Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

FÍSICA QUÂNTICA: ONDE A FILOSOFIA E A MECÂNICA QUÂNTICA SE ENCONTRAM

O renomado cientista Fritijof Capra é o destaque da nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA deste domingo. O texto a seguir extraído do seu livro “O ponto de Mutação”, reflete sobre o ritmo da vida, numa análise que confronta a ótica da filosofia com a da ciência e encontra vários pontos de convergência entre as duas crenças. Então, lhe convido a ler esse trecho do livro e tentar entender essa afinidade entre a filosofia e física quântica!

Serendipidade: o que o universo pode preparar de bom pra você?

O Ritmo da Vida – Fritijof Capra

Em raros momentos de nossas vidas, podemos sentir que estamos sincronizados com o universo inteiro. Esses momentos podem ocorrer sob muitas circunstâncias — acertar um golpe perfeito no tênis ou encontrar a descida perfeita numa pista de esqui, em meio a uma experiência sexual plenamente satisfatória, na contemplação de uma obra de arte ou na meditação profunda.

Um aspecto intrigante da metáfora holográfica é uma possível relação com duas ideias da física moderna. Uma delas é a ideia de Geoffrey Shew de que as partículas subatômicas são dinamicamente compostas umas das outras, de tal modo que cada uma delas envolve todas as demais; a outra ideia é a noção de David Bohm de ordem implicada, de acordo com a qual toda a realidade está envolvida em cada uma de suas partes.

O que todas essas ideias têm em comum é a noção de que a holonomia — o ser total contido, de algum modo, em cada uma de suas partes — pode ser uma propriedade universal da natureza. Essa ideia também foi expressa em muitas tradições místicas e parece desempenhar um importante papel nas visões místicas da realidade.

A metáfora do holograma inspirou recentemente numerosos pesquisadores e foi aplicada a vários fenômenos físicos e psicológicos.

Lamentavelmente, isso nem sempre é feito com a necessária cautela, e as diferenças entre uma metáfora, um modelo e o mundo real são esquecidas, por vezes, na onda de entusiasmo geral. O universo não é, definitivamente, um holograma, pois exibe uma multidão de vibrações de diferentes frequências; assim, o holograma pode frequentemente ser útil como analogia para descrever fenômenos associados a esses modelos vibratórios.

Tal como no processo de percepção, o ritmo desempenha um importante papel nas várias maneiras como os organismos vivos interagem e se comunicam entre si. A comunicação humana, por exemplo, tem lugar, em grau significativo, através da sincronização e da interligação de ritmos individuais.

Recentes análises de filmes mostraram que toda conversação envolve uma dança sutil, e em sua maior parte invisível, em que a sequência detalhada de tipos de fala é precisamente sincronizada tanto com movimentos ínfimos do corpo do locutor como com os movimentos correspondentes do ouvinte.

Ambos os parceiros estão enlaçados numa sequência intricada e precisamente sincronizada de movimentos rítmicos que dura enquanto eles permanecerem atentos e envolvidos em sua conversa.

Um entrelaçamento semelhante de ritmos parece ser responsável pela forte vinculação entre os bebês e suas mães e, muito provavelmente, entre as pessoas apaixonadas. Por outro lado a oposição, a antipatia e a desarmonia surgem quando os ritmos de dois indivíduos não estão em sincronia.

Esses momentos de ritmo perfeito, quando tudo parece estar exatamente certo e as coisas são feitas com grande facilidade, são elevadas experiências espirituais em que todo tipo de separação ou fragmentação é transcendido.

Neste exame da natureza dos organismos vivos, vimos que a concepção sistêmica de vida é espiritual em sua essência mais profunda e, portanto, compatível com muitas ideias sustentadas nas tradições místicas. Os paralelos entre ciência e misticismo não se restringem à física moderna, mas podem ser estendidos agora com igual justificação à nova biologia sistêmica.

Dois temas básicos se destacam repetidamente ao estudarmos a matéria viva e não-viva, sendo também amiúde enfatizados nos ensinamentos dos místicos: a interligação e a interdependência universais de todos os fenômenos e a natureza intrinsecamente dinâmica da realidade. Nas tradições místicas encontramos também um certo número de ideias, menos relevantes ou pouco significativas para a física moderna, mas cruciais para a visão sistêmica dos organismos vivos….”

Trecho extraído do Livro : O ponto de Mutação de Fritijof Capra. pags. 281 e 282

Fonte: Leve Consciência

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: ONDE A FILOSOFIA E A MECÂNICA QUÂNTICA SE ENCONTRAM

FÍSICA QUÂNTICA: A AFINIDADE DA FÍSICA QUÂNTICA COMA PSICOLOGIA PODE EXPLICAR POR QUE HUMANOS TÊM DIFICULDADE EM TOMAR DECISÕES

Na primeira edição da nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA de 2021 temos um artigo muito interessante extraído do site TECMUNDO sobre uma afinidade entre a física quântica e a psicologia, que antes não se sabia, que pode explicar o porquê da dificuldade de os humanos em tomar decisões. Então, sugiro a leitura desse texto para entender melhor como essa fusão entre duas ciências distintas pode resultar em soluções para algo antes inexplicável!

Física quântica pode explicar dificuldade de humanos em tomar decisões

3 min de leitura
Imagem de: Física quântica pode explicar dificuldade de humanos em tomar decisões

 

Se nós, humanos, somos – de longe – as criaturas mais inteligentes do planeta, como é possível que a gente tome tantas decisões erradas? Pior ainda: por que tantos de nós insistimos no erro e nos equivocamos de novo? Pois, de acordo com Nicoletta Lanese, do site Live Science, em vez de buscar respostas na Psicologia apenas, pesquisadores da Universidade de Ciências e Tecnologia da China se voltaram para a Física e a Mecânica Quântica e, por mais estranho que soe, encontraram pistas bastante interessantes.

Teoria Cognitiva Quântica

Pode até parecer que a Física e a Psicologia sejam tão diferentes quanto a água e o vinho. No entanto, ambas áreas ajudam, à sua maneira obviamente, os cientistas a preverem o quão desorganizado um sistema pode se tornar – embora uma seja aplicada ao estudo da natureza das partículas e, a outra, ao estudo da natureza humana.

Dentro da Física, a Mecânica Quântica consiste no ramo que descreve o comportamento das partículas fundamentais que compõem toda a matéria que existe. Assim, enquanto a Física estuda o comportamento do Universo na escala de corpos como galáxias, estrelas, planetas etc., a quântica se dedica a compreender o funcionamento do cosmos na escala de átomos, elétrons, partículas subatômicas e assim por diante, e um de seus pilares consiste no conceito de incerteza que se aplica a esse domínio minúsculo.

(Fonte: MoleClues / Reprodução)

Agora, considerando o comportamento humano e o processo de tomada de decisões, não restam dúvidas de que nós, apesar de sermos criaturas inteligentes e complexas, com frequência provamos não ser tão racionais assim na hora de optar por algo e, em vez de decidir pelo óbvio, nem sempre nos portamos como deveríamos, muito menos como esperado.

É aí que entra a chamada “Teoria Cognitiva Quântica”, uma proposta que, ademais de conciliar a Psicologia e a Física, ajuda a explicar os lapsos racionais que os humanos têm – através do mesmo conceito de incerteza da quântica. Em outras palavras, o que os defensores dessa linha de pesquisa defendem é que, para poder prever melhor como se dará o processo de tomada de decisões, os psicólogos podem lançar mão de algumas noções da mecânica quântica.

Casamento entre humanas e exatas

No caso dos pesquisadores chineses, segundo Nicoletta, eles selecionaram um grupo de pessoas e colocaram todas elas para realizar uma variedade de testes psicológicos clássicos em que os participantes precisavam – adivinhe… – tomar decisões e aprender através de seus erros a desenvolver melhores estratégias para situações futuras.

Os cientistas também aplicaram testes baseados em 2 modelos criados a partir dos preceitos quânticos – além de gravar o grupo e monitorar a atividade cerebral de todos os integrantes por meio de ressonâncias magnéticas funcionais. Por fim, o time identificou as regiões do cérebro que se tornavam mais ativas durante o processamento de informações e aprendizado de novas estratégias para os participantes avançarem nos testes.

(Fonte: Psychology Today / Reprodução)

A análise dos resultados apontou que os modelos quânticos são mais eficientes do que os testes psicológicos na hora de prever quais decisões os participantes tomariam, além de possibilitarem aos cientistas antecipar com maior precisão como o processo de aprendizagem ocorreria. Outro aspecto interessante da pesquisa foi que 40% dos participantes nos experimentos eram fumantes – e, enquanto os cientistas observaram os resultados descritos acima entre os não-fumantes, não foi possível traçar o mesmo paralelo entre atividade cerebral e modelo quântico entre os tabagistas.

E o que isso significa? Considerando que o monitoramento do cérebro foi realizado durante exercícios focados na tomada de decisões e na habilidade de se aprender com os próprios erros, a análise indica que a dependência no cigarro pode gerar deficiências nessas habilidades – mas mais estudos são necessários para explorar melhor essa hipótese.

Além disso, os resultados sugerem fortemente que o princípio de incerteza e a Teoria da Cognição Quântica oferecem modelos mais adequados para prever com maior precisão o comportamento humano associado com o processo de tomada de decisões do que os modelos psicológicos tradicionais – e que Tecmundoduas ciências que parecem completamente opostas podem ter mais em comum do que se pensava.

Maria Tamanini

via nexperts

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A AFINIDADE DA FÍSICA QUÂNTICA COMA PSICOLOGIA PODE EXPLICAR POR QUE HUMANOS TÊM DIFICULDADE EM TOMAR DECISÕES

FÍSICA QUÂNTICA: O QUE ÉFÍSICA QUÂNTICA?

Nesta quinta-feira, aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA o professor Laércio Fonseca  vai nos dar uma aula básica sobre FÍSICA QUÂNTICA. Você que que é leigo e tem curiosidade em entender o que é e como funciona o mundo quântico aproveite essa aula esclarecedora sobre um assunto que todos precisamos entender para compreender como funciona o universo e suas leis e assim podermos evoluir ao invés de patinar. Então assista ao vídeo completo a seguir com atenção, expanda sua mente e dê um salto quântico! 

Fonte:

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: O QUE ÉFÍSICA QUÂNTICA?

FÍSICA QUÂNTICA: A GRATIDÃO É UMA FREQUÊNCIA QUE VIBRA À MAIS DE 900 HERTZ NA ESCALA VIBRRACIONAL

A GRATIDÃO vibra à mais de 900 hertz

A GRATIDÃO é uma frequência do universo que vibra à mais 900 hertz na escala vibracional.

Você já imaginou ter uma vida mais expandida, mais rica, mais motivada, mais feliz, mais cheia de oportunidades.

Utilizando apenas a gratidão, essa lei tão básica do universo.

Então me acompanha até o final deste post que eu vou mostrar para você como a gratidão pode te ajudar a transformar a sua vida, a sua forma de pensar a sua forma de agir perante as situações desafiadoras que se apresentam no seu dia a dia .

Com menos estresse, menos problemas e acreditando sempre um futuro melhor, com mais otimismo perante a vida.

Muitas pessoas não levam fé na gratidão.

Pois acham que a gratidão é aquele básico, de dizer obrigada ou ser gentil com algum favor que lhe fizeram.

Pois a gratidão vai muito mais além.

Porque a gratidão é uma frequência do universo que vibra a 900 hertz.

Tudo no universo é energia, frequência e vibração.

Portanto a gratidão é uma das frequências mais altas do universo e quanto mais você sentir esta frequência, mais você atrairá para o seu campo eletromagnético, coisas fantásticas e mudanças extraordinárias começam a acontecer em sua vida como um passe de mágica.

Sim, não é milagre não é ciência.

Pois a gratidão tem este poder.

Agradeça

Jesus disse certa vez: “Agradeça por tudo que já tem e mais lhe será dado, por acréscimo.”

Agradeça por tudo que você já tem. Ele não disse agradeça por aquilo que você não tem.

Agradeça por tudo que já tem e mais lhe será dado.

Por exemplo:

Se você hoje tem água para beber, um prato com arroz para comer, agradeça.

Agradeça do fundo do seu coração, provoque este sentimento de gratidão em você.

Pois assim o universo vai compreender que você está apreciando o que ele pode lhe entregar naquele momento.

Assim a sua vibração vai aumentando, e você começa a perceber mais coisas pelas quais você pode ser grata (o), no seu dia a dia.

Por exemplo: se há muito tempo você não ganha um abraço de um filho, ou um telefonema de alguém que você tanto ama e de repente essa pessoa lhe dá um abraço ou lhe liga.

Agradeça fique feliz, comemore, mostre para o universo que você está entusiasmada, com essa atitude simples.

Mas é uma atitude que eu tenho certeza que mexeu com o seu coração e com suas emoções mais profundas.

Gratidão é energi

Pois essa energia emanada, quando se agradece, permite que você se conecte com mais coisas da mesma frequência vibracional.

Você pode também, fazer alguns exercícios simples como o pote da gratidão, a oração de 4 etapas, o caderno da gratidão onde você anota 10 coisas todos os dias pelas quais você é grata.

Você pode fazer o exercício da pulseirinha da gratidão, assim toda vez que você sentir que não foi grata  e que agiu na ingratidão, troca a pulseirinha de pulso.

Existem vários exercícios, que você pode fazer para exercitar a gratidão, para ajudar você a elevar a sua frequência vibracional.

Tem também as afirmações positivas, que são muito poderosas neste processo.

Eu faço todos os dias as afirmações positivas e vou fazer sempre, porque me dá um ânimo danado logo de manhã.

Toda vez que eu sinto que a minha vibração vai cair, eu faço uma afirmação positiva.

Uma coisas muito boa para você  fazer também e se conectar de vez com a energia da gratidão, é alegria.

Toda vez que você se sente alegre por alguma coisa, vai atrair para o seu campo eletromagnético, mais do mesmo.

Toda energia emanada, volta.

Toda a Energia emanada é devolvida.

Pois tudo que você emana volta para você na mesma frequência.

Então se você ficar alegre por ter visto uma flor, uma borboleta diferente, por ter saído na rua e ter pego aquele sol maravilhoso que aqueceu a sua pele, agradece, sinta-se grata.

Faça uma pequena oração: Gratidão pai celeste, Criador o nome que você queira dar não é relevante o que importa é o que você está sentindo naquele momento.

Simplesmente agradeça, pois assim o seu cérebro entende que você gosta dessa frequência, dessa energia.

E mais disso ele vai procurar para trazer para você agradecer.

Agradeça pela borboleta que você viu, pelo vento que bateu no seu rosto, pela aquela vontade que você tava de tomar um cafezinho e de repente alguém lhe convidou do nada.

A gente é muito lindo praticar a gratidão.

Além de ser uma das frequências mais altas vibrando neste universo, ainda tem estudos científicos que comprovam a eficácia da gratidão.

E tem cientistas que constam há possibilidade da frequência da gratidão já estar em nossas células desde do momento que nós nascemos.

A ciência prova!

Isso é realmente incrível pois quanto mais os cientistas estudam, mas nós temos a comprovação da eficácia dessa energia em nossa vida.

Comprovando que a gratidão não é algo remoto, ou imaginativo, ou alguém super positivo que inventou.

Portanto ela é uma frequência do universo, e é eficaz para todas as pessoas que a praticarem.

Então pratique a gratidão

Eu comecei a praticar a gratidão em momentos muito difíceis da minha vida, assim pude perceber o lado bom de qualquer situação e percebi que não era só para o lado ruim que eu devia olhar.

Sim comecei a agradecer para colocar essa energia em movimento em minha vida.

E hoje eu posso dizer para você que a minha vida é muito abençoada,  eu sempre tenho motivos para agradecer, pois essa frequência já impregnou no meu corpo, nas minhas células, em minhas moléculas em todo meu ser.

Assim não vejo mais reclamação, só vejo motivos para agradecer, pois mudei meu ponto de atração.

Por exemplo quando você ver, o pátio cheio de folhas,  naturalmente a gente reclama.

Mude seu ponto de atração.

Gratidão por eu poder varrer e por poder estar aqui.

Mas quando você muda o seu ponto de atração você percebe que aquelas folhas são uma oportunidade para fazer um ótimo exercício, então você agradece.

Quando você colocar em prática e agradecer por tudo em sua vida, você vai compreender o que eu estou falando.

mas ao invés de você reclamar e falar que saco tem fone para varrer.

Você vai falar: – Uau que bom, tenho oportunidade para me movimentar,  movimentar meus braços minhas pernas.

Gratidão por eu poder varrer e por poder estar aqui.

A não ser que uma limitação física lhe impeça.

Mais isso também não é motivo para você não agradecer, pois quanto mais você agradece mais coisas boas aparecem em sua vida, independentemente da sua forma física.

Pois o que nos provoca a ingratidão,  é a nossa falta de fé, a nossa visão limitada.

Essa crença limitante que a gente cria em nossos pensamentos acreditando que a vida é somente aquele mundo que criamos em nossos pensamentos.

Não o universo tem infinitas possibilidades para trazer várias coisas boas e maravilhosas para sua vida então aprenda a se conectar com a gratidão.

Mas eu tenho certeza que a sua vida vai mudar, porque o universo não tem outra forma de entregar para você aquilo que você, está vibrando, emanando.

A não ser o mesmo que você está enviando.

Então abandone a ingratidão comece a agradecer.

Porque quando você reclama e é ingrato, o  universo entende que você gosta disso e manda, mais disso para você.

Assim, irão aparecer na sua vida situações para você reclamar, coisas ruins para você ser ingrato.

E quando você agradece, o universo diz sim, então mais coisas boas ele manda para você agradecer.

E aí, tudo que você precisa fazer é agradecer, pois as coisas ruins não são necessárias, a não ser que você goste de se martirizar e se culpar pelas coisas que acontecem.

Mas, eu acredito que você não gosta, se não você não estaria aqui ainda!

Acorde pela manhã e agradeça pela sua cama,  que o colchão estava fofinho, que a cama estava quentinha.

Você quer mudar a sua forma de pensar, mudar o seu jeito de agir?

Comece logo ao acordar.

Acorde pela manhã e agradeça pela sua cama,  que o colchão estava fofinho, que a cama estava quentinha.

Se olha no espelho e diga bom dia para você mesmo, olhe bem profundamente nos seus olhos,  e fale eu me amo e me aceito como eu sou, como Deus me criou.

Gratidão, gratidão, gratidão por eu ser quem eu sou.

Isso é um ótimo estimulante para sua auto-estima, ela lhe dará, mais força para você encarar os desafios ao longo do dia.

Eu não gosto de falar problema,  pois eu acho que problema traz uma carga energética pesada e quando eu uso o desafio fica mais suave.

E quando se fala problema parece algo que não vai ter fim ou até mesmo intransponível.

Então, fale sempre desafio, pois eu acredito que vai ser até melhor para o seu cérebro compreender e processar isso com mais leveza.

Então toda vez que surgir alguma coisa algum problema em sua vida.

“Você fala nossa mais um desafio eu tenho para superar.”

Então agradeça, pois é mais uma oportunidade de crescimento, de aprendizado que você tem em sua vida.

Beijos de luz

Fonte: gratidaotransforma.wordpress.com

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GRATIDÃO É UMA FREQUÊNCIA QUE VIBRA À MAIS DE 900 HERTZ NA ESCALA VIBRRACIONAL

FÍSICA QUÂNTICA: CONVIDO VOCÊ A CONHECER A MAIOR SUMIDADE MUNDIAL EM FÍSICA QUÂNTICA, AMIT GOSWAMI

Na coluna FÍSICA QUÂNTICA deste domingo tenho a honra de trazer para vocês as impressões de Monica Marchese Damini sobre o extraordinário phd em física nuclear Amit Goswami, a maior referência mundial em Física Quântica e o Ativista Quântico número 1. Num bate papo descontraído ela extraiu informações valiosíssimas, inclusive o conceito de Ativista Quântico, que você não pode deixar de conhecer!

Conheci Amit Goswami!

Feriado de Páscoa de 2019, e lá estava eu, cara a cara com Amit Goswami, renomado phd em física nuclear, referência em mecânica quântica que participou do filme “Quem Somos Nós”, que eu assisti algumas vezes, autor de vários livros que eu tanto estudei nas mais diversas abordagens e técnicas de vários outros autores e terapeutas, em uma imersão incrível sobre espiritualidade e física quântica.

Amit é um homem simples, doce, com amor no olhar, que fala de perto, com doçura, alegria, entusiasmo e, ao mesmo tempo, tranquilidade.

Amit Goswami sorrindo em frente ao jardim de uma universidade, vestindo camisa e chapéu vinhos, além de um terno preto.

Que incrível foi estar ali, pertinho de uma figura tão importante desse mundo quântico, onde a ciência explica Deus e a criação da realidade falando de amor e meditação.

Puxa! Aquele homem encantador era o autor do primeiro livro de mecânica quântica que eu li, “O Universo Autoconsciente”, um livro que foi de leitura um tanto difícil para mim na época, tinha sido escrito por aquele homem amoroso, que estava lá, falando de amor e energias. Amei conhecê-lo.

Muitos temas foram abordados: Deus, morte, sentido da vida, inteligência, dualidade entre materialismo e espiritualidade e suas semelhanças na incapacidade de dar sentido satisfatório à vida.

Condicionamentos e crenças que não preenchem o vazio existencial de uma alma ignorada. Vazio que não se preenche nem parcelando em 12 vezes no cartão de crédito tudo aquilo que compramos sem parar.

Segundo Amit, somos nós quem escolhemos a nossa visão de mundo; aquilo que ressoa, ou não, conosco como forma de entender o mundo. Seres humanos funcionam pela razão, não pela lógica.

Precisamos aprender a responder a cada estímulo da forma apropriada com a expansão da consciência e não de forma automática seguindo todos os condicionamentos que a sociedade onde fomos criados nos impõe.

Quando estivermos infelizes, precisamos nos perguntar o que está acontecendo e não apenas nos enganar comprando, gastando e bebendo para preencher um vazio que não será preenchido com nada disso.

Enquanto estava falando em compras e outras adicções, incluindo o uso do celular, ele fez um comentário que tirou risos nervosos da plateia, de que mulheres adoram comprar sapatos quando estão aborrecidas porque a pressão nos pés deixa os órgãos sexuais excitados e a mulher se sente mais sexy, mais atraente e, assim, se sente bem a seu respeito!

A psicanálise tem uma versão um pouco diferente, mas uma identificação imediata aconteceu por lá.

Mulher escolhe entre um salto rosa claro e um vermelho na prateleira de uma loja de sapatos.

A conversa enveredou para o tema da manipulação, e, como na maioria das vezes, estamos inseridos num mundo determinista, onde acabamos não tendo escolhas, somos levados. Nesse ponto ele levantou o celular como veículo moderno para alienação, pelo excesso de informação e consideração que damos a opinião de pessoas famosas, populares e como somos guiados e manipulados por essas opiniões que, na verdade, podem não são ser importantes para nossa alma. Acabamos encontrando significado para nossa vida baseados nas opiniões dos outros. Triste, pois ficamos frustrados por não ser o que, na verdade, nunca seríamos mesmo.

Ele começou então a explicar que o Ativista Quântico é aquele que pratica o Ativismo Quântico e a questão principal dele é: qual o sentido da minha vida?

Putz, que pergunta mais comum a quem está no processo do Despertar… E qual é a resposta?

Ele discorreu sobre vivermos sob dois Sistemas de Crenças: Materialista x Espiritualista, e, em ambos, está tudo sempre determinado, obviamente que não por nós, que não temos nenhuma opção de escolha…

Na visão materialista, o mundo já é determinado pela ciência, Einstein, Darwin, e a elite comanda e faz cumprir. O que sentimos não tem importância nenhuma e, dessa forma, vivendo sob esse paradigma só nos resta, por nosso livre arbítrio, escolher nosso manipulador preferido, seja o Bem ou seja o Mal.

Homem caminha para a ponta de uma pedra, como se estivesse prestes a pular no abismo.

Na visão espiritualista/religiosa, está tudo igualmente determinado, porém aqui é Deus quem determina tudo, e todos esperam receber agrados Dele e aguardam o pós-morte para serem finalmente felizes.

Já pela visão Quântica de mundo, o grande mal é suprimir a liberdade de escolha de outra pessoa.

Aqui a regra é ouvir o nosso coração e agir conforme nossa própria intuição e insights.

No mundo do ativista quântico, o significado de nossa própria vida não vem dos condicionamentos; nele, nós mesmos o buscamos e ele é individual.

Isso significa fazer escolhas próprias e encontrar a nossa forma correta de viver. Isso é a felicidade.

Nesse mundo lindo, Felicidade vem da etapa seguinte ao Prazer, que é desejo do ego, sempre baseado nos condicionamentos sociais do que precisamos ser e ter.

Mulher sentada na praia observando o horizonte, com um copo de café na mão.

O ativista quântico tem escolhas e, apesar de viver no ego, que está pleno de condicionamentos e determinismos e nos faz reagir conforme o que nos foi ensinado, temos a liberdade de dizer não. Não sucumbimos aos desejos do ego.

Sabemos dizer não a ele.

Isso foi sensacional para mim! O caminho do meio é uma busca pessoal; e ouvir dele que vivemos, sim, no ego, que ele é útil e necessário para a existência, porém não somos obrigados a obedecê-lo, vai de encontro à filosofia do Yoga, que eu amo. Não precisamos matar o ego, mas sim conviver harmoniosamente com ele, sem lutas, brigas ou confusões, cientes de que ele é funcionário do Eu Superior; e, aliás, pode ser um funcionário maravilhoso porque é muito bem aparelhado. O ego precisa se expandir, porque é com ele que criamos, ele não é nosso inimigo.

O ego tem o poder de dizer não a cada emoção negativa, ao excesso de prazer, ao excesso de informação. Temos opção de são sermos servos do ego. Oba!

O condicionamento do ser humano no paradigma materialista substituiu o SER pelo TER, e favorece a cultura do centramento em MIM, que virou objeto para TER ao invés de SER, enquanto na visão quântica focamos no SER.

Homem medita de olhos fechados em meio a um gramado.

Precisamos expandir a consciência e, para isso, precisamos dizer não a certas tendências de dominação.

A única forma saudável de influenciar alguém deve ser pelo exemplo e jamais pela força ou poder, como tem sido feito há muito tempo.

Ele sugeriu algumas afirmações diárias para uma nova proposta de vida para quem sentir o chamado de sair do paradigma materialista e tornar-se um ativista quântico:

Da mesma forma, disse Gandhi: “Seja você a mudança que quer no mundo.“

Ghandi sorrindo, vestindo seus trajes característicos e um óculos redondo.

Essa é a proposta do Ativismo Quântico.

A resposta para a pergunta lá de cima de “qual o sentido da minha vida”, tem como resposta: aprender a sermos nós mesmos, livres dos condicionamentos, livres da escravidão de ceder aos desejos do ego e, assim, manifestar o Estado de Fluxo, onde a intenção tem poder e o inconsciente não condicionado cria a realidade, por isso a necessidade da expansão da consciência.

Seguindo o Fluxo da Vida, as coisas acontecem por si.

A cocriação acontece entre o ego e a Consciência Una.

O texto seria muito longo para contar tudo que foi vivido por lá.

Eu sei que existem cursos online que são ferramentas incríveis porque facilitam o acesso à informação, mas estar lá, naquela egrégora de afins, com ele, ali, no corpo físico, presencialmente, trabalhando energias, foi simplesmente sensacional! Uma experiência maravilhosa que, com certeza, pretendo repetir.

Eu já tinha minhas convicções, mas sai de lá ainda mais determinada a abrir mão dessa realidade que cobra culpa, dor e julgamento, e escolher a coragem de sair dos condicionamentos, fazendo valer minha consciência, que cria tudo de melhor para mim e para o Todo.

Pesquisei para trazer a dica de eventos presenciais de apenas um dia com ele que a Quantum Academy está promovendo.

Não, não é publicidade e não estou ganhando nada com isso, é apenas uma dica para quem sentir vontade de conhecer pessoalmente esse homem simples, de chapéu, que come na mesa com a gente, limpa a louça e passeia pelos jardins, mas é referência mundial nos estudos em conciliar ciência e consciência.

Nossa proposta aqui no site é partilhar conhecimentos e coisas boas.

Tour Amit GoswamiNamastê.

Monica Marchese Damini

 

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: CONVIDO VOCÊ A CONHECER A MAIOR SUMIDADE MUNDIAL EM FÍSICA QUÂNTICA, AMIT GOSWAMI

FÍSICA QUÂNTICA: O CORONAVÍRUS VIBRA EM BAIXA FREQUÊNCIA. POR ISSO ELEVE A SUA FREQUÊNCIA VIBRACIONAL E FIQUE IMUNE

Pesquisando achei esse texto muito esclarecedor sobre frequência e vibração e estou publicando aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA desta quinta-feira. Como sabemos e já tive a oportunidade de postar aqui inúmeras publicações sobre esse assunto, a física quântica nos ensina que tudo no universo vibra. Cada objeto, som ou imagem tem a sua própria frequência vibracional. O texto a seguir nos informa que a frequência vibracional do Covid-19 é 5.5 hz, ou seja, uma frequência muito baixa. Também nos informa que acima de 25.5 hz o Covid morre e que para seres humanos com vibração mais alta do que isso o vírus mão passa de uma gripe simples e às vezes nem isso. Portanto, se mantivermos a nossa frequência vibracional acima de 26 hz esse vírus não nos atingi. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir e entender o que devemos fazer para vibrar alto e nos mantermos sempre saudáveis! 

Vacina contra coronavírus começa a ser testada nos Estados Unidos ...

COVID

O covid tem uma vibração de 5.5 hz morre acima de 25.5 hz.
Para os seres humanos com vibração mais alta o vírus é uma gripe simples.
As razões para ter a vibração baixa pode ser:
Cansaço
Medo
Tensão nervosa
Raiva
Ódio
É por isso que temos que vibrar alto e não olhar constantemente para as notícias; para que não nos baixe a frequência.
A frequência da terra hoje é 27,4 hz. mas há lugares que vibram muito baixo como:
Hospitais
Centros Assistenciais
Bares
Prisões
Frigoríficos
Subterrâneos etc.
É onde a vibração cai para 20 hz ou menos ainda.
Para humanos com baixa vibração, o vírus torna-se perigoso:
Dor 0,1 às 2 hz
Medo de 0,2 hz.
Irritação 0,9 a 6,8 hz
Ruído 0,6 a 2,2 hz.
Orgulho 0,8 hz
Abandono 1,5hz.
Superioridade 1,9 hz.
Em vez disso:
Generosidade 95 hz
Agradecimentos verdadeiros 150 hz
Compaixão 150 hz ou mais.
Amor ao próximo e a todos os seres vivos 150 hz e mais.
Amor incondicional e universal a partir dos 205 hz
O que nos ajuda a Vibrar Alto?
Amar
Sorrir
Abençoar
Brincar
Pintar
Cantar
Dançar
Curtir
Meditar, Yoga, Taichi Caminhar ao Sol
Faça exercício Aproveite a natureza
Alimente-se com alimentos que a Terra nos dá: sementes-grãos-cereais-legumes-frutas e legumes
Tomar água!!!
A vibração da oração vai de 120 às 350 hz
VIBREMOS ALTO!!!
A fonte original desta informação é do livro Poder vs Força. Baseado na tese de doutorado de David R Hawkins.
……….
Dicas do Júlio Schneider:
“Tenha compaixão, tenha empatia. Se ver alguém na rua, faça uma oração em silêncio pra ela. Aumente seu padrão vibratório conversando com Deus. Afaste-se de vampiros emocionais que não aceitam ajuda. Destaque as coisas boas e busque no que está errado a esperança da luz.”
Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: O CORONAVÍRUS VIBRA EM BAIXA FREQUÊNCIA. POR ISSO ELEVE A SUA FREQUÊNCIA VIBRACIONAL E FIQUE IMUNE

FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

Nesta terça-feira você vai ver aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA a 4ª e última parte do estudo sobre energia, vibração e frequência no mundo físico. O que nos limita nessa dimensão densa em que vivemos e como poderemos nos tornar cocriadores ao dominarmos nossas mentes e vibrando em uma só frequência. Nesta edição o destaque é o Mundo mental e o mundo quântico. Então você está convidado(a) a dar esse mergulho profundo e navegar no fantástico mundo quântico como nunca antes! 

Mundo mental e o mundo quântico

A partir do eletromagnetismo aconteceu a razão de ser do surgimento da relatividade, quando Einstein entrou em cena com seu trabalho (seminal) sobre a eletrodinâmica dos corpos em movimento, que posteriormente cedeu lugar à teoria da mecânica quântica moderna.

O modelo de uma teoria quântica de campos é a eletrodinâmica quântica, que descreve essencialmente a interação de partículas eletricamente carregadas através da emissão e absorção de fótons.


O átomo constituindo o mundo visível e perceptível pelos sentidos normais humanos é objeto de estudo da física clássica e, o que acontece em seu interior é objeto de estudo da mecânica quântica. A criação de imagens mentais na mente finita do homem separa daquela em que o universo é criação da Infinita Mente Vivente/Deus. – Imagem da Internet

A evolução cósmica dentro de Princípios (Leis) Universais se processa por meio de códigos de informações não-locais quântico-holográficos, que auto organizam os padrões básicos da estrutura do universo.

Códigos constituídos por patamares evolutivos, correspondendo cada um deles ao surgimento no universo de um novo mecanismo de memória mais complexo do que o anterior, na forma de códigos de informações específicos, constituindo-se um vasto reservatório de informação.

E dentro destes códigos e leis os conflitos entre a física quântica e a teoria da relatividade de Einstein podem ser resolvidos para muitos estudiosos da ciência física, através da concepção de que o cosmos é uma projeção holográfica, portanto o universo não passa de um holograma ou, uma imagem tridimensional obtida a partir da projeção da luz.


Códigos como forma de comunicação composta por símbolos ou por informações não-locais quântico-holográficas, é um enunciado que está em ressonância energético-vibratória com a codificação da “Placa Física”, que oriunda de realidade paralela no futuro e na frequência da luz materializou-se. Tomou forma e nela códigos se mostraram “escrevendo” na linguagem universal dos símbolos no aqui agora informações, que orientam o compromisso cósmico do dimensional – Mais informações neste Site na Página O Portal e na Página Relatos com o texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Foto de Antônio Carlos Tanure

Desde os anos 70 do século XX vem ocorrendo um renascimento do interesse científico sobre a natureza da consciência, que acelerou imensamente nos anos 90. A ciência procura atualmente compreender sobre o funcionamento do cérebro e as experiências mentais conscientes, através do uso da moderna ciência e de sua tecnologia.

Estudos de mapeamento cerebral realizados durante a ocorrência dos estados elevados de consciência, demonstram um estado altamente sincronizado e perfeitamente ordenado das ondas cerebrais humanas, que formam ondas harmônicas únicas, como se todas as frequências de todos os neurônios de todos os centros cerebrais do corpo humano tocassem a mesma sinfonia.

Para que a conexão cérebro-universo possa se processar, é necessário que o ser humano aquiete seu cérebro, sincronizando o funcionamento de seus hemisférios cerebrais, permitindo que o acolhimento holográfico da informação neuronal se realize satisfatoriamente. Isto ele consegue mais facilmente por meio das práticas de relaxamento e de mentalização, para que possa sincronizar as ondas elétricas de seus hemisférios cerebrais e no final gere um estado ampliado de consciência em seu próprio universo (quântico) físico-mental.


O primeiro corpo do ser humano é físico em uma estrutura definida por linhas de força. Ele fixa fisicamente os átomos, transportando todos os movimentos de sua atividade mental e emocional. É um corpo de energia/luz (fóton/onda) em evolução – Imagem da Internet

No ser humano as linhas de seus meridianos “cortam” seu corpo e ao fazerem isto, contribuem para o seu bem-estar, ao distribuir energia de diferentes formas, alimentando seus órgãos e, com isso, aumentando acuidade de seus sentidos e nível de sua consciência. Da mesma forma que o corpo humano passa por mudanças, assim também a Terra se diversifica e muda através de sua malha eletromagnética.

A Terra é uma criatura viva e consciente, sendo habitada e conduzida por seres de altíssima vibração (deuses da natureza), como também o corpo físico humano é habitado e conduzido por uma uma alma/”espirito” e, tanto ela quanto ele possuem vórtices de energia (“chakras”).

A natureza terrena é uma expressão divina de vida, que deve ser preservada por si mesma e porque o que nela interfere negativamente, interfere também na vida humana. Interfere no ser humano tanto materialmente quanto mental e “espiritualmente”, por ser ele fisicamente sua extensão.


Com a transição planetária tanto a Terra (um ser vivo e consciente) quanto os seres humanos vão se ajustar a outro nível mais acelerado de vibração, para que nela eles possam construir um outro mundo, mental e tecnologicamente mais iluminado – uma era de fato dourada – Imagem da Internet

Neste novo ciclo que é o também despertar da Terra, proporcionará uma nova fase de lucidez para os seres humanos, que se resgatam através das forças da natureza já conhecidas dos povos mais antigos. Agora este conhecimento está voltando em toda sua plenitude, na medida em que se vai também com estas forças, tendo-se uma melhor percepção das realidades paralelas.

A palavra akasha em sânscrito pode ser entendida como “algo fluídico”. E na língua hindi a palavra akash pode ser compreendida como “céu/paraíso”. O akasha é uma biblioteca de ações da alma de cada ser humano através de seus pensamentos e de suas emoções oriundos de suas experiências mentais não só durante sua existência na Terra, como também em outros sistemas planetários. Todos os eventos de pequeno ou de grande porte são permanentemente gravados/registrados na grade eletromagnética da Terra e do cosmos.

Para o dimensional desperto e consciente estes registros cósmicos podem ser para ele materializados na forma de “Placas Físicas”, que nelas em linguagem universal dos símbolos, vêm codificadas informações, orientando-lhe em seu compromisso cósmico. Portanto, para ele mais que uma leitura apenas pela visão mental como “algo fluídico”, é uma leitura já na realidade física com a sua visão também física, podendo estas informações serem até fotografas.


As “Placas Físicas” trazem codificadas em linguagem universal dos símbolos informações, que oriundas do futuro orientam o dimensional em seu compromisso cósmico. São informações codificadas e associadas aos registros akashicos – Foto do Portal Pegasus

O enigma de cada um só começa a cessar, quando ele também começa a desenterrar o que está dentro de si, ao se impulsionar pela sua sensibilidade de alma e perceber o que está nele escondido debaixo de densas camadas de ignorância pela ausência de conhecimento.

Uma das habilidades mentais que o ser humano deve desenvolver e, especialmente o dimensional desperto, é a de alcançar consciente a frequência de vibração da 5ª dimensão, para se capacitar mentalmente “ler” informações de seu registro “akáshico” e com elas poder se equilibrar emocionalmente e não ter de voltar à realidade física, para enfrentar as mesmas tentativas de se corrigir.


Existe uma sutil ligação entre os “portais dimensionais” e as Linhas da malha eletromagnética. Estes “vórtices” encontradas tanto na Terra quanto no corpo humano, quando impelidos pela energia mental do dimensional em estado alterado de consciência, se somam e se tornam centros de poder e de magia – Imagem da Internet.

Alguns seres humanos realizam suas vidas com outros cruzando suas energias, no que se pode chamar de confluências, que com elas procuram se intercambiarem suas energias para se transformarem. Trocam velhas energias por outras emocionalmente mais vibráteis, mais iluminadas, para já tê-las já codificadas em seu DNA.

Os dimensionais que já despertaram e buscam na sabedoria a harmonia, conduzem-se a partir da frequência da 5ª camada de seu campo biomagnetico – na frequência mental sutil. Eles com sua sensibilidade de alma/”espiritualidade” já passaram pelo “portal do coração” e estão agora em sintonia mental com atual etapa do desenvolvimento humano e própria deste novo ciclo de aprendizado, tendo cooperação mais presente de mundos paralelos.

Existe um grande número de civilizações estelares ao redor da Terra, ajudando os dimensionais ainda em condição humana atingirem outras esferas de realidade, elevando seus padrões energético-físico e evolutivo. Aqueles que alcançarem a frequência mental das “Janelas” (entre anos 2018-2028), irão mentalmente perceber/”ver” realidades paralelas, utilizando-se da “visão de seu mundo interior”.

Os seres dimensionais fazem parte de uma imensa família estelar distribuída em um universo vibrátil, dinâmico e conduzido por Leis Universais, que utilizam de “instrumentos cósmicos de reciclagem” para cosmicamente renovar e recriar, entre eles os buracos negros.


Primeira foto de um buraco negro localizado no centro da galáxia M87, a cerca de 50 milhões de anos-luz de distância, com bilhões de vezes a massa do Sol, mostra-se como uma importantíssima demonstração da Relatividade Geral de Einstein, ao distorcer o espaço-tempo ao seu redor. Ele como um objeto com gravidade tão intensa, nem a luz é nele capaz de escapar (centro escuro na imagem), enquanto em sua volta campos magnéticos com emissão de micro-ondas se mostram como gás e poeira (cor laranja na imagem) – Foto divulgada pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos, tirada através do telescópio Event Horizon.

Uma nova geração de seres humanos já está surgindo, não apenas pela sua facilidade de manipular tecnologias mais avançadas, mas também por se mostrar diferente até em nível celular e possuir condições mentais para interagir com dimensões de vibrações mais elevadas. Ela questiona tudo, pois está aqui para quebrar antigos paradigmas e introduzir uma nova maneira de pensar.

Muito está sendo acelerado. Muito está sendo finalizado para que em cada um nasça nova vida. Neste novo tempo não deve existir “nós e eles”, devem ser esvaziados os sentimentos e a atitudes de competição e de suplantação. Neste novo ciclo o antigo aspecto de vida “eu e eles” deve ser, “somos uma única vibração”

A Terra como um local especial no universo onde seres humanos vivenciam e experienciam a energia da emoção, ela está mais nitidamente procedendo como uma imensa bateia cósmica, o (metaforicamente) rodopiar/acelerar cada vez mais vai lançando fora seus entulhos, para ficar no final apenas “o ouro”, o que a muito vem sendo buscado e que agora deve-se mostrar como a era dourada.

Devido à aceleração geral do planeta a percepção anterior de tempo como uma jornada de 24 horas, está agora sendo percebida como 16 horas, dando a sensação que tudo está passando rápido. E, paralelamente desequilíbrios ecológicos estão se fazendo mais constantes na forma de perturbações e catástrofes climáticas. Também crescem tensões e conflitos no mundo pelo aumento de comportamentos humanos em frequências mentais cada vez mais negativas.

De acordo com o que menciona o geólogo norte-americano Gregg Braden, em relação aos efeitos geomagnéticos sobre a Terra, pode acontecer o que ele chama de “ponto zero” no seu campo magnético. Nesta ocasião ela ficará como se estivesse parada e após dois ou três dias se inclinará em direção oposta, já com total reversão de seus campos magnéticos.

 
No “ponto zero” de acordo com Gregg Braden acontecera a inversão dos polos magneticos da Terra e com ela a inversão de seus campos de energia – Imagens da Internet.

Gregg Braden menciona ainda, é o “ponto zero” que vem proporcionando a mudança de ciclos ao longa da história da humanidade e motivando muitas e grandes transformações geológicas importantes na Terra. São acontecimentos globais, que entre um e outro transcorrem cerca de 13 mil anos, trazendo dentro deste período um novo recomeço para a humanidade.

Um recomeço que nele seres humanos começam do zero, quando suas condições de vida “se afunilam” às primitivas condições de sobrevivência, que buscam diretamente da natureza. Talvez esteja aí o apocalipse e outras teorias sobre o fim do mundo.

No recomeço de um novo ciclo civilizatório, que “a humanidade aprenda viver cada dia de maneira consciente de suas verdadeiras oportunidades”, aprenda respirar junto com a Terra, conspirando com ela pela paz” – Gregg Braden

Por um outro lado também, nestes tempos apocalípticos, de acordo com Mehran Keshe graduado em engenharia nuclear, ele junto com os pesquisadores da Fundação Keshe que criou, têm objetivo de desenvolver conhecimentos científicos no campo das novas tecnologias, para resolver os múltiplos problemas do mundo através da utilização de reatores de plasma desenvolvidos por eles.

E, de acordo com os cientistas desta fundação, a ciência quântica do plasma pode solucionar para a humanidade, entre outras coisas, a fome no mundo, a escassez de água, as doenças e permitir as viagens no espaço através de conhecimentos e tecnologias. Todo este avanço cientifico tem objetivo de “mudar o mundo”. Com esta visão e com a esperada mudança de ciclo da Terra, a humanidade através da ciência vive uma oportunidade única, que não pode ser perdida.

O ser humano deve se perguntar e, especialmente o dimensional se for de fato consciente, o que é a vida a não ser um conjunto de experiências, conhecimentos e aprendizados? Conhecimentos que levam ao aprendizado ultimo de buscar a Luz e nela se perceber com seu Eu do Futuro ou, se conduzir pelo seu processo mental cotidiano e dinâmico de auto conhecer, que no fundo é o de mergulhar em si mesmo, para se perceber consciente em sua Essência Divina – em seu Cristo Interior


O ser humano deve buscar sua Luz mergulhando em si mesmo, em um mergulho pela mente e pelo coração que lhe permitam transcender os limites de seu corpo físico e poder se perceber consciente em sintonia à sua Essência Divina, ao seu Cristo Interior – Imagem da Internet

Fontes de consulta:

www.portalsaofrancisco.com.br/fisica/eletromagnetismo/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_magnético_terrestre https://hypescience.com › Espaço
www.ambientelegal.com.br/magnetismo-no-tempo-e-no espaco
https://www.bbc.com/portuguese/geral-46825941
https://www.apolo11.com/spacenews.php?posic=dat_20160513-09
https:// dreamcatcherreality.com/ley-lines-matrix/
www.aquarius2036.com.br/2014/…/chakra-vortex-pontos-da-terra-locais-sagrados.ht…
:https://portal2013br.wordpress.com/…/as-linhas-ley-e-os-centros-de-poder-do-planeta…
https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_quântica_de_campos
https://www.researchgate.net/…Di…Quantico…/Consciencia-Quantico-Holografica
https://portal2013br.wordpress.com/…/tudo-sobre-os-registros-akashicos-e-a-noosfera/
https://energeticsynthesis.com/resource-tools/em…da…/2330-registros-akashicos
https://cidapereira01.wordpress.om/category/o-mundo-esta-mudando/page/5/
https://cidapereira01.wordpress.com/tag/energia-do-ponto-zero/
www.sementesdasestrelas.com.br/2015/10/os-cientistas-da-nova-era-mehran.html
https://sobreofimdostempos.wordpress.com/2012/08/…/pensamento-e-ondas-quanticas…
https://www.if.ufrgs.br/novocref/?contact-pergunta=fisica-quantica-ondas-de…
A revolução da Teoria Quântica
www.participa.br/cesarfex/blog/fisica-quantica-a-ciencia-dos-espiritos
https://pt.scribd.com/document/…/O-Corpo-Humano-Produz-Energia-Eletrica
www.centrometamorfose.com.br/terapeutica…/bioeletricidade-do-corpo-humano
Campo magnético, ele está entre nós
https://rodrigoromo.com.br/…/o-corpo-humano-emite-se-comunica-e-e-feito-de-luz
negociosevidaprolongada.blogspot.com/…/magnetismo-e-eletromagnetismo-e-seus.ht…
https://www.somostodosum.com.br/O+efeito+magnético+sobre+a+mente+a09792.html

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

Neste sábado você vai ver aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA a 3ª parte do estudo sobre energia, vibração e frequência no mundo físico. O que nos limita nessa dimensão densa em que vivemos e como poderemos nos tornar cocriadores ao dominarmos nossas mentes e vibrando em uma só frequência. Nesta edição o destaque é a Malha/grade eletromagnética (linhas ley). Então você está convidado(a) a dar esse mergulho profundo e navegar no fantástico mundo quântico como nunca antes! 

Malha/grade eletromagnética (linhas ley)

A malha eletromagnética que envolve a Terra mostra-se como cordões luminosos, que muitos estudiosos da paraciência estão hoje também com mais acuidade pesquisando-os. Ela constitui uma grade planetária como luz primária ou matriz energética da Terra, que a envolvendo, ajuda a se manter e lhe possibilita capacidade energética de gerar e de criar. Alguns pesquisadores a associa às linhas ley.

As civilizações mais antigas tinham conhecimento destas linhas, também outras culturas mais recentes tinham delas noção, ainda que as tendo com nomes diferentes, como os índios nativos norte-americanos (xamãs) que as chamavam “linhas do espírito” e usavam sua energia eletromagnética, para ajudá-los a entrar em contato com “os espíritos”.

Na Europa os druidas as chamavam de “linhas místicas”, os países do Oriente de linhas do dragão e os aborígines da Austrália de “linhas de sonho”.

Ruinas de estruturas megalíticas estão estrategicamente construídas em cima destas linhas. Também as pirâmides de Gizé, Stonehenge, o Templo de Salomão, Parthenon e Oráculo de Delfos, entre muitos outros destes locais, são especialmente muito conhecidos, por estarem em pontos destas linhas na malha eletromagentica, que potencializam energias.

O maior laboratório de física de partículas do mundo localizado entre a Suíça e a França. (CERN), com o seu Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC), que é o maior acelerador de partículas e o de maior energia existente do mundo, utiliza-se de certa forma destas linhas.


Interior do Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC) – Imagem da Internet

Como se vê, existe um esforço concentrado dos pesquisadores da ciência oficial, para manipular e direcionar para objetivos específicos através de tecnologias também especificas o campo eletromagnético da Terra.

Por outro lado, também os estudiosos da paraciência, procuram pesquisar esta grade geoelétrica, mas dentro dos fundamentos da natureza, que se voltam mais propriamente ao ser humano, por estar este conectado energeticamente à natureza terrena, fonte viva e mantenedora de seus pensamentos e de suas emoções.

Para estes estudiosos o ser humano em sua realidade físico-corpórea, é também parte da natureza, por estar nela biomagneticamente inserido. Seu corpo físico possui um sistema de “sensores e relês nervosos”, como também possui a Terra através de sua malha eletromagnética ou de suas linhas ley, que a cruzam como uma grade.

O dimensional desperto possui o compromisso consigo mesmo e com o cosmos de se desbloquear mentalmente, indo além de sua condição e verdade humanas, para alcançar conhecimentos que são para ele ainda desconhecidos e, possa melhor entender quem é realmente, na medida em que vai se relacionando com a Terra, nela vivenciando, experienciando e se redescobrindo.

Pelo Princípio do Mentalismo o Universo é Mental, O Todo é Mente Infinita, que é a Realidade Fundamental. No Tudo O que É, encerra a verdade o que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima, para se expressar em sentido único, que nada está parado, tudo se move e vibra, impulsionando-se pela polaridade de pares de opostos, que traçam movimentos pendulares iguais à direita e à esquerda, com altos e baixos gerando efeito e causa no mundo da realidade física, onde seres viventes em seus aspectos masculino (+) e feminino (-) vivenciam e experienciam, procurando-se harmonizarem.

 
O corpo humano possui um sistema que funciona como “sensores e relês nervosos”, também a Terra o possui como malha eletromagnética ou linhas ley, que a cruzam como uma grade – Imagens da Internet

Os locais ou pontos de vórtice/“portais” na malha eletromagnética da Terra proporcionam aos seres humanos e especialmente aos dimensionais expandirem-se mentalmente, ampliando o seu campo de energia, como aconteceu com Nikolas Tesla, ao criar sua tão mencionada torre com objetivo de proporcionar energia livre para todos.

Nos pontos de maior concentração de energia da Terra em forma de espirais (“chakras”), a energia flui-se como uma torneira derramando-a e irradiando-a. Neles especialmente o dimensional desperto consegue de maneira mais fácil mergulhar em si mesmo e alinhar as camadas de seu campo biomagnetico (aura) à malha eletromagnética da Terra, permitindo-lhe mais facilmente alcançar realidades paralelas ou outras dimensões.

 

A Terra possui locais de maior concentração de energia (“chakras”), que na forma de espirais/vórtices, a energia flui-se como uma torneira. E em cada um deles a vibração que emite os identifica, como Mt Shasta na Califórnia, Monte Kailas no Himalaia, Maui no Hawaii, Mt. Fuji no Japão e Uluru/Ayers Rock na Austrália, entre outros – Imagem da Internet

Pode-se entender a malha eletromagnética terrena de diversas formas, com diferentes graus de refinamento e várias formas de energia. As linhas desta malha são padrões energéticos que correm tanto em cima como embaixo da Terra.

Elas “navegam” em torno da Terra através de múltiplos caminhos de acordo com leis matemáticas e geométricas, vibração, força geológica, campos eletromagnéticos e mineralógicos. Elas mudam e se movem no espaço-tempo e têm sido utilizadas numa infinidade de maneiras através de éons (medição em escala de tempo geológico).


Stonehenge, na Inglaterra, é na malha eletromagnética da Terra um dos locais vibracionalmente especiais e tidos por alguns como “sagrados” – Imagem da Internet

As energias da malha/grade eletromagnética se acumulam e fluem através dos caminhos de condutividade da Terra, tanto sobre a sua crosta quanto ligeiramente embaixo dela. As regiões e locais da Terra, ricos em metal natural ou em teor de mineral condutivo, atraem a corrente destes fluxos eletromagnéticos.

Como já foi mencionado as linhas da grade eletromagnética da Terra, quando no “lugares certos” podem interagir e influenciar o campo eletromagnético humano. E, dependendo desta influencia “portais” podem ser gerados, exercendo atração para dentro deles ou de lá trazendo “algo”, quando recebem também energia/luz cósmico-estelares, para que “se abram”.


A “Placa” materializada é trazida à realidade física, não só pelo desejo e pela habilidade mental do dimensional, mas também pelo “caminho” que se abre à realidade paralela, com auxílio da malha eletromagnética da Terra e também de outras fontes de energia cósmico-estelares. Mais informações neste Site na Página O Portal e na Página Relatos com o texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Foto de Antônio Carlos Tanure

Inserido na malha eletromagnética da Terra, o local onde está sendo construída a cidade Zigurats e, especialmente nela, o ponto onde está sendo erguida a Grande Pirâmide, é de muita importância para os dimensionais já despertos, que em sua caminhada evolutiva estão buscando sua inserção ao seu Corpo de Luz.


Na primeira foto Cidade de Zigurats, Corguinho/MS em construção e na segunda foto o local onde está sendo construída a Grande Pirâmide, que é mostrada ainda em ilustração – Imagens de Dakila Pesquisas

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

Neste domingo você vai ver aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA a 2ª parte do estudo sobre energia, vibração e frequência no mundo físico. O que nos limita nessa dimensão densa em que vivemos e como poderemos nos tornar cocriadores ao dominarmos nossas mentes e vibrando em uma só frequência. Então você está convidado(a) a dar esse mergulho profundo e navegar no fantástico mundo quântico como nunca antes! 

Eletromagnetismo e o corpo humano

A potência elétrica e a resistência do corpo humano variam de um indivíduo para outro, dependendo da constituição orgânica celular e da condutibilidade do corpo de cada um. O ser humano com seu corpo físico é “uma máquina elétrica” e constituído dos mesmos elementos do universo físico.  Com este entendimento verifica-se, que ele é matéria e ao mesmo tempo energia, que são a mesma coisa em estados de vibração e frequências diferentes e, visível e invisível.

Em virtude da sua constituição atômica, o corpo humano irradia um campo de energia eletromagnética (aura) normalmente não visível, mas fotografável pela câmara kirlian. Também sua bioeletricidade corpórea pode ser detectada através do eletrocardiograma e do eletroencefalograma. E a sua tensão eletrostática gerada durante as 24 horas do dia pode ser medida por meio de um sensível voltímetro eletrostático.


Matéria é ao mesmo tempo energia, mas em estados/frequências diferentes. Matéria é a condensação de energia e esta é a matéria desintegrada. Nesta simbiose energético-vibracional o corpo do ser humano procede como uma “máquina elétrica”, que ostenta uma inteligência, mas que deve ser conduzida pela alma, um “ente mais sutil” em outra frequência realidade também mais sutil, mais vibrátil – Imagem da Internet

É importante o ser humano manter o equilíbrio elétrico do seu corpo, porque este equilíbrio está relacionado com sua saúde física, mental e emocional. Com esta sua fonte de energia elétrica ele “pode funcionar” como uma estação de rádio, irradiando som e imagem à  semelhança da televisão. Também, ele familiarizando com esta sua força elétrica, sua intuição e sua capacidade de se comunicar de forma não física se potencializam, através de outros seus sentidos que vão despertando-se além dos cinco sentidos normais.

O eletromagnetismo possui efeito extremamente vital sobre o ser humano, o que pode ser constatado com ele conseguindo sobreviver por alguns dias sem alimento, algumas horas sem agua, alguns minutos sem respirar, mas não fica totalmente nem um segundo sem corrente eletromagnética circulando em seu corpo.

  
Fotos aura tiradas pela camara kirlian captam o campo biomagnetico do ser humano, como uma “leitura” do momento de luz/cor/forma de seu estado fisico e emocional (estado de alma) – Fotos de Antônio Carlos Tanure

No corpo humano, existem minúsculos campos magnéticos que estabilizam suas moléculas. Nele centenas de trilhões de moléculas que o formam, são na verdade muitíssimos conjuntos de ímãs. As moléculas contêm elétrons com carga elétrica negativa e prótons com carga elétrica positiva e, enquanto giram em torno do núcleo, os elétrons criam minúsculos campos magnéticos que dão estabilidade e equilíbrio às moléculas.

A Medicina vem utilizando destes conhecimentos para obter tecnologias de ponta, que permitem precisos diagnósticos por imagens, entre eles está o da ressonância magnética.

Cada vez mais a ciência vem concordando que o corpo humano é mais do que átomos e moléculas que o compõem e que é também constituído por biofótons por ele emitidos e liberados por meio de intenção mental e por modulações fundamentais à comunicação do DNA nas estruturas celulares.

Todos os organismos vivos emitem uma corrente constante de biofótons como meio para dirigir sinais instantâneos de uma parte do corpo para outra e para o mundo exterior. Eles são armazenados no DNA intracelular.

Eles são também conhecidos como as emissões de fótons ultrafracos (UPE), com uma visibilidade 1.000 vezes menor do que a sensibilidade da visão física. Embora não sejam normalmente visíveis, estas ondas de luz são parte do espectro eletromagnético visível e são detectáveis através de instrumentação moderna sofisticada.

Tecnicamente falando, os biofótons são partículas elementares ou quantum de luz de origem não-térmica do espectro visível e ultravioleta. São geralmente produzidos a partir do metabolismo da energia dentro das células, aparentemente para transferência de informação que é mais rápida do que pela difusão química.

A intenção é definida como um pensamento, que é dirigido para realizar determinada ação direcionada com objetivo, que pode afetar não só objetos inanimados como outros seres vivos, desde organismos unicelulares até seres humanos. Também as emissões de partículas de luz/biofóton parecem funcionar como mecanismos através dos quais se tem intenção para produzir efeito.

 
A intenção é definida como um pensamento dirigido para realizar determinada ação, – Imagens do Portal Pegasus

Estudos recentes sobre o pensamento e a consciência estão emergindo como aspectos fundamentais, que estão levando rapidamente profunda mudança nos paradigmas da biologia e da medicina. Estes estudos mostram que o magnetismo atua sobre o corpo humano, gerando um novo tipo de eletricidade chamada indução eletromagnética.


Tomografia Computadorizada utilizando-se de campos eletromagnéticos do corpo humano – Imagem da Internet.

A visão que se tem do corpo físico humano como uma estrutura física de carne e osso é apenas uma representação que o cérebro faz ao transmitir sinais que recebe dele. Também a forma, a cor, o cheiro do corpo, são somente representações virtuais destes sinais trazidos pelo cérebro, da mesma maneira que uma televisão recebe sinais radioelétricos, que os transformam em imagens e sons.


A energia gerada pelo campo biomagnetico do dimensional, quando se impulsiona em frequência mental mais sutil, lhe proporciona por afinidade vibracional interações com planos de realidade também mais sutis, de mais luz- Imagem da Internet.

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

O estudo a seguir é de grande profundidade e pela sua extensão será dividido em 4 partes, pois versa sobre energia, vibração e frequência no mundo físico. O que nos limita nessa dimensão densa em que vivemos e como poderemos nos tornar cocriadores ao dominarmos nossas mentes e vibrando em uma só frequência. Por isso lhe convido a dar esse mergulho profundo e navegar no fantástico mundo quântico como nunca antes! 

Energia, vibração e frequência no mundo físico dos sentidos

Postado por 

Energia, vibração e frequência no mundo físico dos sentidos

 

 

 

 

 

 

Introdução

Tudo o que o ser humano vê ao seu derredor através dos seus cinco sentidos como realidade física, começou como uma ideia que compartilhada e, se manifestou crescendo suficiente, até dar a ilusão de um objeto físico através de uma série de aprendizados.O ser humano se torna na maioria das vezes o que pensa. Portanto, sua vida se torna a maioria das vezes o que imagina e acredita. O mundo em sua volta é literalmente seu espelho, permitindo-lhe experimentar o que ele na realidade física pensa, sente e mantem como sua verdade, até alterá-la.

Um objeto não existe independentemente dele – ele é “um observador”. O que ele vê com os seus olhos, ele experimenta com o seu corpo, que é um efeito criado por uma causa e esta é seu pensamento. O corpo não pode criar, ele apenas pode experimentar e ser experimentado, o que é sua função original.

Por outro lado, o pensamento gerado pelo “mecanismo cérebro-mente” não pode experimentar, o que ele pode fazer é interpretar e criar. Ele precisa de um mundo de relatividade ou de um mundo físico corpóreo, para com ele experimentar.

O pensamento está ligado a uma energia invisível e ele determina a forma que esta energia deve assumir. Pela mecânica quântica ele literalmente muda de partícula em partícula seu universo ao derredor, ao cria-lo ou modifica-lo como sua vida física.

Todas as interpretações humanas são baseadas unicamente no “mapa interno” de realidade (física) que o ser humano tem e não na verdade real energético-vibracional. Este seu “mapa” é resultado de experiências coletivas de sua vida pessoal. Em outras palavras, com seus sentidos normais ele percebe um mar de energia a partir de certo ponto de vista limitado e, dele forma imagem.

Este entendimento ampliou-se e ganhou cientificamente certo sentido, quando o físico francês Alain Aspect descobriu que partículas subatômicas (sob circunstancias particulares), podem se comunicar instantaneamente umas com as outras independentemente da distância que as separava. E posteriormente, o físico David Bohm sugeriu que talvez o experimento de Aspect comprovasse outra coisa bem diferente, o universo que o ser humano nele existe e experiência, não seria nada mais que um holograma, embora enorme e altamente complexo.


Pela teoria quântica holográfica o que está fisicamente visível é realmente energia/luz ou um holograma – Imagem da Internet

Físicos prêmio Nobel provaram que o mundo físico é um grande mar de energia que pisca repetidas vezes em milissegundos. Nele nada é sólido. Ele é o mundo da física quântica, que alguns estudiosos desta ciência também o relacionam a um holograma, onde as partículas no nível mais profundo da realidade não são indivíduas, mas partes de um todo maior e mais fundamental, constituído de luz/ondas.

Os estudiosos e pesquisadores desta ciência acham (pela mecânica quântica), que o pensamento é que coloca tudo junto e une este campo de energia em constante mudança criando a “realidade”, pela limitação do ser humano no que vê e sente, “encarcerado” pelos seus sentidos físicos: visão, audição, tato, olfato e paladar.

A chave do conhecimento que começa a abrir um novo tempo para a humanidade através das informações da mecânica quântica, possibilita o ser humano não só se entender melhor, como também perceber o universo de maneira diferente de antes. E esta chave abre ainda especialmente para ele outra e mais ampla visão de sua realidade, que pode conquistar tudo o que realmente deseja, já tendo noção mais verdadeira ser por extensão um cocriador.

O Espírito/Essência/Luz Divina é “Tudo O Que É”, dando vida ao pensamento e ao corpo. E como já foi antes mencionado, o corpo não tem o poder de criar, ainda que dê a ilusão de poder fazê-lo e, esta ilusão é a causa de muita frustração humana. O corpo é puramente um efeito ou, apenas um instrumento físico sem o poder real de criar.


“Tudo O Que É” dá vida ao pensamento e ao corpo – Imagem da Internet

O mundo quântico através da mecânica quântica é “ponte” entre o mundo da matéria (partícula) e da luz (fóton), é ainda o mundo do eletromagnetismo que “constrói” a segunda “ponte”, a que o ser humano mentalmente consciente deve “atravessá-la”, para alcançar mundos agora mais vibráteis, mais sutis –  de Luz Viva e Autoconsciente.

Ele deve alcançar planos de realidades ou dimensões mais sutis além do mundo do raciocínio e da lógica dos sentidos, que se mostram apenas àquele mentalmente já impulsionado com “visão do coração” ou, com sentimentos mais profundos de percepção do Sentido de Amor que Unifica, permitindo-lhe sintonia e interação às estas Realidades de Verdadeira e Viva Luz.

A ciência quântica apesar de fornecer cada vez mais novas informações, ainda não possui descrições precisas para fenômenos da consciência e de conhecimentos na produção criativa humana. Ausência destas informações ponderam alguns estudiosos desta ciência, geram distorções de seu propósito original ao traze-la à religião, dando-lhe algum significado.

Por enquanto do ponto de vista científico, as respostas múltiplas da mecânica quântica fundamentando-se em teorias e em certos casos, ela oferece um conjunto de resultados mais ou menos prováveis para determinado cálculo. Esta incerteza causa certa confusão na mente de alguns cientistas, por não terem limites definidos, entre o que entendem como ciência e o que é mais próximo mencionado como “espiritualidade”.

De um modo geral o que é dito por alguns religiosos, quando dizem até de maneira enfática para que se observe a “Palavra”, fazendo referência a textos para eles “sagrados”, esta advertência possui às vezes em seu conteúdo o sentido energético-vibracional correto, mas incorreto como o expressam, ao se fundamentarem por conceitos alimentadores de preconceitos originados muitas vezes milhares de anos atrás, o que fica totalmente descompassado e não aceito pela maneira de ser de hoje. E ainda mais, por não possuir linguagem mais compatível com os conhecimentos científicos atuais.

A humanidade começa a viver e experienciar um novo ciclo de sua história, que vai cada vez mais sendo construído por informações e conhecimentos de uma ciência também cada vez mais avançada, que pode ser traduzida como a Boa Nova de Cristo, por conciliar ciência e “espiritualidade”.

Esta percepção está em ressonância ao Primeiro Princípio (Lei) Universal ou do Mentalismo que expressa ser o Universo Mental e que ele está dentro da Mente d’O Todo. Portanto O “Tudo está n’O Todo, como também O Todo está em Tudo”.

Separações e divergências se ainda existem, é pela limitação mental e por falta de informações ou ignorância de conhecimentos do ser humano.

Com a física quântica várias teorias surgiram, entre elas a que endossa a ideia do universo holográfico ou da Matrix como uma ilusão de realidade criada por um “Sistema Inteligente”, onde os seres humanos estão interligados e, se nele vibrarem com suas mentes e seus corações (sentimentos/emoções) em uma só frequência, tornam-se semideuses ou cocriadores, movendo energias do universo em sintonia aos seus corpos de luz…“podem fazer o que eu faço e muito mais… “vós sois deuses” (João 10:34; 14:12)


“Podem fazer o que eu faço e muito mais… “vós sois deuses” – Imagem da Internet

————————————————–

Eletromagnetismo

Eletromagnetismo é o estudo do campo de força eletromagnética, abrangendo o fenômeno da eletricidade e do magnetismo. Ele descreve a relação entre estes dois campos separados e os combina em uma só entidade. Campos elétricos e magnéticos são na verdade dois aspectos de uma mesma coisa. E através de indução eletromagnética um campo magnético variável pode produzir um campo elétrico e vice-versa.

A radiação eletromagnética é composta de ondas eletromagnéticas produzidas por um campo elétrico e por um campo magnético movendo-se pelo espaço, com a velocidade da luz (299.792.458 metros por segundo) e sem precisar de um meio físico para se deslocar.

 
Na primeira imagem eletromagnetismo é a combinação de eletricidade e magnetismo. Na segunda imagem campo eletromagnético em torno de um imã – Imagens da Internet

A eletrodinâmica clássica foi ideal para descrever o eletromagnetismo, mas nele os efeitos da mecânica quântica geralmente não se aplicam. Para que se entenda as partículas ao nível quântico, precisa que se tenha conhecimento da eletrodinâmica quântica, que prevê com precisão as interações entre partículas carregadas. Foi com a descoberta do eletromagnetismo, que resultou posteriormente novas descobertas sobre a natureza da luz com seu efeito fóton/onda.

A eletricidade é produzida pela mudança do campo magnético. Da mesma maneira o campo magnético é produzido pelo movimento de cargas elétricas. Assim, a eletricidade pode dar origem ao magnetismo e vice-versa.

Um exemplo muito simples desta “simbiose energética” é o de um “transformador elétrico”, quando dentro dele ocorrem trocas que dão origem ondas eletromagnéticas. E o que diferencia entre si ondas eletromagnéticas são frequência, amplitude e polarização. O eletromagnetismo tem inúmeras aplicações no mundo atual da ciência e da física.

O cérebro humano funciona em função do eletromagnetismo com impulsos elétricos, que movimentam dentro dele e geram algum campo magnético. Também a Terra possui seu campo magnético e a hipótese cientifica mais aceita hoje, é que ele origina das intensas correntes elétricas circundantes, impedindo que diversas partículas de radiações exteriores cheguem à sua superfície.


O campo magnético terrestre impede que diversas partículas de radiações cheguem à superfície da Terra – Imagem da Internet

O campo magnético da Terra interage com as radiações eletromagnéticas externas, fazendo que estas sejam freadas ou desviadas de sua trajetória inicial. Informações através de observações cientificas feitas pela NASA e fornecidas pelo físico Jack Scudder, da Universidade de Iowa (EUA), existe possibilidade de “portais” através da conexão entre o campo magnético da Terra com o do Sol.

Esta conexão cria “caminhos” com mais de 150 milhões quilômetros de extensão”. E dentro desta conexão “portais magnéticos” também chamados de “pontos-x” abrem e fecham várias vezes por dia. Normalmente, estão localizados dezenas de milhares de quilômetros da superfície terrestre. A maioria deles é de pequena duração, mas alguns deles são gigantescos e ainda demoram a se fechar.

Para a ciência oficial “portais” são ainda ficções científicas. Mas, de acordo com a paraciência (e com os dimensionais despertos) portais são passagens capazes de transportar algo entre pontos distantes no espaço e no tempo, envolvendo realidades paralelas.

Os dimensionais despertos e pesquisadores da paraciência se situam em um novo patamar de investigação da realidade multidimensional, além da ciência convencional. A paraciência está comumente associada aos tópicos científicos subsidiários e acessórios, distantes (ou já à frente) dos paradigmas tradicionais e atuais estabelecidos pela ciência oficial.

 
O dimensional desperto e consciente de sua verdadeira habilidade e capacidade mentais ele já alcança outras dimensões, utilizando-se de seu campo de energia como uma “tecnologia mental”, ao zerar o tempo e gerar seu próprio “portal”/vórtice, para trazer de realidades paralelas no aqui agora objetos e informações. Seu “mecanismo cérebro-mente” transforma-se em uma eficiente e “viva tecnologia” com este objetivo. Primeira foto é do “portal”/vórtice energético que ele mentalmente o induziu e a segunda foto é de sua “Placa Física”, que naquele instante nesta conexão interdimensional lhe trouxe para realidade física informações de seu futuro. Mais informações neste Site na Página O Portal e na Página Relatos com o texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Fotos de Antônio Carlos Tanure.

É revelador e mágico perceber/intuir “algo” quando se estuda o magnetismo. O principal motivo que leva o ser humano à esta percepção, é ele viver em um ambiente repleto de campos eletromagnéticos indutores de “portais”, que não os vê normalmente como faz em seu cotidiano, ao enxergar objetos com sua visão física, mas pode percebe-los/”vê-los” com sua “visão mental”.

O magnetismo em si está presente não só em todas as coisas vivas, está também em todos os objetos inanimados. No imã com seus polos N/S sempre o polo oposto está presente, completando energeticamente o outro, assim os dois lados desta força nunca ficam isolados, diferentemente no caso das cargas elétricas, que podem ser separadas. Não existe um terceiro tipo de polo magnético, apenas os polos N/S.

O emparelhamento destes polos é chamado de dipolo magnético, sendo que eles podem ser observados desde em partículas conhecidas como elétrons, até estrelas gigantescas e também em objetos do cotidiano humano como as agulhas imantadas das bússolas, entre outros.

Apesar do magnetismo estar presente em toda a matéria, o termo ímã ou magneto é utilizado apenas para os materiais que conseguem manter um campo magnético na ausência de um campo magnético externo.


Imã ou magneto é utilizado apenas para os materiais que conseguem manter um campo magnético na ausência de um campo magnético externo, como acontece com o magnetismo da limalha de ferro entre dois imãs, chamado de ferromagnetismo – Imagem da Internet

Sem a utilização da tecnologia relacionada aos campos eletromagnéticos, os avanços tecnológicos já alcançados pela humanidade retrocederiam à máquina a vapor e aos documentos guardados em arquivos de papel, etc. A atual civilização é dependente do eletromagnetismo e ainda ficará mais, através de tecnologias que estão sendo desenvolvidas em laboratórios científicos tidos como de ponta.

Na Física, as aplicações do magnetismo são inúmeras, por exemplo, os gigantescos aceleradores de partículas como os do LHC (Large Hadron Colider), que utiliza de ímãs capazes de acelerar prótons até próximo da velocidade da luz. Também no cotidiano humano o forno micro-ondas utiliza campos magnéticos para funcionar como um acelerador de partículas através de válvula em seu interior.


A Válvula (magnétron) no forno micro-ondas como um imã permanente em seu interior é um “gerador de campo magnético – Imagem da Internet

A humanidade vem séculos e de várias maneiras explorando em seu benefício os efeitos dos campos magnéticos, como magia na China antiga, na acupuntura em conjunto com ímãs e na navegação, até chegar hoje aos aceleradores de partículas.

Mas, nem tudo são benesses para os seres humanos, que vêm sofrendo consequências do efeito magnético sobre o meio ambiente através do “vento solar”. Este efeito não deixa de ser preocupante em relação ao campo geomagnético da Terra.

E particularmente o Brasil tem estado sob este efeito, que gera o fenômeno conhecido como Anomalia Magnética do Atlântico Sul (“AMAS”), que a NASA já o relatou, quando alguns de seus instrumentos e computadores em suas naves pararam de funcionar, ao orbitarem a Terra e passarem sobre o território brasileiro.

As interações entre os campos magnéticos do Sol e da Terra estão hoje recebendo especial atenção da ciência oficial. Atualmente os cientistas ficam intrigados e preocupados pela possibilidade do surgimento de um ciclo de manchas/explosões solares como tempestades magnéticas, que podem influenciar as condições meteorológicas e o clima na Terra.

Ainda não existe por parte da ciência oficial uma resposta definitiva para este fenômeno. Sabe-se, que o campo magnético da Terra protege a vida sobre ela da enorme quantidade de radiação, que é atirada em sua direção durante as tempestades magnéticas, que estão relacionadas com estas manchas solares e que são chamadas também de ventos solares.

Entretanto paralelamente às estas preocupações da ciência oficial que levam ao questionamento qual é o impacto destas explosões solares nas atividades humanas, os dimensionais desperto dentro da paraciência possuem uma outra percepção sobre o Sol, tendo-o como um imenso vórtice/”portal” energético propulsor às outras dimensões ou realidades paralelas.

 
Primeira imagem Anomalia Magnética do Atlântico Sul (“AMAS”) sobre o território brasileiro e segunda imagem a Terra como um gigantesco imã – Imagens da Internet

A Terra funciona como um gigantesco ímã com polos positivo e negativo. O campo magnético é a uma camada de força ao redor da Terra “funcionando” entre estes dois polos. Ele vem nos últimos anos deslocando-se de maneira mais rápida.  Move-se do Canadá para a Sibéria em uma velocidade muito maior a que era antes projetada pelos cientistas.

Segundo Philip W. Livermore pesquisador da Universidade Britânica de Leeds, está enfraquecendo o campo magnético sobre o Canadá, enquanto o da Sibéria se mantem forte, o que está “puxando” o norte magnético em direção à Rússia. O campo de força da Terra é tão variável que seus polos N/S magnéticos já se inverteram muitas vezes desde a formação do planeta.

O assunto sobre magnetismo é fascinante. Muito dele está ainda para ser estudado. Assim como Einstein quando criança ficou “emocionalmente magnetizado” com o funcionamento de uma bússola, o mundo invisível do magnetismo para a ciência oficial é ainda um instigante desafio, como disse sobre ele o cientista dinamarquês Niels Bohr, cujo nome é dado ao momento magnético do elétron: “fazer previsões é muito difícil, principalmente sobre o futuro”.

A versão mais recente do modelo magnético foi feita no ano de 2015, mas a velocidade com o que a magnetosfera tem mudado, está forçando os cientistas atualizarem o modelo antes do previsto. Um pulso eletromagnético que foi detectado sobre a América do Sul no ano de 2016, gerou uma mudança logo após a atualização do modelo em 2015. Com o campo magnético da Terra mudando mais rápido do que se pensava, a proteção magnética sobre a América do Sul se deslocou e enfraqueceu ainda mais.

A Anomalia do Atlântico Sul (“AMAS”) acima do Brasil é uma das áreas, onde o campo magnético mais sofre enfraquecimento. Ela ocorre devido a uma espécie de depressão ou achatamento nas linhas no campo magnético da Terra centralizadas quase sobre o centro-oeste brasileiro e tem como causa o desalinhamento entre o centro do campo magnético e o centro geográfico do planeta, deslocados entre si por cerca de 460 km no sentido do  sul para o norte.


O campo magnético da Terra a protege de partículas do vento solar, que vem nos últimos anos variando numa velocidade maior do que antigamente – Imagem da Internet

O eletromagnetismo com seu campo magnético é uma força ainda misteriosa da natureza e se assim é tida, por não ser totalmente conhecida pela ciência oficial. Ela com seus campos eletromagnéticos que gera, está relacionada à Ressonância Schumann e a imensa malha/grade energética que envolve a Terra.

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 4ª E ÚLTIMA PARTE

Neste sábado temos a 4ª e última parte do artigo “Inserção mental à quinta dimensão” na coluna FÍSICA QUÂNTICA cujo objetivo é esclarecer para os leigos o que são e como funcionam as diversas dimensões conscienciais com ênfase, nesta última parte, em como alcançar a 5ª dimensão vivendo na 3ª dimensão. Portanto convido você a ler o texto completo a seguir e os outros dois que faltam dessa série para ter um entendimento eficaz sobre o assunto.

Alguns seres humanos mesmos ainda em corpos físicos, já começam se perceber mentalmente inseridos à frequência da quinta dimensão, já começam a viver o céu na Terra

O ser humano na medida em que vai adquirindo conhecimento, aprendendo e compreendendo, sente-se cada vez mais conexão com o universo, mais compreende que nele está seu real caminho e, começa então, sintonizar-se mais diretamente à “Frequência Criadora de Deus” e “se inserir” mentalmente melhor em sua capacidade cocriadora.

O cérebro humano já está “preparado”, para que o ser humano através dele dê seu salto quântico e alcance com treino e preparo viagens aos mundos paralelos. Viagens com seu corpo mental através do tempo onde o passado, o presente e o futuro podem de uma só vez serem avaliados pelo filtro da sabedoria.

E nesta sua nova experiência ele está sendo acompanhado por seres mais evoluídos de outras realidades, que pretendem prepara-lo para que possa obter melhor compreensão do que é chamado de vida e de tudo mais que com ela se relaciona.

Estes seres das 49 raças estão cumprindo uma missão de sua própria escolha, que nada tem a ver com sua supervisão ou direcionamento do destino da Terra. Este compromisso compete ao próprio ser humano, que já em outro nível de consciência deve despertar também a consciência de demais seres humanos, para que todos juntos construam um novo tempo com a noção de unidade, iluminada pelos sentimentos de igualdade e de amor.

Aquele que está neste nível de compromisso deve trabalhar mentalmente para conciliar o poder físico em seu coração através de seu vórtice (chakra) cardíaco com o de seu campo emocional, sutilizando seus sentimentos, deixando-os mais leves, para que possa sua alma se mostrar mais iluminada. Nesta conciliação está a “chave” que sendo aberta, tudo começa para ele se abrir com a límpida e luminosa energia de sua essência, que cada vez mais presente, é dela de fato a origem de seu poder cocriador.

Neste nível vibratório com pensamentos mais elevados já em sintonia mental à frequência da quinta dimensão é imprescindível o sentimento do perdão, primeiramente o auto perdão, para que se dê depois seu perdão de outros e vice-versa.

Assim, nesta frequência mental já se exercitando a sabedoria, que contrapõe a ignorância do “eu” e, já possuindo a real noção e importância do sentido de grupo e não mais a de individualidade, se tem clara percepção que todos se igualam por possuírem um mesmo corpo de luz e, com ele em sintonia todos podem e devem por igual exercitar sua maestria como seres multidimensionais, como seres de luz.

Muitos vieram a este planeta de vários pontos do universo, para aqui como sementes estelares plantassem um novo tempo. Vieram com o compromisso de plantarem um novo mundo na Terra em sintonia vibratória à frequência da quinta dimensão, que não é um lugar, mas um novo estado (mental) do ser em outro nível de consciência, onde a vibração de pura alegria alicerçada no sentimento da harmonia, já com os hemisférios cerebrais nos seres humanos trabalhando de modo coerente na geração deste novo campo de energia, tornar-se comum na realidade física da Terra.


Em sua atual experiência na construção de um novo tempo, o ser humano está sendo acompanhado por seres de outras realidades mais evoluídos originados de vários pontos do universo – Imagem da Internet

Aquele que almeja alcançar a frequência mental inerente à quinta dimensão, precisa desde de agora se livrar das frequências de baixa vibração. Ele deve deixa-las irem, para se perceber sutil e mentalmente mais livre. A quinta dimensão por não ser mais da individualidade, nela se mostra os pensamentos e as ações conduzidas pela energia do sentimento amoroso, que não mais estabelecendo condições, com ele soma-se, une-se.

E nesta frequência de realidade se exercita também experiências mentais além do tempo linear, onde muitas linhas do tempo estão disponíveis para serem acessadas instaneamente pela força do pensamento.

No plano de existência da quinta dimensão está ainda presente a forma humana, mas esboçada de maneira mais leve, mostrada de forma mais sutil, quando não mais existe dor e nem medo, mas o sentimento de amor com o Eu Superior mais presente assumindo orientações de dimensões com vibração ainda mais acelerada, de mais luz.

Na frequência da quinta dimensão só se conduz com a consciência da alma. Tudo nela é mais leve, harmonioso, sem competição e também sem limites. Ela possui compatibilidade vibratória à frequência do mental sutil ou da quinta camada do campo biomagnético e nem tanto à do mental concreto ou da terceira camada deste campo.

Estando em sintonia à esta frequência mental, experiencia-se o sentido de completa liberdade. E, ela já acessada em definitivo por esforço próprio, totalmente já transmutado, o retorno às dimensões inferiores não é mais possível, a não ser que a alma faça esta escolha conscientemente, como fizeram os dimensionais que agora despertos estão no desempenho de seu compromisso cósmico, buscando despertar os demais.

E, esta foi a escolha de muitas sementes estelares que decidiram ajudar a humanidade e a Terra ascenderem. Auxiliarem os seres humanos saírem do seu arraigado sentimento de individualidade e do limitado entendimento de tempo linear, quando outras experiências lhes serão proporcionadas e quando então também se sentirão gratidão, expressando-a com a alma, conscientes que mesmo no “mundo humano” alcançaram através de seu corpo físico, o equilíbrio entre seus corpos mental e emocional.

Para os que já estão dinamicamente exercitando na realidade física seu compromisso cósmico, tornam-se mais fáceis para eles suas interações com seres de realidades paralelas, interações algumas vezes físicas e diretas, mas a maioria delas de forma mental e indireta.


As interações com seres de outras realidades algumas vezes se dão de forma direta, mas a maioria das vezes de forma mental e indireta – Imagem da Internet

A quinta dimensão é a do sentimento de profunda confiança. Aquele que com ela já está em sintonia mental, não leva nada mais para o lado pessoal, não se sente ofendido, por não mais existir em sua bagagem emocional o sentimento de rivalidade, de disputa. A luz de sua consciência vibrando e iluminando mais intensamente, absorve e neutraliza automaticamente qualquer outra que não esteja nesta vibração.

Nesta frequência mental de realidade se experiencia de acordo com Leis Energéticas Universais, se conduz sem sobressaltos com pensamentos que são realmente instrumentos de cocriação. Não existe o sentido de posse, portanto não existem obstáculos gerados pela necessidade de competir, de comparar. Tudo se torna uma só partilha, nela todos são iguais motivando o sentimento gratidão, que se faz sempre presente.

A sintonia mental com a quinta dimensão é estar no céu ainda na Terra, quando se sente mais pleno de realização, quando se percebe em estado de graça através de novas e harmônicas situações, traduzidas como uma melhor e tranquila perspectiva de vida.

Existem sinais que permitem alguém reconhecer, quando chega em sintonia à esta frequência mental de dimensão superior, entre eles o que permite perceber mais harmônico e mais bonito o mundo ao derredor. Sentir-se gratuitamente feliz por existir, absorvendo sem mais bloqueios vibrações oriundas das dimensões mais sutis, que agora intuitivas e mais constantes iluminam sua mente. Neste seu novo perceber e sentir, frequências negativas nem ousarão de seu campo se aproximar.

Também novas habilidades mentais para ele surgirão, como as de visualizações de realidades dentro de leis para a quinta dimensão, mesmo se estando ainda na realidade física. Visualizações proporcionadas por seu Eu do Futuro.


Novas habilidades mentais surgirão para aquele já em sintonia à quinta dimensão, como as visualizações dentro de leis para esta realidade de existência – Imagem da Internet

Quando a consciência coletiva já estiver suficiente expandida na Terra, ela ancorará a vibração, para que os seres humanos com ela deem seu salto quântico e, alcancem a frequência mental da quinta dimensão, quando gerarão de seus campos de energia vibrações em frequências mais sutis, dando-lhes aparência de mais jovialidade e condição de mais longevidade. Aparência que em processo mental de desdobramento ostentam aqueles conhecidos, que já partiram e que são assim percebidos/”vistos” no extra físico.

A era de ouro já começou, direcionada pelo seu sentido vibracional e mais verdadeiro na frequência da energia dourada ou, espiritual assim mencionada por alguns, que com ela se tornarão mais fáceis experiências coletivas de convivência. O sentido de família não será mais apenas aquele por laços consanguíneos e de convivência compartilhada dentro de um mesmo recinto, mas será o de uma única família humana espalhada por todos os recantos da Terra.

E na medida que for sendo construída a visualização mental desta nova Terra, para que ela vá gradualmente se mostrando no mundo real, paralelamente vão também acontecendo mais constantes interações com outras dimensões de vibração mais acelerada e sutilmente de mais luz.

Interações alcançadas através de pensamentos que refletem ações com sentimentos de compreensão e de harmonia já em outro padrão evolutivo, quando também se conseguirá ir adiante no tempo e no espaço em viagens extrafísicas e voltar com fragmentos de lembranças destas realidades.

Ainda, nesta frequência mental ao se olhar as pessoas ao derredor no mundo físico, elas não serão mais vistas diferentes, apesar de suas diferenças físicas. Elas serão percebidas pelos seus campos de energia, pela luz que deles irradia, portanto não mais vistas pelas suas aparências físicas e nem pela maneira de se mostrarem com seus hábitos cotidianos, mas com a percepção que no fundo de suas almas estão com o propósito de se transformarem, de se tornarem melhores.

Aquele que almeja se inserir à frequência da quinta dimensão, deve antes passar pelo crivo de sua sabedoria interior e já tendo com ela limpado e curado registros dolorosos do passado. Assim, já iluminado por esta sua reciclagem mental motivando pensamentos e atitudes renovadoras, nada e ninguém terá mais poder sobre si. E já com percepção mais clara do sentido de unidade, que com ela já começando assim agir e, andando com suas próprias pernas, vai se mostrando em sua maestria.


Aquele que almeja se inserir à frequência da quinta dimensão, ele já possui uma percepção mais clara do sentido de unidade – Imagem da Internet

A humanidade já está se aproximando do final de sua primeira passagem pela “Janela”, quando então o Sistema Terra iniciará sua descida na vibração da onda moduladora, gerando uma ocasião de grande movimentação e transformação planetária que já bate à porta e que para ela todos devem se preparar, tanto emocional quanto mental e fisicamente.

O ser humano deve sair de sua comumente letargia mental e aprender a se inserir à esta frequência de mudança, que por ela tanto a Terra quanto a humanidade estão passando e, “inspirados” por ela os dimensionais principalmente devem despertar suas habilidades (paranormais) mentais, como também já mais conscientes devem perceber com sua sensibilidade de alma a presença de Deus na realidade física como Energia em movimento. E nesta Energia se espelhando, se movimentarem/agirem em suas experiências de vida humana como deuses criadores.

Ela como Deus em movimento que os proporciona condições de ultrapassarem seus obstáculos, ao os estimular também se movimentarem e agirem para resolve-los com soluções criativas.

E este proceder é para eles na realidade física um constante desafio, por se “sentirem” desta maneira a presença de Deus, sentimento que o possuem ao vencerem seus obstáculos e que com ele gratificados vão ao mesmo tempo se transformando em cocriadores e caminhando para a sua transmutação

Deus como Energia Suprema deve ser uma constância em suas vidas humanas. E eles sabem que para a ter, sentindo-a mais presente em seu dia a dia, devem também acelerar seu campo de energia através de seus vórtices (chakras), que são circuitos energético-vibratórios fisicamente invisíveis fazendo parte dele.

E, só quando estes seus campos de energia (auras) já estiverem suficientemente acelerados que eles alcançarão (especialmente) a “visão”/percepção mental, para que se mostrem para eles pontos luminosos na vegetação, que são de fato Energia oriunda da Fonte Original vibrando com suas polaridades opostas.

Energia que atuando ao nível da essência/espirito daqueles que a “veem”, proporciona-lhes já em frequência mental mais acelerada e já em outro nível de consciência, sua estabilização à frequência da prosperidade em seu sentido mais amplo, para com ela ajam na realidade física como deus em movimento.

Mostrem-se como cocriadores e assim já despertos ajam com o sentimento da razão e com ele se conduzam paralelamente com o sentimento da nobreza, com o intuito de experienciarem um novo propósito, um novo ideal inerente a este novo tempo voltado à realização com o entendimento por igual de todos, com cada um dando o melhor de si.

Haja luz, esta expressão se inserida no âmago da alma humana, mostra aquele com emoções/sentimentos de harmonia, de amor. Mostra aquele como fonte viva de sabedoria, que com ela se ilumina, iluminando os outros.

Nesta frequência mental ele está em sintonia com realidades mais sutis, de mais vibração e está também em sintonia mais direta à frequência do Eu sou, que através dela energias/seres superiores mais sutis podem mais facilmente, interagirem com seu campo de energia.

Interações que automaticamente afastam-se aquelas frequências de menor vibração, para que ele possa com mais facilidade e com mais responsabilidade de seu compromisso cósmico, cooperar para que surja um novo mundo, configure a existência do céu na Terra, estabeleça a frequência da quinta dimensão iluminada pelos sentimentos de união, de amor.

Fontes de consulta:
Como Criar Uma Nova Versão de Você Mesmo – Dr. Joe Dispenza
Geometria sagrada: uma antiga linguagem universal Institutoseva.blogspot.co…
Reflexões ao dimensional já desperto, o já “diferente” – www.pegasus.portal.nom.br
Quinta dimensão por Ashtar Sheran no grande evento de transição planetária #AshtarSheran #quintadimensão #corpofísico #oevento
www.cristaisaquarius.com.br › blog › pleiadianos  – Os pleiadianos e o verdadeiro significado da vida
Saiba o que é a Geometria Sagrada,a Flor da Vida e o Merkaba
Dakila Pesquisas

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 4ª E ÚLTIMA PARTE

FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 2ª PARTE

Neste sábado vamos a 2ª parte do artigo “Inserção mental à quinta dimensão” na coluna FÍSICA QUÂNTICA cujo objetivo é esclarecer para os leigos o que são e como funcionam as diversas dimensões conscienciais com ênfase em como alcançar a 5ª dimensão vivendo na 3ª dimensão. Portanto convido você a ler o texto completo a seguir e os outros dois que faltam dessa série para ter um entendimento eficaz sobre o assunto.

Na frequência dos símbolos direcionando-se com a força do pensamento à busca da transmutação e à interação mental com a quinta dimensão.

Não só cálculos matemáticos comumente empregados no mundo cotidiano humano, mas também formas geométricas que deles derivam são “instrumentos” na construção do universo. Esta geometria em seu sentido transcendental é “a linguagem da luz”, que com ela também o ser humano consegue ativar em plenitude seu cérebro, utilizando-se de sua glândula pineal para conciliar a intuição com o pensamento lógico.

Com a presença da Energia Suprema/Deus atuando na ordem universal através das ondas modulares, estão princípios geométricos que com eles cria-se tudo o que existe, através de uma Consciência que atua na ordem das coisas existente na criação, sinalizada por esta geometria transcendental.

Esta transcendência através de símbolos que proporciona à mente humana sintonia às dimensões mais vibráteis ou, o alcance às realidades mais sutis e mais iluminadas, principalmente neste especial momento da humanidade que é mais do que o de um recomeço, é o início de um outro mundo.

Um mundo construído em frequência mental mais acelerada, conduzindo sentimentos fundamentados em leis da natureza, que se submetem a Princípios (Leis) Universais, para que interações com os mundos paralelos se deem de forma mais constante e de maneira cada vez mais consciente.

E, este momento já chegou para Dakila. Para aquele que ali já consciente de seu compromisso cósmico e assim mentalmente procedendo, se prepara para que os mundos paralelos liberem um tesouro até então nele oculto.

Mas, para que isto possa acontecer, foi nele antes trabalhados seu campo emocional, sua frequência energético-vibracional, sua habilidade de plasmar no extra físico e sua habilidade de mente criadora, para que em sintonia à Frequência da Mente Universal Criadora, ele se perceba como deus em movimento.

Assim, um trabalho (vibracional) das realidades paralelas foi nele realizado em seus campos mental e emocional, um trabalho em seu mundo interior relacionado ao sentimento de nobreza, ao neutralizar bloqueios causados por interesses outros e não verdadeiramente os seus, mas aqueles que a Matrix lhe impõe.

O autoflagelo de pensamentos egoísticos foi nele neutralizado em uma limpeza aos níveis vibratórios extra físico e físico, para que outro sentimento com mais clareza instalasse em sua mente e em seu coração, abrindo-lhe novos caminhos, novas janelas.

Com estas oportunas aberturas foi para ele liberadas interações com os mundos superiores, proporcionando-lhe muitas e novas informações, juntamente com tarefas direcionadas principalmente para os diversos grupos de trabalho em Dakila.

Ele terá experiência na frequência do bioplasma ou, com a energia materializadora de frequências paralelas, quando símbolos constantes em sua “Placa” escritas na linguagem cósmica dos símbolos lhe serão mostrados, serão mentalmente por ele visualizados.

Sua interação com esta energia materializadora de frequência paralela que já se mostra para ele na forma de símbolos, sinaliza o princípio do fim de seu compromisso propagador, já que ao acessar sua “Placa”, fica mais consciente do propósito de sua vinda aqui através de informações obtidas em escrita cósmica dos símbolos, que ficando em intensa e constante vibração em seu campo, o estimula mentalmente para que tenha mais clareza e rapidez no desempenho de seu compromisso propagador de um novo tempo, de uma nova consciência.

   

   
Com a presença em uma galeria da energia materializadora de frequências paralelas geradas e conduzidas com a ajuda de seres existentes entre dimensões (ultradimensionais), mostraram-se informações em escrita na linguagem cósmica dos símbolos, que foram mentalmente visualizados bioplasmados – Imagens de Dakila Pesquisas

Como já anteriormente abordado, a linguagem dos símbolos em sua geometria obedece às leis cósmicas e expressa graficamente relações e proporções que buscam a harmonia, que com ela em outro nível de percepção se ascende pelo coração e pela mente a planos mais sutis ou superiores, que deles se distanciou o ser humano, ao se afastar das leis naturais do universo.

A linguagem simbólica é a dos mundos superiores, mas que se subtende ao mundo físico tido real, mostra-se como um padrão metafisico que determina a de um padrão físico ou, como a de uma realidade interior que se forma exteriormente.

Os seres ultra dimensionais interagem entre as dimensões e em cada uma delas estão “moldados” em formatos específicos de acordo com leis que as regem. Seus corpos “simbolicamente” diferentes são “delineados” para onde se encontram, em coerência vibracional ditada por leis matemáticas da geometria universal.

  

 
Os seres ultradimensionais entre dimensões mostram em formatos especificos e “simbolocamente” deslineados para onde se encontram, em coerencia vibracional ditada por leis matematicas da geometria universal – Imagem Portal Pegasus

Em Dakila, o dimensional com seu número alquímico que está ligado à alquimia transmutativa e que com sua numeração indica o seu desenvolvimento em múltiplas frequências, também seu ponto de contato que ali indica o seu ponto energético e vibracional para interação definitiva com as realidades paralelas e ainda a sua descendência que é a sua identificação energética, representando o seu estágio evolutivo, são marcadores vibracionais de uma realidade interior que se forma/mostra-se exteriormente.

A geometria dos símbolos transcende à delineada por instrumentos físicos como esquadro e régua. Ela em outra esfera de realidade transcende o mundo físico, para dar contorno às relações harmônicas entre seres humanos e entre estes e os animais, os vegetais, cristais e os demais objetos naturais. Ela é utilizada como um sistema simbólico para as várias estruturas do universo.

    

  
Com as forças da natureza junto o ato de ir amassando o barro para lhe dar formas geométricas e, paralelamente sendo transformadas ao nível do subconsciente em frequências mentais na linguagem dos símbolos, torna-se mais fácil para aquele que assim procede o acesso às “Placas Plasmadas” dentro de galerias, no Recanto de Havalon, em Dakila – Imagens de Dakila Pesquisas.

Em Dakila mostra-se ainda para aquele que já mentalmente apto, a energia do MDPL (Magnetismo, Densidade, Pressão e Luz) sem mais com necessidade de passar pelo biosatélite. Ela se mostra como uma luz seletiva constante em todas as horas do dia, vinda através do Cosmo diretamente da Energia Suprema.

É um momento como o universo estivesse jogando individualmente um filete de fótons, portanto quem o recebe, absorve uma frequência de luz especifica moldada às suas características, em um percentual que dependerá de seu desenvolvimento mental.

Com esta incidência energético-vibratória, que alguns a conhecem como fogo fátuo e outros como mãe do ouro, aquele que a absorve, nele se dá o início real da transformação do seu corpo físico em eterna luz.

Luz que é vista mais distante no horizonte e que nada mais é do que partículas fotônicas direcionadas, portanto não luz proveniente de gazes que explodem vindos de fendas rochosas.

Aquele que tiver o privilégio de visualizar este feixe de luz, aprendendo a calcular onde irá surgir, adquire uma sobrecarga de vida e uma saúde especial sem presenças de doenças a incomoda-lo. Por isto que existem pessoas e pessoas, porque são muitos os fatores que ocorrem na vida de algumas e não em outras, proporcionando resultados benéficos e específicos para alguns e não para outras.


Aquele que tiver o privilégio de visualizar e absorver feixe de luz como incidência energético-vibratória, que alguns o conhecem como fogo fátuo e outros como mãe do ouro, nele se dará o início real da transformação do seu corpo físico – Imagem da Internet

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 2ª PARTE

FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 1ª PARTE

Nesta segunda-feira estamos iniciando mais uma série de publicações sobre um único assunto na nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA. Por ser muito extenso vamos dividir em 4 publicações. O tema desta vez é “Inserção mental à quinta dimensão”. Um assunto que poucas pessoas têm familiaridade e compreendem de que se trata. Então essa é uma excelente oportunidade de entender o que significa essas dimensões tão amplamente faladas pelos estudiosos da física quântica e conscienciologia. É sabido por todos que vivemos neste planeta na 3ª dimensão pelo da matéria poder ser sentida e visualizada em três planos existenciais. Aqueles que podemos perceber com os cinco sentidos humanos. Entretanto, além da matéria, no plano sutil, existem pelo menos mais oito dimensões. A ciência já admite que mesmo nessa dimensão em que vivemos é possível se alcançar a 4ª e 5ª dimensões. E esse artigo a seguir vai lhe ajudar a entender como podemos, mesmo presos a matéria atingir essas dimensões sutis.  

Inserção mental à quinta dimensão

Inserção mental à quinta dimensão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Postado por 

O ser humano ao começar seu dia, deve ter o habito de diariamente se perguntar, qual a melhor versão que pode ter de si. E assim poder sempre se estimular a pensar e a agir diferentemente e melhor, lembrando e comparando como se mostrou no dia anterior.

Em outras palavras, ao acordar de manhã e lembrar que executou as mesmas tarefas anteriores, que com elas despertou-se com as mesmas emoções e que até lhe fizeram bem, pode-se dizer que sua mente e seu cérebro permaneceram virtualmente os mesmos, portanto neles não aconteceu nenhuma mudança.

Pela neurociência o ser humano ao pensar repetidamente e ao agir da mesma maneira todos os dias, seu cérebro é moldado em um determinado padrão, suportando apenas um habitual nível de frequência mental, com as células nervosas que nele se conectam, permanecendo de uma mesma maneira.

Aquele que possui comumente os mesmos pensamentos e com eles cotidianamente executa as mesmas ações, ele muitas vezes até ironicamente inconsciente espera que algo diferente e melhor lhe aconteça, o que de fato poderia lhe acontecer, se ele de maneira honesta tivesse pensado e exercitado mentalmente mais pressão sobre si mesmo antes de ter começado seu dia, motivando seu cérebro trabalhar em diferentes e novas frequências, padrões e combinações.

Segundo a neurociência, sempre que o ser humano faz seu cérebro trabalhar diferentemente, tornando-o assim em ação, ele está de fato mudando sua mente e com ela sua maneira de ser – Imagem da Internet

Quando o ser humano fecha os olhos, elimina as barreiras de estímulos do mundo externo e sem distração formula uma nova imagem, apenas se interiorizando e realmente focando sua atenção nesta imagem desejada, chega um momento em que seu cérebro não sabe a diferença entre o que é real do mundo exterior e o que está sendo imaginado em sua mente.

Desta maneira ele pode com o pensamento que está gestando, fazendo-o real em sua mente, tornando-o consistentemente mais presente, com seu cérebro já trabalhando duro para refletir o que está sendo por ele imaginado/pensado a respeito e, aconteça o que por ele está sendo desejado.

E, neste processo em que ele vai conduzindo e mudando sua mente, ele vai também mudando seu cérebro, modificando o campo de energia por ele gerado. Assim, na medida em que seu cérebro vai alternando e energeticamente mudando, o mesmo vai acontecendo em sua mente, em um “feedback” energético.

O modelo de realidade vislumbrado através da mecânica quântica, menciona a mente e a matéria como elementos interdependentes, não estão separadas. Portanto, a mente subjetiva tem um real efeito no mundo subjetivo exterior, possuindo atenta e importante observação da realidade ou, do que ela entende como tal.

Uma mente que está sinceramente motivada ou com real intenção, literalmente ela condiciona e organiza a matéria em matrizes/fontes de destinos pessoais. E em consequência, se a realidade de um ser humano é uma extensão de sua mente e sua realidade é sua vida, ele precisa então, fazer disto motivo mudar sua mente.

Ele precisa produzir mudanças identificáveis em sua vida, aguçando sua capacidade mental, para observar algum destino desejável a partir de uma nova versão de si mesmo. Procurando-se não mais se submeter à influência de seu antigo “eu”, sua vida deve se reorganizar em diferentes e novas maneiras, porque foi esta sua antiga personalidade caracteristicamente constituída pelo o que ele pensa, age e sente, que criou a realidade que com ela ainda experiencia e que deseja transformá-la.

A nova versão de si, do “eu” deve possuir capacidade de criar uma vida totalmente nova, através de seu pensamento condicionando sua mente e seu sentimentos e também, condicionando seu corpo, porque se sua mente e se seu corpo trabalharem juntos, ele tem o poder do universo agindo em seu favor.

E quanto mais ele for desta maneira experienciando seus dias, mantendo-se em estado mental modificado/acelerado, mais algo diferente e melhor vai lhe acontecendo como resultado deste seu esforço. Ninguém é excluído deste “fenômeno”, porque cada um é um cocriador. Todos são em sua origem possuidores do mesmo Poder Universal e Criador.


Aquele que se mantém em frequência mental acelerada, modificando sua maneira de pensar e de agir, que o conduz ao sentimento de harmonia, ele como resultado deste seu esforço algo diferente e melhor vai lhe acontecendo – Imagem da Internet

A Consciência Universal com seu poder criador atua além mesmo da realidade do mundo quântico, expressa/vibra através das ondas modulares de polaridades opostas tanto a nível pessoal, quanto aos níveis cósmico e multidimensional. Este Poder Gerador oriundo da Energia Suprema/Deus é criador de todos e de tudo e, como doadora da vida a protege, “curando” todos e harmonizando tudo.

Ela que mantem nos seres humanos seus corações batendo centenas de milhares de vezes por dia, ela que cria em seus corpos milhões de células a cada minuto. Ela que organiza em seus organismos centenas de milhares de reações químicas em uma única célula e em um único segundo.

Ela também com sua Onisciência, Onipresença e Onipotência que cria as supernovas nas galáxias distantes, mantem os planetas em suas orbitas e ao mesmo tempo as flores com seus pistilos que desabrocham em sua singeleza para um ato gerador, mostram também que tudo é um ato de amor criador.

Quando o ser humano com sua mente sintoniza com a Mente Criadora, ele nesta frequência torna-se capaz de interferir consciente em sua vida, ao produzir eventos desejados em seu futuro, para com eles finalmente se expressar com seu poder cocriador.

Mas, ele deve primeiro para alcançar esta sua transformação, fazer algo que quebre sua rotina, para que possa não se envolvendo tanto mais com o mundo exterior, começar seu processo de interiorização e de real mudança.

Para esta mudança ele precisa pensar com maior amplitude, conduzindo sua mente para além de sua atual realidade. Tem que se direcionar sua busca, movendo-se para além de seus atuais sentimentos, que já constantemente assimilados contribuem para a permanência de sua autoidentidade atual, não permitindo que o “eu” possa ser mentalmente renovado, movimentar-se para buscar o que já existe por ele esperando no futuro, precisando apenas busca-lo.


O ser humano deve conduzir sua mente para além de sua realidade atual e, se fazendo como vórtice de energia, alcançar o que já existe para ele, esperando-o em seu futuro – Imagem da Internet

Fonte: Pégasus Portal 

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: CÉREBRO-MENTE “VEÍCULO” DO SALTO QUÂNTICO À QUINTA DIMENSÃO – 1ª PARTE

FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 5

Neste sábado estamos publicando a 5ª e última parte do artigo acerca da glândula pineal como uma ferramenta para ligar o mundo físico ao não físico. Neste trecho vamos estudar justamente a função da glândula pineal como ferramenta de conexão na passagem do ser humano da 3ª dimensão para a 5ª dimensão. Portanto convido você a ler esta última parte deste artigo super esclarecedor. 

A ocasião é de transição, é de transformação da humanidade, que está acolhida no “grande viveiro” cósmico Terra e que nele no momento experiencia sua maior e irrevogável experiência, despir-se da sintonia mental à terceira dimensão e se elevar pelo coração à frequência da quinta dimensão, que é imprescindível o estimulo “da luz viva” da glândula pineal, vibrando em sintonia à frequência mental do caduceu.

O ser humano em sua trilha evolutiva buscando sua ascensão, é direcionado e protegido pela energia luminosa de sua glândula pineal, que funciona como um dínamo inserido no interior de seu cérebro.

Ela através de seus cristais de apatita “mostra-se” literalmente como uma Gota Viva de Luz, “mostra-se” como a vontade de uma Consciência Maior através de uma grande rede magnética, que liga os seres humanos vivos com os não mais biologicamente vivos.


O ser humano em sua trilha evolutiva de ascensão é direcionado e protegido pela energia luminosa de sua glândula pineal – Imagem da Internet

A glândula pineal capta emanações extrafísicas do espaço astrofísico formado por várias dimensões não fisicamente visíveis que são delimitadas por anéis e que possuem outro tipo de matéria com infinitas propriedades, além das que comumente o ser humano as experiencia em seu dia a dia.

 A constatação mais comum de uma realidade paralela possui aquele, que ao dormir descansando o seu corpo, mas trabalhando aceleradamente sua mente estimulada pela sua glândula pineal, ele “viaja” pelo extra físico e, dele traz depois informações através de sua memória como sentimentos verdadeiros.

Esta sua experiência acontece ao nível da 5ª camada de seu campo biomagnetico (mental sutil), quando tudo para ele neste momento se mostra não só realmente presente como também mais harmonicamente iluminado.

Aquele já se despertou e já consciente da importância do momento em que experiência na realidade física como seu momento de transição, ele deve o quanto antes se libertar das marras físicas da terceira dimensão e se preparar já em outra frequência mental, manipular outras leis não mais as do mundo físico.

Ele utilizando-se principalmente de sua 3ª camada física de seu campo biomagnetico (mental concreto) e do bioplasma circundante (natureza), já começa a “se ensaiar” sua interação à uma outra frequência de realidade, quando momentaneamente deixa de se mostrar presente nesta realidade física, para logo depois nela “reaparecer”.

   

   

   
Aquele que já está se preparando para dar “seu salto quantico”, ele já começa a “ensaiar” sua interação mental e fisica à uma outra frequência de realidade, para se libertar das amarras eletromagnéticas e mais densas da terceira dimensão – Imagens de Dakila Pesquisas

A glândula pineal funcionando como relógio, está para o organismo humano relacionado ao tempo, que desde da antiga Grécia já era associado ao espaço, como “Espirito de Deus” que podendo se mostrar, projetava sobre a matéria.

Apenas bem mais recente com a teoria de Einstein, que a noção de tempo foi associada à dimensão de espaço ou à noção da quarta dimensão. Uma dimensão de tempo que determina a forma e a consistência da matéria.

A distância entre as realidades 01 e 02 de acordo com alguns estudiosos da ciência quântica, ela é cerca de menos meio milímetro.  Portanto, de acordo com estes estudos os não vivos na realidade paralela 02 apesar de não serem comumente vistos, eles estão “acotovelando” com os vivos na realidade física 01.

A agua e o óleo podem ficar muito próximos, um superpondo o outro, mas sem se misturarem. Este exemplo pode explicar as presenças destas duas realidades, uma “superpondo” à outra, mas vibram em frequências diferentes.

Entretanto, aquele na realidade física com sua frequência mental acelerada, em estado alterado de consciência e auxiliado pela sua glândula pineal, ele consegue “se misturar/se entrelaçar” com à frequência desta outra e paralela realidade.

Cada um precisa conhecer o domínio de sua mente, não só no sentido de despertar suas habilidades paranormais. Muitas doenças como desordens mentais geradoras de desentendimento e ressentimento, entre outros descalabros mentais, elas só acontecem, porque cada um possui seu potencial energético de realização, mas não o usa ou não o usa corretamente.

Alcançar consciência expandindo-a, iluminando-a, é de extrema importância àquele que busca alcançar a sutilização de seu campo biomagnetico (aura), em um processo mental que envolve sua coluna vertebral, especialmente a trigésima terceira vertebra relacionada à glândula pineal.

A ciência da autorregenerarão era até então uma das chaves perdidas, que agora começa a ser reencontrada e, pode-se com ela abrir a porta da sabedoria com a real percepção do sentimento cósmico do amor, frequência que sutilmente vibrando e unindo, relaciona-se à trigésima vértebra da coluna vertebral.


A real percepção do sentimento cósmico do amor como frequência sutilmente vibrando e unindo, relaciona-se à trigésima vértebra da coluna vertebral – Imagem da Internet.

No caduceu o bastão e as serpentes representam a medula espinhal (sistema nervoso). E nele as duas asas significam as estruturas ventriculares laterais do cérebro e entre as duas asas no final dele como um pequeno nó central mostra-se a glândula pineal.

O caduceu fisicamente retratado é visto como um objeto, mas o seu verdadeiro sentido vibratório não visível se mostra como símbolo àquele, que já alcançou o estado de consciência de um vencedor.

Aquele que em sua mente e em seu coração “já venceu o mundo”, sem mais se deixar limitar por uma realidade compreendida e construída por informações apenas de cinco sentidos, próprios de um mundo denso, aprisionador e constituído pela ilusão de uma estrutura físico-eletromagnética.

Aquele que especialmente há dois mil anos atrás transformou a vibração do caduceu em seu “cajado”, conduzindo com sabedoria suas parábolas iluminadas pela luz de seu coração. Aquele que irradiou amor procurando unir todos como irmãos e que expressou a verdade dizendo: “Crede-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim” (Jo 14,6-14).

Aquele que se elevou de sua temporária condição humana na realidade física e alcançou realidades mais sutis, de mais luz, ao retornar à sua eterna e divina condição, após sua ressurreição/transmutação.


O caduceu fisicamente mostrado como um bastão que nele estão cingidas duas serpentes e entre elas uma proeminência central cônica, seu verdadeiro sentido vibracional não visível se mostra simbolicamente associado à medula espinhal e a glândula pineal, daquele que já alcançou o estado de consciência de um vencedor, de um semi-deus – Imagem da Internet

A energia que vibra do caduceu está em dissintonia com este velho tempo, que já está passando e que foi sendo construído por viciosos e manipuladores interesses da Matrix. Agora, sua energia está ressonância vibratória com o campo de energia daquele que já despertou suas habilidades (mentais) paranormais e que movido por esta sua “magia interior”   caminha com suas próprias pernas, ajudando a construir um novo tempo.

A energia do caduceu sintoniza-se com aquele que já percebe, que evoluir é caminhar sempre em direção à Energia Suprema/Deus e assim, se deixa direcionar pela mente e pelo coração pelas ondas modulares, que se fazem como “uma trilha” em seu cérebro, direcionando-o aos mundos mais sutis de Amor e de Luz.

Este que porta em sua mente e em seu coração a frequência do caduceu, ele além de um pesquisador incansável do mundo exterior ao seu derredor, é principalmente descobridor de seu mundo interior, quando procura se conhecer melhor, impulsionando-se pelos conhecimentos redescobertos da Ciência Lilarial.

E conduzindo-se por esta nova ciência, é um buscador de sua verdadeira realidade cocriadora, que com ela é capaz de manipular “n” frequências energéticas na construção de um novo tempo para a humanidade.

Um novo e dourado ciclo de experiências iluminadas pelas frequências de liberdade e de dignidade, que são geradoras da verdadeira abundância e que em Zigurats como “sementes” já foram plantadas, para que cresçam e já fortalecidas frutifiquem-se nesta nova era.

 Em Zigurats a “semente” da abundância já foi plantada, para que cresça e já fortalecida frutifique-se nesta nova era – Imagens de Dakila Pesquisas

Fontes de consulta:
Coach quântico diz mudar vibração das pessoas, só não convence cientistas
Dr. Joe Dispenza – Buscando alinhar corpo e mente através do autoconhecimento e da autoconsciência
Transforme o seu cérebro em uma máquina de criação
Como criar a partir da 5ª dimensão Dr. Joe Dispenza
10 dimensões – Cientistas falam como podem ser as dimensões superiores
Glândula Pineal – União do corpo e da alma, novos conceitos, de acordo com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira – Texto de de Paula Calloni de Souza
https://www.youtube.com › watch
Palestra com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira “Glândula Pineal” Póvoa de Varzim
Os Segredos Jamais Contados Sobre a Glândula Pineal
O segredo metafisico da glândula pineal – 17 minutos

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 5

FÍSICA QUÂNTICA: A GLANDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 4

Nesta terça-feira estamos publicando a 4ª parte do artigo acerca da glândula pineal como uma ferramenta para ligar o mundo físico ao não físico. Este trecho, tanto quanto o anterior eu super recomendo pelo fato de detalhar ainda mais todas as características e realçar o trabalho dessa importante glândula na produção dos hormônios melatonina e serotonina e a correlação desse ciclo de trabalho dia/noite com os astros sol e lua. Confesso que pela primeira consegui entender o funcionamento dessa poderosa glândula com mais clareza. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir e expandir a sua mente!

Um novo campo abre para a ciência com os estudos e as pesquisas da glândula pineal, principalmente através da ciência médica e nela especificamente, pela especialidade Astrobiologia.

De um lado está o conhecimento teórico-científico atual relacionado à mecânica quântica, com possibilidade da existência de outras realidades ou de outras dimensões e, de um outro lado está a percepção associada também à existência de realidades, mas estas como dimensões do corpo e da alma.

Entretanto, estes dois entendimentos apesar de mencionarem distintas noções de realidades, já começam a ter pontos de convergência.

Hoje a ciência tradicional com seus estudos em laboratórios de pesquisas, já se aproxima da comprovação científica, que integra o corpo e a alma e, tudo já leva a crer, que o órgão responsável por esta integração é a glândula pineal.

 

Na tomografia a glandula pineal tendo cristal de apatita ela aparece como um ponto branco – Imagens da Internet

A psicobiofísica é a ciência que integra a psicologia, a física e a biologia. Em relação a biologia ela estuda no cérebro o lobo frontal responsável pela razão. Esta ciência pesquisa como o cérebro funciona eletricamente através de estudos, que se estendendo à física servem de substrato ao pensamento crítico, que por sua vez estende-se à psicologia.

A glândula pineal provavelmente seja a única estrutura do corpo humano, que sendo estudada pelo enfoque das três ciências anteriormente mencionadas, parece possuir capacidade de captar informações que estão além do mundo físico. Mas, não basta só a existência desta glândula no cérebro humano, é também necessária a estrutura cônica-cerebral que vai até o córtex frontal.

Esta glândula converte ondas eletromagnéticas em estímulos neuroquímicos e isto foi comprovado cientificamente pelos cientistas Vollrath e Semm, em seus artigos publicados na revista científica Nature, de 1988.

Os seres de outras realidades interferem ou interagem com o ser humano através de seu campo eletromagnético – biomagnetico (aura), que é convertido pela glândula pineal em estímulos eletro neuroquímicos.

   
O mundo paralelo interage com o ser humano através de seu campo eletromagnético – biomagnetico (aura) – Fotos de Antônio Carlos Tanure

Aquele que vibra pensamentos e emoções ao nível da frequência do mental sutil (5ª camada de seu campo biomagnetico), ele assim procedendo já alcança possibilidade de sintonizar com outras realidades, em processo mental de intermediação.

A ciência oficial já não nega de imediato vida após a morte. Interação com mundo paralelo ou de vibração mais acelerada já está sendo pesquisada em centros medico-científicos.

Assim, não existe oposição gratuita à interação entre o que é chamado de mundo “espiritual” ou realidade 02 e o que é chamado de mundo físico tido“real” ou realidade 01. Estudos neste sentido já estão começando a ser realizados por metodologia cientifica.

De acordo com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, psiquiatra, doutor em neurociências e mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo, a glândula pineal é um órgão perto do centro do cérebro, que coordena a produção de proteínas, enzimas e hormônios no organismo humano.

Ele menciona, que o organismo humano como em “uma fábrica” funciona em etapas, desde de suas menores partes ao nível microscópico até às suas maiores partes ao nível anatômico. Todas as partes desta “sofisticada fabrica” têm que estar bem coordenadas, com cada uma delas funcionando bem em função de sua natureza, para no final o que está sendo produzido, se mostre com correção.

A glândula pineal coordena a natureza externa/biosfera com a natureza interna do organismo humano, adaptando a primeira à necessidade da segunda, para transformar a química do corpo humano de acordo com a ausência e a presença do Sol ou, quando é noite e dia.

Assim, na medida em que vai anoitecendo, a glândula pineal vai aumentando a produção do hormônio melatonina e também estimulando a sonolência própria de sua função. E, o inverso também acontece, quando vai amanhecendo e o Sol aparecendo, vai diminuindo a sua produção e, se inicia o despertar.

O despertar agora com o dia já claro pela luz do Sol o hormônio produzido é serotonina, envolvido no ritmo biológico, regulando apetite, ansiedade, aprendizado, memória e atividade motora.


A glândula pineal vai aumentando a produção de melatonina, na medida que vai escurecendo – Imagem da Internet

De acordo com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, Astrobiologia é uma ciência que envolve todos os seres viventes possuidores da glândula pineal e não só o ser humano. E ela funciona como um relógio controlador da natureza interna do organismo humano, compatibilizando-o de acordo com a natureza externa ao derredor.

Assim, não só o ser humano como também todos os seres viventes, são possuidores desta glândula, que coordena seus organismos de acordo com a presença do Sol, mas também com a da Lua, que são respectivamente seus indutores de acordar/trabalhar e de dormir/descansar.

Como “observa” a glândula pineal estes dois corpos celestes, para que possa coordenar    os seres viventes para os momentos de movimentar e de parar em suas vidas, a ciência tradicional ainda não sabe.

O que ela sabe, é que na parte central do cérebro chamado de guia encéfalo originam três brotos. Dois deles prolongam para fora e dão origem os olhos em suas órbitas. O terceiro vai dar origem a glândula pineal, que permanece onde já está bem perto do centro do cérebro.

Portanto, já a partir de suas formações existe uma relação entre os olhos e a glândula pineal. A retina dos olhos capta a luz, que vai servir não só à mente para formar imagens, mas também para sinalizar à glândula pineal momentos como dia e como noite, que são “sentidos” por ela respectivamente como mais claro e mais escuro

A glândula pineal com o padrão de uma glândula endócrina produz hormônio melatonina, que cai na circulação sanguínea com a necessidade de chegar em todas células do corpo.

E este hormônio que ela produz varia de quantidade na dependência das presenças do Sol ou da Lua e, o porquê destas interferências astrofísicas são desconhecias pela ciência oficial. Só agora elas começam a ser pesquisadas pela especialidade medica Astrobiologia, diz o estudioso e pesquisador da neurociência Dr. Sérgio Felipe de Oliveira.

Esta ciência procura identificar onde “localiza” o que é chamado por alguns de “mundo espiritual” e por outros de realidade paralela 02, onde se acham os “mortos” ou os que fisicamente “já se foram”.

Astrobiologia em seus estudos e pesquisas pergunta, este mundo ou realidade está em algum local do universo? Ele está mais próximo e está relacionado ao Sol e à Lua?

Esta ciência pergunta ainda, este mundo está em qualquer ponto da Via Láctea? Ou, está em outra dimensão paralela ao espaço físico ocupado pelo Sol e pela Lua, portanto, está em uma outra dimensão deste espaço sideral (astrofísico), como uma alternativa razoavelmente mais aceita?

E a glândula pineal pela sua sensibilidade e própria funcionalidade em função das presenças físicas do Sol e da Lua, possuiria uma melhor percepção deste espaço astrofísico não fisicamente visível e sinalizado energeticamente por estes dois corpos celestes? Ela ao capta-lo, funcionaria de acordo com ele?

Os corpos celestes Sol e Lua que são presenças visíveis na realidade física humana, são ao mesmo tempo referencias não visíveis deste espaço astrofísico, chamado por alguns de mundo de realidade 02 e por outros de “mundo espiritual” já mencionados? Será que a glândula pineal capta as ondas magnéticas deste espaço, que está relacionado a estes dois corpos celestes?

Hoje, impressiona mesmo em ruinas, o que foi deixado por uma civilização no Vale do Teotihuacán – México, destacando-se ali a Pirâmide do Sol, a Praça da Lua e a estrada dos mortos. Estas ruinas da civilização Teotihuacán trazem à ciência arqueológica muitas perguntas e poucas repostas do verdadeiro sentido destas imponentes e milenares construções. Talvez estejam ali como símbolos, que informam conhecimentos de uma época ainda muito mais antiga, portanto informações de tempos já havidos e já perdidos de uma outra ciência – Imagens da Internet

É necessário que se acrescente nesta parte do texto, a muito os pesquisadores de Dakila sabem, que destes dois corpos celestes fisicamente visíveis Sol e Lua originam-se anéis, que energeticamente invisíveis são delimitadores de realidades paralelas.

Realidades como mundos onde se acham seres, não mais ostentando corpos densos como os corpos físicos humanos, inclusive, existindo aqueles que os possuindo ainda na Terra, não os tem mais depois que transpuseram estes anéis ou, depois que “morreram”.

Estes anéis estão em volta do sistema Terra ou, da realidade 01 inserida dentro do primeiro anel, que depois dele está o espaço astrofísico ou a realidade 02 invisível delimitada por um segundo anel, onde se encontram aqueles que já fizeram sua passagem para esta realidade paralela ou, para este “mundo espiritual”.

No espaço astrofísico relacionado ao Sol os anéis delimitadores identificam espaços de vibração mais acelerada, compatível com mundos também mais vibráteis. Mas é no espaço astrofísico da Lua através de seu anel, que “entrelaça” a realidade 01 física visível à realidade não visível 02 ou, a realidade paralela dos que já sem mais corpos físicos, “fizeram sua passagem”, morreram.

O entendimento do mundo não visível, aproxima-se mais da mecânica quântica, “construída” pela “leitura matemática” do infinitamente pequeno ou, do sem sentido de distância no que na realidade física se convencionou ser chamado de espaço.

Os pesquisadores de Dakila já possuidores da sabedoria da informação começam a dar seu “salto quântico”, quando começam também a gerarem a “neblina” e aprenderem transpô-la, para alcançarem além da realidade física o mundo paralelo.

  
Aqueles já em frequência mental acelerada e possuidores da sabedoria da informação, já começam a construir seu futuro, com a força direcionada de seu pensamento – Imagens da Internet

Aquele que seu processo cocriador ou de realização mental, foi “construído” durante a noite, relaciona-se ao seu futuro e, se foi durante o dia ele relaciona-se ao seu passado.

A luz do Sol na frequência de 162 mil hertz projeta o passado ou, à realidade presente-passado. E, luz/penumbra da Lua na frequência de 84 mil hertz, projeta o futuro.

Estes marcadores de tempo como luzeiros no firmamento do céu separam o dia e a noite. O grande luzeiro (Sol) “governa” o dia e o pequeno luzeiro (Lua) “governa” a noite.  Eles separam a luz e as trevas e, o ser humano neste contexto de existir, se insere no grande relógio do tempo.

O ser humano desde que foi criado, se conduz pelo grande relógio do tempo, que em função dele experiencia, ao se mover/trabalhar durante o dia e parar/descansar durante a noite. Este seu conduzir “regido” pelas presenças hormonais serotonina-melatonina, insere no primeiro de seus ciclos do tempo, possibilitando-lhe também fisicamente enxergar e constatar.

Hoje, ele em seu constante constatar fisicamente, conhecer e mentalmente despertar, abre para ele uma melhor compreensão do início de tudo, com conhecimentos cada vez mais precisos da radiação da luz, através de tecnologias mais avançadas.

Com seus atuais conhecimentos fornecidos pela Ciência Lilarial, ele agora já sabe mais verdadeiramente através desta nova ciência, a radiação de fundo são ondas moduladoras entrelaçadas originadas da irradiação primaria, que navegam pelo Cosmo e carregam informações dos padrões originais de tudo que é, foi e será criado.


A radiação de fundo como ondas moduladoras entrelaçadas originadas da irradiação primaria, navegam pelo Cosmo – Imagem da Internet

De acordo com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, a glândula pineal é sensível às dimensões astrofísicas, que vibrando em velocidade infinita, mostram (comparativamente) como estradas totalmente desimpedidas, enquanto a realidade física como a da Terra vibrando muitíssimo mais devagar, mostra-se nesta comparação como um caminho repleto de empecilhos.

Ainda de acordo com ele, para facilitar a compreensão de uma dimensão mais acelerada, como a quarta dimensão associada à noção de tempo, deve-se imaginar um ventilador com três pás, que não estando em movimento podem não só serem vistas, como também os espaços entre elas.

Mas, se as três pás forem movimentando com velocidade cada vez maior, a visão das mesmas antes individualizadas vai cada vez mais desaparecendo, na mesma proporção que vão desenvolvendo mais velocidade (acelerando), até que ficando sem espaços entre elas, se mostram como um só corpo.

Com este exemplo, pode-se concluir, o que flui ou o que move está associado à noção de tempo (menos ou mais rápido), que está inserida em tudo em que o ser humano experiencia em seu dia a dia ou, no que ele sente como espaço em sua realidade física.

O que é chamado de matéria, é de grosso modo formado por átomos constituídos pelos seus núcleos e pelos seus elétrons externos e, são estes girando em grande velocidade, que dão a visão ilusória de matéria.

O que o ser humano julga ver, grande parte dele é espaço vazio e, se a matéria em suas formas de objetos tem aparente consistência, ela é dada pelos elétrons que neles giram externamente em altíssima velocidade.

Ele está cada vez mais vai alcançando a compreensão dos segredos do universo e com eles procurando encontrar novas saídas para outros mundos em sua irrevogável jornada evolutiva, assim se sincroniza com os marcadores do ciclo do grande relógio do tempo, buscando o eterno caminho da Luz, que tudo criou.

A ocasião de agora é a de se sintonizar à frequência moduladora, para se ascender à uma outra realidade mais vibrátil (5ª dimensão). Portanto, é o momento dele mentalmente se estimular o máximo e aumentar a potencialidade de sua glândula pineal através das frequências de luz, para que alcance “passagem” às dimensões de realidade mais vibrátil, de mais luz.

A ocasião é de estimular o máximo a potencialidade da glândula pineal através de frequências de luz – Imagem da Internet

A “Janela” já está aberta, entrelaçando a realidade 01 daqueles que nela ainda biologicamente vivos experienciam e a realidade paralela 02 ou daqueles que “já se foram/morreram”.

Portanto, interações entre estas duas realidades estão cada vez mais se consolidando, permitindo perceber de maneira mais consistente que a vida continua, que não existe a morte com o sentido de tudo terminado com o seu “séquito” de tristeza e de perda total.

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GLANDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 4

FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 3

Neste sábado estamos publicando a 3ª parte do artigo acerca da glândula pineal como uma ferramenta para ligar o mundo físico ao não físico e considero esse trecho do artigo o mais importante, pois trata da única e exclusivamente da glândula pineal, desde as suas características físicas, passando pelas suas funções sensorial intuitiva, hormonal até a sua função transcendental que proporciona também ao ser humano “janela” através de seu sexto vórtice (chakra) frontal percepção às realidades não físicas. Por isso convido você a ler com toda a atenção essa parte do artigo para tomar conhecimento do que é capaz essa pequenina glândula em formato de azeitona com menos de 1 centímetro de comprimento.

Cérebro-mente “mecanismo” de vida inteligente e consciente criado pela Energia Suprema/Deus, nele se destaca a glândula pineal, ao se mostrar como “veiculo”  de interação entre a realidade do mundo físico e as realidades de outros mundos paralelos e mais sutis.

No mundo da realidade física que nele o ser humano experiencia, a glândula pineal mostra-se como a sede de sua alma e também como a condutora através de seu sexto vórtice (chackra) do frontal sua percepção/”visão” mental de outras realidades

Ela é ainda considerada porta para a dimensão da consciência superior, permitindo que o ser humano mergulhe consciente em seu mundo interior. Ela é o seu “instrumento” principal, que com ele energias em frequências mais sutis ou chamadas de “espiritualizadas” além de sua visão física podem ser despertadas.

O mundo físico que nele o ser humano está comumente experienciando como fonte constante de suas informações, é apenas uma fração de uma outra fonte muito maior, mas não sendo por ele alcançável, grande parte de suas informações permanece bloqueada ou oculta.

Entretanto, ele ao estimular sua glândula pineal permite-se extrapolar à realidade física, para alcançar dimensões mais elevadas e delas já de posse de informações, perceber se pela mente e pelo coração “mais inteiro” ou, em maior sintonia à sua essência divina.

Esta glândula com sua forma ovoide lembrando um caroço de azeitona, foi a última glândula endócrina a ter sua função descoberta pela ciência medica, por estar profundamente localizada no centro do cérebro. Com seis a oito milímetros de comprimento é responsável pela liberação do hormônio especifico do sono e da vigília.

Ela com sua função transcendental além de sua função hormonal, proporciona também ao ser humano “janela” através de seu sexto vórtice (chakra) frontal percepção às realidades não físicas. Ainda, o auxilia em sua busca da sabedoria universal, não mais restringida aos conhecimentos de um mundo físico.

O mundo do ser humano é filtrado de acordo com os parâmetros, que para ele lhe dá e, estes parâmetros devem ser ampliados, se ele quiser experimentar algo novo – Imagem da Internet

De acordo com Dr. Rick Strassman, médico especializado em psiquiatria e doutorado em psicofarmacologia, a glândula pineal possui o potencial metabólico considerável para produzir um poderoso psicodélico chamado dimetiltriptamina (DMT).

 Esta substancia tem sua produção aumentada, quando o ser humano se encontra em momentos singulares de sua vida, como no instante de seu nascimento, em experiências (mentais) transcendentais, experiência de quase morte e no instante de sua passagem para outra realidade (morte).

Ainda de acordo com Dr. Rick Strassman, no instante final do ser humano, quando ele está fazendo sua transição desta realidade física para outra não física, a glândula pineal expele a última quantidade deste poderoso enteógeno, substância alteradora da consciência e indutora de êxtase.

Esta substância DMT ou “Molécula do Espirito” age no ser humano com o intuito de mudar sua consciência ou, sua perspectiva física para a transcendental. Mostra-se nele como uma bioluminescência, que se amplia energeticamente em seu sistema nervoso. Esta química de bioluminescência sua mente capta interiormente como luz viva, surreal.

Devido a dimetiltriptamina ou DMT que é produzida em grande quantidade na infância pela glândula pineal, dificilmente se pode distinguir até a idade de sete anos, o que é em uma criança sua imaginação ou o que é sua percepção de realidade paralela.

O ser humano ao ser estimulado pela sua glândula pineal, direciona consciente seu pensamento para além do mundo dos sentidos e da realidade tridimensional e ele pode alcançar frequências que transportam informações especificas além da matéria.

E quando isto acontece, seu cérebro está processando quantidade elevada de energia e paralelamente lhe proporcionando estado alterado de consciência, através de sua aceleração mental e aumento de sua percepção (extra-sensorial).

O cérebro humano processa quantidade elevada de energia – Imagem da Internet

A glândula pineal em sua função de “antena”, ao ser ativada eletricamente e gerar campos eletromagnéticos, possibilita sintonia com fontes de informação de outros campos eletromagnéticos (invisíveis). Ela ao sintonizar através de um exato sinal um campo eletromagnético, este sinal é por ela convertido, é decodificado em uma mensagem com significado.

Assim, ao ser ativada ela é capaz de sintonizar com dimensões mais elevadas, ao consolidar blocos de informações, que traduzem imagens de ondas coerentes altamente organizadas, além do espectro da luz visível.

Nesta condição ela pode (na mente humana) transformar informações e transporta-las em frequências como imagens surreais, em experiências transcendais e lúcidas.

As informações assimiladas pela glândula pineal não se originam dos cinco sentidos humanos, portanto não vêm da interação dos olhos com o ambiente, mas de informações do campo quântico através da percepção/”visão” mental, que alguns a chamam de “terceiro olho”.

O campo quântico está repleto de frequências, que representam possibilidades infinitas para os acontecimentos da vida

 Os seres humanos ao longo dos últimos milhares de anos retrocederam de seres energeticamente mais sutis para seres de fisicalidade mais densa e, como resultado a facilidade de receberem mais a energia da glândula pineal diminuiu.

E a maneira com a qual ainda continuam vivendo, não os ajuda a se desenvolverem mentalmente e utilizarem de sua glândula pineal com toda sua potencialidade transcendental, para que sintonizem às frequências mais sutis de realidade.

Esta glândula começa comumente a enrijecer a partir da adolescência e este processo acelera ainda mais na idade adulta. Mas, seu processo de enrijecimento pode ser retardado, tendo-se hábitos mais harmônicos de vida e momentos de interiorização através do processo de mentalização.

Glândula Pineal – Imagens da Internet

Ocasião mais propicia para exercitação mental estimulando a regeneração da glândula pineal, é antes do nascer do Sol. No escuro entre uma hora e às quatro horas da manhã, quando o cérebro está ainda inundado com adimetiltriptamina.

É aconselhável também não dormir depois das vinte e duas horas e ainda, alguns minutos antes de ir para cama “desligar” a mente de informações e de mensagens provenientes de aparelhos eletrônicos, como rádio, televisão aparelho celular, computador, aparelho para wifi, etc. Também, não os ter no quarto de dormir mesmos desligados.

O ser humano deve reaprender a se ligar com o que realmente lhe acrescenta, porque no fundo de sua alma é o que mais deseja, mas quase sempre se acha nesta sua busca perdido, incapaz de focalizar sua mente para o que realmente deseja, livre de interferências externas.

Ele ao buscar sintonia com o real significado de sua vida e o encontrando, se percebe mais receptivo aos impulsos de seu coração e então, sua mente subconsciente o torna mais criativo, motivando-o intuitivamente desta maneira seu pensar e seu agir.

Neste seu processo de novamente se acelerar e se estimular mentalmente, sua glândula pineal vai paralelemente permitindo que ele perceba mais claramente, que o mundo das aparências ao seu derredor é apenas uma alegoria. É só um símbolo de um Princípio Transcendental, que se manifesta em um mundo físico.

E quanto mais ele vai desenvolvendo esta sua percepção mental, mais seus pensamentos vão “construindo” sua consciência, com percepção mais direta e mais verdadeira da Realidade.

Ele com estas suas experiências mentais transformadoras vai se percebendo, inserindo-se cada vez mais em seu mundo interior e também percebendo, são elas que o permitem realmente se perceber unificado com o Todo, portanto são elas as mais verdadeiras e não as de seu mundo exterior.

  

A glândula pineal com seu formato de uma pinha é para alguns estudiosos a sede da alma humana – Imagens da Internet

A glândula pineal não faz parte da matéria cerebral. Na antiga Mesopotâmia a figura sacerdotal era representada segurando uma pinha, que era associada pelo seu formato ao da glândula pineal e quem a segurava era possuidor de intelecto superior e excelente gestor.

Esta glândula dá condição ao ser humano de formular seus próprios conceitos, buscando-os na forma de ideias eternas. É um órgão do mundo exterior, mas que proporciona o ser humano adquirir percepção de seu mundo interior.

Permite que ele entenda suas concepções terrenas e as transforme em ideias eternas, que com elas construindo seu universo mental, possa se transcender, ascensionar-se.

Portanto a glândula pineal chamada ainda de vórtice da mente, mostra-se como fonte proporcionadora da autoconsciência pela habilidade mental de se interiorizar. E, de perceber mais claramente, através do conhecimento intuitivo em sintonia mental ao Segundo Princípio (Lei) Universal, os fenômenos do mundo exterior.

 

A glândula pineal um órgão diferentemente especial localiza-se no cérebro, entretanto sem fazer parte da matéria cerebral, é também chamada de “olho da sabedoria” – Imagens da Internet

Aquele que já se utiliza consciente de sua glândula pineal, para com ela mentalmente experienciar outras realidades, ele já aprendeu selecionar frequências que com elas quer sintonizar, já que é rodeado e bombardeado a todos os instantes por informações de várias origens, tanto cósmicas quanto outras provenientes de fontes locais.

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 3

FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO UMA FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 2

Nesta quinta-feira estamos publicando a 2ª parte do artigo acerca da Glândula Pineal como uma ferramenta para ligar o mundo físico ao não físico, onde você vai saber tudo sobre essa glândula fantástica que comanda a nossa vida, bem como se aprofundar nas teorias da física quântica atreladas a ela.

Glândula pineal “ponte” entre o mundo físico e o não físico

Postado por 

Neste novo tempo que já se iniciou, o ser humano deve construí-lo não só com tecnologia visível da ciência física, mas principalmente com a “tecnologia” não visível da mente e do coração, para que ele possa extrapolar os limites do fisicamente construído e alcançar outras realidades mais sutis não visiveis, outros mundos paralelos e de mais luz.

A realidade humana no tempo é se mover no espaço. Deslocar-se por ele, é o que mais o ser humano faz, porque no plano de realidade física é o espaço que mais existe, é que está mais visivelmente presente, portanto é o que ele mais experimenta.

O ser humano em sua realidade de espaço e de tempo ele experiencia este último, quando movimenta alguma matéria através do espaço, inclusive, quando ele movimenta seu próprio corpo, andando certa distância.

O tempo que ele não vê e que é por ele comumente “medido” em minutos e horas, vincula-se à sua noção de espaço, que ele vê e que nele vai comumente experienciando de acordo com seus objetivos, quase sempre interesses materiais.


A realidade que o ser humano experiência é de espaço-tempo – Imagem da Internet

Aquele que começa a tirar sua atenção dos objetos, não mais os percebendo como densidade ou como matéria e começa a percebe-los como ondas ou apenas como energias que emanam para o espaço, portanto não mais os vendo delineados e limitados em suas formas, ele já mentalmente focado em outro nível de percepção através deste exercício mental, suas ondas cerebrais vão se tornando mais aceleradas, mais coerentes.

E, suas ondas cerebrais ao se tornarem mais aceleradas e mais coerentes, ele nesta frequência mental acelerada o que estiver pensando, torna-se possibilidade mais consistente, de se transformar em realidade.

O contrário também acontece. Quando em estresse sua atenção ficando quase sempre alternada, ele ficando também mentalmente incapaz de manter o foco, incapacita-se de acelerar coerentemente suas ondas cerebrais, o que é visto nas conexões neurológicas em diferentes partes de seu cérebro, como mostram os estudos e pesquisas da neurociência.

Se as várias partes de seu cérebro estão em coerente sincronia, o que ele pensa e age é também coerente. A neurociência em tempo real já constatou, que enormes áreas do cérebro ao se sincronizarem, os hemisférios cerebrais “conversam” entre si através de impulsos elétricos.

Ela também já constatou em relação ao cérebro e ao sistema nervoso, estes funcionam como supercondutores e, desta forma comportando-se, permitem o ser humano trazer diretamente do campo quântico informações, que o torna capacitado de criar já a partir da 5ª dimensão, o que é mágico.

O universo conhecido está envolvido por onze dimensões e, como os seres humanos vivem na terceira dimensão, que nela inclui ainda a dimensão tempo, existem mais sete dimensões.

Em relação as sete últimas dimensões, se os seres humanos fossem (comparativamente) peixes dentro de um aquário em um quarto escuro, eles não saberiam o que está fora do aquário. Mas, mesmo que se colocassem fora do aquário e do quarto, provavelmente não conseguiriam compreender o que estaria ao derredor.

O cérebro humano tem dificuldade para entender ambientes acima da quarta dimensão e, até mesmo os cientistas possuem apenas vaga ideia especulativa, como podem ser estas outras dimensões.

1ª dimensão – Tudo começa com uma dimensão linear ou, com o mundo unidimensional, uma única dimensão.


1ª dimensão um mundo unidimensional – Imagem da Internet

2ª dimensão – No mundo unidimensional ao acrescentar mais uma linha para criar dois eixos e assim poder se deslocar para quatro direções ou, para frente, para trás, para esquerda e para direita, forma-se o mundo de duas dimensões.

2ª dimensão um mundo bidimensional constituído por dois eixos – Imagem da Internet

3ª dimensão – Se agora acrescenta mais uma outra linha no mundo bidimensional ou, uma outra linha na direção vertical que será o eixo, forma-se o mundo tridimensional, quando se torna agora capaz de deslocar também para cima e para baixo e aí, todos os objetos e seres têm uma forma tridimensional. E embora na terceira dimensão os objetos estão livres para se deslocarem tridimensionalmente, ela só representa uma fração de tempo no espaço ou, momentaneamente no aqui agora.

3ª dimensão acrescenta mais um eixo no mundo bidimensional para formar o mundo tridimensional – Imagem da Internet

4ª dimensão – O tempo é necessário como uma outra “camada” no mundo tridimensional, é com ela que o ser humano pode se movimentar no espaço (tridimensional), na medida em que vai “se deslizando” pelo tempo. Este é o mundo espaço-tempo, que nele o ser humano vive como sua realidade.

4ª dimensão formada por mais uma “camada” no mundo tridimensional, que com ela pode-se deslizar” pelo espaço-tempo – Imagem da Internet.

5ª dimensão – Esta dimensão que o ser humano busca alcançá-la já transmutado ou ascensionado. Alguns cientistas sugerem, que depois de alcançada, viaja-se pelo “tempo”, indo para o futuro e para o passado e ainda, torna-se possível de forma mais consistente interagir mentalmente com os mundos paralelos.

 

5ª dimensão viaja-se pelo tempo e nesta frequência de realidade alcança-se os mundos paralelos e, para ela que a humanidade deve dar seu “salto quântico” – Imagem da Internet

6ª dimensão – Na sexta dimensão abre para o ser/consciência que nela se acha muitas possibilidades. O tempo para ele nesta frequência é “algo” corriqueiro, possibilitando-lhe transitar entre presente, passado e futuro, da mesma forma que o ser humano pode “deslocar-se” para frente ou para trás, quando torna capaz de experienciar e de comparar várias possibilidades inimagináveis para o ser humano.

6ª dimensão desloca-se não só pelo tempo da realidade fisico-humana, como também pelo “tempo” em outros mundos paralelos – Imagem da Internet

7ª dimensão e 8ª dimensão – Na 7ª dimensão provavelmente já é possivel para o ser/consciência que nela se acha, “trafegar” entre universos tanto em “espaço, quanto em tempo e dimensões”. E na 8ª dimensão todas as historias de varios universos ficam para ele disponiveis,”o tempo” torna-se infinito e não existe também para ele limites espaciais.

7 ª dimensão “trafega-se” entre universos tanto em “espaço, quanto em tempo” e dimensões. E, na oitava dimensão “o tempo” torna-se infinito e não existe limites espaciais.- Imagens da Internet

9ª dimensão – Na nona dimensão leis próprias existem para o ser/consciência que nela existe/vibra, muitíssimo acima das leis que a ciência humana no momento conhece. Provavelmente nesta dimensão seja possível manipular gravidade da mesma maneira, que hoje os cientistas manipulam em laboratórios o magnetismo e a eletricidade.

9ª dimensão talvez já seja possível manipular a gravidade – Imagem da Internet

10ª  dimensão – De acordo com o ponto de vista atual da ciência humana, o ser/consciência na decima dimensão poderia fazer praticamente qualquer coisa. Nesta dimensão de realidade   tudo seria possível para ele, como viajar pelo tempo, viajar pelos universos e materializar-se em qualquer coisa. E nesta dimensão um buraco negro seria para ele apenas um objeto simples e inofensivo.


10ª dimensão tudo nela é literalmente possível – Imagem da Internet

Na medida em que os cientistas foram se informando e adquirindo mais conhecimento nestes seus estudos e pesquisas específicos, a própria Teoria das Cordas que nela se encaixam as dez dimensões anteriormente mencionadas, foi ficando cada vez mais esclarecida e acrescida, para no final surgir a Teoria M.

Para esta teoria não existem só dez dimensões, mas onze dimensões, sendo esta última mais uma dimensão de tempo, que sobrepondo todas as outras dimensões, abre ainda mais infinitas possibilidades em relação ao tempo, se ainda é possível existir mais possibilidades.

Entretanto, é importante mencionar, que a Teoria das Cordas mesma sustentada por profundos cálculos matemáticos, que vão cada mais esclarecendo-a, ela está ainda como suposição cientifica, por não estar ainda cientificamente comprovada pela ciência tradicional.

Pela Teoria M não são mais só dez dimensões, mas onze dimensões, com mais uma dimensão de tempo sobrepondo todas as outras dimensões – Imagem da Internet

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDULA PINEAL COMO UMA FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO – PARTE 2

FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDUAL PINEAL COMO UMA FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO

Nesta edição da nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA trago uma reportagem muito extensa sobre a “Glândula pineal”, um órgão do corpo humano com uma função muito maior do que a medicina tradicional acredita ter. Por ser muito vasta resolvi dividir essa matéria em várias publicações para que você possa assimilar melhor tanta informação. Portanto convido você a entrar nesse mundo tão complexo da física quântica!

Glândula pineal “ponte” entre o mundo físico e o não físico

Postado por 

Glândula pineal “ponte” entre o mundo físico e o não físico

 

 

 

As cinco narrações constantes neste texto procuram construir com informações em cada uma delas, o melhor entendimento final o que é realidade paralela, que com ela comumente o ser humano “se acotovela”, mas não sendo fisicamente visível não é percebida, a não ser quando ele é especialmente “estimulado” pela sua glândula pineal.

A ciência através da Psicobiofísica e especialmente da especialidade médica Astrobiologia, vêm hoje aprofundando neste campo de pesquisas, o que já fazem os pesquisadores de Dakila, que com outras palavras buscam também respostas neste campo.

Estudos destas ciências vêm proporcionando conhecimento com conteúdo cientifico, que despido de informações emocionalmente exacerbadas de cunho místico-religioso, volta-se com outra compreensão para mundos paralelos energeticamente mais vibráteis, menos densos tidos “espiritualizados”.

Interações entre o mundo de realidade física e mundos paralelos de realidade não física estão cada vez mais se consolidando, permitindo já ter noção mais clara e de maneira mais consistente, que não existe a morte com o sentido de tudo terminado, com o seu “séquito” de tristeza e de perda total.

Estas duas realidades que “se entrelaçam”, em uma estão aqueles “biologicamente vivos”, ainda possuidores de corpos densos visíveis e, em outra estão os “não biologicamente vivos ou “os mortos” comumente não visíveis.

____________________________________________


A neurociência explica hoje, quanto mais conhecimento com informações que esclarecem e harmonizam, o ser humano tornando-se mais consciente, vai iluminando através de seus pensamentos seu campo biomagnetico (aura) e literalmente irradiando cada vez mais luz.

O ser humano em sua busca para alcançar harmonia entre corpo, mente e essência/”espirito” e poder de fato exercitar autoconhecimento e autoconsciência, ele deve ao nível do mundo quântico mudar a vibração de seu campo de energia.

Entretanto, alguns físicos não aceitam implicações que dizem filosóficas deste alinhamento, particularmente alguns estudiosos da física quântica, que apenas aceitam ramificações teóricas e experimentais desta ciência.

Para eles implicações deste alinhamento quântico, tendo em vista a percepção de energia, vibração e frequência, está fora do contexto científico, apesar de que os próprios criadores da física quântica como Niels Bohr, Werner Heisenberg, Wolfgang Pauli e Erwin Schrödinger procuraram fontes de conhecimento além da matemática e da física, para com elas pudessem de certa forma esclarecerem a estranheza desta nova ciência, que passou a ser conhecida como física quântica.

Eles tiveram este procedimento, quando viram que as regras das partículas subatômicas eram totalmente diferentes das regras que regem o mundo macroscópico, explicado pela física clássica e regido pelas leis da mecânica newtoniana. Na escala quântica muitas equações da física clássica deixavam de ser explicáveis.

Assim, eles procuraram respostas disponíveis no único e milenar ramo do conhecimento humano, contendo uma enorme bagagem de possíveis explicações interpretativas, especialmente através do conhecimento oriental do hinduísmo e do budismo.

No momento, explicações interpretativas especialmente através do conhecimento oriental milenar do hinduísmo e do budismo, vêm em socorro da física quântica – Imagem da Internet.

Os fenômenos quânticos continuam intrigantes principalmente para muitos físicos, que apenas aceitam o que para eles mostra e descreve a lógica da linguagem matemática fornecida pelos seus sentidos normais, que vão “construindo”” seu raciocínio e, que quaisquer outras explicações por eles inalcançáveis, tornam-se conceitos inaceitáveis que devem cair no rol do esquecimento.

Eles continuam a proceder de acordo com o conhecimento, que adquiriram dentro de uma lógica materialista e mecanicista nas universidades e em outros locais de ensino, incapazes de realmente clarearem suas mentes.

Mas, hoje outros físicos já mais conscientes e já com outra noção percebendo melhor a “dualidade onda-partícula”, onde qualquer entidade quântica como um elétron, um átomo e mesmo uma molécula inteira, podem ser descritos ora como ondas e ora como partículas e, o que determina isso é a forma como alguém com elas interage, eles não mais se constrangem em associar o mundo quântico ao mundo metafisico relacionado às realidades suprassensíveis: à totalidade cósmica, à alma humana e a Deus.

Entretanto, mesmo estes cientistas em seus estudos e em suas pesquisas neste “campo filosófico-cientifico” não estão totalmente conciliados, por terem de um lado o mais perfeito “laboratório” ou, o corpo humano como fonte ilimitada de informações e de um outro lado o laboratório tradicional ou, o espaço físico com instrumentos limitados de informações criados pelo próprio homem, resultando em consequência desta gigantesca diferença mais perguntas do que repostas.

O corpo humano como o mais perfeito “laboratório” é fonte ilimitada de informações – Imagem da Internet

Muitas respostas relacionadas ao mundo quântico poderiam ser alcançadas, se os estudiosos desta ciência não divergissem, mas somassem seus esforços, já com suas mentes clareadas com outra percepção da mecânica quântica.

Assimilassem informações de maior abrangência que no momento muitos deles dizem filosóficas ou impertinentes, mas que os permitiriam acessar infinitas possibilidades do conhecimento associado às suas habilidades mentais e que poderiam estar para eles disponíveis, se mentalmente as exercitassem.

Possibilidades que poderiam ajuda-los a mudar/acelerar a vibração de seu campo de energia, para que pudessem ir além de suas experiências físicas em laboratórios de um mundo também físico. Eles mesmos pudessem experienciar outras mais além e mais verdadeiras de seu universo mental e dar seu “salto quântico”, com informações experimentadas de seu próprio mundo interior.

O pensamento é poderosa fonte de energia que o ser humano gera contida em suas palavras direcionando suas ações, que tornam hábitos e configuram como a soma total do que ele é ou do que ele vibra.

Fonte de energia enviada como frequência especifica para o universo em forma de ondas, que através delas é criada uma grande força que volta para ele como sua realidade.

Portanto, sendo seu pensamento uma força tão poderosa, é importante que ele esteja ciente do que pensa e de como pensa, controlando mentalmente suas palavras, sentimentos e comportamentos. Ele assumindo controle consciente destas suas capacidades, ele tem controle sobre o que para ele se manifesta.

Ele possuindo latente capacidade de criar e de direcionar seus pensamentos para o que ele quer, fazer e ter e, uma vez que uma quantidade do que ele está pensando vai se realizando, ele pode também começar a mudar seu estado de ser.

Mudança através das palavras que diz, das ações que toma e dos sentimentos que incorpora como energia em seu campo, resultando-lhe condições não só de melhor qualidade de vida, como também mais perceptivo, mais intuitivo.

O que ele pensa sobre o que é, comumente identificado através de seus cinco sentidos não é dificil, como também não é dificil pensar sobre o que ele quer, porque o sentimento que ele está gerando neste momento está em alinhamento mental momentaneo, com que está sendo por ele pensado e desejado. Mas, pensar em algo já como realidade, sem estar fisicamente presente, não é tão facil.

 O O ser humano neste novo tempo deve aprender através de seu vórtice (chakra) cardíaco  transmitir uma nova assinatura energética para o campo quântico – Imagem da Internet

O cérebro humano confia na percepção sensorial para validação, geralmente rejeitando algo que não considera real ou, quando não tem prova disto. Mas, se ele puder aceitar que algo é  real, irá trabalhar para encontra-lo como tal ou, valida-lo sem parar até que isto aconteça, transformando-se em “maquina de criação” até gerar o que é desejado.

O pensamento é algo real, como também os sentimentos que estão nele inseridos. Assim, o que é pensado com intensa emoção, já é verdade para o cérebro independente do que está sendo pensado.

Quanto mais o ser humano vai repetindo algo para si mesmo, mais esta repetição vai se transformando em crença e se tornando parte dele, porque quanto mais este algo é sentido em seu cérebro, mais ele irá procurar formas de lhe dar validade através de experiências tangíveis.

Aquele que está em processo de criatividade, de realização mental estimulando seu cérebro, ele deve imaginar o que quer, já sendo seu com antecipada emoção, ficando atento aos pensamentos e às palavras, que diariamente os têm.

Se ele estiver gerando pensamentos mesmos inconscientes contrários ao que deseja, vai mentalmente neutralizando a intenção de sua realização.

O ser humano dando informações corretas à sua mente, alimentando-a com sua energia emocional como estimuladora para o que ele almeja e, sobretudo acreditando realmente no poder que possui para realizar o que quer, ele faz seu “mecanismo cérebro-mente” trabalhar, para fisicamente manifestar através de seu pensamento o seu desejo.

Criar-se ainda a partir da 5ª dimensão, nada tem a ver como se construir fisicamente na realidade de 3ª dimensão. Sem a ir em lugar nenhum, o que se deve fazer como clara intenção é gerar um padrão de ondas cerebrais coerentes e as combinar com um padrão de ondas coerentes em seu coração, através de elevada emoção.

Pensamentos emitem ondas elétricas – Imagem da Internet

Pensamentos quando são gerados emitem ondas elétricas e as emoções emitem ondas eletromagnéticas e, neste processo criativo o magnetismo gerado na região cardíaca transforma-se em energia, que conduz uma intenção.

O corpo humano como uma antena de rádio, está transmitindo constantemente “nova assinatura energética” para o campo quântico em volta e, se seu dono souber com esta noção se conduzir de maneira adequada para o objetivo desejado, já também com a compreensão do funcionamento de sua mente, ele não precisa ir a lugar nenhum para conseguir o que deseja.

Neste novo tempo que está sendo erigido, o novo ser humano que dele já está emergindo, deve aprender a transmitir de seu vórtice (chakra) cardíaco uma “nova assinatura energética” para o campo quântico.

Em nova frequência mental ele deve aprender a direcionar seu pensamento, impelindo-se com intensa emoção, para que possa alterar sua percepção de espaço e de tempo e não mais se sentir humanamente denso, mas se perceber transcendente, energeticamente mais leve ou, mais livre como vórtice.

   
Para fotografar os vórtices/”portais” e interagir já na frequência dos mundos paralelos, deve-se na frequência do mental sutil, ao nível da 5ª camada do campo biomagnetico (aura), vibrar-se ou “se tornar” fisicamente como um vórtice de energia, para que se possa trazer do mundo paralelo, inclusive do futuro a “Placa” física, que materializada mostra-se ainda escrita com informações na linguagem universal dos símbolos, como está na última das três fotos acima. Mais informações neste Site. Na Página: O Portal e no texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Fotos de Antônio Carlos Tanure

No ser humano quando existe compatibilidade vibracional entre seu campo de energia – biomagnetico (aura) e o potencial energético já existente no campo quântico ao seu derredor, ele já se acha com este último em sintonia vibracional e pode comparativamente, como girasse o dial de seu rádio para sintonizar à estação que deseja na realidade física, se sintonizar à “estação” que deseja no campo quântico.

Nesta sintonia ele experiencia o momento em que “o universo conspira a seu favor”, proporcionando-lhe não só posses materiais como também outras conquistas, porque ele agora se fazendo como um vórtice de energia, mentalmente “movimentando-se” ou, vibrando totalmente livre, atrai para si as experiências que são fontes de seus desejos.

Desejos que ele realiza, se ele estiver realmente inserido em processo mental criativo e atemporal, sem mais se perceber inserido no domínio do “eu” já esquecido de si mesmo ou, “já se fazendo como ninguém” ou ainda, “como nada em nenhum lugar”.

Neste seu processo criativo ele se mostra também em sintonia mental à frequência de pura generosidade ou, de consciência do estado de graça, com todos os seus desejos já existindo como possibilidades em sua alma.

Chegar nesta frequência mental é o verdadeiro objetivo do ser humano, mas a maioria não o alcança, ao criar sua própria realidade a partir da terceira dimensão. Ao agir apenas como matéria tentando interferir ou mudar também matéria.

Move-se apenas pelas suas necessidades físico-biológicas, ao se buscar tanto bens materiais quanto os que julga satisfazer à saúde e à vida afetiva. Mas ao agir assim, conduzindo-se apenas pelas informações de seus cinco sentidos, não alcança seu objetivo ou demora em demasia alcança-lo.

Fonte: Pégasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A GLÂNDUAL PINEAL COMO UMA FERRAMENTA PARA LIGAR O MUNDO FÍSICO AO NÃO FÍSICO

FÍSICA QUÂNTICA: UM ENSAIO SOBRE A EXISTÊNCIA DA CONSCIÊNCIA SUPERIOR SOB O OLHAR QUÂNTICO

O destaque da nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA desta segunda-feira é um questionamento muito antigo sobre a existência ou não da alma ou de uma Consciência que sobrevive a morte do cérebro e onde está armazenada toda a sua existência de outras vidas. Convido você a ler o artigo científico a seguir, refletir e tiras suas conclusões!

A existência da alma pode ser cientificamente comprovada?

Mulher com as mãos para cima em meio as estrelas do céu

“A grande extensão de nossa experiência nos anos recentes tem demonstrado com clareza a insuficiência de nossas concepções mecânicas simples e, em consequência, tem abalado os fundamentos sobre os quais se erguia a interpretação costumeira da observação.”

– Niels Bohr (físico dinamarquês – 1885 / 1962).

A existência ou não daquilo que convencionamos chamar de “alma” (uma continuidade de nossa consciência, que transcende espaço e tempo) é artigo de muitas controvérsias.

Primeiro, é preciso estabelecer uma hipótese sobre o que seria a alma. E a partir disso, criar mecanismos e meios para a comprovação (ou refutação) científica dessa hipótese.

O anestesista norte-americano Stuart Hameroff e o físico britânico Roger Penrose criaram a tese da existência e continuidade da consciência, que seriam as informações contidas em pequenas porções dos neurônios do cérebro.

Para melhor entender essa teoria, examinemos o cérebro. A complexidade do cérebro é enorme. Os números são estonteantes! No cérebro, se encontram 100 bilhões de células chamadas neurônios, cada um medindo 1 centésimo de milímetro de diâmetro. Cada neurônio está ligado a 10 mil outros neurônios, trocando 10 mil mensagens ao mesmo tempo. Bilhões destes neurônios podem trabalhar em conjunto em um determinado problema e comunicar suas conclusões aos outros. Os contatos entre neurônios são chamados de sinapses, e calcula-se que existam 100 trilhões delas em um cérebro.

A complexidade do cérebro é enorme. Os números são estonteantes!

Os instrumentos da Física experimental moderna são extremamente delicados e complexos e, mesmo penetrando fundo no mundo submicroscópico, ainda não foram desenvolvidos de modo a permitir a observação direta dos fenômenos atômicos e subatômicos. Apenas inferimos a existência destes fenômenos observando suas consequências.

Ilustração de neurônios no cérebro

Hameroff e Penrose estabeleceram que, no interior de cada neurônio, existem ainda 100 milhões de microtúbulos. Os microtúbulos são formados por uma proteína, a tubulina. Esta proteína se comportaria de forma muito parecida com a menor quantidade possível de informação que pode ser criada, armazenada ou distribuída, o bit.

Cada microtúbulo, por seu diminuto tamanho, estaria sujeito às leis da Física Quântica. Ao contrário da Física clássica, determinista, cujas causas e efeitos são facilmente observados e mensurados no nosso trivial cotidiano, as possibilidades da Física Quântica são completamente estranhas à lógica e ao senso comum, e eram tidas até bem pouco tempo como impossíveis.

Mãos tocando cérebro digital na direção do céu

Penrose e Hameroff acreditam que há uma relação quântica entre os microtúbulos e tudo o que há fora deles (todas as outras partículas espalhadas pelo Universo). Quando o cérebro morre, a informação quântica gerada nos microtúbulos é liberada no espaço-tempo. Neste mecanismo, a “alma” (ou o conjunto de informações que um cérebro processou enquanto vivo) existiria, como um conjunto de relações quânticas entre partículas dispersas no Universo.

As descobertas da Física moderna demandaram profundas transformações nos conceitos até então tidos como corretos, como tempo, espaço, matéria, etc. Esses novos conceitos encontraram enorme resistência por parte dos próprios cientistas, pois derrubavam suas antigas teorias. Albert Einstein (físico alemão – 1879 / 1955) descreve seu choque ao entrar em contato com a nova realidade apresentada pela Física Quântica, em sua autobiografia:

“(…) Todas as minhas tentativas de adaptar o fundamento teórico da Física a esse (novo tipo de) conhecimento falharam completamente. Era como se o solo tivesse sido retirado de sob os nossos pés, sem que se conseguisse vislumbrar qualquer base sólida sobre a qual pudéssemos erguer alguma coisa.”

A Física atômica forneceu aos cientistas um vislumbre da natureza essencial das coisas, aproximando-se muito das experiências místicas relatadas através dos tempos, em todas culturas. Os físicos agora se ocupam com experiências não-sensoriais da realidade e lidam com os aspectos paradoxais dessas experiências, aproximando-se dos místicos. Os modelos e imagens da Física moderna em muito se assemelham aos das antigas filosofias orientais.


Referências

“O Tao da Física” – Fritjof Capra – Editora Cultrix – São Paulo, 2006.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: UM ENSAIO SOBRE A EXISTÊNCIA DA CONSCIÊNCIA SUPERIOR SOB O OLHAR QUÂNTICO

FÍSICA QUÂNTICA: COMO ENXERGAR OS 90% DAS COISAS QUE EXISTEM E NÃO VEMOS

O texto a seguir caiu como uma luva nesse momento de quarentena em que estamos todos refletindo bastante. Você pode perguntar o que isso tem a ver com física quântica? Eu respondo: TUDO!

A história conteúdo desse texto não é exclusiva do próprio autor. Tudo que ele relata já aconteceu com milhares, milhões de pessoas. A diferença é: Ele nunca se entregou, buscou, buscou e buscou incansavelmente até encontrar a resposta para a sua agrura! Esse processo requer muito estudo, pesquisa e conhecimento. E o mais importante, não ter medo. Só assim você conseguirá enxergar o mundo quântico que está ao seu redor. Por isso lhe convido a ler o texto completo a seguir e entender como ocorre a expansão da consciências.

 

A LIÇÃO MAIS IMPORTANTE QUE APRENDI QUANDO CHEGUEI AO FUNDO DO POÇO!

Passei por uma situação de crise muito ruim em 2014, Cheio de dívidas, sem dinheiro para comprar o básico de casa e um casamento que só tinha brigas e discussões…

Quase cheguei a uma depressão, e o pior é que quase todos os problemas que eu tive nessa época se repetiam, foram 10 anos da minha vida tendo os mesmos problemas…

Melhorava um pouco, depois voltava tudo de novo… E assim se repetia…

O problema era que eu procurava soluções de todos os tipos, mas nada dava certo, já estava chegando a depressão de tanto me frustrar.

Até que decide dar um basta…

Fiquei noites acordado procurando o porque de tudo na minha vida dar errado, ia para o google, youtube, e de tanto pesquisar achei a resposta…

No início duvidei um pouco, pois pra mim, a solução mais lógica era ganhar mais dinheiro, mas como tudo que eu tentava até pra isso não funcionava, então abri minha mente e mergulhei nesta nova solução.

Uma das coisas que essa solução disse que me impactou foi que, todos os meus problemas eram causados por minha Programação Mental e como eu Reagia Emocionalmente ao que acontecia na minha vida.

Ao ler isso, comecei a refletir e meus olhos encheram de lágrimas, pois uma ficha caiu naquele momento, as decisões que tomei na minha vida, sempre tinham por trás, uma carga de ansiedade, medo, insegurança ou raiva…

Em alguns momentos fui impulsivo, em outros falei coisas que machucou pessoas próximas a mim, em outras usei o dinheiro de forma irresponsável, e muitas vezes me sentia com uma sensação de vazio, como se sempre faltasse algo na minha vida e eu não tinha certeza do que era.

Mas a solução para meus problemas, não estava em ganhar mais dinheiro, mudar de país, nem em mudar de relacionamento…

A solução era Reprogramar Minha Mente para controlar minhas emoções, e assim controlar minha vida e construir meu próprio destino.

Mergulhei de cabeça nessa solução, e mesmo sem dinheiro, me esforcei e fiz cursos, li livros e depois de 3 meses e 11 dias, coisas “Mágicas” aconteceram na minha vida…

A ansiedade e preocupação que me atacava, diminuiu do nível 11 rsrs… para o nível 1.

Organizei minha vida financeira, saindo das dívidas e aumentando minha renda…

Restaurei minha relação com a família, e em vez de discussões, passamos a conversar e nos apoiar…

E o mais incrível, foi que até minha saúde foi restaurada, eu vivia com dor de cabeça e com problemas estomacais e após essa mudança, me senti mais jovem e com mais disposição.

Tudo isso só aconteceu porque eu aprendi que a solução dos problemas não estavam fora de mim, mais sim na minha mente.

Tem uma frase que ressoou na minha cabeça durante todo período de recuperação que eu passei. Essa:

O que acontece na minha vida é apenas 10% os outros 90% depende de como eu vou reagir ao que acontece!

LIÇÃO: Foque em resolver onde você tem controle, e sabe onde é? Em sua mente e suas emoções.

Há! E caso você não saiba como controlar sua mente e suas emoções, é só aprender!

Gostou? Então deixe sua gratidão! Grande abraço!

Diogo Cabral

Fonte: Física Qântica e Espiritualidade

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: COMO ENXERGAR OS 90% DAS COISAS QUE EXISTEM E NÃO VEMOS

FÍSICA QUÂNTICA: A ILUSÃO DO ESPAÇO-TEMPO E O CAMPO UNIFICADO DA CONSCIÊNCIA

Neste sábado de quarentena você vai tirar um tempo para aprender um pouco mais sobre mecânica quântica. Entender o que é tempo e espaço e seu significado na visão do observador e da consciência. O tempo é uma questão de percepção. O progresso na física teórica durante a última década levou a uma compreensão mais unificada das leis da natureza, culminando na recente descoberta de teorias de campo completamente unificadas. Nessas teorias, a consciência é vista como um campo, o campo unificado que contém tudo o que existe. Dentro desse campo, o tempo não existiria independentemente da mente que o percebe e o espaço não seria nem físico e nem fundamentalmente real, mas um modo de interpretação e compreensão da realidade, uma parte de algum tipo de software cerebral que molda as percepções em objetos multidimensionais. Assim, as sensações visuais não seriam partes de objetos externos, mas construções televisuais dos mecanismos representativos da percepção. Desta forma, a consciência estaria localizada em sua própria camada externa às dimensões do mundo físico, em um espaço além de todos os espaços-tempos físicos atualmente postulados. Assista ao vídeo completo a seguir e compreenda o universo a partir da teoria quântica!

Fonte:

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A ILUSÃO DO ESPAÇO-TEMPO E O CAMPO UNIFICADO DA CONSCIÊNCIA

FÍSICA QUÂNTICA: A PERSPECTIVA QUÂNTICA SOBRE A MATEMÁTICA

Nesta terça-feira o destaque da nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA é a matemática sob o olhar da soma quântica. Um texto que tenta alinhar a matemática sob o prisma da soma quântica para que o cidadão médio entenda o mundo quântico. Leia o texto completo a seguir e aumente o seu conhecimento quântico!

Soma quântica, um novo olhar sobre a matemática. – Leveconsciencia

Soma quântica, um novo olhar sobre a matemática.

Embora para a maioria seja vista como uma coisa muito simples,  a operação de soma é uma das mais incompreendidas pelo ser humano segundo a matemática de Pitágoras.

Segundo Lavoiser na natureza nada se perde e nada se cria, o que significa que toda coisa nova é um processo que agrega algo sem desaparecer com o que existia. Sob este ponto de vista,  a transformação é uma nova dimensão que se soma a que já existe e a atuação conjunta destas duas realidades se apresenta em uma nova forma, como se fossem ondas sobrepostas.

Então, a velha formula de 1+1 é 2 está incompleta por passar a ideia da eliminação dos elementos anteriormente existentes para o surgimento de um novo.

Do ponto de vista da natureza humana, temos duas forças dentro de nós disputando espaço de nossa consciência. A natureza da analise(1), que busca separar e compreender e a natureza da síntese(2), que busca simplificar, unir e sentir.

Hemisférios-cerebrais.jpg

O número 1 é a representação da individualidade que expressa que cada individuo é único no universo, e por mais que haja alguém ou alguma coisa semelhante, jamais será exatamente igual, pois a natureza não se repete.

Assim, quando temos duas pessoas trabalhando juntas, cada uma mantêm suas características individuais, mas surge ao mesmo tempo uma dualidade que reúne estas características em perfeita colaboração, formando assim uma nova energia que pode ser a soma das duas energias individuais se houver perfeita harmonia entre eles.

Por exemplo,quando um casal se une, juntos formam uma dualidade, mas não deixam de manter suas individualidades.

Essa perspectiva faz toda diferença no estudo da Numerologia e seus significados psicológicos para o ser humano.

O numero 3 nada mais é do que um outro elemento trabalhando junto com esta dupla de parceiros.  Pode ser por exemplo a nossa própria consciência utilizando ao mesmo tempo suas duas metades, a racional e a emocional. Se a consciência se mantiver acesa e observadora, poderá ter insights criativos a partir deste trabalho conjunto e criar assim uma terceira via que resolveria o impasse gerado pelo confronto razão-emoção.

Por isso o numero 3 representa a Criatividade, beleza, alegria, espontaneidade e o inesperado.

E assim se formam simbolicamente os demais números, pela união do observador com a coisa observada sem perder as dimensões anteriores e cada vez acrescentando uma nova onda de percepção.

O número 41 por exemplo, no método sintético seria apenas um numero 5 (4+1) que representa a mudança. Mas sob o ponto de vista integral ou quântico, temos a influencia do 4  que representa a estabilidade, atuando sobre o 1 que representa a individualidade ou iniciativa,  gerando movimento e mudança.

Mas esta mudança é de certa forma cadenciada porque a força estabilizadora do 4  contem em parte a força propulsora do 1.  Todas as forças estariam presentes e atuando simultaneamente gerando uma nova resultante.

Já o inverso, o número 14, que soma 1+4 teria uma sutil diferença porque neste caso estamos dizendo que a energia básica ou primária é a iniciativa (1) atuando sobre algo estático (4) produzindo uma especie diferente de movimento em forma de solavancos, uma vez que quanto mais resistência é oferecida, maior a energia ampliada pela iniciativa e a vontade, resultando em uma ruptura ou mudança brusca de posição até voltar a estabilidade novamente.

Na numerologia, encontramos os números da Alma somando as vogais e a Personalidade é a resultante das consoantes.  A missão é a soma da Alma com a Personalidade.

Mas vejam, A alma continua a existir, agora vivenciando uma nova personalidade, cuja resultante é um novo trabalho e uma nova experiencia que chamamos de missão.

Isso vale para todos os números e para todas as formas de energia que o Universo manifesta através da diversidade.

Crescei e multiplicai-vos!

Em outras palavras somai ao que já sois,  novas experiencias e novas compreensões, transformando sua própria natureza sem nunca perder sua essência…

A Unidade na diversidade.

Fonte:

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: A PERSPECTIVA QUÂNTICA SOBRE A MATEMÁTICA

FÍSICA QUÂNTICA: SAIBA O QUE É “ALEGRIA QUÂNTICA” E QUAL A SUA CONTRIBUIÇÃO COM A AUTOCURA

FÍSICA QUÂNTICA: SAIBA O QUE É “ALEGRIA QUÂNTICA” E QUAL A SUA CONTRIBUIÇÃO COM A AUTOCURA
Girl jumping with scarf

Neste sábado estamos publicando na coluna FÍSICA QUÂNTICA um artigo espetacular sobre a ALEGRIA e qual a sua relação com a física quântica. Saiba qual a contribuição da alegria com a sua saúde, conheça o poder desse sentimento mudar a sua vida, das outras pessoas ao seu redor e até mesmo elevar a frequência vibratória na humanidade como um todo.

Resultado de imagem para o poder da alegria quântica

*A ALEGRIA QUÂNTICA!*

Uma pessoa é tão feliz quanto a sua mente decidir.
(Abrahan Licoln).
Por definição e de maneira simples, a Física Quântica é a ciência que estuda os fenômenos ligados às partículas atômicas e subatômicas, tais como elétrons, prótons, moléculas e fótons.
E nessa perspectiva, na sociedade moderna, temos exemplos que foram resultados de pesquisa nessa área: o raio laser, a ressonância magnética, os controles remotos, o micro-ondas e nossos inseparáveis celulares e computadores.⠀⠀
Segundo o Princípio da Simetria, dentro da Física Quântica, o universo opera por meio de frequências.
 Uma partícula só se materializa a partir da observação da mente humana, ou seja, a mente tem o poder de tornar real aquilo que ainda está no campo das ideias.⠀⠀
Nossos pensamentos começam a desenhar nossos sonhos e isso emite uma emoção, fazendo o pulso elétrico do coração aumentar, aumentando também nossa frequência eletromagnética (o ❤ emite uma frequência 5000x mais forte que a do pensamento), que abrange entre 1,5 a 2,4 em torno da pessoa.
O tempo todo, trocamos energia com as outras pessoas, emitimos e recebemos.
Já percebeu que, em algumas ocasiões da vida, nosso magnetismo pessoal fica muito forte, somos notados sem muito esforço? Comumente chamamos isso de poder pessoal, que é quando estamos alinhados interiormente.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Aí você está se perguntando: mas qual é a relação da ALEGRIA com a Física Quântica?
A alegria é uma das vibrações mais altas que emanamos, até mais forte que o AMOR.
A sensação de alegria, que é uma das frequências vibratórias (540 htz) mais altas que um ser humano pode emanar, cura o corpo, a alma e o espírito.
A alegria atrai a prosperidade plena e também tem o poder igualmente poderoso de curar as pessoas ao seu redor, assim como o amor.
Ser alegre atrai o amor dos outros e contagia,  fazendo com que as pessoas fiquem à vontade e apreciem a sua cia.
A alegria que você cultiva em si mesmo pode se transformar numa preciosa dádiva para as outras pessoas e para o Universo, diminuindo a dor e o sofrimento do mundo.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Se estamos todos interligados, porque trocamos energia, é claro que tudo o que vem, volta.
Quem está com raiva, sentindo-se frustrado, atrairá mais pessoas ou situações nessa mesma frequência.
Ao manifestarmos aquilo que sentimos, esses mesmos sentimentos que carregaremos conosco, atuarão como imã.
 Ainda que racionalmente você pense no melhor, somente o seu sentimento prevalecerá.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Você ainda tem dúvida sobre a importância da quântica da alegria para materializar objetivos?
Experimente a alegria em doses diárias!
Ame, abrace, seja grat@! Quem vibra no bem, alegria tem!

Aloha! 🕉

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: SAIBA O QUE É “ALEGRIA QUÂNTICA” E QUAL A SUA CONTRIBUIÇÃO COM A AUTOCURA

FÍSICA QUÂNTICA: SOMOS MUTANTES

Na coluna CIÊNCIAS desta quarta-feira trago um texto profundamente esclarecedor do brilhante médico, filósofo e Best Seller Deepak Chopra sobre a constituição do ser humano onde ele afirma que “Somos Mutantes”. Leia com atenção, conheça de que somos feitos e como funciona o nosso corpo energético do ponto de vista quântico.

QUAL ENERGIA ALIMENTA O SEU CORPO?

 

Somos as únicas criaturas na superfície da Terra capazes de transformar nosso corpo por meio do que pensamos e sentimos. Nossas células estão constantemente observando nossos pensamentos e sendo modificadas por eles.

Um ataque de depressão pode arrasar nosso sistema imunológico. Serenar-se, ao contrário, pode fortifica-lo intensamente. A alegria e a atividade harmoniosa nos mantém saudáveis e prolongam a vida. A lembrança de uma situação negativa ou triste libera os mesmos hormônios e substâncias biológicas destrutivas que o stress.

Evite os julgamentos

Suas células estão constantemente processando todas as suas experiências e metabolizando-as de acordo com o seu ponto de vista pessoal. Não se pode simplesmente captar dados isolados e confirma-los com um julgamento. Você se transforma na interpretação quando a internaliza.

“A medicina está em você e você não a usa. A doença vem de você mesmo e você não se dá conta” frase de Hansrat Ali.

Quem está deprimido projeta tristeza em todas as partes do corpo. A produção de neuro transmissores a partir do cérebro se altera, o nível de hormônios varia, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptídios na superfície externa das células da pele se modificam, as plaquetas sanguíneas tornam-se mas viscosas e mais propensas a formar grummus e até as suas lágrimas contém traços químicos diferentes das lágrimas de alegria.

Qual o corpo que queremos?

Estes fatos confirmam a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente necessitamos. Todo esse perfil bioquímico será drasticamente modificado quando a pessoa se sentir tranquila.

Shakespeare não estava sendo metafórico quando, através de seu personagem Prospéro, disse: “Somos feitos da mesma matéria que os sonhos”. Recorde-se que ao abrir seu coração e sua mente evitará que algum cirurgião o faça por você.

Quer saber como está seu corpo hoje? Então recorde-se do que pensou e sentiu ontem. Quer saber como estará seu corpo amanhã? Observe seus pensamentos e emoções hoje!

Fonte do texto: Saúde Perfeita, Deepak Chopra

Deepak Chopra é um médico indiano, radicado nos EUA desde a década de 70 com especialização em endocrinologia os EUA. Filósofo de reputação internacional, já escreveu mais de 35 livros, um dos mais respeitados pensadores da atualidade.

Fonte: Instituto Ciência e Luz

 

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: SOMOS MUTANTES

FÍSICA QUÂNTICA: O SAL GROSSO POSSUI OS MESMOS EFEITOS DA ONDA DE COR VIOLETA

Cientificamente falando o sal grosso possui as mesmas características da cor violeta e é capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. Desta forma o sal grosso possui os mesmos efeitos da onda de cor violeta. Serve para combater o mau-olhado e deixa a casa a salvo das energias não benéficas. O texto a seguir, de autor desconhecido, dá excelentes orientações sobre a utilização do sal grosso com água para afastar as energias não benéficas do seu lar.

Resultado de imagem para De forma científica, a frequência vibracional do Sal Grosso é da ordem de 728 THz (Tera-hertz) e seu comprimento de onda é de exatos 415 nm (nanômetros). Estas são as mesmas características da cor violeta que possui frequência entre 668 e 789 Thz com um comprimento de onda entre 380 e 450 nm. Portanto o Sal Grosso possui os mesmos efeitos da onda de cor violeta, e é capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos.

Sal Grosso não é apenas misticismo

De forma científica, a frequência vibracional do Sal Grosso é da ordem de 728 THz (Tera-hertz) e seu comprimento de onda é de exatos 415 nm (nanômetros). Estas são as mesmas características da cor violeta que possui frequência entre 668 e 789 Thz com um comprimento de onda entre 380 e 450 nm.

Portanto o Sal Grosso possui os mesmos efeitos da onda de cor violeta, e é capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos.

O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes.

Muitos povos antigos usavam o sal para combater o mau-olhado e deixar a casa a salvo de energias negativas. E isso permanece até os dias atuais.

As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa, por isso, colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha equilibra essas forças e deixa a casa mais leve.

Para uma sala média onde não circula muita gente, um copo de água com sal em dois cantos é suficiente.

Em dois ou três dias, já se percebe a diferença. Quando se formam bolhas é hora de renovar a salmoura.

A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é, as partículas de energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos ambientes.

A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite, no quarto, para que o sono não seja perturbado.

Uma pitada de sal sobre os ombros afasta a inveja.

Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, coloca-se uma fila de sal na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada.

Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário.

Outra tradição, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são: um copo de água e outro com sal.

É barato, fácil de encontrar, pode lhe ajudar em momentos de dificuldade e de esgotamento energético!

(Autor desconhecido)

Fonte: Verdade Mundial

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: O SAL GROSSO POSSUI OS MESMOS EFEITOS DA ONDA DE COR VIOLETA

FÍSICA QUÂNTICA: SEM COMEÇO NEM FIM, O UNIVERSO SEMPRE EXISTIU, POR MARIO NOVELLO

No meu novo livro “Coração, Intuição e Gratidão, um atalho para s vida plena”, eu mergulho na física quântica para mostrar que nós fazemos parte de um universo totalmente conectado onde tudo está interligado e para chegar a esse raciocínio faço algumas indagações para chegar a algumas conclusões: “O que Deus estava fazendo antes de criar o céu e a terra? O que acontecia antes do Big Bang? Como acredito em lógica e sensatez, só me ocorre uma resposta sensata:  antes de Deus, antes de qualquer coisa que possamos imaginar, a eternidade sempre esteve lá. Portanto, esse é o princípio da existência. A eternidade não tem passado, presente ou futuro e por isso é atempo­ral. Então nada pode existir antes dela, pois ela contém todas as possibilidades — tudo que exis­te, existiu ou existirá um dia”. 

Coincidentemente a revista Superinteressante publicou um artigo que concorda totalmente com o meu pensamento e explica em detalhes e cientificamente como tudo isso acontece. Portanto, convido você a ler esse artigo altamente esclarecedor sobre algo que, para a maioria das pessoas está tão distante. Boa leitura!

SEM BIG BANG. Um dos maiores físicos do Brasil acredita que o Universo não teve começo e nem fim; sempre existiu, e pulsa em ciclos

Foto: Reprodução/Super Interessante

No Budismo, o Universo é eterno, sem começo ou fim. Existem apenas ciclos de criação e destruição, chamados mahākalpa. Cada mahākalpa tem quatro subdivisões temporais, os kalpas. No primeiro kalpa, o mundo nasce, e semideuses reluzentes com 80 mil anos de vida cruzam os céus. O segundo kalpa, em que nós vivemos, é imperfeito, com decadência, guerra e miséria. O terceiro estágio é a dissolução do cosmos em fogo. E o quarto é o vazio absoluto – um interlúdio. É então que o vento primordial planta a semente do próximo mahākalpa.

Trata-se de uma cosmologia cíclica, típica das religiões do subcontinente indiano. Ela é bem diferente da criação na concepção judaico-cristã, em que Deus faz o mundo, vê que ele é bom e deixa o reality show rolar – sem data de validade. Todas as etnias têm uma cosmologia, que se apresenta em um desses dois tipos: ou o Universo é eterno e cíclico, ou emergiu em um instante único.

Essa dicotomia básica se mantém viva entre os cosmólogos – físicos que investigam a estrutura e a história do cosmos. A maioria deles advoga que o Universo teve um início definido, num estado denso e quente, e vem se expandindo desde então (o Modelo Cosmológico Padrão, popularmente chamado de Big Bang). Mas um grupo divergente propõe que o Universo infla e esvazia como um balão – e que a fase de expansão atual, em que as galáxias estão se afastando umas das outras, foi precedida por uma fase de contração. Um mahākalpa anterior ao nosso.

Um dos maiores estudiosos de universos cíclicos trabalha em um escritório no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no bairro carioca da Urca. Mário Novello nasceu no Rio de Janeiro em 1942, filho de imigrantes italianos da província da Calábria. Aos 12 anos, ganhou do pai o livro O Universo e o Sr. Einstein, de Lincoln Barnett. E decidiu que dedicaria a vida à cosmologia – ainda que a palavra sequer existisse na época. “Meu pai riu e falou: bom, compete a você fazer isso. Acabou que aconteceu mesmo.”

Novello cursou física na Faculdade Nacional de Filosofia (hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro, a UFRJ) com alguns professores lendários – como José Leite Lopes, especialista em partículas que se doutorou em Princeton orientado por Wolfgang Pauli. Leite, diga-se, foi um dos fundadores do CBPF, onde Mário começou a estagiar durante a graduação. Era um lugar bem frequentado: às vezes, César Lattes, um dos descobridores da partícula subatômica méson pi, fazia uma visita.

Em 1968, com o decreto do AI-5, Leite Lopes foi cassado pela Ditadura Militar. Preocupado com os rumos da ciência nacional sob a opressão do regime, ele recomendou a seu pupilo que fosse fazer doutorado na Universidade de Genebra, na Suíça, com Josef-Maria Jauch. Foi então que Novello saiu do mundo das partículas subatômicas – área de especialização de seu mentor brasileiro – e começou a se envolver com o estudo do cosmos, seu objetivo desde a adolescência.

Em 1979, já com uma carreira sólida, Novello publica um modelo pioneiro de Universo com boucing, isto é: um Universo como o proposto pelo Budismo – que de tempos em tempos entra em colapso, atinge um tamanho minúsculo e volta a se expandir, reciclando seu conteúdo de matéria e energia. Nessa visão, não há Big Bang: o Universo não precisa ser criado, porque ele sempre existiu. É um debate esotérico, que deve ser explicado com calma. Se o Universo se expande, como pode ele se contrair? O que exatamente é o Big Bang? Houve algo antes dele? Para entender a obra de Novello, é preciso mergulhar na física do século 20. Vamos nessa.

A origem

Imagine que a Terra e todos os astros desapareceram. Só resta você, flutuando no vácuo escuro. Mas ainda é possível ir para cima e para baixo, para frente e para trás. Percorrer as três dimensões. Esse é o espaço em sua forma bruta, e na visão de Newton ele era algo estático: um mero cenário em que a realidade se desenrola. Foi só quando Einstein publicou a Relatividade Geral, em 1915, que isso mudou. As novas equações abriram espaço para uma percepção bizarra: a de que o espaço em si – o tecido do Universo – pode se contrair ou se expandir. Albert, conservador, se negou a acreditar nesse enche-e-esvazia. Por isso, em 1917, ele bolou a constante cosmológica: um número que força as equações a descrever um Universo estático, condizente com o preconceito vigente.

Outros físicos tiveram a mente mais aberta. Em 1922, o russo Alexander Friedmann sacou que a constante cosmológica era um adendo desnecessário, e resolveu as equações de Einstein de maneira a gerar um Universo em expansão. Cinco anos depois, em 1927, o padre belga Georges Lemaître (que, apesar da carreira eclesiástica, tinha doutorado no MIT) refez o trabalho sem saber da obra do colega russo. Einstein odiou. “Seus cálculos estão corretos, mas sua física é abominável”, disse. Ou seja: não é porque uma conta deu certo que ela descreve o mundo como ele é.

Einstein estava certíssimo. O problema é que a conta errada, neste caso, era a dele. A prova cabal veio em 1929, quando Edwin Hubble observou que a maioria das galáxias visíveis estão se afastando de nós. Aquelas que estão duas vezes mais longe se afastam duas vezes mais rápido, as que estão três vezes mais longe se afastam três vezes mais rápido. Isso ocorre porque – adivinhe só – o Universo em si está mesmo se expandindo, o que aumenta a distância de qualquer ponto em relação a qualquer outro ponto. É como colar moedas na superfície de um balão murcho e então enchê-lo. Da perspectiva de qualquer uma das moedas, as demais moedas vão se afastar. Afinal, é a borracha embaixo delas que estica.

Uma consequência peculiar de um Universo em expansão é que, se ele fica cada vez maior no futuro, é porque ele foi menor no passado. E menor significa mais apertado, quente e denso. Usando um número chamado constante de Hubble – a taxa de separação das galáxias –, dá para fazer engenharia reversa com as equações da Relatividade e concluir que houve um momento em que todas as galáxias coexistiam em um “ponto” só. Esse “ponto” é tão pequeno que não possui dimensão alguma. É uma singularidade, que Lemaître chamou de “átomo primordial”.

O astrônomo Fred Hoyle zombou da ideia na TV, chamando-a de “teoria do Big Bang”. O tiro saiu pela culatra, e o nome ficou. Depois, nos anos 1960, teoremas dos britânicos Stephen Hawking e Roger Penrose confirmaram que, dadas certas condições, as singularidades não são uma aberração: elas podem existir no arcabouço de Einstein. Na mesma época, em 1965, Arno Penzias e Robert Wilson descobriram uma interferência misteriosa em uma antena de rádio causada por resquícios de radiação que, depois descobriu-se, eram uma relíquia dessa época primordial, quente e densa. As evidências favoráveis ao Big Bang se acumularam. Mas ele precisava de ajustes.

Os balões aqui atrás são o Universo. Na cosmologia hegemônica do Big Bang, eles nunca vão parar de inflar: o destino do cosmos é se expandir para sempre. (Felipe Del Rio/Superinteressante)

Inflados e quicantes

Olhar para o céu é olhar para o passado. Quando alguém diz que uma estrela está a 500 anos-luz de nós, a ideia é que a luz dessa estrela demora 500 anos para alcançar nossos olhos. A coisa mais antiga que podemos ver no céu foi emitida 300 mil anos após o Big Bang e acaba de ser mencionada no parágrafo anterior: é a tal radiação captada pela antena de Penzias e Wilson, chamada radiação cósmica de fundo. E ela tem uma característica crucial: é extremamente homogênea. Áreas muito distantes entre si, que os cálculos do Big Bang indicavam jamais terem entrado em contato no passado, exibiam propriedades idênticas.

O problema nisso é o seguinte: se você está com a mão fria e pega na mão quente de outra pessoa, logo as duas mãos atingem o equilíbrio térmico. Mas duas áreas do Universo separadas por distâncias descomunais não poderiam estar em equilíbrio. E essa dúvida o Big Bang de Lemaître não responde.

Para resolver este e outros problemas, em 1979, os astrônomos Alexei Starobinsky na URSS e Alan Guth nos EUA tiveram a ideia da inflação. Um pequeno ajuste ao modelo clássico. A hipótese afirma que, originalmente, todas as áreas do Universo primordial estavam próximas o suficiente umas das outras e, por isso, tornaram-se homogêneas. Então, houve um período brevíssimo de expansão acelerada em que diferentes regiões do Universo simplesmente saíram do campo de visão uma da outra. Agora, a expansão desacelerou, e essas áreas estão retomando contato

Na explicação mais aceita, o Universo começou em um estado quente e denso há 13,8 bilhões de anos, e vem se expandindo desde então. Entenda a visão da origem do cosmos predominante na Física:

1. Singularidade?

Só uma teoria quântica da gravidade, que ainda não existe, pode explicar o momento inicial – onde a Relatividade de Einstein “dá defeito” e prevê a existência um ponto de dimensões infinitamente pequenas chamado singularidade. A natureza da singularidade é insondável para a física disponível hoje, e muitos teóricos que trabalham com a hipótese da inflação preferem não abordar essa questão.

2. Inflação

Um período de estiramento acelerado em um passado profundo garante a uniformidade na distribuição de matéria e energia no Universo.

3. Energia Escura

Hoje, uma força misteriosa que se manifesta matematicamente na forma da já mencionada constante cosmológica de Einstein acelera novamente a expansão do cosmos – impedindo que ele volte a se contrair um dia.

Outro mistério do Big Bang é a singularidade em si. Quando um infinito (nesse caso, um “ponto infinitamente denso”) aparece em uma conta, em geral é sinal de que a teoria não é capaz de explicar o que ocorre ali, e não de que o infinito existe mesmo. Alguns defensores da inflação cósmica afirmam que ela elimina a necessidade da singularidade, mas o próprio Alan Guth, em 2003, afirmou que o passado de seu modelo é incompleto: mesmo que tenha ocorrido uma inflação, isso não diz nada sobre se houve uma singularidade antes dela, no início de tudo. “No cenário convencional, a inflação não descarta a singularidade, mas a esconde”, diz Novello. Ou seja: é interessante construir modelos que não exigem uma singularidade.

A hipótese cíclica de Novello resolve essas duas questões. Por um lado, explica a uniformidade na temperatura e em outros parâmetros: diz que todas as áreas do Universo já entraram em contato antigamente, na fase de contração que veio antes do Big Bang. Isso elimina a necessidade de incluir um período de inflação. Além disso, Novello elimina a singularidade que existiria entre o colapso do ciclo anterior e o início do novo ciclo. Antes de colapsar completamente, o tecido do espaço volta a se expandir [veja o gráfico abaixo], sem passar pela singularidade. “Nos anos 1970, Novello foi um pioneiro em testar universos eternos sem a singularidade inicial”, explica Juliano Neves, pós-doutorando pela UFABC.

1.Fase de contração

O Universo anterior entra em colapso e se compacta. Suas irregularidades são eliminadas e ele é uniformizado.

2. O Big Bounce

Em vez de um Big Bang, em que o Universo surge do na-da, aqui ele só volta a crescer após a fase de contração.

3. Não há período…

…de inflação. A distribuição uniforme de matéria e energia é explicada pela compactação do cosmos anterior.

4. O novo ciclo

O Universo volta a se contrair, para passar pelo próximo Big Bounce e reiniciar o ciclo.

Antes de abraçar a hipótese cíclica, é importante voltar à frase de Einstein: os cálculos podem até estar certos, mas isso não significa que sejam verdade. “O modelo com inflação de 1979 é o mais simples e elegante”, diz Raul Abramo, professor do Instituto de Física (IF) da USP. “Eu não consigo enxergar essa vantagem nos modelos cíclicos. Há uma dificuldade na implementação prática, eles não concordam com as observações. A física não se dá bem com modelos que exigem modificações em várias constantes para funcionar.”

De fato, é uma época difícil para defender a hipótese de Novello. Desde 1998, sabemos que a expansão do Universo é acelerada por algo de natureza misteriosa apelidado de energia escura. A descoberta rendeu o Nobel de 2011. Nesse ritmo de expansão, é difícil imaginar um cenário convincente em que o espaço volte a se contrair no futuro, para reiniciar um próximo ciclo. Mas há muito debate em torno da interpretação dos dados associados à energia escura (bem como em torno de muitos outros dados), de maneira que é impossível descartar de vez qualquer modelo. A mesma energia que hoje acelera o Universo pode ser responsável por fazê-lo se contrair posteriormente – e por evitar o colapso em uma singularidade.

Porém, seja a hipótese do Universo eterno plausível ou não, ela tem uma virtude inegável: fazer com que mais físicos tenham ideias do zero – e busquem conversar com áreas como a filosofia – em vez de seguir caminhos já trilhados. “Hoje, nós estamos partindo das equações e esquecendo dos princípios”, diz José Helayël-Neto, físico de partículas e colega de Novello no CBPF. “É muito mais fácil partir de um modelo que já existe, que foi feito por um Prêmio Nobel. Você tem acesso imediato a publicar seu trabalho em periódicos científicos respeitados.”

Ao longo da carreira, Novello orientou dezenas de mestres e doutores, escreveu livros de divulgação científica para o público leigo e realizou eventos que promovem o diálogo entre exatas e humanas. Sempre com a intenção de tornar a física uma ciência acessível e pensante – que construa em cima das velhas ideias em vez de apenas repeti-las. Eis uma teoria de sucesso irrefutável.

Fonte: Super Interessante

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: SEM COMEÇO NEM FIM, O UNIVERSO SEMPRE EXISTIU, POR MARIO NOVELLO

FÍSICA QUÂNTICA: SAIBA SOBRE O VÁCUO QUÂNTICO – E A DEFINIÇÃO PARA ESPAÇO VAZIO – MUNDO QUÂNTICO

Na nossa coluna FÍSICA QUÂNTICA deste domingo trago uma ENTREVISTA muito interessante com o professor e físico Marcelo Gleiser, onde ele explica o que é Vácuo Quântico e a definição para “espaço vazio”. Uma excelente oportunidade para você saber um pouco mais sobre mundo quântico e como utilizar esse conhecimento no seu dia a dia!

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: SAIBA SOBRE O VÁCUO QUÂNTICO – E A DEFINIÇÃO PARA ESPAÇO VAZIO – MUNDO QUÂNTICO

FÍSICA QUÂNTICA: O EFEITO BUMERANGUE E A LEI DO RETORNO

Uma lei universal afirma que tudo o que você faz volta para você. Chama-se de Lei do Retorno. Todas as religiões dizem isso, a física tradicional diz isso (lei de Newton) e até a física quântica também diz isso. Não é possível que todos estejam errados! Enfim, o que você faz volta para você, como se fosse um bumerangue.

Jesus disse que tudo o que o homem semear isso também colherá (Gl 6.7). E tudo que Jesus falou era pura Física Quântica. Esta é uma regra universalmente conhecida e respeitada: aquilo que você semeia, você colhe. Você é livre para semear ou não, e para escolher o que semeará, mas é escravo de suas escolhas, pois já diz o ditado: “você faz as suas escolhas e as suas escolhas fazem você”. Leia o texto completo a seguir e tire suas conclusões!

Resultado de imagem para o efeito bumerangue do bem

O efeito bumerangue

Tudo o que fazemos com o outro atraímos para nós mesmos pois a vida, na verdade, te dá apenas o reflexo do que você pratica.
 
Não devemos querer nada para nossa vida que custe o sofrimento de alguém. Devemos desistir completamente de obter coisas por malandragem ou vantagens que provoquem prejuízo aos outros.
 
Nada que vem pelo mal poderia resultar em algo bom.
 
Pessoas que conquistam coisas enganando, mentindo ou fazendo algo pelas costas dos outros, jamais poderiam ter outra colheita se não perdas cada vez maiores e essas perdas vem sempre naquilo o que mais afeta a pessoa, comumente dinheiro, amor ou saúde.
 
O resultado final das coisas que buscamos na vida vem como continuação da energia inicial.
 
Quem mentiu vai ser vítima de mentira.
 
Quem enganou vai ser vítima de engano.
 
Quem iludiu será vítima de ilusão.
 
Quem foi falso receberá falsidade e assim segue…
 
Se você quer que a sua vida dê certo, além de conquistar coisas duradouras que te tragam paz, conquiste pela honestidade e não tenha pressa.
 
Emoções como ansiedade, ganância e busca de vantagens, poderão te oferecer um resultado imediato e satisfatório com conquistas superficiais mas consequentemente as perdas virão no momento em que você mais precisar e poderão causar danos irreversíveis.
 
Tudo o que começa de forma errada termina de forma errada.
 
Quanto aos que sofreram injustiça, simplesmente sentem e aguarde. A vida é a força mais justiceira que existe.
 
Seja simplesmente para o outro como você gostaria que fossem para você e pratique aquilo o que gostaria de receber ou encontrar, dessa forma não haverá erro e você passa a se beneficiar do efeito bumerangue.
 
Danielle Madeira
Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: O EFEITO BUMERANGUE E A LEI DO RETORNO

FÍSICA QUÂNTICA: QUANDO VOCÊ SE RELACIONA COM ALGUÉM ESSE ALGUÉM SE MODIFICA E VOCÊ TAMBÉM

Na semana de inauguração da coluna FÍSICA QUÂNTICA estamos publicando duas vezes devido a grande aceitação e o interesse dos leitores pelo assunto. Então selecionei um texto que fala de “Relacionamentos” sob o olhar da ciência quântica para você entender como estamos todos interligados. Leia esse texto maravilhoso e entre no mundo quântico.

Os frutos dos relacionamentos

images

Diz a ciência quântica que o observador altera a coisa observada.

Então quando eu me relaciono com algo ou alguém, de alguma forma eu acrescento ou modifico esta pessoa ou coisa, e da mesma forma sou modificado por ela.

Então se algo novo surgiu a partir do meu relacionamento, esta parte nova sou eu.

É minha essência que foi adicionada, algo de mim que aderiu aquela pessoa ou situação.

Eu me identifico e me reconheço nela, pois revelou algo meu que estava oculto de mim mesmo.

Agora aquilo que estava em mim sem uma definição, foi explicitado e ficou visível, ganhou vida e forma através daquela pessoa, de tal maneira ficaram unidas que eu posso facilmente confundir uma com a outra, a minha parte com a parte que já era dela.

Eu me apego e me identifico então a estas coisas, pessoas, lugares e situações porque elas são partes de mim que ganharam visibilidade.

Eu as amo como a mim mesmo, pois elas são os espelhos que me mostram quem eu sou.

Queremos nos conhecer olhando para dentro, nos isolando do mundo, cuidando de nosso próprio eu, chegando mesmo a uma febre de eu em forma de egoísmo.

Pura tolice, pensar que eu sou este pequeno eu aprisionado.

Eu sou meus relacionamentos, eu sou o fruto de minhas palavras e ações que mudaram as coisas, por menor que seja esta mudança.

Eu sou o filho deste relacionamento duradouro entre algo em mim inconsciente e algo fora de mim que me toca e me chama a atenção.

Eu sou isso, intangível, inesplicavel, indescritível, invisível….

Eu sou o universo se individualizando pela experiência da observação particular dirigida a uma pequena parte do todo

Sou como sou o sol que se relaciona com a flor, a água que se relaciona com a pedra, a lua que se relaciona com as ondas do mar…

Eu sou o infinito se relacionando com a diversidade e criando vida e experiência …

Haveju

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: QUANDO VOCÊ SE RELACIONA COM ALGUÉM ESSE ALGUÉM SE MODIFICA E VOCÊ TAMBÉM

FÍSICA QUÂNTICA: SOMOS TODOS MUTANTES?

Caro(a) leitor(a),

A partir de hoje teremos uma coluna semanal sobre FÍSICA QUÂNTICA. Você deve estar se perguntando por quê eu deveria me interessar por Física Quântica? Em que isso pode ajudar a melhorar a minha vida? E a resposta é: Se você é cristão ou cristã e até mesmo se não é e gostaria de entender de verdade o Jesus nos disse e/ou ensinou, então você precisa entender a Física Quântica, pois foi o que Jesus tentou nos ensinar e a maioria das pessoas não entendeu. Pois é, a Palavra de Jesus é pura Física Quântica. Por isso resolvi publicar semanalmente aqui artigos, textos, comentários e curiosidades sobre o assunto. Assim começaremos, aos poucos, a enxergar aqueles 90% das coisas que venho falando aqui e nos meus livros, que normalmente não conseguimos enxergar sem a compreensão do que é o mundo quântico. Comecemos lendo o texto a seguir do brilhante médico e escritor Deepak Chopra sobre a nossa biologia.

Resultado de imagem para somos todos mutantes deepak chopra

Data: 19/03/2017

Somos todos mutantes?

Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos!
Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles.
Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.

Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte no corpo – a produção de neurotransmissores por parte do cérebro reduz-se, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície externa das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lagrimas de alegria.

Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição.
Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos.

A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido.

O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia.
Shakespeare não estava sendo metafórico quando Próspero disse: “Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos.”

Você quer saber como esta seu corpo hoje? Lembre-se do que pensou ontem
Quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje!

Ou você abre seu coração, ou algum cardiologista o fará por você!

Deepak Chopra

Fonte: Leve Consciência

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: SOMOS TODOS MUTANTES?

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho