BOAS NOTÍCIAS: REMÉDIOS À BASE DE CANNABIS FINALMENTE SÃO LIBERADOS NO BRASIL

Na coluna BOAS NOTÍCIAS desta quarta-feira temos uma excelente notícia para quem precisa de remédios feitos à base de cannabis. A Anvisa acaba de aprovar o registro e produção de remédios à base de maconha no Brasil. Agora muita gente que estava esperando uma luz no fim do túnel pode comemorar. Leia a reportagem completa a seguir e saiba como ficou regulamentado e a partir de quando começa a comercialização em farmácias!

Anvisa aprova registro e produção de remédios à base de cannabis

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Notícia boa para familiares e pacientes que precisam de remédios feitos à base cannabis e estavam há tempo esperando por uma luz no fim do túnel.

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou nesta terça-feira, 26, o registro e a produção de remédios à base de maconha no Brasil.

Com isso, a medicação poderá ser comprada em farmácias, mediante apresentação de receita médica. A regulamentação entra em vigor 90 dias após sua publicação no Diário Oficial da União, ou seja no início de 2020.

Temporária

Apesar de aprovada por unanimidade, a decisão é temporária. Tem validade de três anos.

A resolução cria uma nova classe de produto sujeito à vigilância sanitária: o “produto à base de cannabis”. Ou seja, durante o período, os produtos ainda não serão classificados como medicamentos.

A delimitação de três anos foi sugerida pelo diretor Fernando Torres, sob a justificativa de que ainda não há comprovação da eficácia dos tratamentos a base dos produtos.

Nos três anos, a eficácia e a segurança dos produtos será testada e uma nova resolução deverá ser editada após o período.

Manipulação

A regulamentação impede que a cannabis seja manipulada em farmácias de manipulação.

A comercialização ocorrerá apenas em farmácias e drogarias sem manipulação e mediante prescrição médica.

O regulamento exige que as empresas fabricantes tenham certificado de boas práticas de fabricação, emitido pela Anvisa, autorização especial para o seu funcionamento, conhecimentos da concentração dos principais canbinoides presentes na fórmula do produto; documentação técnica da qualidade dos produtos.

Também é exigido que as empresas tenham condições operacionais para realizar análise de controle de qualidade dos produtos em território brasileiro.

Falta agora o colegiado da Anvisa analisar uma segunda resolução, que trata dos requisitos para a liberar o cultivo da cannabis no Brasil exclusivamente para fins medicinais.

Com informações do G1

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: REMÉDIOS À BASE DE CANNABIS FINALMENTE SÃO LIBERADOS NO BRASIL

BOAS NOTÍCIAS: ADESIVO À BASE DE CANNABIS PARA TRATAR FIBROMIALGIA E NEUROPATIA DIABÉTICA

Começamos a semana na nossa BOAS NOTÍCIAS desta segunda-feira com mais um avanço da ciência. Desta vez no tratamento de dores para pacientes com fibromialgia e neuropatia diabética com adesivo à base de cannabis. Leia a reportagem completa a seguir e saiba como funciona e em quais casos pode ser utilizado.

Fibromialgia poderá ser tratada com adesivo à base de cannabis

Foto: reprodução / Herb.co

Foto: reprodução / Herb.co

A Cannabis Science, Inc. – empresa de pesquisa farmacêutica com sede nos EUA – anunciou este mês os produtos transdérmicos.

Eles levam o medicamento através da pele, jogam na corrente sanguínea e aliviam as dores.

“O desenvolvimento dessas duas novas aplicações farmacêuticas é apenas a ponta do iceberg para o que vemos como o futuro da Cannabis Science”, disse em comunicado à imprensa o CEO da Cannabis Science, Raymond Dabney.

Raymond não informou quando os adesivos estarão à venda.

Pesquisas

Desde 2016 a Cannabis Science faz pesquisas sobre o tratamento usando cannabis.

Na época a empresa recrutou pessoas para um estudo sobre preparações de cannabis inaladas para pacientes com asma e doenças pulmonares como a DPOC.

A Cannabis Science também não é a primeira empresa a analisar as aplicações transdérmicas da cannabis.

A Mary’s Medicinals foi a primeira a oferecer remédios para dor com infusão de canabis para pacientes.

Pesquisas anteriores sugerem que a canabis pode ter efeitos terapêuticos para ambas as condições, e “esse novo adesivo para dor oferece uma nova abordagem para condições difíceis de tratar”.

Uma pesquisa de 2014 da National Pain Foundations descobriu que a cannabis era considerada a medicação para dor mais eficaz por pacientes com fibromialgia que estavam dispostos a experimentar a erva.

Nem todos os entrevistados usaram cannabis. No entanto, aqueles que usaram sugeriram que a erva funcionava melhor para controlar a dor do que as principais receitas para a fibromialgia, incluindo Savella, Cymbalta e Lyrica.

Neuropatia Diabética

Pequenos testes em humanos com cannabis para neuropatia diabética também foram bem-sucedidos.

Um estudo com 16 pacientes com neuropatia diabética dos pés descobriu que a erva reduziu com sucesso os sintomas de dor de maneira dependente da dose.

A planta de cannabis reduziu com sucesso a dor nos nervos associada a condições como esclerose múltipla também.

Enquanto produtos farmacêuticos caros à base de cannabis já estão disponíveis em alguns países para o tratamento de distúrbios nervosos, a maioria dos pacientes fica presa com cremes tópicos e opções de cannabis por via oral, que podem ser um pouco fortes durante o dia.

Fibromialgia e neuropatia diabética têm algumas coisas em comum. Ambas as condições envolvem dor aparentemente inexplicável, formigamento e podem reduzir drasticamente sua qualidade de vida.

Com informações do Herb.co

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: ADESIVO À BASE DE CANNABIS PARA TRATAR FIBROMIALGIA E NEUROPATIA DIABÉTICA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar