BOAS NOTÍCIAS: UMA TECNOLOGIA REVOLUCIONÁRIO FAZ HOMEM PARAPLÉGICO VOLTAR A ANDAR

Após uma lesão completa na medula espinhal, devido um acidente de moto em 2017, um homem que perdeu a capacidade de andar. O italiano Michel Roccati participou de um ensaio clínico para ter um dispositivo de eletrodo implantado em sua medula espinhal. Ele está dando seus primeiros passos nesta semana graças a uma tecnologia revolucionária. Leia o artigo completo a seguir e saiba qual é essa incrível tecnologia!

Um homem que perdeu a capacidade de andar após um acidente de moto em 2017 está dando seus primeiros passos nesta semana graças a uma tecnologia revolucionária. (vídeo abaixo)

Após uma lesão completa na medula espinhal, o italiano Michel Roccati participou de um ensaio clínico para ter um dispositivo de eletrodo implantado em sua medula espinhal, que agora permite que ele fique de pé e caminhe com a ajuda de um andador.

Roccati e outros dois homens tiveram esse dispositivo eletrodo implantado diretamente na área entre as vértebras e a membrana da medula espinhal, que recebe correntes de um marca passo, implantado sob a pele do região do abdômen: “Estou livre”, disse Roccati. “Eu posso andar onde eu quiser.”

Os resultados do estudo foram publicados nesta segunda-feira na revista Nature Medicine.

“Em um único dia, programas de estimulação específicos de atividade permitiram que esses três indivíduos ficassem de pé, andassem, andassem de bicicleta, nadassem e controlassem os movimentos do tronco”, disse o estudo publicado na revista.

Experimento clínico

Roccati foi um dos três homens entre 29 e 41 anos a participar do ensaio clínico, conhecido como ensaio STIMO. Ele foi conduzido pela Dra. Jocelyne Bloch do Hospital Universitário de Lausanne e Grégoire Courtine do Instituto Federal Suíço de Tecnologia.

O estudo identifica a tecnologia por trás do dispositivo como estimulação elétrica epidural (EES), que visa segmentos da coluna vertebral e “restaura a caminhada em pessoas com lesão na medula espinhal”.

Com a ajuda de um software em um tablet, pesquisadores, assim como os próprios pacientes, conseguiram enviar pulsos elétricos para ativar músculos anteriormente paralisados.

Recuperação mais rápida

Anteriormente, as pessoas que estavam completamente paralisadas, mas mantinham a sensação, só eram capazes de andar novamente após vários meses de reabilitação intensiva por meio de estimulação elétrica na medula espinhal, mas o estudo STIMO mostrou resultados muito mais rápidos.

Dentro de uma semana de suas cirurgias, todos os três participantes do estudo puderam andar de forma independente com o uso de suporte de peso corporal de barras paralelas e um cinto de segurança.

“Pela primeira vez, temos não apenas efeito imediato – embora o treinamento ainda seja importante – mas também indivíduos sem sensação, sem movimento algum, foram capazes de recuperar a posição e andar independentemente do laboratório”, disse Courtine.

Quando chega para o público

Agora, a equipe responsável pelo STIMO espera expandir para um ensaio clínico maior nos EUA, mas levará mais três a quatro anos para que a tecnologia se torne comercialmente disponível.

Em uma coletiva de imprensa na semana passada, os pesquisadores anunciaram que a Food and Drug Administration dos EUA aprovou uma designação de “dispositivos inovadores” para acelerar o processo.

Assista ao vídeo –

Com informações do Yahoo Newscientist 

Fonte: Só Notícia Boa

Deixe uma resposta