REFLEXÃO: O LAÇO E O ABRAÇO

Nesta segunda-feira, na coluna REFLEXÃO, vamos iniciar a semana com um texto maravilhoso sobre “O laço e o abraço”, de autoria de Maria Beatriz Marinho dos Anjos, publicado por Beth Michepud no Blog Sabedoria Universal. Fala do valor do abraço e da semelhança com o laço. Portanto, leia o texto a seguir e tire suas conclusões!

O laço e o abraço

 em OUTUBRO 6, 2019

abraços

 

Nada é mais acolhedor do que um abraço. Este pequeno gesto pode gerar dentro de nós emoções ainda não experimentadas.

Outro dia, a caminho das compras, vi uma mulher sentada na calçada. Ela era moradora de rua e ao cumprimentá-la, ela retribuiu com um breve sorriso e um olhar triste.

Segui meu caminho sem conseguir esquecer dela. Fiz minhas compras e dividi em duas sacolas. Uma era para ela e outra para mim.

Voltei pela mesma rua para encontrá-la e entreguei a sacola com a sensação de que eu estava fazendo algo por ela. No entanto, eu fui presenteada quando me perguntou se poderia me dar um abraço. Eu fiquei tão feliz ao receber este carinho de uma pessoa estranha, que não sei explicar exatamente que sensação foi aquela. Vi seu sorriso, agora mais largo, e seu olhar, que a menos de meia hora era de tristeza, brilhava. Nos despedimos e agora já não éramos mais estranhas. Um laço de carinho havia se formado.

Posso dizer, com segurança, que foi um dos melhores abraços que já recebi na vida.

Então, eu sugiro que você se aproxime mais das pessoas e tente sentir do que um abraço é capaz. Seja em um desconhecido ou alguém de sua relação, o abraço quando sincero,  ampara tristezas, combate incertezas, sustenta lágrimas, põe a nostalgia de lado. É até capaz de diminuir o medo,  guardar segredos e jurar cumplicidade. Um abraço  de verdade divide alegrias  e ameniza tristezas.

Maria Beatriz Marinho dos Anjos escreveu “O laço e o Abraço” que compartilho com vocês agora.

“Meu Deus, como é engraçado! Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço. Uma fita dando voltas, se enrosca, mas não se embola; vira, revira, circula e pronto! Está dado o abraço.

É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando devagarinho, desmancha, desfaz o abraço. Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido. E na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então é assim o amor, a amizade, tudo que é sentimento? Como um pedaço de fita? Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livres as duas bandas do laço?

Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade E quando alguém briga, então se diz: – Romperam-se os laços! E saem as duas partes, como o  meu pedaço de fita, sem perder nem um pedaço.

Então o amor é isso. Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca. Porque quando vira nó,  já deixou de ser um laço.”

Amigos leitores, abraços são pequenas orações de fé, de força e energia. Vamos abraçar mais!

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0