DEZESSEIS ESTADOS BRASILEIROS  JÁ ESTÃO IMUNIZANDO A POPULAÇÃO CONTRA COVID-19

Rio, Amazonas e estados em todas as regiões começam a vacinar contra a Covid-19

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Atualizado 19 de janeiro de 2021 às 00:51

A técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes, 54 anos e Teresinha da conceiçA técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes, 54 anos e Teresinha da conceição, 80 anos: as duas primeiras vacinadas no Rio de Janeiro (18.jan.2021)

Rio de Janeiro, Amazonas e outros estados brasileiros iniciaram a vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18). Com São Paulo, são, ao todo, dezesseis estados já imunizando a população contra a doença do novo coronavírus.

Até 23h55 (de Brasília) da segunda-feira, a  vacinação contra a Covid-19 já havia começado nos seguintes estados: Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A imunização começou utilizando a Coronavac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac, foi aprovada para uso emergencial em reunião da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no domingo (17).

Terceiro estado mais populoso do Brasil, o Rio de Janeiro iniciou a imunização aos pés do Cristo Redentor. A técnica de enfermagem Dulcinéia da Silva Lopes (54) e a idosa Teresinha da Conceição (80) foram as primeiras cariocas a receberem a vacina.

Em Santa Catarina, o primeiro vacinado foi um profissional da saúde, o enfermeiro Júlio César Vasconcelos, que atua no combate à doença do novo coronavírus em Florianópolis. Já em Goiás, a imunização começou em ato simbólico realizado na cidade de Anápolis (GO).

O início das imunizações está sendo acompanhado das autoridades dos estados. Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM), que é médico, foi o responsável por aplicar a primeira vacina. Em Florianópolis, o governador Carlos Moisés (PSL) se posicionou atrás do momento da aplicação.

No Piauí, o início da vacinação englobou cinco profissionais da saúde. O primeiro é o médico obstetra Joaquim Vaz, de 75 anos, que atua há 45 anos em uma maternidade em Teresina (PI) e já teria feito cerca de 20 mil partos na sua carreira.

O Maranhão também iniciou a imunização. Com a presença do governador Flávio Dino (PCdoB), foi imunizada a técnica de enfermagem Egle Sousa, que atua no Hospital Carlos Macieira, em São Luís, que concentra pacientes com a Covid-19 no estado.

Após o início da vacinação na cidade de São Paulo, com o ato em que a enfermeira Monica Calazans se tornou a primeira imunizada, o governo estadual expandiu nesta segunda-feira (18) a vacinação para outras cidades do estado.

Em situação de colapso no sistema de saúde de Manaus, o estado do Amazonas iniciou a imunização contra a Covid-19 na noite desta segunda-feira (18). Uma profissional de saúde de origem indígena foi imunizada na capital.

O Amazonas é o estado com a maior população indígena do Brasil. Em razão das vulnerabilidades e dificuldades no atendimento, os indígenas estão entre os grupos prioritários para a vacinação.

“Viva os povos indigenas desse pais! Que todos os povos indígenas sejam vacinados! Essa vacina representa muito para os povos indígenas”, disse Vanda Ortega, a primeira vacinada. “Não era para a gente estar aqui, porque nós temos quatro parentes sendo encaminhados agora para as UPAs”, completou a técnica de enfermagem, da etnia Witoto.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta