PESSOAS EM PORTO ALEGRE PASSAM A NOITE NA FILA  PARA ATUALIZAR CADASTRO ÚNICO

Por Josmar Leite, RBS TV

 

Pessoas passam a noite em fila para atualizar Cadastro Único em Porto Alegre
Pessoas passam a noite em fila para atualizar Cadastro Único em Porto Alegre

Porto Alegre, assim como várias capitais do país, registrou filas na madrugada desta quinta-feira (14) de pessoas que tentavam atualizar os dados no Cadastro Único (CadÚnico). A estimativa da prefeitura é que, das mais de 126 mil famílias cadastradas na Capital, metade precise renovar as informações.

Na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, na Avenida João Pessoa, um casal que chegou da Restinga, na Zona Sul da cidade, às 18h do dia anterior ainda esperava por uma ficha ao longo da manhã.

“Terrível. Eu tô com sede, tô com fome. Muito cansaço”, diz Roselaine.

Após grande procura, o governo federal prorrogou o prazo, cujas regras foram publicadas no Diário Oficial da União. As famílias que atualizaram o CadÚnico pela última vez em 2016 e 2017 e teriam que atualizar até esta sexta-feira (15), terão até 31 de julho para fazer isso.

A data-limite para atualização cadastral para evitar o bloqueio do Auxílio Brasil foi adiada de julho para outubro. Já a data-limite para atualização cadastral para evitar o cancelamento da Tarifa Social de Energia Elétrica foi adiada de novembro para dezembro deste ano.

Em Porto Alegre, a Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) estuda, nesta semana, ampliar o horário de atendimento e realizar mutirões.

“A necessidade de atualização cadastral é um critério exigido pelo governo federal como prerrogativa de manter a base de dados atualizada, a condição sócio-familiar, a configuração familiar. Isso pode gerar suspensão e bloqueio dos benefícios”, diz o vice-presidente da Fasc, Cristiano Roratto.

Onde atualizar em Porto Alegre

De acordo com a prefeitura, nos 22 centros de referência de assistência social (Cras), o atendimento é prioritário às famílias acompanhadas pelas equipes técnicas do território. Pessoas não atendidas nos Cras podem procurar uma das seguintes unidades.

  • Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – Avenida João Pessoa, 1105, sala 2
  • Vida Centro Humanístico – Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, 2.132, sala 656, área 6 – Sarandi
  • Sine Municipal – Avenida Sepúlveda esquina com Mauá – Centro Histórico

Nestes locais, são feitas atualizações e novos cadastros. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

“Todas as famílias que já são acompanhadas devem procurar o Cras. Porto Alegre está priorizando que os territórios atualizem das famílias acompanhadas. Os postos descentralizados estão priorizando pessoas que não têm relação com os territórios, que querem fazer cadastro novo”, afirma Roratto.

Quem não tem dados novos, documentos a serem atualizados, novo endereço, não perdeu familiar e/ou casou ou separou, pode apenas confirmar dados pelo aplicativo. O certificado do número de Inscrição Cadastral (NIS) pode ser acessado e impresso por este site.

O CadÚnico é um conjunto de dados sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza utilizados pelos governos e prefeituras para implementação de políticas públicas e disponibilização de benefícios sociais.

Deixe uma resposta