PRIMEIRO SEMESTRE DE 2022 O RN TEVE APROXIMADAMENTE OITO MEDIDAS PROTETIVAS CONCEDIDAS POR DIA NO ESTADO

Por g1 RN

 

O mês do primeiro semestre com maior número de medidas protetivas concedidas foi em março, com quase 300 — Foto: Reprodução/EPTVO mês do primeiro semestre com maior número de medidas protetivas concedidas foi em março, com quase 300 — Foto: Reprodução/EPTV

O Rio Grande do Norte teve, em média, 8 medidas protetivas concedidas por dia no primeiro semestre deste ano. Os dados são da plataforma Proteger, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

De acordo com as estatísticas, foram 1.536 medidas protetivas concedidas nos seis primeiros meses do ano. O mês com maior número de concessões foi março, com 296 medidas protetivas concedidas. Agosto sequer chegou ao final da primeira quinzena, e já tem a contabilização de 111 medidas protetivas concedidas.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e de Defesa Social (Sesed/RN), o número de feminicídios registrados no Estado teve um aumento de 12,5% em relação ao mesmo período de tempo em 2021.

São dados que fazem do período do Agosto Lilás, que intensifica as discussões de medidas para o combate à violência contra a mulher, ainda mais necessário.

“O primeiro passo é tirar a pessoa em situação de violência de perto do agressor, e é aí que entra a importância da Lei Maria da Penha, que garante essa possibilidade à mulher”, afirma Renata Rocha, assistente social do Instituto Santos Dumont (ISD).

A especialista afirma que os registros de violência doméstica e sexual ainda estão aquém da realidade, já que muitas vezes as vítimas apresentam resistência em denunciar.

Durante o período do Agosto Lilás, especialistas ressaltam que a mobilização deve ir além da conscientização, visando fortalecer a rede de cuidado e atenção de enfrentamento à violência contra a mulher, que deve contar com diversos profissionais capacitados para lidar com os casos, que muitas vezes envolvem abusos físicos, psicológicos e são praticados dentro do próprio lar.

Número de medidas protetivas concedidas no RN no 1º semestre

Janeiro240
Fevereiro193
Março296
Abril241
Maio294
Junho272

Maria da Penha

Este ano, o Agosto Lilás celebra os 16 anos da Lei Maria da Penha, lei sancionada em 2006 que representou uma mudança significativa na forma de lidar com crimes de violência doméstica no Brasil, tornando as penas mais rigorosas para esse tipo de delito.

Em 2019, uma adição à lei determinou o prazo de 48 horas para o encaminhamento da vítima a um órgão de assistência judicial. Já em 2022, foi determinado que as medidas protetivas de urgência devem ser imediatamente registradas em banco de dados, garantido acesso instantâneo de órgãos de segurança pública e de assistência social.

As alterações buscam um objetivo em comum: facilitar o acesso da vítima a canais de acolhimento especializado.

Como denunciar

  • Numa situação de emergência, ligue 180
  • DEAM Natal Zona Sul (segunda a sexta, das 8h às 18h) – (84) 3232-2530
  • DEAM Natal Zona Norte (segunda a sexta, das 8h às 18h) – (84) 98135-6792
  • Plantão DEAM Natal (segunda a sexta, das 8h às 18h e 24 horas nos fins de semana) – (84) 3232-1547 / (84) 3232-6291 / (84) 98135-6538
  • DEAM Parnamirim (segunda a sexta, das 8h às 18h) – (84) 3644-6407 | (84) 98123-4115
  • DEAM Caicó (segunda a sexta, das 8h às 18h) – (84) 3421-6040
  • DEAM Mossoró (segunda a sexta, das 8h às 18h) – (84) 3315-3536

Fonte: G1 RN

Continuar lendo PRIMEIRO SEMESTRE DE 2022 O RN TEVE APROXIMADAMENTE OITO MEDIDAS PROTETIVAS CONCEDIDAS POR DIA NO ESTADO

ITALIANO TETRAPLÉGICO FOI O PRIMEIRO CASO DE SUICÍDIO ASSISTIDO DO PAÍS

Homem tetraplégico faz 1º suicídio assistido da Itália após briga judicial

Federico Carboni era motorista de caminhão e ficou paralisado do pescoço para baixo depois de um grave acidente de trânsito

INTERNACIONAL 

 Do R7, com informações da Reuters

Federico Carboni foi a primeira pessoa a ter permissão para o suicídio assistido na Itália

REPRODUÇÃO SITE/ASSOCIAÇÃO LUCA CONSCIONI

Um italiano morreu na última quinta-feira (16) no primeiro caso de suicídio assistido da Itália, segundo uma associação que faz campanha pela eutanásia legal.

Federico Carboni, 44, era ex-motorista de caminhão e ficou tetraplégico, há 12 anos, após um acidente de trânsito.

O homem morreu com a família ao lado da cama dele depois de administrar um coquetel de medicamentos letais. Uma máquina especialmente projetada para esse fim foi utilizada.

“Não nego que me arrependo de ter me despedido da vida”, disse ele à Associação Luca Coscioni, que o ajudou a superar a resistência dos tribunais e das autoridades de saúde.

“Fiz tudo o que pude para viver da melhor maneira possível e tentar aproveitar ao máximo minha deficiência, mas agora estou no fim das minhas forças, tanto mental quanto fisicamente”, completou Carboni.

O Tribunal Constitucional da Itália abriu o caminho para o suicídio assistido em 2019, diante da forte oposição de partidos conservadores e da Igreja Católica Romana, mas disse que as autoridades de saúde locais precisam revisar e aprovar cada pedido.

Alguns pacientes em busca de autorização acusaram as autoridades de arrastarem deliberadamente para não decidir a respeito do tema.

Carboni obteve permissão para receber os medicamentos letais em novembro de 2021, depois de vencer dois processos judiciais e superar uma recusa inicial dos órgãos de saúde.

Em decisão final, um painel de ética disse que a condição de Carboni atendeu aos requisitos estabelecidos pelo Tribunal Constitucional, que incluíam uma patologia crônica e irreversível causando um sofrimento que a pessoa considera intolerável.

O caso dele ajudou a movimentar o apoio aos defensores do direito de morrer, que, no ano passado, coletaram mais de um milhão de assinaturas para tentar forçar um referendo que tornaria a eutanásia mais acessível.

No entanto, o Tribunal Constitucional rejeitou a petição, dizendo que uma votação sobre o assunto não protegeria suficientemente as pessoas “fracas e vulneráveis”.

“Continuaremos lutando para que obstruções semelhantes e violações da vontade dos doentes não se repitam”, afirmou a Associação Luca Coscioni.

Buscando ajuda

O suicídio assistido é um tema controverso que, apesar de ter autorização legal na Suíça, Bélgica, Holanda, Luxemburgo e Espanha, é amplamente questionado mundialmente.

Também não deve ser confundido com o suicídio comum, que é um ato de desespero de alguém em profundo sofrimento psicológico. Essas pessoas podem — e devem — procurar ajuda.

Depressão é uma doença para o qual há tratamento, e é possível voltar a ter uma vida normal.

No Brasil, o CVV (Centro de Valorização à Vida) oferece atendimento gratuito para acolhimento de pessoas que em algum momento cogitaram tirar a própria vida.

A entidade, sem fins lucrativos, foi fundada há 57 anos e tem representação em 19 estados e no Distrito Federal. O telefone 188 (gratuito para todo o país) é o principal canal de atendimento.

Milhares de voluntários que integram o CVV trabalham diariamente. Também é possível entrar em contato pelo chat no site, no qual disponibiliza uma lista de endereços físicos das unidades.

Continuar lendo ITALIANO TETRAPLÉGICO FOI O PRIMEIRO CASO DE SUICÍDIO ASSISTIDO DO PAÍS

PRIMEIRO CASO DE VARÍOLA DE MACACOS É CONFIRMADO NA CAPITAL FLUMINENSE

Rio de Janeiro confirma primeiro caso da varíola dos macacos

Até o momento, foram confirmados cinco casos da doença no país, segundo o Ministério da Saúde

Camille Couto

Léo LopesCarolina Figueiredo

Iuri Corsini

da CNN

no Rio de Janeiro e São Paulo

O Rio de Janeiro confirmou, nesta quarta-feira (15), o primeiro caso da varíola dos macacos na capital fluminense.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio), a pessoa infectada é “um homem brasileiro, de 38 anos, residente em Londres, que chegou ao Brasil em 11 de junho e procurou atendimento médico no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) no dia seguinte da sua chegada”.

A SMS-Rio também informou que o resultado positivo para a doença foi confirmado nesta terça (14) pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Ele está com sintomas leves, em isolamento domiciliar e sob o monitoramento da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS-Rio). Todos os seus cinco contactantes estão em investigação para orientações e monitoramento”, informou a secretaria.

“A SVS-Rio mantém vigilância ativa para detecção oportuna de casos da doença no Município do Rio de Janeiro. Também está monitorando o cenário epidemiológico nacional e internacional mantendo as unidades de saúde informadas e orientadas para vigilância, alerta e resposta a eventos de saúde pública”, conclui a nota da SMS-Rio.

Terceiro caso em SP

A cidade de São Paulo confirmou, na noite de terça-feira (14), o terceiro caso de varíola dos macacos. O paciente é um homem, de 31 anos, que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas e apresenta bom estado de saúde.

Cinco casos confirmados

Com os dois registros recentes nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, o país tem um total de cinco casos confirmados de varíola dos macacos, com outros dois casos em São Paulo e um no Rio Grande do Sul.

Em nota, o Ministério da Saúde confirmou que foi notificado sobre os dois novos casos na terça-feira.

“As medidas de controle foram adotadas de forma imediata, como isolamento e rastreamento de contatos em voo internacional com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Ministério da Saúde, por meio da Sala de Situação e do CIEVS Nacional, segue em articulação direta com os estados para monitoramento dos casos e rastreamento dos contados”, diz a nota.

O terceiro caso confirmado foi de um homem de 51 anos, que está isolado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, após viagem a Portugal.

O caso foi notificado à Saúde pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) do Rio Grande do Sul após a confirmação laboratorial por RT-PCR realizada pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo (IAL/SP).

Segundo nota do ministério, o paciente está em isolamento, com quadro clínico estável, sem complicações e está sendo monitorado pelas Secretarias de Saúde do Estado e do Município.

O primeiro caso da Monkeypox foi confirmado na quinta-feira (9) na capital paulista. O paciente é um homem de  41 anos que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas com boa evolução do quadro clínico.

Um homem de 29 anos de Vinhedo, interior de São Paulo, com histórico de viagem para Portugal e Espanha, também testou positivo para a varíola dos macacos no último sábado (11).

Oito casos suspeitos

Um levantamento realizado pela CNN aponta que o Brasil investiga ao menos oito casos suspeitos da varíola dos macacos.

O Centro de Vigilância Epidemiológico (CVE) paulista e a prefeitura de São Paulo  investigam desde a semana passada um outro paciente, uma mulher de 26 anos, também moradora da Capital.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) também informou que foram notificados dois casos suspeitos da doença ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS-Minas).

Um deles foi uma morte informada pelo município de Uberlândia no dia 11 de junho, e um caso suspeito em Ituiutaba, comunicado no dia 12 de junho.

São os dois primeiros casos em investigação pela doença no estado de Minas Gerais.

Os casos não têm histórico de deslocamentos ou viagens para o exterior. Dentre os contatos próximos, ainda não há nenhum caso sintomático.

Além do caso confirmado no Rio Grande do Sul, o estado já notificou ao Ministério da Saúde a investigação de outro caso suspeito, de um residente de Porto Alegre.

O estado do Maranhão também investiga um casos suspeito.

O caso aguarda os resultados dos exames cujas amostras estão sob análise do Lacen/MA e do laboratório da Fundação Ezequiel Dias.

A Bahia também confirmou a existência de um casos suspeito da doença. Amostras do paciente foram encaminhadas ao LACEN Bahia para investigação.

A Secretaria da Saúde do Ceará recebeu, no dia 7 de junho, a notificação de um caso suspeito da varíola dos macacos, no município de Pacatuba. O caso é investigado.

Por fim, o Acre notificou, no dia 14, o primeiro caso suspeito da doença no estado. O paciente de 30 anos é da capital Rio Branco.

Ele está isolado e aguarda a investigação da Vigilância Epidemiológica.

Sobre a doença

A varíola dos macacos é uma doença infectocontagiosa encontrada principalmente na África Ocidental e Central. A transmissão da patologia ocorre por meio de contato direto com uma pessoa infectada que apresente lesões na pele, ou por gotículas de saliva.

Os sintomas iniciais são semelhantes aos da gripe, como febre, calafrios, exaustão, dor de cabeça e fraqueza muscular, seguidos de inchaço nos gânglios linfáticos, que ajudam o corpo a combater infecções e doenças.

(Com informações de Lucas Rocha e Rudá Moreira, da CNN)

Continuar lendo PRIMEIRO CASO DE VARÍOLA DE MACACOS É CONFIRMADO NA CAPITAL FLUMINENSE

GOVERNADO PELO PARTIDO DOS TRABALHADORES RN É O PRIMEIRO ESTADO DO NORDESTE E O SEGUNDO DO PAÍS COM MAIOR DESIGUALDADE DE RENDA

RN é o segundo estado do país com maior desigualdade de renda, diz IBGE

Continuar lendo GOVERNADO PELO PARTIDO DOS TRABALHADORES RN É O PRIMEIRO ESTADO DO NORDESTE E O SEGUNDO DO PAÍS COM MAIOR DESIGUALDADE DE RENDA

NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO RN REGISTRA DEZ VEZES MAIS CASOS DE DENGUE DO QUE NO MESMO PERÍODO DE 2021

Por g1 RN

 

RN registra 10 vezes mais casos de dengue nos 5 primeiros meses de 2022 do que no mesmo período de 2021 — Foto: Getty ImagesRN registra 10 vezes mais casos de dengue nos 5 primeiros meses de 2022 do que no mesmo período de 2021 — Foto: Getty Images

Nos cinco primeiros meses deste ano o Rio Grande do Norte registrou 10 vezes mais casos de dengue do que no mesmo período de 2021. De acordo com o último boletim epidemiológico de arboviroses, de janeiro a 21 de maio de 2022 foram confirmados 3.195 casos de dengue no estado. Em 2021, neste mesmo período, foram 311.

Os dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) revelam ainda que foram notificados 20.258 casos de dengue até 21 de maio. Destes, 2.392 foram descartados e outros 17.866 seguem em investigação.

Nove mortes estão em investigação e um óbito causado pela dengue foi confirmado no RN.

“Desde o decreto da epidemia de arbovirose esse aumento vem sendo contínuo. A vigilância também precisa ser contínua e precisa ser de todos para que nós consigamos controlar esse cenário epidemiológico aqui no estado. É importante deixar claro que essas notificações se dão a partir de exame laboratorial, mas também a partir de critérios clínicos epidemiológicos. Ou seja, se naquele município já existem casos de arboviroses e as pessoas estão desenvolvendo os sintomas que se refere a uma dessas doenças o diagnóstico pode ser feito sem necessariamente a realização de um exame”, explicou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

Chikungunya e zika

Até o dia 21 de maio, o estado registrou 5.592 casos prováveis de chikungunya e 1.705 casos prováveis de infecção pelo zika vírus.

A comparação com o mesmo período de 2021 mostra que a incidência de Zika teve aumento de 1.622,22% e a chikungunya teve crescimento de 189,89%.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO RN REGISTRA DEZ VEZES MAIS CASOS DE DENGUE DO QUE NO MESMO PERÍODO DE 2021

RESULTADO DO PIB FAZ O BRASIL SUBIR PARA 9º NO RANKING DAS MAIORES ECONOMIAS DO MUNDO

Com dado do PIB do 1º tri, Brasil sobe para 9º em ranking das maiores economias do mundo

Brasil ficou à frente de países como Reino Unido, que experimentou alta de 0,8% no PIB do primeiro trimestre de 2022 ante o quarto trimestre de 2021

Do CNN Brasil Business*

Homem caminha por São Paulo, a décima quarta maior cidade do mundoHomem caminha por São Paulo, a décima quarta maior cidade do mundoFoto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Com o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro no primeiro trimestre de 2022, o país melhorou sua posição entre 32 economias, indo para 9° lugar, segundo ranking compilado pela agência de classificação de risco Austin Rating. No fim do ano passado, a economia brasileira ficou em 26º lugar no levantamento.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anunciou nesta quinta-feira que a economia brasileira cresceu 1% de janeiro a março em relação aos últimos três meses de 2021. Na comparação anual, a alta foi de 1,7%.  O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país num determinado período.

Esse resultado colocou o Brasil à frente de países como Reino Unido, que teve alta de 0,8% no PIB do primeiro trimestre de 2022 ante o quarto trimestre de 2021; Coreia do Sul (0,8%), Suíça (0,5%), Alemanha (0,2%), França (-0,1%) e Japão (-0,3%) e Estados Unidos (-1,4%).

Além desses últimos países, também integram a lista de dez países com resultados negativos na margem trimestral a Itália (-0,2%), Israel (-0,4%), Suécia (-0,4%), Chile (-0,8%) e Noruega (-0,9%).

A liderança do ranking foi ocupada pelo Peru, que cresceu 2,0% ante trimestre anterior e 3,8% na comparação interanual, ou seja, na comparação com o primeiro trimestre de 2021. Em seguida, surge Filipinas (1,9% e 8,3%), Canadá (1,6% e 3,3%) e Taiwan (1,6% e 3,1%).

Os Estados Unidos ficaram apenas em 28º lugar, com recuo de 1,4% no PIB do primeiro trimestre desse ano ante o quarto trimestre de 2021, mas alta de 3,6% na comparação interanual. A China ficou em 5º lugar com alta de 1,3% na margem trimestral e 4,8% interanual.

A Rússia é a última colocada, em 32º lugar, sem ter informado a variação do PIB no primeiro trimestre de 2022, mas com avanço de 3,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Também sem ter informado o comportamento do PIB nos primeiros três meses do ano estão Arábia Saudita e Índia, que antecedem a Rússia por terem avançado 9,6% e 4,1% respectivamente na comparação com igual trimestre de 2021.

Ajuda de serviços

O setor de serviços foi o principal responsável pelo crescimento da economia brasileira no primeiro trimestre, já que representam 70% do  PIB do país, com destaque para serviços prestados às famílias, como alojamento e alimentação.

“Muitas dessas atividades são presenciais e tiveram demanda reprimida durante a pandemia”, explica a coordenadora de contas nacionais do IBGE, Rebeca Palis, em nota.

O resultado do trimestre é o terceiro positivo, após recuo de 0,2% no segundo trimestre de 2021, e fica 1,6% acima do patamar do quarto trimestre de 2019, período anterior à pandemia do coronavírus. O número fica 1,7% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, registrado no primeiro trimestre de 2014, ressalta o IBGE.

No quarto trimestre, o PIB teve avanço de 0,5%. Já em 2021, o indicador mostrou avanço de 4,6% após um tombo de 4,1% em 2020.

Vale ressaltar que, apesar do resultado positivo no primeiro período do ano, a expectativa de especialistas é que a atividade econômica siga mostrando desaceleração diante do quadro global de inflação pressionada e juros em alta.

Como desafio extra, o Brasil ainda conta com a deterioração das condições financeiras domésticas, como cita o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV-Ibre) em nota.

Dados do 3º e 4º trimestre de 2021 são revisados

O IBGE revisou o dado do quarto trimestre para cima, passando a ver expansão de 0,7% em vez da taxa de 0,5% informada anteriormente. O dado do terceiro trimestre também melhorou, passando a um leve crescimento de 0,1%, contra recuo de 0,1% divulgado previamente.

Com as revisões, o quadro deixa de ser visto como recessão técnica, caracterizada por dois trimestres seguidos de queda no PIB.

O IBGE ainda passou a calcular alta de 1,1% no primeiro trimestre e queda de 0,2% no segundo, contra respectivamente avanço de 1,4% e retração de 0,3% das divulgações anteriores.

Apesar das revisões, o IBGE manteve o cálculo de que o PIB brasileiro cresceu 4,6% em 2021.

Continuar lendo RESULTADO DO PIB FAZ O BRASIL SUBIR PARA 9º NO RANKING DAS MAIORES ECONOMIAS DO MUNDO

POTIGUAR CONQUISTA PRIMEIRO LUGAR NO CAMPEONATO BRASILEIRO DE PARACICLISMO DE PISTA

Potiguar Ana Raquel Lins é campeã brasileira de paraciclismo de pista

Foto: reprodução/Instagram: @anaraquellins

A potiguar Ana Raquel Lins conquistou o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro na prova dos 500m do Paraciclismo de Pista.

Ela celebrou a vitória na sexta-feira (20), agradecendo a equipe, treinadores e patrocinadores.

Ana Raquel ainda disputará outras 3 provas hoje e amanhã. O Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista 2022 acontece até domingo (22), no Rio de Janeiro, na arena do Velódromo Olímpico.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POTIGUAR CONQUISTA PRIMEIRO LUGAR NO CAMPEONATO BRASILEIRO DE PARACICLISMO DE PISTA

AUTORIDADES DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO CONFIRMARAM UM NOVO CASO E EBOLA

República Democrática do Congo confirma novo caso de ebola

É o primeiro caso registrado desde que a OMS anunciou em, dezembro de 2021, o fim do 13º e até então o último surto da doença no país

As autoridades da República Democrática do Congo (RDC) confirmaram neste sábado (23) um novo caso de ebola na cidade de Mbandaka, capital da província de Équateur, no norte do país.

“Depois de analisar amostras de um paciente com sintomas, o Instituto Nacional de Pesquisa Biológica confirmou nesta manhã que se tratava de ebola”, disse à Agência Efe o coordenador de programas contra essa doença na RDC, Steave Ahuka.

“Estamos testemunhando um novo ressurgimento do ebola na província de Équateur”, acrescentou.

No entanto, Ahuka pediu à população que não entre em pânico, pois as autoridades congolesas enviaram imediatamente uma equipe de especialistas para a área com o propósito de gerenciar o surto.

Na quinta-feira passada, o paciente que alertou as autoridades de saúde — um homem de 31 anos — começou a sangrar persistentemente enquanto era tratado no hospital geral de referência de Wangata, em Mbandaka.

O homem apresentava alguns sintomas da doença, como fortes dores de cabeça e febre, desde o último dia 5 de abril, mas, apesar dos tratamentos médicos que recebeu desde então, sua situação não melhorou.

Neste momento, as autoridades procuram cerca de 30 pessoas que tiveram contato direto com o paciente desde que ele começou a apresentar os primeiros sintomas, afirmou Ahuka à Efe.

Esse foi o primeiro caso de ebola registrado na RDC desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, em 16 de dezembro de 2021, o fim do 13º e até então último surto da doença no país, que deixou 11 casos e seis mortes na província de Kivu do Norte.

De 2018 a 2020, o nordeste da RDC — as províncias de Kivu do Sul, Kivu do Norte e Ituri — experimentou seu pior surto de ebola, com pelo menos 2.299 mortes, segundo os dados mais recentes da OMS.

A doença do ebola, descoberta em 1976 na RDC — então chamada Zaire —, é transmitida pelo contato direto com o sangue e fluidos corporais de pessoas ou animais infectados. Essa febre causa sangramento intenso e pode atingir uma taxa de mortalidade de 90%.

Seus primeiros sintomas são febre alta e repentina, fraqueza severa e dores musculares, de cabeça e de garganta, além de vômitos.

De 2014 a 2016, essa doença causou a morte de cerca de 11.300 pessoas na África Ocidental — Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa —, embora a OMS advirta que esses números podem ser conservadores.

Fonte: R7

Continuar lendo AUTORIDADES DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO CONFIRMARAM UM NOVO CASO E EBOLA

NÚMERO DE CASOS DE DENGUE NO BRASIL AUMENTOU 72% NO PRIMEIRO TRIMESTRE DESTE ANO EM COMPARAÇÃO AO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO

Casos de dengue voltam a crescer e preocupar setor da saúde no Brasil

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta uma análise sobre o combate à doença no país

Da CNN*

Em queda no país, casos de dengue voltam a crescer em São Paulo - 14/02/2018 - Cotidiano - Folha

O Brasil vive um novo ciclo de aumento da transmissão da dengue nesses primeiros meses de 2022. O número de casos aumentou 72% no primeiro trimestre do ano em comparação com o mesmo período do ano passado.

Transmitida por um mosquito, o Aedes Aegypti, a principal proteção contra a dengue é a prevenção, com medidas que evitam a proliferação do inseto. O mosquito, aliás, também é responsável por propagar chikungunya e zika.

No Brasil, uma vacina foi desenvolvida pelo Instituto Butantan e está em fase de testes. Também há uma vacina aprovada no país, fabricada por um laboratório estrangeiro, mas que não é distribuída pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Para explicar por que a dengue ainda é uma preocupação no país e como combatê-la, Carol Nogueira conversa neste episódio do E Tem Mais com Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, e Leonardo Bastos, pesquisador da Fiocruz e coordenador do InfoDengue.

Continuar lendo NÚMERO DE CASOS DE DENGUE NO BRASIL AUMENTOU 72% NO PRIMEIRO TRIMESTRE DESTE ANO EM COMPARAÇÃO AO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO

MACRON E CANDIDATA DA DIREITA RETOMAM A CAMPANHA PARA CONVENCER ELEITORES QUE NÃO VOTARAM NELES NO PRIMEIRO TURNO

Campanha presidencial recomeça na França com disputa entre Emmanuel Macron e Marine Le Pen

Atual presidente obteve quase 28% dos votos no primeiro turno enquanto sua oponente recebeu 23,5%

A candidata de extrema-direita Marine Le Pen e o presidente francês Emmanuel Macron

SARAH MEYSSONNIER/REUTERS 05.02.2022/02.04.2022

O presidente Emmanuel Macron e a candidata de extrema-direita Marine Le Pen retomam nesta segunda-feira (11) a campanha para convencer os eleitores franceses que não votaram neles no primeiro turno da eleição já projetando para um segundo turno que promete ser acirrado em 24 de abril.

‘Nada está decidido” e o debate dos próximos 15 dias será decisivo para nosso país e para a Europa’, declarou Macron, o candidato de centro,  a seus simpatizantes no domingo à noite, depois de obter quase 28% dos votos no primeiro turno, um pouco acima das previsões das pesquisas.

Para Marine Le Pen, que recebeu 23,5% dos votos em sua terceira candidatura à presidência, “o que estará em jogo em 24 de abril será uma escolha de sociedade e de civilização”. A França precisa de “uma grande alternância”, disse.

A França repetirá o duelo de 2017, quando Macron recebeu 66,1% de votos no segundo turno e derrotou a herdeira da Frente Nacional. De acordo com as pesquisas divulgadas no domingo, a vantagem do presidente oscilaria agora entre de 2 a 10 pontos.

E o país mudou muito. Em cinco anos foram registrados grandes protestos contra a política de Macron para as classes populares, uma pandemia deixou milhões de pessoas confinadas e nas últimas semanas a guerra na Ucrânia sacudiu a Europa.

A ofensiva russa na Ucrânia ofuscou a campanha do primeiro turno, mas suas consequências nos preços da energia provocaram a alta da inflação e reforçaram a principal preocupação dos franceses: a perda de poder aquisitivo.

Mas agora “é uma nova eleição que começa”, declarou ao canal France 2 o prefeito de Perpignan (sul), Louis Aliot, um dos líderes do partido partido de Le Pen, Reagrupamento Nacional (RN). O tradicional debate na televisão entre os candidatos está programado para 20 de abril.

Dados de Emmanuel Macron e Marine Le Pen

SOPHIE RAMIS, PAZ PIZARRO, MARIA-CECILA REZENDE, KENAN AUGEARD/AFP

“Internacional dos populistas”

Reforçado por sua imagem de presidente estável em períodos de crise, o candidato do partido A República Em Marcha (LREM), de 44 anos, tenta posicionar o debate no impacto que a chegada de Le Pen ao poder teria para as alianças internacionais.

A candidata do RN, de 53 anos, propõe abandonar o comando integrado da Otan, que estabelece a estratégia militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte, e sua vitória representaria outro duro revés para a União Europeia (UE) após a reeleição do primeiro-ministro húngaro Viktor Orban na semana passada.

Macron, no momento em que o país exerce a presidência semestral da UE, rejeitou uma “eventual França que fora da Europa só teria como aliados a internacional dos populistas e xenófobos”.

O liberal deseja retomar a imagem de radical que a candidata de extrema-direita apagou durante a campanha do primeiro turno, quando deixou de lado as propostas sobre migração e se apresentou como defensora do poder aquisitivo e das classes populares.

Marine Le Pen defendeu no domingo sua visão de “reunir os franceses ao redor da justiça social e da proteção, garantida por um âmbito fraternal em torno da ideia milenar de nação, que opôs à “divisão, injustiça e desordem impostas por Macron em benefício de poucos”.

Rivais apoiam Macron

A maioria dos rivais derrotados pediu voto para o presidente centrista ou que os eleitores impeçam que a extrema-direita chegue ao poder.

“Não se deve dar um único voto a Le Pen”, afirmou o esquerdista Jean-Luc Mélenchon, o terceiro candidato mais votado (21,95%), sem pedir explicitamente votos para Macron.

Comunistas, socialistas e ecologistas expressaram apoio a Macron, assim como a candidata de direita Valérie Pécresse a título pessoal.

Mas o alcance do apoio é incerto, devido à personalidade divisiva entre os eleitores de esquerda do presidente, que em caso de reeleição tentará retomar o projeto impopular de aumento da idade da aposentadoria, de 62 para 65 anos.

Para tentar acabar com as dúvidas, Macron deu a entender que buscará criar uma espécie de estrutura para “um grande movimento político de unidade e ação, além das diferenças”.

“Não buscamos uma coalizão de partidos”, explicou uma de suas principais aliadas, a ministra Amélie de Montchalin, que descartou compromissos sobre o programa eleitoral.

Continuar lendo MACRON E CANDIDATA DA DIREITA RETOMAM A CAMPANHA PARA CONVENCER ELEITORES QUE NÃO VOTARAM NELES NO PRIMEIRO TURNO

INCLUSÃO DO PRIMEIRO MEDICAMENTO CONTRA COVID-19 NO SUS É RECOMENDADO PELO CONITEC

Órgão do governo recomenda inclusão no SUS do 1º medicamento para tratar Covid

Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde, órgão do Ministério da Saúde, recomendou a inclusão do “baricitinibe” contra a Covid-19

Ingrid Oliveira

da CNN

Towfiqu barbhuiya/Unsplash

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), órgão do Ministério da Saúde, recomendou a inclusão do primeiro medicamento para tratar a Covid-19 no SUS.

Na edição desta quinta-feira (31) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou que o remédico já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em setembro de 2021, e que já é usado para o tratamento de artrite.

“Sabemos que há necessidade de manejar um processo inflamatório, esse medicamento tem um papel importante na modulação. O que se observou, é que ele tem impacto no tratamento contra a Covid”, disse Gomes.

O Olumiant (baricitinibe), da farmacêutica Eli Lilly, é indicado para o tratamento da Covid-19 em pacientes adultos hospitalizados que necessitam de oxigênio por máscara ou cateter nasal, ou que necessitam de alto fluxo de oxigênio ou ventilação não invasiva.

Segundo o neurocirugião, a utilização hospitalar acaba sendo importante. “A grande novidade aqui é que o SUS reconhece o medicamento e disponibiliza para o tratamento de pacientes de Covid. Existe todo um processo de protocolo assistencial e orçamento”, explicou o médico.

A aprovação foi baseada em dois estudos clínicos randomizados, duplo-cegos, controlados por placebo envolvendo cerca de 2.500 pacientes no mundo. O estudo COV-BARRIER, que avaliou Olumiant de 4mg em comparação com placebo, demonstrou uma redução potencial de 38% da mortalidade em 28 dias de tratamento.

Gomes também falou sobre a aprovação do segundo medicamento oral contra Covid. “O medicamento é recomendaro para adultos sem oxigênio suplementar e com risco de Covid grave”, explicou.

A autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimentaldo medicamento Paxlovid (nirmatrelvir + ritonavir) para tratamento da Covid-19 aconteceu após decisão da Diretoria Colegiada da agência.

O neurocirugião, no entanto, ressaltou que os medicamentos são reforços contra a Covid, não preventivos.

“A vacina é algo universal que ajuda todo mundo desenvolver anticorpos e combater o vírus. O uso desses [dois] medicamentos não substitui a ideia universal da vacinação”, explica Gomes.

Fonte: CNN

Continuar lendo INCLUSÃO DO PRIMEIRO MEDICAMENTO CONTRA COVID-19 NO SUS É RECOMENDADO PELO CONITEC

PRIMEIRO FIM DE SEMANA DE OUTONO TEM TEMPERATURAS ELEVADAS E CHANCES DE TEMPORAIS EM TODAS AS REGIÕES DO PAÍS

Primeiro fim de semana do outono tem clima quente e chances de temporais

Previsão é de temperaturas elevadas e chances de temporais em todas as regiões do país

Da CNN

Continuar lendo PRIMEIRO FIM DE SEMANA DE OUTONO TEM TEMPERATURAS ELEVADAS E CHANCES DE TEMPORAIS EM TODAS AS REGIÕES DO PAÍS

GOVERNO DO RN ADIANTA PAGAMENTO DO MÊS DE MARÇO NESTA TERÇA-FEIRA (15) À QUASE 97 MIL SERVIDORES

Por g1 RN — Natal

 

Governo do RN inicia pagamento de março nesta terça-feira (15) — Foto: Marcello Casal Jr/Agência BrasilGoverno do RN inicia pagamento de março nesta terça-feira (15) — Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O governo do Rio Grande do Norte adianta o pagamento do mês de março de quase 97 mil servidores nesta terça-feira (15). O número corresponde a mais de 80% do funcionalismo estadual. O valor depositado ultrapassa R$ 253 milhões.

De acordo com o governo, o salário integral cairá na conta de quem recebe até R$ 4 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, num total de R$ 150 milhões. Também está garantido o pagamento integral do salário da categoria da Segurança Pública, correspondente a R$ 103 milhões.

O governo informa que os demais servidores receberão dentro do mês trabalhado, no próximo dia 31.

Na oportunidade, receberão o salário integral os 22,8 mil servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil. Somados ao valor de consignação, chegam a R$ 244 milhões da folha total de R$ 497 milhões deste mês.

Continuar lendo GOVERNO DO RN ADIANTA PAGAMENTO DO MÊS DE MARÇO NESTA TERÇA-FEIRA (15) À QUASE 97 MIL SERVIDORES

FIOCRUZ CONCLUIU A PRODUÇÃO DO PRIMEIRO LOTE DE VACINAS DA ASTRAZENECA CONTRA COVID-19 FABRICADA NO BRASIL

Como é feita a vacina de Covid 100% fabricada no Brasil, lançada pela Fiocruz

Primeiro lote de vacina AstraZeneca contra Covid-19 com fabricação 100% brasileira foi entregue nesta terça-feira (22)Lucas Rocha

da CNN

em São Paulo

Fiocruz ganha autonomia para a produção da vacina contra a Covid-19 com o IFA nacionalFiocruz ganha autonomia para a produção da vacina contra a Covid-19 com o IFA nacional Divulgação Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) concluiu a produção do primeiro lote de vacinas da AstraZeneca contra a Covid-19 com fabricação 100% brasileira.

O primeiro lote das doses feitas com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), no Rio de Janeiro, já está pronto para ser distribuído aos estados e municípios pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

Até então, a produção de vacinas pela Fiocruz dependia da importação do IFA da China. A partir de agora, a fundação ganha autonomia para a fabricação das doses.

Saiba como funciona a produção da vacina com fabricação 100% brasileira:

Produção do IFA ou concentrado vacinal

O ingrediente farmacêutico ativo é a matéria-prima da vacina, composto por vírus e células. No caso da vacina da AstraZeneca, o insumo é feito a partir do adenovírus. Incapaz de se replicar no organismo, o adenovírus funciona como “transporte” para levar as informações do novo coronavírus para o corpo humano. O vírus, que afeta chimpanzés, foi geneticamente modificado para gerar anticorpos sem oferecer qualquer tipo de risco à saúde.

Em um primeiro momento, são produzidas as substâncias que serão usadas na fabricação do imunizante. Depois disso, as células são multiplicadas e infectadas com o vírus para que ele se multiplique. Para evitar a contaminação, as células passam por um processo de rompimento e tratamento. Em seguida, parte das células é removida por um método de filtração, a chamada clarificação.

Na etapa de purificação, é feita a remoção dos contaminantes do vírus, como proteínas produzidas pelas células. Por fim, o vírus é concentrado e colocado na solução que contém os componentes da formulação do IFA. A partir disso, o IFA pronto é congelado.

Passo a passo para a fabricação da vacina contra a Covid-19 pela Fiocruz
Passo a passo para a fabricação da vacina contra a Covid-19 pela Fiocruz / Foto: Arte/ CNN Brasil

Processamento da vacina

Na fase de formulação, o IFA é adicionado ao componente que vai estabilizar a vacina e diminuir a concentração dos vírus. Eles são misturados de forma que os imunizantes sejam aplicados sem que haja reação.

Na etapa de envase, a vacina deixa grandes tanques de aço inox e vai para os pequenos frascos de vidro, os mesmos que ficam disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Antes de receberem o composto, os frascos são lavados e esterilizados. Depois, são levados até as máquinas que despejam o produto.

Nesse momento, as vacinas são fechadas com uma rolha de borracha e encaminhadas para a preservação, onde recebem um lacre de alumínio.

Rotulagem, embalagem e inspeção

Os frascos recebem os rótulos com o nome da vacina, número de lote, data de fabricação e validade. Na sequência, as vacinas seguem para serem embaladas.

Durante o processamento, são retiradas amostras de todos os lotes, que são encaminhadas para controle de qualidade interno a fim de garantir segurança e eficácia.

Os lotes só são liberados depois que os resultados do controle de qualidade ficam prontos. Após o envio dos laudos ao PNI, as doses são enviadas ao almoxarifado central do Ministério da Saúde para serem distribuídas para os estados e o Distrito Federal.

Entenda o processo de transferência de tecnologia

Em maio de 2021, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou a Certificação de Boas Práticas de Fabricação do IFA produzido pela Fiocruz. A medida garante que a linha de produção da fundação cumpre com todos os requisitos necessários para a garantia da qualidade do insumo.

A Fiocruz iniciou a produção nacional do IFA em julho, após a assinatura do contrato de transferência de tecnologia com a parceira AstraZeneca. Desde então, a foram produzidos lotes testes para obter a autorização de uso do IFA nacional na vacina contra a Covid-19.

A Anvisa aprovou o registro do IFA produzido pela Fiocruz no dia 7 de janeiro, permitindo à fundação envasar e fabricar a vacina com o insumo 100% brasileiro.

Até o momento, a Fiocruz dispõe de mais de 21 milhões de doses produzidas com IFA nacional, em diferentes etapas de produção e controle de qualidade.

Continuar lendo FIOCRUZ CONCLUIU A PRODUÇÃO DO PRIMEIRO LOTE DE VACINAS DA ASTRAZENECA CONTRA COVID-19 FABRICADA NO BRASIL

BLOCO ECONÔMICO DEVE APROVAR NOS PRÓXIMOS DIAS PACOTE DE SANÇÕES CONTRA RÚSSIA

União Europeia entra em acordo para o primeiro pacote de sanções contra a Rússia

Medidas afetam um total de 27 instituições e pessoas, entre elas autoridades que tomaram decisões durante escalada das tensões

Bloco econômico deve aprovar o pacote de sanções nos próximos dias

FREEPIK

Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia entraram em acordo nesta terça-feira (22), de maneira unânime, sobre um primeiro pacote de sanções contra a Rússia, após o anúncio do reconhecimento dos territórios separatistas de Donetsk e Lugansk.

O anúncio foi feito pelo chefe da diplomacia da França, Jean-Yves Le Drian, que concedeu entrevista ao lado do espanhol Josep Borrell, alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança.

As sanções, que deverão ser aprovadas de maneira formal pela União Europeia, afetam um total de 27 instituições e pessoas, entre elas autoridades que tomaram decisões que tiveram um papel importante no ataque à soberania da Ucrânia, explicou Borrell.

Além disso, será limitado o acesso financeiro da Rússia “a nossos mercados financeiros e de capitais”, sobretudo para evitar que possa financiar sua dívida nos mercados europeus.

As sanções “afetarão a Rússia, e a afetarão muito”, garantiu o representante da União Europeia, que garantiu estar respondendo rapidamente aos acontecimentos. Apesar de tudo, Borrell garantiu que o bloco continuará os esforços diplomáticos para evitar “uma nova erupção da guerra no coração da Europa”.

O diplomata espanhol, contudo, admitiu que o risco de um conflito de grande escala “é real, e temos que preveni-lo”.

Antes da reunião, Borrell e os ministros de Alemanha, França e Itália participaram de uma sessão por videoconferência, entre os titulares das pastas das Relações Exteriores do G7, encontro que teve como objetivo alinhar a resposta do grupo.

Fonte: R7
Continuar lendo BLOCO ECONÔMICO DEVE APROVAR NOS PRÓXIMOS DIAS PACOTE DE SANÇÕES CONTRA RÚSSIA

APROVADO PELA ANVISA PRIMEIRO AUTOTESTE PARA COVID-19 NO BRASIL

Anvisa aprova primeiro autoteste para Covid-19 no Brasil

Disponibilidade no mercado depende da empresa detentora do registro

Kaluan Bernardo

Lucas Rocha

da CNN

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta quinta-feira (17), o primeiro autoteste para Covid-19 no país.

O produto registrado pela Anvisa é o Novel Coronavírus (Covid-19) Autoteste Antígeno, da empresa CPMH Comércio e Indústria de Produtos Médicos-Hospitalares e Odontológicos.

Agora, a disponibilidade no mercado depende da empresa detentora do registro.

O produto funciona com swab nasal não profundo e apresenta resultados em 15 minutos.

“Para conceder o registro a Anvisa analisa uma série de requisitos técnicos, entre os quais estão a usabilidade e o gerenciamento de risco, que servem para adequar o produto para uso por pessoas leigas dando maior segurança no seu uso”, diz a agência em comunicado.

A avaliação do pedido de registro na Anvisa levou 16 dias, incluindo quatro utilizados pela empresa solicitante para atender exigências técnicas feitas pela Anvisa.

A publicação do registro foi feita hoje no Diário Oficial da União.

Outros pedidos

A Anvisa autorizou o uso de autotestes de Covid-19 no Brasil  há 20 dias, no último dia 28 de janeiro. Com a aprovação, fica permitida a venda dos exames por farmácias e estabelecimentos de saúde licenciados para comercializar dispositivos médicos.

No entanto, a comercialização, distirbuição e o uso no país dependem de a Anvisa autorizar empresas produtoras dos autotestes.

Além da Novel, outras 67 empresas fizeram pedidos de registros de autotestes à Anvisa. Desses, dez tiveram o registro reprovado e outras duas estão “em análise do cumprimento de exigência”, uma das últimas etapas antes de possível aprovação.

É possível acompanhar cada pedido no painel da Anvisa, que ainda não foi atualizado com a recente aprovação.

Requisitos para o registro

Entre os requisitos para conceder o registro, a Anvisa determina que os produtos devem apresentar instruções de uso, armazenagem e descarte. As informações precisam contar com uma linguagem simples e com ilustrações, para facilitar o manuseio e a interpretação do resultado.

Com relação à embalagem, as orientações da Anvisa informam que o rótulo externo do produto deve conter todos os componentes do kit que são necessários para a realização do teste, além da validade do dispositivo.

Além disso, o fabricante deve oferecer um canal de atendimento ao usuário para orientar e encaminhar as demandas sobre o uso do produto e como proceder após a obtenção do resultado.

Segundo a Anvisa, além de disponibilizar o contato desse serviço de atendimento, a empresa deve indicar o serviço Disque Saúde do Ministério da Saúde, de acordo com as recomendações do Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19, o PNE-Teste.

Continuar lendo APROVADO PELA ANVISA PRIMEIRO AUTOTESTE PARA COVID-19 NO BRASIL

SÃO PAULO IDENTIFICOU PRIMEIRO CASO DA SUBVARIANTE BA.2 VARIAÇÃO DA ÔMICRON

Capital paulista registra primeiro caso da subvariante BA.2 da Ômicron

Secretaria Municipal da Saúde confirmou o resultado do exame que foi coletado em 28 de janeiro; paciente tem sintomas leves

Ingrid Oliveirada CNN

São Paulo

A cidade de São Paulo identificou o primeiro caso da subvariante BA.2, variação da Ômicron.

O caso foi confirmado nesta segunda-feira (7) pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O Ministério da Saúde informou que, até o momento, a pasta foi notificada de sete casos da linhagem BA.2 da Ômicron no Brasil. Três no estado de São Paulo, três no Rio de Janeiro e um em Santa Catarina.

A pasta acrescentou que a subvariante “não tem impacto no diagnóstico laboratorial e eficácia das vacina. Até o momento, não existem evidências relacionadas a nova linhagem que demonstrem mudanças na transmissibilidade, quadro clínico, gravidade ou resposta vacinal”.

No caso da capital paulista, o sequenciamento foi feito no exame de um morador de Santo André, que utiliza os equipamentos de saúde na capital paulista e teve coleta feita no dia 28 de janeiro.

Ele informa não ter viajado e apresentar sintomas leves.

Após a confirmação do exame, a SMS enviou uma equipe da vigilância epidemiológica para obter mais informações do paciente e fazer as devidas orientações ao cidadão — que está isolado.

O paciente apresenta duas doses da vacinação para Covid-19, a primeira em 15 de agosto e a segunda em 26 de novembro, e ainda não está apto a receber a dose de reforço, segundo levantamento feito pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa).

Outros casos da sublinhagem BA.2 no estado

Além do caso na capital paulista, a  Secretaria Estadual de São Paulo confirmou outros dois casos da subvariante no estado. A pasta informou que “as amostras analisadas com as confirmações foram verificadas em Sorocaba e em Guarulhos”.

Segundo nota da secretaria, as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que segue obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra a Covid-19.

Continuar lendo SÃO PAULO IDENTIFICOU PRIMEIRO CASO DA SUBVARIANTE BA.2 VARIAÇÃO DA ÔMICRON

COREIA DO NORTE ALEGA SUCESSO NO TETSTE DE NOVO MÍSSIL HIPERSÔNICO

Coreia do Norte diz ter testado míssil hipersônico com sucesso

Agência de notícias estatal afirma que o primeiro disparo de foguete de 2022 foi realizado nesta quarta-feira (5)

Coreia do Norte alega que o novo foguete atingiu alvo a 700 km

STRINGER/KCNA VIA KNS/AFP – 05.01.2022

A Coreia do Norte testou um míssil hipersônico, noticiaram meios de comunicação estatais nesta quinta-feira – noite de quarta (5) no Brasil –, no primeiro teste do tipo realizado em 2022 pelo país.

O míssil foi testado nesta quarta-feira e levava uma “ogiva hipersônica deslizante” que “alcançou com precisão um alvo a 700 km de distância”, reportou a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA, na sigla em inglês).

Trata-se do segundo teste notificado pela Coreia do Norte de um míssil hipersônico, uma arma de nova geração que representa o último avanço tecnológico do arsenal do país.

O disparo de teste desta quarta-feira “reconfirmou o controle de voo e a estabilidade do míssil na etapa de voo ativo e avaliou o rendimento da nova técnica de movimento lateral aplicada à ogiva hipersônica”, detalhou a KCNA.

A Coreia do Sul e o Japão detectaram nesta quarta-feira o lançamento de um suposto míssil balístico da Coreia do Norte, que caiu nas águas ao leste da península coreana.

A operação foi rapidamente criticada pelos Estados Unidos, que pediram a Pyongyang que sejam estabelecidas negociações.

Continuar lendo COREIA DO NORTE ALEGA SUCESSO NO TETSTE DE NOVO MÍSSIL HIPERSÔNICO

PIONEIRO NA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 ISRAEL RECEBE PRIMEIRO LOTE DE PÍLULAS DA PFIZER CONTRA DOENÇA

Israel recebe a primeira remessa de pílulas contra a Covid-19

Primeiro-ministro Naftali Bennett afirma que o remédio ajudará a conter a nova onda da doença causada pela variante Ômicron

INTERNACIONAL

 por AFP

Israel recebe a primeira remessa do remédio desenvolvido pela Pfizer contra a Covid-19

PFIZER / AFP

Israel, país pioneiro na vacinação contra a Covid-19, recebeu nesta quinta-feira (30) seu primeiro lote de pílulas da Pfizer contra a doença causada pelo novo coronavírus, além de aprovar uma quarta dose da vacina para imunossuprimidos.

O remédio “nos ajudará a atravessar o próximo pico da onda da Ômicron”, disse o primeiro-ministro Naftali Bennett, após a chegada da carga ao aeroporto de Tel Aviv.

Procurado pela AFP, o Ministério da Saúde não informou a quantidade de comprimidos recebidos.

Na semana passada, a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos aprovou o tratamento, comercializado sob o nome de Paxlovid pelo laboratório americano Pfizer.

A pílula permite uma redução de hospitalizações e mortes em 88% em grupos de risco quando tomada nos primeiros cinco dias após o aparecimento dos sintomas, de acordo com ensaios clínicos que incluíram mais de 2.200 pessoas.

“É um elemento-chave, junto com a vacina e a máscara, na estratégia para conter a nova onda devido à Ômicron”, afirmou à AFP Ran Balicer, chefe de inovação do fundo israelense de seguros de saúde Clalit.

Para ele, o tratamento da Pfizer pode salvar as pessoas com maior risco de desenvolver sintomas graves do vírus e reduzir a pressão sobre os hospitais.

As autoridades israelenses registraram quase 4.000 novos casos de Covid-19 na quarta-feira, um recorde desde setembro, mas até agora não houve aumento acentuado nas internações.

O primeiro-ministro disse na semana passada que todos os israelenses acima dos 60 anos e os profissionais de saúde teriam direito a uma quarta dose da vacina. A decisão ainda não foi aprovada pelo Ministério da Saúde.

O diretor da pasta, Nachman Ash, autorizou nesta quinta-feira uma quarta dose para algumas pessoas imunossuprimidas.

Cerca de 4,2 milhões dos 9,3 milhões de residentes em Israel, ou seja, mais da metade dos adultos, receberam três doses da vacina contra o coronavírus.

Fonte: R7

Continuar lendo PIONEIRO NA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 ISRAEL RECEBE PRIMEIRO LOTE DE PÍLULAS DA PFIZER CONTRA DOENÇA

REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

A curta história contada por Camila Zen aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber te lembra que a sua vida se revela a cada 100 m, como quando estais numa estrada escura a noite, iluminada apenas pelos faróis do seu carro e como disse um dia o grande Martin Luther King: Não é necessário que você veja toda a escada, apenas suba o primeiro degrau com fé. Assista ao vídeo completo a seguir e conheça o moral dessa breve história.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

PF CONCLUI PRIMEIRO INQUÉRITO SOBRE AMEAÇAS A DIRETORES DA ANVISA

Por Camila Bomfim,

GloboNews — Brasília

 

PF conclui primeiro inquérito sobre ameaças a diretores da Anvisa
PF conclui primeiro inquérito sobre ameaças a diretores da Anvisa

Polícia Federal concluiu que houve crime de ameaça em e-mails enviados a diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em novembro, por um homem que se diz contrário à vacinação de crianças contra a Covid.

A TV Globo apurou que, na semana passada, a Procuradoria da República no Distrito Federal denunciou o homem à 15ª Vara de Federal de Brasília por crime de ameaça.

Com isso, caberá à Justiça avaliar se há elementos que justifiquem torná-lo réu, a fim de que responda a uma ação penal.

Na mensagem, o homem diz que pretende retirar o filho da escola para evitar que ele tenha que tomar uma “vacina experimental”, e que “quem ameaçar, quem atentar contra a segurança física do meu filho: será morto. Isso não é uma ameaça. É um estabelecimento”.

O delegado responsável pelas investigações diz que, ao fim dos depoimentos, “restou claro que o ‘estabelecimento’ prolatado […] seria mais que uma ameaça, mas uma certeza de que o mal injusto e grave ocorreria”.

Apesar disso, o chefe do inquérito decidiu não pedir o indiciamento do homem investigado porque a ameaça é um crime de menor potencial ofensivo — o Código Penal prevê detenção de um a seis meses para quem é condenado por essa conduta.

Uma instrução normativa em vigor desde 2016 proíbe os delegados da Polícia Federal de indiciar alguém por crimes de menor potencial ofensivo.

Novas ameaças e nova investigação

Quando as primeiras ameaças foram feitas e o primeiro inquérito foi aberto, a Anvisa ainda não tinha sequer avaliado a possibilidade do uso das vacinas contra a Covid na população infantil.

Na última quinta-feira (16), a diretoria colegiada da Anvisa aprovou o uso de doses pediátricas do imunizante da Pfizer em crianças de 5 a 11 anos. O Ministério da Saúde ainda avalia o tema e diz que anunciará uma decisão no dia 5 de janeiro.

Desde o anúncio, a diretoria da Anvisa e outros servidores da agência reguladora passaram a receber novas ameaças. A Polícia Federal já tinha aberto um segundo inquérito para apurar a continuidade das mensagens de intimidação, e deve incluir esses novos casos na mesma investigação.

Horas após o anúncio da Anvisa na quinta, o presidente Jair Bolsonaro usou uma transmissão ao vivo em redes sociais para cobrar, em tom intimidatório, a divulgação dos nomes dos responsáveis pela liberação das vacinas para crianças.

“Não sei se são os diretores e o presidente que chegaram a essa conclusão ou é o tal do corpo técnico, mas, seja qual for, você tem o direito de saber o nome das pessoas que aprovaram aqui a vacina a partir dos cinco anos para o seu filho. (…) Agora mexe com as crianças. Então quem é responsável é você pai. Tenho uma filha de 11 anos. Vou estudar com a minha esposa qual decisão tomar”, disse Bolsonaro.

A associação de servidores da Anvisa e o próprio diretor-presidente da agência, Antonio Barra Torres, repudiaram as falas em tom intimidatório. Veja detalhes no vídeo abaixo.

Fonte: G1

Continuar lendo PF CONCLUI PRIMEIRO INQUÉRITO SOBRE AMEAÇAS A DIRETORES DA ANVISA

FRANÇA DETECTOU SURTO DE GRIPE AVIÁRIA EM GRANJA NO NORTE DO PAÍS

França passa por primeiro surto de gripe aviária deste ano

O Ministério da Agricultura francês declarou que o país perdeu a classificação de “livre” da gripe aviária

INTERNACIONAL

 por AFP

Desde o final do verão, a França já havia declarado quatro casos de gripe aviária

REPRODUÇÃO/PEXELS

A França detectou um surto de gripe aviária em uma granja no norte do país, o primeiro foco a ser detectado desde a epidemia que ocorreu no inverno passado, anunciou o Ministério da Agricultura neste sábado (27).

Como consequência, a França perde sua classificação de “livre” da gripe aviária, declarou o ministério à AFP. Isso pode afetar a exportação de suas aves de criação.

“Enquanto os vírus da gripe aviária circulam ativamente na Europa por meio das aves migratórias, a França detectou em 26 de novembro um foco da cepa altamente patogênica em uma granja de galinhas poedeiras no município de Warhem”, disse o ministério em um comunicado.

A suspeita de infecção ocorreu devido a uma constatação de mortalidade anormal entre as aves.

Desde o final do verão, a França já havia declarado quatro casos de gripe aviária na fauna selvagem e três casos em andamento no território metropolitano.

Continuar lendo FRANÇA DETECTOU SURTO DE GRIPE AVIÁRIA EM GRANJA NO NORTE DO PAÍS

TEXTO-BASE DA PEC DOS PRECATÓRIOS É APROVADO EM PRIMEIRO TURNO NA CÂMARA

Câmara aprova em primeiro turno texto-base da PEC dos Precatórios

Larissa Rodriguesda CNN

Em Brasília

Plenário da Câmara dos DeputadosPlenário da Câmara dos Deputados01/02/2021 REUTERS/Adriano Machado

A Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, na madrugada desta quinta-feira (4), por 312 votos a 144 contrários, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. Para ser aprovada, a PEC precisa do apoio de 308 deputados em dois turnos de votação, e agora será votada uma segunda vez pelos parlamentares.

Além disso, os parlamentares também precisam votar os destaques – eventuais pontos de alteração no texto-base. As próximas fases devem ocorrer ainda nesta quinta-feira.

Esta foi a terceira tentativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para colocar o texto para análise dos parlamentares em plenário, o que só aconteceu após um longo dia de negociações.

Na busca pela aprovação do texto, o dia começou com um almoço entre Lira e deputados da base.

Segundo interlocutores, foi no encontro que os parlamentares resolveram ceder diante das resistências, em especial ao que se tratava do não pagamento dos precatórios dos professores via Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) em 2022.

Assim, em uma espécie de cartada final, Lira acenou, no início da tarde, à oposição, com a possibilidade de quitar, já no ano que vem, 40% das dívidas judiciais devidas a professores estaduais.

Com isso, o restante dos 60% de um montante de R$ 16 bilhões seriam pagos nos anos de 2023 e 2024: 30% a cada ano. Os estados que concentram essas dívidas judiciais são Bahia, Ceará e Pernambuco.Acordos durante a tarde

No entanto, em reunião logo após a proposta de acordo, o Partido dos Trabalhadores (PT), uma das maiores bancadas da Casa, com 53 deputados, seguiu contra a matéria e fechou questão entre seus membros para que todos votassem para reprovar o texto.

Em outras reuniões, demais partidos de oposição se posicionaram contra, mas o presidente da Câmara conseguiu votos entre parlamentares do PDT e PSB. Para isso, Lira se comprometeu ainda a votar um projeto de lei que prioriza, daqui para frente, o pagamento de professores em verbas destinadas à Educação.

Segundo interlocutores, após as promessas, Lira fez as contas e decidiu ir para o tudo ou nada. A sessão, de fato, só começou por volta das 22h, quando o relator do texto, Hugo Motta (Republicanos-PB), apresentou uma nova emenda, prevendo o acordo para pagar os precatórios aos professores e, também, garantir margem necessária para o pagamento de um valor adicional no Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, de forma a atingir no mínimo R$ 400 a famílias de baixa renda.

Votação remota

Além de ceder em mudanças no texto final, para votar a PEC dos Precatórios ainda nesta quarta, o presidente da Câmara editou um ato publicado no Diário Oficial da Casa que permitiu a votação remota da proposta a parlamentares que estivessem fora de Brasília, em missão autorizada.

De acordo com os cálculos da presidência da Casa, cerca de 20 deputados foram relacionados como aptos a votar remotamente. A mudança na forma de votação foi uma tentativa, ainda, de aumentar o quórum, já que muitos parlamentares se recusaram a estar no Distrito Federal depois de um feriado prolongado — por se tratar de uma PEC, a aprovação precisa de pelo menos 308 votos dos 513 parlamentares, em dois turnos.

Continuar lendo TEXTO-BASE DA PEC DOS PRECATÓRIOS É APROVADO EM PRIMEIRO TURNO NA CÂMARA

PORTO DE NATAL FOI PREMIADO PELA ANTAC COMO PRIMEIRO LUGAR NA CATEGORIA DESEMPENHO AMBIENTAL

Porto de Natal é premiado em 1º lugar pela ANTAQ

16 out 2021

O Porto de Natal foi premiado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) como primeiro lugar na modalidade “Maior Evolução Anual do Índice de Desempenho Ambiental de Portos Públicos” da categoria Desempenho Ambiental – IDA. A cerimônia de entrega do “Prêmio ANTAQ 2021” aos vencedores foi realizada na noite desta quinta-feira (14), em Brasília, onde a CODERN estava representada pela Coordenadora de Meio Ambiente, Maria da Conceição Fernandes de Medeiros.

A premiação tem por finalidade reconhecer as iniciativas que se destaquem por sua contribuição na melhoria da prestação de serviços de transportes aquaviários à sociedade, fomentar a pesquisa e a produção técnico-científica e disseminar as boas práticas de operação e gestão do setor.

Entre os indicadores que são avaliados pelo IDA, estão a situação da licença ambiental e a existência de licença de operação, quantidade e qualidade de técnicos no núcleo ambiental, prevenção de riscos, auditoria ambiental, ação de retirada de resíduos de navios, consumo e eficiência no uso de energia, monitoramento da fauna e da flora e planos de contingência de saúde.

Os resultados do IDA têm auxiliado na orientação de políticas setoriais, bem como permitido identificar medidas de gestão bem-sucedidas a serem compartilhadas entre as instalações portuárias, além de terem baseado estudos acadêmicos e técnicos.

A conquista se deve as medidas de gestão tomadas a partir de 2019 e a dedicação dos funcionários envolvidos no trabalho que culminou com a premiação, em especial, a Coordenação de Meio Ambiente, Saúde e Segurança Ocupacional (COORMA).

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo PORTO DE NATAL FOI PREMIADO PELA ANTAC COMO PRIMEIRO LUGAR NA CATEGORIA DESEMPENHO AMBIENTAL

SURTO DE PESTE SUÍNA AFRICANA É REGISTRADO NO HAITI APÓS 37 ANOS

Haiti registra primeiro surto de peste suína africana em 37 anos

Autoridades também encontraram animais infectados com a doença na República Dominicana; vírus é inofensivo aos humanos

Autoridades americanas se preocupam com doença no continente

ANN WANG/REUTERS – 21.9.2021

O Haiti registrou seu primeiro surto de peste suína africana em 37 anos, um vírus fatal a porcos, disse a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês), alimentando preocupações sobre a disseminação da doença nas Américas.

Uma operação em Anse-à-Pitre, perto da fronteira do Haiti com a República Dominicana, indicou um surto que começou em 26 de agosto, disse a organização em relatório na segunda-feira (20).

A detecção é “lamentável”, mas não surpreendente devido aos casos recentes na República Dominicana, disse o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) nesta terça-feira (21). A agência está consultando autoridades de saúde animal de ambos os países.

Os surtos em Hispaniola, uma ilha na América do Norte, aumentam as preocupações de que a peste suína africana possa se espalhar para os Estados Unidos, que nunca tiveram a doença, e paralisar temporariamente as exportações de carne suína norte-americana.

Os governos frequentemente bloqueiam as importações da proteína de países onde a doença foi encontrada para prevenir a transmissão. Os Estados Unidos já proíbem a carne suína haitiana e dominicana devido a outra doença suína local, segundo o USDA.

Ainda assim, a Alfândega e a Proteção de Fronteiras dos EUA estão aumentando as inspeções de carne suína ilegal em voos de Hispaniola e garantindo que o lixo de avião seja descartado de maneira adequada, disse o USDA.

Em julho, o USDA informou que a República Dominicana teve os primeiros casos de peste suína africana das Américas em quase 40 anos.

No Brasil, a associação da indústria de proteína animal ABPA disse em nota que colocou o setor em campanha total de prevenção à PSA, após a notificação das autoridades sanitárias do Haiti sobre a ocorrência da enfermidade em seu território.

Segundo a entidade, uma intensa campanha multilíngue (em português, inglês, francês, crioulo e espanhol) está em curso nas redes sociais, na comunicação interna das empresas produtoras e fornecedoras da cadeia produtiva, e nas mais diversas vias, incluindo stakeholders e outras organizações.

Ao mesmo tempo, por meio do Grupo Especial de Prevenção à Peste Suína Africana (Gepesa) da ABPA, foram integrados esforços ao governo federal pela intensificação da defesa sanitária.

“O Ministério da Agricultura se adiantou à pauta e intensificou a inspeção nos principais portos de entrada do país, impedindo a entrada de produtos cárneos”, disse no comunicado a diretora técnica da ABPA, Sulivan Alves.

Ela acrescentou que o ministério assinou um convênio interpaíses de emergencialidade para a prevenção da doença.

Ao mesmo tempo, disse Sulivan, a América Latina também entrou em estado de atenção por meio do grupo #TodosContraLaPPA, com intercâmbio de informações e esforços de 21 associações de 18 países do continente latino-americano, em uma grande campanha continental.

A peste suína africana é inofensiva para os humanos, mas frequentemente fatal para os porcos. Ele se originou na África antes de se espalhar pela Europa e Ásia e matou centenas de milhões de animais em rebanhos.

doença se espalhou rapidamente na China a partir de 2018 e eliminou metade do rebanho de suínos do país em um ano.

Continuar lendo SURTO DE PESTE SUÍNA AFRICANA É REGISTRADO NO HAITI APÓS 37 ANOS

PRIMEIRO MINISTRO DO HAITI ENTROU EM ACORDO COM OPOSIÇÃO PARA FORMAR UM GOVERNO DE UNIDADE NO PAÍS

Premiê e oposição chegam a acordo para formar governo no Haiti

Ariel Henry se comprometeu a formar uma assembleia que redigirá a nova constituição nacional antes das próximas eleições

INTERNACIONAL

Da EFE

primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, entrou em acordo com os principais partidos de oposição para formar um governo de unidade no país, além de ter se comprometido a formar uma assembleia que redigirá a nova constituição nacional antes das próximas eleições.

O novo Executivo será empossado em um prazo de oito dias e ficará no poder até que aconteça o pleito “no máximo, até o fim de 2022”, conforme indica o texto do pacto alcançado neste sábado (11).

Henry ficará com a chefia do Executivo, que será “essencialmente não partidário” e será composto por personalidades escolhidas com base em “sua notoriedade”.

No período de transição, a atuação do governo será supervisionada por uma Autoridade de Controle e Segurança, integrada por dez senadores e por outros 23 pessoas designadas por universidades públicas, câmaras de comércio e outras instituições.

O acordo também prevê a criação de uma Assembleia Nacional Constituinte que seja formada por 33 membros, nomeados por diferentes organismos da sociedade civil, incluindo representantes de grupos feministas, de deficientes, entre outros.

A assembleia será formada já levando em conta o anteprojeto de Constituição apresentado nesta semana, que havia sido redigido por uma comissão de especialistas designada pelo presidente Jovenel Moise, que foi assassinado em 7 de julho deste ano.

Segundo o acordo oficializado hoje, os constituintes terão um prazo de três meses para preparar o projeto de carta magna, que será submetido a ratificação da população do Haiti.

Uma vez que seja promulgada a nova Constituição, serão realizadas novas eleições, no máximo, no fim de 2022, para que eleitos possam assumir os cargos no início do ano seguinte, segundo indica o texto do acordo.

O Haiti está sem presidente desde a morte de Moise, e também em um Parlamento desde o início de 2020, devido ao adiamento das eleições legislativas que deveriam ter acontecido no ano anterior.

Continuar lendo PRIMEIRO MINISTRO DO HAITI ENTROU EM ACORDO COM OPOSIÇÃO PARA FORMAR UM GOVERNO DE UNIDADE NO PAÍS

PRIMEIRO BUGGY ELÉTRICO DO RN ESTÁ PRONTO A ESPERA DO MOTOR E DAS BATERIAS QUE IRÃO ALIMENTÁ-LO

Por G1 RN

 

Primeiro buggy elétrico do RN já com carcaça espera motor e baterias do projeto de desenvolvimento — Foto: Renata MouraPrimeiro buggy elétrico do RN já com carcaça espera motor e baterias do projeto de desenvolvimento — Foto: Renata Moura

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (Senai-RN) e a indústria de veículos Selvagem assinaram nesta quinta-feira (9) um acordo de cooperação para desenvolvimento do primeiro buggy elétrico do estado.

O projeto é idealizado desde 2020 e a expectativa é de ganhos ambientais, tecnológicos e econômicos em um dos passeios turísticos mais tradicionais do litoral brasileiro.

Pioneira do setor na região Nordeste e principal origem da frota de buggys que circula no RN e em outros destinos como Fernando de Noronha, a Selvagem está em operação há 45 anos. A estrutura do primeiro buggy elétrico do RN está pronta na fábrica à espera do motor e das baterias que irão alimentá-lo. Os equipamentos para início do desenvolvimento já começaram a ser buscados junto a fabricantes e haverá um treinamento específico com especialistas da Alemanha.

Ainda não há previsão de quando o projeto será concluído e quanto ao início da produção comercial. Também não é possível apontar a partir de quando o buggy estará nas ruas, nem o preço que terá no mercado.

A demanda potencial, entretanto, já existe e dá sinais à indústria. “Todos os dias alguém nos procura em busca desse buggy”, conta o fundador da fábrica, Marcos Neves.

Segundo ele, a procura vem do Rio Grande do Norte e também chega de Fernando de Noronha, onde decreto proíbe a entrada de veículos tradicionais com motor a combustão a partir de 2022, e a circulação dos que já existem a partir de 2030.

Informações oficiais da Administração de Fernando de Noronha repassadas ao Senai-RN destacam que “não existem buggys elétricos na ilha” atualmente, mas há outros 50 carros elétricos em circulação. Eles representam 3,57% da frota.

Projeto

O desenvolvimento do primeiro buggy elétrico na indústria do Rio Grande do Norte é parte do Projeto Verena, que o Senai-RN e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) executam desde 2018 no Brasil com a Câmara de Indústria e Comércio da cidade de Trier (EIC Trier), da Alemanha. A iniciativa também conta com a colaboração do Instituto Senai de Inovação em Energias Renováveis e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

“O projeto que é um marco para a indústria, para o meio ambiente e para o setor de turismo. O uso típico do buggy é em áreas costeiras, em ambientes caracteristicamente limpos, e trazer um equipamento com zero emissões de gases do efeito estufa e com zero ruído de motor, como será este, é sem dúvida um ganho”, declarou o diretor do CTGAS-ER e do ISI-ER, Rodrigo Mello.

O buggy elétrico planejado dentro do projeto conseguirá percorrer com baterias cheias, antes de precisar de recarga, aproximadamente 200 km, de acordo com o professor de automação e eletrotécnica do CTGAS-ER, e coordenador do projeto pelo Senai-RN, Davinson Rangel.

Seria suficiente, por exemplo, para dois passeios – ida e volta – entre as praias de Ponta Negra e Muriú, uma das principais rotas turísticas no litoral potiguar. Como a utilização do veículo em dunas exigiria mais das baterias e do motor do que o tráfego somente em asfalto e estradas de terra, a autonomia pode variar.

Dados levantados pela UFRN apontam que 715 bugueiros estão credenciados pela Secretaria de Estado do Turismo atuando nos municípios polos de Baía Formosa, Tibau do Sul, Natal e Extremoz. Entre os custos operacionais da atividade estão gastos com combustível, que giram em torno de R$ 80 a R$ 100 por passeio – e poderão ficar para trás a partir do veículo elétrico.

Continuar lendo PRIMEIRO BUGGY ELÉTRICO DO RN ESTÁ PRONTO A ESPERA DO MOTOR E DAS BATERIAS QUE IRÃO ALIMENTÁ-LO

REUNIÃO ENTRE PRESIDENTE DOS EUA E PRIMEIRO MINISTRO DE ISRAEL IRÁ MARCAR UMA NOVA ETAPA NA RELAÇÃO ENTRE OS DOIS PAISES

Biden e Bennett se reúnem para reforçar laços entre EUA e Israel

Primeiro encontro do primeiro-ministro israelense com o presidente dos EUA ocorre em momento turbulento, após volta do Talibã

INTERNACIONAL

 Eugenio Goussinsky, do R7

Bennett embarca para encontro com presidente Joe Biden, em Washington

GPO/AVI OHAYON/24-08-21

A reunião entre o primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nesta quinta-feira (26), na Casa Branca, em Washington, irá marcar uma nova etapa nas relações entre os dois países.  Será o primeiro encontro entre ambos desde a posse do novo governo israelense, em 13 de junho último.

Para Biden, a reunião ganha em importância, em um momento no qual o governo americano tem sido alvo de críticas após a volta ao poder do grupo radical Talibã, no Afeganistão, no último dia 16. O governo dos Estados Unidos acusado de falhas de planejamento para a retirada das tropas americanas do país.

“Biden sofreu um revés com a chegada do Talibã, isso em um primeiro momento gera apreensão em Israel, devido a questões de segurança. Para Biden, a reunião ganha importância no sentido de retomar por inteiro uma aliança histórica, garantir a proteção e reforçar laços e compromissos dos Estados Unidos com Israel”, afirma ao R7 a professora Marília Pimenta, coordenadora do curso de Relações Internacionais da Fecap (Fundação escola de Comércio Álvares Penteado), em São Paulo.

Para a professora, a chegada do Talibã provocou, mesmo que Israel não esteja diretamente envolvido na guerra local, uma instabilidade maior na região.

“A saída desastrosa das tropas americanas tem repercussão em Israel. Acredito que haverá uma espécie de cobrança de Bennett em relação a este tema. A preocupação é que o Afeganistão, como ocorreu anteriormente, se torne refúgio de grupos terroristas, como a Al-Qaeda, que tenham o objetivo de realizar atentados”, destacou Marília.

Apesar de ambos terem se mantido como aliados ao longo das últimas décadas, o objetivo de Bennett também é o de reaproximar os dois países em relação a vários temas, após um período de dificuldades de sintonia entre o governo de Benjamin Netanyahu, antecessor de Bennett, e os democratas.

“Há uma nova administração nos Estados Unidos e um novo governo em Israel, e trago comigo, de Jerusalém, um novo espírito de cooperação, que se baseia na conexão especial e de longa data entre os dois países”, afirmou Bennett, sobre a adminisntração de Joe Biden, que assumiu o poder em janeiro de 2021, em meio a uma relação mais fria com o então primeiro-ministro Netanyahu, do direitista partido Likud.

Ao R7, o encarregado de negócios da embaixada de Israel no Brasil, David Atar, destacou que Joe Biden é um velho amigo do Estado de Israel.

“Nós estamos trabalhando em estreita colaboração com a administração do governo Biden. O Estado de Israel e os Estados Unidos mantêm uma forte aliança baseada nos laços compartilhados de valores democráticos e direitos humanos”, observou Atar.

Atar acrescentou que, no encontro, serão discutidas não só alternativas para evitar que o Irã desenvolva se projeto nuclear, mas também para impedir que o governo iraniano atrapalhe os acordos que Israel vem firmando com países árabes como os Emirados Árabes Unidos, o Bahrein, o Sudão e o Marrocos.

“Os dois têm boa comunicação, Biden ligou para Bennett apenas duas horas depois que o novo líder israelense foi empossado. Israel também contou com o firme suporte americano durante os últimos incidentes violentos no Oriente Médio. Durante o encontro, os principais assuntos devem focar em formas de prevenir o armamento nuclear do Irã e como deter os esforços iranianos em desestabilizar e enfraquecer os países árabes aliados no Oriente Médio”, ressaltou Atar.

Posição de Bennett

Bennett também defende bandeiras da direita, sendo líder do Yamina, um partido nacionalista secular. Por outro lado, dentro de um governo de união nacional, que assumiu o poder após mais de 12 anos de Netanyahu no cargo, a premissa básica que ele vem adotando é a da conciliação.

E nas questões de segurança, há uma grande convergência entre os vários partidos de Israel, principalmente em relação  a essa preocupação com a ameaça iraniana. Bennett adiantou que o tema será prioritário nas conversas com Biden.

“Vamos lidar com muitas frentes, especialmente a frente iraniana, e especialmente o salto do programa nuclear iraniano, nos últimos dois ou três anos. Em particular, discutiremos o plano para bloquear este programa”, disse Bennett.

O primeiro-ministro israelense irá tentar persuadir Biden a não retomar o acordo com o Irã, após negociações recentes ocorridas em Viena, com países europeus e a China, em relação aos planos de obtenção de armamento nuclear pelo governo iraniano. O pacto foi selado em 2015, mas os Estados Unidos, em 2018, na administração de Donald Trump, se retiraram do acordo.

“O Irã está fazendo rápidos progressos em seus esforços de enriquecimento de urânio e já reduziu significativamente o tempo necessário para adquirir materiais a serem usados para a construção de uma única bomba nuclear”, destacou.

O primeiro-ministro ressaltou, ainda, que as conversas irão girar também em torno de “várias ações para fortalecer a superioridade militar israelense”.

“O que precisamos fazer, e o que estamos fazendo, é formar uma coalizão regional de países árabes razoáveis, junto conosco, que vai se defender e bloquear essa expansão e esse desejo de dominação do Irã”, disse Bennett.

“Somos a âncora precisa da estabilidade, da disposição de fazer o trabalho para manter a região do Oriente Médio mais segura”, completou o primeiro-ministro, a respeito da reunião.

Temas como a pandemia atual e intercâmbio tecnológico também estarão na pauta.

“Paralelamente, trataremos também das esferas da alta tecnologia, da economia, da inovação, da crise climática que nos preocupa a todos e – claro – do combate ao coronavírus”, ressaltou Bennett.

As relações entre Estados Unidos e Israel tiveram início já em 1948, quando o governo americano reconheceu a fundação do Estado de Israel. Desde então, a aproximação ganhou força principalmente no fim dos anos 60, com a chegada de Lyndon Johnson ao poder nos Estados Unidos, após Israel ter se aliado com países como França e Inglaterra em combates com o Egito em 1956

Fonte: R7

Continuar lendo REUNIÃO ENTRE PRESIDENTE DOS EUA E PRIMEIRO MINISTRO DE ISRAEL IRÁ MARCAR UMA NOVA ETAPA NA RELAÇÃO ENTRE OS DOIS PAISES

INSTITUTO EM COSTA DO MARFIM CONFIRMA PRIMEIRO CASO DE EBOLA NO PAÍS DESDE 1994

Costa do Marfim registra primeiro caso de ebola desde 1994

País fez acordo com a Guiné para receber mais de 5 mil doses de vacina contra a doença

Costa do Marfim não registrava caso confirmado de ebola desde 1994

CELLOU BINANI / AFP

O Instituto Pasteur da Costa do Marfim confirmou neste sábado (14) o primeiro caso de ebola no país desde 1994, segundo divulgou o Ministério da Saúde do país e a Organização Mundial da Saúde.

De acordo com as primeiras informações, a paciente em questão havia viajado no último dia 12 para a capital marfinense, Abidjan, por via terrestre, vindo da vizinha Guiné, que anunciou em 19 de junho o fim do último surto da doença.

A mulher que foi diagnosticada com ebola tem 18 anos, nasceu em Guiné e foi internada em um hospital após sentir febre, conforme indicou o Ministério da Saúde da Costa do Marfim.

Segundo a OMS, não há indicação até o momento de que haja uma conexão entre o surto no território marfinense com o de Guiné, “mas pesquisas e a sequenciação genética identificarão a cepa e determinação se existe uma conexão entre ambos”.

Durante este ano, também chegaram a ser declarados surtos na República Democrática do Congo (RDC), cujo fim foi declarado em 3 de maio.

No entanto, esta a última vez em que foi registrado um surto em uma grande capital, como Abidjan, foi entre 2014 e 2016, resultando na morte de 11,3 mil pessoas.

Na Costa do Marfim, nenhum caso havia sido confirmado desde 1994, quando o vírus saltou de uma família de chimpanzés para um pesquisador que trabalhava na região.

“É uma grande preocupação que este surto tenha sido declarado em Abidjan, uma metrópole com mais de 4 milhões de habitantes”, indicou a diretora regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti, por meio de comunicado.

A agência, além disso, indicou que 5 mil doses de vacina contra a doença que tinham sido reservadas para enfrentar o surto na Guiné, estão sendo transferidas para a Costa do Marfim, graças a um acordo entre os Ministérios da Saúde dos dois países.

Continuar lendo INSTITUTO EM COSTA DO MARFIM CONFIRMA PRIMEIRO CASO DE EBOLA NO PAÍS DESDE 1994

BRUNO BIANCO É NOMEADO ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO PELO PRESIDENTE BOLSONARO

Bolsonaro nomeia Bruno Bianco ao cargo de Advogado-Geral da União

Bianco ocupará um cargo no primeiro escalão do governo, substituindo André Luiz Mendonça

Nathallia Fonseca, Mathias Brotero e Leandro Magalhães,

da CNN, em São Paulo e Brasília

06 de agosto de 2021 às 03:53

A nomeação do Bruno Bianco Leal para o cargo de Advogado-Geral da União foi publicada no Diario Oficial da União na madrugada desta sexta-feira (6). Mais cedo, Bolsonaro havia antecipado a informação à CNN e, posteriormente, em suas redes sociais.

Pelo Twitter, Bruno Bianco agradeceu ao presidente. “Agradeço ao pr. @jairbolsonaro pela confiança. Juntos aprovamos a Nova Previdência, fizemos o bem, preservamos empregos e renda. E agora uma nova missão, muito me honra assumir a @AdvocaciaGeral!”, disse.

A mudança ocorre menos de uma semana após a recriação do Ministério da Previdência e Trabalho e a oficialização de Bianco para o cargo de número dois da pasta – Bianco ocupará um cargo no primeiro escalão do governo, substituindo André Luiz Mendonça, indicado para assumir a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal.

Bruno Bianco é servidor de carreira da Advocacia-Geral da União. O secretário deve ser substituído pelo secretário do trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo.

Continuar lendo BRUNO BIANCO É NOMEADO ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO PELO PRESIDENTE BOLSONARO

PROJETO QUE PERMITE PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS É APROVADO PELA CÂMARA

Câmara aprova projeto que permite privatização dos Correios

O governo acredita que se os senadores aprovarem a matéria nos próximos meses, será possível realizar o leilão dos Correios já no primeiro semestre de 2022

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília

Atualizado 05 de agosto de 2021 às 18:38

Câmara aprova projeto que permite a privatização dos Correios; texto segue para o Senado - Jornal O Globo

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quinta-feira (5), por 286 votos a 173, o projeto de lei de autoria do Palácio do Planalto que permite a privatização dos Correios. A matéria prevê que a iniciativa privada assuma atividades hoje exclusivas da estatal.  O texto segue agora análise do Senado Federal.

O governo federal acredita que se os senadores aprovarem a matéria nos próximos meses, será possível realizar o leilão dos Correios já no primeiro semestre de 2022, com a venda de 100% da estatal. A partir disso, a empresa será conhecida como Correios do Brasil.

No entanto, o monopólio postal (cartas e impressos) é assegurado pela Constituição Federal e, por isso, o novo operador da estatal terá de oferecer tais serviços mesmo às cidades pequenas. Para isso, quem arrematar os Correios durante o leilão, terá de operar os serviços postais via contrato de concessão, por no mínimo cinco anos.

Já as tarifas a serem aplicadas pela nova empresa, poderão ser diferenciadas geograficamente, segundo o relatório, deverá ser levado em consideração “o custo do serviço, a renda dos usuários e os indicadores sociais, com o fim de garantir o acesso de qualquer pessoa física ou jurídica, independentemente de sua localização e condição socioeconômica, ao serviço postal universal”.

arte correios

Demais mudanças

A votação do PL dos Correios começou ainda na manhã desta quinta. A oposição, contrária a matéria, obstruiu a sessão. Três requerimentos para adiamento da análise do projeto foram apresentados, todos rejeitados, com apoio da base governista. A ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, esteve na Câmara negociando com os deputados a aprovação do texto.

Buscando agradar os contrários à matéria, o relatório do deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA) prevê um período de estabilidade de 18 meses aos funcionários dos Correios após a desestatização, ficando proibida a dispensa sem justa causa. Será oferecido aos empregados um plano de demissão voluntária (PDV), com período de adesão de 180 dias contatos a partir da data de privatização.

Fonte: CNN

Continuar lendo PROJETO QUE PERMITE PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS É APROVADO PELA CÂMARA

CINCO TREMORES DE TERRA FORAM REGISTRADOS NO LITORAL DO RN NA MADRUGADA DESTE DOMINGO (25)

Por Norton Rafael e Leonardo Erys, Inter TV Cabugi e G1 RN

Percepção de tremor é maior em prédios mais altos — Foto: Canindé SoaresPercepção de tremor é maior em prédios mais altos — Foto: Canindé Soares

Durante a madrugada deste domingo (25), o litoral do Rio Grande do Norte registrou cinco tremores de terra, sendo um deles sentido em Natal e em outras cidades do interior do estado.

Segundo o coordenador do Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis), Aderson Nascimento, o trecho onde ocorreu os tremores é denominado de plataforma continental. A falha que gerou o tremor fica a alguns quilômetros da costa potiguar.

Ele explica que ao longo dos últimos 40 anos foram detectados tremores de terra na região, mas que na magnitude de 3.5, como o que foi sentido em Natal, são mais raros.

“A gente tem detectado vários eventos ao longo dos últimos 30, 40 anos. Alguns deles na plataforma continental, nessa região, que fica próxima ao litoral do Rio Grande do Norte. Mas nessa magnitude, que é um pouco maior, que as pessoas já sentem, esse é um dos primeiros“, diz.

O professor explica que esses eventos foram decorrentes falhas geológicas que estão sendo reativadas. “A causa dos terremotos aqui no Nordeste e na Bacia Potiguar, como foi em João Câmara e em várias outras regiões no RN em particular, são falhas geológicas que estão sendo reativadas. Muito embora a gente esteja no interior de uma placa, toda placa tectônica possui algumas imperfeições”.

Ele conta que devido à pressão que existe no interior da terra, “essas falhas são pressionadas, começam a acumular energia e quando elas não podem mais acumular energia, elas se rompem. Essa energia que estava acumulada vai na forma de vibração”.

O professor Aderson Nascimento reforça, no entanto, que eventos de magnitude 3.5, como o que foi sentido em Natal, não oferecem riscos mais sérios.

“O maior deles foi um terremoto de 3.5. E terremotos dessa magnitude não provocam nenhum tipo de maremotos, tsunamis. Pra essa magnitude não há esse risco”, pontua.

Percepção é maior em prédios

Segundo o coordenador do LabSis, para terremotos dessa magnitude serem sentidos em Natal, eles precisam acontecer a uma distância de cerca de 80 a 90 quilômetros. E as pessoas que moram em prédios altos tendem a sentirem mais o tremor.

“Os prédios são estruturas que estão ancoradas no solo. Então, qualquer vibração embaixo, lá em cima ela é amplificada. Ao passo que se você tiver no solo, como a maioria das casas, você não sente tanta vibração”, explica.

“Quanto mais alto o prédio, você tem maior amplificação do movimento que está tendo lá embaixo. É como um pêndulo de relógio invertido, que a parte de baixo se move e a de cima é movimentada de forma mais amplificada. É comum as pessoas que moram em prédios muito altos sentirem os tremores”.

Outro facilitador para a percepção das pessoas, de acordo com o professor, foi o horário em que aconteceu o evento de magnitude 3.5: às 0h30.

“Foi num horário bem no começo da madrugada. Geralmente as pessoas estão recolhidas, os ruídos ambientais de tráfego, de circulação de pessoas é praticamente inexistente, então as pessoas estão com a percepção mais aguçada para sentir esses eventos“.

Tremor pode ser ouvido

Muitos moradores da Grande Natal relataram ter ouvido um estrondo antes do tremor. E o professor Aderson Nascimento diz que isso é possível.

“O evento foi há pouco mais de 20 km do litoral de Touros. Então naquelas praias todas do litoral Norte, as pessoas devem ter sentido, porque elas já estavam numa distância bem menor. E eles certamente devem ter escutado também, o que é natural. A gente conhece também relatos de quando os eventos ocorrem no interior do continente, as pessoas às vezes escutarem, além de sentirem a vibração”, diz.

“Como eles estão mais próximos do epicentro, eles devem ter sentido com maior intensidade essas vibrações do que pessoas que estavam aqui em Natal por exemplo. Você geralmente só escuta eventos menores se você estiver bem próximo a eles. E foi o caso dessas pessoas”.

Ele cita inclusive que em Touros, alguns moradores relataram dois tremores – um deles ocorreu 20 minutos antes do mais forte (3.5) e foi de 3.0 de magnitude. Esse último não foi sentido em Natal, pela distância.

“Teve um outro evento de magnitude 3.0 que as pessoas devem ter sentido também, quem estava próximo. Em Natal, talvez não. Mas algumas pessoas em Touros relatam dois eventos”, cita.

Monitoramento e Falha de Samambaia

O professor Aderson Nascimento explica ainda que não é possível saber como essas falhas vão evoluir. Por isso, é necessário monitoramento. “Como essas falhas vão desenvolver ou evoluir, a gente não tem como saber. Então, por isso que o monitoramento é uma ferramenta importantíssima”, explica.

Sobre a reativação dessa falha, ele diz é preciso “continuar o monitoramento para ter uma ideia maior de qual é a extensão, a dimensão dela”, além de “algum tipo de metodologia que permita dizer a profundidade desses eventos”.

Ele disse ainda que não dá para afirmar que há uma possível relação dessa falha como a Falha de Samambaia, considerada a maior falha geológica do Brasil, com 38 km de comprimento por cerca de 4 km de largura e que atravessa os municípios de Parazinho, João Câmara, Poço Branco e Bento Fernandes. A profundidade dela varia entre 1 e 9 km

“Pra poder dizer que isso é uma extensão da falha, é perigoso, a gente tem poucos eventos, a gente precisaria fazer esse trabalho mais apurado de determinação dos epicentros. É uma hipótese. Nos trabalhos científicos, as hipóteses tem que ser levadas em conta, mas tem que ter o aval e o suporte de observações. Por enquanto, nós não temos observações suficientes pra afirmar que é. É uma hipótese que precisa ser testada”

Fonte: G1 RN

Continuar lendo CINCO TREMORES DE TERRA FORAM REGISTRADOS NO LITORAL DO RN NA MADRUGADA DESTE DOMINGO (25)

PROJETO “GALINHOS TERRITÓRIO SEGURO E SUSTENTÁVEL” É APRESENTADO PELO GOVERNO DO RN

Governo apresenta estudo para tornar Galinhos o primeiro território turístico seguro e sustentável no RN

17 jun 2021

De forma inédita, o Governo do Rio Grande do Norte apresentou o projeto Galinhos: Território Seguro e Sustentável. O estudo faz parte de iniciativa das Secretarias de Estado de Saúde Pública (SESAP) e Turismo (SETUR), em parceria com a Prefeitura de Galinhos e Universidade Federal do RN, e vai desenvolver ações para o turismo como vetor de desenvolvimento sustentável do município, incluindo o distrito de Galos e assentamento Pirangi.

O município de Galinhos, situado na microrregião de Macau e distante 166 km da capital, tem grande potencial e é um dos mais importantes destinos turísticos da região, tendo o turismo como principal fonte econômica. A escolha para o projeto piloto se deve à facilidade de implantação em destino turístico de pequeno porte com baixo número de habitantes, para atingir as ações estratégicas programadas nos eixos pré-estabelecidos no projeto — turístico econômico, epidemiológico sanitário e ambiental social.

A governadora Fátima Bezerra aprovou e se mostrou entusiasmada com a apresentação. “É um projeto pioneiro e muito importante para os moradores e empresários do município, principalmente por carregar responsabilidade social, tão indispensável atualmente. A escolha dos eixos para estudo, a parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte e a preocupação com o momento delicado vivenciado com a pandemia são fundamentais. Afinal, esse cenário não acabou”, observou.

Para o prefeito de Galinhos, Francinado Silva da Cruz, a iniciativa vem complementar o trabalho da gestão municipal. “Galinhos é um diamante bruto que precisava ser lapidado. Com a parceria do Estado, através da Sesap e também da secretaria de Turismo, certamente dias melhores estão por vir. No início da pandemia, foi difícil ter de fechar tudo para conter o avanço da doença. Hoje o setor volta aos poucos”, explicou Irmão Naldo, como é conhecido no município.

No eixo epidemiológico sanitário um dos objetivos descritos no projeto é estabelecer o controle epidemiológico por meio de testagem de todas as pessoas internas e externas à comunidade que pedirem para entrar em Galinhos. Já o eixo turismo econômico tem como um dos objetivos aperfeiçoar e diversificar as experiências proporcionadas ao turista, de modo a incrementar os negócios de forma sustentável e responsável. Entre as ações previstas no eixo ambiental social, avaliar e orientar a disponibilidade de água doce na região é um dos objetivos do projeto, visto que não foi identificado nenhum tipo de controle com relação aos aquíferos presentes na península.

O lançamento, que aconteceu no auditório da Governadoria contou com presença da governadora, a professora Fátima Bezerra, de representantes da SESAP, SETUR, Idema e SETHAS, e representantes do trade turístico, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do município de Galinhos.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo PROJETO “GALINHOS TERRITÓRIO SEGURO E SUSTENTÁVEL” É APRESENTADO PELO GOVERNO DO RN

PRIMEIRO GESTOR ESTADUAL A DEPOR NA CPI DA PANDEMIA SERÁ O GOVERNADOR DO AMAZONAS WILSOM LIMA

Lima, do AM, será 1º governador a depor na CPI da Pandemia; veja calendário

Governadores do Pará, Helder Barbalho (MDB), e do Piauí, Wellington Dias (PT), também já têm data para falar aos senadores

Da CNN, em São Paulo

27 de maio de 2021 às 18:07

Lima, do AM, será 1º governador a depor na CPI da Pandemia; veja calendário

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), será o primeiro gestor estadual a prestar depoimento na CPI da Pandemia no Senado. A CNN teve acesso ao calendário das próximas oitivas da comissão.

Lima depõe aos senadores daqui a um mês, no dia 29 de junho. Ao todo, a CPI da Pandemia convocou nove governadores e um ex-governador de estados onde foram instauradas investigações a respeito do uso de recursos federais destinados ao combate à Covid-19.

No caso de Wilson Lima, além das investigações, pesava o fato de o requerimento de abertura da CPI prever a apuração sobre as causas do colapso no sistema de saúde do Amazonas em janeiro. Além do governador, o secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, será ouvido. Ele depõe no dia 15.

No dia 16, o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) também será ouvido. A CPI decidiu dispensar, ao menos neste momento, o depoimento do atual governador Cláudio Castro (PL), que não estava à frente do estado no momento dos fatos investigados.

Além de Lima, os governadores do Pará, Helder Barbalho (MDB), e do Piauí, Wellington Dias (PT), já têm data para depor. Barbalho fala à comissão em 30 de junho, enquanto Wellington, presidente do Consórcio Nordeste, fala em 1º de julho.

Os demais seis chefes de executivo estadual ainda não tem data para falar. São eles os governadores de Roraima, Antonio Denarium (PSL); de Rondônia, Marcos Rocha (PSL); de Tocantins, Mauro Carlesse (PSL); de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL); do Amapá, Waldez Goés (PDT); e do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

A inclusão de governadores na CPI da Pandemia tem como objetivo apurar a aplicação de recursos federais repassados aos estados para o combate à Covid-19.

Calendário da CPI

Ao ouvir os próximos depoimentos na CPI, os membros da comissão podem julgar necessário fazer alterações na ordem das oitivas subsequentes, que, até o momento, estão acordadas entre os senadores da seguinte forma:

Dia 1/06
– Nise Yamaguchi – médica oncologista e imunologista;

Dia 2/06
– Clóvis Arns da Cunha – Professor de Infectologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia

–  Zeliete Zambom, Médica de Família e Comunidade, Professora da Faculdade de Medicina São Leopoldo Mandic e Presidente Sociedade Brasileira Medicina de Família e Comunidade

– Dr. Francisco Eduardo Cardoso Alves, especialista em Infectologia pelo Emílio Ribas (SES/SP)

– Dr. Paulo Porto de Melo, médico neurocirurgião.

Dia 8/06
– Nísia Trindade -Presidente da Fiocuz

Dia 9/06
– Élcio Franco -Ex-secretário executivo do Ministério da Saúde

Dia 10/06
– Marcos Eraldo Arnoud Marques (Markinhos Show), assessor especial no Ministério da Saúde.

Dia 11/06
– Cláudio Maierovich, médico sanitarista e ex-presidente Anvisa e da Fiocruz

– Nathália Pasternak, microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP)

Dia 15/06
– Marcellus Campelo – Secretário de Saúde do Amazonas

Dia 16/06
– Wilson Witzel, ex-governador do Estado do Rio de Janeiro

Dia 17/06
– Carlos Wizard – Empresário

Dia 22/06
– Filipe G. Martins, Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais

Dia 23/06
– Presidente do Instituto Gamaleya (Vacina Sputnick)

Dia 24/06
– Jurema Werneck, Representante do Movimento Alerta (CONVITE)

Dia 29/06
– Wilson Lima, governador do estado do Amazonas

Dia 30/06
– Helder Barbalho, governador do estado do Pará

Dia 1/07
– Wellington Dias, governador do estado do Piauí

Fonte: CNN

Continuar lendo PRIMEIRO GESTOR ESTADUAL A DEPOR NA CPI DA PANDEMIA SERÁ O GOVERNADOR DO AMAZONAS WILSOM LIMA

CPI DA COVID TERÁ O GOVERNO FEDERAL COM SEU PRIMEIRO FOCO DE INQUÉRITO, AFIRMA SENADORES

CPI vai partir da investigação sobre o governo federal, afirmam senadores

Cúpula da CPI da Pandemia quer evitar que investigação fique sem foco

Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo

Atualizado 29 de abril de 2021 às 19:36

CPI vai partir da investigação sobre o governo federal, afirmam senadores

Os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), respectivamente o relator e o vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, informaram nesta quinta-feira (29) o plano de trabalho da investigação, que terá o governo federal como seu primeiro foco do inquérito.

Calheiros e Randolfe afirmaram que a decisão está lastreada no despacho que deu início à CPI, assinado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). De acordo com os senadores, esse documento justifica que a CPI parta da apuração sobre a conduta federal e avance para estados e municípios diante de “fatos conexos” e da destinação de verbas federais.

“O plano foi construído a partir do despacho do senador Rodrigo Pacheco, os termos são os termos do despacho que diz ‘determina-se a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito nos termos do requerimento do senador Randolfe Rodrigues para investigar ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19, notadamente os acontecimentos de Manaus, no Amazonas, e com os fatos conexos em relação a transferências de recursos federais'”, citou, de cabeça, o senador Randolfe Rodrigues.

Assim, ainda na sessão desta quinta-feira, a CPI decidiu convocar para prestar depoimentos o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e seus antecessores.

Aliado do governo federal, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) chegou a discutir com Renan Calheiros na sessão desta quinta-feira. O senador por Rondônia reclamou que a CPI não poderia ficar circunscrita aos requerimentos do relator, mas que deveria abarcar também sugestões dos outros integrantes.

Calheiros e Rodrigues disseram temer pela dispersão do foco da CPI, e afirmaram que o plano de trabalho é tão somente um “roteiro”. Afirmaram também que os próximos requerimentos serão apreciados sem distinção política e que deve prevalecer “a busca pela verdade”.

“Na medida que nós caminhamos, os requerimentos darão os parâmetros da própria investigação”, disse o relator da CPI.

Renan Calheiros também afirmou que, a partir dos termos do despacho do presidente do Senado, a CPI vai investigar não só os repasses da União a estados e municípios, mas também os critérios destes repasses, isto é, se os recursos foram distribuídos a partir de critérios técnicos.

Subrelatorias

Questionado sobre a possibilidade de criação de subrelatorias na CPI da Pandemia, Randolfe Rodrigues disse que o modelo será decidido pela maioria dos senadores que compõem a CPI, mas afirmou que o modelo de subrelatorias é “uma faculdade” e disse que a maioria das CPIs das quais ele mesmo participou não aderiram ao formato.

“Se for necessário criar, as subrelatorias existirão na medida das suas necessidades. O problema da subrelatoria é uma ficção, houve uma tentativa para a dispersão do foco da CPI”, disse Randolfe.

Requerimentos e convocações aprovadas

Nesta quinta-feira, a CPI da Pandemia aprovou nesta quinta-feira (29) a convocação dos ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do atual comandante da pasta, Marcelo Queiroga, para serem ouvidos na comissão na próxima semana.

Mandetta e Teich participarão como testemunhas na terça-feira (4). Na quarta-feira (5), será a vez do general Eduardo Pazuello. Já na quinta-feira (6), serão ouvidos Queiroga e o atual presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, cuja convocação também foi aprovada pelos senadores.

Além das 5 testemunhas, os senadores também aprovaram 6 requerimentos de informação apresentados pelo relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL). A CPI vai pedir ao governo federal todas as informações sobre processos administrativos de contratação e demais tratativas relacionadas às aquisições vacinas e insumos.

Renan também solicitou toda regulamentação do governo federal no âmbito da lei 13.979, das medidas de enfrentamento da pandemia, todos os registros de ações e documentos do governo sobre medicamentos sem eficácia comprovada e tratamento precoces, inclusive indicados em aplicativos e documentos, além de atos normativos de estratégias e campanhas de comunicação do governo federal e do Ministério da Saúde.

Estão na lista de informações pedidas também o que se refere aos contratos, convênios e ajustes da União que resultaram em transferência de recursos para estados e capitais.

Continuar lendo CPI DA COVID TERÁ O GOVERNO FEDERAL COM SEU PRIMEIRO FOCO DE INQUÉRITO, AFIRMA SENADORES

AÇÕES DO PACTO NACIONAL DOS DIREITOS DE PESSOA IDOSA É IMPLEMENTADA NO RN

RN é primeiro no Brasil a implementar ações do Pacto Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

28 abr 2021

Programa Felicidade do Idoso

O Rio Grande do Norte é o primeiro estado do Brasil a executar as ações previstas no Pacto Nacional de Implementação dos Direitos da Pessoa Idosa com a realização da Reunião de Sensibilização de Adesão Municipal iniciada nesta segunda-feira (26)  com os territórios Mato Grande, Trairi e Seridó.

As reuniões prosseguem hoje com os territórios Terras Potiguaras,  Potengi e Agreste e Litoral Sul, e amanhã com os territórios Alto Oeste, Sertão Apodi, Açu/Mossoró, e Sertão Central e Litoral Norte a partir das 13h.

Na abertura das reuniões nesta segunda-feira, o presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Antônio Costa, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, idealizador do Pacto, explicou que pretende enviar uma circular aos demais estados do Brasil sugerindo que adotem o modelo de implementação do Governo do RN.

A secretária de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), Iris Oliveira, disse que o objetivo das reuniões é apresentar aos municípios do Rio Grande do Norte, o Pacto juntamente com a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. O Governo do Estado, assinalou a secretária, que sensibilizar os municípios sobre a importância da adesão ao  Pacto “considerando que esta ação reforça o processo de qualificação e aprimoramento da Política da Pessoa Idosa”.

O RN aderiu ao Pacto na abertura do I Seminário de Envelhecimento promovido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDEPI/RN), dia 30 de março de 2021. “Nos comprometemos a atuar junto aos municípios para criação, ativação e capacitação dos conselhos municipais em todo Estado”, frisou a secretária.

O presidente do CEDEPI, Gustavo Brito, destacou a parceria da atual gestão estadual com o Conselho e reforçou a necessidade dos municípios aderirem ao Pacto também como forma de obtenção de recursos para investimento em ações voltadas à melhoria da qualidade de vida da pessoa idosa.

Desde que assumiu, o Governo Fátima Bezerra promoveu várias ações por meio da Sethas voltadas para a pessoa idosa como a organização da V Conferência Estadual dos direitos da pessoa idosa em 2019 em parceria com o CEDEPI. Também elaborou o diagnóstico das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) não governamentais com a realização de visitas técnicas a todas elas.
A Sethas também publicou a Cartilha – Proteção social da pessoa idosa no Sistema único de Assistência Social em 2020 em alusão à data “15 de Junho”, por ser reconhecida como o Dia Mundial de sensibilização da sociedade civil para a Luta Contra a Violência à Pessoa Idosa.

Também realizou em parceria com o CEDEPI o Seminário sobre a violência Contra a pessoa idosa – IFRN 2019, e destinou ações do Programa RN Chega Junto com distribuição de 960 cestas básicas para 32 ILPIs Filantrópicas, máscaras, álcool em gel e distribuição de leite e bebidas lácteas. Também houve Reuniões Territoriais em parceria com a SESAP, com gestores da saúde, da Assistência Social e representantes das ILPIs para alinhamento de ações conjuntas na garantia da proteção idosa durante a Pandemia.

Iris Oliveira também destacou como ações a publicação de edital para 32 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) dentro do Programa do RN Chega Junto. Treze foram selecionadas com destinação de apoio financeiro para o fortalecimento de ações de acolhimento aos idosos do Estado.

Continuar lendo AÇÕES DO PACTO NACIONAL DOS DIREITOS DE PESSOA IDOSA É IMPLEMENTADA NO RN

NO CHILE, APENAS HOMENS RECEBERÃO A VACINA DO PRIMEIRO LOTE DE OXFORD QUE CHEGOU AO PAÍS

Chile recebe as primeiras vacinas de Oxford e aplicará só em homens

Lote foi enviado pelo convênio Covax e não será administrado em mulheres pelo risco de formação de coágulos no sangue

INTERNACIONAL

 Da AFP

Governo chileno recebe primeiro lote de vacinas de Oxford nesta sexta-feira (23)

AFP/MINSAL

O Chile recebeu nesta sexta-feira (23) o primeiro lote de vacinas de Oxford contra a covid-19, que serão aplicadas apenas em homens, por recomendação de sua agência de saúde.

A remessa, com 158,4 mil doses, foi recebida pelo ministro da Saúde, Enrique Paris. “É a primeira vacina que chega pelo convênio Covax”, da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou o ministro.

Chile: veterinários são acusados de usar vacina canina em 75 pessoas

O Chile é um dos países que avança mais rápido no processo de vacinação. Cerca de 7,9 milhões de pessoas foram imunizadas com pelo menos uma dose em uma população total de 19 milhões.

A vacina de Oxford vem gerando controvérsias, principalmente na Europa, devido aos temores gerados pelos raros casos de coágulos sanguíneos detectados, em especial em mulheres.

Nesta sexta-feira, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse que uma revisão que realizou da vacina mostrou que seus benefícios aumentam com a idade e que superam os riscos.

Na semana passada, o Instituto de Saúde Pública (ISP) do Chile, que em janeiro concedeu autorização de emergência para essa vacina, recomendou seu uso em mulheres com mais de 55 anos e em homens acima dos 18.

Com base nessa recomendação, a subsecretária de Saúde, Paula Daza, anunciou nesta sexta que “todos os homens que aderirem ao calendário a partir da próxima semana receberão a vacina de Oxford. Ela será administrada apenas em homens”.

A segunda dose será administrada 12 semanas após a primeira.

Enquanto isso, o ministro da Saúde afirmou que a pasta estuda incluir gestantes no programa de vacinação. “Começará o mais rápido possível, quando tivermos todas as informações científicas”, disse.

Para as gestantes, será escolhida a vacina da Pfizer, que também é aplicada no Chile em conjunto com a CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac, acrescentou Paris.

Fonte: R7

Continuar lendo NO CHILE, APENAS HOMENS RECEBERÃO A VACINA DO PRIMEIRO LOTE DE OXFORD QUE CHEGOU AO PAÍS

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO INAUGURA O PRIMEIRO RESORT PARA PETS NO RN

Bom pra cachorro: primeiro resort para pets do RN é inaugurado em São Miguel do Gostoso, com opções de lazer que vão de piscinas a “cãominhadas

22 abr 2021

PRIMEIRO RESORT PARA PETS DO RN É INAUGURADO EM SÃO MIGUEL DO GOSTOSO – Hilneth Correia

A badalada praia de São Miguel do Gostoso é o primeiro destino turístico litorâneo do estado a ganhar um resort exclusivo para cachorros, no melhor estilo “pé” – ou melhor – “pata na areia”. O equipamento hoteleiro , denominado “Cãotinho Gostoso”, já em funcionamento, foi idealizado pelo casal de publicitários Keila e Suzano Motta, mas são os filhos que vão administrar. O resort, encravado numa área de 500 M², a beira mar da praia do Cardeiro, reúne comodidades capazes de causar inveja a muitos humanos, pois é composto por 14 unidades habitacionais individuais e 03 coletivas, emolduradas por um lindo gramado verde e areias brancas.

Opções de lazer para os pets não faltam: piscina molhada, piscina de bolinhas, circuito de brinquedos com pontes e túneis, “cãominhadas” na praia ou lagoa, caçada ao tesouro e beach soccer são alguns dos atrativos e entretenimentos que vai fazer os pets viverem momentos únicos.

FONTE: Assessoria de imprensa do “Cãotinho Gostoso:

As acomodações do hotel resort oferecem vários tipos e tamanhos de camas e os apartamentos são ambientados com brinquedos diversos. Outros serviços serão disponibilizados para conforto e bem estar dos animais, tais como espaço para festas e aniversários, banho e tosa, day use, day care, petshop e, em breve, restaurante e lojinha de souvenir.

O resort canino tem parceria com meios de hospedagens tradicionais daquele litoral. “O Resort vem atender a demanda reprimida de visitantes e turistas que não encontravam pousadas e hotéis que aceitassem pets e que agora vão se tornar ‘pet friendly’, em parceria com o “Cãotinho Gostoso”, explica o futuro veterinário Lucas Motta.

Além da originalidade e detalhes diferenciados, o “Cãotinho Gostoso” dispõe de uma equipe de profissionais treinada e qualificada. Além de serviço de hospedagem e recreação, oferece também banho e tosa para os “filhos” de 04 patas.

“Por ser a beira mar e em Gostoso, praia dos ventos, o resort é arejado e dividido por três amplos espaços para separar os cães, quando necessário, por tamanho e comportamento, nas diversas atividades e brincadeiras pet”, complementa o estudante Artur Motta.

Continuar lendo SÃO MIGUEL DO GOSTOSO INAUGURA O PRIMEIRO RESORT PARA PETS NO RN

EM NATAL, PREÇO DA CESTA BÁSICA TEVE AUMENTO DE 4% NO PRIMEIRO TRIMESTRE

Por G1 RN

 

Preço subiu nos produtos em Natal — Foto: Reprodução/TV GazetaPreço subiu nos produtos em Natal — Foto: Reprodução/TV Gazeta

O preço da cesta básica subiu 4% no primeiro trimestre de 2021 em Natal. É o que aponta a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, que foi publicada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) nesta quinta-feira (8).

Esse é o segundo maior aumento entre as 17 capitais do país que integram a pesquisa. Apenas Curitiba, com um aumento de 6,8%, teve um crescimento maior no preço. Aracaju (3,4%), Belém (2,9%) e Florianópolis (2,7%) também tiveram alta. A maior queda foi de Campo Grande, com -4%.

No mês de março, o preço também aumentou na capital potiguar: 2,8%. Outras quatro capitais também sofreram aumento neste período, enquanto 12 tiveram redução.

Segundo o Dieese, o preço médio da cesta básica em Natal no mês de março foi de R$ 477,56, o quarto menor entre as 17 capitais pesquisadas. Apenas Aracaju (R$ 468,79), Recife (R$ 461,33), Salvador (R$ 461,28).

Em 12 meses, o aumento é de 12,1% na capital potiguar. No mesmo mês do ano passado, a cesta básica custava em média R$ 419,77.

Apesar do aumento, a capital registrou queda de 4,59% no preço do óleo de soja.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo EM NATAL, PREÇO DA CESTA BÁSICA TEVE AUMENTO DE 4% NO PRIMEIRO TRIMESTRE

PACIENTE DE 90 ANOS EM NOVA YORK É O PRIMEIRO CASO DE VARIANTE BRASILEIRA NO ESTADO

NY anuncia primeiro caso de variante brasileira de coronavírus

Governador Andrew Cuomo anunciou que vírus foi detectado em paciente de 90 anos e sem histórico de viagens

INTERNACIONAL 

Karla Dunder, do R7

Andrew Cuomo, governador de NY, anuncia variante brasileira do coronavírus no estadoAndrew Cuomo, governador de NY, anuncia variante brasileira do coronavírus no estadoPETER FOLEY/EFE/ 27.03.2020

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou no sábado (20) o primeiro caso da P1, conhecida como variante brasileira de coronavírus no estado. O caso foi identificado por especialistas do hospital Monte Sinai e depois confirmado pelo departamento de saúde.

De acordo com o anúncio do governador, a variante foi encontrada em uma pessoa de 90 anos, que não teve a identidade revelada, moradora do Brooklyn e sem históricos de viagens recentes. Ainda não se sabe como contraiu essa variante do vírus.

“A detecção da variante brasileira aqui em Nova York reforça ainda mais a importância de tomar todas as medidas adequadas para continuar a proteger sua saúde”, escreveu o governador no comunicado. “Embora seja normal que um vírus sofra mutação, a melhor maneira de se proteger é continuar a usar uma máscara bem ajustada, evitar grandes multidões, distância social, lavar as mãos e ser vacinado quando for sua vez”.

A “variante brasileira” foi detectada pela primeira vez nos Estados Unidos no dia 25 de janeiro, no Minnesota. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, estão em análise atualmente 48 casos nos Estados Unidos. Desde maio de 2020 os brasileiros ou pessoas que estiveram no país não estão autorizadas a entrar no país.

A P1 foi designada como “preocupante”, o que significa que há evidências de ser mais transmissível, causar doenças mais graves e potencial de redução da eficácia de tratamentos ou vacinas.

Fonte: R7

Continuar lendo PACIENTE DE 90 ANOS EM NOVA YORK É O PRIMEIRO CASO DE VARIANTE BRASILEIRA NO ESTADO

PEC EMERGENCIAL É APROVADA EM PRIMEIRO TURNO PELA CÂMARA

Câmara aprova PEC Emergencial em primeiro turno

O texto ainda precisa ser aprovado em segundo turno, novamente por três quintos dos membros, antes de ser promulgado pelas Mesas da Câmara e do Senado

Sinara Peixoto, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 10 de março de 2021 às 05:16

Câmara aprova PEC Emergencial em primeiro turno

Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira (10), em 1º turno, a proposta de emenda à Constituição 186/19, chamada também de PEC Emergencial. O texto ainda precisa ser aprovado em 2º turno, novamente por três quintos dos deputados, antes de ser promulgado pelas Mesas da Câmara e do Senado.

Foram 341 votos a favor e 121 votos contra o parecer do relator, deputado Daniel Freitas (PSL-SC), que recomendou a aprovação sem mudanças do texto vindo do Senado na semana passada. Houve 10 abstenções.

Em sessão marcada para as 10 horas desta quarta-feira (10), os deputados vão analisar 10 destaques apresentados ao texto na tentativa de mudar trechos da PEC. A maior parte deles, de partidos de oposição, pretende diminuir as restrições fiscais impostas e retirar o limite de R$ 44 bilhões para pagar o auxílio emergencial.

A PEC prevê a recriação do auxílio em troca de medidas de rigidez fiscal. Com esse aumento de gastos públicos, o governo terá de cortar outros custos, em alguns casos, de forma permanente.

O texto aprovado é resultado da fusão de três PECs enviadas pelo governo federal no fim de 2019: a proposta que reformula o Pacto Federativo, a PEC Emergencial original e a PEC que desvincula o dinheiro de fundos públicos.

Por falta de consenso, alguns pontos mais polêmicos ficaram de fora, como a retirada dos pisos constitucionais para gastos em saúde e educação.

O fim dos repasses de 28% da arrecadação do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também foi excluído do texto votado.

A redução de até 25% dos salários dos servidores com redução proporcional de jornada, o pagamento de abono salarial abaixo do mínimo e a desvinculação de diversos benefícios da inflação, que chegaram a ser discutidos no Senado, não entraram na proposta final.

Em troca das medidas de ajuste, o texto autoriza a destinação de R$ 44 bilhões para a recriação do auxílio emergencial, benefício social que atendeu às famílias mais afetadas pela pandemia de Covid-19, com créditos extraordinários do Orçamento, que ficam fora do teto de gastos.

Uma cláusula de calamidade pública incluída na PEC permitiu que os custos com o novo programa sejam excluídos da regra de ouro (espécie de teto de endividamento público para financiar gastos correntes) e da meta de déficit primário, que neste ano está fixada em R$ 247,1 bilhões.

A concessão de uma nova rodada do auxílio emergencial depende de uma medida provisória com as novas regras do benefício. O valor de cada parcela não está definido.

Fonte: CNN

Continuar lendo PEC EMERGENCIAL É APROVADA EM PRIMEIRO TURNO PELA CÂMARA

PRIMEIRO DIA DE DANIEL SILVEIRA NA PRISÃO É MARCADO POR CONFUSÃO, BRIGAS E REGALIAS

Confusões, improvisos e regalias marcam 1º dia de Daniel Silveira na prisão

Pedro Duran, da CNN, no Rio de Janeiro

Atualizado 17 de fevereiro de 2021 às 22:34

Deputado Daniel Silveira é preso no Rio de JaneiroDeputado Daniel Silveira foi preso na noite de terça-feiraFoto: BETINHO CASAS NOVAS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) vai passar a segunda madrugada na prisão em uma sala na área de alojamento dos policiais federais, na superintendência da PF no Rio de Janeiro. Ao longo dessa Quarta-Feira de Cinzas (17) ele recebeu a visita de deputados das bancadas estadual e federal do PSL, como a Major Fabiana, colega de Silveira na Câmara.

Deputados e advogados que quiseram visitar o parlamentar tiveram acesso à sala adaptada. Silveira não está algemado e pode comer o que é levado pela defesa. Por isso, durante a madrugada de quarta-feira, jantou pizza e, no almoço, comeu bife, batatas fritas, arroz e feijão.

O parlamentar está sem o telefone celular, mas a assessoria dele segue fazendo postagens em seu nome nas redes sociais.

Confusão no IML

Antes da chegada à Polícia Federal, Silveira discutiu com uma funcionária do IML que exigia que ele usasse máscara de proteção.

“Aqui dentro não tem dispensa, tem que usar a máscara”, disse a funcionária. “E se eu não quiser botar? Se a senhora falar mais uma vez eu não boto”, reagiu ele. As imagens o mostram colocando a máscara depois, mas deixando o nariz descoberto.

A defesa de Daniel Silveira alegou que ele tinha um problema de saúde que o dispensava de usar a máscara, amparado por um laudo médico, mas não quis dizer qual era a doença do parlamentar e também não apresentou o documento.

Briga na porta da PF

Depois de uma troca de provocações, um homem que carregava a placa da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 2018, foi agredido por apoiadores de Daniel Silveira.

O homem, que vestia a camisa do Brasil, teve a placa de Marielle arrancada das mãos e atirada para longe por apoiadores do deputado.

Ele correu atrás da placa, mas foi empurrado e levou chutes no chão, além de uma gravata. Depois, outros manifestantes pró-Silveira entraram no meio e separaram a briga.

O homem que segurava a placa estava com um dos pés enfaixado e usou a muleta para tentar se defender. Mais tarde, a Polícia Militar chegou ao local.

Insultos a jornalistas

Repórteres e cinegrafistas que cobriam a movimentação de autoridades na Superintendência da Polícia Federal foram insultados por apoiadores do deputado, que gritaram palavras de ordem e xingaram parte dos profissionais durante e depois das entradas ao vivo.

Uma das repórteres precisou ser acompanhada até o carro de reportagem por agentes da PF sob gritos de “imunda” e “mentirosa”.

Audiência de custódia

Daniel Silveira passará por audiência de custódia por videoconferência às 14h30 desta quinta-feira (18). A condução será de Airton Vieira, juiz auxiliar do ministro Alexandre de Moraes. A tendência é que Silveira não precise se deslocar da sede da Polícia Federal e permaneça preso.

Nesse tipo de audiência, realizada em via de regra até 24 horas após a prisão em flagrante, o preso é questionado sobre eventuais torturas no ato da prisão e a atitude dos policiais que o conduziram. O juiz não entra no mérito da acusação em si, mas avalia a legalidade da prisão.

O advogado do deputado Daniel Silveira, André Rios, disse que ele confia que a Câmara autorize a saída dele da prisão e que o destino de Silveira pode abrir um precedente perigoso. “O deputado tá bem tranquilo quanto a sua postura, quanto aos seus posicionamentos”, afirmou.

“É uma prisão totalmente ilegal, no meu entender. É um capítulo nefasto da história do Brasil e do nosso ordenamento jurídico. Eu espero que, dentro de poucas horas, a Câmara dos Deputados reveja essa questão. Está criando um precedente perigoso no Brasil”, disse o advogado.

Continuar lendo PRIMEIRO DIA DE DANIEL SILVEIRA NA PRISÃO É MARCADO POR CONFUSÃO, BRIGAS E REGALIAS

PRIMEIRO MINISTRO DA ITÁLIA RENUNCIOU AO CARGO EM MEIO À PANDEMIA

Entenda a crise política na Itália que levou à renúncia do premiê

Giuseppe Conte perdeu maioria no Senado e tenta formar coalisão para 3º governo. Enquanto isso, outros partidos almejam cargo

INTERNACIONAL

Giovanna Orlando, do R7

Giuseppe Conte renunciou ao cargo de primeiro-ministro em meio à pandemia de covid-19 na Itália
YARA NARDI/REUTERS – 19.1.2020

No meio de uma pandemia e um entrave para conseguir vacinas, a Itália entrou também em uma crise política. Na última terça-feira (26), o primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou que renunciava ao cargo e agora atua como premiê interino do país, enquanto busca uma nova base de apoio no Parlamento para voltar a governar.

“O premiê só é premiê pelo apoio que ele tem no Parlamento e no Senado”, resume o professor de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP), Kai Enno Lehmann.

Conte perdeu na semana passada o apoio do Senado italiano depois que o ex-premiê, Matteo Renzi, deixou a coalizão, que garantia maioria absoluta ao primeiro-ministro, por não concordar com a forma como o governo italiano está gerenciando a pandemia e a recessão econômica.

A covid-19 afetou governos, economias e a popularidade de líderes antes queridos pelo mundo, mas Conte havia conseguido se manter estável durante a primeira onda no país. Segundo o professor, a aprovação do premiê chegava a 70%, com discursos sobre a importância do isolamento e distanciamento social e fechamento de comércio não essencial, mas “é difícil sustentar esse discurso por meses”, analisa.

Com uma pandemia que volta ainda pior em novas ondas, a população passou a exigir mais do governo. Atualmente, o país enfrenta imbróglios para conseguir vacinas e pretende processar a farmacêutica AstraZeneca por não entregar as doses prometidas.

Sem maioria, sem governo

Sem a maioria no Senado, Conte perdeu a governabilidade e as chances de aprovar projetos de lei.

Na Itália, não é incomum ouvir que primeiros-ministros renunciaram e tentaram reorganizar a base de apoio. E essa, inclusive, é a segunda vez que Conte faz isso. Em 2019, o premiê perdeu o apoio dos partidos de direita, com quem tinha uma coalizão, e renunciou. Ele voltou ao poder depois de conseguir formar uma maioria com partidos de centro e esquerda. Agora, ele precisa encontrar um caminho para voltar ao poder.

Autoridades na Itália alertam para possível ‘situação descontrolada

“O país tem um histórico de instabilidade entre primeiros-ministros, e apenas Silvio Berlusconi conseguiu terminar o mandato sem renunciar alguma vez desde a Segunda Guerra Mundial”, elucida o professor. Em todos os outros mandatos houve algum tipo de instabilidade que forçou os mandatários a renunciarem.

Até 1994, a Itália tinha um partido comunista muito popular, mas nenhuma sigla queria entrar em coalizão com eles. Com isso, para encontrar uma maioria eram formadas alianças com partidos menores ou o partido cristão democrata em troca de favores, cargos e privilégios, o que criou um sistema instável no país.

Mesmo com reformas políticas, institucionais e no sistema eleitoral, esse sistema continua vigente e a instabilidade nunca foi vencida. “Você pode mudar o sistema, mas quem já está dentro continua sendo quem já era”, diz o professor.

Como fica a Itália?

Conte continua trabalhando como premiê interino, mas não tem poder para tomar decisões que precisem ser votadas. Ele continua buscando apoio para conseguir uma maioria no Senado, o que não deve ser uma tarefa tão difícil, aponta o especialista.

“Ele tem os argumentos, é só usar”, diz. E, de fato, Conte pode tentar argumentar de vários lados para conseguir formar uma base.

De um lado, a pandemia não permite que o poder fique vacante tanto tempo, já que decisões precisam ser tomadas o tempo inteiro para garantir a estabilidade do poder, e a necessidade de negociar com empresas fabricantes de vacinas torna urgente a resolução da crise.

De outro lado, está a possibilidade de o presidente Sergio Mattarella convocar novas eleições caso uma solução interna não seja apresentada, e ninguém, nem os políticos e nem a população, querem uma eleição no momento.

Caso Conte falhe na tarefa de formar um novo governo com maioria no parlamento, “o presidente decide se dá outra chance ou se encarrega essa tarefa a outro político, ou se convoca novas eleições”, explica o especialista.

Até agora, Conte enfrenta dificuldades em organizar o terceiro governo, e Matteo Renzi, do Itália Viva, já está de olho no cargo, além de partidos como o antissemita Movimento 5 Estrelas e o centro-esquerdista Partido Democrático (PD), segundo a Ansa.

Fonte: R7
Continuar lendo PRIMEIRO MINISTRO DA ITÁLIA RENUNCIOU AO CARGO EM MEIO À PANDEMIA

DECISÕES DE TRUMP SÃO REVERTIDAS NO PRIMEIRO DIA DE MANDATO DE JOE BIDEN

Biden inicia mandato revertendo decisões do governo Trump

Presidente assinou decretos recolocando o país no Acordo de Paris e na OMS, tomando medidas contra covid-19, entre outros

INTERNACIONAL

 Do R7

Joe Biden assinou 17 decretos em seu primeiro dia de mandato

JIM LO SCALZO / EFE – 20.1.2021

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou nesta quarta-feira (20) decretos executivos para recolocar o país ao Acordo de Paris sobre Mudança Climática e impedi-lo de deixar a Organização Mundial da Saúde (OMS), revertendo duas das medidas mais controversas de seu antecessor, Donald Trump.

No Salão Oval da Casa Branca e usando uma máscara para proteção contra a covid-19, Biden assinou diante de câmeras seus primeiros 17 decretos: entre eles, um para ordenar aos americanos que usem máscara em todos os edifícios federais, outro para ajudar comunidades marginalizadas, e o terceiro para recolocar os EUA no Acordo de Paris.

“Esta terceira que vou assinar enquanto todos vocês estão aqui é um compromisso de que vamos nos reintegrar ao Acordo Climático de Paris a partir de hoje”, disse Biden aos jornalistas presentes.

Fonte:  R7
Continuar lendo DECISÕES DE TRUMP SÃO REVERTIDAS NO PRIMEIRO DIA DE MANDATO DE JOE BIDEN

EM ISRAEL, O PRIMEIRO MINISTRO BENJAMIN NETANYAHU FOI O PRIMEIRO A RECEBER VACINA CONTRA CORONAVIRUS

 

Primeiro-ministro de Israel recebe vacina contra o novo coronavírus

Benjamin Netanyahu foi o primeiro a se vacinar em seu país; a partir de amanhã, população de Israel também começará a ser imunizada

INTERNACIONAL

Da EFE

 

Benjamin Netanyahu foi o primeiro a receber a vacina contra covid em Israel

Amir Cohen/Reuters

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, foi o primeiro cidadão de seu país a ser vacinado contra o novo coronavírus. A partir deste domingo (20), a população israelense começará a ser imunizada também, a começar pelos profissionais de saúde.

“Este é um dia muito importante para o Estado de Israel”, afirmou o chefe de governo do país, antes de receber a vacina da Pfizer no hospital Sheba, perto de  Tel Aviv. Ele explicou, ainda, que a decisão de ser o primeiro cidadão a ser vacinado foi para servir de exemplo para a população.

Assim que tomou a vacina, Netanyahu disse: “Uma pequena injeção para um homem e um passo importante para a saúde de todos nós.”

Além do primeiro-ministro, um grupo de oficiais de Saúde, incluindo o ministro  Yuli Edelstein, também foram vacinados no mesmo hospital.

Dessa forma, Israel iniciou o processo de imunização de sua população, que deve começar neste domingo (20), quando os trabalhadores da área da saúde serão vacinados, assim como o presidente, Reuven Rivlin.

A partir de segunda-feira (21), as vacinas serão oferecidas também para os idosos que vivem em casas de repouso e seus cuidadores e maiores de 60 anos. Em seguida, serão vacinadas as pessoas com doenças crônicas preexistentes e, depois, o restante da população, exceto crianças, pessoas com alergias e aos que já superaram a covid-19.

Plano de imunização

Israel, com nove milhões de habitantes, conta com mais de 300 mil doses da vacina da Pfizer e prevê receber cerca de quatro milhões de novas doses até o final deste mês.

O plano de vacinação inclui a administração de 60 mil a 82 mil doses diárias, ainda que a mídia local tenha advertido sobre as dificuldades na distribuição das vacinas, o que poderia retardar o plano de imunização.

O coordenador nacional para a pandemia de Israel, Nachman Ash, disse neste sábado (19) que o processo de vacinação começará a mostrar resultados em alguns meses, por isso a população deve seguir respeitando as regras de isolamento social.

Além do acordo que estabeleceu com a Pfizer, Israel também tem acordos de obtenção da vacina contra o novo coronavírus de outros fabricantes, como a Moderna.

 

Continuar lendo EM ISRAEL, O PRIMEIRO MINISTRO BENJAMIN NETANYAHU FOI O PRIMEIRO A RECEBER VACINA CONTRA CORONAVIRUS

MACAPÁ REALIZA NESTE DOMINGO (6) 1º TURNO DAS ELEIÇÕES MUNNICIPAIS, QUE FOI ADIADA DEVIDO APAGÃO

Reta final de eleição em Macapá tem apagão, adiamento e influência de Alcolumbre

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

05 de dezembro de 2020 às 05:30

Três semanas depois das demais 5 mil cidades brasileiras, Macapá realiza neste domingo (6) o primeiro turno das eleições municipais, que foi adiado pela Justiça Eleitoral após o estado registrar um apagão de energia elétrica e uma situação de calamidade pública.

Os 292 mil eleitores de Macapá vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e 23 vereadores. Como a cidade tem mais de 200 mil votantes, pode ter uma votação em segundo turno, marcada para o dia 20 deste mês, caso nenhum dos dez concorrentes a prefeito supere 50% dos votos válidos.

A eleição na capital do Amapá acontece com contornos nacionais inéditos. Não só pelo longo apagão que durou dias e acionou autoridades de todos os poderes, mas também pelo fato de ser a primeira votação depois que o senador amapaense Davi Alcolumbre (DEM) assumiu a presidência do Senado.

 

Josiel Alcolumbre (DEM), irmão e suplente do presidente do Senado, é um dos dez candidatos a prefeito da cidade. O senador faz campanha pela eleição do irmão e se envolveu diretamente nas discussões sobre adiar ou não a votação diante do apagão.

Até a semana da data original do primeiro turno, os irmãos Alcolumbre defendiam a manutenção do pleito em 15 de novembro. A posição mudou depois que a falta de energia elétrica se estendeu e cresceram as tensões sociais na capital do Amapá.

Em entrevista a uma rádio do seu estado, Davi Alcolumbre afirmou que o irmão era “o maior prejudicado” pelo apagão. O senador argumenta que Josiel ficou vulnerável às críticas dos adversários por estar liderando as pesquisas no momento do adiamento.

Além do irmão Davi, Josiel também é o candidato apoiado pelo governador Waldez Góes (PDT) e pelo atual prefeito, Clécio Luís (sem partido).

Na outra ponta, um outro personagem nacional também se dedica ao pleito no estado. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da minoria no Senado, faz campanha pela eleição do ex-senador João Capiberibe, o Capi (PSB).

Os candidatos

Capi (PSB)
Vice: Rubem (Rede) / Frente Macapá Solidária (PSB e Rede)

Cirilo Fernandes (PRTB)
Vice: Lindemberg O Ceará (PRTB) / Sem coligação

Dr. Furlan (Cidadania)
Vice: Monica Penha (MDB) / De Coração por Macapá (Cidadania, MDB e PMN)

Gianfranco (PSTU)
Vice: Jairo (PSTU) / Sem coligação

Guaracy (PSL)
Vice: Didio (Patriota) / Deus, Pátria e Família (PSL e Patriota)

Haroldo Iram (PTC)
Vice: Moises Amaral (PTC) / Sem coligação

Josiel (DEM)
Vice: Silvana (Avante) / Macapá em Primeiro Lugar (DEM, Avante, PDT, PSC, PL, PV, PSDB, PSD, Solidariedade, Pros, Republicanos e PP)

Patrícia Ferraz (Podemos)
Vice: Ten. Juraci (Podemos) / Sem coligação

Paulo Lemos (PSOL)
Vice: Lorena Quintas (PCdoB) / Macapá para Todos Nós (PSOL e PCdoB)

Professor Marcos (PT)
Vice: Geovane (PT) / Sem coligação

Pesquisa

Pesquisa do instituto Ibope divulgada na quinta-feira (3) trouxe Josiel Alcolumbre (DEM) em primeiro lugar, com 28% das intenções de votos válidos.

O levantamento trouxe seis candidatos em segundo lugar, dentro do intervalo da margem de erro: Dr. Furlan (Cidadania), 14%; Patrícia Ferraz (Podemos) e Capi (PSB), 13%; Cirilo Fernandes (PRTB), 10%; Guaracy (PSL), 9%; e Paulo Lemos (PSOL), 7%.

Os candidatos Professor Marcos (PT) tem 3%, enquanto Haroldo Iram (PTC) e Gianfranco (PSTU) apareciam com 2% cada.

A pesquisa Ibope foi contratada pela Rede Amazônica e ouviu 602 eleitores entre os dias 1º e 3 de dezembro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. A identificação na Justiça Eleitoral é AP-01464/2020.

Apagão

O adiamento das eleições em Macapá foi definido pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, após o apagão elétrico no Amapá chegar ao 11º dia consecutivo, trazendo aumento da criminalidade e dificuldades logísticas adicionais para a realização do pleito.

Presidente do TRE do Amapá, o desembargador Rommel Araújo, conversou com a CNN e explicou que a decisão do adiamento foi feita para garantir a segurança do eleitor.

“Nós não poderíamos colocar em risco a segurança do eleitor por conta de situações alheias à vontade da Justiça Eleitoral, mas que surgiram em razão do apagão. De sorte que, com o adiamento das eleições, nós iremos trazer mais policiais para a capital e garantir o direito ao voto. Eu não vejo isso como qualquer tipo de prejuízo para estado do Amapá”, disse.

Continuar lendo MACAPÁ REALIZA NESTE DOMINGO (6) 1º TURNO DAS ELEIÇÕES MUNNICIPAIS, QUE FOI ADIADA DEVIDO APAGÃO

PEC DA EMENDA IMPOSITIVA É APROVADA EM PRIMEIRO TURNO POR DEPUTADOS DO RN

Por G1 RN

 

Sessão plenária da Assembleia Legislativa durante a pandemia — Foto: Eduardo MaiaSessão plenária da Assembleia Legislativa durante a pandemia — Foto: Eduardo Maia

Os deputados estaduais do Rio Grande do Norte aprovaram por unanimidade na sessão plenária desta terça-feira (1º) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Emenda Impositiva.

Essa PEC acrescenta o artigo 107-A à Constituição do RN e autoriza a transferência de recursos estaduais aos municípios mediante emenda ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA)

Na prática, a ela permite aos municípios receberem recursos sem a necessidade de firmar convênios.

A PEC é de autoria do deputado Tomba Farias (PSDB) e foi aprovada em primeiro turno de votação.

“Além de maior autonomia, os municípios poderão investir em obras de infraestrutura e as emendas individuais apresentadas na Lei Orçamentária Anual (LOA), poderão aportar recursos aos municípios através de transferências especiais”, disse o deputado.

O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), falou que a votação desta PEC foi acordada entre a oposição e a bancada governista antes mesmo da votação da Reforma da Previdência, e pediu celeridade para a votação em segundo turno já na sessão plenária de quarta-feira (2).

PEC da Emenda Impositiva

A PEC aprovada nesta terça-feira possibilita que as emendas individuais impositivas apresentadas pelos deputados do RN possam aportar recursos diretamente aos municípios por eles indicados.

Assim, a, ou com finalidade definida na própria indicação, para serem executadas diretamente.

Isso exclui a obrigatoriedade de celebração de convênios ou instrumentos congêneres.

Os deputados acreditam que a execução direta desses recursos permitirá aos municípios mais autonomia e agilidade.

Isso porque os recursos poderão ser utilizados de acordo com a necessidade da municipalidade, seja para a infraestrutura, saneamento, ou aquisição de máquinas ou veículos.

A indicação de emenda parlamentar, pela transferência especial, permitirá ao município dar continuidade e finalizar uma obra ou projeto que estariam sendo executados com recursos próprios e foram paralisados diante da falta de recursos.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo PEC DA EMENDA IMPOSITIVA É APROVADA EM PRIMEIRO TURNO POR DEPUTADOS DO RN

CHEGA AO BRASIL PRIMEIRO LOTE DA VACINA CORONAVAC

Primeiro lote da vacina Coronavac chega ao Brasil

Murillo Ferrari, da CNN,
em São Paulo
 Atualizado 19 de novembro de 2020 às 08:30

O avião com o primeiro lote de doses prontas da vacina Coronavac, vindas da China, chegou nesta quinta-feira (19) ao aeroporto de Guarulhos. O imunizante é testado em estudo em estágio avançado de Fase 3 no Brasil pelo Instituto Butantan.

A chegada de 120 mil doses do imunizante – suficientes para vacinar 60 mil pessoas – havia sido adiantada no começo da semana pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Ainda neste mês, o Butantan espera receber 600 litros de matéria-prima da Sinovac para iniciar a produção local da vacina – Covas estima que o instituto será capaz de produzir 46 milhões de doses de vacinas até janeiro.

Dados preliminares dos testes clínicos com a vacina publicados na terça-feira (17) na revista médica The Lancet mostraram que a vacina induziu uma rápida resposta imune, mas o nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da doença.

Embora os testes em estágios inicial e intermediário não tenham sido desenvolvidos para determinar a eficácia da Coronavac, os pesquisadores disseram que ela pode fornecer proteção suficiente, com base na experiência com outras vacinas e em dados de estudos pré-clínicos em macacos.

As descobertas da Sinovac, publicadas em artigo revisado por outros cientistas na Lancet são dos testes clínicos em Fases 1 e 2 realizados na China, com mais de 700 participantes.

Fonte: CNN
Continuar lendo CHEGA AO BRASIL PRIMEIRO LOTE DA VACINA CORONAVAC

RECÉM CHEGADO AO STF, KASSIO NUNES PASSA PELO PRIMEIRO TESTE DA PAUTA

No STF, Nunes Marques passa pelo primeiro teste da pauta de costumes

Por Basília Rodrigues, CNN  

17 de novembro de 2020 às 22:44

O ministro Kassio Nunes MarquesO ministro Kassio Nunes Marques

Recém chegado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Kassio Nunes Marques estará pela primeira vez de frente para casos da chamada pauta de costumes.

A Corte pautou para esta quarta-feira (18) dois recursos: um contra a realização de provas de concursos e outro sobre teste de estágio probatório aos sábados, o que inviabilizaria a participação de candidatos e servidores adventistas.

O ministro Dias Toffoli é relator do recurso sobre a realização de etapas de concursos em dias santos. Nele, a União alega que marcar a prova em data diferente, em relação aos demais candidatos, violaria o princípio da igualdade. Já o autor do pedido afirma que a autorização não prejudicou outros candidatos e não causou transtornos.

No outro recurso, em que o relator é o ministro Edson Fachin, o autor é um servidor em estágio probatório. A defesa alegou que a Administração Pública ignorou sua justificativa, apesar de professar sua fé na religião cristã Adventista do Sétimo Dia e ter como um de seus deveres a guarda do dia de sábado.

Já a Administração pontua que o servidor sabia da necessidade de fazer o exame para adquirir a estabilidade no funcionalismo público desde o edital do concurso.

Após o relator de cada caso, o primeiro ministro a votar será o novato Kassio Marques. A estreia do ministro em julgamentos do tipo atrai atenções por vários motivos.

Ele poderá ocupar a cadeira pelos próximos 27 anos e aos poucos vai externando seus direcionamentos. Além disso, o ministro conseguiu driblar a lista de favoritos à cadeira no STF, adiando a indicação de um ministro evangélico para o ano que vem, na segunda vaga a que Bolsonaro terá à disposição.

Os dois processos têm repercussão geral reconhecida. Ou seja, o que for decidido valerá para outros casos que discutam a marcação de obrigações a servidores públicos em dias santos.

Continuar lendo RECÉM CHEGADO AO STF, KASSIO NUNES PASSA PELO PRIMEIRO TESTE DA PAUTA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar