PONTO DE VISTA: SALIM MATTAR NÃO É O PRIMEIRO NEM O ÚLTIMO A RECONHECER QUE FOI TRAÍDO POR BOLSONARO

Caro(a) leitor(a),

Acho que a reputação do sr. Salim Mattar, ex-secretário especial da desestatização é incontestável. Todos sabemos que este senhor é um mega empresário, dono da maior locadora de carros do Brasil, a LOCALIZA. Portanto, alguém que não precisa de maneira nenhuma de um cargo público para garantir a sua sobrevivência. É antes de tudo, um liberal patriota, que veio a fazer parte do governo Bolsonaro para ajudar a tirar o país do buraco em que, ainda, se encontra e recolocá-lo nos trilhos do progresso e da prosperidade. Quando ele deixou o governo, saiu discretamente. Assisti várias entrevistas com ele onde, ao ser questionado sobre o motivo da sua saída, sempre falava que por motivos particulares. Dizia que a sua missão já estava cumprida e outras amenidades. Agora, veio a público expor o real motivo da sua dissidência, aproveitando os últimos fatos políticos e a mudança de comportamento do presidente Bolsonaro com relação as políticas públicas liberais. Muita gente critica Moro pela forma como saiu do governo, lavando a roupa publicamente, mas a verdade é que, tanto ele como o sr. Salim Mattar foram traídos por Bolsonaro, que mostra sua verdadeira face agora. A face de quem nunca foi um liberal e que a sua real intenção é permanecer no poder tanto quanto Lula e o PT queriam. O título do artigo a seguir, publicado em O Antagonista diz tudo: “O governo não é liberal e eu acreditei no candidato Bolsonaro”. É o mesmo sentimento de Moro ao ser traído por Bolsonaro quando deixou o seu projeto ser totalmente desfigurado no texto final aprovado pelo Congresso Nacional e quando, também não fez nada sobre a questão do juiz de garantias, assim com tantas outras promessas feitas a Moro e não cumpridas. Portanto, como venho dizendo há um bom tempo, Bolsonaro não é confiável, enganou o seu eleitorado e os que acreditaram nele. Mas, como diz aquele velho jargão “me engana que eu gosto”, parece que é assim que o povo gosta mesmo!

Mattar: “O governo não é liberal e eu acreditei no candidato Bolsonaro”

Mattar: “O governo não é liberal e eu acreditei no candidato Bolsonaro”
Foto: Edson Lopes Jr./G5 Partners/Ministério da Economia

Salim Mattar, ex-secretário especial de Desestatização, também criticou a escolha de um general para o comando da Petrobras.

Me desculpe, estamos militarizando demais o país”, disse em entrevista à CNN Brasil. “O militar é para quartel. Temos que colocar um homem de mercado na Petrobras. Um homem que saiba o que é um departamento de relações com os investidores. Esse é o tipo de pessoa que precisamos em uma empresa listada. O governo brasileiro está mostrando que não é confiável.”

Afirmou ainda que a decisão de substituir Roberto Castello Branco no comando da empresa mostra mais uma vez que o governo Jair Bolsonaro não é liberal.

O governo não é liberal e eu acreditei no candidato Bolsonaro. No candidato que falava em privatizar a “TV da Dilma”, que é a EBC, a empresa do trem bala, que é a EPL. Ele falava em tirar o estado do cangote do cidadão. Mas foi um discurso de campanha. Eu deixei todos os meus negócios para ir para o governo. Fui motivado pelo desafio espetacular, que era um projeto de Brasil e não do governo.”

Fonte: O Antagonista

Deixe uma resposta