SEGUNDO NISE YAMAGUCHI, FOI UM BENEFÍCIO AO PRESIDENTE O USO DA HIDROXICLOROQUINA

Nise Yamaguchi avalia uso da hidroxicloroquina por Bolsonaro: ‘Foi um benefício’

Da CNN, em São Paulo

08 de julho de 2020 às 18:53

Defensora do uso da hidroxicloroquina em pacientes na fase inicial da Covid-19, a imunologista e integrante do Comitê Científico Independente de Combate à Covid-19, Nise Yamaguchi, falou em entrevista à CNN que “foi um benefício” ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomar o medicamento “porque, aparentemente, ele estava começando a sair da fase precoce da doença para a média”.

“Ele estava começando a evoluir de uma forma que, eventualmente, uma pessoa acima de 60 anos e que sofreu todas aquelas cirurgias e estresse, poderia evoluir para um quadro mais grave”, disse.

Bolsonaro, que testou positivo para o novo coronavírus, contou que, na segunda-feira (6), sentiu mal-estar, cansaço, dor muscular e febre. Na tarde de terça-feira (7), ele divulgou um vídeo em que se medica com hidroxicloroquina.

Nise falou também que o remédio deve ser ministrado sempre com orientação médica e que os sintomas “reduzem rapidamente” se tomado no início da doença, juntamente com a azitromicina e com o zinco.

Para a imunologista, desde o início da pandemia “houve um momento mundial de destruição” da hidroxicloroquina. Ela classificou um artigo publicado na revista científica The Lancet e um estudo com cloroquina no Amazonas os “carros-chefes detratores do medicamento”.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta