GOVERNADOR DO TEXAS BUSCA RETOMAR A CONSTRUÇÃO DO MURO NA FRONTEIRA COM O MÉXICO

Governador do Texas quer retomar construção de muro na fronteira

Objetivo de Greg Abbott é retomar projeto de Donald Trump para barrar e entrada de imigrantes ilegais a partir do México

INTERNACIONAL

 por AFP

O governador do Texas, Greg Abbott, busca construir um novo muro de fronteira com o México, retomando assim o trabalho realizado pelo ex-presidente republicano Donald Trump e interrompido por seu sucessor, o democrata Joe Biden.Denunciando que a imigração ilegal está “fora de controle” e anunciando uma série de medidas para fortalecer os recursos policiais para a detenção de migrantes, o governador republicano apresentará seu plano de construção na próxima semana, disse ele em entrevista coletiva nesta quinta-feira (11).

No entanto, há dúvidas sobre a viabilidade do projeto, uma vez que parte das terras da fronteira é propriedade do governo federal ou de pessoas físicas.

A construção de um novo muro “anti-imigrante” nos mais de 3.000 km de fronteira entre o México e os Estados Unidos foi uma das principais promessas de campanha de Trump para as eleições presidenciais de 2016, argumentando que protegeria o país dos indocumentados, criminosos e traficantes de drogas.

“Promessa feita, promessa cumprida”, disse a Casa Branca em janeiro, durante a visita de Trump ao Texas por ocasião da conclusão de mais de 700 km de muro.

Na verdade, um terço da fronteira já tinha um muro ou barreira antes de assumir o cargo, e as obras sob seu mandato consistiram principalmente em melhorias ou reforço de estruturas existentes.

As apreensões de imigrantes na fronteira EUA-México atingiram seu nível mais alto em 15 anos em março, aumentando a pressão sobre Biden, sinalizada pelos republicanos de minimizar a crise de imigração.

Fonte: R7
Continuar lendo GOVERNADOR DO TEXAS BUSCA RETOMAR A CONSTRUÇÃO DO MURO NA FRONTEIRA COM O MÉXICO

NESTA SEGUNDA-FEIRA (17), PREFEITURA DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE VAI RETOMAR IMUNIZAÇÃO DA 2ª DOSE DA CORONAVAC PARA QUEM COMPLETOU PRAZO DE 28 DIAS, ENTRE 4 E 7 DE MAIO

São Gonçalo retoma 2ª dose da Coronavac para quem completou o prazo de 28 dias no período de 4 a 7 de maio

Covid-19 - Prefeitura de São Gonçalo do Amarante

Na segunda-feira (17), a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN vai retomar a imunização da 2ª dose com a Coronavac para quem completou o prazo de 28 dias (desde aplicação da primeira dose) no período de 4 a 7 de maio, nas 29 unidades de saúde do município. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu 550 doses do imunizante na sexta-feira (14).

Também estão sendo vacinados, com a Oxford/AstraZeneca, idosos com 60 anos ou mais, pessoas com comorbidades entre 50 a 59 anos, pessoas com Síndrome de Down (18 a 59 anos) e pessoas com doença renal crônica, em diálise (18 a 59 anos), conforme ‘Fase I’ do Plano Nacional de Imunização. “Vamos receber doses da Pfizer e já estamos discutindo a possibilidade de avançar com a faixa etária para esse grupo”, observa Jalmir Simões, secretário da SMS.

Ainda de acordo com o gestor, São Gonçalo do Amarante precisa receber 600 doses da Coronavac para cobrir o público vacinado com a primeira dose do imunizante.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo NESTA SEGUNDA-FEIRA (17), PREFEITURA DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE VAI RETOMAR IMUNIZAÇÃO DA 2ª DOSE DA CORONAVAC PARA QUEM COMPLETOU PRAZO DE 28 DIAS, ENTRE 4 E 7 DE MAIO

MINISTRO DA SAÚDE MARCELO QUEIROGA, AFIRMOU QUE VAI RETOMAR A DIVULGAÇÃO DO CRONOGRAMA E ENTREGA DE VACINAS SEM SUBTRAIR DADOS

Não vamos subtrair dados’, diz Queiroga sobre retorno do cronograma de vacinas

Ministro da Saúde diz que nova versão não irá incluir marcas ainda não validadas pela Anvisa

Basília Rodrigues
 Basília Rodrigues, CNN  
21 de abril de 2021 às 09:21
O ministro da Saúde Marcelo QueirogaO ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Mateus Bonomi/Agif – Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo (24.mar.2021)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CNN que vai retomar a divulgação do cronograma de entrega de vacinas em uma nova versão em que não irá incluir marcas ainda não validadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Em nenhum momento queremos subtrair dados”, afirmou.

Com críticas a gestões passadas pela divulgação do cronograma considerado artificial, o ministro afirmou que não quer frustrar expectativas. Desde o início de sua gestão, a pasta deixou de divulgar as informações de longo prazo e tem se limitado a pontualmente informar quais e quantas vacinas vão ser distribuídas por semana. Isso tem sido criticado por governadores que reclamam da falta de um cronograma mais completo para prepararem os postos.

Queiroga explicou que voltará a divulgar o cronograma, porém, marcas como Sputnik e Covaxin, que estão em negociação com o Brasil, vão ser retiradas do texto informativo. Os dados sobre elas vão ser exibidos, segundo o ministro, provavelmente na internet, com a observação de que não possuem autorização de uso no Brasil. “Não vou ficar divulgando o que ainda está em negociação, isso envolve mercados, comércio, não pode ser algo online”, disse.

“Estamos reestruturando o portal do ministério da Saúde para as pessoas acessarem melhor. Antes divulgava vacina não aprovada pela Anvisa. Aquilo é uma expectativa, e o não cumprimento frustra a expectativa das pessoas”, complementou.

Como a CNN antecipou, o Ministério está em tratativas para compra de outros 100 milhões de doses da Pfizer. De acordo com interlocutores da pasta, também há em curso novo acordo de compra para a vacina da Moderna.

Coquetel

O ministro também não deu prazo para a inclusão no SUS do coquetel de anticorpos para o tratamento da covid-19. O medicamento teve uso emergencial autorizado pela Anvisa, nesta terça-feira, para o tratamento de pacientes, desde que não estejam em estágio grave da doença. Mas, a exemplo do Remdesivir, também estima-se que o coquetel seja uma droga cara. “Exige análise técnica, não foi fixado preço ainda, qual custo efetivo, impacto no orçamento”, explicou.

Queiroga afirmou que vai colocar o uso do medicamento em discussão por um painel de especialistas, em audiências públicas. “Se tiver efetividade comprovada, maravilha”, enfatizou.

Continuar lendo MINISTRO DA SAÚDE MARCELO QUEIROGA, AFIRMOU QUE VAI RETOMAR A DIVULGAÇÃO DO CRONOGRAMA E ENTREGA DE VACINAS SEM SUBTRAIR DADOS

GOVERNOS DO AFEGANISTÃO E TALIBÃ SE REUNIRAM PARA RETOMAR AS NEGOCIAÇÕES E POR UM FIM EM DUAS DÉCADAS DE GUERRA

Afeganistão e Talibã retomam negociações após 1 mês de impasse

Parada de 35 dias nos diálogos realizados no Catar resultou em uma nova onda de violência no país

INTERNACIONAL Do R7

Enquanto autoridades se reúnem, violência prossegue no Afeganistão

JAWED KARGAR / EFE – EPA – 21.2.2021

O governo do Afeganistão e o Talibã realizaram se reuniram pela primeira vez em mais de um mês nesta segunda-feira (22), em Doha, no Catar, após um atraso de 35 dias que causou uma preocupação generalizada sobre o futuro das conversações que visam pôr fim a duas décadas de guerra.

“Os negociadores principais e vários membros das equipes para as conversações de paz intra-afegãs se encontraram esta noite em uma atmosfera positiva”, informaram em um comunicado conjunto os escritórios de imprensa do governo afegão e as equipes de insurgentes.

Ambos os lados deram ênfase à continuação das reuniões e relataram a nomeação de grupos de trabalho para a agenda para continuar os encontros em busca de um acordo.

Atraso preocupante

Foi o primeiro encontro entre Cabul e os insurgentes em Doha após um atraso de mais de um mês que ocorreu sem motivo divulgado e criou preocupações entre os afegãos sobre o destino dessas conversações. As partes terão agora que trabalhar na redação final da agenda para as conversações de paz.

Espera-se que a discussão de um cessar-fogo seja um dos principais tópicos a serem incluídos na agenda, em meio à crescente violência em curso no país, que está tomando a forma de ataques direcionados em áreas urbanas, principalmente na capital nacional.

As conversações entre facções afegãs, que começaram em 12 de setembro, são precedidas pelo acordo histórico que os Estados Unidos e o Talibã assinaram há quase um ano no Catar, no qual Washington se comprometeu a retirar suas tropas em 14 meses.

Já o Talibã concordou em reduzir drasticamente a violência e participar das conversações para pôr fim à guerra. Na primeira rodada, as partes só chegaram a um entendimento sobre as regras e procedimentos para as tratativas.

Fonte: R7
Continuar lendo GOVERNOS DO AFEGANISTÃO E TALIBÃ SE REUNIRAM PARA RETOMAR AS NEGOCIAÇÕES E POR UM FIM EM DUAS DÉCADAS DE GUERRA

POLÍTICA: SENADOR DO DINHEIRO NA CUECA ESTÁ DEVIDAMENTE AUTORIZADO PELO MINISTRO DO STF BARROSO A RETOMAR SEU MANDATO SENATORIAL

Com as “bençãos” de Barroso, senador “Cueca” retoma o mandato

Fotomontagem: Crédito José Cruz/Agência Brasil Fotomontagem: Crédito José Cruz/Agência Brasil

O senador Chico Rodrigues está devidamente autorizado a retomar o seu mandato senatorial.

A decisão é do ministro Luis Roberto Barroso.

Para quem não se lembra, o senador de Roraima foi afastado de suas funções pelo próprio STF, após ter sido alvo da PF em investigação sobre desvios de recursos para o enfrentamento da Covid.

Rodrigues é suspeito de ser o chefe de um grupo criminoso que desviou recursos públicos da Secretaria de Saúde de Roraima.

Numa situação constrangedora, a Polícia Federal apreendeu cerca de R$ 18.000 na cueca de Chico Rodrigues em operação na casa do senador. Em um cofre havia outros R$ 10.000 e USD 6.000, narrou a PF.

Alguns meses decorridos do deplorável evento, o mesmo STF autoriza o senador a retomar o seu mandato.

A notícia está gerando enorme constrangimento.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLÍTICA: SENADOR DO DINHEIRO NA CUECA ESTÁ DEVIDAMENTE AUTORIZADO PELO MINISTRO DO STF BARROSO A RETOMAR SEU MANDATO SENATORIAL

ESCOLAS PÚBLICA DO RN SE PPREPARAM PARA EM FEVEREIRO RETOMAR AS AULAS PRESENCIAIS

Por Leonardo Erys, Julianne Barreto e Geraldo Jerônimo, G1 RN e Inter TV Cabugi

 

Matrículas para a rede estadual em 2021 serão em março
Matrículas para a rede estadual em 2021 serão em março

A rede pública de educação está se preparando para o retorno das aulas presenciais no mês de fevereiro no Rio Grande do Norte. A escolas estaduais voltam no dia 1º de fevereiro, enquanto as municipais têm previsão para um dia depois, no dia 2.

As aulas foram suspensas em 17 de março por conta da pandemia do coronavírus, que naquele momento tinha seus primeiros casos registrados no estado.

Com o retorno próximo depois de 10 meses, algumas medidas estão sendo tomadas para dar mais segurança a alunos e profissionais.

Na rede estadual, o secretário de educação, Getúlio Marques, garantiu que as escolas estarão prontas na data prevista. “É uma garantia nossa essas escolas estarem preparadas, sim, no dia 1º de fevereiro”, disse.

Escolas públicas do RN vão voltar a receber aulas presenciais em fevereiro após mais de 10 meses — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Segundo ele, materiais como equipamentos proteção individual (EPIs) começaram a ser adquiridos desde de dezembro. O que resta nesses próximos dias será fazer a adaptação das escolas.

“Uma parte dessas questões que são obrigatórias, tipo máscaras, equipamentos, EPIs, estão sendo comprados desde o final de dezembro”, explicou.

“Nesses últimos dias nós vamos fazer as adaptações das escolas, colocar totens, a parte que a gente precisa de sinalização. Então, esse estudo está sendo preparado para que, no retorno, alunos e professores tenham segurança”.

O titular explicou que secretaria realiza um monitoramento diário para entender as necessidades das escolas. Com 146 escolas da rede estadual, Natal representa a maior demanda desse trabalho.

“No interior e em Natal têm algumas escolas em que a estrutura não é tão boa quanto em outras que nós já conseguimos fazer reformas e adaptações. Mas, mesmo com essas dificuldades, nós vamos tentar e vamos chegar no dia 1º com todas essas questões, principalmente as de biossegurança, efetivamente complementadas dentro dessas escolas”, disse.

Escolas vão ter protocolo para aulas presenciais no RN — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Além dos EPIs e da disponibilização de álcool em gel em pontos estratégicos, as escolas também contarão com protocolo para receber alunos e professores, como sinalização de distanciamento e uma estratégia para que o número de estudantes seja reduzido em cada sala.

“Nesse primeiro momento estamos trabalhando para que o retorno seja com um terço dos alunos”, explicou Getúlio Marques.

O calendário escolar aponta que as aulas retomadas a partir de fevereiro serão ainda para cumprir o ano letivo de 2020, que foi interrompido pela pandemia em março de 2020.

Secretário de educação do RN fala sobre retorno das aulas presenciais

A secretaria explicou ainda que os alunos que já possuem matrículas vigentes com a rede estadual terão elas renovadas automaticamente. Para o ano letivo de 2021, as matrículas abrem em 18 de março.

Município

As aulas da rede municipal estão previstas para retornar no dia 2 de fevereiro, segundo publicação no Diário Oficial do Município do dia 24 de dezembro do ano passado.

Ao todo, o Município possui 146 unidades de ensino, sendo 72 escolas e 74 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

Entre as medidas tomadas para a volta às aulas está a implantação de lavatórios e totens de álcool em gel, além da aquisição de kits de higiene pessoal para profissionais e estudantes, e EPIs.

Sala de aula da Escola Municipal Ivonete Maciel, na Cidade da Esperança: salas terão número de alunos reduzido — Foto: Secom/PMN

“Os totens de higiene individual, que são os lavatórios móveis, nós adquirimos 451 adultos e 184 infantis. E totens de álcool em gel foram 451 adultos e 100 infantis”, explicou Merise Maciel, que é diretora do Departamento de Administração Geral da Secretaria Municipal de Educação (SME).

A diretora explicou ainda que foram comprados kits de higiene pessoal. “Pretendemos atender todas as pessoas da rede, tanto alunos, como funcionários e professores. Foi um total de 56.484 kits”, explicou.

Os kits tem dois sabonetes líquidos, uma toalha de rosto, três máscaras de tecido, uma squeeze, gel higienizador e face shield.

“Estamos também adquirindo mais 90 mil máscaras de tecido infantil e 160 mil máscara em tamanho adulto. Além de tudo isso, adquirimos 29 mil pares de luva para atender professores, gestores e pessoal de cozinha”, disse.

O Município tem 58.490 alunos matriculados e conta com 4.277 profissionais da educação.

Álcool em gel estarão nas escolas para uso de crianças e professores — Foto: Reprodução/RPC

O retorno para os estudantes, no entanto, não é obrigatório nesse primeiro momento. “O estudante que optar pelo não retorno às aulas presenciais deve desenvolver todas as atividades pedagógicas não presenciais propostas pela unidade de ensino, para fins de cômputo de frequência e avaliação”, diz a portaria no DOM.

Preocupação

A volta às aulas neste momento despertam um medo em alguns profissionais, como é o caso de Kênnia Seridó, que é gestora de uma escola estadual.

“Eu acho muito complicada a situação do retorno das aulas agora em fevereiro devido à situação da pandemia. A gente está num momento muito complicado. Os índices estão aumentando muito e a gente está como se estivesse com a mesma gravidade do ano passado”, falou.

Ela cita ainda o medo pelos colegas que são dos grupos de risco. “A gente fica muito aflito, muito ansioso e preocupado. Tem muito funcionário com comorbidade, muito professor com problema para voltar”, falou.

“Fica aquela sensação de insegurança. Por mais que as escolas estejam se preparando para voltar, nós ainda não nos sentimos seguros para retornarmos às aulas presenciais”.

Com 22.960 casos, o mês de dezembro foi o com mais casos confirmados da doença desde o início da pandemia.

Número de casos de Covid-19 por mês no RN — Foto: G1

Número de casos de Covid-19 por mês no RN — Foto: G1

O professor Ricardo Valentim, que compõe o comitê científico do governo e é coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais), da UFRN, explicou que o número de solicitações para internações atingiu uma estabilidade nas últimas análises.

Apesar disso, ele acredita que há uma necessidade de incluir os professores na fase inicial de vacinação, como foi pedido, em ofício, pela governadora Fátima Bezerra (PT) ao presidente da República Jair Bolsonaro.

“Essa é uma pauta importante, que não é fundamental para iniciar as aulas, mas é uma pauta importante porque os professores trabalham nas escolas públicas do estado e município com uma grande quantidade de alunos e promovem uma dinâmica social em que se tem um fluxo muito grande de estudantes e profissionais andando em transporte público”, disse.

Fonte: G1 RN

200 vídeos
Continuar lendo ESCOLAS PÚBLICA DO RN SE PPREPARAM PARA EM FEVEREIRO RETOMAR AS AULAS PRESENCIAIS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar