ARTHUR LIRA QUE JÁ É RÉU NO STF É DENUNCIADO PELA PGR POR CORRUPÇÃO PASSIVA
Revista Veja Matéria: Deputados do " Centrão" Personagem: Aguinaldo Ribeiro e Artur Lira Foto: Cristiano Mariz Data:28/05/2019 Local: Câmara dos Deputados - Brasília - DF

PGR denuncia Arthur Lira, um dos líderes do ‘Centrão’, por corrupção passiva

05/06/2020 às 19:31

A Procuradoria-Geral da República denunciou nesta sexta-feira (5) ao Supremo Tribunal Federal (STF) o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), um dos principais líderes do chamado “Centrão”, bloco parlamentar informal na Câmara do qual o governo vem se aproximando.

A denúncia do MP é uma acusação formal feita ao Supremo. Caberá ao tribunal analisar se vai receber a denúncia. Se decidir receber, será aberta uma ação penal, e o deputado passa à condição de réu.

Lira é acusado de corrupção passiva em investigação no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo os investigadores, o parlamentar teria recebido R$ 1,6 milhão em propina da empreiteira Queiroz Galvão. De acordo com a denúncia, o dinheiro pagamento pelo apoio do PP à manutenção de Paulo Roberto Costa na diretoria da Petrobras. Costa foi preso em março de 2014, quando a Lava Jato foi deflagrada.

A acusação da PGR também envolve doleiros e executivo da Queiroz Galvão envolvidos no caso, acusados de lavagem de dinheiro.

Lira já é réu em outro processo no STF. Em outubro do ano passado, a Primeira Turma do STF recebeu a denúncia contra o deputado por corrupção passiva em uma ação que era desdobramento da Operação Lava Jato.

À época, a PGR acusou o deputado de aceitar propina de R$ 106 mil do então presidente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Francisco Colombo, em troca de mantê-lo no cargo. Arthur Lira teria recebido o dinheiro por meio de um assessor parlamentar, em 2012.

Fonte:  Blog do BG

Deixe uma resposta