FAMÍLIA DE MENINA VÍTIMA DE INJÚRIA RACIAL EM CABO FRIO ACIONA A GUARDA MUNICIPAL APÓS OUVIR OFENÇAS

Por Larissa Vilarinho e Rodrigo Marinho, g1 — Cabo Frio

 

Família de menina vítima de injúria racial em Cabo Frio acionou a Guarda Municipal após ouvir ofensas — Foto: Divulgação/Guarda MunicipalFamília de menina vítima de injúria racial em Cabo Frio acionou a Guarda Municipal após ouvir ofensas — Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Uma menina de 10 anos foi vítima de injúria racial nesta quinta-feira (14) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. O acusado foi preso em flagrante e liberado após pagar fiança de R$ 2 mil.

A menina estava vestida de sereia na Praia do Forte tirando fotos quando um turista mineiro passou e disse: “Nunca vi sereia preta, olha lá a sereia preta”, de acordo com um Guarda Municipal que foi acionado, deteve o suspeito e o levou para a delegacia.

Segundo a Polícia Civil, a menina estava acompanhada pelos pais tirando fotos com uma fotógrafa em um cenário da princesa Ariel, do clássico da Disney “A Pequena Sereia”. Filme que, inclusive, ganhará uma versão live action e quem irá interpretar a personagem é a atriz Halle Bailey, que é negra.

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia localizado o homem para pedir um posicionamento, nem conseguido contato com a família da menina.

A ocorrência foi feita pela Guarda Municipal de Cabo Frio que foi acionada pela família da vítima. A Polícia Militar foi chamada e ajudou na condução do homem para a delegacia.

De acordo com a Guarda Municipal, na delegacia, a criança não parava de chorar e a mãe tentava consolá-la: “Não chora, você é a princesa de mamãe e menina perguntou se tinha princesa preta também, porque o moço falou que eu sou uma sereia preta”, disse a mãe segundo relato da Guarda.

O caso foi apresentado na Delegacia de Atendimento a Mulher (DEAM) que era a central de flagrante. Foram para a delegacia a família da menina, o acusado, a esposa dele e um amigo.

Deixe uma resposta