SAÚDE: SAIBA QUAIS AS TÉCNICAS QUE PODEM MELHORAR OS HÁBITOS ALIMENTARES

Técnicas de atenção plena podem ajudar a melhorar os hábitos alimentares

A alimentação consciente significa usar todos os sentidos físicos e emocionais para experimentar e desfrutar as escolhas alimentares, segundo especialistas

Kristen Rogers

da CNN

A gratidão é tanto um aspecto quanto um resultado potencial da alimentação consciente, dizem especialistas A  Agratidão é tanto um aspecto quanto um resultado potencial da alimentação consciente, dizem especialistas Louis Hansel/Unsplash

Você engoliu o almoço enquanto navegava pelas redes sociais ou assistia ao seu programa favorito, e agora se sente inchado e inseguro sobre o sabor da sua comida. Ou talvez você se sinta culpado por comer sobras de bolo de chocolate direto da geladeira.

De acordo com a pesquisadora Lilian Cheung, esses comportamentos e mentalidades contrastam com a alimentação consciente, o que significa usar todos os seus sentidos físicos e emocionais para experimentar e desfrutar as escolhas alimentares que você faz sem julgamento. A especialista, que falou à CNN via e-mail, é palestrante e diretora de promoção da saúde e comunicação no Departamento de Nutrição da Escola de Saúde Pública T.H. Chan da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

“Ela se origina da filosofia mais ampla da atenção plena, uma prática secular e difundida, usada em muitas religiões”, disse Cheung. “Mindfulness é um foco intencional nos pensamentos, emoções e sensações físicas de alguém no momento presente.”

As filosofias da alimentação consciente e da alimentação intuitiva se sobrepõem, mas diferem em alguns aspectos importantes. Enquanto a alimentação consciente significa estar presente para experimentar a comida enquanto a ingere, a alimentação intuitiva se concentra mais em melhorar o relacionamento da pessoa com a comida e a imagem corporal, rejeitando mensagens externas rígidas sobre dieta.

Se um método é melhor do que o outro, depende das necessidades individuais, disse Lisa Young, professora adjunta de nutrição da Universidade de Nova York, nutricionista em consultório particular e autora de “Finally Full, Finally Slim” (“Finalmente satisfeito, finalmente magro”, sem edição no Brasil).

A alimentação consciente se encaixa em todos os tipos de aconselhamento e estratégias para alimentação, peso e saúde. “É mais fácil de usar para um público maior porque é uma ferramenta que pode ser incorporada a vários métodos diferentes”, disse Young.

As especialistas alertaram que a alimentação consciente não é um remédio universal para questões relacionadas à alimentação ou saúde, mas estudos sugeriram alguns benefícios da prática, em grande parte com base em seus aspectos meditativos e habilidades para ajudar as pessoas a distinguir sinais de fome física de fome emocional.

Algumas pessoas experimentaram perda ou estabilidade de peso, redução da ansiedade e do estresse, hábitos alimentares normalizados e alívio da síndrome do intestino irritável e sintomas gastrointestinais, disse Young.

Praticando alimentação consciente

O objetivo da alimentação consciente é ampliar a sintonia entre todos os seus sentidos — visão, olfato, audição, paladar e tato — e pensamentos durante as experiências alimentares sem distração, disse Teresa T. Fung, professora e diretora da Programa Didático de Dietéticas na Simmons University, em Boston, e professora adjunta de nutrição da Escola de Saúde Pública T.H. Chan da Universidade de Harvard.

“Quando vou tomar o café da manhã, não vou segurar meu iPad e ler as notícias de hoje. Não vou checar meu e-mail. Vou apenas sentar em um lugar tranquilo — pode ser um sofá. Não preciso me sentar à mesa da sala de jantar”, explicou Fung.

CNN acompanhou Fung em sua experiência com o café matinal: ela prestava atenção ao som do café sendo fervido, depois ao cheiro. Ela notava a cor da sua bebida, seu equilíbrio entre creme e café. Em seguida, ela pode se concentrar em saber se o café em si é tão quente em sua boca quanto a caneca em suas mãos ou na textura do líquido. Enquanto ela bebia, ela pode notar mentalmente os sabores.

A gratidão é tanto um aspecto quanto um resultado potencial da alimentação consciente. Aumentando sua consciência além de si mesmo enquanto come, você também pode pensar “de onde veio a comida, expressando gratidão pelos elementos ambientais e indivíduos envolvidos na jornada da comida até o prato”, disse Cheung, diretora editorial da The Nutrition Source, recurso online do departamento de nutrição da Escola de Saúde Pública de Harvard para orientação científica para uma vida saudável.

Você pode estar acostumado a usar o telefone, assistir televisão ou ler enquanto come, mas pode quebrar o hábito eliminando gradualmente as distrações da hora das refeições. “Se você janta enquanto assiste TV na maioria das noites da semana, pode começar reservando o domingo à noite para comer com atenção? Depois na segunda e assim por diante?”, questionou Cheung.

O mesmo vale para aqueles que têm uma agenda lotada, o que dificulta ser capaz de se concentrar apenas em comer. Apenas tente praticar a alimentação consciente o máximo que puder — seja por cinco minutos durante a hora do almoço ou durante cada refeição e lanche, fazer o que você pode é melhor do que nada, disseram as especialistas.

Se você se sentir impaciente ou com vontade de pegar o telefone enquanto come, tudo bem, disse Cheung. Apenas observe esses sentimentos, respire fundo algumas vezes e volte a atenção para a refeição. Dê pequenas mordidas e mastigue bem também. Se você comer devagar, é mais provável que reconheça quando estiver satisfeito — em vez de cheio — e puder parar de comer.

“Compartilhar uma refeição ou comer ao lado de outras pessoas é certamente recomendado”, disse Cheung. E comer atentamente “não precisa significar consumir sua comida em silêncio”. “Em vez disso, tente reservar alguns minutos no início da refeição: sorria para seus colegas, expresse sua gratidão pela comida e a companhia de outras pessoas e experimente as primeiras mordidas sem falar para se concentrar na experiência de comer.”

Depois de comer conscientemente por um tempo, essa mentalidade pode se aplicar a outras áreas de sua vida. “Isso pode se aplicar a uma vida consciente e a fazer uma coisa de cada vez”, disse Fung. “Vou verificar meus e-mails agora, vou assistir à TV mais tarde. Com tanta frequência, fazemos tantas coisas ao mesmo tempo que nos tornamos multitarefas e não prestamos atenção em nada.”

Fonte: CNN

Deixe uma resposta