ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA QUARTA-FEIRA

Por G1

09/10/2019 19h49  Atualizado há uma hora


NACIONAIS

Óleo nas praias

As manchas de petróleo que se espalham pelo litoral do Nordeste chegaram à foz do Rio São Francisco. Equipes do Ibama identificaram petróleo cru na praia de Piaçabuçu, em Alagoas, e duas tartarugas foram achadas cobertas pelo óleo.

A praia alagoana é mais uma entre as 138 áreas atingidas em 62 cidades dos 9 estados nordestinos. Veja a lista dos locais afetados.

Bolsonaro X PSL

Evolução da contaminação por petróleo nas praias do Nordeste. Dados consolidados até 9/10, segundo o Ibama. — Foto: Arte/G1

A praia alagoana é mais uma entre as 138 áreas atingidas em 62 cidades dos 9 estados nordestinos. Veja a lista dos locais afetados.

Bolsonaro X PSL

A praia alagoana é mais uma entre as 138 áreas atingidas em 62 cidades dos 9 estados nordestinos. Veja a lista dos locais afetados.

Bolsonaro X PSL

O presidente disse que, por enquanto, vai continuar no PSL e comparou a crise no partido a uma briga de casal. Mais cedo, o presidente da legenda, Luciano Bivar, afirmou que Bolsonaro “já está afastado” do PSL. O partido é alvo de investigações por supostas candidaturas-laranja.

Abismo salarial

Servidor federal ganha quase o dobro de um funcionário do setor privadoServidor federal ganha quase o dobro de um funcionário do setor privado

Um relatório do Banco Mundial revela que servidores federais recebem salários 96% maiores do que os de funcionários de empresas privadas no Brasil. A comparação foi feita entre profissionais com cargos semelhantes, e o porcentual é o maior entre 53 países.

Orçamento de 2020

O Congresso aprovou a lei que serve de base para o Orçamento de 2020, e prevê salário mínimo de R$ 1.040 no ano que vem. O valor será corrigido pela inflação, sem aumento real, e ainda pode mudar porque é uma estimativa. Os parlamentares também proibiram bloqueios nas verbas de educação.

Caos no Equador

Manifestantes correm perto de uma barricada em chamas durante um protesto contra as medidas de austeridade do presidente do Equador, Lenin Moreno, em Quito, Equador, nesta quarta (9) — Foto: Reuters/Ivan Alvarado

Manifestantes correm perto de uma barricada em chamas durante um protesto contra as medidas de austeridade do presidente do Equador, Lenin Moreno, em Quito, Equador, nesta quarta (9) — Foto: Reuters/Ivan Alvarado

Uma greve geral paralisou as maiores cidades do Equador, no 7º dia de protestos contra as medidas de austeridade do governo. Manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou gás lacrimogêneo.

Em Quito, a capital do país, carros não circularam nas ruas. Em Guayaquil, para onde o presidente Lenín Moreno transferiu a sede do governo, uma ponte foi interditada. Autoridades prenderam quase 700 pessoas em uma semana de caos.

Ataque à Síria

Civis fogem da cidade de Ras al-Ain após ataques da Turquia a cidades na Síria de maioria curda — Foto: Delil Souleiman/AFPCivis fogem da cidade de Ras al-Ain após ataques da Turquia a cidades na Síria de maioria curda — Foto: Delil Souleiman/AFP

A Turquia começou uma ofensiva militar contra os curdos na Síria. Os bombardeios mataram 5 civis e três combatentes, segundo os curdos, que foram atacados após a saída dos EUA na região.

9/10/2019 = 9 1 0 2 0 1 9

Já tentou a ler a data de hoje de trás para frente? O dia 9/10/19 é um palíndromo que, assim como Arara e Ana, pode ser lido da mesma maneira tanto da direita para a esquerda como o contrário. O fenômeno não passou despercebido pelas redes sociais, e aqui a gente explica e dá outros exemplos de números e palavras.

Também teve isso…

Imagem que reproduz, de forma simplificada, o funcionamento de uma bateria de íons de lítio AA — Foto: Reprodução/YouTube prêmio Nobel

Imagem que reproduz, de forma simplificada, o funcionamento de uma bateria de íons de lítio AA — Foto: Reprodução/YouTube prêmio Nobel

Suspeito de ataque na Alemanha é presoSuspeito de ataque na Alemanha é preso
Fonte: G1
Por Blog do BG

STF: estados devem repassar a municípios 25% dos royalties do petróleo

Foto: Reprodução

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (9), por 8 a 1, manter a obrigatoriedade de estados produtores de petróleo repassarem 25% dos royalties a que têm direito para todos os municípios de seu território.

A norma, prevista na Lei 7.990/1989, era questionada no Supremo desde 2012 pelo estado do Espírito Santo, que argumentava não caber a uma lei federal estabelecer os critérios para a distribuição dos royalties entre os municípios.

Para o relator da matéria, ministro Edson Fachin, no entanto, a legislação pertinente à distribuição de royalties do petróleo é sim de competência federal, motivo pelo qual “é constitucional a imposição por este instrumento legal [Lei 7.990/1989] de repasse de parcela das receitas transferidas aos estados para os municípios”.

Fachin foi seguido por Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Apenas o ministro Marco Aurélio Mello divergiu, por considerar que caberia aos estados definirem os critérios para o repasse dos royalties a municípios. Os ministros Luiz Fux e Celso de Melo não participaram.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

 

Ministro do TCU vota para manter propaganda do pacote anticrime

FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Em sessão do TCU, o ministro Augusto Sherman conclui seu voto, abrindo divergência à decisão de Vital do Rêgo de suspender imediatamente a propaganda do pacote anticrime.

Ele concorda que a Secretaria de Comunicação da Presidência da República deva dar explicações sobre a campanha — apresentando, por exemplo, cópia do processo licitatório –, mas vota por derrubar a cautelar que impediu a continuidade da campanha.

O Antagonista

 

Produção de motocicletas aumenta 15,1% em setembro

Foto: Arquivo/Agência Brasil

A produção de motocicletas em setembro chegou a 92.894 unidades, 15,1% maior na comparação com o mesmo mês do ano passado. De janeiro a setembro foram produzidas 836.450 unidades, o que corresponde a uma alta de 7,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, de 777.779 unidades. Em relação a agosto, houve recuo de 19%, com a produção de 114.738 unidades. Os dados forma divulgados nesta quarta-feira (9), pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Segundo o balanço mensal da entidade, as vendas paras as concessionárias totalizaram 95.282 unidades, resultando em um aumento de 24,2% em relação ao mesmo mês do ano passado, de 76.695 unidades, e queda de 9% na comparação com agosto, de 104.649 unidades. No acumulado do ano foram vendidas 816.064 motocicletas no atacado, volume 14,7% superior ao mesmo período de 2018, com 711.644 unidades.

Os dados mostram ainda que na comparação com setembro do ano passado houve alta de 18,4% no número de motocicletas licenciadas, chegando a 87.719, na comparação com agosto que foi de 88.625 unidades, houve queda de 1%. Segundo a análise dos dados do Renavam, no acumulado do ano foram emplacadas 796.426 motocicletas no país, 14,4% a mais do que as 695.928 unidades licenciadas no mesmo período do ano passado.

As exportações em setembro atingiram as 2.390 unidades, o que mostra uma queda de 28,4% na comparação com o mesmo mês de 2018, de 3.336 unidades, e de 33% em relação a agosto que foi de 3.566 unidades. No acumulado de 2019, o volume exportado foi de 29.136 unidades, representando uma queda de 49% na comparação com o mesmo período de 2018, de 57.131 unidades.

Crédito

De acordo com o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, a oferta de crédito é o principal motivo para o crescimento dos números do setor, que, aliado às taxas de juros mais atraentes, incentiva os proprietários a trocarem as motocicletas por modelos mais novos e zero quilômetro.

“O que se observa é a motocicleta sendo utilizada cada vez mais como alternativa para a mobilidade flexível, econômica e eficiente nas cidades brasileiras, além de possibilitar a geração de renda para seu condutor”, disse.

Para Fermanian, o mercado deve se manter aquecido nos próximos meses devido ao pagamento do 13º salário e a chegada do verão, além do lançamento de novos modelos durante do Salão Duas Rodas, que acontece em novembro na capital paulista.

“O salão é o principal evento do setor de duas rodas e costuma receber mais de 200 mil visitantes, atraindo compradores entusiastas, que sempre aguardam pelas novidades e querem experimentar e adquirir uma motocicleta nova”, ressaltou o presidente da Abraciclo.

Pelas projeções da Abraciclo, a produção de motocicletas deve ser de 1.100.000 unidades em 2019, o que representa uma alta de 6,1% na comparação com o volume de 2018, de 1.036.788 unidades.

Agência Brasil

Governador Ronaldo Caiado sofre um infarto

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), sofreu um infarto hoje, por volta das 13h. Ele foi atendido pelo Hospital do Coração, em Goiânia, onde passou por um cateterismo. A artéria acometida é a descendente anterior, uma ramificação da artéria coronária.

Caiado já tinha uma placa obstruindo parcialmente essa artéria (cerca de 60%). O tratamento era feito com estatinas. Uma equipe médica de São Paulo irá avaliar o estado de saúde e verificar se é o caso de transferência para outro Estado.

O governador está consciente.

A assessoria de Caiado não confirma o infarto.

Veja

 

LOCAIS

Natal em Natal: Prefeitura paga cachê de mil reais a artistas locais

A Prefeitura do Natal publicou nesta terça-feira(8), no Diário Oficial do Município, como será o seleção de atrações musicais para a programação do Natal em Natal 2019, no Espaço Cultural Marilene Dantas, popularmente conhecido como “Árvore de Mirassol”. Cada atração receberá o cachê de mil reais. Enquanto em outras festividades, como o carnaval, artistas conhecidos nacionalmente ganham valores infinitamente maiores, é esse o “incentivo” que a gestão de Álvaro Dias dá aos chamados “artistas da terra”.

O período de apresentação das 29 atrações vai de novembro de 2019 a 5 de janeiro de 2020. Para ter direito a subir ao palco, os artistas passarão por seleção que consiste em analisar o portfólio de cada atração e a pertinência da proposta, inserção na cena musical, além da audição do material, figurino e outros itens constantes no edital.

Diário Oficial do Município traz a publicação

A Prefeitura ainda publicou que o “Espaço Cultural Marilene Dantas é ponto tradicional do Turismo, Cultura e da Economia Criativa da cidade graças aos incentivos da Prefeitura do Natal para a música, gastronomia, artesanato e manifestações artísticas populares.”

Conhecido no cenário artístico potiguar, Esso Alencar fez considerações acerca do valor que será pago pela Prefeitura, em sua página no Facebook.

Novo Jornalismo

GOL anuncia voo regular entre Natal e Buenos Aires

A passagem da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) pela FIT Argentina, em Buenos Aires, rendeu mais uma boa notícia ao turismo brasileiro. A Gol Linhas Aéreas, empresa brasileira de aviação de transporte, anunciou a criação de um voo que ligará a capital argentina ao Nordeste, mais especificamente Natal (RN).

A notícia foi confirmada pelo diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur, Osvaldo Matos, que esteve no estande do Rio Grande do Norte na feira internacional e recebeu a notícia dos executivos e da Secretaria de Turismo potiguar.

“Após o anuncio do voo da Azul entre Buenos Aires e Recife, recebemos essa maravilhosa informação. É fundamental ampliarmos as possibilidades de acesso do público argentino ao Brasil e, principalmente, ao nordeste brasileiro”, explicou Osvaldo.

Em 2018, 2,4 milhões visitantes argentinos estiveram no Brasil e injetaram US$ 1,625 bilhão na economia brasileira. Com a crise econômica vivida pelo país vizinho, é esperado que o turista argentino que viajava ao Caribe busque alternativas como o Nordeste brasileiro.

O lançamento oficial do voo, como suas informações adicionais, deve ser divulgado brevemente pela Gol Linhas Aéreas.

 

Abertura da 49ª edição dos Jerns acontece nesta quinta-feira; veja competições, locais e horários

FOTO: ASSECOM/SEL

Nesta quinta-feira (10), às 16h, no Ginásio Marcelo de Carvalho (DED), no bairro da Candelária em Natal, estudantes de escolas públicas e particulares do Rio Grande do Norte participarão da abertura da fase final da 49ª edição dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (Jerns). Realizado pelo Governo do RN, através da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer, o Jerns está consolidado como uma das maiores competições estudantis do país.

Neste ano, 1006 escolas do sistema estadual de ensino estão envolvidas nos Jerns, o que representa a participação de 39.571 estudantes. Na fase final, cerca de 14 mil jovens atletas deverão competir. “Os números dos Jerns mostram a força da competição, que movimenta alunos de todas as regiões do RN. Os jogos promovem à formação cidadã dos nossos jovens, pois permite que, em meio as competições, princípios de convivência, cidadania e respeito sejam vivenciados durante está competição”, frisou Getúlio Marques, titular da SEEC.

Os jogos contam com 27 modalidades. Badminton, basquete, ciclismo, futebol, handebol, judô, surf, taekwondo e xadrez são alguns dos esportes presentes na etapa final. “Vamos celebrar a grande festa do esporte estudantil, que nesta edição completa 49 anos de história. No Jerns temos a oportunidade de aplaudir os grandes protagonistas da competição: nossas meninas e meninos, jovens talentos do esporte”, declarou Canindé de França, subsecretário de Esporte e Lazer do RN.

Os horários, locais e competições a serem realizadas na etapa final podem ser conferidos no site da Coordenadoria de Desporto Escolar da SEEC por meio do endereço eletrônico http://codesp.educacao.rn.gov.br/jogos.asp

Destaque

Em 2018, a Escola Estadual Desembargador Floriano Cavalcanti (Floca) foi a campeã entre as escolas públicas participantes. No total, a unidade de ensino competiu com 10 atletas e conquistou 15 medalhas, resultado comemorado por toda a comunidade escolar.

 

Governo do RN decreta situação de emergência por incêndios em Portalegre e Viçosa

Foto: Arquivo/registro no fim de semana

Em decorrência do aumento do número de incêndios florestais, o Governo do RN decretou situação de emergência nos municípios de Portalegre e Viçosa por 90 dias, podendo ser prorrogado por igual período. O texto será publicado em edição extraordinária do Diário Oficial nesta quarta-feira (9). Além do aumento do número de incêndios, a medida considera os graves danos provocados à fauna e à flora, a dificuldade na recuperação natural das áreas devastadas pelo fogo, agravamento da situação hídrica do Estado e o impacto socioeconômico no setor agropecuário.

O decreto permite ao Corpo de Bombeiros contratar, mediante dispensa de licitação, as obras e os serviços necessários a mitigar as consequências provocadas pelos incêndios, além da aquisição de materiais e equipamentos necessários ao combate às queimadas. Será possível também adotar medidas preventivas junto aos municípios, dentre elas a formação e treinamento de brigadas de incêndio e ações educativas para a população.

Já são mais de 40 horas de combate ao fogo na serra do município de Portalegre. Segundo o Corpo de Bombeiros, 20 militares estão trabalhando no local com a ajuda de voluntários, carros-pipa e máquinas cedidos pela Prefeitura. Nesta quarta-feira, mais 20 bombeiros foram enviados à cidade para reforçar o combate ao incêndio. Equipe da Defesa Civil que está no município trabalha junto às coordenadorias de Defesa Civil de Portalegre e de Viçosa. Foi elaborado plano de ação que inclui o uso de drone para levantamento da área atingida e mapeamento dos locais de mais fácil acesso aos focos de incêndio.

Neste mês de outubro, até esta terça-feira (8), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 60 focos de incêndios no Rio Grande do Norte. Em agosto e setembro foram 52 e 81, respectivamente, contra um foco em junho e quatro em julho. Isso porque o último trimestre do ano é o período mais quente, com baixa umidade relativa do ar, aumento da intensidade dos ventos e, consequentemente, mais propício ao surgimento de focos de incêndio.

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

09/10/2019 19h36  Atualizado há 2 horas


Incêndio atinge área de mata de Ceará-Mirim — Foto: Acson Freitas/Inter TV CabugiIncêndio atinge área de mata de Ceará-Mirim — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Um incêndio florestal teve início no fim da tarde desta quarta-feira (9) no município de Ceará-Mirim, região Metropolitana de Natal. As chamas estão altas, mas não atingiram nenhuma edificação até o momento.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo está em uma área de mata próximo ao Rio Água Azul. O subsecretário de Meio Ambiente do município, José Aureliano, informou que o fogo teve início por volta das 17h.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e equipes se deslocaram até o município na tentativa de combater as chamas. A corporação estima que cerca de 40 hectares já foram atingidos.

As equipes se dividem em três pontos diferentes para evitar a expansão da área afetada pelas chamas. Neste momento, são dois focos de incêndio que estão sendo combatidos – um de forma mais efetiva por poder atingir uma casa próxima.

Além do Corpo de Bombeiros, estão no local bombeiros civis e carros-pipas da Prefeitura de Ceará-Mirim para auxiliarem no combate.

Nesta quarta-feira, o Governo do RN decretou situação de emergência nos municípios de Portalegre e Viçosa, com validade de 90 dias, por conta do aumento do número de incêndios florestais na região.

Somente em outubro, até a terça-feira (8), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 60 focos de incêndios no RN. Em agosto foram 52 e em setembro 81 contra um em junho e quatro em julho.

Por Emmily Virgílio, Inter TV Cabugi

09/10/2019 19h29 Atualizado há 3 horas


Prefeituras do RN alegam não ter equipes para fazer limpeza nem lugar para descartar óleoPrefeituras do RN alegam não ter equipes para fazer limpeza nem lugar para descartar óleo

As prefeituras do Rio Grande do Norte estão com dificuldades para limpar as praias e dar a destinação correta às manchas de óleo que surgiram no litoral do estado. O estado tem o maior número de locais atingidos pelas manchas de óleo – 43, até o último levantamento do Ibama. Veja a lista de praias atingidas.

Os municípios atingidos reclamam que não têm dinheiro nem pessoal para fazer o trabalho de limpeza. O que já conseguiram recolher o material, aguardam orientação para saber como descartar o material.

Em Maxaranguape, a preocupação é também com o turismo. “A gente tem dificuldade de pessoal, de recursos financeiros e é uma atividade bastante complexa que exige uma capacidade técnica para ser realizada”, afirma o secretário de Meio Ambiente do município, Flávio Farias.

Uma reunião entre prefeituras e órgãos ambientais é prevista para esta semana, para discutir soluções para limpeza das praias. Por enquanto, os municípios que não puderem contratar empresas especializadas são orientados a guardar o material, seguindo orientações do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema).

A orientação é que a coleta deve ser feita com rastelo e pás e o óleo colocado em recipientes plásticos. Os municípios também não devem remover o óleo com tratores, porque eles geram outro problema: a erosão.

Óleo recolhido pela prefeitura de Tibau do Sul está em estacionamento da prefeitura — Foto: CedidaÓleo recolhido pela prefeitura de Tibau do Sul está em estacionamento da prefeitura — Foto: Cedida

A Prefeitura de Tibau do Sul, por exemplo, recolheu o material betuminoso das praias do município e acondicionou o material em sacos plásticos, que foram dispostos em bobonas. Porém, até esta quarta-feira (9), elas seguiam armazenadas na garagem da prefeitura.

“Estamos procurando outras alternativas, como a indústria do cimento, para vez a possibilidade de queima desse produto, e conversando com o DER para ver a possibilidade de usar esse óleo no processo de produção de asfalto das nossas estradas”, afirmou o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar.

 

09/10/2019 17h33  Atualizado há 5 horas


Incêndio florestal atinge mata na zona rural do município de Portalegre, no RN. — Foto: Corpo de Bombeiros/DivulgaçãoIncêndio florestal atinge mata na zona rural do município de Portalegre, no RN. — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou um decreto situação de emergência nos municípios de Portalegre e Viçosa, com validade de 90 dias, por causa do aumento do número de incêndios florestais na região. O texto será publicado em edição extraordinária do Diário Oficial ainda nesta quarta-feira (9).

Além do aumento do número de incêndios, a medida considera “os graves danos provocados à fauna e à flora, a dificuldade na recuperação natural das áreas devastadas pelo fogo, agravamento da situação hídrica do Estado e o impacto socioeconômico no setor agropecuário”.

O documento permite ao Corpo de Bombeiros contratar, com dispensa de licitação, as obras e os serviços necessários a mitigar as consequências provocadas pelos incêndios, além de compra de materiais e equipamentos para combate às queimadas. Também poderão ser adotadas medidas preventivas junto aos municípios, dentre elas a formação e treinamento de brigadas de incêndio e ações educativas para a população.

O combate ao fogo na serra do município de Portalegre ultrapassou as 40 horas nesta quarta-feira (9). Segundo o Corpo de Bombeiros, 20 militares estavam trabalhando no local com a ajuda de voluntários, carros-pipa e máquinas cedidos pela Prefeitura.

Mais 20 bombeiros foram enviados à cidade para reforçar o combate ao incêndio. Já a equipe da Defesa Civil que está na região trabalha junto às coordenadorias de Defesa Civil de Portalegre e de Viçosa. Um plano de ação que inclui o uso de drone para levantamento da área atingida e mapeamento dos locais de mais fácil acesso aos focos de incêndio foi elaborado.

Somente em outubro, até esta terça-feira (8), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 60 focos de incêndios no Rio Grande do Norte. Em agosto e setembro foram 52 e 81, respectivamente, contra um foco em junho e quatro em julho.

De acordo com o governo, o último trimestre do ano é o período mais quente, com baixa umidade relativa do ar, aumento da intensidade dos ventos e, consequentemente, mais propício ao surgimento de focos de incêndio.

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0