VARIEDADES:, CASAL SE SURPREENDE AO DESCOBRIR QUE EM MENOS DE DEZ MESES SERIAM PAIS DE CINCO FILHOS

Mulher tem cinco filhos em intervalo de 10 meses em Santa Catarina

Na terça-feira (12), Aline da Silva Costa deu à luz trigêmeos em Brusque; casal só ficou sabendo da gestação na vigésima segunda semana

Manoela Carlucci

da CNN

Mulher dá à luz trigêmeos poucos meses após ter filhos gêmeosMulher dá à luz trigêmeos poucos meses após ter filhos gêmeosHospital Azambuja

Um casal em Santa Catarina foi pego de surpresa ao descobrir que, menos de dez meses depois do nascimento de seus filhos gêmeos, teria mais trigêmeos. Os pais, a dona de casa Aline da Silva Costa, 28 anos, e o eletricista Elisandro Antunes, 32 anos, moram na cidade de Criciúma.

A descoberta veio na vigésima segunda semana de gestação, quando a mãe começou a sentir “desconfortos” e a “barriga dura, apertando tudo”. Aline, que ainda amamentava os filhos gêmeos, nascidos há poucos meses, não desconfiava que pudesse estar grávida.

Ao procurar atendimento médico, descobriu por meio de um ultrassom a gestação. “Foi um susto para nós”, lembra Aline.

Além dos recém-nascidos trigêmeos, o casal tem outros sete filhos: Kaua, 12, Jhenifer, 10, Thales, 7, Agata, 6, Maria, 4, e os gêmeos Vinicius e Vicente, de 10 meses. Aline diz que existem casos próximos de nascimento de gêmeos em sua família.

Posteriormente, foi transferida para a cidade de Brusque (SC) onde ficou internada no Hospital Azambuja por falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal na cidade em que moram.

Os trigêmeos Vitor Hugo, Victor e Valentim nasceram na manhã do dia 12 de julho de 33 semanas. “

O primeiro bebê a nascer foi Vitor Hugo, com 2,090kg e 46 centímetros, às 8h03. Em seguida veio Victor, com 2,100kg e 47 centímetros, às 8h05. Já Valentim nasceu com 2,270kg e 48 centímetros, às 8h09”, informou o hospital.

Até o momento de publicação desta reportagem, os três estavam na UTI, mas com quadro de saúde estável. Aline diz que eles “não têm previsão de saída da UTI”, mas crê que “até semana que vem estarão em casa”.

O acesso à UTI neonatal é aberto durante 24 horas para os pais que estão se revezando. A mãe também segue internada, mas “bem, só com um pouco de dor”. Os outros filhos estão com uma tia de Aline.

Com a repercussão do caso, a família diz que já recebeu diversas doações, mas que ainda precisam de “muita ajuda, afinal são cinco bebês”.

Doações para o casal podem ser encaminhadas diretamente ao Hospital Azambuja enquanto o casal estiver por lá e, depois, diretamente na casa deles.

Logo após o nascimento dos três, Aline recebeu como presente do hospital uma “Árvore da Vida” dos trigêmeos com um “carimbo” da placenta realizado logo depois do parto.

Apesar da surpresa, os pais diz que se sentem “abençoados por Deus.”

Deixe uma resposta