OPINIÃO: APESAR DO DISCURSO DE ESTADISTA AINDA HÁ OS QUE NÃO BUSCAM SE INFORMAR NAS FONTES PRIMÁRIAS E CAEM NAS NARRATIVAS MARXISTAS

O que não foi dito sobre o discurso histórico…

Jair Bolsonaro (Reprodução)Jair Bolsonaro (Reprodução)

Apesar do histórico discurso de estadista na 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) 2021, ainda há os que não buscam nas fontes primárias (íntegra, aqui) para se informar e caem em narrativas da Direita marxista – que até isso copia de sua irmã siamesa, a esquerda!

Se você disser que foi conciso, posso concordar – afinal, ali não é palanque, não cabem discursos emocionados – mas se você ler, sem pressa, verá que cada frase contém muita informação e algumas mensagens cifradas. Pra quem entende de política, pingo é letra, taokey?

Como sempre, a esquerda esperneou – claro!

Chamou a atenção algumas coisas que foram ditas e outras que não foram, por parte da Direita marxista. Explico.

Trata-se de um público intelectualizado e, ao mesmo tempo, excessivamente emotivo por sua formação marxista, mesmo que não a percebam. Por qualquer motivo que me escapa – penso que não terem tido benesses pessoais ou tê-las perdido, pode ser uma explicação – a Direita marxista reagiu mal.

Um ex-ministro gaguejou imediatamente após o discurso, taxando-o de “tecnocrático” – o que é uma injustiça. Insisto na leitura da íntegra para fazer sua própria análise, mesmo que tenha assistido o vídeo. A rápida leitura feita pelo Presidente não permite captar tudo. É preciso refletir.

Outro ex-ministro, no período do discurso, nada comenta sobre o evento – que até a esquerda cobriu – e posta foto de si mesmo. Deslocado, enquanto todos acompanhavam o Presidente, mostra que já não é mais um apoiador e indica uma futura oposição, principalmente, se for eleito.

Na outra ponta, “ícone” da Direita marxista evita mostrar seu descontentamento, entra em modo “assopra” e desmente jornalista de esquerda, mas não faz um único elogio ao brilhante discurso!

A coisa avança para políticos caroneiros, que chegam a cortar palavras importantes do discurso, para postar nas redes e aparentar apoio, mas no fundo não concordando: falam (com reservas) o que os conservadores gostariam de ouvir. Também não merecem se reeleger.

Esse é o quadro!

Insisto na tese de que precisamos formar diretamente milhões de pessoas, mesmo a conta gotas, incentivando a pensar por si mesmas e estar atentas às coisas que são ditas ou omitas, ao excesso de emoção ou a falta dela.

São sinais que precisam ser percebidos: o tom de voz, o que está sendo dito, o que não está e até os sinais faciais! Logo vem as eleições e não podemos errar mais.

Chega de dar audiência para gente que quer apenas clientes. Eles não estão ali defendendo o Brasil! Chega de ser manipulado! Vamos às fontes e prestigiar as reais mídias conservadoras! Ler livros, refletir. Argumentar e não repetir chavões de quem nem é conservador!

É preciso reagir: pense, analise e reflita por si mesmo! Dialogue e busque a verdade. Vamos apoiar os valores defendidos pelo Presidente: Deus, Família, Liberdade, Democracia e o Povo!

A verdadeira defesa do Brasil depende de cada um de nós!

Angelo Lorenzo

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: APESAR DO DISCURSO DE ESTADISTA AINDA HÁ OS QUE NÃO BUSCAM SE INFORMAR NAS FONTES PRIMÁRIAS E CAEM NAS NARRATIVAS MARXISTAS

GOVERNO DA ITÁLIA APROVA DECRETO QUE IMPEDE NAVIOS DE GRANDES DIMENSÕES NAVEGAREM PELO CENTRO HISTÓRICO DE VENEZA

Itália vai banir cruzeiros no centro de Veneza a partir de agosto

Governo vai impedir embarcações de grande porte de passarem por dentro da cidade, exigência da Unesco para o tombamento

INTERNACIONAL

 Da ANSA Brasil

Manifestante já vinham realizando protestos contra a presença de grandes navios em Veneza Manifestante já vinham realizando protestos contra a presença de grandes navios em VenezaANDREA MEROLA / EFE – EPA – 5.6.2021

O governo da Itália aprovou nesta terça-feira (13) mais um decreto para impedir a navegação de navios de grandes dimensões pelo centro histórico de Veneza, com a promessa de que desta vez será para valer.

O bloqueio às grandes embarcações era uma das exigências da Unesco para não colocar uma das joias turísticas da Itália em uma lista de patrimônios em risco e já foi adiado em diversas ocasiões.

Agora, no entanto, o governo garante que, a partir de 1º de agosto, navios com mais de 25 mil toneladas, como os de cruzeiro, não passarão mais pela rota tradicional da Bacia de San Marco e do Canal de Giudecca, em pleno centro histórico da cidade.

“Não é exagero definir esse dia como histórico”, declarou o ministro da Cultura, Dario Franceschini, após uma reunião do Executivo italiano em Roma.

Atualmente, navios de cruzeiro atracam em um terminal de passageiros ao lado da principal estação ferroviária da cidade, e são famosas as fotos que mostram o contraste entre o gigantismo desses transatlânticos e a fragilidade das construções.

O novo decreto, no entanto, estabelece que os grandes navios sejam redirecionados para o porto comercial de Marghera, na parte continental de Veneza, de forma provisória.

Enquanto isso, o governo já lançou um concurso internacional de ideias para uma solução definitiva para o problema, com previsão de divulgação do vencedor em 30 de junho de 2023.

Planos apresentados pelo governo em 2017 e em março de 2021 já previam a transferência dos grandes navios para Marghera, porém sem estipular prazo. Além disso, o porto precisou ser adaptado para receber cruzeiros.

Segundo Franceschini, quem sofrer prejuízos com a mudança de rota receberá indenizações do governo, que destinou 157 milhões de euros para financiar o decreto. A medida também declara a Bacia de San Marco e o Canal de Giudecca como “monumento nacional”.

“O decreto aprovado hoje constitui uma importante passagem para a tutela do sistema lagunar veneziano”, diz um comunicado do Conselho dos Ministros, presidido pelo premiê Mario Draghi.

Fonte: R7
Continuar lendo GOVERNO DA ITÁLIA APROVA DECRETO QUE IMPEDE NAVIOS DE GRANDES DIMENSÕES NAVEGAREM PELO CENTRO HISTÓRICO DE VENEZA

MINISTROS DAS FINANÇAS DO G20 APROVARAM ACORDO PARA IMPOSIÇÃO DE IMPOSTO ÀS MULTINACIONAIS COM OBJETIVO DE ACABAR COM OS PARAÍSOS FISCAIS

G20 aprova imposto global histórico sobre lucro de multinacionais

Ministros das finanças das maiores economias mundiais querem taxar companhias em 15% para evitar paraísos fiscais

ECONOMIA 

AFP

Manifestante segura bandeira com os dizeres "Não ao G10" em protesto na Itália

ANDREAS SOLARO / AFP

Os ministros das finanças do G20 aprovaram neste sábado (10), em Veneza, na Itália, um acordo “histórico” para a imposição de um imposto às multinacionais, com o objetivo de acabar com os paraísos fiscais, que deverá entrar em vigor em 2023.

É um acordo para uma arquitetura tributária internacional “mais estável e justa”, que estabelece um imposto global de “pelo menos 15%” sobre os lucros das multinacionais.

“Esta é uma nova arquitetura tributária para o século 21. É uma excelente notícia para todas as nações do planeta”, anunciou com entusiasmo o ministro da economia da França, Bruno Le Maire.

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, também reagiu positivamente e instou o mundo a “finalizar rapidamente o acordo”, que deve transformar a arquitetura tributária global.

Trata-se de atribuir um imposto global de “pelo menos 15%” às empresas para combater os paraísos fiscais e para que as empresas paguem impostos onde arrecadam receitas.

Um big bang fiscal, cujas regras serão traçadas entre agora e outubro, deve começar a ser aplicado em 2023.

“É um dia histórico”, reconheceu o comissário europeu para a Economia, o italiano Paolo Gentiloni, após elogiar o fim da corrida pelo imposto mais baixo.

Os países que respondem por 85% do PIB global querem tributar de forma justa os gigantes digitais que, em grande parte, sonegam impostos.

Vários membros do G20, incluindo França, Estados Unidos e Alemanha, fizeram campanha por uma taxa acima de 15%, mas mudanças estão descartadas até a próxima reunião dos 19 países mais ricos do mundo e a União Europeia, em outubro.

Mas vários membros do grupo de trabalho da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) que chegaram a um acordo inicial em 1º de julho, como a Irlanda e a Hungria, continuam sem dar sinais.

A Irlanda aplica uma taxa de 12,5% desde 2003, muito baixa em comparação com outros países europeus, o que lhe permitiu abrigar sedes europeias de vários gigantes da tecnologia, como Apple ou Google.

Já as ilhas de São Vicente e Granadinas, ao contrário, assinaram o acordo, de acordo com o site da OCDE, para que 132 países fossem beneficiados.

Na declaração, os ministros lançaram um apelo aos países relutantes, para que obtenham a aprovação de todos os 139 membros do grupo de trabalho da OCDE que inclui países desenvolvidos e emergentes.

Dividir as taxas

A reforma visa distribuir equitativamente entre os países o direito de tributar os lucros das multinacionais. Por exemplo, uma empresa como a gigante do petróleo BP está presente em 85 países.

Tem como alvo as “100 empresas mais lucrativas do mundo, que sozinhas geram metade dos lucros mundiais”, como o GAFA (Google, Amazon, Facebook, Apple), explicou Pascal Saint-Amans, diretor do Centro de Política e Administração Fiscal da OCDE.

O imposto mínimo global afetaria menos de 10.000 grandes empresas, ou seja, aquelas cujo faturamento anual ultrapassa 750 milhões de euros (890 milhões de dólares).

Uma taxa efetiva mínima de 15% geraria uma receita adicional de 150 bilhões de dólares por ano (127 bilhões de euros), segundo a OCDE.

Sob a presidência italiana, os ministros das finanças do G20 se viram pela primeira vez desde a reunião de fevereiro de 2020 em Riad, no início da pandemia do coronavírus.

Além de Yellen, compareceram à reunião a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, e a diretora geral do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva. China e Índia optaram por participar virtualmente.

À tarde, centenas de manifestantes contrários ao G20 marcharam por Veneza, com momentos de tensão, enquanto o bairro do Arsenal, onde foi realizada a reunião, permaneceu cercado pela polícia.

Ajuda aos países vulneráveis

O G20 tem defendido em Veneza a iniciativa do FMI de aumentar a ajuda aos estados mais vulneráveis, na forma de uma nova emissão de DES (Direitos Especiais de Saque), um ativo para complementar as reservas dos países, no valor de 650 bilhões de dólares (547 bilhões de euros).

Georgieva elogiou o “apoio” do G20 aos esforços da instituição para “ajudar os países que enfrentam dívidas insustentáveis”.

 

 

Imposto para multinacionais pode trazer R$ 5,6 bilhões ao Brasil

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, aplaudiu o aumento das reservas do FMI na sexta-feira e pediu aos membros do G20 que “mostrem solidariedade” aos países em desenvolvimento.

Frente às desigualdades diante da pandemia de covid-19, o G20 também abordou a situação dos países mais pobres, que “correm o risco de perder a corrida contra o vírus”, segundo o FMI.

Os ministros alertaram para os “riscos” que pesam sobre a recuperação da economia mundial devido à “propagação de novas variantes da covid-19 e às diferentes taxas de vacinação”, destacaram no comunicado final.

Fonte: R7
Continuar lendo MINISTROS DAS FINANÇAS DO G20 APROVARAM ACORDO PARA IMPOSIÇÃO DE IMPOSTO ÀS MULTINACIONAIS COM OBJETIVO DE ACABAR COM OS PARAÍSOS FISCAIS

COMISSÃO APROVA PROJETO QUE RECONHECE SANTUÁRIO DO LIMA COMO PARTRIMÔNIO IMATERIAL, HISTÓRICO, PAISAGÍSTICO,TURÍSTICO E RELIGIOSO DO RN

Comissão aprova Santuário do Lima como patrimônio turístico e religioso do RN

Comissão aprova Santuário do Lima como patrimônio turístico e religioso do RN - Blog do BG

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Socioeconômico, Meio Ambiente e Turismo aprovou, na tarde desta terça-feira (15), um projeto de lei da deputada Isolda Dantas (PT) que reconhece como Patrimônio Imaterial, Histórico, Cultural, Paisagístico, Turístico e Religioso do Estado o Santuário Nossa Senhora dos Impossíveis, conhecido como Santuário do Lima, localizado no Município de Patú. A proposta foi relatada pelo deputado Albert Dickson (PROS), que deu o parecer favorável.

O Santuário ocupa posição privilegiada no turismo religioso estadual e foi eleito pelo voto popular como uma das sete maravilhas do Rio Grande do Norte, recebendo diversas romarias durante todo o ano, como símbolo da religiosidade popular e da fé do povo, com destaque para a romaria da juventude nos meses de outubro e a festa de Nossa Senhora dos Impossíveis em novembro.

História

Denominado “Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis”, o local remonta ao ano de 1758, ano em que chegou diretamente de Portugal uma escultura da imagem que dá nome ao local. A partir de então, houve doação de uma légua de terras junto ao município de Patú para a construção do do santuário, que posteriormente teve repassadasa capela e área de terra à administração da Diocese de Natal.

Com o passar dos anos, a Diocese e a gestão do local realizaram diversas obras para a melhoria na infraestrutura local, como a construção da Casa dos Romeiros e uma estrada com vistas à facilitação de acesso e hospedagem aos peregrinos. Desde 1966, o santuário já tem essa estrutura

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo COMISSÃO APROVA PROJETO QUE RECONHECE SANTUÁRIO DO LIMA COMO PARTRIMÔNIO IMATERIAL, HISTÓRICO, PAISAGÍSTICO,TURÍSTICO E RELIGIOSO DO RN

ESPAÇONAVE CHINESA POUSA COM SUCESSO NA SUPERFÍCIE DE MARTE

China conclui pouso histórico de nave espacial em Marte

País asiático se tornou a segunda nação, depois dos Estados Unidos, a pousar na superfície do planeta vermelho

Espaçonave pousou em um local em uma vasta planície conhecida como Utopia Planitia

PIXABAY

Uma espaçonave chinesa pousou com sucesso na superfície de Marte neste sábado (15), informou a agência de notícias estatal Xinhua, tornando a China a segunda nação, depois dos Estados Unidos, a pousar no planeta vermelho.

A nave espacial Tianwen-1 pousou em um local em uma vasta planície conhecida como Utopia Planitia, “deixando uma pegada chinesa em Marte pela primeira vez”, afirmou a Xinhua

O presidente chinês Xi Jinping emitiu uma mensagem de parabéns a todas as pessoas envolvidas na missão.

“Você foi corajoso o suficiente para o desafio, buscou a excelência e colocou nosso país nas posições avançadas da exploração planetária”, disse. “Sua notável conquista ficará para sempre gravada nas memórias da pátria e do povo”, acrescentou.

A nave deixou sua órbita estacionada por volta das 14h de sexta-feira (1h, horário de Pequim, no sábado). O módulo de pouso se separou do orbitador três horas depois e entrou na atmosfera marciana, disse o jornal oficial China Space News.

Fonte: R7

Continuar lendo ESPAÇONAVE CHINESA POUSA COM SUCESSO NA SUPERFÍCIE DE MARTE

COM PASSAPORTES SANITÁRIOS CIDADÃOS PODERÃO VOLTAR A VIAJAR

Passaporte sanitário pode garantir turismo pós-pandemia

Documento registra quantas doses foram aplicadas, o fabricante do imunizante e pode até conter o histórico de saúde do viajante

INTERNACIONAL

 Giovanna Orlando, do R7

Com passaportes sanitários, cidadãos poderão voltar a viajar

PIXABAY

Com a chegada das vacinas e o relaxamento das restrições em alguns países do mundo, milhões de pessoas no mundo anseiam pela chance de poder viajar novamente.

Durante 2020, a pandemia de covid-19 a grande maioria dos países fechou fronteiras e limitou ao máximo a entrada de turistas. Neste ano, com a descoberta de variantes do coronavírus, o período de restrições foi ampliado e novas medidas foram tomadas para controlar o número de casos da doença.

Para tentar voltar à normalidade aos poucos, alguns países adotaram formas de controle para comprovar quem alguém está saúdavel para viajar e que pessoas contaminadas não cruzem a fronteira.

Na União Europeia, a criação de um passaporte sanitário permite que cidadãos europeus que já foram imunizados viagem pelo bloco livremente. O governo da China monitora o deslocamento de pessoas com uma espécie de passaporte regional. Em Israel, quem estiver vacinado pode voltar a frequentar cinemas, teatros e outros locais com pequenas aglomerações.

Os passaportes sanitários para covid-19 vão “conter informações sobre dados de saúde do viajante”, explica o professor de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Fernando Aith. Com essas informações em mãos, o viajante consegue garantir para as autoridades do país de destino que ele está imune e seguro para viajar.

O foco do documento vai ser informar se a pessoa foi vacinada e com qual imunizante, mas pode reunir também todo o histórico de saúde. “Pode falar se você já teve ou não covid-19, se fez testes e quando foram feitos, quais os resultados, o tipo [PCR ou de anticorpos] e em qual instituição, se você já tomou a vacina”, lista o especialista.

Antes da pandemia

A ideia não é nova e foi adotada para outra doença muito antes da pandemia, a febre amarela. Viajantes de algumas partes do mundo precisam se vacinar antes de chegar ao local de destino, ou quando fazem escala em algum país que exige a vacina, e precisam apresentar um comprovante internacional de vacinação para as autoridades sanitárias locais.

No caso da febre amarela, países da América Central e a Austrália exigem que turistas que vêm de regiões que possuem o mosquito vetor da doença sejam vacinados, explica a professora de Saúde Pública da Universidade de Campinas, Raquel Stucchi.

Outros países ainda não anunciaram a adoção da medida, mas especialistas acreditam que é uma tendência. “A própria Organização Mundial da Saúde comentou que via com bons olhos a ideia do passaporte sanitário”, afirma o professor da USP.

Quem poderá viajar?

Ainda não se sabe se apenas quem tomou as duas vacinas poderá usar o passaporte sanitário ou se uma dose basta. Por enquanto, a apresentação de testes negativos para a doença segue valendo como documento para a entrada do turista na maioria dos países.

Os países também têm autonomia para definir quais vacinas serão aceitas no passaporte sanitário para a entrada de um viajante. “Eles podem exigir vacinas que já tem publicações ou que foram autorizadas por agências regulatórias reconhecidas”, explica Stucchi.

Nesse caso, as vacinas de Oxford, Pfizer, Janssen e Moderna já foram aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos e pela OMS. A CoronaVac, usada no Brasil, ainda não foi aprovada na Europa e nem tem publicações sobre as fases de testes divulgadas.

Cidadãos de Segunda Classe

Um principais questões sobre a vacinação contra covid-19 pelo mundo é a desigualdade no acesso às doses. Países mais ricos já garantiram estoques suficientes para vacinar praticamente todos os cidadãos, mas nações pobres dependem de consórcios e doações para garantir a imunização.

Enquanto em alguns locais a vacinação caminha rapidamente, outros ainda nem começaram ou estão na fase inicial de suas campanhas de vacinação. Com isso, possíveis viajantes de países desfavorecidos terão que esperar muito mais para voltar a fazer o check-in no aeroporto.

“Isso vai causar uma redução no número de pessoas habilitadas a viajar nos próximos anos e ampliará as desigualdades sociais”, prevê Aith.

Para brasileiros esse cenário é pessimista, já que, além da falta de acesso às vacinas, o país é o epicentro da covid-19 e possui uma variante que pode ser mais agressiva. Atualmente, somente 8 países aceitam a entrada de viajantes brasileiros, como Tonga e Afeganistão

Sem vacina, sem viagem

Segundo os especialistas, quem escolheu voluntariamente não tomar a vacina, não terá permissão para viajar. “Não toma, não viaja. Essa pessoa tem o direito de não tomar a vacina e o país tem o direito de não aceitar que ele entre”, resume Stucchi.

Nos últimos anos, o movimento antivacinas ganhou popularidade no mundo e milhares de pessoas optam por não vacinar os filhos contra diversas doenças. Com a covid-19, a insegurança e desconfiança com as vacinas fez com que outras pessoas também escolhessem não querer se vacinar.

“Essas pessoas terão que se conformar a viver a vida de forma limitada”, reflete Aith. “Ou se conforma que, para ela ter certas liberdades, ela precisa de vacina. Essa liberdade terá um custo maior.”

Para garantir a imunização em massa contra a covid-19, é necessário um pacto social em que o maior número de pessoas possível se vacine. Com o passaporte sanitário e as restrições de viagens, é possível que mais pessoas decidam se vacinar para poder retomar a vida de antes e realizar o sonho de viajar para algum país depois de um ano em que o turismo ficou congelado.

Fonte: R7
Continuar lendo COM PASSAPORTES SANITÁRIOS CIDADÃOS PODERÃO VOLTAR A VIAJAR

ESPORTE: PREFEITUA DE MOSSORÓ CONSEGUIU DESTRAVAR PROBLEMA HISTÓRICO E MUNICIPALIZAR O ESTÁDIO NOGUEIRÃO

Prefeitura de Mossoró resolve problema histórico e estádio Nogueirão é liberado

 ESPORTE

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Mossoró conseguiu destravar um problema histórico do Nogueirão e resolveu a municipalização do estádio, um dos itens exigidos para a liberação, após vistorias e renovação de laudos. Além da municipalização, outros itens farão parte de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) a ser assinado em breve, entre a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e o MP.

“O papel da Prefeitura foi decisivo neste processo, resolvemos uma questão histórica, a municipalização do Nogueirão, e trabalhamos junto ao Ministério Público para buscar a liberação, e agora Mossoró tem de novo o seu estádio, não só para o futebol, quando o campeonato voltar, mas para todas as demais modalidades que podem ser praticadas lá”, disse o prefeito Allyson Bezerra.

Continuar lendo ESPORTE: PREFEITUA DE MOSSORÓ CONSEGUIU DESTRAVAR PROBLEMA HISTÓRICO E MUNICIPALIZAR O ESTÁDIO NOGUEIRÃO

O SANTUÁRIO DO MONTE DO GALO LOCALIZADO EM CARNAÚBA DOS DANTAS, TOUNOU-SE PATRIMÔNIO IMATERIAL, HISTÓRICO, CULTURAL E RELIGIOSO DO RN

Santuário do Monte do Galo vira Patrimônio Imaterial, Histórico, Cultural e Religioso do RN

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Canindé Soares

O Santuário do Monte do Galo, localizado no município de Carnaúba dos Dantas, tornou-se Patrimônio Imaterial, Histórico, Cultural, Paisagístico, Turístico e Religioso do Rio Grande do Norte. Projeto neste sentido já havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado e, na sexta-feira (15) a Lei sancionada pela governadora Fátima Bezerra (PT) foi publicada no Diário Oficial do Estado. A iniciativa é de autoria do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente do Legislativo potiguar.

O Santuário do Monte do Galo é uma elevação rochosa com cerca de 459 metros acima do nível do mar e foi transformado em um local de peregrinações a partir do ano de 1928. Para se chegar ao seu topo é necessário percorrer um caminho sinuoso, com escadarias decoradas com as 14 estações da Paixão de Cristo, grutas com imagens de Nossa Senhora de Lourdes e Nossa Senhora da Conceição.

“O Santuário do Monte do Galo representa expressão da fé do povo Carnaubense, que há décadas passou a ser cenário de fiéis e peregrinos que transformaram a devoção ao mito do galo e aos milagres de Nossa Senhora das Vitórias em romaria”, disse Ezequiel na justificativa do projeto. “O contingente de pessoas que todos os anos chegam a Carnaúba dos Dantas para visitar o Santuário lhe confere não só a importância como símbolo de fé e devoção, como também de instrumento de indiscutível relevância para o desenvolvimento da economia regional, na medida em que fomenta o turismo religioso”, completou.

A história do Santuário do Monte do Galo se origina do cruzamento de episódios místico, de devoção e da instalação de um cruzeiro (marco) no cume do serrote. De acordo com a literatura, havia na região um evento misterioso, semelhante ao cantar de um galo. Os vaqueiros que passavam pela região ficavam espantados com o barulho, já que sabiam que naquela região não residiam pessoas, configurando-se para eles a existência de um lugar sagrado.

O segundo episódio, o de devoção, foi marcado pela chegada da imagem de Nossa Senhora das Vitórias ao Monte do Galo, trazida por um filho de Carnaúba – Pedro Alberto Dantas. A história conta que ele estava acometido de beribéri e, numa noite de muita febre, achando que iria falecer, viu uma Santa com manto azul que surgiu para lhe proteger. A imagem pediu para que ele levasse consigo uma imagem igual a que estava vendo para sua terra natal.

Já o terceiro e último acontecimento se deu com a instalação de um cruzeiro no topo do serrote, marco representativo da fé, do civismo e de homenagem a Caetano Dantas, fundador de Carnaúba.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo O SANTUÁRIO DO MONTE DO GALO LOCALIZADO EM CARNAÚBA DOS DANTAS, TOUNOU-SE PATRIMÔNIO IMATERIAL, HISTÓRICO, CULTURAL E RELIGIOSO DO RN

UTILIDADE PÚBLICA: CENTRO HISTÓRICO DE NATAL TEM ATUAÇÃO DA PREFEITURA PARA REVITALIZAÇÃO

Prefeitura atua em diversas frentes para revitalizar o Centro Histórico de Natal

16 dez 2020

Prefeitura atua em diversas frentes para revitalizar o Centro Histórico de Natal | Política em Foco

As ações de revitalização na Cidade Alta e no Centro Histórico da capital potiguar continuam em várias frentes. As principais vias da região estão sendo recuperadas pela Prefeitura do Natal, que executa um amplo programa de capeamento asfáltico. O espaço mais recente a receber os serviços foi a rua Santo Antônio, em toda a sua extensão, da altura da sede da Cosern até a Catedral Antiga de Nossa Senhora da Apresentação. Além desses investimentos em infraestrutura, a gestão municipal tem trabalhado na requalificação de outros espaços como o Beco da Lama e o Espaço Ruy Pereira.

“O Centro Histórico e comercial de Natal merece atenção contínua da Prefeitura, por isso integramos ações que não apenas melhorem a infraestrutura da área, mas a tornem um local com mais segurança de tráfego e, ainda, mais aprazível, para o lazer do natalense”, destaca o prefeito Álvaro Dias, lembrando que dentre os serviços de urbanização estão projetos como a revitalização do Beco da Lama e do Espaço Cultural Ruy Pereira.

Além da Rua Santo Antônio, a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov) também executou o recapeamento dos principais corredores de transporte público da Cidade Alta e comunidades adjacentes. Os trabalhos alcançaram a rua Ulisses Caldas (trecho Largo da Av. Câmara Cascudo com  Av. Marechal Deodoro da Fonseca), Av. Rio Branco (trecho entre a rua Silveira Barreto com Av. Gustavo Cordeiro de Farias), Av. Deodoro da Fonseca (trecho entre a rua Meira e Sá com  Av. Gustavo Cordeiro de Farias) e a rua Dom Pedro I (trecho entre a rua Padre João Manoel e Av. Junqueira Aires). Esse lote de ruas e avenidas foi recuperado com recursos oriundos das infrações de trânsito.

“Essa é uma região de grande circulação de veículos e pessoas. Estamos trabalhando para melhorar a infraestrutura local, recuperando as vias para dar mais segurança e conforto para pedestres e motoristas. Também estamos em um período de muita movimentação no comércio e precisamos oferecer espaços públicos mais qualificados e organizados”, afirma o titular da Semov, Carlson Gomes.

A Prefeitura reforçou ainda o número de lixeiras, investiu na melhoria da iluminação e executa diariamente a limpeza da região com equipes de conservação, manutenção e limpeza da secretaria municipal de Serviços Urbanos e da Companhia Municipal de Serviços Urbanos (Urbana).  Além disso, ampliou o patrulhamento ostensivo com o apoio das equipes da Guarda Municipal de Natal.

Além de buscar melhorar e disciplinar os espaços da região, a Prefeitura atua para dotar a Cidade Alta de espaços de lazer e cultura, como indicou o prefeito Álvaro Dias. Os destaques ficam por conta dos tradicionais redutos da boemia da cidade: o Beco da Lama e o Espaço Ruy Pereira. Esses locais passaram por uma ampla reforma. A grande atração fica por conta dos painéis de grafite que foram instalados nos muros desses locais. Com elementos da história e da cultura local, as obras viraram uma unanimidade na cidade e são contempladas por milhares de pessoas diariamente.

Fonte:Política em Foco
Continuar lendo UTILIDADE PÚBLICA: CENTRO HISTÓRICO DE NATAL TEM ATUAÇÃO DA PREFEITURA PARA REVITALIZAÇÃO

COM AJUDA DE ROBÔ QUE ANDA CHINA MUDA PRÉDIO HISTÓRICO DE LUGAR

 

China muda prédio histórico de lugar com ajuda de robô que anda

Movimentar o prédio antigo, que abrigou uma escola, para o novo local demorou apenas 18 dias e agora ele passa por reformas para preservação

INTERNACIONAL

Do R7

Prédio histórico que abrigou uma escola até 2018 foi realocado em Xangai

Reprodução/ CGTN

Um antigo prédio em Xangai foi recentemente realocado por um robô com rodas. O projeto de realocação durou 18 dias do antigo local da Escola Primária Lagena foi concluído em 15 de outubro, informou a CGTNVeja o vídeo do prédio histórico sendo movimentado.

O que é único no projeto é que o prédio tinha quase 200 apoios embaixo dele. Durante a movimentação do edifício, os apoios moviam-se como um homem que caminha, de forma a possibilitar a deslocação. O edifício que abrigou uma escola até 2018, passará por reformas para preservação.

Geralmente, os edifícios são movidos com métodos mais avançados, como trilhos deslizantes ou realocação de mesa, nenhum dos quais é adequado para este edifício em particular. No final, esse estilo de realocação foi formulado após várias rodadas de discussão.

https://youtu.be/-mqBmdZLo24

Fonte: R7

Continuar lendo COM AJUDA DE ROBÔ QUE ANDA CHINA MUDA PRÉDIO HISTÓRICO DE LUGAR

PRESIDENTE MAHMOUD ABBAS REJEITOU O ACORDO HISTÓRICO ENTRE ISRAEL E OS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Palestinos rejeitam acordo entre Israel e Emirados Árabes

‘Este passo enfraquece a iniciativa pela paz árabe, as decisões dos líderes árabes e islâmicos, a legitimidade internacional’, disse o presidente

INTERNACIONAL

Ansa

Presidente Mahmoud Abbas rejeitou acordo entre Israel e Emirados ÁrabesPresidente Mahmoud Abbas rejeitou acordo entre Israel e Emirados Árabes

A Autoridade Nacional Palestina anunciou nesta quinta-feira (13) que rejeitou “vigorosamente” o acordo histórico entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, após reunião de emergência convocada pelo presidente Mahmoud Abbas.

“Este passo enfraquece a iniciativa pela paz árabe, as decisões dos líderes árabes e islâmicos, a legitimidade internacional e a agressão contra o povo palestino”, afirmou.

Segundo Abu Mazen, que convocou a reunião emergencial com a Liga Árabe e a Organização para a Cooperação Islâmica, os Emirados Árabes Unidos não têm o direito de falar em nome dos palestinos.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, por sua vez, classificou a assinatura do acordo como “um momento histórico” para a paz na região.

“Tenho o privilégio de assinar o terceiro acordo de paz com um país árabe, depois do de Begin com o Egito (1979) e de Rabin com a Jordânia (1994)”, afirmou.

Netanyahu ainda disse estar convencido de que outros países árabes farão parte do acordo e exaltou os investimentos econômicos para os dois países. “As anexações estão sempre sobre a mesa mesmo que [Donald] Trump tenha dito para esperar”, finalizou o premier israelense.

Fonte: R7

Continuar lendo PRESIDENTE MAHMOUD ABBAS REJEITOU O ACORDO HISTÓRICO ENTRE ISRAEL E OS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar