VEJA QUAIS AS PRÓXIMAS CAPITAIS A  RECEBER O 5G

Anatel diz que SP, Rio, Curitiba, Goiânia e Salvador devem ser as próximas capitais com 5G

Agência liberou Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre a receberem a tecnologia nesta sexta-feira (29)

Fabrício Julião

Luana Cataldi

da CNN

em São Paulo

A  Anatel informou que Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Goiânia e Salvador devem ser as próximas capitais a receber o 5G.

O conselheiro da Agência Moisés Moreira disse que está havendo um estudo para a implementação da tecnologia nesses municípios, mas ainda não há data para a deliberação.

Mais cedo, foi anunciado que as capitais Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS) poderão ativar o 5G nesta sexta-feira (29).

A decisão ocorreu após reunião entre membros do Gaispi, grupo que acompanha a implementação das soluções de sinal e problemas de interferência nas faixas. A reunião teve início às 9h desta quarta-feira (27), chegando ao fim após a deliberação pela antecipação do 5G nas três capitais.

A tecnologia “full 5G” chegou ao Brasil no início do mês, em Brasília. A expectativa é que todas as capitais estejam com a tecnologia liberada até 29 de setembro.

Já para os municípios que possuem população igual ou superior a 500 mil habitantes, a previsão de liberação é a partir de 1º de janeiro de 2023.

“Belo Horizonte tem mais habitantes, então tem mais estações. Já Porto alegre e João pessoa possuem menos, mas o que determinou foi a entrega de equipamentos”, afirmou Moreira, ao responder sobre a escolha das próximas capitais a receberem a tecnologia.

O secretário já havia declarado anteriormente que São Paulo não tinha cumprido ainda as condições necessárias que consistem no início das atividades, e por isso não poderia ter concedida a deliberação.

“As exigências estão associadas à migração das parabólicas para a banda Ku (campanha de comunicação e distribuição de kits); na conclusão das atividades relacionadas à desocupação da faixa de 3.625 MHz a 3.700 MHz; e à mitigação de interferência na faixa de 3.700 MHZ a 4.200 MHz”, disse o conselheiro, há algumas semanas.

Deixe uma resposta