POLÍTICA:SEGUNDO DEPUTADO, GOVERNADORES PREJUDICAM A POPULAÇÃO AUMENTANDO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS COM INTUITO DE SABOTAR O GOVERNO FEDERAL

Exclusivo: Deputado denuncia sabotagem dos governadores para aumentar preço dos combustíveis (veja o vídeo)

Foto: TV JCOFoto: TV JCO

Em entrevista à equipe da TV JCO, em Brasília, o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) falou algumas verdades sobre o cenário político nacional e não poupou ninguém! Ele denunciou o golpe de alguns governadores para aumentar o preço dos combustíveis e sabotar o governo Bolsonaro:

“O presidente Bolsonaro não tem culpa alguma nisso. No início do ano, ele zerou os tributos federais sobre os combustíveis. Quando ele zerou, os governadores aumentaram ainda mais o ICMS para ter mais arrecadação”, explicou.

Ele também criticou a implantação do passaporte sanitário, segundo ele, um verdadeiro atentado aos direitos individuais.

“Muitos prefeitos totalitários, como Eduardo Paes, começam a tomar atitudes para forçar os cidadãos a se vacinar. Eu soube que o prefeito de Nitéroi, Axel Grael, que envergonha o nome da família Grael, que é uma família renomada de esportistas, está querendo implantar o passaporte sanitário em Niterói, minha cidade”, desabafou.

A culpa é do Bolsonaro?

Em análise certeira, o deputado Carlos Jordy mostrou como o velho sistema sente-se livre para agir:

“Os ministros do Supremo, sabendo que nada cai na conta deles, dobram a aposta. Eles fazem essa disputa pública de poder e, no final das contas, se a economia for mal, vai cair na conta do presidente Bolsonaro”, ressaltou.

Se eles infligem sofrimento ao povo para atingir o presidente, não merecem nossa confiança…

De forma corajosa, o deputado Carlos Jordy falou ainda sobre os crimes de Lula, a terceira via que tenta pavimentar caminho para os velhos caciques de esquerda, censura no Brasil e muito mais!

Confira:

Continuar lendo POLÍTICA:SEGUNDO DEPUTADO, GOVERNADORES PREJUDICAM A POPULAÇÃO AUMENTANDO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS COM INTUITO DE SABOTAR O GOVERNO FEDERAL

EX-PRESIDENTE DO AFEGANISTÃO SE DESCULPOU COM A POPULAÇÃO AFEGÃ POR TER FUGIDO DO PAÍS E NEGA TER ROUBADO MILHÕES DE DÓLARES

Ex-presidente afegão pede desculpa ao povo por ter fugido do país

Ashraf Ghani disse que sair do Afeganistão foi a decisão mais difícil de sua vida e negou ter roubado milhões de dólares

INTERNACIONAL

Lucas Ferreira, do R7

Ashraf Ghani deixou Cabul, capital do Afeganistão, no dia 15 de agosto

PALÁCIO PRESIDENCIAL AFEGÃO / VIA REUTERS – 14/08/2021

O ex-presidente do Afeganistão, Mohammad Ashraf Ghani, se desculpou nesta quarta-feira (8) com a população afegã por ter fugido do país no dia 15 de agosto. Segundo o político, esta foi a decisão mais difícil de sua vida, mas teria sido tomada para garantir a segurança dos 6 milhões de moradores da capital Cabul e evitar confrontos armados contra o Talibã.

Em comunicado publicado nas redes sociais, Ghani afirmou que nunca quis abandonar o povo afegão após mais de 20 anos tentando “construir a democracia” no país.

“Deixar Cabul foi a decisão mais difícil da minha vida, mas eu acredito que esta foi a única maneira de manter as armas caladas e salvar Cabul e seus 6 milhões de habitantes. Eu tenho dedicado mais de 20 anos da minha vida a ajudar os afegãos a construírem uma democracia, prosperidade e soberania estatal – nunca foi minha intenção abandonar o povo ou essa visão.”

Ghani também se defendeu da acusação de que teria levado consigo milhões de dólares pertencentes ao Afeganistão. O ex-presidente se colocou a disposição para passar por uma auditoria independente de suas finanças e posses.

“Estas afirmações são completamente e categoricamente falsas. Corrupção é uma praga que prejudicou o nosso país por décadas e combater a corrupção foi o foco central dos meus esforços como presidente. […] Eu recebo com felecidade uma auditoria oficial ou investigação financeira sob tutela das Nações Unidas ou qualquer outro órgão independente apropriado para provar a veracidade das minhas afirmações.”

O presidente deposto ainda encoraja que políticos do alto escalão afegão tomem a mesma atitude para mostrar ao povo do Afeganistão a honestidade do antigo regime.

Na última terça-feira (7), o Talibã anunciou o novo governo provisório do país. Mohammad Hasan Akhund, antigo conselheiro político do fundador do grupo, Mullah Omar, foi nomeado o líder do regime. Internacionalmente, a China celebrou o que chamou de ‘fim da anarquia’ no Afeganistão, enquanto os EUA consultarão aliados mundiais sobre a formação deste governo.

“É com profundo pesar que meu próprio capítulo terminou em tragédia semelhante a de meus antecessores – sem garantir estabilidade e prosperidade. […] Meu compromisso com o povo afegão nunca enfraqueceu e me guiará pelo resto da vida”, concluiu Ghani.

Fonte: R7

Continuar lendo EX-PRESIDENTE DO AFEGANISTÃO SE DESCULPOU COM A POPULAÇÃO AFEGÃ POR TER FUGIDO DO PAÍS E NEGA TER ROUBADO MILHÕES DE DÓLARES

FECHADA DESDE 2020 CENTRAL DO CIDADÃO DO ALECRIM PASSOU POR REFORMA E FOI ENTREGUE A POPULAÇÃO

Governo do RN inaugura Central do Cidadão do Alecrim

08 set 2021

Solenidade: Governo do Estado inaugura Central do Cidadão do Alecrim nesta quarta-feira

A Central do Cidadão do Alecrim é considerada de grande porte, e pode realizar em média vinte e cinco mil atendimentos mensais. Beneficia, não apenas, os moradores do Alecrim e bairros vizinhos, mas atende também quem trabalha ou visita o bairro, que tem o maior comércio popular da capital.

Na nova central, serão disponibilizados serviços como emissão de carteiras de identidade, de trabalho e CPF, em unidades de atendimento de instituições parceiras e de vários órgãos da Administração Pública Estadual, entre eles: Caern, Delegacia do Consumidor, Detran, Itep, Sine, TRE e o Centro de Referência em Direitos Humanos, facilitando o acesso da população aos diversos serviços oferecidos.

O prédio segue o novo padrão estabelecido para as Centrais do Cidadão, oferecendo mais conforto e comodidade para usuários e servidores em um espaço moderno, organizado e acolhedor.

A Central do Cidadão do Alecrim, estava fechada desde fevereiro de 2020, quando a estrutura elétrica do antigo prédio passou a comprometer a segurança dos usuários e funcionários. Agora a população vai poder ter de volta os serviços oferecidos pela central, e com muito mais segurança.

Continuar lendo FECHADA DESDE 2020 CENTRAL DO CIDADÃO DO ALECRIM PASSOU POR REFORMA E FOI ENTREGUE A POPULAÇÃO

TRABALHO SOBRE ESCOMBROS VIROU MEIO DE SOBREVIVÊNCIA PARA HAITIANOS

Haitianos buscam trabalho sobre escombros para sobreviver

Duas semanas após terremoto que matou mais de 2,2 mil pessoas, população tenta como pode se reerguer e encontrar abrigo

INTERNACIONAL

Luís Adorno, Catarina Hong e Hugo Costa, da RecordTV, em Les Cayes

I021 – 21H43

RECORD TV

Duas semanas depois de um terremoto deixar mais de 2,2 mil pessoas mortas no Sudoeste do Haiti, novos abalos sísmicos, de intensidade menor, foram registrados na região dia após dia. Ainda traumatizada pelo tremor do dia 14 de agosto, a população local se depara com o medo de ser vitimada por uma potencial nova tragédia natural.

Em Les Cayes, o terceiro maior distrito do Haiti, moradores perderam as casas, locais de trabalho, igrejas e a segurança de poder estar em qualquer lugar. Mas no país mais pobre da América — e um dos mais pobres do mundo — ninguém tem o direito de sentir medo. Por isso, em meio aos escombros, aos poucos, todos tentam seguir suas vidas normalmente, seja em trabalhos manuais, como costura, na calçada, seja apressado no trânsito caótico da cidade.

Na manhã deste sábado (28), um novo tremor derrubou a muralha de uma companhia telefônica no coração do distrito. Ao invés de se afastarem do local, por receio de sofrer algum dano, jovens haitianos colocaram a mão na massa. Melhor dizendo: No concreto. Sobre as pedras quebradas que invadiam uma das principais avenidas da região, alguns jovens se sentavam e começavam a quebrar o concreto, usando uma marreta.

Mesmo sem aval da prefeitura local, que normalmente espera as réplicas de um grande terremoto cessarem por completo até liberar a reconstrução do que foi destruído, homens entre 18 e 25 anos se juntavam para, a partir do concreto quebrado, retirar blocos de cimento que possam ser reutilizados em uma nova construção. É o caso de Marvens Saint-Fort, de apenas 18 anos.

O garoto, com calça moletom, touca e chinelo, diferentemente de muitos haitianos em período de normalidade, não saiu de sua cidade natal rumo à Les Cayes para aproveitar a praia da região. Pelo contrário. No dia 14 de agosto, sua casa, que ficava na cidade de Port-Salud, distante cerca de uma hora, desabou. Desde então, ele tem de migrar de casa em casa, com ajuda de amigos, para conseguir abrigo.

Além de um teto para sobreviver, Saint-Fort precisa se alimentar e ter as estruturas básicas de todo ser humano. Atrás do mínimo, ele decidiu se juntar a outros colegas que também foram afetados pelo terremoto para conseguir alguns trocados. A ideia dele é ajudar a reconstruir a muralha para a própria companhia telefônica.

Na mesma rua, a cerca de 300 metros de distância, outros homens, mais velhos, já reconstruíam uma casa, mesmo sem permissão — e sem o mínimo de segurança. Mais à frente, homens, mulheres e crianças se viravam para tentar resgatar o que sobrou de um sobrado cujo o térreo não era mais possível identificar. Os escombros misturavam telhas, roupas, cadeiras e entulhos da Unicef.

Ao perceber a presença da reportagem no local, o marceneiro Saint-Preux Jean Frenel, de 39 anos, desabafou que não aguentava mais ver pessoas se aproximando sem ajudar com comida, dinheiro ou algo que pudesse lhe tirar daquilo que ele sonhava ser apenas um pesadelo: não ter um teto para se abrigar junto de sua mulher, tio, primo e dois filhos de 1 e de 11 anos.

“Eu estava dentro de casa quando vi a parede caindo na minha frente. Entre uma parede e outra, tinha uma fresta. Foi por ali que saí correndo com meus filhos e me salvei. Mas aqui onde estamos [apontando para baixo de onde ele estava] tivemos que retirar, com uma pá, o corpo de um vizinho, de um amigo”, relatou Frenel.

Além de Les Cayes, que é a terceira maior cidade do Haiti, o terremoto do dia 14 atingiu outra grande cidade: Jérémie. No entanto, o epicentro ocorreu nas pequenas cidades de Trou de Nippes e L’Asile. Ao todo, cerca de 300 pessoas ainda estão desaparecidas. E mais de 12 mil pessoas se feriram após o tremor. As autoridades locais contabilizam que mais de 100 mil casas tiveram suas estruturas comprometidas

Abrigo com vítimas do terremoto na região Sudoeste do Haiti

Nas proximidades de todas essas cidades, há abrigos em locais descampados repletos de pessoas que nada têm além de si, de alguns familiares e umas mudas de roupas. Tudo o que eles têm conseguido para sobreviver chega a partir de doações feitas por haitianos e por pessoas e ONGs do exterior. Nos distritos, algumas pessoas preferem passar a noite em praças, por medo de não conseguirem reagir a tempo caso haja um tremor enquanto dormem.

Neste Domingo Espetacular (29), a Record TV traz, com exclusividade, informações sobre a tragédia que atingiu o Haiti.

Fonte: R7
Continuar lendo TRABALHO SOBRE ESCOMBROS VIROU MEIO DE SOBREVIVÊNCIA PARA HAITIANOS

SERVIÇOS DE SAÚDE PARA POPULAÇÃO É AMPLIADO NA POLICLÍNICA OESTE EM NATAL

Policlínica Oeste amplia atendimento em saúde para a população de Natal; veja os novos serviços

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: SMS

A Secretaria Municipal de Saúde amplia uma oferta de serviços de saúde para a população de Natal através da Policlínica Oeste, na Cidade da Esperança. A partir desta segunda-feira (23), as equipes do local atuam acolhendo a demanda de ultrassonografias abdominal e transvaginal, punção de mama e tireóide, vasectomia, postectomia, grupo de tabagismo e linha de cuidado e atenção à obesidade. As consultas e procedimentos, exceto o grupo de tabagismo, são realizados via SISREG, sistema de regulação utilizada pela Prefeitura do Natal em toda a rede.

O fluxo para realização de consultas e serviços especializados acontece após marcação nas unidades básicas de saúde (UBS), onde o paciente passa pelo médico clínico geral e recebe o encaminhamento para realização dos procedimentos. No caso da vasectomia, basta o paciente demonstrar interesse em qualquer UBS para ser encaminhado ao médico especialista da Policlínica Oeste, além de passar por equipe multidisciplinar de enfermagem, assistência social e psicologia no local.

As inscrições para o grupo de tabagismo têm início nesta segunda-feira (23) na própria policlínica. Basta que os usuários procurem o setor de serviço social da unidade para realizar a inscrição no cartão SUS e documentos pessoais. A primeira reunião a previsão de acontecer em 05 de outubro e o objetivo é promover encontros para compartilhar experiências e incentivar maneiras de largar o vício em tabaco.

“A ampliação desses serviços significa mais pessoas sendo atendidas em nossa rede. Apesar dos serviços acontecerem na Policlínica Oeste, a gente consegue integrar toda a cidade, fazendo com que fique à disposição de qualquer pessoa que preciso daquele procedimento em Natal”, afirma o secretário Municipal de Saúde de Natal, George Antunes.

Av. Policlínica Oeste Pernambuco, s / n, Cidade da Esperança
3232-1180 / 3232-8550

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo SERVIÇOS DE SAÚDE PARA POPULAÇÃO É AMPLIADO NA POLICLÍNICA OESTE EM NATAL

MINISTRA DO STF DEFENDE CONFIABILIDADE DAS URNAS ELETRÔNICAS

Cármen Lúcia defende urnas eletrônicas e diz que há a confiança da população

Ministra do STF fez a afirmação após críticas, sem provas, do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral

Da CNN

São Paulo

Cármen Lúcia defende urnas eletrônicas e diz que há a confiança da população | CNN Brasil

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia defendeu na tarde desta segunda-feira (23) a confiabilidade das urnas eletrônicas. A integrante da Corte também afirmou que a população confia no sistema eleitoral.

“As urnas eletrônicas são confiáveis e confiadas pelo cidadão brasileiro”, disse.

Apesar de não citar nomes, a fala da ministra vem após críticas constantes do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) ao sistema de urnas eletrônicas. Ele vem afirmando, sem provas, que houve fraudes nas eleições de 2014 e 2018.

Fonte: CNN

Continuar lendo MINISTRA DO STF DEFENDE CONFIABILIDADE DAS URNAS ELETRÔNICAS

SEGUNDO MINISTRO DA SAÚDE, ATÉ O FINAL DO ANO TODA POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTARÁ VACINADA

Queiroga projeta retirar obrigatoriedade de máscaras até o fim do ano

Ministro da Saúde disse em Brasília que até o período em questão todos os brasileiros estarão vacinados contra a Covid-19

Nohlan Hubertus, da CNN, em Brasília

11 de agosto de 2021 às 22:06

Queiroga projeta retirar obrigatoriedade de máscaras até o fim do ano

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sugeriu a possibilidade de retirar o uso obrigatório de máscaras até o fim do ano. A declaração foi feita na inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em Brasília.

“Garanto a vocês, em nome do presidente Bolsonaro, que até o final do ano toda a população brasileira estará vacinada contra a Covid-19“, disse o chefe da pasta.

“Poremos fim ao caráter pandêmico dessa doença, para tirar de uma vez por todas essas máscaras, e desmascarar aqueles que mesmo que nunca tenham usado máscaras precisam ser desmascarados, para que as políticas públicas possam ser de todos os brasileiros.”

Fonte: CNN

Continuar lendo SEGUNDO MINISTRO DA SAÚDE, ATÉ O FINAL DO ANO TODA POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTARÁ VACINADA

NESTE INÍCIO DE SEMANA NATAL VACINA POPULAÇÃO DE 30 E 29 ANOS

Natal vacina população de 30 e 29 anos neste início de semana

01 ago 2021

Natal vacina população de 30 e 29 anos neste início de semana

Nesta segunda-feira (02), a Prefeitura de Natal vacina a população a partir de 30 anos e, na terça-feira (03), é chegada a hora das pessoas com 29 anos. Outro avanço importante é que a capital vacina também a partir desta segunda-feira, o público de 18 anos e mais dos trabalhadores da indústria, considerados integrantes de grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização. Com isso, a capital conclui a inclusão de vacinação de todos os segmentos prioritários do PNI. Esse público deve se dirigir exclusivamente ao Sesi.
“ A pandemia não acabou, é necessário que a população faça sua parte e vá se vacinar”, lembra George Antunes, secretário de saúde de Natal. Para se vacinar, basta se dirigir a um dos cinco drives ou 35 Unidades Básicas de Saúde levando um documento com foto, comprovante de residência de Natal e o cartão de vacina. Caso a pessoa não tenha, o cartão de vacinação é feito na hora.

No site vacina.natal.rn.gov.br, constam todas as informações oficiais sobre os grupos em vacinação, locais de aplicação, filas nos drives, documentação e dúvidas frequentes.
SEGUNDA DOSE

A SMS Natal está disponibilizando a segunda dose em todos os pontos de imunização Covid-19 sendo necessário a apresentação do cartão de vacina, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Oxford

Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 10 de maio, ou 85 dias.

Coronavac

Pode receber a D2 quem completou 28 dias da primeira dose.

Pfizer

Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 21 de maio.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford

As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose, poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo NESTE INÍCIO DE SEMANA NATAL VACINA POPULAÇÃO DE 30 E 29 ANOS

PRIMEIRO-MINISTRO DO HAITI ASSUMIU O GOVERNO DO PAÍS E PROMETE RESTABELECER A ORDEM E ORGANIZAR ELEIÇÕES EXIGIDA PELA POPULAÇÃO

Novo primeiro-ministro do Haiti pede união para evitar ‘abismo’

Ariel Henry tomou posse do cargo nesta terça (20), 13 dias após o assassinato do presidente Jovenel Moise, que o indicou

INTERNACIONAL |

por AFP

:

Ariel Henry foi o sétimo e último primeiro-ministro indicado pelo presidente Jovenel Moise

VALERIE BAERISWYL / AFP – 20.7.2021

O novo primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, assumiu oficialmente nesta terça-feira (20) o governo de um país à beira do caos, prometendo restabelecer a ordem e organizar as eleições exigidas pela população e pela comunidade internacional.

O ex-neurocirurgião de 71 anos é o sétimo e último primeiro-ministro nomeado pelo presidente Jovenel Moise, que foi assassinado por um grupo armado no dia 7 de julho.

“Uma das minhas prioridades será devolver à população a certeza de que faremos tudo o que for possível para restabelecer a ordem e a segurança”, declarou o novo líder do país.

“Este é um dos principais assuntos ao qual presidente da República queria que eu me dedicasse, porque ele entendia que era um passo necessário para atender sua outra preocupação, que era a realização de eleições limpas e honestas”, acrescentou.

A cerimônia de posse de seu governo em Porto Príncipe foi precedida por uma solene homenagem ao presidente Moise, com coreografias, discursos e uma orquestra em um cenário rodeado de flores brancas e coroado por um enorme retrato do chefe de Estado assassinado.

Cinco ministras mulheres

O novo governo, cuja composição foi publicada na segunda-feira no Diário Oficial da República do Haiti, é integrado por 18 ministros, entre eles 5 mulheres.

Além do cargo de primeiro-ministro, Ariel Henry também será o ministro de Assuntos Sociais e Trabalho.

Claude Joseph, que foi o primeiro-ministro interino após o assassinato do presidente e chegou a se mostrar disposto a se manter no poder, permanece no cargo do ministério de Relações Exteriores.

A disputa entre Joseph e Henry para assumir a liderança do Executivo finalmente foi decidida durante o fim de semana, após uma pressão exercida por embaixadores de diversos países, entre eles a França e os EUA, assim como por emissários dos EUA na OEA e na ONU.

Em um discurso transmitido pela televisão na noite de segunda, Henry disse que queria “lançar um solene apelo à unidade nacional, à união das nossas forças e à cooperação de todos, para frear essa caminhada do país rumo ao abismo, para voltar ao rumo e proteger noss país dos diversos perigos que o ameaçam”.

Segundo o novo primeiro-ministro, “a própria existência da nação” do Haiti atualmente está “em perigo”.

Sobre o assassinato de Moise, cujo funeral de Estado será realizado nesta sexta-feira, Henry prometeu “que todos os culpados, os autores e seus patrocinadores deverão ser identificados e responderão por seus atos diante da Justiça haitiana”.

O Haiti não tem um Parlamento funcionando no momento e estava afundado em uma profunda crise política e de segurança pública quando Moise foi assassinado.

A polícia haitiana prendeu cerca de 20 ex-militares colombianos que participaram como mercenários do assassinato e afirma ter descoberto um complô organizado por um grupo de haitianos. incluindo um ex-senador que está sendo procurado e um pastor radicado na Flórida (EUA). Estes homens teriam recrutado o grupo por meio de uma empresa de segurança venezuelana com sede em Miami.

Henry também agradeceu à comunidade internacional pelas vacinas contra a covid-19 que foram doadas ao povo haitiano. Os primeiros lotes chegaram em 14 de julho ao país, que conta com uma intraestrutura de saúde extremamente precária.

Fonte: R7
Continuar lendo PRIMEIRO-MINISTRO DO HAITI ASSUMIU O GOVERNO DO PAÍS E PROMETE RESTABELECER A ORDEM E ORGANIZAR ELEIÇÕES EXIGIDA PELA POPULAÇÃO

PUPULAÇÃO ADULTA VACINADA NO RN COM PELO MENOS 1 DOSE ULTRAPASSA 50%

RN ultrapassa marca de 50% da população adulta vacinada com ao menos 1 dose contra a Covid-19

Covid-19: 40% da população adulta foi imunizada com primeira dose | Agência Brasil

O Rio Grande do Norte ultrapassou nesta sexta-feira (9) a marca de 50% da população adulta vacinada com ao menos uma dose de imunizante contra a Covid-19. Dados da plataforma “Localiza SUS”, do Ministério da Saúde, mostram que o Estado já vacinou 1.318.765 pessoas com a 1ª dose de vacina. O número equivale a 50,1% do total de potiguares com mais de 18 anos, que formam uma população de pouco mais de 2,6 milhões de pessoas. A campanha de vacinação começou em 19 de janeiro.

Entre as pessoas imunizadas com a 1ª dose, 440.222 também já receberam a dose de reforço, completando o esquema vacinal. Esse público se soma aos 30.237 potiguares que receberam a dose única da vacina da Janssen, totalizando mais de 470 mil potiguares já completamente imunizados (o equivalente a 17,8% da população adulta do Rio Grande do Norte). Ao todo, de acordo com o “Localiza SUS”, quase 1,8 milhão de doses de vacina contra a Covid foram aplicadas no Estado.

Com o avanço da vacinação, a pandemia tem perdido força no RN nas últimas semanas, apesar de o Governo do Estado e as prefeituras terem retirado as principais restrições à circulação de pessoas.

Na tarde desta sexta-feira, segundo a plataforma “Regula RN”, a rede pública de saúde tem 54% dos leitos críticos (UTIs e semi-UTIs) ocupados com pacientes acometidos de Covid-19. Há exatamente um mês (9 de junho), a taxa estava em 94%.

A procura por leitos tem despencado. Nas últimas duas semanas, a média está em 49 solicitações diárias de leitos de enfermaria ou UTI. Há exatamente um mês, essa taxa estava na casa das 107 solicitações diárias. De junho para julho, portanto, caiu pela metade o número de pedidos.

O Estado tem, até esta sexta-feira, 349.549 casos de Covid-19. Desse total de contaminados, 6.896 morreram de complicações da doença. Nas últimas 24 horas (entre quinta e sexta), foram 911 novos casos e 17 mortes – sendo 7 óbitos efetivamente registrados em 24 horas e outros 10 de dias anteriores, mas confirmados hoje após a conclusão de exames.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) não divulga o número atualizado de pacientes recuperados. O último dado disponível aponta que 150 mil pessoas se curaram da doença no RN.

Números

1.318.765
Vacinados com 1ª dose de Coronavac, Oxford/Astrazeneca ou Pfizer

440.222
Vacinados com 1ª e 2ª dose de Coronavac, Oxford/Astrazeneca ou Pfizer

30.237
Vacinados com dose única da Janssen

2.630.479
População vacinável

50,1%
Percentual de adultos imunizados com ao menos 1 dose

17,8%
Percentual de adultos completamente imunizados (duas doses ou dose única)

54%
Taxa de ocupação nas UTIs nesta sexta-feira, na rede pública

349.549
Número acumulado de casos de Covid-19 no RN

6.896
Óbitos provocados por Covid-19 no RN

Fonte: Ministério da Saúde e Sesap

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo PUPULAÇÃO ADULTA VACINADA NO RN COM PELO MENOS 1 DOSE ULTRAPASSA 50%

POPULAÇÃO IMUNIZADA DIFICULTA O ENSAIO CLÍNICO DA BUTANVAC

Butanvac: como fazer os testes se parte da população já está imunizada?

Agora não é mais possível – nem ético – manter grupos de voluntários que receberão apenas placebo das vacinas contra a Covid-19

Júlia Marques, do Estadão

 Atualizado 09 de julho de 2021 às 21:02

Butanvac Instituto ButantanO governo do estado de São Paulo anunciou a criação da Butanvac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida integralmente pelo Instituto ButantanFoto: LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Cientistas brasileiros tentam desenvolver uma vacina contra a Covid-19 capaz de tirar o país da dependência de importações. Nesta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o início dos ensaios clínicos da Butanvac, candidata a imunizante testada pelo Instituto Butantan.

Mas os pesquisadores por trás desses projetos têm outro – e não menos importante – problema a resolver. Como testar novas vacinas se boa parte da população já está imunizada ou na beira da fila para conseguir sua dose?

O avanço da vacinação contra a Covid-19 impõe mudanças no desenho de testes para as vacinas brasileiras. Diferentemente do cenário de um ano atrás, agora não é mais possível – nem ético – manter grupos de voluntários que receberão apenas placebo. E, mesmo que os estudos comecem com jovens não imunizados, cedo ou tarde eles serão chamados pelo plano nacional de vacinação. E acabariam largando as pesquisas.

Por isso, no Brasil, as pesquisas brasileiras de vacinas preveem medir a eficácia em comparação com imunizantes que já existem no mercado, o que dispensa a necessidade de ter pessoas não vacinadas nas pesquisas. Esses ensaios são chamados de estudos de não inferioridade. Basicamente, o que se mede é se a nova vacina tem desempenho semelhante ou não inferior em relação ao imunizante com a qual ela vai ser comparada.

Como as novas vacinas brasileiras serão testadas?

Vacinas brasileiras mais adiantadas, como a Butanvac, produzida pelo Butantan, serão testadas na comparação com outra vacina que já está no mercado. Dessa forma, todos os voluntários que participarão do estudo receberão vacinas – uma parte será vacinado com um imunizante que já existe (como a Coronavac) e a outra parte com a nova vacina que se quer testar. No caso da Butanvac, a primeira fase do ensaio clínico ainda usará placebo nos voluntários, mas nas fases posteriores, todos receberão vacina (ou a Coronavac ou a Butanvac).

Como testar as vacinas sem grupo placebo?

Uma das dificuldades ao se fazer estudos comparativos, neste momento, é conseguir as doses para o grupo controle. Se todos os voluntários vão receber vacinas, será preciso então ter doses disponíveis dos imunizantes que já existem no mercado para fazer os testes. Ocorre que as doses hoje aplicadas no Brasil são exclusivas para o Plano Nacional de Imunização (PNI). Não é possível, simplesmente, deslocar doses do PNI para os ensaios clínicos. Os cientistas já estão esbarrando nessa dificuldade antes mesmo do início dos testes em humanos.

Uma das vacinas mais adiantadas, a Spintec, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), deve ser testada de modo comparativo a outro imunizante que já existe. Os ensaios em humanos vão começar só no ano que vem, mas a Anvisa sugeriu que experimentos com animais já fossem desenvolvidos de modo comparativo – ou seja, que os cientistas usassem doses de vacinas disponíveis no mercado nos animais, para comparar com a Spintec.

“Hoje não temos vacina para fazer isso”, diz o virologista Flávio da Fonseca, responsável pelos estudos com a Spintec. Os pesquisadores acreditam que, no ano que vem, o cenário mude com a vacinação completa da população e que os imunizantes fiquem mais disponíveis para as pesquisas. No caso da Butanvac, esse problema tem solução mais fácil, já que a Coronavac é produzida no próprio Instituto Butantan.

Como verificar se as novas vacina são eficazes?

Os estudos comparativos podem medir o nível de resposta imune que a nova vacina gera, na comparação com a resposta imune provocada pelo imunizante que já existe no mercado. Exames laboratoriais seriam capazes, por exemplo, de medir a quantidade de anticorpos produzidos por uma e outra e fazer a comparação.

Só essa medida, no entanto, pode ser insuficiente para atestar a eficácia. Isso porque ainda não existe um consenso científico sobre qual anticorpo garante, necessariamente, a proteção da pessoa vacinada. A Anvisa explica que ainda é necessário que seja definido, internacionalmente, o que se chama de “correlato de proteção” para a covid-19.

Mas o que é esse correlato de proteção?

“Correlato de proteção envolve a definição de um anticorpo ?padrão-ouro? obtido pelas vacinas que são comprovadamente eficazes contra covid 19”, explica a Anvisa. As novas vacinas seriam, então, observadas quanto a possibilidade de gerar este mesmo anticorpo. Mas esse debate sobre correlato de proteção “é uma discussão internacional e sobre a qual ainda não existe consenso”, afirma a agência.

Segundo a Anvisa, “mesmo fazendo um estudo comparativo e estabelecendo uma proposta de comparação entre vacinas, os estudos de fase 3 seriam necessários para verificar o desempenho na prevenção de casos graves e sintomáticos de uma vacina versus outra”.

E quais são as perspectivas de tempo de testes das vacinas?

Mantida a exigência de fase 3, é provável que os testes com as vacinas brasileiras demorem mais do que os estudos realizados até agora. Em um estudo comparativo, em que ambos os grupos tomam vacinas, aguardar casos de infecções ou hospitalizações pode demorar muito tempo ou exigir número grande de participantes. Os testes com as vacinas contra a covid-19 que conhecemos hoje andaram rapidamente, entre outros motivos, porque havia alta circulação do vírus e boa parte da população estava desprotegida.

O Butantan estima 17 semanas para concluir os testes da Butanvac, a partir do começo dos ensaios clínicos. Já para Spintec, da UFMG, os pesquisadores preveem conclusão dos estudos só na metade de 2022. Sobre a Versasume, desenvolvida pela USP Ribeirão Preto, a expectativa também é de concluir essa fase da pesquisa só em 2022.

Fonte: CNN
Continuar lendo POPULAÇÃO IMUNIZADA DIFICULTA O ENSAIO CLÍNICO DA BUTANVAC

SEGUNDO MINISTÉRIO DA SAÚDE, VACINA CONTRA GRIPE ESTÁ ABERTA PARA TODA POPULAÇÃO DO PAÍS

Vacinação da gripe é ampliada para todas as pessoas

Até aqui, campanha estava focada em idosos, crianças e grupos prioritários; vacina da gripe pode ser tomada 14 dias depois da dose contra a Covid-19

Juliana Elias, da CNN, em São Paulo

03 de julho de 2021 às 21:37

Frio em SPDoenças respiratórias aumentam no inverno e podem sobrecarregar hospitaisFoto: Leandro Ferreira/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde informou neste sábado (3) que a vacinação contra a influenza, o vírus da gripe, já está aberta para toda a população do país com mais de seis meses de idade. A campanha vai até a próxima sexta-feira, 9 de julho, e cada estado e município pode determinar como será o atendimento à população ampla.

Até aqui, a campanha estava focada nos grupos prioritários, que incluem pessoas com mais de 60 anos ou com menos de 6, gestantes e pessoas cm comorbidades, entre outros.

O Ministério da Saúde e especialistas reforçam a importância de se proteger contra a gripe, que é mais comum no inverno, e, em especial, em meio à pandemia de coronavírus, para evitar que mais casos graves de doenças respiratórias ocupem os leitos dos hospitais.

É necessário dar um intervalo mínimo de 14 dias entre a dose da vacina da Covid-19 e a da influenza. Como as duas campanhas estão ocorrendo ao mesmo tempo, a orientação do Ministério da Saúde é que, nos grupos prioritários, a dose contra a Covid-19 seja feita antes.

Para a campanha da vacinação contra a gripe deste ano, foram disponibilizadas 80 milhões de doses, produzidas pelo Instituto Butantan. Até agora, 34,2 milhões de pessoas se imunizaram, o que representa cerca de 42% dos grupos prioritários.

Para se vacinar contra a gripe, basta ir a um serviço de saúde com um documento com foto e, se possível, também a caderneta de vacinação.

No grupo prioritário da vacinação contra a gripe inclui ainda professores, profissionais da saúde, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo e rodoviário, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, presidiários e funcionários dos presídios.

Continuar lendo SEGUNDO MINISTÉRIO DA SAÚDE, VACINA CONTRA GRIPE ESTÁ ABERTA PARA TODA POPULAÇÃO DO PAÍS

EMBARGO DOS EUA À CUBA IMPOSSIBILITOU A FABRICAÇÃO DE DOSES SUFICIENTE PARA SUA POPULAÇÃO

Cuba diz que sanções dos EUA impedem fabricação de vacinas

País tem dois imunizantes que aguardam autorização para uso emergencial e outros três em fase de desenvolvimento

Frasco da vacina Soberana 2 desenvolvida pelo governo de Cuba

ERNESTO MASTRASCUSA/EFE – ARQUIVO

Cuba, que desenvolveu seus próprios imunizantes contra a covid-19, denunciou nesta sexta-feira (28) que o fortalecimento do embargo dos Estados Unidos à ilha impossibilitou a fabricação de doses suficientes para sua população, retardando sua campanha de vacinação.

“É preciso dizer que não vacinamos mais cubanos porque não tivemos recursos para fabricar mais vacinas, que fique claro para o mundo”, afirmou Yuri Valdés, vice-diretor do Finlay Institute of Vaccines, durante uma sessão da Assembleia Nacional (Parlamento, unicameral), na qual legisladores convocaram parlamentares de todo o mundo a se juntarem ao pedido pelo fim das sanções e do embargo, imposto há 60 anos pelos Estados Unidos.

A insuficiência das doses “não é por falta de evidência técnica, é porque não tivemos os recursos, porque esses recursos foram bloqueados”, explicou o cientista perante parlamentares de seu país e outras personalidades internacionais que participaram virtualmente.

Se o governo de Joe Biden “não pode ter tempo para rever toda a política com Cuba, (revise) a que tem a ver com todos os cubanos que são internados [em hospitais por covid-19], com os cubanos que estamos vacinando”, afirmou Valdés.

“Você tem que convocar o governo dos Estados Unidos, digamos, está bem, não verifique tudo, mas verifique se, faça algo, você pode ser (significar) a diferença entre mortos e não mortos”, ressaltou.

Cuba tem cinco vacinas candidatas desenvolvidas pelo próprio país. Duas delas, Soberana 2 e Abdala, aguardam autorização para uso emergencial ou condicional pelas autoridades sanitárias do país, data prevista para junho.

Dado o crescente número de casos registrados nos últimos meses, o governo lançou uma campanha de vacinação em populações de risco com esses imunizantes no dia 12 de maio, e planeja vacinar 70% da população até agosto.

Durante o governo de Donald Trump, Washington impôs cerca de 250 sanções contra Cuba, que o governo Biden manteve intactas.

“Os Estados Unidos reforçaram a agressão contra Cuba diante da covid-19”, denunciou o presidente da comissão de Relações Internacionais, Alberto Núñez.

Organizações solidárias com Cuba nos Estados Unidos, Chile, Espanha, Itália e outros países se organizaram para obter 20 milhões de seringas para poder vacinar a população de 11,2 milhões.

Além disso, uma entidade governamental suíça e a ONG MediCuba Europe concederam em abril um financiamento urgente de US$ 600.000 para a compra de seringas.

Fonte: R7
Continuar lendo EMBARGO DOS EUA À CUBA IMPOSSIBILITOU A FABRICAÇÃO DE DOSES SUFICIENTE PARA SUA POPULAÇÃO

ARCEBISPO METROPOLITANO DE NATAL REIVINDICA AO GOVERNO DO ESTADO PROMOÇÃO DA CIDADANIA MAIS URGENTE PARA A POPULAÇÃO

Governo discute pautas de promoção da cidadania com Arquidiocese de Natal

25 maio 2021

Governo discute pautas de promoção da cidadania com Arquidiocese de Natal | Política em Foco

A governadora Fátima Bezerra participou, nesta segunda-feira (24), de reunião com Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo metropolitano de Natal. Entre as reivindicações estavam a regulamentação do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), melhorias para a Escola Indígena Francisco Silva, na comunidade do Amarelão, em João Câmara,  levantamentos técnicos para cisternas e a  ampliação do programa aluguel social.

“Este diálogo permanente é muito importante para que sejam discutidas as pautas mais urgentes para a população. O Estado existe para servir a sociedade. Todos nós sabemos das histórias de luta. E nosso compromisso é trabalhar pelo bem-estar do povo potiguar”, afirmou a governadora durante o encontro, realizado no auditório da Governadoria.

O Governo do Rio Grande do Norte pretende regulamentar, ainda neste ano, a Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que trata do MROSC. A legislação vai proporcionar parcerias com organizações da sociedade civil, conforme minuta apresentada hoje na reunião.

Um dos pontos destacados por Dom Jaime foi a necessidade de melhorar a qualidade de vida dos moradores da comunidade do Amarelão, localizada no município de João Câmara. A Escola Indígena Francisco Silva, que teve a obra finalizada, receberá visita técnica por parte da Secretaria Estadual de Educação e de técnicos do Governo Cidadão para aquisição dos equipamentos e também para estudar alternativas que melhorem o acesso à água de qualidade na unidade. “A previsão é de que até o início do segundo semestre façamos a entrega de equipamentos que irão compor o laboratório de Informática e de mobiliário que ainda falta para a escola”, adiantou o secretário estadual da Educação, Getúlio Marques (Seec). A unidade de ensino foi construída com recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial, o Governo Cidadão e a Seec.

Presente na reunião, o deputado Francisco do PT, destacou o empenho do mandato em conseguir destinar recursos para pautas tão importantes como  o acesso à àgua potável. “Ano passado, José Procópio Lucena, articulador estadual do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos (Seapac),  já tinha dialogado conosco sobre a ampliação das instalações de cisternas, visto que esse investimento foi extinto pelo governo federal e juntos chegamos ao entendimento para a instalação cisternas”, detalhou o deputado que destinou R$ 400 mil em emendas para a obra que vai beneficiar cerca de 80 famílias nos municípios de Parelhas, Currais Novos, Santana do Seridó e Equador.

O aluguel social também foi discutido durante o encontro e, de acordo com a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), a pauta faz parte de diálogo permanente com a prefeitura de Natal. “Essa parceria é importante, pois enquanto o Estado possibilita espaço físico para moradia,  a prefeitura precisa subsidiar outros benefícios como acesso ao Cadastro Único e Bolsa  Família”, explicou a secretária da Sethas, Iris Oliveira, ao lembrar que atualmente o estado tem 1.600 índios venezuelanos.

Além dos já citados, o encontrou também contou com a presença dos secretários João Maria Cavalcanti (Semarh), Socorro Batista (adjunta do GAC), e dos representante Ana Guedes (Governo Cidadão) e Thales Dantas (assessor de Atos Normativos da Procuradoria Geral do Estado – PGE). Acompanharam o arcebispo de Natal, Francisco Teixeira – Diácomo Coordenador estadual do Seapac, José Procópio Lucena – articulador estadual do Seapac, e Dom Antônio Carlos Cruz Santos.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo ARCEBISPO METROPOLITANO DE NATAL REIVINDICA AO GOVERNO DO ESTADO PROMOÇÃO DA CIDADANIA MAIS URGENTE PARA A POPULAÇÃO

MEDIDAS DE RESTRIÇÃO CAÍRAM NA AUSTRÁLIA E POPULAÇÃO PODE VOLTAR AO NORMAL

Brasileiras na Austrália falam sobre retorno à vida normal

Com casos de covid sob controle, país liberou uso de máscaras e estabelecimentos comerciais funcionam com capacidade completa

INTERNACIONAL

Giovanna Orlando, do R7

Na Austrália, medidas de restrição caíram e população pode 'voltar ao normal'

JAIMI JOY/REUTERS – 25.4.2021

Depois de enfrentar com êxito a pandemia de covid-19, a Austrália está derrubando as medidas de restrição e a população já pode sentir o gostinho de uma vida próxima do normal de novo. Desde o começo de 2021, o país registrou apenas uma morte por conta do coronavírus e Sydney, a cidade mais populosa do país, teve uma infecção em maio.

Adotando uma das posturas mais rígidas no combate à pandemia, o governo australiano foi um dos primeiros no mundo a fechar as fronteiras para voos estrangeiros, decretar lockdowns para evitar a transmissão do novo coronavírus e obrigar o uso de máscaras de proteção em locais públicos. O país teve mais de 30 mil casos de covid e 910 mortes.

Com o vírus sob controle, o governo derrubou a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos e fechados na última segunda-feira (17), permitiu que grupos de pessoas voltassem a se encontrar e restaurantes, teatros e outros espaços podem voltar a funcionar atendendo o público normalmente.

“Por aqui as coisas já estão voltando ao normal”, conta a violinista brasileira Anna Murakawa, que vive na Austrália há 5 anos. “Há umas duas semanas, a gente teve um caso isolado de covid-19, aí tivemos que voltar com algumas restrições, como o uso de máscaras por uma semana, não podia ficar nos restaurantes. Mas agora essas medidas já acabaram.”

O país implementou um moderno sistema de rastreamento de casos, onde os cidadãos precisam escanear um QR Code, uma espécie de código de barra que pode ser lido pela câmera do celular, em todos os lugares que frequentam. Caso uma pessoa teste positivo para covid-19, as autoridades sanitárias conseguem saber exatamente por onde ela passou e com quem teve contato. Todas que frequentaram esses lugares precisam ser testadas e assim o governo garante a segurança geral da população.

Respeito às medidas de restrição

Com medidas rígidas e atualizações semanais de como estava a situação do país, o governo conseguiu a confiança da população que respeitou os lockdowns, o distanciamento social e outras medidas que entraram em vigor durante o ano de 2020.

“Foi um ano desafiador”, desabafa a empresária brasileira Fernanda Gazal. “A Austrália começou a agir de forma bastante rápida. Logo que os casos começaram a aparecer, a gente já entrou em lockdown, desde o começo nós já tivemos que ficar em casa”.

“As pessoas respeitaram muito e as multas eram muito rigorosas. Tinha multa de mais de mil dólares [cerca de R$ 4,1 mil] se você não respeitasse as regras”, conta Murakawa. “A cada semana, o governo ia fazendo anúncios públicos para falar como estavam os casos, como a gente poderia combater isso juntos.”

Com comércios e empresas fechadas, era de se esperar que a economia do país parasse e trabalhadores corressem o risco de ficar sem trabalho e sem ter como sustentar as famílias. A Austrália, assim como outros países do mundo, disponibilizou auxílios para os cidadãos.

“Os cidadãos australianos tiveram 700 dólares [cerca de R$ 2,8 mil] por semana como auxílio para quem perdeu o emprego. Eu, como imigrante, não recebi nada”, conta Murakawa.

Com o fim das restrições, as duas brasileiras aproveitaram para voltar a fazer o que gostavam antes da pandemia, encontrar amigos e voltar a viajar. A Austrália está com diversos pacotes de incentivo para viagens locais, como uma forma de estimular a economia e o turismo nacional, já que turistas estrangeiros ainda estão banidos e australianos estão tomando cuidado antes de sair do país.

“Uma das primeiras coisas que eu fiz foi voltar a tocar”, diz Murakawa, que se apresentou em um teatro com a casa cheia e 2 mil espectadores. “Pude ir em um restaurante com as amigas e fui viajar, porque o governo fez um pacote de incentivo onde as passagens aéreas estavam saindo até pela metade do preço.”

“Eu voltei a me encontrar com as minhas amigas, a gente marcou de ir jantar”, conta Gazal, animada. “Tem esse desejo de voltar a vida normal, de voltar a viver, encontrar as pessoas. A gente está fazendo questão de celebrar aniversários, datas especiais. [A pandemia] fez a gente valorizar muito mais esses pequenos momentos com as pessoas que a gente ama”.

Apesar da liberdade e do retorno gradual à normalidade, as duas comentam que a população ainda está cautelosa e tomando cuidados para evitar que a situação saia do controle.

“O que acontece é que tem pequenas cautelas, muitas pessoas levam álcool em gel para todos os lugares que vão, a gente evita muitos abraços e ficar perto demais. Apesar de ter voltado ao normal, eu sinto que as pessoas estão mais cuidadosas com esses detalhes”, diz Gazal.

Vacinação lenta e desconfiança

Enquanto isso, a vacinação na Austrália acontece lentamente. O país foi afetado com o atraso nas entregas das doses da vacina de Oxford, que ficaram retidas na Europa, e agora começou a vacinar os mais velhos e funcionários da saúde.

“A previsão é que a população da minha faixa etária, 30 anos e que não tem envolvimento com a área da saúde, possa ser vacinada nos próximos 2 meses”, conta Murakawa.

Além da demora, a população também desconfia da vacina produzida pela AstraZeneca por conta dos raros efeitos colaterais, como aparecimento de trombos sanguíneos. Na sexta-feira (21), o governo australiano fez um apelo para que os cidadãos com mais de 50 anos se vacinem.

Um desejo agora é que a Austrália reabra as fronteiras e permita que os turistas voltem ao país e que a população estrangeira possa visitar a família. O governo só permite viagens à trabalho e outras exceções, e é necessário ter documentos que comprovem a necessidade de deixar o país.

“A Austrália é um país composto por muitos imigrantes, muitas pessoas estão ansiosas para que as fronteiras abram. Eu quero muito visitar o Brasil e tem muitas pessoas que querem visitar suas famílias”, desabafa Murakawa.

Por enquanto, o governo disse que a previsão é de que as fronteiras aéreas da ilha reabram em 2022. Enquanto isso, as brasileiras se mantêm otimistas e confiantes em um futuro melhor no país.

“A expectativa é voltar muito melhor, aprender a apreciar esses valores que vieram com a pandemia, como o valor de um abraço, respirar sem máscara”, conclui Murakawa.

Fonte: R7

Continuar lendo MEDIDAS DE RESTRIÇÃO CAÍRAM NA AUSTRÁLIA E POPULAÇÃO PODE VOLTAR AO NORMAL

PREFEITURA DO NATAL AMPLIOU E ENTREGOU À POPULAÇÃO 16 NOVAS ACADEMIAS AO AR LIVRE

Prefeitura implanta 16 novas Academias ao Ar Livre em Natal

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Roberto Garlhado / Agência Brasil

A Prefeitura do Natal implantou e entregou à população 16 novas Academias ao Ar Livre em praças e logradouros da cidade entre janeiro e abril deste ano. A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) foi a responsável pela implantação desses equipamentos.

Desse total, duas dessas academias vão entregar os próximos dias. São elas: a academia da Praça Tomaz Toscano de Maia, em Candelária, e a academia da Av. Prof. Alexandrino de Alencar, nas proximidades do Parque das Dunas.

O município destacou ainda que, além das implantações, realizou uma revitalização estrutural de equipamentos públicos, em especial as praças. O serviço inclui desde a pintura dos bancos e meios-fios, até a limpeza geral, poda das árvores e revisão da iluminação.

Exercícios
As Academias da Terceira Idade (ATI), como também são, são válidos para a prática de exercícios físicos e lazer. Os aparelhos oferecidos à população têm uma capacidade laboral de estimulação do sistema nervoso central, trabalha a flexibilidade, o fortalecimento de membros superiores e inferiores e também o desenvolvimento da coordenação motora.

O secretário municipal de Serviços Urbanos, Irapoã Nóbrega, destaca a importância destes espaços para a comunidade. “Os moradores dos conjuntos e bairros de Natal estão ganhando espaços completos para a prática de exercícios físicos e que proporcionam convivência, prática do esporte e lazer, gerando diversos benefícios à saúde física, mental e ao bem-estar”.

As academias entregues à população estão disponíveis nas quatro regiões da cidade. São as seguintes:

ATI da Praça dos Girassóis – Capim Macio (Zona Sul)

ATI da Praça Itaituba – Potengi (Zona Norte)

ATI da Praça Sumaré – Potengi (Zona Norte)

ATI da Praça Miguel Carrilho – Praia do Meio (Zona Leste)

ATI da Rua Manoel Leopoldo – Lagoa Azul (Zona Norte)

ATI da Rua Coemaçu – Quintas (Zona Oeste)

ATI da Praça Francisco Roberto de Oliveira – Felipe Camarão (Zona Oeste)

ATI da Praça Marcílio Dias – Bairro Nordeste (Zona Oeste)

ATI da Praça São Vicente de Paula – Igapó (Zona Norte)

ATI da Praça dos Mártires – Dix-sept Rosado (Zona Oeste)

ATI da Quadra de Esportes do Conjunto Pirangi – Neópolis (Zona Sul)

ATI da Praça Mãe Peregrina – Pitimbu (Zona Sul)

ATI da Praça São Francisco de Assis – Pitimbu (Zona Sul)

ATI da Rua Serra do Mel – Pitimbu (Zona Sul)

ATI da Praça Tomaz Toscano de Maia – Candelária (Zona Sul)

ATI ao lado do prédio do Ibama – avenida Alexandrino de Alencar Lagoa Nova (Zona Sul)

Continuar lendo PREFEITURA DO NATAL AMPLIOU E ENTREGOU À POPULAÇÃO 16 NOVAS ACADEMIAS AO AR LIVRE

SEMURB ALERTA A POPULAÇÃO QUE FALSOS FISCAIS AMBIENTAIS ESTÃO COBRANDO MULTAS EM NATAL

Fraude: Semurb alerta sobre pessoas se passando por fiscais ambientais e cobrando multas

24 abr 2021

Semurb alerta sobre pessoas se passando por fiscais ambientais e cobrando multas - Rádio 98 FM Natal

A secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) alerta para um novo tipo de fraude em Natal. Pessoas estão se passando por fiscais da pasta e teriam realizado fiscalizações e entregado notificações falsas com valores de multas para população. O caso foi descoberto na manhã desta sexta-feira (23), quando uma das pessoas que recebeu uma das notificações falsas, compareceu até a sede da pasta para apresentar o documento e obter esclarecimentos. A secretaria vai prestar queixa-crime na delegacia de Polícia Civil para apuração da denúncia.

De acordo com informações preliminares a atividade ilícita consiste na entrega de uma notificação informando que deve ser feito o encerramento de determinada atividade “considerada crime ambiental”. Além de uma respectiva aplicação de multa no valor de R$ 4.753,43 reais e a ameaça de bloqueio de conta bancária e penhora de bens do notificado. E ainda, que em caso de desobediência, a multa aplicada será dobrada e a queixa enviada ao Ministério Público para abertura de processo criminal.

O supervisor de fiscalização ambiental da Semurb, Gustavo Szilagyi, conta que essa não é a primeira vez que a Semurb é vítima de fraude ou golpe. Em 2017, dois homens foram presos por realizarem falsas fiscalizações com objetivo de cobrar propina e liberar obras. A diferença para esse caso é que não são obras, mas se trata de aplicação de multa por supostos crimes ambientais.

“A população deve ficar alerta para a atuação de falsos fiscais. Nossos agentes têm um padrão nas ações diárias. Os fiscais comparecem ao local a ser fiscalizado sempre em dupla, chegam em carro oficial da Secretaria com o brasão da Prefeitura e usam colete de identificação, crachá funcional com o número do servidor e da matrícula. Se a pessoa fiscalizada achar necessário, ela pode pedir para os fiscais apresentarem a carteira funcional”, explica Szilagy.

Ainda segundo ele, toda a documentação emitida pela secretaria está identificada com timbre, endereço e também sempre vai assinada por um servidor com nome e matrícula. Já  as cobranças são emitidas pela secretaria de Tributação (Semut) no formato de Documento de Arrecadação Municipal (DAM) identificando o beneficiário: “Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Tributação com o CNPJ”, relata.

A Semurb pede que as possíveis vítimas da fraude procurem a polícia e façam um boletim de ocorrência.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo SEMURB ALERTA A POPULAÇÃO QUE FALSOS FISCAIS AMBIENTAIS ESTÃO COBRANDO MULTAS EM NATAL

O MÉDICO E DEPUTADO ALBERT DICKSON DEMONSTROU PREOCUPAÇÃO COM AS ILAÇÕES EM TORNO DO MEDICAMENTO IVERMECTINA,E DIZ QUE ACABA CONFUNDINDO A POPULÇÃO

Albert Dickson rebate ilações com estudos científicos em prol da Ivermectina

26 fev 2021

MP denuncia deputado Albert Dickson por peculato, falsificação de documento e associação criminosa – Justiça Potiguar

Na sessão ordinária desta quarta-feira (24) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte o médico e deputado Albert Dickson (PROS) demonstrou preocupação com as ilações em torno do medicamento Ivermectina divulgadas em massa, o que, na sua opinião, acaba confundindo a população.

“As informações que trago são baseadas em estudos científicos e na minha experiência médica, que já tratou mais de 40 mil pacientes de forma precoce”, disse ao iniciar a sua fala defendendo informações sobre o uso profilático do medicamento Ivermectina na luta contra a COVID-19.

Albert Dickson fez referência aos pronunciamentos de dois médicos de Natal, divulgados ontem via entrevistas em emissora local de televisão e que revelavam que 91% das pessoas internadas nas UTIs dos hospitais do RN teriam usado Ivermectina. “Eles não apresentaram dados científicos. Vamos parar de ilações. Para se ter uma ideia, temos hoje, no mundo, 37 estudos científicos sobre Ivermectina. Sendo 19 deles randomizados –  de casos e controles –  ou seja, estão no topo da excelência dos estudos científicos”, ressaltou.

O deputado pontuou que são 265 cientistas estudando no mundo a Ivermectina. São 10.509 pacientes sendo estudados. “Desses resultados, 90% comprovam que usando Ivermectina profilaticamente a doença não chega à fase grave”, explicou. Albert Dickson explicou que é preciso entender que um paciente que está na UTI pode ter outras comorbidades que compliquem ainda mais o estado de saúde. “São fatores reais que interferem diretamente no processo do paciente”, disse.

Outro fator destacado pelo deputado é a informação que a Ivermectina causa problemas no fígado. “Mais uma inverdade. Outra pesquisa mostra que o efeito da Ivermectina em animais de laboratórios comprova que 91% da Ivermectina é metabolizado no intestino e apenas 5% vai para o fígado”, destacou. Albert Dickson disse que é preciso ter responsabilidade com as informações repassadas à população em um dos momentos mais críticos da pandemia do novo coronavírus.

“A Ivermectina faz 40 anos que está no mercado, ganhou prêmio Nobel de Medicina e nunca registrou um óbito no mundo por seu uso. É um medicamento extremamente seguro. Uma outra pesquisa publicada na Revista Agrária em biologia diz que a Ivermectina não afeta o fígado. Faz efeito contrário melhorando os níveis de esteatose hepática (é um distúrbio que se caracteriza pelo acúmulo de gordura no interior das células do fígado”, justificou.

A Ivermectina foi descoberta em 1975 e introduzida no mercado em 1981. Faz parte da lista de medicamentos essenciais da Organização Mundial de Saúde (OMS); uma lista com os medicamentos mais seguros e eficazes fundamentais num sistema de saúde.

Fonte: Politica em Foco
Continuar lendo O MÉDICO E DEPUTADO ALBERT DICKSON DEMONSTROU PREOCUPAÇÃO COM AS ILAÇÕES EM TORNO DO MEDICAMENTO IVERMECTINA,E DIZ QUE ACABA CONFUNDINDO A POPULÇÃO

PARQUE NEY ARANHA MARINHO É TOTALMENTE REVITALIZADO E RECEBE RECONHECIMENTO DA POPULAÇÃO

Prefeitura revitaliza Parque Ney Aranha Marinho e recebe reconhecimento da população

14 fev 2021

Resultado de imagem para Prefeitura revitaliza Parque Ney Aranha Marinho e recebe reconhecimento da população

A revitalização do Parque Ney Aranha Marinho, na zona Leste da capital, tem gerado um impacto positivo na vida das pessoas que residem e frequentam as imediações da Av. Governador Juvenal Lamartine, a área chamada de beira canal nos limites do Barro Vermelho e Tirol. O espaço público foi totalmente revitalizado e ampliado pela Prefeitura de Natal através da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), sendo a primeira das obras de recuperação dos espaços públicos entregues em 2021.

O prefeito Álvaro Dias visitou o Parque Ney Marinho na tarde desta quarta-feira (10) e conversou com os moradores, que agradeceram a recuperação do espaço e a moderna iluminação que tornou a área mais segura para o lazer da população. Morador há mais de sete anos em um apartamento da região, o aposentado José Freire comentou que agora frequenta diariamente o parque para se exercitar e também para passear à noite. “Isso aqui está bonito e movimentado a qualquer hora do dia e da noite. Era outra realidade quando aqui cheguei. Só lixo e ainda tinha o problema de insegurança por que era reduto de usuários de drogas, e nós nem podíamos andar por aqui. Agora temos outro convívio”, festejou.

Para Álvaro Dias, o ganho para a população vai além da estrutura. “Entregamos uma praça totalmente revitalizada com uma iluminação altamente eficiente que proporciona tranquilidade e segurança à população. É qualidade de vida dentro do espaço urbano, em um lugar aprazível e agradável às margens da Av. Governador Juvenal Lamartine”, comentou ao ser surpreendido, durante a visita, pela presença da menina Sofia Galvão Câmara, de 9 anos. A jovem moradora havia solicitado diretamente ao prefeito, através de um vídeo, que olhasse com carinho para o parque. Acompanhada da avó, Sofia disse que agora pode brincar à vontade. “Agradeço por este parque tão lindo”, disse a menina.

Moacyr e Edmilson Rodrigues, também moradores da área, elogiaram pessoalmente pela iniciativa e pediram a inclusão do Parque no calendário cultural da cidade, como o São João e o Natal em Natal, atividades que contam com investimentos da prefeitura. Álvaro Dias também adiantou que a ideia é incrementar o parque com o replantio de árvores nativas através do Planta Natal.

O secretário de Serviços Urbanos, Irapoã Nóbrega, acompanhou o prefeito durante a visita e destacou a importância da recuperação do Parque Ney Aranha. “Antes o espaço estava sendo mal aproveitado e isso favorecia o aparecimento de pessoas más intencionadas. Agora a cidade ganhou mais um espaço de convivência e a população está orgulhosa do lugar”.

O Parque Ney Aranha Marinho conta com uma nova alameda que percorre toda a extensão do parque, incluindo a pista de caminhada e ciclismo. Na recomposição paisagística do passeio foram substituídos os bancos e adaptada a área com acessibilidade padrão, incluindo uma nova Academia ao Ar Livre e um parque infantil. A iluminação renovou o lugar e permitiu o usufruto do espaço também à noite. Foram implantados 42 postes de alamedas em LED, além de sete postes de 14 metros com luminárias de LED de alta potência com fiação subterrânea. O Parque Ney Aranha Marinho está inserido no cronograma de obras de revitalização dos equipamentos da cidade com previsão de entrega para o primeiro semestre deste ano.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PARQUE NEY ARANHA MARINHO É TOTALMENTE REVITALIZADO E RECEBE RECONHECIMENTO DA POPULAÇÃO

DURANTE O CARNAVAL O EXPEDIENTE NAS CENTRAIS DO CIDADÃO SERÁ MANTIDO

Expediente nas Centrais do Cidadão é mantido durante Carnaval

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Divulgação

Os serviços oferecidos à população nas Centrais do Cidadão pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) sofrerão mudanças na próxima segunda (15) e terça-feira (16). Como não haverá atendimento ao público nas agências bancárias nesses dias, apenas os serviços considerados gratuitos serão realizados, tais como emissão da primeira via da Carteira de Identidade (RG) ou emissão da segunda via, no caso dos idosos.

De acordo com a Secretaria de Estado da Administração (Sead) – que conduz o Programa das Centrais do Cidadão do Rio Grande do Norte, por meio da Coordenadoria de Atendimento ao Servidor e ao Cidadão (Codaci), a decisão vale para as unidades da capital, como também para as unidades localizadas no interior.

O expediente nas Centrais do Cidadão do shopping Via Direta e do shopping Estação (Zona Norte), em Natal, funcionarão das 9h às 15h para atendimentos do Itep. No interior, as unidades abrirão no horário de sempre (8h às 14h em Parnamirim e 7h às 13h nas demais unidades).

A Sead reforça ainda que, para ser atendido em qualquer Central do Cidadão, é necessário realizar o agendamento prévio no site www.central.rn.gov.br. As vagas são liberadas no sistema diariamente, sempre a partir das 8h, para atendimentos no dia útil subsequente. Além disso, durante o tempo em que permanecer na unidade de atendimento, o cidadão precisa respeitar os protocolos sanitários, como utilizar máscara, higienizar as mãos e cumprir o distanciamento social.

A partir da quarta-feira (17), todas as unidades do Programa Central do Cidadão voltam a funcionar com a oferta de todos os serviços do Itep.

Serviços do Detran seguem normalmente

As Centrais do Cidadão que oferecem serviços do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN) funcionarão normalmente nos dias 15 e 16 de fevereiro, sem alteração de horário de expediente. Ainda assim, os atendimentos somente serão realizados mediante agendamento prévio.

Para serviços do Detran, o usuário deve acessar o site www.detran.rn.gov.br. Na página principal, clica na seção “Agendamento” e seleciona o serviço desejado.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo DURANTE O CARNAVAL O EXPEDIENTE NAS CENTRAIS DO CIDADÃO SERÁ MANTIDO

O CHILE DEVE COMEÇAR A VACINAÇÃO EM MASSA DA POPULAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA (3) UTILIZANDO A CORONAVAC

O CHILE DEVE COMEÇAR A VACINAÇÃO EM MASSA DA POPULAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA (3) UTILIZANDO A CORONAVAC
Empty vials that contained the Pfizer-BioNTech COVID-19 vaccine sit in a pile at the Posta Central Hospital in Santiago, Chile, Wednesday, Jan. 13, 2021. (AP Photo/Esteban Felix)

Chile começa vacinação em massa com Coronavac nesta quarta-feira (3)

Giulia Alecrim*, da CNN, em São Paulo
02 de fevereiro de 2021 às 10:38 | Atualizado 02 de fevereiro de 2021 às 10:55
Chile utilizará a Coronavac, importada de Pequim, para iniciar vacinação em massChile utilizará a Coronavac, importada de Pequim, para iniciar vacinação em massa Foto: Thomas Peter/Reuters

O Chile deve começar nesta quarta-feira (3) a vacinação em massa da população utilizando a Coronavac, de acordo com o anúncio feito pelo presidente Sebastian Piñera. Inicialmente, a prioridade será para os grupos de risco, que correspondem a cinco milhões de pessoas, previstos para serem imunizados em fevereiro e março.

A vacinação com profissionais da saúde já havia sido iniciada em 24 de dezembro de 2020 com o imunizante da Pfizer, aprovado pelo país na semana anterior ao natal. Já o uso da Coronavac foi aprovado no dia 20 de janeiro deste ano.

O país recebeu nesta semana quase 4 milhões de doses importadas da vacina desenvolvida pela empresa Sinovac, e que no Brasil está sendo produzida em parceira com o Instituto Butantan, responsável pela introdução da Coronavac na América Latina, com exceção do Chile e do Uruguai.

Na semana passada, o Chile autorizou o uso da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, tornando-se a terceira candidata disponível no país. Além disso, está prevista a aquisição de outras quatro milhões de doses da Johnson&Johnson, ainda que não tenha sido aprovada. A meta é vacinar 15 milhões de chilenos até a metade deste ano.

O país registrou 730.888 casos confirmados e 18.537 mortes pelo novo coronavírus, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, e já imunizou mais de 67 mil pessoas, de acordo com o World In Data.

Sob supervisão Julyanne Jucá

Fonte: CNN Brasil

Continuar lendo O CHILE DEVE COMEÇAR A VACINAÇÃO EM MASSA DA POPULAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA (3) UTILIZANDO A CORONAVAC

DEZESSEIS ESTADOS BRASILEIROS JÁ ESTÃO IMUNIZANDO A POPULAÇÃO CONTRA COVID-19

Rio, Amazonas e estados em todas as regiões começam a vacinar contra a Covid-19

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Atualizado 19 de janeiro de 2021 às 00:51

A técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes, 54 anos e Teresinha da conceiçA técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes, 54 anos e Teresinha da conceição, 80 anos: as duas primeiras vacinadas no Rio de Janeiro (18.jan.2021)

Rio de Janeiro, Amazonas e outros estados brasileiros iniciaram a vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18). Com São Paulo, são, ao todo, dezesseis estados já imunizando a população contra a doença do novo coronavírus.

Até 23h55 (de Brasília) da segunda-feira, a  vacinação contra a Covid-19 já havia começado nos seguintes estados: Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A imunização começou utilizando a Coronavac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac, foi aprovada para uso emergencial em reunião da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no domingo (17).

Terceiro estado mais populoso do Brasil, o Rio de Janeiro iniciou a imunização aos pés do Cristo Redentor. A técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes (54) e a idosa Teresinha da Conceição (80) foram as primeiras cariocas a receberem a vacina.

Em Santa Catarina, o primeiro vacinado foi um profissional da saúde, o enfermeiro Júlio César Vasconcelos, que atua no combate à doença do novo coronavírus em Florianópolis. Já em Goiás, a imunização começou em ato simbólico realizado na cidade de Anápolis (GO).

O início das imunizações está sendo acompanhado das autoridades dos estados. Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM), que é médico, foi o responsável por aplicar a primeira vacina. Em Florianópolis, o governador Carlos Moisés (PSL) se posicionou atrás do momento da aplicação.

No Piauí, o início da vacinação englobou cinco profissionais da saúde. O primeiro é o médico obstetra Joaquim Vaz, de 75 anos, que atua há 45 anos em uma maternidade em Teresina (PI) e já teria feito cerca de 20 mil partos na sua carreira.

O Maranhão também iniciou a imunização. Com a presença do governador Flávio Dino (PCdoB), foi imunizada a técnica de enfermagem Egle Sousa, que atua no Hospital Carlos Macieira, em São Luís, que concentra pacientes com a Covid-19 no estado.

Após o início da vacinação na cidade de São Paulo, com o ato em que a enfermeira Monica Calazans se tornou a primeira imunizada, o governo estadual expandiu nesta segunda-feira (18) a vacinação para outras cidades do estado.

Em situação de colapso no sistema de saúde de Manaus, o estado do Amazonas iniciou a imunização contra a Covid-19 na noite desta segunda-feira (18). Uma profissional de saúde de origem indígena foi imunizada na capital.

O Amazonas é o estado com a maior população indígena do Brasil. Em razão das vulnerabilidades e dificuldades no atendimento, os indígenas estão entre os grupos prioritários para a vacinação.

“Viva os povos indigenas desse pais! Que todos os povos indígenas sejam vacinados! Essa vacina representa muito para os povos indígenas”, disse Vanda Ortega, a primeira vacinada. “Não era para a gente estar aqui, porque nós temos quatro parentes sendo encaminhados agora para as UPAs”, completou a técnica de enfermagem, da etnia Witoto.

Fonte: CNN

Continuar lendo DEZESSEIS ESTADOS BRASILEIROS JÁ ESTÃO IMUNIZANDO A POPULAÇÃO CONTRA COVID-19

UTILIDADE PÚBLICA: HEMONORTE CONVOCA DOADORES E TODA POPULAÇÃO PARA DOAR SANGUE

Com estoque de sangue em estado crítico, Hemonorte convoca doadores e toda a população

 DIVERSOS

HEMONORTE CONVOCA DOADORES PARA REPOR ESTOQUE DE SANGUE QUE ESTÁ EM ESTADO CRÍTICO – Hilneth Correia

O Hemonorte conta hoje com apenas com 300 bolsas de sangue, quantidade insuficiente para atender as demandas neste final de ano e põe em risco a segurança transfusional hospitalares. Por este motivo, convoca doadores e toda a população para abraçar esta causa.

De acordo com a chefe do Departamento de Apoio Técnico, Miriam Mafra, “devido a pandemia a procura para doação está sendo baixa, o que está comprometendo o estoque e a vida de muitos pacientes. Para normalizar o estoque o Hemonorte precisa ter diariamente em média 800 bolsas de sangue prontas para uso”, afirma Miriam.

Para ser doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos, (Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsável legal), pesar mais de 50 quilos, estar com boa saúde, estar bem alimentado e portar documento oficial de identidade com foto são requisitos imprescindíveis. Os interessados em doar sangue devem se dirigir à sede do Hemonorte localizado na Avenida Alexandrino de Alencar, 1800, Tirol.

É importante ressaltar que todo o processo da doação é feito em segurança em cumprimento de todos os protocolos de higienização contra a Covid-19.

Continuar lendo UTILIDADE PÚBLICA: HEMONORTE CONVOCA DOADORES E TODA POPULAÇÃO PARA DOAR SANGUE

POR COMPRAR CLOROQUINA PARA DAR ESPERANÇA A POPULAÇÃO, MINISTROS SERÃO INVESTIGADOS PELA PGR À PEDIDO DA DEPUTADA (PT) NATÁLIA BONAVIDES

Deputada Natália Bonavides(PT-RN) pede que PGR investigue ministros por comprar cloroquina ‘para dar esperança’

 JUDICIÁRIOPOLÍTICASAÚDE

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

A deputada Natália Bonavides, do PT do Rio Grande do Norte, pediu que a PGR investigue se Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, e Fernando Azevedo, ministro da Defesa, cometeram crime de responsabilidade após o Exército afirmar ao TCU que comprou cloroquina, sem eficácia comprovada, para dar “esperança” à população contra a Covid-19.

“Se a própria manifestação do comandante é de que não há tratamento consagrado da Covid-19, a mencionada esperança pelo Exército não passa de pura propaganda. Desse modo, o laboratório, que deveria ser usado para produzir medicamento eficaz, foi usado pelo Exército e pelo ministro da Defesa como ferramenta de propaganda político-partidária, para homologar o discurso negacionista do governo federal”, escreveu Bonavides no pedido apresentado contra os dois generais e ministros.

Em um documento enviado ao TCU em julho e tornado público nesta segunda-feira, disse o Exército sobre a compra recorde de cloroquina, substância defendida publicamente por Jair Bolsonaro:

“Não poderia ser exigível comportamento diverso do Laboratório Químico Farmacêutico do Exército, senão a busca dos insumos necessários e o pronto atendimento às prementes necessidades de produção da cloroquina que, por seu baixíssimo custo, seria o equivalente a produzir esperança a milhões de corações aflitos com o avanço e os impactos da doença no Brasil e no mundo”, escreveu o comandante da 1ª Região Militar, com nome mantido em sigilo, embora seja público que se trata do general André Luiz Silveira.

No mesmo ofício, o Exército desprezou a falta de comprovação científica da substância contra a Covid e admitiu:

“Até a presente data não há tratamento consagrado pela comunidade científica para a Covid-19”.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo POR COMPRAR CLOROQUINA PARA DAR ESPERANÇA A POPULAÇÃO, MINISTROS SERÃO INVESTIGADOS PELA PGR À PEDIDO DA DEPUTADA (PT) NATÁLIA BONAVIDES

PARA TORNAR A CIÊNCIA MAIS CLARA À POPULAÇÃO, BRASILEIRA CITA CAPITÃO AMÉRICA PARA EXPLICAR CRIOPRESERVAÇÃO E VENCE COMPETIÇÃO

Por Elida Oliveira, G1

 

Gabriela Ramos Leal, 34 anos, venceu a Famelab 2020 pelo voto popular — Foto: DivulgaçãoGabriela Ramos Leal, 34 anos, venceu a Famelab 2020 pelo voto popular — Foto: Divulgação

Por trás da história do Capitão América – que ficou congelado no fundo do oceano por 70 anos, e voltou à vida como se o tempo não tivesse passado – há ciência. Foi usando este exemplo pop para explicar o conceito científico da criopreservação que a médica veterinária Gabriela Ramos Leal, de 34 anos, venceu uma competição internacional de comunicação científica, pelo voto popular, a Famelab 2020.

O objetivo da competição, que envolveu pesquisadores de 32 países, é estimular cientistas e pesquisadores a traduzirem os conceitos científicos em uma linguagem acessível à população.

“Quando você faz a pessoa entender o impacto da pesquisa científica na vida dela, ela passa a valorizar. É importante, justamente porque aquilo que a gente desenvolve em laboratório é feito para a sociedade, que paga e financia essas pesquisas”, afirma Leal.

Apresentador do Famelab anuncia Gabriela Leal, 34 anos, como vencedora no voto popular. Edição foi virtual devido à pandemia. — Foto: Reprodução/Youtube

Se a pesquisadora falasse sobre o congelamento de embriões para melhorar a estrutura genética de um rebanho, por exemplo, talvez poucas pessoas se interessassem. Mas a ciência por trás do método pode despertar a atenção de muitos, basta saber contar uma história, afirma.

“Gosto de contar histórias, e quando você pega e conta uma história sobre aquele conceito científico e consegue chamar a atenção da pessoa para isso, você consegue uma conexão”, fala.

“A criopreservação é uma forma de conservação pelo frio. Não usamos gelo, mas são temperaturas muito baixas. Sempre uso como exemplo o Capitão América, da Marvel. Ele afundou no oceano, voltou 70 anos depois com a mesma cara, sem um fio de cabelo branco, como se não tivesse passado nenhum dia dele. Esse é o processo pelo frio”, explica.

“As baixas temperaturas param o metabolismo, as reações que acontecem dentro das células. Justamente por isso, aquela estrutura congela. A criopreservação, é como se o tempo parasse”, afirma.

Doutora em reprodução animal e professora da Universidade Castelo Branco (UCB), no Rio de Janeiro, Leal usa a criopreservação em suas pesquisas para congelar embriões e óvulos.

“A diferença do que faço para o Capitão América é que a gente não consegue fazer isso com corpos inteiros, somente com estruturas menores”, afirma.

Ciência nas escolas

Ciência sempre foi a matéria que Gabriela Leal mais gostava na escola, ao lado de língua portuguesa. Não à toa, as duas habilidades se uniram para que ela vencesse a premiação.

Para ela, é na escola que o interesse inicial pela ciência deve ser desenvolvido. “Não existe momento mais apropriado para conquistar os jovens”, fala.

Mas, há entraves, como a estrutura física das escolas. Dados do Censo Escolar apontam que 38% das escolas públicas têm laboratórios de ciências, enquanto na rede privada o índice é de 57,2%.

“O que poderia ajudar [a despertar o interesse dos alunos] são as aulas práticas. Nem toda escola tem um laboratório. A prática ajuda muito a visualizar aquilo que está na teoria, e comunica a importância daquilo para o aluno”, reflete.

Conhecimento é antídoto à ‘fake news’ na pandemia

Para Leal, o conhecimento é um antídoto para não cair em notícias falsas que circulam na internet e pode trazer uma maior compreensão sobre o que está acontecendo na pandemia.

“Mais do que nunca a gente consegue observar como é importante comunicar ciência. No meio da pandemia, com uma doença nova, descobertas científicas ocorrendo a todo momento, e ainda assim há uma rede incrível de fake news, onde cada um solta uma coisa, que daqui a pouco vira verdade absoluta”, reflete.

Caso o conhecimento científico fosse disseminado, diz Leal, talvez a pandemia nem tivesse começado. Isso porque a suspeita é que o vírus, que circula entre morcegos, tenha passado para humanos por meio da alimentação, seja diretamente pelo mamífero ou pelo intermediário pangolim.

“As pessoas tiveram contato com animais silvestres, sem controle de inspeção. Nós [médicos veterinários] que fazemos o controle de inspeção não comeríamos um animal daquele porque sabemos dos riscos que pode trazer”, afirma.

Continuar lendo PARA TORNAR A CIÊNCIA MAIS CLARA À POPULAÇÃO, BRASILEIRA CITA CAPITÃO AMÉRICA PARA EXPLICAR CRIOPRESERVAÇÃO E VENCE COMPETIÇÃO

OPINIÃO: PARA ENGANAR A POPULAÇÃO, BOULOS SE DISFARÇA DE BOM MOÇO

O lobo vestiu pele de cordeiro

Fotomontagem ilustrativa

“A primeira vez que me enganares, a culpa será tua; já da segunda vez, a culpa será minha.” (Proverbio árabe).

E o lobo vestiu pele de cordeiro. Boulos agora é o Chapeuzinho Vermelho levando “docinhos” para vovozinha. Só falta cantar.

Imita o mestre Lula, que em 2002, para ganhar a primeira eleição Presidencial, transvestiu-se de democrata, ganhou as eleições e promoveu o maior saque aos cofres públicos já visto na história do Brasil.

A roupa nova de Lula, em 2002, foi costurada para sossegar o mercado, dar uns cafunés na Fiesp e nos banqueiros.

Para acalmar o povo, o maior assaltante dos cofres públicos, segundo denúncias do Ministério Público, propalou uma “Carta aos Brasileiros”, onde divulgava as “coisas maravilhosas” que iria fazer com o Brasil. Tudo lorota.

Boulos repete a farsa. A sua versão é mais trabalhada. Enquanto Lula aparou a barba, tomou banho, trocou cachaça por Whisky, vestiu paletós de costureiros famosos, Boulos faz percurso inverso: sua família é de classe média alta, mas ele mora na periferia e diz que luta pelos pobres, promovendo invasões e denunciando todas as mazelas dos governantes de plantão. Ainda não divulgou uma “Carta aos Brasileiros”, mas divulgou o seu programa de governo para São Paulo.

Enquanto Stédile invadia terras com o MST, Boulos invadia prédios públicos e particulares em São Paulo, com um tal de MTST. Afirmava que estavam abandonados e a ocupação desses espaços seria legítima, somente porque estavam desocupados. E de prédio em prédio invadido tornou-se o queridinho dos esquerdinhas sem noção.

Candidatou-se em algumas eleições sem lograr qualquer êxito. De repente percebeu que deveria usar a mesma estratégia do “mestre dos larápios”, que imitava até no modo de falar usando a “língua plesa”.

E o novo Boulos surgiu: mais instruído, mais astuto, mais limpo, sempre portando roupas decentes, um tom de voz calmo, procurando sempre convencer quando dialoga com os eleitores, sempre minimizando seus atos e dizendo que vai fazer justiça social. Descobriu que o povo adora isso.

Mas o que o “Chapeuzinho Vermelho” das esquerdas traz em sua cesta, cantando sua melodia melíflua, não são “doces para vovozinha”. Não, dentro do cesto de Boulos, quando descoberto o pano que os cobre, não é justiça social, como prega o candidato das “canhotas”. Eis um dos “doces” retirados de seu cesto:

– “A gestão de Guilherme Boulos e Luiza Erundina em São Paulo irá viabilizar uma educação justa, consistente, democrática e emancipadora. Uma educação antirracista, feminista, anti-lgbtfóbica, anticapacitista e ecossocialista. E a referência da gestão será o legado de Paulo Freire à frente da Secretaria Municipal de Educação durante o governo de Luiza Erundina”. (1989-1993). (Programa de Governo Boulos/Erundina-2020, pag. 18).

Continuar lendo OPINIÃO: PARA ENGANAR A POPULAÇÃO, BOULOS SE DISFARÇA DE BOM MOÇO

EM MEIO A POLÊMICA DE UMA ORDEM ILEGAL PARA SACRIFICAR POPULAÇÃO DE VISONS, MINISTRO DINAMARQUÊS RENUNCIOU AO CARGO

 

Ministro dinamarquês renuncia após polêmica de sacrifício de visons

Mamíferos foram identificados com uma mutação do novo coronavírus que poderia afetar a eficácia das futuras vacinas contra a covid-19

INTERNACIONAL

Da EFE

Mogens Jensen renunciou ao cargo nesta quarta-feira (18)

O ministro de Agricultura e Alimentação da Dinamarça, Mogens Jensen, renunciou ao cargo nesta quarta-feira (18), em meio à polêmica gerada pela emissão de uma ordem ilegal para sacrificar toda a população de visons da Dinamarca, após ter sido identificada nesses animais uma mutação do novo coronavírus que poderia afetar a eficácia das futuras vacinas contra a covid-19.

O governo dinamarquês ordenou no dia 4 o sacrifício dos 15 milhões de visons nas fazendas da Dinamarca, o maior produtor mundial.

No entanto, dias depois, foi descoberto que não havia base legal para a medida, apenas onde havia sido detectado o contágio ou em áreas próximas, mas na terça-feira foi obtido o apoio necessário para a realização de uma reforma que permitisse a ordem.

“Está claro que é absolutamente necessário para mim ter a confiança dos partidos do Parlamento para exercer o meu cargo, e acredito que não tenho mais o apoio requerido. Por isso, sinto que devo apresentar a minha renúncia”, declarou Jensen à emissora televisão pública “DR”.

A renúncia de Jensen já era esperada, após vários partidos de centro e esquerda que dão maioria parlamentar ao governo social-democrata de Mette Frederiksen retiraram sua confiança. A primeira-ministra já havia afirmado várias vezes que a responsabilidade pelo ocorrido era do ministro.

O anúncio veio pouco antes da divulgação de três comunicados internos das autoridades. O primeiro mostra “com clareza” que o Ministério da Alimentação cometer um “erro”, pelo qual Jensen voltou a se desculpar.

Primeiros casos em junho

Os primeiros casos de coronavírus em visons foram detectados em junho. O governo ordenou o sacrifício de todos os animais nas fazendas afetadas, enquanto aumentava as medidas de controle no resto das instalações.

De acordo com reportagens da imprensa dinamarquesa, as autoridades de saúde alertaram em setembro sobre as dificuldades de controlar a propagação da doença nas fazendas e recomendaram o isolamento de criadores e funcionários, mas este conselho não foi seguido.

Somente há duas semanas, quando o Instituto Serológico, o centro de referência para doenças infecciosas, advertiu que algumas das variantes podem afetar as vacinas, o governo ordenou o sacrifício de toda a população de visons.

A reforma legal, que será aprovada nesta semana, proibirá a criação de visons até 31 de dezembro de 2021 e o transporte de espécimes vivos para o país, além de estabelecer o pagamento de 30 coroas dinamarquesas por peça aos criadores que sacrificarem seus visons antes do dia 19, enquanto os partidos políticos continuam a negociar indenizações para os proprietários.

Mais de 200 pessoas foram infectadas com uma das cinco mutações do vírus detectadas nos visons, 12 delas com a chamada “Cluster 5”, que enfraquece a capacidade de criar anticorpos e pode afetar futuras vacinas, mas nenhum caso novo foi detectado em dois meses.

Além do sacrifício dos visons, as autoridades impuseram restrições em sete municípios do norte da Jutlândia, a área mais afetada, incluindo o fechamento de bares e restaurantes e uma recomendação para limitar a circulação.

Fonte: R7

 

Continuar lendo EM MEIO A POLÊMICA DE UMA ORDEM ILEGAL PARA SACRIFICAR POPULAÇÃO DE VISONS, MINISTRO DINAMARQUÊS RENUNCIOU AO CARGO

POPULAÇÃO DE MACAIBA AVALIA A GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA COMO REGULAR

Governo Fátima Bezerra é avaliado como regular por 38,2% da população de Macaíba

08 nov 2020

Pesquisa Agora Sei/Política em Foco aponta que o Governo Fátima Bezerra é considerado regular por 38,2% da população de Macaíba.

Outros 18% consideram a gestão ruim.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte com o número 9314/2020. As 500 entrevistas foram feitas no dia primeiro de novembro e a margem de erro é de 4,3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados totais da amostra.

Confira os números completos:

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo POPULAÇÃO DE MACAIBA AVALIA A GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA COMO REGULAR

CONSÓRCIO INTERFEDERATIVO DA SAÚDE PROPOSTO PELO GOVERNO DO RN É APROVADO PELA ALRN

Assembleia aprovou os consórcios interfederativos de saúde propostos pelo governo do RN

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Leitos hospitalares do RN |Foto: Elisa Elsie/Ascom RN

O Governo do Rio Grande do Norte deu um importante passo rumo à melhoria da assistência em saúde da população potiguar. A proposta do governo estadual que institui os Consórcios Interfederativos de Saúde foi aprovada pela Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (21). O modelo de gestão visa a ampliar o acesso aos serviços oferecidos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de todos os municípios potiguares.

“A criação dos consórcios é um compromisso do governo para melhoria dos serviços de saúde pública do Rio Grande do Norte. A aprovação da lei garante mais um passo em direção à efetivação do programa, que será muito importante dentro do fortalecimento da regionalização do SUS. Agradecemos aos deputados estaduais pela sensibilidade em reconhecer a importância desse projeto”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

O governo informou que os consórcios envolvem as gestões estadual e municipais, funcionando como um espaço articulador de parcerias, convênios, contratos e outros instrumentos similares, facilitando o financiamento e a gestão compartilhada dos serviços públicos de saúde numa perspectiva territorial. Entre os serviços que podem ser consorciados estão os de urgência e emergência hospitalar, pré-hospitalar, unidades de pronto atendimento de natureza regional e centros de especialidades odontológicas (CEOS), e demais serviços relacionados à saúde, em consonância com o Plano de Regionalização (PRD) do Estado.

“Essa aprovação constitui um marco institucional do SUS no Estado. Aproveitamos para reconhecer o apoio da Assembleia Legislativa, da Federação dos Municípios e do Conselho Estadual de Saúde nessa luta. Essa conquista possibilitará um arranjo organizacional em cada região de saúde que vai ser um diferencial na gerência e organização dos serviços ofertados em cada região, sejam eles especializados, hospitalares ou de transporte sanitário, por exemplo, porque o consórcio pode abranger serviços diversos em sua organização”, afirmou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

Regionalização da Saúde

O principal objetivo dos consórcios é efetivar a regionalização da saúde, para que os problemas de atendimento sejam resolvidos mais próximo de onde as pessoas moram. Os consórcios possibilitam a união de esforços e racionalização de recursos dos entes federativos, a partir de uma gestão compartilhada, organizando os serviços de forma integralizada e ampliada.

A estratégia de cooperação é uma solução prática e efetiva em situações em que uma única esfera da federação não consegue atuar sob uma ou mais demandas relacionadas a serviços e programas para a sua população. Além disso, uma importante vantagem do consórcio é a possibilidade de superar a descontinuidade de governos, já que consiste num instrumento do SUS do Estado, permanecendo mesmo com as mudanças de gestão.

Após a aprovação do projeto de lei, continua o trabalho para a efetivação dos consórcios. O próximo passo é regulamentar a lei e buscar a adesão dos municípios. Para isso, serão realizados estudos técnicos que demonstrem a viabilidade e os custos da implantação e manutenção, para dar base ao contrato de programa, que define os serviços que serão consorciados, bem como o contrato de rateio, que especifica como será rateado o custeio e investimento necessários às ações, o que será realizado de forma democrática, por meio de pactuação em assembleia entre o ente estadual e os municipais.

Vantagens

·   Melhoria do acesso aos serviços de saúde de maior complexidade, ampliando a oferta, com maior resolutividade e qualidade.
·   Redução dos custos operacionais, ampliando a eficiência e a eficácia na aplicação dos recursos financeiros.
·   Fortalecimento das instâncias locais e regionais e do processo de descentralização, formando vínculos de cooperação e de gestão compartilhada.
·  Integração de diferentes realidades locais, preservando suas peculiaridades, na busca da solução de problemas comuns.

Continuar lendo CONSÓRCIO INTERFEDERATIVO DA SAÚDE PROPOSTO PELO GOVERNO DO RN É APROVADO PELA ALRN

SUIÇA MANTÉM LIVRE CIRCULAÇÃO COM UNIÃO EUROPEIA

 

Em referendo, suíços decidem manter livre circulação com UE

Com mais de 60% dos votos, população recusou proposta dos Conservadores. Votação teve o triplo da participação habitual dos cidadãos

INTERNACIONAL

Da EFE

Suíça mantém livre circulação com UE

Os suíços decidiram em referendo neste domingo (27) manter a livre circulação de pessoas com a União Europeia, rejeitando por mais de 60% dos votos a proposta dos Conservadores de terminar em 2021 o acordo assinado por Berna e Bruxelas em 1999.

Com dois dos 26 cantões do país ainda sem completar a votação, 61,69% dos eleitores rejeitaram a proposta da União Democrática do Centro (UDC), contra a qual os outros principais partidos, incluindo os Socialistas, Liberais, Democratas Cristãos e Verdes, haviam tomado posição.

A participação dos eleitores foi particularmente elevada com cerca de 60%, o dobro do habitual para os referendos trimestrais suíços, um indicador da importância que os eleitores atribuem à manutenção do relacionamento com seu principal parceiro comercial.

A UDC, partido com mais votos nas eleições parlamentares de 2019, mas que detém apenas um quarto dos assentos na legislatura, propôs o fim do acordo com base no fato de ter desfavorecido os trabalhadores nacionais mais velhos em favor dos jovens imigrantes da União Europeia.

Os outros grupos pediram um “não” e alertaram que o acerto de 1999 estava ligado a outros com a UE em áreas como agricultura, comércio, ciência, transporte e aviação civil, e poderia, portanto, comprometer a relação com um mercado para o qual a Suíça direciona metade de suas exportações.

Fonte: R7  

 

Continuar lendo SUIÇA MANTÉM LIVRE CIRCULAÇÃO COM UNIÃO EUROPEIA

MINISTÉRIO DA SAÚDE ESPERA QUE ATÉ DEZEMBRO DESTE ANO O PRIMEIRO LOTE DA VACINA DE OXFORD SEJA APLICADO NA POPULAÇÃO BRASILEIRA

15 milhões de brasileiros podem virar o ano vacinados, diz Ministério da Saúde

Da CNN

 Atualizado 28 de julho de 2020 às 18:16

Com os avanços nas pesquisas da vacina contra a Covid-19, o Ministério da Saúde espera que até dezembro deste ano os medicamentos sejam aprovados para que o primeiro lote da vacina de Oxford seja aplicado na população. O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, explica que o Brasil deve receber um primeiro lote de vacinas – total de 15,2 milhões de doses – em dezembro e que, caso os testes e estudos sobre a eficácia do medicamento sejam aprovados até lá, o processo de vacinação poderá se iniciar.

“Fechamos acordo para o envio de 100 milhões de doses da vacina em três lotes. O número se baseia na campanha de vacinação contra a influenza no Brasil. O primeiro lote deve chegar na primeira quinzena de dezembro, com 15,2 milhões de doses, e o segundo terá o mesmo número de aplicações e chega entre dezembro em janeiro. O terceiro lote, de 70 milhões de doses chega entre março e abril. Se todos os estudos derem certo, nós iremos iniciar a campanha de vacinação em dezembro.”

Questionado pela CNN se 15 milhões de brasileiros poderiam passar a virada do ano já vacinados, Medeiros respondeu: “A gente espera que sim, esse é o nosso sonho. Estamos trabalhando arduamente para isso.”

Medeiros explica que os primeiros grupos a receberem a vacina serão os idosos, aqueles com comorbidades e os profissionais da saúde da linha de frente. Segundo ele, o Ministério da Saúde já está mobilizando suas equipes para montar uma estratégia de aplicação das vacinas para “não criar pânico nem tumulto” na população para que seja um processo seguro.

“A Secretaria de Vigilância em Saúde cuidada do sistema nacional de imunização. Nossa capacidade de aplicar vacinas é de longa data, somos eficientes para aplicar no país inteiro de forma rápida.”

O secretário também destaca o acordo feito entre o governo brasileiro e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com a Universidade de Oxford e a AstraZeneca – laboratório responsável pelo desenvolvimento da vacina – que garante ao Brasil a transferência da tecnologia do medicamento, que poderá ser produzido no laboratório de Bio Manguinhos, da Fiocruz.

“Nessa encomenda com a Oxford e a AstraZeneca, o governo brasileiro assumiu compromisso de transferência de tecnologia para termos autonomia de produção da vacina, que será produzida no laboratório de Biomanguinhos.”

Fonte: CNN

Continuar lendo MINISTÉRIO DA SAÚDE ESPERA QUE ATÉ DEZEMBRO DESTE ANO O PRIMEIRO LOTE DA VACINA DE OXFORD SEJA APLICADO NA POPULAÇÃO BRASILEIRA

ROCAM, COMPANHIA QUE ATUA NA PRESERVAÇÃO DA ORDEM PÚBLICA E NO PATRULHAMENTO TÁTICO ESTÁ COMPLETANDO 14 ANOS DE SERVIÇO PRESTADO À SOCIEDADE DO RN

ROCAM completa 14 anos de atuação no Rio Grande do Norte neste sábado (25)

Companhia atua no desenvolvimento de atividades de preservação da ordem pública e no patrulhamento tático móvel com emprego de motocicletas.

Por Redação – Publicado em 25/07/2020 às 16:29

ROCAM completa 14 anos.

A Companhia de Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta (ROCAM) completa 14 anos de atuação no Estado do Rio Grande do Norte neste sábado (25). Criada pelo Decreto n° 19.255/2006 como órgão de execução e Unidade Operacional subordinada ao Comando de Policiamento Metropolitano, compete à ROCAM o desenvolvimento de atividades de preservação da ordem pública e no patrulhamento tático móvel com emprego de motocicletas.

Além disso, a ROCAM atua em apoio externo a rebeliões nos estabelecimentos prisionais e no apoio necessário em escolta de presos de alta periculosidade. Embora criada oficialmente no ano de 2006, a ROCAM foi instituída na estrutura da Polícia Militar do Rio Grande do Norte no ano de 2000, pelo então Comandante Geral, coronel Severino Gomes dos Reis Neto.

Atualmente, a ROCAM é comandada pelo major Ismael Souto Gadelha, e atua diariamente no policiamento ostensivo de diversos municípios do estado, para garantir a segurança dos norte-riograndenses.

Continuar lendo ROCAM, COMPANHIA QUE ATUA NA PRESERVAÇÃO DA ORDEM PÚBLICA E NO PATRULHAMENTO TÁTICO ESTÁ COMPLETANDO 14 ANOS DE SERVIÇO PRESTADO À SOCIEDADE DO RN

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar