GOVERNO FEDERAL INFORMOU AO STF QUE CARLOS BOLSONARO NÃO RECEBEU DIÁRIAS POR VIAGEM À RÚSSIA

Governo diz que Carlos Bolsonaro não recebeu diárias por viagem à Rússia

Documentos foram encaminhados ao STF no âmbito do inquérito que apura a existência de milícias digitais que atuam contra a democracia

Gabriel Hirabahasi

da CNN

em Brasília

Vereador pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro integrou comitiva presidencial à RússiaVereador pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro integrou comitiva presidencial à Rússia Roosevelt Pinheiro / Agência Brasil

O governo federal informou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (14), que o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) não recebeu diárias para participar da comitiva que viajou à Rússia acompanhando o presidente Jair Bolsonaro (PL) em fevereiro.

Em uma série de documentos encaminhados ao STF nesta segunda-feira no âmbito do inquérito que apura a existência de milícias digitais que atuam contra a democracia, o governo afirmou que, de acordo com informações do Itamaraty, Carlos não teria recebido diárias e nem tido despesas por causa da visita.

“De acordo com o expediente do Ministério das Relações Exteriores – MRE (SEI nº 3232922), “(…) não foram pagos pelo Ministério das Relações Exteriores quaisquer valores a título de diárias ao Vereador Carlos Nantes Bolsonaro por conta da referida visita oficial e tampouco há registros de despesas neste Ministério relacionadas a sua participação na comitiva oficial do senhor Presidente da República”, afirmou.

O documento é assinado pela Subchefia para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência da República e atende a uma determinação do relator do inquérito, o ministro Alexandre de Moraes, que, no dia 4 deste mês, cobrou do Planalto explicações sobre a visita de Carlos Bolsonaro à Rússia.

A decisão de Moraes atende a um pedido formulado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que alegou que Carlos e o assessor presidencial Tercio Arnaud (apontado como integrante do chamado “gabinete do ódio”) teriam ido à Rússia na comitiva presidencial para obter informações sobre a disseminação de notícias falsas para influenciar nas eleições deste ano.

Continuar lendo GOVERNO FEDERAL INFORMOU AO STF QUE CARLOS BOLSONARO NÃO RECEBEU DIÁRIAS POR VIAGEM À RÚSSIA

MINISTRO DA SAÚDE AFIRMOU QUE 15% DO PÚBLICO-ALVO DA VACINAÇÃO INFANTIL CONTRA COVID-19 NO BRASIL JÁ RECEBEU AO MENOS UMA DOSE DO IMUNIZANTE

Queiroga: “Vacinamos 15% das crianças entre 5 e 11 anos”

Ministro comentou percentual de crianças que receberam uma dose dos imunizantes e negou que haja atraso na entrega das vacinas pediátricas contra a Covid-19

Giovanna Galvani

da CNNem São Paulo

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (8) que 15% do público-alvo da vacinação infantil contra a Covid-19 no Brasil, composto de crianças entre 5 e 11 anos, já recebeu ao menos uma dose de um dos imunizantes disponíveis para esta faixa etária.

Queiroga também negou que exista atraso na entrega de doses pediátricas da vacina contra a Covid-19 e cobrou estados e municípios da participação na campanha.

“As vacinas estão disponíveis. Já vacinamos 15% das crianças entre 5 e 11 anos, há capitais em que a vacinação já avança bastante”, disse o ministro, que repetiu a atual previsão da distribuição das doses pelo país.

“Até o dia 15 de fevereiro, todas as D1 [primeiras doses] estarão disponibilizadas. Não faltam vacinas. O ritmo heterogêneo mostra que é necessário haver um empenho de estados e municípios. Não é só o Ministério da Saúde – pelo contrário, o Ministério tem trabalhado fortemente para levar vacinas para o povo brasileiro”, declarou.

O ministro também criticou perguntas feitas por jornalistas no momento em que ele chegava ao Ministério. Os questionamentos incluíram uma possível falta de confiança dos pais nos imunizantes devido ao período mais longo do que o esperado entre a aprovação da vacina da Pfizer pela Anvisa, no dia 16 de dezembro de 2021, e a disponibilidade das doses para as crianças, que veio no dia 14 de janeiro.

“Não há demora nenhuma, as vacinas chegaram de maneira tempestiva. Desafio qualquer um provar que a Pfizer entregaria uma dose de vacina antes do prazo que entregou”, disse Queiroga.

“Vacinar uma criança não é igual vacinar um adulto. Às vezes você tem que convencer as crianças a se vacinarem, não dá pra pegar uma criança à força, ir lá e aplicar uma vacina com a criança berrando”, afirmou. “Essas questões dos pais terem receio é uma questão que tem que ver com os pais”.

Queiroga também defendeu que haja uma celeridade no processo de aplicação das segundas doses e dos reforços previstos para adultos contra a Covid-19, e afirmou que o Brasil enfrenta o pico de casos da variante Ômicron como os outros países. O ministro voltou a criticar as perguntas feitas sobre o tema:

“Para conter essa pandemia é muito mais importante avançar nas doses da vacina do que ficar nesse ‘nhém nhém nhém’ de vocês aqui que estamos atrasando doses de vacina”, disse aos jornalistas. “Estamos muito bem em relação a nossa campanha de vacinação. É com trabalho que instruímos essas narrativas”.

Sem “juízo de valor”

Questionado sobre as explicações prestadas pelo secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (Sctie), Hélio Angotti Neto, em relação a uma nota técnica em que ele rejeitava a eficácia das vacinas e defendia a hidroxicloroquina, Queiroga disse que se manifestaria no trâmite adequado do processo.

No fim de janeiro, a secretaria comandada por Angotti publicou uma nota afirmando que as vacinas não têm eficácia e que medicamentos como a hidroxicloroquina têm. Após críticas da comunidade científica, o documento foi republicado com o mesmo teor no texto, mas sem uma tabela que sugeria que a hidroxicloroquina é eficaz e segura e a vacinação, não.

“Do ponto de vista técnico eu vou avaliar diante de um procedimento administrativo. Qualquer antecipação de juízo de valor da minha parte eiva de nulidade essa questão. Tenho que seguir o rito processual”, disse Queiroga. “Não estou julgando o mérito da motivação do secretario, enfrentarei isso no momento certo”, completou o ministro.

Fonte: CNN

Continuar lendo MINISTRO DA SAÚDE AFIRMOU QUE 15% DO PÚBLICO-ALVO DA VACINAÇÃO INFANTIL CONTRA COVID-19 NO BRASIL JÁ RECEBEU AO MENOS UMA DOSE DO IMUNIZANTE

BRASIL RECEBEU A AGUARDADA NOTÍCIA QUE A OCDE APROVOU O INÍCIO DAS NEGOCIAÇÕES SOBRE ADESÃO DO PAÍS À ENTIDADE

Entenda o que é e o que faz a OCDE, organização em que o Brasil tenta entrar

Organização aprovou abertura de processo para avaliar inclusão do Brasil no grupo

Juliana Elias

do CNN Brasil Business

em São Paulo

Atualmente, 38 países fazem parte da OCDEAtualmente, 38 países fazem parte da OCDESebastiano

O Brasil recebeu na terça-feira (25) a aguardada notícia de que o conselho de ministros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aprovou o início das negociações sobre a adesão do país à entidade.

Desde 2017, quando formalizou seu pedido, o Brasil tenta emplacar a entrada no seleto grupo formado por 38 dos cerca de 200 países do mundo – daí o apelido, hoje já não mais tão preciso quanto no passado, de que a OCDE seria o time que reúne as nações ricas.

Estados Unidos, Reino Unido e Japão, bem como Chile, México e Costa Rica, são alguns que integram atualmente a organização (veja a lista completa ao fim).

Argentina, Bulgária, Croácia, Peru e Romênia foram as outras cinco nações que, junto com o Brasil, também receberam nesta terça-feira o convite para dar início ao seu processo de inclusão na organização.

Trata-se de um trâmite longo, sem prazo fechado, que envolve desde avaliação das condições políticas, econômicas e sociais do país até eventuais necessidades de ajustes nas leis locais. O processo até a admissão formal pode demorar de três a cinco anos.

Veja a seguir  o que é e como funciona a OCDE:

O que é e como trabalha

A OCDE é um grupo de cooperação entre seus membros e em parceria com outros países, com o objetivo de “construir políticas melhores para vidas melhores”, de acordo com sua descrição oficial.

Seu trabalho envolve diálogo constante com governos, parlamentos, academia e associações civis em todos os lugares do mundo por meio de pesquisas, congressos, projetos, parcerias e consultorias, por exemplo.

O trabalho é baseado em três grandes pilares: informar (por meio de coleta, análise e divulgação de dados globais); influenciar (por meio das parcerias e diálogos com as diferentes lideranças) e criar padrões de referências, em assuntos tão diversos quanto educação, impostos ou meio ambiente.

É a OCDE, por exemplo, que está coordenando as discussões abertas no ano passado para a criação de um imposto global mínimo para as grandes corporações, numa ofensiva conjunta contra os paraísos fiscais.

Também é dela que vem o Pisa, o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (na sigla em inglês), referência internacional na avaliação educacional de países de todo o mundo.

Como surgiu

Antes de ser a OCDE como a conhecemos hoje, a organização nasceu, em 1948, como a Organização para a Cooperação Econômica Europeia (OCEE), uma entidade reunindo 18 países da Europa ocidental, ao fim da Segunda Guerra Mundial e nos primórdios da Guerra Fria.

O objetivo era administrar os recursos do Plano Marshall, programa de investimentos conduzido pelos Estados Unidos para reconstruir os países europeus no pós-guerra.

Foi em 14 de dezembro de 1960 que o grupo se refundou como “Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico” – a OCDE –, em uma convenção assinada pelos 20 primeiros membros, que incluíam os principais países europeus, além de Estados Unidos e Canadá.

A entidade passou a vigorar em 1961, já com objetivos e propósitos muito similares ao de hoje, de estímulo ao desenvolvimento econômico dos participantes e parceiros.

O que precisa para entrar na OCDE

Para ser aceito no clube, a nação candidata precisa demonstrar que está alinhada à série de princípios que regem os países membros da OCDE.

Entre eles, estão “a preservação da liberdade individual, os valores da democracia, a proteção dos direitos humanos e o valor das economias de mercado abertas, comerciais, competitivas, sustentáveis e transparentes”, de acordo com o comunicado divulgado pela organização sobre a abertura do processo de adesão do Brasil e dos outros países.

Promover o crescimento econômico sustentável, o comprometimento com o combate às mudanças climáticas, ao desmatamento e à perda da biodiversidade são outros pilares importantes.

Todos os países candidatos passam, então, por uma vasta avaliação de todos esses requisitos e podem contar com apoio nas eventuais adaptações que sejam necessárias, antes que possam ser aceitos e que recebam o convite formal como novos integrantes da OCDE.

A avaliação não tem prazo definido e é feita por mais de 20 comitês técnicos.

Membros atuais

  1. Alemanha
  2. Austrália
  3. Áustria
  4. Bélgica
  5. Canadá
  6. Chile
  7. Colômbia
  8. Coréia do Sul
  9. Costa Rica
  10. Dinamarca
  11. Eslováquia
  12. Eslovênia
  13. Espanha
  14. Estados Unidos
  15. Estônia
  16. Finlândia
  17. França
  18. Grécia
  19. Holanda
  20. Hungria
  21. Irlanda
  22. Islândia
  23. Israel
  24. Itália
  25. Japão
  26. Letônia
  27. Lituânia
  28. Luxemburgo
  29. México
  30. Noruega
  31. Nova Zelândia
  32. Polônia
  33. Portugal
  34. Reino Unido
  35. República Tcheca
  36. Suécia
  37. Suíça
  38. Turquia
Continuar lendo BRASIL RECEBEU A AGUARDADA NOTÍCIA QUE A OCDE APROVOU O INÍCIO DAS NEGOCIAÇÕES SOBRE ADESÃO DO PAÍS À ENTIDADE

CPI DO ARENA DAS DUNAS RECEBEU REPRESENTANTES DO CONSÓRCIO RESPONSÁVEL PELO ESTÁDIO E DO GOVENO DO ESTADO

Por g1 RN

 

CPI da Arena das Dunas na ALRN — Foto: Eduardo MaiaCPI da Arena das Dunas na ALRN — Foto: Eduardo Maia

A CPI da Arena das Dunas no Rio Grande do Norte recebeu nesta terça-feira (23) representantes do consórcio responsável pelo estádio e do governo do Estado.

As partes debateram sobre a revisão do contrato entre o ente público e a empresa da construção do estádio. O governo apresentou os pontos em que acredita que o documento precisa ser revisado.

“O contrato é composto por duas partes, uma parcela variável e uma parcela fixa. A revisão de contrato funda na parcela variável. Depois da devida análise, chegamos a conclusões e indicamos pontos necessários da revisão e um deles diz respeito ao quadro de indicadores de desempenho”, disse o secretário de Estado da Infraestrutura (SIN), Gustavo Coelho.

O titular da pasta falou ainda da revisão na cláusula sobre indicação de desempenho quanto à manutenção predial e conservação.

Coelho acredita ainda que é necessário acrescentar um item sobre gestão financeira e administrativa.

“O contrato também precisa ter um equilíbrio financeiro nos custos de manutenção. Hoje temos um plano de manutenção que está sendo cumprido em nível satisfatório, mas a nossa proposta é que os custos com manutenção sejam baseados em itens predefinidos. Hoje é um valor fechado”.

Já o controlador-geral do RN, Pedro Lopes, disse que as multas precisam ser renegociadas, apontando um erro no contrato.

Segundo ele, se o estado cometer um erro, paga 5% da parcela fixa, mas se a empresa cometer infração, não há previsão de sanção. ”Isso é uma lacuna do contrato que precisa ser revisto. É preciso haver reciprocidade”, declarou.

O diretor-presidente da Arena das Dunas, Ítalo Mitre Alves de Lima, disse na CPI que a empresa não esperava revisar o contrato neste momento, mas que está disponível a amadurecer o contrato.

O governo se comprometeu a formalizar o documento inicial da proposta de revisão contratual.

Busca por entendimento

O presidente da CPI da Arena das Dunas, deputado Coronel Azevedo (PSC), destacou a importância de buscar o entendimento através da negociação.“O objetivo da CPI é melhorar essa relação, estamos cumprindo isso e ajudando que o contrato seja cumprido”, disse.

Já relatora da CPI, deputada estadual Isolda Dantas (PT), afirmou que a CPI vai contribuir com a repactuação de alguns pontos do contrato para reduzir o prejuízo que o estado vem tendo.

“Nosso desejo é que, se possível, nosso relatório já possa apontar elementos pactuados de revisão do contrato”, falou.

“Pela parte do governo, pelo que podemos ver, já há um posicionamento bastante maturado sobre o assunto. Lamento que a compreensão de Ítalo Mitre tenha sido apenas de explicar. A nossa expectativa era maior, mas não invalida o que tivemos. Precisamos apresentar algo concreto. Não estamos aqui para fazer caça às bruxas, mas queremos ter como resultado dessa Comissão uma revisão contratual”, adicionou.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo CPI DO ARENA DAS DUNAS RECEBEU REPRESENTANTES DO CONSÓRCIO RESPONSÁVEL PELO ESTÁDIO E DO GOVENO DO ESTADO

O RACISMO É UMA DOENÇA CURÁVEL PORQUE NINGUÉM NASCE RACISTA, AFIRMA MARTINHO DA VILA EM ENTREVISTA

O racismo é uma doença curável”, diz Martinho da Vila à CNN

O cantor também comentou sobre a homenagem de “Excelência Musical” que recebeu no Grammy Latino, realizado em Las Vegas

Da CNN

Em São Paulo

 

Na véspera do Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro no Brasil, o cantor Martinho da Vila falou sobre a data em entrevista à CNN e afirmou que “o racismo é uma doença curável”.

“O racismo é uma doença curável, porque ninguém nasce racista. As pessoas aprendem a ser racistas. Esse é um ensinamento do Nelson Mandela. E quem aprendeu a ser racista pode aprender a ser amoroso e compreensivo. Então, nós temos que colaborar com essa cura com as nossas ações, com as nossas atividades, com a nossa palavra e, principalmente, com nossos exemplos”, afirmou o cantor.

Martinho da Vila também comentou sobre a homenagem de “Excelência Musical” que recebeu no Grammy Latino, realizado em Las Vegas na última quinta-feira (18).

“Todo prêmio é estimulante. Então, ele nos alavanca para continuar a cumprir a missão que temos. Minha missão é cantar para divertir, emocionar e levar a reflexão. Por isso, eu recebo essa premiação muito bem”, afirmou Martinho da Vila.

Fonte: CNN

Continuar lendo O RACISMO É UMA DOENÇA CURÁVEL PORQUE NINGUÉM NASCE RACISTA, AFIRMA MARTINHO DA VILA EM ENTREVISTA

O ADVOGADO ALDO MEDEIROS FOI REELEITO PRESIDENTE DA OAB-RN

Por g1 RN

 

Aldo Medeiros é reeleito presidente da OAB-RN — Foto: Francisco de AssisAldo Medeiros é reeleito presidente da OAB-RN — Foto: Francisco de Assis

Com 1.803 votos válidos, o advogado Aldo Medeiros foi reeleito presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB-RN) nesta sexta-feira (19). A vice-presidente da chapa “OAB No Rumo Certo” é Lidiana Dias.

Nas eleições realizadas ao longo do dia, em Natal e nas sedes das subseccionais no interior, Aldo derrotou quatro adversários. O segundo lugar ficou com Magna Letícia, que recebeu 1.661 votos. Ela foi seguida por Marcelo Torres obteve 651 votos; Elisangela Fernandes, 426 votos; e Fernando Pinto, 251 votos.

A nova diretoria para o triênio 2022-2024 conta ainda com Assis Cunha, como secretário-geral; Augusto Maranhão, como secretário-geral adjunto; e Kallina Flor, para tesoureira. Ricardo Lucena foi eleito para presidir a Caixa da Assistência dos Advogados (CAARN), tendo Danielle Diniz como vice-presidente.

Graduado pela UFRN e economista pela PUC-RJ, Aldo Medeiros, integrou o quadro de assessores jurídicos do Estado e é procurador aposentado do município de Natal, tendo exercido cargo na Procuradoria Geral. Foi integrante do Tribunal de Ética e Disciplina, conselheiro estadual e vice-presidente da OAB-RN; foi presidente estadual do Instituto Brasileiro de Direito da Família (IBDFAM); foi professor universitário e é pós-graduado em Direito Tributário pelo IBET/IPDT, em Direito e Sociedades Democráticas pela Universidade do Pais Basco na Espanha e Direito Material e Processual das Famílias e Sucessões pela Unifacex.

Continuar lendo O ADVOGADO ALDO MEDEIROS FOI REELEITO PRESIDENTE DA OAB-RN

POTIGUAR QUE FEZ TRANSPLANTE DE PULMÃO DEVIDO COMPLICAÇÕES DO COVID-19 RECEBEU ALTAL

Por Inter TV Cabugi

 

Após ter a filha, Ana Rayane precisou ser intubada e tratada com ECMO — Foto: Arquivo da famíliaApós ter a filha, Ana Rayane precisou ser intubada e tratada com ECMO — Foto: Arquivo da família

A potiguar Ana Rayane dos Santos Medeiros, de 31 anos, que teve complicações por covid-19 e precisou ser transferida para São Paulo, onde recebeu transplante de um novo pulmão, recebeu alta do hospital Albert Einstein nesta segunda-feira (1º), dois meses após o procedimento.

A paciente de São Vicente, no interior do RN, testou positivo para a doença durante a gravidez e, após complicações, precisou usar o ECMO – uma espécie de pulmão artificial. Ela chegou a ficar no primeiro lugar da fila nacional à espera do transplante de pulmão.

Ana se internou com covid-19 em maio deste ano, grávida de oito meses. Após o nascimento da filha na maternidade Januácio Cicco, em Natal, ela teve complicações e precisou usar o ECMO – que foi implantado por uma equipe médica potiguar.

Ela passou dois meses internada em Natal. Rayane foi transferida de Natal para São Paulo em 10 de agosto.

A cirurgia aconteceu na madrugada dia 31 de agosto. O procedimento durou 12 horas e foi concluído com sucesso.

Apesar da alta, a paciente ainda não tem data para voltar ao Rio Grande do Norte porque está passando por tratamento de reabilitação e fisioterapia. Mas os médicos disseram que ela deve passar o Natal de 2021 em Natal.

Continuar lendo POTIGUAR QUE FEZ TRANSPLANTE DE PULMÃO DEVIDO COMPLICAÇÕES DO COVID-19 RECEBEU ALTAL

VACINA CUBANA SOBERANA 2 RECEBEU AUTORIZAÇÃO PARA INICIAR A TERCEIRA E ÚLTIMA FASE DE ENSAIOS CLÍNICOS

Vacina cubana contra covid-19 recebe aval para fase 3 de testes

Imunizante Soberana 2 será testado em 40 mil pessoas e, se for aprovado, será o primeiro da América Latina

INTERNACIONAL

Do R7

Diretor do instituto Finlay, Vicente Verez explicou a próxima fase de testes da Soberana

ERNESTO MASTRACUSA / EFE – 4.3.2021

A candidata de Cuba a vacina contra o novo coronavírus Soberana 02 recebeu autorização para iniciar a terceira e última fase de ensaios clínicos, na qual sua eficácia será testada em larga escala, tornando-se, assim, o primeiro possível imunizante latino-americano a avançar para a última etapa.

A Soberana 02 é o mais avançado dos quatro candidatos pesquisados em Cuba e foi desenvolvida pelo Instituto Finlay de Vacinas (IFV), estatal. O diretor do organismo, Vicente Vérez, declarou nesta quinta-feira que a autorização para o estudo de eficácia é “um dos grandes marcos” na corrida global para encontrar uma cura para a Covid-19.

Das 76 vacinas candidatas atualmente em testes clínicos em todo o mundo, a fórmula cubana é a primeira das que estão sendo desenvolvidas na América Latina a avançar para a fase final de testes.

Soberana 02, para aplicação intramuscular, é uma vacina subunitária que combina o antígeno do vírus e o toxoide do tétano, e também usa hidróxido de alumínio para estimular a resposta do sistema imunológico.

Após receber permissão do Centro de Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed), o ensaio começará nos próximos dias em oito municípios de Havana. Os testes incluirão 44.010 voluntários com idades entre 19 e 80 anos e que não tenham sido infectados pelo SARS-CoV-2.

Combate à pandemia

A capital cubana é atualmente o território com a maior taxa de infecção da ilha e, nos últimos dois meses, foi responsável por uma média de metade dos novos casos registrados diariamente.

Além da Soberana 02, Cuba está desenvolvendo três outras vacinas candidatas contra a Covid-19, às quais acaba de ser acrescentada outra, especificamente destinada a prevenir o risco de reinfecção em pessoas em convalescença da doença.

A ilha não adquiriu vacinas no mercado internacional, nem é um dos países que aderiram ao mecanismo Covax, criado sob os auspícios da Organização Mundial da Saúde (OMS) para impulsionar o acesso equitativo à imunização para nações de baixa e média renda.

Cuba tem 53.308 casos de coronavírus e 336 mortes desde o início da pandemia, de acordo com dados oficiais

Fonte: R7
Continuar lendo VACINA CUBANA SOBERANA 2 RECEBEU AUTORIZAÇÃO PARA INICIAR A TERCEIRA E ÚLTIMA FASE DE ENSAIOS CLÍNICOS

O ESTADO DO RN RECEBEU DO GOVERNO FEDERAL, PARA COMBATE AO CORONAVIRUS, MAIS DE R$ 23 BILHÕES

Bolsonaro divulga que RN recebeu mais de R$ 23 bilhões do Governo Federal

01 mar 2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou ontem, através das suas redes sociais, a lista completa com quanto enviou para Brasileiro não consegue pagar gastos de início do ano com o que ganha - A Crítica de Campo Grande Mobilecada estado da Federação em 2020 com o objetivo de combater a pandemia do coronavírus. Confira a lista abaixo, na íntegra.

Repasses do Governo Federal para cada estado só em 2020.

  • Valores diretos: saúde e outros.
  • Valores indiretos: suspensão e renegociação de dívidas:

Acre: R$ 6,8 bilhões.
Auxílio: R$ 1,38 bilhão.

Alagoas: R$ 18,09 bilhões.
Auxílio: R$ 5,46 bilhões

Amazonas: R$ 18,5 bilhões.
Auxílio: R$ 6,84 bilhões.

Amapá: R$ 6,7 bilhões.
Auxílio: R$ 1,47 bilhões.

Bahia: R$ 67,2 bilhões.
Auxílio: R$ 25,35 bilhões.

Ceará: R$ 42,5 bilhões.
Auxílio: R$ 15,17 bilhões.

Distrito Federal: R$ 9,8 bilhões
Auxílio: R$ 3,45 bilhões.

Espírito Santo: R$ 16,1 bilhões.
Auxílio: R$ 5,57 bilhões.

Goiás: R$ 27,1 bilhões.
Auxílio: R$ 9,95 bilhões.

Maranhão: R$ 36 bilhões.
Auxílio: R$ 11,8 bilhões.

Mato Grosso: R$ 15,4 bilhões.
Auxílio: R$ 4,96 bilhões.

Mato Grosso do Sul: R$ 11,9 bilhões.
Auxílio: R$ 3,71 bilhões.

Minas Gerais: R$ 81,4 bilhões.
Auxílio: R$ 26,96 bilhões.

Pará: R$ 39,5 bilhões.
Auxílio: R$ 14,71 bilhões.

Paraíba: R$ 21,2 bilhões.
Auxílio: R$ 6,57 bilhões.

Paraná: R$ 38,6 bilhões.
Auxílio: R$ 13,7 bilhões.

Pernambuco: R$ 42,7 bilhões.
Auxílio: R$ 16,2 bilhões.

Piauí: R$ 19 bilhões.
Auxílio: R$ 5,68 bilhões.

Rio de Janeiro: R$ 76 bilhões.
Auxílio: R$ 24,94 bilhões.

Rio Grande do Norte: R$ 18,3 bilhões.
Auxílio: R$ 5,55 bilhões.

Rio Grande do Sul: R$ 40.9 bilhões.
Auxílio: R$ 12,2 bilhões.

Rondônia: R$ 8,6 bilhões.
Auxílio: R$ 2,64 bilhões.

Roraima: R$ 5,1 bilhões.
Auxílio: R$ 1,04 bilhão.

Santa Catarina: R$ 21,6 bilhões.
Auxílio: R$ 7,22 bilhões.

São Paulo: R$ 135 bilhões.
Auxílio: R$ 55,19 bilhões.

Sergipe: R$ 12,9 bilhões.
Auxílio: R$ 3,85 bilhões.

Tocantins: R$ 10,5 bilhões.
Auxílio: R$ 2,28 bilhões.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo O ESTADO DO RN RECEBEU DO GOVERNO FEDERAL, PARA COMBATE AO CORONAVIRUS, MAIS DE R$ 23 BILHÕES

EM MEIO AO ESCÂNDALO DA VACINAÇÃO, PRESIDENTE DA ARGENTINA DIZ QUE RECEBEU DOSE PARA DEMONSTRAR A POPULAÇÃO QUE O IMUNIZANTE É CONFIÁVEL

Fernández reclama de escândalo da ‘vacinação VIP’ na Argentina

Presidente diz que já demitiu o ministro da Saúde e afirma que recebeu a vacina russa para provar sua segurança

INTERNACIONAL

 Do R7

Em visita ao México, Fernández reclamou de escândalo de vacinação Em visita ao México, Fernández reclamou de escândalo de vacinação

JOSÉ MENDEZ / EFE – 23.2.2021

Em meio a uma visita oficial ao México, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, criticou de maneira dura as denúncias sobre um suposto esquema de “vacinação VIP”, montado no Ministério da Saúde, que destinaria doses de imunizantes contra a covid-19 para políticos e aliados.

Na semana passada, o presidente pediu para que o ministro da Saúde, Ginés González García, entregasse o cargo depois que um jornalista admitiu que havia sido vacinado mesmo sem pertencer a grupos prioritários, após tratar com o ministro.

“Queria que a Argentina funcionasse de outro modo. Claramente, quando fiquei sabendo do que aconteceu, reagi e perdi um ministro. Li que fizeram uma denúncia, O fato foi suficientemente grave para que um ministro como Ginés deixasse seu cargo, mas precisamos terminar com a palhaçada. Peço aos promotores e juízes que façam o que for necessário”, disse Fernández.

“Não existe esse delito”

O presidente acrescentou ainda: “não existe nenhum tipo penal na Argentina que diga ‘será castigado aquele que vacina outro que se adiantou na fila’. Não existe esse delito e não se pode criar delitos de graça”.

Fernández também criticou o fato de ter sido colocado, junto com outros políticos, como beneficiado pela “vacinação VIP”, por ter sido vacinado no fim de janeiro.

“A imprensa argentina me coloca entre os que receberam a vacina indevidamente, mas precisei entrar na campanha porque esses mesmos veículos diziam que não era possível confiar na vacina russa e tive que fazer pela confiança das pessoas. Pelo mesmo motivo Cristina (Kirchner, vice-presidente) foi vacinada, Axel (Kiciloff, governador de Buenos Aire) e muitos governadores, vários dos quais são da oposição”, explicou. 

Segundo o presidente, cerca de 70 pessoas foram vacinadas no país no que ele chamou de “circunstâncias irregulares”, mas algumas delas foram escolhidas por questões estratégicas.

“Nessas listas, aparecem pessoas que devem se vacinar pelas funções que desempenham. Por exemplo, vacinamos o ministro da Economia (Martín Guzmán) e alguns de sua equipe porque eles vão fazer visitas aos países do G7”, disse.

Na lista divulgada pelo governo, além da equipe de Guzmán, alguns com menos de 40 anos, aparece o fotógrafo presidencial Estebán Colazzo, de 33, parentes de políticos e alguns jornalistas.

Fonte: R7

Continuar lendo EM MEIO AO ESCÂNDALO DA VACINAÇÃO, PRESIDENTE DA ARGENTINA DIZ QUE RECEBEU DOSE PARA DEMONSTRAR A POPULAÇÃO QUE O IMUNIZANTE É CONFIÁVEL

POLÍTICA: EM POUCO MAIS DE DOIS ANOS À FRENTE DE SÃO PAULO, DÓRIA JÁ RECEBEU TRÊS PEDIDOS DE IMPEACHMENT

Doria acumula pedidos de impeachment por crimes comuns, improbidade administrativa e de responsabilidade

Reprodução

Com a solicitação de setembro de 2020, o governador João Doria (PSDB) já recebeu três pedidos de impeachment, em pouco mais de dois anos à frente de São Paulo, pela prática de crimes comuns e de responsabilidade.

O deputado estadual Agente Federal Danilo Balas foi quem assinou esse terceiro protocolo contra o gestor estadual. O documento, que já foi entregue na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), também foi assinado por outros parlamentares como Castello Branco, Douglas Garcia, Frederico D”Avila, Gil Diniz, Major Mecca, Valeria Bolsonaro e a deputada federal Carla Zambelli.

O problema para o prosseguimento das investigações pela casa é que o deputado Cauê Macris (PSDB), que é do mesmo partido do governador e já indeferiu os três pedidos e insiste em argumentar que tudo não passa de um “movimento político”. Esse é o mesmo discurso utilizado pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Carlos Pignatari (PSDB).

“O pedido de impeachment não passa de um movimento político, de uma minoria de deputados que cria dificuldades ao governo. Não tem fundamentação jurídica e não vai prosperar”.

E, de fato, não prosperou porque a base aliada do governo na Alesp, simplesmente, “sufocou” todos os pedidos protocolados.

Danilo Balas, na época da segunda solicitação, chegou a comentar que o indeferimento dos pedidos não ia fazer o governo calar os parlamentares.

“A nossa luta continua firme e forte para que possamos defender a atuação administrativa estatual eficiente, proba e, principalmente, que atenta aos anseios da população paulista. O povo, que deve ser destinatário dos serviços públicos de excelente qualidade, e por ser pagador de altos impostos ao Estado, ficou à mercê de inúmeras medidas ineficientes autorizadas pelo governador”, afirmou Balas.

Enquanto isso, o estado segue acusado de pagar mais por respiradores R$ 180, 200 mil por cada equipamento que valia R$ 60 mil e por realizar contratos obscuros: um deles somando R$ 14 milhões para a compra de aventais que, posteriormente, foi até cancelado pelo governador, após denúncias dos deputados. Além de locação superfaturada de leitos particulares que foram destinados ao hospital de campanha do Anhembi.

Descobriu-se, tempos depois, que dos 1.800 leitos locados, apenas 400 estavam, realmente, sendo utilizados.

Os parlamentares afirmam que “despencam sobre Doria inúmeros casos de desvio de conduta com compras fraudulentas, superfaturamento por preços excessivos, compra de respiradores, testes, equipamentos de proteção individual, utilização de empresas de fachada e até falsidade ideológica de documentos oficiais.

Entre os casos de desvios descritos pelos deputados, está a compra de três mil respiradores da China, com adiantamento em dinheiro de mais de R$ 240 milhões, sem receber ao menos um aparelho em solo nacional.

Em novembro de 2020, 27 entidades se juntaram e protocolaram outro pedido contra o tucano.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLÍTICA: EM POUCO MAIS DE DOIS ANOS À FRENTE DE SÃO PAULO, DÓRIA JÁ RECEBEU TRÊS PEDIDOS DE IMPEACHMENT

NESTE DOMINGO (24) O GOVERNO DO RN RECEBEU O SEGUNDO LOTE DA VACINA CONTRA COVID-19, COM MAIS 31.500 DOSES

RN recebe mais 31.500 doses da vacina contra a Covid-19

24 jan 2021

RN recebe mais 31.500 doses da vacina contra a Covid-19 - Blog do Marcos Dantas

O Governo do Estado recebeu neste domingo (24), às 16h, o segundo lote de vacinas contra a Covid-19. São 31.500 doses do imunizante produzido pela Oxford/AstraZeneca. A governadora Fátima Bezerra acompanhou a chegada da carga ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. O lote inteiro será aplicado em mais de 30 mil profissionais da saúde do Rio Grande do Norte, dando sequência ao plano de vacinação coordenado pela gestão estadual.

“Estamos iniciando a semana renovando a esperança, recebendo essa nova remessa de vacinas”, afirmou a governadora. Ela também destacou que toda a logística para distribuição das vacinas novamente já está pronta e que a distribuição para os municípios terá início já nesta segunda-feira (25). As secretarias de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) mais uma vez farão o trabalho de transporte das vacinas às cidades-polo no interior.

A vacina da Oxford será aplicada de forma integral, uma vez que o intervalo necessário entre a primeira e a segunda dose é de 12 semanas e o Ministério da Saúde garantiu o envio de outro lote da vacina da Oxford em tempo hábil.

A subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap, Lyane Ramalho, também acompanhou a chegada das vacinas e disse que “daqui as doses seguirão para a Unicat (Unidade Central de Agentes Terapêuticos) e amanhã pela manhã estaremos organizando, registrando e preparando as caixas para distribuição em todas as regionais de saúde”. O desembarque da carga também foi acompanhado pelo titular da Sesed, secretário Francisco Araújo.

O RN iniciou a vacinação contra a Covid-19 na terça-feira (19), menos de 12h após o recebimento do primeiro lote contendo 82.440 doses da CoronaVac  – produzida pelo Instituto Butantan e pela Sinovac. Com a aprovação do segundo lote emergencial da CoronaVac, o Governo aguarda a sinalização do Ministério da Saúde para o recebimento de uma nova leva de imunizantes no RN.

O lote com 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegou ao Brasil na noite de sexta-feira (22) e foi processado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que é parceira no desenvolvimento do imunizante. Devido a situação de calamidade vivida pelo Amazonas, já na quinta-feira (21), o Fórum dos Governadores concordou em ceder ao estado 5% do total das doses, além da cota proporcional.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo NESTE DOMINGO (24) O GOVERNO DO RN RECEBEU O SEGUNDO LOTE DA VACINA CONTRA COVID-19, COM MAIS 31.500 DOSES

SÃO GONÇALO DO AMARANTE RECEBEU MAIS UMA VEZ NOTA MÁXIMA EM TRANSPARÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS COM A COVID-19

Transparência: São Gonçalo do Amarante recebe mais uma nota máxima do Ministério Público

12 jan 2021

Transparência: São Gonçalo do Amarante recebe mais uma nota máxima do Ministério Público - Prefeitura de São Gonçalo do Amarante

Em nova atualização realizada pelo sistema Confúcio, portal criado pelo Ministério público do Rio Grande do Norte (MPRN) para acompanhar os municípios no cumprimento da Lei de Acesso à Informação, São Gonçalo do Amarante /RN recebeu, mais uma vez, nota máxima em transparência dos gastos públicos com a Covid-19.

O sistema também verifica se o município possui uma aba em seu site institucional destinada a mostrar as informações orçamentárias desses recursos. Atendendo a todos esses critérios, São Gonçalo recebeu a nota máxima, que é de 1300 pontos, resultado alcançado por apenas 12,5% dos municípios potiguares. As notas e os gastos estão disponíveis em confucio.gaeco.mprn.mp.br/.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo SÃO GONÇALO DO AMARANTE RECEBEU MAIS UMA VEZ NOTA MÁXIMA EM TRANSPARÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS COM A COVID-19

SÃO GONÇALO DO AMARANTE RECEBEU MAIS UMA VEZ NOTA MÁXIMA EM TRANSPARÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS

Transparência: São Gonçalo do Amarante recebe mais uma nota máxima do Ministério Público

28 dez 2020

Transparência da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante é considerada 'altamente efetiva' pelo TCE | Blog do BG

Em nova atualização realizada pelo sistema Confúcio, portal criado pelo Ministério público do Rio Grande do Norte (MPRN) para acompanhar os municípios no cumprimento da Lei de Acesso à Informação, São Gonçalo do Amarante /RN recebeu, mais uma vez, nota máxima em transparência dos gastos públicos com a Covid-19.

O sistema também verifica se o município possui uma aba em seu site institucional destinada a mostrar as informações orçamentárias desses recursos. Atendendo a todos esses critérios, São Gonçalo recebeu a nota máxima, que é de 1300 pontos, resultado alcançado por apenas 12,5% dos municípios potiguares. As notas e os gastos estão disponíveis em confucio.gaeco.mprn.mp.br/.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo SÃO GONÇALO DO AMARANTE RECEBEU MAIS UMA VEZ NOTA MÁXIMA EM TRANSPARÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS

COM PATRIMÔNIO DE 26 MILHÕES, CANDIATO À VEREADOR DE JOINVILLE RECEBEU AUXÍLIO EMERGENCIAL

Candidato a vereador com patrimônio de R$ 26 milhões recebeu auxílio emergencial

 POLÍTICA

Candidato a vereador com patrimônio de R$ 26 milhões recebeu auxílio emergencial - CGN

Em disputa por uma vaga na Câmara de Joinville, em Santa Catarina, o candidato a vereador Zacarias Libório de Jesus, o Zaca, do Republicanos, declarou R$ 26 milhões ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar do patrimônio milionário, que inclui imóveis, terrenos e empresa, ele recebeu pelo menos três parcelas do auxílio emergencial, que somam R$ 1,8 mil. Os valores foram depositados nos meses de maio, junho e julho, conforme consta no Portal da Transparência da Controladoria Geral da União (CGU).
“Eu pedi para testar, para ver se pagariam mesmo. No início da pandemia eu até precisava mesmo, fiquei com minhas contas de luz todas atrasadas, mas eu já providenciei da devolução”, informou ao portal Congresso em Foco, que revelou o caso.

Procurado pela reportagem, o candidato afirmou que a partir do momento que tivemos conhecimento do ocorrido foi providenciada a devolução dos valores. Zaca também enviou os comprovantes de pagamento quitados no último dia 26.

O benefício do governo federal foi desenhado para ajudar trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados que perderam a principal fonte de renda diante da crise causada pela pandemia de covid-19. Um dos critérios para receber a ajuda de R$600 ou R$ 1200 é ter renda familiar per capita de até meio salário-mínimo ou renda mensal total de até três salários mínimos.

Uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) identificou que 10.724 candidatos a prefeito e vereador em 2020, que declararam patrimônio superior a R$ 300 mil, receberam parcelas do benefício.
Já um levantamento da Controladoria-Geral da União identificou que, apenas em relação a servidores públicos, foram R$ 981 milhões em pagamentos indevidos a 680 mil pessoas.

De acordo com as autoridades, ainda não é possível cravar que todos fraudaram o sistema. É possível que parte deles não tenha solicitado o recebimento do auxílio, mas tenha sido incluída de forma automática por estarem no Cadastro Único para programas sociais ou por serem beneficiários do Programa Bolsa Família. Há ainda a possibilidade de que o CPF tenha sido usado de forma indevida por outra pessoa.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo COM PATRIMÔNIO DE 26 MILHÕES, CANDIATO À VEREADOR DE JOINVILLE RECEBEU AUXÍLIO EMERGENCIAL

A REGIÃO MAIS BENEFICIADA COM EMPENHO DE EMENDAS DE BANCADA FOI A NORDESTE

Nordeste é a região que recebeu mais recursos de emendas de bancada em 2020

Larissa Rodrigues e Gabriel Hirabahasi, da CNN, em Brasília

 Atualizado 18 de outubro de 2020 às 11:52

Sessão do Congresso, em BrasíliaSessão do Congresso, em Brasília

O Nordeste foi a região mais beneficiada com empenho de emendas de bancada em 2020, em números absolutos e proporcionalmente, segundo estudo realizado pelo Instituto Nacional de Orçamento Público, consultoria especializada em orçamento legislativo no Brasil.

O estudo, ao qual a CNN teve acesso com exclusividade, aponta que os nove estados nordestinos tiveram empenhados quase R$ 1,6 bilhão de janeiro a 29 de setembro deste ano. O valor, superior ao das quatro demais regiões, equivale a cerca de 80,5% do total de emendas parlamentares impositivas de bancada.

As emendas impositivas de bancada foram criadas em 2019, após alteração na Constituição Federal. Isso significa que parte do Orçamento-Geral da União agora é definido pelos parlamentares do Senado e da Câmara dos Deputados e isso não pode ser alterado pelo Poder Executivo.

As emendas de bancadas, diferentemente das individuais, são empenhadas, após decisão conjunta dos parlamentares, de acordo com o estado pelo qual eles foram eleitos. Em caso de impositivas, o governo federal tem a obrigação de executar tais emendas, ou seja, liberar obrigatoriamente o dinheiro até o fim de cada ano.

Comparações por região

Enquanto o Nordeste empenhou 80,5% de suas emendas de bancada em 2020, a região Norte teve quase R$ 1,2 bilhão de recursos empenhados, o equivalente a 77% do total disponível.

Já o Centro-Oeste teve R$ 687 milhões empenhados (78% do total). Enquanto a região Sudeste teve R$ 601 milhões empenhados (68% do total, o menor valor, proporcionalmente) e o Sul teve R$ 475 milhões empenhados (72%).

Cada estado teve direito, de acordo com o estudo, a cerca de R$ 219,5 milhões em emendas parlamentares impositivas de bancada.

O Pará foi o único que já teve 100% das emendas empenhadas até agora. Piauí, São Paulo, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Bahia também figuram com mais de 90% das emendas empenhadas.

Por outro lado, Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo e Alagoas figuram com menos de 61% de empenho das emendas.

O alto percentual de empenho das emendas de bancada de estados do Nordeste se dá em um momento de aumento da popularidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), especialmente na região Nordeste, que, em 2018, votou, majoritariamente, a favor do candidato opositor a Bolsonaro, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Em pesquisa CNI-Ibope divulgada no dia 24 de setembro, o presidente teve 33% de avaliação “bom e ótimo” na região, mesmo patamar de avaliações “ruim e péssimo”. No estudo, 31% avaliaram o governo Bolsonaro como regular.

Continuar lendo A REGIÃO MAIS BENEFICIADA COM EMPENHO DE EMENDAS DE BANCADA FOI A NORDESTE

APÓS SE RECUPERAR DA COVID-19 FUX É LIBERADO PARA VOLTAR AO STF

Fux se recupera da Covid-19 e é liberado para voltar ao STF

Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília

 Atualizado 28 de setembro de 2020 às 19:49

Fux se recupera da Covid-19 e é liberado para voltar ao STF - O Antagonista

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal, recebeu alta médica e retorna nesta terça-feira (28) pra conduzir as sessões do Plenário da corte. Ele havia informado ter sido diagnosticado com a doença no dia 14 de setembro e, desde então, estava em isolamento social.

Depois da cerimônia de posse de Fux na presidência da Corte, no último dia 10 de setembro, ao menos sete autoridades foram diagnosticadas com o novo coronavírus — incluindo o próprio ministro.

Também foram diagnosticados com Covid-19 o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha; a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi, o procurador-geral da República Augusto Aras; e o ministro do Turimo, Marcelo Álvaro Antônio.

Fonte: CNN

Continuar lendo APÓS SE RECUPERAR DA COVID-19 FUX É LIBERADO PARA VOLTAR AO STF

ORGANIZAÇÃO RELIGIOSA NA MIRA DA JUSTIÇA AMERICANA RECEBEU MILHARES DE DÓLARES EMPRESTADO PELO GOVERNO TRUMP

Governo Trump emprestou milhares de dólares à igreja Luz del Mundo enquanto seu líder aguardava julgamento por abusos

A organização religiosa, na mira da Justiça americana por acusações de abuso sexual e pornografia infantil, recebeu entre 350.000 e um milhão de dólares em ajuda devido à pandemia

ELÍAS CAMHAJI

Mulheres da congregação participam da celebração da santa ceia.Mulheres da congregação participam da celebração da santa ceia.HECTOR GUERRERO

O Governo do presidente Donald Trump concedeu em junho um subsídio entre 350.000 e um milhão de dólares (entre 1,9 milhão e 5,3 milhões de reais) à igreja La Luz del Mundo (LLDM), segundo dados do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos compilados pela CNN e pela Propublica. A organização religiosa fundada no México atravessa momentos críticos para sua imagem desde que seu líder, Naasón Joaquín García, fora detido há mais de um ano na Califórnia, acusado de 36 crimes, incluindo estupro, tráfico de pessoas e posse de pornografia infantil. Dois meses depois que a igreja recebeu a ajuda econômica, um tribunal de Los Angeles estabeleceu uma fiança de 90 milhões de dólares (477 milhões de reais) para Joaquín García, e em 18 de agosto concluiu que a Procuradoria havia apresentado evidências suficientes para levá-lo a julgamento.

O dinheiro, um empréstimo perdoável, é parte do programa de ajuda que Trump distribuiu para estimular o consumo e amenizar o impacto econômico da pandemia entre as pequenas e médias empresas. Chamado de Paycheck Protection Program, ele inclui estímulos de mais de 669 bilhões de dólares (3,5 bilhões de reais) e tem sido apontado como uma medida clientelista, porque os cheques foram impressos com o nome do presidente, no momento em que os EUA se aproximam das eleições presidenciais de novembro.

De acordo com as informações divulgadas, o beneficiário do dinheiro foi a LDM Central USA Evangelical Ministries, uma subsidiária da igreja nos EUA com sede em Houston, Texas. A filial foi constituída em 2009 por Agustín Ahumada, que é pastor da LLDM; por Louis Cruz, que é diácono, e pela advogada María Elena Martínez como representante legal, diz a ata constitutiva.

A lógica de incluir organizações religiosas no programa de subsídios se baseia nos problemas econômicos que as igrejas atravessam devido à quarentena. Para este empréstimo específico, o objetivo é preservar 48 postos de trabalho dentro da igreja, com dinheiro emprestado pelo banco JP Morgan Chase. Embora a LLDM afirme estar presente em cerca de 60 países e ter 5 milhões de fiéis no mundo, foi qualificada como uma das milhares de pequenas e médias empresas e organizações religiosas beneficiadas.

Até junho de 2019, quando Joaquín García foi detido, a LDM Central USA Evangelical Ministries tinha planejado construir um enorme complexo no Flowery Branch, uma cidadezinha de 8.000 habitantes na Geórgia. Ao estilo do documentário Wild Country, o projeto Light at Flowery Branch foi concebido pela própria igreja como “a cidade da Luz del Mundo” e seria construído em uma propriedade de mais de um milhão de metros quadrados, com moradias, hotéis, igrejas, centros comerciais, escolas e hospitais.

“As condições ambientais e sociais são propícias para que as famílias que desejem viver nesta área vivam em harmonia com a natureza e paz espiritual”, diz uma publicação de 2017 da Berea Internacional, a agência de mídia da igreja, que inclui fotos de Joaquín García visitando o local em 2017. O projeto foi planejado como o primeiro assentamento de grandes proporções da igreja fora de Hermosa Provincia, uma colônia em Guadalajara, no oeste do México, onde a organização tem sua sede principal.

Segundo a imprensa americana, o projeto provocou rejeição e protestos por parte dos habitantes locais e, embora a LDM Central USA Evangelical Ministries tenha comprado o terreno, não chegou a ser concretizado. A oposição contra a possível chegada desse megaempreendimento imobiliário foi tanta que a Prefeitura de Flowery Branch publicou uma página de “perguntas e respostas” sobre o assunto, onde explica quem são os donos, quais são as autorizações necessárias antes da construção e como o Governo local agiria se houvesse conflitos em torno do projeto. O site onde a igreja detalhava suas intenções na Geórgia foi removido.

Fontes que pertenceram à cúpula e abandonaram a igreja afirmam que La Luz del Mundo “não paga salários nem impostos” à hierarquia inferior da organização, e que o fluxo de dízimos não parou, apesar da prisão de Joaquín García. O “apóstolo de Jesus Cristo”, como é conhecido por seus seguidores, é criticado por seu estilo de vida oneroso e por ter um patrimônio avaliado em dezenas de milhões de dólares, segundo a acusação contra ele na Califórnia e investigações jornalísticas.

Os advogados do líder religioso tentaram derrubar essa imagem, argumentando que Joaquín García não tinha os 50 milhões de dólares (265 milhões de reais) que lhe impuseram inicialmente como fiança em 2019, e que os 90 milhões de dólares pedidos agora são uma exigência “absolutamente desproporcional”. O EL PAÍS procurou Silem García, porta-voz da LLDM, para incluir seus comentários, mas García preferiu não fazer declarações. O porta-voz disse que, de qualquer forma, prestaria os esclarecimentos pertinentes depois da publicação deste texto.

O processo contra o líder religioso se estendeu por vários meses devido à pandemia. Depois que ele ganhou uma apelação devido a uma falha no processo legal, a Procuradoria da Califórnia voltou a apresentar as acusações em abril. As audiências contra Joaquín García, neto do fundador da igreja e seu líder desde 2014, foram marcadas por depoimentos extremamente explícitos de cinco denunciantes, descrevendo orgias, encontros sexuais com menores de idade e meninas forçadas a fazer danças eróticas para o apóstolo como se fosse uma ordem divina. No telefone de Joaquín García foram encontradas imagens relacionadas com esses atos.

A defesa e a igreja afirmaram em um comunicado que as acusações são “falsas” e “tendenciosas”, e que confiam na honradez” de Joaquín García. Enquanto o apóstolo aguarda seu destino em uma prisão do condado de Los Angeles, três deputados pediram em agosto à Procuradoria Geral do México que esclareça a situação legal do líder religioso neste país, onde não foi anunciada nenhuma investigação criminal contra ele.

Continuar lendo ORGANIZAÇÃO RELIGIOSA NA MIRA DA JUSTIÇA AMERICANA RECEBEU MILHARES DE DÓLARES EMPRESTADO PELO GOVERNO TRUMP

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar