ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA QUINTA-FEIRA

Por G1

10/10/2019 20h17  Atualizado há uma hora


INTERNACIONAIS

Brasil na fila

Os EUA oficializaram apoio à Argentina e à Romênia na OCDE, também conhecido como clube dos países ricos. O Brasil ficou de fora, apesar de Bolsonaro ter comemorado o apoio dado por Trump durante visita na Casa Branca, em março. O governo americano afirmou que também defende a entrada do Brasil na OCDE, mas em outro momento. O Itamaraty diz que ‘nada mudou’.

  • CRISTIANA LÔBO: Brasil já sabia que seria 2º da fila, afirma Guedes

    Guerra na Síria

    Ataques da Turquia no norte da Síria forçaram milhares a sair de casa — Foto: Ismail Coskun/HA via APAtaques da Turquia no norte da Síria forçaram milhares a sair de casa — Foto: Ismail Coskun/HA via AP

    Mais de 60 mil pessoas deixaram suas casas em menos de um dia, após as forças de segurança turcas intensificarem os bombardeios contra os curdos no norte da Síria. O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que mais de 100 foram mortos desde o início dos ataques.

    Localidades atingidas pela ofensiva turca desta quarta-feira (9) — Foto: G1 Mundo

    Localidades atingidas pela ofensiva turca desta quarta-feira (9) — Foto: G1 Mundo

    Nobel de Literatura

    Vencedores dos prêmios Nobel de Literatura de 2018 (Olga Tokarczuk) e 2019 (Peter Handke). — Foto: Beata Zawrel e Georg Hochmuth / AFPVencedores dos prêmios Nobel de Literatura de 2018 (Olga Tokarczuk) e 2019 (Peter Handke). — Foto: Beata Zawrel e Georg Hochmuth / AFP

    A romancista polonesa Olga Tokarczuk e o escritor austríaco Peter Handke ganharam o prêmio Nobel de Literatura. Os dois vencedores são quase inéditos no Brasil. Olga tem só um livro lançado aqui, e Handke tem dois.

NACIONAIS

Óleo no Nordeste

Manchas de óleo na praia de Lagoa do Pau, no município de Coruripe, em Alagoas — Foto: Pei Fon/Raw Image/Estadão ConteúdoManchas de óleo na praia de Lagoa do Pau, no município de Coruripe, em Alagoas — Foto: Pei Fon/Raw Image/Estadão Conteúdo

A companhia estatal de petróleo da Venezuela negou responsabilidade pelo petróleo que atinge 139 pontos do litoral do Nordeste brasileiro.

O governo de Nicolás Maduro também criticou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que afirmou ontem que o óleo ‘muito provavelmente’ é venezuelano. Hoje, Salles disse que se baseou em dados da Petrobras é que a resposta dada pelos venezuelanos é descabida.

Especialistas da UFBA analisaram o material e também apontaram que o óleo é produzido na Venezuela.

 Leilão da ANP

O governo conseguiu arrecadar R$ 9,6 bilhões com o leilão da ANP para exploração de blocos de petróleo e gás. Apesar da cifra, algumas áreas não despertaram interesse dos investidores. Alvos de protestos e ação judicial por risco ambiental, áreas perto de Abrolhos (BA) ficaram sem nenhum lance.

Line-up do Lolla

Principais atrações do Lollapalooza 2021 — Foto: Divulgação; Fábio Tito e Marcelo Brandt/G1 e ReutersPrincipais atrações do Lollapalooza 2021 — Foto: Divulgação; Fábio Tito e Marcelo Brandt/G1 e Reuters

Guns N’ Roses, Travis Scott e The Strokes serão as principais atrações do Lollapalooza no ano que vem, que também promete a estreia do rapper Travis Scott, Gwen Stafani e Lana Del Rey. No cardápio brasileiro, terá combo de funk, Emicida, Pabllo Vittar, Ludmilla e Silva. Veja o line-up completo!

Também teve isso…

 Estrutura construída para fiscalização foi destruído; paredes estão queimadas e vidros quebrados — Foto: Fábio Tito/ G1 Estrutura construída para fiscalização foi destruído; paredes estão queimadas e vidros quebrados — Foto: Fábio Tito/ G1

Moradores tiraram fotos do jovem após considerarem a atitude dele como 'suspeita' — Foto: Reprodução/FacebookMoradores tiraram fotos do jovem após considerarem a atitude dele como ‘suspeita’ — Foto: Reprodução/Facebook

Iranianas torcem em estádio em Teerã durante partida eliminatória para a Copa do Mundo de 2022, entre Irã e Camboja, na quinta-feira (10). Esta foi a primeira vez que torcedoras tiveram permissão para assistir jogo em estádio em quase 40 anos — Foto: Atta Kenare/AFPIranianas torcem em estádio em Teerã durante partida eliminatória para a Copa do Mundo de 2022, entre Irã e Camboja, na quinta-feira (10). Esta foi a primeira vez que torcedoras tiveram permissão para assistir jogo em estádio em quase 40 anos — Foto: Atta Kenare/AFP

Mais "caixas misteriosas" são encontradas no Litoral do Ceará, em São Gonçalo do Amarante. — Foto: José Cláudio de Araújo/ Arquivo Pessoal

Mais “caixas misteriosas” são encontradas no Litoral do Ceará, em São Gonçalo do Amarante. — Foto: José Cláudio de Araújo/ Arquivo Pessoal
Fonte: G1
Por Blog do BG

Pesquisadores respaldam hipótese de que petróleo é venezuelano

Análises laboratoriais realizadas por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) em amostras do óleo que já atingiu mais de 150 praias do Nordeste brasileiro corroboram a informação de que o material contaminante tem “forte correlação” com produto extraído na Venezuela.

Em parceria com especialistas da Universidade Federal de Sergipe (UFS), os pesquisadores do Centro de Excelência em Geoquímica do Petróleo, Energia e Meio Ambiente do Instituto de Geociências da Ufba recolheram 27 amostras de resíduos ao longo do litoral do Sergipe e da Bahia. Nove destas amostras foram submetidas a minuciosas análises geoquímicas.

A conclusão dos especialistas é de que o óleo analisado tem correlação com um dos tipos de petróleo produzido no país vizinho. Segundo os pesquisadores, nenhuma das variedades de petróleo produzidas no Brasil apresenta características semelhantes às encontradas nas amostras analisadas. A análise dos pesquisadores é compatível com a análise que a Petrobras fez.

Segundo os acadêmicos, o trabalho em laboratório permite identificar compostos químicos que são como uma espécie de impressão digital ou marca de procedência, pois revelam características físicas e químicas do material que se formam única e exclusivamente no local de onde foi extraído. São os chamados biomarcadores, identificados por meio da geoquímica forense.

“Através dos resultados das análises dos biomarcadores e dos isótopos estáveis de carbono, observou-se uma forte correlação do óleo derramado no mar com um dos tipos de petróleo produzido na Venezuela”, informa a UFBA, em nota. “Constatou-se ainda que nenhum dos petróleos gerados por matéria orgânica marinha produzidos no Brasil apresenta tal distribuição de biomarcadores e razão de isótopos de carbono”, acrescenta a universidade.

A associação entre o petróleo venezuelano e a substância que já poluiu trechos do litoral de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, tinha origem em estudos da Petrobras e chegou a ser mencionada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Agência Brasil

Comments

Condomínio não pode proibir locação via Airbnb, diz ministro do STJ

O ministro Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), votou hoje (10) no sentido de que a locação de imóveis ou quartos por meio de aplicativos como o Airnnb não pode ser proibida por condomínios, desde que não se trate de atividade comercial.

Salomão é relator de recurso especial sobre o tema. Ao ler seu voto na sessão da Quarta Turma do STJ, onde o assunto está sendo julgado, afirmou que considera “ilícita a prática de privar o condômino do regular exercício do direito de propriedade, em sua vertente de exploração econômica”. O julgamento foi suspenso por um pedido de vista (mais tempo de análise) do ministro Raul Araújo.

Para chegar à conclusão, Salomão avaliou que, na maioria das vezes, as locações via Airbnb não podem ser consideradas atividades comerciais, aí sim passíveis de serem proibidas por condomínios, mas um mero “uso regular” do direito à propriedade, um aluguel por temporada com fins residenciais, conforme previsto na Lei das Locações (8.245/1991).

Leia notícia na íntegra AQUI no Justiça Potiguar.

Comments

Contrato diferenciado de trabalho para jovens e desempregados deve ser limitado à baixa renda

Em elaboração pelo governo, a nova modalidade de contrato de trabalho para jovens e pessoas desempregadas há mais de dois anos deve valer apenas em caso de salários mais baixos.

O limite de remuneração ainda está sendo calculado pela equipe do ministro Paulo Guedes (Economia).

As projeções para o teto variam de um salário mínimo e meio (R$ 1.497,00) a até dois salários mínimos (R$ 1.996).

Diante de 12,6 milhões de brasileiros desempregados, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o governo estuda medidas para estimular a criação de vagas formais de trabalho.

Um novo modelo de contrato que reduz custos de contratação para empresários faz parte desse pacote.

Vagas com salários acima do limite a ser estabelecido pela equipe econômica seguiriam as mesmas regras atualmente em vigor. Apesar da restrição salarial, a medida, segundo integrantes do Ministério da Economia, teria efeito para a maioria da mão de obra do país.

Dados do governo mostram que a média salarial das vagas com carteira assinada criadas em agosto foi de R$1.619,45 —ou seja, próxima dos patamares avaliados para a medida de estímulo ao emprego.

A Folha publicou em setembro detalhes do pacote de combate ao desemprego em estudo pelo time de Guedes. Isso deve ser anunciado nos próximos 30 dias.

Uma das principais propostas prevê redução de tributos para empresas que contratarem jovens (de 16 a 24 anos) para o primeiro emprego ou pessoas (independentemente da idade) sem carteira assinada há mais de dois anos.

Como benefício ao empresário, o governo deve livrar o patrão da cobrança previdenciária. A contribuição de 20% sobre os salários dos empregados é, na avaliação de Guedes, um peso à contratação de mão de obra no Brasil.

Nesse programa, que vem sendo chamado de Emprego Verde e Amarelo, a empresa, portanto, teria um incentivo fiscal para que eleve a quantidade de funcionários. Menos dinheiro entraria na caixa do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o que tem de ser compensado com recursos públicos.

Por causa desse impacto nas contas públicas, que já estão apertadas, o Ministério da Economia passou a estudar uma limitação ao novo modelo de contrato de trabalho.

Cálculos estão sendo feito para equilibrar a queda na arrecadação da Previdência Social e o efeito da medida no mercado de trabalho.

A isenção da taxação sobre a folha de pagamentos, porém, deve ser temporária. Um dos cenários é que essa desoneração tenha validade de seis meses, mas podendo ser estendida, por exemplo, por mais um ano caso o empregado não seja demitido.

O incentivo ao empregador não retira direitos do trabalhador, como 13º salário, férias e o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

No entanto, o governo também avalia permitir que, nesses casos, haja um corte no percentual que o empresário deposita mensalmente na conta do empregado no FGTS. Atualmente, a alíquota é de 8% da remuneração, mas poderia cair –temporariamente– para 4% ou 2%.

Folhapress

 

Ministro determina a operadoras que informem telefones de empresas apontadas como responsáveis por disparo de mensagens em massa

Em decisão individual proferida nesta quinta-feira (10), o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, determinou que operadoras de telefonia sejam oficiadas para que, no prazo de três dias, informem as linhas telefônicas de quatro empresas e de seus respectivos sócios alegadamente contratados durante a campanha eleitoral de 2018 para disparar mensagens em massa pelo WhatsApp.

A decisão ocorre no âmbito da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 0601782-57, ajuizada pela coligação Brasil Soberano (PDT/Avante) contra Jair Bolsonaro e Antonio Hamilton Martins Mourão, eleitos presidente e vice-presidente da República no último pleito, entre outras pessoas físicas. A alegação é de suposta prática de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação, nos termos do artigo 14, parágrafo 9º, da Constituição Federal, e do artigo 22 da Lei Complementar (LC) nº 64/1990.

Na ação, a coligação relata que matérias veiculadas na imprensa em outubro de 2018 revelaram que empresas apoiadoras da campanha teriam encomendado à Quick Mobile Desenvolvimento e Serviços, à Yacows Desenvolvimento de Software, à Croc Services Soluções de Informática e à SMSMarket Soluções Inteligentes pacotes de disparos em massa de mensagens na ferramenta WhatsApp contra o PT e seus respectivos candidatos ao pleito presidencial naquele ano.

Comments

Governo vai dobrar limite para compras em free shops após pedido de Bolsonaro

O governo federal vai dobrar o limite atual para compras em free shops, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. A medida foi solicitada pelo presidente Jair Bolsonaro ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que vai preparar o decreto para ser editado nos próximos dias. Com a mudança, brasileiros que viajam para o exterior poderão comprar US$ 1 mil em produtos nos aeroportos.

A cota permitida em free shops terrestres, como o da fronteira com o Paraguai, também mudará. O governo vai ampliar de US$ 300 para US$ 500 o valor máximo por pessoa que cruza a fronteira.

“Eu pedi, poxa, Paulo Guedes, faça alguma coisa por mim”, disse o presidente em visita ao jornal O Estado de S. Paulo nesta quinta-feira (10).

A mudança, no entanto, vale apenas para free shops. O limite para compras trazidas do exterior na bagagem permanecerá de US$ 500 em viagens aéreas e de US$ 300 para viagens terrestres.

Estadão Conteúdo

Comments

‘Não é para fazer política no meio de peças’, diz presidente da Caixa Cultural

Em reportagem publicada pelo Jornal Nacional na terça-feira (8), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que a Caixa Cultural está fazendo restrições a temas que ele não avalia como censura.

Guimarães falou que as seleções feitas neste ano “têm contratos normais”. “Agora a seleção é para falar da sua peça, não é para você no meio de uma peça fazer seu posicionamento político. A gente não fez numa contratação para fazer posicionamento político. Então não há censura.”

A reportagem cita texto publicado pela Folha em que funcionários admitem que há um filtro por temas, como LGBT ou sobre ditadura militar.

A reportagem da Globo também citou que no último sábado (4), Jair Bolsonaro “admitiu restringir algum tipo de obra, negando que houvesse censura”.

“A gente não vai perseguir ninguém. O Brasil mudou. Com dinheiro público não veremos mais certos tipos de obra por aí. Mas isso não é censura. Isso é preservar os valores cristãos. É tratar com respeito a nossa juventude. É reconhecer a família como uma unidade familiar”.

Já existem investigações no Ministério Público Federal apurando se as estatais e o governo estão praticando censura.

No Rio de Janeiro, a Justiça suspendeu uma portaria de Osmar Terra, ministro da Cidadania, na qual ele extinguiu um edital da Ancine, a Agencia Nacional de Cinema, onde havia produções LGBT.

Na última semana, o Ministério Público Federal também ajuizou ação no MPF de Pernambuco para que a peça Abrazo, que fala de ditadura e também teve temporada acancelada, volta a entrar em cartaz.

Folhapress

Comments

Juízes e procuradores contestam Lei de Abuso de Autoridade no STF

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) ingressou nesta quinta-feira (10) no Supremo Tribunal Federal (STF) com mais uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a nova Lei de Abuso de Autoridade, aprovada mês passado no Congresso Nacional.

Em outra frente, a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) também atacaram a lei em mais uma ADI.

Ao todo, somam-se agora quatro ações contra a lei no Supremo. As outras foram abertas pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que contestou 11 artigos, e pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais de Tributos dos Municípios e do Distrito Federal (Anafisco), que contestou três artigos. O relator é o ministro Celso de Mello.

Nas quatro ações foram pedidas liminares (decisões provisórias) para que a lei seja suspensa de imediato.

Agência Brasil

Comments

Ministro da Defesa diz que origem de óleo vazado está sendo apurada

Foto: Adema/Governo de Sergipe

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, disse hoje (10), em São Paulo, que o óleo que atingiu 138 localidades em 62 cidades de nove estados da Região Nordeste não é brasileiro e que ainda está sendo apurado o responsável pelo derramamento desse óleo.

“Está levantado o possível tipo do óleo, o DNA do óleo, que foi produzido por outros países, que não é o Brasil. O Brasil não tem aquele tipo de óleo. Estamos levantando, preliminarmente, os possíveis navios e as possíveis bandeiras que podem ter sido responsáveis pelo vazamento”, disse durante o Fórum de Investimentos Brasil 2019.

Um inquérito já foi aberto, mas ainda é inconclusivo. “Estamos levantando ainda a possível origem. Mas as investigações estão indo muito bem”, disse o ministro.

Segundo Azevedo, o vazamento pode ter sido um “incidente ou acidente”, mas “que teria que ter sido comunicado [ao Brasil]”.

Submarino

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa amanhã (11), no Rio de Janeiro, da cerimônia de integração do submarino Humaitá.

Fernando Azevedo disse que a integração do submarino é parte do programa de desenvolvimento de submarinos da Marinha do Brasil. “O objetivo é construir quatro submarinos convencionais e um submarino com propulsão nuclear, com transferência de tecnologia e expressivo uso da indústria nacional”.

“É um projeto do Programa de Submarinos. É nosso orgulho. Tivemos o primeiro lançamento do submarino convencional, que foi em dezembro do ano passado, e agora tem a junção principal do casco do submarino, que é o vão central. Isso será feito amanhã. Junta-se a parte central dele. O restante é mais fácil. E o próximo passo desse submarino, o Humaitá, será o lançamento em água. Isso significa que o projeto está indo muito bem”, explicou o ministro.

O primeiro Submarino Convencional Brasileiro (S-BR) foi lançado ao mar em 14 de dezembro do ano passado. O Humaitá será o segundo. Depois ainda virão o Tonelero e o Angostura. Já o Submarino com Propulsão Nuclear Brasileiro (SN-R) está previsto para ser lançado em 2029.

Agência Brasil

Comments

Bolsonaro veta notificação de casos de suspeita de violência contra a mulher

O presidente da República, Jair Bolsonaro, comunicou ao Senado Federal que decidiu vetar, integralmente, o projeto de lei que obrigava os hospitais das redes de saúde pública e privada a notificar os casos suspeitos de violência contra a mulher à polícia em, no máximo, 24 horas. O governo justificou o veto à proposta “por contrariedade ao interesse público”.

No projeto, a deputada federal Renata Abreu (PTN-SP) afirmou que “não existe por parte dos órgãos governamentais qualquer canal de comunicação entre hospitais e delegacias que mapeie de forma significativa as áreas com maior concentração de violência à mulher”.

Segundo a parlamentar, “a mulher agredida, por medo, deixa de registrar o boletim de ocorrência, porém, procura um hospital devido às lesões”. “E, muitas vezes, não há conhecimento das Secretarias de Justiça do ocorrido, e tal estatística passa despercebido.”

Atualmente, a legislação determina a notificação obrigatória de casos de violência contra a mulher atendida em serviços de saúde públicos e privados. Pelo texto vetado, deveriam ser informados também os indícios.

Na justificativa enviada ao Senado, Bolsonaro afirmou que consultou os Ministérios da Saúde e da Mulher, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Ambas as pastas se manifestaram a favor do veto integral.

“A proposta contraria o interesse público ao determinar a identificação da vítima, mesmo sem o seu consentimento e ainda que não haja risco de morte, mediante notificação compulsória para fora do sistema de saúde”, afirmaram as duas pastas. “Isso vulnerabiliza ainda mais a mulher, tendo em vista que, nesses casos, o sigilo é fundamental para garantir o atendimento à saúde sem preocupações com futuras retaliações do agressor, especialmente quando ambos ainda habitam o mesmo lar ou ainda não romperam a relação de afeto ou dependência.”

Estadão Conteúdo

Comments

Lojistas preveem crescimento de vendas para o Dia das Crianças

As vendas nos shoppings do país para o Dia das Crianças devem crescer cerca de 6%, de acordo com pesquisa divulgada, hoje (10), pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Os lojistas esperam aumento de até 10% no fluxo de visitantes no próximo sábado (12), data dedicada ao público infantil.

A gerente de Planejamento Estratégico da Abrasce, Gabriella Oliveira, disse que “a inflação controlada, que contribui para o aumento do poder de compra das famílias; a variação positiva do volume de empregos, mesmo que ainda discreta; e um maior volume de crédito afetam positivamente a decisão de consumo”. Além desses fatores, Gabriella lembrou que os eventos promovidos pelo setor têm efeito positivo sobre o fluxo de visitantes, o que reforça a expectativa de alta de 6% nas vendas.

De acordo com a Abrasce, brinquedos, vestuário e calçados continuam sendo os principais itens comercializados no Dia das Crianças, com previsão de expansão de 92%, 54% e 38%, respectivamente. Entre as opções de lazer e entretenimento, o destaque é o cinema, com 81% de procura pelo público, e praça de alimentação, 79%. Confirmando a expectativa positiva, a Abrasce estima que o gasto médio vai oscilar entre R$ 100 e R$ 200.

Os empreendimentos esperam também elevação das vendas de itens de informática, cultura (livros, CDs e DVDs) e telefonia, que poderão atingir 31%, 17% e 27%, respectivamente.

Agência BrasIl

Comments

Presidente de entidade que apoia portadores de transtornos mentais coordenará mesa em congresso nacional de psiquiatria

Presidente da Associação dos Familiares e Amigos dos Portadores de Transtornos Mentais (AFDM), o professor aposentado da UFRN, Sid Marques Fonseca, está participando do 38º Congresso Brasileiro de Psiquiatria, que acontece até o próximo sábado no Rio de Janeiro. Fonseca, que desenvolve em Natal um trabalho de apoio aos familiares de pacientes em tratamento na Casa de Saúde Severino Lopes, irá coordenar no sábado (12) as discussões sobre *“O protagonismo de Pacientes e Familiares na Recuperação da Esquizofrenia”*, tema que terá a participação de especialistas do Rio de Janeiro, como Leonardo Figueiredo Palmeira, Alexandre Lins Keusen, Kathiuska Alvarez e Gustavo José Meano Brito.

Para Sid Fonseca, que também é mestre em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a participação na coordenação de uma importante mesa de debate do Congresso de Psiquiatria, representa a uma oportunidade de ampliação a qualificação da assistência que entidades como a AFDM prestam aos pacientes de saúde mental e seus familiares.

Segundo ele, os temas que vão ser debatidos na mesa sob a sua coordenação permitirá otimizar experiências que já são vivenciadas em Natal, incrementando uma rede de atenção integral à saúde mental que favoreça a integração social e familiar dos portadores de transtornos mentais.

“Esse congresso tem uma importância especial, no momento em que o governo federal está traçando as diretrizes da nova política nacional da saúde mental, através da liderança do secretário nacional do Ministério da Cidadania, o professor Quirino Cordeiro Júnior. Essa nova política busca justamente soluções para fortalecer familiares e pacientes portadores de transtornos mentais. O foco é eliminar cada vez mais a assistência excludente, que causava o abandono e a marginalização, por uma rede de atenção integral” explica.

Comments

Dólar sobe para R$ 4,12 com perspectiva de juro menor

O real destoou de outras moedas nesta quinta-feira. Em dia de queda do dólar antes divisas fortes e de emergentes, como México, Rússia, África do Sul, a moeda americana chegou a ser negociada aqui a R$ 4,13 na máxima. Profissionais de câmbio ressaltam que novamente a perspectiva de queda dos juros, realimentada após a divulgação de dados decepcionantes das vendas no varejo de agosto, contribuiu para pressionar o câmbio, pois deixa os investimentos no País menos rentáveis. No mercado à vista, o dólar terminou o dia em alta de 0,49%, a R$ 4,1229.

Os estrangeiros estão mostrando mais cautela mesmo para investimentos em ofertas de ações, o que reduz ainda mais a entrada de dólares no Brasil. Na oferta de ações da Vivara, o estrangeiro ficou com 30% dos papéis. Dados da Anbima mostram que os investidores externos ficaram com 44,6% das ofertas de ações este ano até setembro, ante 63,7% no mesmo período do ano passado.

Para o estrategista de moedas em Nova York do banco BBVA, Alejandro Cuadrado, os juros baixos e a tendência de mais cortes pela frente estão mudando as operações com a moeda brasileira para os grandes investidores. A estratégia de “carry trade” (tomar empréstimo em país de juro baixo para apostar aqui) deixou de fazer sentido, observa ele. Ao contrário, a tendência de juros baixos reforçou o real como uma moeda para hedge (proteção), pois os custos aqui ficam menores que em outros emergentes com juro maior, como o México, Rússia e África do Sul. Ele prevê que o dólar vai terminar o ano em R$ 4,04.

Além do diferencial de juros, as mesas de câmbio operaram atentas às reuniões bilaterais em Washington entre China e Estados Unidos. O presidente dos EUA, Donald Trump, vai se encontrar com o vice-premiê chinês Liu He sexta-feira, anúncio que contribuiu para estimular o apetite por risco no mercado internacional, enfraquecendo o dólar. Para os estrategistas do banco Morgan Stanley, há um clima de “otimismo cauteloso” antes dos encontros em Washington.

Há esperança para algum tipo de acordo entre Pequim e Washington, ainda que possa ser somente parcial, após a China sinalizar essa disposição, avaliam os estrategistas do Danske Bank. Eles observam que algum comunicado das reuniões só deve vir no final da tarde de sexta, contribuindo para deixar os mercados apreensivos.

Estadão Conteúdo

Preço da energia deve cair de 30% a 40%, diz Guedes

Paulo Guedes: “Máquina pública gasta mal porque gasta muito consigo mesma, com privilégios” (Marcos Corrêa/PR/Palácio do Planalto/Reprodução)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, elogiou a votação no Congresso que aprovou projeto de lei que trata da partilha em fração igual dos recursos da cessão onerosa para Estados e municípios.

“Quero celebrar acordo entre Câmara e Senado e dizer que nossa classe política está de parabéns”, afirmou nesta quinta-feira (10).

“A cessão onerosa é o grande acordo político”, enfatizou. Para o ministro, não há crise política, ao contrário do que tem sido dito. “Nasceu uma nova política, extraordinariamente republicana”, disse.

Pelo projeto aprovado, os municípios poderão usar o dinheiro a ser recebido para cobrir o rombo previdenciário ou para fazer investimentos. Já os governadores ficarão mais engessados no uso do recurso e terão de usar a verba prioritariamente para pagar dívidas da Previdência.

As declarações foram feitas durante o Fórum de Investimentos Brasil 2019, organizado pelo governo federal, pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Essa medida vai reduzir o déficit fiscal nesse primeiro ano”, celebrou Guedes. “Quando me perguntam qual a meta de déficit fiscal, eu digo que é zero. Não deu para zerar, mas vamos tentar sempre o maior possível.” Segundo ele, não faz mal “mirar nas estrelas e acertar a lua”.

Energia

Guedes projetou um “choque da energia barata” no Brasil, que deverá ser sentida em breve. “Imagino em que um ano e meio os preços das termelétricas vão cair cerca de 30% a 40%”, afirmou, citando a importação de gás da Bolívia e da Argentina, além da produção oriunda do pré-sal.

Ele também defendeu a quebra do monopólio estatal na distribuição do gás, aumentando a competição no setor.

O ministro defendeu a abertura do Brasil por meio de do desenvolvimento de infraestrutura de entrada e saída de recursos como, por exemplo, um trajeto que dê acesso ao Oceano Pacífico pelo Peru, além de outro acesso na Região Norte, na Guiana, onde foram descobertas reservas de petróleo e gás natural. “Precisamos de saída pelo Norte para escoar recursos nossos e para a entrada de recursos em nossa rede.”

Previdência

O ministro disse também que a reforma da Previdência foi bem sucedida. “O governo gasta muito e gasta mal. Quando assumimos, diagnosticamos que o a Previdência Social era um gasto mais galopante, era um buraco fiscal que ameaçava engolir o Brasil”, comentou Guedes na ocasião.

Ele afirmou também que a Câmara dos Deputados aprovou a Previdência em dois turnos e que o Senado também vai aprovar em duas semanas. “A Previdência foi a primeira grande reforma e o combinado é entrar no pacto federativo”, apontou.

“Acordos políticos estão sendo costurados em bases orgânicas”, afirmou Guedes. O ministro ressaltou que o Senado demorou “um pouco mais” para votar a Previdência, “mas está trazendo entes federativos” para as medidas que alteram as aposentadorias.

Guedes afirmou que o governo vai por um lado estancar a máquina pública e por outro criar um bom ambiente de negócios. “Máquina pública gasta mal porque gasta muito consigo mesma, com privilégios.”

Segundo ele, a primeira missão do governo é reparar o balanço entre ativos e passivos da União. “O salário do funcionalismo público cresce, enquanto investimentos desabam. Temos de recuperar crescimento e acho que já fizemos inversão”, disse Guedes.

O ministro disse ainda que não há voo de galinha, quanto ao crescimento do País, citando taxa de juros estáveis e inflação controlada. “Tudo que está vindo é do setor privado. Não é mais crédito público que está veiculando o Brasil. É o setor privado que está se movendo. A economia estava viciada em gasto público. Trocamos o eixo para economia de mercado”, ressaltou Guedes.

Juros bancários

Paulo Guedes também disse que governo está abrindo o setor bancário para competição. Guedes disse que os bancos públicos estão sendo desalavancados e que o BNDES terá como eixos de atuação saneamento, privatizações, concessões e reestruturação financeira de Estados e municípios.

O ministro reiterou que, uma vez aprovada a reforma da Previdência, o governo vai encaminhar ao Congresso parte da reforma tributária –que irá à Câmara dos Deputados — e o pacto federativo — para o Senado.

O Executivo também vai encaminhar uma reforma administrativa, disse Guedes, destacando que será pedido “sacrifício” aos servidores públicos.

Exame

 

LOCAIS

Câmara celebra os 80 anos da Assembleia de Deus em Parnamirim

A Câmara de vereadores de Parnamirim prestou, na noite desta quarta-feira (9), homenagem à igreja Assembleia de Deus pelos 80 anos de existência no município(ADPAR). A solenidade, que ocorreu no Cine Teatro Paulo Barbosa – foi de propositura do vereador Thiago Cartaxo – um dos representantes da bancada evangélica na casa legilslativa.

O evento foi aberto pelo vice-presidente da Câmara, vereador Rogério Santiago (PPS) que, em seguida, passou a condução ao propositor da sessão solene. Thiago destacou a importância da homenagem. “Uma noite memorável para todos nós que cremos no senhor Jesus Cristo como salvador de nossas vidas. Essa homenagem é mais do que justa, por se tratar de uma instituição que tem salvado vidas”, frisou.

O presidente da Assembleia de Deus em Parnamirim, pastor Elinaldo Renovato de Lima, agradeceu a homenagem realizada pela Câmara e destacou a atuação da igreja no município. “Estamos felizes e honrados com esse reconhecimento. Em 20 de outubro de 1939, através do incansável trabalho de evangelização do pastor Otávio Gomes de Castro teve iniciou a igreja que, de seis membros hoje conta com mais de 72 igrejas na cidade e uma centena no interior do estado.

Na oportunidade, 34 membros da entidade religiosa receberam placas de homenagem.

A solenidade também contou com apresentações da Orquestra Filarmônica da ADPAR, e reuniu as vereadoras Kátia Pires, Ana Michele, professora Nilda, Abidene Salustiano e demais autoridades.

 

Servidores públicos do RN ganham 59% a mais que seus semelhantes no setor privado, diz Banco Mundial

POR DINARTE ASSUNÇÃO

Os servidores públicos do Rio Grande do Norte ganham em média 59% a mais do que aqueles que estão no setor privado em funções semelhantes.

Os dados são do Banco Mundial, em relatório cuja íntegra foi obtida pelo Blog do Dina.

Segundo o banco, as diferenças são explicadas porque os servidores do Rio Grande do Norte tiveram aumento salarial desproporcional entre 2010 e 2018, o que agravou o quadro fiscal do estado.

Blog do Dina

Fonte: Blog do BG

Por Heloísa Guimarães, Inter TV Cabugi

10/10/2019 18h12  Atualizado2019-10-10T21:12:52.792Z


Ambulâncias ficaram retidas no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal — Foto: Hugo Andrade/Inter TV Costa BrancaAmbulâncias ficaram retidas no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal — Foto: Hugo Andrade/Inter TV Costa Branca

Seis ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Natal, além de uma do Samu Metropolitano, ficaram presas nesta quinta-feira (10) no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, porque as macas dessas viaturas foram retidas na unidade. O motivo é que a administração não dispõe de acomodações para os novos pacientes que chegam ao hospital.

O Walfredo Gurgel é o maior hospital do Rio Grande do Norte e, com a paralisação dessas ambulâncias, não foi possível nesta terça transferir para lá os casos de urgência que apareceram em outras unidades de saúde.

A situação era essa até o final da tarde. Além das ambulâncias da capital e cidades vizinhas, havia ainda outras do interior do estado também estacionadas no pátio. No Samu Natal, são nove ambulâncias ao todo. Apenas duas ficaram rodando.

A dona de casa Eliane Pimentel conta que a mãe dela está na Unidade de Pronto Atendimento do Pajuçara, na Zona Norte de Natal, com suspeita de AVC. Entretanto não pode ser transferida para a emergência do Hospital Walfredo Gurgel por falta de transporte. A mulher agora tenta assinar um termo de responsabilidade para levar a mãe em um carro particular.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que o problema da falta de macas, que ocasiona a retenção das ambulâncias, se agravou após o feriadão da semana passada.

De acordo com a pasta, como houve um esquema de escalas para o trabalho no feriado, algumas cirurgias deixaram de ser feitas e os pacientes seguiram aguardando pelos procedimentos na unidade, ocupando as vagas. Além disso, ainda segundo a Sesap, a greve dos médicos, que durou uma semana, teria também piorado a situação do atraso das cirurgias.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

10/10/2019 16h51  Atualizado há 5 horas


Comércio em Natal vai funcionar em horário especial — Foto: Jonathan Lins/G1Comércio em Natal vai funcionar em horário especial — Foto: Jonathan Lins/G1

O comércio de Natal vai ter horário diferenciado neste sábado (12) em função do feriado nacional que celebra a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida.

As alterações nos horários de funcionamento do comércio de rua, dos shoppings e supermercados foram divulgados nesta quinta-feira (10) pela Câmara de Dirigentes Lojista de Natal (CDL).

Comércio de Rua

  • Alecrim: Abertura facultativa das 8h às15h
  • Centro da Cidade: Grandes Magazines, Riachuelo, C&A e Marisa 8h às 16h
  • Zona Norte: Fechado

Shoppings

Midway Mall

  • Alimentação e Lazer: 11h às 22h
  • Lojas de Departamento: 13h às 21h
  • Lojas âncoras: a partir das 12h
  • Demais lojas: 15h às 21h
  • Hipermercado Extra: 7h às 22h
  • Academia Smart Fit: 9h às 15h

Natal Shopping

  • Lojas: 15h às 21h
  • Praça de alimentação: 11h às 22h
  • Academia: 9h às 15h

Praia Shopping

  • Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h
  • Lojas e Quiosques: 15 às 21h
  • Cinema conforme a programação

Shopping Cidade Jardim

  • Alimentação e lazer: A partir das 11h.
  • Lojas e quiosque: A partir das 15h.
  • Americanas: Das 12h às 21h.

Shopping Via Direta

  • Praça de Alimentação e Lazer: 12h às 22h.
  • Lojas e Quiosques: Abertura facultativa das 14h às 20h

Partage Norte Shopping Natal

  • Carrefour: 7h às 21h
  • Academia: 8h às 18h
  • Cosern: fechada
  • Praça de Alimentação/Lazer: 11h às 22h;
  • Lojas/Quiosques: 15h às 21h, sendo facultativo, a partir das 12h;
  • Cinema: conforme sessões

Supermercados

  • Funcionamento das 7h às 21h

Fonte: G1RN

 

Falta de assistência a diabéticos causa uma amputação por dia no RN

Mais de 400 amputações maiores (ao nível da coxa e perna) devem ser realizadas até o final do ano

10/10/2019 às 17:53

O Rio Grande de Norte tem uma média diária de uma amputação por dia por falta de assistência a diabéticos. O alerta é do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (CREMERN), que reuniu a imprensa nesta quinta-feira, 10, para falar sobre a assistência ao paciente pé diabético. A coletiva também tratou sobre a possibilidade do fechamento do Hospital Ruy Pereira, única unidade de atendimento aos pacientes vasculares do RN.

Presidente do CREMERN, Marcos Lima de Freitas apresentou um relatório elaborado pela Câmara Técnica de Cirurgia Vascular do CRM, que mostra o quanto os pacientes vasculares precisam de atenção.

Estima-se que o RN possua 350 mil diabéticos, sendo que 280 mil dependem da rede pública.

Em 2018, o Hospital Ruy Pereira realizou 1.363 cirurgias, sendo desse total 242 amputações maiores (ao nível da coxa e perna), refletindo uma média de 4,6 amputações por semana.

Só este ano já foram realizadas 1.737 cirurgias até setembro, e estima-se que até o final do ano serão realizadas mais de 400 amputações maiores com uma média de 8,5 amputações por semana.

Dados revelam também um aumento de 121% este ano no número de atendimentos ambulatoriais pela Cirurgia Vascular no Hospital Rui Pereira.
O fluxo de regulação de pacientes com pé diabético e isquemia crítica, feito pela Central Estadual de Leitos está inefetivo, pois os ambulatórios e o pronto-socorro do Hospital Ruy Pereira não funcionam 24 horas.

“Casos que precisam de uma avaliação imediata acabam ficando para o dia seguinte e em caso de fins de semana a espera pode ser de até 48 horas”, afirma Dr. Marcos Lima de Freitas.

De acordo com a Câmara Técnica, para tornar o tratamento adequado e digno à população, é necessário reduzir a quantidade de pacientes amputados no Estado. Para isso, é preciso a criação de uma unidade hospitalar que atenda aos pacientes com isquemia crítica, com a realização de exames diagnósticos e a revascularização dos membros.

Segundo Davi Valério Damasceno, membro da Câmara e da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV-RN), o total de pacientes necessitados hoje é superior a estrutura disponível nas unidades.

“Para conseguir atender a todos, seria preciso que a unidade fosse responsável por 15 arteriografias por semana, 10 angioplastias e 5 cirurgias de revascularização (by-pass) por semana, além de contar com 30 leitos de internação, e ainda possuir retaguarda de 12 leitos de UTI”, argumenta.

Ainda de acordo com os dados revelados na entrevista, diversos hospitais públicos na capital e no interior do estado não têm alvarás do Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

“Fechar o Hospital Rui Pereira e pulverizar esses pacientes sem uma estrutura que cumpra as recomendações desse relatório, apenas agravará a assistência”, revela a diretoria do Cremern.

Ainda de acordo com o CREMERN, todas as medidas cabíveis e necessárias serão tomadas para estruturar a assistência ao paciente com pé diabético e em situação de isquemia crítica, em benefício da população e da boa prática da medicina.

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0