UTILIDADE PÚBLICA: SAIBA QUAIS AS CAPITAIS BRASILEIRAS QUE DECIDIRAM NÃO FAZER FESTA  DE RÉVEILLON NESTE ANO DEVIDO A PANDEMIA

Pelo menos 19 capitais não terão Réveillon este ano; veja quais são

À CNN, prefeituras que cancelaram as festas disseram que a preocupação com a pandemia é o principal motivo para a decisão

Anna Gabriela Costa  

Giovanna Bronze

Giulia Alecrim

da CNN

em São Paulo

 Atualizado 02/12/2021 às 08:37

Queima de fogos na praia de Copacabana, Réveillon Rio 2019Queima de fogos na praia de Copacabana, Réveillon Rio 2019Gabriel Monteiro/SECOM

Ao menos 19 capitais brasileiras decidiram não fazer festa de Réveillon neste ano devido à pandemia de Covid-19. O levantamento feito pela CNN confirmou que Campo Grande, Fortaleza, Macapá, Belo Horizonte, Salvador, São Luís, João Pessoa, Palmas, Teresina, Recife, Aracaju, Brasília, Belém, Goiânia, Vitória, Porto Alegre, Natal, Curitiba e Cuiabá optaram pela não realização de eventos para celebrar a virada de 2021 para 2022.

A prefeitura de Curitiba, capital do Paraná, afirmou à CNN que não terá festa de Réveillon este ano, porém, enfatizou que a cidade já não tinha a tradição de celebrar a data com grandes eventos.

A capital catarinense, Florianópolis, realizará apenas a queima de fogos, sem evento na avenida Beira-Mar, para evitar aglomerações. Campo Grande, Teresina, Belém e Cuiabá informaram que também cancelaram o Carnaval 2022.

Já Porto Velho e Boa Vista informaram que ainda não está definido se haverá ou não festa de Réveillon.

A prefeitura de Rio Branco não confirmou de maneira definitiva a informação sobre o Ano Novo até o fechamento desta reportagem.

Festas confirmadas

Rio de Janeiro confirmou nesta segunda-feira (29) que manterá a tradicional queima de fogos na praia este ano, pelo menos por enquanto. A decisão foi divulgada após reunião entre o Comitê Científico, que orienta a prefeitura do Rio de Janeiro em questões relacionadas à pandemia da Covid-19, e a secretaria municipal de Saúde.

As capitais Manaus, São Paulo e Maceió também informaram que a festa de Réveillon será mantida este ano.

No caso de Manaus, segundo o prefeito, a decisão sobre a realização ou cancelamento do evento será tomada e divulgada entre os próximos dias 10 e 12/12. “Nós já temos a contratação de um evento para o Réveillon, mas estamos analisando a possibilidade da liberação ou não do Réveillon e também do Carnaval na nossa cidade”, disse.

Cancelamentos

À CNN, as prefeituras que cancelaram as festas este ano disseram que a preocupação com a pandemia e o surgimento de uma nova variante do coronavírus são os principais motivos para a decisão.

“Diante desse cenário de incertezas, de indefinições, principalmente pelo que estamos vendo na Europa, do aumento de novos casos, e principalmente agora, com a chegada de uma nova variante. Diante desse cenário de insegurança, não há como realizar um evento desta proporção. A gente entende que não é hora de correr risco nesse momento”, disse o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM).

A prefeitura de João Pessoa afirmou que “a decisão foi tomada com o intuito de evitar aglomerações e a circulação de novas variantes da Covid-19, mesmo com o avanço da vacinação na capital”.

“Tomamos essa iniciativa por absoluta prudência, responsabilidade e respeito, de forma prioritária, à vida dos nossos irmãos cearenses. Não descansarei enquanto não vacinarmos toda a população cearense”, disse o governador do Ceará, Camilo Santana, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

“Temos enfrentado a pandemia com determinação. Com isso, diante do surgimento da nova variante do coronavírus, tomei a decisão de não realizarmos o Réveillon em São Luís. O momento nos pede prudência e responsabilidade. A nossa principal missão é cuidar das pessoas”, disse o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, por meio das redes sociais.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta