PONTO DE VISTA: O CONHECIMENTO É O MAIOR ATALHO PARA A VITÓRIA

A arte da guerra, de Sun Tzu pode ter uma lição embutida para o momento atual

Caro(a) leitor(a),

Em tempos de polarização e judicialização da política, uma tendência global, é incrível, mas as pessoas estão cada vez mais cegas. Cada vez mais ignorantes, já que se deixam levar pelo emocional ao invés de usar os neorônios, numa hora tão delicada, para refletir sobre toda essa situação.

Escritos muito antigos como o livro atribuído a Sun Tzu (544-496 a.C.), A Arte da Guerra”, um tratado filosófico-militar no qual reuniu estratégias e táticas militares para vencer o inimigo, ensinava que é preciso conhecer o inimigo a fundo para vencer uma guerra. Ele próprio um general, estrategista de guerra e filósofo chinês. 

Quem interpretou e entendeu a enigmática frase de Jesus Cristo: “conhecereis a verdade e ela vos libertará, sabe que Sun Tsu dizia a mesma coisa com outras palavras, ou seja, ao conhecer o inimigo tomarás “conhecimento” da “verdade” sobre ele e saberás os seus pontos fracos para conseguir a vitória e consequentemente se “libertar” do julgo opressor, se estiver defendendo sua cidadela.

Numa guerra ou num combate, seja ele qual for, os oponentes não podem ser guiados por sentimentos de ódio, rancor ou inveja. Se faz necessário e imperativo ter acima de tudo a razão como guia e só assim tomar decisões assertivas. Por isso o inimigo precisa ser estudado com profundeza. Mas o que ocorre hoje em dia é o contrário. Nenhum dos dois lados quer ler, conhecer e aprender sobre o outro. Dessa forma se torna muito fácil uma terceira via, entrar sorrateiramente no meio desse turbilhão de ódio e rancor e, com sabedoria, tendo estudado os pontos fracos de um do outro e conquistar o espaço que existe e os dois não estão visualizando. E assim essa terceira via pode terminar derrotando os dois que “se achavam”, embriagados pela “soberba”, e poderão terminar no abraço dos afogados e desesperados.

Deixe uma resposta