AUTOCONHECIMENTO: EM BUSCA DA LUZ ATRAVÉS DA CHAMA TRINA

Achei muito importante a afirmação que diz: “Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta”. Porque me considero um buscador e sinto que as cargas negativas no meu caminho já foram removidas. Então, me sinto confortável e acredito na proteção desses amigos da luz. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e verificar se isso faz sentido pra você!

2º RAIO – UM DOS ASPECTOS DA CHAMA TRINA (3ª AULA)

Publicado por Fatima dos Anjos em 7 março 2010 às 0:55 em CHAMA TRINA

SEGUNDO RAIO – AMARELO DOURADO

Seja bem-vindo, o chamado dirige-se a todo aluno que se dedica ao trabalho em busca da Luz. Que continue no seu esforço sem deixar acontecerem interrupções. Isto significaria um atraso no Plano Divino, que foi preparado para os tempos vindouros. Aqui todo cooperador diligente encontra a sua participação no trabalho.

O peso da vida cotidiana é muitas vezes um atraso ao progresso espiritual para o aprendiz no caminho da Luz. Porém, isto não acontece por acaso; teremos que buscar o motivo em vidas anteriores. Se estiverdes constantemente preocupados em seguir o caminho do aprendizado, surgirá o momento em que estas coisas serão resolvidas pela ordem Divina, apesar das dificuldades exteriores.

Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta.

Da barulhenta ação da humanidade vem o desejo de silêncio e recolhimento interior que se torna cada vez mais forte. Vós, alunos, procurai também alcançar o silêncio, para que aprendais a vos recolher no aconchegante silêncio do vosso Eu Sou, quando a vossa vida for tormentosa.
Vossas vidas trazem consigo contato forte com a vida externa. E lógico que nem sempre podeis vos afastar sem quebrar a harmonia, porém aproveitai toda e qualquer oportunidade para entrar no silêncio, para dar ao vosso Divino Eu Sou, oportunidade de preencher-vos com as necessárias forças.

Falamos renovadamente do cumprimento de vossos ensaios diários de silêncio. Esta é uma condição em vosso caminho, através da qual conseguireis harmonizar o vosso mundo, preenchendo-o com Luz.

De vossos exercícios de meditação deveriam surgir reconhecimentos e idéias, se os realizásseis conscientemente. Estes dizem respeito a vossa cooperação e deveriam despertar capacidades, das quais até aqui não tivestes conhecimento. Continuai a vos esforçar, meus alunos, e não deixeis enfraquecerem os vossos bons propósitos.

Medite:
Imaginai-vos em uma Clara e luminosa aura dourada, que tem ação vivificante o Amor e Sabedoria
O Segundo Raio corresponde ao aspecto Filho da Santíssima Trindade e irradia os atributos da sabedoria interior, da compreensão e da iluminação. É a energia crística que rege o processo iniciático do homem e a ciência da união com o Todo. A Chama do segundo raio é iluminação, que é sabedoria através do amor.

É visto na relação do filho com o pai-mãe pois, livre da necessidade de se mover para a frente, ele se submete, por assim dizer, à avaliação, à iluminação e ao ensinamento. Este raio foi exemplificado na história por Buddha e por Mestre Jesus ambos forneceram modelos (a forma-pensamento fundamental) para a humanidade. Sua cor é também a cor do Sol, que não só alimenta mas ilumina.

É por sua influência que reconhecemos que toda sabedoria de que necessitamos está na Divina Presença que habita nosso coração e aprendemos a escutar com adoração e humildade a Sua voz. Vêm daí, então, a verdadeira compreensão dos semelhantes e a Consciência Crística que ama incondicionalmente.

A Chama da Sabedoria, possibilita a consciência e a ascensão através do conhecimento, através do foco centrado de sua inteligência.
Dizem os Elohins que a força do pensamento é como o sol, que é infinitamente maior que este planeta. Através da concentração, através da força da energia concentrada, podemos alcançar qualquer objetivo na vida. Dizem ainda, que tudo está a disposição desde que o pensamento esteja centrado, livre de egoísmo, falsos desejos, falsas modéstias e falsos medos. Dizem que a mente é capaz de criar mundos, capaz de fazer nos tornarmos deuses nesse mundo.

Num primeiro momento, o Criador se manifestou no Plano Mental Superior, conhecido também como Plano Celestial, e deu forma aos Elohins, pela força emanada dele mesmo. É por isso que estes seres se manifestam no Mundo Mental Superior, como uma derivação do próprio princípio divino, que foi adentrando nos mundos por Ele criados. Os Elohins são também conhecidos como Devas ( esta palavra, que vem do sânscrito, quer dizer deuses ou deidades).
Temos hábito de associar sabedoria a um processo mental, ou talvez a um esclarecimento dos nossos pensamentos ou da nossa forma de pensar.

No entanto, devemos lembrar que a Chama da Sabedoria atua também no Plano dos Sentimentos, por meio dos seus anjos. Há, portanto, um sentimento que também se chama sabedoria. Um sentimento de compreensão sobre o que nos cerca e sobre nós mesmos. Podemos imaginar algo mais simples e sábio que as Leis que regem a natureza? Podemos imaginar algo mais sábio que o instinto que perpetua a vida de um animal?

Não há no caso do animal nenhum processo mental envolvido, pois, por mais companheiros e amorosos que eles sejam conosco, sua reação não deixará jamais de ser instintiva. Portanto, somos obrigados a ver a sabedoria também como um instinto superior, latente em toda a natureza.
A Chama do Segundo Raio nos informa que fomos criados para sermos tementes a Deus e não para amá-Lo. Deus é nosso pai, mas não nos sentimos Seus filhos. Daí advém todo o sofrimento. O cristianismo largamente difundido no Ocidente nos reporta a um Deus que morreu na cruz para nos salvar, portanto, temos sérios motivos para sermos tristes e nos sentirmos culpados.
Muitas vezes somos cobrados pelas pessoas à nossa volta por estarmos alegres, como se isso fosse um pecado.

As pessoas muitas vezes julgam a alegria como um sentimento irresponsável, afinal, como podemos ser alegres no mundo em que vivemos?
A sociedade nos cobra seriedade, como se a alegria fosse também sinônimo de irresponsabilidade.

 

A Fraternidade Branca, nas palavras luminosas do Mestre Lanto, vem nos libertar da culpa de sermos alegres. E uma das grandes mensagens passada por este raio, é que devemos desenvolver em nós o estado de alegria.

O Elohim Cassiopéia diz: A alegria é um estado natural do homem. Quando o homem não está alegre, está doente.
As pessoas regidas por este Raio esforçam-se em aprofundar seus conhecimentos sobre a natureza humana e o Universo. Muitas vezes, atuam como professores e instrutores. Buscam a verdade e a Luz, possuem discernimento, são compreensivos, amorosos, tolerantes e procuram escutar os outros.

Seres pouco evoluídos, porém, manifestam essa influência na forma de apegos, curiosidade excessiva, loquacidade e temor.

Seja bem-vindo, o chamado dirige-se a todo aluno que se dedica ao trabalho em busca da Luz. Que continue no seu esforço sem deixar acontecerem interrupções. Isto significaria um atraso no Plano Divino, que foi preparado para os tempos vindouros. Aqui todo cooperador diligente encontra a sua participação no trabalho.

O peso da vida cotidiana é muitas vezes um atraso ao progresso espiritual para o aprendiz no caminho da Luz. Porém, isto não acontece por acaso; teremos que buscar o motivo em vidas anteriores. Se estiverdes constantemente preocupados em seguir o caminho do aprendizado, surgirá o momento em que estas coisas serão resolvidas pela ordem Divina, apesar das dificuldades exteriores.

Quando vossos amigos da Luz perceberem que estais constantemente seguindo vosso objetivo e buscando vosso caminho, darão a sua ajuda na remoção das cargas negativas. A Lei Divina garante ajuda ao aprendiz no caminho da Luz, se este está realmente disposto a atingir a sua meta.

Da barulhenta ação da humanidade vem o desejo de silêncio e recolhimento interior que se torna cada vez mais forte. Vós, alunos, procurai também alcançar o silêncio, para que aprendais a vos recolher no aconchegante silêncio do vosso Eu Sou, quando a vossa vida for tormentosa.
Vossas vidas trazem consigo contato forte com a vida externa. E lógico que nem sempre podeis vos afastar sem quebrar a harmonia, porém aproveitai toda e qualquer oportunidade para entrar no silêncio, para dar ao vosso Divino Eu Sou, oportunidade de preencher-vos com as necessárias forças.

Falamos renovadamente do cumprimento de vossos ensaios diários de silêncio. Esta é uma condição em vosso caminho, através da qual conseguireis harmonizar o vosso mundo, preenchendo-o com Luz.

De vossos exercícios de meditação deveriam surgir reconhecimentos e idéias, se os realizásseis conscientemente. Estes dizem respeito a vossa cooperação e deveriam despertar capacidades, das quais até aqui não tivestes conhecimento. Continuai a vos esforçar, meus alunos, e não deixeis enfraquecerem os vossos bons propósitos.

Medite:
Imaginai-vos em uma Clara e luminosa aura dourada, que tem ação vivificante o Amor e Sabedoria
O Segundo Raio corresponde ao aspecto Filho da Santíssima Trindade e irradia os atributos da sabedoria interior, da compreensão e da iluminação. É a energia crística que rege o processo iniciático do homem e a ciência da união com o Todo. A Chama do segundo raio é iluminação, que é sabedoria através do amor.

É visto na relação do filho com o pai-mãe pois, livre da necessidade de se mover para a frente, ele se submete, por assim dizer, à avaliação, à iluminação e ao ensinamento. Este raio foi exemplificado na história por Buddha e por Mestre Jesus ambos forneceram modelos (a forma-pensamento fundamental) para a humanidade. Sua cor é também a cor do Sol, que não só alimenta mas ilumina.

É por sua influência que reconhecemos que toda sabedoria de que necessitamos está na Divina Presença que habita nosso coração e aprendemos a escutar com adoração e humildade a Sua voz. Vêm daí, então, a verdadeira compreensão dos semelhantes e a Consciência Crística que ama incondicionalmente.

A Chama da Sabedoria, possibilita a consciência e a ascensão através do conhecimento, através do foco centrado de sua inteligência.
Dizem os Elohins que a força do pensamento é como o sol, que é infinitamente maior que este planeta. Através da concentração, através da força da energia concentrada, podemos alcançar qualquer objetivo na vida. Dizem ainda, que tudo está a disposição desde que o pensamento esteja centrado, livre de egoísmo, falsos desejos, falsas modéstias e falsos medos. Dizem que a mente é capaz de criar mundos, capaz de fazer nos tornarmos deuses nesse mundo.

Num primeiro momento, o Criador se manifestou no Plano Mental Superior, conhecido também como Plano Celestial, e deu forma aos Elohins, pela força emanada dele mesmo. É por isso que estes seres se manifestam no Mundo Mental Superior, como uma derivação do próprio princípio divino, que foi adentrando nos mundos por Ele criados. Os Elohins são também conhecidos como Devas ( esta palavra, que vem do sânscrito, quer dizer deuses ou deidades).
Temos hábito de associar sabedoria a um processo mental, ou talvez a um esclarecimento dos nossos pensamentos ou da nossa forma de pensar.

No entanto, devemos lembrar que a Chama da Sabedoria atua também no Plano dos Sentimentos, por meio dos seus anjos. Há, portanto, um sentimento que também se chama sabedoria. Um sentimento de compreensão sobre o que nos cerca e sobre nós mesmos. Podemos imaginar algo mais simples e sábio que as Leis que regem a natureza? Podemos imaginar algo mais sábio que o instinto que perpetua a vida de um animal?

Não há no caso do animal nenhum processo mental envolvido, pois, por mais companheiros e amorosos que eles sejam conosco, sua reação não deixará jamais de ser instintiva. Portanto, somos obrigados a ver a sabedoria também como um instinto superior, latente em toda a natureza.
A Chama do Segundo Raio nos informa que fomos criados para sermos tementes a Deus e não para amá-Lo. Deus é nosso pai, mas não nos sentimos Seus filhos. Daí advém todo o sofrimento. O cristianismo largamente difundido no Ocidente nos reporta a um Deus que morreu na cruz para nos salvar, portanto, temos sérios motivos para sermos tristes e nos sentirmos culpados.
Muitas vezes somos cobrados pelas pessoas à nossa volta por estarmos alegres, como se isso fosse um pecado.

As pessoas muitas vezes julgam a alegria como um sentimento irresponsável, afinal, como podemos ser alegres no mundo em que vivemos?
A sociedade nos cobra seriedade, como se a alegria fosse também sinônimo de irresponsabilidade.

A Fraternidade Branca, nas palavras luminosas do Mestre Lanto, vem nos libertar da culpa de sermos alegres. E uma das grandes mensagens passada por este raio, é que devemos desenvolver em nós o estado de alegria.

O Elohim Cassiopéia diz: A alegria é um estado natural do homem. Quando o homem não está alegre, está doente.
As pessoas regidas por este Raio esforçam-se em aprofundar seus conhecimentos sobre a natureza humana e o Universo. Muitas vezes, atuam como professores e instrutores. Buscam a verdade e a Luz, possuem discernimento, são compreensivos, amorosos, tolerantes e procuram escutar os outros.

Seres pouco evoluídos, porém, manifestam essa influência na forma de apegos, curiosidade excessiva, loquacidade e temor.

Fonte: Portal Arcoiris

Deixe uma resposta