VEJA COMO FICARÁ O CLIMA NO OUTONO EM CADA REGIÃO DO BRASIL

Outono começa neste domingo no Brasil; veja como será a nova estação

Outono no Hemisfério Sul inicia-se oficialmente neste domingo (20), às 12h33, horário de Brasília

da Agência Brasil

Previsão para a Região Sudeste indica que as chuvas deverão permanecer abaixo da média nos próximos três mesesPrevisão para a Região Sudeste indica que as chuvas deverão permanecer abaixo da média nos próximos três mesesFoto: Marcelo Pinheiro/Climatempo

O outono começa às 12h33 deste domingo (20), em todo o país, e vai até 21 de junho. A estação tem características intermediárias às do verão e do inverno, marcada por queda nas temperaturas e redução no volume de chuvas. Veja como será clima no período em cada região do país.

Região Norte

A previsão é de chuvas acima da média na Região Norte, especialmente no nordeste do Pará e noroeste do Amazonas, e aumento da temperatura das águas próximas ao litoral nordestino, aponta o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Já no sudoeste do Pará, as probabilidades são de chuvas abaixo da média.

Região Nordeste

Na Região Nordeste, a alta da temperatura das águas próximas à costa nordestina poderá aumentar as chances de chuvas até o final do outono.

Já no leste nordestino, a previsão é de aumento gradativo das chuvas entre as estações de outono e inverno, devido à evolução dos Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL). De acordo com o Inmet, as temperaturas permanecerão próximas e acima da média na região, exceto na parte norte dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará, onde as temperaturas poderão ser mais amenas.

Centro-Oeste

No Centro-Oeste, as chuvas devem ocorrer dentro da normalidade a abaixo da média climatológica em grande parte da região, exceto nas partes central e leste do Mato Grosso, onde existe a possibilidade de as chuvas serem mais frequentes no mês de abril.

Região Sudeste

As chuvas deverão permanecer abaixo da média nos próximos três meses na Região Sudeste. Normalmente, esse período já experimenta queda no volume de chuvas.

Região Sul

Já a previsão climática para Região Sul indica que as chuvas serão abaixo da média na maior parte dos três estados, em decorrência de impactos que o fenômeno La Niña. Entretanto, pode haver entrada de frentes frias que provoquem chuvas, especialmente na porção leste da região, à medida que se aproxima do inverno.

Próximos meses

A partir de maio, começa o período mais seco na área central do país. O Inmet projeta temperatura acima da média em toda região, com exceção do leste do Mato Grosso do Sul, onde as temperaturas previstas poderão sofrer certo declínio ao longo dos meses de outono.

A temperatura do ar deverá prevalecer próxima e ligeiramente acima da climatologia do período, mas o Inmet não descarta a possibilidade da entrada de massas de ar frio que possam diminuir as temperaturas em localidades de maior altitude, a partir do mês de maio.

“Destaca-se que, durante o outono, normalmente observam-se as primeiras formações de fenômenos adversos como: nevoeiros nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; geadas nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul; neve nas áreas serranas e nos planaltos da Região Sul, e friagem no sul da Região Norte e nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e até mesmo no sul de Goiás”, informa o Prognóstico Climático do Inmet para o período.

Entenda a estação

O outono no Hemisfério Sul inicia-se com um equinócio, entre os dias 20 e 21 de março todos os anos.

Durante o período, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, as chuvas são mais escassas, especialmente no interior do Brasil, incluindo o semiárido nordestino. As partes litorâneas do Nordeste e a Região Amazônica ainda registram um volume considerável de chuvas, especialmente se houver persistência do sistema atmosférico denominado Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mais ao sul de sua faixa de atuação.

A nova estação também caracteriza-se pelas primeiras incursões de massas de ar frio, vindas do sul do continente, e que provocam queda gradual nas temperaturas, principalmente nos estados do Sul e em partes da Região Sudeste.

Outras marcas dessa estação são uma maior queda na umidade relativa do ar e aumento da incidência de ventos.

A chegada do outono está ligada a um fenômeno astronômico chamado de equinócio, que marca o momento exato em que o sol se posiciona de forma perpendicular à Linha do Equador, distribuindo sua luminosidade de maneira mais ou menos uniforme entre os hemisférios Sul e Norte, o que ocorre exatamente neste dia 20 de março.

A partir desse momento, pelo movimento de translação da Terra em relação ao sol, um dos hemisférios começa a receber maior luminosidade solar do que o outro. Isso se dá porque a Terra tem uma ligeira inclinação em relação ao próprio eixo e, conforme ela se movimenta ao redor do sol (translação), essa incidência dos raios solares vai se invertendo entre a parte Norte e Sul do planeta.

É por isso que, quando o outono começa no Hemisfério Sul, numa transição para o inverno, a primavera começa no Hemisfério Norte, numa transição para o verão.

Deixe uma resposta