Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

AUTOCONHECIMENTO: CARMA NÃO É CASTIGO, MAS O CUMPRIMENTO DA LEI UNIVERSAL

Na coluna AUTOCONHECIMENTO deste sábado temos um texto, magnífico de Emmet Fox, para reflexão sobre “Carma”. Aqui você vai entender de uma vez por todas o que realmente é Carma e assim poder utilizá-lo a seu favor na sua jornada cósmica. Leia o texto atentamente e ganhe o dia!

CARMA

Assim como o semelhante atrai o semelhante, o semelhante produz o semelhante. Esta é uma lei cósmica, o que significa que ela é verdadeira universalmente, através de toda a existência, até os planos superiores. Como afirmou Jesus, não se colhem uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos; e ele disse também:

Assim, toda arvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. (Mateus 7:17)

O mesmo acontece com nossos pensamentos, palavras e atos. Colheremos o que semearmos, às vezes quase imediatamente, às vezes depois de um longo intervalo. Mas sempre, cedo ou tarde, o semelhante produz o semelhante.

A reencarnação explica também as diferenças de talento que encontramos entre as pessoas. O músico nato é um homem que estudou música em uma vida anterior, talvez em várias vidas, portanto construiu essa capacidade em sua alma. Ele é hoje um músico talentoso porque está colhendo o que semeou ontem. No Oriente, essa lei de plantar e colher é conhecida como carma, e esse termo é conveniente.

É preciso ressaltar, no entanto, que o carma não é um castigo. Se você encostar a mão numa chapa quente, vai queimar os dedos. Isso vai doer, mas não é um castigo, apenas uma consequência benigna e reformativa, pois, depois de algumas experiências como essa na infância, você vai aprender a manter a mão longe do ferro quente. Assim, é tudo uma retribuição natural – você sofre porque tem uma lição a aprender.

Fonte: Emmet Fox, Dia a dia; Um pensamento inspirador para cada dia do ano, 2008.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho