputado estadual. Participa das frentes parlamentares da Agropecuária e da Evangélica.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo POLÍTICA: PRÓXIMA SEXTA FEIRA ARTHUR LIRA ESTARÁ EM NATAL PARA PEDIR APOIO A BANCADA DOS DEPUTADOS POTIGUARES

ARTHUR LIRA DIZ QUE SUA PROPOSTA É DIALOGAR COM TODOS SO GRUPOS POLÍTICOS E NÃO REJEITA APOIO SEJA DA ESQUERDA OU DE BOLSONARO

Lira diz que sua candidatura não rejeita apoio nem de Bolsonaro, nem da esquerda

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
 Atualizado 08 de janeiro de 2021 às 21.26
O deputado federal Arthur Lira (PP-AL)O deputado federal Arthur Lira (PP-AL)

Candidato a presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) afirmou nesta sexta-feira (8) que a sua proposta é dialogar com todos os grupos políticos.

Questionado sobre o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Lira disse em entrevista à CNN não rejeitar adesão de ninguém.

“O diferencial da nossa campanha é que nós temos contato direto com os deputados, independente de partido e independente de tendência, de centro, de direita ou de esquerda. Eu não rejeito apoio de ninguém, nem de nenhum partido”, disse o deputado.

Arthur Lira foi entrevistado pela âncora da CNN Carla Vilhena e pelos colunistas Caio Junqueira, Fernando Molica e Thaís Arbex.

A fala do deputado Arthur Lira acontece em um momento em que os partidos de esquerda se aproximam da candidatura do seu adversário, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), aliado do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Uma das apostas da campanha de Lira é a de defecções na base de apoio do candidato do MDB. Partidos como o PT, que apoiam Baleia Rossi, se apresentam rachados. Dos 51 deputados petistas, apenas 28 votaram em favor do apoio ao candidato de Maia.

‘A Câmara não tem dono’

Arthur Lira fez críticas a Baleia Rossi e Rodrigo Maia. O discurso do deputado do PP é de que o atual presidente da Câmara dirige a Casa com “centralismo”, definindo a pauta dos debates entre os parlamentares. A promessa de Lira é ir em outro caminho caso seja eleito.

“A pauta não é do presidente e a Câmara não tem dono”, criticou. “Não cabe a mim nem ao atual presidente definir a pauta do Brasil”, prosseguiu.

“A Câmara vai voltar a ter previsibilidade, o deputado vai voltar a ter voz e nós vamos respeitar as proporcionalidades da Casa”, disse Arthur Lira.

Segundo ele, a intenção é que a Câmara tenha uma “agenda” pré-definida dos temas a serem votados.

O candidato a presidente da Câmara afirmou que a prioridade será a PEC emergencial, para poder criar um novo programa social. Ele voltou a criticar a defesa de Rossi, que propôs a convocação de uma sessão emergencial para analisar temas a respeito da Covid-19, em especial a prorrogação do auxílio emergencial.

“No sentido restrito de tudo que o patrocinador da campanha do deputado Baleia pregou de responsabilidade de teto de gastos, eu pergunto de onde viriam os recursos para o alargamento do auxílio emergencial ou o aumento da renda do Bolsa Família”, afirmou o deputado.

Fonte: CNN

Continuar lendo ARTHUR LIRA DIZ QUE SUA PROPOSTA É DIALOGAR COM TODOS SO GRUPOS POLÍTICOS E NÃO REJEITA APOIO SEJA DA ESQUERDA OU DE BOLSONARO

O RIGOR NO DECRETO DAS FESTAS DE FINAL DE ANO EM TIBAU DO SUL RECEBE O APOIO DA ABIH-RN E DO SINDICATO DOS HOTEIS

ABIH-RN e Sindicato dos Hotéis apoiam rigor do decreto de Tibau do Sul para festas de final de ano

 SAÚDETURISMOO RIGOR DAS FESTAS 

Guia de hotéis associados da ABIH-RN será lançado em três capitais do Nordeste — Revista Hotéis %

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), e o Sindicato do Hotéis, Bares e Restaurantes do RN (SHBRS), apoiam o rigor do decreto da prefeitura de Tibau do Sul para as festas de Fim de Ano.

Dentre as medidas tomadas estão o cancelamento de eventos e queimas de fogos promovidos ou patrocinadas pelo município bem como a proibição de eventos e festas em locais fechados.

Somente serão permitidos eventos em locais abertos, respeitando a área mínima de 3m2/pessoa, bem como exige a testagem de Covid-19 de todos aqueles que participem dos eventos, além da medição de temperatura e uso de álcool em gel.

Os participantes deverão apresentar um exame individual para o Covid-19 como “requisito indispensável” para participar do evento, e os documentos deverão estar à disposição da fiscalização municipal, com as seguintes regras: RT-PCR “negativo” ou “não reagente”, com até 72h de antecedência da data de início do evento; sorologia com resultado IgC positivo realizado pelos métodos de Quimiluminescência, Eletroquimiluminescência, Elisa Imunoensaio, com datas não superiores a 90 dias de antecedência.

O decreto foi editado após receber recomendações do Governo do RN e de órgãos fiscalizadores, e se reunir com profissionais da saúde e do controle epidemiológico, bem como debater com diversos atores econômicos e sociais da cidade, a fim de proteger a saúde da população através de regras mais rígidas e fiscalização e minimizar prejuízos de ordem financeira e de imagem do destino turístico e preservando a economia local, a geração de renda e os empregos.

O decreto ainda exige dos organizadores a disponibilização de um posto medico e ambulância com equipes de plantão. Demonstra-se, com isso, o cuidado que se está tendo com a saude dos participantes.

O presidente da ABIH-RN, José Odécio, destaca o rigor com que o decreto foi elaborado, permitindo a realização de eventos, mas, sobretudo, tomando cuidando com a saúde das pessoas que venham a participar de tais eventos e com os empregos, igualmente importante. “Diante dessa pandemia, Tibau do Sul vem cumprindo os protocolos aprovados, é interesse de todos que consigamos equilibrar as duas coisas, saúde e economia”, destacou.

“Tem dois pontos cruciais nesse decreto que merecem o nosso apoio, o rigor com as medidas preventivas e sanitárias que devem ser seguidas pelos organizadores de eventos, bem como a preocupação com as atividades econômicas do município e a garantia dos empregos, já que o município vive exclusivamente do turismo, demonstrando que se pode equilibrar cuidados com a saúde e a realização de eventos”, disse o presidente do Sindicato de Hotéis, Habib Chalita.

Continuar lendo O RIGOR NO DECRETO DAS FESTAS DE FINAL DE ANO EM TIBAU DO SUL RECEBE O APOIO DA ABIH-RN E DO SINDICATO DOS HOTEIS

PODCAST: MAIA E ALCOLUMBRE PERDERAM APOIO NO SUPREMO

Natuza Nery diz que dois ministros do STF desistiram de votar a favor à reeleição dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado. Os dois foram derrotados e não vão poder tentar a reeleição.

SEGUNDA, 07/12/2020, 10:12

Conversa de Política – Natuza Nery

Natuza Nery firma-se como analista competente de política da GloboNews - Jornal Opção

FONTE: CBN

Continuar lendo PODCAST: MAIA E ALCOLUMBRE PERDERAM APOIO NO SUPREMO

ALIADOS DE GUAIDÓ SEGUEM TENTANDO CONTROLAR ALGO NO PAÍS, ENQUANTO ESQUERDA TENTA SE REESTRUTURAR

 

Na Venezuela, esquerda se distancia de Maduro e oposição busca apoio

Aliados de Juan Guaidó seguem tentando controlar algo no país, enquanto esquerda tenta se reestruturar. Eleições acontecem no domingo (6)

INTERNACIONAL

Da EFE, com R7

 

Oposição venezuelana tenta agarrar poder com referendo Oposição venezuelana tenta agarrar poder com referendo
Manaure Quintero/ Reuters – 20.8.2019

Depois de cinco anos à frente da Assembleia Nacional, o parlamento da Venezuela, a oposição ao governo de Nicolás Maduro, liderada por Juan Guaidó, que considera as eleições legislativas do domingo (4) uma fraude, dedicou seus últimos meses a uma desesperada contra-campanha que busca, sem sucesso, neutralizar o chavismo através de um referendo.

Principal arma usada pela oposição neste contra-ataque particular, a consulta popular, marcada para a semana seguinte às eleições, tem o propósito saber qual é a opinião “real” do povo sobre os aspectos políticos do país.

Essa é a última cartada daoposição depois de outras tentativas fracassadas de reconquistar o apoio popular e internacional com o qual passou a contar em janeiro de 2019, quando Guaidó se autoproclamou presidente interino do país com a promessa de derrubar o sucessor de Hugo Chávez e “libertar” a Venezuela.

No entanto, 22 meses depois, nada mudou no país caribenho. As limitadas conquistas obtidas pelo opositor esgotaram a paciência e as esperaças de quem acreditava nele, e muitos de seus apoiadores se afastaram do projeto no qual antes confiavam.

Em uma tentativa desesperada de se agarrar ao impossível, Guaidó tenta legitimar sua ideia de que continua cumprindo um mandato provisório, sem ter sob sua responsabilidade instituições públicas, funcionários ou forças de segurança do Estado, e sem ter margem de manobra.

A partir de 5 de janeiro, ele também perderá o controle do parlamento para os chavistas.

O referendo

“Você exige o fim da usurpação da presidência por Nicolás Maduro e convoca eleições presidenciais e parlamentares livres, justas e verificáveis?”, é a primeira pergunta do referendo promovido pela oposição, que dá a entender que todos os venezuelanos consideram que o atual presidente é um “usurpador”, uma premissa que não corresponde à realidade.

A segunda, embora seja mais genérica, é composta por duas partes e admite apenas um resposta, “sim” ou “não”: “Você rejeita o evento de 6 de dezembro organizado pelo regime de Nicolás Maduro e solicita à comunidade internacional que não o reconheça?”.

Já a terceira pergunta é: “Você ordena o adiantamento dos procedimentos necessários perante a comunidade internacional para ativar a cooperação, o acompanhamento e a assistência que tornem possível resgatar a nossa democracia, enfrentar a crise humanitária e proteger as pessoas dos crimes contra a humanidade?”.

A priori, parece que não poderia haver outra resposta que não um retumbante “sim”, independentemente de ideologias. Sim à cooperação, sim à democracia, sim ao apoio diante da crise humanitária e sim à proteção das pessoas contra crimes tão graves.

Mas a obviedade, a simplicidade da abordagem e a limitação foram algumas das questões mais criticadas por diversas pessoas desde que as perguntas foram divulgadas.

Além disso, elas serviram, principalmente, para lembrar a Guaidó, mais uma vez, que ele continua com as mesmas abordagens de janeiro de 2019, mesmo sabendo que não é algo viável.

Guaidó rejeita qualquer opinião contrária e se nega a escutar a voz das ruas e a levar em conta as críticas da grande massa que o apoiou totalmente quando considerava que ele poderia ser a pessoa capaz de mudar radicalmente a Vene

Mudança

Enquanto Guaidó busca apoio popular e o mínimo de poder para a oposição, a esquerda venezuela se reestrutura. Para isso, o caminho é se afastar de Nicolás Maduro, que acabou deixando o país cada vez mais isolado na América do Sul e no mundo.

Dentro do Partido Comunista, se nota uma divisão em relação ao atual presidente. Dois dos grupos que mais se identificavam com o chavismo – Tendências Unificadas para Alcançar o Movimento de Ação Revolucionária Organizada (Tupamaro) e Pátria para Todos (PPT) – tiveram suas siglas retiradas pelo Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), que as entregou a alguns ex-militantes considerados mais dóceis com o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), fundado por Chávez.

Apesar disso, sem ceder ao desânimo, eles se uniram através da coalizão Alternativa Popular Revolucionária (APR), impulsionada pelo Partido Comunista da Venezuela (PCV) para a disputa da eleições legislativas de 6 de dezembro, com a intenção de retomar a essência da revolução bolivariana.

Fonte: R7

 

Continuar lendo ALIADOS DE GUAIDÓ SEGUEM TENTANDO CONTROLAR ALGO NO PAÍS, ENQUANTO ESQUERDA TENTA SE REESTRUTURAR

LÍDERES DE PARTIDOS DO CENTRÃO DIZEM QUE CHAPA HUCK-MORO É EMBRIONÁRIA E PRECISA DE APOIO DO CONGRESSO

Centrão diz que é cedo para tratar de Huck-Moro e que chapa ainda precisa de apoio no Congresso

 POLÍTICA

Centrão diz que é cedo para tratar de Huck-Moro e que chapa ainda precisa de apoio no Congresso - 10/11/2020 - Poder - Folha

construção de uma chapa à Presidência que reúna o apresentador Luciano Huck e o ex-ministro Sergio Moro é vista como embrionária por líderes de partidos de centro —entre eles siglas que formam o chamado centrão—, para quem a dupla ainda precisaria de apoio no Congresso para se tornar viável.

Uma aliança entre os dois forjada para se contrapor ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022 começou a tomar forma após um almoço entre Huck e o ex-juiz da Lava Jato em Curitiba no final de outubro.

Logo que o encontro se tornou público, no entanto, a articulação foi bombardeada por importantes nomes de partidos do centro e centro-direita, entre eles o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que exerce forte influência na sigla.

À colunista Mônica Bergamo, Maia afirmou na segunda-feira (9) que Moro era de extrema direita e descartou qualquer apoio a uma chapa composta pelo ex-juiz.

No mesmo dia, o deputado e o apresentador almoçaram no Rio de Janeiro. Segundo o colunista Lauro Jardim, Huck teria dito que sua “turma” era a do presidente da Câmara e lembrado que já se reuniu com outros nomes além de Moro, como os governadores do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

Continuar lendo LÍDERES DE PARTIDOS DO CENTRÃO DIZEM QUE CHAPA HUCK-MORO É EMBRIONÁRIA E PRECISA DE APOIO DO CONGRESSO

RELIGIÃO: PAPA ROMPE COM ENSINO OFICIAL DA IGREJA CATÓLICA E MARCA SEU MAIS CLARO APOIO À QUESTÃO LGBT

O tema RELIGIÃO desta semana nos trás mais uma polêmica declaração daquele que de longe é o mais progressista de todos os papas, o Papa Francisco. Ele afirmou de forma clara e explícita em um documentário que entrou em cartaz nesta quarta-feira, 21 na Itália, segundo o The Whashington Post. Ao pedir a criação de leis de união civil para casais do mesmo sexo, o Papa rompe com o ensino oficial da Igreja Católica e marca seu mais claro apoio à questão LGBT até o momento. Então, não fique alheio ao relevante assunto, leia o artigo completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Papa defende lei de união civil para casais do mesmo sexo

Por redação do Só Notícia Boa

“As pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso… O que precisamos criar é uma lei de união civil. Dessa forma eles são legalmente contemplados “, disse o Papa Francisco, líder da igreja católica.

As afirmações de forma clara e explícita estão em um documentário que entrou em cartaz nesta quarta-feira, 21 na Itália, informou o The Whashington Post.

Nele, o Papa pediu a criação de leis de união civil para casais do mesmo sexo, comentário que rompe com o ensino oficial da Igreja Católica e marca seu mais claro apoio à questão LGBT até o momento.

As falas, confirmadas pela Agência Católica de Notícias, estão na metade do filme, no qual Francisco também se posiciona sobre temas como meio-ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda e pessoas mais afetadas por discriminação.

A entrevista do Papa foi dada ao cineasta, Evgeny Afineevsky.

Estreia

O filme foi exibido no Festival de Roma nesta quarta-feira e no próximo domingo, 25, será exibido nos EUA pela primeira vez durante o Savannah Film Festival.

O diretor Evgeny Afineevsky acabou as gravações em junho de 2020.

O filme fala de temas como a pandemia, racismo e abuso sexual. Há temas geopolíticos também, como a guerra na Síria e na Ucrânia.

União civil, não casamento

Há tempos o Papa Francisco já dava sinais velados que poderiam ser interpretados como uma opinião favorável à união civil, nao ao casamento entre homossexuais.

Em um vôo para Roma em 2018, o Papa Francisco disse que as crianças que mostram “tendências homossexuais” devem ser tratadas com compreensão e não ser condenadas ou ignoradas. (Reuters)

“Esta é a primeira vez como papa ele está fazendo uma declaração tão clara”, disse o reverendo James Martin, um importante jesuíta que defendeu que a Igreja recebesse mais abertamente os membros LGBT, em entrevista por telefone na quarta-feira.

“Acho que é um grande passo em frente. No passado, até mesmo as uniões civis eram desaprovadas em muitos setores da igreja. Ele está colocando seu peso no reconhecimento legal das uniões civis do mesmo sexo.

Nova postura

Oficialmente, a igreja ensina que os atos sexuais homossexuais são “desordenados”. O antigo Papa Bento XVI, chamou a homossexualidade de um “mal moral intrínseco”.

Francisco não alterou a doutrina, mas afastou a Igreja dessa postura, para a ira dos conservadores, que o acusam de ajustar o ensino aos tempos modernos.

Fonte: .sonoticiaboa.com.br

Continuar lendo RELIGIÃO: PAPA ROMPE COM ENSINO OFICIAL DA IGREJA CATÓLICA E MARCA SEU MAIS CLARO APOIO À QUESTÃO LGBT

EUTANÁSIA PARA CRIANÇA EM FASE TERMINAL NA HOLANDA TEM RESPALDO DA MAIORIA DO PARLAMENTO

Holanda quer aprovar eutanásia para crianças em estado terminal

Proposta de poder interromper vida de pessoas entre um e 12 anos que já estejam sem possibilidade recuperação tem apoio parlamentar

INTERNACIONAL

Da EFE

Assunto deve ser votado pelo parlamento

Bart Maat/EPA/EFE

O governo da Holanda expressou apoio nesta terça-feira (13) a uma proposta feita por pediatras para legalizar a eutanásia para crianças entre um e 12 anos de idade que estejam em estado de saúde terminal e sem possibilidades de recuperação, que já conta com o respaldo da maioria parlamentar.

De acordo com uma carta escrita pelo ministro da Saúde, Hugo de Jonge, o Partido Popular para a Liberdade e Democracia, o Apelo Democrata-Cristão, o Democratas 66 e o União Cristã chegaram a um acordo para “fornecer mais garantias jurídicas aos médicos” que optem pela eutanásia em crianças.

No entanto, esta prática só seria uma opção para indivíduos entre um e 12 anos cuja morte no curto prazo é previsível, e que, sem a eutanásia, teriam que enfrentar um sofrimento “desesperador e insuportável”, com dores que nem os cuidados paliativos são capazes de amenizar.

Na carta, dirigida ao Parlamento holandês, De Jonge ressalta que os quatro partidos, de ideologias diferentes, negociaram o estabelecimento de um regime jurídico, em conjunto com o Ministério Público e outros grupos profissionais, que protegeria aqueles que atuam na área da saúde, além dos pais e dos direitos das crianças.

Na próxima quinta-feira, a Assembleia da República vai debater com o governo as questões éticas e médicas implicadas na proposta, pois a regulamentação em vigor contempla o pedido de morte digna apenas de crianças maiores de 12 anos e de pais de bebês com menos de um ano.

Em 2019, pediatras holandeses elaboraram um laudo pericial no qual se pronunciaram a favor de estender a opção da eutanásia a crianças “em casos muito excepcionais”, para evitar um sofrimento que acaba sendo imposto a elas porque os médicos temem sofrer consequências legais se tomarem medidas para acelerar a morte.

A proposta destes médicos foi apoiada pela maioria parlamentar, incluindo liberais e progressistas, enquanto o Executivo — composto em parte por partidos conservadores e de centro-direita — pediu tempo para debater o assunto internamente e se posicionou apenas nesta terça-feira.

Para a elaboração do relatório, 72 médicos de hospitais em Groningen, Roterdã e Amsterdã foram consultados, e a maioria deles achou aceitável antecipar a morte de crianças menores de 12 anos a pedido dos pais, mas apenas se elas estiverem expostas a dores terríveis.

Além desta questão, o Parlamento holandês também discutirá nas próxima quinta-feira de um polémico projeto de lei apresentado pelo Democratas 66 que defende o “direito” de pessoas com mais de 75 anos a optarem pela eutanásia caso considerem que já viveram o suficiente, independentemente de estarem doentes ou não.

Fonte: R7

Continuar lendo EUTANÁSIA PARA CRIANÇA EM FASE TERMINAL NA HOLANDA TEM RESPALDO DA MAIORIA DO PARLAMENTO

PRODUTORES DE ALIMENTOS ARTESANAIS DO RN CONSEGUEM APOIO DE BOLSONARO PARA EXPANSÃO DA PRODUÇÃO

Produtores conseguem apoio de Bolsonaro para expansão da produção de alimentos artesanais do RN

 ECONOMIA

Um dos grandes problemas dos produtores de alimentos artesanais do Rio Grande do Norte, como queijos, manteiga, doces e outros, é a grande concorrência de produtos de outros estados e a impossibilidade de expandir os negócios pelo país devido a falta da certificação federal. Durante a visita de Jair Bolsonaro a Mossoró, os produtores locais conseguiram o apoio do presidente e da ministra Tereza Cristina (Agricultura) para garantir a expansão da produção local para todo o país e ampliação da competitividade.

Durante a visita ao Estado, tanto Bolsonaro quanto Tereza se mostraram solidários e receptivos à pauta e já adiantaram que representantes do Governo Federal irão receber os produtores para estudar os próximos passos para certificar a produção potiguar dentro do Selo Arte. De acordo com representantes do grupo de produtores, o Selo vai permitir que vários dos produtos potiguares possam ser vendidos livremente em qualquer parte do território nacional, sem entraves burocráticos.

Para os consumidores, será uma garantia de qualidade, com a segurança de que a produção é artesanal e respeita as boas práticas agropecuárias e sanitárias.

Os produtores adiantaram que o leite produzido no RN já é um dos mais baratos do Brasil o que vai permitir que o produto potiguar tenha um preço competitivo e com qualidade e certificação, permitindo a expansão da produção de queijos, manteiga doces e outros, gerando mais emprego e renda.

Estiveram presentes no encontro com o presidente Bolsonaro os representantes Betânia Faria, produtora rural e parceira da Queijaria Dona Gertrudes; Rafael Gurgel e Bruno Henrique, defensores das pautas envolvendo a categoria; e deputado federal General Girão.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo PRODUTORES DE ALIMENTOS ARTESANAIS DO RN CONSEGUEM APOIO DE BOLSONARO PARA EXPANSÃO DA PRODUÇÃO

SECRETÁRIO DE ESTADO NORTE-AMERICANO AFIRMOU QUE EXISTE APOIO INTERNACIONAL PARA AS POLÍTICAS APLICADAS PELOS EUA CONTRA A CHINA

Pompeo: atuação dos EUA contra a China tem apoio de outros países

Nos últimos dias, Washington e Pequim fecharam consulados respectivos, os EUA o da China em Houston, e a China o norte-americano em Chengdu

INTERNACIONAL

por 

Reuters – Internacional

 

Pompeo falou sobre a China na audiência do orçamento anual do Departamento de EstadoPompeo falou sobre a China na audiência do orçamento anual do Departamento de Estado

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse nesta quinta-feira (30) que “a maré está virando” para a China ao afirmar que existe apoio internacional para as políticas aplicadas pelos Estados Unidos contra o país asiático.

Os EUA intensificaram as manobras militares marítimas no Mar do Sul da China e vem fazendo uma campanha de oposição e ameaças de sanções contra a compra e uso de tecnologia chinesa 5G por outros parceiros comerciais da China.

Como reflexo das tensões crescentes entre Washington e Pequim, Pompeo adotou uma linha dura contra a China durante um depoimento ao Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA.

“Vemos o Partido Comunista chinês como ele é: a ameaça central de nossos tempos”, disse Pompeo.

Nos últimos dias, Washington e Pequim fecharam consulados respectivos –os EUA o da China em Houston, e a China o norte-americano em Chengdu–, e recentemente Pompeo anunciou o fim do status comercial especial de Hong Kong.

“Fechamos o consulado de Houston porque era um antro de espiões”, afirmou.

Ele não quis tratar diretamente das reportagens segundo as quais a Rússia ofereceu recompensas pelo assassinato de soldados dos EUA no Afeganistão. “As devidas pessoas estão cientes de qualquer ameaça a nossos soldados em ação no Afeganistão”, disse ele em resposta a uma pergunta do senador Bob Menendez, o democrata mais graduado do comitê.

Debate sobre orçamento

Pompeo depôs publicamente em uma audiência do Comitê de Relações Exteriores do Senado pela primeira vez em 15 meses e debateu o pedido de orçamento anual do Departamento de Estado.

O governo do presidente Donald Trump vem tentando reduzir este orçamento desde que ele tomou posse, o que o Congresso tem rejeitado todos os anos. Parlamentares democratas disseram à audiência que tampouco apoiarão cortes profundos neste ano.

Na semana passada, os democratas do comitê divulgaram um relatório que criticou duramente o período de Pompeo no cargo, dizendo que ele prejudicou a capacidade do departamento para conduzir a diplomacia deixando postos desocupados durante meses, tratando mal diplomatas de carreira e incentivando uma cultura de retaliação.

Parlamentares também perguntaram ao secretário a razão de Trump ter demitido abruptamente Steve Linick, o inspetor-geral do departamento, em maio enquanto ele investigava vendas de armas à Arábia Saudita e alegações de que o próprio Pompeo ordenou indevidamente que um subordinado pago pelos contribuintes se encarregasse de tarefas pessoais.

Pompeo negou irregularidades, repetindo afirmações anteriores de que Linick vazou informações indevidamente.

Fonte: R7

Continuar lendo SECRETÁRIO DE ESTADO NORTE-AMERICANO AFIRMOU QUE EXISTE APOIO INTERNACIONAL PARA AS POLÍTICAS APLICADAS PELOS EUA CONTRA A CHINA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar