ARTIGOS: DEUS ESPERA MUITO MAIS DE NÓS E NÃO APENAS MEDIOCRIDADE, POR WAGNER BRAGA

Pausa para se reconectar com quem somos e com nossos sonhos - Infográficos - Estadão

Artigo

Questionamentos, busca e curiosidade é o mínimo que o divino espera de nós “centelhas divinas”

Tenho lido muito e profundamente a respeito de DEUS, Religião, Espiritualidade e acima de tudo sobre Cristo nos últimos vinte anos. Esses são assuntos que sempre me atraíram e que acho deveriam atrair a atenção, senão, pelo menos a curiosidade, de todo ser humano. Questionamentos como:

– Quem ou o que é DEUS?

– Somos realmente a sua imagem e semelhança?

– De onde viemos?

– Estamos realmente sozinhos nesse universo infinito?

– Por que estamos aqui?

– Por que nascemos no lugar e na família que nos concebeu?

– Por que somos do jeito que somos?

– Por que sofremos tanto?

– Por que alguém nasce deficiente físico ou mental?

– Existe reencarnação?

– Se existe, qual a nossa missão ou objetivo em cada uma delas?

E tantos outros questionamentos passam pelas nossas mentes ao longo da vida, mas não nos preocupamos em buscar as respostas, uma vez que estamos sempre muito ocupados com trabalho, família, amigos, estudos, amor e tantas outras coisas que fazem parte do nosso cotidiano. E até nos preocupamos, mas, na maioria das vezes, procuramos no lugar ou à hora errada. Além do fato de que não são perguntas fáceis de se responder. Como já mencionei, estou buscando essas respostas, dia após dia, há pelo menos vinte anos, através de leituras e consultas das mais diversas correntes filosóficas e dos livros oficiais de várias religiões. Enfim, através da busca incansável por todos os meios e métodos ao meu alcance. Obtive algumas respostas, outras estão a caminho de serem respondidas e ainda restam muitas interrogações. Mas percebo que o mais importante de tudo isso é que não passemos por esta vida sem questionarmos os porquês, pois o conhecimento nos liberta e traz as soluções para os nossos problemas, os nossos males, as nossas fraquezas e tantas outras coisas que podemos melhorar e resolver nessa breve estada.

Esses questionamentos são importantes para todas as pessoas, mesmo sem considerar o seu credo religioso. Por exemplo, é importante tanto para os que acreditam como os que não acreditam em reencarnação. Para os que nela acreditam, é importante porque o aprofundamento nessas questões levará a pessoa a descobrir quantas vezes já reencarnou, em que estágio de consciência re-encarnacional ela se encontra e o que fazer para na próxima ser alguém melhor. Para aqueles que não acreditam, é importante porque podem questionar afirmações dogmáticas como: Já que eu só tenho essa vida, se eu for uma boa pessoa e fizer o bem serei salvo e entrarei no reino dos céus, apesar de todos os meus defeitos, fraquezas e pecados? Onde é o Reino dos Céus, como se chega lá, e depois de chegar o que acontece? E se eu não conseguir ser um bom indivíduo, vou para o purgatório ou para o inferno? E onde fica o purgatório? Onde fica o inferno? O que realmente acontece quando eu chegar lá? Estarei perdido para todo o sempre? Será que DEUS é tão cruel assim que não me dará uma nova chance?

Muitas e muitas pessoas apenas seguem os ensinamentos da bíblia ou de qualquer que seja o livro sagrado das mais diversas religiões sem questionarem absolutamente nada. Como se fôssemos literalmente ovelhas conduzidas por um pastor. Ora, se somos imagem e semelhança de DEUS e fomos os únicos agraciados com o maior presente do Pai, o “livre-arbítrio”, então temos não apenas o direito, como também a obrigação, de levantar esses questionamentos. Afinal de contas, somos seres inteligentes e segundo a ciência atual só utilizamos 5% da capacidade total do nosso cérebro. Portanto, se não o fizermos, estaremos nos igualando às ovelhas, seres irracionais. Acho que não é isso que DEUS quer de nós. Ele espera muito mais de seus filhos, assim como um pai que coloca seu filho no melhor colégio para estudar e ser alguém culto, sábio e vencedor.

Autor: Wagner Braga

Deixe uma resposta