PRESIDENTE PERUANO ANUNCIA FIM ANTECIPADO DO TOQUE DE RECOLHER DIURNO QUE HAVIA DECRETADO EM LIMA

Presidente do Peru anuncia fim do toque de recolher em Lima após diálogo com o Congresso

Pedro Castillo recuou em medida feita para controlar protestos classificados de ‘violentos’ por seu governo

População do Peru protesta contra aumento de preço de combustíveis e alimentos

ERNESTO BENAVIDES/AFP – 5.4.2022

O presidente peruano, Pedro Castillo, anunciou na tarde desta terça-feira (5) o fim antecipado do toque de recolher diurno que tinha decretado em Lima e no porto vizinho de Callao para conter os protestos.

“A partir deste momento, vamos tornar sem efeito essa imobilidade [toque de recolher]. Corresponde chamar o povo peruano à tranquilidade”, disse Castillo, sentado ao lado da presidente do Congresso, a opositora María del Carmen Alva.

Patrulhas militares e policiais vigiavam nesta terça-feira as ruas semidesertas de Lima, fazendo cumprir o toue de recolher diurno decretado por Castillo, que foi rejeitado por amplos setores da população, incluindo líderes da esquerda.

“As medidas tomadas, como as adotadas ontem [segunda-feira], não são para ir contra o povo, mas para resguardar a vida dos compatriotas”, disse Castillo, que enfrenta o primeiro protesto de seu governo, iniciado há oito meses.

O anúncio do fim do toque de recolher, que devia durar até a meia-noite, foi recebido com vivas por centenas de manifestantes reunidos perto do edifício do Congresso e em outras partes de Lima, afirmando que tinham dobrado o presidente, observaram jornalistas da AFP.

Os comércios estavam fechados, as aulas suspensas e o transporte público era quase ausente na capital e no vizinho porto de Callao, onde vivem 10 milhões de pessoas.

Os limenhos foram surpreendidos pela medida, anunciada pela TV por volta da meia-noite de segunda por Castillo, pois os distúrbios do dia tinham sido focalizados e os mais graves ocorreram em províncias, não na capital.

Deixe uma resposta